ODIVELAS TAMBÉM TEM CARNAVAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ODIVELAS TAMBÉM TEM CARNAVAL"

Transcrição

1 PUB REUNIÕES AMO E CMO Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2012 // N.º 429 II Série Ano XII Director: Henrique Ribeiro NOVA ODIVELAS ESCLARECE AUTOCARROS CONTINUAM EM ODIVELAS ODIVELAS TAMBÉM TEM CARNAVAL FADO OUTRA FORMA DE VIDA, NO CARNAVAL DE LOURES NESTE NÚMERO Carnal de Loures Ideal canalizador Woodsart, arte em madeira Carnaval de Odivelas Restaurante Manjar do Casal Carnaval de Olival Basto Tertúlia Palavreando Ramada Fashion Lá Féria no Casino Estoril Desarrumando Palavras JSD que reabertura de Posto de Turismo PSP admite agentes Reunião da Assembleia Municipal Vitória dos Utentes dos Transportes Públicos Simprus, projetos & construções Reunião CMO Dualidades Ponto e Vírgula Estreito de Magalhães NO responde a CMO Imagens Reais, fotografia e vídeo Falando de Espiritismo Entre Tanto Joclima, ar condicionado Coisas.info Horóscopo Hacienda D. Luisa Restaurante Deishas Guarda Real Flash do Reino Realmente! Nobres Confissões DESPORTIVAMENTE VAMOS JOGAR XADREZ...

2 2 Nova Odivelas 24 Fevereiro 2012 ATUALIDADE LOURES S. Pedro deu bom tempo e os foliões disseram presente Henrique Ribeiro Aproveitando o sol radioso e o tempo ameno que se fez sentir neste Carnaval foram milhares os foliões que rumaram a Loures para assistir ao desfile, de domingo e terça-feira, de mais figurantes e 14 carros alegóricos, que este ano tiveram como tema Fado outra forma de vida, homenageando o estilo musical que é considerado a nossa canção nacional e também, desde 2011, classificado pela UNESCO com Património Imaterial da Humanidade. O facto de o fado ter recebido em finais de 2011 a classificação da UNESCO não foi o motivo da escolha que foi feita pela Associação de Carnaval de Loures umas vez que o tema do ano seguinte escolhido logo que acaba a edição desse ano, sendo a classificação e o tema apenas uma feliz coincidência. É também logo que acaba um Carnaval que começam os preparativos do seguinte. Desde 2010 que o brasileiro Guilherme Xavier é o criador do desfile, deixando por vários meses o seu Brasil para, em Loures, preparar e organizar todos os pormenores do evento. Este ano contou com o apoio do também brasi- leiro Luís Silva que veio do Brasil para Loures a fim de executar as esculturas dos carros alegóricos. Com um orçamento de 250 euros o Carnaval de Loures enfrenta sempre dificuldades de financiam e n t o uma vez que as r e c e i - tas de bilhet e i r a, apesar d e m u i t o importantes, não chegam para c o b r i r todas as d e s p e s a s. Para além do habitual bilhete individual que este ano custou 5 euros, foi ainda criado um bilhete familiar que torna mais acessível o acesso ao desfile. Uma vez que para a Associação de Carnaval de Loures está fora de questão a redução da qualidade do corso, foi necessário conseguir novos apoios e por isso este ano a Junta de Freguesia de Loures também faz parte da organização. S. Pedro foi generoso para as associações de Carnaval que um p o u c o p o r todo o país organizam os corsos que animam o entrudo nacional, possivelmente, como disse um dos foliões de Loures, «Para compensar a decisão do seu homónimo primeiro-ministro que nos tirou a tolerância de ponto na terça-feira». Assim, à qualidade do Carnaval de Loures o bom tempo juntou-se para que as pessoas não ficassem em casa e fossem assistir ao Carnaval Saloio. Só no domingo estimaram-se 15 mil visitantes e na terça-feira o número não foi muito inferior. Todos os anos o desfile carnavalesco de Loures integra mais de um milhar de figurantes. Este ano aos grupos habituais juntouse o Grupo de Carnaval de A-das-Lebres, pelo que o número de carros alegóricos passou de 13 para 14 rep r e s e n t a n d o grupos ou colectividades de vários locais da freguesia de Loures. Com início perto das piscinas municipais o corso percorreu algumas artérias de loures, com três voltas ao percurso que duraram quase três horas e espalhar a folia a todos os que ali quiseram passar uma anim a d a tarde. A abrir o c o r s o lá estavam os já indispensáv e i s tambores do G r u p o Eclodir Azul e como não há carnaval sem Cabeçudos este grupo foi o segundo a desfilar abrindo caminho aos Saloios que este ano trouxeram no seu carro alegórico uma cena da viva rural da região saloia, com um burro a fazer girar a nora para tirar água dos poços para a rega das terras. O bloco seguinte apresentou as famosas Mastronças do Moulin Rouge, grupo muito aplaudido e que é composto apenas por elementos do sexo masculino vestidos de mulher. As barrigas à mostra, algumas bem avantajadas e as latas de cerveja na mão são imagem de marca destas mastronças que ano após ano dizem presente no Carnaval de Loures. Fado Meu celebrizado pela voz da diva Amália Rodrigues e da autoria de Carlos Neves e João Nobre, «Evoca o mar como inspiração para cantar o fado, onde não vai faltar o chamamento de belas sereias». A seguir chegaram os Palhaços da Arieira para apresentarem O Palhaço. «A música deste fado é de autoria de Amadeu Ramim e a letra de José Manuel Barreto. Conta a história emocionante de um famoso palhaço de circo». Lisboa Antiga foi o fado escolhido pelo Grupo da Manjoeira. «Com letra da parceria Jose Gahlardo/Amadeu do vale e música de Raúl Portela, foi estreado no Teatro variedades em 1932 na revista Pirilau, pela voz inconfundível de Hermínia Silva». Para os Samaritanos do Barro a escolha recaiu no fado Ai Mouraria, «Gravado em 1945 por Amália Rodrigues, com letra de Amadeu do Vale e música do grande Federico Valério, retrata um dos bairros mais antigos e típicos de Lisboa». Um dos maiores êxitos de Amália Rodrigues serviu de tema para o Grupo da Murteira. O fado Uma casa Portuguesa foi gravado em 1953 e tem letra de Reinaldo Ferreira e música da parceria Matos Sequeira/Artur Fonseca. «Amália conseguiu projetar Portugal no mundo cantando-o nas grandes salas de espetáculo por onde passou». O grande Alfredo Marceneiro foi

3 ATUALIDADE LOURES 24 Fevereiro 2012 Nova Odivelas 3 a opção do Grupo Marzagão que se inspirou na Mocita dos Caracóis, fado de 1961 com letra de João linhares barbosa e música de Alfredo Marceneiro. «Além de ser título de um fado é também considerado um estilo de fado em que é a mesma música para uma variedade de poemas». O Grupo de Montemor também escolheu um fado dado a conhecer por Amália Rodrigues, Cheira a Lisboa com letra de César Oliveira e música de Carlos Dias. «Este fado foi gravado por Amália Rodrigues em 1972 e rapidamente se transformou em marcha popular. Descrever a cidade de Lisboa com todos os seus pormenores é o que mais caracteriza este poema que toda a gente sabe cantar». O bloco da responsabilidade do Grupo de Carnaval da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Loures recordou o fado Foi Deus com letra e música de Alberto Janes. «Amália gravou este fado em Escrito propositadamente para ela, o compositor atribuiu o talento de Amália a uma criação divina, comparável aos milagres da natureza». Estranha Forma de Vida foi a escolha do Grupo da Ponte de Lousa. Escrito por Amália Rodrigues e imortalizado na voz desta diva do fado tem música do também fadista Alfredo Marceneiro. «Este fado foi gravado pela primeira vez em Desde essa data foram vários os artistas que o cantaram, entre eles Dulce Pontes, Mariza, Camané e os brasileiros Caetano veloso e Maria Bethânia». O Grupo Renascer da Tradição apresentou Há festa na Mouraria fado com letra de Gabriel de Oliveira e Música de Alfredo Marceneiro. «Foi gravado em 1953 bpor Amália rodrigues e tem como pano de fundo a procissão da Nossa Senhora da Saúde, que todos os anos se realiza no mês de maio no bairro da Mouraria. Grupo de Carnaval de A-das- Lebres estreou-se este ano no Carnaval de Loures e escolheu nesta sua primeira participação o fado Gaivota. «Gravado em 1964 com letra de Alexandre O Neil e música de Alan Oulman este fado foi relançado em 2009, dez anos após a morte da diva, com sonoridade pop pelo projecto Amália Hoje, a l c a n - çando o topo da tabela de venda de discos». O Grupo Infernais 7 Casas/Infantado homenageou o tema Canto o Fado, com letra de João Nobre e que «Ficou eternizado pela voz de Carlos Ramos, famoso fadista dos anos 40/50 que se acompanhava a si próprio à guitara e que se dedicou ao género fado-canção. E se Carlos Ramos fosse o guitarrista da nossa grande Mariza? O carro alegórico mostra como o fado é intemporal». Todos os anos é sorteado um dos grupo participante para protagonizar osreis do Carnaval. Este ano o grupo escolhido foi Os Infernais 7 Casas/Infantado e por isso O último carro alegórico deste desfile representava a Associação de Carnaval de Loures, com as Guitarras de Fado passeou os monarcas Artur Martins e Cátia Lopes. Para além dos corsos de domingo e terça-feira o Carnaval de Loures 2012 teve ainda no dia 18 a Receção aos Reis do Carnaval que foram apresentados num baile realizado de seguida. No dia 20 de fevereiro realizouse o Baile Trapalhão e no dia 22 encerraram-se os festejos com o cortejo Fúnebre do Enterro do Carnaval Saloio de Loures.

4 4 Nova Odivelas 24 Fevereiro 2012 PUB SABIA QUE? «Parar de anunciar para poupar dinheiro é como parar o relógio para poupar tempo». Stephen Leacock Oitenta mil pares de olhos vêm semanalmente este jornal e o seu anúncio. Porque não adianta o relógio do seu negócio e fala connosco?

5 24 Fevereiro 2012 Nova Odivelas 5

6 6 Nova Odivelas 24 Fevereiro 2012

7 24 Fevereiro 2012 Nova Odivelas 7 PUB PUB

8 8 Nova Odivelas 24 Fevereiro 2012 Centenas de Crianças, muita animação A Junta de Freguesia de Odivelas também organizou um Desfile de carnaval no qual participaram centenas de crianças das escolas do ensino básico da freguesia e que contou com a presença de Vítor Machado, presidente da autarquia da cidade e de membros do seu executivo bem como da vereadora Sandra Pereira da Câmara Municipal Odivelas. Começando no Parque Maria Lamas o desfile percorreu algumas artérias da cidade com o seguinte itinerário: Parque Maria Lamas; Centro Comercial Oceano; Av. D. Dinis; Rotunda (Caixa Geral de Depósitos); Rua Guilherme Gomes Fernandes e Largo D. Dinis onde terminou. Fotografias: Eduardo Sousa

9 24 Fevereiro 2012 Nova Odivelas 9

10 10 Nova Odivelas 24 Fevereiro 2012 PUB

11 24 Fevereiro 2012 Nova Odivelas 11 Profissões e ambiente no Olival Basto Na Escola Básica do 1º Ciclo e Jardim-de-infância do Olival Basto, o Carnaval foi assinalado com um desfile que levou ao pátio da escola muitas dezenas de pais, avós e outros familiares das crianças que foram as verdadeiras vedetas da festa. Entre a numerosa assistência encontrava-se Joaquim Farinha, presidente da Junta de Freguesia de Olival Basto e a sua vogal Maria Teresa Henriques. Todos do grupos do jardim-de-infância e do 1º ciclo foi dado um tema para trabalharem juntamente com os professores tendo desse trabalho resultado trajes muito imaginativos e que encheram de cor e alegria o recreio da escola que também se encheu de pais, avós e outros familiares para assistirem ao desfile e aplaudirem com muita vivacidade as crianças que muito senhoras do seu papel foram desfilando perante a assistência. Do jardim-de-infância vieram: Grupo I - Os cientistas; Grupo II - Frutos e vegetais e Grupo III - Higiene oral. Do 1º ciclo os grupos foram: 1º A - Os cozinheiros; 1º B - Médicos e enfermeiros; 2º A - Frutos e vegetais; 3º A Jardineiros; 3º B Bombeiros; 4ºA - Flores e árvores; 4º B Banqueiros e 4º C Desportistas. Carla Lourenço, coordenadora a EB1/JI do Olival Basto, agradeceu «À junta de freguesia a ajuda que deu em matérias de desgaste para a escola organizar esta festa» e a todos os que de uma forma ou de outra contribuíram para o sucesso do evento.

12 12 Nova Odivelas 24 Fevereiro 2012

13 DIVULGAÇÃO 24 Fevereiro 2012 Nova Odivelas 13

14 14 Nova Odivelas 24 Fevereiro 2012 Ruas da Póvoa com cor e alegria Tal como vem sendo hábito nos últimos anos a Junta de freguesia da Póvoa de Santo Adrião promoveu um grande desfile de Carnaval infantil que contou com a presença de cerca de 750 crianças das escolas e jardins-de-infância, públicos e privados, da freguesia que responderam ao convite da autarquia. A excepção foi a escola de S. José que não participou. Máscaras e trajes muito imaginativos, muita cor e animação, foram os aspectos mais marcantes deste desfile que espalhando alegria, confetes e serpentinas, começou junto ao mercado da Póvoa e terminou no Ringue 25 de Abril. Cruella De Vil e os 101 dálmatas, abriram o desfile que contou com a presença de muitos pais e avós, bem como de Rogério Breia, presidente da junta de freguesia; Ilido Lopes, tesoureiro e Luís Sá Vogal. Rogério Breia fez um balanço positivo da participação, sublinhou a alegria de crianças, pais, professores e educadores e disse que esta é uma iniciativa para continuar ano após ano.

