Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil Subsecretaria de Gestão Coordenadoria de Gestão de Pessoas Coordenação de Administração de Pessoas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil Subsecretaria de Gestão Coordenadoria de Gestão de Pessoas Coordenação de Administração de Pessoas"

Transcrição

1 PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil Subsecretaria de Gestão Coordenadoria de Gestão de Pessoas Coordenação de Administração de Pessoas

2 Cartão de Ponto O Cartão de Ponto (CP) é o documento base para a apuração da freqüência diária dos servidores. O pagamento mensal é feito a partir das informações nele contidas. O controle, a apuração e o encerramento da freqüência são efetuados à vista do Cartão de Ponto e da emissão dos boletins que são a comunicação das alterações de freqüência para o Sistema de Recursos Humanos (ERGON). Conforme legislação, Decreto nº /91, a assinatura do Cartão de Ponto deverá ser feita diariamente com caneta azul e encerrado todo último dia de cada mês/último dia de trabalho do servidor no mês

3 As anotações no Cartão de Ponto O Cartão de Ponto é um documento ANUAL. Como o campo de observações tem um espaço pequeno, todas as observações devem ser feitas resumidamente e com letra pequena. As anotações e alterações deverão ser efetuadas em vermelho. 1. Lotação Ao chegar o funcionário e constatado o efetivo exercício de suas funções na respectiva Unidade de Saúde (Posse de concursado, Reassunção de Licença sem vencimentos, Reassunção de abandono de serviço, Readaptação, Remoção, Permuta, Remanejamento, Retorno de amparo gestacional, etc.) far-se-á, imediatamente, o BOLETIM DE LOTAÇÃO BOL. 16 (através do documento recebido Ofício) e envie à Gerência de Pessoal S/SUBG/CGP/CAP/GP. Faça um Cartão de Ponto provisório para que haja controle de freqüência até que chegue o Cartão de Ponto oficial. 2. Correção de informações no Cartão de Ponto Qualquer anotação errada, rasurada ou carimbada em lugar indevido, escrever no campo de observações: Dia / / vale Servidor rubricou indevidamente (sábado, domingo, feriado, licença, falta etc.). Em / / assinou indevidamente. Leia-se. Mudança de assinatura (rubrica) O servidor detém as seguintes rubricas: e. 1. Impontualidade Licenças e Afastamentos A impontualidade se caracteriza por: Comparecimento ao serviço dentro dos sessenta minutos seguintes à hora inicial do expediente. Ausência, sem autorização, por período inferior a sessenta minutos. Retirada, sem autorização, dentro dos sessenta minutos finais ao expediente

4 Atenção: Só são lançadas duas impontualidades SE no mesmo dia o servidor incorrer em duas hipóteses mencionadas anteriormente. Importante: Se o funcionário comparecer ao serviço após os sessenta minutos seguintes à hora inicial do expediente, ou retirar-se antes dos sessenta minutos finais, ou ainda, ausentar-se, sem autorização, por mais de sessenta minutos, o funcionário perderá o vencimento correspondente ao dia, registrando-se XXX no Cartão de Ponto. Exemplo prático: Uma impontualidade X (o servidor assina o dia de trabalho) e perde 1/3 da remuneração do dia. Duas impontualidades XX (o servidor assina o dia de trabalho) e perde 2/3 da remuneração do dia. Três impontualidades XXX (o servidor assina o dia de trabalho) e perde a remuneração integral do dia. 2. Faltas A falta ao serviço se caracteriza pelo não comparecimento do servidor ao trabalho sem causa justificada. Serão também computados como faltas os sábados, domingos, feriados, pontos facultativos, folgas e recessos, quando intercaladas entre faltas (o famoso sanduíche). Obs.: Quando o funcionário completar trinta faltas consecutivas ou, num período de 12 meses (a contar da 1ª falta), sessenta faltas interpoladas, tal fato deverá ser comunicado através de abertura de processo. 3. Férias O funcionário gozará férias de acordo com escala organizada pelo chefe da Unidade a que estiver subordinado obedecendo ao 1/6 permitido por mês. Deverá ser observado o fechamento do Período Aquisitivo (PA). Os boletins de férias deverão ser editados com antecedência mínima de dois meses do início das férias, para que dê tempo de gerar o pagamento do 1/3 de férias

5 Para transferir as férias já marcadas para outro mês deverá ser emitido um boletim de anulação de férias e um boletim de inclusão de férias, ambos com justificativa no verso. O gozo de cada período de férias não poderá ter início num ano e término no outro. Atenção para as férias dos celetistas (20/) que não são acumuláveis. 4. Licença para tratamento de saúde do próprio (artigo 88 da Lei nº. 94 de 14/03/1979) O Decreto nº de 12 de julho de 2005 estabelece prazo de três dias úteis, a partir do início das faltas, para o servidor comparecer à Gerência de Perícias Médicas (A/CSRH/CVS/GPM), munido de BIM, Carteira de Identidade, último Contracheque, exames e atestados que comprovem a doença acometida, para submeter-se à inspeção médica. Se houver total impossibilidade de locomoção do servidor até a A/CSRH/CVS/GPM, qualquer pessoa poderá representá-lo junto àquele órgão, no prazo estabelecido no Decreto acima citado, desde que apresente documento de identificação, BIM emitido pelo órgão de lotação do servidor e Laudo Médico. Neste caso, se o servidor estiver localizado dentro da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, a Gerência de Perícias Médicas providenciará perícia hospitalar ou domiciliar. Não haverá retroatividade em termos de concessão de licença médica para cobrir as faltas, no caso do servidor comparecer à Perícia fora do prazo estabelecido, pois este benefício somente será concedido a partir da data de comparecimento do servidor naquela Gerência. Verificar as datas e anotações com atenção: início, fim, artigo da licença concedida ou negada, data de emissão do RAC; Parecer: (I) Inicial sem alta; IA (inicial com alta); (P) Prorrogação sem alta (P/A) Prorrogação com alta; (A) Alta. 5. Licença para tratamento de saúde do próprio pelo Plano de Saúde Conforme publicação no Diário Oficial de 28/05/2008, regulamentado pela Resolução SMA nº /2008, a responsabilidade do servidor e do Gerente de Recursos Humanos ou Seção de Pessoal da Unidade de Saúde fica bastante clara nesse documento, uma vez que se houver concessão de afastamento incorreto pelo médico do PSSM, somente a Gerência de Perícias Médicas, no período de até 3 (três) dias a contar da 1ª falta poderá acertá-lo. Por essa razão, o servidor tem até dois dias para entregar o atestado na Unidade, que deverá confeccionar o Boletim de - 5 -

6 Afastamento com o Código 630, anexar cópia do Atestado Médico e enviá-lo à Gerência de Pessoal, da Coordenação de Administração de Pessoas S/SUBG/CGP/CAP/GP. O original do Atestado Médico, laudos e exames terão que ficar de posse do servidor para concessão de novos afastamentos. Sugerimos que o Órgão Local de Recursos Humanos mantenha, sob sua guarda, cópias dos Atestados Médicos. Somente após sessenta dias do término da licença o servidor poderá ser licenciado pela PSSM novamente. 6. Acidente de trabalho (artigo 99 da Lei nº. 94 de 14/03/1979) Nos casos de Acidente de Trabalho deverá ser emitido BIM (1 via) e a Notificação de Acidente de Trabalho (NAT) 3 vias devidamente preenchido e assinado pela chefia e mais três testemunhas (do fato ou do relato) e encaminhar o servidor à A/CSRH/CVS/GPM para inspeção médica nos moldes do item Licença Maternidade (artigo 177 da LOMRJ/90) Pode ser concedida de duas maneiras: GESTANTE ENTRA DE LICENÇA ANTES DO PARTO Licença concedida pela Perícia a servidora comparecerá à Gerência de Perícias Médicas (A/CSRH/CVS/GPM) munida de BIM, Carteira de Identidade, último Contracheque e a declaração de seu médico que comprovem o tempo gestacional, para submeter-se à inspeção médica. GESTANTE EM EXERCÍCIO NA DATA DO PARTO Deverá ser enviada a Certidão de Nascimento do bebê (original e cópia) ao setor onde estiver lotada a servidora. Depois do confere com o original deverão ser contados 120 dias a partir do nascimento da criança e será marcado no Cartão de Ponto da servidora a Licença Artigo 177 da LOMRJ. Em seguida confeccionará o Boletim de Afastamento com o código 500 e o período marcado no Cartão de Ponto. Se a servidora possuir duas matrículas, preparar um expediente para uma matrícula e outro para a outra, como se fossem servidores diferentes

7 8. Licença Aleitamento (Decreto n.º de 29/03/2007) Para fins de concessão do afastamento por aleitamento, a servidora deverá apresentar ao Gerência de Pessoal sala 615, até três dias corridos após o término da licença maternidade, o atestado médico emitido por Pediatra, declarando que a criança está sendo amamentada pela mãe servidora. O benefício aleitamento será concedido por 30 (trinta) dias, prorrogáveis por igual prazo, até que a criança complete um ano de idade. Por ocasião das prorrogações do afastamento por aleitamento, a servidora deverá apresentar na Gerência de Pessoal sala 615, até três dias corridos após o término do afastamento anterior, o atestado médico citado. emissão. O atestado médico será válido por até cinco dias consecutivos a contar de sua Se desejar, a servidora poderá comparecer, juntamente com a criança, à Gerência de Perícias Médicas, nos mesmos prazos mencionados para fins de comprovação da amamentação pelo médico-perito. Neste caso, deverá estar munida de BIM, carteira de identidade e último contracheque. 9. Licença para tratamento de saúde de pessoa da família (artigo 100 da Lei nº. 94 de 14/03/1979) Em um prazo de três dias úteis, a partir do início das faltas, o servidor deverá comparecer à Gerência de Perícias Médicas acompanhado do familiar doente, munido de BIM, Carteira de Identidade sua e de seu familiar, último Contracheque, os exames e atestados (se tiver) que comprovem a doença acometida, para inspeção médica. Se houver total impossibilidade de locomoção do familiar até a Perícia, deverá dar entrada no BIM junto àquele Órgão, no prazo acima citado. Neste caso, se o familiar estiver localizado dentro da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, a A/CSRH/CVS/GPM providenciará perícia hospitalar ou domiciliar. No momento da chegada da perícia externa, o servidor DEVERÀ estar acompanhando seu familiar, sob pena de não ser concedida a licença. Não haverá retroatividade em termos de concessão de licença médica para cobrir as faltas, no caso de o servidor comparecer à Perícia fora do prazo estabelecido, pois este benefício somente será concedido a partir da data de comparecimento do servidor naquela unidade

8 10. Licença Especial (artigo 110 da Lei nº. 94 de 14/03/1979) A inclusão em escala para gozo de Licença Especial será organizada pela chefia imediata, devendo ser aprovada pela Direção da Unidade. Uma vez aprovada a escala pela Gerência de Pessoal, deverá ser anotado no Cartão de Ponto. 11. Licença para trato de interesses particulares (artigo 107 da Lei nº. 94 de 14/03/1979) É requerido pelo próprio funcionário que deverá, necessariamente, aguardar em exercício a concessão da licença. Após a publicação a licença será anotada no Cartão de Ponto. Para reassumir o servidor deverá comparecer à Gerência de Pessoal. Anotar no rodapé do CP: Licença art. 107 por D.O. Rio de / /. 12. Licença para acompanhar cônjuge (artigo 104 da Lei nº. 94 de 14/03/1979) É requerido pelo próprio funcionário quando o cônjuge militar ou servidor da Administração Direta, Autárquica, Empresa Pública, Sociedade de Economia Mista ou de Fundação instituída pelo Poder Público Federal, Estadual ou Municipal, for servir ex-officio fora do Município do Rio de Janeiro. Após a publicação a licença será anotada no Cartão de Ponto. Para reassumir o servidor deverá comparecer à Gerência de Pessoal. Anotar no rodapé do CP: Licença art. 104 por D.O. Rio de / /. 13. Licença para estudos (artigo 64, inciso XI, da Lei nº. 94 de 14/03/1979 e Decreto nº /03) É requerido pelo próprio funcionário que deverá, necessariamente, aguardar em exercício a concessão da licença. Após a publicação a licença será anotada no Cartão de Ponto. Para reassumir o servidor deverá comparecer à Gerência de Pessoal. / /. Anotar no rodapé do CP: Licença p/ estudos por D.O. Rio de - 8 -

9 14. T.R.E. (código 114) O servidor trará ofício de comparecimento. O afastamento é lançado no Cartão de Ponto e feito Boletim de Afastamento. Anotar do rodapé do CP: T.R.E. Zona cargo 15. Casamento (código 115) 8 dias (efetivos) e 3 dias (celetistas) Deverá ser enviada a certidão de Casamento (original e cópia) ao setor onde estiver lotado o servidor. A Certidão de Casamento receberá o confere com original, sendo lançado no Cartão de Ponto e emitida planilha de afastamento para o Departamento de Controle de Pessoal, para implantação. 16. Júri (código 118) O servidor trará Ofício de requisição (e posteriormente de comparecimento). O afastamento é lançado no Cartão de Ponto e feito Boletim de Afastamento. 17. Nojo (código 127) cônjuge, pais, filhos, irmãos 8 dias (efetivos) e 2 dias (celetistas) A cópia da Certidão de Óbito receberá o confere com original, sendo lançado no Cartão de Ponto e emitido o Boletim. 18. Licença Paternidade (código 149) 8 dias A cópia da Certidão de Nascimento receberá o confere com original, sendo lançado no Cartão de Ponto e emitido o Boletim. 19. Dispensa de Ponto (Código 150) Somente com a publicação em Diário Oficial. Caso não tenha sido publicado serão lançadas faltas e, após a publicação em D.O, deverá ser aberto processo de retificação de freqüência. Anotar do rodapé do CP: Dispensa de ponto em / / Processo nº. 09/. /, D.O. Rio de / /

10 20. Licença Adoção (código 501) Mulher até 120 dias e homem até 8 dias A cópia do documento de posse e guarda (ainda que provisório) expedido pelo juiz receberá o confere com original, sendo lançado no Cartão de Ponto e emitido o Boletim. Não importa a idade do adotado. 21. Licença Avó Maternidade (código 509) 7 dias Destinado apenas à servidora AVÓ MATERNA. Deverá ser enviada a Certidão de Nascimento do bebê (original e cópia) ao setor onde estiver lotada a servidora avó. Depois do confere com o original deverão ser contados 7 dias consecutivos dentro dos primeiros 120 dias a partir do nascimento da criança e marcar no Cartão de Ponto da servidora a Licença Avó Maternidade. Em seguida confeccionará o Boletim de Afastamento. Se a servidora possuir duas matrículas, preparar um expediente para cada matrícula, como se fossem servidores diferentes. 22. Doação de Sangue (código 754) 1 dia por ano O servidor trará declaração do Posto Coletor. O afastamento é lançado no Cartão de Ponto e feito Boletim de Afastamento. Caso o servidor faça uma 2ª doação de sangue dentro do mesmo ano, deverá solicitar BIM e comparecer à Biometria para abono do dia. 23. Abono de Prova (licença artigo 64, inciso XIV, da Lei nº. 94 de 14/03/1979) código 900 emitido o Boletim. Ao servidor estudante será permitido faltar ao serviço, sem prejuízo do vencimento nos dias de prova, mediante apresentação de atestado fornecido pelo respectivo estabelecimento de ensino e assinado por autoridade competente onde deve constar o termo prestou prova nos dias..., com data igual ou posterior às provas. O atestado receberá o visto do chefe imediato, sendo lançado no Cartão de Ponto e

11 Quando o atestado for apresentado posteriormente à conferência de frequência do mês, no ato da correção serão lançadas as faltas correspondentes aos dias de prova e o servidor terá que abrir processo de abono de faltas até o último dia do mês subseqüente à primeira falta. O que tem que ser lembrado: Verifique todos os Cartões de Ponto. Exija a assinatura ou o documento relativo às ausências que ainda não estiverem em seu poder. Avise aos funcionários que a não apresentação da documentação que justifique a ausência ocasionará o lançamento de faltas. Folha de continuação todo processo tem que ter pelo menos uma folha em branco, com carimbo de autuação. Autuação todas as folhas tem que estar autuadas com o número do processo, data de abertura e número da folha (nclusive contracheque, atestado de freqüência, requerimento, escala de Licença Especial, atestado médico). Observar se o processo está devidamente grampeado ou com colchetes (não pode ter folhas soltas). A direção tem que despachar após a solicitação do servidor. O formulário de escala de Licença Especial deverá estar todo preenchido (inclusive assinatura do servidor e da Direção). O processo deverá ser enviado à Gerência de Pessoal com a antecedência necessária, respeitados os prazos previamente estabelecidos. Verificar, no verso do requerimento, a documentação necessária para cada solicitação. No caso de readaptação respeitar o prazo de 40 dias antecedentes ao término da mesma e acrescentar a declaração atualmente exigida

Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil Subsecretaria de Gestão Coordenadoria de Gestão de Pessoas Coordenação de Administração de Pessoas

Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil Subsecretaria de Gestão Coordenadoria de Gestão de Pessoas Coordenação de Administração de Pessoas OFÍCIO CIRCULAR N.º 004/2010/S/SUBG/CGP/CAP Rio de Janeiro, 19 de fevereiro de 2010. Assunto: Padroniza procedimentos administrativos no âmbito dos Órgãos locais de Recursos Humanos Senhor(a) Diretor(a),

Leia mais

DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Data 1 BIM Boletim de Inspeção Médica Nome JOÃO DA SILVA Matrícula 10/012.345-6 Diretoria SMSDC Faltando ao serviço? SIM Cargo Agente de Administração Divisão S/SUBPAV,

Leia mais

P refeitu ra d o M u n icíp io d e L o n d rin a E stad o d o P araná

P refeitu ra d o M u n icíp io d e L o n d rin a E stad o d o P araná P refeitu ra d o M u n icíp io d e L o n d rin a E stad o d o P araná DECRETO N 526 DE 30 DE MAIO DE 2011 SÚMULA: Dispõe sobre a concessão de licença para tratamento de saúde do servidor e para o acompanhamento

Leia mais

É a ausência ao trabalho e pode ser justificada nas seguintes situações:

É a ausência ao trabalho e pode ser justificada nas seguintes situações: Frequência Conceito O comparecimento do servidor na unidade organizacional (local de trabalho) onde tem exercício, para o desempenho das atribuições do seu cargo caracteriza a frequência. A ausência do

Leia mais

Deveres, Direitos e Vantagens do Servidor Público Municipal

Deveres, Direitos e Vantagens do Servidor Público Municipal Deveres, Direitos e Vantagens do Servidor Público Municipal Expediente Organização das informações Leonardo Souto de Castilho Conceito de Funcionário Público Funcionário público é a pessoa legalmente investida

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DA PREVIDÊNCIA

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DA PREVIDÊNCIA SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DA PREVIDÊNCIA RESOLUÇÃO Nº 610 5 Súmula: Aprova o Manual de Perícia Médica dos servidores da Administração Direta e Autárquica do Poder Executivo. A Secretária

Leia mais

É o empregado, o requisitado, o contratado para função de confiança da administração superior e o titular de órgão executivo de direção superior.

É o empregado, o requisitado, o contratado para função de confiança da administração superior e o titular de órgão executivo de direção superior. 1/7 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para concessão de licenças. 2. CONCEITOS 2.1. Beneficiado É o empregado, o requisitado, o contratado para função de confiança da administração superior e o titular

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MUNIZ FREIRE - ES

PREFEITURA MUNICIPAL DE MUNIZ FREIRE - ES DECRETO Nº 6.106/2013 REGULAMENTA AS LICENÇAS PARA TRATAMENTO DE SAÚDE, DE QUE TRATAM OS ARTS. 80, I; 82 A 100, DA LEI MUNICIPAL Nº 1.132, DE 02 DE JULHO DE 1990 (ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO

Leia mais

A Secretaria Municipal de Administração é o Órgão Central do Sistema Municipal de Administração.

A Secretaria Municipal de Administração é o Órgão Central do Sistema Municipal de Administração. 1. Sistema Municipal de Administração O Sistema Municipal de Administração, instituído pela Lei n o 3.789, de 29 de junho de 2.004, regulamentada pelo Decreto n o 24.749, de 27 de outubro de 2004, é composto

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE OCORRÊNCIAS NO SISTEMA GRIFO

ORIENTAÇÕES SOBRE OCORRÊNCIAS NO SISTEMA GRIFO ORIENTAÇÕES SOBRE OCORRÊNCIAS NO SISTEMA GRIFO AS OCORRÊNCIAS PODEM SER INCLUÍDAS PELO MENU FREQUÊNCIA (NO ATALHO DISPONÍVEL NO FINAL NA LINHA DO DIA) OU APENAS PELO MENU OCORRÊNCIA TIPOS DE OCORRÊNCIAS

Leia mais

MANUAL MANUAL DO PONTO ELETRÔNICO

MANUAL MANUAL DO PONTO ELETRÔNICO Código: MT.GPES.001 Data: 30/08/2010 Versão: 1 Página: 1 de 7 DESCRIÇÃO DO PROCEDIMENTO: 1. INTRODUÇÃO CONSIDERANDO QUE O REGISTRO DE PONTO ESTÁ PREVISTO NA CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO CLT, NO ARTIGO

Leia mais

SERVIDOR PÚBLICO. Pode-se dizer que são três as categorias de servidor público:

SERVIDOR PÚBLICO. Pode-se dizer que são três as categorias de servidor público: SERVIDOR PÚBLICO São servidores públicos, em sentido amplo, as pessoas físicas que têm vínculo de trabalho com a Administração Municipal, seja direta ou indireta, mediante remuneração paga pelos cofres

Leia mais

CARTILHA ORIENTATIVA FREQUÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS CELETISTAS DA FUNDEPES LOTADOS NO HUPAA. Saúde como Instrumento no Âmbito da UFAL.

CARTILHA ORIENTATIVA FREQUÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS CELETISTAS DA FUNDEPES LOTADOS NO HUPAA. Saúde como Instrumento no Âmbito da UFAL. Fundação Universitária de Desenvolvimento de Extensão e Pesquisa FUNDEPES Coordenação Administrativo-Financeira COAF Departamento de Gestão de Pessoas DGP CARTILHA ORIENTATIVA FREQUÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS

Leia mais

NORMA CORPORATIVA DEPARTAMENTO PESSOAL

NORMA CORPORATIVA DEPARTAMENTO PESSOAL 1. OBJETIVO Estabelecer a sistemática para rotinas de Departamento Pessoal. 2. DEFINIÇÕES TRCT: Termo de Rescisão de Contrato de Trabalho. DP: Departamento Pessoal; DP Central: Departamento Pessoal de

Leia mais

Cartilha Ponto Biométrico

Cartilha Ponto Biométrico Cartilha Ponto Biométrico Secretaria Municipal de Administração, Orçamento e Informação 2 CONTROLE E APURAÇÃO DA FREQUÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DA ADMINISTRAÇÃO DIRETA DO MUNICÍPIO DE DIVINÓPOLIS Prezado

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 128/2013/TCE-RO

RESOLUÇÃO N. 128/2013/TCE-RO RESOLUÇÃO N. 128/2013/TCE-RO Dispõe sobre a concessão de folgas compensatórias e o gozo de Licença-Prêmio por Assiduidade dos servidores do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ENTREGA DE BOLETINS DE FREQUÊNCIA E DOCUMENTOS CORRELATOS NO SERVIÇO DE PESSOAL DA COORDENADORIA DO CAMPUS DE RIBEIRÃO PRETO - USP

PROCEDIMENTOS PARA ENTREGA DE BOLETINS DE FREQUÊNCIA E DOCUMENTOS CORRELATOS NO SERVIÇO DE PESSOAL DA COORDENADORIA DO CAMPUS DE RIBEIRÃO PRETO - USP UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO COORDENADORIA DO CAMPUS DE RIBEIRÃO PRETO DIVISÃO ADMINISTRATIVA SERVIÇO DE PESSOAL PROCEDIMENTOS PARA ENTREGA DE BOLETINS DE FREQUÊNCIA E DOCUMENTOS CORRELATOS NO SERVIÇO DE

Leia mais

O R I E N T A Ç Ã O T É C N I C A D E P A G A M E N T O ESCLARECENDO DÚVIDAS DE PAGAMENTO

O R I E N T A Ç Ã O T É C N I C A D E P A G A M E N T O ESCLARECENDO DÚVIDAS DE PAGAMENTO O R I E N T A Ç Ã O T É C N I C A D E P A G A M E N T O ESCLARECENDO DÚVIDAS DE PAGAMENTO - Férias regulamentares clique aqui - Pagamento proporcional de férias clique aqui - Fixação de sede de controle

Leia mais

EXPEDIENTE. Prefeitura Municipal de Fortaleza. Prefeito: Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra. Vice-Prefeito Gaudencio Gonçalves de Lucena

EXPEDIENTE. Prefeitura Municipal de Fortaleza. Prefeito: Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra. Vice-Prefeito Gaudencio Gonçalves de Lucena 1 EXPEDIENTE Prefeitura Municipal de Fortaleza Prefeito: Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra Vice-Prefeito Gaudencio Gonçalves de Lucena Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão Secretário: Philipe

Leia mais

NORMA 1/10 NORMA DE CONTROLE DE FREQUÊNCIA S U M Á R I O. 1 Objetivo, 2/10. 2 Definição, 2/10. 3 Competências, 4/10

NORMA 1/10 NORMA DE CONTROLE DE FREQUÊNCIA S U M Á R I O. 1 Objetivo, 2/10. 2 Definição, 2/10. 3 Competências, 4/10 NORMA 1/10 S U M Á R I O 1 Objetivo, 2/10 2 Definição, 2/10 3 Competências, 4/10 4 Procedimentos, 4/10 4.1 Horário de Expediente e Jornada de Trabalho, 4/10 4.2 Registro de Frequência, 5/10 4.3 Apuração

Leia mais

Da contratação e estabilidade: Estabilidade Após 3 anos de efetivo exercício. (CF 1988, Art. 41)

Da contratação e estabilidade: Estabilidade Após 3 anos de efetivo exercício. (CF 1988, Art. 41) SERVIÇO DE PESSOAL Lista dos benefícios / direitos / deveres dos servidores Legislação trabalhista: ESU http://www.usp.br/drh/novo/esu/esuorig1.html CLT http://www.planalto.gov.br/ccivil/decreto-lei/del5452.htm

Leia mais

NORMA DE FÉRIAS - NOR 304

NORMA DE FÉRIAS - NOR 304 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: SOLICITAÇÃO, PROGRAMAÇÃO, CONCESSÃO E PAGAMENTO DE FÉRIAS APROVAÇÃO: Resolução DIREX nº 023, de 04/02/2013 VIGÊNCIA: 04/02/2013 NORMA DE FÉRIAS - NOR 304 1/12

Leia mais

CARTILHA DO PROGRAMA DE ESTÁGIO DO PJERJ

CARTILHA DO PROGRAMA DE ESTÁGIO DO PJERJ Página 1 de 12 PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PJERJ DIRETORIA GERAL DE GESTÃO DE PESSOAS DGPES DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS - DEDEP CARTILHA DO PROGRAMA DE ESTÁGIO DO PJERJ

Leia mais

Orientação Básica e Dúvidas Comuns sobre Licenças para Tratamento de Saúde 1ª Edição

Orientação Básica e Dúvidas Comuns sobre Licenças para Tratamento de Saúde 1ª Edição Orientação Básica e Dúvidas Comuns sobre Licenças para Tratamento de Saúde 1ª Edição Belo Horizonte 2015 Introdução O material aqui apresentado foi baseado na legislação e orientações de serviço vigentes

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº 42, DE 16 DE JUNHO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº 42, DE 16 DE JUNHO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº 42, DE 16 DE JUNHO DE 2009 (Alterada pelas Resoluções nºs 52, de 11 de maio de 2010 e 62, de 31 de agosto de 2010) Dispõe sobre a concessão de estágio

Leia mais

emitir os Boletins de Freqüência; separar e encaminhar os Boletins para as chefias dos setores correspondentes.

emitir os Boletins de Freqüência; separar e encaminhar os Boletins para as chefias dos setores correspondentes. fls. 001 1. Jurisdição aplica-se à área de pessoal das Unidades / Órgãos. 2. Objetivo estabelecer critérios e procedimentos para controlar e cadastrar a freqüência dos servidores, com vistas ao pagamento

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 001/CGRH/SEPLAD, DE 1 DE MARÇO DE 2004 PUBLICADA NO DOE Nº 5426, DE 04.03.04

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 001/CGRH/SEPLAD, DE 1 DE MARÇO DE 2004 PUBLICADA NO DOE Nº 5426, DE 04.03.04 INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 001/CGRH/SEPLAD, DE 1 DE MARÇO DE 2004 PUBLICADA NO DOE Nº 5426, DE 04.03.04 Dispõe, orienta e disciplina os procedimentos necessários para a concessão de direito à Licença para

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, no uso da atribuição que lhe confere o artigo 91, inciso III, da Constituição Estadual e,

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, no uso da atribuição que lhe confere o artigo 91, inciso III, da Constituição Estadual e, DECRETO N.º 2297 R, DE 15 DE JULHO DE 2009. (Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial de 16/07/2009) Dispõe sobre procedimentos para concessão de licenças médicas para os servidores públicos

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL

SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL INSTRUÇÃO NORMATIVA /SEPLAG/SCAP/Nº 02/2011 Dispõe sobre o exercício de funções temporárias nos órgãos e entidades das Administrações Direta e Indireta

Leia mais

Capítulo I Das Disposições Preliminares

Capítulo I Das Disposições Preliminares RESOLUÇÃO SEPLAG Nº 10, DE 1º DE MARÇO DE 2004 Estabelece normas complementares relativas ao registro, controle e apuração da frequência dos servidores públicos da administração direta, autárquica e fundacional

Leia mais

Manual para utilização do ponto pelo servidor/funcionário/estagiário da SMA

Manual para utilização do ponto pelo servidor/funcionário/estagiário da SMA Manual para utilização do ponto pelo servidor/funcionário/estagiário da SMA Acessar o ponto através de: http://ponto CETESBNET Menu Serviços RH Freqüência Controle de Entrada e Saída O login e senha são

Leia mais

Tabela de Prazos da Lei 8112/90 - Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União

Tabela de Prazos da Lei 8112/90 - Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União Tabela de Prazos da Lei 8112/90 - Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União Dispositivo Prazo Referência Art. 12 Art. 13 1º Até 2 anos Validade do concurso público - podendo ser prorrogado

Leia mais

FACULDADE DE COMPUTAÇÃO DE MONTES CLAROS - FACOMP REGULAMENTO DA DIVISÃO DE CONTROLE E REGISTRO ACADÊMICO

FACULDADE DE COMPUTAÇÃO DE MONTES CLAROS - FACOMP REGULAMENTO DA DIVISÃO DE CONTROLE E REGISTRO ACADÊMICO FACULDADE DE COMPUTAÇÃO DE MONTES CLAROS - FACOMP REGULAMENTO DA DIVISÃO DE CONTROLE E REGISTRO ACADÊMICO (ATUALIZADO EM AGOSTO DE 2013) SUMÁRIO: CAPÍTULO I... 3 DA DIVISÃO DE CONTROLE E REGISTRO ACADÊMICO,

Leia mais

Rua Afonso Cavalcanti, nº. 455 Bloco I Sala 615 Cidade Nova RJ CEP: 20.211-901 Telefone: (0xx21) 2504-2952 / 2503-2025 FAX: (0xx21) 2293-9437

Rua Afonso Cavalcanti, nº. 455 Bloco I Sala 615 Cidade Nova RJ CEP: 20.211-901 Telefone: (0xx21) 2504-2952 / 2503-2025 FAX: (0xx21) 2293-9437 APRESENTAÇÃO Este documento tem como finalidade orientar os Serviços de Protocolos Locais e Órgãos Locais de Recursos Humanos na tarefa de formalizar, instruir e dar prosseguimento aos requerimentos de

Leia mais

AGÊNCIA REGULADORA DE ÁGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL PUBLICADA NO BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 03, DE 02/02/2015, PÁGINAS 03 A 08

AGÊNCIA REGULADORA DE ÁGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL PUBLICADA NO BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 03, DE 02/02/2015, PÁGINAS 03 A 08 AGÊNCIA REGULADORA DE ÁGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL PUBLICADA NO BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 03, DE 02/02/2015, PÁGINAS 03 A 08 PORTARIA Nº. 17, DE 23 DE JANEIRO DE 2015. Aprova

Leia mais

Coordenação de Cadastro/DP

Coordenação de Cadastro/DP CONHECENDO A UFRRJ: um olhar mais próximo da estrutura física, organizacional, funcional e cultural da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Coordenação de Cadastro/DP SEÇÃO DE CADASTRO Controle

Leia mais

RH EM AÇÃO INFORMATIVO Nº 01

RH EM AÇÃO INFORMATIVO Nº 01 RH EM AÇÃO INFORMATIVO Nº 01 A Superintendência de Administração de Recursos Humanos/SEDUC, em consonância com a política de gestão e valorização de pessoas, desenvolvida pela Secretaria de Estado da Educação,

Leia mais

Profª Karina Gomes Lourenço

Profª Karina Gomes Lourenço Profª Karina Gomes Lourenço A exigência de trabalho à noite, nos finais de semana e nos feriados, uma necessidade freqüente em organizações de saúde, é estressante e frustrante para alguns enfermeiros.

Leia mais

Código: MAP-DIPESGEP-001 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013

Código: MAP-DIPESGEP-001 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Código: MAP-DIPESGEP-001 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Gerencia de Cadastro e Remuneração Aprovado por: Diretoria de Gestão de Pessoas 1 OBJETIVO Estabelece critérios e procedimentos

Leia mais

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DE REQUERIMENTOS ON-LINE

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DE REQUERIMENTOS ON-LINE SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA DEPARTAMENTO DE RECURSOS EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO MANUAL PARA PREENCHIMENTO DE REQUERIMENTOS ON-LINE Mogi das Cruzes, 2010. Sumário 1. Requerimentos Disponíveis...

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31389 de 31/03/2009

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31389 de 31/03/2009 DIÁRIO OFICIAL Nº. 31389 de 31/03/2009 GABINETE DA GOVERNADORA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº_03 /2009. O Defensor Público Geral do Estado do Pará, no uso de atribuições previstas

Leia mais

Manual de Procedimentos

Manual de Procedimentos Coordenadoria de Gestão de Recursos Humanos Versão 1 Nesta edição: 02 de maio de 2012 AFASTAMENTOS Afastamento do País Afastamento para Pós graduação Integral Cancelamento de Afastamento Integral para

Leia mais

Cartilha Ponto Eletrônico

Cartilha Ponto Eletrônico Cartilha Ponto Eletrônico Procedimentos Importantes 2014 CAERN Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte. Cartilha: Ponto Eletrônico Procedimentos Importantes. 1. ed. Natal, 2014. Elaboração,

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR MPR-007/SGP Revisão 00 Assunto: Aprovada por: LICENÇA À GESTANTE, À ADOTANTE E PATERNIDADE DOS SERVIDORES OCUPANTES DE CARGOS EFETIVOS E OCUPANTES DE CARGO EM COMISSÃO SEM VÍNCULO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIVRH CI Circular DIVRH(DAD) nº 002/12 - McA, RJ.27.07.2012 Diretoria Administrativa Para: Unidades de Ensino e Administrativas Da: Diretoria de Recursos Humanos DIVRH

Leia mais

ATO Nº 20/2011. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 20/2011. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 20/2011 Disciplina a concessão de licenças-médicas aos servidores em exercício neste Regional e dá outras providências. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas

Leia mais

NORMA DE CONCESSÃO DE LICENÇA NOR 305

NORMA DE CONCESSÃO DE LICENÇA NOR 305 Empresa Brasileira de Comunicação S. A. MANUAL DE PESSOAL COD. 300 ASSUNTO: NORMA DE CONCESSÃO DE LICENÇA COD: NOR- 305 APROVAÇÃO: Res. Nº 108/12, de 12/07/95 Res. Nº 013/00, de 01/08/00 Res. Nº 005/04,

Leia mais

Seção de Recursos Humanos E-mail: recursos-humanos@fepagro.rs.gov.br Fones: (51) 3288.8076 ou 3288.8043

Seção de Recursos Humanos E-mail: recursos-humanos@fepagro.rs.gov.br Fones: (51) 3288.8076 ou 3288.8043 Seção de Recursos Humanos E-mail: recursos-humanos@fepagro.rs.gov.br Fones: (51) 3288.8076 ou 3288.8043 Janeiro/2012 1 Í N D I C E ITEM PÁGINA Abono Família 10 Abono Permanência 11 Acidente de Serviço

Leia mais

Rua Afonso Cavalcanti, nº. 455 Bloco I Sala 615 Cidade Nova RJ CEP: 20.211-901 Telefone: (0xx21) 2504-2952 / 2503-2025 FAX: (0xx21) 2293-9437 e-mail:

Rua Afonso Cavalcanti, nº. 455 Bloco I Sala 615 Cidade Nova RJ CEP: 20.211-901 Telefone: (0xx21) 2504-2952 / 2503-2025 FAX: (0xx21) 2293-9437 e-mail: SUBSECRETARIA DE GESTÃO COORDENADORIA DE GESTÃO DE PESSOAS COORDENAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAS FLUXO OPERACIONAL DAS ROTINAS DE CONTROLE DE FREQUÊNCIA DOS SERVIDORES DA SMSDC-RIO Chefia de Serviço

Leia mais

REGULAMENTO/DIGEP Nº 002, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014.

REGULAMENTO/DIGEP Nº 002, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. REGULAMENTO/DIGEP Nº 002, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. Dispõe acerca das regras e procedimentos para a concessão, indenização, parcelamento e pagamento da remuneração de férias dos servidores do Instituto

Leia mais

ADICIONAL DE PERICULOSIDADE

ADICIONAL DE PERICULOSIDADE 1 - DEFINIÇÃO Adicional salarial a que fazem jus os servidores que trabalham em contato permanente sob condições de risco acentuado em determinadas atividades ou operações classificadas como perigosas

Leia mais

- CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL -

- CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL - - CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). 4.

Leia mais

DECRETO N.º 10.224, DE 30 DE JANEIRO DE 2001. (DOE n.º 5.439 de 31 de janeiro de 2001 p.3/5)

DECRETO N.º 10.224, DE 30 DE JANEIRO DE 2001. (DOE n.º 5.439 de 31 de janeiro de 2001 p.3/5) DECRETO N.º 10.224, DE 30 DE JANEIRO DE 2001. (DOE n.º 5.439 de 31 de janeiro de 2001 p.3/5) Dispõe sobre o registro diário das entradas e saídas dos servidores em exercício nos órgãos e entidades do Poder

Leia mais

REGULAMENTO/DIGEP Nº 003, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. considerando o Decreto nº 7.003/2009, de 9 de novembro de 2009;

REGULAMENTO/DIGEP Nº 003, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. considerando o Decreto nº 7.003/2009, de 9 de novembro de 2009; REGULAMENTO/DIGEP Nº 003, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. Estabelece orientações sobre a LICENÇA PARA TRATAMENTO DE SAÚDE E RESSARCIMENTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUPLEMENTAR dos servidores do Instituto Federal

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA N 119, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2010

PORTARIA NORMATIVA N 119, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2010 INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE PORTARIA NORMATIVA N 119, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2010 Dispõe sobre o horário de funcionamento do Instituto Chico Mendes, jornada de trabalho e controle

Leia mais

DECRETO JUDICIÁRIO Nº 135/2009

DECRETO JUDICIÁRIO Nº 135/2009 DECRETO JUDICIÁRIO Nº 135/2009 Dispõe sobre o registro e controle da freqüência dos servidores do Poder Judiciário. PUBLICADO NO DIÁRIO DO PODER JUDICIÁRIO NO DIA 24 DE AGOSTO DE 2009. A PRESIDENTE DO

Leia mais

MANUAL DO SERVIDOR APOSENTÁVEL. Servidor, este manual tem o objetivo de orientá-lo, por ocasião da aposentadoria.

MANUAL DO SERVIDOR APOSENTÁVEL. Servidor, este manual tem o objetivo de orientá-lo, por ocasião da aposentadoria. MANUAL DO SERVIDOR APOSENTÁVEL Servidor, este manual tem o objetivo de orientá-lo, por ocasião da aposentadoria. Onde requerer sua aposentadoria? Dirigir-se ao Órgão de Pessoal da Secretaria em que estiver

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 530, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 530, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 530, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. Dispõe sobre a criação de estágio para estudantes de pós-graduação, denominado PGE Residência, no âmbito da Procuradoria-Geral do

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 555, DE 19 DE JUNHO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 555, DE 19 DE JUNHO DE 2015 Publicada no DJE/STF, n. 122, p. 1-2 em 24/6/2015. RESOLUÇÃO Nº 555, DE 19 DE JUNHO DE 2015 Dispõe sobre as férias dos servidores do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL,

Leia mais

Manual de Recursos Humanos

Manual de Recursos Humanos Manual de Recursos Humanos Associação dos Amigos do Paço das Artes Francisco Matarazzo Sobrinho Organização Social de Cultura 1 Finalidade: Disponibilizar princípios básicos de gestão de pessoal que devem

Leia mais

ETEC JUSCELINO KUBITSCHEK DE OLIVEIRA

ETEC JUSCELINO KUBITSCHEK DE OLIVEIRA MANUAL DE INTEGRAÇÃO ENDEREÇO Escola Técnica Estadual Juscelino Kubitschek de Oliveira Rua Guarani, 735 - Bairro Conceição Cidade Diadema - SP CEP:09991-060 Telefone:4044-6431 Fax: 4056-1302 Site: EQUIPE

Leia mais

Prefeitura do Município de Amparo Estado de São Paulo Secretaria Municipal de Administração - SMA Departamento de Recursos Humanos

Prefeitura do Município de Amparo Estado de São Paulo Secretaria Municipal de Administração - SMA Departamento de Recursos Humanos Prefeitura do Município de Amparo Estado de São Paulo Secretaria Municipal de Administração - SMA Departamento de Recursos Humanos Tipo do Instrumento: Regulamento Interno Tema: Frequência dos Empregados

Leia mais

Orientações aos servidores do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) quanto aos procedimentos relativos à perícia médica e

Orientações aos servidores do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) quanto aos procedimentos relativos à perícia médica e Orientações aos servidores do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) quanto aos procedimentos relativos à perícia médica e odontológica através da UNIDADE SIASS/INSS, de que trata

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 194, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2000.

RESOLUÇÃO Nº 194, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2000. RESOLUÇÃO Nº 194, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2000. Dispõe sobre as férias dos servidores do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, no uso das atribuições que lhe confere o art.

Leia mais

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTOS 1 MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTOS 2 Índice 1- Exames Médicos Ocupacionais. 2- Controle de Atestados Médicos. 3 - Afastamentos: INSS/Licença Maternidade. 4 - Avaliação Médica.

Leia mais

1ª EDIÇÃO CAMPOS DOS GOYTACAZES DEZEMBRO/2010

1ª EDIÇÃO CAMPOS DOS GOYTACAZES DEZEMBRO/2010 1ª EDIÇÃO CAMPOS DOS GOYTACAZES DEZEMBRO/2010 Índice Como tramita o processo...6 e 7 Abono Pecuniário... 8 Abono de Permanência... 8 Aposentadoria... 9 Auxílio Funeral...10 Auxílio Natalidade...11 Averbação

Leia mais

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS DO DEPARTAMENTO DE PESSOAL - Registro de Ponto

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS DO DEPARTAMENTO DE PESSOAL - Registro de Ponto Cópia Controlada nº Código: RHP07 V02 Emissão: 01/12/2013 Folha: 1/20 MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS DO - Registro de Ponto Versão 2.0 Cópia Controlada nº Código: RHP07 V02 Emissão: 01/12/2013 Folha:

Leia mais

Universidade Estadual de Roraima- UERR. Normas e Procedimentos para Requerimentos

Universidade Estadual de Roraima- UERR. Normas e Procedimentos para Requerimentos Universidade Estadual de Roraima- UERR Normas e Procedimentos para Requerimentos Boa Vista PRODES UNIVERSIDADE ESTADUAL DE RORAIMA AUXÍLIO NATALIDADE Definição: Benefício que é devido ao servidor (a) por

Leia mais

SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS MANUAL DE HORÁRIO DE TRABALHO E REGISTRO DE PONTO - FREQUÊNCIA

SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS MANUAL DE HORÁRIO DE TRABALHO E REGISTRO DE PONTO - FREQUÊNCIA SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA MANUAL DE HORÁRIO DE TRABALHO E REGISTRO DE PONTO - FREQUÊNCIA MARÇO/2016 2 SUMÁRIO 1. JORNADA DE TRABALHO...4 2. DO PONTO...6 3. DA FREQUÊNCIA...7 4. DOS AFASTAMENTOS

Leia mais

REGULAMENTO PARA EMISSÃO, REGISTRO E EXPEDIÇÃO DE DIPLOMA DE CURSO TÉCNICO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO PARA EMISSÃO, REGISTRO E EXPEDIÇÃO DE DIPLOMA DE CURSO TÉCNICO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO PARA EMISSÃO, REGISTRO E EXPEDIÇÃO DE DIPLOMA DE CURSO TÉCNICO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul - IFMS,

Leia mais

DECRETO Nº 034/2013. O Prefeito do Município de Sertanópolis, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e considerando:

DECRETO Nº 034/2013. O Prefeito do Município de Sertanópolis, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e considerando: DECRETO Nº 034/2013 SÚMULA: Dispõe sobre a jornada de trabalho em Regime de Trabalho em Turnos RTT e Regime de Trabalho de Sobreaviso RPS no âmbito da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo

Leia mais

PRINCIPAIS PERGUNTAS E RESPOSTAS

PRINCIPAIS PERGUNTAS E RESPOSTAS 1) Onde obtenho informações sobre aposentadoria? Resposta: No site da Secretaria Municipal de Administração (www.rio.rj.gov.br/sma), na parte destina a Serviços, há uma seção chamada Aposentadoria: Quanto

Leia mais

REGULAMENTO PARA EMISSÃO, REGISTRO E EXPEDIÇÃO DE DIPLOMA DE CURSO DE GRADUAÇÃO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO PARA EMISSÃO, REGISTRO E EXPEDIÇÃO DE DIPLOMA DE CURSO DE GRADUAÇÃO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO PARA EMISSÃO, REGISTRO E EXPEDIÇÃO DE DIPLOMA DE CURSO DE GRADUAÇÃO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 131/2013/TCE-RO

RESOLUÇÃO N. 131/2013/TCE-RO RESOLUÇÃO N. 131/2013/TCE-RO Dispõe sobre a concessão de férias aos servidores do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições

Leia mais

PAUTA NOVO REGULAMENTO LEGISLAÇÃO CRITÉRIOS PARA REALIZAÇÃO DE PERÍCIA MÉDICA NOVOS FLUXOS

PAUTA NOVO REGULAMENTO LEGISLAÇÃO CRITÉRIOS PARA REALIZAÇÃO DE PERÍCIA MÉDICA NOVOS FLUXOS PERÍCIA MÉDICA PAUTA NOVO REGULAMENTO LEGISLAÇÃO CRITÉRIOS PARA REALIZAÇÃO DE PERÍCIA MÉDICA NOVOS FLUXOS PERÍCIA MÉDICA ADMINISTRATIVA Responsável pelas atividades médico- -periciais inerentes ao sistema

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Férias

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Férias pág.: 1/6 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos para programação, concessão e pagamento de férias aos empregados da COPASA MG. 2 Referências Para aplicação desta norma poderá ser necessário

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 372, DE 31 DE JULHO DE 2008

RESOLUÇÃO Nº 372, DE 31 DE JULHO DE 2008 RESOLUÇÃO Nº 372, DE 31 DE JULHO DE 2008 Dispõe sobre as férias dos servidores do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, no uso das atribuições que lhe confere o art. 363,

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO Nº 010/2001

ORDEM DE SERVIÇO Nº 010/2001 ORDEM DE SERVIÇO Nº 010/2001 Estabelece normatização quanto à frequência, assiduidade e questões funcionais dos servidores além dos fluxos de encaminhamento dos documentos e seu posterior arquivamento.

