O que os olho. a empresa sen. 28 JULHO/AGOSTO/SETEMBRO 2005 diga lá nº 44 ILUSTRAÇÃO ALÊ ABREU

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O que os olho. a empresa sen. 28 JULHO/AGOSTO/SETEMBRO 2005 diga lá nº 44 ILUSTRAÇÃO ALÊ ABREU"

Transcrição

1 a empresa sen O que os olho ILUSTRAÇÃO ALÊ ABREU 28 JULHO/AGOSTO/SETEMBRO 2005 diga lá nº 44

2 Uma epidemia ainda invisível atinge a força de trabalho sem que a maior parte das empresas brasileiras perceba. Os sintomas podem ser pequenos atrasos, acidentes de trabalho, queda na produtividade e faltas por motivos de doença cada vez mais freqüentes. Considerada um problema de saúde pública pelos especialistas da área, a dependência de drogas lícitas ou ilícitas ainda é um tema tabu em boa parte do mundo corporativo do país. Mas iniciativas isoladas de prevenção ou até mesmo de tratamento estão se mostrando eficazes e podem servir de exemplo para ações futuras mais amplas. A psiquiatra Ana Cecília Marques, presidente da Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras drogas (Abead), explica que, apesar de ainda não existir um estudo brasileiro quantificando a dependência química no mundo do trabalho, é possível dimensionar o problema com base em pesquisas sobre a população como um todo. A médica cita um levantamento domiciliar feito pelo Centro Brasileiro de Informações Piscotrópicas da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) em A pesquisa mostrou que 10% dos homens e 5% das mulheres são dependentes de álcool. De 1% a 1,5% da população depende de outras drogas. No mundo do trabalho, a ocorrência é igual à da população em geral. As empresas têm de parar de agir como uma avestruz, tirar a cabeça de dentro da terra e enfrentar o problema, diz a presidente da Abead, uma associa- s não vêem... te Valquíria Daher nº 44 diga lá JULHO/AGOSTO/SETEMBRO

3 ção civil sem fins lucrativos que há 30 anos reúne especialistas na área. A dependência química dos funcionários geralmente fica escondida por trás de outras doenças que, na verdade, são apenas uma conseqüência do uso de determinadas substâncias. Nem mesmo a maioria dos departamentos médicos das empresas detecta o problema que, assim, não é tratado. A sociedade tem dificuldade em olhar para o uso de drogas como uma doença, por isso também nas empresas essa dependência passa despercebida. Um gestor bem preparado pode ser capaz de detectar o problema, mas isso é raro. Em geral, não existe essa consciência. O que acontece é que quando o funcionário tem uma crise, é mandado para os médicos conveniados e pronto. Em 99% dos casos, essa pessoa com dependência é tratada pelas doenças relacionadas ao vício, como gastrite, diarréia e muitas outras, explica Ana Cecília, acrescentando que mesmo quando a dependência provoca acidentes de trabalho, continua invisível. Se um operário estava bêbado e caiu, na maioria das vezes vai ter apenas as fraturas tratadas. Precisamos abrir os olhos e criar uma política de prevenção, completa. Produtividade x dependência Mas, se essa epidemia é tão invisível e tão pouco percebida pelas empresas, por que existe uma necessidade tão grande de combatê-la? Se não for por responsabilidade social, que ao menos seja por controle de custos. Em todas as empresas onde existe uma política de prevenção e nas quais foi feito um mapeamento do problema, ficou provado que um funcionário com dependência química representa um custo muito mais alto do que outro saudável. O Instituto Brasileiro de Estudos Toxicológicos e Farmacológicos (Ibet), que desenvolve programas de prevenção em empresas, chegou aos seguintes números: um funcionário usuário de drogas sofre 3,6 vezes mais acidentes de trabalho; aumenta em nove vezes a probabilidade de ter um acidente automobilístico ou doméstico; tem três vezes mais atrasos; usa a assistência médica três vezes mais; e está duas vezes mais sujeito à demissão. Diretor científico do Ibet, o toxicologista Ovandir Alves Silva diz que não há dúvida que o usuário de drogas tem mais chance de se ferir e ferir os outros no trabalho. Coordenadora de estudos e assistência do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Atenção ao Uso de Drogas (Nepad/UERJ), a psiquiatra Ivone Stefania Ponczek, no entanto, destaca que as reações variam muito de pessoa para pessoa. É muito pessoal. Não podemos botar todo o mundo no mesmo patamar. Algumas pessoas ficam tomadas pelas drogas e não conseguem trabalhar. Outras não. Depende da droga e depende da pessoa quanto isso vai afetar o rendimento. A cocaína e o álcool, que é socialmente aceito, têm efeitos mais visíveis. A maconha traz reflexos mais sérios a longo prazo, explica Ivone. Ana Cecília, da Abead, conta que estudos mostram em quanto tempo os efeitos do uso de drogas ficarão mais evidentes, inclusive no trabalho. A psiquiatra confirma que isso varia de pessoa para pessoa e de droga para droga, mas em média isso ocorre num prazo de três a cinco anos. Se a pessoa chegar a ir para o trabalho sob o efeito das drogas, geralmente é mandada para tratamento, conta a médica. É justamente a esse ponto que os especialistas acreditam que a empresa não deve deixar o funcionário chegar. Ovanir destaca que um programa voltado para drogas nas empresas não deve ser focado na pessoa com dependência: A preocupação não deve ser com o dependente, e sim com o usuário e com a prevenção. Exemplo que vem do Sul Um trabalho de prevenção feito pelo Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (Unodoc/ONU), realizado em parceria com o Sesi do Rio Grande do Sul desde 1994, comprova a eficácia desse tipo de iniciativa. Depois do ciclo do programa que dura 18 meses, mas pode ser implantado continuamente, os resultados nas empresas são os seguintes: em termos de 30 JULHO/AGOSTO/SETEMBRO 2005 diga lá nº 44

