ÁCIDO ÚRICO Liquiform Página 1 Determinações Catálogo Monoreagente Bi-reagente 73-4/ / Revisão: 31/01/07

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ÁCIDO ÚRICO Liquiform Página 1 Determinações Catálogo Monoreagente Bi-reagente 73-4/30 480 400 73-2/100 800 666 Revisão: 31/01/07"

Transcrição

1 ÁCIDO ÚRICO Liquiform Página 1 Determinações Catálogo Monoreagente Bi-reagente 73-4/ / Revisão: 31/01/07 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. MONO MODE: Reagente: Utilizar o Reagente de Trabalho preparado seguindo instruções de uso do produto. DUAL MODE: Reagentes: Reagente 1 (pronto para uso). Reagente 2 (pronto para uso). As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar os calibradores Calibra 1H e Calibra 2H da Labtest. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 20 mg/dl

2 ÁCIDO ÚRICO Liquiform Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C ACIDO URICO Prozone check Abbr. URIC Ref. male low * Mode Endpoint Ref. male high * Wavelength 505 nm Ref. female low * Units mg/dl Ref. female high * Decimals 2 Ref. ped. low * Low Conc. 0 mg/dl Ref. ped. high * High Conc. 20 mg/dl Control 1 Calibrator Repeat * Control 2 Number * Concentration * Control 3 Interval 7 days Cut off * Correlat. factor Correlat. offset mg/dl DUAL MODE ACIDO URICO blank Low Absorbance Abs normal volume 240 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 240 µl R. Abs. H. Limit Abs normal volume 6 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 2 µl Cal. Low Limit * R2 bottle 5 ml Cal High Limit * normal volume 60 µl rerun volume 60 µl Factor # Predilution Incubation Time 6.5 min MONO MODE ACIDO URICO blank Low Absorbance R1 bottle 25 ml High Absorbance normal volume 250 µl R. Abs. L. Limit rerun volume 253 µl R. Abs. H. Limit normal volume 5 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 2 µl Cal. Low Limit * Cal High Limit * Incubation Time 11.5 min Factor # * = Pode ser selecionado livremente pelo usuário # = Calculado pelo analisador

3 ALBUMINA Página 1 Catálogo Determinações Revisão: 31/01/07 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. MONO MODE: Reagente: Utilizar o Reagente de Cor pronto para uso. As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar os calibradores Calibra 1H e Calibra 2H da Labtest. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 6.0 g/dl

4 ALBUMINA Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C ALBUMINA Prozone check Abbr. ALB Ref. male low * Mode Endpoint Ref. male high * Wavelength 620 nm Ref. female low * Units g/dl Ref. female high * Decimals 2 Ref. ped. low * Low Conc g/dl Ref. ped. high * High Conc g/dl Control 1 Repeat * Control 2 Number * Concentration * Control 3 Interval * Calibrator Cut off Correlat. factor Correlat. offset g/dl DUAL MODE ALBUMINA blank Low Absorbance Abs normal volume 300 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 301 µl R. Abs. H. Limit Abs normal volume 3 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 2 µl Cal. Low Limit * R2 bottle 5 ml Cal High Limit * normal volume 0 µl rerun volume 0 µl Factor # Predilution Incubation Time 4.5 min MONO MODE ALBUMINA blank Low Absorbance Abs normal volume 300 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 301 µl R. Abs. H. Limit Abs normal volume 3 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 2 µl Cal. Low Limit * Cal High Limit * Incubation Time 11.5 min Factor # * = Pode ser selecionado livremente pelo usuário # = Calculado pelo analisador

5 ALT/GPT Liquiform Página 1 Determinações Catálogo Monoreagente Bi-reagente 108-4/ Edição: 08/05/08 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. MONO MODE: Reagente: Utilizar o Reagente de Trabalho preparado seguindo instruções de uso do produto. DUAL MODE: Reagentes: Reagente 1 (pronto para uso). Reagente 2 (pronto para uso). As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar os calibradores da linha Calibra Labtest (Calibra 1H e Calibra 2H). O beneficio obtido realizando a calibração é a minimização do erro sistemático que pode ser provocado pelo sistema de medição (lâmpada, filtros, luz espúria e pipetadores). Para que a calibração seja adequada, é necessário utilizar o calibrador sugerido. Caso se decida pela utilização do fator teórico (-1746), os erros não serão minimizados conforme mencionado acima. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 400 U/L

6 ALT/GPT Liquiform Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C ALTGPT Prozone check Abbr. ALT Ref. male low * Mode Kinetic Ref. male high * Wavelength 340 Ref. female low * Units U/l Ref. female high * Decimals 0 Ref. ped. low * Low Conc. 0 U/l Ref. ped. high * High Conc. 400 U/l Control 1 * * Control 2 * * Control 3 * * Correlat. factor Correlat. offset U/l DUAL MODE ALTGPT Linearity limit 15 % blank Low Absorbance Abs normal volume 240 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 240 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 30 µl Reagent Blank Yes ( # ) rerun volume 5 µl R2 bottle 5 ml normal volume 60 µl rerun volume 60 µl Predilution Slope Blank Delay, min. time 50, 186 sec MONO MODE ALTGPT Linearity limit 15 % blank Low Absorbance Abs normal volume 230 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 248 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 23 µl Reagent Blank Yes ( # ) rerun volume 5 µl Delay, min. time 50, 186 sec * Pode ser selecionado livremente pelo usuário # = Calculado pelo analisador

7 ALT/GPT Liquiform Aplicação com Piridoxal Fosfato Catálogo Determinações 108-4/ Edição: 08/05/08 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. Para obtenção de resultados rastreáveis ao método de referência IFCC, é necessário utilizar esta aplicação bi-reagente com a ativação pelo piridoxal fosfato (Reagente 3): DUAL MODE: Reagente 1: utilizar a mistura Reagente 1 + Reagente 3 (preparado seguindo instruções de uso do produto). Reagente 2: pronto para uso. As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a coleta e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. # - Usar os calibradores da linha Calibra Labtest (Calibra 1H e Calibra 2H). O beneficio obtido realizando a calibração é a minimização do erro sistemático que pode ser provocado pelo sistema de medição (lâmpada, filtros, luz espúria e pipetadores). Para que a calibração seja adequada, é necessário utilizar o calibrador sugerido. Sugerimos verificar os parâmetros da aplicação usando soros controle com valores dentro do intervalo de linearidade do método. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e operação. Limite de Diluição: 400 U/L.

8 ALT/GPT Liquiform Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C ALTGPT Prozone check Abbr. ALT Ref. male low * Mode Kinetic Ref. male high * Wavelength 340 Ref. female low * Units U/l Ref. female high * Decimals 0 Ref. ped. low * Low Conc. 0 U/l Ref. ped. high * High Conc. 400 U/L Control 1 * * Control 2 * * Control 3 * * Correlat. factor Correlat. offset U/l DUAL MODE ALTGPT Linearity limit 15 % blank Low Absorbance Abs normal volume 240 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 240 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 30 µl Reagent Blank Yes ( # ) rerun volume 5 µl R2 bottle 5 ml normal volume 60 µl rerun volume 60 µl Predilution Slope Blank Delay, min. time 289, 133 sec * Pode ser selecionado livremente pelo usuário # Calculado pelo analisador

9 AMILASE CNPG Página 1 Catálogo Determinações Revisão: 31/01/07 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. MONO MODE: Reagente: Utilizar o Substrato n 1 pronto para uso. As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar os calibradores da linha Calibra Labtest (Calibra 1H e Calibra 2H). O beneficio obtido realizando a calibração é a minimização do erro sistemático que pode ser provocado pelo sistema de medição (lâmpada, filtros, luz espúria e pipetadores). Para que a calibração seja adequada, é necessário utilizar o calibrador sugerido. Caso se decida pela utilização do fator teórico (3953), os erros não serão minimizados conforme mencionado acima. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 2000 U/L

10 AMILASE CNPG Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C AMILASE Prozone check Abbr. AMYL Ref. male low * Mode Kinetic Ref. male high * Wavelength 405 nm Ref. female low * Units U/l Ref. female high * Decimals 0 Ref. ped. low * Low Conc U/l Ref. ped. high * High Conc U/l Control 1 Control 2 Control 3 Correlat. factor Correlat. offset U/l DUAL MODE AMILASE Linearity limit 15 % blank Low Absorbance Abs normal volume 250 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 253 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 5 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 3 µl R2 bottle 5 ml normal volume 0 µl rerun volume 0 µl Predilution Slope Blank Delay, min. time 50, 186 sec MONO MODE AMILASE Linearity limit 15 % blank Low Absorbance Abs normal volume 250 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 253 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 5 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 3 µl Delay, min. time 50, 186 sec * = Pode ser selecionado livremente pelo usuário # = Calculado pelo analisador

11 AST/GOT Liquiform Página 1 Determinações Catálogo Monoreagente Bi-reagente 109-4/ Edição: 08/05/08 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. MONO MODE: Reagente: Utilizar o Reagente de Trabalho preparado seguindo instruções de uso do produto. DUAL MODE: Reagentes: Reagente 1 (pronto para uso). Reagente 2 (pronto para uso). As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar os calibradores da linha Calibra Labtest (Calibra 1H e Calibra 2H). O beneficio obtido realizando a calibração é a minimização do erro sistemático que pode ser provocado pelo sistema de medição (lâmpada, filtros, luz espúria e pipetadores). Para que a calibração seja adequada, é necessário utilizar o calibrador sugerido. Caso se decida pela utilização do fator teórico (-1746), os erros não serão minimizados conforme mencionado acima. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 400 U/L

12 AST/GOT Liquiform página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C ASTGOT Prozone check Abbr. AST Ref. male low * Mode Kinetic Ref. male high * Wavelength 340 Ref. female low * Units U/l Ref. female high * Decimals 0 Ref. ped. low * Low Conc. 0 U/l Ref. ped. high * High Conc. 400 U/l Control 1 * * Control 2 * * Control 3 * * Correlat. factor Correlat. offset U/l DUAL MODE ASTGOT Linearity limit 15 % blank Low Absorbance Abs normal volume 240 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 240 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 30 µl Reagent Blank Yes ( # ) rerun volume 5 µl R2 bottle 5 ml normal volume 60 µl rerun volume 60 µl Predilution Slope Blank Delay, min. time 50, 186 sec MONO MODE ASTGOT Linearity limit 15 % blank Low Absorbance Abs normal volume 230 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 248 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 23 µl Reagent Blank Yes ( # ) rerun volume 5 µl Delay, min. time 50, 186 sec * Pode ser selecionado livremente pelo usuário # Calculado pelo analisador

13 AST/GOT Liquiform Página 1 Aplicação com Piridoxal Fosfato Catálogo Determinações 109-4/ Edição: 08/05/08 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. Para obtenção de resultados rastreáveis ao método de referência IFCC, é necessário utilizar esta aplicação bi-reagente com a ativação pelo piridoxal fosfato (Reagente 3): DUAL MODE: Reagente 1: utilizar a mistura Reagente 1 + Reagente 3 (preparado seguindo instruções de uso do produto). Reagente 2: pronto para uso. As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a coleta e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. # - Usar os calibradores da linha Calibra Labtest (Calibra 1H e Calibra 2H). O beneficio obtido realizando a calibração é a minimização do erro sistemático que pode ser provocado pelo sistema de medição (lâmpada, filtros, luz espúria e pipetadores). Para que a calibração seja adequada, é necessário utilizar o calibrador sugerido. Sugerimos verificar os parâmetros da aplicação usando soros controle com valores dentro do intervalo de linearidade do método. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e operação. Limite de Diluição: 400 U/L.