Leia mais

A - Subprocuradoria-Geral de Justiça Assuntos Jurídicos: ATO NORMATIVO Nº 586/2009-PGJ, de 11 de Maio de 2009. (Pt. nº 50.900/09)

A - Subprocuradoria-Geral de Justiça Assuntos Jurídicos: ATO NORMATIVO Nº 586/2009-PGJ, de 11 de Maio de 2009. (Pt. nº 50.900/09) A - Subprocuradoria-Geral de Justiça Assuntos Jurídicos: ATO NORMATIVO Nº 586/2009-PGJ, de 11 de Maio de 2009. (Pt. nº 50.900/09) Texto compilado até o Ato (N) nº 769/2013 PGJ, de 08/04/2013 Estabelece

Leia mais

Servidores, Estagiários e Chefia Imediata

Servidores, Estagiários e Chefia Imediata MANUAL DO USUÁRIO Sistema de Controle de Ponto Eletrônico: Servidores, Estagiários e Chefia Imediata MANUAL DO USUÁRIO Sistema de Controle de Ponto Eletrônico: Servidores, Estagiários e Chefia Imediata

Leia mais

AFASTAMENTO PARA SERVIR EM OUTRO ÓRGÃO - CESSÃO DE SERVIDOR

AFASTAMENTO PARA SERVIR EM OUTRO ÓRGÃO - CESSÃO DE SERVIDOR AFASTAMENTO PARA SERVIR EM OUTRO ÓRGÃO - CESSÃO DE SERVIDOR DEFINIÇÃO DOCUMENTAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES DEFINIÇÃO Cessão ou requisição

Leia mais

SENAC/DF - SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL

SENAC/DF - SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL CAMPANHA SALARIAL - 2014/2015 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SENAC-SERVICO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COM COMERCIAL-ADMINISTRACAO REGIONAL DO DF O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA

Leia mais

LICENÇA ADOÇÃO E LICENÇA GUARDA DE MENOR

LICENÇA ADOÇÃO E LICENÇA GUARDA DE MENOR PREFEITURA DO MUNICIPIO DE SÃO PAULO PMSP SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SEMPLA COORDENADORIA DE GESTÃO DE PESSOAS COGEP DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS DERH DIVISÃO DE GESTÃO

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável para o Cerrado Brasileiro N. VALEC NGL-03-01-002

Desenvolvimento Sustentável para o Cerrado Brasileiro N. VALEC NGL-03-01-002 Rev./ VALEC INDICAR NESTE QUADRO EM QUE REVISÃO ESTÁ CADA FOLHA Rev. / 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 1-1 1 1 1 0 0 0 16 2 17 3 18 4 19 5 20 6 21 7 22 8 23 9 24 10 25 11 26 12 27 13 28 14 29

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense - Reitoria

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense - Reitoria AUXÍLIO-TRANSPORTE Eu,, [nome completo do servidor (a)] 1) DECLARO PARA FINS DE PERCEPÇÃO DE AUXÍLIO-TRANSPORTE, e sob as penas da lei que: Ocupo o cargo de: Matrícula SIAPE n : Local de exercício das

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL

SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL INSTRUÇÃO NORMATIVA /SEPLAG/SCAP/Nº. 01/2012 Dispõe sobre o exercício de funções temporárias nos órgãos e entidades das Administrações Direta e Indireta

Leia mais

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO 1/22 1) DOS OBJETIVOS: 1.1) Disciplinar e normatizar os procedimentos operacionais na Administração Pública sobre a realização de jornada de trabalho extraordinária e o registro de ponto eletrônico; 1.2)

Leia mais

Em 21 de agosto de 2014, a Reitora da Universidade Federal de São João del- Rei UFSJ, usando de suas atribuições, e considerando:

Em 21 de agosto de 2014, a Reitora da Universidade Federal de São João del- Rei UFSJ, usando de suas atribuições, e considerando: ORDEM DE SERVIÇO N o 062/2014 Em 21 de agosto de 2014, a Reitora da Universidade Federal de São João del- Rei UFSJ, usando de suas atribuições, e considerando: - a Lei n o 8.112 de 11 de dezembro de 1990,

Leia mais

Recursos Humanos. Cálculos de Folha de Pagamento - Férias e Décimo-Terceiro. Férias - Finalidade. Férias - Direito. Patrícia Ramos Palmieri

Recursos Humanos. Cálculos de Folha de Pagamento - Férias e Décimo-Terceiro. Férias - Finalidade. Férias - Direito. Patrícia Ramos Palmieri Recursos Humanos Patrícia Ramos Palmieri Cálculos de Folha de Pagamento - Férias e Décimo-Terceiro 1 Férias - Finalidade A finalidade básica da concessão das férias é o restabelecimento das forças físicas

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL. INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 60, DE 20 DE AGOSTO DE 2012 (DOU de 21/08/2012 Seção I Pág. 54)

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL. INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 60, DE 20 DE AGOSTO DE 2012 (DOU de 21/08/2012 Seção I Pág. 54) INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 60, DE 20 DE AGOSTO DE 2012 (DOU de 21/08/2012 Seção I Pág. 54) Dispõe sobre os procedimentos operacionais a serem adotados pelas Unidades de

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1993 SESI/DR SERVIÇO SOCIAL DA INDUSTRIA SINDAF/DF

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1993 SESI/DR SERVIÇO SOCIAL DA INDUSTRIA SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1993 SESI/DR SERVIÇO SOCIAL DA INDUSTRIA SINDAF/DF PRIMEIRO TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CELEBRADA EM 30 DE AGOSTO DE 1993. ENTRE O SINDICATO DOS EMPREGADOS

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL DAP/GEPE/UFF

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL DAP/GEPE/UFF DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL DAP/GEPE/UFF AGOSTO de 2014 Direção: Marlette Rose Galvão Alves Organograma elaborado com base na Portaria nº 45.242,de 21/07/2011-BS nº 117/2011 Departamento de

Leia mais

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO Hospital Nossa Senhora da Conceição Gerência de Saúde Comunitária Secretaria Administrativa

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO Hospital Nossa Senhora da Conceição Gerência de Saúde Comunitária Secretaria Administrativa GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO Hospital Nossa Senhora da Conceição Gerência de Saúde Comunitária Secretaria Administrativa Administração de Recursos Humanos Manual de Rotinas e Documentos SAD 27 de Maio de

Leia mais

Licença Especial para Atender Deficiente

Licença Especial para Atender Deficiente Licença Especial para Atender Deficiente Conceito É a licença concedida à servidora efetiva para atender, em parte de sua jornada de trabalho, ao deficiente sob sua guarda. A concessão da licença é pelo

Leia mais

INFORMATIVO AOS FUNCIONÁRIOS DE PARNAMIRIM

INFORMATIVO AOS FUNCIONÁRIOS DE PARNAMIRIM ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PREFEITURA MUNICIPAL DE PARNAMIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E DOS RECURSOS HUMANOS COORDENADORIA DE GESTÃO DE PESSOAS INFORMATIVO AOS FUNCIONÁRIOS DE PARNAMIRIM

Leia mais

ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL

ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL ORIENTAÇÕES SOBRE A ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL Apresentação A Prefeitura Municipal de Goiânia realizará a atualização cadastral dos Servidores

Leia mais

MANUAL DO REQUERIMENTO ELETRÔNICO DE GRATIFICAÇÃO DE SUBSTITUIÇÃO NA JUSTIÇA DE PRIMEIRO GRAU

MANUAL DO REQUERIMENTO ELETRÔNICO DE GRATIFICAÇÃO DE SUBSTITUIÇÃO NA JUSTIÇA DE PRIMEIRO GRAU MANUAL DO REQUERIMENTO ELETRÔNICO DE GRATIFICAÇÃO DE SUBSTITUIÇÃO NA JUSTIÇA DE PRIMEIRO GRAU Apresentação... 3 Cargos e funções substituíveis e padrão de gratificação... 4 Funções gratificadas... 4 Cargos

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002217/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/10/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053080/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.035134/2010-15 DATA DO

Leia mais