4 qualidade de vida, 16% dos funcionários fumantes pararam de fumar, 12,5% dos que bebiam regularmente deixaram de consumir álcool e 53% dos dependentes abandonaram o uso de drogas ilícitas. Em relação à produtividade, as faltas por motivo de doença foram reduzidas em 10%, os atrasos diminuíram 30% e os acidentes de trabalho foram reduzidos em 34%. Segundo o Unodoc, o programa está sendo desenvolvido em 73 empresas e seis escolas em 31 municípios do Rio Grande do Sul, atingindo 65 mil trabalhadores e 6 mil alunos. O projeto foi expandido para 11 estados brasileiros e está sendo levado também para países do Cone Sul. Coordenadora de Prevenção às Drogas do Sesi do Rio Grande do Sul e responsável pelo programa, Leda Pereira conta que tudo começa com a empresa assinando um termo de compromisso. A partir daí, fazemos uma pesquisa para mensurar os indicadores do uso de drogas e de desempenho. Os funcionários preenchem questionários. Depois de feito o mapeamento, elaboramos a estratégia e a política de prevenção mais adequada àquela realidade, explica. O trabalho baseia-se em três áreas distintas pelas cores dos sinais de trânsito: verde (boa), amarela (risco) e vermelha (dependência). A idéia é valorizar a área verde, mostrando que a vida pode ser legal sem o consumo de drogas. Nós fazemos uma campanha de deflagração do programa, realizamos um trabalho de valorização da vida e capacitamos gestores reabilitadores ou orientadores. O programa leva de 18 a 24 meses, e criamos condições para que haja continuidade no trabalho. Durante o programa, são feitas três avaliações. Após a terceira, a empresa ganha o selo Aqui se pratica prevenção, relata Leda, destacando que em todas as empresas em que o trabalho foi desenvolvido os resultados foram muito bons. Leda acredita que o empresariado brasileiro já está percebendo que a qualidade do produto depende da qualidade de vida dos funcionários, por isso, mais empresas estão investindo em prevenção e, quando necessário, em tratamento. Algumas empresas já têm até dotação orçamentária para esse tipo de programa. É mais barato prevenir do que tratar. O foco na valorização da vida reduz o custo de produção das empresas e melhora a vida do funcionário. Mas, além disso, o programa também trata e recupera as pessoas, destaca ela, acrescentando que o programa parte da metodologia nº 44 diga lá JULHO/AGOSTO/SETEMBRO

5 da ONU, mas foi adaptado à realidade local e é moldado de acordo com a empresa. A valorização da vida é feita por meio de atividades que liberam endorfina, geram na pessoa o sentimento de pertencer a um grupo, a algo mais amplo, e desenvolvem a auto-estima do indivíduo. Temos atividades de dança, de coral, passeios. Queremos que esses funcionários e suas famílias sintam que são importantes para alguém. A solidão e o estresse são fatores que levam ao consumo de drogas, conta a coordenadora do Sesi/Unodoc. Ivone Ponczek, do Nepad/UERJ, concorda que o consumo de drogas está cada vez mais vinculado a fatores como esses. O estresse, as dificuldades econômicas e a insatisfação no emprego aumentam o consumo de drogas. Isso é o reflexo, algumas vezes, da situação do país. Mas acontece também porque as pessoas têm relações descartáveis e estão buscando prazeres imediatos, tão difundidos pela mídia, pondera ela, destacando que atualmente poucas empresas procuram o Nepad em busca de orientação para lidar com o problema. O que é uma pena, lamenta. Prevenção x repreensão O maior desafio de desenvolver um programa na área de prevenção à dependência química nas empresas pode ser sensibilizar o empresariado para o problema. No entanto, existe outro obstáculo também muito comum: o funcionário usuário ficar amedrontado, acuado e com medo de ser demitido. Leda explica que no programa do Sesi/Unodoc, por exemplo, o número de pessoas que admitem ser usuárias de drogas lícitas ou ilícitas costuma crescer da primeira para a segunda avaliação. A explicação dela é a seguinte: É que, após o primeiro estágio do programa, a cultura da empresa começa a mudar e as pessoas passam a se revelar. É na terceira avaliação que verificamos a real redução dos casos. Ovandir, do Ibet, conta que nos programas que desenvolve nas empresas, em geral, a adesão dos funcionários é de 100%. Nós fazemos uma palestra de sensibilização e mostramos que o programa não tem nada a ver com demissão, com repressão, que os objetivo são a prevenção e a recuperação. As empresas assumem esse compromisso quando contratam o programa. É importante que isso fique muito claro, porque nós pedimos autorização dos funcionários para fazer exames toxicológicos para podermos traçar um mapeamento da situação da empresa. Para ele, o pior são as empresas que não têm qualquer programa e que, quando identificam o problema, demitem o funcionário. Como na maioria dos casos as empresas não possuem um programa adequado para enfrentar o problema, muitos gestores ficam perdidos na hora de abordar o funcionário com um tema delicado como esse. Ivone Ponczek, do Nepad/UERJ, explica um pouco do que deve ser feito ou não na hora de abordar um dependente químico: É preciso ter o máximo de humanismo. O maior erro é lidar de uma forma ameaçadora, persecutória. Isso pode ter efeitos em toda a equipe. O ideal é encaminhar a pessoa para o serviço de psicologia da empresa, se houver um. Outro aspecto muito comum hoje em dia é associar a droga à irresponsabilidade e à violência relacionada ao tráfico. Não podemos lidar com o usuário dessa maneira, ensina. De olhos bem fechados A negação é outra das atitudes que aparecem a toda hora quando o assunto é droga. A negação pode partir dos gestores, da empresa e, claro, do próprio usuário. Mas, se o funcionário está em negação, como é possível conscientizá-lo de que ele é dependente de alguma droga? A negação é um obstáculo difícil. O gestor ou o chefe devem se aproximar aos poucos, sempre deixando claro que não vão demitir ou perseguir, é preciso tentar aos poucos. Quando a negação parte do chefe ou dos pais, no caso de jovens, também é um problema. As pessoas tendem a fingir que não estão vendo o que acontece, diz Ivone. De olhos bem fechados também parecem estar algumas empresas de determinados setores, dizem os especialistas. Ovanir, do Ibet, destaca as 32 JULHO/AGOSTO/SETEMBRO 2005 diga lá nº 44

