Normas de Conduta para o Grupo Latino Americano da Toshiba TEC

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Normas de Conduta para o Grupo Latino Americano da Toshiba TEC"

Transcrição

1 Normas de Conduta para o Grupo Latino Americano da Toshiba TEC 1

2 Índice Introdução 1. Direitos Humanos 2. Satisfação do Cliente 3. Compras 4. Produção e Tecnologia, Garantia de Qualidade 5. Marketing e Vendas 6. Lei da Concorrência e Transações com o Governo 7. Suborno 8. Meio Ambiente 9. Controle de Exportação 10. Grupos Antissociais 11. Ética da Engenharia 12. Direitos de Propriedade Intelectual 13. Contabilidade 14. Comunicações Corporativas 15. Publicidade 16. Local de Trabalho 17. Segurança da Informação 18. Ativos da Empresa e Conflitos de Interesse 19. Relações com a Comunidade Âmbito e Implementação 2

3 Introdução Tendo em vista que o Grupo Toshiba TEC objetiva ser visto pela sociedade como uma empresa confiável, nós definimos princípios de gestão: respeito pela humanidade, criação de novos valores e contribuição para a vida e cultura de diferentes países ao redor do mundo. Ao mesmo tempo, operamos o nosso negócio sob uma visão de gestão na qual procuramos obter lucros adequados e crescimento sustentável, promovendo aos nossos clientes conforto e bem-estar através do conhecimento profissional e das ações de cada um de nossos funcionários e dos esforços coletivos do nosso pessoal. Estas Normas de Conduta do Grupo Toshiba TEC (doravante denominados "NDC") foram, por isso, criadas para permitir que os nossos princípios e visão de gestão se tornassem uma realidade e servissem de base para guiar as nossas atividades, a fim de podermos operar de acordo com os princípios de justiça, integridade e transparência, contribuindo assim para a formação de uma sociedade sustentável. Cada um dos conselheiros, auditores da empresa e diretores (doravante denominados "Administradores"), bem como funcionários (doravante denominados "Funcionários") do Grupo Toshiba TEC devem cumprir as NDC e esforçar-se para executar uma atividade comercial correta e de alta qualidade como parte de uma empresa global, que enfatiza um equilíbrio entre o meio ambiente, direitos humanos e comunidades locais, segundo o princípio de atribuir a máxima prioridade à vida, segurança e conformidade com a legislação, regulamentações, normas sociais e ética. 3

4 1. Recursos Humanos As Empresas do Grupo Toshiba TEC deverão: (1) cumprir toda a legislação e regulamentação aplicáveis, no que diz respeito aos direitos humanos em cada país e região, compreender as normas internacionais e respeitar os direitos humanos, e não tolerar a utilização tanto de trabalho infantil como de trabalho forçado; (2) adotar as medidas adequadas, no caso do Grupo Toshiba TEC tomar conhecimento de qualquer violação dos direitos humanos, e exigir que os fornecedores reparem qualquer violação dos direitos humanos; e (3) procurar fomentar a consciência, junto às partes interessadas relacionadas, pelo respeito aos direitos humanos. (1) aceitar e respeitar valores diferentes, bem como respeitar o caráter, a personalidade, o direito à privacidade e direitos humanos de cada indivíduo; e (2) evitar qualquer violação de direitos humanos baseada em raça, religião, sexo, nacionalidade, deficiência física, idade ou orientação sexual, bem como evitar abuso físico, assédio sexual e de poder (isto é, bullying ou assédio moral por parte dos superiores no escritório) ou violação dos direitos humanos de outrem. 4

5 2. Satisfação do Cliente As Empresas do Grupo Toshiba TEC devem fornecer produtos, sistemas e serviços (doravante denominados "produtos e serviços") que se baseiam em comentários de clientes satisfeitos em relação às suas necessidades e exigências, e que cumprem a legislação, regulamentação e contratos. (1) fornecer produtos e serviços seguros e confiáveis; (2) fornecer informação confiável em relação a produtos e serviços de forma adequada; (3) responder a pedidos e consultas de clientes de forma honesta, rápida e adequada; e (4) respeitar a opinião do cliente e esforçar-se para desenvolver e melhorar produtos e serviços que satisfaçam as necessidades dos clientes. 5

6 3. Compras As Empresas do Grupo Toshiba TEC deverão: (1) cumprir toda a legislação, regulamentação e práticas aplicáveis estabelecidas pelo setor e pelas organizações internacionais; (2) oferecer aos fornecedores (daqui em diante, incluindo fornecedores prospectivos) oportunidades iguais para transações com o Grupo Toshiba TEC; (3) efetuar as compras de forma a cumprir, junto com os fornecedores, responsabilidades sociais empresariais; e (4) efetuar as compras com base no mútuo entendimento e confiança com os fornecedores. (1) dar prioridade aos fornecedores que: - cumprem toda a legislação, regulamentação e normas sociais aplicáveis e levam a sério direitos humanos, boas práticas trabalhistas, segurança e saúde do trabalho e proteção do meio ambiente; - contam com uma posição financeira sólida; - podem fornecer bens e/ou serviços ao Grupo da Toshiba TEC com ênfase na qualidade, preço e prazo de entrega apropriados; - podem garantir um fornecimento estável de bens e/ou de serviços, bem como flexibilidade e resposta rápida a flutuações de demanda; - possuem tecnologia que contribui positivamente para os produtos do Grupo Toshiba TEC; - têm um plano para prevenir interrupções no fornecimento de bens e/ou serviços em circunstâncias inesperadas que possam afetar a empresa e a sua cadeia de fornecimento; e - exigem de seus fornecedores que adotem uma política de compras equivalente à do Grupo Toshiba TEC. (2) antes de efetuarem a aquisição dos bens e serviços necessários, levam a cabo uma avaliação abrangente e justa, de acordo com as normas descritas abaixo: - ecologicamente correto; 6 (3) abster-se de receber quaisquer benefícios pessoais, por parte dos fornecedores, em relação às compras da empresa e cumprir de boa-fé as obrigações contratuais com os fornecedores, de forma a garantir que todas as transações cumprem integralmente as - de qualidade adequada e preço razoável e economicamente racional; e - cumpre o prazo de entrega e com um fornecimento estável.

7 práticas comerciais eticamente consistentes e toda a legislação e regulamentação aplicáveis para proteger os fornecedores; e (4) assegurar-se que todas as compras são autorizadas pelos respetivos departamentos de aquisições, compras ou subcontratação, de acordo com os regulamentos internos do Grupo Toshiba TEC; 7

8 4. Produção e Tecnologia, Garantia de Qualidade As Empresas do Grupo Toshiba TEC deverão: (1) cumprir toda a legislação e regulamentos aplicáveis, bem como os contratos relacionados com a produção, tecnologia e garantia de qualidade; e (2) promover a constante inovação tecnológica e melhoria do produto, bem como esforçar-se por fornecer produtos e serviços seguros, confiáveis e de alta qualidade, que atendam às necessidades dos clientes e incorporam as tecnologias mais avançadas. (1) assegurar o cumprimento dos compromissos de garantia, dando prioridade à satisfação do cliente e garantindo a segurança dos produtos; (2) promover a pesquisa e desenvolvimento de tecnologias avançadas, produtos e serviços e a constante melhoria da infraestrutura tecnológica; manter uma infraestrutura básica de tecnologia e funcionalidade, a fim de responder de forma tempestiva e adequada às alterações no ambiente tecnológico e desenvolver produtos e serviços que utilizem tecnologias avançadas efetivamente; e (3) no caso dos Administradores ou Funcionários obterem informação em relação a quaisquer acidentes que envolvam qualquer produto ou serviço, ou a integridade de qualquer produto ou serviço, verificar de imediato essa informação e tomar as medidas adequadas, de acordo com toda a legislação e regulamentação interna aplicáveis, incluindo o fornecimento de informação, chamamento dos consumidores (recall), advertências e rotulagem. 8

9 5. Marketing e Vendas Todas as Empresas do Grupo Toshiba TEC deverão: (1) cumprir toda a legislação e regulamentação aplicáveis (incluindo proibições a subornos e propinas comerciais) e conduzir atividades de marketing e vendas justas, de acordo com a ética empresarial; e (2) fornecer produtos e serviços de qualidade superior, que satisfaçam as necessidades e exigências dos clientes. (1) adotar práticas comerciais consistentes e justas em todas as relações com os clientes; (2) promover marketing e vendas que cumpram toda a legislação e regulamentação aplicáveis (incluindo proibições a subornos e propinas comerciais), adotar práticas comerciais consistentes e respeitar ideias socialmente aceitas; e (3) esforçar-se para entender as necessidades dos clientes, colocando-se no lugar deles, e fornecer produtos e serviços otimizados. 9

