Chamada Pública MCT/FINEP/SEBRAE Ação Transversal - Cooperação ICTs / Empresas - 10/2005 LINHA 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Chamada Pública MCT/FINEP/SEBRAE Ação Transversal - Cooperação ICTs / Empresas - 10/2005 LINHA 1"

Transcrição

1 LINH 1 Prot. Elet. Ref. Título do Projeto Proponente / Executor / Projeto Nome Executor UF /05 PL TECNOLOGI VNÇD PR PEDR CRIRI FCPCCENTECPLTPCRI INSTITUTO CENTRO DE ENSINO TECNOLÓGICO /05 E POPULRIZÇÃO DO MBIENTE KEPLER PUC-CONTPUC-RIOKEPLER_BR /05 DEQUÇÃO TECNOLÓGIC DE CERÂMICS DE SERGIPE IEL-SEUFSTECSE DE SERGIPE Sergipe /05 SISTEM DE TRNSPORTE E MOVIMENTÇÃO CEPCEPSISTRMOV COLEGIO EVNGELICO PNMBI ESCOL DE 1 E 2 GRUS /05 MPLIÇÃO DO PERIODO DE COLHEIT DE FRUTS N ZON D MT MINEIR MEDINTE O USO DE IRRIGÇÃO E MNEJO DEQUDO DS FRUTEIRS FUNRBEUFVIRRIG DE VIÇOS /05 INOVÇÃO, PERFEIÇOMENTO TECNOLÓGICO E DESIGN DE NOVOS PRODUTOS PLICDOS NO PL CERÂMICO DE RIO VERDE DO MTO GROSSO CCBSENILCSFPL-RV CENTRO DE FORMÇÃO PROFISSIONL "LUIZ CLÁUDIO SBEDOTTI FORNRI" Mato Grosso do /05 PROCESSO TECNOLÓGICO PR TRTMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DOS CURTUMES FORNECEDORES DS INDÚSTRIS DE CLÇDOS DO PL DE NOV SERRN FEPEUFLUFLCOURO DE LVRS /05 PROJETO DE IMPLEMENTÇÃO DE NOVS TECNOLOGIS N CRIÇÃO E PRODUÇÃO DE JÓIS FPLFPUC-RIOINOTEC /05 SISTEM DE TRTMENTO DE EFLUENTES GLVÂNICOS E RECICLGEM DO LODO GLVÂNICO SENI-SCSENI-JLLESTEG-RLG SERVICO NCIONL DE PRENDIZGEM INDUSTRIL /05 PROJETO DE REGENERÇÃO TÉRMIC DE REI PR FUNDIÇÃO SOCIESCSOCIESCPRETF SOCIEDDE EDUCCIONL DE SNT CTRIN /05 CMINHO DO CONFORTO BRSIL CTCCCTCCCONFORTOBR CENTRO TECNOLÓGICO DO COURO, CLÇDOS E FINS /05 TECNOLOGI DE PROCESSO DE TINGIMENTO DE FIOS PR O PL REDES DE JGURUN CEFETCECEFETCETPTREDES CENTRO FEDERL DE EDUCÇÃO TECNOLÓGIC DO CERÁ

2 /05 SISTEM DE COMUNICÇÃO VISUL CONTROLDO DISTÂNCI FESFISCVCD FUNDÇÃO EDUCNDÁRIO SNTRRITENSE - FCULDDE DE DMINISTRÇÃO E INFORMÁTIC /05 INTRODUÇÃO DE CULTIVRES DE UV PR PRODUÇÃO DE SUCO N REGIÃO DO VLE SÃO FRNCISCO ITEP-OSITEP-OSSUCO SSOCIÇÃO INSTITUTO DE TECNOLOGI DE PERNMBUCO /05 E JUSTE TECNOLÓGICO NO PROCESSO INDUSTRIL DS LVNDERIS DO PL D CONFECÇÃO DO GRESTE DE PERNMBUCO ITEPITEPPROLV SSOCIÇÃO INSTITUTO DE TECNOLOGI DE PERNMBUCO /05 E TRNSFERÊNCI DE TECNOLOGI D B SEM MEMÓRI PR BONÉS SOCIESCSOCIESC_CBB_BON E ESCOL TÉCNIC TUPY DO PRN /05 FBRICÇÃO DE CLÇDOS PROFISSIONIS CONFORME NOVS NORMS INTERNCIONIS ISO ISO IPTIPTCLFRNC INSTITUTO DE PESQUISS TECNOLÓGICS DO ESTDO DE SÃO PULO S /05 INOVÇÃO NOS PROCESSOS DS INDUSTRIS DO PL D CERÂMIC VERMELH NO BIXO JGURIBE -CERÁ STEFNUTECPLCVRUSS FUNDÇÃO NÚCLEO DE TECNOLOGI INDUSTRIL /05 DE NOVS TECNOLOGIS PR O PL DE GEMS E JÓIS DO RIO GRNDE DO SUL IEL-RSEPSENIGEJORS GÊNCI DE EDUCÇÃO PROFISSIONL SENI DE GUPORÉ /05 PROGRM DE DE PROTÓTIPOS DE JÓIS UTILIZNDO GEMS BRSILEIRS IEL-RSEPSENIPRO-DESIGN GÊNCI DE EDUCÇÃO PROFISSIONL SENI DE GUPORÉ /05 DE RMDILH PR CPTUR DO VETOR D LEISHMNIOSE (LEISH-TRP) FUNDEPICBLEISH-TRP INSTITUTO DE CIÊNCIS BIOLÓGICS /05 FERRMENT INTELIGENTE DE PRENDIZDO PR EDUCÇÃO EM GERENCIMENTO DE PROJETOS CESRCESRPMLERNING CESR - CENTRO DE ESTUDOS E SISTEMS VNÇDOS DO RECIFE /05 ESTUDO D INOVÇÃO E DIFERENCIÇÃO NO DESIGN DE JÓIS, LPIDÇÃO E TECNOLOGI PR GEMS CORDS GÚCHS NO PL GEMS E JÓIS DO RIO GRNDE DO SUL FUVTESFUVTESJOIRS FUNDÇÃO VLE DO TQURI DE EDUCÇÃO E SOCIL

3 /05 UNIDDE PILOTO DE TRTMENTO E RECICLGEM DOS RESÍDUOS DE INDÚSTRIS MOVELEIRS N PL DE UBÁ SIFUFVCENRESIDUO DE VIÇOS /05 ESTUDO E PLICÇÃO DE METODOLOGI PR ESTRUTURÇÃO DE PROCESSOS DE EDUCÇÃO DISTÂNCI FPLFPUC-RIOEMEPED /05 OTIMIZR O IMPLNTR/OTIMIZR O MODELO DE GESTÃO D PRODUÇÃO ENXUT COMO INSTRUMENTO DE INOVÇÃO E COMPETITIVIDDE NS MPS CLÇDIST D PRÍB SENI-PBCTCCCLÇDO CENTRO NCIONL DE TECNOLOGI DO COURO E DO CLÇDO LBNO FRNCO Paraiba /05 RQUITETO DE PLICÇÕES WEB E MOVEIS -, TESTES, PRODUTIZÇÃO, MRKETING E SUPORTE DO GERDOR DE PLICÇÕES WEBRCHITECT PQTCPBPQTCPBMW-CG FUNDÇÃO PRQUE TECNOLOGICO D PRÍB Paraiba /05 INOVÇÃO DOS PROCESSOS DE LPIDÇÃO DE MICRO E PEQUENS EMPRESS INTEGRNTES DO PL DE GEMS E RTEFTOS DE PEDRS DE TEÓFILO OTONI/MG CETECCETECPLGEMSMG FUNDÇÃO CENTRO TECNOLÓGICO DE MINS GERIS /05 PROCESSO DE FOTO- OXIDÇÃO CTLÍTIC PR O TRTMENTO DE EFLUENTES TÊXTEIS IDRIDRFOTOTEXTIL INSTITUTO PR O REGIONL /05 DE NOVOS PRODUTOS CERÂMICOS PR QUEIM COM GÁS NTURL NO RIO GRNDE DO NORTE FUNPECUFRNINOVCER DO RIO GRNDE DO NORTE Norte /05 DE NOVOS MTERIIS E PROCESSOS UTILIZNDO RESÍDUOS DO SETOR CLÇDIST FI_UFSCRUFSCRJURECICL FUNDÇÃO UNIVERSIDDE FEDERL DE SÃO CRLOS /05 PRIMORMENTO DO CBMENTO SUPERFICIL DO "TRVERTINO" BEGE BHI, COM UTILIZÇÃO DE RESINS IPTIPTCBMBEGE INSTITUTO DE PESQUISS TECNOLÓGICS DO ESTDO DE SÃO PULO S /05 SISTEM DE UTOMÇÃO LBORTORIL PR NÁLISES CLÍNICS UTILIZNDO BIOQUÍMIC PUCMGPUCMGCELERDIG CTÓLIC DE MINS GERIS