6 áreas que mais procuram programas de prevenção. Siderúrgicas, transporte de carga, mineração, automobilística e prestação de serviço são as mais preocupadas com uma política de prevenção. Agora, nunca ouvi falar de empresas de publicidade e de mercado financeiro que tenham adotado um projeto como esse. Outro absurdo é as companhias aéreas não adotarem uma política de prevenção e não fazerem exames periódicos nos pilotos, mecânicos etc. Eles estão lidando com a vida das pessoas. Nos Estados Unidos, por exemplo, esses setores, assim como o ferroviário, são obrigados a ter um programa com exames toxicológicos, alerta. Ana Cecília, da Abead, também é favorável a uma política empresarial mais agressiva quando se trata de uma empresa em que o risco é alto: No caso das companhias aéreas, deveria estar no contrato de um piloto que ele pode vir a ser submetido a testes. Depois as empresas deveriam fazer um sorteio para escolher quem faria o exame em cada período. O que está em jogo aí é a vida das pessoas. O exame toxicológico é motivo de polêmica entre os especialistas. Ovanir acredita que é um procedimento normal, desde que a empresa tenha a autorização do funcionário: É um mito pensar que o funcionário vai fugir. A adesão é muito grande. Já Ana Cecília acredita que o exame toxicológico é um simples instrumento e pode ser usado dependendo do perfil da empresa: Um questionário anônimo é um bom procedimento porque fica claro que a empresa não quer detectar quem é o usuário e, sim, conhecer o seu perfil em relação ao uso de drogas. É claro que há pessoas que mentem ou simplesmente não respondem. Mas, hoje em dia, aprendemos alguns truques que, mesmo quando a pessoa não diz a verdade, nos permitem ver que ela usa drogas. Já Ivone é totalmente contrária aos exames toxicológicos: O exame toxicológico é invasivo e inconstitucional. Ninguém é obrigado a dar uma prova contra a sua própria pessoa. Soa também como uma ameaça que ronda os funcionários. É preciso lidar com isso de outra forma. É completamente diferente de um exame antidoping feito numa competição esportiva, na qual existem regras. Uma campanha preventiva é muito melhor. Para Ana Cecília, no entanto, essa discussão é irrelevante: Ainda falta tanto o que fazer nessa área... O que precisamos lembrar é que esse é um problema de saúde pública número 1. nº 44 diga lá JULHO/AGOSTO/SETEMBRO

09:49:35 - Jane Bettiol : Convidado 'Jane Bettiol' entra na sala. 10:00:22 - DC fala para todos: Os chats são realizadas por jornalistas de

09:49:35 - Jane Bettiol : Convidado 'Jane Bettiol' entra na sala. 10:00:22 - DC fala para todos: Os chats são realizadas por jornalistas de 09:49:35 - Jane Bettiol : Convidado 'Jane Bettiol' entra na sala. 10:00:22 - DC fala para todos: Os chats são realizadas por jornalistas de diario.com.br, convidados especiais e pelos usuários. Todas as

Leia mais

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação.

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Introdução Criar um filho é uma tarefa extremamente complexa. Além de amor,

Leia mais

CONHECENDO A PSICOTERAPIA

CONHECENDO A PSICOTERAPIA CONHECENDO A PSICOTERAPIA Psicólogo Emilson Lúcio da Silva CRP 12/11028 2015 INTRODUÇÃO Em algum momento da vida você já se sentiu incapaz de lidar com seus problemas? Se a resposta é sim, então você não

Leia mais

SENADO FEDERAL DIGA NÃO ÀS DROGAS SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADO FEDERAL DIGA NÃO ÀS DROGAS SENADOR CLÉSIO ANDRADE SENADO FEDERAL DIGA NÃO ÀS DROGAS SENADOR CLÉSIO ANDRADE Diga não às drogas apresentação A droga oferece um único caminho: começa pela busca do prazer e da euforia e acaba no inferno para manter o vício.

Leia mais

Estado de Minas online 01/03/2014 Chuvas ficam abaixo da média em fevereiro e cresce risco de racionamento

Estado de Minas online 01/03/2014 Chuvas ficam abaixo da média em fevereiro e cresce risco de racionamento Estado de Minas online 01/03/2014 Chuvas ficam abaixo da média em fevereiro e cresce risco de racionamento http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2014/03/01/internas_economia,503426/cresce-o-riscode-racionamento.shtml

Leia mais

Prevenção ao uso de drogas na escola: o que você pode fazer?

Prevenção ao uso de drogas na escola: o que você pode fazer? Prevenção ao uso de drogas na escola: o que você pode fazer? O educador pode contribuir para prevenir o abuso de drogas entre adolescentes de duas formas básicas: incentivando a reflexão e a adoção de

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Atuação estratégica dos departamentos jurídicos Marco Antonio P. Gonçalves A atuação estratégica de departamentos jurídicos é um dos principais temas de interesse dos advogados que

Leia mais

3 Dicas Poderosas Para Investir Em Ações. "A única maneira de fazer um grande trabalho é. amar o que você faz." Steve Jobs. Por Viva e Aprenda 2

3 Dicas Poderosas Para Investir Em Ações. A única maneira de fazer um grande trabalho é. amar o que você faz. Steve Jobs. Por Viva e Aprenda 2 "A única maneira de fazer um grande trabalho é amar o que você faz." Steve Jobs Por Viva e Aprenda 2 Por Viva e Aprenda Declaração De Ganhos Com O Uso De Nossos Produtos A empresa O Segredo Das Ações"

Leia mais

Brasil vive "epidemia descontrolada" de Aids, diz presidente do Grupo Pela Vidda

Brasil vive epidemia descontrolada de Aids, diz presidente do Grupo Pela Vidda http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2012/06/08/brasil-vive-epidemiadescontrolada-de-aids-diz-presidente-do-grupo-pela-vidda.htm 08/06/201207h00 Brasil vive "epidemia descontrolada"

Leia mais

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria Agentes Financiadores Notícias e atualidades sobre Agentes Financiadores nacionais e internacionais página inicial A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores

Leia mais

A adolescência e o fenômeno da drogadição. Prof. Marco Aurélio de Patrício Ribeiro marcoaurélio@7setembro.com.br Cel. 9998.6560

A adolescência e o fenômeno da drogadição. Prof. Marco Aurélio de Patrício Ribeiro marcoaurélio@7setembro.com.br Cel. 9998.6560 A adolescência e o fenômeno da drogadição. Prof. Marco Aurélio de Patrício Ribeiro marcoaurélio@7setembro.com.br Cel. 9998.6560 A Sociedade muda (acentuando o problema das drogas nos últimos 30 anos) Ao

Leia mais

CINCO DICAS PARA PLANEJAR E CONTROLAR AS METAS DA SUA EQUIPE COMERCIAL

CINCO DICAS PARA PLANEJAR E CONTROLAR AS METAS DA SUA EQUIPE COMERCIAL CINCO DICAS PARA PLANEJAR E CONTROLAR AS METAS DA SUA EQUIPE COMERCIAL INTRODUÇÃO Não importa qual o tamanho da empresa: ela precisa saber aonde quer chegar. Para isso é preciso traçar um caminho e a melhor

Leia mais

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores?

