em ação Pela primeira infância Edição XI Ano IV Maio de 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "em ação Pela primeira infância Edição XI Ano IV Maio de 2015"

Transcrição

1 em ação Edição XI Ano IV Maio de 2015 Pela primeira infância 1

2 editorial Semana do Bebê Este ano, Cabo de Santo Agostinho realiza a sua 3ª Semana do Bebê (p.3) e o boletim CDC em ação está recheado de informações sobre a primeira infância. Você sabia que ler para seu filho desde a 20ª semana de gestação ajuda muito no desenvolvimento do bebê? (p. 4 e 5). Esse hábito pode contribuir para a aprendizagem quando ele estiver na escola! A educação infantil, aliás, é uma das prioridades do município, que investe na formação continuada dos profissionais (p. 7), para que eles levem em conta o protagonismo e potencial criativo de meninos e meninas. Afinal de contas, o futuro das crianças depende da educação, como ressalta o cordel apresentado na última Semana do Bebê, que você pode conferir na página 8. Boa leitura! Entre os dias 25 e 31 de maio, em Cabo do Santo Agostinho expediente Este boletim faz parte do projeto Comunica CDC, realizado pelo Instituto Camargo Corrêa e InterCement Brasil, em parceria com a Oficina de Imagens. Instituto Camargo Corrêa Diretor Executivo: Francisco de Assis Azevedo Coordenadora de Comunicação e Voluntariado: Bianca Kapsevicius Coordenador de Investimento Social em Plantas: Flávio Seixas Analista de Investimento Social - Regional Nordeste: Aristides Gusmão dos Santos Neto Contato: Comitê de Desenvolvimento Comunitário do Cabo de Santo Agostinho: Associação Casa de Maria, Associação Cultural Clarins Independentes, Associação de Pais, Responsáveis, Amigos e Portadores de HIV (Ampare), Academia de Serviço Social, Associação dos Educadores em Educação Especial (AEEE), Associação Marta de Judô, Câmara Municipal, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Conselho Tutelar, InterCement, Mulheres Empreendedoras, Pastoral da Catequese, Secretarias Municipais de Saúde, Educação e Programas Sociais Oficina de Imagens Coordenador executivo: Adriano Guerra Edição: Gabriella Hauber e Bárbara Pansardi Site: Projeto Gráfico: Ronei Sampaio Diagramação: Gabriella Hauber e Anna Cláudia Pinheiro Capa: João Barbosa Impressão: Gráfica Formato Tiragem: exemplares 2

3 Semana do Bebê 3ª edição da Semana do Bebê de Cabo conta com diversas novidades e iniciativa pode virar lei municipal Palestras, rodas de conversa e apresentações teatrais fazem parte da programação do evento, entre os dias 25 e 31 de maio Por Beto Vieira, Assessor da Câmara Municipal, Gilzacarla Alcantara, da Secretaria de Programas Sociais e Cybelle Brito, da InterCement Foto: Arquivo CDC Programação da Semana do Bebê traz rodas de diálogo sobre direitos de gestantes e crianças e apresentações teatrais Uma equipe cheia de planos, propostas e expectativas foi responsável pelo planejamento da 3ª edição da Semana do Bebê de Cabo de Santo Agostinho, que acontece entre os dias 25 e 31 de maio. Esta é uma edição muito especial e cheia de novidades, pois há a possibilidade de transformar a iniciativa em projeto de lei no município. A solenidade de abertura contará com a presença do bebê prefeito 2014, além de uma palestra do Núcleo Gestor da Rede Estadual pela Primeira Infância sobre políticas públicas para crianças nessa fase da vida. As rodas de diálogos com as gestantes, em cada regional, contarão com apresentação teatral sobre os direitos da gestante e dos bebês. Este será um espaço de escuta e esclarecimentos técnicos sobre os cuidados na primeira infância. A programação deste ano conta também com a participação de adolescentes da Escola Municipal Manoel Davi, que farão uma apresentação sobre a primeira infância durante o encerramento, uma apoteose intergeracional, com direito a coco de roda (ritmo típico da região nordeste) e ciranda. Será entregue, ainda, um certificado de mãe especial da Semana do Bebê 2015 para uma moradora da comunidade da Cohab, no centro da cidade, grávida de cinco bebês. Serão realizadas atividades em diversos pontos da cidade: Câmara de Vereadores; Cras Ponte dos Carvalhos, Vila Roca e Charneca; Centro Cultural Mestre Goitá; Secretaria Municipal de Educação; Parque dos Eucaliptos, entre outros. Participe! 3

4 Primeira Infância Infância Ideal Ler para o bebê ainda no útero e nos primeiros anos de vida da criança ajuda a criar vínculo entre mãe e filho Apreensão de novos sons, desenvolvimento da linguagem e estímulo à imaginação são alguns outros benefícios da leitura na primeira infância Por Gildineide Pereira, Maria do Carmo Costa e Edinalva Gomes, da Secretaria Municipal de Educação Os bebês escutam sons externos a partir dos primeiros meses de gestação e ainda na barriga também respondem aos estímulos. Por isso, a partir da 20ª semana de gravidez, contar histórias para o feto é um exercício positivo. O espaço quentinho e protegido da barriga da mãe não é um mundo isolado. Mesmo antes de nascer, o bebê pode sentir e escutar as conversas maternas, e isso reflete no seu desenvolvimento e até no comportamento que a criança terá no futuro. Nem é preciso esperar chegar à vida adulta para notar os benefícios. Logo após o nascimento, é necessário que o bebê tenha contato com os mais variados tipos de sons, pois a assimilação de palavras novas começa muito antes da fala. Quanto mais histórias e palavras o bebê escutar, melhor vai ser o seu vocabulário e mais rápido será o desenvolvimento da fala. Para bebês de até um ano, não importa o conteúdo da história. O importante é o contato com a língua e a construção do vínculo com os pais. O bebê não capta o enredo, mas sente a interação com o adulto e apreende a modulação do tom de voz durante a narração. Nessa primeira fase, o que vale é o ritmo e a musicalidade. Quando o adulto lê, o bebê percebe suas emoções e sons expressivos, e isso contribui para o desenvolvimento emocional. Além disso, a criança associa a leitura com um momento de troca de carinho entre ela e a mãe ou pai, estreitando e fortalecendo a conexão afetiva. Depois dessa fase e até mais ou menos dois anos de idade, o que passa a valer é o contato sinestésico. A criança precisa ver, sentir, cheirar e levar à boca. Ela se familiariza com a presença do A leitura desenvolve a linguagem, o pensamento lógico e o sentido crítico e minimiza problemas de aprendizagem futuros Foto: Agência Brasil 4 4

