Mercado livre: clientes de eletricidade Galp ultrapassam os de gás natural

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Mercado livre: clientes de eletricidade Galp ultrapassam os de gás natural"

Transcrição

1 Destaque Mercado livre: clientes de eletricidade Galp ultrapassam os de gás natural Plano Energia 3 permitiu triplicar a média diária de contratações O número total de clientes de eletricidade da Galp Energia ultrapassou, no final do mês de março, o número dos de gás natural, registando um total de clientes ligados. Desde o lançamento da primeira oferta combinada (eletricidade + GN plano Galp On) no mercado nacional em 2012, que marcou a entrada da empresa no negócio da eletricidade, a Galp Energia tem desenvolvido um percurso de sucesso registando um crescimento sustentado ano após ano. Em 2014 consolidou esse percurso, alcançando o segundo lugar em número de clientes (fonte ERSE). Com o lançamento, no final do passado mês de dezembro, do plano Energia 3, a primeira triple offer a nível europeu que permite aliar os três produtos energéticos mais utilizados no dia-a-dia dos consumidores (eletricidade, gás natural e combustíveis), a Galp Energia triplicou a sua média diária de contratações, o que se revelou decisivo para este novo milestone: alcançar uma carteira de clientes em mercado livre onde já são preponderantes os clientes de eletricidade. A Unidade de Negócio Gas&Power tem em curso um ambicioso plano de iniciativas, que nos permitirá reforçar este histórico de crescimento no setor da eletricidade, que representa um mercado potencial de 6 milhões de clientes. 1

2 Institucional Providência cautelar contra combustíveis simples Apetro esclarece posição da indústria Como é do conhecimento público, foi publicada a 16 de janeiro e entrou em vigor a 17 de abril, a Lei n.º 6/2015, que estabelece os termos da inclusão de combustíveis simples nos postos de abastecimento de veículos rodoviários, impondo às empresas petrolíferas, a obrigação de comercializarem aquele tipo de combustíveis nos postos de abastecimento que operam sob as suas marcas. Embora sempre tenha existido total disponibilidade por parte da APETRO- Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas, enquanto representante da Indústria Petrolífera, de estudar com o Governo medidas no sentido de procurar soluções que vão ao encontro dos seus objetivos, sem pôr em causa a situação já muito difícil do setor de distribuição e comercialização de combustíveis, lamentamos que os nossos argumentos não tivessem sido tidos minimamente em conta, apesar de por várias formas e em diversas ocasiões termos manifestado a nossa posição. Mesmo sendo a presente Lei, a nosso ver, atentatória do princípio da livre iniciativa ao obrigar os Operadores a comercializar produtos que não constam da sua carteira de produtos, o que é contrário ao seu posicionamento neste mercado de oferta livre, e indo até contra às cada vez mais exigentes recomendações dos construtores automóveis, a Indústria demonstrou a sua capacidade de reação, assegurando o seu cumprimento, na generalidade, a custo de abdicar de um dos elementos que mais reforçam a competitividade, a diferenciação de produto. Contudo, por consideramos a presente Lei como uma intromissão injustificada e desnecessária no livre funcionamento de um mercado liberalizado, apresentando-se desequilibrada face aos pretensos benefícios que pretende oferecer aos consumidores e às obrigações impostas aos comercializadores, e por apresentar várias irregularidades jurídicas, quer ao nível da Constituição da República Portuguesa, quer do Tratado de Funcionamento da União Europeia, constituindo uma restrição ao direito de iniciativa económica privada e envolvendo uma limitação ao princípio da liberdade de estabelecimento, decidiu a Indústria recorrer à via judicial na defesa dos seus legítimos interesses, estando a ação a seguir os seus trâmites. 2

3 Tecnologias de Informação e Comunicação como fator crítico de sucesso no Retalho Foi o tema da última conferência temática Tecnologias de Informação e Comunicação como fator crítico de sucesso no Retalho foi o tema da da última conferência temática, que ocorreu no dia 21 de abril que teve como orador Duarte Porém, responsável da Direção Técnica Ibérica. Duarte Porém começou por enfatizar o que já foi feito neste setor, com destaque para o Programa Tiger: um programa de renovação tecnológica das infraestruturas de sistemas de informação de suporte ao negócio na rede ibérica da Galp Energia, cujas principais alterações pode consultar no quadro abaixo. Quanto à evolução do cenário tecnológico futuro, o orador destacou que a Galp Energia disponibilizou nalgumas áreas de serviço o serviço wi-fi grátis para os seus clientes; que está a apostar na melhoria do desempenho global da atual solução de comunicações; e na automatização da manutenção dos equipamentos dos postos de abastecimento. O que a Empresa ambiciona fazer é satisfazer as expectativas do cliente, sendo que existem alguns elementos que causam maior nível de ansiedade e outros mais suscetíveis de causar satisfação nos clientes: 3

4 Assim sendo, a prioridade para o futuro consiste em aumentar a eficiência operacional, otimizando o fourecourt, os pagamentos rápidos, oferecendo serviços adicionais e investindo em engenharia. Para satisfazer o cliente do futuro, Duarte Porém deu alguns exemplos de soluções como a opção de mobile payment; da tecnologia NFC, que permite a troca de informações entre dispositivos sem a necessidade de cabos ou fios (wireless), sendo necessária apenas uma aproximação física; devices Android; ypayment para otimizar o processo de pagamento por cartão; telemática, uma vez que no mundo de hoje há cerca de 10 biliões de dispositivos conectados à internet; promoções e sistemas de gestão de recursos energéticos na monitorização central do fornecimento de energia; ponto de venda (POS) baseada na cloud e mpos - Mobile Point of Sale onde se utiliza o ponto de venda móvel reduzindo as filas e os tempos de espera. Para satisfazer o cliente é assim necessário aumentar a facilidade, comodidade, mobilidade, personalização e segurança. Em conclusão, o objetivo desta conferência foi partilhar informação sobre as tecnologias de informação existentes e em desenvolvimento, bem como a sua aplicação e/ou utilização na nossa Empresa, em particular na rede de postos de abastecimento, as quais contribuem para a resolução de problemas atuais e futuros e assim constituem uma fonte de criação de valor para a Galp Energia. Pode consultar as fotos e a apresentação aqui. 4