15 24 Fevereiro 2012 Nova Odivelas 15

16 16 Nova Odivelas o dia 16 de Fevereiro, o Pavilhão Polivalente de Odivelas transformou-se numa verdadeira passerelle, onde foi apresentada a colecção primavera Verão do ATL João Villaret e do CAF da Azenha, das Escolas João Villaret e Jardim de Infância da Escola da Azenha, ambas da freguesia da Ramada. Os fatos foram todos construídos com materiais reutilizáveis e são peças únicas no mercado. Os manequins desfilaram como verdadeiros profissionais e fizeram brilhar todas as roupas, para encanto da enorme assistência presente. O 1º Ramada Fashion contou com a organização do ATL e da Associação de Pais e Encarregados de Educação da EB1/JI João Villaret. António Boa-Nova 24 Fevereiro 2012 QUOTIDIANOS EDUCAÇÃO Há moda na Ramada N PUB

17 DIVULGAÇÃO 24 Fevereiro 2012 Nova Odivelas 17

18 18 Nova Odivelas 24 Fevereiro 2012 QUOTIDIANOS POLÍTICA JSD de Odivelas comenta chumbo de proposta sua na AMO Em nota de imprensa a Comissão Política Concelhia de Odivelas da Juventude Social Democrata comenta o chumbo, por parte da Assembleia Municipal de Odivelas de uma proposta sua para a reativação do Posto de Turismo Municipal que funcionava junto ao Monumento o Cruzeiro. arquitectónico do concelho. Tal como noticiamos na notícia, publicada na página 19 desta edição e assinada por João carvalho, esta recomendação foi chumbada com os votos contra das bancadas do Partido Socialista, CDU e CDS/PP, tendo obtido os votos favoráveis das bancadas do PSD, MPT e BE. Diz a nota da JSD que «Odivelas, por ser um concelho limítrofe com a capital do país, sofre do preconceito de ser um território profundamente urbanizado desprovido de história e património» afirmando que a JSD sabe não ser assim, dando alguns exemplos como os vestígios de um tanque romano, aliado a um jardim riquíssimo em botânica e de um marco geodésico na freguesia de Famões; A Fonte Velha e Lava- N a passada sessão ordinária da Assembleia Municipal, realizada no dia 16 de Fevereiro de 2012, a bancada do PSD, através de Paulo Pinheiro, Presidente da JSD Odivelas, apresentou uma recomendação ao executivo municipal, para que o Posto de Turismo, próximo do Cruzeiro de Odivelas, fosse reativado de forma a promover o património histórico, natural e para ser conhecido, seja por turistas, seja mesmo por locais» considerando que «Se não forem os próprios odivelenses a promoverem a sua história, o seu território, a sua cultura, o seu património, ninguém o fará». Os jovens social democratas sublinham que «Todo este espólio do nosso concelho é pouco conhecido da maioria da população odivelense» e lembram que «Em qualquer localidade dotada de relevância turística e Odivelas pode ser uma dessas localidades - a presença de um centro ou Posto de Turismo é fundamental para se potenciar o valor natural, arquitetónico e humano desse mesmo território». Lembram ainda que «Odivelas já teve em funcionamento um posto de turismo bem localidouro, em Lugar d Além, a Fonte dos Passarinhos e a Fonte das Fontainhas, passando pelo Arco Maria Teresa e do Aqueduto das Águas Livres, na freguesia de Caneças»; o Mirante, o Posto de Comando do Regimento de Engenharia 1 e o Pinhal da Paiã, na freguesia da Pontinha; a Igreja Matriz, o Parque das Rolas e o Chafariz d El Rei, na freguesia da Póvoa de Santo Adrião; o Moinho das Covas, o Miradouro e o Castro da Serra da Amoreira, com a respetiva Estação Arqueológica, na freguesia da Ramada e o Cruzeiro, símbolo da cidade, o monumento ao Senhor Roubado e o Mosteiro de São Dinis e São Bernardo, na freguesia de Odivelas. Para a JSD «Não falta património no concelho de Odivelas, zado próximo do Cruzeiro, num local central e na zona histórica» e consideram que «Para que Odivelas se torne num local de atração turística é fundamental que haja um centro ou Posto de Turismo onde dê a conhecer a riqueza histórica, natural e patrimonial do nosso concelho e onde se promovam roteiros para se conhecer essa mesma riqueza». A nota da JSD de Odivelas termina considerando que «Infelizmente, este não foi o entendimento das bancadas da Assembleia Municipal do PS, CDU e CDS/PP. A Bancada do PSD quis defender e potenciar o património rico de Odivelas, de forma a atrair turismo, o que também beneficiaria a economia local. Não está tudo feito neste domínio, longe disso. Basta vontade!». DIVULGAÇÃO E PSP abre concurso para admissão de 300 agentes ncontra-se aberto concurso admissão e preenchimento de 300 vagas para o Curso de Formação de Agentes da Polícia de Segurança Pública a iniciar em 2012 e para constituição de reserva de recrutamento para o preenchimento das vagas que vierem a ser definidas para 2013, por despacho ministerial. O prazo para apresentação de candidaturas decorre até ao dia 01 de Março de 2012 e as candidaturas só poderão ser apresentadas por via eletrónica através do portal de recrutamento da PSP em https://recrutamento.psp.pt, devendo os documentos para instrução do processo de candidatura ser remetidos ao Júri do concurso. Podem inscrever-se jovens de nacionalidade portuguesa, com altura mínima de 1,65 m para homens e 1,60 m para mulheres, que tenham 19 anos e não tenham completado 27 anos em 02 de Março de 2012 e estejam habilitados com o 12.º ano de escolaridade. Toda a informação sobre os requisitos de admissão ao concurso e provas de seleção pode ser consultada nas páginas da Polícia de Segurança Pública e da Escola Prática de Polícia em e Podem ainda acompanhar a PSP neste processo de seleção em Twitter e Facebook.

19 24 Fevereiro 2012 Nova Odivelas 19 QUOTIDIANOS PODER LOCAL Skaters protestam em Assembleia Municipal João Carvalho A sessão da Assembleia Municipal de Odivelas (AMO) realizada a 16 de Fevereiro nos Paços do Concelho, ficou marcada pela intervenção que está a ser feita no Castelinho, onde funciona o Skate Parque e pelo anúncio de Susana Amador de que vão avançar as obras de construção das Unidades de Saúde Familiar (USF) das freguesias da Póvoa de Santo Adrião e da Ramada. Ficou também a conhecer-se que a Câmara vai deixar de pagar senhas de presença aos deputados municipais nas reuniões de continuidade da AMO, em virtude de pareceres nesse sentido das Finanças e da Direcção Geral das Autarquias O Período Antes da Ordem do Dia (PAOD) ocupou quase toda a sessão com apresentação e discussão de diversos documentos apresentados por bancadas. No capítulo das Declarações Políticas o Partido Socialista apresentou três, uma relativa á situação política actual, realçando a, no seu entender, desproporcionada austeridade imposta pelo governo, em relação às medidas aprovadas com a tróica. A segunda lembrou o Ano Europeu do Envelhecimento Activo e da Solidariedade Entre Gerações e a terceira referiu-se à situação da Saúde no concelho realçando o arranque das obras das USF s da Ramada e da Póvoa. A CDU apresentou duas Declarações Políticas, respeitantes, a primeira à manifestação de 11 de Fevereiro no Terreiro do Paço expressando número de participantes que foram contestados pelo PSD, e a segunda ao documento apresentado pelo grupo de trabalho designado pela Câmara para se pronunciar sobre a Reforma da Administração Local, afirmando a falta de con- sulta e participação das Juntas de Freguesia. O PSD apresentou também uma Declaração Política sobre o carácter das medidas de austeridade e o facto de tudo ter tido origem no memorando assinado pelo anterior governo com a tróica, não havendo agora alternativas senão cumprir. O deputado Luís Salmonete referiu que o PS está órfão de um líder e espera por António Costa. Depois, continuando em tom jocoso, agradeceu ao órgão regional em papel que «Antes era considerado por alguns Boletim Municipal, o ter inserido recentemente a fotografia de dois vereadores do PSD e do 1º Ministro, o que é insólito». O CDS teve também uma Declaração Política sobre as responsabilidades do PS na situação actual do país. O MPT fez uma recomendação sobre limpeza das ribeiras. O BE dirigiu à Câmara Municipal um documento com perguntas sobre as Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC s), questionando o balanço da execução das mesmas, nomeadamente da escolha dos parceiros. No âmbito dos documentos sujeitos a votação foram apresentados os seguintes: O BE apresentou uma Moção sobre a proposta de lei 44/XII concernente à redução de freguesias, moção defendendo a realização obrigatória de consultas populares. Foi rejeitada com os votos contra de PSD, PS e CDS, abstenção de CDU e MPT e a favor de BE. O mesmo partido fez votar um Voto de condenação à Câmara Municipal de Odivelas «Pela sua actuação complacente com o desrespeito pelo direito ao salário dos trabalhadores das AEC s» o qual foi rejeitado com os votos contra de PS, PSD e MPT, a abstenção do CDS e os votos a favor de BE e CDU. Ainda o BE apresentou uma Proposta de Recomendação à Câmara Municipal de Odivelas para «Não proceder a qualquer remodelação que inclua destruição do Skate Parque sem antes vir à Assembleia Municipal». Foi rejeitada com os votos contra do PS, a abstenção de PSD e MPT e os votos a favor de BE, CDU e CDS. A CDU apresentou uma Moção contra o Acordo Laboral obtido na Concertação Social a qual foi rejeitada com os votos contra de PS, PSD, CDS e MPT e os votos a favor de CDU e BE. O PSD teve uma Proposta de recomendação à Câmara Municipal de Odivelas para abertura de um Posto de Turismo no centro histórico a qual foi rejeitada com os votos contra de CDU, PS e CDS e os votos a favor de PSD, BE e MPT. Finalmente o PS apresentou uma Moção contra a abolição dos feriados de 5 de Outubro e de 1 de Dezembro a qual mereceu o voto contra do CDS, a abstenção de PSD e MPT e os votos a favor de PS, CDU e BE, tendo sido aprovada, o mesmo acontecendo com um voto de congratulação à atleta Telma Monteiro pelo seu desempenho medalhado que foi aprovado por unanimidade. A Presidente de Câmara, no PAOD, esclareceu alguns aspectos do funcionamento da contratação e pagamento dos professores das AEC s, salientando que não tem intervenção directa nas escolhas dos parceiros, mas que está preocupada com os pagamentos aos profissionais. Deu também algumas explicações sobre a remodelação da zona onde se situa o Skate Parque, nomeadamente a necessidade de atender aos diversos tipos de utentes do espaço. Referiu também que o documento da Câmara sobre a Reforma da Administração Local apenas pretende defender os interesses de todas as freguesias de Odivelas. Depois deu algumas informações sobre a questão do pagamento das senhas de presença aos membros da Assembleia Municipal em reuniões de continuidade, salientando que não se pode fugir a dois pareceres, das Finanças e da DGAL, nomeadamente quando tem havido sindicâncias e inspecções, considerando tudo uma espécie de perseguição ao poder local, quer do anterior, quer do actual Governo. A Assembleia decidiu dar a palavra ao público a seguir ao PAOD. Começou por intervir Luís Borges, elemento que se identificou como arquitecto especialista em skate parques, que pôs em dúvida que a redução de espaço, cerca de 30%, do Skate Parque de Odivelas, lhe permita ter a mesma relevância que tem actualmente. Sugeriu em contrapartida a construção de um novo Skate Parque, dado que se trata de um desporto em ascensão. João Curvêlo, perguntou porque demorou a câmara dois meses e meio a responder a um requerimento do BE sobre a remodelação do Skate Parque, quando o devia fazer em um mês. Sublinhou que a presidente da CMO sabe bem que o espaço para Skate vai diminuir 30% e afirmou que a câmara usa o dinheiro de obras para a juventude não em construir mas em destruir. Luís Santos referiu que, ao ouvir a presidente da câmara falar, lhe parece que o faz na qualidade de presidente do McDonald s e que quer destruir um espaço que é utilizado por campeões nacionais e único no concelho. Maria do Carmo Gonçalves apelou ao bom senso no tratamento do assunto do Skate Parque e perguntou se sim ou não o Skate Parque vai ter menos 30% de espaço. A presidente de câmara respondeu que não existe nenhum compromisso com o McDonald s e que apenas tentaram requalificar o espaço conciliando todas as vontades de todos os interessados. Deu a palavra ao vereador Paulo César que historiou o processo da obra, as preocupações que lhe tinham manifestado logo que se começou a tratar da remodelação, as visitas, chamando à colação a intervenção do vereador Ilídio Ferreira no sentido de se repensarem algumas soluções, o diálogo com muitos elementos e a consulta do técnico que tinha desenhado o local originariamente. Depois fez algumas considerações sobre o espaço actual, sua desocupação parcial, e disse que não é verdade que 30% vão desaparecer. Referiu que houve e continua a haver diálogo. Findo o PAOD entrou-se no ponto 1 da Ordem do Dia, Informação Escrita Sobre a Actividade e Situação Financeira do Município. A Presidente apresentou o ponto sendo de salientar o anúncio de que, após uma reunião com o Secretário de Estado da Saúde lhe foi garantido que vão avançar as obras de construção das USF s da Póvoa e da Ramada. A sessão terminou sem que houvesse consenso sobre a forma e o dia da sua continuação, em face das restrições anunciadas sobre o pagamento de senhas de presença nas reuniões de continuidade.