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Noemi: É a velha história, uma andorinha não faz verão,

Leia mais

CONTADORES DE HISTÓRIA: EDUCAÇÃO E CULTURA NA SAÚDE

CONTADORES DE HISTÓRIA: EDUCAÇÃO E CULTURA NA SAÚDE Prêmio AEA 2014 - Projetos de Responsabilidade Social CONTADORES DE HISTÓRIA: EDUCAÇÃO E CULTURA NA SAÚDE Luana Costa*, Graziela Tamayosi*, Valdir Cimino** *Centro Tecnológico MAHLE Metal Leve S/A, **Associação

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA DE AMOR-EXIGENTE REGIONAL CUIABÁ - MT

APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA DE AMOR-EXIGENTE REGIONAL CUIABÁ - MT APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA DE AMOR-EXIGENTE REGIONAL CUIABÁ - MT AMOR-EXIGENTE é um programa inovador que atua com Grupos de Apoio e orientação aos pais, jovens e educadores para prevenir o abuso e a dependência

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

AFETA A SAÚDE DAS PESSOAS

AFETA A SAÚDE DAS PESSOAS INTRODUÇÃO Como vai a qualidade de vida dos colaboradores da sua empresa? Existem investimentos para melhorar o clima organizacional e o bem-estar dos seus funcionários? Ações que promovem a qualidade

Leia mais

Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver

Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver SESSÃO: 255-S0 DATA: 27/08/15 FL: 1 DE 5 O SR. TONINHO VESPOLI (PSOL) - Boa tarde novamente a todos e a todas. Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver

Leia mais

05/12/2006. Discurso do Presidente da República

05/12/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, no encerramento da 20ª Reunião Ordinária do Pleno Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social Palácio do Planalto, 05 de dezembro de 2006 Eu acho que não cabe discurso aqui,

Leia mais

Histórico. O Projeto surgiu para atender à cláusula de um CCT (Implementação de programa de prevenção ao uso de drogas).

Histórico. O Projeto surgiu para atender à cláusula de um CCT (Implementação de programa de prevenção ao uso de drogas). Histórico O Projeto surgiu para atender à cláusula de um CCT (Implementação de programa de prevenção ao uso de drogas). Convênio com o SESI Programa PREVDROGAS, extensão para a Comunidade Portuária. Objetivo

Leia mais

FORMAÇÃO DE JOGADORES NO FUTEBOL BRASILEIRO PRECISAMOS MELHORAR O PROCESSO? OUTUBRO / 2013

FORMAÇÃO DE JOGADORES NO FUTEBOL BRASILEIRO PRECISAMOS MELHORAR O PROCESSO? OUTUBRO / 2013 FORMAÇÃO DE JOGADORES NO FUTEBOL BRASILEIRO PRECISAMOS MELHORAR O PROCESSO? OUTUBRO / 2013 Recentemente, escrevi uma crônica cujo texto apresentava algumas possíveis causas para que o processo de formação

Leia mais

20 ANOS DE UNESCO NO COLÉGIO BENJAMIN CONSTANT

20 ANOS DE UNESCO NO COLÉGIO BENJAMIN CONSTANT 20 ANOS DE UNESCO NO COLÉGIO BENJAMIN CONSTANT Fachada restaurada e preservada do Colégio Benjamin Constant (igual de 1924) Neste ano de 2012, o Colégio Benjamin Constant comemora 20 anos de associação

Leia mais

PALESTRA SOBRE GESTÃO DE RISCOS

PALESTRA SOBRE GESTÃO DE RISCOS PALESTRA SOBRE GESTÃO DE RISCOS 11 de Maio de 2016 Palestrante Everton J. De Ros Diretor Executivo da EJRos Brasil Objetivos desta Palestra Capacitar os participantes para entenderem o pensamento baseado

Leia mais

atitudes e comportamentos. Acima de tudo, o Ser Humano tem alma, emoções e sentimentos. Quantas mudanças ocorrem na vida da empresa? Inúmeras.

atitudes e comportamentos. Acima de tudo, o Ser Humano tem alma, emoções e sentimentos. Quantas mudanças ocorrem na vida da empresa? Inúmeras. RH SENSÍVEL RH é uma área sensível à mentalidade que em geral predomina nas organizações. A gestão de RH abrange aspectos como a cultura organizacional, satisfação no trabalho e talento. Isis Corrêa Como

Leia mais

Aula 1 Uma visão geral das comorbidades e a necessidade da equipe multidisciplinar

Aula 1 Uma visão geral das comorbidades e a necessidade da equipe multidisciplinar Aula 1 Uma visão geral das comorbidades e a necessidade da equipe multidisciplinar Nesta aula, apresentaremos o panorama geral das comorbidades envolvidas na dependência química que serão estudadas ao

Leia mais

Lições para o crescimento econômico adotadas em outros países

Lições para o crescimento econômico adotadas em outros países Para o Boletim Econômico Edição nº 45 outubro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Lições para o crescimento econômico adotadas em outros países 1 Ainda que não haja receita

Leia mais

coleção Conversas #9 - junho 2014 - m i o o Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #9 - junho 2014 - m i o o Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. sou Eu Por do que coleção Conversas #9 - junho 2014 - Candomblé. tã estou sen d o o discri m i na da? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

EM PONTOS: vale a pena planejar

EM PONTOS: vale a pena planejar NO NEGÓCIO TEXTO DE MARCELO CASAGRANDE 5 EM PONTOS: vale a pena planejar A Gestão&Negócios reuniu cinco importantes motivos pelos quais o planejamento financeiro é fundamental para uma empresa. Saber o

Leia mais

Governança Corporativa ao Alcance de Todos

Governança Corporativa ao Alcance de Todos Autor: Charles Holland* Governança Corporativa ao Alcance de Todos Segundo o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa IBGC, governança corporativa são as práticas e os relacionamentos entre acionistas/quotistas,