5 R&D Comercial Compras do Continente online entregues num posto Galp Projeto piloto decorre nas áreas de Serviço de Oeiras e Aeroporto Está a decorrer em duas áreas de serviço Galp um projeto piloto que permite aos clientes receberem as suas compras do Continente feitas online num ponto de recolha preparado para este efeito. Para experimentar este serviço e receber as suas compras na área de serviço de Oeiras (Lisboa/Cascais) ou do Aeroporto (sul/norte), o cliente deverá aceder a fazer a sua encomenda online e selecionar o local e horário mais conveniente para as levantar, sem custos acrescidos. Equipa Galp Fórmula/Skoda Financial Services no Campeonato Nacional de Ralis No âmbito do contrato de lubrificantes com o Grupo M. & Costas, S.A. A Galp Energia patrocina os campeões nacionais Pedro Meireles /Mário Castro, no âmbito do contrato de lubrificantes com o Grupo M. & Costas, S.A.. A equipa Galp Fórmula/Skoda Financial Services estará presente no Campeonato Nacional de Ralis 2015, com o novíssimo Skoda Fabia R5 (no Rali de Portugal), entre os dias 21 e 24 de maio, ao mesmo tempo que a equipa oficial da Skoda Motorsport irá estrear o seu Skoda Fabia R5 no Campeonato Mundial de Ralis. O Grupo M. & Costas, S.A. representa as marcas Volkswagen, Skoda e Audi há mais de 50 anos, nos distritos de Braga e Viana do Castelo. Tem como principal atividade a comercialização de veículos ligeiros de passageiros e comerciais, acessórios e peças, bem como a prestação de serviços pós-venda. Através do acordo celebrado, a Galp Energia está a fornecer lubrificantes a todas as concessões deste grupo do norte do país. 5

6 Lubrificante GALP Fórmula G DX2 5W30 recebe certificação Renovação da aprovação General Motors dexos2 O GALP Fórmula G DX2 5W30 viu renovada a aprovação General Motors dexos2. Este é um lubrificante 100% sintético formulado com tecnologia do tipo mid-saps (teor reduzido em cinzas sulfatadas, fósforo e enxofre), de forma a poder ser utilizado nos motores com dispositivos de pós-tratamento dos gases de escape, ajudando assim na redução das emissões de gases nocivos para o meio ambiente. Este lubrificante promove a economia de combustível, protege o motor de forma eficaz contra o desgaste e a corrosão e possibilita intervalos de mudança de óleo alargados. Apresenta ainda excelentes propriedades anti-oxidação e elevada compatibilidade com os vedantes. O lubrificante GALP Fórmula G DX2 5W30 destina-se a motores diesel e gasolina de veículos ligeiros e foi especialmente desenvolvido para cumprir os exigentes requisitos da última norma da General Motors dexos2. Esta norma excede e substitui as normas GEOS e GM-LL-A/B-025 do grupo General Motors e a sua utilização é imperativa nos novos veículos deste grupo, lançados desde Esta recomendação é extensiva aos modelos novos da Saab e Vauxhall (UK). Os lubrificantes que exibem no seu rótulo o logo dexos azul (associada à especificação dexos2), como é o caso da Galp, são aqueles que foram certificados e licenciados pela General Motors como satisfazendo os mais exigentes requisitos de desempenho e as rigorosas normas de qualidade desta especificação. Entre outros locais, este produto está à venda nas lojas Tangerina. 6

7 Galp Voluntária Leve o seu saber para a Escola Galp Voluntária e Clube Galp Energia em iniciativa de combate ao insucesso escolar A Galp Voluntária, em parceria com a EPIS Empresários pela Inclusão Social, convida os colaboradores da Galp Energia a tornarem-se explicadores de Português e Matemática. A partir do próximo dia 7 de maio e até 18 de junho, às quintasfeiras, entre as 16h10 e as 17h35, alunos do 9º ano da Escola Secundária Mães d Água na Amadora contarão com a ajuda de voluntários que os orientarão, contribuindo para que possam ter uma melhor classificação nos exames nacionais de junho. Os jovens que estão incluídos nesta iniciativa, e que não puderam contar com explicações ou apoio ao estudo durante o ano curricular, enfrentam dificuldades de diferentes âmbitos, tendo sido identificados pela EPIS, por quem são acompanhados desde o início do ano. Caso tenha interesse em ajudar um destes jovens, acompanhando-o uma vez por semana até ao próximo dia 18 de junho, inscreva-se aqui. Os voluntários receberão informação sobre as matérias e metas curriculares do 9º ano de escolaridade. O Clube Galp Energia uniu-se a esta ação e garantirá o transporte dos voluntários entre as Torres de Lisboa e a Escola, facilitando assim as condições em que a iniciativa decorre. Não deixe de se inscrever e de fazer a diferença na vida destes jovens. 7

8 Informações Pedro Pires de Miranda Presidente da Petrogal entre 1982 e 1988 É com sentido pesar que informamos que faleceu, no passado dia 20 de abril, Pedro Pires de Miranda, Presidente da Petrogal entre 1982 e Licenciado em Engenharia Civil, pelo Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa, foi para Londres em 1955, como técnico numa empresa de construtores e projetistas. Em 1957 voltou a Portugal, para integrar a BP portuguesa. Voltou à Grã- Bretanha em 1967, ainda ao serviço da BP. Em 1971, de novo em Portugal, ingressa na Petrosul e, em 1972, na Sonap. Na sequência do 11 de Março de 1975 partiu para o Brasil, onde permaneceu durante mais de um ano, trabalhando na companhia petrolífera Ipiranga. Em 1976 é convidado pelo primeiro-ministro, Alfredo Nobre da Costa, primeiro para a administração da Petrogal, depois para assumir o cargo de ministro do Comércio e Turismo do III Governo Constitucional. Em 1979 assumiu a presidência da Comissão de Integração Europeia e, em 1982, o Conselho de Administração da Petrogal. Foi nomeado embaixador itinerante para os assuntos petrolíferos pelo VI Governo Constitucional, liderado por Francisco Sá Carneiro e foi ministro dos Negócios Estrangeiros do X Governo Constitucional, de Aníbal Cavaco Silva. No início da década de 1990 foi nomeado presidente da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento e vogal do Conselho de Administração Fundação Oriente. A 8 de Junho de 2009 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo. 8

Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros. Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014

Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros. Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014 Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014 O desafio Horizonte 2020 Compromissos Nacionais Metas UE-27 20%

