Desenvolver Jogos para celular virou brincadeira com o Game Builder do Netbeans

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Desenvolver Jogos para celular virou brincadeira com o Game Builder do Netbeans"

Transcrição

1 Desenvolver Jogos para celular virou brincadeira com o Game Builder do Netbeans I BOOT Xanxerê - SC por Robison Cris Brito

2 Mini Bio Professor da UTFPR desde 2001 Mestrado em engenharia elétrica e informática industrial Pesquisador e desenvolvedor Java ME desde 2003 Palestrante de eventos como Just Java, Web Mobile Tech Week, Web Days e M3DDLA Autor de artigos para as revistas Java Magazine e WebMobile Magazine horas de vídeo aula de Java ME no portal 2

3 Roteiro Um pequeno histórico sobre jogos eletrônicos Por que utilizar celular? Algumas dicas para o de jogos para celular Estudo de Caso: Karel x Thomas Mobile Invader (Eduardo e Renato WMTW-2007) Instalação do aplicativo no celular Considerações finais 3

4 Por que desenvolver para Celular? 4

5 Motivação Nome Tamanho Peso Display Número de circuitos Tempo de conversação Tempo de recarga Recursos Motorola Dyna-Tac 25 x 12,5 x 5 cm Cerca de 1,134 Kg Não minutos 10 horas Falar, ouvir e discar 5

6 6

7 Dos Jogos Clássicos... O primeiro jogo que foi préinstalado em um telefone móvel foi o da Serpente, foi selecionado em modelos da Nokia em

8 ... aos sofisticados 8

9 Novos Recursos dos celulares Placa aceleradora 3D Qualcomm apresenta um celular munido de placa aceleradora de vídeo com capacidade para rodar o jogo tridimensional Quake. 9

10 Novos Recursos dos celulares Mobile Sensor Com o Mobile Sensor API, é possível capturar informações de sensores presentes no celular, como acelerômetros, sensores de movimento, etc. Esse recurso é uma ótima opção para controlar os jogos 10

11 Novos Recursos dos celulares M-Commerce 11

12 ...e com relação ao desenvolvimento de jogos para celular? I BOOT Xanxerê - SC

13 Ciclo de desenvolvimento Pesquisa Plataforma- Alvo Definição Publico- Alvo Regras do Jogo Layout do Jogo Criação Arte do Jogo Implementação Codificação Teste 13

14 Antes Agora 14

15 Game Builder Demonstração 15

16 Estudo de caso 1 Jogo Karel x Thomas Jogo de Cenário Template do Netbeans 6.5 Tratamento de colisões e fases 16

17 Colisões 17

18 Colisões 18

19 Estudo de caso 2 Jogo Mobile Invader Desenvolvido por Eduardo e Renato Faria IIda. Apresentado na Revista WebMobile e evento WebMobile Tech Week 2007 Para a palestra será adotada as simplificações: Apenas 4 naves Um tiro de cada vez 19

20 Pixel de Referência 20

21 Efeitos macaco.settransform(sprite.trans****); 21

22 Considerações Finais I BOOT Xanxerê - SC

23 Conclusões A ferramenta GameBuilder facilita o desenvolvimento do Layout e da Arte do Jogo O processo de codificação (lógica) não é (e provavelmente não será) substituída Plugin pode ser melhorado (ótima oportunidade) 23

24 Para saber mais... Portal Devmedia (www.devmedia.com.br). Revistas Java Magazine e Webmobile Magazine. Palestra do evento Webmobile Tech Week

25 Brindes... Idéia de um jogo para celular utilizando Mobile Sensor? Idéia de um jogo para celular utilizando Mobile Payment? Idéia de um jogo multiplayer (bluetooth) para celular? Idéia de um jogo multiplayer (operadora) para celular? Qual foi o primeiro jogo para celular? Em qual país pode-se utilizar o celular par votar? Qual o nome da API que recupera informações de sensores? 25

26 Dúvidas? 26

27 Desenvolvendo Jogos para celular virou brincadeira com o Game Builder do Netbeans I BOOT Xanxerê - SC por Robison Cris Brito

Mercado. Sobre a SQL Magazine

Mercado. Sobre a SQL Magazine 01 Mercado Apesar do mercado de desenvolvimento no Brasil estar bastante consolidado e com um grande número de profissionais atuantes, não havia até 2003 nenhuma publicação técnica para os usuários de

Leia mais

Suporte a desenvolvedor Aplicativo J2ME

Suporte a desenvolvedor Aplicativo J2ME Suporte a desenvolvedor Aplicativo J2ME Cliente: Banrisul Solução: Tutorial para fazer o download do Banrisul Mobile Banking Data: Dez/2007 MOTOROLA Modelo: E398 2.Selecione a opção Ferramentas 3.Escolha

Leia mais

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres. Módulo I - Introdução Aula 2 Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.com Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010 Graduado em Ciência da Computação pela UFC, Brasil

Leia mais

APLICAÇÃO MOBILE MARKETING COM COMUNICAÇÃO BLUETOOTH FOCADA EM BARES E RESTAURANTES. Acadêmico: Rafael Formento Orientador: Paulo Fernando da Silva