4 /05 PROGRM DE INOVÇÃO TECNOLÓGIC PR MELHORI D PRODUÇÃO PÍCOL EM PICOS/PI UFPIUFPIPROMPIS DO PIUÍ Piaui /05 OBTENÇÃO, CONSERVÇÃO E DISPONIBILIZÇÃO DE MTERIL BÁSICO LIVRE DE VÍRUS DE CULTIVRES DE PORT-ENXERTOS E COPS DE VIDEIRS MERICNS E HÍBRIDS FGROCNPUVPLMUDUV EMPRES BRSILEIR DE PESQUIS GROPECUÁRI - CENTRO NCIONL DE PESQUIS DE UV E VINHO LINH 2 Prot. Elet. Ref. Título do Projeto Proponente / Executor / Projeto Nome Executor UF /05 DE UM MÓDULO DE CÉLUL COMBUSTÍVEL DE 1 KW DE POTÊNCI NOMINL COM TECNOLOGI NCIONL CNEN-SPCNEN-SPIPENCC1KW COMISSÃO NCIONL DE ENERGI NUCLER /05 INCINERDOR DE NIMIS FGROCNPSCREMDOR EMPRES BRSILEIR DE PESQUIS GROPECUÁRI - SUINOS E VES /05 DE EQUIPMENTO MODEM STELITE CDM CDTENE-UNBMODEMST FUNDÇÃO UNIVERSIDDE DE BRSÍLI Distrito Federal /05 E IMPLNTÇÃO DE PLTFORMS NNOTECNOLÓGICS PR O DIGNÓSTICO MOLECULR E IMUNOLÓGICO DE DOENÇS PRSITÁRIS E INFECCIOSS HUMNS FUUFUNNOTEC DE UBERLÂNDI /05 TERMOCICLDOR EM TEMPO REL FUCSUCSPCR-T_REL UNIVERSIDDE DE CXIS DO SUL /05 NLISDOR DE CESSO RNDÔMICO PR RELIZÇÃO DE DETERMINÇÕES DE BIOQUÍMIC E TUBIDIMETRI IRKEPIRKEPFMCBIOTEC INSTITUTO RENNO&KLLS DE ENSINO E PESQUIS /05 PRIMORMENTO TECNOLÓGICO DE EMISSOR DE RDIOFREQÜÊNCI POR ONDS CURTS PR DITERMI FUNCTEINPETEDI MINISTÉRIO D CIÊNCI E TECNOLOGI - INSTITUTO NCIONL DE PESQUISS ESPCIIS /05 DE FORNO À VÁCUO PR CEMENTÇÃO E TÊMPER DE ÇOS. FUCSUCSF-VCUO FUNDÇÃO UNIVERSIDDE DE CXIS DO SUL

5 /05 PRELHO VÍDEO- LRINGOSCÓPICO PR TENDIMENTO MÉDICO DE EMERGÊNCI FFMHCFMUSPCCDLRINGO HOSPITL DS CLÍNICS D FCULDDE DE MEDICIN D UNIVERSIDDE DE SÃO PULO /05 INOVÇÕES NO DE PRODUTOS PRTIR D ERV- MTE (ILEX PRGURIENSIS ST. HILL) IEL-SCUFSCERVNOV DE SNT CTRIN /05 SISTEM DE MONITORIZÇÃO MÉDIC REMOT 24 HORS DE ECG DE 12 DERIVÇÕES POR MEIO DE ELETROCRDIÓGRFO MINITURIZDO VI DISPOSITIVO CELULR DIGITL USPPOLIECGCEL UNIVERSIDDE DE SÃO PULO /05 DE INFR- ESTRUTUR PR SISTEMS COMPLEXOS DE INFORMÇÃO EM SOFTWRE LIVRE INSOFTINSOFTOK2 INSTITUTO DO SOFTWRE DO CERÁ /05 PRIMORMENTO TECNOLÓGICO D TECNOLOGI DE PRÉ VPORIZÇÃO DE ETNOL EM MOTORES DE COMBUSTÃO INTERN (CICLO OTTO) COPPETECCOPPE-UFRJMPV DO RIO DE /05 PROJETO E TESTE DE CHIP RFID - TRNSPONDER PR RSTREMENTO DE BOVINOS LCTECLCTECCHIP-BOI INSTITUTO DE TECNOLOGI PR O /05 NCIONLIZÇÃO DE SISTEM DE TELEFONI VNÇD DE CÓDIGO BERTO FPEUUFSCNSTC DE SNT CTRIN /05 DE UM MODÊLO DE TRNSÇÕES SEGURS PR O MBIENTE MOBILE PYMENT FEPESULUNISULM-SECURITY UNIVERSIDDE DO SUL DE SNT CTRIN /05 DO PIG INERCIL FUNCEFETFUNCEFETPIGINERCI FUNDÇÃO DE POIO EDUCCO, PESQUIS E CIENTÍFICO TECNOLÓGICO DO CEFET-PR /05 SELEÇÃO DE CEPS BIOLÓGICS ESPECÍFICS PR UTILIZÇÃO DE VINHÇ CONCENTRD N PRODUÇÃO DE BIOFERTILIZNTE E VLIÇÃO DE SU EFICIÊNCI GRONÔMIC FUNPEUFGBIOCONVI DE GOIÁS Goias

6 /05 IMPLNTÇÃO DE UM SISTEM DE RSTREMENTO EM FRIGORÍFICO COM IDENTIFICDORES RFID FUNDEPGITLMPECTCITL SECRETRI DE GRICULTUR E BSTECIMENTO /05 DE PÓS CERÂMICOS NNOESTRUTURDOS EM ESCL INDUSTRIL FUNDEPICEX-UFMGNNOTEC DEPRTMENTO DE ESTTÍSTIC - INSTITUTO DE CIÊNCIS EXTS - UFMG /05 PLICÇÕES EI FUMSOFTFUMSOFTEI FUMSOFT SOCIEDDE MINEIR DE SOFTWRE /05 NLISDOR DE COMUNICÇÃO VOIP CDTCDTTSTVOIP CENTRO DE POIO O TECNOLOGICO D UNIVERSIDDE DE BRSÍLI Distrito Federal /05 DE UM NOVO MEDICMENTO PR O TRTMENTO D LEISHMNIOSE: ESTUDOS FRMCOLÓGICOS E TOXICOLÓGICOS FFMHCFMUSPLEISHTOX HOSPITL DS CLÍNICS D FCULDDE DE MEDICIN D UNIVERSIDDE DE SÃO PULO /05 DE PLC E1 DIGITL PR PLTFORMS DE VOZ SOBRE IP (CLL CENTER E PBX IP) IRTIRTVOXBR INSTITUTO RECÔNCVO DE TECNOLOGI Bahia /05 PROJETO E CONSTRUÇÃO DE UM DISPOSITIVO SIMPLIFICDO PR CRCTERIZÇÃO DE CMPO CÚSTICO DE CBEÇOTES DE EQUIPMENTOS DE ULTR- SOM PR TERPI FIPTIPTULTRSOM INSTITUTO DE PESQUISS TECNOLÓGICS DO ESTDO DE SÃO PULO S /05 SISTEM DE OTIMIZÇÃO DO TRNSPORTE FERROVIÁRIO DE MINÉRIO (NOVO SOFTWRE) FPLFPUCRJMXRIL /05 E ESTUDO PRÉ-CLÍNICO DE PRODUTOS BIOPOLIMÉRICOS SSOCIDOS PRINCÍPIOS TIVOS DE LOE VER L FPEUUFSCBIOTIVOS DE SNT CTRIN /05 MOVING LEGCY CODE TO OBJECT ORIENTED PPLICTIONS CESRCESRLEGCY2OO CESR - CENTRO DE ESTUDOS E SISTEMS VNÇDOS DO RECIFE /05 POIO PROJETO DE INOVÇÃO - MERGEN/TEKNN E GÊNCI WEB PESC_UNISCIDTEK SSOCIÇÃO PRO ENSINO EM SNT CRUZ DO SUL - UNIVERSIDDE DE SNT CRUZ DO SUL /05 RRNJO PRODUTIVO DE DSIPLY FCTICENPRPDISPLY CENTRO DE PESQUISS RENTO RCHER