10 6. Lei da Concorrência e Transações com o Governo Todas as Empresas do Grupo Toshiba TEC deverão: (1) cumprir toda a legislação e regulamentos aplicáveis aprovados para manter uma concorrência livre e justa (doravante denominados "Leis da Concorrência") em todas as atividades comerciais, incluindo todas as transações com qualquer administração pública; e (2) preparar e implementar adequadamente programas de conformidade com as Leis da Concorrência e normas da empresa para as atividades de marketing direcionadas a entidades governamentais, que definam políticas e procedimentos empresariais, a fim de garantir a conformidade com as Leis da Concorrência e respectivas regulamentações aplicáveis. (1) cumprir os programas de conformidade com as Leis da Concorrência, bem como as normas da empresa em relação às atividades de marketing e promover atividades comerciais livres e justas; (2) evitar contratos ou entendimentos, expressos ou implícitos, com concorrentes, relacionados com: preços (incluindo orçamentos e propostas), volume de produção e vendas, repartição de mercados, clientes ou territórios ou restrições nas capacidades de produção ou tecnologia. A proibição de tais acordos não se limita àqueles reduzidos a escrito, em memorandos ou atas, mas estende-se igualmente a contratos verbais; (3) se o cliente é uma entidade da administração pública, cumprir as normas da empresa em relação a atividades de marketing para com entidades governamentais e não se envolver em atividades tais como obstrução a propostas (Nota 1) ou coordenação com concorrentes em relação a encomendas (Nota 2); (4) não organizar ou participar de reuniões, assumir compromissos ou elaborar acordos, trocar informações ou envolver-se em quaisquer outras atividades que possam levar a suspeita de envolvimento em atividades definidas nos parágrafos 2 e 3 acima; (5) não exigir que distribuidores ou revendedores acordem ou mantenham preços de revenda para qualquer produto de uma Empresa do Grupo Toshiba TEC; (6) não permitir o envolvimento de terceiros (incluindo representantes de vendas) em atividades proibidas pelo disposto nos parágrafos (2) a (5) acima; e (7) ao contratar ex-agentes públicos, avaliar o candidato estritamente de acordo com a legislação e regulamentação aplicáveis e com os regulamentos internos da entidade da administração pública na qual aquele(a) trabalhou, não permitindo, se a contratação for efetivada, que este(a) se envolva em atividades de marketing dirigidas a tal entidade governamental, exceto na medida do permitido por lei. 10 (Nota 1) Aqui, "obstrução a propostas" significa, ao negociar com uma entidade governamental, indagar sobre as intenções da entidade em relação a qual dos licitantes ou proponentes será contratado ou o possível preço da licitação, ou agir para que a entidade divulgue tais intenções.

11 (Nota 2) Aqui, "coordenação com concorrentes em relação a encomendas" significa trocar informação ou coordenar com concorrentes no que diz respeito a qual prospectivo proponente será contratado, preços de oferta e outras informações. 11

12 7. Suborno As Empresas do Grupo Toshiba TEC cumprirão toda a legislação e regulamentação (Nota 1) aplicáveis que proíbam o pagamento, oferta ou promessa de efetuar um pagamento, de algo de valor a quaisquer agentes públicos (isto é, qualquer diretor ou funcionário de uma entidade, departamento, instituição ou organismo governamental, ou de uma organização pública internacional, ou qualquer pessoa agindo na qualidade de representante ou em nome de qualquer uma daquelas entidades, departamentos, instituições ou organismos governamentais, ou dessa ou em nome dessa organização pública internacional, ou ainda qualquer partido político, representante de partido ou candidato do mesmo). (1) não efetuar nem oferecer, direta ou indiretamente, qualquer pagamento ou algo de valor, seja a título de compensação, entretenimento comercial, presente, contribuição, gratificação ou outra forma, que seja ilegal ou proibida por qualquer lei ou regulamentação aplicável, em quaisquer negociações com quaisquer entidades governamentais, seus agentes, membros de qualquer partido político (incluindo detentores de cargos políticos ou respetivos candidatos a tais cargos), ou terceiros relacionados a tais agentes de entidades governamentais (exceto nos casos que não violem as leis e regulamentações aplicáveis e sejam considerados socialmente aceitáveis), bem como não se envolverão em transações de vendas, empréstimos ou operações similares (incluindo garantias) que não estejam em condições normais de mercado; (2) não pagar quantias ou oferecer benefícios a quaisquer agentes políticos (incluindo ex-membros de qualquer corpo legislativo ou atuais ou ex-assessores de qualquer um desses agentes políticos) ou a qualquer empresa com a qual um político esteja envolvido, independentemente da forma que essas quantias ou benefícios assumam (por exemplo, "comissões" ou "honorários de consultoria"), relacionados com operações de marketing direcionadas a entidades governamentais; (3) abster-se de oferecer quantias em numerário ou outros benefícios a representantes de governos estrangeiros como meio de obter benefícios ou lucros ilegais ao efetuar transações comerciais internacionais; (4) não permitir terceiros, incluindo intermediários, tais como distribuidores ou agentes, a envolverem-se em quaisquer atividades descritas nos parágrafos 1 a 3, acima; (5) garantir que uma remuneração razoável e todos os termos e condições necessários sejam especificados antecipadamente ao trabalhar com intermediários, tais como distribuidores ou agentes, e observar todas as medidas exigidas pela legislação e regulamentação aplicáveis de cada país ou região para tal remuneração; (6) não efetuar contribuições para partidos ou comitês políticos, a menos que permitido pela legislação, regulamentos e normas da empresa aplicáveis; e (Nota 2) (7) respeitar as práticas estabelecidas em relação a qualquer cliente, entidade 12

13 governamental ou outrem, bem como a legislação e regulamentos aplicáveis no que diz respeito à oferta, restrições ou controles de aceitação de entretenimento comercial, presentes ou outras cortesias comerciais por parte dos seus funcionários ou representantes. (Nota 1) No Brasil, a Lei Anticorrupção (Lei Federal nº de 1 de Agosto de 2013) está em vigor desde 29 de janeiro de Como resultado, não só os administradores ou funcionários são punidos com base no Código Penal por suas atividades ilegais, mas a empresa também estará sujeita a sanções cíveis e administrativas no âmbito da Lei Anticorrupção. Esta é uma responsabilidade objetiva e ampla. No que diz respeito à responsabilidade administrativa, a empresa estará sujeita a significativas penalidades monetárias, bem como a publicação extraordinária de suas atividades ilícitas. Quanto à responsabilidade civil, os ativos da empresa obtidos como resultado das atividades ilícitas poderão ser apreendidos e poderá ser exigido da empresa que suspenda as suas atividades ou, ainda, a pessoa jurídica da empresa poderá ser dissolvida. Além disso, as empresas controladoras, subsidiárias, coligadas ou, no âmbito do respectivo contrato, as consorciadas serão solidariamente responsáveis pelo pagamento de multa administrativa e reparação dos danos causados. Portanto, a aplicação efetiva da presente NDC e da Política em Interações com Agentes Públicos e Pessoas do Setor Privado é absolutamente necessária. (Nota 2) As Empresas do Grupo Toshiba TEC respeitam os direitos individuais de participar como indivíduos em sua comunidade e assuntos cívicos. Os indivíduos precisam separar cuidadosamente suas próprias atividades políticas das atividades das Empresas do Grupo Toshiba TEC e evitar qualquer conflito de interesse ou aparência de um conflito de interesses ou comportamento ilegal. 13

14 8. Meio Ambiente As Empresas do Grupo Toshiba TEC deverão: (1) esforçar-se para promover um ambiente sustentável, reconhecendo que a Terra é um património insubstituível e que existe uma obrigação coletiva de deixá-la em bom estado para as gerações futuras; (2) cumprir todas as normas, leis, regulamentações, acordos, orientações setoriais e normas da empresa aplicáveis relacionadas com o meio ambiente, internacionais, regionais e nacionais; (3) contribuir para a sociedade, desenvolvendo e oferecendo produtos de grande qualidade que incorporem tecnologias para a proteção ambiental; e (4) esforçar-se para reduzir o impacto ambiental provocado pelas atividades comerciais. (1) envidar todos os esforços para desenvolver atividades de pesquisa e desenvolvimento e de produção que reduzam o impacto no meio ambiente e igualmente trabalhem proativamente para maximizar a utilização eficiente de energia, reduzir a utilização de recursos naturais e reciclagem no decurso de todas as atividades comerciais, de forma a prevenir o aquecimento global e utilizar os recursos de forma eficiente; (2) melhorar continuamente as atividades ambientais através da implementação de planos de ação, tanto a curto como a longo prazo, por meio de operações do dia-a-dia; (3) efetuar medições e inspeções periódicas e manter adequadamente os respectivos registos. Sempre que for verificada uma irregularidade, tomar medidas corretivas e preventivas de imediato; (4) realizar avaliações do impacto ambiental de forma tempestiva e adequada durante o planejamento de novas unidades industriais e realocação das existentes, investimento em instalações de produção, planejamento e design de produtos, bem como a aquisição de novas partes, componentes ou materiais; (5) tentar evitar a utilização ou emissão de qualquer substância que, embora não proibida pela legislação ou regulamentos aplicáveis, seja reconhecida como uma ameaça ambiental pelo governo ou autoridade pública ambiental de qualquer país ou região onde o Grupo Toshiba TEC opera. No caso das Empresas do Grupo Toshiba TEC utilizarem tal substância por algum motivo, todos os esforços devem ser envidados para minimizar o seu impacto ambiental através da aplicação da melhor tecnologia e know-how disponíveis; 14 (6) tentar manter canais abertos de comunicação e de boa qualidade para divulgação de informação suficiente no que diz respeito às nossas atividades ambientais; e (7) prestar a devida atenção às questões ambientais no dia-a-dia, incluindo o aquecimento global, e considerar participar ativamente em atividades ambientais das

