Guia de Instalação do Just SSO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia de Instalação do Just SSO"

Transcrição

1 Manual Guia de Instalação e de Configuração do Just SSO, solução de Single Sign On (SSO) para integrar o Google Apps com o seu Serviço de Diretório. Produto desenvolvido pela Just Digital v 14

2 Índice Overview... 3 Principais Requisitos... 3 Resumo das Informações que você irá precisar para proceder com a instalação... 4 Passo 1 Configuração do Just SSO: parâmetros de Rede e NTP para a VM... 6 Passo 2 Configuração do Just SSO: comunicação com o Serviço de Diretório e com Google Apps... 9 Passo 3 Configuração do Google Apps: habilitando e configurando SSO Opcional: Habilitando a Provisioning API no Google Apps Opcional: Alertas / s Opcional: Layout Opcional: Captcha Opcional: Controle de Acesso Troubleshooting (Diagnóstico de Problemas) Exemplos de Topologias (Arquitetura de Rede) x Casos de Uso Suporte Considerações finais Página 2 de 30

3 Overview Para utilizar a solução de Single Sign On (SSO) da Just Digital integrada ao Google Apps, você deverá atender os requisitos descritos nas seções deste guia de instalação. O processo de configuração consiste de três passos principais: 1. Instalação da VM e configuração de parâmetros de conectividade básica: Refere-se ao endereço IP do Just SSO, máscara de sub-rede, gateway, DNS e NTP. 2. Configuração do Just SSO, para que este possa: a. Comunicar-se com o seu serviço de diretório e assim validar as tentativas de acesso e opcionalmente alterar as senhas dos usuários; b. Comunicar-se com o Google Apps para de i. Maneira Indireta: autorizar os acessos que forem válidos (login/senha válido, horário e origem de acesso autorizados, login ativo,...) ii. Maneira Direta replicar na Nuvem as senhas dos usuários no AD. 3. Configuração do Google Apps de forma a habilitar a função de SSO no domínio. Antes de iniciar a instalação, recomenda-se que você: Leia o guia por inteiro. Certifique-se que todos os requisitos estejam atendidos. Possua todos os parâmetros necessários indicados neste guia. Lembre-se que a Just Digital está à disposição para orientá-lo neste processo e esclarecer suas dúvidas. Principais Requisitos Utilizar a versão Premier ou Education do Google Apps Possuir o VMWare instalado, com no mínimo 1024MB de RAM disponível para alocação à VM do Just SSO (recomendado 2GB de RAM) e 5 GB de espaço em disco disponível. O produto já está homologado e testado para as versões ESX 3.0 e Player do VMWare Configurar o Just SSO para se comunicar: o Com o seu serviço de diretório, que pode ser o Active Directory da Microsoft ou o OpenLDAP. o Com o seu domínio do Google Apps. Configurar, no gerenciador do seu domínio Google Apps: o A aba do Single Sign On (SSO) o e opcionalmente, habilitar a Provisioning API. Como o Google Apps se comunicará com o Just SSO, é preciso que o Just SSO seja acessível externamente. Leve isto em consideração quando da definição do local (e endereço IP) onde será instalado a VM do Just SSO. Caso você deseje utilizar a funcionalidade de replicação de senha para o Google Apps, é necessário permitir acesso da VM à apps-apis.l.google.com através da porta 443 (https). Caso você deseje utilizar a funcionalidade de Captcha, é necessário permitir acesso da VM à apiverify.recaptcha.net através da porta 80 (http) e 443 (https). Servidor DNS Acesso à para permitir download de atualizações/patches do Linux Eventualmente, será necessário que algumas regras no firewall sejam criadas ou alteradas para permitir a comunicação mencionada acima. Página 3 de 30

4 Resumo das Informações que você irá precisar para proceder com a instalação Dado Valor Comentários Domínio É o domínio da sua empresa (do seu ). Exemplo: justdigital.com.br Qtde. de Contas Indique quantas contas do Google Apps você adquiriu. Configurações de Rede para a VM do Just SSO Você pode optar por utilizar DHCP para a máquina virtual (padrão) ou definir manualmente os valores desejados (recomendado). Caso opte pela segunda forma, basta acessar o Shell da VM (vide Passo 1 Configuração do Just SSO: parâmetros de Rede e NTP para a VM) e se logar com o usuário configure e com a senha justsso. Uma vez logado, uma página autoexplicativa solicitando os dados de configuração de rede será apresentada. Domínio ou endereço IP válido (público) para acessar externamente o Just SSO. Esta informação será utilizada quando da configuração do Google Apps para se conectar ao sistema de single sign-on da Just Digital. Por exemplo, se o domínio da sua empresa for justdigital.com.br, você poderia solicitar à sua equipe de rede a criação de um sub-domínio chamado sso apontando para o endereço IP onde será instalado o Just SSO. Neste exemplo, teríamos: url de login: https://sso.justdigital.com.br/justsso/auth url da tela exibida após o logout: https://sso.justdigital.com.br/justsso/auth/logo ut url da tela de alteração de senha: https://sso.justdigital.com.br/justsso/account/ Note que para usar o protocolo HTTPS (recomendado), será necessário instalar um certificado SSL emitido por uma entidade certificadora, como por exemplo a VeriSign, correspondente ao subdomínio/domínio a ser usado pelo Just SSO para evitar que seus usuários recebam mensagens de alertas dos browsers informando que o certificado da página de login não é válido. Atualmente, a instalação do certificado na VM é feita Página 4 de 30

5 pela equipe de suporte da Just Digital. Para isso, você deverá nos encaminhar o arquivo do certificado gerado para Apache Web Server para que acessemos a VM e a configuremos com este certificado. Antes de solicitar o certificado à uma entidade certificadora, entre em contato com a nossa equipe de suporte para enviarmos o Certificate Signing Request (CSR) gerado pela VM. Portas As portas utilizadas pela VM do Just SSO são: 22 para suporte remoto via SSH pela equipe da Just Digital a partir do IP de saída (principal) e (secundário). 80 ou 443 (recomendado) para que seus usuários possam se autenticar utilizando a solução de SSO 8443 da interface administrativa usada para configurar o Just SSO 123 a VM (ou appliance) do Just SSO precisa estar com seu horário sempre atualizado, por isso é necessário que o produto possa acessar um servidor NTP para manter seu relógio interno sincronizado. O serviço NTP é disponibilizado geralmente na porta 123, mas caso você use uma porta diferente, basta especificá-la na página de configuração. 53 a VM precisa acessar um servidor DNS para resolução de nomes. Outras informações Veja a seção correspondente à configuração do Just SSO para obter maiores detalhes sobre os parâmetros necessários para este setup. No final deste guia você encontrará 2 (duas) tabelas de parâmetros que devem ser informados e que são relacionados à comunicação com o Serviço de Diretório e à comunicação com o Google Apps. Além disso, a maior parte de nossos clientes opta por personalizar o layout da página de login (e alguns também da página de alteração de senha e de logout). Caso você tenha a mesma intenção, lembre-se de gerar o layout desejado, juntamente com o respectivo código html, css e arquivos de imagens necessários para tal objetivo. Página 5 de 30