APLICAÇÃO MOBILE MARKETING COM COMUNICAÇÃO BLUETOOTH FOCADA EM BARES E RESTAURANTES. Acadêmico: Rafael Formento Orientador: Paulo Fernando da Silva APLICAÇÃO MOBILE MARKETING COM COMUNICAÇÃO BLUETOOTH FOCADA EM BARES E RESTAURANTES Acadêmico: Rafael Formento Orientador: Paulo Fernando da Silva 1 Roteiro Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação

Leia mais

Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless

Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless Este tutorial apresenta uma visão geral da arquitetura para implantação de aplicações móveis wireless. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME

Leia mais

IV SEMANA DE INFORMÁTICA. Prof. Rafael Hens Ribas (rafael.r@ienh.com.br)

IV SEMANA DE INFORMÁTICA. Prof. Rafael Hens Ribas (rafael.r@ienh.com.br) IV SEMANA DE INFORMÁTICA Prof. Rafael Hens Ribas (rafael.r@ienh.com.br) O que é; ROTEIRO Quais versões existem e suas principais funcionalidades; O que preciso para começar a desenvolver; Como é o ambiente

Leia mais

Desenvolvimento de um Framework de Jogos 3D para Celulares

Desenvolvimento de um Framework de Jogos 3D para Celulares Desenvolvimento de um Framework de Jogos 3D para Celulares Fabrício Brasiliense Departamento de Informática e Estatística(INE) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Campus Universitário Trindade-

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA COMPUTAÇÃO MÓVEL CONTROLE DE GASTOS PARA ORÇAMENTO DOMÉSTICO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA COMPUTAÇÃO MÓVEL CONTROLE DE GASTOS PARA ORÇAMENTO DOMÉSTICO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA COMPUTAÇÃO MÓVEL CONTROLE DE GASTOS PARA ORÇAMENTO DOMÉSTICO Fred Paulino Ferreira, Leonardo Couto, Renato Maia, Luiz G. Montanha Departamento

Leia mais

LAG. Laboratório de Aplicações Gráficas e Desenvolvimento de Jogos. Professor responsável M. Sc. Will Ricardo dos Santos Machado

LAG. Laboratório de Aplicações Gráficas e Desenvolvimento de Jogos. Professor responsável M. Sc. Will Ricardo dos Santos Machado LAG Laboratório de Aplicações Gráficas e Desenvolvimento de Jogos Professor responsável M. Sc. Will Ricardo dos Santos Machado Linhas de Atuação Computação Gráfica Interação homem-máquina Modelagem Animação

Leia mais

Seleção de Livros sobre Desenvolvimento de Jogos. Por Marcos Romero Dezembro / 2008

Seleção de Livros sobre Desenvolvimento de Jogos. Por Marcos Romero Dezembro / 2008 Seleção de Livros sobre Desenvolvimento de Jogos Por Marcos Romero Dezembro / 2008 Categoria: Essencial Desenvolvimento de jogos 3d e aplicações em tempo real Programação de jogos com C++ e Directx Modelagem

Leia mais

Tutorial Java ME. Deixe o JME surpreender você também! Porque programar com 1 GB de RAM é fácil!! Neto Marin

Tutorial Java ME. Deixe o JME surpreender você também! Porque programar com 1 GB de RAM é fácil!! Neto Marin Deixe o JME surpreender você também! Porque programar com 1 GB de RAM é fácil!! Neto Marin Apresentação Experiência com Java desde 2002 (SCJP): Atuando com mobilidade desde 2005 P&D do Mobile Sys da Softway

Leia mais

Programação para Dispositivos Móveis

Programação para Dispositivos Móveis Programação para Dispositivos Móveis Fatec Ipiranga Análise e Desenvolvimento de Sistemas Aula 02 História do desenvolvimento de software para dispositivos móveis Dalton Martins dmartins@gmail.com São

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS PARA CELULAR JAVA 2 MICRO EDITION

DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS PARA CELULAR JAVA 2 MICRO EDITION DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS PARA CELULAR JAVA 2 MICRO EDITION Robison Cris Brito Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná Unidade de Pato Branco robison@pb.cefetpr.br RESUMO Engana-se quem acha

Leia mais

Se observarmos nos diferentes livros. Planejamento de Testes a partir de Casos de Uso

Se observarmos nos diferentes livros. Planejamento de Testes a partir de Casos de Uso Planejamento de Testes a partir de Casos de Uso Arilo Cláudio Dias Neto ariloclaudio@gmail.com É Bacharel em Ciência da Computação formado na Universidade Federal do Amazonas, Mestre em Engenharia de Sistemas

Leia mais

SUMÁRIO. Motivação Contextualização Objetivo Desenvolvimento. Aplicação Discussão Conclusão Perguntas. Hardware Software

SUMÁRIO. Motivação Contextualização Objetivo Desenvolvimento. Aplicação Discussão Conclusão Perguntas. Hardware Software SUMÁRIO Motivação Contextualização Objetivo Desenvolvimento Etapas de preparação Hardware Software Aplicação Discussão Conclusão Perguntas MOTIVAÇÃO Interesse em novas tecnologias Interesse no desenvolvimento

Leia mais

Ricardo da Silva Ogliari Robison Cris Brito

Ricardo da Silva Ogliari Robison Cris Brito Ricardo da Silva Ogliari Robison Cris Brito Android - Do Básico ao Avançado Copyright Editora Ciência Moderna Ltda., 2014 Todos os direitos para a língua portuguesa reservados pela EDITORA CIÊNCIA MODERNA