5 Primeira Infância Foto: Agência Brasil Publicações mais lúdicas, com relevo, textura e sons são mais adequadas para crianças menores livro por meio dos recurso de que dispõe: os sentidos. Nesse período, publicações mais lúdicas, como livros de plástico, com relevo, textura ou som são os mais adequados. À medida que o bebê cresce, ilustrações, enredo e gêneros literários ganham mais importância. As histórias que mais chamam a atenção são as que envolvem dramaticidade (como o lobo mau) ou as que dialogam com temas correlatos ao cotidiano da criança. Inúmeros benefícios A leitura pode ajudar o bebê a conquistar novas habilidades desenvolve a linguagem, o pensamento lógico e o sentido crítico, torna a imaginação mais fértil, incita a atenção e disciplina, minimiza problemas de aprendizagem futuros, deixa o bebê mais independente e, de quebra, cria rituais muito particulares e ricos com os pais. Ler estimula o bebê a olhar, apontar, tocar e responder perguntas que a mãe faz, além de contribuir para o desenvolvimento social e psicológico. Por meio das histórias, por exemplo, a criança aprende a lidar com sentimentos típicos da idade, como medo, inveja, carinho, curiosidade ou dor. Isto é, trata-se de um exercício completo, que promove recreação, informação e interação. Não há receita, modo certo ou errado. O importante é ler para os bebês, a fim de construir um vínculo afetivo, incitar o desenvolvimento da linguagem, apresentar à criança um bom hábito desde a mais tenra idade e estimular sua concentração e memória. 5

6 Saúde Vacinação durante a primeira infância é fundamental para a proteção contra doenças infectocontagiosas Em Cabo de Santo Agostinho, a Secretaria Municipal de Saúde realizou o Dia D de vacinação de crianças de 6 meses a 5 anos de idade Por Nobélia Duarte, da Secretaria Municipal de Saúde As vacinas são substâncias, como vírus ou bactérias inativas, que estimulam o sistema imune do indivíduo a desenvolver células de defesa contra os microorganismos que provocariam doenças. A vacinação é de grande importância na proteção à saúde, especialmente para crianças na primeira infância, pois representa a principal estratégia de prevenção de doenças infectocontagiosas. Há pouco tempo, essas doenças levavam ao óbito e causavam sequelas a um grande contingente de crianças no Brasil e no mundo. Tendo em vista o controle e erradicação de doenças, o Ministério da Saúde desenvolve programas de imunização e promove campanhas periodicamente, além de estabelecer calendários vacinais específicos de acordo com a faixa etária infantil, iniciando no primeiro dia de vida. O Brasil conta com um número consideravelmente elevado de vacinas, que são eficazes e seguras devido aos avanços científicos. Segundo dados do Ministério da Saúde, a cobertura vacinal está diretamente relacionada à redução da mortalidade infantil. Nas Unidades de Saúde, a enfermagem é a responsável pela sala de vacina, onde avalia o esquema vacinal e presta orientação aos pais ou responsáveis sobre a importância da vacinação infantil. Atendendo ao calendário de campanhas de vacinação, a Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou, em maio, o Dia D da Campanha de Vacinação Contra a Gripe. Foram vacinadas as crianças entre 6 meses e 5 anos de idade. A vacina é segura e a imunização reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbito. Vacinar é uma das formas mais eficazes de prevenir doenças durante a primeiríssima infância 6 Foto: Arquivo Secretaria Municipal de Saúde Foto: Arquivo Secretaria Municipal de Educação

7 Educação Cabo de Santo Agostinho coloca a Educação Infantil como prioridade do município A formação continuada dos profissionais e a atenção ao potencial criativo das crianças são os focos do trabalho Por Gildineide Pereira e Margareth Telles, da Secretaria Municipal de Educação Fotos: Arquivo Secretaria Municipal de Educação Aprendizado lúdico, brincadeiras e estímulo à imaginação fazem parte de uma Educação Infantil saudável A ideia de infância é um fenômeno construído historicamente, do qual faz parte a história da família e da escola, sobretudo no que se refere ao tratamento dado a meninos e meninas nesses espaços. Falar sobre infância está diretamente ligado à forma como as crianças foram entendidas nos diferentes momentos e contextos históricos. Houve um tempo em que as crianças eram vistas como incapazes e incompletas, recipientes a serem preenchidos com o conhecimento e as decisões dos adultos, e que deveriam ser protegidas da sociedade para não serem corrompidas. Por vezes, nem sequer eram vistas. Essa maneira de conceber a infância contribuiu para práticas adultocêntricas ainda em voga na Educação Infantil, que desconsideram sua participação, seu protagonismo e seu potencial criativo. Em Cabo de Santo Agostinho, a Educação Infantil sempre foi prioridade. Desde o início do trabalho com turmas de pré-escola nas escolas municipais e creches conveniadas, foram realizados seminários visando a formação continuada dos profissionais. A Coordenação de Educação Infantil sempre buscou dar orientações aos professores, com o suporte da Secretaria de Educação do Cabo, responsável pela assessoria pedagógica. Em 2008, teve início o programa Infância Ideal, do Instituto Camargo Corrêa, que visa à defesa dos direitos da primeira infância. Também foi implementado o projeto Tempo de Cuidar e Brincar, com o objetivo de formar profissionais da educação infantil, e que continua sendo desenvolvido hoje. Atualmente, a Educação Infantil do município conta com 17 instituições conveniadas, oito Centros de Educação Infantil, duas creches municipais e 68 escolas. Todos os profissionais são capacitados pela equipe de formadores da Coordenação de Análise de Rede. Além disso, também é desenvolvido o projeto Maleta Infância, do canal Futura, que trabalha a educação integral na infância, buscando garantir a relação entre aprendizagem e vida em sociedade. 7

8 Expressão Cordel da Semana do Bebê ensina sobre os cuidados que devem ser dedicados à primeira infância Confira o folheto literário escrito e apresentado pelo cordelista Gerson Santos, durante a Semana do Bebê de 2014 Esse assunto é importante Merece muita atenção Me refiro ao bebê Desde a sua gestação Logo após o nascimento Vem mais cuidado então O direito de brincar O estatuto garante A criança desenvolve Pois lhe ajuda bastante Até na educação Terá um futuro brilhante Para ter um bebê saudável Vale a orientação Primeiro passo a seguir É mesmo a amamentação Higiene pessoal Também a vacinação Tem que ter muito cuidado Com a saúde bucal Pois um bebê bem tratado Terá uma vida normal Certidão de nascimento Ela cresce na moral Primeiríssima infância Terá acompanhamento Mas de zero até seis anos Pro seu desenvolvimento Gestante pré e pós parto Vai ter esse seguimento O futuro das crianças Depende da educação Por elas serem indefesas Precisa de proteção A gente que é responsável Por essa transformação O prefeito da cidade Do Cabo de Santo Agostinho Por ser amigo da criança Ele detém muito carinho Procurou uma parceria Pois ele não está sozinho Camargo Corrêa e InterCement São Institutos de verdade Em parceria com Unicef E a Prefeitura da cidade Vão investir intensamente Para essa menor idade realização: parceria: 8

