About!? Tudo sobre a Web 1/65 Dinis Santos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "About!? Tudo sobre a Web 1/65 Dinis Santos"

Transcrição

1 1/65 Dinis Santos

2 Índice O QUE É A INTERNET?...4 Quem controla a Internet?...4 Vantagens da Internet...5 O que se pode fazer na Internet...5 Um pouco de história...6 Principais marcos históricos...6 Evolução da Internet em Portugal...9 TECNOLOGIA DE ACESSO À INTERNET Modem Telefónico ADSL Internet por Cabo Internet pela Rede Eléctrica...14 SERVIÇOS DA INTERNET...14 UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE INTERNET Emulador Telnet...17 Webmail...21 Software Cliente...21 Conselhos...23 Origem dos Smileys...25 Chain-Letters FTP...30 Acesso FTP...32 Linha comandos...32 Software Cliente...33 Internet Explorer...33 Tipos de ficheiros...38 Principais extensões...39 Tipos de Software E-LEARNING...43 Importância e implementação do e-learning...43 e-learning nas empresas...44 Livros electrónicos...45 E- BUSINESS...46 MODELOS DE COMÉRCIO ELECTRÓNICO...47 Lojas Virtuais...48 E-Leilões...48 E-Procurement...49 Centros Comerciais Virtuais...49 E-Marketplaces...49 WWW - INTRODUÇÃO /65 Dinis Santos

3 Linguagem HTML e protocolo HTTP...49 Domain Name Service (DNS)...49 Endereços URL...49 Web Browsers...49 Motores de busca...49 Motores de Busca...49 Portais...49 Problemas na Web...49 Páginas desaparecidas...49 Códigos de erro...49 UMA PRESENÇA NA WEB...49 Alojamento...49 Introdução ao HTML...49 Dicas e sugestões...49 Introdução JAVASCRIPT /65 Dinis Santos

4 O QUE É A INTERNET? A Internet é uma rede de computadores que surgiu em 1969 (apenas com 4 computadores se constituiu a ARPAnet em 2 de Setembro de 1969), de um projecto do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, que tinha como objectivo a interligação de computadores utilizados em centros de investigação com fins militares. Hoje, ninguém coloca em causa a necessidade de, mais dia, menos dia, se vir a ligar à Internet. Seria capaz de imaginar a vida actual sem televisão, telefone ou automóvel? Pois, poucas décadas atrás, muita gente pensava tratarem-se de "luxos supérfluos". Hoje são uma necessidade indiscutível e o mesmo aconteceu com a Internet. A Internet é não só um meio de entretenimento (já integrada com o próprio televisor ou telemóvel), mas principalmente um meio pelo qual se pode comunicar com todo o mundo, pelo qual se pode deslocar ao mais recôndito local do planeta e, principalmente, pelo qual se tem ao dispor toda a informação actualmente existente, sobre qualquer assunto que possa imaginar. A Internet é, pois, uma imensa rede mundial de computadores, mais concretamente um conjunto de redes e sub-redes, situadas em todos os pontos do globo, compostas por computadores de todos os tipos, operados por pessoas de todas as idades, raças, religiões e personalidades. De facto, a Internet torna-se cada vez mais uma ferramenta e não um passatempo. Quem controla a Internet? Um dos fascínios da Internet é que ninguém a controla, embora um dos grandes receios associados à mesma seja a perda de liberdade. Embora as atitudes de alguns utilizadores venham obrigando a intervenções governamentais (por exemplo, no controlo da pornografia), a gestão de toda a informação e relacionamento entre os utilizadores da Internet cabe-lhe fundamentalmente a eles, utilizadores. Não existem leis (exceptuando as atrás citadas, compreensíveis) mas existe um conjunto de regras: a chamada Netiquette. A Internet, além de descentralizada, é anárquica, que foi crescendo numa base de colaboração voluntária e democrática por parte de muitas pessoas. Existem, no entanto, algumas organizações que desempenham um papel de coordenação: ISOC (Internet Society), IAB (Internet Architecture Board), IETF (Internet Engineering Task Force). Em Portugal, esta gestão de atribuição de nomes aos servidores é controlado pela FCCN (Fundação para a Computação Científica Nacional). Este controlo de nomes, ou endereços, não constitui um controlo da própria Internet, antes uma coordenação da sua estrutura (seria uma anarquia total se pretendesse comunicar com um computador e existissem dezenas com o mesmo nome ou endereço). 4/65 Dinis Santos

5 Vantagens da Internet Não existem dúvidas que a Internet tem múltiplas vantagens: Interactividade: O utilizador não é passivo da informação, pode escolher como quer vê-la e dar uma resposta directa; Produtividade: Há a possibilidade de realizar comércio electrónico (e-commerce), intercâmbio de informação, uso de dispositivos e recursos remotos (sistemas de e- learning); Actualidade: Os documentos na rede actualizam-se continuamente. É a sua especial maneira de estarem "vivos" e, portanto, de serem realmente eficazes, úteis e rentáveis; Economia: A informação a que se tem acesso, desde qualquer parte do mundo, está no computador de cada um de uma forma rápida e idêntica à original, ao preço de uma chamada local (já existem pacotes 24h/dia, com o pagamento de uma mensalidade) e com um hardware muito económico; Globalidade: Uma vez que se entra na rede, tem-se acesso a toda a informação e aos recursos que lá se encontram. Na Internet, um utilizador pode ter liberdade de expressão. É o único território onde as fronteiras se diluíram e onde não existem quaisquer censuras (há, obviamente, algumas poucas excepções!). O que se pode fazer na Internet O objectivo básico da Internet é fornecer uma partilha de informação. Imagine-se, confortavelmente sentado em sua casa... Vasculhar um computador instalado na Casa Branca Observar as últimas imagens de Marte? Consultar os câmbios e aplicações financeiras? Procurar traduções Visitar o museu de Louvre? Reservar bilhetes de viagem para férias ou trabalho? Assistir on-line a uma emissão de rádio ou a um espectáculo de música? Efectuar compras de livros, medicamentos, CD's ou utilidades? Ler e respondendo as mensagens electrónicas ( s) Fazer o download de software, jogos ou outras aplicações? Preencher um formulário para um emprego, declaração de rendimentos ou enviando o Curriculum Vitae para determinada empresa? Conversar e jogando jogos, em tempo real, com amigos na mesma cidade ou em qualquer parte do mundo? 5/65 Dinis Santos

6 Tudo isto parece o paraíso... Não se diria tanto mas, a Internet é de facto o universo da comunicação actual, sem o qual não se iria poder evoluir, estudar ou trabalhar, num futuro próximo. Um pouco de história O conceito de Internet não é novo. Surgiu em 1969, em plena "Guerra Fria", quando o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (ARPA - Advanced Research Projects Agency) decidiu concretizar um projecto capaz de estabelecer uma rede computadorizada de informação entre todas as instituições militares. O projecto mostrou-se realizável e foi então que o surgiu a ARPAnet. A principio eram apenas três os computadores que constituiam esta rede mas, depressa se ligaram todas as instituições militares e algumas universidades (principalmente utilizando o correio electrónico)... pouco tempo depois eram mais as instituições civis (maioritariamente universidades) a utilizar a ARPAnet do que propriamente as instituições militares. A ARPAnet continuou a crescer lentamente durante os anos 70 mas, por razões de segurança, continuava a ser uma rede controlada pelos militares e inacessível a largos sectores da comunidade académica. Em início dos anos 80, com a adopção dos protocolos TCP/IP, essa rede experimental foi dividida em duas: a NSFnet, orientada fundamentalmente para fins científicos (NSFnet é a sigla de National Science Foundation) e a MILnet, com fins exclusivamente militares. E foi no âmbito da NFSnet que começou a crescer a grande "bola de neve", que passou a ser conhecida como Internet. Se o primeiro grande salto qualitativo na evolução da Internet esteve na sua abertura às Universidades, a nível mundial, o segundo motor da sua expansão resultou no interesse dos seus serviços por parte de muitas organizações comerciais, que viram este novo meio de comunicação um amplo mercado a explorar. O caminho ficou então aberto para que a Internet se transformasse no sucesso que é hoje. Principais marcos históricos Para um resumo alargado dos principais marcos históricos da Internet e ligados ao mundo da informática envie um para com o assunto Principais marcos Históricos 6/65 Dinis Santos

7 Alguns dados estatísticos O gráfico seguinte mostra e evolução do número de utilizadores de Internet, desde 1995 a 2002 (valores referentes ao início de cada ano). Fonte: Nua Lta O gráfico seguinte apresenta uma estimativa para o número de utilizadores da Internet, em Setembro de 2002, por área geográfica. O número total de utilizadores, em todo o mundo, seria de 605 milhões (correspondentes a cerca de 10% da população mundial). Fonte: Nua Lta 7/65 Dinis Santos

8 O gráfico seguinte mostra a evolução do número de servidores, na última década. Fonte: 8/65 Dinis Santos

9 Evolução da Internet em Portugal Em meados da década de 80 foi instalado o primeiro nó da EARN (European Academic and Research Network) em Portugal (Lisboa), e por iniciativa do PUUG (Portuguese Unix User Group) é instalado o nó português da EUnet (uma das mais importantes empresas fornecedoras de serviços para a Internet). Mas foi a criação da FCCN (Fundação do Cálculo Científico Nacional, hoje designada Fundação para a Computação Científica Nacional), em 1986, que deu início à instalação da primeira rede de âmbito nacional, a RCCN (Rede da Comunidade Científica Nacional). Durante os primeiros anos da década de 90 (digamos até 1994), em Portugal, apenas algumas centenas de pessoas, na comunidade académica e científica, faziam uso regular da Internet. Durante o ano de 1995 o crescimento acelerado da Internet em Portugal foi acompanhado por uma maior visibilidade social, com a criação de sites de alguns órgãos de comunicação social: Público, Jornal de Notícias, Rádio Comercial e TVI. De facto, apenas nos últimos anos se começou a alargar a utilização da Internet em Portugal. Primeiro, através das Universidades e Centros de I&D (Investigação e Desenvolvimento). Mais tarde, com o aparecimento de diverso ISP (Internet Service Providers), deu-se a ligação à rede de um número cada vez maior de empresas, organismos públicos e utilizadores individuais. Alguns dados estatísticos No final de 1996, Portugal contava com 40 mil utilizadores da Internet. Um inquérito realizado, nesse ano, revelou que a faixa etária que mais utilizava a Internet era dos anos (46%), seguida de anos (23%). Em 1998, existiam cerca de possuidores de PC's sendo a taxa de penetração a nível doméstico de 11%. Nesse ano, o número de Cibernautas era de 100 mil (excluindo aqueles que a ela acedem através das universidades), sendo que cerca de 50% navegavam na Internet a partir de casa. Em 2000, cerca de 53% das pessoas usava computador e 23% tinha acesso à Internet. No final do primeiro semestre de 2000, o ICP (Instituto de Comunicações de Portugal) estimava a existência de 1.3 milhões de utilizadores da Internet. Em 02/10/2001, segundo uma entrevista do Prof. Mariano Gago (Ministro da Ciência e Tecnologia), à Antena1, a taxa de penetração da Internet na população era de 30%. Este valor resultou de um inquérito efectuado em 2001, para indivíduos entre os 15 e os 64 anos. Segundo os resultados do mesmo inquérito, das pessoas que usam a Internet cerca de 3/4 eram utilizadores frequentes enquanto os restantes apenas ocasionais. Na faixa etária dos 15 aos 20 anos, a Internet era utilizada por 85% dos indivíduos inquiridos. No ano de /65 Dinis Santos

10 existiam 50 vezes mais conteúdos (de origem portuguesa), na Internet, do que 4 anos atrás (1997). Isto deve-se, certamente, ao rápido crescimento que a World Wide Web teve nos últimos anos. Segundo a Euronews (Outubro 2001), 10% dos Cibernautas portugueses faziam compras on-line, valor bem abaixo em comparação com os países europeus mais desenvolvidos. Mais recentemente, de acordo com dados estatísticos revelados pela ANACOM (Autoridade Nacional de Comunicações), o número de subscritores de serviços à Internet ultrapassou os 4.4 milhões no final do segundo trimestre de 2002, sendo mais 48% do que no mesmo período em Do total de subscritores, 269 mil correspondem a acessos por banda larga, incluindo cabo e ADSL, o que traduz um crescimento de 122% face ao primeiro trimestre. Tendo isto em conta, os acessos à Internet por banda larga representavam 6% do total de acessos e 56% do total de acessos pagos no segundo trimestre deste ano. A generalidade dos acessos de banda larga, 98% do total, são garantidos por tecnologia de cabo, enquanto os restantes são garantidos por ligações ADSL que, em Junho, contava com mais de 5000 subscritores, registando um acréscimo de 40% em relação ao passado mês de Março. A taxa de penetração do serviço, incluindo todos os tipos de acesso, no período do ano passado. Em Junho, estavam registadas, para a prestação de serviços de acesso à Internet, 53 entidades, das quais 30 se encontravam em actividade 10/65 Dinis Santos

11 TECNOLOGIA DE ACESSO À INTERNET Para aceder à Internet é necessário uma porta de entrada nesta rede gigante. O nosso computador necessita de ter um modem que faça a transferência de dados e autentique os nossos dados de utilizador num ISP (Internet Service Provider). 1. Modem Telefónico 1.1 Linha Telefónica Analógica Neste tipo de ligação a velocidade máxima que se pode atingir, actualmente, é de 56 kbps, mas é difícil realizar estas velocidades continuamente devido à natureza da linha. 11/65 Dinis Santos

12 1.2 Linha Telefónica RDIS A Rede Digital Integradora de Serviços surge como alternativa ao acesso via ligação telefónica tradicional, sendo uma rede de transmissão e computação digital. Este tipo de ligação tem como objectivo oferecer às empresas e particulares comunicações de voz, texto dados e imagem com mais qualidade, maior velocidade e, consequentemente, uma redução de custos. A RDIS baseia-se na tecnologia digital ponto a ponto e, para além das vantagens comuns às linhas telefónicas tradicionais, oferece novos serviços, facilidades e aplicações, permitindo uma maior eficácia e versatilidade nas comunicações. Existem duas velocidades: 64 kb/s e 128 kb/s. 2. ADSL O ADSL é uma tecnologia revolucionária, que se apresenta como a solução óptima para aceder à Internet de banda larga. É uma tecnologia de transmissão de voz e dados sobre a linha telefónica utilizada actualmente, a qual permite velocidades bastante superiores às conseguidas através das linhas analógicas, ou das linhas RDIS. As principais características da Tecnologia ADSL são: - Velocidade de transmissão Permite velocidades de 10 Mbps, ou seja, quase 200 vezes mais rápido do que uma linha analógica normal. Ao contrário da Internet por cabo, esta não tem largura partilhada, o que lhe permite atingir sempre as velocidades máximas caso os ISPs assim o disponibilizem. - A transmissão de informação via ADSL é realizada de forma assimétrica. Isto é, a largura de banda é gerida de uma forma inteligente, sendo a velocidade de recepção de informação (downstream) superior à velocidade de envio (upstream). O que lhe permite a utilização sem limites de todos os recursos da Internet: Image, vídeo, etc. 12/65 Dinis Santos

13 Telefone e Internet em Simultâneo Instalar ADSL em casa é extremamente simples, porque a linha telefónica utilizada é a mesma, permitindo-lhe assim a manutenção dos seus terminais de telecomunicações. O único requisito é a aquisição de um modem específico e por vezes a instalação de micro-filtros nos seus equipamentos de voz (telefones e faxes). 3. Internet por Cabo Contrariamente às linhas telefónicas, que têm uma largura de banda muito limitada, os cabos deste tipo de rede têm uma largura de bando muito superior. Com as novas redes por cabo é já possível criar páginas web com recursos multimédia muito mais elaborados. A utilização de vídeo na Net será uma realidade corriqueira bem como a utilização de ficheiros de imagens mais pesados e em maior quantidade. O acesso à rede, neste tipo de ligação é feito como recurso a um modem de cabo que se liga à ficha de sinal de TV por cabo. A velocidade máxima de acesso à Net é no mínimo alucinante 27 mbps = kbps. Se comparado com os 56 kbps de um modem normal ficamos efectivamente elucidados, concluindo que a rede por cabo pode ser 500 vezes mais rápida. O problema é que esta velocidade máxima é por célula e cada célula de cabo serve normalmente algumas dezenas de terminais. Daí que a velocidade desta Internet comercializada em Protugal seja de 640 kb e ainda assim em alturas de muito tráfego poder atingir metade destes valore (capacidade). 13/65 Dinis Santos

14 4. Internet pela Rede Eléctrica Esta será a opção do futuro. Apesar de estar ainda em testes tudo indica que chegará a um público mais vasto e com um preço mais reduzido. Este sistema de Internet necessita apenas a instalação da rede eléctrica sem ser necessário ter TV por cabo ou telefone instalado. SERVIÇOS DA INTERNET A Internet oferece vários serviços, entre os quais: Correio electrónico ( ), utilizada para enviar/receber mensagens e ficheiros (de todo o tipo). World Wide Web (WWW), utilizada para consultas de páginas Web e pesquisa de qualquer tipo de informação. Grupos (ou fóruns) de discussão (Newsgroups), utilizada para possibilitar a comunicação entre pessoas com interesses comuns. Chat (IRC, ICQ, Webchats e Messengers), utilizado para conversação em tempo real. File Transfer Protocol (FTP), para procura e transferência de ficheiros (download e upload). Emulação de terminal (Telnet), para ligação a sistemas remotos. Antes do aparecimento da WWW e nomeadamente dos sistemas de pesquisa de informação na Internet (motores de busca), eram usados outros instrumentos para localizar informação, nomeadamente: Archie - Foi o primeiro sistema de pesquisa que conheceu popularidade. Este sistema de busca encontra-se instalado em muitos servidores e pode ser acedido por telnet (requerendo a palavra archie como login). Também pode ser acedido por um programa cliente de archie ou por correio electrónico. WAIS (Wide Area Information Servers) - É outro sistema de busca, que tal como o Archie, pode ser acedido por telnet e faz pesquisa a partir de palavras-chave que lhe forneçam. Gopher - É também um sistema de pesquisa para todo o tipo de ficheiros disponíveis. O acesso a um servidor de gopher também pode ser feito por telnet (indicando como login a palavra gopher) ou então através de programas cliente de gopher, com interfaces gráficas mais interessantes. A Internet permite a ligação a qualquer computador do mundo que também esteja ligado à Internet, não necessitando que esse computador seja do mesmo tipo que o nosso. Esta ligação só é possível graças ao protocolo utilizado, TCP/IP, que pode ser definido como sendo um conjunto de regras referentes à forma de funcionamento da troca de dados entre computadores. 14/65 Dinis Santos

15 UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE INTERNET Os 10 mandamentos da Internet Numa mensagem que circulou pela Internet, os 10 mandamentos são os seguintes: 1. Não deverá usar o computador para prejudicar terceiros. 2. Não deverá interferir com o trabalho informático de terceiros. 3. Não deverá vasculhar os arquivos de ficheiros de terceiros. 4. Não deverá usar o computador para roubar. 5. Não deverá usar o computador para prestar falsos testemunhos. 6. Não deverá utilizar ou copiar software pelo qual não pagou (caso não seja freeware). 7. Não deverá usar, sem autorização prévia, os recursos informáticos de terceiros. 8. Não deverá apropriar-se do trabalho intelectual de terceiros. 9. Deverá pensar nas consequências sociais daquilo que escreve. 10. Deverá usar o computador com respeito e consideração por terceiros. 1. Sistema que permite o envio de mensagens por computador ou outro equipamento de tecnologia de informação. As mensagens poderão incluir voz, gráficos, imagens e outras informações. Introdução O correio electrónico, ou como é mundialmente conhecido, foi um dos primeiros serviços telemáticos a ser implementado na Internet e ainda hoje é provavelmente aquele que é utilizado com maior frequência. O envio de uma mensagem de correio electrónico para outros utilizadores da Internet pressupõe, obviamente, o conhecimento dos seus endereços de . Um endereço de consiste em duas partes separadas pelo ("at" ou arroba): O username (nome do utilizador) - É o nome que identifica o utilizador. Pode ser um nome real ou um pseudónimo. O domain name (nome do domínio) - É a localização da conta do utilizador na Internet. As várias partes do nome do domínio são separadas por pontos (.). Um exemplo de endereço electrónico, onde areatestes constitui o username e iol.pt o domínio (iol= provedor de serviço; pt = portugal). A maioria das pessoas utiliza o correio electrónico através de uma conta e de um endereço (ou de um conjunto de endereços), fornecidos por um ISP, ou através de correio Web (também designado por Webmail), que se tornou muito popular nos últimos anos. Por 15/65 Dinis Santos

16 exemplo, o HOTMAIL, em Maio de 2001, contava com várias dezenas de milhões de utilizadores. O principal protocolo, que está na base do funcionamento do correio electrónico, é o SMTP (Simple Mail Transfer Protocol). Cada país apresenta um conjunto de duas letras que o identifica como domínio geográfico para os endereços de correio electrónico. Existem, ainda, outros domínios não geográficos, não de países mas de entidades/instituições/organizações. Uma lista destes domínios pode ser solicitada para o com o assunto: Lista Domínios Utilização do Correio Electrónico O seu não é mais do que o endereço de um espaço (caixa de correio) no disco rígido (2-15mb) do seu servidor. Para aceder a uma caixa de correio temos ao dispor três métodos distintos não só em termos de acesso como de visualização. Os servidores responsáveis pelo recebimento de correio denominam-se por POP server e de envio por SMTP server. Qualquer um dos seguintes métodos pretende de uma forma própria ter acesso privilegiado ao servidor e dar-lhe ordens : 16/65 Dinis Santos

17 Emulador Telnet Os comandos que pode/deve utilizar são: COMANDO Open USER PASS STAT DESCRIÇÃO Para conectar com o servidor deverá seguir os seguintes atributos: pop.servidor.domínio porta# (A maioria dos servidores pop utilizam a porta 110) Este deverá ser o primeiro comando após a ligação. Deverá fornecer ao emulador o seu identificador (não o completo) ex: user areatestes para entrar na caixa de Este deverá o próximo comando a seguir a USER. Tem de fornecer a password do seu (poderá ser case-sensitive) A resposta a este comando será: +OK #msgs #bytes Em que: LIST RETR msg# TOP msg# #lines #msgs será o número de mensagens na caixa de correio e #bytes será o total de bytes usado por todas as mensagens A resposta a este comando será uma lista de cada mensagem com o seu número e o seu respectivo tamanho em bytes EX: +OK 3 messages Este comando envia-nos a mensagem # (ex: retr 2) em modo de texto Este comando é opcional já que nem todos os servidores o suportam. O comando irá listar o cabeçalho da mensagem e as primeiras linhas do corpo da mensagem.. EX: TOP 1 0 irá listar apenas o cabeçalho da mensagem TOP 1 5 irá listar o cabeçalho da mensagem e as primeiras 5 linhas do corpo de texto da mensagem DELE msg# Este comando marca determinada mensagem para ser apagada. Esta é a melhor forma para eliminar uma mensagem problemática. Só será efectivamente apagada após a execução do comando seguinte QUIT. EX: DELE 3 QUIT Este comando apaga qualquer mensagem previamente marcada e cancela a entrada no servidor. Não desliga a ligação com o servidor, apenas da caixa de correio. 17/65 Dinis Santos

18 1. Para executar o emulador de Telnet tem que abri o menu iniciar, seleccionar executar e digitar telnet 2. Para conectar ao servidor POP digite open e de seguida o nome_porta (pop.iol.pt_110) do servidor ao qual quer ligar. 18/65 Dinis Santos

19 3. Depois de obter a confirmação de conexão será necessário proceder à autenticação. Para tal deverá:. Digitar o comando user seguido do seu nome de utilizador (enter). Digitar o comando pass seguido da sua password (enter) 4. Para obter uma listagem das suas mensagens deverá executar o comando list (enter) 19/65 Dinis Santos

20 5. Para abrir a totalidade da mensagem basta executar o comando RETR 1 6. Para abrir apenas o cabeçalho da mensagem e a primeira linha deverá executar o comando top_#mensagem_#linhas Ex: TOP /65 Dinis Santos

21 Webmail O Webmail não é mais do que a utilização do através do site do servidor. É realizado através de um software que o servidor disponibiliza gratuitamente no seu site. Tem a vantagem de poder ser utilizado em qualquer computador e em qualquer parte do mundo. Um dos mais conhecidos é o Hotmail (www.hotmail.com) Ex: Software Cliente A utilização de softwares s cliente é a mais usual de todos os métodos de envio e recepção de mensagens electrónicas. Na grande variedade de programas específicos para este fim encontramos nomes como o Lótus Notes, o Microsoft Exchange ou o Novell Groupwise, mais adequados a grandes organizações ou o Microsoft Outlook Express mais adequado a pequenas e médias empresas ou a utilizadores individuais. Por serem programas de uso relativamente fácil, até mesmo a sua configuração é acessível, sendo necessário apenas conhecer o servidos POP (a receber) e SMTP (a enviar) do seu servidor. 21/65 Dinis Santos

22 Envio de correio electrónico Contas de gratuítas Existem vários sites que disponibilizam contas de gratuítas (Webmails): Internacionais BigFoot - Eudora - GeoCities - MSN HotMail - Mail.com - Nacionais Mail.Pt - Clix PortugalMail - SAPO - Zmail - Netscape.Net - Usa.Net - Yahoo! - 22/65 Dinis Santos

23 Conselhos Introdução Existem algumas notas (regras) sobre a utilização do correio electrónico ( ). A Netiquette (em português "Netiqueta") é um conjunto de regras gerais sobre etiqueta e boas maneiras no envio de mensagens e, de uma forma geral, no comportamento do utilizador na Internet. Os endereços de correio electrónico não são case-sensitive. Tanto podem ser escritas com maiúsculas, minúsculas ou ambas. Costuma utilizar-se, por convenção, as minúsculas. Ao abrir uma nova conta de é inevitável que comece a receber spam ( s não desejados de origem comercial). Deve tomar cuidado com os locais onde deixa o seu endereço de (subscrição de notícias, mailing lists, etc). Se localizar documentos suspeitos, na sua caixa de correio, o melhor que tem a fazer é eliminálos sem demora (sem os abrir!). Se os abrir e contiver vírus contaminará o seu computador. Não redija as mensagens em letras maiúsculas, pois isso é encarado como se estivesse a GRITAR com toda a gente. Evite, pois, a utilização de maiúsculas a menos que queira dizer algo de muito importante. Não envie, nem "reencaminhe" (forward) mensagens com dezenas de endereços de no campo... Para: (To:). Nem reenvie uma mensagem na sua totalidade só para adicionar um comentário do tipo "concordo" no final. Nem faça mailbombing, pois constitui uma prática desagradável. E relativamente às hoaxs, verifique se o assunto referido merece importância para ser re-enviado para outras pessoas. Quando responde (reply) a uma mensagem de , o texto da mensagem original é incluído no campo da sua resposta. Elimine as linhas que não interessam deixando ficar apenas aquelas que tornem mais clara a sua resposta. Se receber um a avisá-lo de um vírus perigoso e catastrófico, não faça forward dessa mensagem, de imediato para todos os seus contactos, sem ter a certeza do seu conteúdo. Provavelmente não passa de um falso alarme. Se receber um que lhe "sugere" reenviar a mensagem para X pessoas e ganhar muito dinheiro (ou ter muita sorte), ou qualquer coisa do género... não o faça. Nada ganhará com isso e, em muitos casos, o objectivo de quem enviou a mensagem é outro que não aquele que aparenta ser. Ver alguns exemplos. Evite enviar mensagens em formato HTML. Muitas pessoas apenas utilizam o "texto simples", e as mensagens em HTML são mais pesadas do que as de texto simples, demoram mais tempo a enviar e também a receber. Por vezes, envia uma mensagem e ela é-lhe devolvida. As razões para isto acontecer variam... ou o endereço que usou já não existe, ou talvez seja porque existe um problema temporário do "outro lado". Leia, com atenção, todas as mensagens que acompanham os s devolvidos para saber todos os pormenores. Não envie mensagens em documentos anexos (principalmente do Word). O destinatário terá muito mais trabalho para ler a sua mensagem, e os anexos de são o método normal de propagação de vírus. Muitas pessoas não os abrem sequer... limitam-se a apagar a mensagem e pronto. 23/65 Dinis Santos

24 Evite enviar ficheiros de imagem anexos a mensagens de . Se o tiver que fazer, tenha o cuidado de escrever no corpo da mensagem uma descrição dessa imagem e, tome atenção ao tamanho excessivo que os ficheiros de imagem podem assumir. Os acrónimos que normalmente podem aparecer no (e também nos chats) incluem siglas. Alguns exemplos: AFAIK = As far as I know (tanto quanto sei); AKA = Also as know (também conhecido como); BFN = Bye for now (até à próxima); BRB = Be right back (volto já); BTW = By the way (a propósito); DYOR = Do your own research (faça a sua própria pesquisa); FAQ = Frequenty asked questions (questões mais frequentes); FYI = For your information (para sua informação); GA = Go ahead (vá em frente); HTH = Hope this help (espero que isto ajude); IAC = In any case (em qualquer dos casos); IAE = In any event (em qualquer situação); IMCO = In my considered opinion (na minha conceituada opinião); IMHO = In my humble opinion (na minha humilde opinião); IMO = In my opinion (na minha opinião); IOW = In other words (noutras palavras); IRL = In real life (na vida real); JIC = Just in case (na eventualidade de); LOL = Laughing out loud (rir alto); MSG = Message (mensagem); MYOB = Mind your own business (meta-se na sua vida); NOYB = None of your business (não é da sua conta); OIC = Oh, I see (Ah, estou a ver); OTOH = On the other hand (por outro lado); POV = Point of view (ponto de vista); PPL = People (pessoal); ROTFL = Rolling on the floor laughing (rolando pelo chão a rir); TIA = Thanks in advance (agradecendo desde já); etc. Solicite uma lista completa de acrónimos enviando um para Para além dos acrónimos (abreviaturas), os smileys constituem um meio de comunicação escrito nos s, pois poupam tempo de dactilografia e são uma forma alternativa de linguagem e expressão emotiva. 24/65 Dinis Santos

Manual Internet. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt

Manual Internet. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Manual Internet Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Fevereiro de 2006 Índice Internet... 2 Correio electrónico... 2 Os endereços... 2 Lista de correio... 2 Grupos

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Tecnologias da Informação e Comunicação UNIDADE 3 Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Aula nº 2º Período Escola EB 2,3 de Taíde Ano lectivo 2009/2010 SUMÁRIO Introdução à Internet: história

Leia mais

T ecnologias de I informação de C omunicação

T ecnologias de I informação de C omunicação T ecnologias de I informação de C omunicação 9º ANO Prof. Sandrina Correia TIC Prof. Sandrina Correia 1 Objectivos Aferir sobre a finalidade da Internet Identificar os componentes necessários para aceder

Leia mais

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET INTERNET O QUE É A INTERNET? O QUE É NECESSÁRIO PARA ACEDER À INTERNET? QUAL A DIFERENÇA ENTRE WEB E INTERNET? HISTÓRIA DA INTERNET SERVIÇOS BÁSICOS DA INTERNET 2 1 INTERCONNECTED NETWORK INTERNET A Internet

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação. Principais tipos de serviços da Internet

Tecnologias da Informação e Comunicação. Principais tipos de serviços da Internet Tecnologias da Informação e Comunicação Principais tipos de serviços da Internet Introdução à Internet Serviços básicos Word Wide Web (WWW) Correio electrónico (e-mail) Transferência de ficheiros (FTP)

Leia mais

UNIDADE 3: Internet. Navegação na Web utilizando um browser. Utilização de uma aplicação para Correio Electrónico

UNIDADE 3: Internet. Navegação na Web utilizando um browser. Utilização de uma aplicação para Correio Electrónico Navegação na Web utilizando um browser Utilização de uma aplicação para Correio Electrónico A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas

Leia mais

GUIA DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO

GUIA DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO GUIA DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO GMAIL utilizador 2010 O presente manual pretende dar indicações suficientes para que o utilizador possa utilizador o correio electrónico disponibilizado pela empresa GOOGLE

Leia mais

Navegação na Web utilizando um browser. Utilização de uma aplicação para Correio Electrónico

Navegação na Web utilizando um browser. Utilização de uma aplicação para Correio Electrónico Navegação na Web utilizando um browser Utilização de uma aplicação para Correio Electrónico A, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas comuns, linhas

Leia mais

A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados, entre si, através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação

A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados, entre si, através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados, entre si, através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros serviços de telecomunicação. Hardware

Leia mais

Introdução à Internet

Introdução à Internet Introdução à Internet Paulo Santos v. 2.0-2012 1 Índice 1 Introdução à Internet... 3 1.1 Conceitos base... 3 1.1.1 O que é a internet?... 3 1.1.2 O que é preciso para aceder à internet?... 3 1.1.3 Que

Leia mais

PARANÁ GOVERNO DO ESTADO

PARANÁ GOVERNO DO ESTADO PROTOCOLOS DA INTERNET FAMÍLIA TCP/IP INTRODUÇÃO É muito comum confundir o TCP/IP como um único protocolo, uma vez que, TCP e IP são dois protocolos distintos, ao mesmo tempo que, também os mais importantes

Leia mais

1. INTERNET OU NET. Hardware. Computador. Linha telefónica normal, linha RDIS, ligação por cabo ou ADSL. Modem

1. INTERNET OU NET. Hardware. Computador. Linha telefónica normal, linha RDIS, ligação por cabo ou ADSL. Modem 1. INTERNET OU NET O que é a Internet? A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros

Leia mais

Introdução à Internet

Introdução à Internet Tecnologias de Informação e Comunicação Introdução Internet? Introdução 11-03-2007 TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 2 Internet Introdução É uma rede global de computadores interligados que comunicam

Leia mais

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 INTRODUÇÃO Parte 1 O que é a Internet? A Internet é uma rede mundial de computadores, englobando redes menores distribuídas por vários países, estados e cidades. Ao contrário do que muitos pensam,

Leia mais

Introdução à Internet

Introdução à Internet Internet Introdução à Internet A Internet é a maior rede de computadores do Mundo, abrangendo praticamente todos os países. Uma rede de computadores é um conjunto de dois ou mais computadores interligados,

Leia mais

Internet. O que é a Internet?

Internet. O que é a Internet? O que é a Internet? É uma rede de redes de computadores, em escala mundial, que permite aos seus utilizadores partilharem e trocarem informação. A Internet surgiu em 1969 como uma rede de computadores

Leia mais

Glossário de Internet

Glossário de Internet Acesso por cabo Tipo de acesso à Internet que apresenta uma largura de banda muito superior à da linha analógica. A ligação é feita com recurso a um modem (de cabo), que se liga à ficha de sinal de TV

Leia mais

INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO INTRODUÇÃO À INTERNET A Internet é a maior rede de computadores do Mundo, abrangendo praticamente todos os países; Escrevemos Internet com um «I» maiúsculo

Leia mais

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 Acessando endereços simultaneamente Parte 2 Um recurso interessante e extremamente útil é o de abrir várias janelas ao mesmo tempo. Em cada janela você poderá acessar um endereço diferente na

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Noções Básicas de Informática Componentes de hardware Monitor : permite visualizar informação na forma de imagem ou vídeo; todo o trabalho desenvolvido com o computador pode ser

Leia mais

Internet. Professor: Francisco Silva

Internet. Professor: Francisco Silva Internet e Serviços Internet A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros serviços

Leia mais

Grande conjunto de informação que existe em todo o Mundo alojada em centenas de milhares de computadores chamados servidores Web.

Grande conjunto de informação que existe em todo o Mundo alojada em centenas de milhares de computadores chamados servidores Web. 1. Complete a tabela. Designação Descrição Rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros serviços de telecomunicação.

Leia mais

Algumas informações sobre a rede informática do ISA

Algumas informações sobre a rede informática do ISA Algumas informações sobre a rede informática do ISA Fernanda Valente Graça Abrantes A grande maioria dos computadores do Instituto Superior de Agronomia estão ligados entre si constituindo uma Intranet,

Leia mais

Por razões de segurança não guardamos as passwords (palavra-passe) dos acessos aos sites. Será necessário gerar uma nova password.

Por razões de segurança não guardamos as passwords (palavra-passe) dos acessos aos sites. Será necessário gerar uma nova password. 1 de 7 11-11-2010 09:17 Painel de Administração cpanel Instruções Iniciais Estamos muito gratos por ter escolhido alojar o seu site na IBERWEB. Em caso de dúvidas, por favor contacte de imediato o nosso

Leia mais

INFORMÁTICA PARA GESTÃO I Curso Superior de Gestão de Marketing

INFORMÁTICA PARA GESTÃO I Curso Superior de Gestão de Marketing INFORMÁTICA PARA GESTÃO I Curso Superior de Gestão de Marketing Docente (Teóricas): E-mail: vmnf@yahoo.com Web: http://www.vmnf.net/ipam Aula 10 Sumário A Internet: História, Serviços e Tipos de Ligação

Leia mais

Guia de Estudo. Redes e Internet

Guia de Estudo. Redes e Internet Tecnologias da Informação e Comunicação Guia de Estudo Redes e Internet Aspectos Genéricos Uma rede de computadores é um sistema de comunicação de dados constituído através da interligação de computadores

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL Na internet, cada computador conectado à rede tem um endereço IP. Todos os endereços IPv4 possuem 32 bits. Os endereços IP são atribuídos à interface

Leia mais

INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET

INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET Objectivos História da Internet Definição de Internet Definição dos protocolos de comunicação Entender o que é o ISP (Internet Service Providers) Enumerar os equipamentos

Leia mais

Redes de Computadores II

Redes de Computadores II Redes de Computadores II INTERNET Protocolos de Aplicação Intranet Prof: Ricardo Luís R. Peres As aplicações na arquitetura Internet, são implementadas de forma independente, ou seja, não existe um padrão

Leia mais

Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/

Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/ Crie uma pasta (0) no ambiente de trabalho com o seu nome. Inicie o Internet Explorer através do: W O R K S H O P Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/

Leia mais

CLC5 Formador: Vítor Dourado

CLC5 Formador: Vítor Dourado 1 A designação da Internet advém de Interconnected Network, ou seja, rede interligada. A Internet é uma gigantesca teia mundial de redes de computadores, em constante crescimento e evolução, oferecendo

Leia mais

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG]

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG] [Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 09-06-2010 Controlo do Documento Autor

Leia mais

Internet e seus recursos

Internet e seus recursos O Portal dos Miúdos e Graúdos Instituto Politécnico de Bragança Escola Superior de Educação Internet e seus recursos Portal dos Catraios, 2002 Vitor Gonçalves Conceito Básico INTERNET é uma rede global

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Tecnologias da Informação e Comunicação UNIDADE 3 Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Aula nº 2º Período Escola EB 2,3 de Taíde Ano lectivo 2009/2010 SUMÁRIO Serviços básicos da internet

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Aula 23 http://www.ic.uff.br/~bianca/introinfo/ Aula 23-07/12/2007 1 Histórico da Internet Início dos anos 60 Um professor do MIT (J.C.R. Licklider) propõe a idéia de uma Rede

Leia mais

Estrutura de um endereço de Internet

Estrutura de um endereço de Internet Barras do Internet Explorer Estrutura de um endereço de Internet Na Internet, cada servidor tem uma identificação única, correspondente ao endereço definido no IP (Internet Protocol). Esse endereço é composto

Leia mais

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Unidade de Ensino/Aprendizagem Tecnologias da Informação e Comunicação Conceitos Introdutórios Conceitos

Leia mais

NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS: intervir em rede

NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS: intervir em rede NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS: intervir em rede Algumas especificações técnicas 1 Bibliografia: REBELO, Manuel Ferreira Soares Textos de Apoio da Acção de Formação Internet e Word Web: Novos Espaços

Leia mais

Manual do Utilizador Aluno

Manual do Utilizador Aluno Manual do Utilizador Aluno Escola Virtual Morada: Rua da Restauração, 365 4099-023 Porto PORTUGAL Serviço de Apoio ao Cliente: Telefone: (+351) 707 50 52 02 Fax: (+351) 22 608 83 65 Serviço Comercial:

Leia mais

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG]

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] [Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 10-07-2009 Controlo do Documento Autor

Leia mais

Internet. Definição. Arquitectura cliente servidor

Internet. Definição. Arquitectura cliente servidor Internet Definição A definição mais simples de Internet é que é a maior rede mundial de computadores. Do ponto de vista técnico, a Internet consiste numa rede composta por outras redes de computadores

Leia mais

Conceitos Sistema da informação e comunicação N.º de Aulas

Conceitos Sistema da informação e comunicação N.º de Aulas PLANIFICAÇÃO AGRUPAMENTO ANUAL - DE TECNOLOGIAS ANO ESCOLAS LECTIVO DR. VIEIRA DE CARVALHO 9º ANO 2008/2009 DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Tecnologias 1º Período Conceitos Sistema da informação e comunicação

Leia mais

Correio Eletrônico Outlook Express. Prof. Rafael www.facebook.com/rafampsilva rafampsilva@yahoo.com.br

Correio Eletrônico Outlook Express. Prof. Rafael www.facebook.com/rafampsilva rafampsilva@yahoo.com.br Correio Eletrônico Outlook Express Prof. Rafael www.facebook.com/rafampsilva rafampsilva@yahoo.com.br O Microsoft Outlook é o principal cliente de mensagens e colaboração para ajudá-lo a obter os melhores

Leia mais

Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Gestão Área Interdepartamental de Tecnologias de Informação e Comunicação.

Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Gestão Área Interdepartamental de Tecnologias de Informação e Comunicação. Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Gestão Área Interdepartamental de Tecnologias de Informação e Comunicação Internet Conceito de Internet Para compreender melhor a estrutura da Internet,

Leia mais

Hospitais 2004. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação DOCUMENTO METODOLÓGICO

Hospitais 2004. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação DOCUMENTO METODOLÓGICO Hospitais 2004 Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação DOCUMENTO METODOLÓGICO ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO E OBJECTIVOS DO PROJECTO... 3 2. RECOLHA E TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO...

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Desenvolvimento em Ambiente Web Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Internet A Internet é um conjunto de redes de computadores de domínio público interligadas pelo mundo inteiro, que tem

Leia mais

Pequena história da Internet

Pequena história da Internet Pequena história da Internet A Internet nasceu em 1969, nos Estados Unidos. Interligava originalmente laboratórios de pesquisa e se chamava ARPAnet (ARPA: Advanced Research Projects Agency). Era uma rede

Leia mais

DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALGARVE Escola Básica Doutor João Lúcio

DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALGARVE Escola Básica Doutor João Lúcio DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALGARVE Escola Básica Doutor João Lúcio Introdução à Internet Nos dias de hoje a Internet encontra-se massificada, e disponível nos quatro cantos do mundo devido às suas

Leia mais

Criação de Páginas Web Em FrontPage

Criação de Páginas Web Em FrontPage Criação de Páginas Web Em FrontPage Ficha de trabalho N.º 1 3.2. Criação e Gestão de um site Criação de um web site; O ambiente de trabalho do FrontPage; A barra de vistas; Gestão de páginas: criação;

Leia mais

ENSINO BÁSICO CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO Praticas Administrativas

ENSINO BÁSICO CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO Praticas Administrativas Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes ENSINO BÁSICO CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO Praticas Administrativas ESCOLA: Dr. Solano de Abreu DISCIPLINA:TIC ANO: 1 ANO 2013/2014 CONTEÚDOS Conceitos básicos Informática

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 3 Internet, Browser e E-mail. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 3 Internet, Browser e E-mail. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 3 Internet, Browser e E-mail Professora: Cintia Caetano SURGIMENTO DA INTERNET A rede mundial de computadores, ou Internet, surgiu em plena Guerra Fria, no final da década de

Leia mais

Internet. História da Internet

Internet. História da Internet Internet A rede mundial de computadores é um grande fenômeno e está ampliando os horizontes de profissionais e empresas. O acesso é feito a qualquer hora e de qualquer lugar: do escritório, em casa, na

Leia mais

APOSTILA BÁSICA SOBRE INTERNET

APOSTILA BÁSICA SOBRE INTERNET APOSTILA BÁSICA SOBRE INTERNET DEFINIÇÕES BÁSICAS A Internet é um conjunto de redes de computadores interligados pelo mundo inteiro, ue têm em comum um conjunto de protocolos e serviços. O ue permite a

Leia mais

# # & '% *+,-*+,./01)* 3 +,-3 +,./01)+ % 5

# # & '% *+,-*+,./01)* 3 +,-3 +,./01)+ % 5 !" # # $% & '% )" *+,-*+,./01)* )2' 3 +,-3 +,./01)+ )2%4 % 5 ( )" 17 5 2 7 8 %' 6 )" #11-# # 0 : ; < ' : 1 7 9 > " & % %? #5 @ ) A%) =!! "!! #! B %&' No final dos anos 60, a ARPA (Advanced Research Projects

Leia mais

http://www.uarte.mct.pt

http://www.uarte.mct.pt ws-ftp 1 sobre o programa...... pag.. 2 descarregar o programa a partir do site da uarte... pag.. 3 instalar o programa...... pag.. 4 a 6 iniciar o programa...... pag.. 7 interface dpo programa... pag..

Leia mais

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU Imagina que queres criar o teu próprio site. Normalmente, terías que descarregar e instalar software para começar a programar. Com a Webnode não é preciso instalar nada.

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2

PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2 PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2 Domínios de referência Competências Conteúdos Calendarização Conceitos Essenciais e

Leia mais

Manual. Nero MediaHome. Nero AG

Manual. Nero MediaHome. Nero AG Manual Nero MediaHome Nero AG Informações sobre copyright e marcas comerciais O manual do Nero MediaHome e a totalidade do respectivo conteúdo estão protegidos por copyright e são propriedade da Nero AG.

Leia mais

EDUTec Learning. José Paulo Ferreira Lousado

EDUTec Learning. José Paulo Ferreira Lousado EDUTec Learning MANUAL DO UTILIZADOR José Paulo Ferreira Lousado Índice Página Principal... ii Página de Desenvolvimento de Conteúdos... iii Página de Comunicações...iv Página de Transferência de Ficheiros...vi

Leia mais

Manual de Utilizador Externo Arquivo Digital. Santos, Tânia 2007. Última actualização: 25-06-2007

Manual de Utilizador Externo Arquivo Digital. Santos, Tânia 2007. Última actualização: 25-06-2007 Manual de Utilizador externo Arquivo Digital Santos, Tânia 2007 SIBUL Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade de Lisboa Última actualização: 25-06-2007 1 Introdução...3 O que é o Arquivo Digital

Leia mais

Uma ferramenta de apoio à reflexão continuada

Uma ferramenta de apoio à reflexão continuada portefólio Uma ferramenta de apoio à reflexão continuada Destinado a professores Aqui encontrará um conjunto de sugestões de trabalho para a utilização da metodologia dos portefólios no apoio ao desenvolvimento

Leia mais

INFORMÁTICA 01. 02. 03. 04. 05.

INFORMÁTICA 01. 02. 03. 04. 05. INFORMÁTICA 01. Na Internet, os dois protocolos envolvidos no envio e recebimento de e-mail são: a) SMTP e POP b) WWW e HTTP c) SMTP e WWW d) FTP e WWW e) POP e FTP 02. O componente do Windows que é necessário

Leia mais

604 wifi. Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual.

604 wifi. Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual. 604 wifi FUNÇÕES WIFI e Internet Suplemento ao Manual do Utilizador ARCHOS 504/604 Versão 1.2 Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual. Este manual contém informações

Leia mais

Manual do utilizador das funções avançadas do sistema de correio de voz Cisco Unity Express 7.0.2

Manual do utilizador das funções avançadas do sistema de correio de voz Cisco Unity Express 7.0.2 Manual do utilizador das funções avançadas do sistema de correio de voz Cisco Unity Express 7.0.2 Última actualização: 12 March 2009 Este manual fornece informações sobre a utilização das funções de correio

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação 03-08-2010. Unidade D 1. O que é a Internet

Tecnologias da Informação e Comunicação 03-08-2010. Unidade D 1. O que é a Internet Unidade D Usar a Internet para obter, transmitir e publicar informação Unidade D Usar a Internet para obter, transmitir e publicar informação Formadora: Sónia Rodrigues Critérios de Evidência: Identifica

Leia mais

Instruções para aceder ao correio electrónico via web

Instruções para aceder ao correio electrónico via web Caro utilizador(a) Tendo por objectivo a melhoria constante das soluções disponibilizadas a toda a comunidade do Instituto Politécnico de Santarém, tanto ao nível de serviços de rede como sistema de informação.

Leia mais

// Questões para estudo

// Questões para estudo // Questões para estudo 2 // Ferramentas Básicas de Internet e Web 2.0 1. Sobre a internet, marque a opção correta: A) A internet poder ser definida como uma rede mundial, composta por mihões e milhões

Leia mais

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta.

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. Prof. Júlio César S. Ramos P á g i n a 1 INTERNET OUTLOOK 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. A O Outlook Express permite criar grupo de pessoas

Leia mais

Equipa de Informática. E-mail

Equipa de Informática. E-mail Equipa de Informática E-mail Conteúdo - Serviço de Email Página a. E-mail ESEL (utilizador@esel.pt) i. Outlook. Computadores da ESEL.... Computadores fora da ESEL..6. Enviar um E-mail pesquisando um contacto

Leia mais

Conteúdo. Como tudo começou Como a internet funciona O que posso fazer com a internet. Cuidados que se deve ter ao usar a internet

Conteúdo. Como tudo começou Como a internet funciona O que posso fazer com a internet. Cuidados que se deve ter ao usar a internet INTERNET Conteúdo Como tudo começou Como a internet funciona O que posso fazer com a internet E-mail Chat Transferência de arquivos Navegação Cuidados que se deve ter ao usar a internet Internet Como tudo

Leia mais

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Internet

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Internet André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Internet Noções de Internet: O que é Internet; História da Internet; Recursos da Internet; Serviços não-web.

Leia mais

frozza@ifc-camboriu.edu.brcamboriu.edu.br

frozza@ifc-camboriu.edu.brcamboriu.edu.br Internet Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.brcamboriu.edu.br O que é Internet? Uma rede de computadores consiste de dois ou mais computadores ligados entre si e compartilhando

Leia mais

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BPstat manual do utilizador Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BANCO DE PORTUGAL Av. Almirante Reis, 71 1150-012 Lisboa www.bportugal.pt Edição Departamento de Estatística

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

Manual do GesFiliais

Manual do GesFiliais Manual do GesFiliais Introdução... 3 Arquitectura e Interligação dos elementos do sistema... 4 Configuração do GesPOS Back-Office... 7 Utilização do GesFiliais... 12 Outros modos de utilização do GesFiliais...

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES O QUE É PROTOCOLO? Na comunicação de dados e na interligação em rede, protocolo é um padrão que especifica o formato de dados e as regras a serem seguidas. Sem protocolos, uma rede

Leia mais

Internet. A Grande Rede Mundial. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Internet. A Grande Rede Mundial. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha Internet A Grande Rede Mundial Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha O que é a Internet? InterNet International Network A Internet é uma rede mundial de

Leia mais

Módulo 1 Introdução às Redes

Módulo 1 Introdução às Redes CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 1 Introdução às Redes Ligação à Internet Ligação à Internet Uma ligação à Internet pode ser dividida em: ligação física; ligação lógica; aplicação. Ligação física

Leia mais

Netiqueta (ou Netiquette)

Netiqueta (ou Netiquette) Netiqueta (ou Netiquette) Conjunto de atitudes e normas recomendadas (não impostas) para que todos os utilizadores possam comunicar através da Internet de um forma cordial e agradável. Evite a utilização

Leia mais

microsoft chat http://www.uarte.mct.pt sobre o programa... obter e instalar o programa... ... pag.. 4 e 5 iniciar o programa...

microsoft chat http://www.uarte.mct.pt sobre o programa... obter e instalar o programa... ... pag.. 4 e 5 iniciar o programa... microsoft chat 1 http://www.uarte.mct. sobre o programa...... pag.. 2 obter e instalar o programa...... pag.. 3 iniciar o programa...... pag.. 4 e 5 mensagem padrão do servidor de IRC - registar uma alcunha/nick

Leia mais

FrontPage Express. Manuel Cabral Reis UTAD Departamento de Engenharias Curso de Ciências da Comunicação Disciplina de Introdução à Informática

FrontPage Express. Manuel Cabral Reis UTAD Departamento de Engenharias Curso de Ciências da Comunicação Disciplina de Introdução à Informática FrontPage Express Manuel Cabral Reis UTAD Departamento de Engenharias Curso de Ciências da Comunicação Disciplina de Introdução à Informática O que é o FrontePage Express Para aceder ao programa que vai

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação. 1.3 Introdução à Internet e à utilização dos seus serviços

Tecnologias da Informação e Comunicação. 1.3 Introdução à Internet e à utilização dos seus serviços Tecnologias da Informação e Comunicação 1.3 Introdução à Internet e à utilização dos seus serviços 2010/2011 1 Alguns aspectos gerais sobre Redes de computadores Rede de computadores conceito e objectivos

Leia mais

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Manual do Utilizador

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Manual do Utilizador BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Manual do Utilizador Publicado: 2014-01-09 SWD-20140109134740230 Conteúdos 1 Como começar... 7 Acerca dos planos de serviço de mensagens para o BlackBerry Internet

Leia mais

COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1. Oficina do Correio

COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1. Oficina do Correio COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina do Correio Utilização Educativa da Internet Guião de iniciação ao Correio Electrónico Índice I INTRODUÇÃO AO CORREIO ELECTRÓNICO (E-MAIL)...2 O que é o correio

Leia mais

TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO UNIDADE 3 Internet 1 CONTEÚDOS Evolução da Internet e da World Wide Web Principais serviços da Internet Funcionalidades de um browser Endereços da Internet Análise

Leia mais

ZS Rest. Manual de Iniciação. BackOffice

ZS Rest. Manual de Iniciação. BackOffice Manual de Iniciação BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Iniciar o ZSRest... 3 a) BackOffice:... 4 b) Acesso BackOffice:... 4 4. Zonas... 6 c) Criar Zona:... 7 d) Modificar Zona:... 8 e) Remover

Leia mais

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Tutorial Hotmail Sobre o MSN Hotmail Acessando o Hotmail Como criar uma conta Efetuando o login Verificar mensagens Redigir

Leia mais

MANUAL DE INTRODUÇÃO AO ALFRESCO 3.0

MANUAL DE INTRODUÇÃO AO ALFRESCO 3.0 MANUAL DE INTRODUÇÃO AO ALFRESCO 3.0 Alfresco é uma marca registada da Alfresco Software Inc. 1 / 42 Índice de conteúdos Alfresco Visão geral...4 O que é e o que permite...4 Página Inicial do Alfresco...5

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISICPLINAR - Informática ANO: 8º TICT2 ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/9

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISICPLINAR - Informática ANO: 8º TICT2 ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/9 ANO: 8º TICT2 ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/9 Módulo 1 Tecnologias da Informação e Comunicação 1.1 Conceitos Essenciais Conceitos Básicos o Informática o Tecnologias da Informação o Tecnologias da Informação

Leia mais

Manual de actualização passo a passo do Windows 8 CONFIDENCIAL 1/53

Manual de actualização passo a passo do Windows 8 CONFIDENCIAL 1/53 Manual de passo a passo do Windows 8 CONFIDENCIAL 1/53 Índice 1. 1. Processo de configuração do Windows 8 2. Requisitos do sistema 3. Preparativos 2. Opções de 3. 4. 5. 6. 1. Personalizar 2. Sem fios 3.

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 03 de Dezembro de 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET Prof. Marcondes Ribeiro Lima Fundamentos de Internet O que é internet? Nome dado a rede mundial de computadores, na verdade a reunião de milhares de redes conectadas

Leia mais

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador Microsoft Internet Explorer Browser/navegador/paginador Browser (Navegador) É um programa que habilita seus usuários a interagir com documentos HTML hospedados em um servidor web. São programas para navegar.

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO INSTITUTO POLITÉCNICO DE PORTALEGRE

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO INSTITUTO POLITÉCNICO DE PORTALEGRE ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO INSTITUTO POLITÉCNICO DE PORTALEGRE INTERNET CADEIRA: INFORMÁTICA I- 1º A NO ANO LECTIVO: 2001/2002 DOCENTES: LUÍS BAPTISTA JOEL CASTELEIRA O que é a Internet? Internet

Leia mais

Utilização da internet: uma prática relativamente recente

Utilização da internet: uma prática relativamente recente 2. PRÁTICAS E MOTIVAÇÕES DE USO DA INTERNET Utilização da internet: uma prática relativamente recente A utilização da internet pelos portugueses é, na maioria dos casos, relativamente recente. Cerca de

Leia mais

Apresentação do MOODLE. Educação do século XXI

Apresentação do MOODLE. Educação do século XXI Apresentação do MOODLE Educação do século XXI Software social e e-learning Talvez seja o momento de fazer algo nas suas disciplinas! O que pretende do seu sistema de aprendizagem on-line? Fácil criação

Leia mais