14 AST/GOT Liquiform Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C ASTGOT Prozone check Abbr. AST Ref. male low * Mode Kinetic Ref. male high * Wavelength 340 Ref. female low * Units U/l Ref. female high * Decimals 0 Ref. ped. low * Low Conc. 0 U/l Ref. ped. high * High Conc. 400 U/L Control 1 * * Control 2 * * Control 3 * * Correlat. factor Correlat. offset U/l DUAL MODE ASTGOT Linearity limit 15 % blank Low Absorbance Abs normal volume 240 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 240 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 30 µl Reagent Blank Yes ( # ) rerun volume 5 µl R2 bottle 5 ml normal volume 60 µl rerun volume 60 µl Predilution Slope Blank Delay, min. time 289, 133 sec * Pode ser selecionado livremente pelo usuário # Calculado pelo analisador

15 BILI-D Liquiform Página 1 Catálogo Determinações Revisão: 31/01/07 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. DUAL MODE: Reagentes: Reagente 1 - Pronto para uso Reagente 2 Pronto para uso As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar os calibradores Calibra 1H e Calibra 2H da Labtest. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 12 mg/dl

16 BILI-D Liquiform Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C BILI DIRETA Prozone check Abbr. BILID Ref. male low * Mode Endpoint Ref. male high * Wavelength 546 nm Ref. female low * Units mg/dl Ref. female high * Decimals 2 Ref. ped. low * Low Conc mg/dl Ref. ped. high * High Conc. 12 mg/dl Control 1 * Repeat * Control 2 * Number * Concentration * Control 3 * Interval * Calibrator Cut off Correlat. factor Correlat. offset mg/dl DUAL MODE BILI DIRETA blank Low Absorbance Abs normal volume 230 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 241 µl R. Abs. H. Limit Abs normal volume 23 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 12 µl Cal. Low Limit * R2 bottle 5 ml Cal High Limit * normal volume 58 µl rerun volume 58 µl Factor # Predilution Incubation Time 6.5 min * = Pode ser selecionado livremente pelo usuário # = Calculado pelo analisador

17 BILI-T Liquiform Página 1 Catálogo Determinações Revisão: 31/01/07 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. DUAL MODE: Reagentes: Reagente 1 - Pronto para uso Reagente 2 Pronto para uso As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar os calibradores Calibra 1H e Calibra 2H da Labtest. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 30 mg/dl

18 BILI-T Liquiform Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C BILI TOTAL Prozone check Abbr. BILIT Ref. male low * Mode Endpoint Ref. male high * Wavelength 546 nm Ref. female low * Units mg/dl Ref. female high * Decimals 2 Ref. ped. low * Low Conc mg/dl Ref. ped. high * High Conc. 30 mg/dl Control 1 * Repeat * Control 2 * Number * Concentration * Control 3 * Interval * Calibrator Cut off Correlat. factor Correlat. offset mg/dl DUAL MODE BILI TOTAL blank Low Absorbance Abs normal volume 240 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 248 µl R. Abs. H. Limit Abs normal volume 15 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 7 µl Cal. Low Limit * R2 bottle 5 ml Cal High Limit * normal volume 60 µl rerun volume 60 µl Factor # Predilution Incubation Time 6.5 min * = Pode ser selecionado livremente pelo usuário # = Calculado pelo analisador

19 Ca Arsenazo Liquiform Página 1 Catálogo Determinações 95-2/ Revisão: 31/01/07 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. MONO MODE: Reagente: Utilizar o Reagente 1 pronto para uso. As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar os calibradores Calibra 1H e Calibra 2H da Labtest. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 17.0 mg/dl

20 Ca Arsenazo Liquiform Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C CALCIO Prozone check Abbr. CA Ref. male low * Mode Endpoint Ref. male high * Wavelength 620 nm Ref. female low * Units mg/dl Ref. female high * Decimals 2 Ref. ped. low * Low Conc mg/dl Ref. ped. high * High Conc mg/dl Control 1 Calibrator Calibra Repeat * Control 2 Number * Concentration * Control 3 Interval * Cut off Correlat. factor Correlat. offset mg/dl DUAL MODE CALCIO blank Low Absorbance Abs normal volume 300 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 301 µl R. Abs. H. Limit Abs normal volume 3 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 2 µl Cal. Low Limit * R2 bottle 5 ml Cal High Limit * normal volume 0 µl rerun volume 0 µl Factor # Predilution Incubation Time 4.5 min MONO MODE CALCIO blank Low Absorbance Abs normal volume 300 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 301 µl R. Abs. H. Limit Abs normal volume 3 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 2 µl Cal. Low Limit * Cal High Limit * Incubation Time 11.5 min Factor # * = Pode ser selecionado livremente pelo usuário # = Calculado pelo analisador

21 CÁLCIO Liquiform Página 1 Determinações Catálogo Monoreagente Bi-reagente 90-2/ Revisão: 31/01/07 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. MONO MODE: Reagente: Utilizar o Reagente de Trabalho preparado seguindo instruções de uso do produto. O CO 2 atmosférico altera significativamente a estabilidade do Reagente Trabalho. A utilização do reagentede trabalho mantido em recipiente aberto por períodos superiores a oito horas obriga a realização de nova calibração. DUAL MODE: Reagentes: Reagente 1 (pronto para uso). Reagente 2 (pronto para uso). Para evitar contaminações, sugerimos realizar o teste do cálcio isoladamente. Fazer a calibração antes de iniciar os Usar os calibradores Calibra 1H e Calibra 2H da Labtest. As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e operação. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 16 mg/dl

22 CÁLCIO Liquiform Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C CALCIO Prozone check Abbr. CA Ref. male low * Mode Endpoint Ref. male high * Wavelength 578 nm Ref. female low * Units mg/dl Ref. female high * Decimals 2 Ref. ped. low * Low Conc mg/dl Ref. ped. high * High Conc mg/dl Control 1 * Repeat * Control 2 * Number * Concentration * Control 3 * Interval * Calibrator Cut off * Correlat. factor Correlat. offset mg/dl DUAL MODE CALCIO blank Low Absorbance Abs normal volume 225 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 225 µl R. Abs. H. Limit Abs normal volume 6 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 3 µl Cal. Low Limit * R2 bottle 5 ml Cal High Limit * normal volume 75 µl rerun volume 75 µl Factor # Predilution Incubation Time 6.5 min MONO MODE blank Low Absorbance Abs normal volume 250 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 252 µl R. Abs. H. Limit Abs normal volume 5 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 3 µl Cal. Low Limit * Cal High Limit * Incubation Time 11.5 min Factor # * Pode ser selecionado livremente pelo usuário # Calculado pelo analisador

23 COLESTEROL Página 1 Catálogo Determinações 76-2/ Revisão: 31/01/07 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. MONO MODE: Reagente: Utilizar o Reagente 1 (pronto para uso). As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar os calibradores Calibra 1H e Calibra 2H da Labtest. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 500 mg/dl

24 COLESTEROL Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C COLESTEROL Prozone check Abbr. CHOL Ref. male low * Mode Endpoint Ref. male high * Wavelength 505 Ref. female low * Units mg/dl Ref. female high * Decimals 0 Ref. ped. low * Low Conc. 0 mg/dl Ref. ped. high * High Conc. 500 mg/dl Control 1 Repeat * Control 2 Number * Concentration * Control 3 Interval * Calibrator Cut off Correlat. factor Correlat. offset mg/dl DUAL MODE COLESTEROL blank Low Absorbance Abs normal volume 300 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 301 µl R. Abs. H. Limit Abs normal volume 3 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 2 µl Cal. Low Limit * R2 bottle 5 ml Cal High Limit * normal volume 0 µl rerun volume 0 µl Factor # Predilution Incubation Time 4.5 min MONO MODE COLESTEROL blank Low Absorbance Abs normal volume 300 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 301 µl R. Abs. H. Limit Abs normal volume 3 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 2 µl Cal. Low Limit * Cal High Limit * Incubation Time 11.5 min Factor # * = Pode ser selecionado livremente pelo usuário # = Calculado pelo analisador

25 COLESTEROL HDL Página 1 Catálogo Determinações Precipitações Revisão: 31/01/07 O número de determinações corresponde ao volume total de reagente precipitante fornecido no produto (25 ml), dividido pelo volume de reagente precipitante (0,25 ml) utilizado em um teste. O Colesterol HDL Labtest Cat. 13 é composto somente do Reagente Precipitante e Padrão sendo necessária a aquisição do produto Colesterol Labtest Cat. 60 ou Colesterol Liquiform Labtest Cat. 76. MONO MODE: Reagente: Utilizar o Reagente 1, pronto para uso, do produto Colesterol Liquiform Cat. 76. As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Para calibração usar o Padrão (n 2) de 20 mg/dl. Considerando-se a diluição da amostra realizada no procedimento de precipitação, o valor do Padrão no item de programação será 40 mg/dl. Utilizar como amostra o sobrenadante obtido conforme segue: PREPARO DA AMOSTRA Em um tubo 12 x 75 colocar 0,25 ml de soro e 0,25 ml de Reagente Precipitante. Agitar vigorosamente por 30 segundos. A agitação é fundamental para a obtenção de resultados consistentes. Centrifugar a 3500 rpm pelo menos por 15 minutos para obter um sobrenadante límpido. Soros controle devem ser tratados da mesma forma. Sugerimos verificar os parâmetros da aplicação usando controles com valores dentro do intervalo de linearidade do método. Linearidade: 200 mg/dl