Leia mais

PIB Produto Interno Bruto

PIB Produto Interno Bruto CARTA ECONÔMICA Nº 11/2015 Senhores Conselheiros, Gestores e Membros do Comitê de Investimentos, No atual momento econômico vem surgindo a dúvida se o Brasil está em recessão ou em depressão. Se por recessão

Leia mais

MÓDULO 5 O SENSO COMUM

MÓDULO 5 O SENSO COMUM MÓDULO 5 O SENSO COMUM Uma das principais metas de alguém que quer escrever boas redações é fugir do senso comum. Basicamente, o senso comum é um julgamento feito com base em ideias simples, ingênuas e,

Leia mais

Programa de Palestras de Conscientização e Prevenção de Drogas da Comunidade Nascer de Novo

Programa de Palestras de Conscientização e Prevenção de Drogas da Comunidade Nascer de Novo Programa de Palestras de Conscientização e Prevenção de Drogas da Comunidade Nascer de Novo Programa de Palestras de Conscientização e Prevenção de Drogas da Comunidade Nascer de Novo Olá, você, com certeza,

Leia mais

Dependência Química. Informação é grande aliada dos amigos e familiares.

Dependência Química. Informação é grande aliada dos amigos e familiares. Dependência Química Informação é grande aliada dos amigos e familiares. O QUE É DROGA-DEPENDÊNCIA? Droga-dependência é um transtorno psiquiátrico que se caracteriza pelo uso impulsivo e descontrolado de

Leia mais

Desvios de redações efetuadas por alunos do Ensino Médio

Desvios de redações efetuadas por alunos do Ensino Médio Desvios de redações efetuadas por alunos do Ensino Médio 1. Substitua as palavras destacadas (ou mesmo aquelas que não estejam), de forma que os fragmentos abaixo fiquem mais elegantes, próximos à língua

Leia mais

GESTÃO PÉ NO CHÃO. Resultados da pesquisa online realizada com mais de 100 escritórios de advocacia

GESTÃO PÉ NO CHÃO. Resultados da pesquisa online realizada com mais de 100 escritórios de advocacia GESTÃO PÉ NO CHÃO Resultados da pesquisa online realizada com mais de 100 escritórios de advocacia Consultoria especializada no desenvolvimento integral de escritórios de advocacia Nos últimos meses publicamos

Leia mais

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação Jairo Martins da Silva FOTOs: divulgação E N T R E V I S T A Disseminando qualidade e cultura Superintendente-geral da Fundação Nacional da Qualidade, Jairo Martins da Silva fala sobre o desafio da qualidade

Leia mais

Balanço social: diversidade, participação e segurança do trabalho

Balanço social: diversidade, participação e segurança do trabalho João Sucupira* INDICADORES Balanço social: diversidade, participação e segurança do trabalho O balanço social está se tornando uma peça importante não só para prestar contas à sociedade das ações das empresas

Leia mais

A grande farsa da evolução do processo de gestão empresarial

A grande farsa da evolução do processo de gestão empresarial A grande farsa da evolução do processo de gestão empresarial Começo minha reflexão de hoje pensando um pouco na história da Administração, nos princípios de gestão e formas como as empresas hoje são geridas.

Leia mais

PESQUISA CENÁRIO 2010-2015: DESAFIOS ESTRATÉGICOS E PRIORIDADES DE GESTÃO

PESQUISA CENÁRIO 2010-2015: DESAFIOS ESTRATÉGICOS E PRIORIDADES DE GESTÃO PESQUISA CENÁRIO 2010-2015: DESAFIOS ESTRATÉGICOS E PRIORIDADES DE GESTÃO PESQUISA RESPONDENTES 1065 executivos (as) PERÍODO De 02 a 17 (Novembro de 2009) CEOs Diretores UNs Diretores Funcionais QUESTIONÁRIO

Leia mais

Menos paixão: o sucesso na Negociação

Menos paixão: o sucesso na Negociação Menos paixão: o sucesso na Negociação O sucesso de uma negociação está na ausência da paixão. Quanto mais objetiva e baseada em critérios imparciais for a negociação, melhor será o acordo final para todos.

Leia mais

O USO DA PERSUASÃO COMO FERRAMENTA MOTIVADORA À LEITURA

O USO DA PERSUASÃO COMO FERRAMENTA MOTIVADORA À LEITURA 1 O USO DA PERSUASÃO COMO FERRAMENTA MOTIVADORA À LEITURA Elisson Souza de São José i (UNIT) INTRODUÇÃO Grande parte da juventude brasileira infelizmente não tem prazer e nem o hábito de ler, o que faz

Leia mais

A Importância da Família na Educação

A Importância da Família na Educação A Importância da Família na Educação Não caminhes à minha frente Posso não saber seguir-te. Não caminhes atrás de mim Posso não saber guiar-te. Educadora Social Dra. Joana Valente Caminha antes a meu lado

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República no Estado do Rio de Janeiro RELATÓRIO

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República no Estado do Rio de Janeiro RELATÓRIO RELATÓRIO Evento: Discutindo a Classificação Indicativa: Mídia e Drogas Data: 15 de outubro de 2010 das 14h às 19h Local: Sala Macunaíma Anexo II do Ministério da Justiça, sala 425 Brasília-DF Convite:

Leia mais

5 Passos para vender mais com o Instagram

5 Passos para vender mais com o Instagram 5 Passos para vender mais com o Instagram Guia para iniciantes melhorarem suas estratégias ÍNDICE 1. Introdução 2. O Comportamento das pessoas na internet 3. Passo 1: Tenha um objetivo 4. Passo 2: Defina

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

RELATÓRIO MESA DEVOLVER DESIGN (EXTENSÃO) Falta aplicação teórica (isso pode favorecer o aprendizado já que o aluno não tem a coisa pronta)

RELATÓRIO MESA DEVOLVER DESIGN (EXTENSÃO) Falta aplicação teórica (isso pode favorecer o aprendizado já que o aluno não tem a coisa pronta) 1ª RODADA RELAÇÃO PRÁTICA E TEORIA Pouca teoria, muitas oficinas Matérias não suprem as necessidades de um designer Falta aplicação teórica (isso pode favorecer o aprendizado já que o aluno não tem a coisa

Leia mais

coleção Conversas #11 - agosto 2014 - n a h u e s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #11 - agosto 2014 - n a h u e s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #11 - agosto 2014 - Não quero s o a negra a m e pr s s eu e n ta min Respostas r pais. So perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. h u a n ra a m cis o t r a a?