15 comunidades locais. 15

16 9. Controle de Exportação Todas as Empresas do Grupo Toshiba TEC deverão: (1) abster-se de quaisquer transações que possam comprometer a manutenção da paz e segurança globais; (2) cumprir toda a legislação e regulamentação de exportação aplicáveis em cada país e região de atuação, e com as dos Estados Unidos se estivermos envolvidos em transações que envolvam produtos e informação tecnológica deste país; e (3) preparar e implementar programas de conformidade de controle de exportação (doravante denominados "Programa de Controle de Exportação") que estipulem políticas e procedimentos empresariais para assegurar a conformidade com as leis e regulamentação acima mencionados. (1) abster-se de quaisquer transações que possam comprometer a manutenção da paz e segurança globais ou qualquer transação de produto ou tecnologia que possa violar as seguintes leis e regulamentos: - toda legislação e regulamentação aplicáveis de controle de exportação em cada um dos países e regiões em que o Grupo Toshiba TEC opera; - legislação e regulamentação de controle de exportação dos Estados Unidos, aplicáveis a transações de produtos e informação tecnológica deste país; (2) assegurar a estrita gestão de transações, desde o pedido inicial até a entrega dos produtos e serviços, observando os procedimentos detalhados para controle de transações estipulados no Programa de Controle de Exportação; e (3) evitar que nossos produtos sejam utilizados para desenvolvimento e fabricação de armas convencionais e de destruição em massa, confirmando a utilização final e o utilizador final dos produtos e da tecnologia. 16

17 10. Grupos Antissociais As Empresas do Grupo Toshiba TEC não estabelecerão quaisquer relações, incluindo transações comerciais, com grupos antissociais (isto é, grupos que se envolvam em qualquer tipo de atividade criminal ou sejam considerados, de outra forma, como sendo causadores de distúrbios ou constituam uma ameaça para a sociedade, incluindo sem limitações os grupos de crime organizado ou terroristas). (1) recusar participação ou contribuições de grupos antissociais em nossas atividades comerciais, bem como não promover as suas atividades (por exemplo, subscrever ou comprar publicações, livros ou bens, apoio por publicidade, oferta de serviços, de numerário ou mercadoria, assim como quaisquer outras atividades que prestem apoio material); (2) recusar qualquer solicitação injustificável de forma decisiva e inequívoca; e (3) cumprir toda a legislação e regulamentação aplicáveis que regulem lavagem de dinheiro (dissimulação da origem do dinheiro obtido ilegalmente). (Nota) Aqui, "Solicitação injustificável" refere-se a uma solicitação, ou outra ação relacionada com as atividades comerciais, feita por um membro de uma organização criminosa, com ameaça de violência. 17

18 11. Ética da Engenharia As Empresas do Grupo Toshiba TEC deverão: (1) envolver-se em atividades tecnológicas com um alto nível de ética; e (2) cumprir toda a legislação, regulamentos e contratos aplicáveis. (1) utilizar o seu conhecimento, competências e experiência para contribuir para a saúde e felicidade dos seres humanos, assim como para a segurança da sociedade; (2) basear-se em fatos científicos e reconhecer alterações em toda a legislação, regulamentação e senso comum aplicáveis para fazer julgamentos justos e imparciais, bem como agir honestamente e de boa-fé; (3) procurar melhorar continuamente o seu conhecimento e capacidades para criar tecnologia nova e inovadora e oferecer produtos e serviços excelentes e seguros; (4) esforçar-se para incentivar os futuros engenheiros e garantir-lhes acesso a tecnologia; e (5) promover uma comunicação mais ativa entre as partes em questão, a fim de criar um ambiente de trabalho aberto a ideias e transparente. 18

19 12. Direitos de Propriedade Intelectual As Empresas do Grupo Toshiba TEC deverão: (1) cumprir toda a legislação e regulamentação aplicáveis associados com a legislação em matéria de patentes, de direitos autorais e outras leis de propriedade intelectual (Nota); e (2) proteger os resultados de atividades intelectuais com direitos de propriedade intelectual, fazer ampla utilização desses direitos e respeitar os direitos de propriedade intelectual legítimos de terceiros. (1) adquirir e utilizar proativamente os direitos de propriedade intelectual de forma a fortalecer a competitividade comercial; (2) compreender e observar as normas da empresa que dispõem que pertencem à Empresa do Grupo Toshiba TEC os direitos de propriedade intelectual em relação a qualquer invenção, modelo de utilidade, design ou trabalho, tal como mask work (trabalho de máscara, isto é, o traçado ou layout de um chip de circuito integrado), programa de computador ou conteúdo digital, considerado como realizado por qualquer um durante o período de seus serviços ou emprego em uma Empresa do Grupo Toshiba TEC, e a legitimidade das Empresas do Grupo Toshiba TEC para reivindicar esses direitos; (3) manter adequadamente os direitos de propriedade intelectual e tomar medidas apropriadas contra a violação destes direitos por parte de um terceiro; e (4) respeitar e defender diligentemente os direitos de propriedade intelectual legítimos de terceiros. (Nota) Aqui, "direitos de propriedade intelectual" referem-se a direitos de patente, de modelo de utilidade, de design de patentes, marcas comerciais, direitos autorais, de mask work, segredos comerciais e quaisquer outros direitos. 19

20 13. Contabilidade As Empresas do Grupo Toshiba TEC cumprirão toda a legislação e regulamentação aplicáveis no que diz respeito à contabilidade e gestão adequadas das contas e relatórios financeiros de acordo com os princípios geralmente aceitos. (1) manter as contas adequadas e atualizadas, de acordo com os princípios de contabilidade geralmente aceitos; (2) promover a emissão tempestiva das demonstrações contábeis, com precisão; e (3) envidar todos os esforços para manter e melhorar o sistema de gestão de contabilidade e estabelecer e implementar procedimentos de controle interno para os relatórios financeiros. 20

21 14. Comunicações Corporativas As Empresas do Grupo Toshiba TEC deverão: (1) envidar todos os esforços para obter o entendimento das partes interessadas, incluindo clientes, acionistas e a comunidade local, no que diz respeito a atividades empresariais, produtos e serviços e melhorar o reconhecimento público do Grupo Toshiba TEC e da sua imagem corporativa através de atividades positivas e tempestivas de comunicação empresarial sobre informações comerciais (Nota), tais como estratégia empresarial e dados financeiros; e (2) assegurar que as políticas de gestão sejam bem divulgadas dentro da empresa e promover a troca de informação como meio de levantar a moral e criar um sentimento de unidade. (1) conduzir as comunicações da empresa com integridade, baseadas em fatos objetivos; (2) conduzir as comunicações da empresa através de meios adequados para permitir aos clientes, acionistas, potenciais investidores e membros da comunidade de cada país ou região a obtenção de um entendimento razoável das atividades do Grupo Toshiba TEC; e (3) obter consentimento prévio das pessoas responsáveis pelas comunicações da empresa antes de divulgar informação comercial a analistas e à mídia, incluindo jornais, revistas e estações de televisão. (Nota) Aqui, "informação comercial" inclui, mas não se limita a, informação relacionada a ações ou atividades que possam levantar suspeitas de ações proibidas por estas Normas de Conduta (doravante denominados "Informação de Risco de Conformidade"). 21

22 15. Publicidade As Empresas do Grupo Toshiba TEC deverão: (1) utilizar atividades publicitárias para aumentar a conscientização pública da marca Toshiba e reconhecimento e confiança no Grupo Toshiba TEC; e (2) procurar obter um reconhecimento do Grupo Toshiba TEC como uma empresa global e um "bom cidadão empresarial" aos níveis nacional e regional. (1) aumentar a confiança pública na marca Toshiba e adquirir a credibilidade e confiança das pessoas em cada um dos países nos quais o Grupo Toshiba TEC opera, criando assim um ambiente onde o desenvolvimento comercial sustentável e as atividades de promoção de vendas possam ser atingidas; (2) não utilizar publicidade que exponha terceiros de uma forma negativa, numa tentativa de fazer o Grupo Toshiba TEC parecer mais favorável, ou para outro qualquer propósito negativo; e (3) não fazer referência à política ou religião na publicidade, ofender ou mostrar desrespeito ao inferir discriminação com base em raça, religião, sexo, origem nacional, deficiência física, idade ou orientação sexual. 22