Leia mais

DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS

DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS Leandro Guilherme Gouvea 1, João Paulo Rodrigues 1, Wyllian Fressatti 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil leandrog.gouvea@gmail.com,

Leia mais

COMPARAÇÃO DE KITS DE DESENVOLVIMENTO PARA CRIAÇÃO DE APLICATIVOS DESTINADOS A DISPOSITIVOS MÓVEIS

COMPARAÇÃO DE KITS DE DESENVOLVIMENTO PARA CRIAÇÃO DE APLICATIVOS DESTINADOS A DISPOSITIVOS MÓVEIS COMPARAÇÃO DE KITS DE DESENVOLVIMENTO PARA CRIAÇÃO DE APLICATIVOS DESTINADOS A DISPOSITIVOS MÓVEIS Luiz Eduardo Uzai Graduado em Sistemas de Informação pela LIBERTAS Faculdades Integradas. Ely Fernando

Leia mais

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64 direcionados por comportamento 64 5 Estudo de caso Neste capítulo serão apresentadas as aplicações web utilizadas na aplicação da abordagem proposta, bem como a tecnologia em que foram desenvolvidas, o

Leia mais

Pré-Projeto do Trabalho de Conclusão de Curso Tiago Garcia Pereira 1. INTRODUÇÃO

Pré-Projeto do Trabalho de Conclusão de Curso Tiago Garcia Pereira 1. INTRODUÇÃO UM PADRÃO ABERTO DE SOFTWARE PARA COMPUTAÇÃO MÓVEL: UM ESTUDO SOBRE GOOGLE ANDROID 1. INTRODUÇÃO O aumento do número usuários de dispositivos móveis atrai cada vez os desenvolvedores a produzir aplicações

Leia mais

UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE

UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS EM WINDOWS MOBILE. PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO Aluno:

Leia mais

ABINEE - MCT. Sergio Cavalcante sergio.cavalcante@cesar.org.br

ABINEE - MCT. Sergio Cavalcante sergio.cavalcante@cesar.org.br II Seminário Resultados da Lei de Informática ABINEE - MCT Sergio Cavalcante sergio.cavalcante@cesar.org.br Nossa missão: Parceria Realizar a Transferência Auto-Sustentada de Conhecimento em Tecnologia

Leia mais

Introdução a Computação Móvel

Introdução a Computação Móvel Introdução a Computação Móvel Computação Móvel Prof. Me. Adauto Mendes adauto.inatel@gmail.com Histórico Em 1947 alguns engenheiros resolveram mudar o rumo da história da telefonia. Pensando em uma maneira

Leia mais

Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião

Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião Windows Mobile O Windows Mobile é um sistema operacional compacto, desenvolvido para rodar em dispositivos móveis como Pocket

Leia mais

INTRODUÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO PRIMEFACES MOBILE EM APLICAÇÕES JSF

INTRODUÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO PRIMEFACES MOBILE EM APLICAÇÕES JSF INTRODUÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO PRIMEFACES MOBILE EM APLICAÇÕES JSF Guilherme Macedo, Jaime Willian Dias Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil guilhermemacedo28@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

Game Programming Basic

Game Programming Basic ESCOLA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA AVANÇADA 3D E 2D 1 Game Programming Basic Formação em O treinamento de programação básica para jogos tem a duração de 6 meses. Durante o treinamento, o aluno terá contato com

Leia mais

Relação/Comunicação de progresso e Resultados

Relação/Comunicação de progresso e Resultados Relação/Comunicação de progresso e Resultados 1 - Relação de progresso 1ª semana 17-19 Fev. 2ª semana 22 26 Fev. 3ª semana 1-5 Mar. 4ª semana 8-12 Mar. 5ª semana 15-19 Mar. 6ª semana 22-26 Mar. Introdução

Leia mais

Portfólio Celulares Agosto, setembro e outubro de 2015

Portfólio Celulares Agosto, setembro e outubro de 2015 Portfólio Celulares Agosto, setembro e outubro de 2015 em 24x de R$ 150,00 Bônus de desconto: em 24x de R$ 15,00 ATENÇÃO! Deverá ter pacote de dados de no mínimo de 300MB GSM GPRS/EDGE (850/900/1800/1900MHZ)

Leia mais

Portfólio Celulares Agosto, setembro e outubro de 2015

Portfólio Celulares Agosto, setembro e outubro de 2015 Portfólio Celulares Agosto, setembro e outubro de 2015 em 24x de R$ 140,00 Bônus de desconto: em 24x de R$ 15,00 ATENÇÃO! Deverá ter pacote de dados de no mínimo de 300MB GSM GPRS/EDGE (850/900/1800/1900MHZ)

Leia mais

Estratégias para o Desenvolvimento de Aplicações Móveis HP Enterprise Services CMT - Cloud, Mobility and Transformation Março, 2013

Estratégias para o Desenvolvimento de Aplicações Móveis HP Enterprise Services CMT - Cloud, Mobility and Transformation Março, 2013 Estratégias para o Desenvolvimento de Aplicações Móveis HP Enterprise Services CMT - Cloud, Mobility and Transformation Março, 2013 Copyright 2012 Hewlett-Packard Development Company, L.P. The information