Leia mais

PATRULHA AMBIENTAL MIRIM: Um espaço de Emancipação dos Sujeitos

PATRULHA AMBIENTAL MIRIM: Um espaço de Emancipação dos Sujeitos PATRULHA AMBIENTAL MIRIM: Um espaço de Emancipação dos Sujeitos RESUMO Elizane Pegoraro Bertineti 1 Tanise Stumf Böhm 2 O presente texto busca apresentar o trabalho realizado pela Patrulha Ambiental Mirim

Leia mais

COMO USAR AS MÍDIAS SOCIAIS PARA VENDER MAIS NA INTERNET. tyngu.com.br

COMO USAR AS MÍDIAS SOCIAIS PARA VENDER MAIS NA INTERNET. tyngu.com.br COMO USAR AS MÍDIAS SOCIAIS PARA VENDER MAIS NA INTERNET USE O PODER DA INTERNET Usar as mídias sociais como Facebook, Twitter e YouTube para dar mais visibilidade a um produto ou serviço exige aprendizado.

Leia mais

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Brasília-DF, 30 de outubro de 2006 Jornalista Ana Paula Padrão: Então vamos às perguntas, agora ao vivo, com

Leia mais

22/05/2006. Discurso do Presidente da República

22/05/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de assinatura de protocolos de intenções no âmbito do Programa Saneamento para Todos Palácio do Planalto, 22 de maio de 2006 Primeiro, os números que estão no

Leia mais

Quando as mudanças realmente acontecem - hora da verdade

Quando as mudanças realmente acontecem - hora da verdade Quando as mudanças realmente acontecem - hora da verdade Pergunte a um gestor de qualquer nível hierárquico qual foi o instante em que efetivamente ele conseguiu obter a adesão de sua equipe aos processos

Leia mais

PROPOSTA DE TRABALHO ENSINO MÉDIO 2010. Pais e Alunos

PROPOSTA DE TRABALHO ENSINO MÉDIO 2010. Pais e Alunos PROPOSTA DE TRABALHO ENSINO MÉDIO 2010 Pais e Alunos Proposta de Trabalho Ensino Médio 2010 A partir de 2010 o nosso projeto pedagógico do Ensino Médio estará ainda mais comprometido com a formação integral

Leia mais

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus Ensino - Ensino 11 - Anos 11 Anos Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus História Bíblica: Mateus 3:13 a 17; Marcos 1:9 a 11; Lucas 3:21 a 22 João Batista estava no rio Jordão batizando as pessoas que queriam

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

DANIEL EM BABILÔNIA Lição 69. 1. Objetivos: Ensinar que devemos cuidar de nossos corpos e recusar coisas que podem prejudicar nossos corpos

DANIEL EM BABILÔNIA Lição 69. 1. Objetivos: Ensinar que devemos cuidar de nossos corpos e recusar coisas que podem prejudicar nossos corpos DANIEL EM BABILÔNIA Lição 69 1 1. Objetivos: Ensinar que devemos cuidar de nossos corpos e recusar coisas que podem prejudicar nossos corpos 2. Lição Bíblica: Daniel 1-2 (Base bíblica para a história e

Leia mais

Trânsito Quatro flagrantes todos os dias

Trânsito Quatro flagrantes todos os dias 1/5 Trânsito Quatro flagrantes todos os dias Média de motoristas embriagados parados pelo Detran a cada 24 horas de 2008 aumentou em relação ao ano passado. Condutores costumam reagir de forma agressiva,

Leia mais

Estudo x trabalho: aprenda a vencer a rotina de atividades rumo ao sucesso

Estudo x trabalho: aprenda a vencer a rotina de atividades rumo ao sucesso Estudo x trabalho: aprenda a vencer a rotina de atividades rumo ao sucesso Sumário introdução 03 Capítulo 5 16 Capítulo 1 Pense no futuro! 04 Aproveite os fins de semana Capítulo 6 18 Capítulo 2 07 É preciso

Leia mais

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível).

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível). , Luiz Inácio Lula da Silva, durante a inauguração da República Terapêutica e do Consultório de Rua para Dependentes Químicos e outras ações relacionadas ao Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack São

Leia mais

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Palestra tudo O QUE VOCE sobre precisa entender Abundância & Poder Pessoal EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Como aprendemos hoje na palestra: a Lei da Atração, na verdade é a Lei da Vibracao. A frequência

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

A PROMOÇÃO A SAÚDE E PREVENÇÃO AO USO DE DROGAS

A PROMOÇÃO A SAÚDE E PREVENÇÃO AO USO DE DROGAS A PROMOÇÃO A SAÚDE E PREVENÇÃO AO USO DE DROGAS Prof. Lorena Silveira Cardoso Mestranda em Saúde Coletiva Profª. Drª. Marluce Miguel de Siqueira Orientadora VITÓRIA 2013 INTRODUÇÃO O consumo de substâncias

Leia mais

PONTO DE VISTA SEM TÍTULO, JAZIEL DA SILVA LINS. PAPEL RECICLADO S/ EUCATEX. por Marcelo de Andrade Pinheiro FGV-EAESP

PONTO DE VISTA SEM TÍTULO, JAZIEL DA SILVA LINS. PAPEL RECICLADO S/ EUCATEX. por Marcelo de Andrade Pinheiro FGV-EAESP PONTO DE VISTA Extraindo o melhor de recursos humanos SEM TÍTULO, JAZIEL DA SILVA LINS. PAPEL RECICLADO S/ EUCATEX. O imperativo categórico de uma organização é o resultado. A mesma exigência de desempenho

Leia mais

IBASE INSTITUTO BRASILEIRO DE ANÁLISES SOCIAIS E ECONÔMICAS

IBASE INSTITUTO BRASILEIRO DE ANÁLISES SOCIAIS E ECONÔMICAS A P R E S E N T A Ç Ã O 6 IBASE INSTITUTO BRASILEIRO DE ANÁLISES SOCIAIS E ECONÔMICAS A presente publicação consolida uma série de informações sobre os balanços sociais de empresas que atuam no Brasil