CDC. Cuidados. na infância. em foco. Edição XI Ano IV Maio de 2015

CDC. Cuidados. na infância. em foco. Edição XI Ano IV Maio de 2015 CDC em foco Edição XI Ano IV Maio de 2015 Cuidados na infância 1 editorial Mais uma Semana do Bebê está chegando em Apiaí e Itaoca. E é claro que não podíamos deixar esse encontro passar batido! Na 11º

Leia mais

em ação Edição VI Ano III Março de 2013 Nas cores da infância

em ação Edição VI Ano III Março de 2013 Nas cores da infância em ação Edição VI Ano III Março de 2013 Nas cores da infância 1 editorial Por Beto Vieira, do Sarte Fique Ligado Assistência técnica aos agricultores Por Jesaias de França, Diretor Executivo Coobtec mata

Leia mais

em ação Festa para os pequenos Edição VIII Ano III Dezembro de 2013

em ação Festa para os pequenos Edição VIII Ano III Dezembro de 2013 em ação Edição VIII Ano III Dezembro de 2013 Festa para os pequenos 1 editorial Por Beto Vieira, do Sarte Eu queria avançar para o começo. Chegar ao criançamento das palavras. Lá onde elas ainda urinam

Leia mais

Edição XI Ano IV Novembro de 2015. Pela. infância

Edição XI Ano IV Novembro de 2015. Pela. infância Edição XI Ano IV Novembro de 2015 Pela infância 1 editorial Por Misael Elias, integrante do CDC O ano de 2015 vai chegando ao fim e demonstra o quanto foi produtivo para o CDC de Pedro Leopoldo. O investimento

Leia mais

em ação Edição VII Ano III Julho de 2013 No ritmo da cultura

em ação Edição VII Ano III Julho de 2013 No ritmo da cultura em ação Edição VII Ano III Julho de 2013 No ritmo da cultura 1 editorial Por Beto Vieira, do Sarte Fique Ligado 18 de Maio Por Marilia Melo, da InterCement Julho é mês de férias da criançada, tempo de

Leia mais

Envolver. Ao som da infância. Diversão, Cultura e Arte. Edição VIII Ano III Dezembro de 2013

Envolver. Ao som da infância. Diversão, Cultura e Arte. Edição VIII Ano III Dezembro de 2013 Envolver Edição VIII Ano III Dezembro de 2013 Ao som da infância Diversão, Cultura e Arte 1 editorial primeiras letras O último Envolver do ano chega cheio de novidades e ações, principalmente voltadas

Leia mais

em ação Tocando os direitos Edição X Ano III Novembro de 2014

em ação Tocando os direitos Edição X Ano III Novembro de 2014 em ação Edição X Ano III Novembro de 2014 Tocando os direitos 1 editorial Os cuidados com a gestante e o bebê desde o início da gravidez são essenciais para o desenvolvimento da criança. Por isso, nesta

Leia mais

Mobiliza CDC. Edição II Ano II Junho de 2015. Magia. da infância

Mobiliza CDC. Edição II Ano II Junho de 2015. Magia. da infância Mobiliza CDC Edição II Ano II Junho de 2015 Magia da infância 1 editorial No ano passado, Bodoquena instituiu a Semana do Bebê como lei no município (p. 3), então, este ano, mais uma semana repleta de

Leia mais

em ação Cuidando das nossas crianças Edição IX Ano III Maio de 2014

em ação Cuidando das nossas crianças Edição IX Ano III Maio de 2014 em ação Edição IX Ano III Maio de 2014 Cuidando das nossas crianças 1 editorial Por Beto Vieira, Coordenador de Educação em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde Semana do Bebê É muito simbólico retornar

Leia mais

interação Edição XI Ano III Novembro de 2014 A leveza da infância

interação Edição XI Ano III Novembro de 2014 A leveza da infância interação Edição XI Ano III Novembro de 2014 A leveza da infância 1 editorial Por Cidinha Lima, coordenadora do projeto Conquistar Espaços Vamos falar nesta edição do boletim Interação sobre geração de

Leia mais

Ilha. Cidadã. Tocando. os direitos. Edição II Ano I Novembro de 2015

Ilha. Cidadã. Tocando. os direitos. Edição II Ano I Novembro de 2015 Ilha Cidadã Edição II Ano I Novembro de 2015 Tocando os direitos 1 editorial Olá, leitor! A segunda edição do boletim Ilha Cidadã traz muitas novidades sobre a Ilha do Bispo. São muitos os projetos desenvolvidos

Leia mais

CDC. Prearando o futuro. em movimento. Edição I Ano I Maio de 2015

CDC. Prearando o futuro. em movimento. Edição I Ano I Maio de 2015 CDC em movimento Edição I Ano I Maio de 2015 Prearando o futuro 1 editorial Você está recebendo a primeira edição do boletim CDC em Movimento. Este informativo é produzido pelo Comitê de Desenvolvimento

Leia mais

CDC. Aprender. brincando. em foco. Edição XIII Ano IV Maio de 2016

CDC. Aprender. brincando. em foco. Edição XIII Ano IV Maio de 2016 CDC em foco Edição XIII Ano IV Maio de 2016 Aprender brincando 1 editorial Esta edição do boletim CDC em Foco só traz informações importantes! No clima da Semana do Bebê, discutimos temas que merecem receber

Leia mais

Você precisa. saber. Edição V Ano III Abril de 2013. Colhendo frutos 1

Você precisa. saber. Edição V Ano III Abril de 2013. Colhendo frutos 1 Você precisa saber Edição V Ano III Abril de 2013 Colhendo frutos 1 editorial O município de Ijaci já começou o ano com boas ideias, novidades e continuidade para as ações que fizeram a diferença em 2012.