7 /05 SISTEM DE PERSONLIZÇO EM MSS PR TVDIGITL COPPETECCOPPE-UFRJTV4ME DO RIO DE LINH 3 Prot. Elet. Ref. Título do Projeto Proponente / Executor / Projeto Nome Executor UF /05 NEXT GENERTION - MSTERMQ FUMSOFTFUMSOFTNEXTGEN FUMSOFT SOCIEDDE MINEIR DE SOFTWRE /05 INOVÇÃO E TRNSFERÊNCI DE METODOLOGIS E TECNOLOGIS DE NÁLISE E GESTÃO DE RISCO PR REDE NCIONL DE FORNECEDORES EM SEGURNÇ D INFORMÇÃO FPLFPUCRJSEGREDE /05 QULIFICÇÃO DE MTÉRIS PRIMS FRMCÊUTICS FUJUFPBQMPF D PRÍB Paraiba

Plano de Gestão 2012-2015

Plano de Gestão 2012-2015 Plno de Gestão 202-205 - Cmpus UFV - Florestl - Grdução Missão: Promover polítics de incentivo à pesquis, pós-grdução, inicição científic e cpcitção de recursos humnos, objetivndo excelênci do Cmpus Florestl

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL MISSÃO DO CURSO O Curso Superior de Tecnologi em Automção Industril do Centro Universitário Estácio Rdil de São Pulo tem

Leia mais

Escola SENAI Theobaldo De Nigris

Escola SENAI Theobaldo De Nigris Escol SENAI Theobldo De Nigris Conteúdos borddos nos cursos de Preservção 2011 1) CURSO ASSISTENTE DE CONSERVAÇÃO PREVENTIVA (362h) I Étic e históri n conservção (72h): 1. Étic e históri d Conservção/Resturo

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE MINISTRO ANDREAZZA Lei de Criação 372 13/02/92

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE MINISTRO ANDREAZZA Lei de Criação 372 13/02/92 PROGRAMA FINALÍSTICO PROGRAMA FINALÍSTICO PROGRAMA : 15 Mnutenção e Revitlizção do Ensino Infntil FUNDEB 40% 1. Problem: O município possui pens dus escol que oferece ensino infntil e não tende tod demnd.

Leia mais

062/2011 07/2016 Pouso Alegre - MG Cláudia Lopes Cunha Assunção ME Itamonte MG

062/2011 07/2016 Pouso Alegre - MG Cláudia Lopes Cunha Assunção ME Itamonte MG 1 CONVÊNIOS N VIGÊNCIA Abengo Bioenergi Agroindustri Ltd 053/2012 02/2014 Alco Alumínio S/A Poços de Clds -MG 021/2010 05/2013 Alessndr Mri Pires M.E Cconde SP 172/2006 01/01/2007 01/01/2012 Althi S/A

Leia mais

Epidemiológico. Boletim. Monitoramento dos casos de dengue e febre de chikungunya até a Semana Epidemiológica 4, 2015

Epidemiológico. Boletim. Monitoramento dos casos de dengue e febre de chikungunya até a Semana Epidemiológica 4, 2015 Boletim Epidemiológico Volume 46 N 5-2015 Secretri de Vigilânci em Súde Ministério d Súde ISSN 2358-9450 Monitormento dos csos de dengue e fere de chikunguny té Semn Epidemiológic 4, 2015 Dengue Em 2015

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA EDITAL Nº 01 /2015

SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA EDITAL Nº 01 /2015 SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA EDITAL Nº 01 /2015 SELEÇÃO DE PROFESSOR BOLSISTA EXTERNO DO PRONATEC PARA CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL A Coordenção Gerl do PRONATEC torn públic lterção do Anexo II

Leia mais

Considerando a necessidade de contínua atualização do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores - PROCONVE;

Considerando a necessidade de contínua atualização do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores - PROCONVE; http://www.mm.gov.br/port/conm/res/res97/res22697.html Pge 1 of 5 Resoluções RESOLUÇÃO Nº 226, DE 20 DE AGOSTO DE 1997 O Conselho Ncionl do Meio Ambiente - CONAMA, no uso ds tribuições que lhe são conferids

Leia mais

WASTE TO ENERGY: UMA ALTERNATIVA VIÁVEL PARA O BRASIL? 01/10/2015 FIESP São Paulo/SP

WASTE TO ENERGY: UMA ALTERNATIVA VIÁVEL PARA O BRASIL? 01/10/2015 FIESP São Paulo/SP WASTE TO ENERGY: UMA ALTERNATIVA VIÁVEL PARA O BRASIL? 01/10/2015 FIESP São Pulo/SP PNRS E O WASTE-TO-ENERGY Definições do Artigo 3º - A nov ordenção básic dos processos Ordem de prioriddes do Artigo 9º

Leia mais

Epidemiológico. Boletim. Monitoramento dos casos de dengue e febre de chikungunya até a Semana Epidemiológica 15, 2015

Epidemiológico. Boletim. Monitoramento dos casos de dengue e febre de chikungunya até a Semana Epidemiológica 15, 2015 Boletim Epidemiológico Volume 46 N 14-2015 Secretri de Vigilânci em Súde Ministério d Súde ISSN 2358-9450 Monitormento dos csos de dengue e fere de chikunguny té Semn Epidemiológic 15, 2015 Dengue Em 2015,

Leia mais

Carta Convite para Seleção de Preceptores. Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria na Residência Médica

Carta Convite para Seleção de Preceptores. Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria na Residência Médica ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MÉDICA (ABEM) Av. Brsil, 4036 sls 1006/1008 21040-361 Rio de Jneiro-RJ Tel.: (21) 2260.6161 ou 2573.0431 Fx: (21) 2260.6662 e-mil: rozne@bem-educmed.org.br Home-pge: www.bem-educmed.org.br

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS MATO GROSSO

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS MATO GROSSO PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS MATO GROSSO Objetivo 1: Grntir prioridde técnic, polític e finnceir pr ções de enfrentmento do HIV/DST voltds

Leia mais

Ter formação mínima em nível superior comprovada que atenda a formação acadêmica ou formação ou vinculação em programa de

Ter formação mínima em nível superior comprovada que atenda a formação acadêmica ou formação ou vinculação em programa de ANEXO II EDITAL Nº 04/2014 2 º PRORROGAÇÃO PARA VAGAS REMANESCENTES QUADRO DE VAGAS REMANESCENTES PARA O PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE PROFESSORES PESQUISADORES FORMADORES ÁREA DA PESQUISA EMENTA EIXO

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE RECEÇÃO. DISCIPLINA: OPERAÇÕES TÉCNICAS DE RECEÇÃO (12º Ano Turma M)

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE RECEÇÃO. DISCIPLINA: OPERAÇÕES TÉCNICAS DE RECEÇÃO (12º Ano Turma M) ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE RECEÇÃO DISCIPLINA: (12º Ano Turm M) PLANIFICAÇÃO ANUAL Diretor do Curso Teres Sous Docente Teres Bstos Ano Letivo 2015/2016 Competêncis

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira Coorden http://www.etecermelind.com.br/etec/sis/ptd_tec_6.php 1 de 5 18/09/2015 13:29 Unidde de Ensino Médio e Técnico Cetec Ensino Técnico Integrdo o Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plno de Trblho Docente

Leia mais

MRP / MRP II MRP MRP / MRP II 28/04/2009. www.paulorodrigues.pro.br. Material Required Planning (anos 60) Manufacturing Resource Planning (anos 80)

MRP / MRP II MRP MRP / MRP II 28/04/2009. www.paulorodrigues.pro.br. Material Required Planning (anos 60) Manufacturing Resource Planning (anos 80) MSc. Pulo Cesr C. Rodrigues pulo.rodrigues@usc.br www.pulorodrigues.pro.br Mestre em Engenhri de Produção MRP Mteril Required Plnning (nos 60) Mnufcturing Resource Plnning (nos 80) MRP = Mteril Requirement

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL N 004/2012 UNEMAT A, no uso de sus tribuições legis e em cumprimento ds norms prevists no rtigo

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2015. Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2015. Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira Coorden http://www.etecermelind.com.br/etec/sis/ptd_tec_6.php 1 de 5 18/09/2015 12:45 Unidde de Ensino Médio e Técnico Cetec Ensino Técnico Integrdo o Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plno de Trblho Docente

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio Plno de Trblho Docente 2014 Ensino Médio Etec Etec: PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA Código: 164 Município: PALMITAL Áre de conhecimento: Ciêncis d Nturez, Mtemátic e sus Tecnologis Componente Curriculr: FÍSICA

Leia mais

Reserva de Desenvolvimento Sustentável. Rio Iratapuru

Reserva de Desenvolvimento Sustentável. Rio Iratapuru FIG. 15 Mapa de Situação da Bacia do / P - P MCROZEE do Estado do Pará Expansão de tividades Produtivas ZEE da Área Sul do Estado do mapá Espaço com restrição a indicação de uso - sistema de uso e propriedade

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA. Projeto Pedagógico CURSO DE ENGENHARIA FÍSICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA. Projeto Pedagógico CURSO DE ENGENHARIA FÍSICA Projeto Pedgógico CURSO DE ENGENHARIA FÍSICA ENGENHARIA FÍSICA SUMÁRIO PROJETO PEDAGÓGICO...1 INTRODUÇÃO...5 Histórico d UNILA...8 Histórico do Curso de Engenhri Físic...10 Justifictiv...11 Formção do

Leia mais

Relatório de atividades. Abril / 2011 a Janeiro / 2014. A Coordenação de Convênios e Contratos da UFG/CAC está vinculada à direção do

Relatório de atividades. Abril / 2011 a Janeiro / 2014. A Coordenação de Convênios e Contratos da UFG/CAC está vinculada à direção do Reltório de tividdes Abril / 2011 Jneiro / 2014 A d UFG/CAC está vinculd à direção do Câmpus e, posteriormente, o Setor de Convênios e Contrtos do Gbinete d Reitori. Tem como função intermedir s relções

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO - UEMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG COODERNAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO - CPG EDITAL Nº17/2014 PPG/CPG/UEMA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO - UEMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG COODERNAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO - CPG EDITAL Nº17/2014 PPG/CPG/UEMA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO - UEMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG COODERNAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO - CPG EDITAL Nº17/2014 PPG/CPG/UEMA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS

Leia mais

Nota de Pagamento Realizado

Nota de Pagamento Realizado Unidade 14001 tividade SERVIÇO UTONOMO MUNICIPL ÁGU E ESGOTO CONVENID COM FUNDÇÃO NCIONL SÚ RU NTONIO COLETTO N 1228 Cep 86790-000 CGC 809102010001-65 LOBTO-PR PRNÁ Fones (44) 3249-1399 Fax (44) 3249-1399

Leia mais

07 AVALIAÇÃO DO EFEITO DO TRATAMENTO DE

07 AVALIAÇÃO DO EFEITO DO TRATAMENTO DE 07 AVALIAÇÃO DO EFEITO DO TRATAMENTO DE SEMENTES NA QUALIDADE FISIOLOGICA DA SEMENTE E A EFICIENCIA NO CONTROLE DE PRAGAS INICIAIS NA CULTURA DA SOJA Objetivo Este trblho tem como objetivo vlir o efeito

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio Plno de Trblho Docente 2014 Ensino Médio Etec Etec: PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA Código: 164 Município: PALMITAL Áre de conhecimento: Ciêncis d Nturez, Mtemátic e sus Tecnologis Componente Curriculr: FÍSICA

Leia mais

EDITAL DE DISCIPLINAS ISOLADAS Nº 040/REITORIA/2008

EDITAL DE DISCIPLINAS ISOLADAS Nº 040/REITORIA/2008 EDITL DE DISCIPLINS ISOLDS Nº 00/REITORI/008 O Reitor da Universidade Comunitária Regional de Chapecó - UNOCHPECÓ, Prof. Odilon Luiz Poli, em conjunto com Vice-Reitora de Graduação, Profª. Maria Luiza

Leia mais

1 ANALISTA DE SISTEMAS 1.1 Cidade de realização das provas: MANAUS/AM 1.1.1 Local de realização das provas:

1 ANALISTA DE SISTEMAS 1.1 Cidade de realização das provas: MANAUS/AM 1.1.1 Local de realização das provas: PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR EDITAL N.º 7 IPEA, DE 8 DE DEZEMBRO

Leia mais

Cartilha Explicativa. Segurança para quem você ama.

Cartilha Explicativa. Segurança para quem você ama. Crtilh Explictiv Segurnç pr quem você m. Bem-vindo, novo prticipnte! É com stisfção que recebemos su desão o Fmíli Previdênci, plno desenhdo pr oferecer um complementção de posentdori num modelo moderno

Leia mais

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL (DIRECÇÃO DE OBRA):

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL (DIRECÇÃO DE OBRA): CURRICULUM VITAE Nome Ncionlidde Helder Jorge Gomes Ribeiro Portugues Dt de Nscimento 27 de Setembro de 1979 Estdo Civil Mord Solteiro Ru d Figueir d Foz nº77, 2DTO 3000-184 Coimbr Tlm: +351 916 515 477

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ESOLA SEUNDÁRIA DR. JOAQUIM DE ARVALHO, FIGUEIRA DA FOZ PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2015-2016 [Escrev texto] Págin 0 B I B L I O T E A E S O L A R PLANO ANUAL DE TRABALHO/ATIVIDADES A urrículo, litercis

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA Pró-Reitoria Acadêmica Setor de Pesquisa

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA Pró-Reitoria Acadêmica Setor de Pesquisa FORMULÁRIO PARA INSCRIÇÃO DE PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. Coordenção/Colegido o(s) qul(is) será vinculdo: Engenhris Curso (s) : Engenhris Nome do projeto: MtLb Aplicdo n Resolução de Sistems Lineres.

Leia mais

II NÚMERO DE VAGAS: As vagas serão oferecidas em cada disciplina optativa de acordo com a disponibilidade institucional do Programa.

II NÚMERO DE VAGAS: As vagas serão oferecidas em cada disciplina optativa de acordo com a disponibilidade institucional do Programa. Av. Fernndo Ferrri, 514 Vitóri ES CEP: 29.075-910 Cmpus de Goibeirs Tel/Fx: +55 (27) 4009-7657 E-mil: ppghis.ufes@hotmil.com http://www.histori.ufes.br/ppghis EDITAL DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS A ALUNO ESPECIAL

Leia mais

DEMONSTRATIVO DAS LICITAÇÕES HOMOLOGADAS NO MÊS DE FEVEREIRO/2014

DEMONSTRATIVO DAS LICITAÇÕES HOMOLOGADAS NO MÊS DE FEVEREIRO/2014 ESTDO D BHI PREFEITUR MUNICIPL DE QUIJINGUE PODER EXECUTIVO MUNICIPL COMISSÃO DE LICITÇÃO DEMONSTRTIVO DS LICITÇÕES HOMOLOGDS NO MÊS DE FEVEREIRO/2014 Órgão/Entidade: PREFEITUR MUNICIPL DE QUIJINGUE Exercício:

Leia mais

Ano CXLIV N o - 135 Brasília - DF, segunda-feira, 16 de julho de 2007

Ano CXLIV N o - 135 Brasília - DF, segunda-feira, 16 de julho de 2007 ISSN 1677-7042 Ano CXLIV N o - 135 Brsíli - DF, segund-feir, 16 de julho de 2007 Sumário. PÁGINA Presidênci d Repúblic... 1 Ministério d Agricultur, Pecuári e Abstecimento... 4 Ministério

Leia mais

Um parceiro com objectivos

Um parceiro com objectivos Um prceiro com objectivos Índice 1. Sistem de Automção scolr... 3 2. Portri... 5 3. Gestão Finnceir I... 6 4. Sls de Aul... 14 5. Internet... 15 6. Gestão de Alunos.. 16 7. sttístics. 17 8. Inforvist:

Leia mais

Projeto. Sinalização Interna do CNPq. Prédio 507. Painel ilustrativo (box aéreo - perspectiva)

Projeto. Sinalização Interna do CNPq. Prédio 507. Painel ilustrativo (box aéreo - perspectiva) Sinlizção Intern do CNPq Projeto Pinel ilustrtivo (box éreo - perspectiv) Suporte: metl, pintur utomotiv cor brnc Suporte: tubo de lumínio escovdo Box em fce dupl de ço escovdo SISTEMA MODULAR (régus em

Leia mais

EDITAL DE 3 DE FEVEREIRO DE 2006 CONCURSO DE ADMISSÃO À CARREIRA DE DIPLOMATA

EDITAL DE 3 DE FEVEREIRO DE 2006 CONCURSO DE ADMISSÃO À CARREIRA DE DIPLOMATA EDITAL DE 3 DE FEVEREIRO DE 2006 CONCURSO DE ADMISSÃO À CARREIRA DE DIPLOMATA O DIRETOR DO INSTITUTO RIO BRANCO, em obediênci o subitem 6.2.1 do Editl de 29 de dezembro de 2005, publicdo no Diário Oficil

Leia mais

Aula 3 - Controle de Velocidade Motor CC

Aula 3 - Controle de Velocidade Motor CC 1 Acionmentos Eletrônicos de Motores Aul 3 - Controle de Velocidde Motor CC Prof. Márcio Kimpr Prof. João Onofre. P. Pinto Universidde Federl de Mto Grosso do Sul/FAENG BATLAB Cmpo Grnde MS Prof. Mrcio

Leia mais

Semana Epidemiológica de Início de Sintomas

Semana Epidemiológica de Início de Sintomas Boletim Epidemiológico Volume 46 N 3-2015 Secretri de Vigilânci em Súde Ministério d Súde ISSN 2358-9450 Monitormento dos csos de dengue e febre de chikunguny té Semn Epidemiológic (SE) 53 de 2014 Dengue

Leia mais

Epidemiológico. Boletim. Dengue: monitoramento até a Semana Epidemiológica (SE) 29 de 2014

Epidemiológico. Boletim. Dengue: monitoramento até a Semana Epidemiológica (SE) 29 de 2014 Boletim Epidemiológico Volume 45 N 17-2014 Secretri de Vigilânci em Súde Ministério d Súde Dengue: monitormento té Semn Epidemiológic (SE) 29 de 2014 Em 2014 form registrdos 688.287 csos de dengue no pís

Leia mais

ESTÁGIO PARA ESTUDANTE DA UFU

ESTÁGIO PARA ESTUDANTE DA UFU 1 ESTÁGIO PARA ESTUDANTE DA UFU EDITAL UFU/PREFE/044/2010 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO(A) A Pró-reitori de Grdução d Universidde Federl de Uberlândi, mprd no rtigo 248 ds Norms de Grdução

Leia mais

SERVIÇO AUTONOMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO

SERVIÇO AUTONOMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO Unidade 14001 tividade SERVIÇO UTONOMO MUNICIPL ÁGU E ESGOTO CONVENID COM FUNDÇÃO NCIONL SÚ RU NTONIO COLETTO N 1228 Cep 86790-000 CGC 809102010001-65 LOBTO-PR PRNÁ Fones (44) 3249-1399 Fax (44) 3249-1399

Leia mais

PROGRAMAS DE APLICAÇÕES DE FUNGICIDAS CONTROLE QUÍMICO DA MANCHA DE RAMULÁRIA (Ramularia areola) EM ALGODÃO ADENSADO

PROGRAMAS DE APLICAÇÕES DE FUNGICIDAS CONTROLE QUÍMICO DA MANCHA DE RAMULÁRIA (Ramularia areola) EM ALGODÃO ADENSADO PROGRAMAS DE APLICAÇÕES DE FUNGICIDAS CONTROLE QUÍMICO DA MANCHA DE RAMULÁRIA (Rmulri reol) EM ALGODÃO ADENSADO Autores: Alfredo Riciere Dis Fundção Chpdão Rento Anstácio Guzin - UFMS Cleer Brndino Ferreir

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE RELATÓRIO DE GESTÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE RELATÓRIO DE GESTÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE RELATÓRIO DE GESTÃO 2005 DIRIGENTES REITOR CÍCERO MAURO FIALHO RODRIGUES VICE-REITOR ANTÔNIO JOSÉ DOS SANTOS PEÇANHA PRÓ-REITORA DE ASSUNTOS ACADÊMICOS

Leia mais

EDITAL DE DISCIPLINAS ISOLADAS Nº 42/REITORIA/2009

EDITAL DE DISCIPLINAS ISOLADAS Nº 42/REITORIA/2009 EDITL DE DISCIPLINS ISOLDS Nº /REITORI/009 O Reitor da Universidade Comunitária Regional de Chapecó - UNOCHPECÓ, Prof. Odilon Luiz Poli, em conjunto com Vice-Reitora de Graduação, Profª. Maria Luiza de

Leia mais

1.8 Não será permitida a inscrição simultânea em mais de 2 (dois) componentes curriculares a serem lecionados no mesmo período.

1.8 Não será permitida a inscrição simultânea em mais de 2 (dois) componentes curriculares a serem lecionados no mesmo período. VISO PÚBLICO Nº 04/UNOESC-R/2015 O Reitor d Universidde do Oeste de Snt Ctrin Unoesc, Unoesc Virtul, entidde educcionl, crid pel Lei Municipl nº 545/68 e estruturd de direito privdo, sem fins lucrtivos,

Leia mais

Nota de Pagamento Realizado

Nota de Pagamento Realizado Unidade 22022 tividade SERVIÇO UTÔNOMO MUNICIPL ÁGU E ESGOTO DMINISTRDO PEL FUNDÇÃO NCIONL SÚ RU SOFI TCHINI, 237 Cep 87230000 CGC 809090960001-44 JUSSR-PR PRNÁ Fones (044) 3628-1401 Fax (044) 3628-1401

Leia mais

Vem aí, novo curso no Icesp/Promove

Vem aí, novo curso no Icesp/Promove Aem n S Informe Icesp Semnl Ano IV nº 49 11/04/2014 Vem í, novo curso no Icesp/Promove A prtir do segundo semestre de 2014, o ICESP Promove de Brsíli brirá inscrições pr o curso de Tecnologi em Construção

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE MINISTRO ANDREAZZA Lei de Criação 372 13/02/92 PROGRAMA FINALÍSTICO

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE MINISTRO ANDREAZZA Lei de Criação 372 13/02/92 PROGRAMA FINALÍSTICO PROGRAMA FINALÍSTICO PROGRAMA: 022 - Progrm Súde d Fmíli 1. Problem: Alto índice de pcientes que visitm unidde Mist de Súde pr trtr de problems que poderim ser resolvidos com visit do médico em su cs.

Leia mais

A Diretoria de Relações Internacionais da Fundação de Ensino e Pesquisa do Sul de Minas - 1. OBJETIVO 2. PRÉ-REQUISITOS. Re~ unis

A Diretoria de Relações Internacionais da Fundação de Ensino e Pesquisa do Sul de Minas - 1. OBJETIVO 2. PRÉ-REQUISITOS. Re~ unis Crid pel Lei Estdul nn 2. 766/63 CNPJ.: 21.420.85610001-96 - lrrsc Estdul. ISENTA Entidde M ntenedor do Grupo Educcionl Uni: Centro Universitdrio do Sul d Mins - UNIS Fculdde Bum- FABE Fculdde Três Ponts

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL N 018/2012 UNEMAT A, no uso de sus tribuições legis e em cumprimento ds norms prevists no rtigo

Leia mais

Educação Ambiental na Comunidade Escolar no Entorno do Parque Natural Municipal do Paragem*

Educação Ambiental na Comunidade Escolar no Entorno do Parque Natural Municipal do Paragem* Educção Ambientl n Comunid Escolr no Entorno do Prque Nturl Municipl do Prgem* 1 ALMEIDA, Grciel Gonçlves ; ARENDT, Krine Sles; LIRA, Elinlv Silv ; MACEDO, Gbriel Zcris; VIEIRA, An Pul. Plvrs-chve: Meio

Leia mais

SERVIÇO AUTONOMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO

SERVIÇO AUTONOMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO Unidade 14001 tividade SERVIÇO UTONOMO MUNICIPL ÁGU E ESGOTO CONVENID COM FUNDÇÃO NCIONL SÚ RU NTONIO COLETTO N 1228 Cep 86790-000 CGC 809102010001-65 LOBTO-PR PRNÁ Fones (44) 3249-1399 Fax (44) 3249-1399

Leia mais

Plano Estratégico Modelo de Execução da Estratégia

Plano Estratégico Modelo de Execução da Estratégia Plno Estrtégico Plno Estrtégico Modelo de Execução d Estrtégi 1 ÍNDICE 1 Enqudrmento... 3 2 Modelo de Execução d Estrtégi... 5 2.1 Definir estrtégi... 5 2.1.1 Missão... 6 2.1.2 Visão... 6 2.1.3 Atribuições

Leia mais

Administração de Materiais e Licitações com opção de realização Licitações de provas na cidade do Rio de Janeiro/RJ

Administração de Materiais e Licitações com opção de realização Licitações de provas na cidade do Rio de Janeiro/RJ MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS (FINEP) CONCURSO PÚBLICO PARA FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA NOS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO EDITAL Nº 7 FINEP, DE 29 DE JULHO

Leia mais

PROJETOS DE EXTENSÃO EXECUTADOS

PROJETOS DE EXTENSÃO EXECUTADOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE SÃO LUÍS DE MONTES BELOS Ru d Sudde, esq. com Viel B, nº56 Vil Edurd São Luís de Montes Belos GO CEP: 76.100-000 - Telefone: (64) 3671-3751 Site:

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO EDITAL N. 3 TJCE, DE 30 DE SETEMBRO DE 2008 O PRESIDENTE DO TRIBUNAL

Leia mais

GABINETE DO PREFEITO

GABINETE DO PREFEITO ESTDO D PRIB PREFEITUR MUNICIPL DE LGO SEC GBINETE DO PREFEITO Lei nº 117/20, de 31 de dezembro de 20 INSTITUI O CENTRO DE TENÇÃO PSICOSSOCIL NO MUNICÍPIO DE LGO SEC-PB, CRI CRGOS DE PROVIMENTO EFETIVO

Leia mais

PLANO DE CURSO. Fornecer conhecimentos sobre máquinas elétricas nos diversos segmentos desta ciência.

PLANO DE CURSO. Fornecer conhecimentos sobre máquinas elétricas nos diversos segmentos desta ciência. Instituto Federl do Piuí IFPI Cmpus Teresin Centrl Deprtmento de Indústri, Segurnç e Produção Culturl Coordenção do Curso de Eletrônic Prç d Liberdde, 197- Centro, CEP 64.000-040 Teresin, PI Fone: (86)3131-9430

Leia mais

REGULAÇÃO E GESTÃO COMPETITIVA NO SETOR ELÉTRICO: UM EQUILÍBRIO DINÂMICO. Prof. Carlos Raul Borenstein, Dr. UFSC

REGULAÇÃO E GESTÃO COMPETITIVA NO SETOR ELÉTRICO: UM EQUILÍBRIO DINÂMICO. Prof. Carlos Raul Borenstein, Dr. UFSC GAE/ 04 17 à 22 de outubro de 1999 Foz do Iguçu Prná - Brsil GRUPO VI GRUPO DE ASPECTOS EMPRESARIAIS (GAE) REGULAÇÃO E GESTÃO COMPETITIVA NO SETOR ELÉTRICO: UM EQUILÍBRIO DINÂMICO Prof. Crlos Rul Borenstein,

Leia mais

Proteja o que tem de mais valioso, o resultado das suas ideias! Procure o Gabinete de Apoio Técnico do +Valor PME

Proteja o que tem de mais valioso, o resultado das suas ideias! Procure o Gabinete de Apoio Técnico do +Valor PME Protej o que tem de mis vlioso, o resultdo ds sus ideis! www.misvlorpme.pt VlorPME APOIAR, DIFUNDIR E ORGANIZAR A PROPRIEDADE INDUSTRIAL + futuro + inovção + proteção + competitividde + vlor www.misvlorpme.pt

Leia mais

1 NÍVEL SUPERIOR 1.1 RIO BRANCO/AC 1.1.1 Local de realização das provas:

1 NÍVEL SUPERIOR 1.1 RIO BRANCO/AC 1.1.1 Local de realização das provas: DEFENSORIA PÚBLICA-GERAL DA UNIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº 4 DPU, DE 26 DE MAIO DE 2010 O Defensor Público Gerl Federl torn públicos

Leia mais

NÚMERO DE ACIDENTES POR DIA DA SEMANA

NÚMERO DE ACIDENTES POR DIA DA SEMANA RODOVIÁRIAS Quadro 13 - UF: ACRE Ano de 211 82 5 6 8 9 5 3 14 4 11 9 4 4 63 2 4 7 6 6 9 4 8 4 4 3 6 68 4 2 8 3 1 8 4 9 2 6 7 5 63 3 6 3 2 13 9 8 7 5 1 5 1 67 4 2 9 6 8 5 5 7 6 6 4 5 85 3 7 1 1 4 7 9 6

Leia mais

Gerenciamento de Aquisições em Projetos de Obras

Gerenciamento de Aquisições em Projetos de Obras Gerencimento de Aquisições em Projetos de Obrs Frhd Abdollhyn, MSc., PMP MSP & PRINCE2 Prctitioner frhd@uol.com.br Ptrocindores: Relizção: Frhd Abdollhyn, PMP PRINCE2 Prctitioner Cyrus Associdos Apoio

Leia mais

Salvador, 14/04/2016.

