O crescimento da indústria de cartões e os desafios da inovação. 15 de abril de 2008

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O crescimento da indústria de cartões e os desafios da inovação. 15 de abril de 2008"

Transcrição

1 PAINEL: O crescimento da indústria de cartões e os desafios da inovação 15 de abril de 2008

2 Conteúdo Evolução histórica Timeline Números do Setor Conjuntura Atual e Tendências

3 Timeline Primeiros cartões, inicialmente como cartões de compras e relacionamento Cartão de crédito se espalha pelo mundo e chega ao Brasil Associações de bancos para emitir os cartões de crédito Surge o Diners Club (NY) Primeiro Cartão internacional Diners Club chega ao Brasil Surgem Visa e Mastercard (EUA)

4 Timeline Cartão começa a se expandir no país foco: classes A e B Bancos tornam-se sócios e concorrentes ao mesmo tempo Forte pressão inflacionária castiga as classes C, D e E Primeiros Private Labels no Brasil 23 Bancos Lançam o cartão Elo Lançado o cartão de débito no Mundo Rede Bompreço lança o Hipercard Visa torna-se independente

5 Estabilização econômica Forte bancarização Expansão do crédito à PF Timeline Grande crescimento dos cartões Desverticalização na indústria de cartões Separação dos negócios de emissor, bandeira, credenciador e processador Fim da exclusividade das bandeiras Parcerias bancos-varejistas Liberação do uso do cartão no exterior Primeiros cartões afinidade e cobranded Plano Real Fim da exclusividade de bandeiras e Cartões de Débito no Brasil Criação da Redecard e Visanet Resolução dos Correspondentes Bancários Surgimento do Crédito Consignado Bradesco compra AMEX do Brasil Credicard é desmembrada entre os sócios

6 Evolução do mercado (Número de Cartões) % 22% % 19% Loja e Rede 187 8% 201 6% 213 Débito % 18% 110 Crédito Fonte: ABECS Em milhões

7 Evolução do Mercado (Número de Transações) % 21% 15% % 17% 17% Loja e Rede Débito % % 2804 Crédito Fonte: ABECS Em milhões

8 Evolução do Mercado (Valor das Transações) 256,2 35,3 69,7 22% 26% 22% 312,6 44,4 84,9 20% 23% 20% 375,5 54,7 Loja e Rede 102,2 Débito 151,2 21% 183,2 19% 218,6 Crédito Fonte: ABECS Em R$ bilhões correntes

9 Meios de Pagamento (composição do total) Total (R$ Bilhões) Dinheiro 60% Cartões 6% Cheques 23% Outros 11% Dinheiro 60% Cartões 20% Cheques 8% Outros 12% Dinheiro 51% Cartões 38% Cheques 4% Outros 7% CARTÕES NOS EUA* 24% 45% 54%** BRASIL X EUA 0,25 0,44 0,70 * Participação dos cartões no consumo privado americano ** Valor projetado para o ano de 2011, mantido conservadoramente constante até 2017 Fonte: Banco Central e ABECS Valores constantes base=2007 (IPCA-IBGE)

10 Crédito no Cartão Saldo total de Crédito com Cartão de Crédito 23,7% 41,3% R$ 29,0 R$ 35,9 R$ 50, Fev 2007 Fev 2008 Fev Parcelado sem Juros 56% Parcelado com Juros + Rotativo 44% Parcelado sem Juros 58% Parcelado com Juros + Rotativo 42% Parcelado sem Juros 63% Parcelado com Juros + Rotativo 37% INADIMPLÊNCIA* 9,4% 9,5% 8,9% Valores em R$ bilhões Fonte: Banco Central * ATRASOS ACIMA DE 90 DIAS / SALDO TOTAL NO CARTÃO DE CRÉDITO

11 Conjuntura atual e tendências Segmentos e produtos de cartão Cartões de crédito lideram e ainda crescem a taxas expressivas Cartões de débito em franca substituição do uso de cheques Consolidação do mercado de cartões de rede (nacionais e regionais) Cartões de loja já são um negócio relevante para os principais players Expansão e consolidação dos cartões de benefício Desenvolvimento e expansão dos cartões pré-pagos

12 Conjuntura atual e tendências O cartão plástico se sofistica Incorpora cada vez mais o chip (smart card) Contactless para segmentos de alta velocidade de transação Crescem os novos meios de transação eletrônica (cardless) Mobile payments Biometria Fim da exclusividade das credenciadoras Entrada de novos players Possibilidade de criação de novos negócios e entrada em novos segmentos

13 Conjuntura atual e tendências Intensificação da terceirização do processamento de cartões Ganho de escala Especialização / know-how Redução das barreiras culturais Novos modelos (ex: cliente também é sócio) Entrada de players internacionais Consolidação

14 Conjuntura atual e tendências Envolvimento crescente do varejo com os serviços financeiros. Cartão é o principal instrumento de distribuição Varejistas atuando como Instituições Financeiras (IF) Parcerias entre Varejistas e IFs Mais parcerias entre IFs e varejistas médios e pequenos Entrada de varejistas internacionais com grande expertise em serviços financeiros

15 Conjuntura atual e tendências Abertura de capital de empresas do setor de cartões Provedores de serviços e materiais, credenciadoras, bandeiras (no exterior) ABNote CSU Cardsystem MasterCard exterior Redecard Visa - exterior Visanet (anunciada para 2008) Fonte de financiamento para novos investimentos Desenvolvimento e expansão de segmentos relevantes onde o cartão tem baixa presença hoje Saúde Gastos recorrentes Gastos domésticos (ex: gás) etc