26 COLESTEROL HDL Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C Colesterol HDL Prozone check Abbr. HDL Ref. male low * Mode Endpoint Ref. male high * Wavelength 505 Ref. female low * Units mg/dl Ref. female high * Decimals 0 Ref. ped. low * Low Conc mg/dl Ref. ped. high * High Conc. 200 mg/dl Control 1 * Repeat * Control 2 * Number * Concentration 40 Control 3 * Interval * Calibrator Cut off Correlat. factor Correlat. offset mg/dl DUAL MODE Colesterol HDL blank Low Absorbance Abs normal volume 230 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 243 µl R. Abs. H. Limit Abs normal volume 23 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 10 µl Cal. Low Limit * R2 bottle 5 ml Cal High Limit * normal volume 0 µl rerun volume 0 µl Factor # Predilution Incubation Time 11.5 min MONO MODE Colesterol HDL blank Low Absorbance Abs normal volume 230 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 243 µl R. Abs. H. Limit Abs normal volume 23 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 10 µl Cal. Low Limit * Cal High Limit * Incubation Time 11.5 min Factor # * = Pode ser selecionado livremente pelo usuário # = Calculado pelo analisador

27 COLINESTERASE Página 1 Catálogo Determinações 113-1/ Edição: 20/11/08 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. Utilizar o manual de operações do analisador, para obter as instruções de programação e operação do instrumento. DUAL MODE: Reagente 1: pronto para uso. Reagente 2: pronto para uso. As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de Usar os calibradores Calibra 1H e Calibra 2H da Labtest. Este modelo substitui o fator teórico por uma calibração, com o objetivo de corrigir a resposta do instrumento. Para que a calibração seja adequada, é necessário utilizar o calibrador sugerido. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Intervalo operacional: 70 a U/L

28 COLINESTERASE Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C Colinesterase Prozone check Abbr. CHE Ref. male low * Mode Kinetic Ref. male high * Wavelength 405 Ref. female low * Units U/L Ref. female high * Decimals 0 Ref. ped. low * Low Conc. 70 U/l Ref. ped. high * High Conc U/L Control 1 * * Control 2 * * Control 3 * * Correlat. factor Correlat. offset U/l DUAL MODE Colinesterase Linearity limit 15 % blank Low Absorbance Abs normal volume 200 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 200 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 4 µl Reagent Blank Yes ( # ) rerun volume 2 µl R2 bottle 2 ml normal volume 60 µl rerun volume 60 µl Predilution Slope Blank Delay, min. time 180, 180 sec * Pode ser selecionado livremente pelo usuário # Calculado pelo analisador

29 CK NAC Liquiform Página 1 Determinações Catálogo Monoreagente Bi-reagente 77-2/ Revisão: 31/01/07 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. MONO MODE: Reagente: Utilizar o Reagente de Trabalho preparado seguindo instruções de uso do produto. As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar o calibrador incluído no produto. Ver concentração na etiqueta do frasco. Este modelo substitui o fator teórico por uma calibração, com o objetivo de corrigir a resposta do instrumento. Para que a calibração seja adequada, é necessário utilizar o calibrador sugerido. Caso se decida pela utilização do fator teórico (8095), os erros não serão minimizados conforme mencionado acima. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas da linha Qualitrol CK - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 2000 U/L

30 CK NAC Liquiform Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C CK-NAC Prozone check Abbr. CK Ref. male low * Mode Kinetic Ref. male high * Wavelength 340 mn Ref. female low * Units U/l Ref. female high * Decimals 0 Ref. ped. low * Low Conc U/l Ref. ped. high * High Conc U/l Control 1 * Control 2 * Control 3 * Correlat. factor Correlat. offset U/l DUAL MODE CK-NAC Linearity limit 10.0 % blank Low Absorbance Abs normal volume 250 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 252 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 5 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 3 µl R2 bottle 5 ml normal volume 0 µl rerun volume 0 µl Predilution Slope Blank Delay, min. time 130, 389 sec MONO MODE CK-NAC Linearity limit 10.0 % blank Low Absorbance Abs normal volume 250 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 252 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 5 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 3 µl Delay, min. time 103, 133 sec * = Pode ser selecionado livremente pelo usuário # = Calculado pelo analisador

31 CK MB Liquiform Página 1 Determinações Catálogo Monoreagente Bi-reagente 78-2/ Revisão: 31/01/07 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. MONO MODE: Reagente: Utilizar o Reagente de Trabalho preparado seguindo instruções de uso do produto. As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar o calibrador incluído no produto. Ver concentração na etiqueta do frasco. Este modelo substitui o fator teórico por uma calibração, com o objetivo de corrigir a resposta do instrumento. Para que a calibração seja adequada, é necessário utilizar o calibrador sugerido. Caso se decida pela utilização do fator teórico (6667), os erros não serão minimizados conforme mencionado acima. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas da linha Qualitrol CK - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 500 U/L

32 CK MB Liquiform Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C CK-MB Prozone check Abbr. CKMB Ref. male low * Mode Kinetic Ref. male high * Wavelength 340 mn Ref. female low * Units U/l Ref. female high * Decimals 0 Ref. ped. low * Low Conc U/l Ref. ped. high * High Conc. 500 U/l Control 1 * Control 2 * Control 3 * Correlat. factor Correlat. offset U/l DUAL MODE CK-MB Linearity limit 10.0 % blank Low Absorbance Abs normal volume 240 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 249 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 12 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 3 µl R2 bottle 5 ml normal volume 0 µl rerun volume 0 µl Predilution Slope Blank Delay, min. time 289, 230 sec MONO MODE CK-MB Linearity limit 10.0 % blank Low Absorbance Abs normal volume 240 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 249 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 12 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 3 µl Delay, min. time 285, 293 sec * = Pode ser selecionado livremente pelo usuário # = Calculado pelo analisador

33 CREATININA Página 1 Determinações Catálogo Monoreagente Bi-reagente E Revisão: 31/01/07 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. MONO MODE: Reagente: Misturar 4 volumes de Tampão (n 2) com 1 volume de Ácido Pícrico (n 1). Preparar a quantidade necessária para um dia de trabalho. O CO 2 atmosférico altera significativamente a estabilidade do Reagente de trabalho. A utilização do reagente de trabalho mantido em recipiente aberto por períodos superiores a oito horas obriga a realização de nova calibração. DUAL MODE: Reagentes: Reagente 1 (pronto para uso). Reagente 2 (pronto para uso). O reagente pode se precipitar se for mantido em compartimentos refrigerados do analisador. As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar os calibradores Calibra 1H e Calibra 2H da Labtest. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 10 mg/dl

34 CREATININA Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C CREATININA Prozone check Abbr. CREA Ref. male low * Mode Twopoint Ref. male high * Wavelength 505 nm Ref. female low * Units mg/dl Ref. female high * Decimals 2 Ref. ped. low * Low Conc mg/dl Ref. ped. high * High Conc. 10 mg/dl Control 1 * Repeat * Control 2 * Number * Concentration * Control 3 * Interval * Calibrator Cut off Correlat. factor Correlat. offset mg/dl DUAL MODE CREATININA blank Low Absorbance Abs normal volume 240 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 240 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 30 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 10 µl Cal. Low Limit * R2 bottle 5 ml Cal High Limit * normal volume 60 µl rerun volume 60 µl Factor # Predilution Point one, two 24, 77 sec MONO MODE CREATININA blank Low Absorbance Abs normal volume 230 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 243 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 23 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 10 µl Cal. Low Limit * Cal High Limit * Point one, two 32, 90 sec Factor # * = Pode ser selecionado livremente pelo usuário # = Calculado pelo analisador

35 CREATININA K Página 1 Determinações Catálogo Monoreagente Bi-reagente Revisão: 31/01/07 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. MONO MODE: Reagente: Utilizar o Reagente de Trabalho preparado seguindo instruções de uso do produto. DUAL MODE: Reagentes: Reagente 1 (pronto para uso). Reagente 2 (pronto para uso). O CO 2 atmosférico modifica de forma significativa a estabilidade do reagente NaOH (. 1) e do Picrato Alcalino. A modificação da estabilidade é influenciada pelo tempo de exposição e condições ambientais. Sugerimos manter na bandeja do analisador somente o volume suficiente para uma corrida analítica ou usar as informações do controle da qualidade como indicador da necessidade de se realizar nova calibração. As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar os calibradores Calibra 1H e Calibra 2H da Labtest. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 12 mg/dl Atenção: O parâmetro Correlat offset = 0,25 é utilizado para minimizar a interferência produzida pela reação inespecífica com as proteínas séricas. Quando este protocolo for utilizado em amostras de urina, somar 0,25 mg ao resultado fornecido pelo instrumento e em seguida multiplicar o resultado pelo fator de diluição aplicado à urina.

36 CREATININA K Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C CREATININA K Prozone check Abbr. CREK Ref. male low * Mode Twopoint Ref. male high * Wavelength 505 nm Ref. female low * Units mg/dl Ref. female high * Decimals 2 Ref. ped. low * Low Conc mg/dl Ref. ped. high * High Conc. 12 mg/dl Control 1 * Repeat * Control 2 * Number * Concentration * Control 3 * Interval * Calibrator Cut off Correlat. factor Correlat. offset mg/dl DUAL MODE CREATININA K blank Low Absorbance Abs normal volume 240 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 240µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 30 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 12 µl Cal. Low Limit * R2 bottle 5 ml Cal High Limit * normal volume 60 µl rerun volume 60 µl Factor # Predilution Point one, two 24, 183 sec MONO MODE CREATININA K blank Low Absorbance Abs normal volume 230 µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 218 µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 24 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 12 µl Cal. Low Limit * Cal High Limit * Point one, two 32, 188 sec Factor # * = Pode ser selecionado livremente pelo usuário # = Calculado pelo analisador

37 Fe Liquiform Página 1 Catálogo Determinações Revisão: 31/01/07 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. DUAL MODE: Reagentes: Reagente1: Pronto para uso. Cat Reagente 2: Pronto para uso. Cat As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar o calibrador incluido no produto. Ver concentração na etiqueta do frasco. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 1000 µg/dl

38 Fe Liquiform Página 2 TEST PARAMETER DUAL MODE - 37 C Fe Liquiform Prozone check Abbr. FE Ref. male low 50 Mode Endpoint Ref. male high 150 Wavelength 578 Ref. female low 50 Units µg/dl Ref. female high 150 Decimals 0 Ref. ped. low * Low Conc. 0 µg/dl Ref. ped. high * High Conc µg/dl Control 1 Repeat * Control 2 Number 1 Control 3 Interval * Cut off Correlat. factor Correlat. offset µg/dl DUAL MODE Fe Liquiform blank Low Absorbance Abs normal volume 220µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 232µl R. Abs. H. Limit Abs normal volume 25µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 13µl Cal. Low Limit * R2 bottle 5 ml Cal High Limit * normal volume 50 µl rerun volume 50 µl Factor # Predilution Incubation Time 6.5 min * = Pode ser selecionado livremente pelo usuário # = Calculado pelo analisador

