REDUTORAS DE PRESSÃO (6 ANDAR)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REDUTORAS DE PRESSÃO (6 ANDAR)"

Transcrição

1 REDUTORAS DE PRESSÃO (6 ANDAR) Detalhe do vazamento junto à válvula redutora. 54

2 Detalhe da falta de acabamento do ralo. RECOMENDAÇÃO: REDUTORAS DE PRESSÃO (6 ANDAR) Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar os reparos e acabamentos nos shafts. RECOMENDAÇÃO AO CONDOMÍNIO: Programar junto ao fabricante a revisão anual das redutoras de pressão, qualquer anormalidade em seu funcionamento devido à altura da edificação a variação de pressão pode ocasionar o rompimento da tubulação. 55

3 Térreo: TÉRREO Em bom estado de conservação, sem anomalias aparentes. 56

4 QUADRO DE FORÇA E LUZ DO TÉRREO Contatoras travadas mecanicamente (seta laranja) Podem estar com sua bobina queimada ou outro defeito, e devem ser trocadas. Com seu travamento mecânico há perigo, em caso de defeito na instalação não irá desarmar. 57

5 Falta acabamento na borda do quadro. RECOMENDAÇÃO: QUADRO DE FORÇA E LUZ DO TÉRREO Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar a troca das contatoras e revisão geral do quadro. 58

6 BLOCO 2 ED. HAPPY 59

7 Área da Cobertura: LAJE SUPERIOR DE COBERTURA Pontos de degradação da proteção mecânica com a manta exposta; Infiltração na casa de maquinas dos elevadores. 60

8 LAJE SUPERIOR DE COBERTURA Detalhe da proteção mecânica degradada e falta de grelha semi esférica na boca dos ralos. RECOMENDAÇÃO: Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar o reparo da impermeabilização, proteção mecânica e instalação das grelhas na boca dos ralos. 61

9 GANCHOS DE MANUTENÇÃO. Faltam os ganchos de manutenção conforme exigência da norma vigente, NR 18 Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção, Item Ancoragem: A Portaria exige a instalação, ao longo de toda a fachada das edificações, de ganchos que vão futuramente sustentar os andaimes e cabos de segurança para uso de proteção individual dos trabalhadores que precisarem executar a manutenção da fachada de prédios de no mínimo quatro pavimentos ou 12 metros de altura. Pela nova regra, o dispositivo deve estar disposto em todo o perímetro da edificação; suportar uma carga pontual de quilogramas-força; constar do projeto estrutural da edificação; e ser constituído de material resistente às intempéries, como aço inoxidável ou material de características equivalentes. A norma vale também para edificações já existentes. RECOMENDAÇÃO: Por se tratarem de anomalias construtivas a construtora deve providenciar a instalação dos ganchos de aço inoxidável no perímetro dos 03 blocos. 62

10 VENTILAÇÃO DE ESGOTO Falta chapéu de acabamento no topo da tubulação. 63

11 VENTILAÇÃO DE ESGOTO Falta completar a tubulação de ventilação do lado interno conduzindo para a área externa. RECOMENDAÇÃO: Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar a complementação e instalação do acabamento. 64

12 SINALIZAÇÃO Em bom estado de conservação, operante. 65

13 ALÇAPÃO DE ACESSO A LAJE SUPERIOR DE COBERTURA Pontos de corrosão faltam pintura e acabamento; Proteção mecânica ao redor do alçapão rompida, manta exposta. RECOMENDAÇÃO: Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar o tratamento, pintura e restauração da proteção mecânica. 66

14 SPDA SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFERICAS O sistema utiliza a estrutura da edificação como conduto de descida, conforme permitido pelo item da NBR 5419/2005, desde que seja feito o teste de continuidade das armaduras conforme especificado no anexo da mesma norma. Medição ôhmica 0,35 Ω, dentro do estabelecido na NBR 5419/2005 item , que estabelece o limite máximo para sistemas que utilizam a estrutura da edificação como conduto de descida de 1,00 Ω. f) além da verificação do aterramento, se a execução da construção não tiver sido acompanhada pelo responsável pelo aterramento, deverá fazer-se a verificação da continuidade elétrica das armaduras, por injeção de corrente entre pontos afastados tanto na vertical como na horizontal. Os valores de impedância medidos costumam situar-se entre alguns centésimos e poucos décimos de ohm, respeitando o valor máximo indicado em Detalhe dos pontos de corrosão por uso de material em desacordo com a NBR 5419/2005 item Proteção Contra Corrosão: Materiais ferrosos expostos, utilizados em uma instalação de SPDA, devem ser galvanizados a quente, conforme ABNT NBR As ligações das gaiolas foram feitas em AÇO CA 50 comum, nos 03 blocos. RECOMENDAÇÃO: Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar a troca dos pontos de ligação adequando à exigência da norma. Solicitar a construtora cópia da ART e do teste de continuidade das armaduras, conforme Anexo E da NBR 5419/

15 ESCADA DE ACESSO A LAJE SUPERIOR DE COBERTURA Em bom estado de conservação, sem anomalias aparentes. 68

16 CASA DE MAQUINAS DOS ELEVADORES Falhas de acabamento. 69

17 Traços de infiltração. CASA DE MAQUINAS DOS ELEVADORES 70

18 Traços de infiltração. CASA DE MAQUINAS DOS ELEVADORES 71

19 Traços de infiltração. CASA DE MAQUINAS DOS ELEVADORES 72

20 CASA DE MAQUINAS DOS ELEVADORES Detalhe das instalações incompletas; Fiação exposta sem proteção. As instalações devem atender ao prescrito na NBR 5410/2004. RECOMENDAÇÃO: Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar a complementação das instalações reparo da impermeabilização, acabamento e pintura. As instalações devem atender as exigências da NBR 5410/2004 Instalações Elétricas de Baixa Tensão. 73

21 Falta iluminação. HALL DE ACESSO A CASA DE MAQUINAS DOS ELEVADORES. RECOMENDAÇÃO: Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar a instalação da iluminação. 74

22 HALL BARRILHETE. Instalação da iluminação implantada de forma precária. RECOMENDAÇÃO: Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar a instalação da iluminação atendendo as exigências da NBR 5410/

23 BARRILHETE Falta identificação das prumadas conforme NBR Instalação Predial de Agua Fria. Falta pintura de parte da tubulação aparente conforme NR -26; Entulho depositado. 76