20 20 Nova Odivelas 24 Fevereiro 2012 QUOTIDIANOS TRANSPORTES PÚBLICOS População vence e carreiras da Carris mantêm-se No sábado a Comissão de Utentes dos Transportes Públicos de Odivelas (CUTPO) realizou uma reunião onde foi dado a conhecer à população que a Carris mantém o percurso do 36 para Odivelas e do 726 para o centro da Pontinha, bem como a carreira da noite, 205. Na reunião participaram cerca de 40 pessoas que manifestaram a sua determinação em continuar vigilantes para impedir retrocessos. a consequência deste N recuo governamental a CUTPO emitiu uma nota de imprensa onde afirma que «Conhecidas as alterações na rede da Carris, conclui-se que a população do concelho, em particular das freguesias de Odivelas e da Pontinha obteve uma grande vitória, com a manutenção dos percursos dos autocarros 36 e 726 bem como a continuação da carreira noturna 205». Desde Novembro do ano passado, quando foi tornada pública a proposta do grupo de trabalho para a reestruturação da rede de transportes na Área Metropolitana de Lisboa, «Que pairava sobre a população do concelho, mais especificamente na freguesia de Odivelas e da Pontinha, a ameaça da retirada de autocarros da Carris, através do encurtamento dos percursos do 36, que passaria a ficar no Fotografias: CUTPO Sr. Roubado e deixava de entrar em Odivelas e do 726 que ficaria à entrada da Pontinha. Prevista estava ainda a supressão das Carreiras da Madrugada 205 e 206 que servem, respetivamente, Odivelas e a Pontinha. Também no Metro, as medidas apontadas pelo grupo de trabalho eram extremamente gravosas para a mobilidade dos utentes, assumindo a sua expressão máxima a prespetiva de encerramento às 21H30, entre o Campo Grande e Odivelas». A nota de imprensa da CUTPO enumera as diversas acções desenvolvidas contra estas anunciadas medidas e que foram: Manifestação de 17 de Dezembro, que atravessou Odivelas; concentração dia 24 de Janeiro junto ao terminal do 36, em Odivelas; manifestação dia 28 de Janeiro que percorreu as ruas da Pontinha e a recolha, em apenas um mês, de mais de assinaturas contra estas medidas, as quais foram entregues ao Governo e à Assembleia da República. Para a Comissão de Utentes dos Transportes Públicos de Odivelas «Tudo isto prova que vale a pena a população lutar pelos seus direitos!». Numa breve retrospetiva a CUTPO lembra que «A contestação generalizada dos utentes à primeira proposta do grupo de trabalho, levou a que a segunda proposta, conhecida em Dezembro, recuasse relativamente ao horário do Metro e à carreira 206, mas mantivesse as mesmas intenções de encurtamento do percurso do 36 para o Sr. Roubado e do 726 para a entrada da Pontinha. O mesmo acontecendo com a supressão do 205. Por seu lado, em Janeiro a Secretaria de Estado dos Transportes, nos Comentários/Propostas à proposta do grupo de trabalho, explicita os casos em que a mesma não será considerada, mas nada refere quanto ao 36, ao 726 e ao 205. Limita-se a referir que as Carreiras Suburba nas ( ) não serão objeto de supressão de serviço. Ora, da proposta do grupo de trabalho constavam vários tipos de medidas: a supressão, a redução de frequência e o encurtamento, sendo que, no caso do 36 e do 726, se tratava de encurtamento. A omissão às situações em que se propunha o encurtamento deixa em aberto a hipótese de concretização de tal medida». A comissão diz ainda que «Só na passada Sexta-Feira, dia 17 de Fevereiro é que a Carris anuncia as alterações na rede, que entrarão em vigor dia 3 de Março. É nesta altura que se fica a saber que os autocarros 36 e 726 mantêm o mesmo percurso e que o 205 não será extinto». Por este facto, «A Comissão de Utentes dos Transportes Públicos de Odivelas saúda a população que com a sua luta e determinação conseguiu que a intenção do Governo de retirar os autocarros da Carris que servem o Concelho não se concretizasse, mas apela a que se mantenha atenta pois nada garante que no futuro não haja outras tentativas para levar por diante esse objetivo. Basta lembrar os autocarros que foram retirados nos últimos anos». Ao mesmo tempo a Comissão de Utentes «Apela à continuação desta luta pela exigência de transportes públicos que respondam às necessidades das pessoas, seja no que respeita à frequência dos autocarros, seja nas acessibilidades para entrar nos transportes (onde alguns grupos da população se deparam com obstáculos à mobilidade), seja na circulação dentro do Concelho e para o Hospital de Loures. Também a contestação ao aumento dos preços dos transportes e à privatização da Carris e do Metro continuarão a estar presentes na nossa ação». A CUTPO afirma que nesta reunião «Foram vários os participantes que se manifestaram disponíveis para integrar a comissão de utentes, que assim fica reforçada para dar continuidade a este trabalho».

21 PUB 24 Fevereiro 2012 Nova Odivelas 21

22 22 Nova Odivelas PODER LOCAL 24 Fevereiro 2012 QUOTIDIANOS Reunião Pública da CMO João Carvalho Na reunião pública da Câmara realizada a 22 de fevereiro o Período Antes da Ordem do Dia (PAOD) foi rico na discussão de várias questões por parte de todas as forças políticas e na ordem de trabalhos todos os pontos foram aprovados por unanimidade. N o PAOD o vereador Rui Francisco da CDU referiu que a sua força política teve conhecimento de que as tarifas iam sofrer um aumento e que iriam ser eliminados vários horários a partir das 20h20 e defendeu que estas alterações teriam de ser objecto de tratamento em reunião de Câmara, porque foi o que aconteceu quando o Projecto nasceu. Questionou, nesse âmbito, se a supressão de horários implica redução de pagamentos do município no âmbito do protocolo com a Rodoviária de Lisboa. O vereador levantou também a situação dos trabalhadores da empresa que segurança que presta serviço nas instalações municipais dizendo que a CDU sabe que alguns trabalhadores foram já contactados no sentido de não se lhes renovar o contrato de trabalho com a justificação de que a Câmara não vai renovar o respectivo contrato com a empresa. Questionou sobre o que se passa e como vão ficar os postos de trabalho. A CDU apresentou um requerimento onde solicita listagens de todos os edifícios municipais e públicos, em Odivelas, que ainda tem revestimento de fibrocimento, nomeadamente escolas. O vereador lembrou que existem Directivas comunitárias e deliberações da Assembleia da República relativamente ao assunto que exigem a substituição do referido material e defendeu que a Administração Central tem que ser chamada a colaborar nos custos. O vereador independente Paulo Aido apresentou uma Declaração Política saudando início da construção das Unidades de Saúde Familiar (USF) da Ramada e da Póvoa de Santo Adrião, fruto da iniciativa do actual governo. A vereadora da CDU Maria da Luz Nogueira registou como positivo o início das referidas obras no âmbito da Saúde, mas salientando que estão a começar quando deviam estar a acabar e questionou sobre a situação dos Centros de Saúde de Odivelas e o de Famões. Dirigindo-se à vereadora com o pelouro da Saúde perguntoulhe o que sabe acerca da constituição de um mega agrupamento de saúde Odivelas/Amadora e se tem a noção do que significa o encerramento, em 29 de Fevereiro, do Serviço de Urgência Básica (SUB) de St. António dos Cavaleiros, com a abertura da urgência do novo hospital. Maria da Luz Nogueira defendeu que do ponto de vista dos serviços e dos utentes é sempre necessária uma urgência intermédia, para não entupir a do hospital e porque as taxas moderadoras deste são mais altas. A vereadora da CDU também quis saber em que ponto está o diagnóstico da saúde no concelho afirmando esperar que estes serviços não sejam entregues a uma entidade externa. Sobre os acessos ao hospital Carolina Beatriz Ângelo a vereadora fez eco das queixas da população da Pontinha que gostaria de continuar a ser abrangida pelo hospital de Santa Maria que fica muito mais perto. No âmbito dos transportes em geral referiu o facto positivo da manutenção das carreiras da Carris, 36 e 26, resultado da actuação conjunta da Câmara e da população. A vereadora Sandra Pereira respondeu às diversas questões que lhe foram colocadas tendose também congratulado com o avanço das USF s já referidas, dizendo que a paternidade do mesmo tem pouca importância. Quanto ao Centro de Saúde de Odivelas, o mesmo encontra-se pendente de uma portaria de extensão da área do Orçamento para se poder transitar o encargo de um ano para o outro. Defendeu que é do interesse geral que o CATUS se mantenha. O SUB de St. António dos Cavaleiros encerra porque foi isso que foi negociado com o hospital, disse, afirmando também que já transmitiu ao Governo o desejo da população da Pontinha de continuar a ser assistida em Santa Maria. Quanto ao suposto Mega agrupamento não tem informações. O vereador Paulo Aido, em face da autorização e espaço dados pela Câmara à embaixada de Moçambique para construir um monumento a Samora Machel no Olival Basto, e para que isto não constituísse uma inversão de valores, face a quem esteve em luta contra Portugal, recomendou que se fizesse, em Odivelas, um monumento aos antigos combatentes portugueses. Apresentou outra Recomendação no âmbito das candidaturas ao ensino pré-escolar, para que se procure garantir a universalidade do acesso, e que os processos tenham pormenores como notificação dos resultados aos interessados. Advogou também acções de formação, neste âmbito, ao pessoal docente. Paulo Aido apresentou requerimento para que a Presidente da Câmara se pronuncie sobre as opções para a recolha de resíduos sólidos. O Vice-Presidente da Câmara, Mário Máximo, que presidia á reunião justificou a autorização ao monumento como um aspecto de colaboração com a lusofonia. O vereador Hugo Martins apresentou duas declarações políticas, uma sobre o empenho bem-sucedido de se obviar à supressão de carreiras da Carris, o que até teve boa aceitação de empresa e sobre acessibilidades ao novo hospital, referindo, em relação à Pontinha, que existem duas carreiras da RL, a 204 e 225, via estação do Metro de Odivelas, e outra sobre o Voltas, considerando-o um caso de sucesso. Aproveitou para esclarecer que os ajustamentos previstos não carecem de vir a reunião de Câmara e que o aumento das tarifas é mínimo, 5 cêntimos e que supressão de horários refere-se a um período com muito escassa utilização. A vereadora Fernanda Franchi, respondeu que a oferta de Jardins de Infância não é de 100% e que a Câmara não pode recusar crianças que não residem no município mas cujos pais aqui trabalham. Por isso é sempre difícil, na altura das inscrições ter um conhecimento concreto da realidade. O Vice-Presidente informou que responderá por escrito às questões sobre estruturas de fibrocimento e deu a palavra ao director Hernâni Boaventura para esclarecer as relativas ao contrato de segurança. Este disse que a Câmara, em face dos constrangimentos orçamentais tem estado a rever alguns custos e que fez uma revisão das necessidades na área da segurança, mas que ainda não existe nada de definitivo neste âmbito, o que mereceu do vereador Rui Francisco o comentário de que alguém se está a antecipar, ou seja a empresa de segurança, pois já está a adaptar a sua estrutura laboral. Na Ordem de Trabalhos todos os pontos foram aprovados por unanimidade, a saber: Facturação da Prestação de Serviços SIMTEJO para 2012; Programa Eco-Escolas 2011/2012 Proposta de Protocolo com a ABAE; tendo a vereadora Mª Luz chamado a atenção para a diminuição do número de escolas incluídas; Candidatura ao POR Lisboa Operação: Empreendedorismo e Emprego Impressão do estudo Diagnóstico Socioeconómico da Vertente Sul, com comentários do vereador Rui Francisco; Proposta de Adesão do Município de Odivelas à Rede Protecção e Valorização dos Centros Históricos, tendo havido alguma troca de considerações entre o vereador Rui Francisco e o Vice-presidente acerca do valor de 200 de quota; Os pontos seguintes disseram respeito a um conjunto de cedências de transportes a escolas, clubes e Juntas de Freguesia. PUB