Leia mais

5.500 postos de serviço

5.500 postos de serviço 5.500 postos de serviço Em 2009, a Ipiranga manteve sua trajetória de expansão acelerada da escala, com a aquisição das operações da rede de distribuição de combustíveis da Texaco no Brasil e investimentos

Leia mais

Missão UP Unidos pelo Planeta

Missão UP Unidos pelo Planeta Missão UP Unidos pelo Planeta 1 Missão UP Unidos pelo Planeta A Galp Energia pretende contribuir para uma mudança dos comportamentos relacionados com a eficiência no consumo de energia, através de um projeto

Leia mais

Corinthia Hotel Lisbon - Hotel Energeticamente Eficiente

Corinthia Hotel Lisbon - Hotel Energeticamente Eficiente Corinthia Hotel Lisbon - Hotel Energeticamente Eficiente 1 Corinthia Hotel Lisbon - Hotel Energeticamente Eficiente O Corinthia Hotel Lisbon está implementado num edifício com mais de 30 anos em que a

Leia mais

Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates

Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates 11.02.2009 1. A execução da Iniciativa para o Investimento e o Emprego A resposta do Governo à crise económica segue uma linha de

Leia mais

Índice Apresentação Vantagens Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Profissional Funcionalidades Cartão Galp Frota Galp Frota Online

Índice Apresentação Vantagens Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Profissional Funcionalidades Cartão Galp Frota Galp Frota Online Índice Índice Apresentação Vantagens Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Profissional Funcionalidades Cartão Galp Frota Galp Frota Online Informação de Gestão Elementos de Personalização

Leia mais

Projecto Eco-condução Portugal

Projecto Eco-condução Portugal Projecto Eco-condução Portugal Apresentação e Principais Actividades Hélder Pedro, ACAP 20 de Maio 2009 Introdução O conceito de Eco-condução tem nos últimos anos sido alvo de muito interesse em toda a

Leia mais

Case study. Aumentar o conhecimento, informar a decisão ÍNDICE E.VALUE ENERGIA E CO2 EM PORTUGAL EMPRESA

Case study. Aumentar o conhecimento, informar a decisão ÍNDICE E.VALUE ENERGIA E CO2 EM PORTUGAL EMPRESA Case study 2010 Aumentar o conhecimento, informar a decisão ÍNDICE E.VALUE ENERGIA E CO2 EM PORTUGAL EMPRESA A E.Value S.A. é uma empresa de consultoria e desenvolvimento, com competências nos domínios

Leia mais

DADOS BÁSICOS CEPSA PORTUGUESA

DADOS BÁSICOS CEPSA PORTUGUESA DADOS BÁSICOS CEPSA PORTUGUESA CEPSA no mundo A Compañía Española de Petróleos, S.A.U. (CEPSA) é um grupo energético integrado, presente em todas as fases da cadeia de valor do petróleo, empregando cerca

Leia mais

EDP. PREPARAR A ECONOMIA DO CARBONO Eficiência energética em alerta vermelho EMPRESA

EDP. PREPARAR A ECONOMIA DO CARBONO Eficiência energética em alerta vermelho EMPRESA EDP PREPARAR A ECONOMIA DO CARBONO Eficiência energética em alerta vermelho EMPRESA O Grupo EDP Energias de Portugal centra as suas actividades na produção, distribuição e comercialização de energia eléctrica,

Leia mais

Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização I 16 Junho - 31 Agosto 2014

Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização I 16 Junho - 31 Agosto 2014 Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização I 16 Junho - 31 Agosto 2014 Indice Enquadramento Principais trabalhos no período Análise de resultados Indicadores de

Leia mais

AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS

AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS MAIS PRODUTIVIDADE E COMPETITIVIDADE AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS Oquesepretende? A iniciativa PME Digital visa contribuir para estimular a atividade económica

Leia mais

Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização II 1 setembro 2014 31 outubro

Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização II 1 setembro 2014 31 outubro Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização II 1 setembro 2014 31 outubro Indice Enquadramento Principais trabalhos no período Análise de resultados Indicadores de

Leia mais

INOVAR com SUSTENTABILIDADE ENERGIA IBERO-AMERICANA 2050

INOVAR com SUSTENTABILIDADE ENERGIA IBERO-AMERICANA 2050 INOVAR com SUSTENTABILIDADE ENERGIA IBERO-AMERICANA 2050 Lisboa, 26 de Novembro 2009 1. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA 2. MOBILIDADE SUSTENTÁVEL 3. EXPLORAÇÃO & PRODUÇÃO 4. DOUTORAMENTO EM MEIO EMPRESARIAL 5. OPEN

Leia mais

Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização III 1 novembro 31 dezembro 2014

Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização III 1 novembro 31 dezembro 2014 Programa de Demostração de Mobilidade Elétrica no MAOTE Relatório de Monitorização III 1 novembro 31 dezembro 2014 Índice Enquadramento Principais trabalhos no período Análise de resultados Indicadores

Leia mais

EUREM.NET (treinamento e network de gestores de energia) é um projeto do Programa Europeu Energia Inteligente.

EUREM.NET (treinamento e network de gestores de energia) é um projeto do Programa Europeu Energia Inteligente. Informações gerais OBJETIVO Gasto com energia é uma das principais preocupações para as empresas. Em uma economia global e competitiva a empresa que conseguir produzir com qualidade e a um menor preço

Leia mais

Inovação TECNOLÓGICA DAS MOTORIZAÇÕES

Inovação TECNOLÓGICA DAS MOTORIZAÇÕES Inovação EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA DAS MOTORIZAÇÕES DOSSIER 13 JORGE LIZARDO NEVES O futuro é sem dúvida eléctrico Vem aí a Era de motores menos poluentes e mais eficientes. Quem o diz é o Jorge Lizardo Neves,

Leia mais

5.662. postos de serviços. A Ipiranga manteve em 2010 sua trajetória de crescimento sólido de resultados.