23 16. Local de Trabalho As Empresas do Grupo Toshiba TEC deverão: (1) desenvolver um ambiente de trabalho onde os Funcionários possam desempenhar as suas funções de forma criativa e eficiente, para poderem atingir um equilíbrio no trabalho/vida (isto é, equilíbrio entre trabalho e casa); e (2) envidar esforços para assegurar um ambiente de trabalho seguro e confortável para os Funcionários. (1) desempenhar suas funções ao máximo de suas capacidades, considerando a autoridade e responsabilidades que lhes foram atribuídas pela empresa, bem como esforçar-se para aprender continuamente e melhorar as suas próprias habilidades; (2) atingir o equilíbrio trabalho/casa dos Funcionários através de várias formas de trabalho, a fim de poder maximizar as suas habilidades ao máximo possível; (3) cultivar um ambiente de trabalho que encoraje o desenvolvimento de atividades de trabalho abertas a ideias, cooperativas e ordenadas; e (4) manter a segurança, limpeza e boa ordem no local de trabalho e envidar todos os esforços para prevenir os acidentes industriais e tentar manter a boa saúde de todos. 23

24 17. Informação e Segurança da Empresa As Empresas do Grupo Toshiba TEC deverão: (1) gerir e proteger adequadamente a informação empresarial (Nota) (daqui em diante, incluindo a marca Toshiba e outros ativos intangíveis); (2) respeitar informações não circuladas externamente e manter informações empresariais como confidenciais e proibir a sua divulgação ou utilização indevida; e (3) esforçar-se para evitar incidentes de segurança de informação e imediatamente tomar medidas de recuperação e correção em caso de um incidente. (1) não divulgar ou revelar informação da empresa, durante ou depois da relação de trabalho, sem atender aos procedimentos internos adequados; (2) não utilizar a informação da empresa ou seus ativos em benefício próprio ou de qualquer terceiro para prejudicar os interesses do Grupo Toshiba TEC, ou para qualquer outra utilização imprópria, durante ou após a relação de trabalho, no entanto, isto não restringe qualquer direito decorrente das leis trabalhistas aplicáveis; (3) não divulgar ou revelar à empresa qualquer informação confidencial ou sujeita a direitos de propriedade intelectual que pertença a qualquer terceiro e que tenha sido adquirida antes da sua contratação, violando as suas obrigações para com aqueles terceiros, incluindo, entre outros, ex-funcionários e clientes; (4) proteger qualquer informação privada, de acordo com toda a legislação, regulamentação e normas da empresa aplicáveis, incluindo a observância de procedimentos legais e apropriados para obter e manter dados pessoais, bem como utilizar dados pessoais apenas para propósitos apropriados; (5) observar regulamentos de segurança de informação e esforçar-se para proteger as informações da empresa e utilizar as informações da empresa apenas de forma adequada; (6) não utilizar qualquer equipamento de tecnologia de informação ou serviços de propriedade da empresa para quaisquer propósitos pessoais; (7) não ferir os interesses de informação de terceiros, tais como acessar informações de terceiros sem autorização; e (8) não fazer parte de qualquer transação ilegal baseada no uso indevido de informação privilegiada (isto é, utilização de informação da empresa não divulgada ao público na transação de ações ou outros títulos de uma empresa). 24 (Nota) Aqui, "informação da empresa" refere-se a toda a informação, incluindo informações pessoais, informação de terceiros, tal como informação de cliente e fornecedor e informação da empresa (doravante denominados, incluindo informação relacionada a terceiros), que é tratada por Administradores e Funcionários, no curso da sua atividade profissional, com exceção de informações abertas ao público.

25 18. Ativos da Empresa e Conflitos de Interesse As Empresas do Grupo Toshiba TEC deverão: (1) gerir adequadamente os ativos da empresa (daqui em diante, incluindo a marca Toshiba e outros ativos intangíveis); e (2) agir sempre tendo em vista o melhor interesse da empresa. (1) abster-se de desviar ou apropriar-se de ativos da empresa para uso pessoal e esforçar-se para manter os ativos da empresa; (2) abster-se de utilizar indevidamente os equipamentos e as instalações da empresa; (3) não fazer uso não autorizado da sua posição ou autoridade dentro da empresa para benefício próprio ou de terceiros, ou para prejudicar a credibilidade ou nome da marca da empresa; e (4) evitar relações comerciais com clientes, fornecedores e concorrentes da empresa que possam gerar um conflito de interesse. 25

26 19. Relações com a Comunidade As Empresas do Grupo Toshiba TEC deverão: (1) contribuir e cooperar com todas as comunidades locais nas quais o Grupo Toshiba TEC opera, de forma a cumprir os seus deveres como membro destas comunidades, bem como envolver-se e colaborar com um vasto leque de partes interessadas, tais como organizações sem fins lucrativos (ONGs); (2) apoiar os Administradores e Funcionários no empreendimento de atividades voluntárias e ter plena consideração pela vontade de cada indivíduo de exercer os respetivos direitos civis; (3) realizar doações adequadas em cada país e região onde o Grupo Toshiba TEC opere, após avaliar a contribuição para a comunidade, a natureza pública e as razões para efetuar donativos; e (4) tentar melhorar a imagem de marca em todos os aspetos de suas relações com as comunidades. (1) garantir que as Empresas do Grupo Toshiba TEC realizem todas as atividades em harmonia com a comunidade, respeitando a cultura local e as suas tradições e hábitos; (2) participar ativamente no desenvolvimento da comunicação com a comunidade local, para encorajar e manter o respeito e entendimento mútuos; (3) participar ativamente em atividades sociais e voluntárias da comunidade; (4) agir com responsabilidade e integridade como membro da sociedade; e (5) objetivar transparecer a honestidade e a integridade através de palavras e ações, com a consciência de pertencer ao Grupo Toshiba TEC, seja no local de trabalho, em lugares públicos ou on-line. 26

27 Âmbito e Implementação 1. Âmbito das NDC (1) Estas NDC deverão aplicar-se, depois de adotadas por cada Empresa do Grupo Toshiba TEC por meio de deliberação do conselho de administração ou outros meios da empresa adequados, a todos os Administradores e Funcionários, incluindo consultores e funcionários contratados; (2) A NDC não define ou estabelece obrigações legais por parte do Grupo Toshiba TEC e não gera quaisquer direitos ou reivindicações legais por parte de qualquer pessoa. Ao invés disso, a NDC define os valores do Grupo Toshiba TEC e as expectativas que este Grupo nutre em relação aos seus Administradores e Funcionários. Em muitos aspectos, estes valores e expectativas ultrapassam as obrigações legais aplicáveis. 2. Implementação das NDC (1) Cada Empresa do Grupo Toshiba TEC deverá nomear um "Administrador-Chefe de Implementação" para assumir a responsabilidade global de implementação das NDC. O Administrador-Chefe de Implementação da Toshiba TEC Corporation será o Diretor Executivo de Gestão de Risco e Conformidade; (2) Cada Administrador-Chefe de Implementação pode nomear, conforme necessário, "Administradores de Implementação", os quais serão responsáveis pela implementação de cada artigo das NDC. Dentro da Toshiba TEC Corporation, o Managing Director ou General Manager de cada Business Group e o Gerente Geral de cada departamento assumirão o papel de Administrador de Implementação. Nesta qualidade, são responsáveis pela implementação das NDC nas suas próprias empresas ou departamentos e igualmente por conduzir a implementação nas Empresas do Grupo Toshiba TEC, pelas quais são responsáveis; (3) Os membros do departamento de cada Empresa do Grupo Toshiba TEC encarregados de qualquer um dos itens destas NDC deverão formular as normas relevantes ou programas de conformidade, bem como deverão apoiar os Administradores para a Implementação das Empresas do Grupo Toshiba TEC e quaisquer empresas relacionadas, prestando informação e aconselhamento na formulação das normas de implementação e no desenvolvimento de programas educacionais; e (4) O CSR Promotion Center e o Corporate Legal Service Group da Toshiba TEC Corporation serão as entidades responsáveis pela manutenção das NDC e pela promoção e apoio na adoção e implementação das NDC por parte das Empresas do Grupo Toshiba TEC. 3. Sistema Interno de Divulgação de Informação e Proteção de Fornecedores de Informação (1) As Empresas do Grupo Toshiba TEC estabelecerão um sistema interno de divulgação de informação para assegurar que os Administradores e Funcionários do 27

28 Grupo Toshiba TEC podem comunicar a Informação de Risco de Conformidade (Nota) diretamente aos Administradores-Chefe de Implementação ou ao departamento responsável pelos assuntos sobre risco de conformidade; (2) Os Administradores e Funcionários de cada Empresa do Grupo Toshiba TEC devem comunicar imediatamente qualquer Informação de Risco de Conformidade que detenham aos seus supervisores ou fornecer essa informação através da utilização do canal interno de comunicação; (3) Os Administradores-Chefe de Implementação, os departamentos responsáveis pelas questões de risco de conformidade e supervisores que recebam Informação de Risco de Conformidade devem responder e agir pronta e adequadamente; e (4) Os Administradores e Funcionários que forneçam Informação de Risco de Conformidade por um bom motivo e de boa-fé não devem ser tratados com desvantagem em razão de terem fornecido tal informação. 4. Poder Disciplinar Qualquer conduta que viole estas NDC estará sujeita a medidas disciplinares que podem incluir até a demissão, de acordo com o estipulado nas Regras Disciplinares/Manual dos Funcionários de cada Empresa do Grupo Toshiba TEC. (Nota) "Informação de Risco de Conformidade" refere-se à informação relacionada a ações ou atividades que possam levantar suspeitas de ações proibidas por estas NDC.. 28

DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO

DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO I. Declaração da Diretriz. É a diretriz da Global Crossing Limited ( Global Crossing ou a Empresa ) conduzir todos os seus negócios de uma maneira honesta e ética. Ao fazer

Leia mais

1. OBJETIVO E ÂMBITO. 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas

1. OBJETIVO E ÂMBITO. 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas 1. OBJETIVO E ÂMBITO 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas subsidiárias (juntamente com a Empresa, o Grupo ) comprometem-se a conduzir todos os seus

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta Ética das Empresas Concremat contempla os princípios que devem estar presentes nas relações da empresa com seus colaboradores, clientes,

Leia mais

Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial

Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial É sempre exigido um comportamento legal e ético Este Resumo das políticas de conduta comercial (este "Resumo") fornece uma descrição

Leia mais

Condições gerais sobre o uso da aplicação web do fornecedor de transporte

Condições gerais sobre o uso da aplicação web do fornecedor de transporte Condições gerais sobre o uso da aplicação web do fornecedor de transporte Proteção de dados É do conhecimento do contratante que, não só a informação referente à empresa particularmente informação referente

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. 1 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. Este código de ética e conduta foi aprovado pelo Conselho de Administração da INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. ( Companhia

Leia mais

Deutsche Bank. Código de Conduta Empresarial e Ética para o Grupo Deutsche Bank

Deutsche Bank. Código de Conduta Empresarial e Ética para o Grupo Deutsche Bank Deutsche Bank Código de Conduta Empresarial e Ética para o Grupo Deutsche Bank Índice remissivo Visão Geral 2 Capítulo Um: Compromisso com os nossos clientes e com o mercado 4 Capítulo Dois : Compromisso

Leia mais

.1 Comportamentos esperados

.1 Comportamentos esperados Normas de Conduta Normas de Conduta Este documento contém normas de conduta que devem ser respeitadas pelos diretores, auditores, líderes e todos os empregados do Grupo Pirelli, e também por todos que

Leia mais

2.1. Cumprimos leis e regulamentos nacionais e internacionais. Obedecemos a todas as leis e regulamentos internacionais e nacionais relevantes.

2.1. Cumprimos leis e regulamentos nacionais e internacionais. Obedecemos a todas as leis e regulamentos internacionais e nacionais relevantes. CÓDIGO DE CONDUTA 1. Introdução O Código de Conduta Ahlstrom descreve os princípios éticos que sustentam o modo como conduzimos os negócios em nossa empresa. Baseia-se em nossos principais valores Agir

Leia mais

Código de Conduta de Negócios & Ética. Efetivo a partir de 1º de abril de 2014

Código de Conduta de Negócios & Ética. Efetivo a partir de 1º de abril de 2014 Código de Conduta de Negócios & Ética Efetivo a partir de 1º de abril de 2014 Mensagem do Presidente & CEO A integridade pessoal, os valores compartilhados e a conduta ética dos negócios por todos os funcionários

Leia mais

NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS

NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS Página 1 de 9 UL NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS Página 2 de 9 ÍNDICE 1.0 OBJETIVO... 4 2.0 ESCOPO... 4 3.0 DEFINIÇÕES... 4 4.0 PRÁTICAS DE CONTRATAÇÃO... 5 4.1 TRABALHO FORÇADO... 5 4.2 TRABALHO

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA Índice Nossos princípios diretivos 03 Proteção do patrimônio e uso dos ativos 04 Informação confidencial 05 Gestão e Tratamento dos Colaboradores 06 Conflitos de interesse 07

Leia mais

Prezado colaborador, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 -

Prezado colaborador, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 - Prezado colaborador, Há mais de sessenta anos que o nome Tupperware representa os mais altos padrões de qualidade de produto. Levamos a sério a qualidade e a integridade dos nossos produtos e somos uma

Leia mais

Código de Ética CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 1

Código de Ética CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 1 Código de Ética CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 1 CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 2 Sumário 1. Introdução...3 2. Postura pessoal e profissional...4 3. Relacionamento com público interno...6 4. Relacionamento

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Essas regras estão organizadas em torno das seguintes exigências:

CÓDIGO DE ÉTICA. Essas regras estão organizadas em torno das seguintes exigências: CÓDIGO DE ÉTICA O Grupo PSA Peugeot Citroën construiu seu desenvolvimento com base em valores implementados por seus dirigentes e funcionários, e reafirmados nos objetivos de desenvolvimento responsável

Leia mais

Código de Ética e de Conduta Empresarial

Código de Ética e de Conduta Empresarial O da Irmãos Parasmo S/A leva em consideração os elementos essenciais existentes nas suas relações com os seus diferentes públicos acionistas, clientes, colaboradores, fornecedores, prestadores de serviços,

Leia mais

Código de Conduta Empresarial da Nestlé. 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza)

Código de Conduta Empresarial da Nestlé. 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza) Código de Conduta Empresarial da Nestlé 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza) Introdução Desde a sua fundação, as práticas comerciais da Nestlé

Leia mais

Política de integridade Empresarial

Política de integridade Empresarial Política de integridade Empresarial Introdução Integridade e responsabilidade são valores fundamentais para a Anglo American. Ganhar a confiança e mantê-la é fundamental para o sucesso de nossos negócios.

Leia mais

PROCEDIMENTO DO SISTEMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

PROCEDIMENTO DO SISTEMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 1. OBJETIVO: Estabelecer diretrizes e critérios para o atendimento aos requisitos da norma de Responsabilidade Social SA 8000. 2. DEFINIÇÕES: Não aplicável. 3. DOCUMENTOS APLICÁVEIS Manual da Qualidade;

Leia mais

Política Anti-Suborno da ADP Questões Frequentes (FAQs)

Política Anti-Suborno da ADP Questões Frequentes (FAQs) Política Anti-Suborno da ADP Questões Frequentes (FAQs) AS COMUNICAÇÕES ENTRE ADVOGADO E CLIENTE SÃO ESTRITAMENTE CONFIDENCIAIS Este documento destina-se a abordar questões que possam surgir no decurso

Leia mais

Não empregamos nenhuma pessoa com idade menor que a permitida por lei.

Não empregamos nenhuma pessoa com idade menor que a permitida por lei. Código de Conduta SOSINIL Princípios Gerais A SOSINIL publica seu Codigo de Conduta e Ética que servirá de referencial para uma conduta adequada, coerente e uniforme a ser adotada com os envolvidos em

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução. Código de Ética. Nossos Valores na prática.

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução. Código de Ética. Nossos Valores na prática. CÓDIGO DE ÉTICA Introdução Nossos Valores Artigo 1º Premissa Artigo 2º Objetivos e Valores Artigo 3º Sistema de Controle Interno Artigo 4º Relação com os Stakeholders / Partes Interessadas 4.1 Acionistas

Leia mais

Código de Ética - Ultra

Código de Ética - Ultra Código de Ética - Ultra Ética na gestão - Equidade, transparência e responsabilidade - Cumprimento das leis - Desenvolvimento sustentável Ética nos relacionamentos - Acionistas e investidores - Colaboradores

Leia mais

CNH INDUSTRIAL CÓDIGO DE CONDUTA PARA FORNECEDORES

CNH INDUSTRIAL CÓDIGO DE CONDUTA PARA FORNECEDORES Sede Social: 25 St. James s Street, Londres, SW1A 1HA Reino Unido CNH INDUSTRIAL CÓDIGO DE CONDUTA PARA FORNECEDORES Visão Geral Nós, da CNH INDUSTRIAL NV e nossas subsidiárias ("CNH Industrial" ou a Companhia)

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL 1. Disposições Preliminares Este Código de Ética tem como principal objetivo informar aos colaboradores, prestadores de serviço, clientes e fornecedores da Petronect quais são os princípios éticos que

Leia mais

Código de Ética LLTECH

Código de Ética LLTECH Código de Ética LLTECH Quem somos A LLTECH é uma empresa que oferece soluções inovadoras para automação e otimização de processos industriais, fornecendo toda a parte de serviços e produtos para automação

Leia mais

Padrões de Conduta de Negócios

Padrões de Conduta de Negócios Padrões de Conduta de Negócios A integridade da Dana está em suas mãos A importância destes padrões A Dana Holding Corporation e todas as suas subsidiárias devem conduzir os negócios de uma forma ética

Leia mais

Ética & Princípios de Conduta Empresarial

Ética & Princípios de Conduta Empresarial Nossa Cadeia de Fornecedores Ética & Princípios de Conduta Empresarial ao exercer atividades de negócios com a CH2M HILL Outubro 2011 Princípios baseados no livro The Little Yellow Book, escrito em 1978

Leia mais

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio Página 1 NORMA ISO 14004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio (votação 10/02/96. Rev.1) 0. INTRODUÇÃO 0.1 Resumo geral 0.2 Benefícios de se ter um Sistema