Leia mais

Fundamentos da Computação Móvel

Fundamentos da Computação Móvel Fundamentos da Computação Móvel (Sistemas Computacionais Móveis) Programação de Dispositivos Móveis Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto

Leia mais

PROGRAMAÇÃO SERVIDOR WEBSERVICES EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1

PROGRAMAÇÃO SERVIDOR WEBSERVICES EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB WEBSERVICES Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Compreender o que é um WebService e sua utilidade Compreender a lógica de funcionamento de um WebService Capacitar

Leia mais

Introdução à Computação Móvel. Carlos Maurício Seródio Figueiredo

Introdução à Computação Móvel. Carlos Maurício Seródio Figueiredo Introdução à Computação Móvel Carlos Maurício Seródio Figueiredo Sumário Visão da Computação Móvel Oportunidades de Pesquisa Alguns Interesses de Pesquisas Futuras Visão da Computação Móvel O que é Computação

Leia mais

PROTÓTIPO DE UM SISTEMA DE MONITORAÇÃO UTILIZANDO CIRCUITO FECHADO DE TELEVISÃO (CFTV)

PROTÓTIPO DE UM SISTEMA DE MONITORAÇÃO UTILIZANDO CIRCUITO FECHADO DE TELEVISÃO (CFTV) UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PROTÓTIPO DE UM SISTEMA DE MONITORAÇÃO UTILIZANDO CIRCUITO FECHADO DE TELEVISÃO (CFTV) EDERSON JOSÉ PROF. DALTON SOLANO DOS REIS, Orientador

Leia mais

O sucesso da WWW. Atualização de Hiperdocumentos. Atualização de Hiperdocumentos. Cuidados. Exemplo. Passos. Motivos :

O sucesso da WWW. Atualização de Hiperdocumentos. Atualização de Hiperdocumentos. Cuidados. Exemplo. Passos. Motivos : Atualização de Hiperdocumentos Links Estrutura lógica Estruturas de apresentação Conteúdo (textual, imagens paradas, imagens em movimento e sons) Conclusões O sucesso da WWW Motivos : Facilidade de utilização

Leia mais

Java ME na Prática Fundamentos da plataforma passo a passo

Java ME na Prática Fundamentos da plataforma passo a passo Robison Cris Brito Java ME na Prática Fundamentos da plataforma passo a passo Java ME na Prática Fundamentos da plataforma passo a passo Copyright Editora Ciência Moderna Ltda., 2014 Todos os direitos

Leia mais

Análise dos procedimentos adotados na integração do desenvolvimento de software com a Interação Humano-Computador em empresas

Análise dos procedimentos adotados na integração do desenvolvimento de software com a Interação Humano-Computador em empresas Análise dos procedimentos adotados na integração do desenvolvimento de software com a Interação Humano-Computador em empresas Cristiano Cortez da Rocha, Eduardo Spolaor Mazzanti, Matheus Anversa Viera

Leia mais

Introdução ao Android SDK. Prof. Me. Hélio Esperidião

Introdução ao Android SDK. Prof. Me. Hélio Esperidião Introdução ao Android SDK Prof. Me. Hélio Esperidião Android SDK O Android SDK permite que os desenvolvedores elaborem as aplicações a partir de um dispositivo virtual para os aparelhos de celular e tablet,

Leia mais

módulo 01 - introdução ao flash (aulas 1 a 7)

módulo 01 - introdução ao flash (aulas 1 a 7) formação em programação de aplicativos O Treinamento de Programação de Aplicativos com duração de 1 ano (média de 40 semanas), ensinará o aluno como desenvolver seus aplicativos em Mobile, Games e Aplicativos

Leia mais

Aplicações Desktop: Swing/SubMacroForms. Carlos Renato Alves Gouveia Novembro/2008 cgouveia@fes.br

Aplicações Desktop: Swing/SubMacroForms. Carlos Renato Alves Gouveia Novembro/2008 cgouveia@fes.br Aplicações Desktop: Swing/SubMacroForms Carlos Renato Alves Gouveia Novembro/2008 cgouveia@fes.br Carlos Renato Alves Gouveia Especialista em Engenharia de Web Sites pela UFMS; Professor Universitário

Leia mais

Sistemas Embarcados Android

Sistemas Embarcados Android Engenharia Elétrica UFPR 7 de março de 2013 Outline Desenvolvido para sistemas móveis pelo Google: Android Open Source Project (AOSP) Grande sucesso, devido a combinação de: open source licensing aggressive

Leia mais

Mindset Webcasting. Mindset Comunicação e Marketing. Conheça a solução completa da Mindset para transmissão de áudio, vídeo e dados pela Internet.