24 BARRILHETE Bomba de incêndio apoiada sobre papelão falta base de apoio em concreto; Bomba de incêndio inoperante. 77

25 Infiltração na cobertura. BARRILHETE 78

26 Detalhe da infiltração da cobertura. BARRILHETE RECOMENDAÇÃO: Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar a revisão geral da área do barrilhete. 79

27 Falhas de acabamento; TELHADO DA COBERTURA 80

28 TELHADO DA COBERTURA Falta grelha semi esférica na boca dos ralos das calhas. 81

29 TELHADO DA COBERTURA Telhas de Fibrocimento, apoiadas em pontaletes de pinho (madeira conífera), contrariando NBR 7190 Projetos de Estruturas de Madeira, alguns pontos da estrutura de sustentação já esta dando indícios de apodrecimento. 82

30 TELHADO DA COBERTURA Detalhe do madeiramento em desacordo com a NBR RECOMENDAÇÃO: Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar a troca do madeiramento por madeiramento de Lei Não Conífera conforme exigência da norma nos 03 blocos limpeza, acabamento e instalação das grelhas. 83

31 SALA DE EXAUSTÃO Instalações incompletas. As instalações elétricas devem atender as exigências da NBR 5410/2004. RECOMENDAÇÃO: Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar a revisão geral da área dos exaustores. 84

32 Escada: ESCADA Falta grelha de acabamento da pressurização da escada, junto à cobertura. 85

33 Traços de infiltração junto à cobertura. ESCADA 86

34 Instalações elétricas improvisadas. ESCADA 87

35 ESCADA Etiquetas de identificação das Portas Corta Fogo pintadas. RECOMENDAÇÃO: Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar a revisão geral da escada, limpeza das etiquetas de identificação das portas. 88

36 Hall dos Andares: Corretamente sinalizado. RECOMENDAÇÃO AO CONDOMÍNIO: HALL DOS ANDARES o Os extintores devem ser recarregados anualmente (verificar data no selo afixado no hidrante); o Anualmente as mangueiras de incêndio devem ser testadas hidrostaticamente para constatação de sua estanqueidade; o A cada 05 anos os extintores devem ser testados hidrostaticamente para constatação de sua estanqueidade (verificar data no selo afixado no hidrante); 89

37 Detalhe das falhas de acabamento. HALL DOS ANDARES 90

38 Instalações elétricas incompletas. HALL DOS ANDARES 91

39 Traços de infiltração junto ao 6º pavimento. HALL DOS ANDARES 92

40 HALL DOS ANDARES Detalhe dos traços de infiltração no 6º pavimento. 93

41 HALL DOS ANDARES Detalhe das Falhas de acabamento. RECOMENDAÇÃO: Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar o reparo da infiltração e os acabamento do hall. 94

42 Shaft dos Andares: SHAFT ELÉTRICA Falhas de acabamento. 95

43 SHAFT HIDRAULICA Falhas de acabamento. 96

44 Falhas de acabamento. SHAFT TELEFONIA 97

45 SHAFTS Detalhe da falta de colocação do adaptador de engate rápido no registro do hidrante. Detalhe das instalações incompletas. 98

46 Detalhe das Falhas de acabamento. SHAFTS 99

47 Detalhe dos suportes das mangueiras soltos. SHAFTS 100

48 SHAFTS Detalhe da falta de acabamento junto ao batente da porta. 101

49 SHAFTS Detalhe da falta de colocação do adaptador de engate rápido no registro do hidrante. 102

50 SHAFTS Detalhe da falta de acabamento junto ao batente da porta. 103

51 Falta instalação do ralo. RECOMENDAÇÃO: REDUTORA DE PRESSÃO (6 ANDAR) Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar os reparos e acabamentos nos shafts. RECOMENDAÇÃO AO CONDOMÍNIO: Programar junto ao fabricante a revisão anual das redutoras de pressão, qualquer anormalidade em seu funcionamento devido à altura da edificação a variação de pressão pode ocasionar o rompimento da tubulação. 104

52 Térreo: TÉRREO Em bom estado de conservação, sem anomalias aparentes. 105

53 TÉRREO Passa fiação de telefonia no interior do quadro de elétrica, contrariando a NBR 5410/2004. RECOMENDAÇÃO: Por se tratar de anomalia construtiva a construtora deve providenciar a revisão geral do quadro adequando as exigências da NBR 5410/

54 BLOCO 3 ED. JOY 107

55 Área da Cobertura: LAJE SUPERIOR DE COBERTURA Pontos de degradação da proteção mecânica com a manta exposta; Infiltração na casa de maquinas dos elevadores. 108

ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100.

ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100. PARECER TÉCNICO DAS ANOMALIAS ENCONTRADAS NA EDIFICAÇÃO DE GARANTIA POR PARTE DA CONSTRUTORA. 1ªPARTE TORRES 1 a 3. CONDOMÍNIO: Brink Condomínio Clube. ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100. CIDADE/UF:

Leia mais

SERVIÇO DE TERCEIROS OBRIGATÓRIOS M S A AT M S A AT

SERVIÇO DE TERCEIROS OBRIGATÓRIOS M S A AT M S A AT LEGENDA: INSPEÇÃO ZELADOR SERVIÇO DE TERCEIROS OBRIGATÓRIOS SERVIÇO DE TERCEIROS OPCIONAIS M ( MENSAL ) S ( SEMESTRAL) LEGENDA: TOPO DO EDIFÍCIO ANDARES PAVIMENTOS INFERIORES A ( ANUAL ) S ( APÓS TEMPORAL)

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº.