Salvador, 14/04/2016. Slvdor, /0/0. Prezdos Professores orientdores d Inicição Científic, A coordenção deste Progrm torn públic relção dos projetos provdos pr o no de 0. Incilmente, gostrímos de prbeniz-los pelo envolvimento

Leia mais

Potencial Eólico e Solar Brasileiro: Fontes Limpas de Energia. Vitória - Espírito Santo 23 de agosto de 2007

Potencial Eólico e Solar Brasileiro: Fontes Limpas de Energia. Vitória - Espírito Santo 23 de agosto de 2007 Potencil Eólico e Solr Brsileiro: Fontes Limps de Energi Vitóri - Espírito Snto 23 de gosto de 2007 Hmilton Moss, Ricrdo Dutr www.cresesb.cepel.br 1 Introdução Introdução Contexto ds Energis Renováveis

Leia mais

1 NÍVEL SUPERIOR 1.1 RIO BRANCO/AC 1.1.1 Local de realização das provas:

1 NÍVEL SUPERIOR 1.1 RIO BRANCO/AC 1.1.1 Local de realização das provas: DEFENSORIA PÚBLICA-GERAL DA UNIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº 7 DPU, DE 26 DE MAIO DE 2010 O Defensor Público-Gerl Federl torn públicos

Leia mais

01. Documento comprovativo da legitimidade do requerente. Pág. a. 02. Termo de responsabilidade do técnico pela ocupação da via pública. Pág.

01. Documento comprovativo da legitimidade do requerente. Pág. a. 02. Termo de responsabilidade do técnico pela ocupação da via pública. Pág. Câmr Municipl d Amdor DAU - Deprtmento de Administrção Urbnístic OCUPAÇÃO DA VIA PÚBLICA 20 Assunto: Ocupção d Vi Públic. MOD. 20/CMA/DAU/2004 FOLHA 00 List de Documentos (Consultr instruções em nexo)

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO DO RESPONSÁVEL PELO EMPREENDIMENTO: 1.1. NOME: 1.3. CPF: 1.4. Endereço: 2.1-Razão Social: 2.2- Nome Fantasia:

1. IDENTIFICAÇÃO DO RESPONSÁVEL PELO EMPREENDIMENTO: 1.1. NOME: 1.3. CPF: 1.4. Endereço: 2.1-Razão Social: 2.2- Nome Fantasia: Cdstro de Instlções e Sistems de Armzenmento de Derivdos de Petróleo e Outros Combustíveis 1. IDENTIFICAÇÃO DO RESPONSÁVEL PELO EMPREENDIMENTO: 1.1. NOME: 1.2. Doc. Identidde: Órgão Expedidor: UF: 1.3.

Leia mais

ESCOLAS DE MERGULHO COM CREDENCIAMENTO ATIVO

ESCOLAS DE MERGULHO COM CREDENCIAMENTO ATIVO ESCOLAS DE MERGULHO COM ATIVO ESCOLA CREDENCIADA CURSOS AUTORIZADOS CERTIFICADO DE SEGURANÇA DE SISTEMAS DE MERGULHO R(CSSM) CURSO BÁSICO DE MERGULHO RASO PROFISSIONAL * Hbilitção: mergulhos com r comprimido

Leia mais

Desenvolvendo novas ferramentas pedagógicas para a formação de gestores de parques nacionais: jogos de papéis e simulação informática.

Desenvolvendo novas ferramentas pedagógicas para a formação de gestores de parques nacionais: jogos de papéis e simulação informática. Desenvolvendo vs ferrments pedgógics pr formção gestores prques ncionis: jogos ppéis e simulção informátic 1 Equipe Jen-Pierre Briot (LIP6 & LES/DI/PUC-Rio) (coorndor) Mrt Irving (EICOS/IP/UFRJ) (vice-coorndor)

Leia mais

CONVÊNIOS N VIGÊNCIA 01

CONVÊNIOS N VIGÊNCIA 01 CONVÊNIOS N VIGÊNCIA 01 199/2003 13-10-2003 ADOM Assessori Deprtmentl de Odontologi Municipl Limeir - SP 13-10-2008 02 AGR Convênio Odontológico Ltd Juiz de For - MG 073/2004 17-05-2004 03 Alessndr Mri

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE GUAPORÉ SECRETARIA MUNICIPAL DA ADMINISTRAÇÃO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE GUAPORÉ SECRETARIA MUNICIPAL DA ADMINISTRAÇÃO ESTDO DO RIO GRNDE DO SUL MUNICÍPIO DE GUPORÉ SECRETRI MUNICIPL D DMINISTRÇÃO PROCESSO Nº1498/2013 T Nº 283/2013 Às 10 horas do dia 12 de novembro de 2013 reuniu-se a Comissão de Licitações designada pelo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.768, DE 25 DE OUTUBRO DE 2005

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.768, DE 25 DE OUTUBRO DE 2005 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº.768, DE 5 DE OUTUBRO DE 005 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de sus tribuições legis, e considerndo o disposto n Portri MP no 08, de de julho

Leia mais

Memória da 41ª Reunião do Comitê Gestor de Capacitação CGCAP 25/5/2015

Memória da 41ª Reunião do Comitê Gestor de Capacitação CGCAP 25/5/2015 Memóri d 41ª Reunião do Comitê Gestor de Cpcitção CGCAP 25/5/2015 Às quinze hors e vinte minutos do di vinte e cinco de mio de dois mil e quinze, presentes André de Mrque, Helen Arujo, Erismr Noves, Crl

Leia mais

TÍTULO: Métodos de Avaliação e Identificação de Riscos nos Locais de Trabalho. AUTORIA: Ricardo Pedro

TÍTULO: Métodos de Avaliação e Identificação de Riscos nos Locais de Trabalho. AUTORIA: Ricardo Pedro TÍTULO: Métodos de Avlição e Identificção de Riscos nos Locis de Trblho AUTORIA: Ricrdo Pedro PUBLICAÇÕES: TECNOMETAL n.º 167 (Novembro/Dezembro de 2006) 1. Enqudrmento legl A vlição e identificção de

Leia mais

A Activar centrará a sua ação em CINCO eixos de intervenção fundamentais:

A Activar centrará a sua ação em CINCO eixos de intervenção fundamentais: ACTIVAR EM 2015 PLANO DE INTERVENÇÃO ANUAL INTRODUÇÃO: A Animção de um território depende do conjunto de tores existentes e de cordo com missão de cd um deles. É fundmentl que exist um efetiv cooperção

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO RELATÓRIO MENSAL. MODALIDADE: PREGÃO ELETRÔNICO N 099/2012 Tipo Menor Preço por Item

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO RELATÓRIO MENSAL. MODALIDADE: PREGÃO ELETRÔNICO N 099/2012 Tipo Menor Preço por Item RELATÓRIO MENSAL PROCESSOS LICITATÓRIOS MÊS: FEVEREIRO 2013 Item: 001 MODALIDADE: PREGÃO ELETRÔNICO N 095/2012 Tipo Menor Preço por Item PROCESSO: 201200020013543 DATA: 28/11/2012 OBJETO: Aquisição de

Leia mais

Vagas Existentes 60 60 SEGUNDA, 10:00 às 12:00 QUARTA, 10:00 às 12:00 SEXTA, 10:00 às 12:00

Vagas Existentes 60 60 SEGUNDA, 10:00 às 12:00 QUARTA, 10:00 às 12:00 SEXTA, 10:00 às 12:00 Oferta de Turmas para ENGENHRI MECNIC em 2010.2 1 de 7 12/07/2010 15:19 Universidade Federal do Ceará Módulo cadêmico Oferta de Turmas para ENGENHRI MECNIC em 2010.2 ENGENHRI MECNIC 2010.2 COMPORTMENTO

Leia mais

NOVAS FORMAS DE NEGÓCIOS NA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA - DIRECT SHIPMENT

NOVAS FORMAS DE NEGÓCIOS NA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA - DIRECT SHIPMENT NOVAS FORMAS DE NEGÓCIOS NA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA - DIRECT SHIPMENT Eng. Mário Eugênio Longto Universidde Pulist - São Pulo SP Dr. João Pulo Alves Fusco Universidde Pulist São Pulo SP Dr Antonio Roberto

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Habilitação Profissional: Técnica de nível médio de Auxiliar de Contabilidade

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Habilitação Profissional: Técnica de nível médio de Auxiliar de Contabilidade Plno de Trblho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Hbilitção Profissionl: Técnic de nível médio de Auxilir de Contbilidde

Leia mais

Diário Oficial. Estado de Mato Grosso do Sul. Secretário de Estado de Administração e Desburocratização CARLOS ALBERTO DE ASSIS