16 Conjuntura atual e tendências Crédito à pessoa física Expansão geral do crédito ao consumidor Grande oferta de crédito consignado Uma onda já consolidada Crescimento acelerado do crédito imobiliário A onda da vez Crédito para educação: ainda incipiente, porém crescendo em visibilidade e atenção Provável próxima onda

17 Conjuntura atual e tendências Aprovação e consolidação do birô positivo Melhor gerenciamento de risco de crédito Expansão do segmento de seguros Novos produtos Foco principal: baixa renda Ainda representam apenas 3% do PIB Compartilhamento de infra-estrutura Rede de ATMs Expansão dos correspondentes bancários Consolidação Fusões e aquisições

18 A melhor maneira de predizer o futuro é inventá-lo! (Alan Kay*) * Um dos pioneiros da computação pessoal vencedor do Turing Award em 2003 (considerado o Nobel da Computação)

19 Agradecemos a oportunidade

Brasil Visão das Autoridades. José Antonio Marciano

Brasil Visão das Autoridades. José Antonio Marciano Brasil Visão das Autoridades José Antonio Marciano 2 Agenda Introdução Visão geral da indústria Concentração de mercado Preços do mercado Resultados financeiros Principais conclusões Reações do mercado

Leia mais

A INDÚSTRIA DE CARTÕES NO BRASIL

A INDÚSTRIA DE CARTÕES NO BRASIL A INDÚSTRIA DE CARTÕES NO BRASIL Ivo Vieitas ABECS 1 Agenda Mercado de Cartões no Brasil 1. Uma Indústria Forte 2. Uma indústria Complexa 3. Nova Realidade 2 Agenda 1. Mercado de Cartões no Brasil 1. Uma

Leia mais

Mercado de Cartões de Crédito: Análise PLS 213/2007 e PLS 677/2007

Mercado de Cartões de Crédito: Análise PLS 213/2007 e PLS 677/2007 1 Mercado de Cartões de Crédito: Análise PLS 213/2007 e PLS 677/2007 Secretaria de Acompanhamento Econômico 1 Brasília 27 de maio de 2008 2 ESTRUTURA A Secretaria de Acompanhamento Econômico/MF Panorama

Leia mais

Relatório sobre a Indústria de Cartões de Pagamento

Relatório sobre a Indústria de Cartões de Pagamento Relatório sobre a Indústria de Cartões de Pagamento Audiência Pública CAE junho de 2009 Agenda 2 Introdução Relatório Metodologia e Fonte de Dados Aspectos Abordados Introdução 3 Projeto de Modernização

Leia mais

Estudo: Crédito e Taxas de Juros no Cartão de Crédito

Estudo: Crédito e Taxas de Juros no Cartão de Crédito Estudo: Crédito e Taxas de Juros no Cartão de Crédito 25 de junho de 2010 Sobre este estudo Este estudo foi desenvolvido no início de 2009 e atualizado parcialmente em junho de 2010 2 A operação do cartão

Leia mais

Estudo sobre a Indústria de Cartões 1/7/2010 1

Estudo sobre a Indústria de Cartões 1/7/2010 1 Estudo sobre a Indústria de Cartões 1/7/2010 1 Glossário de Termos Técnicos Bases operacionais de cartões são as alternativas de captura de dados que os estabelecimentos podem utilizar para efetivar as

Leia mais

CSU CardSystem - 2010

CSU CardSystem - 2010 CSU CardSystem - 2010 Considerações Iniciais Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários

Leia mais

Relatório sobre a Indústria de Cartões de Pagamento. CARDS 28 de abril de 2009

Relatório sobre a Indústria de Cartões de Pagamento. CARDS 28 de abril de 2009 Relatório sobre a Indústria de Cartões de Pagamento CARDS 28 de abril de 2009 Agenda 2 Introdução Relatório Metodologia e Fonte de Dados Aspectos Abordados Introdução 3 Projeto de Modernização dos Instrumentos

Leia mais

Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento. Câmara dos Deputados 08 de outubro de 2009

Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento. Câmara dos Deputados 08 de outubro de 2009 Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento Câmara dos Deputados 08 de outubro de 2009 Agenda Estrutura do Mercado de Cartões Principais Números da Indústria de Cartões no Brasil Situação Atual da Indústria

Leia mais

Informações da empresa e do mercado de meios de pagamento eletrônicos

Informações da empresa e do mercado de meios de pagamento eletrônicos Informações da empresa e do mercado de meios de pagamento eletrônicos Por que olhar para o mercado de pagamentos eletrônicos? Incremento do comércio Aumento do ticket médio em R$ 12 (débito), R$ 51 (crédito)

Leia mais

CARTÃO DE CRÉDITO CARTÃO DE DÉBITO

CARTÃO DE CRÉDITO CARTÃO DE DÉBITO TIPOS DE CARTÃO CARTÃO DE CRÉDITO Instrumento de pagamento que possibilita ao portador adquirir bens e serviços nos estabelecimentos credenciados mediante um determinado limite de crédito. O cliente poderá

Leia mais

SERVIDOR FEDERAL, SEJA BEM-VINDO AO BRADESCO

SERVIDOR FEDERAL, SEJA BEM-VINDO AO BRADESCO SERVIDOR FEDERAL, SEJA BEM-VINDO AO BRADESCO O Bradesco está credenciado para prestar serviço de processamento de crédito salário para os Servidores Federais. Transfira seu salário para o Bradesco e aproveite

Leia mais

Relatório sobre a Indústria de Cartões de Pagamentos Adendo Estatístico 2011

Relatório sobre a Indústria de Cartões de Pagamentos Adendo Estatístico 2011 Relatório sobre a Indústria de Cartões de Pagamentos Adendo Estatístico 2011 Banco Central do Brasil Secretaria de Acompanhamento Econômico Ministério da Fazenda Relatório sobre a Indústria de Cartões