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº. SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº. 43/2011 às normas de segurança contra incêndio edificações existentes

Leia mais

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES Complexo Esportivo de Deodoro Edital 1.10 1. Instalações Hidráulicas e Sanitárias Os serviços de manutenção de instalações hidráulicas e sanitárias,

Leia mais

Guia de Instruções para a Manutenção Predial

Guia de Instruções para a Manutenção Predial Neon -Empresa Patrocinadora Núcleo SBCampo AGENDA PREENCHA O NOME E O TELEFONE DO SEU PRESTADOR DE SERVIÇO. SERVIÇO EMPRESA FONE ÁGUA E ESGOTO ELEVADORES PORTÕES BOMBAS JARDIM EQUI.SEGURANÇA CAIXA DÁGUA

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 15

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 15 ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 15 CONTROLE DE FUMAÇA PARTE 2 CONCEITOS, DEFINIÇÕES E COMPONENTES DO SISTEMA

Leia mais

GARANTIA. Introdução. Prezado Cliente,

GARANTIA. Introdução. Prezado Cliente, GARANTIA Introdução Prezado Cliente, Este Termo tem como objetivo lhe orientar sobre os prazos de garantia dos componentes e s de seu imóvel, e como solicitar a Assistência Técnica Venax Construtora. Os

Leia mais

A Importância dos Projetos de Sistemas de Proteções Coletivas Engº José Carlos de Arruda Sampaio

A Importância dos Projetos de Sistemas de Proteções Coletivas Engº José Carlos de Arruda Sampaio A Importância dos Projetos de Sistemas de Proteções Coletivas Engº José Carlos de Arruda Sampaio Ciclo de Vida do Empreendimento: Todos os empreendimentos tem um ciclo de vida - têm um início, um crescimento

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO versão 04

MEMORIAL DESCRITIVO versão 04 MEMORIAL DESCRITIVO versão 04 Arquitetônico Hidrossanitário EMPREENDIMENTO: Edifício Residencial ÁREA CONSTRUIDA: 2.323,60 m² ÁREA DO TERRENO: 1.474,00 m² LOCALIZAÇÃO: Rua Ianne Thorstemberg, n 344 Bairro

Leia mais

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL Agosto/2011 CONDOMÍNIO VISION Engº Claudio Eduardo Alves da Silva CREA nº: 0682580395 F o n e / F a x : ( 1 1 ) 2 6 5 1-5918 R. C e l. B e n to J o s é d e C a r v a lh o,

Leia mais

FORMULÁRIO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO PROJETO TÉCNICO

FORMULÁRIO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO PROJETO TÉCNICO ESTADO DA PARAÍBA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA E DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS DAT/1 SEÇÃO DE ANÁLISE DE PROJETOS FORMULÁRIO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO

Leia mais

NPT 002 ADAPTAÇÃO ÀS NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EDIFICAÇÕES EXISTENTES E ANTIGAS

NPT 002 ADAPTAÇÃO ÀS NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EDIFICAÇÕES EXISTENTES E ANTIGAS Janeiro 2012 Vigência: 08 Janeiro 2012 NPT 002 Adaptação às normas de segurança contra incêndio edificações existentes e antigas CORPO DE BOMBEIROS BM/7 Versão: 02 Norma de Procedimento Técnico 9 páginas

Leia mais

Apólice de Seguros Incêndio (Revisão das Coberturas)

Apólice de Seguros Incêndio (Revisão das Coberturas) Tabela de e Prazos de Manutenção Item Apólice de s Incêndio (Revisão das Coberturas) Revisar Condições e Importâncias Seguradas. arts. 1.346 e 1348, IX, do Código Civil e art. 13, parágrafo único da Lei

Leia mais

CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS

CADERNO DE PROTEÇÕES COLETIVAS Quando edificares uma casa nova, farás um parapeito, no eirado, para que não ponhas culpa de sangue na tua casa, se alguém de algum modo cair dela. Moisés (1473 A.C.). Deuteronômio 22.8 CADERNO DE PROTEÇÕES

Leia mais

ANEXO I Plano de Manutenção Preventiva

ANEXO I Plano de Manutenção Preventiva ANEO I Plano Preventiva 1. Estrutura Sistema Serviço Periodicidade Equipe Responsável 1.1. Fundações 1.2. Pilares 1.3. Vigas Inspeção de possíveis fissuras, trincas, rachaduras, ferragem aparente, desníveis,

Leia mais

RESPONSABILIDADE DA CONSTRUTORA E GARANTIA

RESPONSABILIDADE DA CONSTRUTORA E GARANTIA RESPONSABILIDADE DA CONSTRUTORA E GARANTIA A San Juan Empreendimentos Imobiliários Ltda responderá pelo prazo de 05 (cinco) anos a contar término da obra, pela solidez e segurança da edificação. Portanto,

Leia mais

NPT 002 ADAPTAÇÃO ÀS NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EDIFICAÇÕES EXISTENTES E ANTIGAS. Versão: 03 Norma de Procedimento Técnico 8 páginas

NPT 002 ADAPTAÇÃO ÀS NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EDIFICAÇÕES EXISTENTES E ANTIGAS. Versão: 03 Norma de Procedimento Técnico 8 páginas Outubro 2014 Vigência: 08 outubro 2014 NPT 002 Adaptação às normas de segurança contra incêndio edificações existentes e antigas CORPO DE BOMBEIROS BM/7 Versão: 03 Norma de Procedimento Técnico 8 páginas

Leia mais

UNEMAT Universidade do Estado de Mato Grosso. INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS E PREDIAIS Professora: Engª Civil Silvia Romfim

UNEMAT Universidade do Estado de Mato Grosso. INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS E PREDIAIS Professora: Engª Civil Silvia Romfim UNEMAT Universidade do Estado de Mato Grosso INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS E PREDIAIS Professora: Engª Civil Silvia Romfim INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUAS PLUVIAIS 2 INTRODUÇÃO A água da chuva é um dos elementos

Leia mais

PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO

PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO DAS INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS DO RESTAURANTE E VESTIÁRIOS Rev. 0: 09/01/13 1. INTRODUÇÃO Este memorial visa descrever os serviços e especificar os materiais do projeto

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO - SISTEMAS HIDRÁULICOS HOSPITAL METROPOLITANO DE BELO HORIZONTE

MEMORIAL DESCRITIVO - SISTEMAS HIDRÁULICOS HOSPITAL METROPOLITANO DE BELO HORIZONTE MEMORIAL DESCRITIVO - SISTEMAS HIDRÁULICOS HOSPITAL METROPOLITANO DE BELO HORIZONTE OBRA: Contrato: 77009 Revisão: 2 Data: 15/12/2009 1. OBJETIVO Este memorial tem por objetivo descrever os sistemas hidráulicos

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PAX-PERDIZES

MEMORIAL DESCRITIVO PAX-PERDIZES MEMORIAL DESCRITIVO PAX-PERDIZES PAX_PERDIZES é composto por 1 torre residencial com 8 pavimentos com 4 unidades cada. As vagas de estacionamento estão distribuídas em 2 subsolos. O acesso ao Empreendimento

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turmas C01, C02 e C03 Disc. Construção Civil II TIPOS Água Fria Esgoto Águas Pluviais Água Quente Incêndio

Leia mais

Avaliação de Desempenho ABNT NBR 15575. Antonio Fernando Berto afberto@ipt.br

Avaliação de Desempenho ABNT NBR 15575. Antonio Fernando Berto afberto@ipt.br Avaliação de Desempenho Segurança ao Fogo ABNT NBR 15575 Antonio Fernando Berto afberto@ipt.br Ocorrências de incêndios em 2010 Número de incêndios no Brasil Número de incêndios no Estado de São Paulo

Leia mais

Trabalhos em Altura com a Utilização de Cadeira Suspensa (Balancim)

Trabalhos em Altura com a Utilização de Cadeira Suspensa (Balancim) PROCEDIMENTO DE SMS Trabalhos em Altura com a Utilização de Cadeira Suspensa (Balancim) PR-99-993-CPG-009 Revisão: 00 Aprovação: 30/05/2014 Página: 1/7 1. OBJETIVO Estabelecer requisitos de segurança para

Leia mais

Módulo 2 - Sistemas básicos de proteção passiva contra incêndio

Módulo 2 - Sistemas básicos de proteção passiva contra incêndio Módulo 2 - Sistemas básicos de proteção passiva contra incêndio Apresentação do módulo Os sistemas de proteção contra incêndio e pânico são classificados em duas categorias distintas: proteção passiva

Leia mais

Segurança em edificações existentes construídas há mais de 15 anos. Eng. Valdemir Romero

Segurança em edificações existentes construídas há mais de 15 anos. Eng. Valdemir Romero Segurança em edificações existentes construídas há mais de 15 anos Eng. Valdemir Romero Agenda Objetivos Ações propostas Justificativas Riscos Agenda Objetivos Ações propostas Justificativas Riscos Segurança

Leia mais

Residencial Geraldo Pacheco

Residencial Geraldo Pacheco Residencial Geraldo Pacheco 1/6 Memorial Descritivo Rua Rio Branco, esquina com Rua Marajó, Parque das Castanheiras, Vila Velha - ES Projeto arquitetônico - Sandro Pretti Planejado de acordo com normas

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO AMPLIAÇÃO DA ALA DE APARTAMENTOS E ENFERMARIAS DA CASA DE CARIDADE SANTA TEREZA.

MEMORIAL DESCRITIVO AMPLIAÇÃO DA ALA DE APARTAMENTOS E ENFERMARIAS DA CASA DE CARIDADE SANTA TEREZA. MEMORIAL DESCRITIVO AMPLIAÇÃO DA ALA DE APARTAMENTOS E ENFERMARIAS DA CASA DE CARIDADE SANTA TEREZA. 1 RELATÓRIO TÉCNICO / MEMORIAL DE INTERVENÇÃO EM ESTABELECI- MENTO DE SAÚDE. AMPLIAÇÃO DA ALA DE APARTAMENTO

Leia mais

RECEBIMENTO DE OBRA. Eng. Civil Flávia Zoéga Andreatta Pujadas Presidente do IBAPE/SP gestão 2014/2015 archeo@uol.com.br. IBAPE/SP www.ibape-sp.org.

RECEBIMENTO DE OBRA. Eng. Civil Flávia Zoéga Andreatta Pujadas Presidente do IBAPE/SP gestão 2014/2015 archeo@uol.com.br. IBAPE/SP www.ibape-sp.org. RECEBIMENTO DE OBRA Eng. Civil Flávia Zoéga Andreatta Pujadas Presidente do IBAPE/SP gestão 2014/2015 archeo@uol.com.br Inspeção Predial Eng. Civil Flávia Zoéga Andreatta Pujadas Presidente do IBAPE/SP

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE ACABAMENTOS. Rua São Manoel, 2061 e Rua São Luiz, 1112 PORTO ALEGRE - RS

MEMORIAL DESCRITIVO DE ACABAMENTOS. Rua São Manoel, 2061 e Rua São Luiz, 1112 PORTO ALEGRE - RS MEMORIAL DESCRITIVO DE ACABAMENTOS Rua São Manoel, 2061 e Rua São Luiz, 1112 PORTO ALEGRE - RS ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. O PROJETO 3. ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS 4. ACABAMENTOS - 01- 1 APRESENTAÇÃO Tem

Leia mais

Proprietário Página 1 de 6

Proprietário Página 1 de 6 MEMORIAL DESCRITIVO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO ACOPIARA PREFEITURA MUNICIPAL DE ACOPIARA(CE) DATA 10/11/2011 MEMORIAL DESCRITIVO E JUSTIFICATIVO DE CÁLCULO DO PROJETO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO

Leia mais

AutoVistoria Segurança em Edificações. Eng. Eletricista e Segurança do Trabalho: Rogerio Maurer Email: rogeriomaurer@gmail.com

AutoVistoria Segurança em Edificações. Eng. Eletricista e Segurança do Trabalho: Rogerio Maurer Email: rogeriomaurer@gmail.com AutoVistoria Segurança em Edificações Eng. Eletricista e Segurança do Trabalho: Rogerio Maurer Email: rogeriomaurer@gmail.com Motivação: Segurança! Lei Estadual nº 6400, de 05 de Março de 2013. Art. 1º

Leia mais

Manual do impermeabilizador

Manual do impermeabilizador 1 Manual do impermeabilizador Preparação e aplicação em superfícies cimenticia Índice INTRODUÇÃO PROJETO DE IMPERMEABILIZAÇÃO ESTATÍSTICAS NORMAS TÉCNICAS ELABORAÇÃO DO PROJETO DE IMPERMEABILIZAÇÃO NBR

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRÁULICO SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRÁULICO SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRÁULICO SANITÁRIAS PLANO DE DISCIPLINA 2014 prof. A. Ângelo Lorenzino EMENTA: Sistemas Prediais de Água Fria Sistemas Prediais de Água Quente Sistemas Prediais de Esgotos Sanitários Sistemas

Leia mais

CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS

CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS ELEVADOR A CABO ELEVADOR DE CREMALHEIRA Elevador de cremalheira e pinhão Maior custo compra / aluguel; Maior padrão de segurança;

Leia mais

SUMÁRIO. Elaboração Revisão Aprovado (ou Aprovação) Data aprovação Maturino Rabello Jr Marco Antônio W. Rocha Carmen T. Fantinel

SUMÁRIO. Elaboração Revisão Aprovado (ou Aprovação) Data aprovação Maturino Rabello Jr Marco Antônio W. Rocha Carmen T. Fantinel SUMÁRIO 1. Objetivo e campo de aplicação...2 2. Referências...2 3. Definições...2 3.1 Hidrômetro...2 3.2 A.R.T...2 3.3 Ramal predial de água...2 4. Procedimentos e Responsabilidades...3 4.1 Generalidades...3

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1 OBJETO 1.1 CONVITE para execução da recuperação na cobertura do Edifício situado na Rua João Negrão, 1285 bairro Rebouças na cidade de Curitiba-PR, objetivando a eliminação

Leia mais

Cartilha de Equipamentos. Informações para auxiliar na escolha da melhor opção de equipamentos de acesso.