Leia mais

Envolver. Edição V Ano II Outubro de 2012. Um caso. de sucesso

Envolver. Edição V Ano II Outubro de 2012. Um caso. de sucesso Envolver Edição V Ano II Outubro de 2012 Um caso de sucesso 1 editorial primeiras letras O ano de 2012 vai chegando ao fim com boas notícias para Pedro Leopoldo. As várias ações de investimento social

Leia mais

Política Municipal para o Desenvolvimento Integral da Primeira Infância na Cidade de São Paulo

Política Municipal para o Desenvolvimento Integral da Primeira Infância na Cidade de São Paulo VIVER A CIDADE QUE A GENTE AMA. FAZER A SÃO PAULO QUE A GENTE QUER. Política Municipal para o Desenvolvimento Integral da Primeira Infância na Cidade de São Paulo A importância da primeira infância O desenvolvimento

Leia mais

CDC. Cuidados. na infância. Interativo. Edição I Ano I Maio de 2015

CDC. Cuidados. na infância. Interativo. Edição I Ano I Maio de 2015 CDC Interativo Edição I Ano I Maio de 2015 Cuidados na infância 1 editorial Você está recebendo a primeira edição do boletim CDC Interativo. Este informativo é produzido pelo Comitê de Desenvolvimento

Leia mais

interação coletivo Trabalho Edição VI Ano II Dezembro de 2012

interação coletivo Trabalho Edição VI Ano II Dezembro de 2012 interação Edição VI Ano II Dezembro de 2012 Trabalho coletivo 1 editorial Por Renata de Aquino, da Secretaria de Assistência Social Neste último Boletim Interação do ano de 2012, sentimos que mais uma

Leia mais

CDC. De olho. no Futuro. em foco. Edição VII Ano III Agosto de 2013

CDC. De olho. no Futuro. em foco. Edição VII Ano III Agosto de 2013 CDC em foco Edição VII Ano III Agosto de 2013 De olho no Futuro 1 editorial A segunda edição do boletim CDC em Foco deste ano traz novidades e relembra ações que contribuíram para a melhoria da qualidade

Leia mais

OBSERVADOR. Social Outubro Rosa e Novembro Azul p.06. Agrícola Reunião com contabilistas na Usina Ipê p.05

OBSERVADOR. Social Outubro Rosa e Novembro Azul p.06. Agrícola Reunião com contabilistas na Usina Ipê p.05 OBSERVADOR ano 45 n 517 nov/dez de 2015 Social Outubro Rosa e Novembro Azul p.06 Treinamento Pedra e Buriti concluem mais duas escolas de formação p.02 Comunicação Jornal Observador: 45 anos de história

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE CUIABÁ EMEB JUAREZ SODRÉ FARIAS PROJETO: BRINCADIQUÊ? PELO DIREITO AO BRINCAR NA ESCOLA

SECRETARIA MUNICIPAL DE CUIABÁ EMEB JUAREZ SODRÉ FARIAS PROJETO: BRINCADIQUÊ? PELO DIREITO AO BRINCAR NA ESCOLA SECRETARIA MUNICIPAL DE CUIABÁ EMEB JUAREZ SODRÉ FARIAS PROJETO: BRINCADIQUÊ? PELO DIREITO AO BRINCAR NA ESCOLA CUIABÁ/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO MAURO MENDES

Leia mais

CDC. Trabalho. criativo. em foco. Edição VI Ano III Maio de 2013

CDC. Trabalho. criativo. em foco. Edição VI Ano III Maio de 2013 CDC em foco Edição VI Ano III Maio de 2013 Trabalho criativo 1 primeiras letras Reprodução de desenho desenvolvido pela aluna Sarah, do 1º ano E, para o projeto Animais, da Escola Municipal Benedito Pontes

Leia mais

LEI Nº 2.143, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013.

LEI Nº 2.143, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013. LEI Nº 2.143, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013. Estabelece princípios e diretrizes para a Política Municipal de Incentivo ao Desenvolvimento na Primeira Infância, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

PROJETO DE LEI 01-00453/2014 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB), José Américo (PT) e Marta Costa (PSD)

PROJETO DE LEI 01-00453/2014 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB), José Américo (PT) e Marta Costa (PSD) Secretaria de Documentação Equipe de Documentação do Legislativo PROJETO DE LEI 01-00453/2014 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB), José Américo (PT) e Marta Costa (PSD) Autores

Leia mais

CDC. Unidos. pela infância. em foco. Edição VIII Ano III Dezembro de 2013

CDC. Unidos. pela infância. em foco. Edição VIII Ano III Dezembro de 2013 CDC em foco Edição VIII Ano III Dezembro de 2013 Unidos pela infância 1 editorial O mês de novembro foi especial para Apiaí! Realizamos nossa primeira Semana do Bebê, com muitas atividades entre os dias

Leia mais

Carta de recomendações para o enfrentamento às violências na primeira infância

Carta de recomendações para o enfrentamento às violências na primeira infância Carta de recomendações para o enfrentamento às violências na primeira infância Rio de Janeiro, 2 de abril de 2015 A todas as pessoas que atuam na promoção e defesa dos direitos das crianças A Rede Nacional

Leia mais

NASFITO. Programa Saúde nas Escolas PSE 2014

NASFITO. Programa Saúde nas Escolas PSE 2014 NASFITO Volume 8, edição 1 Maio, 2014 Programa Saúde nas Escolas PSE 2014 Na semana de 07 à 11 de Abril, ocorreu a mobilização de abertura do Programa Saúde nas Escolas - PSE. Neste ano o tema foi Práticas

Leia mais

Paraíso. Em cena. Toques da infância. em foco. Edição X Ano III Maio de 2014

Paraíso. Em cena. Toques da infância. em foco. Edição X Ano III Maio de 2014 Paraíso em foco Edição X Ano III Maio de 2014 Em cena Toques da infância 1 editorial O primeiro Paraíso em Foco do ano traz muitas informações importantes! Você já deve ter ouvido falar da campanha de

Leia mais

Paraíso. Nos passos. da educação. em foco. Edição VI Ano II Dezembro de 2012

Paraíso. Nos passos. da educação. em foco. Edição VI Ano II Dezembro de 2012 Paraíso em foco Edição VI Ano II Dezembro de 2012 Nos passos da educação 1 editorial primeiras letras O boletim Paraíso em Foco encerra o ano falando de muitos projetos importantes desenvolvidos pelo Comitê

Leia mais

interação brincar Tempo de Edição VII Ano III Maio de 2013

interação brincar Tempo de Edição VII Ano III Maio de 2013 interação Edição VII Ano III Maio de 2013 Tempo de brincar 1 editorial Por Eliana Fiorentino Ordonhes, cedecista de Jacareí O Estatuto da Criança e do Adolescente enfatiza a importância da educação, um

Leia mais

Paraíso. Em cena. Primeiros cuidados. em foco. Edição XII Ano IV Junho de 2015

Paraíso. Em cena. Primeiros cuidados. em foco. Edição XII Ano IV Junho de 2015 Paraíso em foco Edição XII Ano IV Junho de 2015 Em cena Primeiros cuidados 1 editorial Mais uma vez Santana do Paraíso realiza a Semana do Bebê e o boletim Paraíso em Foco está no clima da primeira infância!