Leia mais

O LENTO PROGRESSO DA COMPETITIVIDADE NA INDÚSTRIA DE MEIOS DE PAGAMENTO Por Edson Santos Setembro 2014

O LENTO PROGRESSO DA COMPETITIVIDADE NA INDÚSTRIA DE MEIOS DE PAGAMENTO Por Edson Santos Setembro 2014 O LENTO PROGRESSO DA COMPETITIVIDADE NA INDÚSTRIA DE MEIOS DE PAGAMENTO Por Edson Santos Setembro 2014 1. OBJETIVO O objetivo deste documento é retratar o atual estágio da Indústria de Meios Eletrônicos

Leia mais

DINHEIRO DE PLÁSTICO- CARTÕES DE DÉBITO E CRÉDITO

DINHEIRO DE PLÁSTICO- CARTÕES DE DÉBITO E CRÉDITO DINHEIRO DE PLÁSTICO- CARTÕES DE DÉBITO E CRÉDITO Os cartões de débito e crédito facilitam o dia a dia e proporcionam maior segurança tanto para o cliente pessoa física quanto para as empresas que se utilizam

Leia mais

Orbitall. Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite. Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo. Universidade Presbiteriana Mackenzie

Orbitall. Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite. Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo. Universidade Presbiteriana Mackenzie Orbitall Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo Universidade Presbiteriana Mackenzie Introdução O setor de cartões de crédito tem crescido a taxas

Leia mais

O Novo Mercado Brasileiro de Cartões de Pagamento

O Novo Mercado Brasileiro de Cartões de Pagamento O Novo Mercado Brasileiro de Cartões de Pagamento Câmara dos Deputados Comissão de Finanças e Tributação Subcomissão Especial dos Cartões de Crédito 24.jun.2010 Juan Ferrés ABECS Estrutura da Apresentação

Leia mais

Informações da empresa e do mercado de meios de pagamento eletrônicos

Informações da empresa e do mercado de meios de pagamento eletrônicos 52275_FOLHETO_RV.pdf 1 de 12 Informações da empresa e do mercado de meios de pagamento eletrônicos 29/02/2016 23:20 52275_FOLHETO_RV.pdf 2 de 12 29/02/2016 23:20 52275_FOLHETO_RV.pdf 3 de 12 Por que olhar

Leia mais

Impactos da nova regulação de meios de pagamento para o setor supermercadista Em 3 aspectos principais: aceitação, emissor e empregador

Impactos da nova regulação de meios de pagamento para o setor supermercadista Em 3 aspectos principais: aceitação, emissor e empregador Impactos da nova regulação de meios de pagamento para o setor supermercadista Em 3 aspectos principais: aceitação, emissor e empregador 25 de Abril de 2014 1 Somos uma consultoria especializada em Varejo

Leia mais

Crédito ao Consumo. Principais Produtos CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS

Crédito ao Consumo. Principais Produtos CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS 1 Crédito ao Consumo Principais Produtos CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS CARTÕES DE CRÉDITO CRÉDITO CONSIGNADO 2 2 Crédito ao

Leia mais

PRODUTOS BANCÁRIOS POUPANÇA

PRODUTOS BANCÁRIOS POUPANÇA POUPANÇA Popular: Rural ou Habitacional Juros Menor Saldo Período Rentabilidade: Mensal PF e PJ (sem fins lucrativos) Trimestral PJ (demais) Dias 29, 30, 31 Aniversário 1 Possui Cobertura do FGC CEF: Garantido

Leia mais

PROCESSOS DE CERTIFICAÇÕES OFICIAIS

PROCESSOS DE CERTIFICAÇÕES OFICIAIS PROCESSOS DE CERTIFICAÇÕES OFICIAIS A Argotechno traz ao mercado brasileiro o melhor da educação profissional para o conhecimento e aplicação da norma EMV. São cursos e workshops sobre as abordagens mais

Leia mais

Cartões Private Label

Cartões Private Label Cartões Private Label Quando implementar? Como ativar? Por que ir além? Walter Rabello Quando Implementar Como Ativar Por que Ir além O que é Private Label? Para quem trabalha no mercado de cartões: Cartão

Leia mais

Produtos e Serviços Financeiros no Varejo

Produtos e Serviços Financeiros no Varejo Seminário GVcev Produtos e Serviços Financeiros no Varejo Produto Private Label fortalecendo a parceria entre varejo e instituições financeiras Marcelo Noronha Agenda Parceria Produto Private Label Bradesco

Leia mais

Meios de Pagamento. IBRAC 18 de setembro de 2015

Meios de Pagamento. IBRAC 18 de setembro de 2015 Meios de Pagamento IBRAC 18 de setembro de 2015 1 OBSERVAÇÕES 1. As informações que serão apresentadas refletem uma visão geral, não se relacionando com casos concretos ou investigações em curso na SG;

Leia mais

TREINAMENTO BRADESCARD. Lojas BP

TREINAMENTO BRADESCARD. Lojas BP TREINAMENTO BRADESCARD Lojas BP 1 Cartão BradesCard O BradesCard facilita a realização dos seus clientes de forma prática e flexível. Especializado no Varejo, oferece um portfólio completo de produtos

Leia mais

Mercados de dois lados

Mercados de dois lados FINANÇAS Mercados de dois lados Você sabe quais princípios econômicos explicam seu cartão de crédito ou débito? As concepções tradicionais de planejamento e implementação de estratégias mercadológicas

Leia mais

A Indústria de Cartões de Pagamento no Brasil

A Indústria de Cartões de Pagamento no Brasil A Indústria de Cartões de Pagamento no Brasil Paulo Springer de Freitas Consultor Legislativo Senado Federal Apresentação Interlegis Novembro de 2007 Sumário Motivação Participantes da Indústria Características