23 24 Fevereiro 2012 Nova Odivelas 23 Dualidades A REFORMA DA ADMINISTRAÇÃO LOCAL (3) Ponto & Vírgula O ponto-e-vírgula marca uma pausa mais longa que a da vírgula (para que se aprenda a respirar), no entanto menor que a do ponto (para que não se perca a oportunidade de agir). CONTRABANDO DE AUTARCAS (2) eventualidade de um governante se A transplantar de armas e bagagens de um território para outro, dando sequência à sua actividade, terá exemplos na nossa história? O termo comparativo mais aproximado ocorreu com o rei D. Pedro IV, que antes de ser rei de Portugal, foi imperador do Brasil. Este paralelo pode não parecer grande coisa, à primeira vista, pois foram as circunstâncias dinásticas e de evolução democrática, em Portugal que, positivamente, obrigaram este D. Pedro a atravessar o Atlântico e não qualquer percalço legislativo impeditivo da sua continuação no trono do Brasil, excepto a Constituição deste jovem país que o impedia de reinar nos dois lados do Atlântico ao mesmo tempo, nem qualquer ambição de se perpetuar num qualquer poder, a todo o custo. Aliás, diga-se em abono do carácter desprendido deste nosso rei, que, durante a sua vida lhe foram oferecidas nada mais nada menos que a coroa da Grécia, recém saída das ruínas do império otomano e de uma coisa que poderia ser um Império Ibérico, já que os liberais espanhóis o contactaram nesse sentido, nada disso se tendo concretizado, em grande parte por pouco empenhamento do interessado. Mas o paralelo já terá algum sentido se considerarmos que alguns autarcas portugueses actuais se comportam e vêm as suas funções como uma instituição de direito divino, das quais nada nem ninguém os pode arredar, nem que para isso se tenham de mudar para o território do vizinho do lado. Ou seja, julgam que estão investidos num cargo que se eleva acima da geografia e que podem transportar para onde lhes apetecer. E aqui, pese embora o facto de continuarmos a entender que os pais da Lei 46/2005 não se lembraram da possibilidade de os presidentes se recandidatarem noutras autarquias, se o tivessem feito, aplicar-lhesiam as mesmas considerações de excessiva personalização, riscos de perpetuação, etc., especialmente se tivessem em vista autarquias vizinhas. E antes que os zunzuns se tornem opiniões partilhadas, estas em facções e as facções se movimentem e agreguem apoios e se transformem em candidaturas, é melhor João Carvalho Jurista começar já a desmontar a tramóia onde quer que ela se desenhe. Isto é um obstáculo ao livre direito de alguém ser candidato a um órgão, num regime democrático? Chamem-lhe o que quiserem, mas então vão falar com os legisladores desta lei e analisem os motivos deles. Se não fosse para acabar com uma situação perniciosa, não a tinham feito. E na minha modesta opinião, os impedimentos de recandidatura de muitos actuais autarcas não se esgotam no território da sua actual autarquia. Será injusto para muitos bons autarcas? Será, mas não se podem fazer leis com fotografias. E como se resolve o problema dos maus autarcas? Nos tribunais? Os tribunais em Portugal são o sarilho que se conhece. E o que as populações das autarquias assediadas e ameaçadas de invasão devem fazer? Criar e impor os seus próprios candidatos e rechaçar este imperialismo todo-poderoso autárquico, imposto do exterior. A bem também da renovação do tecido humano dirigente autárquico deste país. E qual o papel dos partidos? Pois é, os partidos. A coisa também não é pacífica dentro deles, pois como é óbvio também aí existem imperadores, ditadores, títeres de todo o tamanho e feitio, gerais, regionais e locais, autarcas e não autarcas. Mas também arraia-miúda militante, que não está para os aturar. E, depois da história, de Portugal e dos partidos, o melhor mesmo é que a Assembleia da República aclare o sentido desta Lei 46/2005, em tempo útil, para que estes contrabandistas de funções autárquicas e nós todos, saibamos as linhas com que se vão cozer as próximas eleições. E o melhor mesmo era decidirem que os Presidentes, de Juntas de Freguesias e de Câmaras, não se podem recandidatar, nem nas autarquias onde esgotaram os mandatos, nem naquelas com quem elas fazem fronteira, nem nas que resultarem das eventuais alterações geográficas impostas pela reforma do mapa autárquico e que incluam as suas anteriores autarquias. Se quiserem recandidatar-se que o façam em autarquias bem longe das suas actuais, de preferência nas Berlengas, Desertas ou Selvagens. A idade é um posto Teresa Salvado «Respeitar as pessoas idosas é tratar o próprio futuro com respeito». Descobri esta frase no Facebook no início da semana e assino por baixo (como se costuma dizer). A idade é mesmo um posto, tem de ser respeitada. Os idosos de hoje foram ontem pessoas novas. Eram os nossos avós e pais. E somos nós amanhã. Os idosos de hoje tomaram conta de nós, ensinaramnos o que sabem, deram-nos o que tinham (e às vezes inventavam o que não tinham). Quantas vezes nos sentámos nos seus colos em busca de um refúgio de um Mundo que parecia não ser o nosso? À procura de conforto e de protecção quando esse mesmo Mundo, enorme e desumano, estava prestes a engolir-nos sem piedade? Os meus idosos que já partiram continuam a fazer-me imensa falta. Continuo a sentir o cheirinho do arroz doce acabado de fazer sempre que me lembro da minha avó. E a recolher-me nas boas recordações sempre que o Mundo se agiganta aos meus pés. Portugal esqueceu os seus idosos. E ao esquecer os seus idosos esqueceu as suas origens, as suas estórias que não vêem nos compêndios da história. Muitos de nós esqueceram as suas próprias histórias e tentam não se lembrar que, se tudo correr bem, um dia serão idosos com estórias e colo para dar. Os brados de que isto é inadmissível vêem de todos os lados. Mas, continuamos a apostar numa vida onde o tempo é um bem precioso e em vias de extinção, onde o nosso umbigo se tornou o centro do mundo (mesmo quando choca com outros umbigos). O primeiro desabafo que temos é muitas vezes «Não tenho tempo para mim». Errado, cada vez mais só temos e só procuramos tempo para nós próprios. E ficam de lado as crianças e os idosos que, cada qual à sua maneira, só nos pedem uma coisa: Um colo!

24 24 Nova Odivelas 24 Fevereiro 2012 Estreito de Magalhães DIREITO DE RESPOSTA Sopa grega dos pobres Armando Ramalho A verdade não tem duas versões N inguém do governo queria ser grego, nem de perto nem de longe, porque estes davam uma muito má imagem de si, trapalhões, pouco sérios e ainda por cima a deverem muito dinheiro a muita gente. Mas a sorte virou, pois as coisas são o que são e não o que se quer que sejam. Os gregos obtiveram um perdão e peras da sua louca dívida e ainda condições muito boas para poderem pagar qualquer coisita num futuro lá mais para a frente, quase a perder de vista. Não queriam ser gregos nem mortos. A coisa virou e agora vão mesmo ver-se gregos para darem a volta às afirmações extemporâneas e presunçosas, e posicionarem-se de bom jeito e de mão estendida. Assim já querem da mesma fruta. Pensarão: «Ou há moral, ou comem todos». Gente avisada! Como dizem os miúdos da rua, é só farol. Imberbes governantes pescados nos mares da estranja por terem muita competência. Uns superboys, porque por estas paragens os que existiam já tinham tomado rumos mais convenientes, por gostarem muito mais das zonas de conforto nacionais, tipo EDP. A melhor escola do pensamento liberal não dá mais do que repor a sopa dos pobres, travestida com um belo nome de cantinas sociais. É uma verdade fácil de observar pois o sistema nunca se extinguiu, chegou aos nossos dias a sopa dos Anjos, como amostra das necessidades marginais que sempre subsistem. Foi instituída pelo presidente da República Sidónio Pais na época da grande fome em Lisboa, há quase um século. Um destes dias ainda teremos um neo-grito salazarento, para a África já e em força. Deve parecer-se um pouco como: temos um paraíso que espera pelos melhores de nós, os jovens formados e saudáveis prontos a ganharem milhões, e serem úteis aos nossos irmãos da África amiga, devemos ser gratos portugueses. Só de pensar dá um arrepio, pois pode bem ser pior. Uma ordem. Já não tenho dó nem pena de uns ou de outros, começo a pensar que os desempregados e os governantes se merecem, afinal, ninguém em boa verdade é grego, uns porque não se batem pelo que consideram seu de direito, outros, os governantes cá do burgo, nem têm competências de trafulhas como os camaradas gregos. Reclamam a plenos pulmões, nem mais tempo nem mais dinheiro, é só honestidade, competência e brio pátrio. Se lhes caísse um dente cada vez que mentem em consciência, tínhamos um país de governantes desdentados. Seguramente um bom negócio para as PAPAS gregas já mastigadas. Ficámos em últimos, é o costume. H á duas semanas publicámos uma reportagem onde se falava do fornecimento de comida imprópria para consumo na Escola António Gedeão onde dissemos que tínhamos pedido declarações à DRELVT, Gertal, Directora da Escola e vereadora da Educação Fernanda Franchi, citando as respostas da DRELVT e da Directora da Escola e informando não ter tido resposta das restantes entidades. A Presidência da Câmara Municipal de Odivelas enviou-nos um desmentido ao abrigo da Lei do Direito de Resposta, que na nossa opinião não se enquadrava no definido nessa lei, até pelo seu tamanho em palavras, mas como órgão isento e plural que somos entendemos fazer a sua publicação integral, respeitando a nossa obrigação ética mas não a legal porque como já dissemos não existia. E, como nada temos a esconder ou temer fizemos chamada de capa para esse pretenso desmentido. Como na mesma edição, nos termos da Lei de Imprensa, não podíamos fazer os comentários que se impunham, aqui estamos hoje para clarificar o sucedido. Quando tive conhecimento da situação enviei os pedidos de declarações às entidades referidas. Quatro dias depois, em serviço de reportagem encontrei a vereadora Fernanda Franchi e como ainda não tinha tido resposta perguntei se tinha recebido esse pedido o que a vereadora confirmou e disse ir responder. É verdade que disse que a responsabilidade era da DRELVT mas isso já nós sabíamos e até o referimos no pedido. Mas será que não tendo sido a Câmara a contratar a empresa, a vereadora da Educação não tem opinião sobre o fornecimento de comida imprópria aos alunos de uma escola do seu concelho? No meu ponto de vista claro que tem, ou se não a tem não estará decerto a cumprir as funções que lhe foram atribuídas. É verdade que me falou na reunião com o Diretor Regional de Educação, reunião já pedida e que não era sobre esta situação embora a vereadora fosse colocar as suas preocupações, que afinal ficámos a não saber quais são. Não é verdade que eu tivesse dito que iria esperar pela reunião para publicar a notícia. Disse á vereadora que lhe telefonaria para saber o resultado da reunião mas isso seria independente da resposta ao pedido que tinha formulado. A câmara diz que a DRELVT informou que a situação tinha sido resolvida, possivelmente, digo eu, com a promessa da empresa de que dai para a frente a comida seria em condições. Mas não estaria já esse pressuposto no contrato que a empresa assinou e não terá cumprido? E mesmo que daqui para a frente a comida seja em condições a vereadora continua sem opinião sobre o facto de as crianças terem consumido comida imprópria? Não deveria uma pessoa com responsabilidade públicas na Educação exigir o apuramento de responsabilidades e a punição do culpado. É verdade. A câmara foi muito expedita a emitir o direito de resposta mas continuou a esquecer-se de que deveria emitir uma opinião sobre o facto ter sido servida alimentação imprópria a crianças do concelho. Certamente que o munícipe tem o direito a essa opinião. Resta dizer que há 38 anos que escrevo neste território é e a primeira vez que alguém desmente uma notícia minha e como devem calcular foram já alguns milhares de reportagens que efectuei ouvindo milhares de pessoas e muitas centenas de políticos. É claro que a relação de confiança que estabeleço com todas as pessoas foi quebrada pela vereadora Fernanda Franchi e por isso a partir de agora todas as conversas com a referida vereadora, que só serão feitas no exercício das funções de ambos, serão gravadas para memória futura. Henrique Ribeiro

25 24 Fevereiro 2012 Nova Odivelas 25 PUB 08 O centro Espírita é uma casa geralmente religiosa onde se ensina, pratica, estuda e divulga a Doutrina Espírita. Em suas actividades estão incluídas palestras públicas, nas quais são comentados ensinamentos de Kardec e do Evangelho de Jesus, além de assistência Espiritual e material aos necessitados. O auxílio Espiritual é obtido através do atendimento individual àqueles que se encontram em aflição e desequilíbrio, com orientações e passes magnéticos de regeneração e amparo. O centro espírita tem como objectivo, orientar as pessoas no sentido de melhorar sua qualidade de vida através da acção reeducadora da moral do Cristo, endereçando o homem a esse entendimento, de forma mais ou menos rápida, poderá livrar-se das más influências e atrair as boas, que o ajudarão a seguir adiante de forma equilibrada e sadia. Ao procurar um centro espírita, todos poderão receber orientação individual através de atendimento particular, participar de palestras públicas e receber passe. O contacto com a doutrina e com os Espíritos depende das normas de cada centro, mas o bom senso nos diz que a disciplina e o estudo são metas que devem ser observadas com rigor para o sucesso das actividades. O auxílio material é dado através da assistência a necessitados em alimentos e vestuário. Um centro Espírita segue a codificação de Kardec baseado nos aspectos Científico, Filosófico e Religioso. É também local de paz, harmonia e baseado no «Dar de graça o que de graça recebeste». No centro espírita todo o trabalho é feito por amor. Nada é pago. É também um hospital para todos nós que vamos receber o auxílio espiritual e físico, restabelecer e equilibrar tanto a mente como o corpo. É também o local onde os Espíritos necessitados são levados para serem socorridos, funcionando também como escola porque é onde aprendem as leis Divinas, e esclarecidos sobre a sua nova situação. Os centros espíritas estão abertos para todos os que pretendem saber o que é o espiritismo. Podem assistir aos trabalhos públicos que consistem em exposição sobre um tema do Evangelho Segundo o Espiritismo tema que aborda uma das máximas de Jesus à luz do espiritismo. O passe que se aplica nos centros espíritas decorre da sintonia mental com os Espíritos Superiores. O passe magnético ou mediúnico é uma transmissão de fluidos benéficos e regeneradores que é aplicado pela simples imposição de mãos sob o centro coronário (cabeça) dispensando qualquer contacto físico entre o passista e o paciente. O passe permite a regeneração dos enfraquecidos física e espiritualmente. É uma doação de energias que serve para estimular os centros vitais restabelecendo o equilíbrio ou a saúde. A água que se dá a beber no final, é utilizada como recurso terapêutico depois de magnetizada pelos Espíritos. Muitas pessoas deslocam-se aos centros espíritas pedindo informações sobre familiares que já partiram, procurando comunicar com eles, com a expectativa de que o centro espírita preste esse tipo de serviços. Acontece que, os trabalhos mediúnicos que têm lugar nos centros espíritas são privados e reduzidos a um pequeno grupo de trabalhadores preparados para esse fim. É nesses trabalhos que os Espíritos estão autorizados a se comunicarem, relatando seus problemas e a situação que se encontram, mas isso não se torna público. Nestas reuniões sérias nas casas espíritas, nunca se evocam os Espíritos. Dourado Evaristo.