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA ISA CAPITAL DO BRASIL S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA ISA CAPITAL DO BRASIL S.A. CÓDIGO DE ÉTICA ISA CAPITAL DO BRASIL S.A. 1 INTRODUÇÃO O Grupo ISA e suas empresas avançam para metas a cada vez mais exigentes e ambiciosas, desenvolvendo suas práticas em contextos diversos e inovadores

Leia mais

Colgate-Palmolive Company. Código de Conduta do Fornecedor

Colgate-Palmolive Company. Código de Conduta do Fornecedor Colgate-Palmolive Company Código de Conduta do Fornecedor Prezado Fornecedor da Colgate, No decorrer do tempo, a Colgate-Palmolive Company construiu sua reputação como organização que emprega práticas

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA LOGZ LOGÍSTICA BRASIL S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA LOGZ LOGÍSTICA BRASIL S.A. APRESENTAÇÃO A LOGZ Logística Brasil S.A. (a Companhia ou LOGZ ) é uma sociedade holding consolidadora de participações em ativos logísticos e tem como objetivo a expansão de suas atividades possibilitando

Leia mais

Política de Responsabilidade Corporativa

Política de Responsabilidade Corporativa Política de Responsabilidade Corporativa Índice 1. Introdução...04 2. Área de aplicação...04 3. Compromissos e princípios de atuação...04 3.1. Excelência no serviço...05 3.2. Compromisso com os resultados...05

Leia mais

Código de Ética Fevereiro de 2015

Código de Ética Fevereiro de 2015 Código de Ética Fevereiro de 2015 Índice 1. Âmbito de aplicação... 3 2. Ética... 3 2.1. Princípios e valores fundamentais... 3 2.2. Proibição de decisão em situação de conflito de interesses... 4 2.3.

Leia mais

[CÓDIGO DE ÉTICA] Interinvest

[CÓDIGO DE ÉTICA] Interinvest [CÓDIGO DE ÉTICA] Este documento determina as práticas, padrões éticos e regras a serem seguidos pelos colaboradores, fornecedores e a todos aqueles que, direta ou indiretamente, se relacionem com a Interinvest.

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA BC CONSULT Página 1 de 9 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PRINCÍPIOS... 4 INTEGRIDADE... 4 DISCRIMINAÇÃO... 4 CONFLITO DE INTERESSE... 4 CONFIDENCIALIDADE DE INFORMAÇÕES... 5 PROTEÇÃO AO

Leia mais

A SINIGAGLIA, endossa e pratica de forma sistemática os princípios do Pacto Global 1 da ONU, integrando-os a seus processos:

A SINIGAGLIA, endossa e pratica de forma sistemática os princípios do Pacto Global 1 da ONU, integrando-os a seus processos: INTRODUÇÃO O regime da livre iniciativa impõe às organizações e seus integrantes a conduzirem-se dentro de um ambiente de respeito e entendimento, zelando para que toda e qualquer forma de relacionamento,

Leia mais

de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética ca Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Códig

de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética ca Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Códig de Ética Código CÓDIGO de Ética Código de Ética Código DE de Ética Código de Ética de Ética Código de Ética Código ÉTICA de Ética Código de Ética Código de Ética Fazendo Negócios com Integridade Realizamos

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta 2015 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ALIANSCE I. Abrangência A Aliansce, todas as sociedades, direta ou indiretamente por ela controladas ou sob mesmo controle, e os Shopping Centers

Leia mais

Código de Ética Nas Relações com as Partes Interessadas Com os Clientes e a Concorrência

Código de Ética Nas Relações com as Partes Interessadas Com os Clientes e a Concorrência Código de Ética Conduzimos nossos negócios dentro de uma estrutura de padrões profissionais, legislações, regulamentações e políticas internas. Entretanto, temos consciência que essas normas não necessariamente

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA ÍNDICE Carta da Administração...3 1) Os nossos Princípios...4 2) O Comitê de Ética...4 3) Responsabilidades...4 4) Penalidades...4 5) Comunicação das Transgressões...5 6) Denúncias...5

Leia mais

Capítulo I Princípios Gerais. Capítulo II Responsabilidade Institucional. Capítulo III Responsabilidade Social

Capítulo I Princípios Gerais. Capítulo II Responsabilidade Institucional. Capítulo III Responsabilidade Social 4 5 5 6 7 7 7 8 9 9 10 10 Apresentação Capítulo I Princípios Gerais Capítulo II Responsabilidade Institucional Capítulo III Responsabilidade Social Capítulo IV A Ética nas Relações Internas Capítulo V

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING O Código de Conduta Ética é um instrumento destinado a aperfeiçoar os relacionamentos da organização e elevar o clima de confiança nela existente. Este Código tem

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E INTEGRIDADE DE FORNECEDORES

CÓDIGO DE CONDUTA E INTEGRIDADE DE FORNECEDORES SUMÁRIO 1. Introdução... 04 2. Abrangência... 04 3. Objetivo... 04 4. Princípios Éticos... 05 5. Preconceitos e Discriminação... 05 6. Respeito à Legislação e Integridade nos Negócios... 05 7. Documentos,

Leia mais

Código de Ética do Mercado de Seguros, Previdência Complementar, Saúde Suplementar e Capitalização

Código de Ética do Mercado de Seguros, Previdência Complementar, Saúde Suplementar e Capitalização Código de Ética do Mercado de Seguros, Previdência Complementar, Saúde Suplementar e Capitalização 1 ÍNDICE Apresentação Capítulo I Princípios Gerais Capítulo II Responsabilidade Institucional Capítulo

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA AGENTES AUTÔNOMOS DE INVESTIMENTO BANCO COOPERATIVO SICREDI S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA AGENTES AUTÔNOMOS DE INVESTIMENTO BANCO COOPERATIVO SICREDI S.A. CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA AGENTES AUTÔNOMOS DE INVESTIMENTO BANCO COOPERATIVO SICREDI S.A. Versão: Maio 2013 Página 1 Introdução Alinhado com o disposto na Instrução CVM nº 497/11 ( ICVM 497/11 ), o Banco

Leia mais

Caux Round Table Principles for Business (Portuguese Translation) OS PRINCÍPIOS DE CAUX COMPORTAMENTO EMPRESARIAL PARA UM MUNDO MELHOR

Caux Round Table Principles for Business (Portuguese Translation) OS PRINCÍPIOS DE CAUX COMPORTAMENTO EMPRESARIAL PARA UM MUNDO MELHOR Caux Round Table Principles for Business (Portuguese Translation) OS PRINCÍPIOS DE CAUX COMPORTAMENTO EMPRESARIAL PARA UM MUNDO MELHOR Introdução Este documento foi elaborado pela Mesa Redonda de Caux,

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA SOMMA INVESTIMENTOS

CÓDIGO DE ÉTICA DA SOMMA INVESTIMENTOS 1. O CÓDIGO Este Código de Ética (Código) determina as práticas e padrões éticos a serem seguidos por todos os colaboradores da SOMMA INVESTIMENTOS. 2. APLICABILIDADE Esta política é aplicável: 2.1. A

Leia mais

Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos

Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos Conteúdo 1 Página Capítulo 2 1. Introdução 3 2. Nossos Compromissos 3! Compromissos com a sociedade 3! Compromissos para com os clientes 4! Compromissos para

Leia mais

IINSTRUÇÃO DO SISTEMA. Código de conduta

IINSTRUÇÃO DO SISTEMA. Código de conduta 1 de 7 Revisão Data Assunto / revisão / modificação 00 16/04/15 Emissão Inicial. Nome Cargo Data Assinatura Consultor / Gerente EMITENTE Maciel Amaro Técnico / RD Valéria Ap. R. Amaro Diretora administrativa

Leia mais

Mensagem da Diretoria

Mensagem da Diretoria 2007 A Mensagem da Diretoria história da Responsabilidade Social na Copacol está intrínseca desde que abriu as portas do cooperativismo no Oeste do Paraná, em 1963. Com a assinatura do Pacto Global, essa

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA 1. MENSAGEM IESC

CÓDIGO DE CONDUTA 1. MENSAGEM IESC CÓDIGO DE CONDUTA 1. MENSAGEM IESC De origem grega, o termo ethos significa costumes e deve ser entendido com um conjunto de princípios básicos que visam disciplinar e regular, a moral e a conduta das

Leia mais

PRINCÍPIOS EMPRESARIAIS GERAIS DA SHELL

PRINCÍPIOS EMPRESARIAIS GERAIS DA SHELL Shell International Limited 2010 A permissão para reproduzir qualquer parte desta publicação deve ser solicitada à Shell International Limited. Geralmente a permissão será concedida, mediante o reconhecimento

Leia mais

Apresentação... Introdução... 2. Observância às leis e regulamentos... 4. Política Anticorrupção... 4. Relacionamentos com clientes...

Apresentação... Introdução... 2. Observância às leis e regulamentos... 4. Política Anticorrupção... 4. Relacionamentos com clientes... SUMÁRIO Apresentação... Introdução... 2 Observância às leis e regulamentos... 4 Política Anticorrupção... 4 Relacionamentos com clientes... 6 Ambiente de Trabalho... 7 E-mail e Internet... 8 Saúde e Segurança

Leia mais

ISO 14004:2004. ISO14004 uma diretriz. Os princípios-chave ISO14004. Os princípios-chave

ISO 14004:2004. ISO14004 uma diretriz. Os princípios-chave ISO14004. Os princípios-chave ISO14004 uma diretriz ISO 14004:2004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio Prof.Dr.Daniel Bertoli Gonçalves FACENS 1 Seu propósito geral é auxiliar as

Leia mais

Índice. 1. Objetivo...04. 2. Âmbito de aplicação...05. 3. Princípios orientadores da conduta de Gas Natural Fenosa...06. 4. Normas de conduta...

Índice. 1. Objetivo...04. 2. Âmbito de aplicação...05. 3. Princípios orientadores da conduta de Gas Natural Fenosa...06. 4. Normas de conduta... Código de Ética Índice 1. Objetivo...04 2. Âmbito de aplicação...05 3. Princípios orientadores da conduta de Gas Natural Fenosa...06 4. Normas de conduta...07 5. Aceitação e cumprimento do Código...22

Leia mais

Código de Conduta nos Negócios e Ética do UBS

Código de Conduta nos Negócios e Ética do UBS Código de Conduta nos Negócios e Ética do UBS Prefácio Este Código de Conduta nos Negócios e Ética do UBS (o Código) estabelece os princípios e práticas aos quais os funcionários e diretores do UBS estão

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE SUPRIMENTO DE MATERIAL E SERVIÇOS GSS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS

SUPERINTENDÊNCIA DE SUPRIMENTO DE MATERIAL E SERVIÇOS GSS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS ELETRONORTE SUPERINTENDÊNCIA DE SUPRIMENTO DE MATERIAL E SERVIÇOS GSS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS 1 2

Leia mais

Código de Ética e de Conduta do. Grupo Energisa

Código de Ética e de Conduta do. Grupo Energisa Código de Ética e de Conduta do Grupo Energisa Caro colaborador, A prática do Código de Ética e de Conduta do Grupo Energisa é tão importante que fazemos questão que cada colaborador tenha seu próprio

Leia mais

Prezado colaborador, Receba estes Princípios Éticos e de Conduta, que resumem o que já somos e pregam o que nunca devemos deixar de ser.

Prezado colaborador, Receba estes Princípios Éticos e de Conduta, que resumem o que já somos e pregam o que nunca devemos deixar de ser. Prezado colaborador, Fazemos parte de empresas que já nasceram comprometidas com os princípios éticos do exercício da verdade, fundamentais para a nossa credibilidade. Uma identidade cristalina, que nos

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA AGÊNCIA DE FOMENTO DE GOIÁS S/A GOIÁSFOMENTO

CÓDIGO DE ÉTICA AGÊNCIA DE FOMENTO DE GOIÁS S/A GOIÁSFOMENTO CÓDIGO DE ÉTICA DA AGÊNCIA DE FOMENTO DE GOIÁS S/A GOIÁSFOMENTO 0 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO... 2 2 - ABRANGÊNCIA... 2 3 - PRINCÍPIOS GERAIS... 2 4 - INTEGRIDADE PROFISSIONAL E PESSOAL... 3 5 - RELAÇÕES COM

Leia mais

I - Você e a DBA. II - Construir relacionamentos

I - Você e a DBA. II - Construir relacionamentos O código de ética DBA representa a necessidade de reforço aos valores e à cultura da empresa através da ética. Assim, é fundado nos valores essenciais da corporação e pode ser definido pelas normas padrões

Leia mais

INTRODUÇÃO 1 COMPROMISSO DA SONAE HOLDING

INTRODUÇÃO 1 COMPROMISSO DA SONAE HOLDING Índice INTRODUÇÃO... 2 1 COMPROMISSO DA SONAE HOLDING... 2 2 COMPROMISSO DOS COLABORADORES... 2 3 PRINCÍPIOS DE RELACIONAMENTO... 3 3.1 RELAÇÕES COM ADMINISTRADORES E COLABORADORES... 3 3.2 RELAÇÕES COM

Leia mais

Guia. Diretrizes Éticas CÓPIA NÃO CONTROLADA

Guia. Diretrizes Éticas CÓPIA NÃO CONTROLADA Guia Diretrizes Éticas Créditos Área responsável Presidência Elaborador Comitê de Ética Editoração Não aplicável Ilustração Não aplicável Índice 1. Pagamentos Indevidos... 5 2. Comércio Internacional...

Leia mais

Código de Conduta. Nossos cinco princípios fundamentais: Pacientes. O benefício e a segurança do paciente estão no centro de tudo o que fazemos

Código de Conduta. Nossos cinco princípios fundamentais: Pacientes. O benefício e a segurança do paciente estão no centro de tudo o que fazemos Nosso compromisso de cuidar e curar Código de Conduta Nossos cinco princípios fundamentais: Pacientes O benefício e a segurança do paciente estão no centro de tudo o que fazemos Associados Tratamos nossos

Leia mais

MT/002-14 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ARGUS 12/2014 - VINHEDO, SP

MT/002-14 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ARGUS 12/2014 - VINHEDO, SP MT/002-14 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ARGUS 12/2014 - VINHEDO, SP 1 Código de Ética e Conduta da Argus MENSAGEM DO PRESIDENTE Este Código de Ética e Conduta foi elaborado com a finalidade de explicitar

Leia mais

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578 JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578 CÓDIGO DE ÉTICA Escopo Este Código de Ética ( Código ) reúne as principais normas de conduta que devem

Leia mais

c) Ênfase na importância e necessidade de contínuo aprimoramento cultural e profissional de todos os envolvidos.

c) Ênfase na importância e necessidade de contínuo aprimoramento cultural e profissional de todos os envolvidos. TÍTULO Código de Conduta Ética da Organização Bradesco GESTOR Banco Bradesco S.A. ABRANGÊNCIA Unidades no Exterior, Agências, Departamentos, Empresas Ligadas DATA DE PUBLICAÇÃO 07/08/2015 Descrição: 1.

Leia mais

Cliente Empreendedorismo Metodologia e Gestão Lucro Respeito Ética Responsabilidade com a Comunidade e Meio Ambiente

Cliente Empreendedorismo Metodologia e Gestão Lucro Respeito Ética Responsabilidade com a Comunidade e Meio Ambiente Código de Ética OBJETIVO Este código de ética serve de guia para atuação dos empregados e contratados da AQCES e explicita a postura que deve ser adotada por todos em relação aos diversos públicos com

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA 2 INFORMAÇÕES GERAIS O QUE É O CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA O Código de Ética e de Conduta (Código) é o instrumento no qual se inscrevem os valores que pautam a actuação do

Leia mais

Código de Conduta. Os nossos cinco princípios fundamentais: O benefício e a segurança do doente estão no centro de tudo o que fazemos

Código de Conduta. Os nossos cinco princípios fundamentais: O benefício e a segurança do doente estão no centro de tudo o que fazemos O nosso compromisso de cuidar e curar Código de Conduta Os nossos cinco princípios fundamentais: Doentes O benefício e a segurança do doente estão no centro de tudo o que fazemos Colaboradores Tratamos

Leia mais

Termos de Utilização - 11-06-2012 by jenniferkarg - Entendendo a Radiação Médica - http://medicalradiation.preview.spiritlink.de?

Termos de Utilização - 11-06-2012 by jenniferkarg - Entendendo a Radiação Médica - http://medicalradiation.preview.spiritlink.de? Termos de Utilização by jenniferkarg - Tuesday, November 06, 2012 http://medicalradiation.preview.spiritlink.de/servico/termos-de-utilizacao/?lang=pt-br 1. Escopo 1.1 O uso destas páginas de internet fornecidas

Leia mais

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 Sumário 1 Introdução... 2 1.1 Finalidade do documento... 2 1.2 Abrangência... 2 2 Objetivos do código de conduta... 2 3 Princípios éticos... 3 4 Relações entre os Profissionais... 4 4.1 Oportunidade no

Leia mais

Introdução. Observância às leis. Conflitos de interesses. Negociação justa (Fair Dealing) Proteção e utilização adequada dos ativos da Empresa

Introdução. Observância às leis. Conflitos de interesses. Negociação justa (Fair Dealing) Proteção e utilização adequada dos ativos da Empresa Código de Conduta Sumário Introdução 2 Observância às leis 3 Conflitos de interesses 5 Negociação justa (Fair Dealing) 7 Proteção e utilização adequada dos ativos da Empresa 10 Respeito à comunidade ArcelorMittal

Leia mais

POLITICA DE QUALIDADE

POLITICA DE QUALIDADE CÓDIGO ÉTICA ÍNDICE: PALAVRA DO DIRETOR POLITICA DE QUALIDADE MISSÃO VISÃO VALORES CONFIDENCIALIDADE DE INFORMAÇÃO CLIENTES FORNECEDORES ACIONISTAS COMUNIDADE RESPONSABILIDADE SOCIAL IMPRENSA ORGÃOS GOVERNAMENTAIS

Leia mais

Código de Conduta. Cooper-Standard Holdings Inc. Cooper-Standard Automotive Inc.

Código de Conduta. Cooper-Standard Holdings Inc. Cooper-Standard Automotive Inc. Código de Conduta Cooper-Standard Holdings Inc. Cooper-Standard Automotive Inc. Mensagem de Jeff Edwards Presidente e Diretor executivo Prezado membro da equipe Cooper Standard, É com satisfação que apresento

Leia mais

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL Março de 2015 1ª edição MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta da RIP ( Código ) é a declaração formal das expectativas que servem

Leia mais

Código de Conduta ATUE COM INTEGRIDADE, CRESÇA SUSTENTAVELMENTE. Hilti. Supera expectativas.

Código de Conduta ATUE COM INTEGRIDADE, CRESÇA SUSTENTAVELMENTE. Hilti. Supera expectativas. ATUE COM INTEGRIDADE, CRESÇA SUSTENTAVELMENTE. Hilti. Supera expectativas. Exmo. Sr./Exma. Sra. Caros colegas, A Página Aplicação do Código de Conduta da Hilti 6 Para a Hilti, existe um elo inseparável

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E BOAS PRÁTICAS

CÓDIGO DE CONDUTA E BOAS PRÁTICAS CÓDIGO DE CONDUTA E BOAS PRÁTICAS Fundação Alentejo no Alentejo e para o Alentejo, um projeto para além da esperança Fernanda Ramos 1992 Aprovado na reunião do Conselho de Administração da FA Novembro

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA

CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA Código de Ética e de Responsabilidade Social Propósitos A ACE Schmersal tem uma atuação corporativa pautada em valores éticos e morais. Estes mesmos valores regem

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética Jeito de Ser Índice 3 Introdução 3 Carta do Presidente 3 Missão do Grupo Marisa 3 Valores do Grupo Marisa 3 Código de Conduta Ética v Áreas de Relacionamento Colaboradores Fornecedores

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR A Weatherford construiu sua reputação como uma organização que exige práticas comerciais éticas e altos níveis de integridade em todas as nossas transações comerciais. A

Leia mais

GU-0017-15BF-Codigo-Etica2.indd 1

GU-0017-15BF-Codigo-Etica2.indd 1 GU-0017-15BF-Codigo-Etica2.indd 1 07/12/15 17:39 GU-0017-15BF-Codigo-Etica2.indd 2 07/12/15 17:39 APRESENTAÇÃO Carta do Presidente do Conselho de Administração Pessoas e equipes são valorizadas na Concessionária

Leia mais

Política de Relacionamento com Fornecedores

Política de Relacionamento com Fornecedores Política de Relacionamento com Fornecedores Publicado em: 25/06/2013 1. Conceito O Santander tem como compromisso promover a sustentabilidade, conduzindo seus negócios em plena conformidade com a legislação

Leia mais

GUIA ANTICORRUPÇÃO WILSON SONS

GUIA ANTICORRUPÇÃO WILSON SONS GUIA ANTICORRUPÇÃO WILSON SONS A Wilson Sons, por meio deste Guia Anticorrupção, pretende disseminar os valores morais e éticos que norteiam seus diversos negócios, reiterando seu princípio de combate

Leia mais

MOMENTIVE PERFORMANCE MATERIALS CÓDIGO DE CONDUTA

MOMENTIVE PERFORMANCE MATERIALS CÓDIGO DE CONDUTA MOMENTIVE PERFORMANCE MATERIALS CÓDIGO DE CONDUTA Conduzir os negócios de maneira ética e em conformidade com as normas aplicáveis é a base sobre a qual a nossa Empresa está constituída e essencial para

Leia mais

Guia de Prevenção e Combate à Corrupção

Guia de Prevenção e Combate à Corrupção Guia de Prevenção e Combate à Corrupção Objetivo Estabelecer diretrizes e definir o que são práticas de corrupção, bem como reiterar qual é a conduta e a postura da Brasil Kirin frente a este tema, reafirmando

Leia mais

Apresentação. Após a leitura, o colaborador deve atestar que se compromete a respeitar os padrões estabelecidos nesse documento.

Apresentação. Após a leitura, o colaborador deve atestar que se compromete a respeitar os padrões estabelecidos nesse documento. CÓDIGO DE ÉTICA 1 2 3 Apresentação Apresentamos a todos o Código de Ética do Banco A.J Renner S.A. Este código contém as orientações que devem ser seguidas individual e coletivamente na busca pela excelência

Leia mais

Código de Conduta Fevereiro de 2014

Código de Conduta Fevereiro de 2014 Código de Conduta Fevereiro de 2014 Índice 1. Sobre o Código...03 2. Relações com Clientes... 04 3. Relações com os Acionistas... 04 3.1. Informações Privilegiadas... 05 4. Responsabilidades dos Integrantes...

Leia mais

DECLARAÇÃO UNIVERSAL SOBRE O GENOMA HUMANO E OS DIREITOS HUMANOS

DECLARAÇÃO UNIVERSAL SOBRE O GENOMA HUMANO E OS DIREITOS HUMANOS DECLARAÇÃO UNIVERSAL SOBRE O GENOMA HUMANO E OS DIREITOS HUMANOS A Conferência Geral, Lembrando que o Preâmbulo da Carta da Unesco refere-se a os princípios democráticos de dignidade, igualdade e respeito

Leia mais

Princípios de Ética no Grupo DB

Princípios de Ética no Grupo DB Princípios de Ética no Grupo DB Código de conduta Objetivo do código de conduta Estipulamos com valor vinculativo os nossos padrões e as expectativas relativas aos nossos negócios diários. Para todos os

Leia mais

ALUPAR INVESTIMENTO S.A. CNPJ/MF nº 08.364.948/0001-38 NIRE 35.300.335.325 CÓDIGO DE ÉTICA, CONDUTA & COMPLIANCE. 19 de janeiro de 2015

ALUPAR INVESTIMENTO S.A. CNPJ/MF nº 08.364.948/0001-38 NIRE 35.300.335.325 CÓDIGO DE ÉTICA, CONDUTA & COMPLIANCE. 19 de janeiro de 2015 ALUPAR INVESTIMENTO S.A. CNPJ/MF nº 08.364.948/0001-38 NIRE 35.300.335.325 CÓDIGO DE ÉTICA, CONDUTA & COMPLIANCE 19 de janeiro de 2015 I. INTRODUÇÃO O presente Código de Ética, Conduta & Compliance ( Código

Leia mais

Código de Ética Rastru

Código de Ética Rastru CÓDIGO DE ÉTICA RASTRU O objetivo desse Código de É tica é definir com clareza os princípios éticos que norteiam as ações e os compromissos da organização Rastru, tanto da parte institucional como da parte

Leia mais

Código de Conduta da Dachser

Código de Conduta da Dachser Código de Conduta da Dachser 1. Introdução A fundação de todas as atividades na Dachser é a nossa adesão a regulamentos juridicamente vinculativos em nível nacional e internacional, assim como a quaisquer

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA SUMÁRIO 1 ÉTICA...03 2 APRESENTAÇÃO...04 3 APLICAÇÃO...05 4 FINALIDADES...06 5 DEFINIÇÕES...07 6 CULTURA ORGANIZACIONAL...08 6.1 MISSÃO...08 6.2 VISÃO...08 6.3 VALORES...08 6.4

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA 07/2014

CÓDIGO DE CONDUTA 07/2014 CÓDIGO DE CONDUTA 07/2014 CÓDIGO DE CONDUTA 07/2014 ÍNDICE ÍNDICE 1. Sobre o Código... 04 2. Relações com Clientes.... 05 3. Relações com os Acionistas... 05 3.1. Informações Privilegiadas... 05 4. Responsabilidades

Leia mais

Código de Conduta Nossa forma de fazer negócios

Código de Conduta Nossa forma de fazer negócios Código de Conduta Nossa forma de fazer negócios pwc Atuamos de forma profissional. Fazemos negócios com integridade. Preservamos a reputação da Firma e de nossos clientes. Respeitamos as pessoas e o meio

Leia mais

Código de Ética. 31 de março

Código de Ética. 31 de março Código de Ética 31 de março 2015 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 4 2. MISSÃO, VISÃO E VALORES DA CETIP... 4 3. PÚBLICO-ALVO... 4 4. REGRAS E PRINCÍPIOS NORTEADORES DAS ATIVIDADES... 4 4.1. RELACIONAMENTO INTERNO...

Leia mais

ANEXO VII TERMO DE CONFIDENCIALIDADE

ANEXO VII TERMO DE CONFIDENCIALIDADE TERMO DE CONFIDENCIALIDADE TERMO DE CONFIDENCIALIDADE QUE ENTRE SI CELEBRAM O BANCO DE BRASÍLIA S/A E [EMPRESA CONTRATADA] VINCULADO AO [CONTRATO PRINCIPAL1] CELEBRADO ENTRE AS PARTES Processo nº 041.000.371/2009.

Leia mais