Leia mais

Financiamento de Veículos Posicionamento

Financiamento de Veículos Posicionamento Financiamento de Veículos Posicionamento Market Share de Produção em % Ranking Novos Financiamentos (3º Trim 14) 15,5% 1º 13,8% 14,5% 2º 2º 3º 1ºT 14 2ºT 14 3ºT 14 Pesados Autos Novos Motos Autos Usados

Leia mais

mensagem da Administração

mensagem da Administração mensagem da Administração O ano de 2010 foi um divisor de águas para o setor de meios eletrônicos de pagamento, marcado pelo início do cenário multibandeira. Para nós, o período foi de grandes desafios

Leia mais

Cartões de Benefício: A expansão do mercado e os desafios de uma gestão multi-segmentada. 15 de abril de 2008 1

Cartões de Benefício: A expansão do mercado e os desafios de uma gestão multi-segmentada. 15 de abril de 2008 1 PAINEL: Cartões de Benefício: A expansão do mercado e os desafios de uma gestão multi-segmentada 15 de abril de 2008 1 Conteúdo Contexto Os diversos benefícios Conjuntura Atual do Mercado PAT Transporte

Leia mais

Somos uma consultoria especializada em Varejo Financeiro

Somos uma consultoria especializada em Varejo Financeiro Somos uma consultoria especializada em Varejo Financeiro Atuamos junto a estes três grupos de empresas Ajudando-os a atender da melhor maneira às necessidades do consumidor: VAREJO COMERCIAL E DE SERVIÇOS

Leia mais

manual do portador de cartão

manual do portador de cartão O que você precisa saber sobre a utilização. PREZADO PORTADOR, Muito mais do que uma forma de pagamento prática, ágil e segura, os cartões representam uma facilidade incorporada por milhões de pessoas

Leia mais

Teleconferência sobre a Oferta Pública de Ações da Redecard

Teleconferência sobre a Oferta Pública de Ações da Redecard Teleconferência sobre a Oferta Pública de Ações da Redecard Roberto Egydio Setubal Presidente & CEO 16 Abril 2012 Fato Relevante de 12 de Abril de 2012 Preço: R$ 35,00 dentro da faixa de preço justo (entre

Leia mais

CSU CARDSYSTEM SA. investidorescsu@csu.com.br

CSU CARDSYSTEM SA. investidorescsu@csu.com.br CSU CARDSYSTEM SA investidorescsu@csu.com.br 2 Considerações Iniciais Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação

Leia mais

O C artão d o S ervidor PR P E R F E EI E TUR U A R A MU M N U I N CI C PA P L A L DE D E LOND N R D I R NA N

O C artão d o S ervidor PR P E R F E EI E TUR U A R A MU M N U I N CI C PA P L A L DE D E LOND N R D I R NA N O Cartão do Servidor PREFEITURA MUNICIPAL DE LONDRINA Cartão BMG Card O BMG Card é um cartão de crédito com bandeira MasterCard, direcionado aos Servidores Públicos Estatutários do Governo de Santa Catarina,

Leia mais

Daniel Zanela. Redecard

Daniel Zanela. Redecard Daniel Zanela Redecard Evolução: Faturamento e Volume de Cartões Quantidade de Cartões em Milhões 700 600 500 400 300 200 100 Faturamento em Bilhões R$ 600,00 R$ 500,00 R$ 400,00 R$ 300,00 R$ 200,00 R$

Leia mais

AFINIDADE E FIDELIZAÇÃO: ESTRATÉGIAS INOVADORAS QUE GARANTEM A RETENÇÃO DE CLIENTES

AFINIDADE E FIDELIZAÇÃO: ESTRATÉGIAS INOVADORAS QUE GARANTEM A RETENÇÃO DE CLIENTES AFINIDADE E FIDELIZAÇÃO: ESTRATÉGIAS INOVADORAS QUE GARANTEM A RETENÇÃO DE CLIENTES Jorge.Tanaka@Convergys.com Sergio.Sequeira@Convergys.com Convergys: quem somos? $2.3B em receitas $500M EBITDA $110M

Leia mais

Dinâmica Competitiva na Indústria de Cartões de Pagamento no Brasil

Dinâmica Competitiva na Indústria de Cartões de Pagamento no Brasil Dinâmica Competitiva na Indústria de Cartões de Pagamento no Brasil Juan Pérez Ferrés 4 de dezembro de 2009 2º SEMINÁRIO DE DIREITO CONCORRENCIAL DO BANCO DO BRASIL A Concorrência no Mercado de Cartões

Leia mais

Visão Geral da Companhia

Visão Geral da Companhia Visão Geral da Companhia Sobre a CSU UMA HISTÓRIA DE SUCESSO 1992: Fundação da CSU. Atualmente, empresa líder no mercado brasileiro de prestação de serviços de alta tecnologia voltados ao consumo, relacionamento

Leia mais

Cartões de Crédito A Visão do Comércio Varejista. Fecomercio

Cartões de Crédito A Visão do Comércio Varejista. Fecomercio Cartões de Crédito A Visão do Comércio Varejista Fecomercio SOBRE A FECOMERCIO Principal entidade sindical paulista dos setores de comércio e serviços Congrega 152 sindicatos patronais, que abrangem mais

Leia mais

André Criação e Atendimento. Edson E-commerce e Atendimento. Juciellen Web Design e Programação. Talita Planejamento e Projeto

André Criação e Atendimento. Edson E-commerce e Atendimento. Juciellen Web Design e Programação. Talita Planejamento e Projeto Integrantes André Criação e Atendimento Edson E-commerce e Atendimento Juciellen Web Design e Programação Talita Planejamento e Projeto Vanessa Criação e Conteúdo Briefing Histórico da Empresa - Características

