JORNAL DAS FACULDADES MILTON CAMPOS N.ª 155 ANO XVIII Milton Campos abre novos espaços para internacionalização de alunos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "JORNAL DAS FACULDADES MILTON CAMPOS N.ª 155 ANO XVIII 2012. Milton Campos abre novos espaços para internacionalização de alunos"

Transcrição

1 Direito Administração Ciências Contábeis JORNAL DAS FACULDADES MILTON CAMPOS N.ª 155 ANO XVIII 2012 Milton Campos abre novos espaços para internacionalização de alunos A FDMC está ampliando os convênios com universidades estrangeiras para aumentar as oportunidades oferecidas no exterior para estudantes de graduação e pós-graduação. Mais dois alunos acabam de ser selecionados para o intercâmbio na Itália e três universidades portuguesas, que já oferecem vagas no mestrado, devem criar cursos para os estudantes daqui que ainda não se formaram. Página 5 A b r i l Professora de Sociologia Jurídica inova em sua tese de Doutorado A professora de Sociologia Jurídica da FDMC, Luciana Souza, inovou em sua tese de doutorado defendida junto ao Departamento de Ciências Sociais da PUC Minas, introduzindo no Direito um conceito criado pela Física e empregado também pela Psicologia: a resiliência. Ela foi aprovada com conceito máximo. Página 3 2 FDMC apoia três congressos jurídicos em abril e maio Conheça mais quatro fundadores do Cefos Haroldo Andrade, Hélio Gelape, João Milton Henrique e Jorge Lasmar são os quatro fundadores do Centro Educacional de Formação Superior (Cefos) focalizados na presente edição. O Cefos foi criado há 40 anos e é a entidade mantenedora das Faculdades de Direito e de Administração Milton Campos. Página 4 6e7 Artigos abordam Festa do jubileu de prata será em setembro Já está marcada para o dia 22 de setembro, sábado, às 19 horas, a festa do Jubileu de Prata de colação de grau das turmas de 1987 (primeiro e segundo semestres) do curso de Direito da Milton Campos. A comemoração está sendo organizada por comissão designada pela direção da Faculdade, com participação da Associação dos Diplomados das Faculdades Milton Campos (Adfamic) e dos próprios bacharéis. A festa do Jubileu de Prata de formatura dos ex-alunos da Milton Campos já se tornou uma tradição e tem atraído a cada ano maior número de bacharéis. Os graduados de 1987 devem atualizar seus endereços no site da Faculdade (www.mcampos.br), para receber as correspondências, e entrar em contato com os colegas de turma, para ampliar a participação. 8 8 Enade vai avaliar Abertas até 10 de mercado financeiro também os alunos abril inscrições e o debate sobre do penúltimo a 30 bolsas de aborto no Brasil período iniciação científica

2 C o n g r e s s o s Eventos são oportunidade para aperfeiçoamento de estudantes Três congressos importantes na área de direito serão realizados proximamente, com o apoio da Milton Campos (leia boxe). As inscrições estão abertas para todos eles. Você sabe como tirar o melhor proveito possível desses eventos? Segundo os professores, os congressos, além de reforçar o currículo, representam uma chance de acesso às discussões mais Dicas sobre Congressos Faça a inscrição com antecedência para conseguir preços melhores; Procure se informar previamente sobre os palestrantes; Tenha em mãos seu currículo, cartão de visita ou projeto; Tome nota das informações mais importantes. f A C u l d A d e s M i l t o n C A M p o s A Faculdade do seu tempo. DIRETORA DA FACULDADE DE DIREITO: Prof.ª Lucia Massara VICE-DIRETOR: Prof. Marcos Afonso de Souza DIRETOR DA FACULDADE DE ADMInISTRAçãO: Prof. Jorge Lasmar DIRETOR EM ExERCíCIO: Prof. Carlos Alberto Rohrmann SECRETáRIO: Prof. Décio Fulgêncio Alves da Cunha ASSESSORIA DE COMUnICAçãO: GM3 Comunicação e Consultoria EDITOR RESPOnSáVEL: Manoel Marcos Guimarães (JP 1587/MG) REDAçãO: Érica Toledo (JP 6206/MG) EDIçãO, PROJ. GRáFICO e DIAGRAMAçãO: Communicatio (31) TIRAGEM: 7,5 mil. As Faculdades são uma instituição de ensino superior, de natureza privada, sem qualquer vínculo com órgão público, tendo como entidade mantenedora a Sociedade Civil denominada Centro Educacional de Formação Superior (Cefos). PRESIDEnTE: Prof. José Barcelos de Souza SECRETáRIO: Prof. Haroldo da Costa Andrade DIR. FInAnCEIRO: Prof. Osmar Brina Corrêa Lima Home page - Tel.: (31) CAMPUS I - Rua Milton Campos, 202 CAMPUS II - Alameda da Serra, 61 Bairro Vila da Serra - nova Lima - MG Caixa Postal Cep BH atuais do Direito e são oportunidade de contato com profissionais da área a que o estudante pretende se dedicar. Aliás, são em eventos assim que muitos definem o rumo de suas carreiras. Tenho alunos de mestrado que mudaram seu projeto por causa de uma palestra, conta o professor de Direito Empresarial, Alexandre Cateb, presidente da Associação Mineira de Direito e Economia, que realiza um dos congressos. Ele aconselha que o aluno escolha os eventos pelo tema que mais o interessa e fique atento para ideias que podem, inclusive, se tornar temas do trabalho de conclusão do curso. O professor Luís Cláudio Chaves, presidente da OAB em Minas, diz que a Ordem vem apostando muito nos congressos como forma de qualificação de advogados e estudantes, que podem assistir a apresentações de juristas de renome nacional, com investimentos reduzidos. Motiva-se o aluno a estudar mais e mais e ele assume uma postura mais crítica sobre o conteúdo ministrado em sala de aula. Além disso, as horas dedicadas são consideradas como atividade complementar ele argumenta. Um dos congressos acontece no campus II da Milton Campos e homenageia o professor emérito da faculdade Ricardo Malheiros Fiuza, que é um dos constitucionalistas mais reconhecidos do país. i Congresso Mineiro de direito ConstituCionAL Homenagem ao professor Ricardo Malheiros Fiuza Data: 13 de abril, de 8 às 18 horas Local: Auditório do Campus II das Faculdades Milton Campos Valor para alunos: 10 reais Inscrições: ww.oabmg.org.br/sites/esa/ constitucional iv Congresso da AssoCiAção MineirA de direito e economia Novos desafios da Análise Econômica do Direito Data: 10 e 11 de maio Local: Ibmec Minas Gerais Valor para alunos: 75 reais Inscrições: ii Congresso Mineiro de processo CiVil Data: 12 e 13 de maio Local: Hotel Mercure Valor para alunos: 70 reais (até dia 08/04) e 120 reais (até 29/04) Inscrições: esa/processo_civil M i l t o n C A M p o s e M f o C o Novo presidente do IAMG O ex-professor de Direito Tributário da Milton Campos, Luiz Ricardo Gomes Aranha, tomou posse como novo presidente do Instituto dos Advogados de Minas Gerais, em sessão solene realizada no dia 9 de março, no Automóvel Clube. A professora Lucia Massara, diretora da FDMC, integra a Comissão de Seleção do IAMG e esteve presente à posse. A nova diretoria do IAMG foi eleita para o triênio 2012/2015 e terá a responsabilidade de preparar, no último ano de sua gestão, as comemorações dos 100 anos de fundação do IAMG. O professor José Barcellos de Souza, presidente da entidade mantenedora da Milton Campos, foi nomeado membro do Conselho Superior do Instituto dos Advogados de Minas Gerais. Direito Previdenciário Estão abertas até o dia 16 de abril as inscrições para alunos interessados em participar do PIEP Programa de Inclusão e Educação Previdenciária. Coordenado pela professora Dinorá Rocha Fernandes, o programa prevê a realização de encontros semanais para estudo dos temas, atendimento externo na área previdenciária e elaboração, pelos alunos, de um artigo científico por semestre. A seleção será feita através de prova escrita e entrevista. Informações no Centro de Extensão. Livros Lançado em São Paulo, no II Congresso Brasileiro de Direito Comercial, um livro em homenagem ao professor Osmar Brina Corrêa Lima, diretor financeiro do Cefos. A obra Sociedades Anônimas e Mercado de Capitais, que já havia sido lançada em Belo Horizonte, traz artigos doutrinários de diversos autores, entre eles os professores de Direito Empresarial Maria Celeste Morais Guimarães e Maurício da Cunha Peixoto. Os professores Marcelo Milagres e Eugenio Pacelli tiveram novas edições dos seus livros lançadas pela editora Atlas. A obra de Marcelo Milagres, professor na área civil, é Direito à Moradia. E o criminalista Eugênio Pacelli possui três títulos publicados pela editora sobre processo penal.