6 Passo 1 Configuração do Just SSO: parâmetros de Rede e NTP para a VM Por segurança, apenas conectando-se diretamente no console da VM é possível alterar os dados relacionados à: Endereço IP Máscara de Sub-rede Endereço de Gateway Sufixo de Pesquisa DNS Servidor DNS 1, 2 e 3 Servidores NTP Para tanto, basta acessar o Shell da VM e se logar com o usuário configure e com a senha justsso Uma vez logado, uma página autoexplicativa solicitando os dados de configuração de rede será apresentada. Os seguintes screenshots ilustram estas possibilidades. Figura 1 Shell da VM conectado usando o vsphere Client. Para se logar e ter acesso a interface de administração, informe o login igual a configure e senha igual à justsso. Página 6 de 30

7 Figura 2 Opção padrão para configuração TCP/IP: automático. Para alternar entre o modo manual e o modo automático (DHCP), utilize as teclas Page Up e Page Down. Figura 3 Configuração Manual do TCP/IP. Informe o Endereço IP que a VM possuirá, a máscara de sub-rede e o endereço IP (ou hostname) do Gateway. Note que aqui é exibido também o Mac Address do adaptador de rede, informação útil caso você deseje criar alguma regra em função deste valor. Página 7 de 30

8 Figura 4 Opção acessível através da tecla F6 para informar Sufixo de Pesquisa DNS e até três (3) Servidores DNS. Figura 5 Opção acessível através da tecla F7 para informar endereços de servidores de NTP, de forma a assegurar que a data e hora da máquina do Just SSO estejam sempre corretos. Página 8 de 30

9 Passo 2 Configuração do Just SSO: comunicação com o Serviço de Diretório e com Google Apps A configuração do Just SSO é relativamente simples e consiste na informação de 2 conjuntos de parâmetros relacionados por sua vez à comunicação do Just SSO com o serviço de diretório e com o Google Apps. 1. Acesse https://ip_do_justsso_vm:8443/justsso-admin/ e informe o login e a senha passados a você quando da aquisição do produto. 2. Na aba Comunicação com o Serviço de Diretório, você informará os dados necessários para o Just SSO comunicar com o serviço de diretório: Figura 6 Página para configuração da Comunicação com o Serviço de Diretório Página 9 de 30

10 A tabela abaixo dá maiores detalhes sobre cada um dos campos desta tela. Parâmetro Valor Comentários Serviço de Diretório Selecione a opção correspondente ao seu serviço de diretório. Pode ser AD (da Microsoft) ou OpenLDAP. Url do Serviço de Exemplo: ldaps:// :636 Diretório Base DN Base Distinguished Name dos usuários. Ex: cn=users,dc=seudominio,dc=com,dc=br Login Informe uma conta do serviço de diretório com direitos de "operador" ou com permissão suficiente para modificar senhas dos usuários no seu serviço de diretório. Ex.: CN=Administrador,CN=Users,DC=seudominio,DC=co m,dc=br Senha Informe a senha da conta informada no campo anterior. Dica: É recomendável criar/usar um login próprio para a aplicação se comunicar com o AD, pois caso você utilize o login de algum usuário real, quando este usuário por alguma razão alterar a sua senha, o sistema deixará de funcionar até que alguém atualize este campo para o novo valor. Mecanismo de Indique se é Simple (padrão) ou None. Autenticação Protocolo de Padrão é SSL Autenticação Chave de Segurança Para permitir uma comunicação segura (via LDAPS) entre o Just SSO e o seu Serviço de Diretório, pode se fazer necessário o upload de um Certificado gerado pelo próprio Serviço de Diretório. De qualquer forma, o Just SSO tenta gerar este certificado automaticamente, comunicando-se diretamente ao servidor quando você especifica uma conexão do tipo LDAPS e você deixa este campo aqui vazio. Nome do atributo de /Login Nome do atributo do seu serviço de diretório que contém os s dos usuários. Ex: userprincipalname É necessário preencher este campo caso você deseje utilizar a função de Alteração de Senha a partir do Just SSO. Domínio do no Serv. de Dir. Nome do atributo de Grupos Caso o endereço de dos seus usuários salvos no campo informado acima possuam um domínio diferente. Por exemplo, ao invés É possível informar mais de um domínio, separando-os por ponto-e-vírgula ; Ex: justidigital.com.br=justdigital.local; justinside.com.br=justinside.intranet Caso você esteja usando um campo Nome do atributo do seu serviço de diretório que contém os grupos dos quais o usuário faz parte. Exemplo: memberof ou tokengroups Esta informação é necessária apenas se você fizer uso de alguma configuração que necessite conhecer os Página 10 de 30

11 Grupo Base Search Nome do atributo de Senha grupos do usuário que está se autenticando, como por exemplo o módulo de Controle de Acesso. Exemplo: dc=seudominio,dc=com,dc=br Quando omitido, o sistema assume o valor do campo Base DN. Nome do atributo do seu serviço de diretório que contém as senhas dos usuários. Ex: userpassword Necessário caso você deseje que os usuários atualizem suas senhas no serviço de diretório usando o Just SSO. 3. Clique no botão Salvar; 4. Clique na aba Comunicação com o Google Apps para fornecer as informações necessárias para a comunicação do Just SSO com o Google Apps: Figura 7 Página para configuração da Comunicação com o Google Apps Página 11 de 30

12 A tabela abaixo dá maiores detalhes sobre cada um dos campos apresentados na figura anterior. Parâmetro Valor Comentários Domínio Corresponde ao seu domínio no Google Apps. Exemplo: justdigital.com.br Chave Privada Carregue aqui a chave privada enviada para você via . Chave Pública Carregue aqui a chave pública enviada para você via . Mostrar página Marque esta opção para exibir uma página intermediária? intermediária (com alertas, destaques, comunicados,...) após o login do usuário. Usuário Administrador do Domínio Esta informação é necessária apenas se você optar por usar a função de replicação de senha para o Google Apps. Senha Replicar senha dos usuários no Google Apps após Login? Replicar senha dos usuários no Google Apps após Alteração de Senha? Otimizar replicação das senhas dos usuários no Google Apps? Exemplo: Senha do usuário administrador do domínio. Esta informação é necessária apenas se você optar por usar a função de replicação de senha para o Google Apps. Marque esta opção se desejar que as senhas dos usuários sejam replicadas no Google Apps quando estes se logarem através do Just SSO. Nota: Para funcionar, você deve habilitar a funcionalidade Provisioning API no painel de controle do seu Google Apps. Marque esta opção se desejar que as senhas dos usuários sejam replicadas no Google Apps quando estes atualizarem a senha através do Just SSO. Nota: Para funcionar, você deve habilitar a funcionalidade Provisioning API no painel de controle do seu Google Apps. Marque esta opção se desejar que as senhas dos usuários sejam cacheadas (salvas de modo criptografado) no Just SSO, de forma a otimizar o processo de replicação de senhas. Desta maneira, a senha no Google Apps será atualizada apenas quando o valor informado pelo usuário for diferente daquele previamente cacheado no sistema. 5. Clique no botão Salvar. 6. Pronto, o Just SSO está configurado. Página 12 de 30