5.662. postos de serviços. A Ipiranga manteve em 2010 sua trajetória de crescimento sólido de resultados. ipiranga 35 A Ipiranga manteve em 2010 sua trajetória de crescimento sólido de resultados. 5.662 postos de serviços Este crescimento é fruto dos benefícios da expansão do mercado de combustíveis, dos investimentos

Leia mais

Política de Produto e Serviço Caixa Geral de Depósitos. Política de Produto e Serviço

Política de Produto e Serviço Caixa Geral de Depósitos. Política de Produto e Serviço Política de Produto e Serviço Publicado em julho 2012 1 Fundada em 1876, a Caixa Geral de Depósitos (CGD) é o maior grupo financeiro nacional, atuando em diferentes áreas, designadamente na banca comercial,

Leia mais

Rede IPTV DX - Clubes Desportivos

Rede IPTV DX - Clubes Desportivos White Paper 24 de Setembro de 2014 Rede IPTV DX - Clubes Desportivos Alcançando e realizando o potencial do torcedor móvel IPTV Móvel para Clubes Desportivos - DX - 1 O negócio de mídia e venda para torcedores

Leia mais

Case study. LX Sustentável BLOGUE SOBRE SUSTENTABILIDADE URBANA EMPRESA

Case study. LX Sustentável BLOGUE SOBRE SUSTENTABILIDADE URBANA EMPRESA Case study 2010 LX Sustentável BLOGUE SOBRE SUSTENTABILIDADE URBANA EMPRESA A Siemens está em Portugal há 105 anos, sendo líder nos seus sectores de Indústria, Energia e Saúde. Com cerca de 2 mil colaboradores,

Leia mais

8, 9 e 10 NOVEMBRO 2011 LISBOA. Novos Mercados Encontro de Sectores INSCREVA-SE JÁ. Especial: MERCADOS INTERNACIONAIS. www.expoenergia2011.about.

8, 9 e 10 NOVEMBRO 2011 LISBOA. Novos Mercados Encontro de Sectores INSCREVA-SE JÁ. Especial: MERCADOS INTERNACIONAIS. www.expoenergia2011.about. 8, 9 e 10 NOVEMBRO 2011 LISBOA Centro de Congressos Univ. Católica Novos Mercados Encontro de Sectores Especial: MERCADOS INTERNACIONAIS ORGANIZAÇÃO PARCEIRO PATROCÍNIO INSCREVA-SE JÁ www.expoenergia2011.about.pt

Leia mais

Conclusões Fórum Portugal Sou Eu

Conclusões Fórum Portugal Sou Eu Conclusões Fórum Portugal Sou Eu Ministro da Economia lança desafio aos empresários para que façam do Portugal Sou Eu um catalisador da economia Lanço um apelo aos empresários e produtores aqui presentes,

Leia mais

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Centro Cultural de Belém, Lisboa, 11 de Outubro de 2006 Intervenção do Secretário

Leia mais

Competitividade e Inovação

Competitividade e Inovação Competitividade e Inovação Evento SIAP 8 de Outubro de 2010 Um mundo em profunda mudança Vivemos um momento de transformação global que não podemos ignorar. Nos últimos anos crise nos mercados financeiros,

Leia mais

MAIOR EMPREGADORA E ARRECADADORA PRIVADA

MAIOR EMPREGADORA E ARRECADADORA PRIVADA INTRODUÇÃO A Viação Nossa Senhora do Amparo é uma empresa de ônibus com sede em Maricá, na Costa do Sol (Região dos Lagos), fundada em 10 de maio de 1950. Atua oferecendo serviço de transporte rodoviário

Leia mais

Iniciativa PE2020. A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos. António Manzoni/Vilar Filipe

Iniciativa PE2020. A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos. António Manzoni/Vilar Filipe Iniciativa PE2020 A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos António Manzoni/Vilar Filipe Novembro 2013 Projeto Engenharia 2020 Preocupações macroeconómicas Papel da engenharia na

Leia mais

12. ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ÁGUA&AMBIENTE. PORTUGAL EFICIENTE NA GESTÃO DE RECURSOS Novos actores, novas políticas

12. ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ÁGUA&AMBIENTE. PORTUGAL EFICIENTE NA GESTÃO DE RECURSOS Novos actores, novas políticas 12. ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ÁGUA&AMBIENTE PORTUGAL EFICIENTE NA GESTÃO DE RECURSOS Novos actores, novas políticas 23 de Maio de 2012 Centro de Congressos da Univ. Católica de Lisboa ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Congresso da Associação Ibérica de Gás Natural para a Mobilidade. Barcelona, 20 de outubro de 2015 Carlos Almeida Diretor-Geral da DGEG

Congresso da Associação Ibérica de Gás Natural para a Mobilidade. Barcelona, 20 de outubro de 2015 Carlos Almeida Diretor-Geral da DGEG Congresso da Associação Ibérica de Gás Natural para a Mobilidade A DIRETIVA EUROPEIA SOBRE INFRAESTRUTURAS DE COMBUSTÍVEIS ALTERNATIVOS Barcelona, 20 de outubro de 2015 Carlos Almeida Diretor-Geral da

Leia mais

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial.

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. POWERING BUSINESS QUEM SOMOS A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. Desde 1987 que desenvolvemos um trabalho

Leia mais

Pequenas e médias empresas:

Pequenas e médias empresas: Pequenas e médias empresas: Promovendo ligações empresariais efectivas entre as grandes e as pequenas e médias empresas para o desenvolvimento de Moçambique Comunicação de Sua Excelência Armando Emílio

Leia mais

DECLARAÇÃO EMPRESARIAL DE LUANDA

DECLARAÇÃO EMPRESARIAL DE LUANDA DECLARAÇÃO EMPRESARIAL DE LUANDA Por iniciativa da Confederação Empresarial da CPLP e das associações empresariais dos PALOP, realizou-se em Luanda, República de Angola, a 17 de Julho de 2014, o Fórum

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O CASO VOLKSWAGEN

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O CASO VOLKSWAGEN PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O CASO VOLKSWAGEN O Grupo de Trabalho 1 está a desenvolver todas as diligências e a acompanhar as ações necessárias à resolução do problema dos veículos automóveis fabricados

Leia mais

ROCK IN RIO LISBOA 2014. Princípios de desenvolvimento sustentável Declaração de propósitos e valores Política de Sustentabilidade do evento

ROCK IN RIO LISBOA 2014. Princípios de desenvolvimento sustentável Declaração de propósitos e valores Política de Sustentabilidade do evento ROCK IN RIO LISBOA 2014 Princípios de desenvolvimento sustentável Declaração de propósitos e valores Política de Sustentabilidade do evento PRINCÍPIOS O Sistema de Gestão da Sustentabilidade é baseado

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

Competitividade, economia e sociedade Valorização das Pessoas e qualificação profissional