Mindset Webcasting. Mindset Comunicação e Marketing. Conheça a solução completa da Mindset para transmissão de áudio, vídeo e dados pela Internet. Mindset Webcasting Mindset Comunicação e Marketing Conheça a solução completa da Mindset para transmissão de áudio, vídeo e dados pela Internet. O que é webcast? Webcast é a captura e transmissão via internet

Leia mais

http://zumo.uol.com.br/2008/05/26/hands-on-positivo-mobo/

http://zumo.uol.com.br/2008/05/26/hands-on-positivo-mobo/ http://zumo.uol.com.br/2008/05/26/hands-on-positivo-mobo/ Hands on: Positivo Mobo 26 MAY Escrito por Mário Nagano em Gadgets, Hardware, Inclusão digital, Preview, Windows (Atualizado em 27/05/08 às 7:30)

Leia mais

Agregador de feeds RSS para dispositivos móveis

Agregador de feeds RSS para dispositivos móveis Agregador de feeds RSS para dispositivos móveis Disciplina: Computação Móvel Professor: Mauro Nacif Rocha Data: 27/02/2007 Hadriel Toledo Lima 50290 Juliana Pinheiro Campos 47683 Luis Felipe Hussin Bento

Leia mais

Android. Marcelo Quinta @mrquinta

Android. Marcelo Quinta @mrquinta Android Marcelo Quinta @mrquinta Oi, eu sou o Marcelo Quinta Pública Público-privada Privada Próprio negócio Voluntariado Parabéns à organização do GO-GTUG Tablets 160% de aumento em 2011 Smartphones

Leia mais

Apresentação da plataforma

Apresentação da plataforma SMS CORPORATIVO Apresentação da plataforma Vitor Lopes Maio de 2010 Conteúdo 1. VISÃO GERAL... 3 1.1 COBERTURA SMS NO BRASIL... 3 2. VANTAGENS DO SMS... 4 2.1 SMS É A FERRAMENTA QUE ESTÁ MAIS PRÓXIMA DO

Leia mais

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SIGET Fabrício Pereira Santana¹, Jaime William Dias¹, ², Ricardo de Melo Germano¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil fabricioblack@gmail.com germano@unipar.br

Leia mais

QCON RIO 2015 Desenvolvimento para Windos 10. Alexandre Chohfi chohfi@outlook.com @alexandrechohfi

QCON RIO 2015 Desenvolvimento para Windos 10. Alexandre Chohfi chohfi@outlook.com @alexandrechohfi QCON RIO 2015 Desenvolvimento para Windos 10 Alexandre Chohfi chohfi@outlook.com @alexandrechohfi Introduzindo o UWP Windows Core Um Core comum refatorado Uma plataforma de hardware Formato unico de acesso

Leia mais

Desenvolvimento de uma aplicação embarcada em celular visando controle de robô via Wi-Fi

Desenvolvimento de uma aplicação embarcada em celular visando controle de robô via Wi-Fi Desenvolvimento de uma aplicação embarcada em celular visando controle de robô via Wi-Fi Bruno Henrique Andrade Cruz 1 Josué Fernandes Dall Agnese 1 Bruno José Fagundes 1 Marcelo Teixeira Bastos 1 Rolf

Leia mais

para onde CAMINHAMOS?

para onde CAMINHAMOS? 11 a Semana de Sistemas de Informação Empreender em TI para onde CAMINHAMOS? Márcio Braga mrbraga@gmail.com marcio.braga@ivia.com.br presidencia@assespro-ce.org.br twitter.com/mrbraga ANALISTA? DESENVOLVEDOR?

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Ponta Grossa 2012 ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Trabalho elaborado pelo

Leia mais

I N T R O D U Ç Ã O W A P desbloqueio,

I N T R O D U Ç Ã O W A P desbloqueio, INTRODUÇÃO Para que o Guia Médico de seu Plano de Saúde esteja disponível em seu celular, antes de mais nada, sua OPERADORA DE SAÚDE terá de aderir ao projeto. Após a adesão, você será autorizado a instalar

Leia mais

Portfólio Celulares. Agosto/Setembro/ Outubro de 2015. Santa Catarina e Paraná

Portfólio Celulares. Agosto/Setembro/ Outubro de 2015. Santa Catarina e Paraná Portfólio Celulares Agosto/Setembro/ Outubro de 2015 Santa Catarina e Paraná em 24x de R$ 140,00 Bônus de desconto: em 24x de R$ 15,00 ATENÇÃO! Deverá ter pacote de dados de no mínimo de 300MB GSM GPRS/EDGE

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 6 EJB Enterprise Java

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Móveis: Presente, Passado e Futuro

Desenvolvimento de Aplicações Móveis: Presente, Passado e Futuro Desenvolvimento de Aplicações Móveis: Presente, Passado e Futuro Prof. Gilberto Amado de Azevedo Cysneiros Filho Tecnologia Vestível Tecnologia vestível (wearable technology) são acessórios diretamente

Leia mais

Engenharia de Software: Metodologias e Contextualização. Prof. José Eduardo A. de O. Teixeira vqv.com.br / j.edu@vqv.com.br

Engenharia de Software: Metodologias e Contextualização. Prof. José Eduardo A. de O. Teixeira vqv.com.br / j.edu@vqv.com.br Engenharia de Software: Metodologias e Contextualização Prof. José Eduardo A. de O. Teixeira vqv.com.br / j.edu@vqv.com.br Conceitos iniciais Informática: Ciência que tem como objetivo o tratamento da

Leia mais

22 DICAS para REDUZIR O TMA DO CALL CENTER. em Clínicas de Imagem

22 DICAS para REDUZIR O TMA DO CALL CENTER. em Clínicas de Imagem para REDUZIR O TMA DO CALL CENTER em Clínicas de Imagem Objetivo Um atendimento eficiente e personalizado é um dos principais fatores que o cliente leva em consideração ao iniciar um processo de fidelização