26 26 Nova Odivelas 24 Fevereiro 2012 ENTRETANTO MAIS EVENTOS. Consulte diariamente a agenda do Diário de Odivelas Esta televisão é sua Os filmes Libertam a Cabeça, do Centro Cultural Malaposta, exibem a 24 de fevereiro o filme Esta Televisão é sua, de Mariana Otero, com apresentação e comentários de José Filipe Costa, (professor e realizador. «Esta Televisão é Sua pretende mostrar o funcionamento da SIC (sociedade independente de televisão), a primeira televisão privada portuguesa. Mariana Otero acompanha a fabricação de alguns programas, a venda dos espaços publicitários e ainda a programação. Ficamos a saber muitas das estratégias que as televisões privadas elaboram para conquistar as audiências e o lugar reservado ao espectador». Às 21h30 na sala de cinema. Preço único 3, M/6, 60. O Senhor de La Fontaine em Lisboa O Centro Cultural Malaposta apresenta a peça infantil O Senhor de La Fontaine em Lisboa com textos de Abel Neves, a 25 e 26 de fevereiro. No sábado às 16h00 e 21h30 e no domingo às 16h00. Preço único 6, 60. M/4. «O Senhor de La Fontaine viaja até Lisboa, trazendo a sua maleta onde guarda as fábulas que, também ele, recriou, lá no seu século dezassete. Os corvos vindos da fábula e que fazem o emblema da cidade são as aves-compère desta aventura inesperada. Apresentam-se nove fábulas: A Raposa e o Corvo; A Raposa e o Galo; O Cão e o Lobo; O Lobo e os Pastores; O Lobo e o Cabrito; O Leão e o Mosquito; O Leão Velho; O Burro e o Cavalo; O Corvo e a Águia. Texto, música, desenho, pintura, cenografia, atores, máscaras e marionetas são artes e artistas conjugados para o espetáculo O Senhor de La Fontaine em Lisboa». Vamos aprender a ver cinema? O Centro Cultural Malaposta promove a 25 de fevereiro, às 16h00, na sala de cinema, a oficina Vamos aprender a ver cinema? que tem como formadora Ana Isabel Strindberg. Preço únic0o 3, 120, dos 7 aos 12 anos. «Esta oficina de cinema pretende mostrar e explicar como se fabrica uma imagem no cinema. Vamos explorar algumas histórias sobre os primeiros anos do cinema e aprender a ver e interpretar as imagens em movimento». Noite de Fado na Malaposta No dia 25 de fevereiro mais uma Grande Noite de Fado na sala café teatro do Centro Cultural Malaposta com a fadista Maria Mendes e os seus convidados André Vaz e Manuela Tonizzetti. Começa às 21h45. Preço único 6 euros, 75. M/6. A Flor da Realeza Até 13 de maio esta patente no Centro de Exposições de Odivelas a exposição de escultura de A Flor da Realeza, da autoria da artista Maria Leal da Costa e que apresenta mais de uma dezena de trabalhos. A Gestão do Tempo e do Stress A Junta de Freguesia, em parceria com a APOIARE, Associação Portuguesa para Observação e Investigação e Apoio na Reeducação em Matéria de Endividamento, promove um Workshop alusivo ao tema A Gestão do Tempo e do Stress, que se realiza no próximo dia 24 de fevereiro, pelas 19h00 no seu salão nobre. Junta da Pontinha promove aulas gratuitas de iniciação ao espanhol A Junta de Freguesia, vai promover, a partir de março de 2012, aulas gratuitas de iniciação ao espanhol que decorrerão na sede da autarquia pontinhense. Para efectuar a inscrição no curso, todos os interessados devem dirigir-se à Secretaria da Junta, no horário de expediente, e apresentar o bilhete de identidade e o cartão de eleitor. As inscrições terminam a 24 de fevereiro. As aventuras e desventuras do soldadinho de chumbo Mais um êxito de Fernando Gomes que continua a encher a sala experimental do Centro Cultural Malaposta, quer durante a semana com as representações para escolas mediante marcação quer nas representações para o público em geral que acontecem aos sábados às 16h00 e aos domingos às 11h00. Preço único 6, 60, M/3. Felizmente há luar Esta peça, com texto de Luiz de Sttau Monteiro, encenado por Jorge Estreia e com interpretação der alunos das escolas secundárias continua com representações até 25 de março no Centro Cultural Malaposta. Para ver na sala de espelhos às sextas e sábados às 21h30 e aos domingos às 16h00. Preço único 3, 75, M/12. Biometrias Até 26 de fevereiro a Malaposta tem patente a exposição individual de pintura e desenho de Eduardo Abrantes, Biometrias, com entrada livre. PUB

27 24 Fevereiro 2012 Nova Odivelas 27 DIVULGAÇÃO PUB

28 28 Nova Odivelas 24 Fevereiro 2012 Carneiro Carta Dominante: A Papisa, que significa Estabilidade, Estudo e Mistério. Amor: Partilhe a boa disposição com quem o rodeia. Que o seu sorriso ilumine todos em seu redor! Saúde: Cuide dos rins, beba muita água. Dinheiro: É possível que tenha aquela promoção que tanto esperava. Números da Sorte: 01, 18, 22, 40, 44, 49 Pensamento positivo: Eu cultivo a estabilidade na minha vida ouvindo o meu coração com amor. Touro Carta Dominante: 10 de Copas, que significa Felicidade. Amor: Estará preparado para assumir uma relação mais séria? Nunca desista dos seus sonhos! Saúde: Evite esforços físicos. Dinheiro: Está a ir por um ótimo caminho. Continue! Números da Sorte: 03, 11, 19, 25, 29, 30 Pensamento positivo: Eu sou feliz porque acredito nos meus sonhos. Gémeos Carta Dominante: 9 de Paus, que significa Força na Adversidade. Amor: Não seja tão impulsivo. Não se deixe dominar por maus presságios! Saúde: Faça exercícios de relaxamento. Dinheiro: Preste atenção ao seu saldo bancário. Números da Sorte: 19, 26, 30, 32, 36, 39 Pensamento positivo: Tenho força em todos os momentos. De 24 de Fevereiro a 01 de Março Caranguejo Carta Dominante: O Julgamento, que significa Novo Ciclo de Vida. Amor: Não desespere se a sua relação não está a correr como desejava, seja otimista e converse com o seu par sobre o que cada um de vós espera da relação. Saúde: Autoestima em baixo, anime-se! Dinheiro: Boa fase. Números da Sorte: 05, 09, 17, 33, 42, 47 Pensamento positivo: A minha vida está sempre em renovação. Leão Carta Dominante: 2 de Copas, que significa Amor. Amor: Pense bem e não tenha medo de mostrar o que sente a quem ama. Lute, lute sempre... Lute para ser feliz! Saúde: Cuide melhor do seu visual. Dinheiro: Não se distraia. Números da Sorte: 08, 09, 22, 31, 44, 49 Pensamento positivo: Partilho o meu amor com aqueles que me rodeiam. Virgem Carta Dominante: A Torre, que significa Convicções Erradas, Colapso. Amor: É provável que atravesse um período conturbado. Olhe em frente e verá que existe uma luz ao fundo do túnel! Saúde: A sua saúde manter-seá estável. Dinheiro: Agarre as oportunidades no seu meio laboral. Números da Sorte: 02, 08, 11, 28, 40, 42 Pensamento positivo: Tenho Fé em todos os momentos, mas principalmente nos que me parecem ser mais difíceis. Balança Carta Dominante: Rei de Espadas, que significa Poder, Autoridade. Amor: Pode surgir um novo relacionamento caso esteja livre. Aprenda a trazer para a luz o melhor do seu ser! Saúde: Possíveis problemas digestivos. Dinheiro: Planeie investimentos. Números da Sorte: 07, 19, 23, 42, 43, 48 Pensamento positivo: Eu tenho o poder de transformar a minha vida. Escorpião Carta Dominante: Cavaleiro de Paus, que significa Viagem longa, Partida Inesperada. Amor: Controle melhor as suas emoções. Descubra a imensa força e coragem que traz dentro de si! Saúde: Beba mais água. Dinheiro: O seu esforço profissional será reconhecido. Números da Sorte: 02, 04, 22, 36, 47, 48 Pensamento positivo: A vida é uma longa caminhada, em que passo a passo chego mais perto do meu objetivo. Sagitário Carta Dominante: 7 de Espadas, que significa Novos Planos, Interferências. Amor: Poderá sofrer uma desilusão amorosa. Aprenda a escrever novas páginas no livro da sua vida! Saúde: Cuide de si. Dinheiro: Não pense que o dinheiro estica, reduza as despesas! Números da Sorte: 03, 24, 29, 33, 38, 40 Pensamento positivo: Mantenho-me fiel aos meus projetos, não desanimo perante as interferências. Capricórnio Carta Dominante: Ás de Paus, que significa Energia, Iniciativa. Amor: A teimosia pode irritar os seus familiares. Proteja as suas emoções tornando-se cada dia que passa num ser humano mais forte e então sim, será feliz! Saúde: Estará em plena forma física. Dinheiro: Tudo decorrerá dentro da normalidade. Números da Sorte: 04, 11, 17, 19, 25, 29 Pensamento positivo: Tenho energia e espírito de iniciativa para avançar os meus projetos. Aquário Carta Dominante: O Imperador, que significa Concretização. Amor: Felicidade e paixão. A Vida espera por si. Viva-a! Saúde: Possíveis dores musculares. Dinheiro: Gastos extra, esteja preparado. Números da Sorte: 05, 17, 22, 33, 45, 49 Pensamento positivo: Sou capaz de concretizar os meus objetivos, porque acredito em mim. Peixes Carta Dominante: 6 de Paus, que significa Ganho. Amor: A sua sensualidade partirá corações. Viva o presente com confiança! Saúde: Não abuse nos doces! Dinheiro: Seja comedido nas despesas. Números da Sorte: 02, 08, 11, 25, 29, 33 Pensamento positivo: Tenho confiança no presente, e sei que tenho muito a ganhar com isso. 24 HORAS DE NOTÍCIAS

29 PUB 24 Fevereiro 2012 Nova Odivelas 29

30 30 Nova Odivelas 24 Fevereiro 2012 ~ Guarda Real ~ Sofres de abulia? Eu? Não! Tenho uma vontade de ferro. PUB PUB

31 ~ Flash do Reino ~ 24 Fevereiro 2012 Nova Odivelas 31 É Carnaval? É.. Eu até estou mascarado. PUB

32 32 Nova Odivelas 24 Fevereiro 2012 Realmente! Nobres Confissoes ~ Maria Ricardina de Marmelo e Sá Viscondessa da Memória Sobre o reinício das obras das Unidades de Saúde Familiar (USF s) da Ramada e Póvoa de Santo Adrião foi expressa a congratulação com tal facto, lembrando contudo que este reinício ocorre num momento em que já deveriam estar concluídos, uma vez que o prazo estabelecido no contrato programa, alterado em novembro de 2010, era de 330 dias. Ora, desde essa data já passaram mais de 400 dias! Quanto às USF s de Odivelas e Famões questionaram sobre quando é que os mesmos são construídos, uma vez que fazem parte do mesmo contrato programa, com um prazo de 510 dias para a sua execução, que termina no próximo mês de Abril, e se encontram na estaca zero. Relativamente ao Encerramento do Serviço de Urgência Básica (SUB) de Santo António dos Cavaleiros, anunciado para o próximo dia 29 de Fevereiro os Vereadores questionaram as razões para tal decisão, uma vez que desde a abertura desse serviço, os utentes do Concelho de Odivelas têm sido para aí encaminhados, estando essa informação patente nos Centros de Saúde. A este propósito, referiram que, para além de não ser admissível que não exista um serviço de urgência de primeira linha, o que obriga os utentes a recorrer ao Hospital, provocando o entupimento dos serviços, há um aumento do custo para os utentes, já que a taxa moderadora da SUB custa 15 e no Hospital custa 20. Estamos perante uma medida que tem como propósito garantir os clientes ao grupo privado BES Saúde, que gere o Hospital! Os vereadores da CDU insistiram na necessidade de o CATUS voltar a funcionar em Odivelas, lembrando que o mesmo foi transferido para a Póvoa de Santo Adrião, em março de 2011, por motivo de obras. Ora, as obras acabaram há largos meses, a USF aí instalada funciona até às 18h00 de Segunda a Sexta, não se entendendo por isso, porque motivo o CATUS não volta para as suas antigas instalações. De uma Nota de Imprensa da CDU sobre a reunião da CMO Confesso, sim confesso E sta primavera antecipada está a fazer bem à viscondessa da Memória. Estou a modos que mais feliz e com o solzinho na moleirinha até me esqueci dos problemas profissionais que são mais que muitos. Acreditem, não é fácil vender baratinho aulas de matemática. Se eu fosse assim para o lamechas até afirmaria, com todas as letras, que professora (e professor) sofre. E a juntar ao clima ameno veio o carnaval que, mesmo sem tolerância de ponto dada pelo Governo, teve folia QB até porque algumas câmaras fizeram orelhas moucas ao senhor Coelho dos Passos e fecharam a loja em terça-feira de entrudo. Bem feito Odivelas não tem Carnaval oficial, porque como aconteceu com os SMAS não fez partilhas carnavalescas e os Reis do Carnaval ficaram-se pelo concelho de origem, mas tem muitos carnavais oficiosos, olá se tem E, até diria a Ricardina que os carnavais em Odivelas acontecem em todos os dias do ano. Pudera, então não estamos na Terra de Oportunidades? Portantos, oportunidade à folia e a gozação. Não sei se por outras freguesias se carnavalou com as criancinhas das escolas, sim porque sou viscondessa mas não sei tudo, mas sei que em Odivelas, Olival Basto e Póvoa de Santo Adrião as criancinhas não deixaram os créditos por mãos alheias e saíram à rua, quer desafiados pelos senhores presidentes da junta, no caso de Odivelas e Póvoa, quer pela própria escola, no caso do Olival. Mas não pensem que lá por ser a escola a organizar o presidente do Olival não carnavalou. Apesar de levar a máscara habitual de todos os dias, Joaquim Farinha disse presente acompanhado da sua única vogal. Sim que a junta do Olival é canininha e só tem um executivo de três elementos. Na Póvoa Rogério Breia também desfilou acompanhado do Luís Sá e de Ilídio Lopes. Adorei ver o senhor presidente, também com a máscara de todo ano a comandar as criancinhas. Mas Odivelas foi diferente. Odivelas é cidade e o El Charmoso Presidente teve a companhia da vereadora Sandrinha Saudável que se apresentou linda como sempre e radiante. Mas cá para mim devia era ter ido à Póvoa e levar um cartaz a dizer: «Já está a ser construído o Centro de Saúde». Mas prontos eu sei que a senhora vereadora tem muito que fazer e portantos nem se alembrou disso. Ou se calhar carnavalou em Odivelas porque é a única junta do concelho em que o seu partido tem a presidência. Mas cá para a Ricardina na sessão da Assembleia Municipal de 16 de fevereiro também se sentiu um cheirinho a Carnaval. O deputado municipal do PSD, Luís Salmonete, em tom jocoso, como se impunha, agradeceu ao órgão de comunicação local em papel que «Antes era considerado por alguns Boletim Municipal, o ter inserido recentemente a fotografia de dois vereadores do PSD e do 1º Ministro, o que é insólito». Cá a Ricardina achou piada à coisa, que querem sou mesmo assim, a modos que lerdinha e não percebo certas coisas. Sabendo eu que o meu Boss, até disponibiliza espaço no Nova Odivelas que o PSD não aproveita e que no caso da sessão de esclarecimento dos deputados até pediram ao jornal para sair, porque é que o senhor Salmonete ridicularizou daquela forna o Jornal de Odivelas? Pois é, eu sei, é bom viver em Odivelas. T ambém achei com alguma piada o facto de agora que vão avançar as Unidades de Saúde Familiar da Póvoa e Ramada o PSD não tenha aproveitado para fazer um ganda número à volta da coisa, até porque tem o pelouro da Saúde e está no Governo. Pois Na assembleia municipal nem um pio sobre o assunto e, não sei se terá sido coincidência mas a vereadora Sandrinha Saudável nem estava na sala quando a doutora presidenta quase mestra anunciou o avanço das obras. Ainda a AMO. A senhora doutora presidenta anunciou que por conselho de quem sabe da coisa as assembleias de continuidade vão deixar de ter senhas de presença. A conferência de líderes ainda vai analisar a coisa mas cá a Ricardina está desconfiada que as próximas convocatórias vão ser uma coisa gira, tipo cada assembleia, um ponto, para não haver continuidade. Será? V oltando à Saúde. Cá a Ricardina está muito preocupada porque ficou com a sensação que o PSD de Odivelas está abúlico ou com outra patologia não identificada. Na reunião pública da Câmara Municipal de Odivelas realizada na quarta-feira o assunto das Unidades de Saúde Familiar voltou a vir à baila e cá a Ricardina acha, apesar de perceber pouco da coisa, que a vereadora Sandrinha Saudável tinha ali uma boa oportunidade para brilhar, Mas, qual quê, nem declarações políticas nem votos de congratulação, Nada, nadinha Apenas uma tímida e envergonhada resposta às questões colocadas. É pá, expliquem lá que as coisas não são assim O vereador independente Paulo Aido é que pareceu estar de perfeita saúde e vai daí apresenta uma declaração política, sobre o assunto, assim como a CDU que não perde uma oportunidade e fez uma declaração de fundo. E prontos, apesar de não estar doente apetece-me um chazito de Lúcia Lima. Vou tratar disso Fiquem bem que eu fico também. SIMPRUS PRESS, COMUNICAÇÃO LDA Av. de Lisboa, 103 B Casal de Cambra TLF: FAX: NIPC: DIRECTOR DE INFORMAÇÃO: Henrique Ribeiro TLM: DIRECTORA FINANCEIRA: Manuela Escoval PUBLICIDADE: Coisas.info, concessionária de publicidade. Av. da Liberdade, 11 - Presa Pontinha - Telefone: NOVA ODIVELAS - Semanário do Concelho de Odivelas Av. da Liberdade, 13 Presa Pontinha TLF: FAX: DIRECTOR: Henrique Ribeiro PUBLICIDADE: Coisas.info, concessionária de publicidade. Av. da Liberdade, 11 - Presa Pontinha DESIGNER: Soraia Lopes COLABORADORES: Eduardo Sousa, (Fotografia), Sérgio Mendonça (Desporto) COLUNISTAS: João Carvalho, Paula Paçó, Teresa Salvado, Xara Brasil CORRESPONDENTES: Olival Basto - Sara Sousa; Desporto - António Mota, David Braga, Pedro Beato, Sandra Braga REGISTO NO ERC: DEPÓSITO LEGAL N.º: /9 Interdita a reprodução de textos e imagens sem o devido consentimento. As crónicas e artigos de opinião ou de leitores são da inteira responsabilidades dos seus autores e podem não corresponder à orientação editorial do jornal.

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Odivelas 2010/2013

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Odivelas 2010/2013 Regimento do Conselho Municipal de Educação de Odivelas 2010/2013 O Decreto-Lei n.º 7/2003, de 15 de Janeiro, tem por objecto os Conselhos Municipais de Educação, regulando as suas competências e composição,

Leia mais

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas,

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas, Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL Odivelas, 20 de Novembro 2010 Caros Colegas, Estando a terminar este ano de trabalho na Federação Concelhia de Odivelas, da qual eu fiz parte dos seus Órgãos Sociais neste

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011 REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011 A Câmara deliberou, por unanimidade, justificar a falta do Senhor Presidente e do Vereador Senhor Eng.º Sérgio Manuel

Leia mais

UMA NOVA ATITUDE PARA TRANSFORMAR ODIVELAS NUM CONCELHO SOLIDÁRIO, QUE CONCILIE GERAÇÕES, ONDE AS PESSOAS TENHAM ORGULHO EM VIVER.

UMA NOVA ATITUDE PARA TRANSFORMAR ODIVELAS NUM CONCELHO SOLIDÁRIO, QUE CONCILIE GERAÇÕES, ONDE AS PESSOAS TENHAM ORGULHO EM VIVER. Programa "Nova Atitude Por Odivelas 20 de Setembro de 2013 às 17:32 UMA NOVA ATITUDE PARA TRANSFORMAR ODIVELAS NUM CONCELHO SOLIDÁRIO, QUE CONCILIE GERAÇÕES, ONDE AS PESSOAS TENHAM ORGULHO EM VIVER. QUEREMOS

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia da República Palácio de S. Bento Lisboa

Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia da República Palácio de S. Bento Lisboa Criação da Freguesia do Parque das Nações (Lisboa) Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia da República Palácio de S. Bento Lisboa Excelência Os signatários são moradores e comerciantes da Zona

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA 1 REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA ACTA Nº 26/2006 - DEZEMBRO --- DATA DA REUNIÃO: Sete de Dezembro de dois mil e seis. ------------------------- --- LOCAL DA REUNIÃO: Sala

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 05 FEVEREIRO DE 2014

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 05 FEVEREIRO DE 2014 REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 05 FEVEREIRO DE 2014 A Câmara deliberou, por unanimidade, justificar a falta da Vice-Presidente, Senhora Dr.ª Felícia Maria Cavaleiro

Leia mais

Regulamento de Acesso, Circulação e Permanência nas Instalações da Assembleia da República

Regulamento de Acesso, Circulação e Permanência nas Instalações da Assembleia da República Regulamento de Acesso, Circulação e Permanência nas Instalações da Assembleia da República Despacho n.º 1/93, de 19 de março publicado no Diário da Assembleia da República, II Série C, n.º 22 de 22 de

Leia mais

Município de Vieira do Minho

Município de Vieira do Minho CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VIEIRA DO MINHO REGIMENTO INTERNO A lei nº 159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo19º, nº 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos

Leia mais

Ata n.º 13/2015 de 01/07/2015

Ata n.º 13/2015 de 01/07/2015 --------------------------------------- ATA N.º 13/2015 --------------------------------------- -------- Ao dia 1 do mês de julho de 2015, pelas 10h, no Salão Nobre dos Paços do Município de Celorico da

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 219/VIII

PROJECTO DE LEI N.º 219/VIII PROJECTO DE LEI N.º 219/VIII CONSIDERA O TEMPO DE SERVIÇO PRESTADO NA CATEGORIA DE AUXILIAR DE EDUCAÇÃO PELOS EDUCADORES DE INFÂNCIA HABILITADOS COM CURSOS DE FORMAÇÃO A EDUCADORES DE INFÂNCIA PARA EFEITOS

Leia mais

Normas para as Matrículas das Crianças da Educação Pré-escolar e dos Alunos dos Ensinos Básico e Secundário

Normas para as Matrículas das Crianças da Educação Pré-escolar e dos Alunos dos Ensinos Básico e Secundário Índice Legislação Geral 1 Legislação Acção Social e Seguro Escolar 2 Alargamento da Rede de Edcação pré-escolar 2 Educação Especial 3 Inclusão e Sucesso Educativo 4 Notícias 5 Encerramento do Ano Lectivo

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE MAFRA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º. (Objecto)

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE MAFRA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º. (Objecto) REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE MAFRA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º (Objecto) O presente Regimento Interno tem por objectivo definir o funcionamento e organização do

Leia mais

Roteiro da Intervenção de João Bau (BE) na Sessão da Assembleia Municipal de Lisboa de 13 de Dezembro de 2011 (reunião de 10 de Janeiro de 2012)

Roteiro da Intervenção de João Bau (BE) na Sessão da Assembleia Municipal de Lisboa de 13 de Dezembro de 2011 (reunião de 10 de Janeiro de 2012) Roteiro da Intervenção de João Bau (BE) na Sessão da Assembleia Municipal de Lisboa de 13 de Dezembro de 2011 (reunião de 10 de Janeiro de 2012) Período da Ordem de Trabalhos destinado à Apreciação da

Leia mais

ATA NÚMERO CENTO E TRINTA E DOIS

ATA NÚMERO CENTO E TRINTA E DOIS ATA NÚMERO CENTO E TRINTA E DOIS Aos vinte e dois dias de Abril de dois mil e catorze, pelas vinte e uma horas e trinta minutos, reuniram-se em sessão ordinária, os membros da Assembleia de Freguesia de

Leia mais

APOIO A ESCOLAS, ASSOCIAÇÕES DE ESTUDANTES E ASSOCIAÇÕES DE PAIS

APOIO A ESCOLAS, ASSOCIAÇÕES DE ESTUDANTES E ASSOCIAÇÕES DE PAIS APOIOS A DIVERSAS ENTIDADES, INSTITUIÇÕES, ASSOCIAÇÕES E COLECTIVIDADES NO ANO DE 2014 APOIO A ESCOLAS, ASSOCIAÇÕES DE ESTUDANTES E ASSOCIAÇÕES DE PAIS Apoio à Associação de Estudantes da Escola Secundária

Leia mais

Município de Odivelas Assembleia Municipal

Município de Odivelas Assembleia Municipal ACTA Nº 9/2008 ACTA DA 3ª SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DE 2008 DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE ODIVELAS Aos quinze dias do mês de Maio do ano dois mil e oito, pelas vinte horas e trinta minutos reuniu a de Odivelas,

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SANTARÉM. Preâmbulo

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SANTARÉM. Preâmbulo REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SANTARÉM Preâmbulo A Lei n.º 159/99, de 14 de Setembro estabelece, no seu artigo 19.º, n.º 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os

Leia mais

GUIA DO PROFESSOR 2014-2015

GUIA DO PROFESSOR 2014-2015 GUIA DO PROFESSOR 2014-2015 Exmo(a). Senhor(a) Professor(a), Este documento procura ser um roteiro útil, que sistematiza as principais etapas e prazos a que os professores responsáveis pelo desenvolvimento

Leia mais

COMISSÃO PERMANENTE DE CULTURA, EDUCAÇÃO E DESPORTO

COMISSÃO PERMANENTE DE CULTURA, EDUCAÇÃO E DESPORTO COMISSÃO PERMANENTE DE CULTURA, EDUCAÇÃO E DESPORTO RELATÓRIO- Audições ao Senhor Vereador Jorge Máximo e Direcção da ACCD Estrelas e São João de Brito sobre o Contrato-Programa de Desenvolvimento Desportivo

Leia mais

Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com

Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com Cidade de Guimarães Faixas Etárias do Concelho 65 ou mais 24-64 anos 15-24 anos 0-14 anos 0 20000 40000 60000 80000 100000 População do Concelho 159.576

Leia mais

Plano a Médio Prazo e Orçamento 2005. Intervenção no Plenário Assembleia Legislativa da R.A.A. 5 a 8 de Abril de 2005

Plano a Médio Prazo e Orçamento 2005. Intervenção no Plenário Assembleia Legislativa da R.A.A. 5 a 8 de Abril de 2005 Plano a Médio Prazo e Orçamento 2005 Intervenção no Plenário Assembleia Legislativa da R.A.A. 5 a 8 de Abril de 2005 Senhor Presidente da ALRAA Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente do Governo

Leia mais

Discurso de Sua Excelência o Presidente da República

Discurso de Sua Excelência o Presidente da República Continuarei a percorrer o País, de Norte a Sul, a apelar à união de esforços, a levar uma palavra de esperança e a mostrar bons exemplos de resposta à crise. Discurso de Sua Excelência o Presidente da

Leia mais

REGIMENTO PARA O CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE ÁGUEDA PARTE I. Disposições Gerais. Artigo 1º. Definição e Âmbito

REGIMENTO PARA O CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE ÁGUEDA PARTE I. Disposições Gerais. Artigo 1º. Definição e Âmbito REGIMENTO PARA O CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE ÁGUEDA PARTE I Disposições Gerais Artigo 1º Definição e Âmbito 1. O Conselho Municipal de Educação de Águeda, adiante designado de Conselho é uma instância

Leia mais

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE ENXAMES ACTA N.º 8

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE ENXAMES ACTA N.º 8 ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE ENXAMES ACTA N.º 8 Aos vinte dias do mês de Abril do ano de dois mil e sete, reuniu a Assembleia de freguesia de Enxames não se registando nenhuma falta. Ao iniciar a sessão

Leia mais

PARECER N.º 04/2014 DOTAÇÃO DO PESSOAL NÃO DOCENTE DAS ESCOLAS E AGRUPAMENTOS DE ESCOLAS

PARECER N.º 04/2014 DOTAÇÃO DO PESSOAL NÃO DOCENTE DAS ESCOLAS E AGRUPAMENTOS DE ESCOLAS PARECER N.º 04/2014 DOTAÇÃO DO PESSOAL NÃO DOCENTE DAS ESCOLAS E AGRUPAMENTOS DE ESCOLAS A. INTRODUÇÃO A falta de pessoal não docente é um problema que afeta de forma muito notória a qualidade do serviço

