Instituto Educacional Mayrink Vieira Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Instituto Educacional Mayrink Vieira Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio"

Transcrição

1 Instituto Educacional Mayrink Vieira Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio REGULAMENTO PARA FEIRA DE CIÊNCIAS MAYRINK 2014 A Feira de Ciências do Instituto Educacional Mayrink Vieira, 2014, é uma iniciativa na Área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e tem como propósito fortalecer a aprendizagem científica, bem como possibilitar ao aluno o desenvolvimento individual e coletivo, através do trabalho de equipe. 1. OBJETIVOS DA FEIRA DE CIÊNCIAS a) Estimular a investigação e o interesse pelo estudo das ciências. b) Confrontar interpretações científicas com interpretações baseadas no senso comum, ao longo do tempo ou em diferentes culturas. c) Relacionar informações apresentadas em diferentes formas de linguagem e representação usadas nas ciências físicas, químicas ou biológicas, como texto discursivo, gráficos, tabelas, relações matemáticas ou linguagem simbólica. d) Promover o intercâmbio cultural e científico entre os participantes do evento. e) Incentivar a participação dos alunos e professores em eventos científicos. 2. JUSTIFICATIVA Como lugar de acesso e produção de conhecimento, a escola desempenha um papel extremamente relevante, na medida em que introduz os estudantes no universo da cultura científica, organizando, refletindo sobre conteúdos curriculares e contribui para a construção de um ambiente de curiosidade e de entusiasmo em relação à pesquisa. A Feira de Ciências do Instituto Educacional Mayrink Vieira, 2014, representa uma ação de incentivo ao desenvolvimento de trabalhos científicos, bem como ao desenvolvimento das habilidades do aluno, do professor e da escola, no campo da pesquisa. 3. PÚBLICO ALVO Alunos do Ensino Fundamental - 1º. ao 9º. Ano e Ensino Médio- 1º. e 2º. ano e os professores da Escola. 4. NATUREZA DOS TRABALHOS Serão aceitos trabalhos científicos nos seguintes domínios: 4.1. Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Ciências do 1º. ao 9º. Ano 4.2.Os trabalhos do 1º. AO 5º. ANO para a FEIRA DE CIÊNCIAS NATURAIS E SUAS TECNOLOGIAS devem abordar um dos seguintes eixos temáticos: 1 Terra e Universo; 2 Ser Humano e Saúde; 3 Tecnologia e Sociedade; 4 Vida e Ambiente Os temas dos trabalhos do 6º. AO 9º. ANO para a FEIRA DE CIÊNCIAS NATURAIS E SUAS TECNOLOGIAS deverão ser definidos pelos professores da Disciplina Ciências e respectivas equipes de alunos Os temas dos trabalhos das equipes do 1º. e 2º. Ano - Ensino Médio para a FEIRA DE CIÊNCIAS NATURAIS E SUAS TECNOLOGIAS deverão abranger as disciplinas Biologia, Química e Física nas formas interdisciplinar ou de disciplina isolada. 5. PARTICIPANTES 5.1. A Feira de Ciências do Instituto Educacional Mayrink Vieira, 2014, envolverá todos os alunos das unidades I e II e respectivos professores das disciplinas Ciências, Física, Biologia e Química Alunos de turmas pares tais como: 90 e 91, 100 e 101, poderão se inscrever num mesmo trabalho Participarão, no mínimo, 3 (três) alunos e, no máximo, 5(cinco) alunos por trabalho Deverá submeter-se à aprovação da Comissão Organizadora a equipe de trabalho cujo número de participantes seja excedente ao previsto no item Após a inscrição, a equipe não receberá novos integrantes A saída do aluno da equipe o excluirá da pontuação obtida no trabalho É obrigatório que a equipe do Ensino Fundamental e do Ensino Médio tenha um (a) Professor(a) Orientador(a) e, no Ensino Médio, pode-se acrescentar um Professor Coorientador.

2 6. INSCRIÇÃO É obrigatório que se faça a inscrição para Feira de Ciências observando-se: (Anexo 1): 6.1. Período: de 11/8 a 14/8 de º ao 5º Ano A inscrição deverá ser preenchida e enviada pelo site da escola OU a professora da turma reúne as inscrições das equipes de sala para repassá-las ao representante da Comissão Organizadora: Cidade Nobre Rosane / Cariru Maria Dias º ao 9º Ano e 1º e 2º Ano Ensino Médio a inscrição deverá ser preenchida e enviada somente pelo site da escola. 7. PRÉ-PROJETO DE TRABALHO 7.1. O Pré-Projeto de Trabalho deverá, obrigatoriamente, ser entregue à equipe organizadora entre os dias 2/9 e 5/9 de 2014, observando-se o formulário indicado no (Anexo 2) Do 1º ao 5º Ano- O formulário do Pré-Projeto poderá ser preenchido à mão e do 6º ao 9º, 1º e 2º Ano do Ensino Médio deverá ser digitado no editor de texto WORD em fonte Arial 11, espaço simples A equipe de alunos deverá, obrigatoriamente, apresentar, em sala, o Pré-Projeto, conforme determinar o cronograma a ser divulgado Para apresentação do Pré-Projeto em sala, é obrigatória a presença de, pelo menos, 1 componente da Comissão Organizadora, juntamente com o professor Orientador Caberá à Comissão Organizadora e ao Professor Orientador fazer intervenções e orientações para o desenvolvimento da pesquisa. 8. EXPOSIÇÃO NO DIA DA FEIRA 8.1. A exposição dos projetos ocorrerá no dia 24.10, em horário a ser divulgado, nas dependências da Unidade de Ensino onde o aluno estiver matriculado Todos os projetos deverão apresentar obrigatoriamente o banner, seguindo o padrão estabelecido pelo evento, também deverá ser apresentado o CADERNO DE CAMPO OU DE PESQUISA (Este ficará exposto na mesa que será disponibilizada). Ver Não será permitida a apresentação do projeto através de mídias eletrônicas O espaço reservado para cada expositor será limitado em 1,50m x 1,00m, onde será destinada uma mesa A equipe deverá se organizar de modo que todos os componentes façam a apresentação do trabalho ao público e que seja garantida a permanência de 3 componentes no estande durante o evento Os grupos deverão montar sua exposição no dia 24 de outubro (sexta-feira), no período das 10h às 11h 30min No dia da exposição, as equipes deverão estar no local com 01 (uma) hora de antecedência da abertura Ao final das apresentações, é de responsabilidade dos membros da equipe a desmontagem e retirada dos materiais que foram utilizados na exposição, deixando o espaço limpo A equipe que se ausentar da exposição antes dos horários previstos, cometer atos de indisciplina ou não cumprir com as determinações desse regulamento terá a sua nota diminuída em até 20% pela Comissão Organizadora.. 9. ESTANDE 9.2. A Organização do evento somente disponibilizará um ponto de energia elétrica no estande, se a utilização da energia estiver vinculada às condições de apresentação do Projeto Não serão disponibilizados pela escola equipamentos e/ou ferramentas, tais como: regulador de tensão, transformador e etc., bem como outros instrumentos para apresentação dos projetos Caberá à equipe apresentadora do projeto a responsabilidade de trazer os equipamentos que forem necessários e sobre eles manter total responsabilidade A localização dos estandes será designada pela Comissão Organizadora. 10. REGRAS DE SEGURANÇA Não serão permitidas as exposições dos seguintes itens: a) espécimes (ou partes) dissecados; b) animais vertebrados ou invertebrados preservados (inclusive embriões); c) órgãos ou membros de animais/humanos ou seus fluidos (sangue, urina, etc.) Exceções: dentes, cabelos, unhas, ossos secos de animais, cortes histológicos dissecados e slides de tecido úmido quando completamente lacrado; d) substâncias tóxicas ou de uso controlado; e) colocação em marcha de motores de combustão interna; f) aparelhos de áudio que não façam parte do Projeto e conexão de Internet como parte da exposição do projeto.

3 11. AVALIAÇÃO DOS PROJETOS 11.1 Do Caderno de Campo ou de Pesquisa Nesse documento, o(s) alunos(s) deverá(ão) registrar as etapas do desenvolvimento do projeto, relatando todos os fatos e as datas respectivas. O Caderno de Campo deverá abranger o período, relativo a todo o desenvolvimento do projeto. O Caderno de Campo deverá conter: a) Registro detalhado e preciso dos fatos, dos passos, das descobertas, das novas indagações; b) Poderá ter fotos, gravuras, figuras e desenhos; c) Registro das datas e locais das investigações; d) Registro dos testes e resultados; e) Entrevistas e consultas às pessoas-fonte; f) Referências bibliográficas Da Exibição Visual e Apresentação Oral A identificação do trabalho deverá ser feita na forma de banner e seguirá o padrão técnico abaixo: a) Tamanho do banner: Largura: 70 cm; Altura: de 90 cm. (Ver layout Anexo 4) b) Logo da Feira de Ciências, Título do Trabalho. c) O título, nomes dos componentes e o texto resumo deverão ser entregues ao Wagner d) Alunos do Ensino Fundamental deverão usar o uniforme da escola e os do Ensino Médio deverão usar o uniforme da escola com jaleco branco sobreposto Critérios de Avaliação do Conteúdo 1ª.fase Apresentação em sala do pré-projeto O QUE SERÁ AVALIADO QUEM AVALIA VALOR Criatividade e inovação Comissão Organizadora 0 a 1,0 pt Conhecimento científico do Desenvolvimento do problema abordado 2ª.fase trabalho Metodologia científica e Professor orientador 0 a 3,0 pts profundidade da pesquisa Caderno de Campo Clareza e objetividade na 3ª.fase apresentação do trabalho Exposição do trabalho ao Conhecimento científico do público problema abordado Avaliadores externos 0 a 2,0 pts Ilustrações e complementos Em nenhuma hipótese os alunos poderão participar apenas de uma das etapas que comporão a nota, ocorrendo isso, será atribuída nota final zero No Ensino Fundamental, a nota obtida será atribuída à disciplina Ciências e, no Ensino Médio, a mesma nota obtida será aplicada igualmente às disciplinas da Área de Ciências Naturais - Física, Química e Biologia O aluno que não participar do projeto deverá fazer prova individual escrita da(s) disciplina(s) Ciências - Ensino Fundamental e Biologia, Física e Química, no Ensino Médio, no valor de 6,0 pontos cada uma O trabalho é em equipe, porém a nota é individual Criatividade e Inovação: Criatividade é pensar coisas novas, inovação é fazer coisas novas e valiosas. Inovação é a implementação de um novo ou significativamente melhorado produto (bem ou serviço), processo de trabalho ou prática de relacionamento entre pessoas, grupos ou organizações. Nem sempre a inovação é o resultado da criação de algo totalmente novo, mas, com muita frequência, é o resultado da combinação original de coisas já existentes. Algumas importantes inovações consistem de novos usos para objetos e tecnologias existentes Conhecimento científico do problema abordado: Do conhecimento científico nasce o raciocínio argumentativo que é extremamente relevante para o conhecimento das ciências. De posse do conhecimento científico o educando poderá construir modelos desenvolverá explicações do mundo físico e natural e será capaz de interagir com eles. Precisam demonstrar que aprenderam significativamente os conceitos e associá-los ao trabalho defendido, também precisam demonstrar que desenvolveram a capacidade de responder questionamentos sobre o seu trabalho de posse dos conhecimentos científicos Metodologia Científica: Os educandos precisam ser capazes de explicar como procederam as suas investigações; que instrumentos eles utilizaram para coletar dados; quais as fontes que eles pesquisaram, como eles tiveram acesso a essas fontes; em que período desenvolveram suas pesquisas todas estas explicações devem ter como amparo os

4 conhecimentos científicos adquiridos Profundidade da Pesquisa: No decorrer da apresentação deverá ser possível perceber até que ponto os alunos se envolveram com a pesquisa; até que ponto eles demonstraram interesse em desenvolvê-la; até que ponto eles buscaram fundamentações científicas que fundamentassem a sua pesquisa, finalmente, em que nível científico a pesquisa ficou situada Clareza e objetividade na apresentação do trabalho: Levando-se em consideração o pouco tempo destinado à apresentação, já que o avaliador tem outros trabalhos para avaliar, os autores devem planejar com clareza e objetividade a sua apresentação de modo que o tempo seja otimizado e as informações compartilhadas possam ser bem explicadas e bem interpretadas Ilustrações e complementos: As equipes devem privilegiar o espaço do banner (0,90 x 1.20 cm) destinando a maior parte (cerca de 75%) deste para exposição de ilustrações (fotos, figuras, tabelas, quadros, gráficos, etc.). No espaço restante deverão ser expostas maquetes Caderno de Campo: No Caderno de Campo, o(s) aluno (s) deve (m) ter registrado as etapas em que desenvolveu o projeto, relatando todos os fatos e as datas respectivas Avaliadores Externos: Cada projeto será avaliado por, no mínimo, 02 (dois) avaliadores, que poderão ou não se identificar. Pelo menos dois dos alunos expositores deverão permanecer sempre junto ao seu estande. O grupo de avaliadores deverá ser composto por professores, pesquisadores e profissionais ligados a escolas, universidades, empresas e instituições públicas e privadas. É vedada a interferência do professor orientador durante a avaliação externa. 12. PENALIDADES A não observância das normas estabelecidas neste regulamento implicará prejuízos na avaliação dos projetos inscritos Atos de indisciplina, por parte dos expositores, serão encaminhados à Comissão Organizadora e estarão sujeitos à perda de pontos Casos especiais serão analisados pela Comissão Organizadora Falta de organização dos estandes implicará sobre a avaliação realizada pelos jurados. 13. ESTABELECIMENTO DE PARCERIAS As empresas poderão contribuir para a realização do projeto, em contrapartida, terão espaço para divulgação dos seus produtos, projetos e ações durante o evento. 14. COMISSÃO ORGANIZADORA Composição: A Comissão Organizadora é formada por Professores do Ensino Fundamental e Ensino Médio da Área das Ciências da Natureza e suas Tecnologias e pela Direção, SSP e SOE Atribuições: a) elaborar este regulamento; b) planejar a realização do evento, definindo, nos termos deste regulamento, a sua programação e os meios necessários à divulgação da Feira de Ciências do Instituto Educacional Mayrink Vieira 2014; c) elaborar o planejamento orçamentário e financeiro para a realização do evento; d) providenciar locais que possibilitarão a realização de todas as atividades inerentes ao evento; e) expedir os ofícios de convite para as sessões de abertura e encerramento do evento, bem como para outras atividades paralelas à exposição que integram a programação Feira de Ciências do Instituto Educacional Mayrink Vieira 2014; f) resolver os casos omissos neste regulamento. g) publicar os trabalhos no site da escola A Comissão Organizadora, caso constate irregularidade no encaminhamento do projeto de pesquisa, deverá comunicar o fato ao professor responsável pelo projeto A Comissão organizadora da Feira de Ciências reserva-se o direito de resolver os casos omissos e as situações não previstas no presente Regulamento. A Comissão Organizadora Agosto de 2014

5 ANEXO 1- FICHA DE INSCRIÇÃO DADOS DE IDENTIFICAÇÃO FEIRA DE CIÊNCIAS MAYRINK 2014 TÍTULO DO TRABALHO Orientador: Disciplina Aluno 1: Aluno 2: Aluno 3: Aluno 4: Aluno 5:

6 INSTITUTO EDUCACIONAL MAYRINK VIEIRA Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio ANEXO 2 - PRÉ - PROJETO em até 2 páginas 1ª.pág. Título: Área: Ciências da Natureza e suas Tecnologias DISCIPLINA(S) Ciências ( ) Biologia ( ) Física ( ) Química ( ) Componentes da equipe Professor (a) Orientador(a) Co- orientador(a) Assinatura de representante da Comissão Organizadora Ipatinga, de de A partir da 2ª. página (EXEMPLO) 1. INTRODUÇÃO (apresentar a questão a ser investigada) 2. JUSTIFICATIVA _ (Por quê? Indicar a importância e a atualidade do tema, viabilidade e a aplicação no cotidiano). 3. OBJETIVOS (Para quê?) 3.1 GERAL 3.2 ESPECÍFICOS 4. QUESTÃO/ PROBLEMA (O quê? Qual a indagação que motiva o projeto) 5. METODOLOGIA (Como? Com quê? Onde?). Aqui serão apresentados os métodos de abordagem, de procedimento e as técnicas que o aluno usará em sua pesquisa. 6. CRONOGRAMA DAS ATIVIDADES (Quando? Cronograma incluindo ações para os meses de agosto, setembro, outubro.) MËS Data(s) Listagem das Atividades Pontualidade Atraso Assinatura do Orientador 7- LISTAGEM DO MATERIAL A SER UTILIZADO 8- OUTRAS CONSIDERAÇOES

7 ANEXO 3 : CADERNO DE CAMPO O Caderno de Campo tem a finalidade de registrar o desenvolvimento do Trabalho Científico. O registro de atividades é organizado para que todos possam entender o seu conteúdo. Os conteúdos do Caderno de Campo são: - Pág. 1 folha de rosto com o Titulo do Projeto - Pág. 2 folha de identificação/ nome da equipe e do (a) Professor (a) Orientador(a), local e data ao final dessa página - Pág. 3 anexar o pré-projeto - A partir da Pág. 4 embasamento teórico - aqui serão anotadas as teorias de base para o trabalho - metodologia (Como? Com quê? Onde?). Aqui serão apresentados os métodos de abordagem, de procedimentos e as técnicas que o aluno usará em sua pesquisa. - descrição dos experimentos/ - medidas, cálculos, gráficos /- análise dos resultados - referências bibliográficas das consultas - registros (fotos e depoimentos dos componentes da equipe nos vários momentos da elaboração do trabalho, bem como dos momentos de orientação do (a) Professor(a) - termo de conclusão -OUTRAS ANOTAÇÕES OBS.: COLAR O REGULAMENTO NO FINAL DO CADERNO Anexo 4 Layout do banner

FEIRA ANUAL TÉCNICO-CIENTÍFICA DO IFSP CAMPUS CUBATÃO

FEIRA ANUAL TÉCNICO-CIENTÍFICA DO IFSP CAMPUS CUBATÃO FEIRA ANUAL TÉCNICO-CIENTÍFICA DO IFSP CAMPUS CUBATÃO Será organizada anualmente a FEIRA ANUAL TÉCNICO-CIENTÍFICA DO IFSP - CAMPUS CUBATÃO. O objetivo principal é integrar estudantes e professores do Ensino

Leia mais

III FEIRA DE CIÊNCIA, CULTURA E ARTE DE FORTALEZA

III FEIRA DE CIÊNCIA, CULTURA E ARTE DE FORTALEZA III FEIRA DE CIÊNCIA, CULTURA E ARTE DE FORTALEZA Em 2013, será organizada pela Secretaria Municipal de Educação de Fortaleza (SME), em parceria com a SEARA DA CIÊNCIA, entidade vinculada à Universidade

Leia mais

REGULAMENTO DA I FEIRA DE CIÊNCIAS E MOSTRA CIENTÍFICA DE SERRA TALHADA: UM SALTO PARA A CIÊNCIA NO SERTÃO DO PAJEÚ

REGULAMENTO DA I FEIRA DE CIÊNCIAS E MOSTRA CIENTÍFICA DE SERRA TALHADA: UM SALTO PARA A CIÊNCIA NO SERTÃO DO PAJEÚ REGULAMENTO DA I FEIRA DE CIÊNCIAS E MOSTRA CIENTÍFICA DE SERRA TALHADA: UM SALTO PARA A CIÊNCIA NO SERTÃO DO PAJEÚ Poderão participar da I Feira de Ciências e Mostra Científica de Serra Talhada estudantes

Leia mais

REGULAMENTO DA FEIRA DE CIÊNCIAS & INOVAÇÃO DO MCT-PUCRS EDIÇÃO 2015

REGULAMENTO DA FEIRA DE CIÊNCIAS & INOVAÇÃO DO MCT-PUCRS EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO DA FEIRA DE CIÊNCIAS & INOVAÇÃO DO MCT-PUCRS EDIÇÃO 2015 Poderão participar da Feira de Ciências & Inovação do MCT-PUCRS, estudantes e professores(as) do Ensino Fundamental (5ª a 8ª Séries

Leia mais

IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM João Pessoa/2015 REGULAMENTO IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM DATA: 15 A 18 DE SETEMBRO DE 2015 LOCAL: HALL DA REITORIA DA UFPB

IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM João Pessoa/2015 REGULAMENTO IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM DATA: 15 A 18 DE SETEMBRO DE 2015 LOCAL: HALL DA REITORIA DA UFPB REGULAMENTO IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM DATA: 15 A 18 DE SETEMBRO DE 2015 LOCAL: HALL DA REITORIA DA UFPB O IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM consiste na apresentação de trabalhos científicos, orientados por

Leia mais

REGULAMENTO 2015 FEIRA DE PROJETOS E MOSTRA DE INOVAÇÃO DO SENAC-RS

REGULAMENTO 2015 FEIRA DE PROJETOS E MOSTRA DE INOVAÇÃO DO SENAC-RS REGULAMENTO 2015 FEIRA DE PROJETOS E MOSTRA DE INOVAÇÃO DO SENAC-RS 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1.1. Evento: FEIRA DE PROJETOS E MOSTRA DE INOVAÇÃO DO SENAC RS Temática: Construindo soluções. Objetivo: Apresentar

Leia mais

REGULAMENTO DA III MOSTRA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO IFES CAMPUS GUARAPARI

REGULAMENTO DA III MOSTRA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO IFES CAMPUS GUARAPARI REGULAMENTO DA III MOSTRA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO IFES CAMPUS GUARAPARI Poderão participar da III Mostra de Ciência, Tecnologia e Inovação do IFES campus Guarapari estudantes e professores(as)

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CEUMA UniCEUMA CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NAC

UNIVERSIDADE DO CEUMA UniCEUMA CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NAC II CONGRESSO NACIONAL DO & XXII JORNADA JURÍDICA ACADÊMICA DO O Direito em reforma: reflexões diante das mudanças sociais, políticas e jurídicas na sociedade brasileira São Luís/MA, 04 a 06 de novembro

Leia mais

Colégio Madre Carmen Sallés

Colégio Madre Carmen Sallés Educando para um mundo novo. REGULAMENTO DA X FEIRA CIENTÍFICO-CULTURAL (FeCC 2015) A FeCC 2015 irá comemorar o 10º ano de Feira de Ciência e Cultura do Colégio Madre Carmen Sallés e tem como objetivo

Leia mais

SECRETARIA ESTADUAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA 11ª CREDE- JAGUARIBE-CE

SECRETARIA ESTADUAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA 11ª CREDE- JAGUARIBE-CE SECRETARIA ESTADUAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA 11ª CREDE- JAGUARIBE-CE 2009 ESCOLAS PÚBLICAS ESTADUAIS EDUCANDO PELA PESQUISA A SERVIÇO DA CIÊNCIA E DA APRENDIZAGEM EFETIVA. 11ª CREDE RUA HILDEBERTO SABOIA RIBEIRO,

Leia mais

1ª EDIÇÃO DO PRÊMIO EXPERIÊNCIAS DE SUCESSO PROFESSOR NOTA 10 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I

1ª EDIÇÃO DO PRÊMIO EXPERIÊNCIAS DE SUCESSO PROFESSOR NOTA 10 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I Das Disposições Gerais 1ª EDIÇÃO DO PRÊMIO EXPERIÊNCIAS DE SUCESSO PROFESSOR NOTA 10 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I Art. 1º - O Prêmio Experiências de Sucesso 2015 Professor Nota 10, é uma promoção da Secretaria

Leia mais

IV Mostra de Iniciação Científica no Pantanal

IV Mostra de Iniciação Científica no Pantanal A IV MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NO PANTANAL organizada pelo Centro de Educação e Investigação em Ciências e Matemática (CEICIM) e coordenada pelos docentes do Departamento de Matemática da Universidade

Leia mais

I SEMANA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA I JORNADA CIENTÍFICA E VI FIPA DO CEFET BAMBUÍ REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS

I SEMANA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA I JORNADA CIENTÍFICA E VI FIPA DO CEFET BAMBUÍ REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS I SEMANA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA I JORNADA CIENTÍFICA E VI FIPA DO CEFET BAMBUÍ REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS 1. DOS OBJETIVOS, CONCEITO E ORGANIZAÇÃO DO EVENTO 1.1 Este regulamento geral tem

Leia mais

Regulamento das Unidades do Centro Paula Souza

Regulamento das Unidades do Centro Paula Souza Regulamento das Unidades do Centro Paula Souza 1. Cronograma Geral 2. Participação Período / 2013 03 de abril a 05 de maio Etapas Inscrição dos Projetos no site (www.feteps.com.br) Etecs e Fatecs 18 de

Leia mais

JÚNIOR/2015 Mostra de Trabalhos do Ensino Fundamental REGULAMENTO

JÚNIOR/2015 Mostra de Trabalhos do Ensino Fundamental REGULAMENTO JÚNIOR/2015 Mostra de Trabalhos do Ensino Fundamental REGULAMENTO 1 DENOMINAÇÃO A Mostra de Trabalhos do Ensino Fundamental 2015, neste regulamento denominada MOSTRATEC JUNIOR 2015, é organizada pela Fundação

Leia mais

PROJETO DE ORIENTAÇÃO VOCACIONAL 2016 VIII FEIRA DE PROFISSÕES JK

PROJETO DE ORIENTAÇÃO VOCACIONAL 2016 VIII FEIRA DE PROFISSÕES JK PROJETO DE ORIENTAÇÃO VOCACIONAL 2016 TEMA: O PROFISSIONAL EMPREENDEDOR EM UM ENTENDIMENTO GLOBAL Local: Unidade do Guará Data: 20/08/2016 (sábado) Horário: início 08h término: 11h30 Data: 20/08/2016 (sábado)

Leia mais

EDITAL 07/2015 - PRAE/UFC

EDITAL 07/2015 - PRAE/UFC EDITAL 07/2015 - PRAE/UFC VIII ENCONTRO DE EXPERIÊNCIAS ESTUDANTIS A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis da Universidade Federal do Ceará (PRAE/UFC) torna pública a abertura de inscrições e estabelece

Leia mais

REGULAMENTO DA 3ª FECITEJ FEIRA DE CIÊNCIA, INOVAÇÃO E TECNOLOGIA DE JOINVILLE

REGULAMENTO DA 3ª FECITEJ FEIRA DE CIÊNCIA, INOVAÇÃO E TECNOLOGIA DE JOINVILLE REGULAMENTO DA 3ª FECITEJ FEIRA DE CIÊNCIA, INOVAÇÃO E TECNOLOGIA DE JOINVILLE A Secretaria Municipal de Educação de Joinville tem por objetivo realizar a 3ª Feira de Ciência, Inovação e Tecnologia de

Leia mais

Curitiba, 06 de setembro de 2013. Prezados profissionais da educação

Curitiba, 06 de setembro de 2013. Prezados profissionais da educação Curitiba, 06 de setembro de 2013. Prezados profissionais da educação É com satisfação que convidamos representantes de sua instituição para participar do 7.º Seminário Municipal de Educação Infantil de

Leia mais

REGULAMENTO DA 2ª FENACEB FEIRA NACIONAL DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA

REGULAMENTO DA 2ª FENACEB FEIRA NACIONAL DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica REGULAMENTO DA 2ª FENACEB FEIRA NACIONAL DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA I - CONCEITO, DENOMINAÇÃO, REALIZAÇÃO Art. 1º A 2ª Feira Nacional de Ciências

Leia mais

III Feira Multidisciplinar e I Mostra Científica da UnC REGULAMENTO

III Feira Multidisciplinar e I Mostra Científica da UnC REGULAMENTO Secretaria do Estado da Educação de Santa Catarina Secretaria de Estado do Desenvolvimento Regional SDR - Concórdia SC Universidade do Contestado Campus Concórdia III Feira Multidisciplinar e I Mostra

Leia mais

I EDITAL I.1 OBJETIVO

I EDITAL I.1 OBJETIVO EDITAL PRÊMIO CAIXA DE PROJETOS INOVADORES COM APLICABILIDADE NA INDÚSTRIA METALÚRGICA, MECÂNICA, ELETRÔNICA, MATERIAIS ELÉTRICOS E CONSTRUÇÃO CIVIL I EDITAL O Sindimetal Sindicato das Indústrias Metalúrgicas,

Leia mais

Edital Nº 04/2015 DEPE DISPÕE SOBRE A SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA NA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL.

Edital Nº 04/2015 DEPE DISPÕE SOBRE A SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA NA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL. Edital Nº 04/2015 DEPE DISPÕE SOBRE A SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA NA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL. Período 2015/2016 O Diretor da Santa Casa de Misericórdia de Sobral,

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso do Bacharelado em Sistemas de Informação. Capítulo I Das Disposições Preliminares

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso do Bacharelado em Sistemas de Informação. Capítulo I Das Disposições Preliminares Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso do Bacharelado em Sistemas de Informação Capítulo I Das Disposições Preliminares Art. 1. Este regulamento define as diretrizes técnicas, procedimentos de acompanhamento

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Belo Horizonte 01/2013 Página 1 de 13 PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA ESTÁGIO SUPERVISIONADO Ementa Atividades supervisionadas na área de atuação

Leia mais

Secretaria do Estado da Educação de Santa Catarina Secretaria de Estado do Desenvolvimento Regional SDR- Seara-SC

Secretaria do Estado da Educação de Santa Catarina Secretaria de Estado do Desenvolvimento Regional SDR- Seara-SC Secretaria do Estado da Educação de Santa Catarina Secretaria de Estado do Desenvolvimento Regional SDR- Seara-SC Universidade do Contestado Campus Concórdia II Mostra Científica da UnC e V Feira Regional

Leia mais

REGULAMENTO DA XXXIX FEIRA DE CIÊNCIAS DA IENH

REGULAMENTO DA XXXIX FEIRA DE CIÊNCIAS DA IENH REGULAMENTO DA XXXIX FEIRA DE CIÊNCIAS DA IENH 1. JUSTIFICATIVA 1.1. A Feira de Ciências da Instituição Evangélica de Novo Hamburgo é um empreendimento técnico-científico-cultural que se destina a estabelecer

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro Campus São Gonçalo CoEX - Coordenação de Extensão EDITAL INTERNO

Leia mais

6ª BENTOTEC: Feira Cultural e Tecnológica. Etapas. Entrega do regulamento e modelo de projeto para todos os alunos 31 de março

6ª BENTOTEC: Feira Cultural e Tecnológica. Etapas. Entrega do regulamento e modelo de projeto para todos os alunos 31 de março 6ª BENTOTEC: Feira Cultural e Tecnológica Regulamento Etapas Entrega do regulamento e modelo de projeto para todos os alunos 31 de março Entrega dos pré-projetos para avaliação (todas as categorias) -

Leia mais

1. Responsabilidade. 2. Quem pode participar

1. Responsabilidade. 2. Quem pode participar Desafio O Desafio Mudanças Climáticas 2009, doravante denominado simplesmente Desafio, tem caráter exclusivamente educativo. De acordo com o disposto no artigo 3º, inciso II, da Lei nº. 5.768/71 e no art.

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO 1 SUMÁRIO Lista de Anexos... 3 1. APRESENTAÇÃO... 4 2. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL... 5 3. DEFINIÇÕES... 5 4. OBJETIVOS... 6 5. PLANEJAMENTO E COMPETÊNCIAS...

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE ESTADO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TRABALHO - SECTTI

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE ESTADO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TRABALHO - SECTTI EDITAL SECTTI Nº 001/2012 Chamada para a seleção de projetos para a 1ª Feira Estadual de Ciências e Engenharia a serem apresentados na 7ª Mostra de Ciência e Inovação durante a 9ª Semana Estadual de Ciência

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) Faculdade de Comunicação Social (Famecos) 23º SET Universitário

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) Faculdade de Comunicação Social (Famecos) 23º SET Universitário Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) Faculdade de Comunicação Social (Famecos) 23º SET Universitário O SET Universitário é um evento que estimula a troca de experiências entre

Leia mais

FEIRA DE CIÊNCIAS E MOSTRA ITINERANTE: O DESPERTAR DE VOCAÇÕES CIENTÍFICAS

FEIRA DE CIÊNCIAS E MOSTRA ITINERANTE: O DESPERTAR DE VOCAÇÕES CIENTÍFICAS 1. Quem poderá participar da Feira de Ciências?... 2 2. Regras para formação das equipes participantes da Feira de Ciências... 2 2.1. Composição das equipes... 2 2.2. Observação... 3 3. Modalidades dos

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRRETOS - UNIFEB PROJETO INTEGRADO

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRRETOS - UNIFEB PROJETO INTEGRADO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRRETOS - UNIFEB PROJETO INTEGRADO BARRETOS, MARÇO DE 2012 CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRRETOS - UNIFEB PROJETOS INTERDISCIPLINARES

Leia mais

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 31 de julho de 2014.

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 31 de julho de 2014. RESOLUÇÃO CAS Nº 10/2014 ALTERA A RESOLUÇÃO CAS 33/2013 E DISPÕE SOBRE O REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS FEMA. O CONSELHO

Leia mais

EDITAL N 06/2016. Materiais Metálicos 12 Sublinha: Solidificação de Metais e Ligas. 04 Sublinha: Tratamento Térmico

EDITAL N 06/2016. Materiais Metálicos 12 Sublinha: Solidificação de Metais e Ligas. 04 Sublinha: Tratamento Térmico EDITAL N 06/2016 PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENGENHARIA DE MATERIAIS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE MATERIAIS. O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

MOSTRA DO CONHECIMENTO - 2014 ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO. TEMA: Ciência e tecnologia a serviço da vida REGULAMENTO

MOSTRA DO CONHECIMENTO - 2014 ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO. TEMA: Ciência e tecnologia a serviço da vida REGULAMENTO MOSTRA DO CONHECIMENTO - 2014 ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO TEMA: Ciência e tecnologia a serviço da vida REGULAMENTO A Mostra do Conhecimento 2014 do CSCM - Colégio Sagrado Coração de Maria de Ubá

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Aprovado pela Resolução CONSUNI nº 44/15, de 09/12/2015. CAPÍTULO I AS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regulamento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA EM SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA EM SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA EM SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - NUTRIÇÃO/ CCS

Leia mais

FÁBIO JOSÉ DE ARAUJO. Projeto Ensinando Educação Física com Jogos

FÁBIO JOSÉ DE ARAUJO. Projeto Ensinando Educação Física com Jogos FÁBIO JOSÉ DE ARAUJO Projeto Ensinando Educação Física com Jogos Escola Estadual Marechal Rondon Nova Andradina MS Outubro de 2009 FÁBIO JOSÉ DE ARAUJO Projeto Ensinando Educação Física com Jogos Projeto

Leia mais

SUMÁRIO. Identificação do Projeto... 02. Introdução... 02. Justificativa... 03. Objetivo Geral... 03. Objetivos Específicos... 04

SUMÁRIO. Identificação do Projeto... 02. Introdução... 02. Justificativa... 03. Objetivo Geral... 03. Objetivos Específicos... 04 SUMÁRIO Identificação do Projeto... 02 Introdução... 02 Justificativa... 03 Objetivo Geral... 03 Objetivos Específicos... 04 Resultados Esperados... 04 Áreas Envolvidas... 04 Metodologia... 05 Formas de

Leia mais

Republicado por incorreção

Republicado por incorreção UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UFRN PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA PPGP EDITAL PPGP Nº. 02/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTÃO PÚBLICA PARA

Leia mais

III PROMOÇÃO LITERÁRIA CONTAGEM DAS LETRAS

III PROMOÇÃO LITERÁRIA CONTAGEM DAS LETRAS EDUCAÇÃO APRESENTA: REGULAMENTO III PROMOÇÃO LITERÁRIA CONTAGEM DAS LETRAS DE MARÇO A DEZEMBRO DE 2015 REGULAMENTO III PROMOÇÃO LITERÁRIA CONTAGEM DAS LETRAS 1. DO OBJETO A Secretaria de Educação de Contagem,

Leia mais

XX Ciência Viva. Tema: Luz, ciência e vida. 12 e 13 de Novembro de 2015

XX Ciência Viva. Tema: Luz, ciência e vida. 12 e 13 de Novembro de 2015 XX Ciência Viva Tema: Luz, ciência e vida 12 e 13 de Novembro de 2015 A CIÊNCIA VIVA A Ciência Viva é uma exposição anual aberta ao público, em que estudantes da educação básica das instituições de ensino

Leia mais

Ministério da Educação FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Pró-Reitoria de Extensão

Ministério da Educação FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Pró-Reitoria de Extensão EDITAL Nº 012/2013, DE 14 DE JUNHO DE 2013 Processo Seletivo para a Escola Preparatória da UFABC/Mauá 2013 Processo nº 23006.000349/2013-10 O PRÓ-REITOR DE EXTENSÃO em exercício, nomeado pela Portaria

Leia mais

Art. 6º A inscrição deverá ser realizada de acordo com a ficha constante no anexo I, desta Lei.

Art. 6º A inscrição deverá ser realizada de acordo com a ficha constante no anexo I, desta Lei. LEI Nº 1.947, DE 13 DE OUTUBRO DE 2015. Autoriza o Poder Executivo a premiar os Profissionais da Educação Básica, na categoria de Gestor e Professor, da Rede Municipal de Ensino, que obtiverem experiências

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Engenharia Mecânica é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares

Leia mais

INSCRIÇÃO (com upload do projeto) 25 DE FEVEREIRO A 25 DE MARÇO. Cronograma. Validação pelo Coordenador Pedagógico/Coordenador de Curso.

INSCRIÇÃO (com upload do projeto) 25 DE FEVEREIRO A 25 DE MARÇO. Cronograma. Validação pelo Coordenador Pedagógico/Coordenador de Curso. Cronograma INSCRIÇÃO (com upload do projeto) 25 DE FEVEREIRO A 25 DE MARÇO Validação pelo Coordenador Pedagógico/Coordenador de Curso Ciência do Diretor da Unidade Seleção dos projetos Divulgação dos projetos

Leia mais

EDITAL SEMED Nº 002/2014 FEIRA DE CIÊNCIAS, INOVAÇÃO E TECNOLOGIA DE PALMAS FECIT 2014 DE PALMAS

EDITAL SEMED Nº 002/2014 FEIRA DE CIÊNCIAS, INOVAÇÃO E TECNOLOGIA DE PALMAS FECIT 2014 DE PALMAS EDITAL SEMED Nº 002/2014 FEIRA DE CIÊNCIAS, INOVAÇÃO E TECNOLOGIA DE PALMAS FECIT 2014 DE PALMAS Chamada para a seleção de projetos para a Feira de Ciências Inovação e Tecnologia FECIT 2014 de Palmas.

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente - 2015

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente - 2015 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Plano de Trabalho Docente - 2015 ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça - SP Eixo Tecnológico: Controle e Processo Industrial Habilitação

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICO ALVO LINHAS DE PESQUISA Sustentabilidade na Mineração

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICO ALVO LINHAS DE PESQUISA Sustentabilidade na Mineração EDITAL DE SELEÇÃO O Instituto Tecnológico Vale (ITV) abre inscrições para o processo seletivo de candidatos ao Curso de Mestrado Profissional em Uso Sustentável de Recursos Naturais em Regiões Tropicais

Leia mais

OFICINA DE JOGOS MATEMÁTICOS E MATERIAIS MANIPULÁVEIS

OFICINA DE JOGOS MATEMÁTICOS E MATERIAIS MANIPULÁVEIS OFICINA DE JOGOS MATEMÁTICOS E MATERIAIS MANIPULÁVEIS Mais informações: Site PIBID: http://www.pibid.ufrn.br/ Site LEM/UFRN: http://www.ccet.ufrn.br/matematica/lemufrn/index.html E-mail do LEM/UFRN: lem2009ufrn@yahoo.com.br

Leia mais

Regulamento Geral da I FECITI FEIRA DE CIÊNCIAS, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO IFSUL - CÂMPUS SAPIRANGA

Regulamento Geral da I FECITI FEIRA DE CIÊNCIAS, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO IFSUL - CÂMPUS SAPIRANGA Regulamento Geral da I FECITI FEIRA DE CIÊNCIAS, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO IFSUL - CÂMPUS SAPIRANGA 1. Definição e finalidade 1.1 A FECITI é uma feira de ciências, tecnologia e inovação que tem por objetivo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA SECRETARIA DE MUNÍPIO DA CULTURA MUSEU DE ARTE DE SANTA MARIA MASM

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA SECRETARIA DE MUNÍPIO DA CULTURA MUSEU DE ARTE DE SANTA MARIA MASM PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA SECRETARIA DE MUNÍPIO DA CULTURA MUSEU DE ARTE DE SANTA MARIA MASM XIII SALÃO LATINO-AMERICANO DE ARTES PLÁSTICAS DE SANTA MARIA Santa Maria 2014 REGULAMENTO DESCRIÇÃO:

Leia mais

Normas e Regras de Envio de Trabalhos para o I COIMS Congresso Internacional Multidisciplinar em Saúde.

Normas e Regras de Envio de Trabalhos para o I COIMS Congresso Internacional Multidisciplinar em Saúde. 10. TRABALHOS CIENTÍFICOS Normas e Regras de Envio de Trabalhos para o I COIMS Congresso Internacional Multidisciplinar em Saúde. A Comissão Científica do I Congresso Internacional Multidisciplinar em

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE FARMÁCIA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE FARMÁCIA MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE FARMÁCIA São Paulo Agosto 2012 INSTITUTO PRESBITERIANO MACKENZIE Hesio Cesar de Souza Maciel Diretor Presidente Wallace Tesch Sabaini Diretor de Administração

Leia mais

EDITAL 01/2013 INSCRIÇÃO DE PROJETOS PARA A FEIRA DE CIÊNCIAS

EDITAL 01/2013 INSCRIÇÃO DE PROJETOS PARA A FEIRA DE CIÊNCIAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA- Campus FLORESTAL CENTRAL DE ENSINO E DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO DE FLORESTAL EDITAL 01/2013 INSCRIÇÃO DE PROJETOS PARA A FEIRA DE CIÊNCIAS A Universidade Federal de Viçosa

Leia mais

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física (3 anos)

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física (3 anos) Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física (3 anos) 2012-2013 1 Prezado (a) estagiário (a), O presente manual visa orientá-lo (la) quanto à realização do Estágio

Leia mais

EDITAL N 01/2013/SECULT

EDITAL N 01/2013/SECULT EDITAL N 01/2013/SECULT EDITAL DE OCUPAÇÃO DAS SALAS DE EXPOSIÇÕES FREDERICO TREBBI, INAH D AVILA COSTA E ANTÔNIO CARINGI E DO JARDIM DO CENTRO CULTURAL ADAIL BENTO COSTA O Município de Pelotas, através

Leia mais

REGULAMENTO. 10º Prêmio de Responsabilidade Social

REGULAMENTO. 10º Prêmio de Responsabilidade Social REGULAMENTO 10º Prêmio de Responsabilidade Social I DA INSTITUIÇÃO DA PREMIAÇÃO II DAS CATEGORIAS III DAS INSCRIÇÕES IV DOS PROJETOS V DO JULGAMENTO VI DAS DATAS VII DA COORDENAÇÃO I DA INSTITUIÇÃO DA

Leia mais

REGULAMENTO DA MOSTRA CULTURAL ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO 2015

REGULAMENTO DA MOSTRA CULTURAL ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO 2015 REGULAMENTO DA MOSTRA CULTURAL ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO 2015 1 Objetivos: 1.1 Incentivar a produção artístico-cultural por meio da elaboração e da execução de peças teatrais, de dança, de obras

Leia mais

SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA

SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA Prezados Pais, Responsáveis e Alunos Recomendamos a todos que leiam com atenção cada uma destas orientações, pois os pais e responsáveis dos alunos matriculados no SER

Leia mais

A SEGUIR ALGUMAS DICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DE UM PROJETO CIENTÍFICO

A SEGUIR ALGUMAS DICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DE UM PROJETO CIENTÍFICO A SEGUIR ALGUMAS DICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DE UM PROJETO CIENTÍFICO DESENVOLVENDO UM PROJETO 1. Pense em um tema de seu interesse ou um problema que você gostaria de resolver. 2. Obtenha um caderno

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA SUBMISSÃO DE RESUMOS

INSTRUÇÕES PARA SUBMISSÃO DE RESUMOS COMISSÃO ORGANIZADORA DO 40º ENEAD ENCONTRO NACIONAL DOS ESTUDANTES DE ADMINISTRAÇÃO Edital Nº 01/2015 INSTRUÇÕES PARA SUBMISSÃO DE RESUMOS Leia atentamente as instruções antes de enviar o seu resumo O

Leia mais

XV FEIRA DE CIÊNCIAS DE MAFRA FECIMAR VI FEIRA REGIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (25 SDR) Etapa Classificatória REGULAMENTO

XV FEIRA DE CIÊNCIAS DE MAFRA FECIMAR VI FEIRA REGIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (25 SDR) Etapa Classificatória REGULAMENTO 5ª. MOCISC 5ª. MOSTRA CIENTÍFICA DA REGIÃO DO CONTESTADO DE SANTA CATARINA XV FEIRA DE CIÊNCIAS DE MAFRA FECIMAR VI FEIRA REGIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (25 SDR) Etapa Classificatória REGULAMENTO A Universidade

Leia mais

Etapas. Inscrição dos projetos no site - inserção do pré-projeto 01 de abril a 05 de maio. Divulgação dos projetos finalistas - 11 de junho

Etapas. Inscrição dos projetos no site - inserção do pré-projeto 01 de abril a 05 de maio. Divulgação dos projetos finalistas - 11 de junho Regulamento Etapas Inscrição dos projetos no site - inserção do pré-projeto 01 de abril a 05 de maio Divulgação dos projetos finalistas - 11 de junho Inserção dos resumos para publicação 21 de julho Inserção

Leia mais

REGULAMENTO 09 a 12 de Setembro de 2015

REGULAMENTO 09 a 12 de Setembro de 2015 REGULAMENTO 09 a 12 de Setembro de 2015 OBJETIVOS Incentivar os alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio e Tecnológico a desenvolver projetos, utilizando o método científico como um

Leia mais

REGULAMENTO DA MOSTRA CULTURAL ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO 2014

REGULAMENTO DA MOSTRA CULTURAL ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO 2014 REGULAMENTO DA MOSTRA CULTURAL ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO 2014 1 Objetivos: 1.1 Incentivar a produção artístico-cultural por meio da elaboração e da execução de peças teatrais, de dança, de obras

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) PALMAS TO, NOVEMBRO 2015 A disciplina Trabalho de Conclusão de Curso, na Faculdade Católica do Tocantins, está organizada

Leia mais

Regulamento Específico para os Estágios Supervisionados do Curso de Licenciatura em Geografia a Distância

Regulamento Específico para os Estágios Supervisionados do Curso de Licenciatura em Geografia a Distância Regulamento Específico para os Estágios Supervisionados do Curso de Licenciatura em Geografia a Distância As disciplinas Estágio Supervisionado I e II, devendo perfazer o total de 200 (duzentas) horas

Leia mais

TRAProhe TRATR MANUAL TRABALHO INTERDISCIPLINAR. Curso Superior Tecnológico de Gestão em Finanças. Currículo 2009-2

TRAProhe TRATR MANUAL TRABALHO INTERDISCIPLINAR. Curso Superior Tecnológico de Gestão em Finanças. Currículo 2009-2 TRATR TRAProhe MANUAL TRABALHO INTERDISCIPLINAR Curso Superior Tecnológico de Gestão em Finanças Currículo 2009-2 Coordenador Geral: Coordenador do Curso: Centro de Excelência no Ensino: Alexandre Miserani

Leia mais

REGULAMENTO DA I FEIRA DE ENSINO, EXTENSÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO DO IFPR - ASSIS CHATEAUBRIAND

REGULAMENTO DA I FEIRA DE ENSINO, EXTENSÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO DO IFPR - ASSIS CHATEAUBRIAND REGULAMENTO DA I FEIRA DE ENSINO, EXTENSÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO DO IFPR - ASSIS CHATEAUBRIAND Data de realização do evento: 07 de outubro de 2015 CAPÍTULO I DA REALIZAÇÃO Art. 1 A I Feira de Ensino, Extensão,

Leia mais

XX JORNADA JURÍDICA ACADÊMICA DO CURSO DE DIREITO

XX JORNADA JURÍDICA ACADÊMICA DO CURSO DE DIREITO Estado, Direito Penal e Segurança Pública: perspectivas para o controle social São Luís/MA, 29 a 31 de outubro de 2013 Hotel Luzeiros. CAPITULO I - Das disposições gerais REGULAMENTO DA II MOSTRA CIENTÍFICA

Leia mais

- O banner deverá ser confeccionado pelos autores, apenas se o trabalho submetido obteve o parecer de aceite para apresentação em painel.

- O banner deverá ser confeccionado pelos autores, apenas se o trabalho submetido obteve o parecer de aceite para apresentação em painel. Normas de apresentação em Painel e Comunicação Oral para o 1º Encontro Nacional de Ensino Superior Policial Militar A Formação do Oficial PM na Pós-Modernidade. 1. Normas para apresentação em Painel (Banner)

Leia mais

II FÓRUM DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA

II FÓRUM DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA I. OBJETIVO O Fórum de Pesquisa Científica e Tecnológica destina-se à apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelos professores, pesquisadores, alunos de pós-graduação e alunos de graduação que desenvolveram

Leia mais

Paulo Dinarte Tavares Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão RESOLUÇÃO Nº 12/2008

Paulo Dinarte Tavares Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão RESOLUÇÃO Nº 12/2008 RESOLUÇÃO Nº 12/2008 Regulamenta o Trabalho de Curso para conclusão do Curso de Direito. O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Faculdade Campo Real, no uso de suas atribuições e, CONSIDERANDO a

Leia mais

EDITAL Nº 001/2014 SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA

EDITAL Nº 001/2014 SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DE 13, 14 E 15 DE SETEMBRO DE 2014 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE NITERÓI EDITAL Nº 001/2014 SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA 1 DA FINALIDADE

Leia mais

FEIRA CULTURAL 2013 TEMA: CIÊNCIA, SAÚDE E ESPORTE.

FEIRA CULTURAL 2013 TEMA: CIÊNCIA, SAÚDE E ESPORTE. COLÉGIO TIRADENTES DA PMMG PASSOS FEIRA CULTURAL 2013 TEMA: CIÊNCIA, SAÚDE E ESPORTE. I-JUSTIFICATIVA: Com a realização dos grandes eventos esportivos mundiais no Brasil como a - Copa das Confederações

Leia mais

REGULAMENTO DO PROJETO DE CONCLUSÃO DE CURSO (PCC) CAPÍTULO I Da natureza e finalidade. Capítulo II

REGULAMENTO DO PROJETO DE CONCLUSÃO DE CURSO (PCC) CAPÍTULO I Da natureza e finalidade. Capítulo II FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ITUIUTABA ISEPI INSTITUTO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA DE ITUIUTABA ISEDI INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE ITUIUTABA UNIDADE ASSOCIADA À UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Leia mais

REGIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DE PSICOLOGIA CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

REGIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DE PSICOLOGIA CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS REGIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DE PSICOLOGIA CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. O TCC é uma atividade acadêmica de natureza científica, técnica, filosófica e ou artística com

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO TGI

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO TGI FMU Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO TGI Trabalho de Graduação Interdisciplinar Curso de Design Volume 2 Habilitação: DESIGN GRÁFICO

Leia mais

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Nº 1/2013

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Nº 1/2013 EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Nº 1/2013 Estabelece as regras para seleção de Projetos de Iniciação Científica nas modalidades INICIA-b e INICIA-v para execução em 2014 (INICIA-2014). A Coordenação de

Leia mais

FACULDADE ASSIS GURGACZ FAG

FACULDADE ASSIS GURGACZ FAG 1 FACULDADE ASSIS GURGACZ FAG Av. das Torres, 500 Fone: (45) 3321-3900 Fax: (45) 3321 3902 Manual de Estágio Curricular Obrigatório Curso de Farmácia Cascavel 2013 2 FACULDADE ASSIS GURGACZ FAG Av. das

Leia mais

III CONCURSO DE FOTOGRAFIA FAE

III CONCURSO DE FOTOGRAFIA FAE III CONCURSO DE FOTOGRAFIA FAE REGULAMENTO Um olhar para o futuro I PROMOÇÃO E REALIZAÇÃO A. O Concurso de Fotografia da FAE é uma iniciativa promovida pela Coordenação do Núcleo Cultural do Programa de

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES: APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS

MANUAL DE ORIENTAÇÕES: APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS 2 MANUAL DE ORIENTAÇÕES: APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS Coordenadoras Profª. Roberta Paulert Profª. Camila Tonezer 3 Equipe Organizadora Profª. Adriana Ferla de Oliveira Prof. Arthur W. B. Bergold Prof. Alfredo

Leia mais

REGULAMENTO PROJETOS INTERDISCIPLINARES

REGULAMENTO PROJETOS INTERDISCIPLINARES REGULAMENTO PROJETOS INTERDISCIPLINARES 1 1. DAS CARACTERÍSTICAS DO PROJETO INTERDISCIPLINAR Trata-se de unidade curricular que compõe o processo curricular dos Cursos de Graduação que possuem tal componente

Leia mais

Regulamento do VII Congresso de Iniciação Científica Júnior (CICFAI Júnior) das Faculdades Adamantinenses Integradas - FAI Adamantina/SP - 2014

Regulamento do VII Congresso de Iniciação Científica Júnior (CICFAI Júnior) das Faculdades Adamantinenses Integradas - FAI Adamantina/SP - 2014 Regulamento do VII Congresso de Iniciação Científica Júnior (CICFAI Júnior) das Faculdades Adamantinenses Integradas - FAI Adamantina/SP - 2014 Este regulamento tem como objetivo traçar as diretrizes organizacionais

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS - APS

REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS - APS REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS - APS O presente Regulamento normatiza as Atividades Práticas Supervisionadas (APS) nos cursos de graduação da Faculdade Shalom de Ensino Superior,

Leia mais

Edital Pronametro nº 1/2014

Edital Pronametro nº 1/2014 Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA NORMALIZAÇÃO, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Edital Pronametro nº 1/2014 Programa

Leia mais

EDITAL 2011 DE ARTES VISUAIS

EDITAL 2011 DE ARTES VISUAIS EDITAL 2011 DE ARTES VISUAIS A Superintendência de Bibliotecas Públicas de Minas Gerais torna pública a abertura do processo de seleção de propostas de exposição de artes visuais para o ano de 2011, para

Leia mais

MANUAL DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR TI - INTEGRADOR FAN CEUNSP

MANUAL DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR TI - INTEGRADOR FAN CEUNSP MANUAL DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR TI - INTEGRADOR FAN CEUNSP Salto 2010 MANUAL DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR TI / INTEGRADOR 0 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 2 TRABALHO INTERDISCIPLINAR (TI)... 3 ORGANIZAÇÃO...

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE - UNI-BH INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO TECNÓLOGO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS. Edital Nº 001/2012

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE - UNI-BH INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO TECNÓLOGO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS. Edital Nº 001/2012 CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE - UNI-BH INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO TECNÓLOGO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Edital Nº 001/2012 Normas para Apresentação do Trabalho Interdisciplinar de Graduação

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO (MONOGRAFIA) TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO (MONOGRAFIA) TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO (MONOGRAFIA) TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Este regulamento normatiza as atividades relativas ao Trabalho de Curso do currículo

Leia mais

Regulamento de Estágio. Bacharelado em Sistemas de Informação Unileste-MG

Regulamento de Estágio. Bacharelado em Sistemas de Informação Unileste-MG Regulamento de Estágio Bacharelado em Sistemas de Informação Unileste-MG Sumário 1. INTRODUÇÃO... 1 2. OBJETIVOS... 1 3. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL... 1 4 ATRIBUIÇÕES... 2 4. LOCAIS DE ESTÁGIO E AGENTES

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA ESTÁGIO DE PEDAGOGIA

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA ESTÁGIO DE PEDAGOGIA ORIENTAÇÕES GERAIS PARA ESTÁGIO DE PEDAGOGIA INTRODUÇÃO Os Estágios Supervisionados constam de atividades de prática pré-profissional, exercidas em situações reais de trabalho, sem vínculo empregatício,

Leia mais

Orientações para Mostra Científica IV MOSTRA CIENTÍFICA 2014 COLÉGIO JOÃO PAULO I

Orientações para Mostra Científica IV MOSTRA CIENTÍFICA 2014 COLÉGIO JOÃO PAULO I Orientações para Mostra Científica IV MOSTRA CIENTÍFICA 2014 COLÉGIO JOÃO PAULO I Tema VIDA EFICIENTE: A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA A SERVIÇO DO PLANETA Cronograma Orientações Pré-projeto Metodologia Relatório

Leia mais

Manual do Trabalho de Conclusão de Curso

Manual do Trabalho de Conclusão de Curso UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DE TECNOLOGIA Departamento de Informática Curso de Engenharia de Computação/Bacharelado em Informática Coordenadoria do Trabalho de Conclusão

Leia mais

EDITAL Nº 47, DE 07 DE MAIO DE 2015.

EDITAL Nº 47, DE 07 DE MAIO DE 2015. EDITAL Nº 47, DE 07 DE MAIO DE 205. O PRÓ-REITOR DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições, torna público o presente Edital

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL PARA TRABALHO FINAL DE GRADUAÇÃO

REGULAMENTO INTERNO DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL PARA TRABALHO FINAL DE GRADUAÇÃO REGULAMENTO INTERNO DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL PARA TRABALHO FINAL DE GRADUAÇÃO São Borja, Janeiro de 2010. Elaboração: Dra.. Caroline Goerck Dra. Cristina Fraga Me. Eliana Godoy Me. Elisângela Maia Pessoa

Leia mais