Leia mais

APRESENTAÇÃO APIMEC. Março de 2015. Copyright Cielo Todos os direitos reservados

APRESENTAÇÃO APIMEC. Março de 2015. Copyright Cielo Todos os direitos reservados APRESENTAÇÃO APIMEC Março de 2015 Copyright Cielo Todos os direitos reservados A COMPANHIA FAZ DECLARAÇÕES SOBRE EVENTOS FUTUROS QUE ESTÃO SUJEITAS A RISCOS E INCERTEZAS Tais declarações têm como base

Leia mais

Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento. Senado Federal 23.jun.2009

Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento. Senado Federal 23.jun.2009 Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento Senado Federal 23.jun.2009 O que representa a indústria de cartões... 38 bancos emissores 500 milhões de plásticos e 5,5 bi de transações mais de 60% dos domicílios

Leia mais

LOJAS AMERICANAS S.A.

LOJAS AMERICANAS S.A. CNPJ. 33.014.556/0001-96 LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta FATO RELEVANTE 1. LOJAS AMERICANAS S.A. ( LASA ) e BANCO ITAÚ HOLDING FINANCEIRA S.A. ( ITAÚ ) anunciam associação que tem como objetivo

Leia mais

Desde 1974, estimulando a poupança e ajudando a realizar sonhos! Setembro de 2015

Desde 1974, estimulando a poupança e ajudando a realizar sonhos! Setembro de 2015 cogem news Desde 1974, estimulando a poupança e ajudando a realizar sonhos! Setembro de 2015 Mês COGEM Poupança Janeiro 0,87% 0,59% Fevereiro 0,87% 0,52% Março 0,90% 0,63% Abril 0,94% 0,61% Maio 0,94%

Leia mais

EMV ESSENCIAL PARA NEGÓCIOS

EMV ESSENCIAL PARA NEGÓCIOS EMV ESSENCIAL PARA NEGÓCIOS A Argotechno traz ao mercado brasileiro o melhor da educação profissional para o conhecimento e aplicação da norma EMV. São cursos e workshops sobre as abordagens mais utilizadas

Leia mais

Somos uma consultoria especializada em Varejo Financeiro

Somos uma consultoria especializada em Varejo Financeiro 1 Somos uma consultoria especializada em Varejo Financeiro Atuamos junto a estes três grupos de empresas, ajudando-os a atender da melhor maneira às necessidades do consumidor 2 Atendemos às necessidades

Leia mais

OITO MILHÕES DE BRASILEIROS DEIXARAM AS CLASSES D e E EM 2006

OITO MILHÕES DE BRASILEIROS DEIXARAM AS CLASSES D e E EM 2006 OITO MILHÕES DE BRASILEIROS DEIXARAM AS CLASSES D e E EM 2006 Pesquisa da financeira Cetelem, em parceria com a IPSOS, aponta migração social significativa, com mais de 10 milhões de brasileiros mudando

Leia mais

Educação Financeira e Consumo Consciente do Crédito. Leonel Andrade, Presidente Credicard Outubro de 2010

Educação Financeira e Consumo Consciente do Crédito. Leonel Andrade, Presidente Credicard Outubro de 2010 Educação Financeira e Consumo Consciente do Crédito Leonel Andrade, Presidente Credicard Outubro de 2010 Cenário Macro-Econômico 13,0 13,1 % DESEMPREGO 1.456 RENDA 10,9 11,2 10,8 10,7 10,1 8,7 9,0 7,5

Leia mais

Financiamento de veículos. Crédito Pessoa Física Principais Produtos

Financiamento de veículos. Crédito Pessoa Física Principais Produtos Financiamento de veículos Crédito Pessoa Física Principais Produtos 115 +11% Carteira de Crédito 124 +3% 127 Crédito ao Consumo Veículos R$ Bilhões Pessoa Física Crédito Consignado 1 32 Cartão de Crédito

Leia mais

APIMEC-SP 31 de Julho de 2012

APIMEC-SP 31 de Julho de 2012 APIMEC-SP 31 de Julho de 2012 AVISO LEGAL A Companhia faz declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições de nossa Administração

Leia mais

Cartão de Crédito Consignado. Um excelente benefício para o Servidor

Cartão de Crédito Consignado. Um excelente benefício para o Servidor Cartão de Crédito Consignado Um excelente benefício para o Servidor Institucional O Banco Daycoval S/A, fundado em 1968, é um dos líderes de crédito para empresas, resultado obtido através da estratégia

Leia mais

Estudo da Migração para EMV e Análise de Mercado: México e Brasil 8 de dezembro de 2009

Estudo da Migração para EMV e Análise de Mercado: México e Brasil 8 de dezembro de 2009 Estudo da Migração para EMV e Análise de Mercado: México e Brasil 8 de dezembro de 2009 Palavras de inspiração Se você perder a confiança de seus compatriotas, nunca se pode recuperar o seu respeito e

Leia mais

CONTEÚDO O NEGÓCIO DE PAGAMENTOS E A IMPORTÂNCIA DA

CONTEÚDO O NEGÓCIO DE PAGAMENTOS E A IMPORTÂNCIA DA EMV PARA EXECUTIVOS A Argotechno traz ao mercado brasileiro o melhor da educação profissional para o conhecimento e aplicação da norma EMV. São cursos e workshops sobre as abordagens mais utilizadas em

Leia mais

Mercado de Terceiros Pronto! Imóveis. Janeiro de 2009

Mercado de Terceiros Pronto! Imóveis. Janeiro de 2009 Mercado de Terceiros Pronto! Imóveis Janeiro de 2009 Porque investir no mercado de terceiros? SNAPSHOT do Mercado de Terceiros Mercado altamente ineficiente, sem profissionalismo Pouca tecnologia, muitas

