QUESTÕES SOBRE A PROPAGANDA ELEITORAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "QUESTÕES SOBRE A PROPAGANDA ELEITORAL"

Transcrição

1 QUESTÕES SOBRE A PROPAGANDA ELEITORAL São as seguintes situações as mais comuns de Propaganda Eleitoral: 1. PROPAGANDA ELEITORAL NOS EDIFÍCIOS PÚBLICOS. Nos bens cujo uso dependa de cessão ou permissão do Poder Público, ou que a ele pertençam, e nos de uso comum, inclusive postes de iluminação pública e sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus e outros equipamentos urbanos, é VEDADA A veiculação de PROPAGANDA DE QUALQUER NATUREZA, inclusive pichação, inscrição à tinta, fixação de placas, estandartes, faixas e assemelhados. (Lei 9054/97, art. 37). O 3º do art. 37 da Lei nº 9504/97 possibilita a veiculação de Propaganda Eleitoral dentro das Casas Legislativas: Câmaras de Vereadores, Assembléias Legislativas, Câmara Federal e Senado Federal, deixando a critério da Mesa Diretora de cada casa a veiculação de Propaganda Eleitoral. 2. PROPAGANDA ELEITORAL EM ÁRVORES E JARDINS LOCALIZADOS EM ÁREAS PÚBLICAS: - Nas árvores e jardins localizados em Áreas Públicas É VEDADA A COLOCAÇÃO DE PROPAGANDA ELEITORAL, mesmo que não lhes cause dano (Resolução TSE nº , art. 13, 3º). - Se a árvore se encontra em TERRENO PARTICULAR, a sua utilização depende exclusivamente do proprietário, desde que não exceda a 4m 2 e que não contrarie a legislação.

2 - Fora do âmbito da Justiça Eleitoral temos a Lei 9605/98- Lei Ambiental- que dispõe sobre as atividades lesivas ao meio ambiental, em especial no seu art PROPAGANDA EM PLACA DE TRÂNSITO: - Existe a proibição genérica, porque se trata de BEM PERTENCENTE AO PODER PÚBLICO. Logo, não se permite COLAR CARTAZES, PICHAÇÃO ou INSCRIÇÃO A TINTA nas PLACAS DE TRÂNSITO, ou seja, NENHUMA MODALIDADE DE PROPAGANDA É PERMITIDA nas Placas de Trânsito antes ou depois de 06 DE JULHO do ano em que ocorrer Eleições. Ver artigo 37 da Lei 9.504/ PROPAGANDA ESCRITA EM LEITO DE RUA OU RODOVIA: - Rua e Rodovias são BENS PÚBLICOS, por isso, É PROIBIDO esse tipo de Propaganda. - Aplicando-se o art. 37, conclui-se que não é possível fazer Propaganda em LEITO DE RUAS OU RODOVIAS. A lei não faz qualquer referência a ESTRADAS PARTICULARES. - Se a estrada for PARTICULAR e de uso particular, aí a Propaganda é permitida, dentro da regra abrangente de que se permite a Propaganda em Bens Particulares. - Se uma Rodovia for PRIVATIZADA, a proibição continuará existindo, pois É PROIBIDA a Propaganda em bens de uso comum ou nos bens cujo uso dependa de cessão ou permissão. 5. COLAR CARTAZES: SEGUE AS SEGUINTES REGRAS:

3 A) É PERMITIDA a colagem do cartaz em BEM PARTICULAR, se o Proprietário Permitir, B) NÃO É PERMITIDA a colagem do cartaz em BENS PÚBLICOS: C) NÃO É PERMITIDA a COLAGEM EM PLACAS DE TRÂNSITO, ORELHÕES ou CABINES TELEFÔNICAS, D) É PERMITIDA a COLAGEM EM TAPUMES DE OBRAS PARTICULARES, se o Proprietário ou Responsável Permitir. 6. CARTAZES LUMINOSOS: - CARTAZES COM IMAGENS MÓVEIS: O cartaz Iluminado (FRONT-LIGHT), o Cartaz com Três Imagens que se revezam (TRI-SHOW), o Painel com Imagens Móveis, acionados por computador (MÍDIA BOARD), ou seja, todos os Engenhos Publicitários explorados comercialmente são considerados OUTDOORS para efeito de Propaganda Eleitoral e, portanto, VEDADOS pela Lei nº 9504/97, art. 39, 8º e Resolução , art. 17). 7. FAIXAS FIXAS E FAIXAS MÓVEIS: - Em Propriedade Particular é Permitida a colocação de FAIXAS FIXAS, se o Proprietário Permitir. - Não é permitida a colocação de faixas fixas em bens públicos. - A Lei Eleitoral não proíbe a Propaganda Eleitoral através de FAIXAS MÓVEIS, tipo muito comum nos cruzamentos das ruas mais movimentadas das grandes cidades. Assim, é permitida a colocação de bonecos e cartazes móveis ao longo das vias públicas, desde que não dificulte o bom andamento do trânsito (Resolução do TSE).

4 8. PINTURAS DE MUROS: - PROIBIDA se o muro é de uma REPARTIÇÃO PÚBLICA, se o muro protege PRÉDIO PARTICULAR de uso comum ou de Escolas Particulares, mesmo que a Escola seja de propriedade do candidato. 9. PINTURAS EM TAPUMES DE CONSTRUÇÃO: - A pintura de Propaganda Eleitoral em tapumes É PROIBIDA se se tratar de construção de PRÉDIO PÚBLICO e PERMITIDA em Construção Particular, cujo detentor da posse deu autorização. 10. ADESIVOS EM PÚBLICO: - É PROIBIDO o uso de adesivos com Propaganda Eleitoral em TÁXIS, ÔNIBUS e CARROS PÚBLICOS. (Lei nº 9504/97, art. 37). - É PERMITIDO em Carros Particulares. 11. PROPAGANDA MEDIANTE ALTO-FALANTES FIXOS E MÓVEIS: Existe permissão para o seu uso, sob as seguintes condições: A) O alto-falante fixo pode estar instalando na SEDE DE PARTIDO ou da COLIGAÇÃO; B) O funcionamento só pode ocorrer a partir de 06 DE JULHO até a véspera da Eleição, das 08:00 às 22:00 horas, desde que obedecida a distância NUNCA INFERIOR A 200 (duzentos) metros das SEDES DOS PODERES EXECUTIVOS e LEGISLATIVO FEDERAL, ESTADUAL e MUNICIPAL, das SEDES DOS ÓRGÃOS JUDICIAIS, DOS QUARTÉIS E DE OUTROS ESTABELECIMENTO MILITARES; dos

5 HOSPITAIS e CASAS DE SAÚDE; das ESCOLAS, BIBLIOTECAS PÚBLICAS, IGREJAS e TEATROS, quando em funcionamento (Lei nº 9.504/97, art. 39, 3º e Resolução , art. 12, 1º). 12. DISTRIBUIÇÃO DE VOLANTES, FOLHETOS E OUTROS IMPRESSOS: - É PERMITIDA, independe de Licença e Autorização. Exige-se, apenas, que sejam editados sob a Responsabilidade do Partido/coligação ou do Candidato, que deverá conter o nº do CNPJ ou CPF do responsável pela confecção, bem como de quem a contratou e a respectiva tiragem (Lei nº 9504/97, art. 38 e Resolução , art.15 e parágrafo único). - Se a Justiça MANDAR RETIRAR ou CORRIGIR a Propaganda, e o responsável não o fizer, pode ser processado por DESOBEDIÊNCIA. (Código Eleitoral, art. 347 e Resolução TSE nº , ART. 51). 13. INAUGURAÇÃO DE OBRA PÚBLICA NO PERÍODO DE CAMPANHA: - É PROIBIDO aos Candidatos a cargo do Poder Executivo, nos 03 (três meses) que antecedem o pleito, PARTICIPAR DE INAUGURAÇÃO DE OBRAS PÚBLICAS, sujeitando-se a infrator à CASSAÇÃO DO REGISTRO (Lei nº 9504/97, art. 77). 14. SHOWMÍCIO E PARTICIPAÇÃO DE ARTISTAS - É proibida a realização de showmício e de evento assemelhado para promoção de candidatos, bem como a apresentação, remunerada ou não, de artistas com finalidade de animar comício e reunião eleitoral (Lei 9.504/97, art. 39, 7º e Resolução , art. 12, 3º). 15. COMÍCIOS

6 - Os comícios são características típicas da propaganda no Brasil, é necessário apenas que o Candidato, Partido ou Coligação façam a devida comunicação à Autoridade Policial com, no mínimo, 24 (vinte e quatro) horas de antecedência, sendo permitida a realização do ato no horário compreendido entre 08:00 e às 24:00 horas (Lei nº 9504/97, art. 39). 16. BRINDES DE CAMPANHA: - É VEDADA a confecção, utilização e/ou distribuição de camisetas, chaveiros, bonés, canetas, brindes, cestas básicas ou quaisquer outros bens ou materiais que possam proporcionar vantagem ao eleitor (Lei 9.504/97, art. 39, 6º e Resolução , art. 12, 4º). - Não obstante, pode, ainda, restar configurado, no caso de uso de uma quantidade desmesurada de brindes, o ABUSO DE PODER ECONÔMICO. 17. CARREATAS: Não são permitidas no dia da eleição (é crime eleitoral, artigo 39, 5º, I, da Lei 9.504/97). A jurisprudência do TSE entende que caracteriza carreata mais de 4 ( quatro) veículos em fila com badernas nas ruas. 18. PROPAGANDA ELEITORAL MEDIANTE OUTDOOR: É VEDADA (Lei nº 9.504/97, art. 39, 8º e Resolução , art. 17). AVISO IMPORTANTE Lembramos que a PROPAGANDA ELEITORAL somente será PERMITIDA a partir do dia 06 DE JULHO (artigo 36 da Lei 9.504/97). Até lá, QUALQUER FORMA DE PROPAGANDA será

7 IRREGULAR, sujeitando o Candidato a MULTA (de 5 Mil a 50 Mil UFIR) e a inviabilização de sua candidatura através de IMPUGNAÇÃO ao seu pedido de registro e, se acaso já efetivado, a sua CASSAÇÃO.

Pode. Alto-falantes ou amplificadores de som. Pode

Pode. Alto-falantes ou amplificadores de som. Pode O Tribunal Superior Eleitoral publicou a Resolução nº 23.404/14, com as regras sobre propaganda eleitoral a serem seguidas nas eleições de 2014. Estão relacionados abaixo os tipos de propaganda mais comuns

Leia mais

Orientações sobre PROPAGANDA ELEITORAL

Orientações sobre PROPAGANDA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MINAS GERAIS Secretaria Judiciária Eleições 2012 Orientações sobre PROPAGANDA ELEITORAL O Tribunal Superior Eleitoral publicou a Resolução nº 23.370/2011, com as regras sobre

Leia mais

Orientações sobre PROPAGANDA ELEITORAL

Orientações sobre PROPAGANDA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MINAS GERAIS Secretaria Judiciária Eleições 2012 Orientações sobre PROPAGANDA ELEITORAL As regras sobre a veiculação de propaganda eleitoral estão contidas na Lei das Eleições

Leia mais

Propaganda Eleitoral

Propaganda Eleitoral Noções gerais sobre Propaganda Eleitoral Diogo Mendonça Cruvinel Assistente de Apoio à Propaganda Eleitoral TRE-MG 2º Seminário de Legislação Eleitoral Câmara Municipal de Belo Horizonte 24/04/2014 Legislação

Leia mais

ELEIÇÕES 2012: PROPAGANDA ELEITORAL: Conheça as formas permitidas e não permitidas

ELEIÇÕES 2012: PROPAGANDA ELEITORAL: Conheça as formas permitidas e não permitidas ELEIÇÕES 2012: PROPAGANDA ELEITORAL: Conheça as formas permitidas e não permitidas Em comentário anterior foram abordadas as condutas vedadas a agentes públicos e candidatos no período eleitoral, compreendido

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL LEI Nº 11.300, DE 10 DE MAIO DE 2006 Dispõe sobre propaganda, financiamento e prestação de contas das despesas com campanhas eleitorais, alterando a Lei n o 9.504, de 30

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº CMDCA 06/2015 de 08 de setembro de 2015

RESOLUÇÃO Nº CMDCA 06/2015 de 08 de setembro de 2015 Dispõe sobre as condutas vedadas aos(às) candidatos(as) e respectivos(as) fiscais durante o Processo de Escolha dos Membros do(s) Conselho(s) Tutelar(es) e sobre o procedimento de sua aprovação. O CONSELHO

Leia mais

PROPAGANDA ELEITORAL

PROPAGANDA ELEITORAL O que é Propaganda Eleitoral? A partir de quando pode ocorrer a propaganda eleitoral? Pode ser realizada propaganda eleitoral em língua estrangeira? Quais os tipos de propaganda eleitoral permitidos? A

Leia mais

O VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no exercício do cargo de PRESIDENTE DA REPÚBLICA

O VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no exercício do cargo de PRESIDENTE DA REPÚBLICA LEI Nº 9.504, DE 30 DE SETEMBRO DE 1997 Estabelece normas para as eleições. O VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no exercício do cargo de PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta

Leia mais

Pesquisas Eleitorais Res. TSE nº 23.453/15 Lei nº 12.891/2013.

Pesquisas Eleitorais Res. TSE nº 23.453/15 Lei nº 12.891/2013. Pesquisas Eleitorais Res. TSE nº 23.453/15 Lei nº 12.891/2013. PESQUISAS E TESTES PRÉ-ELEITORAIS Duas regras básicas: 1º) para conhecimento pessoal ou uso interno, pode ser feita de forma livre e informal;

Leia mais

PHS SP. 1º Curso de Marke.ng Polí.co. II - Aspectos Legais da Campanha

PHS SP. 1º Curso de Marke.ng Polí.co. II - Aspectos Legais da Campanha 1º Curso de Marke.ng Polí.co II - Aspectos Legais da Campanha Palestrante: Dra. Patricia Brasil Especialista em Direito Eleitoral pela EJEP Escola Eleitoral Paulista do TER/SP Especialista em Direito Criminal

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal Coordenação de Organização e Fiscalização de Propaganda Eleitoral

Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal Coordenação de Organização e Fiscalização de Propaganda Eleitoral Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal Presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal Desembargador Otávio Augusto Barbosa Vice-Presidente e Corregedor do Tribunal Regional Eleitoral

Leia mais

ADDITIONAL TEXT PASSO A PASSO CAMPANHA ELEITORAL

ADDITIONAL TEXT PASSO A PASSO CAMPANHA ELEITORAL ADDITIONAL TEXT PASSO A PASSO CAMPANHA ELEITORAL COMO FAZER UMA CAMPANHA POLÍTICA? Passo-a-passo para você vencer as eleições internet + mídias sociais Para um político conseguir ser eleito, ele precisa

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO Eleições 2014 Propaganda Eleitoral O Que Pode e o Que não Pode

MANUAL DO CANDIDATO Eleições 2014 Propaganda Eleitoral O Que Pode e o Que não Pode MANUAL DO CANDIDATO Eleições 2014 Propaganda Eleitoral O Que Pode e o Que não Pode Patricia Brasil Mestranda em Direito Político e Econômico pela Universidade Presbiteriana Mackenzie Especialista em Direito

Leia mais

ELEIÇÕES 2012 CAMPANHA ELEITORAL

ELEIÇÕES 2012 CAMPANHA ELEITORAL 2S SOLUÇÕES pode e não pode Elaboração: Victor Ferreira João de Oliveira 2 COMÍCIOS E REUNIÕES PÚBLICAS Tradicional forma de arregimentação de pessoas para difundir a proposta do candidato, partido ou

Leia mais

PROPAGANDA ELEITORAL

PROPAGANDA ELEITORAL PROPAGANDA ELEITORAL Katherine Schreiner katherine@eleitoralbrasil.com.br http://www.eleitoralbrasil.com.br Propaganda Política A expressão propaganda política é empregada para significar, em síntese,

Leia mais

GUIA DA PROPAGANDA ELEITORAL

GUIA DA PROPAGANDA ELEITORAL GUIA DA PROPAGANDA ELEITORAL Produzida de acordo com a Lei nº 9.504/97, com as alterações introduzidas pela Lei nº 11.300/2006, e Resoluções TSE nº 23.367/2011, nº 23.370/2011 e nº 23.377/2012 ELEIÇÕES

Leia mais

REGRAS SOBRE PROPAGANDA ELEITORAL ELEIÇÕES 2014

REGRAS SOBRE PROPAGANDA ELEITORAL ELEIÇÕES 2014 Página 1 de 25 INFORMATIVO ELEITORAL Nº 05/2014 ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE PROPAGANDA ELEITORAL. REGRAS SOBRE PROPAGANDA ELEITORAL ELEIÇÕES 2014 Destina-se o presente informativo a todos os candidatos, coordenadores

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso

Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso Presidente Desembargador Rui Ramos Ribeiro Vice-Presidente e Corregedor Regional Eleitoral Desembargador Gerson Ferreira Paes Presidente Substituto Desembargador

Leia mais

MPE. Ministério Público Eleitoral EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ AUXILIAR DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DA BAHIA

MPE. Ministério Público Eleitoral EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ AUXILIAR DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DA BAHIA MPE Ministério Público Eleitoral Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ AUXILIAR DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DA BAHIA O MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL, por sua Procuradoria

Leia mais

Eleições Municipais 2016. Propaganda

Eleições Municipais 2016. Propaganda Eleições Municipais 2016 Propaganda Material confeccionado pelo setor jurídico do PMDB/RS. Ressalta-se que este material vem sendo alterado conforme a realização dos eventos Rota da Vitória - o PMDB no

Leia mais

Cooperativismo E eleições

Cooperativismo E eleições Cooperativismo E eleições 2010 Cooperativismo E eleições 2010 2010. Organização das Cooperativas Brasileiras A reprodução parcial ou total desta publicação é autorizada, desde que citada a fonte. Organização

Leia mais

Propaganda Eleitoral. Eduardo Buzzinari Ribeiro de Sá 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS ESPÉCIES DE PROPAGANDA POLÍTICA

Propaganda Eleitoral. Eduardo Buzzinari Ribeiro de Sá 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS ESPÉCIES DE PROPAGANDA POLÍTICA Série Aperfeiçoamento de Magistrados 7 Curso: 1º Seminário de Direito Eleitoral: Temas Relevantes para as Eleições de 2012 Propaganda Eleitoral 85 Eduardo Buzzinari Ribeiro de Sá 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Vice-Presidência do Governo Emprego e Competitividade Empresarial Direção Regional de Organização e Administração Pública

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Vice-Presidência do Governo Emprego e Competitividade Empresarial Direção Regional de Organização e Administração Pública Propaganda eleitoral A propaganda eleitoral consiste na atividade que vise direta ou indiretamente promover candidaturas, seja dos candidatos, dos partidos políticos, dos titulares dos seus órgãos ou seus

Leia mais

MPE. Ministério Público Eleitoral EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ AUXILIAR DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DA BAHIA

MPE. Ministério Público Eleitoral EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ AUXILIAR DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DA BAHIA MPE Ministério Público Eleitoral Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ AUXILIAR DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DA BAHIA O MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL, por sua Procuradoria

Leia mais

Cartilha VOTE CONSCIENTE VOTE BEM

Cartilha VOTE CONSCIENTE VOTE BEM Cartilha VOTE VOTE BEM CONSCIENTE O mês de outubro marca a escolha de quem estará, durante os próximos anos, à frente do poder no Brasil. É um dos momentos mais significativos, pois é a hora de o brasileiro

Leia mais

Audiência Pública da Justiça Eleitoral

Audiência Pública da Justiça Eleitoral PELO VOTO LIVRE E CONSCIENTE Poder Judiciário 33ª Zona Eleitoral de Itacajá Abertura No próximo dia 5 de outubro, o povo brasileiro retorna às urnas, desta vez para escolher prefeitos, vice-prefeitos e

Leia mais

LIVRO VIII DA ÁREA ELEITORAL

LIVRO VIII DA ÁREA ELEITORAL LIVRO VIII DA ÁREA ELEITORAL Art. 512. O Ministério Público Eleitoral atua perante todas as instâncias e fases do processo eleitoral, na condição de parte ou de custos legis, com a mesma legitimidade assegurada

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO AMAZONAS COORDENADORIA DE FISCALIZAÇÃO DA PROPAGANDA ELEITORAL ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2012

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO AMAZONAS COORDENADORIA DE FISCALIZAÇÃO DA PROPAGANDA ELEITORAL ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2012 PROPAGANDA ELEITORAL ELEIÇOES MUNICIPAIS 2012 ATUALIZAÇÃO: Dr. Alexandre Henrique Novaes de Araújo, Juiz da 40ª ZE/Manaus; Dra. Naira Neila Batista de Oliveira Norte, Juíza da 62ª ZE/Manaus; e Dr. Rogério

Leia mais

DECRETO Nº 6.323 DE 27 DE AGOSTO DE 1.998.

DECRETO Nº 6.323 DE 27 DE AGOSTO DE 1.998. DECRETO Nº 6.323 DE 27 DE AGOSTO DE 1.998. Estabelece as penalidades aplicáveis aos infratores da Lei 3.491 de 19 de dezembro de 1.997, que dispõe sobre a consolidação das leis de propaganda no Município

Leia mais

Cooperativismo E eleições OCB. Organização das Cooperativas Brasileiras

Cooperativismo E eleições OCB. Organização das Cooperativas Brasileiras Cooperativismo E eleições 2012 OCB Organização das Cooperativas Brasileiras As cooperativas no processo eleitoral de 2012 2012. Organização das Cooperativas Brasileiras A reprodução parcial ou total desta

Leia mais

COORDENADORIA DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO Lídia Cristina Santos

COORDENADORIA DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO Lídia Cristina Santos COMPOSIÇÃO DO PLENO PRESIDENTE Des. Luiz Antônio Araújo Mendonça VICE-PRESIDENTE E CORREGEDORA REGIONAL ELEITORAL Desª. Suzana Maria Carvalho Oliveira JUÍZES Dr. Arthur Napoleão Teixeira Filho Dr. Gilson

Leia mais

O que Fazer - Como Fazer E o que não Fazer

O que Fazer - Como Fazer E o que não Fazer O que Fazer - Como Fazer E o que não Fazer 11 PARTIDO O que Fazer - Como Fazer E o que não Fazer índice apresentação Apresentação--------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Informações para o dia da eleição

Informações para o dia da eleição Tribunal Regional Eleitoral do Ceará Justiça Eleitoral Informações para o dia da eleição NO DIA DA ELEIÇÃO O QUE É PERMITIDO? É permitida a manifestação individual e silenciosa da preferência do cidadão

Leia mais

LEI Nº 9.504, DE 30 DE SETEMBRO DE 1997.

LEI Nº 9.504, DE 30 DE SETEMBRO DE 1997. LEI Nº 9.504, DE 30 DE SETEMBRO DE 1997. Estabelece normas para as eleições. O VICE PRESIDENTE DA REPÚBLICA no exercício do cargo de PRESIDENTE DA REPÚBLICA, Faço saber que o Congresso Nacional decreta

Leia mais

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador VALDIR RAUPP

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador VALDIR RAUPP PARECER Nº, DE 2013 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, em decisão terminativa, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 441, de 2012, do Senador Romero Jucá, que altera a redação dos art. 8º,

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 1.311, DE 2013

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 1.311, DE 2013 COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 1.311, DE 2013 Redação final do Projeto de Lei do Senado nº 441, de 2012 (nº 6.397, de 2013, na Câmara dos Deputados). A Comissão Diretora apresenta a redação final do Projeto

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº, DE 2013

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº, DE 2013 COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº, DE 2013 Redação final do Substitutivo ao Projeto de Lei do Senado nº 441, de 2012. A Comissão Diretora apresenta a redação final do Substitutivo ao Projeto de Lei do Senado

Leia mais

A Propaganda Institucional e as Eleições de 2008. Randolpho Martino JúniorJ www.vicosa.com.br/randolpho

A Propaganda Institucional e as Eleições de 2008. Randolpho Martino JúniorJ www.vicosa.com.br/randolpho A Propaganda Institucional e as Eleições de 2008 Randolpho Martino JúniorJ www.vicosa.com.br/randolpho Propaganda Institucional Definição: é a publicidade destinada a divulgar os atos, programas, obras,

Leia mais

RESOLUÇÃO/TSE Nº 23.370/11 Dispõe sobre a propaganda eleitoral e as condutas ilícitas em campanha eleitoral nas eleições de 2012

RESOLUÇÃO/TSE Nº 23.370/11 Dispõe sobre a propaganda eleitoral e as condutas ilícitas em campanha eleitoral nas eleições de 2012 RESOLUÇÃO/TSE Nº 23.370/11 Dispõe sobre a propaganda eleitoral e as condutas ilícitas em campanha eleitoral nas eleições de 2012 O Tribunal Superior Eleitoral, no uso das atribuições que lhe conferem o

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 23.404 (27.2.2014)

RESOLUÇÃO Nº 23.404 (27.2.2014) TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL RESOLUÇÃO Nº 23.404 (27.2.2014) INSTRUÇÃO Nº 127-41.2014.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Dias Toffoli Interessado: Tribunal Superior Eleitoral

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSUNI Nº 022/2014

DELIBERAÇÃO CONSUNI Nº 022/2014 DELIBERAÇÃO CONSUNI Nº 022/2014 Aprova o Regulamento da Propaganda Eleitoral dos candidatos aos cargos de Reitor e de Vice-reitor da Universidade de Taubaté, para o quadriênio 2014-2018. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 23.457 INSTRUÇÃO Nº 538-50.2015.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL

RESOLUÇÃO Nº 23.457 INSTRUÇÃO Nº 538-50.2015.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL RESOLUÇÃO Nº 23.457 INSTRUÇÃO Nº 538-50.2015.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Gilmar Mendes Interessado: Tribunal Superior Eleitoral Dispõe sobre propaganda eleitoral, utilização

Leia mais

Ementa: Dispõe sobre propaganda eleitoral, utilização e geração do horário gratuito e condutas ilícitas em campanha eleitoral nas eleições de 2016.

Ementa: Dispõe sobre propaganda eleitoral, utilização e geração do horário gratuito e condutas ilícitas em campanha eleitoral nas eleições de 2016. Ano 2015, Número 243 Brasília, quinta-feira, 24 de dezembro de 2015 Página 58 INSTRUÇÃO Nº 538-50.2015.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Gilmar Mendes Interessado: Tribunal

Leia mais

FINANCIAMENTO DE CAMPANHA ELEITORAL. 1. Da arrecadação e aplicação de recursos

FINANCIAMENTO DE CAMPANHA ELEITORAL. 1. Da arrecadação e aplicação de recursos Módulo - 4 FINANCIAMENTO DE CAMPANHA ELEITORAL 1. Da arrecadação e aplicação de recursos Sob pena de rejeição das contas a arrecadação de recursos e os gastos por candidatos, inclusive dos seus vices e

Leia mais

Prestar contas é fácil: um guia passo a passo

Prestar contas é fácil: um guia passo a passo Lembre-se de que este guia foi elaborado para facilitar a sua compreensão do que é prestar contas à Justiça Eleitoral. Todas as normas, que contêm o assunto detalhadamente, estão disponíveis na página

Leia mais

Prestar contas é fácil: um guia passo a passo

Prestar contas é fácil: um guia passo a passo Quais as regras que devem ser observadas para a Prestação de Contas nas Eleições 2012? Além das normas contidas na Lei nº 9.096/1995 (a Lei dos Partidos Políticos) e na Lei nº 9.504/1997 (a Lei das Eleições),

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 23.370 INSTRUÇÃO Nº 1162-41.2011.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL

RESOLUÇÃO Nº 23.370 INSTRUÇÃO Nº 1162-41.2011.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL RESOLUÇÃO Nº 23.370 INSTRUÇÃO Nº 1162-41.2011.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Arnaldo Versiani Interessado: Tribunal Superior Eleitoral Dispõe sobre a propaganda eleitoral

Leia mais

MPE. Ministério Público Eleitoral EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ AUXILIAR DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DA BAHIA

MPE. Ministério Público Eleitoral EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ AUXILIAR DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DA BAHIA MPE Ministério Público Eleitoral Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ AUXILIAR DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DA BAHIA O MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL, por sua Procuradoria

Leia mais

Da Propaganda Eleitoral Propaganda eleitoral em geral

Da Propaganda Eleitoral Propaganda eleitoral em geral Da Propaganda Eleitoral Propaganda eleitoral em geral 1.1. A propaganda eleitoral, inclusive na imprensa escrita e internet, somente será permitida a partir de 6 de julho de 2014. 1.2. A propaganda eleitoral

Leia mais

manual PROPAGANDA ELEITORAL

manual PROPAGANDA ELEITORAL manual PROPAGANDA ELEITORAL Atualizado até 23.5.2014 Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Corregedoria Regional Eleitoral de Santa Catarina Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina R. Esteves

Leia mais

Relator: Ministro Ari Pargendler.

Relator: Ministro Ari Pargendler. Relator: Ministro Ari Pargendler. Instrução n o 121 Resolução n o 22.718 Brasília DF Dispõe sobre a propaganda eleitoral e as condutas vedadas aos agentes públicos em campanha eleitoral (eleições de 2008).

Leia mais

INSTRUÇÃO Nº 131 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL.

INSTRUÇÃO Nº 131 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. RESOLUÇÃO Nº 23.191 INSTRUÇÃO Nº 131 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Arnaldo Versiani. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral. Dispõe sobre a propaganda eleitoral e as condutas

Leia mais

CARTILHA DA PROPAGANDA ELEITORAL

CARTILHA DA PROPAGANDA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO AMAZONAS CARTILHA DA PROPAGANDA ELEITORAL? TRE AMAZONAS Eleições 2014 CONFIRMA Apresentação No processo de elaboração da Constituição Federal de 1988, a Assembléia Nacional

Leia mais

JUSTIÇA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL

JUSTIÇA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL PROCESSO: RP 82-28.2014.6.21.0008 PROCEDÊNCIA: BENTO GONÇALVES (8ª ZONA ELEITORAL) REPRESENTANTE: MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL (PRE) REPRESENTADOS: COLIGAÇÃO O NOVO CAMINHO PARA O RIO GRANDE e TIAGO CHANAN

Leia mais

JUSTIÇA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL

JUSTIÇA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL PROCESSO: RP 2523-06.2014.6.21.0000 PROCEDÊNCIA: PORTO ALEGRE RS REPRESENTANTE: MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL (PRE) REPRESENTADO(S): JULIANA BRIZOLA, GILMAR SOSSELA, MARCIO FERREIRA BINS ELY, THIAGO PEREIRA

Leia mais

ELEIÇÕES2012. manual PROPAGANDA ELEITORAL M U N I C I P A I S. Atualizado até 23.5.2012

ELEIÇÕES2012. manual PROPAGANDA ELEITORAL M U N I C I P A I S. Atualizado até 23.5.2012 ELEIÇÕES2012 M U N I C I P A I S manual PROPAGANDA ELEITORAL Atualizado até 23.5.2012 Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Corregedoria Regional Eleitoral de Santa Catarina Tribunal Regional Eleitoral

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL COMISSÃO ELEITORAL

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL COMISSÃO ELEITORAL UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL COMISSÃO ELEITORAL REGULAMENTO DA CAMPANHA ELEITORAL PARA A ELEIÇÃO DOS CARGOS DE REITOR(A) E VICE-REITOR(A) DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL QUADRIÊNIO

Leia mais

PUBLICAÇÃO DA PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO DE LINHARES

PUBLICAÇÃO DA PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO DE LINHARES PUBLICAÇÃO DA PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO DE LINHARES Prefeito de Linhares Guerino Luíz Zanon Vice-Prefeito de Linhares Paulo Joaquim do Nascimento Procuradora Geral Nádia Lorenzoni Menelli Secretário

Leia mais

Calendário Eleitoral 2012 - Eleições Municipais

Calendário Eleitoral 2012 - Eleições Municipais Calendário Eleitoral 2012 - Eleições Municipais Em ano de eleições municipais é importante estar atento ao calendário eleitoral 2012 para as eleições municipais. O Tribunal Superior Eleitoral/TSE divulgou

Leia mais

Propaganda Eleitoral

Propaganda Eleitoral Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL Rede de Ensino Luiz Flávio Gomes REDE LFG CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TELEVIRTUAL EM DIREITO ELEITORAL Disciplina Propaganda Eleitoral Aula 1 LEITURA OBRIGATÓRIA

Leia mais

Todo e qualquer material impresso da campanha deverá conter obrigatoriamente as seguintes informações:

Todo e qualquer material impresso da campanha deverá conter obrigatoriamente as seguintes informações: Importante: Regras do TSE para impressos Todo e qualquer material impresso da campanha deverá conter obrigatoriamente as seguintes informações: Nome da Coligação e siglas das legendas de todos os partidos

Leia mais

Nova Onda Comunicação 2012 Está autorizada a reprodução e distribuição gratuita deste material desde que sejam preservadas suas características

Nova Onda Comunicação 2012 Está autorizada a reprodução e distribuição gratuita deste material desde que sejam preservadas suas características Nova Onda Comunicação 2012 Está autorizada a reprodução e distribuição gratuita deste material desde que sejam preservadas suas características originais. Sumário 3 Apresentação...5 Introdução: Campanha

Leia mais

JUSTIÇA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL

JUSTIÇA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL PROCESSO: RP 2550-86.2014.6.21.0000 PROCEDÊNCIA: CAXIAS DO SUL RS (136ª ZONA ELEITORAL) REPRESENTANTE: MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL (PRE) REPRESENTADOS: PARTIDO DOS TRABALHADORES PT, GILBERTO JOSÉ SPIER

Leia mais

RESOLUÇÃO TSE 23.276 DAS DOAÇÕES

RESOLUÇÃO TSE 23.276 DAS DOAÇÕES RESOLUÇÃO TSE 23.276 DAS DOAÇÕES As doações poderão ser realizadas por pessoas físicas ou jurídicas em favor do candidato, comitê financeiro e/ou partido político, mediante (art.22): I cheques cruzados

Leia mais

A mais um CURSO realizado pela

A mais um CURSO realizado pela A mais um CURSO realizado pela Aqui tem qualificação de Verdade! CONTROLE INTERNO Reforma Política: o que podemos melhorar? Dr. Luiz Fernando Pereira PERÍODO 09h00 X 12h00 09/12/2015 15h às 17h Por gentileza

Leia mais

3o Se, na hipótese dos parágrafos anteriores, remanescer em segundo lugar mais de um candidato com a mesma votação, qualificar-se-á o mais idoso.

3o Se, na hipótese dos parágrafos anteriores, remanescer em segundo lugar mais de um candidato com a mesma votação, qualificar-se-á o mais idoso. LEI NO 9.504, DE 30 DE SETEMBRO DE 1997 Estabelece normas para as eleições. O Vice-Presidente da República, no exercício do cargo de Presidente da República, Faço saber que o Congresso Nacional decreta

Leia mais

PHS SP. 1º Curso de Marke.ng Polí.co. I - Aspectos Legais da pré- campanha

PHS SP. 1º Curso de Marke.ng Polí.co. I - Aspectos Legais da pré- campanha 1º Curso de Marke.ng Polí.co I - Aspectos Legais da pré- campanha Palestrante: Dra. Patricia Brasil Especialista em Direito Eleitoral pela EJEP Escola Eleitoral Paulista do TER/SP Especialista em Direito

Leia mais

de 13 \l..íá2l-= 1p ^

de 13 \l..íá2l-= 1p ^ PUBLICADO NO DIÁRIO DA JUSTIÇA de 13 \l..íá2l-= 1p ^ TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL ACÓRDÃO N 3.107 (25.10.2002) MANDADO DE SEGURANÇA N 3.107 - CLASSE 14 a - DISTRITO FEDERAL (Brasília). Relator: Ministro

Leia mais

De fato, o artigo 1 o da Lei 9.840, estabelece, em seu final, que deve ser observado o

De fato, o artigo 1 o da Lei 9.840, estabelece, em seu final, que deve ser observado o Algumas considerações sobre a Lei 9.840, que dispõe sobre compra de votos e uso da máquina administrativa nos processos eleitorais. Analisaremos sua utilidade e aplicação. INTRODUÇÃO A Lei 9.840, é um

Leia mais

RESOLUÇÃO N 23.404 INSTRUÇÃO N 127-41.2014.6.00.0000 - CLASSE 19 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL

RESOLUÇÃO N 23.404 INSTRUÇÃO N 127-41.2014.6.00.0000 - CLASSE 19 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL RESOLUÇÃO N 23.404 INSTRUÇÃO N 127-41.2014.6.00.0000 - CLASSE 19 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Dias Toifoli Interessado: Tribunal Superior Eleitoral Dispõe

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 005/2015

RESOLUÇÃO Nº 005/2015 RESOLUÇÃO Nº 005/2015 Regulamenta e publica Edital complementar das regras da Campanha Eleitoral para a eleição dos conselheiros tutelares de Cacique Doble. O Conselho Municipal dos Direitos da Criança

Leia mais

Database of legal texts

Database of legal texts Database of legal texts Brazil Lei que estabelece normas para as eleições 1997[2009] No. 9504 Source: Presidência da República Federativa Do Brasil URL: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9504.htm

Leia mais

Perguntas e Respostas

Perguntas e Respostas Perguntas e Respostas RESPOSTAS ÀS QUESTÕES APRESENTADAS NO SEMINÁRIO EM ANO DE ELEIÇÃO, A REGRA É CLARA, REALIZADO EM 25/03/14, NO AUDITÓRIO I DO PALÁCIO DO PLANALTO. Recomenda-se cautela na utilização

Leia mais

Edital nº 01/2014 Abre período para inscrições ao Processo Eleitoral Suplementar para Cargos de Suplência do Conselho Tutelar de Mariano Moro/RS.

Edital nº 01/2014 Abre período para inscrições ao Processo Eleitoral Suplementar para Cargos de Suplência do Conselho Tutelar de Mariano Moro/RS. Edital nº 01/2014 Abre período para inscrições ao Processo Eleitoral Suplementar para Cargos de Suplência do Conselho Tutelar de Mariano Moro/RS. A Comissão Eleitoral do COMDICAMM de Mariano Moro-RS, no

Leia mais

EDITAL Nº 002/2015 ELEIÇÃO COLEGIADO DE CURSO DE ENFERMAGEM, CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE TANGARÁ DA SERRA

EDITAL Nº 002/2015 ELEIÇÃO COLEGIADO DE CURSO DE ENFERMAGEM, CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE TANGARÁ DA SERRA EDITAL Nº 002/2015 ELEIÇÃO COLEGIADO DE CURSO DE ENFERMAGEM, A - UNEMAT, pessoa jurídica de direito público da administração indireta, instituída pelo Poder Público Estadual, criada sob a natureza de Fundação

Leia mais

EDITAL 01/2015 ELEIÇÃO DE COORDENADOR E VICE-COORDENADOR PARA O CURSO DE LETRAS LÍNGUA INGLESA E RESPECTIVAS LITERATURAS BIÊNIO 2015-2016

EDITAL 01/2015 ELEIÇÃO DE COORDENADOR E VICE-COORDENADOR PARA O CURSO DE LETRAS LÍNGUA INGLESA E RESPECTIVAS LITERATURAS BIÊNIO 2015-2016 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE UFAC PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO E LETRAS CEL EDITAL 01/2015 ELEIÇÃO DE COORDENADOR E VICE-COORDENADOR PARA O CURSO DE LETRAS LÍNGUA INGLESA E RESPECTIVAS

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 23.404 INSTRUÇÃO Nº 127-41.2014.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL

RESOLUÇÃO Nº 23.404 INSTRUÇÃO Nº 127-41.2014.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL RESOLUÇÃO Nº 23.404 INSTRUÇÃO Nº 127-41.2014.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Dias Toffoli Interessado: Tribunal Superior Eleitoral Dispõe sobre propaganda eleitoral e condutas

Leia mais

agente público no período eleitoral o que pode e o que não pode

agente público no período eleitoral o que pode e o que não pode agente público no período eleitoral o que pode e o que não pode Governo do Estado de São Paulo Geraldo Alckmin Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional Julio Semeghini Fundação Prefeito Faria

Leia mais

EDITAL Nº 003/2015/REITORIA/ASSOC

EDITAL Nº 003/2015/REITORIA/ASSOC EDITAL Nº 003/2015/ A - UNEMAT, pessoa jurídica de direito público da administração indireta, instituída pelo Poder Público Estadual, criada sob a natureza de Fundação Pública pela Lei Complementar Estadual

Leia mais

EDITAL Nº 002/2015/CONSELHO ADMINISTRATIVO DA FAESPE

EDITAL Nº 002/2015/CONSELHO ADMINISTRATIVO DA FAESPE EDITAL Nº 002/2015/CONSELHO ADMINISTRATIVO DA FAESPE A - UNEMAT, pessoa jurídica de direito público da administração indireta, instituída pelo Poder Público Estadual, criada sob a natureza de Fundação

Leia mais

I - nomeação ou exoneração de cargos em comissão e designação ou dispensa de funções de confiança;

I - nomeação ou exoneração de cargos em comissão e designação ou dispensa de funções de confiança; Para navegar entre as ocorrências da expressão pesquisada existem os marcadores "" em cada ocorrência: - Clicando em "" vai para a próxima

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal Coordenação de Organização e Fiscalização de Propaganda Eleitoral

Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal Coordenação de Organização e Fiscalização de Propaganda Eleitoral Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal Presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal Desembargador Romão C. Oliveira Vice-Presidente e Corregedor do Tribunal Regional Eleitoral

Leia mais

LIMITE DE GASTOS. Cada partido deve fixar o limite de gastos a ser observado, por candidatura(caso Lei não faça)

LIMITE DE GASTOS. Cada partido deve fixar o limite de gastos a ser observado, por candidatura(caso Lei não faça) Prestação de Contas Eleitoral: Legislação x Prática Contador Ruberlei Bulgarelli Julho 2012 LIMITE DE GASTOS Cada partido deve fixar o limite de gastos a ser observado, por candidatura(caso Lei não faça)

Leia mais

DECRETO Nº 2.557, DE 10 DE MARÇO DE 2008.

DECRETO Nº 2.557, DE 10 DE MARÇO DE 2008. DECRETO Nº 2.557, DE 10 DE MARÇO DE 2008. Altera a redação do Decreto nº 2.378, de 16 de agosto de 2006, que regulamenta a Lei Complementar nº 112, de 25 de julho de 2006, e dispõe sobre a Autorização

Leia mais

ELEIÇÕES 2014 PROVIDÊNCIAS PRELIMINARES CONTA BANCÁRIA CNPJ PROVIDÊNCIAS PRELIMINARES ARRECADAÇÃO, GASTOS DE CAMPANHA E PRESTAÇÃO DE CONTAS

ELEIÇÕES 2014 PROVIDÊNCIAS PRELIMINARES CONTA BANCÁRIA CNPJ PROVIDÊNCIAS PRELIMINARES ARRECADAÇÃO, GASTOS DE CAMPANHA E PRESTAÇÃO DE CONTAS ELEIÇÕES 2014 ARRECADAÇÃO, GASTOS DE CAMPANHA E PRESTAÇÃO DE CONTAS PROVIDÊNCIAS PRELIMINARES Arrecadar ou gastar antes de cumpridos os requisitos = Contas desaprovadas! Professora Rita Gonçalves 1 2 PROVIDÊNCIAS

Leia mais

EDITAL 01/2014 PARA ELEIÇÃO DE COORDENADOR E VICE-COORDENADOR PARA O CURSO DE LETRAS LÍNGUA INGLESA E RESPECTIVAS LITERATURAS PARA O BIÊNIO 2015-2016

EDITAL 01/2014 PARA ELEIÇÃO DE COORDENADOR E VICE-COORDENADOR PARA O CURSO DE LETRAS LÍNGUA INGLESA E RESPECTIVAS LITERATURAS PARA O BIÊNIO 2015-2016 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE UFAC PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO, LETRAS E ARTES CURSO DE LETRAS/INGLÊS EDITAL 01/2014 PARA ELEIÇÃO DE COORDENADOR E VICE-COORDENADOR PARA O CURSO DE LETRAS

Leia mais

ROTEIRO PARA PESQUISAS ELEITORAIS

ROTEIRO PARA PESQUISAS ELEITORAIS TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PIAUÍ SECRETARIA JUDICIÁRIA COORDENADORIA DE JURISPRUDÊNCIA E DOCUMENTAÇÃO GUIA PRÁTICO 1 ROTEIRO PARA PESQUISAS ELEITORAIS RESOLUÇÃO TSE Nº 23.364/2011 ELEIÇÕES 2012 REGISTRO

Leia mais

Propaganda Política e Eleitoral

Propaganda Política e Eleitoral Propaganda Política e Eleitoral Disposições aplicáveis: - Artigos 13º, 18º, 37º, 38º e 113º da Constituição da República Portuguesa; - Artigos 62º, 64º, 68º a 73º, 76º, 99º, 144º, 145º e 147º da Lei Orgânica

Leia mais

SEDEMA DIVISÃO DE CONTROLE E FISCALIZAÇÃO

SEDEMA DIVISÃO DE CONTROLE E FISCALIZAÇÃO SEDEMA DIVISÃO DE CONTROLE E FISCALIZAÇÃO Lei nº 6468/09 Disciplina a veiculação de anúncios no Município de Piracicaba Decreto nº 13.512/10 Licenciamento de anúncios Decreto nº 13.513/10 Engenhos Publicitários

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 23.370 INSTRUÇÃO Nº 1162-41.2011.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL

RESOLUÇÃO Nº 23.370 INSTRUÇÃO Nº 1162-41.2011.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL RESOLUÇÃO Nº 23.370 INSTRUÇÃO Nº 1162-41.2011.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Arnaldo Versiani Interessado: Tribunal Superior Eleitoral Dispõe sobre a propaganda eleitoral

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 9.100, DE 29 DE SETEMBRO DE 1995. Mensagem de veto Estabelece normas para a realização das eleições municipais de 3 de outubro

Leia mais

RESOLUÇÃO N 23.404 INSTRUÇÃO N 127-41.2014.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL

RESOLUÇÃO N 23.404 INSTRUÇÃO N 127-41.2014.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL 1 t e TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL RESOLUÇÃO N 23.404 INSTRUÇÃO N 127-41.2014.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Dias Toifoli Interessado: Tribunal Superior Eleitoral Dispõe

Leia mais

Provimento Nº 161/2014 terça-feira, 04 de novembro de 2014 às 12:00

Provimento Nº 161/2014 terça-feira, 04 de novembro de 2014 às 12:00 Provimento Nº 161/2014 terça-feira, 04 de novembro de 2014 às 12:00 O CONSELHO FEDERAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 54, V, da Lei n. 8.906,

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais; TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais; TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO CFC N.º 1.435/2013 Dispõe sobre as eleições diretas para os Conselhos Regionais de Contabilidade e dá outras providências. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições

Leia mais

Seção I Das disposições preliminares

Seção I Das disposições preliminares INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 6, DE 14 DE MARÇO DE 2014. Dispõe sobre a suspensão da publicidade dos órgãos e entidades do Poder Executivo federal, no período eleitoral de 2014, e dá outras providências. O MINISTRO

Leia mais

PROPAGANDA ELEITORAL TEMAS

PROPAGANDA ELEITORAL TEMAS PROPAGANDA ELEITORAL TEMAS Adesivo - TRE/SP - Acórdão 161293 propaganda irregular adesivos (...) a literalidade do dispositivo deixa claro que a regra por ele estatuída vale para todo e qualquer material

Leia mais

expert PDF Trial Prestação de Contas Eleitorais Res. 23.406/14 TSE Setembro 2014 Elaborado por: Grupo de Trabalho CRC SP

expert PDF Trial Prestação de Contas Eleitorais Res. 23.406/14 TSE Setembro 2014 Elaborado por: Grupo de Trabalho CRC SP Palestra Prestação de Contas Eleitorais Res. 23.406/14 TSE Elaborado por: Grupo de Trabalho CRC SP Prestação de Contas Eleitorais A reprodução total ou parcial, bem como a reprodução de apostilas a partir

Leia mais

TERMO DE ACORDO OS DIRETÓRIOS DE PARTIDOS POLÍTICOS ATUANTES NA 3ª ZONA ELEITORAL, SEDIADOS NOS MUNICÍPIOS DE ROSÁRIO OESTE, JANGADA e NOBRES/MT,

TERMO DE ACORDO OS DIRETÓRIOS DE PARTIDOS POLÍTICOS ATUANTES NA 3ª ZONA ELEITORAL, SEDIADOS NOS MUNICÍPIOS DE ROSÁRIO OESTE, JANGADA e NOBRES/MT, TERMO DE ACORDO OS DIRETÓRIOS DE PARTIDOS POLÍTICOS ATUANTES NA 3ª ZONA ELEITORAL, SEDIADOS NOS MUNICÍPIOS DE ROSÁRIO OESTE, JANGADA e NOBRES/MT, pessoas jurídicas de direito privado ao final identificadas,

Leia mais