Leia mais

Clipping de Notícias Educacionais

Clipping de Notícias Educacionais Clipping 24/09/2010 SEMERJ www.semerj.org.br semerj@semerj.org.br Clipping de Notícias Educacionais Caso sua instituição ainda não seja associada ao SEMERJ, visite nosso site e descubra as vantagens em

Leia mais

PESQUISA EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Orçamento Pessoal e Conhecimentos Financeiros

PESQUISA EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Orçamento Pessoal e Conhecimentos Financeiros PESQUISA EDUCAÇÃO FINANCEIRA Orçamento Pessoal e Conhecimentos Financeiros Janeiro 2015 1. INTRODUÇÃO Quatro em cada dez consumidores consideram-se desorganizados financeiramente, mas sete em cada dez

Leia mais

Tema: evasão escolar no ensino superior brasileiro

Tema: evasão escolar no ensino superior brasileiro Entrevista com a professora Maria Beatriz de Carvalho Melo Lobo Vice- presidente do Instituto Lobo para o Desenvolvimento da Educação, Ciência e Tecnologia e Sócia- diretora da Lobo & Associados Consultoria.

Leia mais

A ILUSÃO NOS ADOECE E A REALIDADE NOS CURA. O ENIGMA DA DOENÇA E DA CURA

A ILUSÃO NOS ADOECE E A REALIDADE NOS CURA. O ENIGMA DA DOENÇA E DA CURA 1 A ILUSÃO NOS ADOECE E A REALIDADE NOS CURA. O ENIGMA DA DOENÇA E DA CURA José Fernando de Freitas RESUMO Os doentes têm uma relação especial com suas doenças. A mente diz que quer se curar, mas, na realidade,

Leia mais

COMO INICIAR O RELACIONAMENTO COM OS LEADS? 8 passos para TER UMA SEQUÊNCIA DE EMAILS BEM SUCEDIDA.

COMO INICIAR O RELACIONAMENTO COM OS LEADS? 8 passos para TER UMA SEQUÊNCIA DE EMAILS BEM SUCEDIDA. COMO INICIAR O RELACIONAMENTO COM OS LEADS? 8 passos para TER UMA SEQUÊNCIA DE EMAILS BEM SUCEDIDA. Uma sequência de e-mail, follow-up ou auto responder é um sistema de resposta automática em uma série

Leia mais

Suplemento Especial. Edição Nº 3068. 21/10/2013. Escolha do curso. preço e localização da universidade pesam na decisão

Suplemento Especial. Edição Nº 3068. 21/10/2013. Escolha do curso. preço e localização da universidade pesam na decisão Suplemento Especial. Edição Nº 3068. 21/10/2013 Escolha do curso preço e localização da universidade pesam na decisão 2 vestibulando Como enfrentar o vestibular O período de provas é uma verdadeira maratona,

Leia mais

Drogas. Prevenção no ambiente de trabalho

Drogas. Prevenção no ambiente de trabalho Saiba mais: Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime UNODC Brasil e Cone Sul SHIS QI 25 conj 3 casa 7 Brasília DF Brasil 70266-230 Tel: 55 (61) 3367-7353 www.unodc.org.br unodc.brasil@unodc.org.br

Leia mais

6 Conclusão do estudo e implicações empresariais

6 Conclusão do estudo e implicações empresariais 6 Conclusão do estudo e implicações empresariais Este estudo buscou entender o fenômeno da criação de aceleradoras corporativas por parte de empresas de grande porte, com base na análise dos dois casos

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Reuniões Mediúnicas Palestrante: Carlos Feitosa Rio de Janeiro 04/10/2002 Organizadores da Palestra: Moderador: "_Alves_"

Leia mais

Este caderno é parte integrante da Revista APM Edição n 561 -Outubro de 2005

Este caderno é parte integrante da Revista APM Edição n 561 -Outubro de 2005 Este caderno é parte integrante da Revista APM Edição n 561 -Outubro de 2005 Cartilha Informativa sobre Drogas (Publicação em fascículos nas edições 557, 558, 559, 560, 561, 562, 563 e 564 da Revista A

Leia mais

6 Dicas Básicas para Conciliar Trabalho e Filho Doente

6 Dicas Básicas para Conciliar Trabalho e Filho Doente 6 Dicas Básicas para Conciliar Trabalho e Filho Doente Realmente não é fácil para quem tem filho trabalhar. Quando a mulher é casada e o marido ajuda menos-mal, mal, porém quando a mulher é sozinha fica

Leia mais

Boletim de carreiras:

Boletim de carreiras: Boletim de carreiras: as oportunidades que você deixa de aproveitar quando não sabe falar Inglês! Falar Inglês, há muito tempo, deixou de ser desejável para se tornar obrigatório nas grandes empresas.

Leia mais

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com Tema:Humor Você vai ler a seguir um fragmento da peça teatral Lua nua, de Leilah Assunção, que foi encenada em várias cidades do país entre 1986 e 1989, sempre com grande sucesso de público e de crítica.

Leia mais

A Maquina de Vendas Online É Fraude, Reclame AQUI

A Maquina de Vendas Online É Fraude, Reclame AQUI A Maquina de Vendas Online É Fraude, Reclame AQUI Muitas pessoas me perguntam se a maquina de vendas online é fraude do Tiago bastos funciona de verdade ou se não é apenas mais uma fraude dessas que encontramos

Leia mais

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe O guia do profissional de Recursos Humanos Como melhorar o desenvolvimento da equipe 1 Introdução 03 Conhecendo as dores do seu time 05 Investir nos colaboradores! 08 Estabelecendo metas 11 A meditação

Leia mais

SENTIMENTOS DE USUÁRIOS DE SUBSTÂNCIAS LÍCITAS E ILÍCITAS: PROCESSO DE RESSOCIALIZAÇÃO

SENTIMENTOS DE USUÁRIOS DE SUBSTÂNCIAS LÍCITAS E ILÍCITAS: PROCESSO DE RESSOCIALIZAÇÃO SENTIMENTOS DE USUÁRIOS DE SUBSTÂNCIAS LÍCITAS E ILÍCITAS: PROCESSO DE RESSOCIALIZAÇÃO Terezinha Possa 1 Solânia Durman 2 INTRODUÇÃO: Este é um trabalho monográfico do Curso de Especialização em Saúde

Leia mais

Eixo Anhanguera-Bandeirantes virou polo lean, diz especialista

Eixo Anhanguera-Bandeirantes virou polo lean, diz especialista Eixo Anhanguera-Bandeirantes virou polo lean, diz especialista Robson Gouveia, gerente de projetos do Lean Institute Brasil, detalha como vem evoluindo a gestão em empresas da região O eixo Anhanguera

Leia mais

Aquecimento inespecífico: Os participantes devem andar pela sala não deixando nenhum espaço vazio, andando cada um no seu ritmo.