39 FOSFATASE ALCALINA Liquiform Página 1 Determinações Catálogo Monoreagente Bi-reagente 79-4/ Revisão: 31/01/07 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. MONO MODE: Reagente: Utilizar o Reagente de Trabalho preparado seguindo instruções de uso do produto. DUAL MODE: Reagentes: Reagente 1 (pronto para uso). Reagente 2 (pronto para uso). As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar os calibradores da linha Calibra Labtest (Calibra 1H e Calibra 2H). O beneficio obtido realizando a calibração é a minimização do erro sistemático que pode ser provocado pelo sistema de medição (lâmpada, filtros, luz espúria e pipetadores). Para que a calibração seja adequada, é necessário utilizar o calibrador sugerido. Caso se decida pela utilização do fator teórico (2764), os erros não serão minimizados conforme mencionado acima. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 1500 U/L

40 FOSFATASE ALCALINA Liquiform Página 2 TEST PARAMETER MONO/DUAL MODE - 37 C FOSF. ALC Prozone check Abbr. FAL Ref. male low * Mode Kinetic Ref. male high * Wavelength 405 Ref. female low * Units U/l Ref. female high * Decimals 0 Ref. ped. low * Low Conc. 0 U/l Ref. ped. high * High Conc. 800 U/l Control 1 Control 2 Control 3 Correlat. factor Correlat. offset U/l DUAL MODE FOSF. ALC Linearity limit 10% blank Low Absorbance Abs normal volume 240µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 240µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 6 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 2 µl R2 bottle 5 ml normal volume 60 µl rerun volume 60 µl Predilution Slope Blank Delay, min. time 50, 186 sec MONO MODE FOSF. ALC Linearity limit 10% blank Low Absorbance Abs normal volume 250µl R. Abs. L. Limit Abs rerun volume 253µl R. Abs. H. Limit Abs R. Abs. Deviation Abs normal volume 5 µl Reagent Blank Yes (#) rerun volume 2 µl Delay, min. time 50, 186 sec * Pode ser selecionado livremente pelo usuário # Calculado pelo analisador

41 FÓSFORO UV Página 1 Catálogo Determinações Revisão: 31/01/07 O número de determinações (brancos, calibradores e amostras) corresponde ao volume total de reagentes dividido pelo volume de reagente utilizado em um teste. Não se considera o espaço morto do recipiente de reagente. MONO MODE: Reagente: Utilizar o Reagente 1 - (Pronto para uso). As informações contidas nesta aplicação são complementares. A correta utilização do produto requer também a leitura das instruções de uso. É fundamental conhecer as orientações sobre a colheita e o armazenamento da amostra, os procedimentos para preparação, utilização e estabilidade dos reagentes e as características de desempenho, incluindo a ação de interferentes. Utilizar o manual de operações do analisador para obter as instruções de programação e Usar os calibradores Calibra 1H e Calibra 2H da Labtest. Sugere-se utilizar as preparações estabilizadas Qualitrol 1H e Qualitrol 2H - Labtest para controle interno da qualidade em ensaios de química clínica. Linearidade: 20 mg/dl Contaminação cruzada: Pode-se obter resultados falsamente elevados quando a medição é realizada após o teste Glicose PAP Liquiform.

MEGA ÍNDICE. Manual de Automação - Mega LANÇAMENTOS! CÁLCIO ARSENAZO MICROPROTE pirogalol KIT PÁGINA

MEGA ÍNDICE. Manual de Automação - Mega LANÇAMENTOS! CÁLCIO ARSENAZO MICROPROTE pirogalol KIT PÁGINA Manual de Automação MEGA LANÇAMENTOS! CÁLCIO ARSENAZO MICROPROTE pirogalol * ÍNDICE KIT PÁGINA ALBUMINA...01-02 ALT/TGP CINÉTICA...03-04 AMILASE CNPG...05-06 AST/TGO CINÉTICA...07-08 CÁLCIO ARSENAZO (LANÇAMENTO)...09-10

Leia mais

Protocolos de Aplicação

Protocolos de Aplicação Protocolos de Aplicação IN VITRO Diagnóstica MEGA Rua Cromita 278 - Distrito Industrial - Itabira - MG Telefax: 31 3834-6400 e.mail: dsa@invitro.com.br ÁCIDO ÚRICO ENZIMÁTICO Cat: 10687 Volume: 100 ml

Leia mais

REVISÃO: 06 (04/2012) A SLOTEST TURBIDIMÉTRICO CKMB T P CRTEST TURBIDIMÉTRICO

REVISÃO: 06 (04/2012) A SLOTEST TURBIDIMÉTRICO CKMB T P CRTEST TURBIDIMÉTRICO Manual de Automação VITALAB ECLIPSE PLUS REVISÃO: 06 (04/2012) A SLOTEST TURBIDIMÉTRICO CKMB MICROALBUMINÚRIA T URBIDIMÉTRICO P CRTEST TURBIDIMÉTRICO ÍNDICE REVISÃO: 06 (04/2012) KIT PÁGINA ALBUMINA...01

Leia mais

ÁCIDO ÚRICO. REAGENTES Primary Inject (A): Reagente de Cor O reagente está pronto para uso. Aconselhamos a leitura das Instruções de Uso.

ÁCIDO ÚRICO. REAGENTES Primary Inject (A): Reagente de Cor O reagente está pronto para uso. Aconselhamos a leitura das Instruções de Uso. ÁCIDO ÚRICO Primary Inject (A): Reagente de Cor O reagente está pronto para uso. Aconselhamos a leitura das Instruções de Uso. # Usar os calibrador protéico da Katal. Verificar os parâmetros da aplicação

Leia mais

Programações de Automação Biotécnica COBAS MIRA S

Programações de Automação Biotécnica COBAS MIRA S Página 1 Página 2 Indice ÁCIDO ÚRICO 03 ALBUMINA 04 -AMILASE 05 ALT/TGP 06 AST/TGO 07 BILIRRUBINA DIRETA (MONO) 08 BILIRRUBINA DIRETA (BI) 09 BILIRRUBINA TOTAL (MONO) 10 BILIRRUBINA TOTAL (BI) 11 CÁLCIO

Leia mais

APLICAÇÕES GOLD ANALISA PARA O ECLIPSE PLUS

APLICAÇÕES GOLD ANALISA PARA O ECLIPSE PLUS ALBUMINA PP - Cat. 419 500 Determinações - Volume: 250 ml Antes da execução da metodologia, é importante uma leitura atenciosa das Instruções de Uso do produto. ALBUMINA ENDPOINT Filter 620 Temp 25 g/dl

Leia mais

Programações de Automação Biotécnica Clinline 150

Programações de Automação Biotécnica Clinline 150 Indice ÁCIDO ÚRICO - MONO 3 ALBUMINA 4 α-amilase 5 ALT / TGP 6 AST / TGO 7 BILIRRUBINA DIRETA 8 BILIRRUNINA TOTAL 9 CÁLCIO ASX 10 CÁLCIO 11 CK NAC 12 CK MB 13 CLORO 14 COLESTEROL 15 CREATININA 16 DESIDROGENASE

Leia mais

PROTOCOLO DE APLICAÇÃO TARGA 3000

PROTOCOLO DE APLICAÇÃO TARGA 3000 ÁCIDO ÚRICO ENZIMÁTICO CÓDIGO VOLUME (ml) Nº. TESTES 100/100-100 100 333 100/100-200 200 666 AUR Pt. Final Único Filtros (A/B) 510 mg/dl Trinder Number of Needle Washes 1 Incub. Reagentes (Sec) 300 Tempo

Leia mais

ECLIPSE. Indice ÁCIDO ÚRICO 3 ALBUMINA 4

ECLIPSE. Indice ÁCIDO ÚRICO 3 ALBUMINA 4 Indice ÁCIDO ÚRICO 3 ALBUMINA 4 α-amilase 5 BILIRRUBINA DIRETA 6 BILIRRUBINA TOTAL 7 CÁLCIO 8 CÁLCIO AZUL DE METILTIMOL 9 CLORETO 10 COLESTEROL 11 COLESTEROL HDL 12 CREATININA 13 CREATINO KINASE MB (CK-MB)

Leia mais

QUICK LAB / Drake ÁCIDO ÚRICO MONOREAGENTE. NOME ÁCIDO ÚRICO Preparo do Reagente de Cor: MODO PONTO FINAL O Reagente está pronto para uso.

QUICK LAB / Drake ÁCIDO ÚRICO MONOREAGENTE. NOME ÁCIDO ÚRICO Preparo do Reagente de Cor: MODO PONTO FINAL O Reagente está pronto para uso. ÁCIDO ÚRICO MONOREAGENTE NOME ÁCIDO ÚRICO Preparo do Reagente de Cor: MODO PONTO FINAL O Reagente está pronto para uso. LEITURA MONOCROMÁTICA FILTRO 546 nm Estabilidade do Reagente de Uso: TEMPERATURA

Leia mais

APLICAÇÕES GOLD ANALISA PARA O QUICK LAB

APLICAÇÕES GOLD ANALISA PARA O QUICK LAB ÁCIDO ÚRICO - PP - Cat. 451 200 Determinações - Volume: 200 ml Técnica de Análise: Seguir as Instruções de Uso do produto. Calibração Para a calibração, usar o (1) do kit ou o Calibrador Gold Analisa Cat.

Leia mais

ÁCIDO ÚRICO Liquiform Ref. 73

ÁCIDO ÚRICO Liquiform Ref. 73 ÁCIDO ÚRICO Liquiform Ref. 73 Princípio O ácido úrico é oxidado pela uricase à alantoína e peróxido de hidrogênio. O peróxido de hidrogênio na presença da peroxidase reage com o DHBS e a 4-aminoantipirina,

Leia mais

BIO PLUS / BIO 2000 PROTOCOLOS DE APLICAÇÃO

BIO PLUS / BIO 2000 PROTOCOLOS DE APLICAÇÃO α-amilase 027 120 ml 120 MODO: CIN IMPRESSÃO: EXTENSA WL1: 405 INTERVALO CINÉTICO: 60 WL2: - Nº INTERVALOS: 2 BLANK: NÃO DA/min: 0.220 BLANK- AMOSTRA / PAD: NAO % LIM. LIN: 20 CUB. FLUXO: SIM DIR: INCR

Leia mais

KATAL. BTS 302 a 310 BioSystems ACIDO URICO. SAC INTERTECK KATAL : (_11) LOCALIDAD...* PUNTO FINAL COM ESTANDAR

KATAL. BTS 302 a 310 BioSystems ACIDO URICO. SAC INTERTECK KATAL : (_11) LOCALIDAD...* PUNTO FINAL COM ESTANDAR ACIDO URICO : mg/dl MODO LECTURA : MONOCROMÁTICA : 546nm TIEMPO ESTABIL. : 1 VOL.ASP. :800 TIPO DE REACCION : CRESCIENTE ESTANDAR : * Reagente de trabalho: Pronto para uso. Estabilidade: 18 meses, se armazenado

Leia mais

REVISÃO: 14 (11/2013) CKMB HDLD LDL D C C EMOGLOBINA ICROALBUMINÚRIA. HbA1c URBIDIMÉTRICO P P

REVISÃO: 14 (11/2013) CKMB HDLD LDL D C C EMOGLOBINA ICROALBUMINÚRIA. HbA1c URBIDIMÉTRICO P P Manual de Automação A15 REVISÃO: 14 (11/2013) M A F R C SLOTEST C P P H T OLESTEROL OLESTEROL T U URBIDIMÉTRICO T HDLD LDL D T IRETO IRETO ERRITINA TURBIDIMÉTRICA EMOGLOBINA ICROALBUMINÚRIA CRTEST CRTEST

Leia mais

Preparação e estabilidade do reagente de trabalho: utilizar as instruções de uso.