Leia mais

Sistemas Embarcados Android

Sistemas Embarcados Android Engenharia Elétrica UFPR 13 de novembro de 2014 Desenvolvido para sistemas móveis pelo Google: Android Open Source Project (AOSP) Grande sucesso, devido a combinação de: open source licensing aggressive

Leia mais

Programação Gráfica Parte 1 Versão em Java 2006 PUCPR Tutoria de Jogos 1º Ano

Programação Gráfica Parte 1 Versão em Java 2006 PUCPR Tutoria de Jogos 1º Ano Programação Gráfica Parte 1 Versão em Java 2006 PUCPR Tutoria de Jogos 1º Ano Paulo V. W. Radtke pvwradtke@gmail.com http://www.ppgia.pucpr.br/~radtke/jogos/ AVISO IMPORTANTE!! Esta versão é dedicada exclusivamente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Pizzaria Manão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Pizzaria Manão UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Pizzaria Manão Emilio Gonçalves 41281 Fabrício Luís Santos da Silva 50293 Filipe Ribeiro Nalon 50295

Leia mais

Introdução à redes de computadores

Introdução à redes de computadores 1/8 Introdução à redes de computadores Faz todo o sentido ligar os computadores em rede. Você não precisa ter uma impressora, um HD de grande capacidade, um gravador de DVDs e conexão via ADSL para cada

Leia mais

Utilização de Agentes Inteligentes no desenvolvimento de um Jogo RPG para dispositivos móveis

Utilização de Agentes Inteligentes no desenvolvimento de um Jogo RPG para dispositivos móveis Utilização de Agentes Inteligentes no desenvolvimento de um Jogo RPG para dispositivos móveis Heitor de Sousa Miranda, Fernando Luiz de Oliveira Curso de Sistemas de Informação - CEULP/ULBRA Teotônio Segurado

Leia mais

PROGRAMA E-MOBILE DA AMILPAR DISPONIBILIZA CONTEÚDOS PARA BENEFICIÁRIOS, CORRETORES E MÉDICOS EM DISPOSITIVOS MÓVEIS

PROGRAMA E-MOBILE DA AMILPAR DISPONIBILIZA CONTEÚDOS PARA BENEFICIÁRIOS, CORRETORES E MÉDICOS EM DISPOSITIVOS MÓVEIS PROGRAMA E-MOBILE DA AMILPAR DISPONIBILIZA CONTEÚDOS PARA BENEFICIÁRIOS, CORRETORES E MÉDICOS EM DISPOSITIVOS MÓVEIS Perfil A AmilPar originou-se da Casa de Saúde São José, uma pequena clínica na cidade

Leia mais

4 Trabalhos Relacionados

4 Trabalhos Relacionados 4 Trabalhos Relacionados Os trabalhos apresentados nesta seção são os que buscam de alguma forma resolver as questões levantadas nos capítulos 1 e 2 e possuem alguma semelhança entre si. Eles serão comparados

Leia mais

FORMULÁRIO DE IDENTIFICAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: Uso do Arduíno como ferramenta de apoio ao processo de ensinoaprendizagem

FORMULÁRIO DE IDENTIFICAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: Uso do Arduíno como ferramenta de apoio ao processo de ensinoaprendizagem FORMULÁRIO DE IDENTIFICAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: Uso do Arduíno como ferramenta de apoio ao processo de ensinoaprendizagem 1.2 Coordenador: Renira Carla Soares 1.3 Câmpus envolvido(s):

Leia mais

Java 2 Standard Edition. Configuraçã. ção o do ambiente. JEdit + Ant. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org)

Java 2 Standard Edition. Configuraçã. ção o do ambiente. JEdit + Ant. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org) Java 2 Standard Edition Configuraçã ção o do ambiente JEdit + Ant Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Java "IDE" configurável Este módulo mostra como montar um ótimo ambiente de desenolvimento

Leia mais

Entenda as vantagens dos chips de quatro núcleos

Entenda as vantagens dos chips de quatro núcleos Entenda as vantagens dos chips de quatro núcleos Novos processadores começam a aparecer em celulares e tablets Nos próximos meses começam a chegar ao Brasil os primeiros smartphones e tablets com processadores

Leia mais

Adotando OpenEdge Architect. Luciano Oliveira Sr. Instructor, Consultant Global Field Services

Adotando OpenEdge Architect. Luciano Oliveira Sr. Instructor, Consultant Global Field Services Adotando OpenEdge Architect Luciano Oliveira Sr. Instructor, Consultant Global Field Services Agenda Antes do OpenEdge Architect Por quê OpenEdge Architect? Adotando o OpenEdge Architect Integrar às Customizações

Leia mais

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego;

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Características Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Poderá ser utilizado por empresas autorizadas por convenção ou acordo coletivo a usar sistemas

Leia mais

ÍNDICE. 03 - Iniciando uma Conferência. 03 - Salas e Senhas de Acesso. 03 - Quantidade de Senhas. 04 - Configuração da Senha

ÍNDICE. 03 - Iniciando uma Conferência. 03 - Salas e Senhas de Acesso. 03 - Quantidade de Senhas. 04 - Configuração da Senha ÍNDICE... 03 - Iniciando uma Conferência 03 - Salas e Senhas de Acesso 03 - Quantidade de Senhas 04 - Configuração da Senha 05 - Realizando um Dial-Out 05 - Bloqueio da Conferência 05 - Gravando uma Audioconferência

Leia mais

Aula 2: RIA - Aplicações Ricas para Internet Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina

Aula 2: RIA - Aplicações Ricas para Internet Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Programação para Internet Rica 1 Aula 2: RIA - Aplicações Ricas para Internet Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Objetivo: Identificar as principais características de uma Aplicação Internet Rica.