Leia mais

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Aprovado pela Câmara em 6/02/2003, alterado em Reunião de Câmara de 18/09/2003 Aprovado pela Assembleia Municipal em

Leia mais

Conselho Municipal de Educação de Vila Velha de Ródão

Conselho Municipal de Educação de Vila Velha de Ródão MUNICÍPIO DE VILA VELHA DE RÓDÃO CÂ1VLARA MUNICIPAL Conselho Municipal de Educação de Vila Velha de Ródão ACTA N~ 42 Aos dez dias do mês de Setembro do ano de dois mil e catorze, pelas catorze horas, reuniu

Leia mais

D. Virgílio Antunes no Centro Social do Senhor da Serra. Bispo de Coimbra na bênção oficial da Residência Cristo Redentor

D. Virgílio Antunes no Centro Social do Senhor da Serra. Bispo de Coimbra na bênção oficial da Residência Cristo Redentor D. Virgílio Antunes no Centro Social do Senhor da Serra Bispo de Coimbra na bênção oficial da Residência Cristo Redentor O bispo da diocese de Coimbra, D. Virgílio Antunes, procedeu à bênção oficial da

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DO CRATO EDITAL

CÂMARA MUNICIPAL DO CRATO EDITAL CÂMARA MUNICIPAL DO CRATO EDITAL João Teresa Ribeiro, Presidente da Câmara Municipal do Crato, em cumprimento do disposto no artigo 91.º da Lei n.º 169/99 de 18 de setembro, torna público que na 27.ª reunião

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE CEDÊNCIA DE VIATURAS MUNICIPAIS DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO, AGENTES CULTURAIS, SOCIAIS E

REGULAMENTO MUNICIPAL DE CEDÊNCIA DE VIATURAS MUNICIPAIS DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO, AGENTES CULTURAIS, SOCIAIS E REGULAMENTO MUNICIPAL DE CEDÊNCIA DE VIATURAS MUNICIPAIS DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO, AGENTES CULTURAIS, SOCIAIS E INSTITUIÇÕES DE ENSINO DO CONCELHO Aprovado na 3.ª Reunião Ordinária

Leia mais

Acordo de Parceria. Plano Estratégico Concelhio de Prevenção das Toxicodependências (PECPT)

Acordo de Parceria. Plano Estratégico Concelhio de Prevenção das Toxicodependências (PECPT) Acordo de Parceria Plano Estratégico Concelhio de Prevenção das Toxicodependências (PECPT) 1. O presente Acordo pretende formalizar a parceria a estabelecer entre a Câmara Municipal de Odivelas, através

Leia mais

Espaço escolar. Transporte escolar. ATL centro lúdico

Espaço escolar. Transporte escolar. ATL centro lúdico Como em anos anteriores, continuamos a dar todo o nosso apoio, possível, no dia à dia da comunidade escolar, nas suas atividades e com a proximidade da quadra do Natal, fizemos questão de dar a toda a

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004 APD- DELEGAÇÃO LOCAL DE MEM MARTINS RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004 INTRODUÇÃO O ano de 2004 ficou marcado por alguns acontecimentos relevantes, sinal de que, apesar do passar dos anos, a Delegação

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 204 Nos termos da Lei n.º 2-A/2008, de 27 de Fevereiro SECÇÃO DE APOIO E DE COORDENAÇÃO GERAL (Capitulo III do Regulamento da Organização dos Serviços)

Leia mais

ATA Nº 01/12 Reunião Plenária do Conselho Local de Ação Social (CLAS)

ATA Nº 01/12 Reunião Plenária do Conselho Local de Ação Social (CLAS) ATA Nº 01/12 Reunião Plenária do Conselho Local de Ação Social (CLAS) Data: 26-01-2012 Local: Auditório do Edifício Cultural da Câmara Municipal de Peniche Hora de início: 21h15mn Hora do fecho: 23h30mn

Leia mais

Painel Temático 2: A Educação para o Desenvolvimento Sustentável Sala G4 10H45 12H15 Moderadora: Cristina Gomes Ferreira Relatora: Elizabeth Silva

Painel Temático 2: A Educação para o Desenvolvimento Sustentável Sala G4 10H45 12H15 Moderadora: Cristina Gomes Ferreira Relatora: Elizabeth Silva Painel Temático 2: A Educação para o Desenvolvimento Sustentável Sala G4 10H45 12H15 Moderadora: Cristina Gomes Ferreira Relatora: Elizabeth Silva Apresentação dos seguintes projectos: 1) Câmara de Lobos.

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES 2014

PLANO DE ACTIVIDADES 2014 PLANO DE ACTIVIDADES 2014 A - INTRODUÇÃO O ano de 2013 que agora termina, foi decisivo para a continuidade da Fundação do Desporto. O Governo, através do Sr. Ministro-Adjunto e dos Assuntos Parlamentares,

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES E CONTAS

RELATÓRIO DE ATIVIDADES E CONTAS RELATÓRIO DE ATIVIDADES E CONTAS 2014 INDÍCE 1. INTRODUÇÃO 2. VOTOS DE AGRADECIMENTO 3. PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO DO MINIGOLFE E APOIO PARA FORMAÇÃO NOS CLUBES 4. ORGANIZAÇÃO DE ESTRUTURAS DE APOIO ÀS

Leia mais

Ficha de Caracterização de Projecto

Ficha de Caracterização de Projecto Ficha de Caracterização de Projecto Projecto +Skillz E5G Programa Escolhas Promotor: Associação Mais Cidadania 2 A. IDENTIFICAÇÃO GERAL DA ENTIDADE Projecto Projecto +Skillz E5G Promotor: Associação Mais

Leia mais

Ano VI N.º 22. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Quinta-Feira 28 de Julho de 2011

Ano VI N.º 22. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Quinta-Feira 28 de Julho de 2011 Ano VI N.º 22 Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente Quinta-Feira 28 de Julho de 2011 Bandeira Azul Hasteada na Ribeira Quente A Praia do Fogo da Ribeira Quente recebeu no dia 28 de

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE. (Aprovado na 23ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal, realizada em 21 de Novembro de 2001)

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE. (Aprovado na 23ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal, realizada em 21 de Novembro de 2001) REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE (Aprovado na 23ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal, realizada em 21 de Novembro de 2001) REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE (Aprovado na 23ª Reunião

Leia mais

ACTA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE TRINTA DE JUNHO DE DOIS MIL E NOVE Aos trinta dias do mês de Junho de dois mil e nove, na Casa das Artes de Arcos de

ACTA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE TRINTA DE JUNHO DE DOIS MIL E NOVE Aos trinta dias do mês de Junho de dois mil e nove, na Casa das Artes de Arcos de ACTA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE TRINTA DE JUNHO DE DOIS MIL E NOVE Aos trinta dias do mês de Junho de dois mil e nove, na Casa das Artes de Arcos de Valdevez, reuniu, em sessão ordinária, a Assembleia Municipal

Leia mais

Ficha de candidatura para os representantes docentes do Conselho Municipal de Educação - download aqui ( 98.62KB)

Ficha de candidatura para os representantes docentes do Conselho Municipal de Educação - download aqui ( 98.62KB) Ficha de candidatura para os representantes docentes do Conselho Municipal de Educação - download aqui ( 98.62KB) Candidaturas ao Conselho Municipal de Educação - download aqui ( 864KB) Resultados das

Leia mais

Balanço Intercalar Sumário. da execução na Assembleia Municipal de Lisboa do Programa Eleitoral da Candidatura Autárquica do Bloco de Esquerda

Balanço Intercalar Sumário. da execução na Assembleia Municipal de Lisboa do Programa Eleitoral da Candidatura Autárquica do Bloco de Esquerda Balanço Intercalar Sumário da execução na Assembleia Municipal de Lisboa do Programa Eleitoral da Candidatura Autárquica do Bloco de Esquerda 1- A avaliação política de um mandato pressupõe, no essencial,

Leia mais

Município de Odivelas

Município de Odivelas Município de Odivelas Conselho Local de Acção Social 4ª Reunião No dia 26 de Outubro de 2004, pelas 14h30, reuniu-se o Conselho Local de Acção Social de Odivelas, no Auditório dos Paços do Concelho, na

Leia mais

Seminário Inverno demográfico - o problema. Que respostas?, Associação Portuguesa de Famílias Numerosas

Seminário Inverno demográfico - o problema. Que respostas?, Associação Portuguesa de Famílias Numerosas Seminário Inverno demográfico - o problema. Que respostas?, Associação Portuguesa de Famílias Numerosas Painel: Desafio Demográfico na Europa (11h45-13h00) Auditório da Assembleia da República, Lisboa,

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPO DE FÉRIAS DO MUNICIPIO DE VILA POUCA DE AGUIAR

REGULAMENTO DO CAMPO DE FÉRIAS DO MUNICIPIO DE VILA POUCA DE AGUIAR REGULAMENTO DO CAMPO DE FÉRIAS DO MUNICIPIO DE VILA POUCA DE AGUIAR O presente regulamento, tem como objetivo principal ocupar o tempo livre das crianças com idades compreendidas entre os 6 e os is anos,

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NOTA JUSTIFICATIVA

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NOTA JUSTIFICATIVA NOTA JUSTIFICATIVA Em conformidade com os poderes regulamentares que lhes são atribuídos pelos artigos 112º n.º 8 e 241º da Lei Constitucional, devem os Municípios aprovar os respectivos regulamentos municipais,

Leia mais

Associação de Voluntariado da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego (AVESTGL)

Associação de Voluntariado da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego (AVESTGL) Associação de Voluntariado da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego AVESTGL (Em fase de Publicação em DR) ESTATUTOS Capítulo I (Constituição e fins) Artigo 1º 1. É constituída uma associação

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DO PROJECTO Gai@prende+ REGULAMENTO MUNICIPAL DO PROJETO GAI@PRENDE+

REGULAMENTO MUNICIPAL DO PROJECTO Gai@prende+ REGULAMENTO MUNICIPAL DO PROJETO GAI@PRENDE+ REGULAMENTO MUNICIPAL DO PROJETO GAI@PRENDE+ 2 PREÂMBULO A educação é um instrumento fundamental para assegurar uma sociedade do conhecimento e um melhor entendimento do mundo, para o garante de uma cidadania

Leia mais

ACTA N.º6. Assembleia de Agricultores do Regadio do Açafal

ACTA N.º6. Assembleia de Agricultores do Regadio do Açafal ACTA N.º6 Assembleia de Agricultores do Regadio do Açafal Aos cinco dias do mês de Março do ano de dois mil e treze, pelas catorze horas e trinta minutos, reuniu a Assembleia de Agricultores do Regadio

Leia mais

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de -------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, em reunião ordinária para apreciação e deliberação

Leia mais

Uma cidade que passou de nível médio nacional, a médio europeu, fruto da coragem e determinação de quem tomou as decisões da época.

Uma cidade que passou de nível médio nacional, a médio europeu, fruto da coragem e determinação de quem tomou as decisões da época. Senhor presidente da assembleia e restantes membros da mesa, Senhoras vereadoras, senhores vereadores, Senhoras e senhores deputados, Público aqui presente, Corria o segundo ano, da segunda década do século

Leia mais

PACTO SOCIAL DO MONTE DESENVOLVIMENTO ALENTEJO CENTRAL, A.C.E. CAPTULO PRIMEIRO DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO PRIMEIRO. (Denominação)

PACTO SOCIAL DO MONTE DESENVOLVIMENTO ALENTEJO CENTRAL, A.C.E. CAPTULO PRIMEIRO DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO PRIMEIRO. (Denominação) PACTO SOCIAL DO MONTE DESENVOLVIMENTO ALENTEJO CENTRAL, A.C.E. CAPTULO PRIMEIRO DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO PRIMEIRO (Denominação) O Agrupamento adopta a denominação de Monte - Desenvolvimento Alentejo Central,

Leia mais

MUNICÍPIO DO CARTAXO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Acta n.º3/2004

MUNICÍPIO DO CARTAXO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Acta n.º3/2004 MUNICÍPIO DO CARTAXO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Acta n.º3/2004 Aos dez dias do mês de Maio do ano de 2004, no Auditório Municipal da Quinta das Pratas, reuniu o Conselho Municipal de Educação do Concelho

Leia mais

E D I T A L N.º 16/2010

E D I T A L N.º 16/2010 Torna público que nos termos do n.º 1 do art. 91.º da Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro, com a redacção actualizada pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de Janeiro e com as alterações introduzidas pela Lei n.º

Leia mais

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO MANUAL DO JOVEM DEPUTADO Edição 2014-2015 Este manual procura expor, de forma simplificada, as regras do programa Parlamento dos Jovens que estão detalhadas no Regimento. Se tiveres dúvidas ou quiseres

Leia mais

REVISÃO DA CARREIRA. PONTO DA SITUAÇÃO

REVISÃO DA CARREIRA. PONTO DA SITUAÇÃO Comunicado 23/09/2015 REVISÃO DA CARREIRA. PONTO DA SITUAÇÃO COLEGAS Pelas 21 horas, do dia 21 de Setembro de 2015, pôs-se um ponto final na primeira parte, da primeira fase do processo negocial da revisão/criação

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. 8ª Reunião Ordinária

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. 8ª Reunião Ordinária CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO 8ª Reunião Ordinária Aos onze dias de Maio de dois mil e doze, pelas catorze horas e quarenta e cinco minutos, reuniu, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o Conselho Municipal

Leia mais

ORDEM DE TRABALHOS. 1ª reunião

ORDEM DE TRABALHOS. 1ª reunião ORDEM DE TRABALHOS. 1ª reunião 1. Tomada de Posse dos membros do Conselho Municipal de Educação; 2. Proposta de regimento do Conselho Municipal de Educação; 3. Apresentação de propostas para a constituição

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 06 DE AGOSTO DE 2008 ORDEM DO DIA

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 06 DE AGOSTO DE 2008 ORDEM DO DIA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 06 DE AGOSTO DE 2008 ORDEM DO DIA A Câmara deliberou, por unanimidade, justificar a falta dos Vereadores Senhores Dr. José Polido, Alberto

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente Diário da Sessão n.º 103 de 21/04/04 Presidente: Vamos iniciar o debate sobre a Proposta de Resolução qualidade dos correios nos Açores e manutenção de critérios de proximidade na oferta dos respectivos

Leia mais

Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão. Preâmbulo

Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão. Preâmbulo REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO FUNDÃO Publicação II SÉRIE N.º 98 20 de Maio de 2010 Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão Preâmbulo A Lei de Bases do Sistema Educativo

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 20

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 20 DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 20 DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 17/10/2001 (Contém 6 folhas) Estiveram presentes os seguintes membros: Presidente: Hermano Manuel Gonçalves Nunes de Almeida (PSD)

Leia mais

MUNICÍPIO DE VIDIGUEIRA CÂMARA MUNICIPAL REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VIDIGUEIRA

MUNICÍPIO DE VIDIGUEIRA CÂMARA MUNICIPAL REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VIDIGUEIRA REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VIDIGUEIRA A Lei nº.159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo 19º, n.º. 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos

Leia mais

Braga, 10 de Janeiro de 2011.