Competitividade, economia e sociedade Valorização das Pessoas e qualificação profissional Competitividade, economia e sociedade Valorização das Pessoas e qualificação profissional Ângelo Sarmento, Membro do Conselho de Administração da EDP Distribuição Lisboa, Junho de 2015 EDP Distribuição:

Leia mais

O panorama da energia e as suas implicações na estratégia das empresas. Manuel Ferreira De Oliveira Presidente Executivo AESE 17 de Maio de 2012

O panorama da energia e as suas implicações na estratégia das empresas. Manuel Ferreira De Oliveira Presidente Executivo AESE 17 de Maio de 2012 O panorama da energia e as suas implicações na estratégia das empresas Manuel Ferreira De Oliveira Presidente Executivo AESE 17 de Maio de 2012 Macro-tendências 1 Compromisso Global com temáticas relacionadas

Leia mais

Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental

Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental 1 Melhoria do desempenho ambiental implementação do Sistema de Gestão Ambiental A Caixa Geral de Depósitos (CGD) tem implementado

Leia mais

BR_EU_PORT_11:Layout 1 04/04/2011 10:46 Page 1 PRODUTOS 2011

BR_EU_PORT_11:Layout 1 04/04/2011 10:46 Page 1 PRODUTOS 2011 PRODUTOS 2011 Porquê Online? Autodata Online é o produto mais avançado disponível para oficinas. A versão Online garante aos técnicos o acesso a informação sempre actualizada e precisa, através do sistema

Leia mais

Redução da Dependência Energética de Portugal Principal Desafio:

Redução da Dependência Energética de Portugal Principal Desafio: Redução da Dependência Energética de Portugal Principal Desafio: Mudança de paradigma energético em Portugal, com um implícito Desenvolvimento Sustentável suportado no seu crescimento económico, justiça

Leia mais

I REUNIÃO DE MINISTROS DA ENERGIA DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA. Cascais, 23 de junho de 2015. Declaração de Cascais

I REUNIÃO DE MINISTROS DA ENERGIA DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA. Cascais, 23 de junho de 2015. Declaração de Cascais I REUNIÃO DE MINISTROS DA ENERGIA DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA Cascais, 23 de junho de 2015 Declaração de Cascais Os Ministros responsáveis pela Energia da Comunidade dos Países de Língua

Leia mais

PO AÇORES 2020 FEDER FSE

PO AÇORES 2020 FEDER FSE Apresentação pública PO AÇORES 2020 FEDER FSE Anfiteatro C -Universidade dos Açores -Ponta Delgada 04 de marçode 2015 PO AÇORES 2020 UM CAMINHO LONGO, DIVERSAS ETAPAS A definição das grandes linhas de

Leia mais

Serviços Scania. Serviços Scania. Tudo o que o você precisa para cuidar bem do seu Scania, em um só lugar.

Serviços Scania. Serviços Scania. Tudo o que o você precisa para cuidar bem do seu Scania, em um só lugar. Serviços Scania Serviços Scania. Tudo o que o você precisa para cuidar bem do seu Scania, em um só lugar. SERVIÇOS SCANIA Serviços Scania. Máxima disponibilidade do seu veículo para o melhor desempenho

Leia mais

Operador global centrado na sustentabilidade

Operador global centrado na sustentabilidade Operador global centrado na sustentabilidade Francisco Nunes, Administrador PT Portugal Lisboa, 8 maio 2012 CONFIDENCIAL A utilização deste documento, para quaisquer fins, sem autorização expressa da Portugal

Leia mais

Consulta - Serviços de consultoria para elaboração de Diagnósticos e Guião para qualificação de fornecedores no âmbito do PORTUGAL SOU EU

Consulta - Serviços de consultoria para elaboração de Diagnósticos e Guião para qualificação de fornecedores no âmbito do PORTUGAL SOU EU Consulta - Serviços de consultoria para elaboração de Diagnósticos e Guião para qualificação de fornecedores no âmbito do PORTUGAL SOU EU Abril 2014 Conteúdo 1. Introdução... 2 2. Enquadramento... 2 3.

Leia mais

DESTINAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL AMBIENTALMENTE ADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS INDUSTRIAIS

DESTINAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL AMBIENTALMENTE ADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS INDUSTRIAIS DESTINAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL AMBIENTALMENTE ADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS INDUSTRIAIS Alternativas tecnológicas disponíveis. Variações de custo e de segurança das operações. Copyright Ecovalor Consultoria

Leia mais

Notícia: Fisipe produz fibra de carbono

Notícia: Fisipe produz fibra de carbono Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Departamento de Economia, Sociologia e Gestão Licenciatura em Gestão 3ºano/2ºsemestre Unidade curricular: Inovação e Gestão da Mudança Docentes: Carla Marques

Leia mais

Apresentação. www.slog.pt

Apresentação. www.slog.pt Apresentação Quem Somos A S-LOG, Serviços e Logística, S.A., é uma empresa do Grupo Entreposto vocacionada para a prestação de serviços de logística nas suas várias componentes. A nossa actividade desenvolveu-se

Leia mais

2ª Reunião do National Supporting Group (NSG) - Projecto Ele.C.Tra. Lisboa, 13 de Junho de 2015

2ª Reunião do National Supporting Group (NSG) - Projecto Ele.C.Tra. Lisboa, 13 de Junho de 2015 2ª Reunião do National Supporting Group (NSG) - Projecto Ele.C.Tra Lisboa, 13 de Junho de 2015 EMEL EMEL Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa, E.M. S.A., tem como objecto a gestão

Leia mais

Smart Cities Portugal

Smart Cities Portugal Smart Cities Portugal A rede Smart Cities Portugal tem por objetivo promover o trabalho em rede numa lógica inter-cluster, para o desenvolvimento e produção de soluções urbanas inovadoras para smart cities,

Leia mais

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PROJETO DE LEI N o 1.013, DE 2011 Dispõe sobre a fabricação e venda, em território nacional, de veículos utilitários movidos a óleo diesel, e dá

Leia mais

Prognos SMART OPTIMIZATION

Prognos SMART OPTIMIZATION Prognos SMART OPTIMIZATION A resposta aos seus desafios Menos estimativas e mais controlo na distribuição A ISA desenvolveu um novo software que permite o acesso a dados remotos. Através de informação

Leia mais

Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal. www.quidgest.com quidgest@quidgest.com

Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal. www.quidgest.com quidgest@quidgest.com Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal www.quidgest.com quidgest@quidgest.com 1. Introdução Novo contexto económico e tecnológico Metodologia 2. Agilidade Organizacional das

Leia mais

GRUPO ROLEAR. Porque há coisas que não podem parar!