Leia mais

GTI2-Tecnologia. Documento Visão. Versão <1.0>

GTI2-Tecnologia. <Analisador de logs> Documento Visão. Versão <1.0> GTI2-Tecnologia Documento Visão Versão Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 02/06/2014 1.0 Desenvolvimento do documento Visão Eduardo, Fernando, Inácio e Hudson.

Leia mais

Como melhorar a Qualidade de Software através s de testes e nua. Cláudio Antônio de Araújo 22/11/2008

Como melhorar a Qualidade de Software através s de testes e nua. Cláudio Antônio de Araújo 22/11/2008 Como melhorar a Qualidade de Software através s de testes e integração contínua. nua. Cláudio Antônio de Araújo 22/11/2008 Objetivos Fornecer uma visão geral da área de testes de software, com ênfase em

Leia mais

Informática. Informática. Valdir

Informática. Informática. Valdir Informática Informática Valdir Questão 21 A opção de alterar as configurações e aparência do Windows, inclusive a cor da área de trabalho e das janelas, instalação e configuração de hardware, software

Leia mais

Integração de uma aplicação WAP com o PHP

Integração de uma aplicação WAP com o PHP Integração de uma aplicação WAP com o PHP Jacques Schreiber 1, Janice Inês Deters 2 1 Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) - Departamento de Informática CEP: 96815-900 Santa Cruz do Sul RS- Brazil

Leia mais

Plataforma Sharp OSA VAÇÃO

Plataforma Sharp OSA VAÇÃO Plataforma Sharp OSA VAÇÃO A plataforma Sharp OSA abre sua MFP para se tornar um portal personalizado, localizado estrategicamente dentro do seu negócio. Associado a um amplo potencial de desenvolvimento

Leia mais

Scalable Vector Graphics. Kadu Neves Rafael Rocha

Scalable Vector Graphics. Kadu Neves Rafael Rocha Scalable Vector Graphics Kadu Neves Rafael Rocha Roteiro Introdução Vantagens do Uso do SVG Perfis SVG A especificaçào JSR-226 Exemplos Introdução Scalable Vector Graphics é um padrão aberto para descrever

Leia mais

Um mercado de oportunidades

Um mercado de oportunidades Um mercado de oportunidades Como grandes, pequenas e médias empresas se comunicam? Quem são os principais interlocutores e como procurá-los? Como desenvolver uma grande campanha e inovar a imagem de uma

Leia mais

Anderson Pereira, Emerson Demetrio, Fernando Mateus, Lucas Bergmann

Anderson Pereira, Emerson Demetrio, Fernando Mateus, Lucas Bergmann Anderson Pereira, Emerson Demetrio, Fernando Mateus, Lucas Bergmann Sistema Operacional E no inicio... Windows CE: - Sistema Operacional criado pela Microsoft para dispositivos sistemas embarcados (Tablet

Leia mais

Revele a próxima geração de desenvolvedores de sistemas em cursos de controle e mecatrônica. Conheça o myrio. ni.com

Revele a próxima geração de desenvolvedores de sistemas em cursos de controle e mecatrônica. Conheça o myrio. ni.com Revele a próxima geração de desenvolvedores de sistemas em cursos de controle e mecatrônica. Conheça o myrio 4 Como preparamos o engenheiro de 2030? Os sistemas estão por toda parte Tesla Motors Red Bull

Leia mais

LEAS ONLINE: PROTÓTIPO DE UM JOGO DE MMORPG

LEAS ONLINE: PROTÓTIPO DE UM JOGO DE MMORPG LEAS ONLINE: PROTÓTIPO DE UM JOGO DE MMORPG Wesllen de Oliveira Delfino, Larissa Pavarini da Luz wesllendelfino@hotmail.com,larissa.luz01@fatec.sp.gov.br Projeto de Iniciação Científica Larissa Pavarini

Leia mais

Ser a primeira opção para empresas que buscam soluções que combinem mobilidade, entretenimento e interatividade.

Ser a primeira opção para empresas que buscam soluções que combinem mobilidade, entretenimento e interatividade. MISSÃO Fornecer todas as ferramentas necessárias que possibilitem levar entretenimento e interatividade a todos os usuários de telefones móveis e fixo. OBJETIVO Ser a primeira opção para empresas que buscam

Leia mais

Deixe sua Imaginação Fluir: Desenvolvimento de Jogos para Android com o Framework Cocos 2D

Deixe sua Imaginação Fluir: Desenvolvimento de Jogos para Android com o Framework Cocos 2D Deixe sua Imaginação Fluir: Desenvolvimento de Jogos para Android com o Framework Cocos 2D Quem somos? Quem são vocês? O que veremos? O Mercado de Jogos para Dispositivos Móveis O Mercado de Jogos para

Leia mais

O TEMA ENGENHARIA NAS ESCOLAS MÓDULO DE ROBÓTICA. Palavras-chave: educação, engenharia, escolas públicas e robótica.