Cartilha de Equipamentos. Informações para auxiliar na escolha da melhor opção de equipamentos de acesso. Cartilha de Informações para auxiliar na escolha da melhor opção de equipamentos de acesso. Sumario 02 Escolhendo o equipamento certo 04 Andaime Fachadeiro 06 Balancim Leve 08 Balancim Elétrico 10 Plataforma

Leia mais

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE 1 Estrutura Acabamento externo SUMÁRIO DO PROJETO TORRE 5: 100% executado 95% executado - Revestimento fachada; - 100% concluído - Aplicação de textura; - 95% concluído -

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: PONTE MISTA DE 18,00M DE COMPRIMENTO E 4,20M DE LARGURA

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: PONTE MISTA DE 18,00M DE COMPRIMENTO E 4,20M DE LARGURA MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: PONTE MISTA DE 18,00M DE COMPRIMENTO E 4,20M DE LARGURA LOCAL: PONTE DOS CÓRREGOS. OBJETIVO: O Objetivo principal deste Memorial é demonstrar e descrever todas e quaisquer informações

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS. Local: Rua General Auto, N 101 e 111 Centro Porto Alegre

MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS. Local: Rua General Auto, N 101 e 111 Centro Porto Alegre MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS Local: Rua General Auto, N 101 e 111 Centro Porto Alegre INDICE 1. GENERALIDADES 1.1. OBJETOS E DADOS 1.2. NORMAS 1.3. PLANTAS 2. INTERPRETAÇÃO 3. PRÉDIO 3.1.

Leia mais

Instrução Técnica nº 43/2011 - Adaptação às normas de segurança contra incêndio edificações existentes 779

Instrução Técnica nº 43/2011 - Adaptação às normas de segurança contra incêndio edificações existentes 779 Instrução Técnica nº 43/2011 - Adaptação às normas de segurança contra incêndio edificações existentes 779 SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

Leia mais

PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA

PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA Parede de Concreto 29/04/2015 1 PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA OBJETIVO - reduzir o déficit habitacional 2009 MCMV Início do Programa 2010 MCMV I 1.000.000 de unid. contratadas 2011/14 MCMV II 2.400.000

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Nome/Nº RE.PRO.023. Memorial Descritivo (7.3.2)

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Nome/Nº RE.PRO.023. Memorial Descritivo (7.3.2) 02/07/22 12/12/22 Versão MEMORIAL DESCRITIVO RESIDENCIAL NERIÁ Rua A.J. Renner, 1.390 Estância Velha Canoas / RS Arquivo: P:\SGQ\Registros\ e Desenvolvimento\0-RE.PRO.023 - Memorial Descritivo V.\Residencial

Leia mais

A Segurança não é obra do acaso Preserve sua vida.

A Segurança não é obra do acaso Preserve sua vida. A Segurança não é obra do acaso Preserve sua vida. Campanha do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de São Bento do Sul e Campo Alegre contra os Acidentes de Trabalho

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Torres Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Gestão

Estado do Rio Grande do Sul Município de Torres Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Gestão DECRETO N o 17, DE 1 o DE MARÇO DE 2013. Regulamenta a Lei Municipal n o 4.324, de 28 de maio de 2010, que dispõe sobre a obrigatoriedade de vistoria preventiva em construções plurifamiliares e de grande

Leia mais

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE 1 Estrutura Acabamento externo: TORRE 5 100% executado 98% executado - Revestimento fachada; 100% concluído - Aplicação de textura; 100% concluído - Execução do telhado; 100%

Leia mais

Reformas e manutenção. Engº Marcos Velletri Engº Ricardo Gonçalves. Realização:

Reformas e manutenção. Engº Marcos Velletri Engº Ricardo Gonçalves. Realização: Reformas e manutenção Engº Marcos Velletri Engº Ricardo Gonçalves Atualização da normalização nacional ABNT NBR 15575 DESEMPENHO DE EDIFICAÇÕES Eng. Ricardo S. F. Gonçalves ABNT NBR 15575:2013 NORMA DE

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS Referência: Projeto: Data: MD-SPDA CER - BRASIL OUTUBRO/2013 SUMÁRIO 1 GENERALIDADES 2 DESCRIÇÃO DO PROJETO 3

Leia mais

ANEXO C MEMORIAL DESCRITIVO DO PRÉDIO

ANEXO C MEMORIAL DESCRITIVO DO PRÉDIO ANEXO A Ao Ilmo Sr. Comandante do Corpo de Bombeiros Militar Cidade: SERTÃO - RS Data: 10/03/2014 Encaminhamos a V. S.ª, para ANÁLISE, o Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI). Nome: INSTITUTO

Leia mais

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. NR 18-Construção Civil-Alterações

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. NR 18-Construção Civil-Alterações VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO NR 18-Construção Civil-Alterações Orientador Empresarial PORTARIA SIT nº 201/2011: 24.01.2011, com

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO COMERCIAL CHATÊAU DE LA VIE

MEMORIAL DESCRITIVO COMERCIAL CHATÊAU DE LA VIE MEMORIAL DESCRITIVO COMERCIAL CHATÊAU DE LA VIE Rua Clemente Pinto, 146. Pág. 1 / 9 1 GENERALIDADES E DISPOSIÇÕES GERAIS O presente memorial descritivo tem por objetivo especificar o tipo, qualidade e

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: Reforma da Câmara Municipal de Conchas 2ª Fase

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: Reforma da Câmara Municipal de Conchas 2ª Fase MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Reforma da Câmara Municipal de Conchas 2ª Fase Este Memorial Descritivo tem por finalidade especificar os materiais e serviços a serem executados na REFORMA DA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE CONSTRUÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO DE CONSTRUÇÃO CHL Desenvolvimento Imobiliário S/A Premier Offices MEMORIAL DESCRITIVO DE CONSTRUÇÃO 1- ACABAMENTO DAS UNIDADES AUTÔNOMAS (23/09/09) 1.1 SALAS Piso: Laje em osso (concreto aparente) sobre dry-wall Teto:

Leia mais

NORMA TÉCNICA 09/2014

NORMA TÉCNICA 09/2014 É ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA 09/2014 Compartimentação horizontal e vertical SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências normativas e bibliográficas

Leia mais

Blumenau, maio de 2010.

Blumenau, maio de 2010. INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE ORÇAMENTOS E CRONOGRAMAS Blumenau, maio de 2010. 1. RESUMO... 3 2. OBJETIVO... 3 3. INTRODUÇÃO... 3 4. COMPOSIÇÃO DO ORÇAMENTO... 4 4.1. SERVIÇOS PRELIMINARES/TÉCNICOS...

Leia mais

CAPÍTULO VI. Sistema Hidráulico Preventivo

CAPÍTULO VI. Sistema Hidráulico Preventivo CAPÍTULO VI Sistema Hidráulico Preventivo Art. 47 - O Sistema Hidráulico Preventivo sob comando ou Automatizado, deverá ser locado em planta baixa, apresentado em esquema vertical ou isométrico, com os

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS HC1 PISO TÉRREO ALA B - HEMODINÂMICA HOSPITAL DE CLÍNICAS DE MARÍLIA MARÍLIA SP PROJETO: ENGEST ENGENHARIA LTDA Eng. Civil Marcos Stroppa Rua Lupércio

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 1.1 ENDEREÇO: Rua dos Goytacazes, nº.: 447/447-A Bairro Centro Campos dos Goytacazes RJ.

MEMORIAL DESCRITIVO. 1.1 ENDEREÇO: Rua dos Goytacazes, nº.: 447/447-A Bairro Centro Campos dos Goytacazes RJ. 1 DADOS INICIAIS 1.1 ENDEREÇO: Rua dos Goytacazes, nº.: 447/447-A Bairro Centro Campos dos Goytacazes RJ. 1.2 PRÉDIO MULTIFAMILIAR COMPOSTO DE 1.2.1 TÉRREO / BLOCOS 01/02 (01) Portaria, (53) cinqüenta

Leia mais

Catálogo 2015. www.graffart.com.br

Catálogo 2015. www.graffart.com.br Catálogo 2015 Visualização da sinalização Para conseguir uma sinalização perfeita é necessário adequar as dimensões dos sinais às características da edificação e ao seu local de instalação. 150x150 200x200

Leia mais

MANUAL DO BENEFÍCIO ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL 24 HORAS

MANUAL DO BENEFÍCIO ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL 24 HORAS MANUAL DO BENEFÍCIO ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL 24 HORAS Junho/2014 1080.0776.0302 ÍNDICE ACIONAMENTO DOS SERVIÇOS...3 REEMBOLSOS...3 QUANTIDADE DE INTERVENÇÕES...3 SERVIÇOS...3 BOMBEIRO HIDRÁULICO...3 ELETRICISTA...4

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. As fundações serão em estacas rotativas, com blocos de fundação, executadas por firma especializada.

MEMORIAL DESCRITIVO. As fundações serão em estacas rotativas, com blocos de fundação, executadas por firma especializada. MEMORIAL DESCRITIVO 1. INFORMAÇÕES GERAIS Este PRÉDIO terá uso exclusivo RESIDENCIAL e terá 12 (doze) pavimentos, sendo que o 1º PAV SUB SOLO terá 26 espaços de garagem cobertos; o 2 PAV terá o hall de

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO Reforma do bloco X ginásio de esportes

MEMORIAL DESCRITIVO Reforma do bloco X ginásio de esportes Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MEMORIAL DESCRITIVO Reforma do bloco

Leia mais

Subsídio ConstruBusiness Grupo de Trabalho sobre Segurança em Edificações

Subsídio ConstruBusiness Grupo de Trabalho sobre Segurança em Edificações Subsídio ConstruBusiness Grupo de Trabalho sobre Segurança em Edificações SEGURANÇA EM EDIFICAÇÕES EXISTENTES (construídas há mais de 10 ou 15 anos) OBJETIVOS 1) Criação de obrigatoriedade de inspeção

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇAO ESCRITÓRIO DE PROJETOS E OBRAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇAO ESCRITÓRIO DE PROJETOS E OBRAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇAO ESCRITÓRIO DE PROJETOS E OBRAS Anexo XIII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA INSTALAÇÕES DE PREVENÇÃO DE INCÊNDIO Obra: Edifício

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PREFEITURA DE CAMPUS - SETOR DE OBRAS COMPOSIÇÃO DO BDI PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO CAMAT - 1ª etapa

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PREFEITURA DE CAMPUS - SETOR DE OBRAS COMPOSIÇÃO DO BDI PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO CAMAT - 1ª etapa UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PREFEITURA DE CAMPUS - SETOR DE OBRAS COMPOSIÇÃO DO BDI PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO CAMAT - 1ª etapa (BÔNUS E DESPESAS INDIRETAS) Itens de valor percentual

Leia mais

A cobertura pode ser feita com telhas que podem ser metálicas, de barro ou ainda telhas asfálticas tipo shingle.

A cobertura pode ser feita com telhas que podem ser metálicas, de barro ou ainda telhas asfálticas tipo shingle. CONCEITO Light (LSF estrutura em aço leve) é um sistema construtivo racional e industrial. Seus principais componentes são perfis de aço galvanizado dobrados a frio, utilizados para formar painéis estruturais

Leia mais

TRAVAMENTO METÁLICO ASTEK BARRA DE ANCORAGEM

TRAVAMENTO METÁLICO ASTEK BARRA DE ANCORAGEM TRAVAMENTO METÁLICO ASTEK BARRA DE ANCORAGEM As Barras de ancoragem são utilizadas no travamento de formas na construção civil, fabricadas em aço ASTM A36, normatizados, atendendo as exigências da norma

Leia mais

Edifícios Consolação I e II

Edifícios Consolação I e II Edifícios Consolação I e II Os edifícios Consolação I e II estão localizados na Rua da Consolação, 2.403/2.411/2387, na quadra delimitada Rua Bela Cintra e Antonio Carlos, Bela Vista - São Paulo, SP. Trata-se

Leia mais

NORMA INTERNA - NI. 3.02 Hidrômetro - Equipamento destinado a medir e registrar, continuamente, o volume de água que o atravessa;

NORMA INTERNA - NI. 3.02 Hidrômetro - Equipamento destinado a medir e registrar, continuamente, o volume de água que o atravessa; 1 de 18 1. PROPÓSITO Estabelecer condições Técnicas e Comerciais que possibilitem emissão de faturas individuais de água e/ou esgoto para condomínios residenciais ou comerciais. 2. CAMPO DE APLICAÇÃO Esta

Leia mais

CASA DE MÁQUINAS MANUAL DE INSTALAÇÃO

CASA DE MÁQUINAS MANUAL DE INSTALAÇÃO CASA DE MÁQUINAS MANUAL DE INSTALAÇÃO CASA DE MÁQUINAS Item essencial para qualquer tipo de piscina. É nela que ficam acondicionados o Sistema Filtrante (Filtro e Bomba) registros, válvulas, fios e acionadores.