GRUPO ROLEAR. Porque há coisas que não podem parar! GRUPO ROLEAR Porque há coisas que não podem parar! INOVAÇÃO COMO CHAVE DO SUCESSO Desde 1979, com sede no Algarve, a Rolear resulta da oportunidade identificada pelo espírito empreendedor do nosso fundador

Leia mais

Modelos de e-commerce

Modelos de e-commerce Comércio Eletrônico Faculdade de Tecnologia SENAC Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Unidade Curricular: Comércio Eletrônico Edécio Fernando Iepsen (edecio@terra.com.br)

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.405, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2010. Institui o Programa Pró-Catador, denomina Comitê Interministerial para Inclusão Social

Leia mais

O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL PARA ESTES INCENTIVOS?

O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL PARA ESTES INCENTIVOS? O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL PARA ESTES INCENTIVOS? O ISQ e a ASK querem ajudar empreendedores e empresários à procura de financiamento a obterem o apoio de que necessitam para lançar ou desenvolver os seus

Leia mais

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL MOBILIDADE SUSTENTÁVEL Quem somos TIS A TIS tem como missão a geração de valor na área da mobilidade e transportes para os seus clientes e acionistas, baseado em soluções sustentáveis do ponto de vista

Leia mais

DESAFIO PORTUGAL 2020

DESAFIO PORTUGAL 2020 DESAFIO PORTUGAL 2020 Estratégia Europa 2020: oportunidades para os sectores da economia portuguesa Olinda Sequeira 1. Estratégia Europa 2020 2. Portugal 2020 3. Oportunidades e desafios para a economia

Leia mais

A Agência de Tecnologia da República Checa e os seus programas

A Agência de Tecnologia da República Checa e os seus programas A Agência de Tecnologia da República Checa e os seus programas A CRIAÇÃO E O LANÇAMENTO DAS ACTIVIDADES DA TA CR A fundação da Agência de Tecnologia da República Checa (adiante designada TA CR ) foi um

Leia mais

Os Empresários, as Empresas e a Inclusão Social. João Oliveira Rendeiro Presidente da Associação EIS Empresários pela Inclusão Social

Os Empresários, as Empresas e a Inclusão Social. João Oliveira Rendeiro Presidente da Associação EIS Empresários pela Inclusão Social Os Empresários, as Empresas e a Inclusão Social João Oliveira Rendeiro Presidente da Associação EIS Empresários pela Inclusão Social Conferência "Compromisso Cívico para a Inclusão" Santarém, 14 de Abril

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Página 1 de 5 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.405, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2010. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84,

Leia mais

Células de combustível

Células de combustível Células de combustível A procura de energia no Mundo está a aumentar a um ritmo alarmante. A organização WETO (World Energy Technology and Climate Policy Outlook) prevê um crescimento anual de 1,8 % do

Leia mais

a linha de lubrificantes que torna a condução ainda mais agradável i-sint

a linha de lubrificantes que torna a condução ainda mais agradável i-sint a linha de lubrificantes que torna a condução ainda mais agradável i-sint i-sint eni i-sint, a linha de lubrificantes automóvel de eni Cada motor necessita de um lubrificante adequado que proteja e melhore

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL 2012-2013. IPAM Aveiro

RELATÓRIO ANUAL 2012-2013. IPAM Aveiro RELATÓRIO ANUAL 2012-2013 IPAM Aveiro Índice Nota Introdutória... 3 1. Do grau de cumprimento do plano estratégico e do plano anual... 4 2. Da realização dos objetivos estabelecidos;... 4 3. Da eficiência

Leia mais

Gás Natural Veicular alternativa para uma mobilidade mais inteligente. 9º Encontro Transportes em Revista Lisboa, 25 Junho 2015

Gás Natural Veicular alternativa para uma mobilidade mais inteligente. 9º Encontro Transportes em Revista Lisboa, 25 Junho 2015 Gás Natural Veicular alternativa para uma mobilidade mais inteligente 9º Encontro Transportes em Revista Lisboa, 25 Junho 2015 Índice 1. Grupo Dourogás 2. O Gás Natural 3. UE: mobilidade sustentável 4.

Leia mais

POLÍTICA DE PME's Debate promovido pela AIP. 11 Setembro 2007

POLÍTICA DE PME's Debate promovido pela AIP. 11 Setembro 2007 POLÍTICA DE PME's Debate promovido pela AIP 11 Setembro 2007 Durante o 1º trimestre de 2007, o PIB cresceu 2,0% Crescimento do PIB 2,5% 2,0% 1,5% 1,5% 1,7% 2,0% 1,0% 1,1% 1,0% 0,9% 0,5% 0,5% 0,5% 0,0%

Leia mais

Mecanismo de Avaliação e Satisfação de Clientes

Mecanismo de Avaliação e Satisfação de Clientes Mecanismo de Avaliação e Satisfação de Clientes 1 Enquadramento As organizações, independentemente do setor de atividade ou dimensão, todos os dias enfrentam clientes e consumidores mais exigentes, seja

Leia mais

A ISO 50001. Fórum SPQ Expo 27 de Setembro de 2013

A ISO 50001. Fórum SPQ Expo 27 de Setembro de 2013 Fórum SPQ Expo 27 de Setembro de 2013 Agenda Introdução aos Sistemas de Gestão de Energia Princípios da ISO 50001 Relação entre a ISO 50001 e outras normas como a ISO 14001 ou a ISO 9001 2 O problema económico

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Ciberespaço: Liderança, Segurança e Defesa na Sociedade em Rede

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Ciberespaço: Liderança, Segurança e Defesa na Sociedade em Rede INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL 7º EIN Simpósio Internacional Ciberespaço: Liderança, Segurança e Defesa na Sociedade em Rede Lisboa, Academia Militar,

Leia mais

Programas de Fidelização O Exemplo da GALP. Grupo 2 Luís Maranhão Baltazar Arezes Jorge Landau Madalena Faria Sofia Castro

Programas de Fidelização O Exemplo da GALP. Grupo 2 Luís Maranhão Baltazar Arezes Jorge Landau Madalena Faria Sofia Castro Programas de Fidelização O Exemplo da GALP Grupo 2 Luís Maranhão Baltazar Arezes Jorge Landau Madalena Faria Sofia Castro MBA Executivo em Marketing Marketing Relacional Índice 1. Marketing Relacional

Leia mais

PROGRAMA SETPESP DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

PROGRAMA SETPESP DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL PROGRAMA SETPESP DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL ÍNDICE 1- O Que éo SETPESP -Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros no Estado de São Paulo 2- Programa SETPESP de Responsabilidade Socioambiental

Leia mais

Amboretto Skids. Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel e água

Amboretto Skids. Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel e água Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, celulose e água 1 Disponível para Locação, Leasing e Cartão Amboretto Skids Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel

Leia mais

Seminário Ensino Vocacional e Profissional Centro de Formação Ordem de Santiago

Seminário Ensino Vocacional e Profissional Centro de Formação Ordem de Santiago Seminário Ensino Vocacional e Profissional Centro de Formação Ordem de Santiago Isabel Hormigo (Ministério da Educação e Ciência, Lisboa) Setúbal, 7 de fevereiro de 2014 Ciclos de estudos e duração Idade

Leia mais

COMISSÃO DE MINAS E ENERGIA. PROJETO DE LEI N o 3.986, DE 2008 I - RELATÓRIO

COMISSÃO DE MINAS E ENERGIA. PROJETO DE LEI N o 3.986, DE 2008 I - RELATÓRIO COMISSÃO DE MINAS E ENERGIA PROJETO DE LEI N o 3.986, DE 2008 Altera dispositivos da Lei nº 9.427, de 26 de dezembro de 1996, e da Lei nº 10.848, de 15 de março de 2004, para promover a geração e o consumo

Leia mais

Mercados informação de negócios

Mercados informação de negócios Mercados informação de negócios Angola Oportunidades e Dificuldades do Mercado Novembro 2008 Índice 1. Oportunidades 03 1.1 Pontos Fortes 03 1.2 Áreas de Oportunidade 03 2. Dificuldades 04 2.1 Pontos Fracos

Leia mais

BOOTCAMP DE CONSULTORES DIGITAIS ÉVORA 28 SETEMBRO 29 OUTUBRO 2015

BOOTCAMP DE CONSULTORES DIGITAIS ÉVORA 28 SETEMBRO 29 OUTUBRO 2015 BOOTCAMP DE CONSULTORES DIGITAIS ÉVORA 28 SETEMBRO 29 OUTUBRO 2015 ÍNDICE 1 2 3 PORQUÊ O PROGRAMA DE ECONOMIA DIGITAL? O QUE VAI APRENDER E GANHAR NO BOOTCAMP? QUAIS AS VANTAGENS DE PARTICIPAR NESTA INICIATIVA?

Leia mais

PROJECTO DE RESOLUÇÃO Nº 318XII/1ª

PROJECTO DE RESOLUÇÃO Nº 318XII/1ª PROJECTO DE RESOLUÇÃO Nº 318XII/1ª RECOMENDA AO GOVERNO A ADOÇÃO DE MEDIDAS PARA BAIXAR A FATURA DA ELETRICIDADE E DO GÁS E AUMENTAR A COMPETITIVIDADE DA ECONOMIA As políticas energéticas assumem, no contexto

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Identidade, Competitividade, Responsabilidade ACORDO DE PARCERIA Consagra a política de desenvolvimento económico, social, ambiental e territorial Define

Leia mais

FRANCHISING APOSTE NUM NEGÓCIO DE SUCESSO. www.phonehouse.pt franchising@phonehouse.pt

FRANCHISING APOSTE NUM NEGÓCIO DE SUCESSO. www.phonehouse.pt franchising@phonehouse.pt FRANCHISING APOSTE NUM NEGÓCIO DE SUCESSO www.phonehouse.pt franchising@phonehouse.pt FRANCHISING OPORTUNIDADE 2 UMA HISTÓRIA DE ÊXITO Foi no ano de 1989 que Charles Dunstone, um jovem inglês com 25 anos,

Leia mais

ENERGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA CPLP

ENERGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA CPLP I CONFERÊNCIA ENERGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA CPLP CADERNO DE CONFERENCISTA ÍNDICE 2 4 6 7 8 9 10 11 12 ENQUADRAMENTO A ENERGIA NA CPLP OBJETIVOS A ENERGIA NA CPLP ESTRUTURA DO EVENTO LOCAL ALTO PATROCÍNIO

Leia mais

DEZEMBRO 2013. Crédito Protocolado SOLUÇÕES PARA O CRESCIMENTO DA SUA EMPRESA

DEZEMBRO 2013. Crédito Protocolado SOLUÇÕES PARA O CRESCIMENTO DA SUA EMPRESA DEZEMBRO 2013 Na atual conjuntura económica, o Millennium bcp continua a implementar a sua estratégia de apoio às Empresas portuguesas, motores essenciais para o crescimento económico e criação de emprego.

Leia mais

ANA AEROPORTOS DE PORTUGAL, SA

ANA AEROPORTOS DE PORTUGAL, SA ANA AEROPORTOS DE PORTUGAL, SA 8º CICLO DE SEMINÁRIOS TRANSPORTES & NEGÓCIOS O PAPEL DO SISTEMA AEROPORTUÁRIO NAS SOLUÇÕES LOGÍSTICAS Outubro 2006 Preâmbulo Atendendo ao modelo económico de desenvolvimento

Leia mais

REQUERIMENTO. (Do Sr. Edson Silva) Senhor Presidente:

REQUERIMENTO. (Do Sr. Edson Silva) Senhor Presidente: REQUERIMENTO (Do Sr. Edson Silva) Requer o envio de Indicação ao Poder Executivo, sugerindo ao Ministério da Educação que a disciplina língua inglesa seja incluída nos currículos dos cursos de graduação

Leia mais

CUIDADOS BÁSICOS NA ESCOLHA E USO DE ELEVADORES DE OBRAS. Engº. Gilberto Mian

CUIDADOS BÁSICOS NA ESCOLHA E USO DE ELEVADORES DE OBRAS. Engº. Gilberto Mian CUIDADOS BÁSICOS NA ESCOLHA E USO DE ELEVADORES DE OBRAS Engº. Gilberto Mian SOBRE A METAX A Metax é especializada em Engenharia de Acesso, fornecendo soluções para acesso e elevação de carga, atuando