Preparação e estabilidade do reagente de trabalho: utilizar as instruções de uso. Úrico Ácido Úrico Padrão 4 20 Reduzir 10 Pto final Onda primária 505 Reag. Nulo 16 20 Tempo reação 38 42 Decimal 0.1 mg/dl Int linear 0 20 Serum inferior/superior 3,6---8,2 Water + topkal ALB Albumina

Leia mais

Programa Nacional de Controle de Qualidade Ltda. PNCQ Patrocinado pela SOCIEDADE BRASILEIRA DE ANÁLISES CLÍNICAS - SBAC

Programa Nacional de Controle de Qualidade Ltda. PNCQ Patrocinado pela SOCIEDADE BRASILEIRA DE ANÁLISES CLÍNICAS - SBAC Àcido Lático Ácido Úrico Albumina Alfa 1 Glicoproteína Lactato Oxidase mg/dl 20,2 3,7 TODOS OS PARTICIPANTES mg/dl 18,6 5,2 mg/dl 18,7 5,2 DE mg/dl 13,4 9,1 Fosfotungstato mg/dl 3,2 0,6 Uricase colorimétrico

Leia mais

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO C.R. LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS SETOR DE BIOQUÍMICA

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO C.R. LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS SETOR DE BIOQUÍMICA POP n.º: B111 Página 1 de 8 1. Sinonímina: Eletroforese de Hemoglobina em ph ácido. 2. Aplicabilidade: Bioquímicos do setor de Bioquímica do LAC-HNSC. 3. Aplicação Clínica: A eletroforese de hemoglobina

Leia mais

Determinação quantitativa in vitro da atividade catalítica da CKMB em soro e plasma humano.

Determinação quantitativa in vitro da atividade catalítica da CKMB em soro e plasma humano. POP n.º: B07 Página 1 de 5 1. Sinonímia: CKMB, MB. Mnemônico: MB 2. Aplicabilidade: Bioquímicos do setor de bioquímica do LAC-HNSC. 3. Aplicação clínica: Determinação quantitativa in vitro da atividade

Leia mais

Programações de Automação Biotécnica COBAS MIRA S

Programações de Automação Biotécnica COBAS MIRA S Indice α-1-glicoproteína ÁCIDA 3 APO A 4 APO B 5 ASO TURBILATEX 6 COMPLEMENTO C3 7 COMPLEMENTO C4 8 FATOR REUMATOIDE 9 FERRITINA 10 HbA1c 11 IMUGLOBULINA A (IgA) 12 IMUGLOBULINA G (IgG) 13 IMUGLOBULINA

Leia mais

APLICAÇÕES GOLD ANALISA PARA O BIO 2000

APLICAÇÕES GOLD ANALISA PARA O BIO 2000 ÁCIDO ÚRICO - Cat. 430M ÁCIDO ÚRICO - Cat. 430 100 Determinações - Volume: 100 ml 200 Determinações - Volume: 200 ml 3-Para a Calibração, usar o Padrão do kit ou Calibrador Gold Analisa Cat. 410. 4-É importante

Leia mais

Programa Nacional de Controle de Qualidade Ltda. PNCQ Patrocinado pela SOCIEDADE BRASILEIRA DE ANÁLISES CLÍNICAS - SBAC

Programa Nacional de Controle de Qualidade Ltda. PNCQ Patrocinado pela SOCIEDADE BRASILEIRA DE ANÁLISES CLÍNICAS - SBAC Íon Seletivo mg/dl 6,9 2,0 Lactato Oxidase mg/dl 7,3 1,0 Roche mg/dl 7,6 0,4 Siemens Advia mg/dl 6,6 0,5 Ácido Lático Siemens Dimension mg/dl 6,1 1,0 U.V. mg/dl 7,4 1,4 TODOS OS PARTICIPANTES mg/dl 7,2

Leia mais

Programa Nacional de Controle de Qualidade Ltda. PNCQ Patrocinado pela SOCIEDADE BRASILEIRA DE ANÁLISES CLÍNICAS - SBAC

Programa Nacional de Controle de Qualidade Ltda. PNCQ Patrocinado pela SOCIEDADE BRASILEIRA DE ANÁLISES CLÍNICAS - SBAC Íon Seletivo mg/dl 7,1 0,4 Lactato Oxidase mg/dl 7,1 0,8 Bioclin U.V. mg/dl 7,4 0,8 Johnson & Johnson mg/dl 6,3 1,5 Roche mg/dl 7,1 0,5 Ácido Lático Siemens Advia mg/dl 6,2 0,7 Siemens Dimension mg/dl

Leia mais

Índice ÁREA DE POINT-OF-CARE TESTING (POCT)...10 POCT...10 TABELA DE PREÇOS 2010...16

Índice ÁREA DE POINT-OF-CARE TESTING (POCT)...10 POCT...10 TABELA DE PREÇOS 2010...16 Índice Introdução...4 Objectivos...4 Participação...4 Inscrição...5 Funcionamento Geral...5 Informação geral sobre os custos de participação...6 Importante...6 PROGRAMAS DE AVALIAÇÃO EXTERNA...8 ÁREA DE

Leia mais

GRUPO SANGUÍNEO e FATOR RH, RH e GRUPO. Mnemônico: GSF

GRUPO SANGUÍNEO e FATOR RH, RH e GRUPO. Mnemônico: GSF POP n.º: B93 Página 1 de 7 1. Sinonímia: GRUPO SANGUÍNEO e FATOR RH, RH e GRUPO. Mnemônico: GSF 2. Aplicabilidade: Bioquímicos do setor de bioquímica do LAC-HNSC. 3. Aplicação clínica: Determinação do

Leia mais

Aos bioquímicos, técnicos de laboratório e estagiários do setor de imunologia e hematologia.

Aos bioquímicos, técnicos de laboratório e estagiários do setor de imunologia e hematologia. POP n.º: I70 Página 1 de 5 1. Sinonímia Teste rápido Anti-, VIKIA Biomeriéux. 2. Aplicabilidade Aos bioquímicos, técnicos de laboratório e estagiários do setor de imunologia e hematologia. 3. Aplicação

Leia mais

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL FÊMINA LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS SETOR DE BIOQUÍMICA TIPAGEM ABO/Rh EM GEL CENTRIFUGAÇÃO

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL FÊMINA LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS SETOR DE BIOQUÍMICA TIPAGEM ABO/Rh EM GEL CENTRIFUGAÇÃO 1. Sinonímia: POP n.º: B21 Página 1 de 12 GRUPO SANGÜÍNEO e FATOR RH, RH e GRUPO. Mnemônico: AB 2. Aplicabilidade: Bioquímicos do setor de bioquímica do LAC-HF. 3. Aplicação clínica: Determinação do grupo

Leia mais

TA 421 CARACTERÍSTICAS E PRÉ PROCESSAMENTO DE LEITE E OVOS 2 o SEMESTRE 2014 Profa. Mirna L. Gigante 1ª AULA PRÁTICA

TA 421 CARACTERÍSTICAS E PRÉ PROCESSAMENTO DE LEITE E OVOS 2 o SEMESTRE 2014 Profa. Mirna L. Gigante 1ª AULA PRÁTICA TA 421 CARACTERÍSTICAS E PRÉ PROCESSAMENTO DE LEITE E OVOS 2 o SEMESTRE 2014 Profa. Mirna L. Gigante 1ª AULA PRÁTICA CONTROLE DE QUALIDADE DO LEITE CRU ANÁLISES FÍSICO-QUÍMICAS PED C: Débora Parra Baptista

Leia mais

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS POP n.º: I 29 Página 1 de 5 1. Sinonímia Pesquisa de anticorpos frios. 2. Aplicabilidade Bioquímicos e auxiliares de laboratório do setor de Imunologia. 3. Aplicação clínica As Crioaglutininas são anticorpos

Leia mais

Finalidade. Metodologia. Reagentes [Somente para uso diagnóstico in vitro.] 1. 1 - NaOH-Armazenarentre15-30ºC. Princípio.

Finalidade. Metodologia. Reagentes [Somente para uso diagnóstico in vitro.] 1. 1 - NaOH-Armazenarentre15-30ºC. Princípio. Finalidade. Sistema para a determinação da creatinina em soro, plasma, urina e líquido amniótico por cinética de dois pontos. [Somente para uso diagnóstico in vitro.] Princípio. A creatinina reage com

Leia mais

Publicações Resumidas CFE. L. º M. ART. 98, 3º em 05/08/2008 Publicado em: 06/agosto/2008

Publicações Resumidas CFE. L. º M. ART. 98, 3º em 05/08/2008 Publicado em: 06/agosto/2008 Publicações Resumidas CFE. L. º M. ART. 98, 3º em 05/08/2008 Publicado em: 06/agosto/2008 Contrato nº 114/08 Prorrogação ao contrato 255/08 para construção civil do Ginásio de Esportes da Escola Municipal

Leia mais

Manual de Métodos de Análises de Bebidas e Vinagres

Manual de Métodos de Análises de Bebidas e Vinagres 1. MÉTODO Titulométrico (Método Eynon Lane) 2. PRINCÍPIO Os açúcares redutores reagem com os íons cúpricos da solução de Fehling, reduzindo-se a íons cuprosos, sob a ação do calor em meio alcalino. Ao

Leia mais

4RUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO C.R. LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS SETOR DE BIOQUÍMICA LACTATO SANGUE TOTAL/LCR

4RUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO C.R. LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS SETOR DE BIOQUÍMICA LACTATO SANGUE TOTAL/LCR POP n.º: B31 Página 1 de 6 1. Sinonímia: ÁCIDO LÁCTICO, ÁCIDO LÁTICO. Mnemônico: LTQ (Lactato no LCR). O Lactato no sangue faz parte do menu da gasometria arterial ou venosa (não tem um mnemônico exclusivo).