3 Q u A l i f i C A ç ã o Nova doutora, Luciana Souza incorpora conceito da Física à prática do Direito A professora de Sociologia Jurídica, Luciana Souza, é a nova doutora da FDMC. Ela defendeu sua tese junto ao Departamento de Ciências Sociais da PUC Minas, trazendo para o Direito, pela primeira vez, um conceito que foi criado pela Física e é empregado também pela Psicologia: a resiliência. Os físicos definem como resiliência a capacidade de um material de voltar à sua forma, depois de sofrer um impacto. Uma vara de salto em altura, por exemplo, é muito resiliente, já que, sob pressão, vergase sem quebrar e retorna, em seguida, à sua forma original. Na Psicologia, essa ideia é usada para caracterizar a habilidade de pessoas capazes de recuperar facilmente o equilíbrio emocional, após sofrerem traumas ou estresse. Em todos os casos, a definição está ligada a um tipo de flexibilidade e a uma alta capacidade de adaptação. Mas como esse conceito se aplica ao Direito? O impacto do debate Segundo a professora Luciana Souza, o sistema jurídico deve ser capaz de absorver as novas demandas dos cidadãos, sem colocar em risco seus conteúdos essenciais. Resiliência, nesse caso, seria confrontar os debates sociais e absorver suas contribuições no direito formal, sem renunciar à autoridade. Conceder novas garantias, preservando a ordem. O principal mérito da resiliência é promover a inclusão, explica a professora. A tese destaca essa tendência democrática do Direito brasileiro e cita alguns exemplos dela. As parcerias do poder público com entidades da sociedade civil são uma forma de delegar tarefas e decisões ao cidadão. Assim como a mediação extrajudicial. Nesse último caso, apesar da relativa liberdade para a solução Somos um país de democracia jovem, por isso, enfrentamos o mesmo dilema dos pais de adolescentes: como conceder mais liberdade sem perder os limites? Mas não é preciso temer essa abertura. Resiliência não é perda. É readaptação. de conflitos, não deixa de existir o controle do Tribunal de Justiça, que orienta os processos. Quando o promotor, em uma Ação Civil Pública, consegue um novo entendimento sobre determinada demanda da sociedade, ele promove a resiliência. A professora Luciana ilustra: O cheque prédatado não existe na lei, mas o Ministério Público conseguiu garantir indenização a quem tem um cheque depositado antes da data prevista, alegando que o famoso chorãozinho, que se anexa à ordem de pagamento, representa um tipo de contrato informal. Assim, quebrado o contrato, passou a se reconhecer o dever de indenizar. Essa foi uma conquista de um espaço novo para o cidadão, que o Direito não previa. As audiências públicas são outra forma de flexibilização da relação entre o Estado e a sociedade. Comuns, inicialmente, no Legislativo, elas passaram a ser convocadas, nos últimos anos, pelo Judiciário, como comprovam as discussões abertas pelo Supremo Tribunal Federal para auxiliar os ministros no julgamento sobre as pesquisas com células-tronco. Se a norma vai se aplicar a todos, não é mais democrático que todos possam opinar sobre ela?, instiga Luciana Souza. Professora Luciana Souza aprovada com conceito A pela banca formada pelos professores Lusia Ribeiro Pereira, Fernando José Armando Ribeiro, Rita de Cássia Fazzi e Elton Dias Xavier Amadurecimento A professora discute ainda a necessidade de aperfeiçoamento dos mecanismos de participação popular. Lembra que as audiências públicas são realizadas em dias úteis, durante a tarde, impedindo a presença de muitos trabalhadores. Já os orçamentos participativos, apesar de representarem um avanço, ainda não conseguiram garantir o equilíbrio entre os interesses de todos os cidadãos: A obra de um bairro que tem uma associação comunitária organizada vai ser sempre privilegiada, em detrimento daquela de um bairro onde não há associação. Ouvir igualitariamente a sociedade civil e conceder novos direitos é um desafio recente na história brasileira, mas que já gerou resultados importantes, como o reconhecimento da união homoafetiva, que não está prevista no direito positivo, mas foi tornada legal por decisão unânime da mais alta instância do judiciário, o STF. Somos um país de democracia jovem, por isso, enfrentamos o mesmo dilema dos pais de adolescentes: como conceder mais liberdade sem perder os limites? Mas não é preciso temer essa abertura. Resiliência não é perda. É readaptação conclui a professora.

4 f u n d A d o r e s Conheça mais quatro fundadores do Cefos, a entidade mantenedora da Milton Campos Em 2012 comemoramos 40 anos da constituição da instituição mantenedora das Faculdades Milton Campos, o Cefos (Centro Educacional de Formação Superior). Conheça a história de outros fundadores, do grupo total de 24, que dedicaram três anos apenas ao processo de implantação da escola, cujo objetivo inicial, plenamente atingido, foi o de oferecer um curso de Direito do mais alto nível, objetivo esse mais tarde estendido ás áreas de Administração me de Ciências Contábeis. Haroldo da Costa Andrade Professor de Direito Penal, foi tesoureiro do Cefos e cumpre seu sétimo mandato como Secretário da instituição mantenedora. Participou de cada momento da construção da sede da Faculdade e se orgulha especialmente dos jardins, que ajudou a planejar. É colaborador permanente no Núcleo de Assistência Judiciária. Ao longo de toda a sua vida advogou e lecionou, além de ter ocupado cargos públicos como advogado do Estado e procurador da Fazenda. Sua tese de doutorado, defendida na UFMG, deu origem a o l i v r o D a s Medidas de Segurança. Hélio Gelape (in memorian) Sérgio Falci Ministrou várias disciplinas, ao longo de mais de trinta anos de magistério na Faculdade. Graduado em Direito, Letras e Filosofia, tornou-se doutor em Administração. Foi advogado da Caixa Econômica Federal e mantinha escritório próprio. Faleceu no ano passado, aos 81 anos. Dos seus cinco filhos, dois se dedicaram à música e três se tornaram advogados. Um deles é o professor da área trabalhista Pe d r o J o s é d e Paula Gelape. João Milton Henrique (in memorian) Primeiro diretor da Faculdade de Direito Milton Campos e professor de Direito Comercial. Inteiramente dedicado ao magistério e à advocacia, foi procurador do Município de Belo Horizonte. Integrou o grupo de instituidores do Colégio IMACO, tendo lecionado na PUC Minas e na UFMG. Na sua família, o Direito era discutido à mesa, diariamente. Sua esposa, também falecida, Maria Teresa Junqueira Rebouças, era advogada e irmã do professor e fundador do Cefos Adauto Junqueira Rebouças. Uma das filhas do casal, Maria Inês Junqueira Henrique, é coordenadora administrativa do Núcleo de Assistência Judiciária da faculdade e o filho Carlos Augusto Junqueira Henrique é professor de Prática Jurídica e atual coordenador da área de Direito do Trabalho. Jorge Lasmar Atual diretor da Faculdade de Administração, professor de Prática Forense e procurador aposentado. Dedicou-se especialmente ao problema dos menores abandonados, tendo criado a Associação Mineira de Proteção à Criança e dirigido a instituição Casa das Meninas, em Belo Horizonte. É presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais e, como literato e historiador, escreveu 20 livros e fundou a Academia Mineira Maçônica de Letras Sua filha, Flávia Lasmar, é professora de Direito Comercial.

5 i n t e r n A C i o n A l i z A ç ã o Milton Campos amplia contatos com A Faculdade de Direito Milton Campos está buscando ampliar os convênios com universidades estrangeiras para aumentar as oportunidades oferecidas no exterior para estudantes de graduação e pósgraduação. Mais dois alunos acabam de ser selecionados para o intercâmbio na Itália e três universidades portuguesas, que já oferecem vagas no mestrado, devem criar cursos para os estudantes daqui que ainda não se formaram. Os professores Mateus de Almeida e Christiana Renault, da Coordenadoria Adjunta de Relações Institucionais, têm feito pessoalmente o contato com as instituições de ensino internacionais. Eles estiveram na Universidade de Gent, na Bélgica, e negociam ainda uma parceria com a Universidade de Lille, na França. A chance de estudar em outro país é, segundo o professor José Luiz Albuquerque, coordenador do Núcleo de Relações Internacionais, uma forma, não apenas de conhecer uma nova cultura, mas de entender melhor a nós mesmos. A gente se enxerga melhor quando olha de fora. Uma experiência assim amplia os horizontes e a compreensão do que é ser Brasil. Como o Direito lida, principalmente, com uma realidade nacional e não universal, nem tudo o que se estuda no exterior pode ser aplicado à dogmática brasileira. No entanto, o conhecimento da realidade jurídica de outro país é muito valorizado pelas empresas privadas, principalmente as multinacionais, e é extremamente enriquecedor para aqueles advogados que pretendem, na área acadêmica, se dedicar ao estudo do Direito comparado. Mesmo que o aluno da graduação não universidades estrangeiras As alunas Ana Luiza Pereira Braga do 7º período e Carolina Silva Silvino Assunção do 6º período foram as selecionadas para as duas vagas de intercâmbio oferecidas a estudantes da Milton Campos pela Università Cattolica del Sacro Cuore, em Milão. Elas irão embarcar para a Itália no segundo semestre para cursar um ano da graduação em Direito. A seleção dos inscritos foi feita pela média aritimética das notas. O O promotor de justiça de Minas Gerais, Eduardo Henrique Soares Machado, pai de um casal de alunos da Milton Campos, acompanhou o diretor Joseph Schnider na palestra e falou sobre sua própria experiência de mestrado na Buffalo Law School. Ele dedicou-se ao tema da defesa da mulher e teve a chance de trabalhar no Tribunal Integrado de Violência Doméstica, consiga aproveitar aqui os créditos referentes a uma matéria feita fora, que pode não ter equivalência com a nossa disciplina, a experiência de vida é incomparável e muda a forma como ele pensa o Direito, argumenta o professor José Luiz Albuquerque, que estudou na Holanda e orienta os estudantes que vão fazer cursos internacionais. O vice-coordenador do Núcleo de Pesquisas, professor Marcelo Milagres, o promotor Eduardo Henrique Soares, a editora da Revista Acadêmica Milton Campos, aluna Juliana Achilles Guedes, e os professores Epaminondas Fulgêncio e Cristiano Gonzaga, ao lado do diretor Joseph Schnider. Rumo a Milão curso internacional não é pago, mas o aluno mantém o pagamento da mensalidade da Milton Campos que, em contrapartida, recebe dois estudantes italianos. A Universidade de Milão oferece moradia estudantil e alimentação, que devem ser custeadas pelo aluno, e ministra um curso intensivo de italiano para que os estrangeiros estejam aptos a acompanhar as aulas. Tribunal Integrado de Violência Doméstica que funciona dentro da faculdade americana e julga casos reais. O promotor falou sobre a oportunidade oferecida em um curso de extensão para que alunos estrangeiros acompanhem, por dois meses, a atuação dessa corte: É muito bom, principalmente para quem atua na área criminal, porque a common law americana oferece boas ideias que já estão sendo aplicadas aqui nas transações penais. Na fronteira dos EUA com o Canadá Mais de 400 estudantes assistiram à palestra do diretor de pós-graduação e educação internacional da Buffalo Law School, a Escola de Direito da Universidade do Estado de Nova York. Joseph Schnider apresentou o Mestrado Geral de Direito da instituição, que pode ser feito em qualquer área jurídica que o aluno escolher. O curso, que custa 32 mil dólares, vai de agosto a maio. As inscrições não serão cobradas neste ano de alunos da Milton Campos e há possibilidade de conseguir bolsas por mérito. Todos os inscritos são entrevistados pelo skype e a nota mínima exigida no exame de inglês Toefel é de 96 pontos, o que, segundo o diretor Schnider, determina a proficiência necessária na língua para a leitura, durante o mestrado, de mil páginas por semana. A Buffalo Law School é citada entre as melhores escolas americanas de Direito. Possui uma biblioteca de seis andares com 500 mil livros e recebe alunos de mais de 30 países. Fica na divisa dos Estados Unidos com o Canadá e oferece também cursos de inglês nas férias.

6 A r t i g o Aborto, qual o caminho? PALOMA NAVARRO* O aborto no Brasil é tipificado como crime contra a vida pelo Código Penal, prevendo detenção de 1 a 10 anos, dependendo do caso concreto. É cada vez mais latente a discussão sobre a sua descriminalização (deixar de ser crime). Além da ilegalidade e da clandestinidade de práticas abortivas, enormemente procuradas por milhares de mulheres sem preparo material ou psicológico, podem ocorrer situações de aborto incompleto ou com complicações graves à saúde. As mulheres nessas condições geralmente sentem constrangimento e/ou medo em declarar seus abortamentos nos serviços públicos de saúde. Desse modo, as estatísticas tendem a ser por amostragem. Estudos revelam que há aproximadamente mais de 3,7 milhões de mulheres que abortam todos os anos no território brasileiro. E, segundo a ministra Eleonora Menicucci, chefe da Secretaria de Políticas para as Mulheres, é quarta causa de morte de mulheres. Dos 20 países do mundo com melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), em 19 o aborto é legalizado. Países como a França, Austrália, Canadá, Inglaterra, Holanda, Cuba e Coréia do Norte permitem a prática do aborto. Já Portugal, Alemanha, Grécia, Espanha, Marrocos, Israel e nossos vizinhos sul-americanos Argentina, Bolívia e Peru permitem o aborto com restrições. A questão mais debatida no âmago da questão abortiva concerne no momento em que se dá a vida intrauterina. Havendo vida, esta não poderia ser assassinada, sobrepujando a proteção do Estado e o direito à vida do nascituro sobre a liberdade da mulher. Alguns cientistas entendem que a vida humana começa no momento da fecundação, quando o espermatozóide penetra no óvulo, formando o ovo, um novo genoma. Contudo, a vida não deve ser confundida com a sua potencialidade genética. Basear-se neste fundamento precário para obrigar uma gravidez a seu termo é algo que se traduz em grandes responsabilidades e sérias consequências familiares e sociais. Uma nova vida surge e pelo menos outra (a da mãe) fica modificada de forma acentuada e definitiva. A linha cientifica que ganha mais aporte baseia-se no paralelo entre a vida e a morte. Partindo-se do pressuposto de que a morte somente é constatada com o fim das atividades cerebrais, tem-se evidente, portanto, que vida biológica se inicia com a plena formação do cérebro. Assim, tendo em vista que o cérebro humano só estará formado ao final do terceiro mês da gestação, pode-se concluir que, dentro deste limite, poderia haver o permissivo legal para o aborto, nunca após esse marco. Não é o caso da apuração da anencefalia? No Brasil, só há a permissão para o aborto em casos de estupro e quando a gestação coloca em risco a vida da mulher. Em se tratando de anomalias fetais, especialmente em casos de anencefalia, a questão já vem sendo considerada pela Justiça brasileira, com decisões favoráveis ao aborto, apesar de ainda não legislada. O Estado, no caso de estupro permite à mulher escolher em seguir ou não com a gravidez indesejada e, no caso de risco á sua vida, permite que escolha entre viver ou dar a vida ao filho, pois o que se sobrepõe e protege é a saúde e a dignidade mental da mulher. Ora, há um contrassenso na postura adotada pelo Estado, na medida em que nega à mulher, por exemplo, a interrupção de gravidez decorrente de marido violento ou de incapacidade econômica ou ainda de relacionamentos instáveis. O certo seria respeitar a sua vontade sempre. As consequências do aborto clandestino (mormente diante das péssimas condições higiênicas ou inabilidade) são inúmeras e refletem na sociedade como um todo, tais como aumento do custo da saúde pública, crescimento populacional desordenado, baixa qualidade de vida (moradia, educação, saúde, alimentação), violência e abandono infantil, entre outros... Para Francisco Paes Barreto, psiquiatra e psicanalista, há um paradoxo ético e filosófico sobre a questão: ninguém decide o próprio nascimento, isso se faz à revelia de cada um, sendo consequência de atos de outros, mais especificamente, da mãe. A rigor, não existe o direito de nascer, só existe o direito de dar à luz. Não se escolhe nascer. Ninguém pode reivindicar: eu não aceito vir a este mundo. A vida é um dom ou uma imposição? Nesse contexto, o direito à vida está representado exclusivamente pelo direito de dar à luz, cujo pleno exercício pressupõe o direito de interrupção da gravidez. Em caso contrário, o que há é coerção. O direito ao aborto é imprescindível para que uma mulher possa exercer o direito de dar à luz ou não. Obrigar uma mulher a manter uma gravidez sem considerar o seu desejo é que é antiético. Percebo em nossa sociedade o receio de que a descriminalização banalize a prática abortiva e a própria vida. É preciso conscientizar de que se trata de medida excepcional. Em primeiro, há que se intensificar o fator educação, aliado a políticas públicas, inclusive com maior participação da mídia para que cientifiquem o planejamento familiar e a prevenção da gravidez. Em segundo, há que ter centros médicos acessíveis, com profissionais especializados no procedimento, de modo a garantir a saúde da mulher. É ainda relevante que haja Centros de Orientação Psicológica que orientem a abortanda na tomada de decisão, nas implicações e que a acompanhem em todo o procedimento, inclusive com orientações e suporte no sentido de dar o filho à adoção como alternativa. Há que se ter todo um aparato estatal especializado para prática do aborto. Vale lembrar que valores espirituais, religiosos e culturais, que conduzem cada pessoa individualmente, não devem impor comportamentos/obrigações a toda sociedade. Há que se observar o direito à diferença. Quando a lei permite, a sua observância é facultativa, quando proíbe, obriga a todos. Abortará quem quiser! Diante do exposto, com a mudança na legislação, com a implementação do aparato estatal, e de políticas públicas adequadas, atenderíamos às diretrizes constitucionais de dignidade e qualidade de vida a todos e a demanda social por saúde, planejamento familiar, e evitaríamos, ao menos parcialmente, a busca por clínicas clandestinas e/ou pessoas inábeis, e, por conseguinte os milhares de óbitos de mulheres. Haveria harmonização dos princípios da Liberdade da Mulher, da Proteção da Vida e do Direito a uma Sociedade mais igualitária, digna e justa para todos. *ADVOGADA, GRADUADA EM 2011 PELA FDMC; ARTIGO REVISADO PELO PROFESSOR JOSÉ MAURO CATTA PRETA.

7 A r t i g o A Importância do Mercado de Capitais A despeito do notável crescimento do mercado de capitais brasileiro nos últimos anos, para muitos ainda permanece a visão de que esse mercado não passa de um grande cassino. Para essas pessoas, nesse infame mercado se aposta no aumento ou queda do valor de uma empresa, sendo possível ganhar muito ou perder tudo em questão de segundos. Tal visão, além de equivocada, distorce completamente a principal função do mercado de capitais, que é permitir às empresas, mediante a emissão pública de seus valores mobiliários, a captação de recursos não exigíveis para o financiamento de seus projetos de investimento ou mesmo para alongar o prazo de suas dívidas. Em outras palavras, é função do mercado de capitais servir como meio para que os recursos de agentes superavitários, aqueles que possuem poupança ou capital excedente, cheguem, da forma mais eficiente possível, até os agentes deficitários, aquelas empresas que desejam investir e crescer, mas não possuem o capital necessário para tanto. O desenvolvimento econômico de uma nação está diretamente ligado ao desenvolvimento de seu mercado de capitais, pois é por meio dele que a poupança popular é canalizada para financiar a atividade econômica das empresas do próprio país, gerando investimento produtivo, renda e emprego. Portanto, podemos dizer que é de interesse público o crescimento e o bom funcionamento do mercado de capitais. Dessa forma, reiteramos que a visão do mercado de capitais como um jogo de azar é completamente equivocada e traba-lha contra os interesses do povo brasileiro. Não é nossa intenção ignorar que o investimento no mercado de capitais envolve risco. Com efeito, o risco é da essência do mercado. No entanto, há uma diferença entre risco de investimento e o risco derivado de comportamentos ilícitos. Para mitigar ao máximo essa última espécie de risco, é função da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), como órgão regulador do mercado de capitais, proteger os investidores, evitando que o mercado seja utilizado com fins fraudulentos, que os direitos dos investidores sejam lesados e cuidando para que as companhias abertas sejam o mais transparente possível, promovendo a política de ampla transparência e divulgação de informações (full disclosure), em suma, trazer segurança jurídica para o mercado. Seja no campo da regulação ou da autorregulação, a CVM e a própria BMF&BOVESPA (Bolsa de Mercadorias e Futuros e Bolsa de Valores de São Paulo) têm feito um enorme esforço para que o mercado de capitais atraia cada vez mais investidores, especialmente o pequeno investidor, pessoa física. Dessa forma, exigindo cada vez mais transparência das companhias abertas, criando regras e boas práticas de governança corporativa, promovendo a confiança do investidor no mercado, a visão do mercado de capitais e da bolsa de valores como um jogo vem sendo desmistificada. Não obstante esses esforços, estima-se que apenas 0,30% da população brasileira invista no mercado de capitais. Nos Estados Unidos, esse índice sobe para mais de 50% da população. Fato é que o mercado de capitais brasileiro tem atraído cada vez mais empresas. De janeiro até março de 2012, já foram protocolados na CVM quatro pedidos de registro de oferta de ações, sendo três ofertas primárias (Seabras Serviços de Petróleo S.A., Companhia de Locação das Americas e Unicasa Industria de Móveis S.A.) e uma oferta secundária (Qualicorp S.A.). Além disso, diversas outras empresas manifestaram sua intenção de abrir o capital DAVID MASSARA JOANES* no ano de 2012, como a Companhia Estadual de Águas e Esgotos, que atua na área de saneamento básico no estado do Rio de Janeiro, a CPFL Renováveis, que atua no segmento de pequenas e médias unidades geradoras de energia elétrica por meio de fontes renováveis, a Barra Energia Petróleo e Gás, que possui participação em dois campos de petróleo próximos às maiores descobertas do país, e o Banco BTG Pactual, maior banco de investimentos independente da América Latina. Também até março de 2012, foram registradas quatro ofertas públicas de debêntures, que serão realizadas pelas empresas Brasil Telecom S.A., Cemig, Geração e Transmissão S.A., BR Malls Participações S.A. e Dibens Leasing S.A., as quais, em conjunto, totalizam R$ ,00. Para os profissionais do direito, sejam juízes, advogados, promotores, procuradores, o crescimento do mercado de capitais significa que será cada vez mais comum nos depararmos com questões envolvendo companhias abertas e o mercado. Logo, é de suma importância que esses profissionais estejam preparados para lidar com essas companhias e com o próprio mercado de valores mobiliários, entendendo a sua verdadeira natureza e sua relevância para o país. Nesse sentido, a Faculdade de Direito Milton Campos, mais uma vez, foi pioneira, oferecendo desde 2003 a disciplina Direito do Mercado de Capitais, na qual seus alunos são introduzidos a temas relevantes sobre a matéria como, por exemplo, o funcionamento do Sistema Financeiro Nacional, a CVM, o conceito de valores mobiliários, as diversas espécies de Ofertas Públicas de Aquisição de ações de companhias abertas (OPAs), as Ofertas Públicas de Distribuição de Valores Mobiliários, as poison pills e governança corporativa. É necessário, portanto, que estudemos o direito do mercado de capitais e vejamos o mercado pelo que realmente significa e pela importância estratégica que possui para o desenvolvimento do Brasil. Ignorá-lo ou compreendê-lo de forma equivocada é o mesmo que apostar o futuro do país num jogo de dados e torcer para que saia um duplo seis. * PROFESSOR DA FDMC, MESTRE EM DIREITO EMPRESARIAL p u b l i C A ç ã o d e A r t i g o s O espaço para artigos é aberto a professores, alunos e ex-alunos das Faculdades Milton Campos. Envie o seu para O texto deve ter de a caracteres (com espaço), ser identificado com o nome do autor, telefone para contato e, no caso de estudantes, nome do professor responsável pela revisão. Mande também sua dica para a ilustração. Os artigos são publicados por ordem de chegada. n o t A Os professores e alunos interessados em encaminhar artigos para publicação no ESTADO DE MInAS poderão fazê-lo por intermédio da Assessoria de Comunicação da faculdade:

8 A V A l i A ç ã o Alunos do penúltimo período também farão o Enade em 2012 IMPRESSO ESPECIAL Contrato n.º ECT DR/MG Centro Educ. Form. Superior Em novembro, alunos dos três cursos de graduação das Faculdades Milton Campos deverão prestar o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes, o Enade. A prova é utilizada pelo Ministério da Educação para compor o índice de qualidade atribuído às instituições de ensino superior e, neste ano, vai avaliar cursos de ciências sociais aplicadas, ciências humanas e áreas afins. A novidade na edição de 2012 é a inclusão de universitários de mais um semestre no grupo que deve fazer a prova. Assim, ficam obrigados a prestar o exame todos os alunos de Direito, Administração e Ciências Contábeis, que, no segundo semestre, estiverem cursando o último ano da graduação (9º e 10º períodos), além dos estudantes que tenham concluído mais de 80% da carga horária mínima do curso. Segundo a norma do MEC, o aluno que não fizer a prova não poderá colar grau, nem registrar o diploma. E, além disso, o resultado individual do exame, que constará no histórico escolar do estudante, já vem sendo utilizado por diversas empresas como referência em processos seletivos. Enade O manual com informações sobre o exame será divulgado até o dia 1º de junho no site: As inscrições devem ser feitas de 16 de julho a 17 de agosto. A prova será aplicada no dia 18 de novembro, às 13 horas. O vice-diretor do curso de Direito, professor Marcos Afonso de Souza, chama atenção para a relevância do compromisso do estudante com essa avaliação: O resultado do exame interfere no conceito que será atribuído à Faculdade. Então, há uma responsabilidade pessoal e também institucional do aluno em fazê-lo bem. Ele vai carregar em toda sua trajetória profissional o nome da instituição. Na faculdade ou fora dela, sempre haverá um vínculo. p e s Q u i s A Milton Campos seleciona alunos para 30 bolsas de iniciação científica Estão abertas até 10 de abril as inscrições de alunos interessados em uma das 30 bolsas de Iniciação Científica oferecidas pela FDMC e fornecidas pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig) e pelo Cefos, entidade mantenedora da faculdade. As bolsas têm duração de um ano, prorrogável por igual período. O aluno deve apresentar um projeto que se adapte às linhas de pesquisa da faculdade, com a expressa anuência do orientador pretendido. Se o projeto escrito for aprovado, a segunda fase da seleção é uma apresentação oral sobre o tema, que será feita durante a Semana de Iniciação Científica, nos dias 11 e 12 de abril. Semana de Iniciação Científica A participação de todos os alunos é obrigatória na Semana de Iniciação Científica, já que, durante os dias do evento, não haverá aulas para que todos possam acompanhar a programação. A seleção dos pesquisadores será feita nos dois dias, de 11h15 às 12h30. Algumas palestras já estão confirmadas. Confira: Participe! Envie artigos para o Jornal da Milton Campos. i M p r e s s o QUINTA-FEIRA 12 DE ABRIL Auditório da Administração (Campus II) 7h30 - Princípios Constitucionais do Direito Penal Sérgio Leonardo 9h30 Anteprojeto do Código de Processo Civil Juliana Cordeiro 19h Ciência da Superação Thomaz Magalhães 20h50 - Atuação do Advogado no Fórum ou no Tribunal Aristóteles Atheniense Auditório B (Campus I) 9h30 Atuação da Vara de Conflitos Agrários de Minas Gerais Alberto Diniz Júnior Exemplo de vida Entre os convidados para participar da Semana de Iniciação Científica, haverá um empresário e esportista internacional. Thomaz Magalhães não atua no Direito, mas tem uma história pessoal inspiradora. Empresário de sucesso, ele praticava hipismo nas horas vagas. Aos 37 anos, sofreu uma queda de seu cavalo, que o deixou paralítico. Sua experiência de homem materialista, que passou a espiritualizado, foi descrita no livro Quebra de script. Hoje, medalhista no esqui aquático, ele conta como aproveitou sua experiência para criar novos métodos empresariais e ser mais feliz.

Universidade. Estácio de Sá. Humanas

Universidade. Estácio de Sá. Humanas Universidade Estácio de Sá Humanas A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades em 1970, como Faculdades

Leia mais

Campos Carlos Luz. Dia 15 de setembro (manhã):

Campos Carlos Luz. Dia 15 de setembro (manhã): Campos Carlos Luz Dia 15 de setembro (manhã): Palestra: Erros essenciais no Direito Penal Convidado: Alexandre Victor de Carvalho Pós-graduado em Ciências Penais pela Universidade Gama Filho-RJ. Bacharel

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE JOÃO PESSOA UNIPÊ CURSO DE DIREITO COORDENADORIA DE PESQUISA EDITAL

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE JOÃO PESSOA UNIPÊ CURSO DE DIREITO COORDENADORIA DE PESQUISA EDITAL CENTRO UNIVERSITÁRIO DE JOÃO PESSOA UNIPÊ CURSO DE DIREITO COORDENADORIA DE PESQUISA EDITAL PROCESSO SELETIVO 2013.2 PARA INGRESSO DE DISCENTES NOS GRUPOS DE PESQUISA EM DIREITO A Coordenadora de Pesquisa

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL,

FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL, PÓS-GRADUAÇÃO 2012 Especialização: Direito e Processo do Trabalho A FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL, Instituição de Ensino Superior, aprovada pelo Decreto Estadual n. 73.815, de 12 de

Leia mais

REGULAMENTO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU, MESTRADO EM DIREITO EMPRESARIAL

REGULAMENTO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU, MESTRADO EM DIREITO EMPRESARIAL Faculdade de Direito Milton Campos Pós Graduação Stricto Sensu, Mestrado em Direito Empresarial Reconhecido pela CAPES Ministério da Educação REGULAMENTO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU, MESTRADO

Leia mais

GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO. fgv.br/vestibular

GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO. fgv.br/vestibular GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO fgv.br/vestibular IDEALISMO, EXCELÊNCIA E CREDIBILIDADE A Fundação Getulio Vargas surgiu em 20 de dezembro de 1944 com o objetivo de preparar profissionais qualificados em Administração

Leia mais

Comissão avalia qualidade de ensino da FABE

Comissão avalia qualidade de ensino da FABE CPA / PESQUISA Comissão avalia qualidade de ensino da FABE Avaliação positiva: A forma de abordagem dos objetivos gerais dos cursos também foi bem avaliada e a qualidade do corpo docente continua em alta.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE DIREITO EDITAL N. 002/SELEÇÃO/2015

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE DIREITO EDITAL N. 002/SELEÇÃO/2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE DIREITO EDITAL N. 002/SELEÇÃO/2015 EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÃO PARA O PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

Leia mais

FACULDADE DE INTEGRAÇÃO DO SERTÃO FIS

FACULDADE DE INTEGRAÇÃO DO SERTÃO FIS FACULDADE DE INTEGRAÇÃO DO SERTÃO FIS Portaria MEC nº 1.931, de dezembro de 2006, publicada no DOU de 08 de Dezembro de 2006. Rua João Luiz de Melo, 2110. Bairro Tancredo Neves. CEP. 56909-205. Serra Talhada/PE/Brasil.

Leia mais

Mozart Valadares Pires Presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros. Eladio Lecey Diretor-presidente da Escola Nacional da Magistratura

Mozart Valadares Pires Presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros. Eladio Lecey Diretor-presidente da Escola Nacional da Magistratura A Escola Nacional da Magistratura (ENM) comemora em 2009 a publicação da quinta edição do Guia de Cursos e Campanhas Institucionais. O livreto reúne em um só lugar informações completas para os magistrados

Leia mais

O STF e a Voz das Ruas: como a Corte vê as manifestações populares?

O STF e a Voz das Ruas: como a Corte vê as manifestações populares? O STF e a Voz das Ruas: como a Corte vê as manifestações populares? Sociedade Brasileira de Direito Público - SBDP Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC/SP Julgados sobre as movimentações das

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO PÚBLICO

PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO PÚBLICO PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO PÚBLICO A Faculdade de Direito da Universidade Federal de Juiz de Fora apresenta o curso de pós-graduação lato sensu em Direito Público. Professores das principais universidades

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS MARIA THEREZA E PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE

FACULDADES INTEGRADAS MARIA THEREZA E PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE FACULDADES INTEGRADAS MARIA THEREZA E PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE O PROGRAMA: Ciência sem Fronteiras é um programa que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização

Leia mais

EDITAL PROPPG 13/2011 SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) EM CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO

EDITAL PROPPG 13/2011 SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) EM CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO EDITAL PROPPG 13/011 SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) EM CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPPG) da Universidade

Leia mais

CONVERSANDO SOBRE AS CARREIRAS JURÍDICAS

CONVERSANDO SOBRE AS CARREIRAS JURÍDICAS - SEPesq CONVERSANDO SOBRE AS CARREIRAS JURÍDICAS Voltaire de Freitas Michel Doutor em Direito Uniritter voltairemichel@hotmail.com Resumo: O projeto de extensão Conversando sobre as Carreiras Jurídicas

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL E MEIO AMBIENTE - UNIARA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL E MEIO AMBIENTE - UNIARA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL E MEIO AMBIENTE - UNIARA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: DINÂMICAS TERRITORIAIS E ALTERNATIVAS DE SUSTENTABILIDADE. CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO

Leia mais

CURRICULUM VITAE DE KIYOSHI HARADA, SÓCIO FUNDADOR DA HARADA ADVOGADOS ASSOCIADOS

CURRICULUM VITAE DE KIYOSHI HARADA, SÓCIO FUNDADOR DA HARADA ADVOGADOS ASSOCIADOS 1. PERSONALIDADE CURRICULUM VITAE DE KIYOSHI HARADA, SÓCIO FUNDADOR DA HARADA ADVOGADOS ASSOCIADOS 1.1. KIYOSHI HARADA, brasileiro, casado, advogado e Procurador do Município de São Paulo aposentado, natural

Leia mais

LICENCIATURA EM HISTÓRIA. fgv.br/vestibular

LICENCIATURA EM HISTÓRIA. fgv.br/vestibular LICENCIATURA EM HISTÓRIA fgv.br/vestibular IDEALISMO, EXCELÊNCIA E CREDIBILIDADE A Fundação Getulio Vargas surgiu em 20 de dezembro de 1944 com o objetivo de preparar profissionais qualificados em Administração

Leia mais

Você sabe onde quer chegar?

Você sabe onde quer chegar? Você sabe onde quer chegar? O Ibmec te ajuda a chegar lá. Gabriel Fraga, Aluno de Administração, 4º periodo, Presidente do Ibmex, Empresa Jr. Ibmec. Administração Ciências Contábeis Ciências Econômicas

Leia mais

Como fazer o seu primeiro MBA?

Como fazer o seu primeiro MBA? GRADE CURRICULAR Como fazer o seu primeiro MBA? Escolha o MBA desejado no seu escritório virtual e confira a Grade Curricular do curso. Faça um a um, todos os módulos referentes ao MBA escolhido baseando-se

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR TURNO DIURNO 1º SEMESTRE

ESTRUTURA CURRICULAR TURNO DIURNO 1º SEMESTRE ESTRUTURA CURRICULAR TURNO DIURNO 1º SEMESTRE Antropologia Social e Jurídica 30 02 Filosofia Geral e Jurídica 60 04 História do Direito 30 02 Introdução ao Estudo do Direito I 30 02 Linguagem e Argumentação

Leia mais

Inscrições até dia 08 de setembro de 2015, na Secretaria do Núcleo de Pesquisa da FDSM.

Inscrições até dia 08 de setembro de 2015, na Secretaria do Núcleo de Pesquisa da FDSM. 23/06/2015 Página 1 de 7 FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS COORDENADORIA CIENTÍFICA E DE PÓS-GRADUAÇÃO NÚCLEO DE PESQUISA EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSA-ESTÍMULO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FDSM - PIBIC/FDSM

Leia mais

Direitos LGBT: do casamento ao enfrentamento da discriminação

Direitos LGBT: do casamento ao enfrentamento da discriminação Direitos LGBT: do casamento ao enfrentamento da discriminação Publicado em 28/06/2015, às 15h26 Atualizado em 28/06/2015, às 15h58 Sérgio Costa Floro* Especial para o NE10 #LoveWins tomou conta do discurso

Leia mais

CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2013 INTRODUÇÃO: O presente trabalho apresenta a relação de Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu a serem reorganizados no

Leia mais

JOSÉ OCTAVIO DE BRITO CAPANEMAADVOGADOS ASSOCIADOS

JOSÉ OCTAVIO DE BRITO CAPANEMAADVOGADOS ASSOCIADOS HISTÓRICO O escritório JOSÉ OCTAVIO DE BRITO CAPANEMAADVOGADOS ASSOCIADOS, registrado, em 1968, na Ordem dos Advogados do Brasil, Seção de Minas Gerais, sob o número OAB/MG 006, é, na verdade, o resultado

Leia mais

Red Derechos Humanos y Educación Superior Taller 1 Metodología de la enseñanza de los DDHH en la Educación Superior (Lima, 16-17 de julio de 2012)

Red Derechos Humanos y Educación Superior Taller 1 Metodología de la enseñanza de los DDHH en la Educación Superior (Lima, 16-17 de julio de 2012) Red Derechos Humanos y Educación Superior Taller 1 Metodología de la enseñanza de los DDHH en la Educación Superior (Lima, 16-17 de julio de 2012) O Ensino de Direitos Humanos da Universidade Federal do

Leia mais

I Simpósio de Direitos Fundamentais

I Simpósio de Direitos Fundamentais FRENTE I Simpósio de Direitos Fundamentais DIA 28 DE OUTUBRO/2014 MANHÃ E NOITE PROGRAMAÇÃO DO EVENTO MANHÃ 08h00 CREDENCIAMENTO 08h30 ABERTURA (Composição da mesa) 09h00 às 09h40 PRIMEIRA EXPOSIÇÃO O

Leia mais

EDUARDO ABREU BIONDI

EDUARDO ABREU BIONDI EDUARDO ABREU BIONDI Formação acadêmica: UMSA Doutorado em Ciências Jurídicas Buenos Aires - Argentina Início: Agosto de 2010 Previsão de Conclusão: Agosto de 2012 Universidade Cândido Mendes Pós Graduaç

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL,

FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL, Especialização: Direito Penal Ênfase: Segurança Pública PÓS-GRADUAÇÃO 2012 A FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL, Instituição de Ensino Superior, aprovada pelo Decreto Estadual n. 73.815,

Leia mais

II Meeting dos Profissionais do Direito Privado

II Meeting dos Profissionais do Direito Privado II Meeting dos Profissionais do Direito Privado Ciclo de Conferências: Responsabilidade Civil e Seguros na Pós-Modernidade Setembro de 2014 Programação Conferencistas Realização: Patrocínio : Informações

Leia mais

Formação, Qualificação e Empregabilidade. Tema Central: Your Ticket to the Future Potencialização das Competências Secretariais

Formação, Qualificação e Empregabilidade. Tema Central: Your Ticket to the Future Potencialização das Competências Secretariais Formação, Qualificação e Empregabilidade Tema Central: Your Ticket to the Future Potencialização das Competências Secretariais Queremos que os olhares do mundo voltem para a visibilidade e valorização

Leia mais

JORNAL DAS FACULDADES MILTON CAMPOS N.ª 156 ANO XVIII 2012. OAB renova em Brasília selo de qualidade da FDMC

JORNAL DAS FACULDADES MILTON CAMPOS N.ª 156 ANO XVIII 2012. OAB renova em Brasília selo de qualidade da FDMC Direito Administração Ciências Contábeis JORNAL DAS FACULDADES MILTON CAMPOS N.ª 156 ANO XVIII 2012 OAB renova em Brasília selo de qualidade da FDMC Eugenio Novaes/ENFOTOS M a i o O professor Marcos Afonso

Leia mais

UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO PAULO DIRETORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU E PESQUISA

UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO PAULO DIRETORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU E PESQUISA EDITAL 59-1/2012 ABRE PERÍODO DE INSCRIÇÃO PARA VAGAS REMANESCENTES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - MESTRADO PROFISSIONAL ADOLESCENTE EM CONFLITO COM A LEI DA UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO

Leia mais

EDITAL 02/2012 Programa de Mestrado Acadêmico em Direito Curso recomendado pela CAPES

EDITAL 02/2012 Programa de Mestrado Acadêmico em Direito Curso recomendado pela CAPES EDITAL 02/2012 Programa de Mestrado Acadêmico em Direito Curso recomendado pela CAPES SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO MESTRADO EM DIREITO Área de Concentração: Concretização dos Direitos Sociais, Difusos e Coletivos

Leia mais

EDITAL CONJUNTO N.º 1 SINTER-USAC

EDITAL CONJUNTO N.º 1 SINTER-USAC SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS CAMPUS UNIVERSITÁRIO REITOR JOÃO DAVID FERREIRA LIMA - TRINDADE CEP: 88040-900 - FLORIANÓPOLIS - SC

Leia mais

EDITAL N.º 97/2015 PROCESSO SELETIVO DE PROFESSORES BOLSISTAS PROGRAMA INGLÊS SEM FRONTEIRAS/UNIPAMPA

EDITAL N.º 97/2015 PROCESSO SELETIVO DE PROFESSORES BOLSISTAS PROGRAMA INGLÊS SEM FRONTEIRAS/UNIPAMPA PROCESSO SELETIVO DE PROFESSORES BOLSISTAS PROGRAMA INGLÊS SEM FRONTEIRAS/UNIPAMPA A REITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, de acordo com os termos

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

FACULDADE DE DIREITO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CAPÍTULO I DA FINALIDADE ART. 1º - O Núcleo de Prática Jurídica, subordinado à Faculdade de Direito

Leia mais

EDITAL Nº 103/2011 2. DO CURSO, DO NÚMERO DE VAGAS E DOS ATOS DE AUTORIZAÇÃO E CREDENCIAMENTO

EDITAL Nº 103/2011 2. DO CURSO, DO NÚMERO DE VAGAS E DOS ATOS DE AUTORIZAÇÃO E CREDENCIAMENTO EDITAL Nº 103/2011 PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE DOUTORADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO ESPACIAL, DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS, CAMPUS DE

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL E MEIO AMBIENTE - UNIARA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL E MEIO AMBIENTE - UNIARA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL E MEIO AMBIENTE - UNIARA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: DINÂMICA REGIONAL E ALTERNATIVAS DE SUSTENTABILIDADE. CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO DO PROGRAMA

Leia mais

I. Apresentação Geral... 3

I. Apresentação Geral... 3 Programa de Pós- Graduação Lato Sensu Especialização em Direito Constitucional Entrada: 2011 1º Semestre Índice I. Apresentação Geral... 3 II. Especialização em Direito Constitucional... 4 1. Plano de

Leia mais

Curso. Engenharia. Código GH2

Curso. Engenharia. Código GH2 Departamento Curso Formação Geral Engenharia Disciplina Código Engenharia Legal GH2 Docentes Alexandre Belmonte Siphone (Prof. Responsável) Leonardo Henriques da Silva Matéria Ciências Humanas Carga Horária

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS A Fundace Fundação para Pesquisa do Desenvolvimento da Administração, Contabilidade e Economia, fundação de apoio formada pelos professores da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade FEA/

Leia mais

EDITAL n 02/2011 GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NO EXTERIOR - SWG PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS FACULDADE SÃO LUCAS/CNPq

EDITAL n 02/2011 GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NO EXTERIOR - SWG PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS FACULDADE SÃO LUCAS/CNPq EDITAL n 02/2011 GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NO EXTERIOR - SWG PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS FACULDADE SÃO LUCAS/CNPq Edital para seleção dos alunos de graduação para participação no Programa Ciência sem Fronteiras

Leia mais

I CONGRESSO NACIONAL DE DIREITO DO TRABALHO E PROCESSO DO TRABALHO DIA 22 DE OUTUBRO DE 2007

I CONGRESSO NACIONAL DE DIREITO DO TRABALHO E PROCESSO DO TRABALHO DIA 22 DE OUTUBRO DE 2007 I CONGRESSO NACIONAL DE DIREITO DO TRABALHO E PROCESSO DO TRABALHO DIA 22 DE OUTUBRO DE 2007 8:00 Entrega de credenciais 8:30 Sessão Solene de Abertura 9:00 Conferência: Terceirização trabalhista e subordinação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO ELEITORAL

Leia mais

DATA DE POSSE: 15 de outubro de 2012, com nomeação pela Presidenta Dilma Rousseff, publicada no D.O.U do dia 09.10.2012

DATA DE POSSE: 15 de outubro de 2012, com nomeação pela Presidenta Dilma Rousseff, publicada no D.O.U do dia 09.10.2012 TÂNIA REGINA SILVA RECKZIEGEL DESEMBARGADORA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO DATA DE POSSE: 15 de outubro de 2012, com nomeação pela Presidenta Dilma Rousseff, publicada no D.O.U

Leia mais

Índice O Escritorio 4 Áreas de Especialização Direito Empresarial 6 Direito Administrativo 7 e Regulatório Direito Bancário 7 Direito Imobiliário 8 Direito de Família e Sucessões 8 Responsabilidade Civil

Leia mais

EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF-UFJF/IF SUDESTE MG N O 01/2014

EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF-UFJF/IF SUDESTE MG N O 01/2014 Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Exatas Departamento de Física Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF-UFJF/IF SUDESTE MG N O 01/2014 PROCESSO

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 25. Planejamento Estratégico

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 25. Planejamento Estratégico PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 25 Planejamento Estratégico GT Educação 2010 PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 26 INTRODUÇÃO O tema e nome do Grupo do Trabalho: Educação A educação

Leia mais

PROGRAMA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIAS DO MEIO AMBIENTE REGULAMENTO

PROGRAMA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIAS DO MEIO AMBIENTE REGULAMENTO PROGRAMA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIAS DO MEIO AMBIENTE REGULAMENTO TÍTULO I : DAS DISPOSIÇÕES GERAIS TÍTULO II : DA ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Capítulo 1: Das atribuições

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS (CCT) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FÍSICA (PPGF)

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS (CCT) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FÍSICA (PPGF) Reconhecimento MEC Portaria n 524, de 29.04.2008, publicado no Diário Oficial da União em 30.04.2008. Reconhecido pelo Decreto Estadual n 1.649 de 25.08.2008, publicado no Diário Oficial do Estado de Santa

Leia mais

4. Intensificar as visitas e reuniões com os colegas das unidades descentralizadas, nas capitais e no interior.

4. Intensificar as visitas e reuniões com os colegas das unidades descentralizadas, nas capitais e no interior. APRESENTAÇÃO A chapa Experiência e trabalho: a luta continua" tem como marca principal a soma. Policiais e dirigentes sindicais experientes juntam esforços com os colegas mais novos, para trabalhar por

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO INTERUNIDADES EM ENSINO DE CIÊNCIAS (ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO: ENSINO DE BIOLOGIA, ENSINO DE FÍSICA E ENSINO DE QUÍMICA)

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO INTERUNIDADES EM ENSINO DE CIÊNCIAS (ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO: ENSINO DE BIOLOGIA, ENSINO DE FÍSICA E ENSINO DE QUÍMICA) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO INTERUNIDADES EM ENSINO DE CIÊNCIAS (ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO: ENSINO DE BIOLOGIA, ENSINO DE FÍSICA E ENSINO DE QUÍMICA) PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO NO MESTRADO EM ENSINO DE

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1 o - O Programa de Pós-Graduação em Sociologia, vinculado ao Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade

Leia mais

Clipping de Notícias Educacionais

Clipping de Notícias Educacionais Os resultados do Enade são utilizados pelo MEC na elaboração do Índice Geral de Cursos (IGC) e do Conceito Preliminar de Curso (CPC), indicadores de qualidade de instituições de ensino e de seus cursos

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO FACULDADE UNIÃO

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO FACULDADE UNIÃO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO FACULDADE UNIÃO A avaliação institucional tem sido objeto de discussões na Faculdade Educacional de Ponta Grossa - Faculdade União e sempre foi reconhecida como um instrumento

Leia mais

Setembro foi um mês marcante para a. Fim de Ciclo. Formatura marca final das atividades da 2ª turma do projeto Educação Integral

Setembro foi um mês marcante para a. Fim de Ciclo. Formatura marca final das atividades da 2ª turma do projeto Educação Integral Setembro 2013 São Paulo. Brasil www.vidajovem.org Fim de Ciclo Formatura marca final das atividades da 2ª turma do projeto Educação Integral Setembro foi um mês marcante para a associação. Depois de um

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO UFMG

FACULDADE DE DIREITO UFMG RESOLUÇÃO N. 15, DE 20 DE MARÇO DE 2012 Regulamenta as atividades complementares de graduação no curso de graduação em Direito da Universidade Federal de Minas (UFMG). O Colegiado de Coordenação Didática

Leia mais

CURSO AVANÇADO DE MARCAS

CURSO AVANÇADO DE MARCAS CURSO AVANÇADO DE MARCAS 1º SEMESTRE DE 2014 RIO DE JANEIRO - RJ Coordenadores: Filipe Fonteles Cabral Ricardo Pinho Diretor de Estudos: Alexandre Fragoso Machado LOCAL Auditório da ABAPI Av. Rio Branco,

Leia mais

Curso de Graduação em Administração

Curso de Graduação em Administração Curso de Graduação em Administração O curso de Administração da ESPM forma excelentes profissionais há mais de uma década. Iniciado em 1990, formou sua primeira turma em 1994, quando o curso tinha cinco

Leia mais

UNIPAC ITABIRITO (VAGAS REMASCENTES) PÓS-GRADUAÇÃO (LATO SENSU) ORÇAMENTO E GESTÃO PÚBLICA (LEIA PAG. 2) CONTROLADORA E FINANÇAS (LEIA PAG.

UNIPAC ITABIRITO (VAGAS REMASCENTES) PÓS-GRADUAÇÃO (LATO SENSU) ORÇAMENTO E GESTÃO PÚBLICA (LEIA PAG. 2) CONTROLADORA E FINANÇAS (LEIA PAG. UNIPAC ITABIRITO (VAGAS REMASCENTES) PÓS-GRADUAÇÃO (LATO SENSU) ORÇAMENTO E GESTÃO PÚBLICA (LEIA PAG. 2) CONTROLADORA E FINANÇAS (LEIA PAG. 4) TURMA 2008/1 UNIPAC ITABIRITO Pensando no seu futuro Profissional

Leia mais

Belo Horizonte, 27 de julho de 2012. State University of New York (Suny) Universidade Presidente Antônio Carlos (Unipac) Visita Técnica e Intercâmbio

Belo Horizonte, 27 de julho de 2012. State University of New York (Suny) Universidade Presidente Antônio Carlos (Unipac) Visita Técnica e Intercâmbio 1 Belo Horizonte, 27 de julho de 2012 State University of New York (Suny) Universidade Presidente Antônio Carlos (Unipac) Visita Técnica e Intercâmbio Cursos de Terapia Ocupacional, Fisioterapia, Medicina,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE DIREITO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO EMPRESARIAL E TRIBUTÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE DIREITO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO EMPRESARIAL E TRIBUTÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE DIREITO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO EMPRESARIAL E TRIBUTÁRIO EDITAL N. 001 - SELEÇÃO/2013 (Publicado em 14/06/2013) EDITAL

Leia mais

EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF-UFRJ N O 01/2014 PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO NO CURSO DE MESTRADO NACIONAL PROFISSIONAL EM ENSINO DE FÍSICA POLO UFRJ

EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF-UFRJ N O 01/2014 PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO NO CURSO DE MESTRADO NACIONAL PROFISSIONAL EM ENSINO DE FÍSICA POLO UFRJ Universidade Federal do Rio de Janeiro Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza Instituto de Física Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF-UFRJ N O 01/2014 PROCESSO

Leia mais

A Faculdade e a Preparação para o Mercado de Trabalho

A Faculdade e a Preparação para o Mercado de Trabalho 1 A Faculdade e a Preparação para o Mercado de Trabalho Alexandre Ogusuku Advogado, especialista em Direito Tributário. Professor de Direito Tributário na Uniso e Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR PARA TURMAS INGRESSANTES A PARTIR DE 2013. Carga Horária Teórica Prática 1º SEMESTRE Ciência Política e Teoria Geral do Estado

MATRIZ CURRICULAR PARA TURMAS INGRESSANTES A PARTIR DE 2013. Carga Horária Teórica Prática 1º SEMESTRE Ciência Política e Teoria Geral do Estado ESTRUTURA E CONTEÚDO CURRICULAR Organização Curricular do Curso O curso de Bacharelado em Direito possui uma estrutura curricular desenvolvida para atender, permanentemente, mas com flexibilidade, à demanda

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO NO MESTRADO EM ENSINO DE CIÊNCIAS EM 2016 EDITAL 02/2015

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO NO MESTRADO EM ENSINO DE CIÊNCIAS EM 2016 EDITAL 02/2015 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO INTERUNIDADES EM ENSINO DE CIÊNCIAS (ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO: ENSINO DE FÍSICA, ENSINO DE QUÍMICA E ENSINO DE BIOLOGIA) PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO

Leia mais

O ENSINO DA ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL

O ENSINO DA ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL O ENSINO DA ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL Historicamente, o ensino da administração no Brasil passou por dois momentos marcados pelos currículos mínimos aprovados em 1966 e 1993, culminando com a apresentação

Leia mais

Vida Universitária Maio 2007 Ano XVII Nº 172

Vida Universitária Maio 2007 Ano XVII Nº 172 Mercado exige velocidade na atualização profissional Trabalhadores precisam estar capacitados para solucionar problemas, ser criativos e flexíveis e gostar da sua atividade A competição pela colocação

Leia mais

Conheça a ENM. Colabore com o trabalho da ENM enviando sugestões que permitam oferecer uma Justiça melhor à população.

Conheça a ENM. Colabore com o trabalho da ENM enviando sugestões que permitam oferecer uma Justiça melhor à população. Conheça a ENM A Escola Nacional da Magistratura (ENM) é um órgão da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), com cerca de 50 anos de experiência trabalhando na especialização, na atualização e no

Leia mais

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration CBA Pós - Graduação QUEM SOMOS PARA PESSOAS QUE TÊM COMO OBJETIVO DE VIDA ATUAR LOCAL E GLOBALMENTE, SER EMPREENDEDORAS, CONECTADAS E BEM POSICIONADAS NO MERCADO, PROPORCIONAMOS UMA FORMAÇÃO DE EXCELÊNCIA,

Leia mais

Informe Icesp Semanal Ano VI nº 68 07/11/14. Alex Rodrigues Alves. O temido exame da Ordem

Informe Icesp Semanal Ano VI nº 68 07/11/14. Alex Rodrigues Alves. O temido exame da Ordem Informe Icesp Semanal Ano VI nº 68 07/11/14 Alex Rodrigues Alves O temido exame da Ordem Informe Icesp Semanal Ano VI nº 68 07/11/14 Acadêmicos do curso de direito são aprovados na 2ª fase da OAB Por Vanusa

Leia mais

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 84, DE 23 DE JULHO DE

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 84, DE 23 DE JULHO DE O Diretor Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão Campus São Luís Centro Histórico, no uso de suas atribuições, torna público que estarão abertas no período de 24/07/2014

Leia mais

UNIARA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO: PROCESSOS DE ENSINO, GESTÃO E INOVAÇÃO REGULAMENTO SUMÁRIO

UNIARA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO: PROCESSOS DE ENSINO, GESTÃO E INOVAÇÃO REGULAMENTO SUMÁRIO UNIARA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO: PROCESSOS DE ENSINO, GESTÃO E INOVAÇÃO REGULAMENTO SUMÁRIO TÍTULO I - APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA... 1 TÍTULO II - DOS OBJETIVOS...

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 797, DE 2011 I RELATÓRIO

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 797, DE 2011 I RELATÓRIO COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI N o 797, DE 2011 Inclui nos programas Sociais e Financeiros do Governo programa específico de apoio à mulher e a adolescente, nos casos de gravidez

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO 11/2010

BOLETIM INFORMATIVO 11/2010 Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado do Rio Grande do Sul SISERGS Unindo você a todos os Secretários do RS! SISERGS BOLETIM INFORMATIVO 11/2010 Dia 06 de novembro ocorreu o penúltimo treinamento

Leia mais

FADIR Faculdade de Direito

FADIR Faculdade de Direito FADR Faculdade de Direito Secretaria: Prédio 11 8º andar Fone: 3320-3634 E-mail: direito@pucrs.br www.pucrs.br/direito Departamentos Propedêutica Jurídica n.º 241 Direito Privado e Processo Civil n.º 242

Leia mais

O u t u b r o. Emoção marca a festa do Jubileu de Prata das turmas de bacharéis de 1987

O u t u b r o. Emoção marca a festa do Jubileu de Prata das turmas de bacharéis de 1987 Direito Administração Ciências Contábeis JORNAL DAS FACULDADES MILTON CAMPOS N.ª 160 ANO XVIII 2012 Emoção marca a festa do Jubileu de Prata das turmas de bacharéis de 1987 O u t u b r o Alegria e emoção

Leia mais

REGIMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS E LINGÜÍSTICA. (Doutorado, Mestrado e Especialização) REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I

REGIMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS E LINGÜÍSTICA. (Doutorado, Mestrado e Especialização) REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I REGIMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS E LINGÜÍSTICA (Doutorado, Mestrado e Especialização) REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E DA ORGANIZAÇÃO Art. 1º O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TRABALHALISTA DA 6ª REGIÃO Diretor: Desembargador Sergio Torres Teixeira

ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TRABALHALISTA DA 6ª REGIÃO Diretor: Desembargador Sergio Torres Teixeira ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TRABALHALISTA DA 6ª REGIÃO Diretor: Desembargador Sergio Torres Teixeira DÉCIMA SELEÇÃO PARA ADMISSÃO AO CURSO DE DIREITO JUDICIÁRIO E MAGISTRATURA DO TRABALHO (PÓS - GRADUAÇÃO

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Licenciaturas

Universidade. Estácio de Sá. Licenciaturas Universidade Estácio de Sá Licenciaturas A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades em 1970, como Faculdades

Leia mais

CURSO EXTENSIVO 2014**

CURSO EXTENSIVO 2014** Temos unidade em São Paulo e Campinas e nossas aulas são presenciais. *Lançamento de nosso curso on-line de exercícios com material exclusivo - última semana do mês de FEV/13. Índice de aprovação de 15

Leia mais

C u r r i c u l u m V i t a e

C u r r i c u l u m V i t a e 1 R e s u m o Wandergell Lins Fernandes Leiroza, brasileiro, advogado, 48 anos de idade, graduado na Universidade Gama Filho (Rio de Janeiro) onde alcançou o grau de Bacharel em Direito. É pós graduado

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro Campus Macaé Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física [polo UFRJ_Macaé]

Universidade Federal do Rio de Janeiro Campus Macaé Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física [polo UFRJ_Macaé] Universidade Federal do Rio de Janeiro Campus Macaé Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física [polo UFRJ_Macaé] EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF-UFRJ_MACAÉ N O 183/2014 PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO NO CURSO

Leia mais

11 DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS A lista dos beneficiados com as cotas de bolsa será divulgada até o dia 18 de junho de 2012 no endereço www.ifpb.edu.br.

11 DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS A lista dos beneficiados com as cotas de bolsa será divulgada até o dia 18 de junho de 2012 no endereço www.ifpb.edu.br. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL N 10 /2012 PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS - CsF 1 APRESENTAÇÃO O Instituto Federal

Leia mais

Da finalidade das atividades complementares

Da finalidade das atividades complementares Salvador, 28 de setembro de 2010. Da finalidade das atividades complementares Art. 1º A finalidade das atividades complementares é o enriquecimento da formação do aluno quanto ao seu curso de graduação,

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TRABALHALISTA DA 6ª REGIÃO Diretor: Desembargador Sergio Torres Teixeira

ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TRABALHALISTA DA 6ª REGIÃO Diretor: Desembargador Sergio Torres Teixeira ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TRABALHALISTA DA 6ª REGIÃO Diretor: Desembargador Sergio Torres Teixeira DÉCIMA SELEÇÃO PARA ADMISSÃO AO CURSO DE DIREITO JUDICIÁRIO E MAGISTRATURA DO TRABALHO (PÓS - GRADUAÇÃO

Leia mais

1.3. Via postal com data de postagem entre os dias 27 de outubro de 2014 a 04 de fevereiro de 2015 exclusivamente via SEDEX/FEDEX enviado à:

1.3. Via postal com data de postagem entre os dias 27 de outubro de 2014 a 04 de fevereiro de 2015 exclusivamente via SEDEX/FEDEX enviado à: EDITAL PPGCA N o 02/2014 ABRE INSCRIÇÃO, FIXA DATA, HORÁRIO E CRITÉRIOS PARA SELEÇÃO DO CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA DO CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS.

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CONSELHO PENITENCIÁRIO DO ESTADO DE SÃO PAULO

APRESENTAÇÃO DO CONSELHO PENITENCIÁRIO DO ESTADO DE SÃO PAULO APRESENTAÇÃO DO CONSELHO PENITENCIÁRIO DO ESTADO DE SÃO PAULO Renato Ribeiro Velloso 1 Alexandre Tozini 2 Rubens da Silva 3 Sérgio Paulo Rigonatti 4 Quirino Cordeiro 5 --------------------------------------------------

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO REGIMENTO INTERNO DO MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL- PROFMAT

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO REGIMENTO INTERNO DO MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL- PROFMAT UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO REGIMENTO INTERNO DO MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL- PROFMAT I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E OBJETIVOS Art. 1 - O Mestrado Profissional em

Leia mais

Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes - ENADE. Coordenadoria de Avaliação Institucional Comissão Própria de Avaliação - CPA ENADE 2011

Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes - ENADE. Coordenadoria de Avaliação Institucional Comissão Própria de Avaliação - CPA ENADE 2011 Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes - ENADE Coordenadoria de Avaliação Institucional Comissão Própria de Avaliação - CPA ENADE 2011 SOBRE O ENADE O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes -

Leia mais

Nossa Visão. E, por meio da Divisão Global Santander Universidades, reforça seu compromisso com a comunidade acadêmica

Nossa Visão. E, por meio da Divisão Global Santander Universidades, reforça seu compromisso com a comunidade acadêmica Nossa Visão O Santander acredita que o investimento no ensino superior é a forma mais direta e eficaz de apostar no desenvolvimento nos 20 países em que está presente E, por meio da Divisão Global Santander

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 OBJETIVOS DO CURSO OBJETIVO GERAL

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 OBJETIVOS DO CURSO OBJETIVO GERAL SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: DIREITO MISSÃO DO CURSO Desenvolver um ensino que propicie sólida formação ao aluno, constante aprimoramento docente e atualização curricular periódica.

Leia mais

Programa para a Inclusão dos Melhores Alunos da Escola Pública na Universidade

Programa para a Inclusão dos Melhores Alunos da Escola Pública na Universidade Programa para a Inclusão dos Melhores Alunos da Escola Pública na Universidade Vestibular 2014 NÚMEROS DA UNESP Cidades: 24 Unidades: 34 Unidades Complementares: 7 Colégios Técnicos: 3 Carreiras: 69 CURSOS

Leia mais

Institucional ALUNOS VISITAM EMPRESA. Alunos do curso de Administração visitam empresa em Candido

Institucional ALUNOS VISITAM EMPRESA. Alunos do curso de Administração visitam empresa em Candido Institucional ALUNOS VISITAM EMPRESA Alunos do curso de Administração visitam empresa em Candido O grupo de 60 alunos matriculados na disciplina Gestão da Produção e de Operações I, ministrada pelo Prof.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 21/2007

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 21/2007 RESOLUÇÃO Nº 21/2007 O DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, CONSIDERANDO o que consta do Processo nº 25.154/2007-18 CENTRO DE EDUCAÇÃO (CE); CONSIDERANDO

Leia mais

Formação de Formadores

Formação de Formadores REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO: Formação de Formadores São Paulo 2012 1 Sumário Título I Da Constituição do Programa... 03 Capítulo I Dos Fins e Objetivos... 03 Capítulo II

Leia mais