Leia mais

Mónica Montenegro António Jorge Costa

Mónica Montenegro António Jorge Costa Mónica Montenegro António Jorge Costa INTRODUÇÃO... 4 REFERÊNCIAS... 5 1. ENQUADRAMENTO... 8 1.1 O sector do comércio em Portugal... 8 2. QUALIDADE, COMPETITIVIDADE E MELHORES PRÁTICAS NO COMÉRCIO... 15

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA Quem Somos Somos um grupo de empresas de prestação de serviços profissionais nas áreas das Tecnologias de Informação, Comunicação e Gestão. Estamos presente em Portugal,

Leia mais

BRIEFING BRASIL. Parceiro:

BRIEFING BRASIL. Parceiro: BRIEFING BRASIL Parceiro: 1 ÍNDICE 1 Índice... 1 2 Introdução... 2 3 Apresentação... 3 3.1 Tema 1 Consumo consciente... 3 3.2 Tema 2 - Qualidade e Satisfação no Atendimento ao Cliente... 4 4 Desenvolvimento

Leia mais

RELIABLE INNOVATION PERSONAL SOLUTIONS

RELIABLE INNOVATION PERSONAL SOLUTIONS RELIABLE INNOVATION PERSONAL SOLUTIONS PT COMO UM FORNECEDOR GLOBAL DE SOLUÇÕES PARA A PRODUÇÃO, TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO DE REDE ELÉTRICA, CONTRIBUÍMOS PARA UMA UTILIZAÇÃO RESPONSÁVEL E SUSTENTÁVEL DE

Leia mais

O reconhecimento como uma referência na área de consultadoria em engenharia em Portugal.

O reconhecimento como uma referência na área de consultadoria em engenharia em Portugal. VISÃO & MISSÃO VISÃO O reconhecimento como uma referência na área de consultadoria em engenharia em Portugal. MISSÃO Actuar junto de empresas industriais, de serviços, estabelecimentos de ensino, empresas

Leia mais

Mercedes-Benz destaca na Rio+20 as vantagens ambientais do uso de diesel de cana e biodiesel em caminhões e ônibus

Mercedes-Benz destaca na Rio+20 as vantagens ambientais do uso de diesel de cana e biodiesel em caminhões e ônibus Rio+20 Mercedes-Benz destaca na Rio+20 as vantagens ambientais do uso de diesel de cana e biodiesel em caminhões e ônibus Informação à imprensa 13 de junho de 2012 10 ônibus rodoviários O 500 RS da Mercedes-Benz,

Leia mais

BOOTCAMP CONSULTORES DIGITAIS LISBOA, JULHO 2015

BOOTCAMP CONSULTORES DIGITAIS LISBOA, JULHO 2015 BOOTCAMP CONSULTORES DIGITAIS LISBOA, JULHO 2015 BOOTCAMP CONSULTORES DIGITAIS RESUMO EXECUTIVO Duração Bootcamp imersivo de 5 semanas (4 dias/semana, 7 horas/dia) Nº Participantes Cerca de 500 pessoas

Leia mais

A NOVA AGENDA DO DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL E OS NOVOS INSTRUMENTOS 2014-2020

A NOVA AGENDA DO DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL E OS NOVOS INSTRUMENTOS 2014-2020 ENCONTRO TEMÁTICO DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL 28 de Fevereiro de 2014, Espaço Jovem, Porto de Mós. Grupo de Trabalho Desenvolvimento Urbano Sustentável A NOVA AGENDA DO DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL

Leia mais

Projeto de reflexão, investigação e debate: O investimento das empresas na comunidade

Projeto de reflexão, investigação e debate: O investimento das empresas na comunidade Projeto de reflexão, investigação e debate: O investimento das empresas na comunidade Edição 2011 Uma iniciativa desenvolvida com o apoio da Caixa Geral de Depósitos, da Fidelidade Mundial e da Império

Leia mais

FICHAS SÍNTESE NACIONAIS SOBRE OS SISTEMAS EDUCATIVOS NA EUROPA E REFORMAS EM CURSO PORTUGAL JUNHO 2009

FICHAS SÍNTESE NACIONAIS SOBRE OS SISTEMAS EDUCATIVOS NA EUROPA E REFORMAS EM CURSO PORTUGAL JUNHO 2009 FICHAS SÍNTESE NACIONAIS SOBRE OS SISTEMAS EDUCATIVOS NA EUROPA E REFORMAS EM CURSO PORTUGAL JUNHO 2009 1. População escolar e língua de instrução Em 2006-2007, o número de jovens entre os 0 e os 29 anos

Leia mais

TAGUS, 19 de Janeiro de 2015

TAGUS, 19 de Janeiro de 2015 TAGUS, 19 de Janeiro de 2015 20 anos Uma estratégiacom o objectivoúnicode contribuirpara fixar população no interior do seu território. Combater o exodo rural e abandono da activiade agro- Combater o exodo

Leia mais

Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes Perguntas Frequentes Óleos Alimentares Usados (OAU) GERAL/ENQUADRAMENTO 1. Qual a legislação em vigor em matéria de gestão de óleos alimentares usados? 2. Quais as proibições previstas no âmbito da gestão

Leia mais

Destaque. Concluída campanha de sísmica 3D na bacia de Peniche 17-09-2015 N.º 173

Destaque. Concluída campanha de sísmica 3D na bacia de Peniche 17-09-2015 N.º 173 Destaque Concluída campanha de sísmica 3D na bacia de Peniche Dados adquiridos permitirão identificar o potencial exploratório da bacia A campanha de aquisição sísmica 3D de aproximadamente 3000 km 2,

Leia mais

DEBATE DO PG SRETC 21/05/2015

DEBATE DO PG SRETC 21/05/2015 DEBATE DO PG SRETC 21/05/2015 Senhor Presidente da Assembleia Legislativa Regional, Excelência Senhor Presidente do Governo Regional da Madeira, Excelência Senhoras e Senhores Secretários Regionais Senhoras

Leia mais

A Secretária de Estado dos Transportes. Ana Paula Vitorino

A Secretária de Estado dos Transportes. Ana Paula Vitorino Intervenção de Sua Excelência, A Ana Paula Vitorino por ocasião da Sessão de encerramento da apresentação dos novos serviços online do IMTT Lisboa, 18 de Dezembro de 2008 (vale a versão lida) 1/14 Senhor

Leia mais