Vamec. Palavra do Diretor. Grupo VK: 1/14

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Vamec. Palavra do Diretor. www.automasafety.com.br. Grupo VK: 1/14"

Transcrição

1

2 Palavra do Diretor Em um cenário nacional onde o risco de ocorrer um acidente no local de trabalho é iminente e a grande maioria das empresas não está adequada com base nas Normas Regulamentadoras Brasileiras, a Automasafety torna-se um referencial em: SOLUÇÃO DE SEGURANÇA EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. É impossível mensurar o número de vidas salvas e acidentes no trabalho evitados por ações de adequação de máquinas e treinamentos realizados pela Automasafety, mas podemos dizer que estamos apenas no início da caminhada em busca de nosso objetivo: MÁQUINA SEGURA, ACIDENTE ZERO. Vladimir Kuse - Diretor Grupo VK: Vamec capinadeiras mecanizadas TECNOLOGIA EM ELEVADORES 1/14

3 EMPRESA Criada em 2003, pelo Diretor Vladimir Kuse, a Automasafety vem ao longo de mais de dez anos reescrevendo a história da segurança no local de trabalho, através das inúmeras máquinas adequadas e dos cursos, palestras e treinamentos realizados. Possui o mais completo escopo de serviços voltados à adequação e segurança de máquinas e equipamentos, conforme a NR12, Norma Regulamentadora Brasileira que rege a segurança de máquinas. A Automasafety constituiu a maior estrutura para atender ao mercado de segurança de máquinas: uma fábrica metalúrgica, com equipamentos de última geração, além de uma equipe multidisciplinar altamente treinada e capacitada, constituída por engenheiros e técnicos especializados. Esta infraestrutura sólida e planejada, é o que a torna a maior empresa integradora de sistemas de segurança do Brasil. VISÃO Tornar-se referência nacional no mercado de Segurança de Máquinas. Eliminar o risco de acidentes no trabalho, valorizando a vida e conscientizando as empresas sobre a importância de um trabalho seguro, conquistando a con abilidade e assegurando o crescimento e a rentabilidade de nosso negócio. MISSÃO VALORES Rumo a Certficação Segurança total no ambiente de trabalho; Valorização da vida e da ética; Desenvolvimento pessoal e pro ssional; Empreendedorismo, inovação e a excelência como meta; Compromisso com a qualidade, segurança e meio ambiente; Sustentabilidade econômica, social e ambiental; Idoneidade, credibilidade e con abilidade. GESTÃO INTEGRADA A Automasafety está integrada com a qualidade, com o controle dos riscos à saúde e à segurança dos seus colaboradores e clientes e com a prevenção de impactos ambientais. Para nós o maior valor é o ser humano e a sua integridade física e moral. Nenhuma situação de emergência, produção ou resultado pode comprometer a saúde ou a segurança das pessoas, da proteção do meio ambiente e da qualidade dos produtos e serviços. 2/14

4 Sede O grupo Automasafety chega em 2013 ao Distrito Industrial de Alvorada/RS com sua nova sede, em uma estrutura com modernas tecnologias e instalações. Com um design inovador e aconchegante, presando pelo bem estar, segurança e conforto de seus clientes e colaboradores, em uma área total de m², a nova sede dispõe de: Diferenciais: Moderna frota com mais de 30 veículos entre caminhões, ônibus e utilitários; Unidade móvel (o cina de serralheria e elétrica); Equipe composta por mais de 100 colaboradores diretos; Infraestrutura para reposições de peças, mantendo um grande estoque variado, para entrega imediata. Filiais A Automasafety conta com duas liais, situadas nas cidades de Caxias do Sul/RS e Piracicaba/SP. Filial Caxias Filial Piracibaca 3/14

5 Sustentabilidade A sede da Automasafety é considerada um exemplo de gestão ambiental, conquistando em 2013 o Prêmio Excelência em Sustentabilidade Ambiental na cidade de Alvorada/RS, em reconhecimento às suas ações. Primeira empresa privada brasileira a implantar a Estação de Tratamento de E uentes utilizando o sistema de plantas macró tas em utuação; l. em ta ia ien nc b lê m ce e A Ex ad io ilid êm tab Pr ten s Su Sistema de exaustão no processo de soldagem, capaz de compactar e solidi car os resíduos gerados pela operação da serralheria, minimizando o impacto ambiental dos processos produtivos; Logística Reversa, que é a prática de repor ao ciclo industrial os resíduos gerados em sua operação e processo produtivo de adequação de máquinas; Captação de água de chuva para reutilização em manutenção de jardim e descargas de banheiros; Gestão de resíduos sólidos; Horta orgânica, onde os funcionários podem colher e levar para a casa; Programa Caneque-se, com a proposta de que os colaboradores deixem de usar copos descartáveis e substituam por canecas fornecidas pela empresa. Isso signi ca uma redução de até copos plásticos por funcionário/ano; Educação ambiental; Sistema de Gestão Ambiental. Projetos futuros Captação de energia solar através de painéis fotovoltaicos. E. E T. Captação de energia eólica com a instalação de aerogeradores. m co pl s ta an Compensação de emissão de gases poluentes, através da compra de créditos de carbono e plantio voluntário de mudas.. as fti ró ac m Plantar ideias ecológicas é a garantia de um futuro fértil, tempo de colhermos sustentabilidade. 4/14

6 Serviços Apreciação de riscos A Automasafety oferece serviço de consultoria em análise e apreciação de riscos em máquinas e equipamentos, sendo esta uma importante ferramenta na condução de um processo de adequação de máquinas e equipamentos a NR12. Esta análise além de uma exigência da NR12, deve ser utilizada como base para implementação de um sistema de segurança, sendo possível quali car e quanti car riscos, determinar as categorias destes e determinar a tecnologia necessária para realizar a adequação e minimização dos acidentes em máquinas e equipamentos. P a r a a e l a b o r a ç ã o d a a p r e c i a ç ã o d e riscos a Automasafety utiliza como base os métodos normatizados na NBR ISO e NBR Abordagens: Levantamento de campo; Avaliação dos dispositivos de segurança; Avaliação da ligação elétrica dos dispositivos de segurança; Apresentação dos itens da NR12 a serem seguidos; Identi cação das zonas de risco da máquina; Avaliação das condições de trabalho com o equipamento; Determinação das categorias dos riscos apreciados; Suporte á elaboração de sistema de gestão de segurança; Determinação das sugestões de solução para redução do fator de risco; Método de avaliação normatizado, quantitativo e qualitativo; Avaliação do sistema de aterramento; Mapeamento comparativo das condições iniciais e posteriores a implementação da solução; Documentação com ART (Anotação de Responsabilidade Técnica). 5/14