Leia mais

Instalações Prediais (Hidráulico-Sanitárias e Elétricas) e o Projeto Arquitetônico

Instalações Prediais (Hidráulico-Sanitárias e Elétricas) e o Projeto Arquitetônico Instalações Prediais (Hidráulico-Sanitárias e Elétricas) e o Projeto Arquitetônico Introdução As instalações prediais constituem subsistemas que devem ser integrados ao sistema construtivo proposto pela

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS LOCAL: SETOR/ENDEREÇO: PERÍODO: RESPONSÁVEL PELAS INFORMAÇÕES: LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS SISTEMAS HIDROSSANITÁRIOS PERÍODICIDADE SERVIÇOS PREVENTIVOS STATUS SEMANA 01 DIÁRIO Verificação

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 09

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 09 ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 09 Compartimentação horizontal e compartimentação vertical SUMÁRIO ANEXO 1 Objetivo

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO Julho / 2015. Escola Básica Municipal Encano Central Reforma da Cobertura Indaial / SC

MEMORIAL DESCRITIVO Julho / 2015. Escola Básica Municipal Encano Central Reforma da Cobertura Indaial / SC MEMORIAL DESCRITIVO Julho / 2015 Escola Básica Municipal Encano Central Reforma da Cobertura Indaial / SC 1. INFORMAÇÕES PRELIMINARES 1.1. RESPONSÁVEL TÉCNICO PELO PROJETO Carlos Henrique Nagel Engenheiro

Leia mais

ANEXO II ao Edital de PREGÃO AMPLO Nº 13/2009

ANEXO II ao Edital de PREGÃO AMPLO Nº 13/2009 ANEXO II ao Edital de PREGÃO AMPLO Nº 13/2009 CADERNO DE ENCARGOS MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA DO SISTEMA ELÉTRICO, HIDRÁULICO E COMBATE A INCÊNDIO. COMPLEXO SEDE DA ANATEL E UNIDADE DE SOBRADINHO

Leia mais

PROJETO DE INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA FRIA REGISTRO DE INSPEÇÃO DE PROJETOS

PROJETO DE INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA FRIA REGISTRO DE INSPEÇÃO DE PROJETOS Página 1 GRUPO RESPONSÁVEL PELA ELA- BORAÇÃO DO PROJETO: REGISTRO DE INSPEÇÃO DE PROJETOS PROJETO INSPECIONADO: DATA DA INSPEÇÃO: AUTOR DESTE CHECKLIST MARCOS LUÍS ALVES DA SILVA Sistema de instalações

Leia mais

ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01AF/ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01AF/ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01AF/ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA NAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, HIDRÁULICAS, SANITÁRIA, COMBATE A INCÊNDIO

Leia mais

Vimos através deste, apresentar a posição da empresa quanto ao relatório de

Vimos através deste, apresentar a posição da empresa quanto ao relatório de estru engenharia Of. OAA 02/2015 Florianópolis, 30 de Abril de 2015. Ao Condomínio Residencial Arquipélago dos Açores Ref. Inspeção Predial para fins de garantia. Vimos através deste, apresentar a posição

Leia mais

NOVOS PACOTES DE ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL - A partir de 16/06/2015

NOVOS PACOTES DE ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL - A partir de 16/06/2015 NOVOS PACOTES DE ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL - A partir de 16/06/2015 Para as contratações e renovações, a partir de 16/06/2015, os planos disponíveis serão: a) Serviço para casa (Plus Casa) Plus Casa Chaveiro

Leia mais

Tabela de Custos de Manutenção e Reformas

Tabela de Custos de Manutenção e Reformas Apresentação Você dispõe da Tabela de Custos para Manutenção e Reformas, a primeira referência estruturada de custos, para essas finalidades, apresentada ao Mercado da Construção Civil brasileira. Constitui

Leia mais

Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética

Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética REVESTIMENTO DE FACHADA Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética Documentos de referência para a execução do serviço: Projeto arquitetônico Projeto de esquadrias NR 18 20

Leia mais

NPT 028 MANIPULAÇÃO, ARMAZENAMENTO, COMERCIALIZAÇÃO E UTILIZAÇÃO DE G.L.P.

NPT 028 MANIPULAÇÃO, ARMAZENAMENTO, COMERCIALIZAÇÃO E UTILIZAÇÃO DE G.L.P. Outubro 2014 Vigência: 08 outubro 2014 NPT 028 Manipulação, armazenamento, comercialização e utilização de gás liquefeito de petróleo (GLP) CORPO DE BOMBEIROS BM/7 Versão: 03 Norma de Procedimento Técnico

Leia mais

Ar quente e Åmido sobe formando cristais de gelo no interior das nuvens; Cristais de gelo subindo e gotas de Çgua caindo no interior da nuvem colidem

Ar quente e Åmido sobe formando cristais de gelo no interior das nuvens; Cristais de gelo subindo e gotas de Çgua caindo no interior da nuvem colidem Ar quente e Åmido sobe formando cristais de gelo no interior das nuvens; Cristais de gelo subindo e gotas de Çgua caindo no interior da nuvem colidem promovendo a troca de Éons; A base fica negativa e

Leia mais

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Pág. 1 Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Cliente: Unidade: Assunto: Banco de Brasília - BRB Águas Lindas GO Novas Instalações Código do Projeto: 3947-11 SIA Sul Quadra 4C Bloco D Loja 37 Brasília-DF

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BRASÍLIA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO SPDA BRASÍLIA - DF

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BRASÍLIA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO SPDA BRASÍLIA - DF INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BRASÍLIA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO SPDA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BRASÍLIA - DF 1 - MEMORIAL DESCRITIVO 2 MEMORIAL DESCRITIVO