Leia mais

GLICOSE Liquiform. 01 Português - Ref.: 133. Ref.:133 MS 10009010236. Instruções de Uso. Metodologia. Finalidade. Reagentes. Princípio. 2.

GLICOSE Liquiform. 01 Português - Ref.: 133. Ref.:133 MS 10009010236. Instruções de Uso. Metodologia. Finalidade. Reagentes. Princípio. 2. GLICOSE Liquiform Instruções de Uso Ref.:133 MS 10009010236 Finalidade. Sistema enzimático para a determinação da glicose no sangue, líquor e líquidos ascítico, pleural e sinovial por método cinético ou

Leia mais

FISIOLOGIA ANIMAL II

FISIOLOGIA ANIMAL II DEPARTAMENTO DE ZOOLOGIA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DE COIMBRA FISIOLOGIA ANIMAL II AULAS e 3 DETERMINAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO DE GLICOSE E LÍPIDOS NO SANGUE POR COLORIMETRIA CAETANA CARVALHO,

Leia mais

INSTRUÇÃO DE TRABALHO Determinação de Amido e Carboidratos Totais em Produtos de Origem Animal por Espectrofotometria UV/Vis

INSTRUÇÃO DE TRABALHO Determinação de Amido e Carboidratos Totais em Produtos de Origem Animal por Espectrofotometria UV/Vis Página: 1 de 5 Nome Função Assinatura Data Elaboração: Camila Cheker Brandão RQ Substituta Análise crítica: Rosana Aparecida de Freitas RQ Aprovação: Zelita de Oliveira Lopes Brasil RT 1. Objetivo Descrever

Leia mais

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com MANUAL DE OPERAÇÃO ÍNDICE Especificações...3 Conexões Elétricas...3 Operação...4

Leia mais

Valores para o cálculo dos Intervalos. < 1mg/dL: faixa 1 mg/dl: ± 20% Potássio ± 10% T4 Total ± 20%

Valores para o cálculo dos Intervalos. < 1mg/dL: faixa 1 mg/dl: ± 20% Potássio ± 10% T4 Total ± 20% BIOQUÍMICA I Lote Validade Apresentação QGH-3N Março/2012 5 x 3,0 ml TGH-3P Outubro/2012 5 x 3,0 ml ANVISA/REBLAS ANALI-036 CNPJ 29.511.607/0001-18 Rua Ana Neri, 416 Benfica Rio de Janeiro/RJ CEP 20911-442

Leia mais

1. NOME DO TESTE A hemoglobina glicada é também chamada de hemoglobina glicosilada, hemoglobina A1c ou simplesmente, HbA1c.

1. NOME DO TESTE A hemoglobina glicada é também chamada de hemoglobina glicosilada, hemoglobina A1c ou simplesmente, HbA1c. 1/5 1. NOME DO TESTE A hemoglobina glicada é também chamada de hemoglobina glicosilada, hemoglobina A1c ou simplesmente, HbA1c. 2. APLICAÇÃO CLÍNICA Hemoglobina Glicada, também abreviada como Hb A1c, é

Leia mais

PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL DE BIOSSURFACTANTES: INTEGRANDO PROCESSOS PARA A COPRODUÇÃO DE BIOMASSA, BIOSSURFACTANTES E ALFA-AMILASE

PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL DE BIOSSURFACTANTES: INTEGRANDO PROCESSOS PARA A COPRODUÇÃO DE BIOMASSA, BIOSSURFACTANTES E ALFA-AMILASE PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL DE BIOSSURFACTANTES: INTEGRANDO PROCESSOS PARA A COPRODUÇÃO DE BIOMASSA, BIOSSURFACTANTES E ALFA-AMILASE Marília Rossi Maretti Faculdade de Química CEATEC ma.maretti@gmail.com Augusto

Leia mais

Material: Sangue c/edta Método..: Citometria/Automatizado e estudo morfológico em esfregaço corado

Material: Sangue c/edta Método..: Citometria/Automatizado e estudo morfológico em esfregaço corado HEMOGRAMA COMPLETO Material: Sangue c/edta Método..: Citometria/Automatizado e estudo morfológico em esfregaço corado ERITROGRAMA V.R: Homens Mulheres Hemacias em milhoes/mm3...: 5,08 4,5 a 5,9 4,0 a 5,4

Leia mais

BIOQUÍMICA CONTROLE INTERNO. AHH-3N Mar/2014 5 x 3,0 ml. BHH-3P Jun/2014 5 x 3,0 ml. Apresentação Soro humano liofilizado.

BIOQUÍMICA CONTROLE INTERNO. AHH-3N Mar/2014 5 x 3,0 ml. BHH-3P Jun/2014 5 x 3,0 ml. Apresentação Soro humano liofilizado. CONTROLE INTERNO Lote Validade Apresentação AHH-3N Mar/2014 5 x 3,0 ml BHH-3P Jun/2014 5 x 3,0 ml CNPJ 29.511.607/0001-18 Rua Ana Neri, 416 Benfica Rio de Janeiro/RJ CEP 20911-442 Tel (21) 3891-9900 Fax

Leia mais

CBHPM 4.03.01.40-0 AMB 28.01.032-9. 20 40,078 1.112 K 1,0 1.713 K 1,550 g/cm 3 Ca [Ar]4s 2 Cálcio

CBHPM 4.03.01.40-0 AMB 28.01.032-9. 20 40,078 1.112 K 1,0 1.713 K 1,550 g/cm 3 Ca [Ar]4s 2 Cálcio CÁLCIO Ca CBHPM 4.03.01.40-0 AMB 28.01.032-9 Sinonímia: Ca. Calcemia. Cálcio total. Calciúria. Cálcio urinário. Sulkowitch = prova obsoleta para calciúria. Fisiologia: 20 40,078 1.112 K 1,0 1.713 K 1,550

Leia mais

Aos bioquímicos, técnicos de laboratório e estagiários do setor de imunologia.

Aos bioquímicos, técnicos de laboratório e estagiários do setor de imunologia. POP-I 67 Página 1 de 5 1. Sinonímia Teste rápido Anti-½ - OraQuick ADVANCE 2. Aplicabilidade Aos bioquímicos, técnicos de laboratório e estagiários do setor de imunologia. 3. Aplicação clínica O ensaio

Leia mais

SORO CONTROLE CONTROLE INTERNO. NF 3P Novembro / 2006 Volume ANVISA/REBLAS ANALI-036

SORO CONTROLE CONTROLE INTERNO. NF 3P Novembro / 2006 Volume ANVISA/REBLAS ANALI-036 CONTROLE INTERNO SORO CONTROLE Lote Validade NF 3P Novembro / 2006 Volume 3.0 ml ANVISA/REBLAS ANALI-036 CNPJ 29.511.607/0001-18 Rua Ana Neri, 416 Benfica Rio de Janeiro/RJ CEP 20911-442 Tel (21) 3891-9900

Leia mais

COBAS MIRA PLUS ATUALIZAÇÃO JULHO 2004. Visite nosso site :

COBAS MIRA PLUS ATUALIZAÇÃO JULHO 2004. Visite nosso site : CBAS MIRA PLUS ATUALIZAÇÃ JULH 2004 Av. Pedroso de Morais, 613, 3 º andar CEP 05419-000 - São Paulo SP Brasil Fone: (11) 3816 5968 Fax: (11) 3212 3017 e-mail: labinbraz@wiener-lab.com.br Visite nosso site

Leia mais

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS POP n.º: I 22 Página 1 de 5 1. Sinonímia Beta 2 Microglobulina, b2m 2. Aplicabilidade Aos técnicos e bioquímicos do setor de imunologia 3. Aplicação clínica A beta-2-microglobulina é uma proteína presente

Leia mais

Instruções de uso IVD Matrix HCCA-portioned

Instruções de uso IVD Matrix HCCA-portioned Instruções de uso IVD Matrix HCCA-portioned Substância matriz purificada para espectrometria de massa por tempo de vôo e de ionização e dessorção a laser assistida por matriz (MALDI-TOF-MS). Os produtos

Leia mais

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS. Dúvidas Técnicas: Telefone: PABX (011) 3053-6611 Ramal: 2028

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS. Dúvidas Técnicas: Telefone: PABX (011) 3053-6611 Ramal: 2028 Telefone PABX (011) 3053-6611 e-mail hcor@hcor.com.br Dúvidas Técnicas Telefone PABX (011) 3053-6611 Ramal 2028 EQUIPE CLINIC CHECK UP Num. Pedido 050802886 10/08/2005 060000 Emissão 11/08/2005 135055

Leia mais

Resultados Anteriores:89.0[19/04/2016];91.0[30/09/2015];113.0[09/09/2015];101.0[28/07/2015];85.0[26/06/2015];

Resultados Anteriores:89.0[19/04/2016];91.0[30/09/2015];113.0[09/09/2015];101.0[28/07/2015];85.0[26/06/2015]; Pag.: 1 de 7 GLICOSE (GLICEMIA JEJUM) 84.0 mg/dl MÉTODO:CINÉTICO ENZIMÁTICO - ADVIA 1800 - SIEMENS VALORES DE REFERÊNCIA: 60-99 mg/dl Resultados Anteriores:89.0[19/04/2016];91.0[30/09/2015];113.0[09/09/2015];101.0[28/07/2015];85.0[26/06/2015];

Leia mais

Anti HBc Ref. 414. Controle Negativo

Anti HBc Ref. 414. Controle Negativo Anti HBc Ref. 414 Sistema para a determinação qualitativa de anticorpos totais contra o antígeno core do vírus da hepatite B (anti-hbc) em soro ou plasma. ELISA - Competição PREPARO DA SOLUÇÃO DE LAVAGEM

Leia mais

Nome que consta no Site Nome Correto (conforme Linha de Produtos) Nomes dos arquivos para acrescentar. Anti - HBc --- Anti - HBs ---

Nome que consta no Site Nome Correto (conforme Linha de Produtos) Nomes dos arquivos para acrescentar. Anti - HBc --- Anti - HBs --- Ácido Úrico Uric Acid AFP AFP Albumina 001 Albumina AlfaAmilase a-amilase Amilase 002 Amilase Anti - HBc --- Anti - HBs --- Anti - HCV Anti-HCV Anti-HCV Double Spot Test --- Anti-n-DNA quick teste SLE