Diário Oficial. Estado de Mato Grosso do Sul. Secretário de Estado de Administração e Desburocratização CARLOS ALBERTO DE ASSIS 11-1 0-1977 Diário Oficil Estdo de Mto Grosso do Sul NO XXXVII n. 9.016 CMPO GRNDE-MS, QUINT-FEIR, 38 PÁGINS GOVERNDOR REINLDO ZMBUJ SILV Vice-Governdor ROSINE MODESTO DE OLIVEIR Secretário de Estdo de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Edital nº 334 de 09 de outubro de 2013 Acesso aos Cursos de Graduação 2014 O Reitor da Universidade Federal do

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Edital nº 334 de 09 de outubro de 2013 Acesso aos Cursos de Graduação 2014 O Reitor da Universidade Federal do UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Editl nº 334 de 09 de outubro de 2013 Acesso os Cursos de Grdução 2014 O Reitor d Universidde Federl do Jneiro (UFRJ), no uso de sus tribuições legis, torn público

Leia mais

Revestimentos com alto desempenho para indústria de petróleo e gás. Desempenho excepcional, excelente serviço ao cliente

Revestimentos com alto desempenho para indústria de petróleo e gás. Desempenho excepcional, excelente serviço ao cliente Petróleo e Gás Revestimentos com lto desempenho pr indústri de petróleo e gás Desempenho excepcionl, excelente serviço o cliente Representndo Revestimentos de polietileno Revestimentos de polipropileno

Leia mais

COPEL INSTRUÇÕES PARA CÁLCULO DA DEMANDA EM EDIFÍCIOS NTC 900600

COPEL INSTRUÇÕES PARA CÁLCULO DA DEMANDA EM EDIFÍCIOS NTC 900600 1 - INTRODUÇÃO Ests instruções têm por objetivo fornecer s orientções pr utilizção do critério pr cálculo d demnd de edifícios residenciis de uso coletivo O referido critério é plicável os órgãos d COPEL

Leia mais

SUMÁRIO ESTE BOLETIM DE SERVIÇO É CONSTITUÍDO DE 26 (VINTE E SEIS) PÁGINAS CONTENDO AS SEGUINTES MATÉRIAS:

SUMÁRIO ESTE BOLETIM DE SERVIÇO É CONSTITUÍDO DE 26 (VINTE E SEIS) PÁGINAS CONTENDO AS SEGUINTES MATÉRIAS: ANO XLIV N.º 095 01/07/2014 SUMÁRIO ESTE BOLETIM DE SERVIÇO É CONSTITUÍDO DE 26 (VINTE E SEIS) PÁGINAS CONTENDO AS SEGUINTES MATÉRIAS: SEÇÃO I EXTRATO DE INSTRUMENTO CONVENIAL...02 SEÇÃO II PARTE 1: DESPACHOS

Leia mais

PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG 1º EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SENAC/AL

PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG 1º EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SENAC/AL PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG 1º EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SENAC/AL 1. DO PROGRAMA 1.1. O PSG destin-se pessos de bix rend cuj rend fmilir mensl per cpit não ultrpsse 2 slários mínimos federis,

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/Ação Transversal - Apoio ao PNI - 07/2005 PROJETOS APROVADOS LINHA 1

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/Ação Transversal - Apoio ao PNI - 07/2005 PROJETOS APROVADOS LINHA 1 1 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/Ação Transversal - Apoio ao PNI - 07/2005 PROJETOS APROVADOS LINHA 1 Prot. Elet. Ref. 3 2959/05 Título do Projeto CONSOLIDAÇÃO E REGISTRO DA REDE GAÚCHA DE INCUBADORAS DE EMPRESAS

Leia mais

Confira a oferta de bolsas de estudos do Prouni para cursos a distância no Distrito Federal

Confira a oferta de bolsas de estudos do Prouni para cursos a distância no Distrito Federal Confir ofrt d bolss d studos do Prouni pr cursos distânci no Distrito Fdrl Administrção Cntro Univrsitário Clrtino Cuclr Curso Gru Turno Mnslidd Administrção (89302) Bchrld o Distânci 435 1 Cntro Univrsitário

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SECÇÃO DE SÃO PAULO 137.º EXAME DE ORDEM LOCAL E HORÁRIO DE REALIZAÇÃO DA PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SECÇÃO DE SÃO PAULO 137.º EXAME DE ORDEM LOCAL E HORÁRIO DE REALIZAÇÃO DA PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SECÇÃO DE SÃO PAULO 137.º EXAME DE ORDEM LOCAL E HORÁRIO DE REALIZAÇÃO DA PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL A ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SECÇÃO DE SÃO PAULO, por su COMISSÃO

Leia mais

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY IDENTIFICAÇÃO PLANO DE ENSINO Curso: Engenhri de Produção Período/Módulo: 6º Período Disciplin/Unidde Curriculr: Simulção de Sistems de Produção

Leia mais

FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO SEAD AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ ADEPARÁ

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO SEAD AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ ADEPARÁ GOVERNO DO ESTDO DO PRÁ SECRETRI EXECUTIV DE ESTDO DE DMINISTRÇÃO SED GÊNCI DE DEFES GROPECUÁRI DO ESTDO DO PRÁ DEPRÁ S DE NULÇÃO E LTERÇÃO DE GBRITOS (elaboradas conforme as definições do edital que rege

Leia mais

Plano Curricular Plano Curricular Plano Curricular

Plano Curricular Plano Curricular Plano Curricular Áre de formção 523. Eletrónic e Automção Curso de formção Técnico/ de Eletrónic, Automção e Comndo Nível de qulificção do QNQ 4 Componentes de Socioculturl Durção: 775 hors Científic Durção: 400 hors Plno

Leia mais

ENQUADRANDO O PORTE E O POTENCIAL POLUIDOR DO SEU EMPREENDIMENTO GRUPO 8.B.5 AUTORIZAÇÃO AMBIENTAL 8.A.5 - CLASSIFICAÇÃO DO PORTE

ENQUADRANDO O PORTE E O POTENCIAL POLUIDOR DO SEU EMPREENDIMENTO GRUPO 8.B.5 AUTORIZAÇÃO AMBIENTAL 8.A.5 - CLASSIFICAÇÃO DO PORTE GRUPO 8.B.5 AUTORIZAÇÃO AMBIENTAL 8.A.5 - CLASSIFICAÇÃO DO Indivíduo té 2 ci de 2 té 6 ci de 6 té 12 ci de 12 té 24 ci de 24 icro édio grnde especil 8.B.5 ATIVIDADES PASSÍVEIS DE AUTORIZAÇÃO AMBIENTAL

Leia mais

INFLUÊNCIA DO SUBSTRATO NA GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE GABIROBA (Campomanesia spp.)

INFLUÊNCIA DO SUBSTRATO NA GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE GABIROBA (Campomanesia spp.) INFLUÊNCIA DO SUBSTRATO NA GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE GABIROBA (Cmpomnesi spp.) Jênifer Silv NOGUEIRA¹, Fbino Guimrães d SILVA², Antônio Pulino d COSTA NETTO³, Pedro Ferreir MORAIS 4, Geicine Cintr de SOUZA

Leia mais

GEOTECNOLOGIA tendências e desafios

GEOTECNOLOGIA tendências e desafios GEOTECNOLOGIA tendêncis e desfios OMAR YAZBEK BITAR Geólogo, Pesquisdor d Divisão de Geologi do Instituto de Pesquiss Tecnológics do Estdo de São Pulo WILSON SHOJI IYOMASA Geólogo, Pesquisdor d Divisão

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE UNIDADES DE PRIMEIROS SOCORROS NAS EMPRESAS

ORGANIZAÇÃO DE UNIDADES DE PRIMEIROS SOCORROS NAS EMPRESAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UFSC ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE MEDICINA ACM FUNDAÇÃO DE APOIO À PESQUISA E EXTENÇÃO UNIVERSITÁRIA FAPEU XVI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO ORGANIZAÇÃO

Leia mais