Braga, 10 de Janeiro de 2011. Braga, 10 de Janeiro de 2011. Página 1 de 20 INDICE INTRODUÇÃO... 3 Págs. CARACTERIZAÇÃO DO SERVIÇO DE FORMAÇÃO... 10 BALANÇO DAS ACTIVIDADES DEP. FORMAÇÃO.11 PRIORIDADES DE MELHORIA. 15 CONCLUSÃO.. 16

Leia mais

Setembro Dia Europeu Sem Carros 22 Semana Europeia da Mobilidade 16 17 18 19 20 21 22

Setembro Dia Europeu Sem Carros 22 Semana Europeia da Mobilidade 16 17 18 19 20 21 22 Câmara Municipal: Cidade SANTARÉM Santarém Setembro Dia Europeu Sem Carros 22 Semana Europeia da Mobilidade 16 17 18 19 20 21 22 Área da cidade 29 Km 2 População total 28 760 hab. Dimensão da ZSTA 650

Leia mais

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CONDEIXA-A-NOVA ACTA Nº 2/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2009/04/27

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CONDEIXA-A-NOVA ACTA Nº 2/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2009/04/27 ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CONDEIXA-A-NOVA ACTA Nº 2/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2009/04/27 mod. EXP 14.1 Aos vinte e sete dias do mês de Abril do ano de dois mil e nove, reuniu no Salão Nobre dos Paços do

Leia mais

R E L A T Ó R I O D E E S T Á G I O

R E L A T Ó R I O D E E S T Á G I O INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO COMUNICAÇÃO E DESPORTO R E L A T Ó R I O D E E S T Á G I O RICARDO JORGE MARCELO ALMEIDA RELATÓRIO PARA A OBTENÇÃO DO DIPLOMA DE ESPECIALIZAÇÃO

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação

Projeto Pedagógico e de Animação Projeto Pedagógico e de Animação 1 - Memória Descritiva 2 Identificação e Caracterização da Instituição Promotora 3 - Objetivos Gerais 4 - Objetivos Específicos 5 - Princípios educacionais 6 Metodologias

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO DA COMUNIDADE DO ACES ALENTEJO CENTRAL 2

REGULAMENTO DO CONSELHO DA COMUNIDADE DO ACES ALENTEJO CENTRAL 2 REGULAMENTO DO CONSELHO DA COMUNIDADE DO ACES ALENTEJO CENTRAL 2 O Decreto-Lei n.º 28/2008 publicado em Diário da República, 1ª série, Nº 38, de 22 de Fevereiro de 2008, que criou os agrupamentos de Centros

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE. Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006. Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr.

JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE. Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006. Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr. JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006 Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr.ª Guadalupe Tel. e Fax: 266 781 165 Tel.: 266 747 916 email: jfguadalupe@mail.evora.net

Leia mais

Nota Introdutória Erro! Marcador não definido.

Nota Introdutória Erro! Marcador não definido. GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2015 ÍNDICE Nota Introdutória Erro! Marcador não definido. Ações Educação e Formação 2 Ação Social 3 Gestão Participada e Finanças 4 Saúde 5 Desporto 5 Juventude 6 Cultura 6 Turismo

Leia mais

AS S E M B L E I A M U N I C I P AL D E ESPINHO

AS S E M B L E I A M U N I C I P AL D E ESPINHO ACTA Nº 11/2013 ----- Aos 11 dias do mês de outubro de 2013, realizou-se na Sala de Reuniões da Assembleia Municipal, após a sua respetiva instalação, a primeira reunião de funcionamento da Assembleia

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO MUNICÍPIO DA MURTOSA

REGULAMENTO INTERNO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO MUNICÍPIO DA MURTOSA REGULAMENTO INTERNO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO MUNICÍPIO DA MURTOSA PREÂMBULO Designa-se por rede social o conjunto das diferentes formas de entreajuda, praticadas por entidades particulares sem

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS EXIGE UMA NOVA ESCOLA DO 1ºCEB

O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS EXIGE UMA NOVA ESCOLA DO 1ºCEB O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS EXIGE UMA NOVA ESCOLA DO 1ºCEB Sem qualquer negociação, o Ministério da Educação anunciou, e está desenvolver, algumas medidas avulsas relacionadas com o 1º Ciclo do Ensino Básico.

Leia mais

ESCLARECIMENTO ORDEM DOS ARQUITECTOS, ENCOMENDA PÚBLICA E PARQUE ESCOLAR. UMA CRONOLOGIA 29-03-2010

ESCLARECIMENTO ORDEM DOS ARQUITECTOS, ENCOMENDA PÚBLICA E PARQUE ESCOLAR. UMA CRONOLOGIA 29-03-2010 ESCLARECIMENTO ORDEM DOS ARQUITECTOS, ENCOMENDA PÚBLICA E PARQUE ESCOLAR. UMA CRONOLOGIA 29-03-2010 Por forma a melhor esclarecer os membros da OA quanto à posição e actuação da Ordem, nos últimos dois

Leia mais

Ano V N.º 4. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Sexta-Feira 22 de Janeiro de 2010

Ano V N.º 4. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Sexta-Feira 22 de Janeiro de 2010 Ano V N.º 4 Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente Sexta-Feira 22 de Janeiro de 2010 Foi atribuído em 2006, pela Associação de Municípios da Região Autónoma dos Açores, um Diploma

Leia mais

Câmara Municipal de Belmonte. Conselho Municipal de Juventude de Belmonte. REGULAMENTO do. Conselho Municipal de Juventude de Belmonte

Câmara Municipal de Belmonte. Conselho Municipal de Juventude de Belmonte. REGULAMENTO do. Conselho Municipal de Juventude de Belmonte Câmara Municipal de Belmonte Conselho Municipal de Juventude de Belmonte REGULAMENTO do Conselho Municipal de Juventude de Belmonte Os jovens têm um papel importante no desenvolvimento de qualquer sociedade.

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE REDONDO REGIMENTO

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE REDONDO REGIMENTO y Câmara Municipal de Redondo CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE REDONDO REGIMENTO O DL 7/2003, de 15 de Janeiro, que prevê a constituição do Conselho Municipal de Educação, regulou as suas competências

Leia mais

CARTA EUROPEIA DO DESPORTO INTRODUÇÃO

CARTA EUROPEIA DO DESPORTO INTRODUÇÃO CARTA EUROPEIA DO DESPORTO INTRODUÇÃO A Carta Europeia do Desporto do Conselho da Europa é uma declaração de intenção aceite pelos Ministros europeus responsáveis pelo Desporto. A Carta Europeia do Desporto

Leia mais

Pedagógico para o efeito, também os seus membros se mostraram contrários à realização de um projecto de TEIP3 na Escola, por uma ampla maioria dos

Pedagógico para o efeito, também os seus membros se mostraram contrários à realização de um projecto de TEIP3 na Escola, por uma ampla maioria dos Conselho Geral Acta Aos trinta dias do mês de Outubro de dois mil e doze, reuniu o Conselho Geral da Escola Secundária de Odivelas, em sessão ordinária, com a seguinte ordem de trabalhos: Ponto um: Período

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA. --- DATA DA REUNIÃO: Vinte e dois de Abril de dois mil e treze. -------------------------

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA. --- DATA DA REUNIÃO: Vinte e dois de Abril de dois mil e treze. ------------------------- REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA ATA Nº 9/2013 - ABRIL --- DATA DA REUNIÃO: Vinte e dois de Abril de dois mil e treze. ------------------------- --- LOCAL DA REUNIÃO: Sala

Leia mais

Festa da Árvore. Manuel da Fonseca à conversa com crianças do JAM e do GIAM, no Museu Municipal de Santiago do Cacém, Junho de 1986.

Festa da Árvore. Manuel da Fonseca à conversa com crianças do JAM e do GIAM, no Museu Municipal de Santiago do Cacém, Junho de 1986. PUBLICAÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTIAGO DO CACÉM ARQUIVO, N.º 9 2011 EDITORIAL O ARQUIFOLHA deste ano associa-se às comemorações do Centenário do Nascimento do Escritor Manuel da Fonseca, analisando

Leia mais

15ª Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Odivelas

15ª Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Odivelas Presidência 15ª Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Odivelas A 15ª Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Odivelas realizou-se no dia 29 de julho, nos Paços de Concelho Quinta da Memória, com a

Leia mais

Revista de Imprensa Janeiro de 2007. 1 - Destak, 31-01-2007, Agência DNA Cascais capta 18 milhões em 2006

Revista de Imprensa Janeiro de 2007. 1 - Destak, 31-01-2007, Agência DNA Cascais capta 18 milhões em 2006 Revista de Imprensa Janeiro de 2007 DNA 1 - Destak, 31-01-2007, Agência DNA Cascais capta 18 milhões em 2006 2 - Diário Económico, 31-01-2007, Agência DNA Cascais capta 10 projectos em 2006 3 - Jornal

Leia mais

Sr. Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores Sras. e Srs. Deputados Sra. e Srs. membros do Governo

Sr. Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores Sras. e Srs. Deputados Sra. e Srs. membros do Governo A mulher e o trabalho nos Piedade Lalanda Grupo Parlamentar do Partido Socialista A data de 8 de Março é sempre uma oportunidade para reflectir a realidade da mulher na sociedade, apesar de estes dias

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO A Lei 159/99, de 14 de Setembro, estabelece no seu artigo 19, nº2., alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os Conselhos Locais de Educação.

Leia mais

1.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 22 DE OUTUBRO DE 2013

1.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 22 DE OUTUBRO DE 2013 1.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 22 DE OUTUBRO DE 2013 A Câmara reconhecendo a urgência de deliberação deliberou, por unanimidade, apreciar o seguinte assunto não incluído na

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Braga

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Braga Regimento do Conselho Municipal de Educação de Braga A lei de bases do sistema educativo assume que o sistema educativo se organiza de forma a descentralizar, desconcentrar e diversificar as estruturas

Leia mais

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2011

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2011 GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2011 1. Análise do Plano Plurianual de Investimentos (PPI) Neste orçamento, o Município ajustou, as dotações para despesas de investimento, ao momento de austeridade que o país

Leia mais

OS MEMBROS DA MINHA FAMÍLIA

OS MEMBROS DA MINHA FAMÍLIA NOME OS MEMBROS DA MINHA FAMÍLIA ESTABELEÇO RELAÇÕES DE PARENTESCO : avós, pais, irmãos, tios, sobrinhos Quem pertence à nossa família? Observa as seguintes imagens. Como podes observar, nas imagens estão

Leia mais

A Participação Cívica dos Jovens

A Participação Cívica dos Jovens A Participação Cívica dos Jovens 2 Parlamento dos Jovens 2009 Nos dias 25 e 26 de Maio de 2009, realizou-se em Lisboa, no Palácio de São Bento, a Sessão Nacional do Parlamento dos Jovens 2009 do Ensino

Leia mais

Acta n.º 6 /2006 de 22/03/2006

Acta n.º 6 /2006 de 22/03/2006 -----------------------------------ACTA N.º 6/2006 ------------------------------------------ --------Aos vinte e dois dias do mês de Março de dois mil e seis, pelas quinze horas, no Salão Nobre dos Paços

Leia mais

Conselho Municipal de Educação

Conselho Municipal de Educação 1 Regimento do (CME) do Município de Vila Nova de Paiva A Lei 159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo 19, n.º2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos locais

Leia mais

6º Congresso Nacional da Administração Pública

6º Congresso Nacional da Administração Pública 6º Congresso Nacional da Administração Pública João Proença 30/10/08 Desenvolvimento e Competitividade: O Papel da Administração Pública A competitividade é um factor-chave para a melhoria das condições

Leia mais

Intervenção de Manuel Freitas Primeiro Candidato à Câmara Municipal de Felgueiras. Caros Camaradas e Amigos,

Intervenção de Manuel Freitas Primeiro Candidato à Câmara Municipal de Felgueiras. Caros Camaradas e Amigos, Intervenção de Manuel Freitas Primeiro Candidato à Câmara Municipal de Felgueiras Caros Camaradas e Amigos, Quero partilhar convosco a minha satisfação e o quanto me sinto honrado por ter recebido o convite

Leia mais

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE SÁTÃO

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE SÁTÃO 1 ATA DA PRIMEIRA REUNIÃO DA REALIZADA NO DIA DEZASSEIS DO MÊS DE OUTUBRO DO ANO DE DOIS MIL E TREZE Após a instalação dos respetivos órgãos municipais, o Sr. Presidente da Assembleia Municipal cessante

Leia mais