O TEMA ENGENHARIA NAS ESCOLAS MÓDULO DE ROBÓTICA. Palavras-chave: educação, engenharia, escolas públicas e robótica. O TEMA ENGENHARIA NAS ESCOLAS MÓDULO DE ROBÓTICA Borges, Arthur Moisés da Costa 1 ; Silva, Átila Gracco da 2 ; Lu, Yi Lun 3 ; Ribeiro, Cacilda de Jesus 4 ; Oliveira, Ademyr Gonçalves 5 ; Figueiredo, Kléber

Leia mais

29/03/2011. Fernando Arruda

29/03/2011. Fernando Arruda 29/03/2011 Fernando Arruda Agenda 1. Apresentação da Samsung - Samsung no Mundo - Samsung no Brasil - P&D Global Samsung 2. P&D Samsung no Brasil - Estratégia - Resultados - Metas para 2011~2014 Samsung

Leia mais

DIGIMAN. WTB Tecnologia 2009. www.wtb.com.br

DIGIMAN. WTB Tecnologia 2009. www.wtb.com.br DIGIMAN MANDADO JUDICIAL ELETRÔNICO Arquitetura WTB Tecnologia 2009 www.wtb.com.br Arquitetura de Software O sistema DIGIMAN é implementado em três camadas (apresentação, regras de negócio e armazém de

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS COM GRAILS + IREPORT

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS COM GRAILS + IREPORT DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS COM GRAILS + IREPORT Prof. Marcos Vinicius Fidelis Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Ponta Grossa Universidade Estadual de Ponta Grossa ROTEIRO O Legado Vitórias

Leia mais

Guia de Segurança em Redes Sociais

Guia de Segurança em Redes Sociais Guia de Segurança em Redes Sociais INTRODUÇÃO As redes sociais são parte do cotidiano de navegação dos usuários. A maioria dos internautas utiliza ao menos uma rede social e muitos deles participam ativamente

Leia mais

SOLO NETWORK. Guia de Segurança em Redes Sociais

SOLO NETWORK. Guia de Segurança em Redes Sociais (11) 4062-6971 (21) 4062-6971 (31) 4062-6971 (41) 4062-6971 (48) 4062-6971 (51) 4062-6971 (61) 4062-6971 (71) 4062-7479 Guia de Segurança em Redes Sociais (11) 4062-6971 (21) 4062-6971 (31) 4062-6971 (41)

Leia mais

Novas Mídias e Relações Sociais.

Novas Mídias e Relações Sociais. Novas Mídias e Relações Sociais. Eduardo Foster 1 1 Caiena Soluções em Gestão do Conhecimento, Av. 34-578, CEP 13504-110 Rio Claro, Brasil foster@caiena.net Resumo. A comunicação é uma disciplina que acompanha

Leia mais

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID Alessandro Teixeira de Andrade¹; Geazy Menezes² UFGD/FACET Caixa Postal 533,

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL - FATESG CURSO SUPERIOR EM TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL - FATESG CURSO SUPERIOR EM TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL - FATESG CURSO SUPERIOR EM TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Eduardo Lagares dos Santos Luiz Henrique do Vale Brasileiro Machado Maurílio Henrique

Leia mais

FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO DE SANTOS

FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO DE SANTOS Anexo I Modelo para inscrição e apresentação dos projetos EDITAL DE CONVOCAÇÃO PÚBLICA nº 01/2016 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Nome ou Razão Social 1.2 Ramo de atividade (se empresa) 1.3 Endereço completo 1.4

Leia mais

PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU. Desenvolvimento de Aplicações Em Dispositivos Móveis Com Android, Java, IOs (Iphone).

PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU. Desenvolvimento de Aplicações Em Dispositivos Móveis Com Android, Java, IOs (Iphone). 1 Desenvolvimento de Aplicações Em Dispositivos Móveis Com Android, Java, IOs (Iphone). Requisitos e Especificação de Software Tópicos sobre análise requisitos; Requisitos Funcionais e não funcionais;

Leia mais

navegação em miniatura

navegação em miniatura 50 :: Webdesign iphone: navegação em miniatura Se antes as ciganas pediam para ler a palma da sua mão, nos dias atuais é bem capaz desse exercício de previsão ser feito pela leitura de seu dispositivo

Leia mais

Utilizando Cenários Virtuais para a Simulação de Ambientes Domésticos Controlados por Celular

Utilizando Cenários Virtuais para a Simulação de Ambientes Domésticos Controlados por Celular Utilizando Cenários Virtuais para a Simulação de Ambientes Domésticos Controlados por Celular Silvano Maneck Malfatti, Igor Yepes, Gabriel Lacerda dos Santos Faculdade Católica do Tocantins (FACTO) Palmas

Leia mais

PLATAFORMA ANDROID. Ariel Soares Teles arielsoaresteles@gmail.com

PLATAFORMA ANDROID. Ariel Soares Teles arielsoaresteles@gmail.com Universidade Federal do Maranhão UFMA Programa de Pós-graduação em Engenharia de Eletricidade PPGEE Área de Concentração: Ciência da Computação Disciplina: Introdução a Computação Móvel Professor: Dr.

Leia mais