MANUAL CONTROL RACK MEGA/GIGA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL CONTROL RACK MEGA/GIGA"

Transcrição

1 Página 1 de 18 MANUAL CONTROL RACK MEGA/GIGA Controlador: CPG2L0C4 CONTROLADOR PROGRAMAVEL C-PRO GIGA 24V LCD RTC RS485 CPM2L0C4 CONTROLADOR PROGRAMAVEL C-PRO MEGA 24V LCD RTC RS485 Acessórios: CJAV07 KIT DE CONECTORES PARA C-PRO GIGA CPG CJAV06 KIT DE CONECTORES PARA C-PRO MEGA CPM EC TSF R072 TRANSFORMADOR DE POTENCIA 230/24VAC 20 VA Periféricos: EV PT 5130 TRANSMISSOR DIGITAL DE PRESSAO BAR EV PT 5108 TRANSMISSOR DIGITAL DE PRESSAO 0,5...8 BAR EC SND 5100 SONDA TEMPERATURA NTC SILICONE 1,5M TUBO AÇO 6X30 EC SND 0100 SONDA TEMPERATURA PTC SILICONE 1,5M TUBO AÇO 6X30 Software: Rack.giga.vSTD_3.0, Rack.mega.vSTD_ IMPORTANTE 1.1 Importante Leia atentamente as instruções antes de instalar e usar seguindo todas as informações adicionais para a instalação e ligações elétricas; conserve este manual juntamente com o controlador para que possa consultar no futuro. 2. DIMENSÕES E INSTALAÇÃO 2.1 Dimensões 2.2 Instalação Montagem em trilho DIN; dimensões em milímetros (polegadas).

2 Página 2 de Advertências para instalação Condições de trabalho (temperatura de trabalho, umidade, etc.) bastam estar entre os limites dos dados técnicos. Não instalar o controlador próximo a fontes de calor (resistências, dutos de ar quente etc.), de aparelhos envolvendo magnetismo (grandes bobinas etc.), de lugar sujeito a luz solar direta, chuva, umidade, poeira excessiva, vibrações mecânicas ou batidas. Em conformidade com as normas de segurança, a proteção contra eventuais contatos com a parte elétrica deve ser assegurada com uma correta instalação do instrumento; todas as partes que asseguram a proteção devem ser instaladas, você não poderá removê-las se não estiver usando uma ferramenta. 3. LIGAÇÃO ELÉTRICA 3.1 Ligação elétrica 3.2 Tabela sugerida de conexões elétricas pino a pino Controlador Alimentação do controlador Pino Descrição Periféricos: V Alimentação fase 1 (24V) Fase 1 vinda do transformador 220Vac -24Vac V Alimentação fase 2 (24V) Fase 2 vinda do transformador 220Vac -24Vac ATENÇÃO: TODAS AS ENTRADAS E SAIDAS DIGITAIS E ANALÓGICAS PODEM SER CONFIGURADAS EM OUTRA POSIÇÃO NO HARDWARE, POR FAVOR VERIFIQUE OS ITENS 5.1.4, 5.1.5, E PARA CONFIGURAÇÃO E OS ITENS E PARA VERIFICAR AS RESTRIÇÕES. NAS ENTRADAS ANALÓGICAS A ALIMENTAÇÃO DOS TRANSDUTORES É FEITA NOS PINOS VDC. Entradas Analógicas (AI) Sondas (GND) e Transdutores (VDC) Pino Descrição Exemplo Cpro MEGA 3x3x2 Exemplo Cpro GIGA 4x4x4 AI1 Entrada analógica 01 - Sinal Temperatura de descarga (PTC) Temperatura de descarga (PTC) GND Entrada analógica 01 Referência Temperatura de descarga (PTC) Temperatura de descarga (PTC) JP1 Jumper INSERIDO Jumper INSERIDO Jumper INSERIDO AI2 Entrada analógica 02 - Sinal Pressão descarga cabo verde (4 a 20mA) Pressão descarga cabo verde (4 a 20mA) VDC Entrada analógica 02 Alimentação Pressão descarga cabo marrom (4 a 20mA) Pressão descarga cabo marrom (4 a 20mA) JP2 Jumper INSERIDO Jumper INSERIDO Jumper INSERIDO AI3 Entrada analógica 03 - Sinal Pressão resfriados cabo verde (4 a 20mA) Pressão resfriados cabo verde (4 a 20mA) VDC Entrada analógica 03 Alimentação Pressão resfriados cabo marrom (4 a 20mA) Pressão resfriados cabo marrom (4 a 20mA) AI4 Entrada analógica 04 - Sinal Pressão congelados cabo verde (4 a 20mA) Pressão congelados cabo verde (4 a 20mA) VDC Entrada analógica 04 Alimentação Pressão congelados cabo marrom (4a20mA) Pressão congelados cabo marrom (4 a 20mA) AI5 Entrada analógica 05 - Sinal Temperatura de resfriados (NTC) Temperatura de resfriados (NTC) GND Entrada analógica 05 Referência Temperatura de resfriados (NTC) Temperatura de resfriados (NTC) AI6 Entrada analógica 06 - Sinal Temperatura de congelados (NTC) Temperatura de congelados (NTC) GND Entrada analógica 06 Referência Temperatura de congelados (NTC) Temperatura de congelados (NTC) AI7 Entrada analógica 07 - Sinal Temperatura reserva Temperatura reserva GND Entrada analógica 07 Referência Temperatura reserva Temperatura reserva AI8 Entrada analógica 08 - Sinal Pressão reserva Pressão reserva GND Entrada analógica 08 Referência Pressão reserva Pressão reserva

3 Página 3 de 18 Saídas Digitais/Reles (DO) Acionamentos Pino Descrição Exemplo Cpro MEGA 3x3x2 Exemplo Cpro GIGA 4x4x4 CO1 Relê 01: Entrada de fase da carga 01 Comum Compressor de resfriados 1 Comum Compressor de resfriados 1 NO1 Relê 01 Saída da mesma fase 01 Acionamento Compressor de resfriados 1 Acionamento Compressor de resfriados 1 CO2 Relê 02 Entrada de fase da carga 02 Comum Compressor de resfriados 2 Comum Compressor de resfriados 2 NO2 Relê 02 Saída da mesma fase 02 Acionamento Compressor de resfriados 2 Acionamento Compressor de resfriados 2 CO3 Relê 03 Entrada de fase da carga 03 Comum Compressor de resfriados 3 Comum Compressor de resfriados 3 NO3 Relê 03 Saída da mesma fase 03 Acionamento Compressor de resfriados 3 Acionamento Compressor de resfriados 3 CO4 Relê 04 Entrada de fase da carga 04 Comum Compressor de congelados 1 Comum Compressor de resfriados 4 NO4 Relê 04 Saída da mesma fase 04 Acionamento Compressor de congelados 1 Acionamento Compressor de resfriados 4 CO5 Relê 05 Entrada de fase da carga 05 Comum Compressor de congelados 2 Comum Compressor de congelados 1 NO5 Relê 05 Saída da mesma fase 05 Acionamento Compressor de congelados 2 Acionamento Compressor de congelados 1 CO6 Relê 06 Entrada de fase da carga 06 Comum Compressor de congelados 3 Comum Compressor de congelados 2 NO6 Relê 06 Saída da mesma fase 06 Acionamento Compressor de congelados 3 Acionamento Compressor de congelados 2 CO7 Relê 07 Entrada de fase da carga 07 Comum Ventilador de condensação 1 Comum Compressor de congelados 3 NO7 Relê 07 Saída da mesma fase 07 Acionamento Ventilador de condensação 1 Acionamento Compressor de congelados 3 CO8 Relê 08 Entrada de fase da carga 08 Comum Ventilador de condensação 2 Comum Compressor de congelados 1 NO8 Relê 08 Saída da mesma fase 08 Acionamento Ventilador de condensação 2 Acionamento Compressor de congelados 1 CO9* Relê 09 Entrada de fase da carga 09 Comum Ventilador de condensação 1 NO9* Relê 09 Saída da mesma fase 09 Acionamento Ventilador de condensação 1 CO10* Relê 10 Entrada de fase da carga 10 Comum Ventilador de condensação 2 NO10* Relê 10 Saída da mesma fase 10 Acionamento Ventilador de condensação 2 CO11* Relê 11 Entrada de fase da carga 11 Comum Ventilador de condensação 3 NO11* Relê 11 Saída da mesma fase 11 Acionamento Ventilador de condensação 3 CO12* Relê 12 Entrada de fase da carga 12 Comum Ventilador de condensação 4 NO12* Relê 12 Saída da mesma fase 12 Acionamento Ventilador de condensação 4 CO13* Relê 13 Entrada de fase da carga 13 Comum Alarme externo NO13* Relê 13: Saída da mesma fase 13 Acionamento Alarme externo *PRESENTE APENAS NO CPRO GIGA Saídas Analógicas (AO) Inversores de freqüência Pino Descrição Exemplo Cpro MEGA 3x3x2 Exemplo Cpro GIGA 4x4x4 AO1 Saída Analógica Inversor 01 - Sinal Inversor de freq. compressor resfriados Inversor de freq. compressor resfriados GND Saída Analógica Inversor 01 - Referência Inversor de freq. compressor resfriados Inversor de freq. compressor resfriados AO2 Saída Analógica Inversor 02 - Sinal Inversor de freq. compressor congelados Inversor de freq. compressor congelados GND Saída Analógica Inversor 02 - Referência Inversor de freq. compressor congelados Inversor de freq. compressor congelados AO3 Saída Analógica Inversor 03 - Sinal Inversor de freq. ventilador condensação Inversor de freq. ventilador condensação GND Saída Analógica Inversor 03 - Referência Inversor de freq. ventilador condensação Inversor de freq. ventilador condensação AO4 Saída Analógica Inversor 04 - Sinal Reserva Reserva GND Saída Analógica Inversor 04 - Referência Reserva Reserva JP6 Jumpers de seleção (ver tela 5.1.3) NÃO INSERIDOS PARA 0,5 A 10V E INSERIDOS 4 A 20mA Entradas Digitais (DI) Entradas de falha, avisos etc. Pino Descrição Exemplo Cpro MEGA 3x3x2 Exemplo Cpro GIGA 4x4x4 DI1 Fase 01 da entrada digital 01 (12-24Vac/Vcc) Defeito compressor de resfriados 1 Defeito compressor de resfriados 1 COM Fase 02 da entrada digital 01 (12-24Vac/Vcc) Defeito compressor de resfriados 1 Defeito compressor de resfriados 1 DI2 Fase 01 da entrada digital 02 (12-24Vac/Vcc) Defeito compressor de resfriados 2 Defeito compressor de resfriados 2 COM Fase 02 da entrada digital 02 (12-24Vac/Vcc) Defeito compressor de resfriados 2 Defeito compressor de resfriados 2 DI3 Fase 01 da entrada digital 03 (12-24Vac/Vcc) Defeito compressor de resfriados 3 Defeito compressor de resfriados 3 COM Fase 02 da entrada digital 03 (12-24Vac/Vcc) Defeito compressor de resfriados 3 Defeito compressor de resfriados 3 DI4 Fase 01 da entrada digital 04 (12-24Vac/Vcc) Defeito compressor de congelados 1 Defeito compressor de resfriados 4 COM Fase 02 da entrada digital 04 (12-24Vac/Vcc) Defeito compressor de congelados 1 Defeito compressor de resfriados 4 DI5 Fase 01 da entrada digital 05 (12-24Vac/Vcc) Defeito compressor de congelados 2 Defeito compressor de congelados 1 COM Fase 02 da entrada digital 05 (12-24Vac/Vcc) Defeito compressor de congelados 2 Defeito compressor de congelados 1