Leia mais

Relatório sobre a Indústria de Cartões de Pagamentos Adendo Estatístico 2008/2009

Relatório sobre a Indústria de Cartões de Pagamentos Adendo Estatístico 2008/2009 Relatório sobre a Indústria de Cartões de Pagamentos Adendo Estatístico 2008/2009 Banco Central do Brasil Secretaria de Acompanhamento Econômico Ministério da Fazenda Secretaria de Direito Econômico Ministério

Leia mais

PRODUTOS E SERVIÇOS CARTÕES BRADESCO

PRODUTOS E SERVIÇOS CARTÕES BRADESCO L2 6 PRODUTOS E SERVIÇOS CARTÕES BRADESCO Em março, o Bradesco firmou parceria com a American Express Company, pela qual assumiu suas operações de cartões de crédito e atividades correlatas no Brasil,

Leia mais

APIMEC CIELO 2013. 11 de Julho de 2013

APIMEC CIELO 2013. 11 de Julho de 2013 APIMEC CIELO 2013 11 de Julho de 2013 AVISO LEGAL A Companhia faz declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições de nossa

Leia mais

Aliança estratégica: um estudo de caso no setor de cartão de crédito

Aliança estratégica: um estudo de caso no setor de cartão de crédito Aliança estratégica: um estudo de caso no setor de cartão de crédito Henrique Gonçalves de Castro (USP/POLI) henrique.castro@poli.usp.br Marly Monteiro de Carvalho (USP/POLI) marly.carvalho@poli.usp.br

Leia mais

ABICALÇADOS - ASSINTECAL 30.05.2007

ABICALÇADOS - ASSINTECAL 30.05.2007 ABICALÇADOS - ASSINTECAL 30.05.2007 O que é o Cartão BNDES Destina-se às MPME, para investimentos em bens de produção com índice de nacionalização igual ou superior a 60%; Crédito rotativo, pré-aprovado,

Leia mais

A POSTURA DO GOVERNO DIANTE DA CRISE PRESERVAR O NOVO CICLO DE DESENVOLVIMENTO EM CURSO A ATUAÇÃO CONTRADITÓRIA DO BACEN

A POSTURA DO GOVERNO DIANTE DA CRISE PRESERVAR O NOVO CICLO DE DESENVOLVIMENTO EM CURSO A ATUAÇÃO CONTRADITÓRIA DO BACEN 1 A POSTURA DO GOVERNO DIANTE DA CRISE PRESERVAR O NOVO CICLO DE DESENVOLVIMENTO EM CURSO A ATUAÇÃO CONTRADITÓRIA DO BACEN Cézar Manoel de Medeiros* O Novo Ciclo de desenvolvimento em curso no Brasil é

Leia mais

A nova bandeira Elo acaba de chegar nas máquinas da Cielo.

A nova bandeira Elo acaba de chegar nas máquinas da Cielo. (3,1) -1-48889_2 cieloinfor630x275.indd 6/15/11 5:44 PM A NÚMERO 1 EM VENDAS. NADA SUPERA ESSA MÁQUINA. Informativo EDIÇÃO 1 TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A CIELO PARA O SEU NEGÓCIO. *Estabelecimentos

Leia mais

Estudos. Itaú de Cartões. Cartões e Meios de Pagamentos Eletrônicos 25.03.2014

Estudos. Itaú de Cartões. Cartões e Meios de Pagamentos Eletrônicos 25.03.2014 Bem-vindos Estudos Itaú de Cartões Cartões e Meios de Pagamentos Eletrônicos 25.03.2014 Agenda Estrutura do mercado de cartões Indicadores do mercado de cartões Pagamentos eletrônicos Agenda Estrutura

Leia mais

O papel anticíclico do BNDES sobre o crédito

O papel anticíclico do BNDES sobre o crédito 3 ago 2006 Nº 7 O papel anticíclico do BNDES sobre o crédito Por Ernani Teixeira Torres Filho Superintendente da SAE Nas crises, sistema bancário contrai o crédito. BNDES atua em sentido contrário e sua

Leia mais

Estratégia bancária para alcançar clientes de baixa renda

Estratégia bancária para alcançar clientes de baixa renda Estratégia bancária para alcançar clientes de baixa renda Preparado por Antonio Bonassa e Paulo Faria, da ESPM-SP 1 Recomendado para as disciplinas de: Estratégia Empresarial, Marketing e Estratégia de

Leia mais

Spinelli Análise VisaNet

Spinelli Análise VisaNet Spinelli Análise VisaNet 02 de outubro de 2009 Destaques: VNET3 Preço alvo: R$ 20,62 Cotação: R$ 17,00 Upside: 21,3% Empresa: A VisaNet é a empresa líder da indústria de cartões de pagamento no mercado

Leia mais

BTG Pactual XIII CEO Conference

BTG Pactual XIII CEO Conference BTG Pactual XIII CEO Conference Fevereiro 2012 Agenda Visão Geral Magazine Luiza Principais Eventos em 2011 Expectativas para 2012 2 Visão Geral Magazine Luiza Liderança de Mercado Uma das maiores redes

Leia mais

Ciclo Apimec 2015 Fernando Foz Relações com Investidores. Belém 21/07/2015

Ciclo Apimec 2015 Fernando Foz Relações com Investidores. Belém 21/07/2015 Ciclo Apimec 2015 Fernando Foz Relações com Investidores Belém 21/07/2015 Ciclo Apimec 2015 Itaú Unibanco Holding S.A. A apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

3 o CIMES Painel 10 Anos de Política de Inovação em Saúde. São Paulo 16 de abril de 2014