13 Passo 3 Configuração do Google Apps: habilitando e configurando SSO 1. Acesse o painel de controle do seu domínio no Google Apps da edição Business, Education ou Government do Google Apps. 2. Localize a seção Autenticação, ou Authentication, na página Ferramentas Avançadas (ou Advanced Tools ); 3. Clique no link Configurar logon único (SSO) ou Set up single sign-on (SSO) para abrir a seguinte página: Figura 8 Página de configuração de SSO no painel de controle do Google Apps 4. No campo Certificado de confirmação ou Verification certificate, você deve fazer o upload de um arquivo de certificado contendo uma chave pública que será utilizada pelo Google Apps para verificar requisições de login. Um arquivo com esta chave será enviada para você através de . Todavia, se preferir, você poderá gerar o seu próprio par de chave pública e privada. 5. Deixe marcada a opção Configurar logon único (SSO) ou Enable Single Sign-on. 6. Nos campos "URL da página de login", "URL da página de logout" e "URL para alteração de senha" (ou Sign-in page URL *, Sign-out page URL * e Change password URL * respectivamente), você deve informar a url da página de login, a url para a qual os usuários são redirecionados após efetuarem logout e a url da página de alteração de senha respectivamente. Conforme exposto na seção de pré-requisitos, uma configuração típica seria: url de login: https://subdominio.seudominio/justsso/auth url da página pós logout: https://subdominio.seudominio/justsso/auth/logout Página 13 de 30

14 url da tela de alteração de senha: https://subdominio.seudominio/justsso/account/ Onde subdomínio.seudominio é um apontamento no DNS que direciona para o endereço IP do aplicativo Just SSO instalado na sua empresa. Nota 1: Caso você deseje que seus usuários sejam direcionados novamente para a página de login quando estes fizerem logout do Google Apps, basta repetir o valor informado no campo Sign-in Page URL. Nota 2: A página de Alteração de Senha disponível no Just SSO atualizará esta informação no seu Servidor de Serviço de Diretório (AD ou OpenLDAP). Ele poderá também atualizar esta senha no GoogleApps caso você assim especifique na tela de configuração do Just SSO (mais detalhes adiante). Nota 3: A utilização da página de Alteração de Senha disponível no Just SSO é opcional. Se você preferir não utilizá-la, basta que você indique um link para uma url que, por exemplo, contenha orientações aos seus usuários de como proceder para alterar suas senhas. 7. Agora clique no botão Salvar Alterações ou Save Changes para finalizar o processo. Página 14 de 30

15 Opcional: Habilitando a Provisioning API no Google Apps O Google Apps disponibiliza uma funcionalidade chamada provisioning API que permite ao Just SSO automaticamente replicar a senha do usuário no Google Apps, caso você assim o tenha configurado, quando este atualizar sua senha no seu Servidor de Diretório utilizando a página de alteração de senha do Just SSO ou quando este fizer login através do Just SSO. Isto pode ser interessante, pois num evento em que seu Servidor de Diretório ou a máquina onde o Just SSO é executado fiquem inacessíveis (problema no link, por exemplo), um administrador do domínio pode acessar o painel de administração do seu Google Apps e desabilitar a integração do SSO. Neste cenário, uma vez desabilitado o SSO, os usuários poderiam continuar acessando suas caixas de mesmo com o AD ou a máquina do Just SSO indisponível. Para utilizar este recurso, você deverá seguir os passos a seguir e depois habilitar esta opção no console de administração do Just SSO. 1. Localize a seção Ativar API de aprovisionamento, ou Enable provisioning API, na aba "Configurações do usuário da página Configurações do domínio Figura 9 Ativação da API de Aprovisionamento 2. Marque a opção Ativar API de aprovisionamento ou Enable provisioning API. 3. Agora clique no botão Salvar alterações ou Save Changes para finalizar o processo. Página 15 de 30

16 Opcional: Alertas / s O Just SSO possui um módulo de alertas que lhe permite enviar mensagens via em algumas situações como, por exemplo, em caso de falha na comunicação com o Serviço de Diretório, de maneira a sinalizar ao Administrador que alguma intervenção é necessária. Também é possível configurar algum programa de monitoramento que porventura você tenha para acessar periodicamente uma URL de Verificação do sistema e assim verificar o seu status. Figura 10 Configuração de Alertas / s e Senha da URL de Monitoramento Página 16 de 30

17 A tabela abaixo dá maiores detalhes sobre cada um dos campos desta tela. Parâmetro Valor Comentários URL deste Aplicativo Informe a url onde está instalada esta VM. Exemplo: https://sso.justdigital.com.br/ Endereço do Servidor Informe o endereço do servidor de a ser utilizado para enviar as mensagens. Ex.: smtp.gmail.com SMTP Porta do Servidor SMTP Conexão é autenticada? Modo de Autenticação Sender Address (from) Senha do Sender (from) Enviar quando identificar problema de conexão com Serviço de Diretório? Enviar quando identificar problema de conexão com Google Apps (Replicação de senha, por exemplo)? Enviar quando licença estiver à menos de 30 dias da expiração? Habilita URL de verificação? 1. Clique no botão Salvar. Informe o número da porta usada para comunicação. Exemplos: 587 (para GMail), 465 (para Google Apps) ou 25 (padrão em vários servidores de s). Caso este servidor necessite de autenticação para fazer envio de s ('Outgoing server requires authentication'), deixe esta opção habilitada e preencha os campos de 'Sender Address' e 'Sender Password'. Por exemplo, se você usar uma conta no Google Apps ou do GMail, provavelmente o valor necessário é TLS pois eles necessitam de uma conexão criptografada ('This server requires an encrypted connection (SSL)'). Informe o endereço de que o Just SSO utilizará para enviar das mensagens de autorização. Informe a senha do endereço de para que o Just SSO possa enviar os s solicitando a confirmação do mapeamento de usuários do AD com o Google Apps. Caso a resposta seja positiva, marque esta opção e informe o e- mail do destinatário. Você pode informar mais de um endereço de destinatário separando-os por ; Caso a resposta seja positiva, marque esta opção e informe o e- mail do destinatário. Você pode informar mais de um endereço de destinatário separando-os por ; Caso a resposta seja positiva, marque esta opção e informe o e- mail do destinatário. Você pode informar mais de um endereço de destinatário separando-os por ; Caso a resposta seja positiva, marque esta opção e informe uma senha que deverá ser usada ao acessar a URL de teste https://vm_address/justsso/troubleshooting/check?token=123 trocando 123 pela senha que você informar aqui. É importante salientar que a topologia de rede do cliente necessitará permitir a comunicação entre o Just SSO e o servidor que for indicado para envio das mensagens. Página 17 de 30

18 Opcional: Layout Caso deseje, você pode customizar as páginas de: Login Página Intermediária Alteração de Senha Página de Resposta da Alteração de Senha Logout Para tanto, é preciso que você crie o código HTML correspondente ao layout desejado, incluindo as imagens e css necessários e algumas tags especiais necessárias para o funcionamento do sistema. Os códigos destas Tags especiais podem ser localizados nas respectivas páginas de configuração, que podem ser acessadas a partir do menu Layout. Exemplo de Código para a página de Login: <html> <head> <title>just Digital Webmail</title> <body> <h1>informe seu login e senha nos campos abaixo para acessar sua caixa de </h1> $form.geterrors().tohtml() <form action="/justsso/auth/authenticate" method="post" enctype="application/x-www-form-urlencoded"> $form.get("samlrequest").render() $form.get("relaystateurl").render() Login: $form.get("username").render() <br/> Senha: $form.get("password").render() <br/> <input type="submit" value="login"/> </form> </body> </html> Página 18 de 30

19 Figura 11 Este módulo permite a personalização do layout das páginas com as quais os usuários interagem, ou seja: página de Login, Alteração de Senha e Sair (Logout) Página 19 de 30

20 Opcional: Captcha Como uma medida adicional de segurança, você pode optar por habilitar a opção de Captcha, que fará com que o Just SSO apresente um captcha para o usuário após X tentativas malsucedidas. Você pode habilitá-lo através do console de administração do Just SSO, menu Outras configs, sub-menu Captcha. Além disso, será necessário: Figura 12 Configurando Captcha 1. Permitir acesso da VM à url api-verify.recaptcha.net (serviço da Google responsável por validar se o valor informado corresponde à imagem gerada) via porta 80 (http) e 443 (https). 2. Incluir a tag $form.get("captcha").render() no formulário de layout, de forma que a imagem do captcha seja exibida quando for apropriado. Página 20 de 30

21 Opcional: Controle de Acesso O Just SSO oferece uma poderosa e flexível maneira de controlar os acessos via Web (ou seja, acesso via IMAP, por exemplo, não é tratado) aos serviços do Google Apps tanto em função da localização do usuário (se está acessando a partir da rede interna da empresa ou de fora) quanto em função do Dia-da-Semana/Horário. Este módulo é configurável através do console de administração do Just SSO, menu Outras configs, submenu Controle de Acesso. Figura 13 Exemplo de configuração de Controle de Acesso Como se pode ver na figura anterior, há uma série de ajustes que podem ser realizados e que são levados em consideração apenas se você deixar selecionado o campo Aplicar configurações para Controle de Acesso?. São eles: 1. Configurações para evitar bloqueio do usuário no Serviço de Diretório Caso você tenha configurado no seu Serviço de Diretório o bloqueio automático do login de um usuário após um determinado número de tentativas mal-sucedidas, recomendamos que você configure esta seção Página 21 de 30

22 de forma a evitar que um ataque dirigido possa tirar o acesso de parte de seus usuários, isto é: imagine que alguém deseja bloquear o acesso do usuário e que após três (3) tentativas mal-sucedidas, o acesso do usuário será bloqueado. E o que talvez seja mais grave: não somente o acesso ao Google Apps estará bloqueado, mas também o acesso à sua rede! Para evitar este tipo de situação, esta seção foi criada. No exemplo acima, para impedir impactos indiretos no acesso à sua rede, o que você precisaria fazer é configurar: O valor 2 no campo Número de tentativas antes de temporariamente "bloquear" novas tentativas de login e O valor apropriado no campo Tempo (em minutos) antes de zerar o contador de tentativas malsucedidas de login, onde o valor apropriado depende das configurações do seu Serviço de Diretório. Se a contagem no seu Serviço de Diretório é zerada após 30 minutos, 30 é o número que você deve informar aqui. 2. Configurações para controlar acesso ao Google Apps em função do local do usuário (dentro ou fora da rede da empresa): Para identificarmos se um usuário está tentando acessar o Google Apps de dentro ou de fora da sua empresa, precisamos saber o intervalo (range) de IPs pertencentes à sua rede de tal forma que possamos confrontar o IP de Origem do Acesso com esta lista e assim avaliar se o acesso vem de fora ou de dentro da rede. Deste modo, a partir do preenchimento do campo Lista de Endereços IPs/Máscaras de Rede pertencentes à Rede Interna temos condição de negar ou autorizar o acesso de um usuário com base na sua localização (interno ou externo à rede da empresa). Neste ponto, se você deixar desmarcado o campo Autorizar Acesso Externo?, somente usuários acessando de dentro da sua rede conseguirão acessar o Google Apps (salvo exceções conforme o item a seguir). 3. Grupos de usuário que terão acesso independente de regras de acesso: Os usuários que sejam membros de grupos aqui indicados terão acesso autorizado independente de qualquer regra criada em função de Origem ou Dia/Hora. 4. Regras de Acesso Pode-se criar mais de uma regra de acesso, que serão avaliadas seguindo a ordem configurada da menor para a maior e que podem ser consideradas ou não (ignoradas) em função da parametrização feita. Existem dois (2) tipos de regras de Acesso: a. Regra de Acesso baseado em Origem Esta regra só é levada em consideração se o: Usuário fizer parte de um dos grupos indicados no campo Usuário é membro de algum dos seguintes grupos. Ao deixar este campo em branco, você indica ao Just SSO que este critério (grupo do usuário) não deve ser avaliado no momento de decidir se a Regra de Acesso em questão deve ser levada em consideração. E: o Se a opção Acesso Interno estiver selecionada e o acesso do usuário for a partir da rede interna da empresa; ou o Se a opção Acesso Externo estiver selecionada e o acesso do usuário for a partir de fora da rede da empresa; Caso as condições acima sejam satisfeitas, a regra de acesso em questão será considerada e o usuário terá o acesso autorizado se o acesso estiver sendo realizado no período indicado na regra de acesso. Caso contrário, o Just SSO analisará a próxima regra de acesso conforme a ordem. Página 22 de 30

23 b. Regra de Acesso baseado em Dia/Hora Esta regra só é levada em consideração se o: Usuário fizer parte de um dos grupos indicados no campo Usuário é membro de algum dos seguintes grupos. Ao deixar este campo em branco, você está dizendo ao Just SSO que este critério (grupo do usuário) não deve ser avaliado no momento de decidir se a Regra de Acesso em questão deve ser levada em consideração. E caso o acesso esteja sendo realizado no período indicado na regra de acesso. Caso as condições acima sejam satisfeitas, a regra de acesso em questão será considerada e o usuário só terá o acesso autorizado: o Se a opção Acesso Interno estiver selecionada e o acesso do usuário for a partir da rede interna da empresa; ou o Se a opção Acesso Externo estiver selecionada e o acesso do usuário for a partir de fora da rede da empresa; Caso contrário, o Just SSO analisará a próxima regra de acesso conforme a ordem. Figura 14 Configuração de Regra de Acesso em função de Origem Página 23 de 30

24 Figura 15 Configuração de Regra de Acesso em função de Dia/Hora Considerando-se o exposto anteriormente, pode-se compreender então que num cenário como o indicado na Figura 13 Exemplo de configuração de Controle de Acesso temos a seguinte configuração: 1. Membros do grupo diretoria não estarão sujeitos às regras aqui configuradas; 2. Se o acesso for de dentro da rede interna, ele será autorizado independente do dia da semana e do horário (vide regra de acesso com ordem = 1); 3. Se o acesso for de segunda à sexta-feira e entre as 8h e 18h, tanto acessos internos quanto externos serão autorizados (vide regra de acesso com ordem = 2); 4. Se o acesso for de fora da rede interna e o usuário for membro do grupo grupox ou diretoria, ele será autorizado independente do dia da semana e do horário (vide regra de acesso com ordem = 3); 5. Caso contrário, o acesso será negado tanto para acesso interno quanto para acesso externo (vide regra de acesso com ordem = 4). Página 24 de 30

25 Troubleshooting (Diagnóstico de Problemas) O Just SSO oferece alguns recursos que lhe ajudam na tarefa de diagnosticar problemas. São eles: 1. Status do Sistema É exibido na página inicial (assim que o administrador se loga na interface Administrativa) e oferece informações sobre: Comunicação com o Serviço de Diretório: caso esta comunicação esteja problema, muito provavelmente os usuários não conseguirão se autenticar. Comunicação com o Google Apps: Caso esta comunicação esteja com algum problema, a replicação de senha não funcionará. Neste ponto não se testa a comunicação no sentido de autorizar ou não o acesso ao Google Apps. Licença: Sinaliza quanto tempo falta para a licença expirar, período após o qual o software deixará de autenticar os usuários. Horário do Servidor: Verifique se o horário do servidor está correto pois isso poderá impactar negativamente no Acesso dos Usuários ao Google Apps. Servidor(es) de NTP: Exibe os servidores NTP utilizados para manter atualizado o horário do servidor Espaço em disco: Indica o espaço utilizado em cada partição que compõe a VM e em caso de alguma atingir 100% (em especial a partição / e a partição /var), o sistema parará de funcionar. Figura 16 Exemplo de página inicial exibindo status da VM. Observe o ícone em vermelho sinalizando problema de Comunicação com o Google Apps Página 25 de 30

Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep

Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep 1. Introdução Firewall é um quesito de segurança com cada vez mais importância no mundo da computação. À medida que o uso de informações e sistemas é

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR

MANUAL DO ADMINISTRADOR WinShare Proxy admin MANUAL DO ADMINISTRADOR Instalação do WinShare Índice 1. Instalação 2. Licenciamento 3. Atribuindo uma senha de acesso ao sistema. 4. Configurações de rede 5. Configurações do SMTP

Leia mais

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION Parabéns por instalar o CRACKIT MV! Agora chegou a hora de configurá-lo e administrá-lo. Todo o ambiente de administração do CRACKIT MV é web, ou seja via Browser

Leia mais

Script de Configuração dos E-mails @SEE (Webmail /Outlook Express)

Script de Configuração dos E-mails @SEE (Webmail /Outlook Express) Script de Configuração dos E-mails @SEE (Webmail /Outlook Express) A Secretaria de Estado da Educação está disponibilizando uma nova ferramenta para acesso ao e-mail @see. Essa nova ferramenta permitirá

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting Omega Tecnologia Manual Omega Hosting 1 2 Índice Sobre o Omega Hosting... 3 1 Primeiro Acesso... 4 2 Tela Inicial...5 2.1 Área de menu... 5 2.2 Área de navegação... 7 3 Itens do painel de Controle... 8

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DO OUTLOOK EXPRESS

CONFIGURAÇÃO DO OUTLOOK EXPRESS CONFIGURAÇÃO DO OUTLOOK EXPRESS Antes de configurar o Outlook, é necessário fazer a instalação do certificado de segurança. Veja a seguir como fazer 1 Faça o download do arquivo: https://www.pae.sc.gov.br/down/caciasc.crt

Leia mais

Procedimento de Configuração OutLook 2007 para clientes Dentro da Rede Governo

Procedimento de Configuração OutLook 2007 para clientes Dentro da Rede Governo Procedimento de Configuração OutLook 2007 para clientes Dentro da Rede Governo Propriedade: GESUP-PRODEST/ES Data: 10/07/2013 Ver: Exchange Corp. CONFIGURAÇÃO COM OUTLOOK ANYWHERE O Outlook Anywhere proporciona

Leia mais

e-mails editores de e-mails Como configurar contas de nos principais Como configurar contas de e-mails nos principais editores de e-mails

e-mails editores de e-mails Como configurar contas de nos principais Como configurar contas de e-mails nos principais editores de e-mails Como configurar contas de e-mails nos principais editores de e-mails Podemos acessar nossos e-mails pelo webmail, que é um endereço na internet. Os domínios que hospedam com a W3alpha, acessam os e-mails

Leia mais

Guia de instalação e configuração do Alteryx Server

Guia de instalação e configuração do Alteryx Server Guia de referência Guia de instalação e configuração do Alteryx Server v 1.5, novembro de 2015 Sumário Guia de instalação e configuração do Alteryx Server Sumário Capítulo 1 Visão geral do sistema... 5

Leia mais

Guia de uso do Correio Eletrônico Versão 1.1

Guia de uso do Correio Eletrônico Versão 1.1 Guia de uso do Correio Eletrônico Versão 1.1 Índice Introdução ao Serviço de E-mail O que é um servidor de E-mail 3 Porque estamos migrando nosso serviço de correio eletrônico? 3 Vantagens de utilização

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

Manual de configuração de clientes de email para o novo serviço de email da Ufersa baseado na plataforma Google/Gmail

Manual de configuração de clientes de email para o novo serviço de email da Ufersa baseado na plataforma Google/Gmail Universidade Federal Rural do Semi-árido Superintendência de Tecnologia da Informação e comunicação Manual de configuração de clientes de email para o novo serviço de email da Ufersa baseado na plataforma

Leia mais

Configuração de Digitalizar para E-mail

Configuração de Digitalizar para E-mail Guia de Configuração de Funções de Digitalização de Rede Rápida XE3024PT0-2 Este guia inclui instruções para: Configuração de Digitalizar para E-mail na página 1 Configuração de Digitalizar para caixa

Leia mais

Iniciando a configuração do BOT

Iniciando a configuração do BOT Iniciando a configuração do BOT Traduzido por: Antonio Edivaldo de O. Gaspar, edivaldo.gaspar(at)gmail(dot)com Texto original: http://www.blockouttraffic.de/gettingstarted.php Revisado em: 25/07/06 09:00

Leia mais

Configuração de E-mail DTI/CIMR

Configuração de E-mail DTI/CIMR Configuração de E-mail DTI/CIMR Sumário ACESSANDO O E-MAIL VIA WEB: 2 CONFIGURANDO O E-MAIL NO WINDOWS LIVE MAIL(GRATUITO): 3 CONFIGURANDO O E-MAIL NO OUTLOOK 2010: 6 CONFIGURANDO O E-MAIL NO THUNDERBIRD:

Leia mais

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet Ebook Como configurar e-mails no seu celular Este e-book irá mostrar como configurar e-mails, no seu celular. Sistemas operacionais: Android, Apple, BlackBerry, Nokia e Windows Phone Há muitos modelos

Leia mais

Como conectar-se a rede Sem Fio (Wireless) da UNISC. Observação:

Como conectar-se a rede Sem Fio (Wireless) da UNISC. Observação: Setor de Informática UNISC Manual Prático: Como conectar-se a rede Sem Fio (Wireless) da UNISC Pré-Requisitos: Sistema Operacional Linux Ubuntu. O Noteboo Observação: Este documento abrange somente o Sistema

Leia mais

Configuração do cliente de e-mail Outlook 2010 para usuários DAC

Configuração do cliente de e-mail Outlook 2010 para usuários DAC Configuração do cliente de e-mail Outlook 2010 para usuários DAC A. Configurando a autoridade certificadora ICPEdu no Outlook Os certificados utilizados nos serviços de e-mail pop, imap e smtp da DAC foram

Leia mais

Como conectar-se à rede Sem Fio (Wireless) da UNISC. Pré-Requisitos:

Como conectar-se à rede Sem Fio (Wireless) da UNISC. Pré-Requisitos: Setor de Informática UNISC Manual Prático: Como conectar-se à rede Sem Fio (Wireless) da UNISC Pré-Requisitos: O Notebook deve possuir adaptador Wireless instalado (drivers) e estar funcionando no seu

Leia mais

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação Guia de Instalação 29 de setembro de 2010 1 Sumário Introdução... 3 Os Módulos do Andarta... 4 Instalação por módulo... 6 Módulo Andarta Server... 6 Módulo Reporter... 8 Módulo Agent... 9 Instalação individual...

Leia mais

GUIA DE CONFIGURAÇÃO SERVIDOR DHCP

GUIA DE CONFIGURAÇÃO SERVIDOR DHCP GUIA DE CONFIGURAÇÃO SERVIDOR DHCP GUIA DE CONFIGURAÇÃO SERVIDOR DHCP Servidor DHCP O Serviço de DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol) permite que você controle a configuração e distribuição de endereços

Leia mais

Tutorial para configurar o e-mail do IFSC usando o OUTLOOK EXPRESS

Tutorial para configurar o e-mail do IFSC usando o OUTLOOK EXPRESS Instituto de Física de São Carlos Seção Técnica de Informática Tutorial para configurar o e-mail do IFSC usando o OUTLOOK EXPRESS OBS: Este tutorial foi elaborado usando o Outlook Express, no entanto,

Leia mais

Configurando o DDNS Management System

Configurando o DDNS Management System Configurando o DDNS Management System Solução 1: Com o desenvolvimento de sistemas de vigilância, cada vez mais usuários querem usar a conexão ADSL para realizar vigilância de vídeo através da rede. Porém

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep Secure em um

Leia mais

CONFIGURANDO O SERVIÇO DE VPN NO WINDOWS SERVER 2008 R2

CONFIGURANDO O SERVIÇO DE VPN NO WINDOWS SERVER 2008 R2 CONFIGURANDO O SERVIÇO DE VPN NO WINDOWS SERVER 2008 R2 1. Antes de começar A tabela a seguir lista as informações que você precisa saber antes de configurar um servidor VPN de acesso remoto. Antes de

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 Conteúdo 1. LogWeb... 3 2. Instalação... 4 3. Início... 6 3.1 Painel Geral... 6 3.2 Salvar e Restaurar... 7 3.3 Manuais... 8 3.4 Sobre... 8 4. Monitoração... 9 4.1 Painel Sinóptico...

Leia mais

Procedimento para configuração de Redirecionamento de Portas

Procedimento para configuração de Redirecionamento de Portas 1 Procedimento para configuração de Redirecionamento de Portas 1- Para realizar a configuração de redirecionamento de portas o computador deve estar conectado via cabo Ethernet em uma das portas LAN do

Leia mais

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Guia do usuário

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Guia do usuário BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Guia do usuário Publicado: 09/01/2014 SWD-20140109134951622 Conteúdo 1 Primeiros passos... 7 Sobre os planos de serviço de mensagens oferecidos para o BlackBerry

Leia mais

UM NOVO CONCEITO EM HOSPEDAGEM DE DOMÍNIO

UM NOVO CONCEITO EM HOSPEDAGEM DE DOMÍNIO www.origy.com.br UM NOVO CONCEITO EM HOSPEDAGEM DE DOMÍNIO CARACTERÍSTICAS: E-MAIL IMAP * Acesso simultâneo e centralizado, via aplicativo, webmail e celular/smartphone * Alta capacidade de armazenamento

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft CPE Soft Manual 125/400mW 2.4GHz CPE Soft Campinas - SP 2010 Indice 1.1 Acessando as configurações. 2 1.2 Opções de configuração... 3 1.3 Wireless... 4 1.4 TCP/IP 5 1.5 Firewall 6 7 1.6 Sistema 8 1.7 Assistente...

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Elaboração: Equipe de Suporte Avançado do CPD SA/SRS/CPD/UnB suporte@unb.br Universidade de Brasília Brasília / 2014 Resumo A

Leia mais

SoftPhone e Integração de diretório ativo

SoftPhone e Integração de diretório ativo SoftPhone e Integração de diretório ativo Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Integre o diretório ativo com SoftPhone Prepare para integrar o diretório ativo com

Leia mais

HOW TO Procedimento para instalar Aker Firewall virtualizado no ESXi 5.0

HOW TO Procedimento para instalar Aker Firewall virtualizado no ESXi 5.0 Procedimento para instalar virtualizado no Página: 1 de 15 Introdução Este documento abordará os procedimentos necessários para instalar o (AFW) virtualizado em um servidor ESXi. Será compreendido desde

Leia mais

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Guia de administração Publicado: 16/01/2014 SWD-20140116140606218 Conteúdo 1 Primeiros passos... 6 Disponibilidade de recursos administrativos... 6 Disponibilidade

Leia mais

Configuração do Outlook Express

Configuração do Outlook Express Configuração do Outlook Express 1/1 Configuração do Outlook Express LCC.006.2005 Versão 1.0 Versão Autor ou Responsável Data 1.0 Paula Helena 30/09/2005 RESUMO Este relatório tem como objetivo mostrar

Leia mais

Senha Admin. Nessa tela, você poderá trocar a senha do administrador para obter acesso ao NSControl. Inicialização

Senha Admin. Nessa tela, você poderá trocar a senha do administrador para obter acesso ao NSControl. Inicialização Manual do Nscontrol Principal Senha Admin Nessa tela, você poderá trocar a senha do administrador para obter acesso ao NSControl. Inicialização Aqui, você poderá selecionar quais programas você quer que

Leia mais

WiNGS Wireless Gateway WiNGS Telecom. Manual. Índice

WiNGS Wireless Gateway WiNGS Telecom. Manual. Índice Wireless Network Global Solutions WiNGS Wireless Gateway Manual Índice Pagina Características Técnicas 3 Descrição do Aparelho 4 Quick Start 5 Utilizando a interface de administração WEB 7 Login 7 Usuários

Leia mais

Instalação do VOL Backup para Desktops

Instalação do VOL Backup para Desktops Este é o guia de instalação e configuração da ferramenta VOL Backup para desktops. Deve ser seguido caso você queira instalar ou reinstalar o VOL Backup em sistemas Windows 2000, XP, Vista ou 7, 32 ou

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep

Leia mais

Manual do Usuário Integra Amazonas Versão 4.0 Data de revisão 01/06/2016

Manual do Usuário Integra Amazonas Versão 4.0 Data de revisão 01/06/2016 MANUAL DO USUÁRIO Documento Manual do Usuário Integra Amazonas Versão 4.0 Data de revisão 01/06/2016 Equipe Técnica José Carlos Torres Adriana dos Santos Alessandro Melo Páginas 71 Páginas 2 Índice Introdução...

Leia mais

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X A primeira coisa a analisarmos é onde ficará posicionado o servidor de Raio-x na rede do cliente, abaixo será colocado três situações básicas e comuns

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Configurações Básicas para ativar e configurar o WebProtection

Configurações Básicas para ativar e configurar o WebProtection Configurações Básicas para ativar e configurar o WebProtection - Descrição: Este manual descreve os procedimentos necessários para realizar uma configuração básica do Web Protection. - O que fazer? 1.

Leia mais

MozyPro Guia do administrador Publicado: 2013-07-02

MozyPro Guia do administrador Publicado: 2013-07-02 MozyPro Guia do administrador Publicado: 2013-07-02 Sumário Prefácio: Prefácio...vii Capítulo 1: Apresentação do MozyPro...9 Capítulo 2: Noções básicas sobre os Conceitos do MozyPro...11 Noções básicas

Leia mais

Apresentação - Winconnection 7

Apresentação - Winconnection 7 Apresentação - Winconnection 7 Conteúdo: Principais Novidades Produtos Recursos Plugins Requisitos Comparativo Dicas de Configuração Principais Novidades Principais Novidades: Novo Administrador Web Sistema

Leia mais

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 Pela grande necessidade de controlar a internet de diversos clientes, a NSC Soluções em Informática desenvolveu um novo produto capaz de gerenciar todos os recursos

Leia mais

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services Microsoft Corporation Publicação: 14 de março de 2005 Autor: Tim Elhajj Editor: Sean Bentley Resumo Este documento fornece instruções

Leia mais

Guia de Configuração das Funções de Digitalização

Guia de Configuração das Funções de Digitalização Guia de Configuração das Funções de Digitalização WorkCentre M123/M128 WorkCentre Pro 123/128 701P42171_pt-BR 2004. Todos os direitos reservados. A proteção de copyright aqui reclamada inclui todas as

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO MANUAL DE CONFIGURAÇÃO Índice Conteúdo Página Legendas 3 1.0 Primeiro acesso 5 2.0 Cadastro de login e senha 6 3.0 Configuração do Blocker 7 3.1 Senha de acesso 8 3.2 Grade de Horário 9 3.2.1 Configurando

Leia mais

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta.

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. Prof. Júlio César S. Ramos P á g i n a 1 INTERNET OUTLOOK 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. A O Outlook Express permite criar grupo de pessoas

Leia mais

1. DHCP a. Reserva de IP

1. DHCP a. Reserva de IP Configuração de recursos do roteador wireless Tenda 1. DHCP a. Reserva de IP Ao se conectar uma rede que possua servidor DHCP, o host recebe um IP dentro da faixa de distribuição. A cada conexão, o host

Leia mais

ETEC Campo Limpo AULA 07. 1. Interpretando informações do UTILITÁRIO DE CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA

ETEC Campo Limpo AULA 07. 1. Interpretando informações do UTILITÁRIO DE CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA AULA 07 1. Interpretando informações do UTILITÁRIO DE CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA O Utilitário de configuração do sistema, o famoso "msconfig" está disponível nas versões recentes do Windows. Para abrir o

Leia mais

Requisitos Mínimos para instalação do Antivírus McAfee

Requisitos Mínimos para instalação do Antivírus McAfee Requisitos Mínimos para instalação do Antivírus McAfee Requisitos Mínimos do computador: Microsoft Windows 2000 (32 bits) com Service Pack 4 (SP4) ou superior, Windows XP (32 bits) com Service Pack 1 (SP1)

Leia mais

Como conectar-se à rede Sem Fio (Wireless) da UNISC. Pré-Requisitos:

Como conectar-se à rede Sem Fio (Wireless) da UNISC. Pré-Requisitos: Setor de Informática UNISC Manual Prático: Como conectar-se à rede Sem Fio (Wireless) da UNISC Pré-Requisitos: O Notebook deve possuir adaptador Wireless instalado (drivers) e estar funcionando no seu

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do

Leia mais

Processo de Envio de email

Processo de Envio de email Processo de Envio de email Introdução O envio de documentos de forma eletrônica vem sendo muito utilizado, assim o envio de arquivos, relatórios, avisos, informações é realizado via e-mail. O sistema disponibiliza

Leia mais

Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio:

Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu clicando com o botão direito do

Leia mais

Figura 2 - Menu "Config. Rede"

Figura 2 - Menu Config. Rede Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu Principal. clicando com o botão

Leia mais

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7.

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7. Instalando os Pré-Requisitos Os arquivos dos 'Pré-Requisitos' estão localizados na pasta Pré-Requisitos do CD HyTracks que você recebeu. Os arquivos também podem ser encontrados no servidor. (www.hytracks.com.br/pre-requisitos.zip).

Leia mais

Implementação do Office365. O365 Migração de usuários. Preparado por: Edilson Alves da Nóbrega Divisão de Informática Administração Central

Implementação do Office365. O365 Migração de usuários. Preparado por: Edilson Alves da Nóbrega Divisão de Informática Administração Central Implementação do Office365 O365 Migração de usuários Preparado por: Edilson Alves da Nóbrega Divisão de Informática Administração Central Abril de 2015 Controle de Versões Registro Data Autor Versão Histórico

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 12 Comandos de Rede e Acesso Remoto

Sistema Operacional Unidade 12 Comandos de Rede e Acesso Remoto Sistema Operacional Unidade 12 Comandos de Rede e Acesso Remoto Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 Protocolo de rede... 3 Protocolo TCP/IP... 3 Máscara de sub-rede... 3 Hostname... 3

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM Manual DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DIRGTI 2015 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acessando o serviço...

Leia mais

Procedimentos para Configuração de Redirecionamento de Portas

Procedimentos para Configuração de Redirecionamento de Portas 1 Procedimentos para Configuração de Redirecionamento de Portas O DIR 635 tem duas opções para liberação de portas: Virtual server: A opção Virtual Server permite que você defina uma única porta pública

Leia mais

Manual de Instalação LOCKSS IBICT Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

Manual de Instalação LOCKSS IBICT Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia Manual de Instalação LOCKSS IBICT Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia Elaborado por: Alexandre Faria de Oliveira Março de 2013 1 P á g i n a Sumário 1. Introdução... 3 2. Visão Geral...

Leia mais

Roteiro para configuração de conta de e-mail do CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SÃO VICENTE DO SUL dos seguintes domínios:

Roteiro para configuração de conta de e-mail do CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SÃO VICENTE DO SUL dos seguintes domínios: TUTORIAL DE CONFIGURAÇÃO DE CONTAS DE EMAIL DO CEFETSVS Roteiro para configuração de conta de e-mail do CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SÃO VICENTE DO SUL dos seguintes domínios: CEFET-SVS (Sede)

Leia mais

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7) SafeNet Authentication Client 8.2 SP1 (Para MAC OS 10.7) 2/28 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Tokens Homologados... 4 5 Instruções de Instalação...

Leia mais

Personata Recorder. Manual de Instalação e Configuração

Personata Recorder. Manual de Instalação e Configuração Personata Recorder Manual de Instalação e Configuração Julho / 2013 1 Índice 1- Pré-requisitos......3 2 Verificação do Hardware......3 3 Instalação......5 4 Configuração Inicial......8 4.1 Localização......8

Leia mais

Manual do Instar Mail Sumário

Manual do Instar Mail Sumário Manual do Instar Mail Sumário 1 - Apresentação do sistema... 2 2 - Menu cliente... 2 3 - Menu Importação... 5 4 - Menu Campanhas... 9 5 - Menu banco de arquivos... 16 6 - Menu agendamento... 16 7 - Menu

Leia mais

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services 3.0

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services 3.0 Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services 3.0 Microsoft Corporation Autor: Susan Norwood Editor: Craig Liebendorfer Resumo Este guia fornece instruções para começar a

Leia mais

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 ETI/Domo 24810180 www.bpt.it PT Português ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 Configuração do PC Antes de realizar a configuração de todo o sistema, é necessário configurar o PC para que esteja pronto

Leia mais

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível Versão 1.0 Janeiro de 2011 Xerox Phaser 3635MFP 2011 Xerox Corporation. XEROX e XEROX e Design são marcas da Xerox Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros países. São feitas alterações periodicamente

Leia mais

www.lojatotalseg.com.br

www.lojatotalseg.com.br Manual do Aplicativo de Configurações J INTRODUÇÃO Este manual visa explicar a utilização do software embarcado do equipamento Prisma. De fácil utilização e com suporte a navegadores de internet de todos

Leia mais

STK (Start Kit DARUMA) Instalando a App Windows 8 Daruma e emitindo cupons em uma Impressora Fiscal

STK (Start Kit DARUMA) Instalando a App Windows 8 Daruma e emitindo cupons em uma Impressora Fiscal STK (Start Kit DARUMA) Instalando a App Windows 8 Daruma e emitindo cupons em uma Impressora Fiscal Neste STK apresentaremos como instalar a APP Windows 8 Daruma em um tablet Surface com Windows 8 e como

Leia mais

Manual de Transferência de Arquivos

Manual de Transferência de Arquivos O Manual de Transferência de Arquivos apresenta a ferramenta WebEDI que será utilizada entre FGC/IMS e as Instituições Financeiras para troca de arquivos. Manual de Transferência de Arquivos WebEDI Versão

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG Página 1 de 26 Sumário Introdução...3 Layout do Webmail...4 Zimbra: Nível Intermediário...5 Fazer

Leia mais

Manual Comunica S_Line

Manual Comunica S_Line 1 Introdução O permite a comunicação de Arquivos padrão texto entre diferentes pontos, com segurança (dados criptografados e com autenticação) e rastreabilidade, isto é, um CLIENTE pode receber e enviar

Leia mais

1) Existem diferenças entre os painéis da loja virtual? 2) Quais são os tipos de Produtos da loja? 3) Como cadastrar um Produto Simples?

1) Existem diferenças entre os painéis da loja virtual? 2) Quais são os tipos de Produtos da loja? 3) Como cadastrar um Produto Simples? FAQ Loja Virtual 1) Existem diferenças entre os painéis da loja virtual? Sim, há diferenças entre os painéis da loja virtual. Abaixo segue uma imagem exemplificando as diferenças entre os painéis. 2) Quais

Leia mais

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange Versão: 4.1 Service pack: 4B SWD-313211-0911044452-012 Conteúdo 1 Gerenciando contas de usuários... 7 Adicionar uma conta de usuário... 7 Adicionar

Leia mais

Manual de utilização do STA Web

Manual de utilização do STA Web Sistema de Transferência de Arquivos Manual de utilização do STA Web Versão 1.1.7 Sumário 1 Introdução... 3 2 Segurança... 3 2.1 Autorização de uso... 3 2.2 Acesso em homologação... 3 2.3 Tráfego seguro...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO BRASQUID

MANUAL DO USUÁRIO BRASQUID MANUAL DO USUÁRIO BRASQUID Saulo Marques FATEC FACULDADE DE TECNOLOGIA DE CARAPICUIBA Sumário 1 Instalação... 4 2 Configuração inicial... 6 2.1 Scripts e Arquivos Auxiliares... 10 2.2 O Squid e suas configurações...

Leia mais

Winco VPN - SSL Manual do Usuário

Winco VPN - SSL Manual do Usuário Winco VPN - SSL Manual do Usuário 1 1. Introdução...3 1.1. Características Técnicas...3 1.2. Vantagens da Winco VPN - SSL...4 2. Requisitos de Instalação...5 2.1. Sistemas Operacionais com suporte...5

Leia mais

Guia passo a passo para o Microsoft Windows Server Update Services 3.0 SP2

Guia passo a passo para o Microsoft Windows Server Update Services 3.0 SP2 Guia passo a passo para o Microsoft Windows Server Update Services 3.0 SP2 Microsoft Corporation Autor: Anita Taylor Editor: Theresa Haynie Resumo Este guia fornece instruções detalhadas para instalação

Leia mais

GUIA DE CONFIGURAÇÃO FILTRO DE URL

GUIA DE CONFIGURAÇÃO FILTRO DE URL GUIA DE CONFIGURAÇÃO FILTRO DE URL GUIA DE CONFIGURAÇÃO FILTRO DE URL O módulo Filtro URL estende a funcionalidade do Netdeep Secure com a capacidade de bloquear o acesso a conteúdo web indesejado, filtrando

Leia mais

Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Enterprise

Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Enterprise Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Enterprise Índice Introdução 2 Interface administrativa 2 Status 2 Minha conta 3 Opções 3 Equipes de suporte 4 Jumpoint 5 Jump Clients 6 Bomgar Button 6 Mensagens

Leia mais

Manual de Configuração de Ambiente para Utilização do Login via Certificado Digital no Cadastro Web

Manual de Configuração de Ambiente para Utilização do Login via Certificado Digital no Cadastro Web Manual de Configuração de Ambiente para Utilização do Login via Certificado Digital no Cadastro Web AÇÕES IMPORTANTES Ao tentar acessar o Cadastro Web por meio da certificação digital, é fundamental realizar

Leia mais

STCOM NVR Plus Manual do usuário

STCOM NVR Plus Manual do usuário STCOM NVR Plus STCOM NVR Plus Manual do usuário STCOM NVR Plus Página 2 Índice 1 Prefácio... 3 Principais módulos:... 4 2. Introdução ao Servidor NVR... 5 2.1 Entrar e sair no sistema... 5 2.2 Introdução

Leia mais

Manual do Usuário Cyber Square

Manual do Usuário Cyber Square Manual do Usuário Cyber Square Criado dia 27 de março de 2015 as 12:14 Página 1 de 48 Bem-vindo ao Cyber Square Parabéns! Você está utilizando o Cyber Square, o mais avançado sistema para gerenciamento

Leia mais

Guia para o Google Cloud Print

Guia para o Google Cloud Print Guia para o Google Cloud Print Versão 0 BRA-POR Definições das observações Utilizamos o ícone a seguir ao longo deste manual do usuário: Os ícones de ensinam como agir em determinada situação ou fornecem

Leia mais

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04 Guia de Prática Windows 7 Ubuntu 12.04 Virtual Box e suas interfaces de rede Temos 04 interfaces de rede Cada interface pode operar nos modos: NÃO CONECTADO, que representa o cabo de rede desconectado.

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Seu manual do usuário BLACKBERRY INTERNET SERVICE http://pt.yourpdfguides.com/dref/1117388

Seu manual do usuário BLACKBERRY INTERNET SERVICE http://pt.yourpdfguides.com/dref/1117388 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para BLACKBERRY INTERNET SERVICE. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup MANUAL DO USUÁRIO Software de Ferramenta de Backup Software Ferramenta de Backup Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi ENDIAN FIREWALL COMMUNITY 2.5.1 OURINHOS-SP 2012 HOW-TO

Leia mais