4 Página 4 de 18 DI6 Fase 01 da entrada digital 06 (12-24Vac/Vcc) Defeito compressor de congelados 3 Defeito compressor de congelados 2 COM Fase 02 da entrada digital 06 (12-24Vac/Vcc) Defeito compressor de congelados 3 Defeito compressor de congelados 2 DI7 Fase 01 da entrada digital 07 (12-24Vac/Vcc) Síntese de defeito condensação Defeito compressor de congelados 3 COM Fase 02 da entrada digital 07 (12-24Vac/Vcc) Síntese de defeito condensação Defeito compressor de congelados 3 DI8 Fase 01 da entrada digital 08 (12-24Vac/Vcc) Falta e seqüência de fase Defeito compressor de congelados 4 COM Fase 02 da entrada digital 08 (12-24Vac/Vcc) Falta e seqüência de fase Defeito compressor de congelados 4 DI9 Fase 01 da entrada digital 09 (12-24Vac/Vcc) Reserva Síntese de defeito condensação COM Fase 02 da entrada digital 09 (12-24Vac/Vcc) Reserva Síntese de defeito condensação DI10 Fase 01 da entrada digital 10 (12-24Vac/Vcc) Reserva Falta e seqüência de fase COM Fase 02 da entrada digital 10 (12-24Vac/Vcc) Reserva Falta e seqüência de fase DI11* Fase 01 da entrada digital 11 (230Vac) Reserva Reserva COM* Fase 02 da entrada digital 11 (230Vac) Reserva Reserva DI12* Fase 01 da entrada digital 12 (230Vac) Reserva Reserva COM* Fase 02 da entrada digital 12 (230Vac) Reserva Reserva *PRESENTE APENAS NO CPRO GIGA Porta de comunicação RS485 ModBus-RTU Pino Descrição RS485 - Saída RS485 ModBus-RTU negativo RS485 + Saída RS485 ModBus-RTU positivo GND Terra da porta de comunicação RS485 JP5 Se INSERIDO terminação de rede (120 ohms) Porta de comunicação CAN JP3 Se INSERIDO terminação de rede (120 ohms) JP4 Se NÃO INSERIDO NENHUM 500,000 baud rate JP4 Se INSERIDOS SÓ EXTERNO 50,000 baud rate JP4 Se INSERIDOS SÓ INTERNO 120,000 baud rate JP4 Se INSERIDOS 20,000 baud rate (padrão) + Sinal CAN positivo - Sinal CAN negativo GND Terra da porta de comunicação CAN VDC NÃO UTILIZAR Observações importantes Pino Descrição VDC 12,5Vdc, Corrente Máxima (Imax) 200mA total para todos as saídas VDC GND Referência 0V 3.3 Advertências de conexão elétrica IMPORTANTE: As entradas digitais são contatos 12/24Vac/Vdc. Não operar nos conectores parafusadores elétricos ou pneumáticos. Se o instrumento precisar ser movido de um lugar frio para um lugar mais quente, a umidade pode condensar no interior do controlador; aguarde aproximadamente uma hora antes de ligá-lo. Verificar se a tensão de alimentação, a frequência e a potência de operação do controlador corresponde à do local a ser ligado. Desconectar a alimentação antes de fazer qualquer tipo de manutenção. Não utilizar o instrumento como dispositivo de segurança. Para reparos e informações sobre o controlador contate os revendedores Every Control. 4. OPERAÇÃO Navegação entre as telas de linhas de pressão Na tela principal, pressione as teclas (DOWN) e (UP) para posicionar o cursor sobre o símbolo (SETA) da linha de pressão desejada (S1, S2 ou S3). Pressione a tecla (ENTER) para acessar as telas de detalhe da linha de controle. Pressione a tecla (ESC) para sair e voltar à tela principal.

5 Página 5 de Tela principal: A tela principal será exibida sempre que a tecla ESC for pressionada repetidamente ou após 240 segundos de inatividade. Nesta tela serão exibidas as informações de Pressão de cada uma das sondas configuradas S1, S2 e/ou S3. S1 Resf representa a sonda 1, configurada para sucção de resfriados. S2 Cong representa a sonda 2, configurada para sucção de congelados. S3 Desc representa a sonda 3, configurada para descarga da condensação. Ao lado da pressão existe um ícone > que leva a tela de detalhe de cada linha de controle Tela de detalhe da linha de controle: aguardando atraso para desligar e ö Compressor desligado e aguardando atraso para ligar Menu de usuário Na tela principal, pressione a tecla Partindo da tela principal, pressione DOWN até o símbolo > da linha de controle desejada e pressione ENTER para acessar e ESC para sair. Esta tela possibilita a visualização da pressão, temperatura, rotação do compressor do inversor de freqüência e status dos outros compressores da linha de controle. O status pode ser Compressor ligado, Compressor desligado, * Compressor ligado e (ENTER) por 2 segundos para acessar o Menu de Usuário. Pressione as teclas (DOWN) e (UP) para posicionar o cursor sobre o símbolo (SETA DUPLA) do item de menu desejado. Pressione a tecla (ENTER) para acessar as telas do item de menu desejado. Pressione as teclas (LEFT) ou (RIGHT) para localizar a tela desejada dento do item de menu. Pressione a tecla (ESC) para sair e voltar à tela de menu de usuário. Pressione a tecla (ESC) para sair e voltar à tela principal Tela de Menu Usuário: Pressione a tecla ENTER por 2 segundos para acessar a tela. Esta tela possibilita acessar os Setpoints de trabalho, a quantidade de horas trabalhadas e o Menu de manutenção. Para selecionar a opção desejada pressione as tecla DOW e UP e pressione Enter para acessar Menu de Manutenção Na tela principal, pressione a tecla (ENTER) por 2 segundos para acessar o Menu de Usuário. Pressione as teclas (DOWN) e (UP) para posicionar o cursor sobre o símbolo (SETA DUPLA) do item Manutenção. Pressione a tecla (ENTER) para acessar as telas do item Manutenção. Pressione as teclas (LEFT) ou (RIGHT) para localizar a tela desejada dento do item de menu. Pressione a tecla (ESC) para sair e voltar à tela de menu de manutenção. Pressione a tecla (ESC) para sair e voltar à tela de menu de usuário. Pressione a tecla (ESC) para sair e voltar à tela principal Tela de Menu Manutenção: Lógica Controle, Nome Circuito, ModBus, Password. Pressionando a tecla ENTER na opção Manutenção na tela Menu Usuário é possível acessar os menus de parametrização e configuração do equipamento. Pressione as teclas UP e DOWN para selecionar a opção desejada. As opções disponíveis são: Entradas Alarme, Alarmes Sensores, Reset Horas trabalho, Atraso Cargas, Configuração, Entrada Sensores, Saídas e Reles,

6 Página 6 de Alteração de parâmetros Nas telas onde estão presentes parâmetros de configuração, é possível alterar o seu valor usando as teclas (DOWN) e (UP) para selecionar o parâmetro desejado. Pressione a tecla (ENTER) para editar seu valor. Pressione as (DOWN) e (UP) para ajustar o valor desejado. Pressione a tecla (ENTER) para salvar a alteração e sair ou pressione a tecla (ESC) para sair sem salvar o valor alterado. A alteração somente será considerada pelo controlador no momento em que o parâmetro estiver salvo. Parâmetros de tipo de sensor e de endereçamento de rede somente terão efeito se o controlador for desligado e ligado novamente. 5. CONFIGURAÇÃO Configuração do equipamento: Para realizar esta configuração é necessário ter em mãos; o número de compressores para cada linha de pressão, o número de ventiladores do condensador, se serão utilizados inversores de freqüência, a posição no hardware onde serão conectados os sensores e as cargas e os tipos de sensores utilizados Tela de Configuração do sistema: Pressionando a tecla ENTER na opção Configuração na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de configuração do sistema. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. É possível configurar até 3 (três) linhas de pressão, S1, S2 e S3. É obrigatório que a primeira linha de pressão seja a S1, pois esta estará sempre presente. Tanto S2, como S3 se não forem configurados, não aparecerão na tela inicial do controlador. A linha de pressão S3 deve ser utilizada para a linha de descarga, pois é a única que possui alarmes de alta pressão e temperatura. Para cada linha de pressão é possível configurar o parâmetro INV (S = Sim ou N = Não), que significa que é usado um compressor com inversor de freqüência nesta linha, os parâmetros Comp (Número de compressores (máximo 6) x Número de válvulas de capacidade por compressor (máximo 3)). Na linha S3 o parâmetro Comp é substituído pelo parâmetro Vent, que indica o número de ventiladores da linha de condensação (máximo 6). ATENÇÃO: SE O PARAMETRO INV = S, O SISTEMA JÁ POSSUI UM COMPRESSOR HABILITADO, SENDO ASSIM, ESTE COMPRESSOR NÃO DEVE SER ADICIONADO AO PARÂMETRO Comp OU Vent. EXEMPLO: se a linha S1 tem 4 (quatro) compressores, sendo 1 (um) com inversor de freqüência e mais 3 (três) sem inversor: os parâmetros devem ser configurados da seguinte forma: INV = S e Comp = 3x Tela de Tipo Sensor Entradas Analógicas: Pressionando a tecla ENTER na opção Configuração na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de configuração do sistema. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela de Tipo Sensor Entradas Analógicas. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. É possível configurar as 8 entradas analógicas usando os parâmetros 1 = AI1, 2 = AI2, 34 = AI3 e AI4, 56 = AI5 e AI6, 78 = AI7 e AI8. Os parâmetros 34, 56 e 78 podem ser configurados para sensores tipo NTC, 0-20mA ou 4-20mA e os parâmetros 1 e 2 podem ser configurados para sensores tipo PTC, NTC, 0-20mA ou 4-20mA Tela Tipo Atuador Saídas Analógicas: Pressionando a tecla ENTER na opção Configuração na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de configuração do sistema. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela Tipo Atuador Saidas Analógicas. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. É possível configurar o tipo das 4 saídas analógicas usando os parâmetros 1 = AO1, 2 = AO2, 3 = AO3 e 4 = AO4. Os parâmetros 1, 2, 3 e 4 podem ser configurados para atuadores tipo 0,5-10V. 0-20mA ou 4-20mA. Caso seja selecionada a opção 0,5-10V deve-se obrigatoriamente inserir o jumper na posição JP6 correspondente.

7 Página 7 de Tela de Transdutor de Pressão: Pressionando a tecla ENTER na opção Entrada Sensores na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Transdutor de Pressão. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. Os parâmetros disponíveis são Pos representa a posição em que o transdutor será conectado (0 = Desabilitado, 1 = AI1, 2 = AI2,...8 = AI8), Ofs representa o offset para calibração de eventuais desvios de leitura, Rmin representa o limite mínimo de leitura do transdutor de pressão e Rmax representa o limite máximo de leitura do transdutor de pressão. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas de transdutor de pressão para as linhas S1, S2 e S Tela de Sensor de Temperatura: Pressionando a tecla ENTER na opção Entrada Sensores na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Transdutor de Pressão. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela de Sensor de Temperatura. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. Os parâmetros disponíveis são Posicao representa a posição em que o transdutor será conectado (0 = Desabilitado, 1 = AI1, 2 = AI2,...8 = AI8), Offset representa o offset para calibração de eventuais desvios de leitura. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas de sensor de temperatura para as linhas S1, S2 e S Tela de Posição dos Reles das Cargas e Estágios: Pressionando a tecla ENTER na opção Saídas e Reles na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Posição dos Reles das Cargas e Estágios. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. Os parâmetros disponíveis representam o rele em que será executado o comando de cada um dos compressores da linha de pressão, sendo C1 = Compressor 1, C2 = Compressor 2... C6 = Compressor 6. O valor do parâmetro representa a posição em que a carga será conectada (0 = Desabilitado, 1 = NO1, 2 = NO2,...13 = NO13. Quando o parâmetro INV da tela de Configuração é igual a S, o compressor 1 (C1) é sempre o compressor do inversor de freqüência. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas de posição dos reles para as cargas das linhas S1, S2 e S3 e das posições dos reles dos Estágios 1, 2 e 3 referentes às válvulas de capacidade de cada compressor Tela de Lógica dos Reles das Cargas e Estágios: Pressionando a tecla ENTER na opção Saídas e Reles na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Posição dos Reles das Cargas e Estágios. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela de Lógica dos Reles das Cargas e Estágios. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. Os parâmetros disponíveis representam a lógica do rele em que será executado o comando de cada um dos compressores da linha de pressão, sendo C1 = Compressor 1, C2 = Compressor 2... C6 = Compressor 6. O valor do parâmetro pode ser NA = Normalmente Aberto ou NF = Normalmente Fechado. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas de lógica dos reles para as linhas S1, S2 e S3 e de lógicas dos reles para os Estágios 1, 2 e 3 referentes às válvulas de capacidade de cada compressor Tela da Saída de Alarme: Pressionando a tecla ENTER na opção Saídas e Reles na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Posição dos Reles das Cargas e Estágios. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela da Saída de Alarme. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. O parâmetro Posicao representa o rele que será acionado em caso de ocorrência de qualquer alarme configurado e o parâmetro Logica indica a lógica de funcionamento deste rele, NA = Normalmente Aberto ou NF = Normalmente Fechado.

8 Página 8 de Tela do Inversor de freqüência: Pressionando a tecla ENTER na opção Saídas e Reles na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Posição dos Reles das Cargas e Estágios. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela do Inversor de freqüência. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. O parâmetro Posição representa qual a saída analógica onde será realizado o comando do inversor de freqüência (1 = AO1, 2 = AO2, 3 = AO3 e 4 = AO4), os parâmetros Mínimo e Maximo representam os limites inferiores e superiores do sinal de saída. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas semelhantes para as linhas S1, S2 e S Tela de Potencia ativa durante erro do transdutor de pressão: Pressionando a tecla ENTER na opção Saídas e Reles na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Posição dos Reles das Cargas e Estágios. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela de Potencia ativa durante erro do transdutor de pressão. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. O parâmetro representa a quantidade de compressores que permaneceram ligados em caso de erro do transdutor de pressão da linha. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas semelhantes para as linhas S1, S2 e S Tela de Limite de Compressores Habilitados Durante Erro do Sensor de Temperatura: Pressionando a tecla ENTER na opção Saídas e Reles na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Posição dos Reles das Cargas e Estágios. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela de Limite de compressores habilitados durante erro do sensor de temperatura. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. O parâmetro representa a quantidade de compressores que permaneceram habilitados em caso de erro do sensor de temperatura da linha. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas semelhantes para as linhas S1, S2 e S Tela de Válvula Solenóide de Subresfriamento: Pressionando a tecla ENTER na opção Saídas e Reles na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Posição dos Reles das Cargas e Estágios. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela de Válvula Solenóide de Subresfriamento. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. O parâmetro Posicao representa o rele da válvula solenóide de subresfriamento da linha correspondente e o parâmetro Logica indica a lógica de funcionamento deste rele, NA = Normalmente Aberto ou NF = Normalmente Fechado. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas semelhantes para as linhas S1 e S Tela de Configuração dos Rótulos das linhas de pressão: Pressionando a tecla ENTER na opção Nome Circuito na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Configuração dos Rótulos das linhas de pressão. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. Como padrão a linha de pressão S1 é rotulada Resf (Sucção de Resfriados), a linha de pressão S2 é rotulada Cong (Sucção de Congelados) e a linha de pressão S3 é rotulada Desc (Descarga), mas esses nomes podem ser alterados. Também podem ser alterados os rótulos da unidade de medida da pressão. A configuração dos rótulos é feito letra a letra, como se fossem parâmetros, é importante não manter pressionadas as teclas UP ou DOWN continuamente, pois isto fará com que o cursor alcance algarismos não desejados da tabela de caracteres, assim sendo necessário voltar caractere a caractere até alcanças as letras novamente. ATENÇÃO: A ALTERAÇÃO DO RÓTULO DE UNIDADE DE MEDIÇÃO NÃO CONVERTE OS PARAMETROS PARA A NOVA UNIDADE, POR TANTO É NECESSÁRIO CONFIGURAR NOVAMENTE OS LIMITES DE MEDIÇÃO DAS SONDAS E OS PARAMETROS QUE TEM COMO GRANDEZA A PRESSÃO Tela de Rótulo da Tela Inicial: Pressionando a tecla ENTER na opção Nome Circuito na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Configuração dos Rótulos das linhas de pressão. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela de Rótulo da Tela Inicial. A configuração dos rótulos é feito letra a letra, como se fossem parâmetros, é importante não manter pressionadas as teclas UP ou DOWN continuamente, pois isto fará com que o cursor alcance algarismos não desejados da tabela de caracteres, assim sendo necessário voltar caractere a caractere até alcanças as letras novamente.

9 Página 9 de Configuração das proteções, falhas e alarmes: As proteções e alarmes são de configuração opcional, mas são recomendáveis para bom funcionamento do equipamento Para realizar esta configuração é necessário ter em mãos; os limites de operação desejados para o equipamento, a especificação técnica dos compressores e ventiladores utilizados Tela de Atraso Cargas: Pressionando a tecla ENTER na opção Atraso Cargas na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela correspondente. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. É possível configurar diversos atrasos para a proteção dos compressores, são eles: Ao Energizar: Tempo de retardo dos compressores ao energizar o controlador; Entre Ligar: Tempo entre acionar dois compressores diferentes; Entre Desligar: Tempo entre desligar dois compressores diferentes; Entre Partidas: Tempo de retardo entre duas partidas do mesmo compressor (Anticiclo); Ligar Estagios: Tempo entre acionar dois estágios (válvulas de capacidade) do mesmo compressor; Desl Estagios: Tempo entre desligar dois estágios (válvulas de capacidade) do mesmo compressor; Min Ligado: Tempo mínimo que o compressor deve permanecer ligado após a partida; Min Desligado: Tempo mínimo que o compressor deve permanecer ligado após a partida. Os atrasos se referem a todos os compressores independentemente da linha de pressão em que estão configurados. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar a tela de atrasos das cargas da linha S Tela de Alarme Auxiliar: Pressionando a tecla ENTER na opção Entradas Alarme na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de Alarme Auxiliar. Esse alarme é apenas um indicativo externo recebido através de uma entrada digital. Pressione as teclas UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. Posicao que é a escolha da entrada digital que será utilizada e Logica que é o tipo de entrada NA Normalmente Aberta ou NF Normalmente Fechada. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas de alarme auxiliar para as linhas S1, S2 e S Tela de Limite: Pressionando a tecla ENTER na opção Entradas Alarme na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de Alarme Auxiliar. Pressione a tecla RIGHT até o display mostrar a tela de Limite. Esse alarme limita o número de compressores habilitados através de uma entrada digital. Pressione as teclas UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. Posicao que é a escolha da entrada digital que será utilizada e Logica que é o tipo de entrada NA Normalmente Aberta ou NF Normalmente Fechada, Max Comp é a quantidade de compressores que permanecerá habilitada quando a entrada digital for acionada. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas de alarme auxiliar para as linhas S1 e S Tela de Alarme Geral: Pressionando a tecla ENTER na opção Entradas Alarme na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de Alarme Auxiliar. Pressione a tecla RIGHT até o display mostrar a tela de Alarme Geral. Esse alarme desliga imediatamente todas as cargas do sistema. Pressione as teclas UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. Posicao que é a escolha da entrada digital que será utilizada e Logica que é o tipo de entrada NA Normalmente Aberta ou NF Normalmente Fechada Tela de Entrada Resumo de Falha - Posição: Pressionando a tecla ENTER na opção Entradas Alarme na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de Alarme Auxiliar. Pressione a tecla RIGHT até o display mostrar a tela de Entrada Resumo de Falha - Posição. É possível escolher a entrada digital de falha para cada compressor da linha de pressão. Pressione as teclas UP e DOWN para selecionar o compressor desejado e configure sua Posicao 0 = Desabilitado, 1 = DI1, 2 = DI = DI12. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas de Entrada Resumo de Falha - Posição para as linhas S1 e S2.

10 Página 10 de Tela de Entrada Resumo de Falha - Lógica: Pressionando a tecla ENTER na opção Entradas Alarme na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de Alarme Auxiliar. Pressione a tecla RIGHT até o display mostrar a tela de Entrada Resumo de Falha - Lógica. É possível escolher a entrada digital de falha para cada compressor da linha de pressão. Pressione as teclas UP e DOWN para selecionar o compressor desejado e configure sua Lógica que é o tipo de entrada NA Normalmente Aberta ou NF Normalmente Fechada. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas de Entrada Resumo de Falha - Lógica para as linhas S1 e S Tela de Entrada Resumo de Falha Atraso e Reset: Pressionando a tecla ENTER na opção Entradas Alarme na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de Alarme Auxiliar. Pressione a tecla RIGHT até o display mostrar a tela de Entrada Resumo de Falha Atraso e Reset. É possível escolher a entrada digital de falha para cada compressor da linha de pressão. Pressione as teclas UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. Retardo é o tempo para reconhecimento da ativação da entrada digital e Reset é o comportamento de retorno em caso de ocorrência de falha, pode ser Manual (retorno ao funcionamento normal apenas após confirmação do usuário pressionando a tecla K0 durante 2 segundos) ou Automático (retorno ao funcionamento normal imediatamente após a desativação da entrada digital). Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas de Entrada Resumo de Falha - Atraso e Reset para as linhas S1 e S Tela de Baixa pressão - Alerta: Pressionando a tecla ENTER na opção Alarmes Sensores na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de Baixa pressão - Alerta. É possível configurar um Setpoint de pressão e um diferencial entre liga e desliga da função. Quando o Setpoint é atingido é iniciado o processo de desligamento temporizado dos compressores da linha para sua proteção. Assim que a pressão ultrapassar setpoint + diferencial o equipamento volta ao funcionamento normal. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas de Baixa pressão - Alerta para as linhas S1 e S Tela de Baixa pressão - Crítico: Pressionando a tecla ENTER na opção Alarmes Sensores na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de Baixa pressão - Critico. É possível configurar um Setpoint de pressão e um diferencial entre liga e desliga da função. Quando o Setpoint é atingido são desligados todos os compressores da linha imediatamente para sua proteção. Assim que a pressão ultrapassar setpoint + diferencial o equipamento volta ao funcionamento normal. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas de Baixa pressão - Critico para as linhas S1 e S Tela de Alta pressão - Alerta: Pressionando a tecla ENTER na opção Alarmes Sensores na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de Alta pressão - Alerta. É possível configurar um Setpoint de pressão e um diferencial entre liga e desliga da função. Quando o Setpoint é atingido é iniciado o processo de desligamento temporizado dos compressores para sua proteção. Assim que a pressão ultrapassar setpoint + diferencial o equipamento volta ao funcionamento normal Tela de Alta pressão - Crítico: Pressionando a tecla ENTER na opção Alarmes Sensores na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de Alta pressão - Critico. É possível configurar um Setpoint de pressão e um diferencial entre liga e desliga da função. Quando o Setpoint é atingido são desligados todos os compressores do sistema imediatamente para sua proteção. Assim que a pressão ultrapassar setpoint + diferencial o equipamento volta ao funcionamento normal.

11 Página 11 de Tela de Baixa temperatura - Alerta: Pressionando a tecla ENTER na opção Alarmes Sensores na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de Baixa temperatura - Alerta. É possível configurar um Setpoint de temperatura e um diferencial entre liga e desliga da função. Quando o Setpoint é atingido é acionada a válvula solenóide de subresfriamento correspondente. Assim que a temperatura ultrapassar setpoint + diferencial o equipamento volta ao funcionamento normal. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas de Baixa temperatura - Alerta para as linhas S1 e S Tela de Baixa temperatura - Critico: Pressionando a tecla ENTER na opção Alarmes Sensores na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de Baixa temperatura - Critico. É possível configurar um Setpoint de temperatura e um diferencial entre liga e desliga da função. Quando o Setpoint é atingido são desligados todos os compressores da linha imediatamente para sua proteção. Assim que a temperatura ultrapassar setpoint + diferencial o equipamento volta ao funcionamento normal. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas de Baixa temperatura - Critico para as linhas S1 e S Tela de Alta temperatura - Alerta: funcionamento normal. Pressionando a tecla ENTER na opção Alarmes Sensores na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de Alta temperatura - Alerta. É possível configurar um Setpoint de temperatura e um diferencial entre liga e desliga da função. Quando o Setpoint é atingido é acionada a saída de alarme. Assim que a temperatura ultrapassar setpoint + diferencial o equipamento volta ao Tela de Alta temperatura - Critico: Pressionando a tecla ENTER na opção Alarmes Sensores na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela de Alta temperatura - Critico. É possível configurar um Setpoint de temperatura e um diferencial entre liga e desliga da função. Quando o Setpoint é atingido são desligados todos os compressores da linha imediatamente para sua proteção. Assim que a temperatura ultrapassar setpoint + diferencial o equipamento volta ao funcionamento normal Configuração das lógicas de controle: Para realizar esta configuração é necessário ter em mãos; o modo pelo qual é desejado que as cargas sejam acionadas e desacionadas, e a velocidade em que o inversor de freqüência deverá ser controlado Tela de Tipo de Controle: semelhantes para as linhas S1, S2 e S3. Pressionando a tecla ENTER na opção Lógica Controle na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Tipo de Controle. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. O controle pode ser realizado de duas formas: Zona Neutra ou Banda Lateral (ver explicação detalhada nos itens 6.1 e 6.2) Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas Tela de Diferencial Fora da Zona Neutra: Pressionando a tecla ENTER na opção Lógica Controle na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Tipo de Controle. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela de Diferencial Fora da Zona Neutra. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. O parâmetro Diferencial é somado com setpoint + diferencial de controle e cria uma zona secundária que permite acelerar a reação do sistema em caso de condições extremas. Ao ultrapassar os limites FORA DE ZONA o controlador usa o TEMPO MINIMO para ligar ou desligar as cargas. Quando a condição não estiver mais ativa o controle usa o TEMPO MAXIMO configurado. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas semelhantes para as linhas S1, S2 e S3.

12 Página 12 de Tela de Tempo Maximo da Zona Neutra: Pressionando a tecla ENTER na opção Lógica Controle na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Tipo de Controle. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela de Tempo Maximo da Zona Neutra. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. O parâmetro Entre Ligar determina sem ultrapassar os limites FORA DE ZONA o tempo máximo para ligar as cargas e o parâmetro Entre Desligar determina o tempo máximo para desligar as cargas. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas semelhantes para as linhas S1, S2 e S Tela de Tempo Mínimo da Zona Neutra: Pressionando a tecla ENTER na opção Lógica Controle na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Tipo de Controle. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela de Tempo Mínimo da Zona Neutra. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. O parâmetro Entre Ligar determina ao ultrapassar os limites FORA DE ZONA o tempo mínimo para ligar e o parâmetro Entre Desligar determina o tempo mínimo para desligar as cargas. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas semelhantes para as linhas S1, S2 e S Tela de Inversor de freqüência para Zona Neutra: Pressionando a tecla ENTER na opção Lógica Controle na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Tipo de Controle. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela de Inversor de freqüência para Zona Neutra. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. O parâmetro Tempo de Rampa determina o tempo em que o inversor vai da mínima potencia até a máxima potencia, o parâmetro Mínima Potencia determina o valor em Volts mínimo a ser fornecido pelo controlador para comandar o inversor, o parâmetro Máxima Potencia determina o valor em Volts máximo a ser fornecido pelo controlador para comandar o inversor. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas semelhantes para as linhas S1, S2 e S Tela de Rodízio das Cargas: Pressionando a tecla ENTER na opção Lógica Controle na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Tipo de Controle. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela de Rodízio das Cargas. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. O parâmetro Tipo determina como o rodízio é efetuado (ver itens 6.3 e 6.4) e o parâmetro Modo determina como serão geridas as válvulas de capacidade dos compressores caso sejam habilitadas. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas semelhantes para as linhas S1, S2 e S Tela de Tipo de Controle da linha S2: Pressionando a tecla ENTER na opção Lógica Controle na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Tipo de Controle. Pressione RIGHT ou LEFT para acessar a Tela de Tipo de Controle da linha S2. Pressione as teclas UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. O controle pode ser realizado de duas formas: Zona Neutra ou Banda Lateral (ver explicação detalhada nos itens 5.1 e 5.2). Exclusivamente a Linha S2 possui a possibilidade de ativação da Função Booster (Sim ou Não), esta função habilitada, faz com que os compressores da Linha S2 somente sejam habilitados a funcionar caso ao menos um compressor da linha S1 esteja ligado Tela de Limite de Pressão do Booster: Pressionando a tecla ENTER sob o símbolo na tela Tela de Tipo de Controle da linha S2 é possível acessar a tela Tela de Limite de Pressão do Booster. Pressione as teclas UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. O parâmetro Setpoint indica o valor da pressão na linha S1 que libera o funcionamento das cargas associadas à linha S2 e o parâmetro Diferencial indica o valor da histerese para que o sistema seja liberado novamente Configuração dos setpoints, diferenciais e horas trabalhadas: Para realizar esta configuração é necessário ter em mãos; o modo pelo qual é desejado que as cargas sejam acionadas e desacionadas, e a velocidade em que o inversor de freqüência deverá ser controlado.

13 Página 13 de Tela de Setpoint: Tela de Horas trabalhadas: Tela de Reset de horas trabalhadas: Pressionando a tecla ENTER na opção Setpoint na tela Menu Usuario é possível ajustar os setpoints de diferenciais de controle para cada linha de pressão. (ver explicação detalhada nos itens 5.1 e 5.2) Pressionado as teclas RIGHT e LEFT, é possível acessar as telas de setpoint das outras linhas de pressão S1, S2 e S3. Pressionando a tecla ENTER na opção Horas trabalhadas na tela Menu Usuario é possível ajustar os visualizar o número de horas trabalhadas por cada compressor por linha de pressão. Pressionado as teclas RIGHT e LEFT, é possível acessar as telas de Horas trabalhadas das outras linhas de pressão S1, S2 e S3. Pressionando a tecla ENTER na opção Reset das Horas Trabalhadas na tela Menu Manutenção é possível acessar a tela correspondente. É possível zerar o horímetro individual de cada compressor alterando o parâmetro correspondente de N para S. Pressione as teclas RIGHT e LEFT para acessar as telas de Reset das Horas Trabalhadas para as linhas S1 e S Configuração de Rede e Senhas: Para realizar esta configuração é necessário ter em mãos; as configurações da rede RS485 ModBus-RTU e um valor de senha que será utilizado por sua empresa Tela de Parâmetros ModBus: Pressionando a tecla ENTER na opção ModBus na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Parâmetros ModBus. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. Os parâmetros disponíveis para configuração são: Address (Endereço do controlador na rede ModBus 1 a 127), Baud Rate (Velocidade em que a rede está configurada para leitura dos dados), Paridade (Paridade adotada para definir a rede ModBus Even/Par; Odd/Impar e None/Nenhuma) e Stop Bit (Bit de parada definido para a rede Modbus 0, 1 ou 2) Tela de Senhas: Pressionando a tecla ENTER na opção Senhas na tela Menu Manutenção é possível acessar a Tela de Senhas. Pressione as tecla UP e DOWN para selecionar o parâmetro desejado. O valor inserido no parâmetro Usuário será a senha que será requisitado no momento do acesso do menu de usuário. O valor inserido no parâmetro Manutenção será a senha que será requisitado no momento do acesso do menu de manutenção. O valor ZERO indica senha desabilitada e acesso direto ao menu. 6. FUNCIONAMENTO 6.1 Reguladores Banda Lateral sem Inversor de freqüência O controle da pressão de sucção ou de descarga é realizado no sentido de diminuir a pressão da linha. Os parâmetros utilizados para este controle são: SETPOINT (SP), DIFERENCIAL (DF) e ATRASOS DAS CARGAS. Pela lógica de banda lateral, as cargas são acionadas e desacionadas por pressão, mas sempre respeitando os parâmetros de atraso dos compressores e ventiladores. A seqüencia de acionamento para uma linha com 4 (quatro) compressores será: Acionamento da 1º Carga: PRESSÃO = SP + DF. Acionamento da 2º Carga: PRESSÃO = SP + 2 DF. Acionamento da 3º Carga: PRESSÃO = SP + 3 DF. Acionamento da 4º Carga: PRESSÃO = SP + 4 DF.

14 Página 14 de 18 A seqüencia de desacionamento para uma linha com 4 (quatro) compressores será: Desacionamento da 1º Carga: PRESSÃO = SP + 3 DF. Desacionamento da 2º Carga: PRESSÃO = SP + 2 DF. Desacionamento da 3º Carga: PRESSÃO = SP + DF. Desacionamento da 4º Carga: PRESSÃO = SP. 6.2 Reguladores Zona Neutra para Compressores nas linhas S1 e S2 sem inversor de freqüência O controle da pressão de sucção é realizado no sentido de diminuir a pressão da linha. Os parâmetros utilizados para este controle são: SETPOINT (SP), DIFERENCIAL (ZN), ATRASOS DAS CARGAS, TEMPO MINIMO DE ACIONAMENTO (NZ_TOnMin) E DESACIONAMENTO (NZ_TOffMin) DA ZONA NEUTRA, TEMPO MAXIMO DE ACIONAMENTO (NZ_TOnMax) E DESACIONAMENTO (NZ_TOffMax) DA ZONA NEUTRA e DIFERENCIAL ACIMA DA ZONA NEUTRA (Diff). Pela lógica de zona neutra, as cargas são acionadas e desacionadas por tempo quando a pressão da linha estiver fora da zona, mas sempre respeitando os parâmetros de atraso dos compressores. Dentro da zona neutra nenhuma carga é ligada ou desligada. Quando a pressão da linha estiver ligeiramente acima da zona neutra (SP + NZ), as cargas serão acionadas em intervalos de tempo iguais ao TEMPO MAXIMO DE ACIONAMENTO. Se a pressão da linha ultrapassar o valor da zona neutra acrescido do DIFERENCIAL ACIMA DA ZONA NEUTRA, o controle passa a acionar as cargas restantes em intervalos de tempo iguais ao TEMPO MINIMO DE ACIONAMENTO para que a pressão retorne a níveis normais mais rapidamente. Quando a pressão da linha estiver ligeiramente abaixo da zona neutra (SP), as cargas serão desacionadas em intervalos de tempo iguais ao TEMPO MAXIMO DE DESACIONAMENTO. Se a pressão da linha ultrapassar o valor da zona neutra subtraído do DIFERENCIAL ACIMA DA ZONA NEUTRA, o controle passa a desacionar as cargas restantes em intervalos de tempo iguais ao TEMPO MINIMO DE DESACIONAMENTO para que a pressão retorne a níveis normais mais rapidamente. 6.3 Reguladores Zona Neutra para ventiladores na linha S3 O controle da pressão de descarga é realizado no sentido de diminuir a pressão da linha. Os parâmetros utilizados para este controle são: SETPOINT (SP), DIFERENCIAL (ZN), ATRASOS DAS CARGAS e TEMPO DE ACIONAMENTO (NZ_TOn) E DESACIONAMENTO (NZ_TOff) DA ZONA NEUTRA. Pela lógica de zona neutra, as cargas são acionadas e desacionadas por tempo quando a pressão da linha estiver fora da zona, mas sempre respeitando os parâmetros de atraso dos ventiladores da linha S3. Quando a pressão da linha estiver acima da zona neutra (SP + NZ), as cargas serão acionadas em intervalos de tempo iguais ao TEMPO ACIONAMENTO. Quando a pressão da linha estiver abaixo da zona neutra (SP), as cargas serão desacionadas em intervalos de tempo iguais ao TEMPO DE DESACIONAMENTO.

15 Página 15 de Inversor de Freqüência em Reguladores Banda Lateral Em reguladores por banda lateral, o inversor de freqüência será controlado através dos parâmetros MINIMA POTENCIA e MAXIMA POTENCIA de forma proporcional à pressão da linha em sua ascensão, mas sempre respeitando os ATRASOS DOS COMPRESSORES. O inversor de freqüência será instalado em um compressor de sacrifício, o que significa que ele será sempre o primeiro a ser acionado e o último a ser desacionado. A rotação somente será executada entre os compressores sem inversor de freqüência. Os compressores sem o inversor de freqüência, somente serão acionados quando o compressor com inversor alcançar o valor de MAXIMA POTENCIA e somente serão desacionados quando o compressor com inversor alcançar a MINIMA POTENCIA. O compressor com inversor será acionado quando a pressão atingir o valor do Setpoint (SP), diferente da Banda Lateral sem inversor de freqüência que é acionado com Setpoint (SP) + Diferencial (DF). Os compressores sem inversor seguem a mesma lógica da banda lateral sem inversor. 6.5 Inversor de Freqüência em Reguladores Zona Neutra Em reguladores por zona neutra, o inversor de freqüência será controlado através dos parâmetros TEMPO DE RAMPA, MINIMA POTENCIA e MAXIMA POTENCIA. O inversor de freqüência será instalado em um compressor de sacrifício, o que significa que ele será sempre o primeiro a ser acionado e o último a ser desacionado. A rotação somente será executada entre os compressores sem inversor de frequencia. Os compressores sem o inversor de freqüência, somente serão acionados quando o compressor com inversor alcançar o valor de MAXIMA POTENCIA e somente serão desacionados quando o compressor com inversor alcançar a MINIMA POTENCIA. Quando a pressão da linha estiver dentro da zona neutra o inversor de freqüência permanecerá na mesma freqüência. A seqüência de acionamento para uma linha de 4 (quatro) compressores seria: Acionamento do compressor com o inversor em potência mínima. Modulação do inversor pelo tempo de rampa até alcançar a potência máxima. Acionamento do 1º Compressor sem inversor. Modulação imediata do inversor até alcançar a potência mínima. Modulação do inversor pelo tempo de rampa até alcançar a potência máxima. Acionamento do 2º Compressor sem inversor. Modulação imediata do inversor até alcançar a potência mínima. Modulação do inversor pelo tempo de rampa até alcançar a potência máxima. Acionamento do 3º Compressor sem inversor. Modulação imediata do inversor até alcançar a potência mínima. Modulação do inversor pelo tempo de rampa até alcançar a potência máxima. A seqüência de desacionamento para uma linha de 4 (quatro) compressores seria: Modulação do inversor pelo tempo de rampa até alcançar a potência mínima. Desacionamento do 1º Compressor sem inversor. Modulação imediata do inversor até alcançar a potência máxima. Modulação do inversor pelo tempo de rampa até alcançar a potência mínima. Acionamento do 2º Compressor sem inversor. Modulação imediata do inversor até alcançar a potência máxima. Modulação do inversor pelo tempo de rampa até alcançar a potência mínima. Acionamento do 3º Compressor sem inversor. Modulação imediata do inversor até alcançar a potência máxima. Modulação do inversor pelo tempo de rampa até alcançar a potência mínima. Desacionamento do compressor com o inversor em potência mínima.

16 Página 16 de Controle de Válvulas de Capacidade Quando configurado o compressor com controle de válvula(s) de capacidade, estas serão acionadas seguindo a mesma lógica do tipo de regulador selecionado, ou seja, para reguladores Zona Neutra seguirão os tempos de acionamento configurados nos parâmetros Ligar Estágios e Desl Estágios na tela de Atrasos das Cargas das linha S1 e S2. Para reguladores Banda Lateral, seguem o mesmo diferencial usado para os motores do(s) compressore(s). 6.6 Tipos de Rodízio Os reguladores de cada linha de pressão (S1, S2 e S3) podem ser configurados para realizarem rotações das cargas que são controladas em paralelo. A rotação pode ser realizada de quatro formas diferentes; LIFO (Last In, First Out) onde a última carga acionada será sempre a primeira a ser desacionada, FIFO (First In First Out) onde a primeira carga a ser acionada será sempre a primeira a ser desacionada, normalmente utilizada para que as cargas se desgastem uniformemente no longo prazo, LIFO HR é a rotação pela equalização do número de horas trabalhadas por cada carga, que quando estiverem com valores iguais será adotado o método LIFO para acionamento e desacionamento das cargas, FIFO HR é a rotação pela equalização do número de horas trabalhadas por cada carga, que quando estiverem com valores iguais será adotado o método FIFO para acionamento e desacionamento das cargas. 6.7 Função Posição O controlador possibilita que todas as entradas e saídas sejam configuradas no hardware em qualquer posição, dessa forma, é possível utilizar entrada s e saídas reservas para eventualidades. Deve-se ter bastante atenção para não configurar mais de uma função na mesma posição, pois isso provocará funcionamento incorreto das lógicas programadas. 6.8 Função Reset Manual As entradas de falha individuais por carga podem ser configuradas para reset automático (carga volta automaticamente a funcionar depois que a falha é resolvida) ou reset manual (carga volta a funcionar depois que a falha é resolvida apenas após reconhecimento por um usuário). Para fazer o reset manual basta pressionar a tecla K0 por 2 segundos enquanto o display apresenta a tela do alarme. 7. SINALIZAÇÕES 7.1 Sinalizações na tela principal e telas de detalhamento de linha Na tela principal será mostrado sempre o símbolo da linha S1, S2 ou S3, o rótulo dado às cada linha, a pressão da linha e a unidade de medida. -99,9 = Sensor ausente ou aberto, 999,9 = Sensor em curto ou com parâmetro Posição correspondente configurado com valor igual a zero, AL = Alarme ativo = Compressor ligado, = Compressor desligado, * = Compressor ligado e aguardando atraso para desligar, ö = Compressor desligado e aguardando atraso para ligar. 7.2 Sinalizações de Status das entradas e saídas Pressionando a tecla K2 é possível visualizar o status instantâneo de todas as entradas e saídas do hardware. Assim é possível diagnosticar rapidamente eventuais falhas ou erros de configuração. Estão disponíveis quatro telas para visualização dos status, são elas Entradas Digitais, Saídas Digitais, Entradas Analógicas e Saídas Analógicas. As telas podem ser acessadas pressionando as teclas RIGHT ou LEFT. = Saída ou Entrada ligada, = Saída ou Entrada desligada, 7.3 Sinalizações de Status Comunicação de Redes e RTC O controlador possui quatro LED na parte superior (L1, L2, L3 e L4) Rede INT. CAN L1 Piscando Rapidamente = OK L1 Piscando devagar = COMUNICAÇÃO FRACA L1 Acesso permanentemente = ERRO DE COMUNICAÇÃO L1 Apagado = DESLIGADO

17 Página 17 de 18 Rede EXT. CAN L2 Piscando Rapidamente = OK L2 Piscando devagar = COMUNICAÇÃO FRACA L2 Acesso permanentemente = ERRO DE COMUNICAÇÃO L2 Apagado = DESLIGADO RTC RELÓGIO EM TEMPO REAL L3 Piscando devagar = BAIXA VOLTAGEM DETECTADA L3 Acesso permanentemente = ERRO DE LEITURA L3 Apagado = OK MEMÓRIA EEPROM L4 Piscando Rapidamente = ERRO CRC L4 Piscando devagar = ERRO DE ESCRITA L4 Acesso permanentemente = ERRO DE LEITURA L4 Apagado = OK 8. ALARMES 8.1 Alarmes Quando um alarme estiver ativo o LED verde ao lado da tecla K0 estará piscando e a sigla AL estará pisacando no canto superior direito da tela principal. Pressionando a tecla K0 é possível visualizar todos os alarmes que estão ativos ou aguardando o reset manual. Pressionando a tecla K0 novamente é possível visualizar todos os alarmes ativos em seqüência. Para realizar o reset manual, é necessário pressionar a tecla K0 durante 2 segundos em quando a tela do alarme é apresentada no display. 9. HISTÓRICOS 9.1 Histórico de Alarmes Quando um alarme ocorre, ele é armazenado na memória do controlador com nome do alarme, data e hora da ocorrência. Para acessar o histórico de ocorrências pressione a tecla K1. O display apresentará a última ocorrência registrada, pressione as teclas UP e DOWN para acessar as outras ocorrências. O histórico possui 30 registros e sobrescreve os mais antigos automaticamente. 10. DADOS TÉCNICOS 10.1 Informações técnicas do controlador Ambiente de trabalho: de 0 a 50 C (10 a 90% de umidade relativa sem condensação). Alimentação: 24Vac/Vdc 50/60 Hz 20VA. Caixa: auto-extiguível cinza. Comprimento máximo recomendado dos cabos de conexão: Alimentação do controlador: 1m (3,280 ft) Entradas analógicas (sensores): 3m (9,842 ft) Entradas digitais: 3m (9,842 ft) Saídas digitais (relês): 3m (9,842 ft) Saídas analógicas: 3m (9,842 ft) Expansão: 1m (3,280 ft) Entradas analógicas (sensores): 8, sendo 2 configuráveis para sensores PTC. (-50 a 150 C), 4 a 20mA ou NTC(-40 a 110 C), e 6 configuráveis para sensores 4 a 20mA ou NTC(-40 a 110 C). Entradas digitais: no cpro mega 10 (dez), Vac/Vdc e no cpro giga 12 (doze), sendo 10 (dez) Vac/Vdc e 2 (duas) 230Vac. Saídas digitais (Relês): no cpro mega 8 (oito), todas 8A cos ϕ = 1 e no cpro giga 13 (treze), todas 8A cos ϕ = 1 Saídas analógicas: 4 (quatro), configuráveis de 0,5 a 10V ou 4 a 20 ma. Duração da bateria do relógio em ausência de alimentação: 3 dias com bateria totalmente carregada Tempo para carregamento total da bateria: 2 minutos sem interrupções (a bateria é carregada pela alimentação do controlador). Porta de comunicação: RS485 para protocolo ModBus-RTU (ModBusSlave) Grau de proteção: IP00

18 Página 18 de Informações técnicas da expansão CPU Ambiente de trabalho: de 0 a 50 C (10 a 90% de umidade relativa sem condensação). Alimentação: 12Vac/Vdc 50/60 Hz 5,6VA. Caixa: auto-extiguível cinza. Comprimento máximo recomendado dos cabos de conexão: Alimentação do controlador: 1m (3,280 ft) Entradas analógicas (sensores): 3m (9,842 ft) Entradas digitais: 3m (9,842 ft) Saídas digitais (relês): 3m (9,842 ft) Saídas analógicas: 3m (9,842 ft) Expansão: 1m (3,280 ft) Entradas analógicas (sensores): 4 (quatro), sendo 2 para sensores NTC. (-40 a 110 C) e 2 para transdutores 4 a 20mA. Entradas digitais: 5 (cinco), contato seco livre de tensão. Saídas digitais (Relês): 6 (seis), sendo todas 5A cos ϕ = 1. Saídas analógicas: 2 (duas), de 0,5 a 10V Grau de proteção: IP00

CONTROLADOR DE RODIZIO NANO V 3.0

CONTROLADOR DE RODIZIO NANO V 3.0 CONTROLADOR DE RODIZIO NANO V 3.0 Hardware: CPN1D1A2 CONTROLADOR PROGRAMAVEL C-PRO NANO 12V LED Acessórios: 0065300060 CABO/FIOS C/CONECTOR FEMEA MINIFIT 16 POLOS 1M CPN 0750000131 CONECTOR FEMEA 12 VIAS

Leia mais

Manual de operações e instruções

Manual de operações e instruções Manual de operações e instruções Transmissor e Indicador de Vazão de Ar TIVA Com display LCD Rua Cincinati, 101 - São Paulo -SP Tel. / Fax (011) 5096-4654 - 5096-4728. E-mail: vectus@vectus.com.br Para

Leia mais

PCT-3001 plus. Display LCD

PCT-3001 plus. Display LCD PCT3 plus CONTROLADOR DIGITAL DE PRESSÃO PARA CENTRAIS DE REFRIGERAÇÃO Ver.2 DESCRIÇÃO Controlador de pressão para sistemas de refrigeração que controla os estágios de sucção (compressores) e de descarga

Leia mais

MGE 144 Medidor Multigrandezas

MGE 144 Medidor Multigrandezas MGE 144 Medidor Multigrandezas Modo de uso do software IBIS_BE ABB Instrumentação 1 PROGRAMA IBIS BE Conexão Compatibilidade - Compatível com 486 8M RAM ou superior com 1 saída de comunicação serial disponível,

Leia mais

Ligação da rede elétrica 19. Visão lateral fonte. Rede (100 ~240 Vac) 60 Hz. Neutro (Azul Claro 1,5 mm 2 ) Fase (Preto 1,5 mm 2 ) Visão frontal

Ligação da rede elétrica 19. Visão lateral fonte. Rede (100 ~240 Vac) 60 Hz. Neutro (Azul Claro 1,5 mm 2 ) Fase (Preto 1,5 mm 2 ) Visão frontal Ligação da rede elétrica A ligação com a rede elétrica é feita diretamente no módulo placa do carregador e conexões INC 2000, conforme a figura a seguir: Visão lateral fonte Terra (Verde 1,5 mm 2 ) Visão

Leia mais

smart Linha Refrigeração Sistema Inteligente de Controle e Monitoramento para Instalações Frigoríficas smartrack versão 1.17 smartlinhas versão 1.

smart Linha Refrigeração Sistema Inteligente de Controle e Monitoramento para Instalações Frigoríficas smartrack versão 1.17 smartlinhas versão 1. smart Linha Refrigeração Sistema Inteligente de Controle e Monitoramento para Instalações Frigoríficas smartrack versão 1.17 smartlinhas versão 1.10 Conceito O SMART é um sistema de controle e supervisão

Leia mais

Menu de Programação e Operação - Amperímetro Digital - Família GC 2009 Microcontrolado.

Menu de Programação e Operação - Amperímetro Digital - Família GC 2009 Microcontrolado. Operação - Amperímetro Digital - Família GC 2009 Microcontrolado. Com dois reles independentes para controle ou alarme, contatos reversíveis tipo SPDT e Sinal de Saída para Retransmissão da Amperagem medida

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Temporizador Automático / Relógio Programador de Horário Para Acionamento Automático de Sirenes e Outros Equipamentos Código: AFKITPROG 2 O REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO REP O Relógio Acionador Automático

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO AP6 Central de Alarme Particionada www.compatec.com.br 2 www.compatec.com.br 3 4. Dimensões do produto... 5. Conhecendo o seu produto... 7 5.1 Conhecendo as funções da central...

Leia mais

MD-50 Plus. Com a senha mestre são permitidas todas as funções de programação do módulo. A senha de fábrica é 5-6-7-8.

MD-50 Plus. Com a senha mestre são permitidas todas as funções de programação do módulo. A senha de fábrica é 5-6-7-8. MD-50 Plus DESCRIÇÃO DO PRODUTO Com esse equipamento você pode monitorar qualquer central de alarme convencional ou eletrificador. Ele possui 4 entradas e uma saída PGM que pode ser acionada por telefone

Leia mais

OPL9815 Inventário Configurável

OPL9815 Inventário Configurável OPL9815 Inventário Configurável Versão: PXOINCG (OPL9815) 30/09/2015: Revisão 01 Opticon Latin America Versão: INCG - Página 1 1. Funcionalidades... 3 2. Teclas... 3 3. Estrutura de Menus... 4 3. 1. Coleta...

Leia mais

CM8000TC. Manual do Usuário

CM8000TC. Manual do Usuário CM8000TC Manual do Usuário R Descrição Geral O CM8000TC é um temporizador microprocessado com 2 setpoints. Possui display a LED de 6 dígitos com escala em horas, minutos e segundos. A programação dos setpoints

Leia mais

CÓD.: 657-2 MANUAL DO USUÁRIO PORTA RETRATO DIGITAL 7"

CÓD.: 657-2 MANUAL DO USUÁRIO PORTA RETRATO DIGITAL 7 CÓD.: 657-2 MANUAL DO USUÁRIO PORTA RETRATO DIGITAL 7" 1. CARACTERÍSTICAS Tela de LCD com 7 polegadas Resolução de 480 x 234 pixels Controle remoto com alcance de até 3m para controle total das funções

Leia mais

Sistema Multibombas Controle Fixo CFW-11

Sistema Multibombas Controle Fixo CFW-11 Motores Energia Automação Tintas Sistema Multibombas Controle Fixo CFW-11 Manual de Aplicação Idioma: Português Documento: 10000122700 / 01 Manual de Aplicação para Sistema Multibombas Controle Fixo Série:

Leia mais

BT QCC 1000 Quadro elétrico para câmaras frigoríficas até 3HP 220V2F

BT QCC 1000 Quadro elétrico para câmaras frigoríficas até 3HP 220V2F BTQCC1000v1_0.docx - Página 1 de 6 BT QCC 1000 Quadro elétrico para câmaras frigoríficas até 3HP 220V2F 1.0 Descrições gerais: BT QCC 1000 é amplamente usado para pequenas e médias câmaras frigoríficas,

Leia mais

MANUAL BÁSICO DE INSTRUÇÕES

MANUAL BÁSICO DE INSTRUÇÕES MANUAL BÁSICO DE INSTRUÇÕES ANTES DE LIGAR O DISPOSITIVO, AJUSTE A CHAVE SELETORA DE TENSÃO, LOCALIZADA NA PARTE INTERNA DO APARELHO, CONFORME ILUSTRAÇÃO 13. 1 O display informa hora/minuto intercalado

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Fumaça Óptico Convencional + Módulo Endereçável Código: AFDFE. (Ideal Para Utilizar em Conjunto com a Central de Alarme de Incêndio AFSLIM). O detector de fumaça código AFDFE é um

Leia mais

* Acesso à programação protegido por senha; * Alimentação: 90 a 240Vca (Fonte chaveada).

* Acesso à programação protegido por senha; * Alimentação: 90 a 240Vca (Fonte chaveada). PROGRAMADOR HORÁRIO MANUAL DE INSTRUÇÕES MTZ622R - 90~240VCA - P504 VERSÃO.0 ABRIL/202 * Acesso à programação protegido por senha; * Alimentação: 90 a 240Vca (Fonte chaveada). 3.2 DIMENSÕES PLACA IHM:

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-870

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-870 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-870 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... - 1-2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:...

Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:... 0 Conteúdo Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:... 4 1.2 Acesso através do teclado (digitando a matrícula):...

Leia mais

Manual do Usuário Balança SA-110 WWW.ELGIN.COM.BR

Manual do Usuário Balança SA-110 WWW.ELGIN.COM.BR Manual do Usuário Balança SA-110 WWW.ELGIN.COM.BR Índice Capítulo 1: O Produto Acessórios que compõem o produto Função do modelo Capítulo 2: Instalação do Produto Instalação física Conexão a tomada Cabo

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÕES AHC CRANE 21644

MANUAL DE OPERAÇÕES AHC CRANE 21644 MANUAL DE OPERAÇÕES AHC CRANE 21644 PÁGINA DO AHC Na figura acima são exibidas as seguintes informações: 1- Velocidade do cabo. 2- Pressão do Nitrogênio no Compensador do AHC. 3- Carga máxima permitida

Leia mais

Manual de Operações. Estação Auto-Manual AMS-1. www.innowatt.ind.br

Manual de Operações. Estação Auto-Manual AMS-1. www.innowatt.ind.br Manual de Operações Estação Auto-Manual AMS-1 www.innowatt.ind.br 1 INTRODUÇÃO Obrigado por ter escolhido um produto INNOWATT. Para garantir o uso correto e eficiente, é imprescindível a leitura completa

Leia mais

3.5 SAÍDAS DE CONTROLE * Saída 1: Saída do Compressor. Saída à relé, máx. 2A, carga resistiva. * Saída 2: Saída do degelo.

3.5 SAÍDAS DE CONTROLE * Saída 1: Saída do Compressor. Saída à relé, máx. 2A, carga resistiva. * Saída 2: Saída do degelo. (63(&,,&$d (6 1Ë9(/'(352*5$0$d 2 &$5$&7(5Ë67,&$6 O MJS é um controlador digital microcontrolado projetado para aplicações de refrigeração, atuando no controle do compressor, nos ciclos de degelo, nos ventiladores

Leia mais

MICROCONTROLADOR WISE T

MICROCONTROLADOR WISE T MICROCONTROLADOR WISE T Sumário 1. INTRODUÇÃO...3 1.1 VANTAGENS E BENEFÍCIOS...3 2. PONTOS DE CONTROLE...4 3. LÓGICA DE CONTROLE...5 4. MONITORAÇÃO... 16 5. CONFIGURAÇÕES...20 6. ESCALA DOS SENSORES...26

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Ultrassom Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13 Sensor Smart Ultrassom 1. Introdução Os sensores de ultrassom ou ultrassônicos são sensores que detectam

Leia mais

!"#$%&!'()*'+,-'*./+0)*1(23'.423*'5*'3066,-'. #/7".#78./9:;.<=4/>.

!#$%&!'()*'+,-'*./+0)*1(23'.423*'5*'3066,-'. #/7.#78./9:;.<=4/>. !"#$%&!'()*'+,-'*./+0)*1(23'.423*'5*'3066,-'. #/7".#78./9:;.. Apresentação Geral Dados técnicos Sinais de Entrada e Saídas 1 Apresentação Geral A LINHA de Controladores CDL035 foi especialmente projetada

Leia mais

CRONÔMETRO MICROPROCESSADO

CRONÔMETRO MICROPROCESSADO O equipamento possui um display de alta resolução e 6 botões: CRONÔMETRO MICROPROCESSADO www.maxwellbohr.com.br (43) 3028-9255 LONDRINA PR 1 - Introdução O Cronômetro Microprocessado é um sistema destinado

Leia mais

Painel de Mensagens TXT 010556 TXT 010764 TXT 020764. Manual do Usuário

Painel de Mensagens TXT 010556 TXT 010764 TXT 020764. Manual do Usuário Painel de Mensagens TXT 010556 TXT 010764 TXT 020764 Manual do Usuário A GPTRONICS está capacitada a fabricar produtos de excelente qualidade e oferecer todo o suporte técnico necessário, tendo como objetivo

Leia mais

PAINEL ELETRÔNICO DE MENSAGENS MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO CARROS URBANOS E G7 MARCOPOLO

PAINEL ELETRÔNICO DE MENSAGENS MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO CARROS URBANOS E G7 MARCOPOLO PAINEL ELETRÔNICO DE MENSAGENS MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO CARROS URBANOS E G7 MARCOPOLO INTRODUÇÃO INFORMAÇÃO GERAL 1 O Painel Eletrônico LOHR foi desenvolvido para ser instalado no interior de veículos

Leia mais

Manual de instruções Controlador RGB DMX CRGB-V1

Manual de instruções Controlador RGB DMX CRGB-V1 Manual de instruções Controlador RGB DMX CRGB-V1 Índice - 1 Características técnicas...2-1.1 Instalação...4-2 Menu...4-2.1 Navegando no Menu...5-2.2 Efeitos...6-2.3 Operação...6-3 Configuração DMX 512...7-3.1

Leia mais

Acessando o SVN. Soluções em Vendas Ninfa 2

Acessando o SVN. Soluções em Vendas Ninfa 2 Acessando o SVN Para acessar o SVN é necessário um código de usuário e senha, o código de usuário do SVN é o código de cadastro da sua representação na Ninfa, a senha no primeiro acesso é o mesmo código,

Leia mais

CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E

CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E SIGMA Sistema Integrado de Combate a Incêndio CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E CABO BLINDADO (SHIELD) 4 VIAS 2X2,50 MM + 2X0,75 MM IHM Possibilidade de até 95 loops. LOOP LOOP LOOP CABO

Leia mais

Manual de Configuração e Operação

Manual de Configuração e Operação ALFA INSTRUMENTOS ELETRÔNICOS LTDA Manual de Configuração e Operação Última alteração Número do documento 21/02/2013 10:38 Este documento contém os procedimentos de configuração e operação do sistema de

Leia mais

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 267/269 - TELEFONE: (11) 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 267/269 - TELEFONE: (11) 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 267/269 - TELEFONE: (11) 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 1 SISTEMA HCS 2005 PROTOCOLO DE COMUNICAÇÃO (Baseado no Guarita Vr5.0x Última modificação:

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-3060D

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-3060D MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-3060D Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do aparelho ÍNDICE 1. Introdução... 01 2. Especificações... 02 2.1. Gerais...

Leia mais

Manual de instalação e configuração do módulo de saídas NSR-08

Manual de instalação e configuração do módulo de saídas NSR-08 Manual de instalação e configuração do módulo de saídas NSR-08 Sumário DESCRIÇÃO GERAL...4 VANTAGENS...4 CARACTERÍSTICAS...4 LED DE STATUS DO MODULO...4 ESQUEMA DE LIGAÇÕES...5 LIGAÇÃO DO CABO DE COMUNICAÇÃO...6

Leia mais

3.2 DIMENSÕES PLACA IHM: * Peso aproximado: 205g. * Dimensões para fixação na parte interna da parede: 120,8x120, 8x5,2 mm.

3.2 DIMENSÕES PLACA IHM: * Peso aproximado: 205g. * Dimensões para fixação na parte interna da parede: 120,8x120, 8x5,2 mm. 3. ESPECIFICAÇÕES 4.1 MODO DE OPERAÇÃO 3.1 GERAIS * Displays touchscreen; * Controle de dia e hora via RTC (Real-Time Clock), com bateria interna; * Duas agendas com memória para até 56 eventos (liga/desliga)

Leia mais

Manual de utilização do módulo NSE METH 3E4RL

Manual de utilização do módulo NSE METH 3E4RL INSTALAÇÃO 1 - Baixe o arquivo Software Configurador Ethernet disponível para download em www.nse.com.br/downloads-manuais e descompacte-o em qualquer pasta de sua preferência. 2 - Conecte a fonte 12Vcc/1A

Leia mais

Manual do Painel Aceno Digital A3000/A6000. www.acenodigital.com.br. Rua Porto Alegre, 212 Jd. Agari 43 3027-2255 Cep: 86.

Manual do Painel Aceno Digital A3000/A6000. www.acenodigital.com.br. Rua Porto Alegre, 212 Jd. Agari 43 3027-2255 Cep: 86. Manual do Painel Aceno Digital A3000/A6000 Manual do Painel Aceno Digital A3000/A6000 Este manual apresenta o funcionamento e os procedimentos de configuração e instalação dos painéis Aceno Digital, modelos

Leia mais

Objetivo: Verificação dos pickups de cada enrolamento

Objetivo: Verificação dos pickups de cada enrolamento Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Relé de Proteção Marca: Ingeteam Modelo: PD250 Função: 64 - PHIZ - Falta a Terra Restrita Ferramenta Utilizada: CE-6003 & CE-6006 Objetivo: Verificação dos pickups

Leia mais

CENTRAL DE ALARME BRISA 4 PLUS

CENTRAL DE ALARME BRISA 4 PLUS CENTRAL DE ALARME BRISA 4 PLUS Parabéns, Você acaba de adquirir uma central de alarme modelo Brisa 4 Plus produzida no Brasil com a mais alta tecnologia de fabricação. 1- PAINEL FRONTAL Led REDE: Indica

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791

MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791 MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação RADAR DUO 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 3 3. Conhecendo o equipamento... 4 3.1

Leia mais

Gradual Tecnologia Ltda

Gradual Tecnologia Ltda Geral:...2 Conhecendo o produto:...3 Montagem do Dualtech CPU RS-485/TCP-IP...4 Montagem Dualtech em MODO TCP-IP (Prisma)...6 Montagem Dualtech em MODO RS485 (Las Vegas)...7 1 Geral: Este documento tem

Leia mais

M150SP MANUAL DO UTILIZADOR / INSTALADOR. v1.0 REV. 10/2015

M150SP MANUAL DO UTILIZADOR / INSTALADOR. v1.0 REV. 10/2015 M150SP MANUAL DO UTILIZADOR / INSTALADOR v1.0 REV. 10/2015 00. CONTEÚDO 01. AVISOS DE SEGURANÇA ÌNDICE 01. AVISOS DE SEGURANÇA NORMAS A SEGUIR 02. O DISPOSITIVO CARACTERISTICAS TÉCNICAS ASPETO VISUAL LEGENDA

Leia mais

Presys Instrumentos e Sistemas

Presys Instrumentos e Sistemas Versão Especial Controle da média de três entradas. Setpoint programável de 32 pontos ativado pela entrada digital e alarme de fim de ciclo Solicitante Responsável: Depto.: As informações contidas nesta

Leia mais

Manual Balanças Kids. Balança Pesadora Kids Manual do Usuário. www.upxsolution.com.br Vendas: 11 4096-9393 Página: 1

Manual Balanças Kids. Balança Pesadora Kids Manual do Usuário. www.upxsolution.com.br Vendas: 11 4096-9393 Página: 1 Balança Pesadora Kids Manual do Usuário www.upxsolution.com.br Vendas: 11 4096-9393 Página: 1 Indice 1. Instalação 2. Localização da Funções 3. Ligando a Balança 4. Operação 5. Configurações 6. Mensagens

Leia mais

Manual de Instruções. Posicionador e Incrementador Modelo PIS-01/72. Cód.: Frontal. Conexões Elétricas. Introdução

Manual de Instruções. Posicionador e Incrementador Modelo PIS-01/72. Cód.: Frontal. Conexões Elétricas. Introdução Introdução Características Técnicas O posicionador e incrementador Samrello é um equipamento utilizado para o comando de posicionamento dos eixos em máquinas e processos, em diversas áreas e aplicações.

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

Central de Alarme de Oito Zonas

Central de Alarme de Oito Zonas Central de Alarme de Oito Zonas R02 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS GERAIS:... 3 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:... 3 CONHECENDO A CENTRAL:... 4 COMO A CENTRAL FUNCIONA:... 4 COMO APAGAR A MEMÓRIA DA CENTRAL:... 4 COMO

Leia mais

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com MANUAL DE OPERAÇÃO

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com MANUAL DE OPERAÇÃO Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com MANUAL DE OPERAÇÃO ÍNDICE Especificações... 3 INSTALAÇÃO... 3 Operação...

Leia mais

Presys Instrumentos e Sistemas

Presys Instrumentos e Sistemas Versão Especial - Controlador de combustão com duplo limite cruzado. Tabela de regulagem para limites cruzados. Alarmes de mistura rica e pobre. Entrada em contato força saídas para valores configuráveis.

Leia mais

Manual de Operação &

Manual de Operação & MEC-180H 2Fios Manual de Operação & Instruções de Operação 1 INTRODUÇÃO: Este manual tem por objetivo, instruir o operador na utilização da MEC-180 H. São mostradas as funções de todas as teclas e a seqüência

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL FÊNIX-20L

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL FÊNIX-20L MANUAL TÉCNICO SUMÁRIO CARACTERÍSTICAS GERAIS... 3 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS... 3 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS... 3 PAINEL... 4 FUNÇÕES DO PAINEL... 4 FUNÇÕES INTERNAS PLACA DE CONTROLE... 6 FUNÇÕES INTERNAS

Leia mais

Micro Terminal IDTECH

Micro Terminal IDTECH Micro Terminal IDTECH Versão: 5.0.8 Micro Terminal IDTECH O Micro Terminal IDTech é um equipamento que possui uma estrutura de hardware e software completa para aplicações em automação comercial. Contém

Leia mais

Guia de Usuário Teclado sensível ao toque TM40

Guia de Usuário Teclado sensível ao toque TM40 Guia de Usuário Teclado sensível ao toque TM40 1 Índice Página Principal... 1 Menu... 3 Modo Anunciador... 9 Slide Show... 9 Planta Baixa... 9 Status... 9 Zona... 9 Info... 9 Menu.... 3 Funções de Segurança...

Leia mais

Manual de Operação e Configuração Versão Dosador de Óleo 1.1. Dosador de Óleo PESO EXATO

Manual de Operação e Configuração Versão Dosador de Óleo 1.1. Dosador de Óleo PESO EXATO Manual de Operação e Configuração Versão Dosador de Óleo 1.1 Dosador de Óleo PESO EXATO DEZEMBRO / 2009 2 ÍNDICE 1 MENU F1:... 4 1.1 Programação do peso do Óleo a ser dosado... 4 2 MENU F2... 5 2.1 Quantidade

Leia mais

CR20C. Manual do Usuário

CR20C. Manual do Usuário CR20C Manual do Usuário Descrição Geral Controlador para ar condicionado CR20C O CR20C é um controlador digital microprocessado de baixo custo e de fácil programação e instalação. O seu avançado software

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2. N de Homologação: 1702-09-2791. Versão 1.00

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2. N de Homologação: 1702-09-2791. Versão 1.00 MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2 N de Homologação: 1702-09-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação TETROS MOTO V2 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 3 3. Conhecendo o equipamento...

Leia mais

CONTROLADOR ELETRÔNICO DE AR CONDICIONADO. GL-T540 Painel de Controle

CONTROLADOR ELETRÔNICO DE AR CONDICIONADO. GL-T540 Painel de Controle CONTROLADOR ELETRÔNICO DE AR CONDICIONADO GL-T540 Painel de Controle MANUAL PARA OPERADOR Maio 2005 Rev. BI Versão Software: 1.1 SUMMARIO 1) INTRODUÇÃO... 03 1.1) Introdução... 03 1.2) Painel de Controle...

Leia mais

MANUAL DE USO E CONFIGURAÇÃO DO SOFTWARE SUPERVISÓRIO. BETTA SSB net V 2.01

MANUAL DE USO E CONFIGURAÇÃO DO SOFTWARE SUPERVISÓRIO. BETTA SSB net V 2.01 MANUAL DE USO E CONFIGURAÇÃO DO SOFTWARE SUPERVISÓRIO BETTA SSB net V 2.01 CONSIDERAÇÕES INICIAIS: O software Supervisório Betta SSB net V 2.01 foi concebido para auxiliar o monitoramento de centrais endereçáveis

Leia mais

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Indicador Microprocessado ITM44. Versão: 1.xx / Rev.

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Indicador Microprocessado ITM44. Versão: 1.xx / Rev. Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais Manual de Instruções Indicador Microprocessado ITM44 Versão: 1.xx / Rev. 03 ÍNDICE Item Página 1. Introdução... 02 2. Características... 02 3.

Leia mais

DE PRESSÃO EM UMA RESPECTIVA TUBULAÇÃO

DE PRESSÃO EM UMA RESPECTIVA TUBULAÇÃO 1 4.ª Prática Controle (PID) DE PRESSÃO EM UMA RESPECTIVA TUBULAÇÃO da Planta de Instrumentação Industrial e Controle de Processos Contínuos da De Lorenzo OBJETIVO: 1. Fazer o controle (PID) de Pressão

Leia mais

Vigilância Remota. Distância não faz diferença

Vigilância Remota. Distância não faz diferença Vigilância Remota Distância não faz diferença Para nossos clientes valiosos, Obrigado por escolher este produto. Você vai se surpreender com as úteis funções que este produto oferece, especialmente pelo

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO E CALIBRAÇÃO

MANUAL DE OPERAÇÃO E CALIBRAÇÃO MANUAL DE OPERAÇÃO E CALIBRAÇÃO ] CONVERSOR DE SINAL PARA CÉLULA DE CARGA (Versão 1.2 Out./10) 1 INDÍCE PÁG. 1 Garantia 3 2 Introdução 3 3 Instalação 3 4 Dados Técnicos 4 5 Alimentação Elétrica 4 6 Disposição

Leia mais

3.1.2 CONTROLE REMOTO * Alimentação: 12V - 1 pilha A23. * Alcance: 15 metros sem obstáculos.

3.1.2 CONTROLE REMOTO * Alimentação: 12V - 1 pilha A23. * Alcance: 15 metros sem obstáculos. 1. CARACTERÍSTICAS CONTROLADOR DE TEMPERATURA PARA AQUECIMENTO SOLAR E AUTOMAÇÃO DE PISCINA MTZ621R - 90~240VCA - P551 MANUAL DE INSTRUÇÕES VERSÃO 1.2 - JAN/2014 2.2 CONTROLE REMOTO 3.3 SENSOR DE TEMPERATURA

Leia mais

Balança Especial tipo Silo para ensaque de Big- Bag Suspenso 0007-EV-00-M

Balança Especial tipo Silo para ensaque de Big- Bag Suspenso 0007-EV-00-M Balança Especial tipo Silo para ensaque de Big- Bag Suspenso 0007-EV-00-M MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Revisão 1.0 Alfa Instrumentos Eletrônicos Ltda R. Cel. Mário de Azevedo, 138 São Paulo - SP 02710-020

Leia mais

Medidor ultrassónico de nível com indicação em painel para montagem em parede.

Medidor ultrassónico de nível com indicação em painel para montagem em parede. ECR-SC Comércio e Assistencia Técnica Ltda. Rua das Cerejeiras, 80 Ressacada CEP 88307-330 Itajaí SC Fone: (47) 3349 6850 Email: vendas@ecr-sc.com.br Medidor ultrassónico de nível com indicação em painel

Leia mais

CR20I MANUAL DO USUÁRIO

CR20I MANUAL DO USUÁRIO CR20I MANUAL DO USUÁRIO R Índice Descrição Geral... 3 Aplicações... 3 Características Técnicas... 3 Modo de Operação... 3 Programação... 4 Esquema de Ligações... 9 Dimensões (mm)... 10 2 Indicador CR20IG

Leia mais

Manual de Operação e Instalação. Microterminal TCP/IP MT740. versão 1.0

Manual de Operação e Instalação. Microterminal TCP/IP MT740. versão 1.0 Manual de Instalação e Operação MT740 1/16 Manual de Operação e Instalação Microterminal TCP/IP MT740 versão 1.0 Manual de Instalação e Operação MT740 2/16 Índice Descrição 3 Reconhecendo o Terminal 5

Leia mais

GEAPS EXCHANGE 99 Sessão Educacional. O que há de novo: Watchdog Elite da 4B Elevator Components Ltd. Monitor de Elevador de Caçamba para o Século 21

GEAPS EXCHANGE 99 Sessão Educacional. O que há de novo: Watchdog Elite da 4B Elevator Components Ltd. Monitor de Elevador de Caçamba para o Século 21 GEAPS EXCHANGE 99 Sessão Educacional Visita 4B no Stand # 500 O que há de novo: Watchdog Elite da 4B Elevator Components Ltd. Monitor de Elevador de Caçamba para o Século 21 Uma apresentação por Johnny

Leia mais

Máx Unid Padrão. Mín 1 / 0.1 0/0 0/0 0/0 0/0 100 / 6.9 100 / 6.9 100 / 6.9 999 150.0 / 302 5.0/9 2 -50.0 / -58 0.1/1 1 / 0.

Máx Unid Padrão. Mín 1 / 0.1 0/0 0/0 0/0 0/0 100 / 6.9 100 / 6.9 100 / 6.9 999 150.0 / 302 5.0/9 2 -50.0 / -58 0.1/1 1 / 0. PCT6 plus CONTROLADOR DIGITAL DE PRESSÃO PARA CENTRAIS DE REFRIGERAÇÃO Ver. PCT6VT74. DESCRIÇÃO O PCT6 plus é um controlador de pressão para ser utilizado em centrais de refrigeração que necessitem de

Leia mais

Atenção ainda não conecte a interface em seu computador, o software megadmx deve ser instalado antes, leia o capítulo 2.

Atenção ainda não conecte a interface em seu computador, o software megadmx deve ser instalado antes, leia o capítulo 2. Atenção ainda não conecte a interface em seu computador, o software megadmx deve ser instalado antes, leia o capítulo 2. Interface megadmx SA Firmware versão 1, 2 e 3 / software megadmx 2.000 (Windows/MAC

Leia mais

Cúpula de Câmera 22x SpeedDome Ultra VII - Utilitário de Configuração

Cúpula de Câmera 22x SpeedDome Ultra VII - Utilitário de Configuração Cúpula de Câmera 22x SpeedDome Ultra VII - Utilitário de Configuração Guia de Referência Rápida Se precisar de ajuda Entre em contato com seu representante de vendas. O que É o Utilitário de Configuração

Leia mais

Acionamento através de senha*, cartão de proximidade e biometria. Compatível com fechaduras magnéticas, eletroímãs e cancelas.

Acionamento através de senha*, cartão de proximidade e biometria. Compatível com fechaduras magnéticas, eletroímãs e cancelas. 1/8 Visão Geral: Instalação e configuração simplificada. Alta capacidade de armazenamento de registros e usuários. Acionamento através de senha*, cartão de proximidade e biometria. Compatível com fechaduras

Leia mais

Hamtronix CONTROLE REMOTO DTMF. CRD200 - Manual de Instalação e Operação. Software V 2.0 Hardware Revisão B

Hamtronix CONTROLE REMOTO DTMF. CRD200 - Manual de Instalação e Operação. Software V 2.0 Hardware Revisão B Hamtronix CRD200 - Manual de Instalação e Operação Software V 2.0 Hardware Revisão B INTRODUÇÃO Índice...01 Suporte On-line...01 Termo de Garantia...01 Em Caso de Problemas (RESET)...01 Descrição do Produto...02

Leia mais

CPM800C3. Manual do Usuário

CPM800C3. Manual do Usuário CPM800C3 Manual do Usuário R Descrição Geral O CPM800C3 é um contador com tecnologia microprocessada. Possui 3 setpoints para contagem, reset manual ou automático, tempo de saída ajustável, filtro de entrada

Leia mais

Comprador: Endereço: Cidade: Bairro: CEP: Revendedor: Fone: Data da venda: / / ID: P18407 - Rev. 1

Comprador: Endereço: Cidade: Bairro: CEP: Revendedor: Fone: Data da venda: / / ID: P18407 - Rev. 1 A instalação por outrem implicará em exclusão da garantia em decorrência de defeitos causados pela instalação inadequada. Somente técnico autorizado está habilitado a abrir, remover, substituir peças ou

Leia mais

Linha Refrigeração (Frio alimentar) Sistema Integrado de Controle e Monitoramento para Instalações Frigoríficas

Linha Refrigeração (Frio alimentar) Sistema Integrado de Controle e Monitoramento para Instalações Frigoríficas smart - R Linha Refrigeração (Frio alimentar) Sistema Integrado de Controle e Monitoramento para Instalações Frigoríficas smart versão 2.20 Conceito O SMART é um sistema de controle e supervisão para instalações

Leia mais

Mapeamento de memória e programação da IHM do controlador CP-WS41/8DO8DI4AO2AI2TAI

Mapeamento de memória e programação da IHM do controlador CP-WS41/8DO8DI4AO2AI2TAI Comércio e Manutenção de Produtos Eletrônicos Manual CP-WS1 Mapeamento de memória e programação da IHM do controlador CP-WS41/8DO8DI4AO2AI2TAI PROXSYS Versão 1.0 Março-2013 Controlador Industrial CP-WS1

Leia mais

Boletim Técnico Agosto / 2011

Boletim Técnico Agosto / 2011 Página 01/08 TÍTULO: INFORMATIVO DO NOVO CONTROLE REMOTO COM FIO PARA UNIDADES SPLITÃO 2 ESTÁGIOS SUMÁRIO Esta publicação visa informar o novo controle remoto com fio para as Unidades da Linha Splitão

Leia mais

PS 9100. Contadora e Classificadora de Moedas

PS 9100. Contadora e Classificadora de Moedas Contadora e Classificadora de Moedas ÍNDICE 1 Identificação : 2 Instalação: 2.1 Conteúdo: 2.2 Desembalagem : 2.3 Instruções de Instalação : 3 Documentos : 3.1 Especificações das Moedas : 3.2 Condições

Leia mais

Presys Instrumentos e Sistemas

Presys Instrumentos e Sistemas Versão Especial - Entrada para encoder de saída dupla e reset externo Solicitante Responsável: Depto.: _ As informações contidas nesta folha têm prioridade sobre aquelas do manual técnico do instrumento.

Leia mais

www.lg.com Nome do modelo: LG Smart AC App. P/NO : MFL67891008

www.lg.com Nome do modelo: LG Smart AC App. P/NO : MFL67891008 MANUAL DO PROPRIETÁRIO AR CONDICIONADO Por favor, leia essas instruções completamente para a sua segurança antes de usar o aplicativo e use-o com precisão. Estes conteúdos são para evitar qualquer perda

Leia mais

Manual de Operação e Configuração. Balança Dosadora de Ração

Manual de Operação e Configuração. Balança Dosadora de Ração Manual de Operação e Configuração Balança Dosadora de Ração 2 1- INTRODUÇÃO A (SPM e SPF) foi projetada para atender as necessidades no setor de pesagem e distribuição de ração em toda linha avícola, fornecendo

Leia mais

Voyager AOM-713WP MONITOR DE OBSERVAÇÃO COLORIDO TELA PLANA DE 7 POLEGADAS MANUAL DO PROPRIETÁRIO. Características do modelo AOM-713WP:

Voyager AOM-713WP MONITOR DE OBSERVAÇÃO COLORIDO TELA PLANA DE 7 POLEGADAS MANUAL DO PROPRIETÁRIO. Características do modelo AOM-713WP: Voyager AOM-713WP MONITOR DE OBSERVAÇÃO COLORIDO TELA PLANA DE 7 POLEGADAS MANUAL DO PROPRIETÁRIO Características do modelo AOM-713WP: Painel de LCD colorido padrão automotivo de alto desempenho de 7 polegadas

Leia mais

Controle remoto Sensor de ar externo

Controle remoto Sensor de ar externo Guia de Instalação Acessórios sem fio RedLINK Controle remoto Sensor de ar externo Termostato Sensor de ar externo Controle remoto EIM Equipamento de HVAC MPCR28484 Procedimento de instalação 1 2 3 Módulo

Leia mais

DRIVER DA TELA SENSÍVEL AO TOQUE MANUAL DE OPERAÇÃO

DRIVER DA TELA SENSÍVEL AO TOQUE MANUAL DE OPERAÇÃO MONITOR LCD DRIVER DA TELA SENSÍVEL AO TOQUE MANUAL DE OPERAÇÃO para Mac Versão 1.0 Modelos aplicáveis PN-L802B/PN-L702B/PN-L602B Conteúdo Introdução...3 Requisitos do sistema...3 Configuração do computador...4

Leia mais

MANUAL DE PROGRAMAÇÃO E INSTALAÇÃO DO KIT KCO0081

MANUAL DE PROGRAMAÇÃO E INSTALAÇÃO DO KIT KCO0081 BT RVT 46 i Setembro / 214 Página 1/8 TÍTULO: INFORMATIVO DO MANUAL DE PROGRAMAÇÃO E INSTALAÇÃO DO KIT KCO81 PARA A FAMÍLIA SPLITÃO SÉRIE EiV (INVERTER) ESTE BOLETIM TÉCNICO CANCELA E SUBSTITUI O BT RVT

Leia mais

EVK 214 PORTUGUÊS. Controlador digital de temperatura para congelados, com função RTC, HACCP e Energy Saving. v. 001091208

EVK 214 PORTUGUÊS. Controlador digital de temperatura para congelados, com função RTC, HACCP e Energy Saving. v. 001091208 EVK 24 Controlador digital de temperatura para congelados, com função RTC, HACCP e Energy Saving v. 928 PT PORTUGUÊS INICIANDO. Importante Leia atentamente as instruções antes de instalar e usar seguindo

Leia mais

Indicador Digital Processos MODO DE USO. Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Dimensional. ABB Automação.

Indicador Digital Processos MODO DE USO. Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Dimensional. ABB Automação. Indicador Digital Processos MODO DE USO Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Dimensional ABB Automação Hartmann & Braun Dados Técnicos (NRB5180) Entrada -mvdc: -Vdc -madc Alimentação

Leia mais

CADASTRO DE OBRAS E PROJETOS DE ENGENHARIA

CADASTRO DE OBRAS E PROJETOS DE ENGENHARIA CADASTRO DE OBRAS E PROJETOS DE ENGENHARIA SET 2014 2 INTRODUÇÃO Este manual objetiva orientar os servidores no processo do cadastro de projetos no Sistema Channel para viabilizar o acompanhamento físico-financeiro

Leia mais

APOSTILA ZELIO SOFT 2

APOSTILA ZELIO SOFT 2 APOSTILA ZELIO SOFT 2 Prof. Maycon Max Kopelvski Fev/2010 rev.01 Página 1 de 20 1) Clique no ícone para abrir o programa Zelio Soft 2 2) Abrirá a tela inicial do Programa: Clique em Criar um novo programa.

Leia mais

Figura 1: Interface 3G Identech

Figura 1: Interface 3G Identech Sumário 1 INTRODUÇÃO...3 2 INSTALAÇÃO NO WINDOWS XP...5 3 INSTALAÇÃO NO WINDOWS VISTA...12 4 INSTALAÇÃO NO WINDOWS 7...18 5 CADASTRANDO OPERADORA...25 6 CONECTANDO NA INTERNET...27 7 SERVIÇO DE SMS...29

Leia mais

Sumário. Capítulo 2 COMPONENTES... 5

Sumário. Capítulo 2 COMPONENTES... 5 Sumário Capítulo 1 INTRODUÇÃO... 3 1.1 Apresentação... 3 1.2 Sobre este manual... 3 1.3 Instruções de segurança... 3 1.4 Instruções de instalação... 4 1.4.1 Fixação... 4 1.4.2 Ventilação... 4 1.4.3 Proteção

Leia mais

CENTRAL DE ALARME ASD-260 SINAL/VOZ

CENTRAL DE ALARME ASD-260 SINAL/VOZ CENTRAL DE ALARME ASD-60 SINAL/VOZ Parabéns, Você acaba de adquirir uma central de alarme modelo ASD-60 produzida no Brasil com a mais alta tecnologia de fabricação. - PAINEL FRONTAL Led REDE: Indica que

Leia mais

Controle de Acesso Stand Alone Biofinger 22K

Controle de Acesso Stand Alone Biofinger 22K Imagem meramente ilustrativa Controle de Acesso Stand Alone Biofinger 22K 1 Sumário Apresentação... 3 1. Fixação do Equipamento... 3 2. Estrutura e Funções... 4 3. Conexões... 4 4. Conexão com outros acessórios...

Leia mais

Indicador de pesagem. WT3000-I-Plus. Manual Técnico. Versão 04, Revisão 05. Soluções Globais em Sistemas de Pesagem

Indicador de pesagem. WT3000-I-Plus. Manual Técnico. Versão 04, Revisão 05. Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Indicador de pesagem Manual Técnico Versão 04, Revisão 05 Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Obrigado por escolher a WEIGHTECH! Agora, além de adquirir um equipamento de excelente qualidade, você

Leia mais

KF2.4 MANUAL DE UTILIZADOR

KF2.4 MANUAL DE UTILIZADOR MANUAL DE UTILIZADOR Conteúdo Marcas comerciais IKIMOBILE é uma marca registada da Univercosmos, Lda., uma empresa do Grupo FF, com uma participação na Technology Solutions IT INT. Android e Google Search

Leia mais