3 o CIMES Painel 10 Anos de Política de Inovação em Saúde. São Paulo 16 de abril de 2014 3 o CIMES Painel 10 Anos de Política de Inovação em Saúde São Paulo 16 de abril de 2014 Sumário Cenário atual Mundo x Brasil Oportunidades - Segmentos Atuação do BNDES Desafios Sumário Cenário atual Mundo

Leia mais

Bancarização no Brasil

Bancarização no Brasil Bancarização no Brasil 18 de setembro de 2009 1 Bancarização Mensagem inicial O índice de bancarização no Brasil ainda é muito baixo, com grande potencial a ser explorado Felaban (Federação Latino-Americana

Leia mais

Pagamentos de Varejo e Canais de Atendimento. Dados Estatísticos 2012

Pagamentos de Varejo e Canais de Atendimento. Dados Estatísticos 2012 Pagamentos de Varejo e Canais de Atendimento Dados Estatísticos 2012 Departamento de Operações Bancárias e de Sistema de Pagamentos Deban Outubro / 2013 R$ bilhões A partir deste ano, os relatórios Diagnóstico

Leia mais

4º Seminário ANBIMA de Finanças Corporativas Alternativas de financiamento via equity 24/05/2012

4º Seminário ANBIMA de Finanças Corporativas Alternativas de financiamento via equity 24/05/2012 4º Seminário ANBIMA de Finanças Corporativas Alternativas de financiamento via equity 24/05/202 Nos últimos anos, o Brasil continua a ganhar atenção de investidores globais com uma economia em crescimento...

Leia mais

Construção Civil. Identificar as características estruturais do segmento e suas transformações no tempo. Englobam diversos tipos de obras e serviços.

Construção Civil. Identificar as características estruturais do segmento e suas transformações no tempo. Englobam diversos tipos de obras e serviços. Construção Civil Construção Civil Identificar as características estruturais do segmento e suas transformações no tempo. Englobam diversos tipos de obras e serviços. edificações residenciais; edificações

Leia mais

TABELA DE CAPTAÇÃO DAS TAXAS DE JUROS PARA PESSOA FÍSICA PRATICADAS PELAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS EM 02/05/12

TABELA DE CAPTAÇÃO DAS TAXAS DE JUROS PARA PESSOA FÍSICA PRATICADAS PELAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS EM 02/05/12 TABELA DE CAPTAÇÃO DAS S DE JUROS PARA PESSOA FÍSICA EM 02/05/12 BANCO DO BRASIL BRADESCO CAIXA ECONÔMICA FEDERAL HSBC MODALIDADES DE CRÉDITO CARTÃO DE CRÉDITO 2,94* 13,56* 2,10* 14,99* 1,90* 2,85** 6,03*

Leia mais

EMV PARA ADQUIRENTES

EMV PARA ADQUIRENTES EMV PARA ADQUIRENTES A Argotechno traz ao mercado brasileiro o melhor da educação profissional para o conhecimento e aplicação da norma EMV. São cursos e workshops sobre as abordagens mais utilizadas em

Leia mais

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet Esta apresentação pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas da direção da companhia. As palavras "antecipa",

Leia mais

I Formação de patrimônio da cooperativa feita pelos próprios cooperados:

I Formação de patrimônio da cooperativa feita pelos próprios cooperados: Apresentação O SICOOB UNIASACRED é uma associação de pessoas que buscam, através de ajuda mútua e sem fins lucrativos, oferecer aos cooperados um atendimento personalizado e com taxas mais favoráveis do

Leia mais

PESQUISA DE JUROS ANEFAC ref a Novembro/2013 Após seis elevações no ano, taxas de juros das operações de crédito ficam estáveis

PESQUISA DE JUROS ANEFAC ref a Novembro/2013 Após seis elevações no ano, taxas de juros das operações de crédito ficam estáveis PESQUISA DE JUROS ANEFAC ref a Novembro/201 Após seis elevações no ano, taxas de juros das operações de crédito ficam estáveis Com 4,27 no mes, Minas Gerais e Paraná registraram as maiores taxas de juros

Leia mais

CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL Crescimento Sustentável. ESTRATÉGIA DO BRADESCO Posicionamento/Estratégia

CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL Crescimento Sustentável. ESTRATÉGIA DO BRADESCO Posicionamento/Estratégia CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL Crescimento Sustentável ESTRATÉGIA DO BRADESCO Posicionamento/Estratégia 1 DE 28 1 Crédito Imobiliário no Brasil Crescimento contínuo e sustentável nos últimos anos, aumento

Leia mais

Pág. 3 de 7 EMV PARA EMISSORES

Pág. 3 de 7 EMV PARA EMISSORES EMV PARA EMISSORES A Argotechno traz ao mercado brasileiro o melhor da educação profissional para o conhecimento e aplicação da norma EMV. São cursos e workshops sobre as abordagens mais utilizadas em

Leia mais

Análise de Conjuntura

Análise de Conjuntura Análise de Conjuntura Boletim periódico da Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados Os textos são da exclusiva responsabilidade de seus autores. O boletim destina-se a promover discussões sobre

Leia mais

Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica Painel: A CADEIA PRODUTIVA - desenvolvimento da indústria do petróleo e gás no Brasil e o desenvolvimento da indústria de equipamentos e ferramentas

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A. Resultados 2T15 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação

Leia mais

2. QUATRO CENÁRIOS PARA O RIO GRANDE DO NORTE

2. QUATRO CENÁRIOS PARA O RIO GRANDE DO NORTE 2. QUATRO CENÁRIOS PARA O RIO GRANDE DO NORTE 35 1 Este capítulo apresenta uma síntese de quatro cenários prospectivos elaborados pelo Mais RN. O documento completo, contendo o detalhamento dessa construção,