7 Inventário de máquinas Para subsidiar as ações de gestão da aplicação da NR12 as empresas devem manter o inventário atualizado das máquinas e equipamentos, com identi cação por tipo, capacidade, sistemas de segurança e localização em planta baixa, sendo este documento um serviço oferecido pela Automasafety, ao qual é elaborado por pro ssional legalmente habilitado, atendendo aos itens da NR12. Projeto conceito Automasafety oferece a elaboração de projetos mecânicos e elétricos para a adequação de máquinas e equipamentos. Neste método a Automasafety é responsável pelo desenvolvimento das soluções de segurança e realização do projeto mecânico das proteções físicas e o projeto elétrico dos dispositivos eletrônicos de segurança a serem instalados na máquina, contendo de forma clara todos os detalhes construtivos para a correta adequação da máquina a NR12 e demais normas vigentes. Treinamentos Treinamento operacional para máquinas adequadas a NR12. A capacitação para operação segura de máquinas abrange as etapas teóricas e prática, a m de permitir habilitação adequada do operador para trabalho seguro, abordando no treinamento os requisitos do anexo II da NR12. Treinamento de NR12 6/12

8 Validação de projetos em máquinas nacionais e importadas A Automasafety oferece a elaboração de documentação técnica para veri cação e validação de máquinas ao atendimento a NR12, criando um laudo técnico, com ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), para avaliar o atendimento da normativa brasileira, a interligação elétrica dos dispositivos de segurança, a concepção das proteções mecânicas físicas e a documentação existente na máquina, veri cando se o nível aceitável de redução do risco foi atingido. Este serviço é sugerido,principalmente para empresas que estão comprando máquinas novas, tanto nacionais como importadas e para empresas que estão fazendo a adequação de segurança. Consultoria realizada na Itália PIE - prontuário das instalações elétricas É um documento na forma de um manual que estabelece o sistema de segurança elétrica da empresa. O PIE sintetiza o conjunto de procedimentos, ações, documentações, e programas que a empresa mantém ou planeja executar para proteger o t r a b a l h a d o r d o s r i s c o s e l é t r i c o s. To d a s a s empresas com potência instalada superior a 75kw devem manter o PIE atualizado. Medição de tempo de parada de máquinas (stop time) A Automasafety oferece o serviço de medição do tempo de parada de máquinas e equipamentos. Esta medição é realizada com a utilização de equipamento importado, certi cado, testado e calibrado em atendimento a EN999. Este equipamento indica o tempo de resposta de parada da máquina, fornecendo de maneira segura a indicação de distância apropriada, para a instalação da cortina de luz dispositivo AOPD. Esta medição deve ser realizada para o atendimento das exigências do anexo I da NR 12. 7/14

9 Medição e laudo do sistema de aterramento A Automasafety oferece o serviço de medição da resistência de aterramento, com terrômetro digital da marca Fluke. Poderá ser elaborado um laudo técnico com ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) onde avalia-se a resistência encontrada no sistema de aterramento da máquina é compatível com as exigências das normas e se atende ao RIC (Regulamento de Instalações Consumidoras) das concessionárias. Projetos elétricos Principais Tópicos: Conceitos desenvolvidos através de engenharia de segurança; Utilização das mais recentes tecnologias de automação de segurança; Estrutura desenvolvida para a montagem de quadros elétricos; Reforma dos sistemas elétricos em geral. Inspeção programada As inspeções programadas são consideradas uma ferramenta fundamental para o controle efetivo do sistema de segurança instalado. As máquinas já adequadas e que atendem a NR12, devem sofrer inspeções garantindo que o sistema instalado encontra-se em perfeito funcionamento e que as características do projeto não tenham sido alteradas. 8/14

10 Reforma de máquinas A Automasafety oferece o serviço de reforma geral de máquinas, agregando junto a reforma mecânica e elétrica o sistema eletrônico de segurança em atendimento a NR12. Antes Antes Depois Depois Antes Antes Depois Depois 9/14

11 Produtos Adequação de máquinas A Automasafety em resposta a crescente demanda relacionada a integração de sistemas de segurança em máquinas, desenvolveu metodologias de atendimento personalizadas, baseadas na especi cidade de cada necessidade, buscando soluções otimizadas aliando s exigências normativas ás necessidades de processo, garantindo excelentes índices de produtividade em condições seguras. Nas necessidades relacionadas a implementação de sistemas de segurança de modo a garantir a e ciência no atendimento a demandas críticas, disponibiliza serviços técnicos de engenharia responsáveis pelo desenvolvimento de soluções, implementação de sistemas de segurança e validação técnica. Proteções mecânicas O processo de adequação de máquinas e dispositivos trás de uma forma geral a necessidade de adequações, implementações e instalação de complementos de proteções mecânicas. Em resposta a esta demanda, desenvolveu experiência e estrutura para o desenvolvimento das mais so sticadas proteções mecânicas direcionadas a segurança de máquinas. O processo de implementação de proteções mecânicas é desenvolvido por projetistas especialmente quali cados, e sob supervisão permanente da área de engenharia de segurança. De modo a garantir os altos padrões de qualidade exigidos pelos parceiros da Automasafety, foi desenvolvido um moderno parque industrial, contemplando novas máquinas para a fabricação de proteções, carenagens e estruturas mecânicas em geral. Principais tópicos: Conceitos desenvolvidos através de engenharia de segurança Utilização dos mais diversos tipos de matérias primas (aço carbono, inox, alumínio e outros), de forma a garantir maior e ciência as estruturas aplicadas; Qualidade no acabamento; Avaliação criteriosa das peculiaridades de processo. 10/14

12 Dispositivos de Segurança As adequações de máquinas e as exigências de segurança tornam necessário o uso de equipamentos apropriados para estes ns, são os dispositivos de segurança, que devem atender as exigências construtivas e ter disponibilizado pelos fabricantes as declarações de conformidade. A Automasafety de modo a garantir o desenvolvimento das mais so sticadas soluções, possui acesso as mais recentes tecnologias de automação de segurança, que vão de dispositivos de sensoriamento, sistemas opto eletrônicos ao controle lógico *Imagem meramente ilustrativa simulando linha de produção. 11/14

13 LEGENDA 9 1 Chaves de segurança; 2 Válvula ou bloco de segurança (hidráulico/pneumático); 10 Chave de emergência acionada por cabo; 3 Dispositivo de acionamento bimanual; 11 Monitoramento de área 4 Dispositivo de retenção mecânica (calço); 5 Leitor biométrico; 6 Dispositivo de parada de emergência; 13 Proteções físicas perimetrais; 7 Pedal de acionamento de 3 posições; 14 Proteções físicas (carenagens); 8 Coluna luminosa; 15 Sistema de múltiplos feixes para dobradeiras. Cortina de luz (scanner, cortina de luz e tapete de segurança); 12 Dead man (Botão de habilitação de três posições); 12/14

14 Curso: Auditor Interno de NR12 AUDITOR INTERNO NR 12 O curso A NR12 de ne referências técnicas, princípios fundamentais e medidas de proteção com o objetivo de garantir a saúde e a integridade física dos trabalhadores. De modo a atender e cientemente, é fundamental a capacitação de uma equipe multidisciplinar permitindo o correto desenvolvimento de todas as etapas da aplicação da norma. Pensando nisso, a Automasafety desenvolveu o primeiro Curso de Auditor Interno de NR12 no Brasil. Público Alvo Diretores, gerentes, compradores, importadores, exportadores, fabricantes, pro ssionais de manutenção, técnicos em geral, supervisores, engenheiros, (gestores de segurança). Pro ssionais de processos, gestão, compras, qualidade, manutenção, inspeção de máquinas e acadêmicos. Corpo Docente O curso de Auditor Interno da NR12 dado a abrangência e complexidade técnica, exige uma equipe multidisciplinar e ao longo dos anos reuniu-se alguns dos melhores pro ssionais do mercado brasileiro, para este curso dispõe-se de: Auditores Fiscais do Trabalho (aposentados), Engenheiros com doutorado e mestrado, Engenheiros com especializações em pneumática e hidráulica, Tecnólogos e Técnicos, Advogados doutores em direito trabalhista além da expertise dos melhores Especialistas em gestão de segurança de máquinas e equipamentos do Brasil. Conteúdo Programático Avaliação de Risco, metodologia aplicada (teórica e pratica); Projeto e execução das adequações a partir da apreciação de riscos; Aspectos ergonômicos em fabricação e operação de máquinas e equipamentos Item a ; Circuitos e comandos elétricos X circuitos e comandos elétricos com interface de segurança; Conceito, projeto e instalação de bloco e válvula hidráulica de segurança; Produtos de segurança e suas aplicabilidades, categorias e certi cações; Procedimento, treinamento e capacitação auditável; Ensaio pratico nas máquinas operatrizes da Automasafety; Avaliação com nota nal dos cursando, conforme determina a NR12 Art alínea E; Entre outros. Informações Telefone:(51) /14

15 Responsabilidade Social A Responsabilidade Social começa na própria empresa, na busca contínua do bem-estar de seus funcionários e familiares, além de incentivar e investir no crescimento pessoal, pro ssional e social de seus colaboradores. A Automasafety está presente em ações que têm o esporte e os projetos culturais como instrumento de inclusão social, por meio da concessão de patrocínios. Cada vez mais em evidência, a atuação da empresa visa, não só fortalecer sua imagem institucional, mas sobretudo, possibilitar a conexão das pessoas com a emoção e com o espírito coletivo que estas ações promovem. ÇA N A ER G D IN LI H O AC RS CO CU IA D S A D N A AT L SO D LI RI O RI Á O PE ÇÃ RE A O M E D O ÇÃ NO RA A O DE EM L M NA CO FI L SA S EN TE M N O RIA ÇÃ SA RA R O IVE EM N M SA CO O D ES Ã M A IC R FÉ N S O N A TY 10 FE S A O S D A A OM ST T FE AU JI U -J Ô D IT JU RA Y LL BR TU U O A O R AT P E SA RO IA D OR O D D A H ÇO L O BA A LM R A T O D A M M C 14/14 SU

16 + 55 (51) /automasafety Matriz Rua Vereador Mário Cardoso Ferreira, 865 CEP Distrito Industrial -Alvorada/RS Filiais Caxias do Sul/RS (54) Piracicaba/SP (19)

Adão Jorge Eisermann:

Adão Jorge Eisermann: Adão Jorge Eisermann: Bacharel em Comunicação/Publicitário pela Ritter dos Reis/Uniritter/RS, MBA em Marketing pela ESPM/RS; Atualmente cursando Pós-Graduação lato sensu especialização em Saúde e Segurança

Leia mais

ISO 14004:2004. ISO14004 uma diretriz. Os princípios-chave ISO14004. Os princípios-chave

ISO 14004:2004. ISO14004 uma diretriz. Os princípios-chave ISO14004. Os princípios-chave ISO14004 uma diretriz ISO 14004:2004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio Prof.Dr.Daniel Bertoli Gonçalves FACENS 1 Seu propósito geral é auxiliar as

Leia mais

Presente no mercado desde 1992, o GRUPO GR se consolidou pelo porte e pela qualidade em prestação de serviços.

Presente no mercado desde 1992, o GRUPO GR se consolidou pelo porte e pela qualidade em prestação de serviços. HISTÓRICO Presente no mercado desde 1992, o GRUPO GR se consolidou pelo porte e pela qualidade em prestação de serviços. Especializado na customização de soluções em segurança patrimonial e serviços, o

Leia mais

Plano de Gestão de Logística Sustentável

Plano de Gestão de Logística Sustentável Abril 2013 Plano de Gestão de Logística Sustentável Abril 2013 Sumário 1 Introdução 3 2 Objetivos 4 3 Implementação e avaliação 4 4 Planos de ação 5 5 Cronogramas 28 6 Inventário de materiais 46 7 Referências

Leia mais

ELBI ELÉTRICA INDUSTRIAL LTDA. Data 17-08-11. ATA REUNIÃO DA ANÁLISE CRÍTICA N. 13 Páginas 1 de 8 PARTICIPANTES NOME EMPRESA ASSINATURA

ELBI ELÉTRICA INDUSTRIAL LTDA. Data 17-08-11. ATA REUNIÃO DA ANÁLISE CRÍTICA N. 13 Páginas 1 de 8 PARTICIPANTES NOME EMPRESA ASSINATURA ATA REUNIÃO DA ANÁLISE CRÍTICA N. 13 Páginas 1 de 8 JOSÉ FRANCISCO JOSÉ CARLOS MÁRCIO FLÁVIO LEANDRO EDUARDO WENDER CHRISÓSTOMO ALINE M O DUARTE ASSUNTOS ABORDADOS: 1- RESULTADOS DA AUDITORIA INTERNA N.13:

Leia mais

DAS JUNTAS DE CONCILIAÇÃO PRÉVIA

DAS JUNTAS DE CONCILIAÇÃO PRÉVIA Projeto Conciliar PROPOSTA PARA CRIAÇÃO DE MECANISMOS DE FORMAÇÃO E CONTROLE DAS JUNTAS DE CONCILIAÇÃO PRÉVIA Parceiros 1. Índice 1. Apresentação do INQJ... 2. Objeto do Documento... 3. Análise do Contexto...

Leia mais

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda.

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Resumo Com a globalização e os avanços tecnológicos, as empresas estão operando num ambiente altamente competitivo e dinâmico. As organizações que quiserem

Leia mais

Todos nossos cursos são preparados por mestres e profissionais reconhecidos no mercado, com larga e comprovada experiência em suas áreas de atuação.

Todos nossos cursos são preparados por mestres e profissionais reconhecidos no mercado, com larga e comprovada experiência em suas áreas de atuação. Curso Formação Efetiva de Analístas de Processos Curso Gerenciamento da Qualidade Curso Como implantar um sistema de Gestão de Qualidade ISO 9001 Formação Profissional em Auditoria de Qualidade 24 horas

Leia mais

3 GERAÇÕES DE COMPETÊNCIA, TRABALHO E SOLUÇÕES PARA SUA EMPRESA.

3 GERAÇÕES DE COMPETÊNCIA, TRABALHO E SOLUÇÕES PARA SUA EMPRESA. 3 GERAÇÕES DE COMPETÊNCIA, TRABALHO E SOLUÇÕES PARA SUA EMPRESA. VERTICAL, UMA DAS MAIS SÓLIDAS E COMPETENTES EMPRESAS DE MOVIMENTAÇÃO DE CARGA DO PAÍS PODE FAZER MUITO MAIS POR SUA EMPRESA. Há 3 gerações

Leia mais

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio NORMA ISO 14004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio São Paulo, 10 de Março de 2003 Índice 0 INTRODUÇÃO...4 0.1 ASPECTOS GERAIS...4 0.2 BENEFÍCIOS DE

Leia mais

A EMPRESA. Construção de Prédio Anexo Queiroz Galvão - Rio das Ostras / RJ (Civil e instalções) BR-Petrobrás Distribuidora / Duque de Caxias R.

A EMPRESA. Construção de Prédio Anexo Queiroz Galvão - Rio das Ostras / RJ (Civil e instalções) BR-Petrobrás Distribuidora / Duque de Caxias R. A EMPRESA A Engeprime foi constituída a partir da necessidade de profissionalização dos serviços de infraestrutura predial e industrial, de forma a atender a demanda de serviços provenientes da crescente

Leia mais

Artigo Técnico: Startup de Elevadores

Artigo Técnico: Startup de Elevadores Artigo Técnico: Startup de Elevadores Problemas enfrentados no início de operação de elevadores instalados em edifícios existentes modernização ou substituição dos equipamentos em edificações habitadas.

Leia mais

NORMA NBR ISO 9001:2008

NORMA NBR ISO 9001:2008 NORMA NBR ISO 9001:2008 Introdução 0.1 Generalidades Convém que a adoção de um sistema de gestão da qualidade seja uma decisão estratégica de uma organização. O projeto e a implementação de um sistema

Leia mais

PALESTRA NR 12: Suas alterações e as mudanças de paradigmas. Eng. Almir Buganza. Grupo Rumo Engenharia 18/11/2014

PALESTRA NR 12: Suas alterações e as mudanças de paradigmas. Eng. Almir Buganza. Grupo Rumo Engenharia 18/11/2014 PALESTRA NR 12: Suas alterações e as mudanças de paradigmas Eng. Almir Buganza Grupo Rumo Engenharia 18/11/2014 Engenheiro Eletricista e de Segurança do Trabalho CREA 5060267355. Sócio do Grupo Rumo Engenharia

Leia mais

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL A entrada do processo é feita no protocolo da EMSURB localizada na portaria do Parque da Sementeira. Após a análise é fornecida a DECLARAÇÃO DE COMPROMETIMENTO

Leia mais

Relógios de Ponto. Pág.2

Relógios de Ponto. Pág.2 Relógios de Ponto Sistemas de controle de frequência são utilizados para manter sua gestão sempre ativa perante seu público. Pensando nisso a Metadados Equipamentos dispõe dos melhores produtos do mercado

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO (Anexo 1)

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO (Anexo 1) Prezado(a) Professor(a), Visando orientar e otimizar as informações que deverão constar no projeto, elencamos, abaixo, os itens imprescindíveis para compreensão e apresentação da sua proposta ao Prêmio

Leia mais

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio Página 1 NORMA ISO 14004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio (votação 10/02/96. Rev.1) 0. INTRODUÇÃO 0.1 Resumo geral 0.2 Benefícios de se ter um Sistema

Leia mais

PROJETO CONJUNTO Nº 000065 PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

PROJETO CONJUNTO Nº 000065 PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO PROJETO CONJUNTO Nº 000065 PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO ÍNDICE Parte 1: Metodologia projeto QI Enquadramento Ciclo da Inovação Descrição do projeto Objetivos do projeto -

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CALIBRAÇÃO NO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

A IMPORTÂNCIA DA CALIBRAÇÃO NO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE A IMPORTÂNCIA DA CALIBRAÇÃO NO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE RESUMO Bruna Cássia Mendes de AZEVEDO¹ Kelly Ariane Dutra do PRADO¹ Osmar de Campos FONSECA¹ Patrícia dos Santos ALVES¹ Renato F. Saldanha

Leia mais

Política de Gerenciamento de Risco Operacional

Política de Gerenciamento de Risco Operacional Política de Gerenciamento de Risco Operacional Departamento Controles Internos e Compliance Fevereiro/2011 Versão 4.0 Conteúdo 1. Introdução... 3 2. Definição de Risco Operacional... 3 3. Estrutura de

Leia mais

MSI-RM2 Relês de segurança

MSI-RM2 Relês de segurança MSI-RM2 Relês de segurança PT 2010/11-607402 Reservados os direitos de alterações técnicas IMPLEMENTAR E OPERAR DE MODO SEGURO Manual de instruções original Módulo relê para dispositivos optoeletrônicos

Leia mais

CONSTRUTORA ÁPIA Praça Santo Antônio, 100 Aeroporto. Cep: 31270-860 Belo Horizonte. Minas Gerais Tel: (31) 3490.4200. grupoapia.com.

CONSTRUTORA ÁPIA Praça Santo Antônio, 100 Aeroporto. Cep: 31270-860 Belo Horizonte. Minas Gerais Tel: (31) 3490.4200. grupoapia.com. CONSTRUTORA ÁPIA Praça Santo Antônio, 100 Aeroporto. Cep: 31270-860 Belo Horizonte. Minas Gerais Tel: (31) 3490.4200 grupoapia.com.br EVOLUINDO A CADA DIA, para crescermos fortes,assumindo nossa parte

Leia mais

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS PROJETO PEDAGÓGICO I OBJETIVOS

Leia mais

POLÍTICA DE SAÚDE E SEGURANÇA POLÍTICA DA QUALIDADE POLÍTICA AMBIENTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA

POLÍTICA DE SAÚDE E SEGURANÇA POLÍTICA DA QUALIDADE POLÍTICA AMBIENTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DE SAÚDE E SEGURANÇA POLÍTICA DA QUALIDADE POLÍTICA AMBIENTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA Política de SAÚDE E SEGURANÇA Política de SAÚDE E SEGURANÇA A saúde e a segurança dos nossos funcionários fazem

Leia mais

Valorização de projetos sócio-ambientais no mercado de carbono

Valorização de projetos sócio-ambientais no mercado de carbono Valorização de projetos sócio-ambientais no mercado de carbono OPORTUNIDADE PARA BRASIL Brasil, 10/07/13 Resumo Microsol Microsol é uma empresa social criada em 2006. Possuí sedes em Paris, Lima e México

Leia mais

PrimeGlobal PGBR. Uma excelente alternativa em serviços de auditoria, consultoria e Impostos. Diferença PrimeGlobal

PrimeGlobal PGBR. Uma excelente alternativa em serviços de auditoria, consultoria e Impostos. Diferença PrimeGlobal PrimeGlobal PGBR Uma excelente alternativa em serviços de auditoria, consultoria e Impostos Somos uma empresa de auditoria, consultoria e impostos, criada á partir da junção de importantes empresas nacionais,

Leia mais

Prêmio ANTP-ABRATI de Boas Práticas

Prêmio ANTP-ABRATI de Boas Práticas Prêmio ANTP-ABRATI de Boas Práticas Viação Garcia Ltda. Despoluir - Motores desligados para poupar o planeta Projeto iniciado em 2009, sem previsão de encerramento Categoria 03: Responsabilidade Sócio-ambiental

Leia mais

Elaboração e Avaliação de Projetos Sociais. Prof. Lucas Henrique da Luz E-mail: lhluz@unisinos.br Telefone:(51) 95076495

Elaboração e Avaliação de Projetos Sociais. Prof. Lucas Henrique da Luz E-mail: lhluz@unisinos.br Telefone:(51) 95076495 Elaboração e Avaliação de Projetos Sociais com Prof. Lucas Henrique da Luz Elaboração e Avaliação de Projetos Sociais Prof. Lucas Henrique da Luz E-mail: lhluz@unisinos.br Telefone:(51) 95076495 O que

Leia mais

Prof. Antônio Ricardo M. Marinho Diretor de Programas de Finanças da ESPM Sul amarinho@espm.br

Prof. Antônio Ricardo M. Marinho Diretor de Programas de Finanças da ESPM Sul amarinho@espm.br FINANÇAS E GOVERNANÇA CORPORATIVA CONTEÚDO DA PALESTRA Finanças Corporativas e Contabilidade G a s t o s Patrimônio, Resultado e Caixa Formação de Preços Processo de Governança Conselho de Administração

Leia mais

SERVICE. Segurança de máquinas e processos

SERVICE. Segurança de máquinas e processos Segurança de máquinas e processos Levantamento de riscos NBR 14153 PPRPS - Prensas e Similares Normas Regulamentadoras Safety Integrated Level - SIL. Choice: divisão de segurança, Safety First! SERVICE.

Leia mais

Solicitação para Chamada de Propostas

Solicitação para Chamada de Propostas Solicitação para Chamada de Propostas Melhores Capacidades e Avaliações dos Estoques de Carbono Segunda Parcela Histórico Dezembro 2014 O Fundo GCF: O Fundo dos Governadores para o Clima e Florestas (Fundo

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade MQ Manual da Qualidade SUMÁRIO... 1 1. APRESENTAÇÃO... 2

Sistema de Gestão da Qualidade MQ Manual da Qualidade SUMÁRIO... 1 1. APRESENTAÇÃO... 2 Revisão:14 Folha:1 de17 SUMÁRIO SUMÁRIO... 1 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. RESPONSABILIDADE DA DIREÇÃO... 3 2.1 POLÍTICA DA QUALIDADE... 3 2.2 OBJETIVOS DA QUALIDADE... 4 2.3 ORGANIZAÇÃO DA EMPRESA PARA A QUALIDADE...

Leia mais

Julho/2011 Volcei Marcon Gabriel Albino

Julho/2011 Volcei Marcon Gabriel Albino Workshop Descrição de cargos Julho/2011 Volcei Marcon Gabriel Albino Agenda 1 2 3 Nossa metodologia O Projeto Workshop de Descrição de Cargos 2011 Hay Group. All rights reserved 1 01 Nossa metodologia

Leia mais

Reabilitação Sustentável

Reabilitação Sustentável Reabilitação Sustentável APRESENTAÇÃO 4 A empresa QUEM SOMOS 5 A nossa visão, missão e valores SOLUÇÕES 6 À sua medida REABILITAÇÃO SUSTENTÁVEL 7 O próximo desafio ARQUITETURA 8 Deixe que as suas ideias

Leia mais

Plano Estratégico de Formação AFESP

Plano Estratégico de Formação AFESP 1 Plano Estratégico de Formação AFESP Sumário 1. Nota Introdutória 2. Estratégia Específica de Formação 3. Objetivos 4. Publico- Alvo 5. Key messages 6. Conteúdos, Duração, Metodologia e Formadores 2 1.

Leia mais

EXCELÊNCIA NOS DETALHES.

EXCELÊNCIA NOS DETALHES. EXCELÊNCIA NOS DETALHES. A SEA Engenharia é uma empresa com foco na prestação de serviços de execução, consultoria em instalações elétricas, mecânica e automação industrial. Nosso objetivo principal é

Leia mais

Esfera: 10 Função: 20 - Agricultura Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 22101 - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Esfera: 10 Função: 20 - Agricultura Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 22101 - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Programa 0360 Gestão da Política Agropecuária Numero de Ações 11 Ações Orçamentárias 10HD Implantação do Projeto de Melhoria da Infra-estrutura da Sede do MAPA Produto: Projeto implantado Unidade de Medida:

Leia mais

Cadastro Territorial Multifinalitário no planejamento e gestão territorial urbana

Cadastro Territorial Multifinalitário no planejamento e gestão territorial urbana Mundo Geo Connect Seminário Geotecnologia na Gestão Municipal Sessão Desafios para as Prefeituras: o CTM como instrumento de política fiscal e urbana São Paulo, 16 de junho de 2011 Cadastro Territorial

Leia mais

CASO DE SUCESSO EM GESTÃO DE SEGURANÇA DO TRABALHO NA CONSTRUÇÃO DE UMA USINA HIDRELÉTRICA

CASO DE SUCESSO EM GESTÃO DE SEGURANÇA DO TRABALHO NA CONSTRUÇÃO DE UMA USINA HIDRELÉTRICA INTRODUÇÃO Grandes obras civis e de montagem eletromecânica costumam representar um desafio nos aspectos de cumprimento de cronogramas e atendimento aos requisitos de segurança do trabalho e saúde ocupacional,

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2017 COOPERATIVISMO: QUEM MOVIMENTA SÃO AS PESSOAS

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2017 COOPERATIVISMO: QUEM MOVIMENTA SÃO AS PESSOAS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2017 COOPERATIVISMO: QUEM MOVIMENTA SÃO AS PESSOAS MENSAGEM DO PRESIDENTE O cooperativismo vive seu momento de maior evidência. O Ano Internacional das Cooperativas, instituído

Leia mais

DE PESSOAL DE NÍVEL N. Brasília, Março de 2010 Ministério da Educação

DE PESSOAL DE NÍVEL N. Brasília, Março de 2010 Ministério da Educação Brasília, Março de 2010 I Conferência da ANAMBA e Encontro Regional Americano do EMBA COUNCIL São Paulo, 08 a 10 de março de 2010 A AVALIAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE PÓS GRADUAÇÃO TÓPICOS O SNPG e a necessidade

Leia mais

Um Modelo de Sistema de Gestão da Segurança da Informação Baseado nas Normas ABNT NBR ISO/IEC 27001:2006, 27002:2005 e 27005:2008

Um Modelo de Sistema de Gestão da Segurança da Informação Baseado nas Normas ABNT NBR ISO/IEC 27001:2006, 27002:2005 e 27005:2008 REVISTA TELECOMUNICAÇÕES, VOL. 15, Nº01, JUNHO DE 2013 1 Um Modelo de Sistema de Gestão da Segurança da Baseado nas Normas ABNT NBR ISO/IEC 27001:2006, 27002:2005 e 27005:2008 Valdeci Otacilio dos Santos

Leia mais

Sistema de Gestão Ambiental

Sistema de Gestão Ambiental Objetivos da Aula Sistema de Gestão Ambiental 1. Sistemas de gestão ambiental em pequenas empresas Universidade Federal do Espírito Santo UFES Centro Tecnológico Curso de Especialização em Gestão Ambiental

Leia mais

LAUDO TÉCNICO DO ENSAIO DA PARTIDA ESTRELA-TRIÂNGULO DE UM MOTOR DE INDUÇÃO

LAUDO TÉCNICO DO ENSAIO DA PARTIDA ESTRELA-TRIÂNGULO DE UM MOTOR DE INDUÇÃO Universidade Federal do Paraná Setor de Tecnologia Departamento de Engenharia Elétrica LAUDO TÉCNICO DO ENSAIO DA PARTIDA ESTRELA-TRIÂNGULO DE UM MOTOR DE INDUÇÃO Fernando A. Ishida Tharik Honda Luan Felipe

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV MANUAL DA QUALIDADE Manual da Qualidade - MQ Página 1 de 15 ÍNDICE MANUAL DA QUALIDADE 1 INTRODUÇÃO...3 1.1 EMPRESA...3 1.2 HISTÓRICO...3 1.3 MISSÃO...4 1.4 VISÃO...4 1.5 FILOSOFIA...4 1.6 VALORES...5

Leia mais

MINIMIZANDO PROCESSOS MAXIMIZANDO RESULTADOS. Phortion Consultoria e Assessoria em Certificação de Produtos Slide 1 de 11

MINIMIZANDO PROCESSOS MAXIMIZANDO RESULTADOS. Phortion Consultoria e Assessoria em Certificação de Produtos Slide 1 de 11 MINIMIZANDO PROCESSOS MAXIMIZANDO RESULTADOS Phortion Consultoria e Assessoria em Certificação de Produtos Slide 1 de 11 Nossa Missão Contribuir para a conformidade dos produtos junto aos órgãos competentes,

Leia mais

Colaborador realizando monitoramento de nível piezômétrico. Colaborador registrando os dados do monitoramento

Colaborador realizando monitoramento de nível piezômétrico. Colaborador registrando os dados do monitoramento Colaborador realizando monitoramento de nível piezômétrico Colaborador registrando os dados do monitoramento piezômétrico Luiz Henrique Rosa da Silva - Analista Ambiental e Programador SIGMA Sistema de

Leia mais

Consultoria Acústica Industrial e Urbana

Consultoria Acústica Industrial e Urbana Consultoria Acústica Industrial e Urbana A LCS Consultoria Acústica foi criada com a finalidade específica de prestar um serviço especializado em assuntos relacionados com o ruído industrial e urbano.

Leia mais

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria Agentes Financiadores Notícias e atualidades sobre Agentes Financiadores nacionais e internacionais página inicial A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores

Leia mais

Uma nova visão de custos para empresas de fabricação sob encomenda/projetos

Uma nova visão de custos para empresas de fabricação sob encomenda/projetos Uma nova visão de custos para empresas de fabricação sob encomenda/projetos Apresentação Valdecir de Oliveira Pereira Diretorde Desenvolvimento valdecir@grvsoftware.com.br www.grvsoftware.com.br GRV Software

Leia mais

1 INSPEÇÃO DA INSTALAÇÃO ELÉTRICA CONFORME A NBR 5410

1 INSPEÇÃO DA INSTALAÇÃO ELÉTRICA CONFORME A NBR 5410 1 INSPEÇÃO DA INSTALAÇÃO ELÉTRICA CONFORME A NBR 5410 A segurança sempre está em pauta em nossas vidas e com a eletricidade não deve ser diferente. Durante a utilização normal das instalações elétricas

Leia mais

Novos Tempos - Novas Oportunidades - Novo Negócios

Novos Tempos - Novas Oportunidades - Novo Negócios Novos Tempos - Novas Oportunidades - Novo Negócios O que é a Câmara? Câmara de Comércio do Mercosul e União Latino América 01 A Câmara de Comércio do Mercosul e União Latino América (CCM-ULA) é uma Instituição

Leia mais

Marcel Menezes Fortes II CONGRESSO BRASILEIRO DE ACREDITAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM SERGIPE

Marcel Menezes Fortes II CONGRESSO BRASILEIRO DE ACREDITAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM SERGIPE Marcel Menezes Fortes II CONGRESSO BRASILEIRO DE ACREDITAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM SERGIPE 1 Agradecimentos e reflexões iniciais 2 Normas e Sistema de Gestão Integrado 3 Modelo de Excelência na Gestão 4 Interfaces

Leia mais

ERGONOMIA, QUALIDADE e Segurança do Trabalho: Estratégia Competitiva para Produtividade da Empresa.

ERGONOMIA, QUALIDADE e Segurança do Trabalho: Estratégia Competitiva para Produtividade da Empresa. ERGONOMIA, QUALIDADE e Segurança do Trabalho: Estratégia Competitiva para Produtividade da Empresa. 1. INTRODUÇÃO Prof. Carlos Maurício Duque dos Santos Mestre e Doutorando em Ergonomia pela Escola Politécnica

Leia mais

CÓPIA MINISTÉRIO DA FAZENDA Conselho Administrativo de Recursos Fiscais

CÓPIA MINISTÉRIO DA FAZENDA Conselho Administrativo de Recursos Fiscais Fl. 2 MINISTÉRIO DA FAZENDA Conselho Administrativo de Recursos Fiscais PORTARIA CARF Nº 64, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2015. Dispõe sobre a Política de Gestão de Riscos do Conselho Administrativo de Recursos

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável do Brasil INDICAR NESTE QUADRO EM QUE REVISÃO ESTÁ CADA FOLHA. APROVAÇÃO T.E Nome Rubrica Nome Rubrica E DIREX

Desenvolvimento Sustentável do Brasil INDICAR NESTE QUADRO EM QUE REVISÃO ESTÁ CADA FOLHA. APROVAÇÃO T.E Nome Rubrica Nome Rubrica E DIREX Nº Fls.: 01/16 INDICAR NESTE QUADRO EM QUE REVISÃO ESTÁ CADA FOLHA Rev/ Rev/ Fls. 01 02 0 04 05 06 07 08 09 Fls. 01 02 0 04 05 06 07 08 09 01 16 02 17 0 18 04 19 05 20 06 21 07 22 08 2 09 24 10 25 11 26

Leia mais

PRÊMIO GLP DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA *EDIÇÃO 2015*

PRÊMIO GLP DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA *EDIÇÃO 2015* PRÊMIO GLP DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA *EDIÇÃO 2015* 1 SINOPSE. Um dos maiores desafios atuais para as empresas é ter um sistema de gestão documental de fácil entendimento entre todos profissionais da organização.

Leia mais

Laudo Técnico de condições Ambientais do Trabalho LTCAT MOBRA SERVIÇOS DE VIGILNCIA LTDA

Laudo Técnico de condições Ambientais do Trabalho LTCAT MOBRA SERVIÇOS DE VIGILNCIA LTDA Laudo Técnico de condições Ambientais do Trabalho LTCAT MOBRA SERVIÇOS DE VIGILNCIA LTDA JANEIRO / 2014 DADOS DA EMPRESA Razão Social: MOBRA SERVIÇOS DE VIGILÂNCIA LTDA. CGC: 87.134.086/0001-23, Endereço:

Leia mais

CASE HOTEL SESC CAMPESTRE TROFÉU PRATA PRÊMIO QUALIDADE RS - 2008

CASE HOTEL SESC CAMPESTRE TROFÉU PRATA PRÊMIO QUALIDADE RS - 2008 CASE HOTEL SESC CAMPESTRE TROFÉU PRATA PRÊMIO QUALIDADE RS - 2008 Hotel Sesc Campestre Iniciou suas atividades no município em 20/12/2000, Ocupa uma área física de 4.080m², Disponibiliza 36 apartamento,

Leia mais

Mensagem do Presidente

Mensagem do Presidente Mensagem do Presidente A PISOAG DO BRASIL está no mercado desde 1980, atuando com empresas nacionais e internacionais dos mais diversos segmentos, com qualidade, tecnologia e o elevado padrão de responsabilidade

Leia mais

sigec Sistemática de Gestão de Contratos

sigec Sistemática de Gestão de Contratos sigec Sistemática de Gestão de Contratos O Produto Nascida em um trabalho em conjunto com a Vale, SIGEC é uma sistemática de gestão de contratos que envolve: Processo Pessoas Ferramenta Tem por objetivo

Leia mais

Cidadania Global na HP

Cidadania Global na HP Cidadania Global na HP Mensagem abrangente Com o alcance global da HP, vem sua responsabilidade global. Levamos a sério nossa função como ativo econômico, intelectual e social para as Comunidades em que

Leia mais

DESAFIOS PARA UMA EMPRESA DE PROJETO

DESAFIOS PARA UMA EMPRESA DE PROJETO DESAFIOS PARA UMA EMPRESA DE PROJETO A EMPRESA A PLANAVE é uma empresa de engenharia consultiva genuinamente brasileira com 46 anos de existência com sede no Rio de Janeiro. Possui as certificações ISO

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO/SP ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO Nº.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO/SP ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO Nº. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 27/2011 TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada na prestação de serviços de engenharia elétrica para elaboração de projeto

Leia mais

Invista em um negócio saudável.

Invista em um negócio saudável. Invista em um negócio saudável. Um segmento que movimenta bilhões. O mercado de saúde suplementar chegou a 47,9 milhões de beneficiários, em dezembro de 2012. Mais de 1.500 operadoras ativas produziram

Leia mais

1. INTRODUÇÃO. referência à autores dentro do texto

1. INTRODUÇÃO. referência à autores dentro do texto 1. INTRODUÇÃO A seguir, veremos um texto ilustrativo para uma introdução, onde o trabalho deve ser apresentado com base em seu conteúdo de pesquisa. Geralmente a introdução é feita após o trabalho de pesquisa

Leia mais

Pequeno Resumo ( è o link de abertura da pagina principal do site e o resumo do facebook e linkedin)

Pequeno Resumo ( è o link de abertura da pagina principal do site e o resumo do facebook e linkedin) Pequeno Resumo ( è o link de abertura da pagina principal do site e o resumo do facebook e linkedin) A HAUSCHILD é uma empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) que possui profissionais com

Leia mais

Sistema de Gestão de SMS

Sistema de Gestão de SMS DESCRIÇÃO DA EMPRESA Nome SMART EXPRESS TRANSPORTES LTDA EPP CNPJ 12.103.225/0001-52 Insc.Est. 79.477.680 Atividade: transporte rodoviário de carga em geral Código: 206-2 Nº de funcionários (inclusive

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 03

PROVA ESPECÍFICA Cargo 03 18 PROVA ESPECÍFICA Cargo 03 QUESTÃO 41 De acordo com a NR-01 da Portaria 3.214/78 MTE DISPOSIÇÕES GERAIS, as Normas Regulamentadoras NR relativas à segurança e medicina do trabalho são de observância

Leia mais

Título: Programa 5S s em uma Empresa Júnior: da melhoria do ambiente físico ao cuidado com as pessoas Categoria: Projeto Interno Temática: Qualidade

Título: Programa 5S s em uma Empresa Júnior: da melhoria do ambiente físico ao cuidado com as pessoas Categoria: Projeto Interno Temática: Qualidade Título: Programa 5S s em uma Empresa Júnior: da melhoria do ambiente físico ao cuidado com as pessoas Categoria: Projeto Interno Temática: Qualidade Resumo Manter um ambiente de trabalho adequado à realização

Leia mais

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Itajubá/MG Fevereiro de 2012 Plano Anual de 2 de 11 Revisão 01 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1 OBJETIVO GERAL... 4 2

Leia mais

MANUAL DE GESTÃO DA QUALIDADE

MANUAL DE GESTÃO DA QUALIDADE Revisão: 07 Data: 05.03.09 Página 1 de 7 Copia controlada MANUAL DE GESTÃO DA QUALIDADE José G. Cardoso Diretor Executivo As informações contidas neste Manual são de propriedade da Abadiaço Ind. e Com.

Leia mais

Purgador Termostático de Pressão Balanceada Manual de Instalação e Manutenção

Purgador Termostático de Pressão Balanceada Manual de Instalação e Manutenção Purgador Termostático de Pressão Balanceada Manual de Instalação e Manutenção ÍNDICE Termo de Garantia 1.Descrição 2.Instalação 3.Manutenção 4.Peças de reposição 5.Informações Técnicas 1 TERMO DE GARANTIA

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

NOTA TÉCNICA 6.005. Página 1 de 20. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Planejamento do Sistema. Gerência da Distribuição

NOTA TÉCNICA 6.005. Página 1 de 20. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Planejamento do Sistema. Gerência da Distribuição Página 1 de 0 NOTA TÉCNICA 6.005 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INTERLIGAÇÃO DE GERADOR PARTICULAR DE CONSUMIDOR PRIMÁRIO COM A REDE DE DISTRIBUIÇÃO DA AES ELETROPAULO UTILIZANDO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA AUTOMÁTICA

Leia mais

CAMPINAS: Av.. Orosimbo Maia 985 Cambuí CEP:13023 000 Fone: (19) 32374612 / 32326420 / 32318354

CAMPINAS: Av.. Orosimbo Maia 985 Cambuí CEP:13023 000 Fone: (19) 32374612 / 32326420 / 32318354 CAMPINAS: Av.. Orosimbo Maia 985 Cambuí CEP:13023 000 Fone: (19) 32374612 / 32326420 / 32318354 SOROCABA: Av. Antonio Carlo Comitre Campolim CEP 18047 620 Fones: (15) 33182761 / 33182762 / 33182763 rvasecurity@rvasecurity.com.br

Leia mais

A empresa. Por mais uma edição fomos indicados como fornecedores preferidos dos leitores da Revista NEI.

A empresa. Por mais uma edição fomos indicados como fornecedores preferidos dos leitores da Revista NEI. A empresa Fundada em 1945, a Autotravi atua no mercado nacional e internacional, destacando-se na fabricação de borrachas e plásticos. Ao longo destes anos a empresa tornou-se referência nos segmentos,

Leia mais

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA-GERAL DE ADMINISTRAÇÃO PROGRAMAGU INSTALAÇÕES EFICIENTES E SUSTENTÁVEIS SP Pirassununga Rua Duque de Caxias, 1254 Centro Unidades: ERPGF Escritório de Representação

Leia mais

O presente resumo não dispensa a leitura atenta do Parecer anexo.

O presente resumo não dispensa a leitura atenta do Parecer anexo. Recomendações Jurídico-Trabalhistas Interessados: Federação das Associações de Arrozeiros do Estado Rio Grande do Sul Federarroz e Outros Assunto: Resumo Referente Às Obrigações Patronais Trabalhistas

Leia mais

Proposta de avaliação de desempenho através dos custos da qualidade em sistemas de gestão da qualidade certificados

Proposta de avaliação de desempenho através dos custos da qualidade em sistemas de gestão da qualidade certificados Proposta de avaliação de desempenho através dos custos da qualidade em sistemas de gestão da qualidade certificados Ana Carolina Oliveira Santos Carlos Eduardo Sanches Da Silva Resumo: O sistema de custos

Leia mais

METODOLOGIA DE PROMOÇÃO DA SUSTENTABILIDADE PELO GERENCIAMENTO DE PROJETOS

METODOLOGIA DE PROMOÇÃO DA SUSTENTABILIDADE PELO GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA DE PROMOÇÃO DA SUSTENTABILIDADE PELO GERENCIAMENTO DE PROJETOS Débora Noronha¹; Jasmin Lemke¹; Carolina Vergnano¹ ¹Concremat Engenharia e Tecnologia S/A, Diretoria Técnica de Estudos, Projetos

Leia mais

Implantação de Obras

Implantação de Obras Gerenciamento de Projetos Implantação de Obras Planejamento Administração de Empresas Orçamentação Contratos Marketing Apoio Técnico www.bethonico.com.br APRESENTAÇÃO Desde o ano 2000, a Bethonico Planejamento

Leia mais

NR 12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

NR 12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS NR 12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS NÚCLEO DE SEGURANÇA DO TRABALHO Giovane Motta de Castro Engenheiro de Segurança do Trabalho Coordenador do Núcleo de Segurança do Trabalho SENAI RS

Leia mais

Injetoras Sopradoras. Máquinas para. plástico Romi

Injetoras Sopradoras. Máquinas para. plástico Romi Máquinas para plástico Romi Unidades fabris da ROMI em Santa Bárbara d Oeste - SP INOVAÇÃO + QUALIDADE ROMI: Desde 1930 produzindo tecnologia. Desde a sua fundação, a companhia é reconhecida pelo foco

Leia mais

Inventário de Emissões e Estratégias de Neutralização. Desafios dos Projetos de Crédito de Carbono

Inventário de Emissões e Estratégias de Neutralização. Desafios dos Projetos de Crédito de Carbono Inventário de Emissões e Estratégias de Neutralização Desafios dos Projetos de Crédito de Carbono Julho 2009 Sobre a GSS Empresa com atuação focada no desenvolvimento de projetos e prestação de consultorias

Leia mais

NOVO CONCEITO DE SEGURANÇA INTERNA E REFORMA DAS FORÇAS DE SEGURANÇA OPÇÕES FUNDAMENTAIS 2 de Março de 2007 2 Problema n.º1 Conceito Estratégico de Segurança Interna Desactualizado 3 Novo conceito estratégico

Leia mais

Gestão Ambiental. Aula 5 Prof. Pablo Bosco

Gestão Ambiental. Aula 5 Prof. Pablo Bosco Gestão Ambiental Aula 5 Prof. Pablo Bosco Proposito da aula ISO 14001 2 ISO 14001 O que é a ISO 14001? A ISO 14001 é uma Norma pertencente a família das ISO 14000 que trata de Sistema de Gestão Ambiental

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO FEEVALE IDF - INCUBADORA DE DESIGN DA FEEVALE ITEF INCUBADORA TECNOLÓGICA DA FEEVALE INICIAR - INCUBADORA Á DISTÂNCIA

CENTRO UNIVERSITÁRIO FEEVALE IDF - INCUBADORA DE DESIGN DA FEEVALE ITEF INCUBADORA TECNOLÓGICA DA FEEVALE INICIAR - INCUBADORA Á DISTÂNCIA CENTRO UNIVERSITÁRIO FEEVALE IDF - INCUBADORA DE DESIGN DA FEEVALE ITEF INCUBADORA TECNOLÓGICA DA FEEVALE INICIAR - INCUBADORA Á DISTÂNCIA SELEÇÃO DE PROJETOS E/OU EMPRESAS PARA PRÉ- INCUBAÇÃO O Núcleo

Leia mais

Política de Responsabilidade Corporativa

Política de Responsabilidade Corporativa Política de Responsabilidade Corporativa Índice 1. Introdução...04 2. Área de aplicação...04 3. Compromissos e princípios de atuação...04 3.1. Excelência no serviço...05 3.2. Compromisso com os resultados...05

Leia mais

28/09/2012. Fundação Vanzolini. Universidade. Mercado

28/09/2012. Fundação Vanzolini. Universidade. Mercado Fundação Vanzolini 1960 1970 1980 1990 2000 2010 Em 1967, nasce a Fundação Vanzolini Instituição criada, mantida e gerida pelos professores do Departamento de Engenharia de Produção da POLI-USP Universidade

Leia mais

I - PROCESSO DO DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA. Os primeiros passos da equipe devem ser dados para a obtenção de informações sobre o que determina a

I - PROCESSO DO DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA. Os primeiros passos da equipe devem ser dados para a obtenção de informações sobre o que determina a A aplicação de uma competente estratégia pode desempenhar um papel importante no desenvolvimento de um programa de proteção contra quedas, bem como justificar o tempo investido em sua elaboração e administração.

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO - PGR

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO - PGR POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO - PGR DATASUS Maio 2013 Arquivo: Política de Gestão de Riscos Modelo: DOC-PGR Pág.: 1/12 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO...3 1.1. Justificativa...3 1.2. Objetivo...3 1.3. Aplicabilidade...4

Leia mais

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Higiene, Análise de Riscos e Condições de Trabalho MÄdulo 5 Programa PrevenÇÉo Riscos Ambientais (VisÉo Geral)

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Higiene, Análise de Riscos e Condições de Trabalho MÄdulo 5 Programa PrevenÇÉo Riscos Ambientais (VisÉo Geral) Curso Técnico Segurança do Trabalho Higiene, Análise de Riscos e Condições de Trabalho MÄdulo 5 Programa PrevenÇÉo Riscos Ambientais (VisÉo Geral) Esta Norma Regulamentadora - NR estabelece a obrigatoriedade

Leia mais

Modernização de Operações

Modernização de Operações Modernização de Operações O CAMINHO MAIS CLARO PARA PROTEGER O FUTURO Colocando Você no Caminho para a Modernização de Operações Valor Se você está lindando atualmente com problemas de obsolescência, ou

Leia mais

Ofertas inovadoras que ajudam a construir hoje o Data Center do futuro

Ofertas inovadoras que ajudam a construir hoje o Data Center do futuro Ofertas inovadoras que ajudam a construir hoje o Data Center do futuro Quem Somos A CSF está há mais de 20 anos no mercado de TI e é especializada em oferecer para as organizações de médio e grande portes

Leia mais

Rudloff: Tradição, Agilidade e Experiência

Rudloff: Tradição, Agilidade e Experiência Rudloff: Tradição, Agilidade e Experiência Imagem Aérea da Empresa Pátio Fabril Usinagem Horta Comunitária Pátio Fabril Engenharia Cursos In Company ministrados pelo SENAI A Rudloff foi fundada em 1960,

Leia mais

Projeto: Qualificação e Integração de Fornecedores da Cadeia Produtiva de Petróleo e Gás no âmbito do MERCOSUL PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS

Projeto: Qualificação e Integração de Fornecedores da Cadeia Produtiva de Petróleo e Gás no âmbito do MERCOSUL PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS Projeto: Qualificação e Integração de Fornecedores da Cadeia Produtiva de Petróleo e Gás no âmbito do MERCOSUL PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS 1. PANORAMA DO PROJETO O Projeto Qualificação e Integração

Leia mais