Leia mais

1. INTRODUÇÃO / FINALIDADE DO MÉTODO

1. INTRODUÇÃO / FINALIDADE DO MÉTODO 1/6 1. INTRODUÇÃO / FINALIDADE DO MÉTODO A sífilis é uma doença venérea causada pelo Treponema pallidum, que possui a capacidade de invadir as mucosas inatas ou a pele em áreas de abrasão. O contato sexual

Leia mais

PRINCÍPIO. Imunoprecipitação (antígeno x anticorpo). Testes Labtest baseados neste princípio: AGP C3 C4 IgA IgG IgM MICROALBUMINÚRIA TRANSFERRINA

PRINCÍPIO. Imunoprecipitação (antígeno x anticorpo). Testes Labtest baseados neste princípio: AGP C3 C4 IgA IgG IgM MICROALBUMINÚRIA TRANSFERRINA PRINCÍPIO Imunologia A Imunologia é o ramo das ciências da vida que estuda o sistema imune e suas funções. O organismo humano vive em equilíbrio permanente com uma flora variada. Além disso, é penetrado

Leia mais

Órgão/Entidade : SECRETARIA DA SAUDE Unidade Licitação : FUNDO ESTADUAL DE SAUDE - HOSPITAL GERAL DO ESTADO. Preço Total: Preço Total: Preço Total:

Órgão/Entidade : SECRETARIA DA SAUDE Unidade Licitação : FUNDO ESTADUAL DE SAUDE - HOSPITAL GERAL DO ESTADO. Preço Total: Preço Total: Preço Total: Licitação : PP154/2014 Data e Hora da Entrega das Propostas: 03/10/2014-09:00 Grupo :027-Materiais e Equip. de Uso Hospitalar, Odontológico, Veterinário e de Laboratório Órgão/Entidade : SECRETARIA DA

Leia mais

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com Leandro N.Alem 1351/53 MANUAL DE OPERAÇÃO ÍNDICE ESPECIFICAÇÕES...3 CONEXÕES ELÉTRICAS...3 OPERAÇÃO...4 CICLO DE CALIBRAÇÃO...4 INDICAÇÃO DE ERRO...4 Leandro N.Alem 1351/53 2 O N320 é um termômetro digital

Leia mais

01 Português - Ref.: 35. Finalidade. 3. - Princípio. 4. - Características do sistema. Material necessário e não fornecido 1. 2.

01 Português - Ref.: 35. Finalidade. 3. - Princípio. 4. - Características do sistema. Material necessário e não fornecido 1. 2. Finalidade. Sistema colorimétrico para a determinação de creatinina em amostras de sangue e urina por reação de ponto final. [Somente para uso diagnóstico in vitro.] Princípio. A creatinina e outros componentes

Leia mais

HemoCue. Fotômetro Plasma/Low Hb. Manual de Operação

HemoCue. Fotômetro Plasma/Low Hb. Manual de Operação HemoCue Fotômetro Plasma/Low Hb Manual de Operação 1 ATENÇÃO Este Manual contém informações básicas quanto à operação e manutenção do Fotômetro Plasma/Low Hb HemoCue. A eficácia do aparelho é assegurada

Leia mais

Índice 1 Descrição 1.1 1.2 1.3 2 2.1 2.2 2.3 2.4 2.5 3 3.1 3.2 4 4.1 4.1.1 4.1.2 4.1.3 4.1.4 4.2 4.2.1 4.2.2 4.3 4.3.1 4.3.2 4.3.3 4.3.3.1 4.3.3.

Índice 1 Descrição 1.1 1.2 1.3 2 2.1 2.2 2.3 2.4 2.5 3 3.1 3.2 4 4.1 4.1.1 4.1.2 4.1.3 4.1.4 4.2 4.2.1 4.2.2 4.3 4.3.1 4.3.2 4.3.3 4.3.3.1 4.3.3. Índice 1 Descrição 3 1.1 Princípio 3 1.2 Ambiente De Trabalho 3 1.3 Especificações Técnicas 3 2 Instalações 3 2.1 Instruções 3 2.2 Ambiente De Trabalho 3 2.3 Retirar Da Embalagem 4 2.4 Instalações 4 2.5

Leia mais

SÓDIO ENZIMÁTICO. 01 Português - Ref.: 124. Ref.:124 MS Instruções de Uso. Finalidade. Princípio. Precauções e cuidados especiais

SÓDIO ENZIMÁTICO. 01 Português - Ref.: 124. Ref.:124 MS Instruções de Uso. Finalidade. Princípio. Precauções e cuidados especiais SÓDIO ENZIMÁTICO Instruções de Uso Ref.:24 MS 000900230 Finalidade. Sistema para determinação quantitativa do íon sódio em amostras de soro, por reação enzimática, em modo cinético. [Somente para uso diagnóstico

Leia mais

Quantikine IVD ELISA. Human Epo Protocolo do imunoensaio Quantikine IVD. Número de catálogo DEP00

Quantikine IVD ELISA. Human Epo Protocolo do imunoensaio Quantikine IVD. Número de catálogo DEP00 Quantikine IVD ELISA Human Epo Protocolo do imunoensaio Quantikine IVD Número de catálogo DEP00 Este suplemento contém o protocolo do ensaio e deve ser lido na íntegra antes da utilização deste produto.

Leia mais

ANTI-A ANTI-B ANTI-AB

ANTI-A ANTI-B ANTI-AB ANTI-A ANTI-B ANTI-AB Monoclonal Murino IgM PROTHEMO Produtos Hemoterápicos Ltda. Reagentes para classificação do sistema sangüíneo ABO PARA TESTES EM LÂMINA OU TUBO Somente para Uso Diagnóstico IN VITRO

Leia mais

Pesquisa de Fosfatase Alcalina em Leite Fluido por Colorimetria

Pesquisa de Fosfatase Alcalina em Leite Fluido por Colorimetria 1 Escopo MAPA/SDA/CGAL Página 1 de 5 Este método tem como objetivo descrever os procedimentos para o ensaio Pesquisa de Fosfatase Alcalina em Leite Fluido por Colorimetria. 2 Fundamentos O principal objetivo

Leia mais

3M TM Petrifilm TM Placa para Contagem de Leveduras e Bolores. Guia de. Interpretação

3M TM Petrifilm TM Placa para Contagem de Leveduras e Bolores. Guia de. Interpretação 3M TM TM Placa para Contagem de Leveduras e Bolores Guia de Interpretação 3M TM TM Placa para Contagem de Leveduras e Bolores Este guia apresenta resultados das placas 3M para Contagem de Leveduras e Bolores.

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E VETERINÁRIAS CAMPUS DE JABOTICABAL TÉCNICAS ANALÍTICAS

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E VETERINÁRIAS CAMPUS DE JABOTICABAL TÉCNICAS ANALÍTICAS UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E VETERINÁRIAS CAMPUS DE JABOTICABAL TÉCNICAS ANALÍTICAS Profa. Dra. Márcia Justino Rossini Mutton FCAV/UNESP Departamento de Tecnologia 1

Leia mais

Etapa complementar para o diagnóstico da infecção pelo HIV princípios metodológicos

Etapa complementar para o diagnóstico da infecção pelo HIV princípios metodológicos Aula 11 Etapa complementar para o diagnóstico da infecção pelo HIV princípios metodológicos As amostras com resultados reagentes, na etapa de triagem, devem ser submetidas à etapa complementar. Nessa etapa,

Leia mais

GUIA TÉCNICO - BIOQUÍMICA

GUIA TÉCNICO - BIOQUÍMICA GUIA TÉCNICO - BIOQUÍMICA A Labtest, sempre pensando em educação continuada e em melhor atender às demandas dos clientes, idealizou o Guia Técnico para suas linhas de produto. A maioria das informações

Leia mais

Depuração da Creatinina

Depuração da Creatinina Depuração da Creatinina Importância fisiológica A creatinina é um composto orgânico nitrogenado e não-protéico formado a partir da desidratação da creatina. A creatina é sintetizada nos rins, fígado e

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PATY DO ALFERES PREFEITURA MUNICIPAL DE PATY DO ALFERES

PREFEITURA MUNICIPAL DE PATY DO ALFERES PREFEITURA MUNICIPAL DE PATY DO ALFERES SULLAB COMÉRCIO DE PRODUTOS HOSPITALARES LTDA ME. Marca / Modelo Medida Qtde Preço Preço Total 4. 6515.001.0156.003 - AGULHA - Agulha siliconizada para coleta múltipla para sistema à vácuo, medindo 25X8,

Leia mais

Manual do kit EZ1 DSP Virus 48

Manual do kit EZ1 DSP Virus 48 Março de 2015 Manual do kit EZ1 DSP Virus 48 Versão 4 Para utilização em diagnóstico in vitro. 62724 1066790PT QIAGEN GmbH, QIAGEN Strasse 1, 40724 Hilden, ALEMANHA R4 1066790PT Sample & Assay Technologies

Leia mais

Elaborado por: Karina Salvador Revisado por: Hilda Helena Wolff Aprovado por: Andréa Cauduro

Elaborado por: Karina Salvador Revisado por: Hilda Helena Wolff Aprovado por: Andréa Cauduro ANTI- 1 Manual CAMBRIDGE BIOTECH -1 POP: BM 05 Página 1 de 7 1. Sinonímia ANTI, TESTE CONFIRMATÓRIO. 2. Aplicabilidade Aos bioquímicos e técnicos do setor de imunologia. 3. Aplicação clínica Os testes

Leia mais

Anexo II Capítulo 5. ROTINAS DE ANÁLISES FÍSIC0 QUÍMICAS DE LEITE (Procedimentos Para Avaliação Do Estado de Conservação do Leite)

Anexo II Capítulo 5. ROTINAS DE ANÁLISES FÍSIC0 QUÍMICAS DE LEITE (Procedimentos Para Avaliação Do Estado de Conservação do Leite) 80 Anexo II Capítulo 5 ROTINAS DE ANÁLISES FÍSIC0 QUÍMICAS DE LEITE (Procedimentos Para Avaliação Do Estado de Conservação do Leite) (Créditos: Mariza Sobreira de Mendonza Sessa) 1.1 DETERMINAÇÃO DA ACIDEZ

Leia mais

DUTOS E CHAMINÉS DE FONTES ESTACIONÁRIAS DETERMINAÇÃO DE DIÓXIDO DE ENXOFRE. Método de ensaio

DUTOS E CHAMINÉS DE FONTES ESTACIONÁRIAS DETERMINAÇÃO DE DIÓXIDO DE ENXOFRE. Método de ensaio CETESB DUTOS E CHAMINÉS DE FONTES ESTACIONÁRIAS DETERMINAÇÃO DE DIÓXIDO DE ENXOFRE Método de ensaio L9.226 MAR/92 SUMÁRIO Pág. 1 Objetivo...1 2 Documentos complementares...1 3 Aparelhagem...1 4 Execução