Leia mais

O Grupo Camargo Corrêa & Direitos Humanos

O Grupo Camargo Corrêa & Direitos Humanos O Grupo Camargo Corrêa & Direitos Humanos O Grupo Camargo Corrêa almeja ser um indutor de novos modelos de geração de valor compartilhado com foco em inovação tecnológica, mudanças climáticas e inclusão

Leia mais

em ação Edição V Ano II Outubro de 2012 Com carinho

em ação Edição V Ano II Outubro de 2012 Com carinho em ação Edição V Ano II Outubro de 2012 Com carinho 1 Um Click - Futuro Ideal Foto: Instituto Camargo Corrêa O ICC promoveu, em junho, o IV Seminário Futuro Ideal. O encontro ocorreu em Belo Horizonte

Leia mais

A experiência do Baú de leitura

A experiência do Baú de leitura A experiência do Baú de leitura Sueli Maria Gonçalves Hitti 1 Vera Maria Oliveira Carneiro 2 No Baú, qualquer baú, é onde guardamos lembranças, alegres e tristes, objetos preciosos, outros de valor afetivo,

Leia mais

Enfoque JB. Ano: 5 Edição: 24 - Abril/Maio de 2013

Enfoque JB. Ano: 5 Edição: 24 - Abril/Maio de 2013 Término da Safra 2012/2013 A Safra 2012/2013 terminou com muitas metas alcançadas com as produções agrícola e industrial atingindo índices positivos. O encerramento aconteceu no dia 18/04 e como sempre

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DAS ATIVIDADES DA II SEMANA DO BEBÊ EM COLINAS DO TOCANTINS-TO. TEMA: 2ª SEMANA DO BEBÊ: COLINAS, MÃE CUIDADOSA.

PROGRAMAÇÃO DAS ATIVIDADES DA II SEMANA DO BEBÊ EM COLINAS DO TOCANTINS-TO. TEMA: 2ª SEMANA DO BEBÊ: COLINAS, MÃE CUIDADOSA. PROGRAMAÇÃO DAS ATIVIDADES DA II SEMANA DO BEBÊ EM COLINAS DO TOCANTINS-TO. TEMA: 2ª SEMANA DO BEBÊ: COLINAS, MÃE CUIDADOSA. 18 A 23 DE OUTUBRO DE 2015 DOMINGO- DIA 18 DE OUTUBRO DE 2015 18/10- Domingo

Leia mais

CDC. Por dentro. dos direitos. em foco. Edição IX Ano III Maio de 2014

CDC. Por dentro. dos direitos. em foco. Edição IX Ano III Maio de 2014 CDC em foco Edição IX Ano III Maio de 2014 Por dentro dos direitos 1 editorial O primeiro CDC em Foco de 2014 está em clima da primeiríssima infância. O tema é devido às atividades da Semana do Bebê, que

Leia mais

Município de Caçapava Secretaria Municipal de Educação Estado de São Paulo

Município de Caçapava Secretaria Municipal de Educação Estado de São Paulo Lote 2 I - OBJETO DO CONTRATO: Município de Caçapava ANEXO I - TERMO DE REFÊRENCIA Contratação de Pessoa Jurídica para a prestação de serviços continuados de Assessoria Educacional, Formação e Capacitação

Leia mais

UM OLHAR SOBRE A PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

UM OLHAR SOBRE A PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL UM OLHAR SOBRE A PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL COSTA, Efigênia Maria Dias 1 MONTENEGRO, Fabrícia Sousa 2 NEVES, Elidiana Oliveira das 3 SANTOS, Jefferson Silva de Barros 4 SILVA, Luiz Eduardo

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2006 (Do Sr. Ricardo Santos e outros) O Congresso Nacional decreta:

PROJETO DE LEI Nº, DE 2006 (Do Sr. Ricardo Santos e outros) O Congresso Nacional decreta: 1 PROJETO DE LEI Nº, DE 2006 (Do Sr. Ricardo Santos e outros) Autoriza o Poder Executivo a criar o Programa Nacional Pró-Infância Brasileira e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta: Artigo

Leia mais

III CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL.

III CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL. III CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL. DOCUMENTO BASE: 1 - A comissão organizadora propõe aos delegados das pré conferências a aprovação das seguintes propostas de políticas e ações

Leia mais

Seminário do 16º COLE vinculado: 10

Seminário do 16º COLE vinculado: 10 Kelly Cristina Ducatti da Silva. Doutoranda UNICAMP/Campinas-SP, Professora do Ensino Fundamental (Prefeitura Municipal de Bauru) e Docente UNESP/BAURU kellyducatti@hotmail.com RELATO DE EXPERIÊNCIA: UM

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MANDAGUARI Secretaria Municipal de Assistência Social

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MANDAGUARI Secretaria Municipal de Assistência Social PRÊMIO GESTOR PÚBLICO PARANÁ PGP/PR DADOS CADASTRAIS Ano/Edição: 2015 Município: Mandaguari - PR Função de Governo: III - Assistência Social CNPJ: 76285345-0001/09 Endereço: Avenida Amazonas, 500 - Centro

Leia mais

AÇÕES PREVISTAS EDIÇÃO 2016

AÇÕES PREVISTAS EDIÇÃO 2016 AÇÕES PREVISTAS AÇÕES PREVISTAS EDIÇÃO 2016 APRESENTAÇÃO O Dia Estadual da Família na Escola passou a integrar, a partir de 2016, o calendário oficial do Estado de Santa Catarina, ocorrendo no terceiro

Leia mais

UVV POST Nº89 01/06 a 14/06 de 2015 UVV. Publicação quinzenal interna Universidade Vila Velha - ES. Produto da Comunicação Institucional

UVV POST Nº89 01/06 a 14/06 de 2015 UVV. Publicação quinzenal interna Universidade Vila Velha - ES. Produto da Comunicação Institucional UVV POST Publicação quinzenal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional 2º SIMPÓSIO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DA UVV-ES Em mais um ano, o evento movimentou o campus

Leia mais

Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre

Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre anterior, dentro de contextos que buscavam enfatizar o

Leia mais

Dicas que ajudam pais na escolha da escola dos seus filhos

Dicas que ajudam pais na escolha da escola dos seus filhos Dicas que ajudam pais na escolha da escola dos seus filhos Com a chegada do fim do ano, muitos pais vivem um impasse na escolha da melhor escola para seus filhos. Quais aspectos levar em consideração?