Aquecimento inespecífico: Os participantes devem andar pela sala não deixando nenhum espaço vazio, andando cada um no seu ritmo. DINÂMICA DO ESPELHO Embrulha o espelho com papel de presente, mas dentro o espelho deve ser embrulhado com outro papel e colado a seguinte frase: Há pessoas que querem ser bonitas pra chamar a atenção,

Leia mais

PERGTj}{TAS E RESPOSTAS PARA H&I

PERGTj}{TAS E RESPOSTAS PARA H&I t PERGTj}{TAS E RESPOSTAS PARA H&I 1 - Porque N A. é um programa espiritual? R : Porque o progíama me sugeíe um Deus da minha compreensão 2 - Existe mulheres em N.A.? : Sim, N.A. é uma irmanijade de homens

Leia mais

03. Não transcreva, em sua redação, nenhuma citação, nem mesmo dos textos ou fragmentos contidos nas

03. Não transcreva, em sua redação, nenhuma citação, nem mesmo dos textos ou fragmentos contidos nas Quinta da Redação INSTRUÇÕES 01. Leia as propostas sugeridas para a redação. 02. Não coloque título na sua redação. 03. Não transcreva, em sua redação, nenhuma citação, nem mesmo dos textos ou fragmentos

Leia mais

A importância da participação de crianças e jovens nas práticas de cinema e educação

A importância da participação de crianças e jovens nas práticas de cinema e educação A importância da participação de crianças e jovens nas práticas de cinema e educação POR RAQUEL PACHECO 1 Há muitos anos que o investigador David Buckingham (2009) aborda e baseia seu trabalho na Convenção

Leia mais

Como Passar em Química Geral*

Como Passar em Química Geral* 1 Como Passar em Química Geral* por Dra. Brenna E. Lorenz Division of Natural Sciences University of Guam * traduzido livremente por: Eder João Lenardão; acesse o original em : http://www.heptune.com/passchem.html

Leia mais

Sumário executivo. ActionAid Brasil Rua Morais e Vale, 111 5º andar 20021-260 Rio de Janeiro - RJ Brasil

Sumário executivo. ActionAid Brasil Rua Morais e Vale, 111 5º andar 20021-260 Rio de Janeiro - RJ Brasil Sumário executivo Mais de um bilhão de pessoas sofre com as consequências da inanição é mais que a população dos Estados Unidos, Canadá e União Européia juntas. Em julho desse ano, a reunião de cúpula

Leia mais

O que a Postura Consultiva tem a ver com Você

O que a Postura Consultiva tem a ver com Você O que a Postura Consultiva tem a ver com Você Marcelo Egéa M* O que é postura consultiva Criar e sustentar uma marca é um trabalho que exige o máximo de todos na empresa. Alguns têm contato direto com

Leia mais

METODOLOGIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS DE CASOS

METODOLOGIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS DE CASOS METODOLOGIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS DE CASOS 1 O Método do Caso e o Ensino em Administração O uso do Método do Caso nas escolas de administração no Brasil é relativamente recente, embora não haja

Leia mais

VI Médio Paraíba Negócios mostra a força do comércio em Volta Redonda

VI Médio Paraíba Negócios mostra a força do comércio em Volta Redonda [02] VI Médio Paraíba Negócios mostra a força do comércio em Volta Redonda A presença da usina da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), fundada na década de 40, dá a impressão de que Volta Redonda ainda

Leia mais

Governo lança campanha de prevenção dos riscos do consumo de bebidas alcoólicas Resultados das pesquisas:

Governo lança campanha de prevenção dos riscos do consumo de bebidas alcoólicas Resultados das pesquisas: Governo lança campanha de prevenção dos riscos do consumo de bebidas alcoólicas O Ministério da Saúde lançou, nesta sexta-feira (10) no Rio de Janeiro (RJ), uma campanha publicitária alertando sobre os

Leia mais

Redação do Site Inovação Tecnológica - 28/08/2009. Humanos aprimorados versus humanos comuns

Redação do Site Inovação Tecnológica - 28/08/2009. Humanos aprimorados versus humanos comuns VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA CONVIVER COM OS HUMANOS APRIMORADOS? http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=voce-esta-preparado-conviver-humanosaprimorados&id=010850090828 Redação do

Leia mais

Um mercado de oportunidades

Um mercado de oportunidades Um mercado de oportunidades Como grandes, pequenas e médias empresas se comunicam? Quem são os principais interlocutores e como procurá-los? Como desenvolver uma grande campanha e inovar a imagem de uma

Leia mais

4. Mulheres, drogas e tratamento

4. Mulheres, drogas e tratamento 4. Mulheres, drogas e tratamento Apesar do consumo de drogas por mulheres vir aumentando nos últimos anos, dados do I Levantamento Domiciliar Sobre o Uso de Drogas Psicotrópicas no Brasil realizado por

Leia mais

Bom dia, Formar cidadãos éticos, com

Bom dia, Formar cidadãos éticos, com Gestão Pedagógica capa Por Carolina Mainardes carolina@humanaeditorial.com.br Bom dia, Escolas assumem o desafio de ensinar valores e formar cidadãos completos, em cenário que contempla famílias compenetradas

Leia mais

MENSAGEM DE NATAL PM

MENSAGEM DE NATAL PM MENSAGEM DE NATAL PM Boa noite, Como todos sabemos, os últimos 3 anos foram fortemente marcados pela resposta ao colapso financeiro de 2011. Todos sentimos no nosso dia-a-dia as dificuldades e como nos

Leia mais

Remuneração e Avaliação de Desempenho

Remuneração e Avaliação de Desempenho Remuneração e Avaliação de Desempenho Objetivo Apresentar estratégias e etapas para implantação de um Modelo de Avaliação de Desempenho e sua correlação com os programas de remuneração fixa. Programação

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais