Prof. Dr. Leandro Machado Rocha Laboratório de Tecnologia de Produtos Naturais Faculdade de Farmácia UFF

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prof. Dr. Leandro Machado Rocha Laboratório de Tecnologia de Produtos Naturais Faculdade de Farmácia UFF"

Transcrição

1 Prof. Dr. Leandro Machado Rocha Laboratório de Tecnologia de Produtos Naturais Faculdade de Farmácia UFF R. Mário Viana 523 Santa Rosa - Niterói - R.J.

2 BIOMAS DO BRASIL Biomas são grandes eco - regiões geográficas com condições ambientais específicas que determinam a flora e fauna típica nesta área. 2

3 Mata Atlantica Floresta Amazônica Caatinga Cerrado Pantanal 3

4 Biodiversidade Brasileira Estima-se que 20% do patrimônio genético mundial esteja concentrado em território brasileiro. Menos de 1% estudados São 55 mil espécies vegetais (22% do total registrado no planeta), 524 mamíferos (cerca de 131 endêmicos), 517 anfíbios (294 endêmicos), aves (191 endêmicas), 468 répteis (172 endêmicos), 3 mil espécies de peixes de água doce, 15 milhões de insetos. (MMA, 2007) 4

5 Paradoxos Brasileiros Diversidade vegetal Diversidade cultural Índios Negros Europeus Riqueza em biodiversidade vegetal Riqueza sócio - cultural Estudo de 1% de suas espécies Importação de fitoterápicos

6 Espécies vegetais mais registradas Planta No de registros Ginkgo biloba (Ginkgo) 33 Aesculus hippocastanum (Castanha da índia) 29 Cynara scolymus (Alcachofra) 21 Hypericum perforatum (Hipérico) 20 Glycine max (Soja) 20 Valeriana officinalis (Valeriana) 20 Panax ginseng (Ginseng) 17 Senna alexandrina (Sene) 14 Cimicifuga racemosa (Cimicífuga) 14 Mikania glomerata (Guaco)* 14 Maytenus ilicifolia (Espinheira-Santa)* 13 Peumus boldus (Boldo) 13 Paullinia cupana (Guaraná)* 12 * Plantas nativas Necessidade de agragar valor às plantas nativas e ao conhecimento tradicional Carvalho et al, Situação do registro de medicamentos fitoterápicos no Brasil. Rev. Bras. Farmacogn.18:

7 Fármacos Isolados de Espécies Vegetais

8 Políticas Públicas para Plantas Medicinais e Fitoteráppicos 2006 Incentivo à pesquisa e desenvolvimento com relação ao uso de plantas medicinais e fitoterápicos, priorizando a biodiversidade do país. Estimulam a adoção da Fitoterapia nos programas de saúde pública. 8

9 Políticas Públicas para Plantas Medicinais e Fitoterápicos Portaria MS/GM nº 533, de 28 de março de 2012 Maytenus ilicifolia Mentha piperita (espinheira-santa) (hortelã) Aloe vera (babosa) Salix alba (salgueiro) Plantago ovata (plantago) Mikania glomerata (guaco) RENAME 2012 Uncaria tomentosa (unha de gato) Cynara scolymus (Alcachofra) Glycine max (isoflavona) Harpagophytum procumbens (garra do diabo) Rhamnus purshiana (Cáscara sagradra) Schinus terebinthifolius (Aroeira) 9

10 Regulamentações em plantas medicinais Criação das Farmácias Vivas (PORTARIA MS 886 de 2010 e CP 85 de 2010 ANVISA) Uso de drogas rasuradas como medicinais (RDC 10 de 2010) Boas práticas para insumos de origem vegetal (CP 63 de 2009) Nova legislação sobre o registro de medicamentos fitoterápicos industrializados (RDC 14 de 2010) Medicamentos fitoterápicos magistrais (RDC 67 de 2007) Bulas padronizadas para fitoterápicos

11 PROBLEMAS MAIS FREQUENTES Droga não é a descrita na farmacopéia (falsificação, sucedâneo ou sofisticação). Quantidade de "substâncias estranhas" superior ao permitido. Teor de cinzas sulfatadas superior ao permitido. Contaminação microbiológica elevada. Teor de pesticidas residual e/ou metais pesados superior ao permitido. Teor de componentes ativos inferior ao mínimo permitido.

12 A droga utilizada não é a descrita nas referências! Possíveis causas Falsificação Substituição Sofisticação O N N Passiflora edulis Passiflora alata N N O Cafeína sintética Panax ginseng Pfaffia glomerata ( Ginseng brasileiro) Extrato de guaraná Morfologicamente semelhantes Passiflora incarnata Espécies diferentes gêneros iguais Mesma ação farmacologica Acertar o baixo teor de substâncias ativas Ludibriando o controle

13 Sofisticação do Ginkgo biloba Isoquercitrina Fortificação com rutina Rutina Ginkgo (ext. pó) Matricária chamomila

Marcos regulatórios para plantas medicinais e fitoterápicos

Marcos regulatórios para plantas medicinais e fitoterápicos Marcos regulatórios para plantas medicinais e fitoterápicos GMEFH/GGMED/ANVISA Prêmio Inovação na Gestão Pública Federal 2006/2007 Medicamentos fitoterápicos Fitoterápicos São medicamentos obtidos empregando-se

Leia mais

NOTA TÉCNICA FITOTERAPIA

NOTA TÉCNICA FITOTERAPIA NOTA TÉCNICA FITOTERAPIA A Portaria nº 1.686 de 16 de Outubro de 2009 da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia instituiu o Núcleo Estadual de Plantas Medicinais e Fitoterápicos Núcleo FITOBAHIA com o

Leia mais

INTRODUÇÃO METODOLOGIA

INTRODUÇÃO METODOLOGIA Pesquisas agronômicas das plantas medicinais nativas regulamentadas pela ANVISA Lin Chau Ming, Gabriela Granghelli Gonçalves, Maria Izabela Ferreira Departamento de Horticultura, Faculdade de Ciências

Leia mais

Arranjos Produtivos Locais de Plantas Medicinais e Fitoterápicos no âmbito do SUS

Arranjos Produtivos Locais de Plantas Medicinais e Fitoterápicos no âmbito do SUS Arranjos Produtivos Locais de Plantas Medicinais e Fitoterápicos no âmbito do SUS Pré-Evento: II Encontro dos Núcleos Estaduais de Apoio a APLs 6ª Conferência Brasília, 3 dezembro de 2013 Contemplar as

Leia mais

Relação de plantas reconhecidas como eficazes, pela ANVISA.

Relação de plantas reconhecidas como eficazes, pela ANVISA. UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DISCIPLINA DE FARMACOLOGIA Relação de plantas reconhecidas como eficazes, pela ANVISA. RESOLUÇÃO-RE Nº 89, DE 16 DE MARÇO DE 2004. O Adjunto da Diretoria

Leia mais

I CURSO DE PLANTAS MEDICINAIS SOB UM OLHAR INTEGRATIVO DE RACIONALIDADES MÉDICAS

I CURSO DE PLANTAS MEDICINAIS SOB UM OLHAR INTEGRATIVO DE RACIONALIDADES MÉDICAS I CURSO DE PLANTAS MEDICINAIS SOB UM OLHAR INTEGRATIVO DE RACIONALIDADES MÉDICAS CADASTRADO NA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX/UNIFESP (N 7863) http://dpdphp.epm.br/acad/siex/index.htm 1. INTRODUÇÃO A edição,

Leia mais

Orientação sobre a Notificação Simplificada de Produto Tradicional Fitoterápico (PTF)

Orientação sobre a Notificação Simplificada de Produto Tradicional Fitoterápico (PTF) Orientação sobre a Notificação Simplificada de Produto Tradicional Fitoterápico (PTF) A COFID informa que o sistema de notificação simplificada foi atualizado para permitir a notificação de Produtos Tradicionais

Leia mais

Seminário Estadual: Da Planta Medicinal ao Fitoterápico Em defesa da Vida ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA_RS 31 DE MAIO DE 2010

Seminário Estadual: Da Planta Medicinal ao Fitoterápico Em defesa da Vida ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA_RS 31 DE MAIO DE 2010 Seminário Estadual: Da Planta Medicinal ao Fitoterápico Em defesa da Vida ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA_RS 31 DE MAIO DE 2010 Alma-Ata 1978 CF 1988 PNAF 2004 Proposta PNPMF 2001 CEME 1982 PNM 1998 CNAF 2005 OMS

Leia mais

Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária INSTRUÇÃO NORMATIVA N 02 DE 13 DE MAIO DE 2014 Publica a Lista de

Leia mais

Assunto: Esclarecimentos sobre a regulamentação de medicamentos fitoterápicos, plantas medicinais, drogas vegetais e derivados vegetais.

Assunto: Esclarecimentos sobre a regulamentação de medicamentos fitoterápicos, plantas medicinais, drogas vegetais e derivados vegetais. Informe Técnico nº. 005 MED/NVP/DVS/CEVS/SES/RS Assunto: Esclarecimentos sobre a regulamentação de medicamentos fitoterápicos, plantas medicinais, drogas vegetais e derivados vegetais. 1. Introdução A

Leia mais

Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. III EnFarMed São Paulo Setembro_2009

Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. III EnFarMed São Paulo Setembro_2009 Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos III EnFarMed São Paulo Setembro_2009 Políticas Públicas para Plantas Medicinais e Fitoterápicos Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares

Leia mais

Pesquisas Agronômicas de Plantas Medicinais da Mata Atlântica regulamentadas pela ANVISA

Pesquisas Agronômicas de Plantas Medicinais da Mata Atlântica regulamentadas pela ANVISA Pesquisas Agronômicas de Plantas Medicinais da Mata Atlântica regulamentadas pela ANVISA Lin Chau Ming 1 ; Maria Izabela Ferreira 1 ; Gabriela Granghelli Gonçalves 1. 1 UNESP-Faculdade de Ciências Agronômicas-Departamento

Leia mais

Compartilhando experiências em Práticas Integrativas e Complementares

Compartilhando experiências em Práticas Integrativas e Complementares II JORNADA CIENTÍFICA HOSPITAL DE MEDICINA ALTERNATIVA Compartilhando experiências em Práticas Integrativas e Complementares no SUS Goiânia, outubro de 2012. 1 2 Política: Integrar MT/MCA aos Sistemas

Leia mais

Perfil dos Medicamentos Fitoterápicos Mais Comercializados em Farmácia Magistral do Município de João Pessoa-PB

Perfil dos Medicamentos Fitoterápicos Mais Comercializados em Farmácia Magistral do Município de João Pessoa-PB UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA UFPB CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CCS CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA LINDEMBERG MEDEIROS DAMASCENO Perfil dos Medicamentos Fitoterápicos Mais Comercializados em Farmácia

Leia mais

Informe Técnico nº. 005 MED/NVP/DVS/CEVS/SES/RS - Versão 001

Informe Técnico nº. 005 MED/NVP/DVS/CEVS/SES/RS - Versão 001 Informe Técnico nº. 005 MED/NVP/DVS/CEVS/SES/RS - Versão 001 Assunto: Esclarecimentos sobre a regulamentação de medicamentos fitoterápicos, plantas medicinais, drogas vegetais e derivados vegetais. 1.

Leia mais

Facilitação do registro e fortalecimento de pesquisas com plantas nativas brasileiras

Facilitação do registro e fortalecimento de pesquisas com plantas nativas brasileiras Facilitação do registro e fortalecimento de pesquisas com plantas nativas brasileiras Seminário de Integração e Missão de Supervisão Projeto Nacional de Ações Integradas Público-Privadas para a Biodiversidade

Leia mais

Plantas Medicinais. Josefina Dorotéa Nunes Bióloga e Técnica de Enfermagem

Plantas Medicinais. Josefina Dorotéa Nunes Bióloga e Técnica de Enfermagem Plantas Medicinais Josefina Dorotéa Nunes Bióloga e Técnica de Enfermagem É provável que a utilização das plantas como medicamento seja tão antiga quanto o próprio homem. CONSELHOS ÚTEIS Toda planta medicinal

Leia mais

Estudo Exploratório sobre a Dispensação de Fitoterápicos e Plantas Medicinais em Porto Alegre/RS

Estudo Exploratório sobre a Dispensação de Fitoterápicos e Plantas Medicinais em Porto Alegre/RS Acta Farm. Bonaerense 24 (2): 277-83 (2005) Recibido el 9 de junio de 2004 Aceptado el 27 de diciembre de 2004 Atención farmacéutica Estudo Exploratório sobre a Dispensação de Fitoterápicos e Plantas Medicinais

Leia mais

Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde

Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde Avanços, Desafios e Perspectivas Hêider Pinto Diretor do Departamento de Atenção Básica SAS/MS Portaria GM nº 971 de 03/05/2006 Portaria

Leia mais

Situação do registro de medicamentos fitoterápicos no Brasil

Situação do registro de medicamentos fitoterápicos no Brasil Revista Brasileira de Farmacognosia Brazilian Journal of Pharmacognosy 18(2): 314-319, Abr./Jun. 2008 Recebido 28 Abril 2008; Aceito 27 Maio 2008 Divulgação Situação do registro de medicamentos fitoterápicos

Leia mais

MEDICAMENTOS ESPECÍFICOS

MEDICAMENTOS ESPECÍFICOS II Seminário Nacional de Orientação ao Setor Regulado na Área de Medicamentos MEDICAMENTOS ESPECÍFICOS GMEFH - Prêmio de Inovação em Gestão Pública Federal 2006/2007 Rodrigo Balbuena Machado Objetivo Geral

Leia mais

PLANTAS MEDICINAIS DA AMAZÔNIA LISTA RENAME

PLANTAS MEDICINAIS DA AMAZÔNIA LISTA RENAME PLANTAS MEDICINAIS DA AMAZÔNIA LISTA RENAME PROF. MSC. CHRISTIAN LAMEIRA Farmacêutico-Bioquímico AULA X RELAÇÃO NACIONAL DE MEDICAMENTOS - RENAME Publicação do MS com os medicamentos para combater as doenças

Leia mais

Regulamentac a o para plantas medicinais e fitotera picos na sau de 1

Regulamentac a o para plantas medicinais e fitotera picos na sau de 1 Regulamentac a o para plantas medicinais e fitotera picos na sau de 1 Ana Ceci lia Bezerra Carvalho Edmundo Machado Netto 1 Introduc a o Produtos obtidos de plantas medicinais possuem diversas definicoes

Leia mais

O Estado da Biodiversidade Brasileira: Genes, Espécies e Biomas

O Estado da Biodiversidade Brasileira: Genes, Espécies e Biomas O Estado da Biodiversidade Brasileira: Genes, Espécies e Biomas Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada IPEA Diretoria de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais DIRUR Eixo Temático: Sustentabilidade

Leia mais

Plantas usadas no Sistema Digestivo

Plantas usadas no Sistema Digestivo Enfermidades do aparelho digestivo: Plantas usadas no Sistema Digestivo Dispepsia Se refere a uma síndrome caracterizada por náusea, pressão epigástrica, inchaço, flatulência e dores abdominais espasmódicas,

Leia mais

Análise de bulas de medicamentos fitoterápicos comercializados em municípios do interior do Ceará, Brasil

Análise de bulas de medicamentos fitoterápicos comercializados em municípios do interior do Ceará, Brasil PESQUISA / RESEARCH Análise de bulas de medicamentos fitoterápicos comercializados em municípios do interior do Ceará, Brasil Analysis of phytomedicines package inserts commercialized in cities of country

Leia mais

FITOTERÁPICOS EVELIN ELFRIEDE BALBINO GMEFH/GGMED/ANVISA. www.anvisa.gov.br. Agência Nacional de Vigilância Sanitária

FITOTERÁPICOS EVELIN ELFRIEDE BALBINO GMEFH/GGMED/ANVISA. www.anvisa.gov.br. Agência Nacional de Vigilância Sanitária FITOTERÁPICOS EVELIN ELFRIEDE BALBINO GMEFH/GGMED/ANVISA FITOTERÁPICOS Digitalis purpurea O que são? Medicamentos obtidos empregando-se exclusivamente matérias-primas ativas vegetais. Os princípios ativos

Leia mais

Brazilian biodiversity as phytomedicines source

Brazilian biodiversity as phytomedicines source PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA Resumo BIODIVERSIDADE BRASILEIRA COMO FONTE DE MEDICAMENTOS FITOTERÁPICOS Carolina de Paula Veloso Biomédica. Aluna

Leia mais

Biotecnologia como Geração de Conhecimentos e Benefícios Ampliados. Foco:- Redes Fito e a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos

Biotecnologia como Geração de Conhecimentos e Benefícios Ampliados. Foco:- Redes Fito e a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos Biotecnologia como Geração de Conhecimentos e Benefícios Ampliados Foco:- Redes Fito e a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos Wanderli Pedro Tadei tadei@inpa.gov.br CENÁRIOS ATUAIS DA

Leia mais

FARMACOGNOSIA. Matéria-Prima Vegetal 2011.1

FARMACOGNOSIA. Matéria-Prima Vegetal 2011.1 FARMACOGNOSIA Matéria-Prima Vegetal 2011.1 O que é farmacognosia? A palavra Farmacognosia vem de dois vocábulos gregos e quer dizer Pharmakon droga e fármaco gnosis conhecimento. Farmacognosia é uma ciência

Leia mais

BIOMAS BRASILEIROS. Prof.ª Débora Lia Ciências/ Biologia

BIOMAS BRASILEIROS. Prof.ª Débora Lia Ciências/ Biologia BIOMAS BRASILEIROS Prof.ª Débora Lia Ciências/ Biologia BIOMA: É CONJUNTO DE ECOSSISTEMAS TERRESTRES, CLIMATICAMENTE CONTROLADOS, QUE SÃO CARACTERIZADOS POR UMA VEGETAÇÃO PRÓPRIA (RAVEN ET AL., 2001) LOCALIZAÇÃO

Leia mais

PRINCIPIOS ATIVOS DE PLANTAS MEDICINAIS

PRINCIPIOS ATIVOS DE PLANTAS MEDICINAIS UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE ENFERMAGEM DISCIPLINA: FITOTERAPIA PROF.ª DANIELLA KOCH DE CARVALHO PRINCIPIOS ATIVOS DE PLANTAS MEDICINAIS METABOLISMO DAS PLANTAS As plantas, durante o

Leia mais

considerando que é responsabilidade da ANVISA a atualização e revisão periódica da Farmacopéia Brasileira;

considerando que é responsabilidade da ANVISA a atualização e revisão periódica da Farmacopéia Brasileira; Agência Nacional de Vigilância Sanitária www.anvisa.gov.br Consulta Pública nº 73, de 16 de julho de 2010. D.O.U de 20/07/2010 A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso

Leia mais

NOTÍCIAS DO CFF Plenário do CFF aprova prescrição farmacêutica Data: 30/08/2013 De acordo com o texto da proposta, o farmacêutico poderá realizar a prescrição de medicamentos e produtos com finalidade

Leia mais

(UFRJ) e Tecnologista em Saúde Pública em Farmanguinhos/Fiocruz;

(UFRJ) e Tecnologista em Saúde Pública em Farmanguinhos/Fiocruz; Apoio à Gestão ao Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos (PNPMF): Resultados da Cooperação Técnica entre Fiocruz e Ministério da Saúde (MS) 1. Support to Management to National Program

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, DE 18 DE JUNHO DE 2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, DE 18 DE JUNHO DE 2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, DE 18 DE JUNHO DE 2014 Determina a publicação do Guia de orientação para registro de Medicamento Fitoterápico e registro e notificação de Produto Tradicional Fitoterápico A Diretoria

Leia mais

Utilização de medicamentos fitoterápicos e plantas medicinais em diferentes segmentos da sociedade

Utilização de medicamentos fitoterápicos e plantas medicinais em diferentes segmentos da sociedade Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável http://www.gvaa.com.br/revista/index.php/rvads ARTIGO CIENTÍFICO DOI: http://dx.doi.org/10.18378/rvads.v10i3.3564 Utilização de medicamentos

Leia mais

Plantas medicinais indicadas no Formulário Fitoterápico Nacional para as Preparações Extemporâneas.

Plantas medicinais indicadas no Formulário Fitoterápico Nacional para as Preparações Extemporâneas. Plantas medicinais indicadas no Formulário Fitoterápico Nacional para as Preparações Extemporâneas. 1. Achillea millefolium L. Nomenclatura popular: Mil-folhas e mil-em-rama. partes aéreas secas 1 2 g

Leia mais

ANEXO LISTA DE MEDICAMENTOS FITOTERÁPICOS DE REGISTRO SIMPLIFICADO. Nomenclatura botânica Aesculus hippocastanum L. 1

ANEXO LISTA DE MEDICAMENTOS FITOTERÁPICOS DE REGISTRO SIMPLIFICADO. Nomenclatura botânica Aesculus hippocastanum L. 1 ANEXO LISTA DE MEDICAMENTOS FITOTERÁPICOS DE REGISTRO SIMPLIFICADO Nomenclatura botânica Aesculus hippocastanum L. 1 Castanha da Índia Sementes Escina Fragilidade capilar, insuficiência venosa 32 a 120

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br. Consulta Pública n 35, de 06 de agosto de 2013. D.O.U de 07/08/2013

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br. Consulta Pública n 35, de 06 de agosto de 2013. D.O.U de 07/08/2013 Agência Nacional de Vigilância Sanitária www.anvisa.gov.br Consulta Pública n 35, de 06 de agosto de 2013. D.O.U de 07/08/2013 A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso

Leia mais

Espécies Bioativas. Antonio Amaury Silva Jr. Airton Rodrigues Salerno. Pesquisadores da Epagri Estação Experimental de Itajaí

Espécies Bioativas. Antonio Amaury Silva Jr. Airton Rodrigues Salerno. Pesquisadores da Epagri Estação Experimental de Itajaí Espécies Bioativas Antonio Amaury Silva Jr. Airton Rodrigues Salerno Pesquisadores da Epagri Estação Experimental de Itajaí UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Taxonomia 222 espécies bioativas 193 com

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SARAH CAROLINA DE OLIVEIRA SILVA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SARAH CAROLINA DE OLIVEIRA SILVA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SARAH CAROLINA DE OLIVEIRA SILVA AVALIAÇÃO DA ORIENTAÇÃO FARMACÊUTICA E DE BULAS DE MEDICAMENTOS FITOTERÁPICOS DISPENSADOS NO CENTRO DE CURITIBA-PR CURITIBA 2009 2 SARAH

Leia mais

ANÁLISE DAS BULAS DE MEDICAMENTOS FITOTERÁPICOS COMERCIALIZADOS NO MUNICÍPIO DE JEQUIÉ, BAHIA, BRASIL

ANÁLISE DAS BULAS DE MEDICAMENTOS FITOTERÁPICOS COMERCIALIZADOS NO MUNICÍPIO DE JEQUIÉ, BAHIA, BRASIL 1 ANÁLISE DAS BULAS DE MEDICAMENTOS FITOTERÁPICOS COMERCIALIZADOS NO MUNICÍPIO DE JEQUIÉ, BAHIA, BRASIL Cláudio Lúcio Fernandes Amaral 1 Luzaine Alves Coelho Anderson Barbosa Silva 3 Marcela Fonseca Souza

Leia mais

PLANTAS MEDICINAIS, AROMÁTICAS E CONDIMENTARES. Camila Azevedo

PLANTAS MEDICINAIS, AROMÁTICAS E CONDIMENTARES. Camila Azevedo UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA BACHARELADO EM AGROECOLOGIA COMPONENTE: PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA DE PLANTAS MEDICINAIS AROMÁTICAS E CONDIMENTARES PLANTAS MEDICINAIS, AROMÁTICAS E CONDIMENTARES Camila Azevedo

Leia mais

PLANTAS MEDICINAIS PARA O SISTEMA NERVOSO

PLANTAS MEDICINAIS PARA O SISTEMA NERVOSO PLANTAS MEDICINAIS PARA O SISTEMA NERVOSO UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE ENFERMAGEM DISCIPLINA FITOTERAPIA Prof.ª DANIELLA KOCH DE CARVALHO SISTEMA NERVOSO: ANSIOLÍTICOS ANTIDEPRESSIVOS

Leia mais

Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada

Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada Conhecimentos Gerais (18 questões) Língua Nacional 5 questões Leia o texto que segue, ele é um trecho de um artigo de Ricardo B. de Araújo.

Leia mais

TINTURAS PRODUZIDAS COM PLANTAS FRESCAS

TINTURAS PRODUZIDAS COM PLANTAS FRESCAS TINTURAS PRODUZIDAS COM PLANTAS FRESCAS As tinturas consistem em extractos de plantas hidro-alcoólicos concentrados. As tinturas da BIOVER são principalmente produzidas (> 70%) a partir de plantas frescas

Leia mais

CONTROLE DE QUALIDADE DE DROGAS VEGETAIS DE FARMÁCIAS DE MANIPULAÇÃO DE MARINGÁ (PARANÁ - BRASIL)

CONTROLE DE QUALIDADE DE DROGAS VEGETAIS DE FARMÁCIAS DE MANIPULAÇÃO DE MARINGÁ (PARANÁ - BRASIL) REF - ISSN 1808-0804 Vol. IV (1), 95-103, 2007 CONTROLE DE QUALIDADE DE DROGAS VEGETAIS DE FARMÁCIAS DE MANIPULAÇÃO DE MARINGÁ (PARANÁ - BRASIL) Quality control of vegetable drugs of the manipulation drugstores

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016 Institui a Política de Desenvolvimento Sustentável da Caatinga. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei institui a Política de Desenvolvimento Sustentável da

Leia mais

Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares. Avanços e desafios. Inverno, 2011

Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares. Avanços e desafios. Inverno, 2011 Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares Avanços e desafios Inverno, 2011 SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS GRATUITO UNIVERSAL Princípios Doutrinários Princípios Organizacionais Universalidade

Leia mais

Fitoterapia e a prática do Nutricionista. Nutricionista Jacira Santos CRN-2 0091

Fitoterapia e a prática do Nutricionista. Nutricionista Jacira Santos CRN-2 0091 Fitoterapia e a prática do Nutricionista Nutricionista Jacira Santos CRN-2 0091 Nutrição Clínica Anos 70 Dietoterapia Hospitalar Anos 80 Dietoterapia em Consultório Anos 90 Fitoquímicos isolados e fitoterápicos

Leia mais

Estrutura de um resumo de trabalho científico: título autores filiação texto: introdução material e métodos resultados discussão

Estrutura de um resumo de trabalho científico: título autores filiação texto: introdução material e métodos resultados discussão Estrutura de um resumo de trabalho científico: título autores filiação texto: O papel de aves frugívoras na germinação e potencial dispersão de sementes da Aroeira vermelha Schinus terebinthifolius. Leonardo

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL, RESGATAR A IMPORTÂNCIA DO BIOMA CAATINGA

EDUCAÇÃO AMBIENTAL, RESGATAR A IMPORTÂNCIA DO BIOMA CAATINGA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO SERIDÓ CERES DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA DGEO PROJETO EDUCAÇÃO AMBIENTAL, RESGATAR A IMPORTÂNCIA DO BIOMA CAATINGA Caicó/RN 2015 UNIVERSIDADE

Leia mais

Segurança e Eficácia: Regras para o registro de medicamentos fitoterápicos

Segurança e Eficácia: Regras para o registro de medicamentos fitoterápicos Workshop sobre fitoterápicos Segurança e Eficácia: Regras para o registro de medicamentos fitoterápicos Robelma Marques COFID/GTFAR/GGMED/ANVISA Brasília, 31/05/10 Segurança e Eficácia de Medicamentos

Leia mais

Andréa Márcia de Oliveira Gomes

Andréa Márcia de Oliveira Gomes Andréa Márcia de Oliveira Gomes DIAGNÓSTICO PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA NACIONAL DE PLANTAS MEDICINAIS E FITOTERÁPICOS, NOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 2012 Andréa Márcia de

Leia mais

Agnus castus (Vitex agnus castus) Síndrome Pré-menstrual 02. Moderada a Severa Alho (Allium sativum) Aterosclerose 03

Agnus castus (Vitex agnus castus) Síndrome Pré-menstrual 02. Moderada a Severa Alho (Allium sativum) Aterosclerose 03 Índice de Fórmulas Agnus castus (Vitex agnus castus) Síndrome Pré-menstrual 01 Agnus castus (Vitex agnus castus) Síndrome Pré-menstrual 02 Moderada a Severa Alho (Allium sativum) Aterosclerose 03 Alho

Leia mais

Análises das embalagens de plantas medicinais comercializadas em farmácias e drogarias do município de Ijuí/RS

Análises das embalagens de plantas medicinais comercializadas em farmácias e drogarias do município de Ijuí/RS Análises das embalagens de plantas medicinais comercializadas em farmácias e drogarias do município de Ijuí/RS 331 COLET, C.F. 1* ; DAL MOLIN, G.T. 1 ; CAVINATTO, A.W. 1 ; BAIOTTO, C.S. 1 ; OLIVEIRA, K.R.

Leia mais

Consciousness of Nature. Suplementos Alimentares

Consciousness of Nature. Suplementos Alimentares Suplementos Alimentares 1 O RESULTADO DE 30 ANOS DE EXPERIÊNCIA Extractos Concentrados Extracto 100% puro Sem adição de açúcares Sem edulcorantes Tolerado por diabéticos Sem Glútem 2 Brain Nutrition Nutrição

Leia mais

FARMACOGNOSIA 1ª PROVA: 04 de maio (T1)

FARMACOGNOSIA 1ª PROVA: 04 de maio (T1) FARMACOBOTÂNICA FBF 0343 http://www.youtube.com/watch?v=mn_ah6drfpe Política nacional de plantas medicinais (2006) programa de PLANTAS MEDICINAIS (2008) Profas: Edna T. M. Kato; Dominique C. H. Fischer.

Leia mais

Listas Nacionais de Espécies Ameaçadas de Extinção

Listas Nacionais de Espécies Ameaçadas de Extinção Listas Nacionais de Espécies Ameaçadas de Extinção Fauna Flora Mamíferos; Aves; Répteis; Anfíbios; e Invertebrados Terresteres Peixes; e Invertebrados Aquáticos Plantas IN 03/2003 IN 05/2004 IN 52/2005

Leia mais

Fitoterápicos Aspectos regulatórios. Ezequiel Paulo Viriato

Fitoterápicos Aspectos regulatórios. Ezequiel Paulo Viriato Fitoterápicos Aspectos regulatórios Ezequiel Paulo Viriato - 2009 Fitoterápicos São medicamentos obtidos empregando-se exclusivamente derivados de drogas vegetais como ativos. Excipientes e outros componentes

Leia mais

CONTROLE DE QUALIDADE DE DROGAS VEGETAIS COMERCIALIZADAS EM SÃO CAETANO DO SUL SP, PRESENTES NO ANEXO I, DA RDC NO. 10 DE 09 DE MARÇO DE 2010.

CONTROLE DE QUALIDADE DE DROGAS VEGETAIS COMERCIALIZADAS EM SÃO CAETANO DO SUL SP, PRESENTES NO ANEXO I, DA RDC NO. 10 DE 09 DE MARÇO DE 2010. UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL USCS PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 2011/ CONTROLE DE QUALIDADE DE DROGAS VEGETAIS COMERCIALIZADAS EM SÃO CAETANO DO SUL SP, PRESENTES NO ANEXO I, DA RDC NO.

Leia mais

PALAVRAS-CHAVES Plantas medicinais, fitoterapia, Itaipu.

PALAVRAS-CHAVES Plantas medicinais, fitoterapia, Itaipu. Projeto Itaipu de plantas medicinais. Euclides Lara Cardozo Junior. Universidade Paranaense UNIPAR Campus Toledo - Curso de Farmácia Av. Parigot de Souza, 3636 Toledo / PR CEP: 85903-170 euclideslc@unipar.br.

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA Nº 2012.0730.00006-0

TERMOS DE REFERÊNCIA Nº 2012.0730.00006-0 TERMOS DE REFERÊNCIA Nº 212.73.6- Ref. Contratação de consultoria (pessoa física) para realizar a correção topológica dos dados espaciais dos projetos financiados pelo Projeto de Conservação e Utilização

Leia mais

Prefeitura de Londrina Pr. Secretaria Municipal de Saúde PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES. Diretoria de Planejamento e Gestão em Saúde

Prefeitura de Londrina Pr. Secretaria Municipal de Saúde PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES. Diretoria de Planejamento e Gestão em Saúde Prefeitura de Londrina Pr. Secretaria Municipal de Saúde PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES Diretoria de Planejamento e Gestão em Saúde REGIÃO METROPOLITANA Zona Urbana de Londrina 53 UBS s; 502.000

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS, FITOTERÁPICOS E DOS POTENCIAIS RISCOS DE SUAS INTERAÇÕES COM MEDICAMENTOS ALOPÁTICOS, POR IDOSOS ATENDIDOS

UTILIZAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS, FITOTERÁPICOS E DOS POTENCIAIS RISCOS DE SUAS INTERAÇÕES COM MEDICAMENTOS ALOPÁTICOS, POR IDOSOS ATENDIDOS UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL USCS RELATÓRIO FINAL UTILIZAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS, FITOTERÁPICOS E DOS POTENCIAIS RISCOS DE SUAS INTERAÇÕES COM MEDICAMENTOS ALOPÁTICOS, POR IDOSOS ATENDIDOS

Leia mais

46º Congresso dos Secretários Municipais de Saúde de Santa Catarina

46º Congresso dos Secretários Municipais de Saúde de Santa Catarina Ministério da Saúde Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos 46º Congresso dos Secretários Municipais de Saúde de Santa Catarina

Leia mais

Artigo RESUMO ABSTRACT. Camila Miranda Moura. DOI: /vd.v2i2.140

Artigo RESUMO ABSTRACT. Camila Miranda Moura. DOI: /vd.v2i2.140 DOI:10.3395/vd.v2i2.140 Artigo Rotulagem de medicamentos fitoterápicos industrializados: está adequada às diretrizes legais? Labeling of manufactured herbal medicines: does it comply with the legal standards?

Leia mais

Tecnologia Farmacêutica de Fitoterápicos

Tecnologia Farmacêutica de Fitoterápicos Universidade Federal Fluminense Faculdade de Farmácia Departamento de Tecnologia Farmacêutica Tecnologia Farmacêutica de Fitoterápicos Profa Dra Samanta Cardozo Mourão Introdução Fitoterápicos: medicamentos

Leia mais

136) Na figura observa-se uma classificação de regiões da América do Sul segundo o grau de aridez verificado.

136) Na figura observa-se uma classificação de regiões da América do Sul segundo o grau de aridez verificado. 136) Na figura observa-se uma classificação de regiões da América do Sul segundo o grau de aridez verificado. Em relação às regiões marcadas na figura, observa-se que A) a existência de áreas superáridas,

Leia mais

PLANTAS COM PROPRIEDADES MEDICINAIS USADAS NO TRATAMENTO DE DESORDENS HEPÁTICAS PELA POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE PALMA - MG, BRASIL.

PLANTAS COM PROPRIEDADES MEDICINAIS USADAS NO TRATAMENTO DE DESORDENS HEPÁTICAS PELA POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE PALMA - MG, BRASIL. PLANTAS COM PROPRIEDADES MEDICINAIS USADAS NO TRATAMENTO DE DESORDENS HEPÁTICAS PELA POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE PALMA - MG, BRASIL. Carvalho E. 1, Azevedo L.L. 2, Silva M. S. 3, Silva I.E.P. 4, Pompilho

Leia mais

EXTINÇÃO DA FAUNA BRASILEIRA. Djenicer Alves Guilherme 1, Douglas Luiz 2

EXTINÇÃO DA FAUNA BRASILEIRA. Djenicer Alves Guilherme 1, Douglas Luiz 2 37 EXTINÇÃO DA FAUNA BRASILEIRA Djenicer Alves Guilherme 1, Douglas Luiz 2 Resumo: Com a urbanização, o tráfico nacional e internacional de espécies e exploração dos recursos naturais de maneira mal planejada

Leia mais

GUIA PRÁTICO DE PLANTAS MEDICINAIS

GUIA PRÁTICO DE PLANTAS MEDICINAIS GUIA PRÁTICO DE PLANTAS MEDICINAIS SÉRIE E. Comunicação e Educação em Saúde GUIA PRÁTICO DE PLANTAS MEDICINAIS SMS VIVARIO 2015 Organização Social de Saúde Viva Rio Coordenador Geral Sebastião Correia

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO 2010 QUESTÃO 1 Assinale a afirmativa que descreve

Leia mais

FITOTERÁPICOS INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS. Interações Medicamentosas CONCEITOS BÁSICOS: Na administração simultânea de duas ou mais drogas :

FITOTERÁPICOS INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS. Interações Medicamentosas CONCEITOS BÁSICOS: Na administração simultânea de duas ou mais drogas : FITOTERÁPICOS INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS Interações Medicamentosas CONCEITOS BÁSICOS: Quando dois medicamentos são administrados concomitantemente a um paciente, eles podem agir de forma independente ou

Leia mais

FORMAS DE PREPARAÇÕES E USO DAS PLANTAS MEDICINAIS

FORMAS DE PREPARAÇÕES E USO DAS PLANTAS MEDICINAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA E PATOLOGIA NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS HOMEOPÁTICAS E FITOTERÁPICAS FORMAS DE PREPARAÇÕES E USO DAS PLANTAS MEDICINAIS

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Consulta Pública n 14, de 14 de maio de 2013 D.O.U de 15/05/2013

Agência Nacional de Vigilância Sanitária.  Consulta Pública n 14, de 14 de maio de 2013 D.O.U de 15/05/2013 Agência Nacional de Vigilância Sanitária www.anvisa.gov.br Consulta Pública n 14, de 14 de maio de 2013 D.O.U de 15/05/2013 A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso das

Leia mais

RECONHECIMENTO BOTÂNICO DAS PLANTAS MEDICINAIS

RECONHECIMENTO BOTÂNICO DAS PLANTAS MEDICINAIS UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE ENFERMAGEM DISCIPLINA: FITOTERAPIA PROF.ª DANIELLA KOCH DE CARVALHO RECONHECIMENTO BOTÂNICO DAS PLANTAS MEDICINAIS IMPORTANTE: O emprego correto de plantas

Leia mais

10/23/16. Introdução. Problemas em vista. Linha do tempo. Linha do tempo. Plantas medicinais na Farmacopeia Brasileira

10/23/16. Introdução. Problemas em vista. Linha do tempo. Linha do tempo. Plantas medicinais na Farmacopeia Brasileira Introdução Fitoterapia no terceiro setor e a legislação brasileira Ana Maria Soares Pereira Fabio Carmona Historicamente, a prescrição de plantas medicinais é feita por curandeiros, raizeiros, benzedeiros,

Leia mais

FENOLOGIA REPRODUTIVA DE SCHINUS TEREBINTHIFOLIUS RADDI EM ÁREA DE RECUPERAÇÃO AMBIENTAL

FENOLOGIA REPRODUTIVA DE SCHINUS TEREBINTHIFOLIUS RADDI EM ÁREA DE RECUPERAÇÃO AMBIENTAL FENOLOGIA REPRODUTIVA DE SCHINUS TEREBINTHIFOLIUS RADDI EM ÁREA DE RECUPERAÇÃO AMBIENTAL Azevedo, Cláudia P.M.F.; Ferreira, Paulo C.; Pasin, Liliana A.A.P. UNIVAP/Ciências Biológicas, claumariotto@hotmail.com

Leia mais

CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO

CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO A educação ambiental envolve atividades educativas que visam informar sobre o meio ambiente e suas relações.

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO Previsão Legal Objetivos Categorias Finalidades Gestão do Sistema Quantitativos Outros Espaços Protegidos Distribuição Espacial Relevância O Brasil possui alguns

Leia mais

Biomas Brasileiros. 1. Bioma Floresta Amazônica. 2. Bioma Caatinga. 3. Bioma Cerrado. 4. Bioma Mata Atlântica. 5. Bioma Pantanal Mato- Grossense

Biomas Brasileiros. 1. Bioma Floresta Amazônica. 2. Bioma Caatinga. 3. Bioma Cerrado. 4. Bioma Mata Atlântica. 5. Bioma Pantanal Mato- Grossense Biomas Brasileiros 1. Bioma Floresta Amazônica 2. Bioma Caatinga 3. Bioma Cerrado 4. Bioma Mata Atlântica 5. Bioma Pantanal Mato- Grossense 6. Bioma Pampas BIOMAS BRASILEIROS BIOMA FLORESTA AMAZÔNICA

Leia mais

PORTARIA Nº 4.217, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2010

PORTARIA Nº 4.217, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2010 PORTARIA Nº 4.217, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2010 Aprova as normas de financiamento e execução do Componente Básico da Assistência Farmacêutica. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso de suas atribuições, e

Leia mais

Níveis de Organização

Níveis de Organização Níveis de Organização Indivíduo Átomos Moléculas Células Tecidos Órgãos Sistemas capazes de se cruzarem entre si, originando indivíduos férteis. Ex: Cachorro População: grupo de indivíduos da mesma espécie

Leia mais

Estudo Dirigido Princípios Ativos e Interações Medicamentosas

Estudo Dirigido Princípios Ativos e Interações Medicamentosas Estudo Dirigido Princípios Ativos e Interações Medicamentosas 1) Relacione os grupos de princípios ativos com as características correspondentes: Princípios ativos: Características: (1) Alcalóides pirrolizidinicos

Leia mais

1 A Floresta Amazônica é o maior bioma brasileiro, mas vem sofrendo. 2 Julie é uma garota americana que veio ao Brasil com sua família para conhecer

1 A Floresta Amazônica é o maior bioma brasileiro, mas vem sofrendo. 2 Julie é uma garota americana que veio ao Brasil com sua família para conhecer 1 A Floresta Amazônica é o maior bioma brasileiro, mas vem sofrendo com o desmatamento. No estado de Mato Grosso, por exemplo, grandes áreas da floresta estão sendo devastadas para o plantio de soja e

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE FITOTERÁPICOS NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE: UM ESTUDO DE CASO

UTILIZAÇÃO DE FITOTERÁPICOS NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE: UM ESTUDO DE CASO UTILIZAÇÃO DE FITOTERÁPICOS NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE: UM ESTUDO DE CASO Autor: JOSE TEOFILO VIEIRA DA SILVA Orientador: Karla Deisy Morais Borges Coautor(es): Francisca Eritânia Passos Rangel, Maria

Leia mais

Unidade IV Os seres vivos e o meio ambiente.

Unidade IV Os seres vivos e o meio ambiente. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Unidade IV Os seres vivos e o meio ambiente. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL

Leia mais

PLANTAS MEDICINAIS UTILIZADAS NO TRATAMENTO SINTOMÁTICO DA GRIPE POR MULHERES CLIMATÉRICAS

PLANTAS MEDICINAIS UTILIZADAS NO TRATAMENTO SINTOMÁTICO DA GRIPE POR MULHERES CLIMATÉRICAS PLANTAS MEDICINAIS UTILIZADAS NO TRATAMENTO SINTOMÁTICO DA GRIPE POR MULHERES CLIMATÉRICAS GEWEHR, Daiana Meggiolaro 1 ; BELLINAZO, Cristiane Rodrigues 2 ; BANDEIRA, Vanessa Adelina Casali 3 ; GONÇALVES,

Leia mais

Bioma : CERRADO. Alessandro Mocelin Rodrigo Witaski Gabriel Kroeff Thiago Pereira

Bioma : CERRADO. Alessandro Mocelin Rodrigo Witaski Gabriel Kroeff Thiago Pereira Bioma : CERRADO Alessandro Mocelin Rodrigo Witaski Gabriel Kroeff Thiago Pereira Dados Geográficos - Segunda maior formação vegetal da América do Sul - Abrange os estados do Centro-Oeste(Goiás, Mato Grosso,

Leia mais

Nome: Nº: Turma: Geografia. 1º ano Biomas Sílvia fev/08 INTRODUÇÃO

Nome: Nº: Turma: Geografia. 1º ano Biomas Sílvia fev/08 INTRODUÇÃO Nome: Nº: Turma: Geografia 1º ano Biomas Sílvia fev/08 INTRODUÇÃO São conjuntos de ecossistemas terrestres com vegetação característica e fisionomia típica em que predomina certo tipo de clima. São comunidades

Leia mais

Biomas Brasileiros. www.tiberiogeo.com.br A Geografia Levada a Sério

Biomas Brasileiros. www.tiberiogeo.com.br A Geografia Levada a Sério Biomas Brasileiros FLORESTA AMAZÔNICA Solos com limitações quanto à fertilidade natural. Características Localiza-se: Região Norte; parte do norte do Mato Grosso e Goiás; e parte oeste do Maranhão; O maior

Leia mais

A Mata Atlântica é uma formação vegetal brasileira. Acompanhava o litoral do país do Rio Grande do Sul ao Rio Grande do Norte (regiões meridional e

A Mata Atlântica é uma formação vegetal brasileira. Acompanhava o litoral do país do Rio Grande do Sul ao Rio Grande do Norte (regiões meridional e Mata Atlântica A Mata Atlântica (floresta pluvial costeira) está situada entre o R.N e o R.S. É um dos hotspots (O conceito dos Hotspots, criado em 1988 pelo Dr. Norman Myers, estabeleceu 10 áreas críticas

Leia mais

A Biodiversidade é uma das propriedades fundamentais da natureza, responsável pelo equilíbrio e estabilidade dos ecossistemas, e fonte de imenso

A Biodiversidade é uma das propriedades fundamentais da natureza, responsável pelo equilíbrio e estabilidade dos ecossistemas, e fonte de imenso Biodiversidade Pode ser definida como a variedade e a variabilidade existente entre os organismos vivos e as complexidades ecológicas nas quais elas ocorrem. Pode ser entendida como uma associação de vários

Leia mais

PLANTE "UMA FARMÁCIA" NO SEU QUINTAL

PLANTE UMA FARMÁCIA NO SEU QUINTAL PLANTE "UMA FARMÁCIA" NO SEU QUINTAL 1 INTRODUÇÃO Paulo Henrique Radaik1 José Eduardo Brasil P. Pinto2 Osmar Alves Lameira 3 Grupo Yebá Ervas & Matos4 As plantas medicinais, hoje em dia, vêm se destacando

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº DE 2008

PROJETO DE LEI Nº DE 2008 PROJETO DE LEI Nº DE 2008 (Da Sra. Vanessa Grazziotin) Dispõe sobre a indicação geográfica protegida para o biocosmético amazônico. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Esta lei regulamenta o uso da indicação

Leia mais

Prof. MSc. Leandro Felício

Prof. MSc. Leandro Felício Prof. MSc. Leandro Felício Ecossistema: Sistema integrado e auto funcionante que consiste em interações dos elementos bióticos e abióticos e cujas dimensões podem variar consideravelmente. Bioma: Conjunto

Leia mais