Leia mais

O Projeto Jardim é uma iniciativa de mães e pais, alguns com formação em pedagogia, para a construção de uma escolinha modelo, com proposta

O Projeto Jardim é uma iniciativa de mães e pais, alguns com formação em pedagogia, para a construção de uma escolinha modelo, com proposta O Projeto Jardim é uma iniciativa de mães e pais, alguns com formação em pedagogia, para a construção de uma escolinha modelo, com proposta pedagógica diferenciada, norteada por alguns princípios, como

Leia mais

20 Anos de Tradição Carinho, Amor e Educação.

20 Anos de Tradição Carinho, Amor e Educação. Colégio Tutto Amore Colégio Sapience Carinho, Amor e Educação. Trabalhamos com meio-período e integral em todos os níveis de ensino. www.tuttoamore.com.br Nossa História No ano de 1993 deu-se o ponto de

Leia mais

e você Edição VI Ano III Abril de 2013 Costurando o futuro

e você Edição VI Ano III Abril de 2013 Costurando o futuro e você Edição VI Ano III Abril de 2013 Costurando o futuro 1 editorial O CDC Ipojuca começou bem o ano de 2013! Muitas ações estão planejadas para este ano que está apenas começando. O Boletim CDC e Você

Leia mais

COLEÇÃO LER E SER - Parecer Técnico Penildon Silva Filho

COLEÇÃO LER E SER - Parecer Técnico Penildon Silva Filho COLEÇÃO LER E SER - Parecer Técnico Penildon Silva Filho Dois assuntos atualmente recebem muita atenção dos educadores e gestores em Educação: o acompanhamento da evolução do Índice de Desenvolvimento

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Projeto de elaboração de meios para a integração da assistência à gestação, parto, puerpério e puericultura

Mostra de Projetos 2011. Projeto de elaboração de meios para a integração da assistência à gestação, parto, puerpério e puericultura Mostra de Projetos 2011 Projeto de elaboração de meios para a integração da assistência à gestação, parto, puerpério e puericultura Mostra Local de: Umuarama Categoria do projeto: I - Projetos em implantação,

Leia mais

O TRABALHO COM BEBÊS

O TRABALHO COM BEBÊS O TRABALHO COM BEBÊS FREITAS, Clariane do Nascimento de UFSM, Projeto Uma interlocução entre pesquisadores, acadêmicos e o processo educacional vivido no Núcleo de Educação Infantil Ipê Amarelo clarianefreitas@bol.com.br

Leia mais

Minha Casa Minha Vida PROJETO DE TRABALHO SOCIAL-PTS RELATÓRIO DAS AÇÕES DO PTS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA AGOSTO-2015

Minha Casa Minha Vida PROJETO DE TRABALHO SOCIAL-PTS RELATÓRIO DAS AÇÕES DO PTS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA AGOSTO-2015 Minha Casa Minha Vida PROJETO DE TRABALHO SOCIAL-PTS RELATÓRIO DAS AÇÕES DO PTS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA AGOSTO-2015 SENHOR DO BONFIM - BAHIA 2015 1 ATIVIDADES: DESCRIÇÃO A correta utilização

Leia mais

ESTATUDO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

ESTATUDO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE ESTATUDO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (*) ANGELA GUADAGNIN A sociedade de forma organizada conquistou na constituição que os direitos das crianças e adolescentes fossem um dever a ser implantado e respeitado

Leia mais

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1 Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial e à sua agenda de trabalho expressa nos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial 1. Considerando que a promoção da igualdade

Leia mais

LETRA VIVA. Informe. VISÃO: Ser referência no estado de Mato Grosso em cuidar e educar crianças da Educação Infantil e Ensino Fundamental I.

LETRA VIVA. Informe. VISÃO: Ser referência no estado de Mato Grosso em cuidar e educar crianças da Educação Infantil e Ensino Fundamental I. Ed. 01 Ano 01 Janeiro 2016 Atuando no "Cuidar e Educar" há 19 anos, a ESCOLA e a LETRA VIVA BABY oferecem diversas vantagens para quem quiser fazer parte do seu time, eis algumas: Espaço físico cuidado

Leia mais

Os Planos Municipais de Educação: o atendimento na Creche e o PIM

Os Planos Municipais de Educação: o atendimento na Creche e o PIM Os Planos Municipais de Educação: o atendimento na Creche e o PIM Por que Investir na Primeira Infância Os retornos dos investimentos no desenvolvimento da primeira infância são altos, na medida em que

Leia mais

Indicadores de resultados de projetos sociais http://www.rits.org.br Leandro Lamas Valarelli

Indicadores de resultados de projetos sociais http://www.rits.org.br Leandro Lamas Valarelli Indicadores de resultados de projetos sociais http://www.rits.org.br Leandro Lamas Valarelli O contexto do debate A idéia da construção de indicadores de resultados para projetos vem ganhado força entre

Leia mais

SisEB Informa. Festival da Mantiqueira. SisEB Itinerante Próximo encontro regional será em São Carlos.

SisEB Informa. Festival da Mantiqueira. SisEB Itinerante Próximo encontro regional será em São Carlos. Ano II Número 4 Abril 2015 Festival da Mantiqueira SisEB realiza oficina de mediação de leitura para profissionais de biblioteca. 6 7 SisEB Itinerante Próximo encontro regional será em São Carlos. 8 Programa

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Prevenção Total

Mostra de Projetos 2011. Prevenção Total Mostra Local de: Dois Vizinhos Categoria do projeto: Projetos finalizados. Cidade: Marmeleiro Contato: lucianiberti@yahoo.com.br Autor (es): Luciani Aparecida Berti Mostra de Projetos 2011 Prevenção Total

Leia mais

Educação Infantil: Procedimentos. Teleaula 2. Contextualização. Educar e cuidar na Educação Infantil. Educar e cuidar. A importância do brincar

Educação Infantil: Procedimentos. Teleaula 2. Contextualização. Educar e cuidar na Educação Infantil. Educar e cuidar. A importância do brincar Educação Infantil: Procedimentos Teleaula 2 Prof. Me. Mônica Caetano da Silva tutoriapedagogia@grupouninter.com.br Contextualização Pedagogia Educar e cuidar na Educação Infantil A partir da Constituição

Leia mais

SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA

SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA Prezados Pais, Responsáveis e Alunos Recomendamos a todos que leiam com atenção cada uma destas orientações, pois os pais e responsáveis dos alunos matriculados no SER

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS PROJETOS SOCIAIS COMO FERRAMENTA PARA A INCLUSÃO SÓCIO-EDUCACIONAL DA CRIANÇA: A EXPERIÊNCIA DO PROJETO DEGRAUS-CRIANÇA

A IMPORTÂNCIA DOS PROJETOS SOCIAIS COMO FERRAMENTA PARA A INCLUSÃO SÓCIO-EDUCACIONAL DA CRIANÇA: A EXPERIÊNCIA DO PROJETO DEGRAUS-CRIANÇA 1 A IMPORTÂNCIA DOS PROJETOS SOCIAIS COMO FERRAMENTA PARA A INCLUSÃO SÓCIO-EDUCACIONAL DA CRIANÇA: A EXPERIÊNCIA DO PROJETO DEGRAUS-CRIANÇA Ana Paula Santana GIROTO 1 Anselmo Pereira MARQUES 2 RESUMO:

Leia mais

O PAPEL DO PROFESSOR NO DESENVOLVIMENTO DE BEBÊS

O PAPEL DO PROFESSOR NO DESENVOLVIMENTO DE BEBÊS 1 O PAPEL DO PROFESSOR NO DESENVOLVIMENTO DE BEBÊS Victória de Sena Silva¹ Claudete Bonfanti² RESUMO: Este artigo tem o objetivo de relatar atividades desenvolvidas com uma turma de bebês em um Centro

Leia mais

PROJETO ESCOLA SEGURA É A GENTE QUE FAZ PROESEG

PROJETO ESCOLA SEGURA É A GENTE QUE FAZ PROESEG PROJETO ESCOLA SEGURA É A GENTE QUE FAZ PROESEG Campo Grande MS 2011 01- JUSTIFICATIVA A Prefeitura Municipal de Campo Grande com sua Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais e a Guarda

Leia mais

Papiloma Vírus Humano - HPV

Papiloma Vírus Humano - HPV VACINAÇÃO HPV 2015 Papiloma Vírus Humano - HPV O vírus HPV é altamente contagioso, sendo possível contaminar-se com uma única exposição. A sua transmissão se dá por contato direto com a pele ou mucosa

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Abril2014

Atividades Pedagógicas. Abril2014 Atividades Pedagógicas Abril2014 III A JOGOS DIVERTIDOS Fizemos dois campeonatos com a Turma da Fazenda, o primeiro com o seguinte trajeto: as crianças precisavam pegar água em um ponto e levar até o outro,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 453/2014 CAPÍTULO I OBJETIVOS E CONCEITOS

PROJETO DE LEI Nº 453/2014 CAPÍTULO I OBJETIVOS E CONCEITOS PROJETO DE LEI Nº 453/2014 Estabelece diretrizes para a Política Municipal de Incentivo ao Desenvolvimento na Primeira Infância, e dá outras providências. A Câmara Municipal de São Paulo D E C R E T A

Leia mais

A ARTE E A EXPRESSÃO CORPORAL NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL 1

A ARTE E A EXPRESSÃO CORPORAL NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 A ARTE E A EXPRESSÃO CORPORAL NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 Ingrid Dos Santos Gonçalves 2, Sarai De Fátima Silveira De Souza 3, Andrisa Kemel Zanella 4. 1 projeto de extensão

Leia mais

Atividade Pedagógica Teatro de fantoches. Junho 2013

Atividade Pedagógica Teatro de fantoches. Junho 2013 Atividade Pedagógica Teatro de fantoches Junho 2013 III D Teatro de fantoches A criança que ainda não sabe ler convencionalmente pode fazê-lo por meio da escuta da leitura do professor, ainda que não possa

Leia mais

Reunião com pais. Tema: Tarefa de casa. 1. Objetivos da reunião. 2. Desenvolvimento

Reunião com pais. Tema: Tarefa de casa. 1. Objetivos da reunião. 2. Desenvolvimento Reunião com pais Tema: Tarefa de casa 1. Objetivos da reunião 1.1. 1.2. 1.3. 1.4. Aprofundar reflexões sobre a função da tarefa de casa; Compartilhar facilidades e dificuldades encontradas na realização

Leia mais

UVV POST Nº58 23-29/06 de 2014 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional

UVV POST Nº58 23-29/06 de 2014 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional UVV POST Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional ACIDENTE DE TRABALHO X USO DE DROGAS X Mestrando em Ciências Farmacêuticas analisou mais de 13 mil

Leia mais

OLHAR PEDAGÓGICO: A IMPORTÂNCIA DA BRINCADEIRA NOS

OLHAR PEDAGÓGICO: A IMPORTÂNCIA DA BRINCADEIRA NOS OLHAR PEDAGÓGICO: A IMPORTÂNCIA DA BRINCADEIRA NOS ESPAÇOS DE EDUCAÇÃO INFANTIL CHERUBINI, Iris Cristina Barbosa (UNIOESTE) Resumo: Este trabalho tem por propósito divulgar a importância da brincadeira

Leia mais

www.aamparaautismo.org.br - aamparaautismo@yahoo.com.br (41) 8416-9537 Rua Pres. Carlos Cavalcanti, 598 Centro Curitiba PR

www.aamparaautismo.org.br - aamparaautismo@yahoo.com.br (41) 8416-9537 Rua Pres. Carlos Cavalcanti, 598 Centro Curitiba PR www.aamparaautismo.org.br - aamparaautismo@yahoo.com.br (41) 8416-9537 Rua Pres. Carlos Cavalcanti, 598 Centro Curitiba PR ROSIMERE BENITES Dados Pessoais: Casada: Reinaldo Benites Filha: Beatriz Benites

Leia mais

REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL Maria dos Prazeres Nunes 1 INTRODUÇÃO No Brasil a expansão da educação ocorre de forma lenta, mas, crescente nas últimas décadas. Com base nas determinações

Leia mais

A INTEGRAÇÃO DA PREVENÇÃO DAS DROGAS NO CURRÍCULO ESCOLAR

A INTEGRAÇÃO DA PREVENÇÃO DAS DROGAS NO CURRÍCULO ESCOLAR A INTEGRAÇÃO DA PREVENÇÃO DAS DROGAS NO CURRÍCULO ESCOLAR Robson Rogaciano Fernandes da Silva (Mestrando-Universidade Federal de Campina Grande) Ailanti de Melo Costa Lima (Graduanda-Universidade Estadual

Leia mais

Todas as atividades que seu(sua) filho(a) realiza na escola, em todas as áreas de conhecimento, estão relacionadas aos objetivos de aprendizagem.