Leia mais

Perspectivas do Mercado de Crédito Marcus Manduca, sócio da PwC

Perspectivas do Mercado de Crédito Marcus Manduca, sócio da PwC Perspectivas do Mercado de Crédito Marcus Manduca, sócio da PwC Perspectivas do Mercado de Crédito Cenário econômico Cenário econômico Contexto Macro-econômico e Regulamentação Redução de spreads Incremento

Leia mais

Meios de Pagamento. Leandro Vilain

Meios de Pagamento. Leandro Vilain Meios de Pagamento Leandro Vilain Principais Conceitos Funções da Moeda Unidade de Troca: a moeda funciona como meio intermediário de todas as transações econômicas, tanto de bens e serviços, quanto de

Leia mais

Pagto mínimo. Juros parcelados Multa. 10,9% 20% 10,8% 2% Total 1º dia. 12,94% 20% 10% 2% Mínimo 1º dia. 11,95% 20% 10% 2% Mínimo 1º dia

Pagto mínimo. Juros parcelados Multa. 10,9% 20% 10,8% 2% Total 1º dia. 12,94% 20% 10% 2% Mínimo 1º dia. 11,95% 20% 10% 2% Mínimo 1º dia Tabela de Juros Empresas Juros rotativos Pagto mínimo Juros parcelados Multa Multa sem mínimo ou total Multa cobrada a partir do: American Express Card PayFlex 5,5% 100% 11,90% 2% Total 1º dia American

Leia mais

Cartões de Crédito e Concorrência. César Mattos Conselheiro do CADE

Cartões de Crédito e Concorrência. César Mattos Conselheiro do CADE Cartões de Crédito e Concorrência César Mattos Conselheiro do CADE Mercado de Cartão de Crédito como Mercado de Dois Lados Plataforma Portadores do Cartão Externalidades Positivas Vendedores que Aceitam

Leia mais

A Construção na Ótica da Indústria de Materiais. Walter Cover 27/08/2014

A Construção na Ótica da Indústria de Materiais. Walter Cover 27/08/2014 A Construção na Ótica da Indústria de Materiais Walter Cover 27/08/2014 Representatividade ABRAMAT 10% Do PIB Nacional Cadeia da Construção 5,5 Milhões de trabalhadores formais (3,5 na construção Civil)

Leia mais

Eduardo Levy. Entrevista com. SindiTelebrasil

Eduardo Levy. Entrevista com. SindiTelebrasil Entrevista com Eduardo Levy SindiTelebrasil por Olívia Bandeira 1 Eduardo Levy é diretor executivo do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil),

Leia mais

Não é possível exibir esta imagem no momento. Não é possível exibir esta imagem no momento.

Não é possível exibir esta imagem no momento. Não é possível exibir esta imagem no momento. Não é possível exibir esta imagem no momento. Não é possível exibir esta imagem no momento. Não é possível exibir esta imagem no momento. Não é possível exibir esta imagem no momento. O papel do regulador

Leia mais

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013 ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013 A Itautec S.A., companhia brasileira de capital aberto atuante no setor de tecnologia em soluções de automação bancária, automação

Leia mais

Perspectivas para o desenvolvimento brasileiro e a indústria de commodities minerais

Perspectivas para o desenvolvimento brasileiro e a indústria de commodities minerais Perspectivas para o desenvolvimento brasileiro e a indústria de commodities minerais João Carlos Ferraz BNDES 31 de agosto de 2008 Guia Contexto macroeconômico Políticas públicas Perpectivas do investimento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS FINANCEIROS. Lauro Antonio Finatto

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS FINANCEIROS. Lauro Antonio Finatto UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS FINANCEIROS Lauro Antonio Finatto FATORES DE RESISTÊNCIA A ACEITAÇÃO DO CARTÃO VISA EM ESTABELECIMENTOS

Leia mais

PRODUTOS BANCÁRIOS. Leasing

PRODUTOS BANCÁRIOS. Leasing Leasing É uma operação realizada mediante contrato, na qual o dono do bem (arrendador) concede a outrem (arrendatário) a utilização do mesmo, por prazo determinado. Formalização: Contratos Encargos: Taxas

Leia mais

Alternativas para o Brasil. Claudio L. S. Haddad Endeavor - Outubro de 2004

Alternativas para o Brasil. Claudio L. S. Haddad Endeavor - Outubro de 2004 Alternativas para o Brasil Claudio L. S. Haddad Endeavor - Outubro de 2004 Tema do Momento: Crescimento Apesar da recente recuperação da economia, crescimento sustentável continua sendo a preocupação central

Leia mais

Atuação Tribanco. Presente em todos Estados Brasileiros; Presente em 60% dos Municípios Brasileiros; Quantidade de Clientes Varejo: 36.

Atuação Tribanco. Presente em todos Estados Brasileiros; Presente em 60% dos Municípios Brasileiros; Quantidade de Clientes Varejo: 36. Atuação Tribanco. Presente em todos Estados Brasileiros; Presente em 60% dos Municípios Brasileiros; Quantidade de Clientes Varejo: 36.079 Soluções para promover o desenvolvimento sustentável de seus clientes;

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS - MAIO As taxas de juros das operações de crédito ficaram estáveis em maio/2013. Vale destacar que em maio o Banco Central voltou a elevar

Leia mais

SISTEMA BRASILEIRO DE PAGAMENTOS E O COMÉRCIO

SISTEMA BRASILEIRO DE PAGAMENTOS E O COMÉRCIO SISTEMA BRASILEIRO DE PAGAMENTOS E O COMÉRCIO EMENTA O presente estudo objetiva apresentar o cenário para o comércio referente aos meios de pagamento utilizados no Brasil a fim de identificar o impacto

Leia mais