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 04/2015

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 04/2015 Instrução Técnica nº 04/2011 - Símbolos gráficos para projeto de segurança contra incêndio 149 SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros

Leia mais

MUNÍCIPIO DE CONSELHEIRO LAFAIETE - MG SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E MEIO AMBIENTE Administração 2.013/2.016 TERMO DE REFERENCIA

MUNÍCIPIO DE CONSELHEIRO LAFAIETE - MG SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E MEIO AMBIENTE Administração 2.013/2.016 TERMO DE REFERENCIA MUNÍCIPIO DE CONSELHEIRO LAFAIETE - MG SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E MEIO AMBIENTE Administração 2.013/2.016 TERMO DE REFERENCIA REFORMA E AMPLIAÇÃO DA ESCOLA MUNICIPAL PEDRO REZENDE DOS SANTOS 1 - OBJETO:

Leia mais

TORRE ESTAIADA ESPECIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS ACESSÓRIOS

TORRE ESTAIADA ESPECIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS ACESSÓRIOS TORRE ESTAIADA A torre estaiada é a solução mais econômica por atingir grandes alturas e com elevada capacidade de carga, porém exige-se disponibilidade de terreno para sua instalação. Possui seção transversal

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES PROJETO ARQUITETÔNICO ADEQUAÇÕES NA USINA DE TRIAGEM DE LIXO LINHA ESTRELA MEMORIAL DESCRITIVO 1 MEMORIAL DESCRITIVO 1. OBJETIVO: USINA DE TRIAGEM DE LIXO A presente especificação tem por objetivo estabelecer

Leia mais

Placa de obra: Haverá a colocação em local visível de placa de obra, metálica, fixada em estrutura de madeira, conforme padrão fornecido SOP.

Placa de obra: Haverá a colocação em local visível de placa de obra, metálica, fixada em estrutura de madeira, conforme padrão fornecido SOP. MEMORIAL DESCRITIVO RECONSTRUÇÃO DO ALBERGUE JUNTO AO PRESIDIO ESTADUAL DE VACARIA RS. VACARIA RS. GENERALIDADES: Este Memorial Descritivo tem a função de propiciar a perfeita compreensão do projeto e

Leia mais

Referência: Reunião Técnica, Memorial Descritivo Rev: 2. Proteções Existentes. Observações (O)/ Recomendações (R) Meio Ambiente.

Referência: Reunião Técnica, Memorial Descritivo Rev: 2. Proteções Existentes. Observações (O)/ Recomendações (R) Meio Ambiente. Ambiente Imagem 1 Vazamento de produto inflamável armazenado em frascos, bombonas ou tambores. - Falha durante o manuseio ou transporte do recipiente provocando tombamento ou queda; - Recipiente em más

Leia mais

Código Símbolo Significado Forma e cor Aplicação. Cuidado, risco de incêndio. Cuidado, risco de explosão. Cuidado, risco de corrosão

Código Símbolo Significado Forma e cor Aplicação. Cuidado, risco de incêndio. Cuidado, risco de explosão. Cuidado, risco de corrosão I - Símbolos da sinalização básica ANEXO B SIMBOLOGIA PARA A SINALIZAÇÃO DE EMERGÊNCIA Os símbolos adotados por esta norma para sinalização de emergência são apresentados a seguir, acompanhados de exemplos

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DAS CONSTRUÇÕES BLOCO 01

MEMORIAL DESCRITIVO DAS CONSTRUÇÕES BLOCO 01 1. INSTALAÇÕES DE COMBATE A INCÊNDIOS CONDIÇÕES GERAIS O projeto de prevenção e combade a incêndios foi executado atendendo às exigências das seguintes normas e leis: NB; - 9077/93. NT - 15/2009 - CAT

Leia mais

Manual do Impermabilizador

Manual do Impermabilizador Rev.05 Manual do Impermabilizador Esta especificação técnica tem por objetivo fornecer subsídios na metodologia adequada de impermeabilização com mantas asfálticas. Em cada caso, deverão ser analisadas

Leia mais

Paulista Corporate Avenida Paulista, nº 1.636 São Paulo - SP

Paulista Corporate Avenida Paulista, nº 1.636 São Paulo - SP Paulista Corporate Avenida Paulista, nº 1.636 São Paulo - SP Outubro, 2009 Versão Final A. DESCRIÇÃO DO PROJETO Este memorial trata da descrição e especificação básica dos elementos que deverão compor

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. MARCO ZERO MIX - WORK Avenida Kennedy, 1230- São Bernardo do Campo - SP

MEMORIAL DESCRITIVO. MARCO ZERO MIX - WORK Avenida Kennedy, 1230- São Bernardo do Campo - SP MEMORIAL DESCRITIVO Revisão: 00 MARCO ZERO MIX - WORK Avenida Kennedy, 1230- São Bernardo do Campo - SP 1. PROJETOS Serão executados de acordo com as normas vigentes. 2. FUNDAÇÕES E CONTENÇÕES Serão executados

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DAS INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS. Introdução

MEMORIAL DESCRITIVO DAS INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS. Introdução MEMORIAL DESCRITIVO DAS INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS Introdução O presente projeto pretende dimensionar e posicionar na edificação toda rede hidrossanitária. Estas instalações devem ser realizadas de acordo

Leia mais

BASE ZW INVESTIMENTOS E PARTICIPAÇÕES LTDA. MEMORIAL DESCRITIVO

BASE ZW INVESTIMENTOS E PARTICIPAÇÕES LTDA. MEMORIAL DESCRITIVO BASE ZW INVESTIMENTOS E PARTICIPAÇÕES LTDA. MEMORIAL DESCRITIVO SALAS COMERCIAIS E ESTACIONAMENTOS 1 ÍNDICE 1. OBJETIVO...03 1.1. O EMPREENDIMENTO...03 1.2. PROJETOS E ÁREAS...03 1.3. - LOCAÇÃO DA OBRA...04

Leia mais

ANDAIMES SUSPENSOS (Alterado pela Portaria SIT n.º 30, de 20 de dezembro de 2001)

ANDAIMES SUSPENSOS (Alterado pela Portaria SIT n.º 30, de 20 de dezembro de 2001) NR-18 Andaime Suspenso Mecânico ANDAIMES SUSPENSOS (Alterado pela Portaria SIT n.º 30, de 20 de dezembro de 2001) NR-18.15.30 Os sistemas de fixação e sustentação e as estruturas de apoio dos andaimes

Leia mais