Todas as atividades que seu(sua) filho(a) realiza na escola, em todas as áreas de conhecimento, estão relacionadas aos objetivos de aprendizagem. Brasília, 24 de fevereiro de 2014. Senhores Pais e/ou Responsáveis, Neste documento, listamos os conteúdos e objetivos referentes às aprendizagens pretendidas para os alunos do Maternal II, durante o 1º

Leia mais

PROJETO DE ESTÁGIO CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO: 9 PERIODO: 5º

PROJETO DE ESTÁGIO CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO: 9 PERIODO: 5º PROJETO DE ESTÁGIO CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO: 9 PERIODO: 5º Caro (a) aluno (a), Esta atividade, de caráter teórico-reflexivo, deverá

Leia mais

NAF NÚCLEO ASSISTENCIAL FRATERNO I. DADOS DA INSTITUIÇÃO

NAF NÚCLEO ASSISTENCIAL FRATERNO I. DADOS DA INSTITUIÇÃO NAF NÚCLEO ASSISTENCIAL FRATERNO I. DADOS DA INSTITUIÇÃO Nome da Instituição: Núcleo Assistencial Fraterno Endereço: Rua José Olher, 66 - Vila Nova Manchester CEP.: 03444-100 São Paulo SP. Tel.: 2093.3011

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE PROGRAMA Nº- 250

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE PROGRAMA Nº- 250 PROGRAMA Nº- 250 QUALIFICAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE PROFISSIONAIS E DEPENDENTES QUÍMICOS SUB-FUNÇÃO: 244 ASSISTÊNCIA COMUNITÁRIA Realizar Cursos de Capacitação para Profissionais que atuam na área de reabilitação

Leia mais

Roda de Conversa 24/02/2015

Roda de Conversa 24/02/2015 Aconteceu em Uberaba, na Sociedade Uberabense de Proteção e Amparo ao Menor (SUPAM), no dia 24/02/2015 a décima quinta edição da Roda de Conversa. O Evento teve a participação de aproximadamente 50 profissionais

Leia mais

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz 1 RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz Contrato: AS.DS.PV.024/2010 Empresa: SENSOTECH ASSESSORAMENTO

Leia mais

Escola que faz pela paz

Escola que faz pela paz Escola que faz pela paz Mostra Local de: Curitiba Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Instituto de Educação para Não Violência Cidade:

Leia mais

OBSERVADOR. Segurança Brigada de Emergência: A importância do trabalho realizado em caso de incêndios p.02

OBSERVADOR. Segurança Brigada de Emergência: A importância do trabalho realizado em caso de incêndios p.02 OBSERVADOR ano 44 n 511 maio de 2015 Segurança Brigada de Emergência: A importância do trabalho realizado em caso de incêndios p.02 Empresa Recursos Humanos Conheça o novo formato da área p.04 Agrícola

Leia mais

Plano Operacional. para Redução da Transmissão Vertical do HIV e da Sífilis. Brasil

Plano Operacional. para Redução da Transmissão Vertical do HIV e da Sífilis. Brasil Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Secretaria de Assistência à Saúde Plano Operacional para Redução da Transmissão Vertical do HIV e da Sífilis Brasil 2007 2007 Ministério da Saúde É

Leia mais

Educação Sexual: Quem ama cuida. Cuide-se!*

Educação Sexual: Quem ama cuida. Cuide-se!* Educação Sexual: Quem ama cuida. Cuide-se!* SANTOS, Jessica Suriano dos 1 ; ANJOS, Antônio Carlos dos 2 ; RIBEIRO, Álvaro Sebastião Teixeira 3 Palavras-chave: Educação Sexual; Doenças Sexualmente Transmissíveis;

Leia mais

Roda de Conversa 28/04/2015

Roda de Conversa 28/04/2015 Aconteceu em Uberaba, na Associação Amigos de Gaby (Projeto Cantinho), no dia 28/02/2015 a décima sétima edição da Roda de Conversa. O Evento teve a participação de aproximadamente 40 profissionais de

Leia mais

- Destaque para vídeos, palestras, desfile e caminhada. Fonte: O Diário de Teresópolis. Da Redação

- Destaque para vídeos, palestras, desfile e caminhada. Fonte: O Diário de Teresópolis. Da Redação - Destaque para vídeos, palestras, desfile e caminhada Fonte: O Diário de Teresópolis Da Redação Fortalecer o aleitamento materno por meio do apoio às mulheres que amamentam é o objetivo da Semana Mundial

Leia mais

Curso de Disseminação da Metodologia do PAIR CLIPPING DIÁRIO

Curso de Disseminação da Metodologia do PAIR CLIPPING DIÁRIO Curso de Disseminação da Metodologia do PAIR CLIPPING DIÁRIO 22 de Outubro de 2012 Veículo: Rede Andi Brasil Editoria: Clipping Tema: Crianças e drogas RS: Traficantes usam crianças para transportar drogas

Leia mais

Propostas para melhorias da fala de crianças com síndrome de down

Propostas para melhorias da fala de crianças com síndrome de down Propostas para melhorias da fala de crianças com síndrome de down Resumo Esse vídeo pretende oferecer instrumentos aos professores da educação infantil e do ensino fundamental para as tarefas da educação

Leia mais

CIRCUITO DAS BRINCADEIRAS: O CURRÍCULO EM MOVIMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

CIRCUITO DAS BRINCADEIRAS: O CURRÍCULO EM MOVIMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO DAS BRINCADEIRAS: O CURRÍCULO EM MOVIMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Introdução MÔNICA DO NASCIMENTO BRITO NILVANA DO SOCORRO GASPAR ROCHA ROSA MARIA ALVES DA COSTA SÔNIA SILVA SANTOS MARIA CELIA SALES

Leia mais

PROJETO DO LIVRO BRINQUEDO: SOMOS O MEIO AMBIENTE

PROJETO DO LIVRO BRINQUEDO: SOMOS O MEIO AMBIENTE PROJETO DO LIVRO BRINQUEDO: SOMOS O MEIO AMBIENTE ¹Orientada: Vanessa da Silva Lopes ²Orientadora: Prof. MSc. Almerinda Maria dos Reis Vieira Rodrigues ³Co-Orientadora: Prof. MSc. Graci Marlene Pavan ¹Estudante

Leia mais

O BRASIL E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO

O BRASIL E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO O BRASIL E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO SECRETARIA NACIONAL DE RELAÇÕES POLÍTICO-SOCIAIS SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA APRESENTAÇÃO Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

Leia mais

TIANGUÁ- CEARÁ. Plano Municipal das Ações Estratégicas Intersetoriais do PETI Programa de Erradicação do Trabalho Infantil ANOS: 2015 À 2017

TIANGUÁ- CEARÁ. Plano Municipal das Ações Estratégicas Intersetoriais do PETI Programa de Erradicação do Trabalho Infantil ANOS: 2015 À 2017 TIANGUÁ- CEARÁ Plano Municipal das Ações Estratégicas Intersetoriais do PETI Programa de Erradicação do Trabalho Infantil ANOS: 2015 À AÇÕES Formação da Comissão Intersetorial de prevenção e erradicação

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

...o futuro, por meio do espaço de estudo e da inserção no mercado de trabalho. Essa ação deve-se à matrícula de alunos/as com bolsa integral ou

...o futuro, por meio do espaço de estudo e da inserção no mercado de trabalho. Essa ação deve-se à matrícula de alunos/as com bolsa integral ou ...o futuro, por meio do espaço de estudo e da inserção no mercado de trabalho. Essa ação deve-se à matrícula de alunos/as com bolsa integral ou parcial, além da adesão ao sistema PROUNI, na Educação Básica,

Leia mais