Leia mais

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO C.R. LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS SETOR DE BIOQUÍMICA

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO C.R. LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS SETOR DE BIOQUÍMICA POP n.º: B35 Página 1 de 6 1. Sinonímia: FOLATO Mnemônico: FOL 2. Aplicabilidade: Bioquímicos do setor de bioquímica do LAC-HNSC. 3. Aplicação clínica: Determinação quantitativa in vitro do Ácido Fólico

Leia mais

IMPACTO DA ADIÇÃO DE CROMO HEXAVALENTE NA ATIVIDADE MICROBIANA E REDUÇÃO EM CONDIÇÕES DE INCUBAÇÃO

IMPACTO DA ADIÇÃO DE CROMO HEXAVALENTE NA ATIVIDADE MICROBIANA E REDUÇÃO EM CONDIÇÕES DE INCUBAÇÃO Outras Produções e destinações de Resíduos IMPACTO DA ADIÇÃO DE CROMO HEXAVALENTE NA ATIVIDADE MICROBIANA E REDUÇÃO EM CONDIÇÕES DE INCUBAÇÃO Suéllen Pereira Espíndola (1), Adão de Siqueira Ferreira (2),

Leia mais

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS 1. Sinonímia VIDAS DUO 2. Aplicabilidade Aos bioquímicos do setor de imunologia. 3. Aplicação clínica POP n.º: I 56 Página 1 de 7 O vírus da imunodeficiência humana () é um retrovírus RNA, transmitido

Leia mais

Equilíbrio Químico. PROF. NÚRIA Kc, Kp, Ka, Ki, Kb E ph

Equilíbrio Químico. PROF. NÚRIA Kc, Kp, Ka, Ki, Kb E ph Equilíbrio Químico PROF. NÚRIA Kc, Kp, Ka, Ki, Kb E ph 1 - "O conceito de equilíbrio é fundamental na química, mas não é exclusivo da química. Vivemos em uma situação social e econômica que constitui equilíbrio

Leia mais

SOP.BIO.001 PROCESSAMENTO DE SANGUE TOTAL PROCESSAMENTO DE SANGUE TOTAL

SOP.BIO.001 PROCESSAMENTO DE SANGUE TOTAL PROCESSAMENTO DE SANGUE TOTAL PROCESSAMENTO DE SANGUE PROCESSAMENTO DE SANGUE Responsável(is): -Joana Batuca ELABORADO: -Joana Batuca APROVADO: Sérgio Dias 16-05-2014 Pag. 1/5 PROCESSAMENTO DE SANGUE ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. INFORMAÇÃO

Leia mais

Determinação de açúcares redutores em lactose, açúcares não redutores em sacarose e amido em produtos lácteos por oxidimetria

Determinação de açúcares redutores em lactose, açúcares não redutores em sacarose e amido em produtos lácteos por oxidimetria Página 1 de 9 1 Escopo Este método tem por objetivo determinar açúcares redutores em lactose, açúcares não redutores em sacarose e amido em amostras de leite e derivados por titulometria de oxidação (método

Leia mais

POP 001 PROCEDIMENTO DE CALIBRAÇÃO E ANÁLISE DO EQUIPAMENTO HANNA - 9828

POP 001 PROCEDIMENTO DE CALIBRAÇÃO E ANÁLISE DO EQUIPAMENTO HANNA - 9828 POP 001 PROCEDIMENTO DE CALIBRAÇÃO E ANÁLISE DO EQUIPAMENTO HANNA - 9828 REVISÃO 00 Redigido por: Andressa Akemi Estagiaria Data: 04/08/2008 Mariana Masutti Coordenadora de Projetos Data: 04/08/2008 Aprovado

Leia mais

FARMACOPEIA MERCOSUL: ESPECTROFOTOMETRIA ULTRAVIOLETA E VISIVEL

FARMACOPEIA MERCOSUL: ESPECTROFOTOMETRIA ULTRAVIOLETA E VISIVEL MERCOSUL/XLIII SGT Nº 11/P.RES. Nº FARMACOPEIA MERCOSUL: ESPECTROFOTOMETRIA ULTRAVIOLETA E VISIVEL TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e as Resoluções Nº 31/11 e 22/14 do Grupo

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Ata de R.P. Nº 96/2014. Pregão Presencial Nº 078/2014 Validade: 12 (doze) meses. REGISTRO DE PREÇOS PARA AQUISIÇÃO DE TESTES PARA REALIZAÇÃO DE EXAMES LABORATORIAIS E LOCAÇÃO

Leia mais

Apostila. Tratamento de soluções residuais contendo cromo

Apostila. Tratamento de soluções residuais contendo cromo 27ª REUNIÃO ANUAL DO ENSAIO DE PROFICIÊNCIA IAC PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISE DE SOLO PARA FINS AGRÍCOLAS AUTORIA Apostila Nadia Valério Possignolo Mestranda CENA/USP José Albertino Bendassolli Professor

Leia mais

α1 Glicoproteína Ácida Mono

α1 Glicoproteína Ácida Mono α1 Glicoproteína Ácida Mono Artigo 4080050K 4080100K Apresentação 2 x 25 ml + 1 x 1 ml padrão de α1 Glicoproteína Ácida 4 x 25 ml + 1 x 1 ml padrão de α1 Glicoproteína Ácida Protocolo de Automação - DIMENSION

Leia mais

Citologia Clínica. Exame qualitativo da urina. Exame de urina de rotina. Profa. MsC Priscila P. S. dos Santos

Citologia Clínica. Exame qualitativo da urina. Exame de urina de rotina. Profa. MsC Priscila P. S. dos Santos Citologia Clínica Aula 9 Exame qualitativo de Urina Profa. MsC Priscila P. S. dos Santos Exame qualitativo da urina Diagnóstico de doença renal, no trato urinário, sistêmicas não relacionadas com o rim.

Leia mais

CERTIFICADO DE ANÁLISE Nº 1306100484-01

CERTIFICADO DE ANÁLISE Nº 1306100484-01 CERTIFICADO DE ANÁLISE Nº 1306100484-01 Objeto da Certificação Solução Tampão de ph 4,01 Fabricante: GEHAKA Nº de Lote: 1306100484-01 Data de Fabricação: 10/06/2013 Data de Validade: Dois anos fechado

Leia mais

Virologia em Laboratório Fase Pré- Analítica

Virologia em Laboratório Fase Pré- Analítica Virologia em Laboratório Fase Pré- Analítica Leonor Rebelo Lab Virologia i do IPOFGL EPE Novembro 2012 1º Curso de Virologia Molecular em Oncologia 1 ,, TÑÜxÇwxÜ t ØÇ vt vé át wx Öâx t ÅxÇàx ÇâÇvt áx vtçát?

Leia mais

ramiasfreire@yahoo.com.br, lucacunha@gmail.com, renzoasr@gmail.com, iram.mundim@gmail.com

ramiasfreire@yahoo.com.br, lucacunha@gmail.com, renzoasr@gmail.com, iram.mundim@gmail.com Monitoração terapêutica de pacientes com transtornos de humor tratados com carbamazepina atendidos no Ambulatório de Psiquiatria de Goiânia-Goiás e Centro de Análises Clínicas Rômulo Rocha (UFG). Dados

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES LABORATORIAS

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES LABORATORIAS NOME DA ATIVIDADE LABORATORIAL: 1.2. UM CICLO DE COBRE Será possível reciclar uma substância usando processos químicos com rendimento 100%? OBJETIVOS: Entender a possibilidade de reciclar um metal por

Leia mais

APL 12º ano: SÍNTESE DE BIODIESEL A PARTIR DE ÓLEO ALIMENTAR Protocolo experimental a microescala

APL 12º ano: SÍNTESE DE BIODIESEL A PARTIR DE ÓLEO ALIMENTAR Protocolo experimental a microescala Projeto Ciência Viva INTRODUÇÃO À QUÍMICA VERDE, COMO SUPORTE DA SUSTENTABILIDADE, NO ENSINO SECUNDÁRIO APL 12º ano: SÍNTESE DE BIODIESEL A PARTIR DE ÓLEO ALIMENTAR Protocolo experimental a microescala

Leia mais

São investimentos como estes que consolidam cada vez mais a marca Bioclin.

São investimentos como estes que consolidam cada vez mais a marca Bioclin. LINHA DE PRODUTOS A Quibasa/Bioclin tem empregado todos os seus esforços no desenvolvimento contínuo e no aprimoramento tecnológico para fornecer as melhores soluções em diagnóstico in vitro, visando contribuir

Leia mais

EFICIÊNCIA DE DIFERENTES REAGENTES NA DEGRADAÇÃO DE MATÉRIA ORGÂNICA DE EFLUENTES LÍQUIDOS

EFICIÊNCIA DE DIFERENTES REAGENTES NA DEGRADAÇÃO DE MATÉRIA ORGÂNICA DE EFLUENTES LÍQUIDOS Eixo Temático: Ciências Ambientais e da Terra EFICIÊNCIA DE DIFERENTES REAGENTES NA DEGRADAÇÃO DE MATÉRIA ORGÂNICA DE EFLUENTES LÍQUIDOS Tiago José da Silva 1 Ana Clara de Barros 2 Daiane de Moura Costa

Leia mais

Preparo para Exames Laboratoriais

Preparo para Exames Laboratoriais Preparo para Exames Laboratoriais Seção: Bioquímica 1) Dosagem de Colesterol 1.1) Dosagem de colesterol (sangue) :Dosagem de Colesterol Total 2.1) Permanecer em jejum, à exceção de água, durante 12 a 14

Leia mais

SALA DE PRÉ AMPLIFICAÇÃO. Área de preparo de reagentes. Pipetas e ponteiras

SALA DE PRÉ AMPLIFICAÇÃO. Área de preparo de reagentes. Pipetas e ponteiras Área de preparo de reagentes Pipetas e ponteiras Área de preparo de amostras/controles - 1 Pipetas, tubos e ponteiras Área de preparo de amostras/controles - 2 Centrífuga Termobloco Vórtex Área de preparo

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ZOOLOGIA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DE COIMBRA PERMEABILIDADE DAS MEMBRANAS CELULARES

DEPARTAMENTO DE ZOOLOGIA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DE COIMBRA PERMEABILIDADE DAS MEMBRANAS CELULARES DEPARTAMENTO DE ZOOLOGIA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DE COIMBRA FISIOLOGIA ANIMAL II AULA 4 PERMEABILIDADE DAS MEMBRANAS CELULARES CAETANA CARVALHO, PAULO SANTOS 2006 1 INTRODUÇÃO As

Leia mais