Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada"

Transcrição

1 Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada Os cabos ópticos Telcon proporcionam excelente performance de transmissão e proteção das fibras ópticas contra mudanças ambientais. Estes cabos são formados por um único tubo loose envolvidos por fios sintéticos como elemento de reforço, uma capa interna, fita de aço corrugada e capa externa para uma proteção mecânica contra ataque de roedores. Aplicação: Instalação externa Revestimento externo em polietileno na cor preta. Operam nas faixas de comprimento de onda de operação de nm, nm ou nm Excelente performance óptica e mecânica Os cabos podem ser fornecidos com até fibras ópticas no tubo loose Protegido contra roedores em fita de aço corrugada Tecnologia tubo loose geleado protegido contra umidade Especificação aplicável: NBR Capa externa em polietileno na cor preta, resistente às intempéries e raios UV. Fibras ópticas Monomodo, Multimodo,/ ou Multimodo /, conforme NBR e NBR Os cabos Telcon são desenvolvidos para uma performance otimizada e facilidade de instalação, de acordo com as especificações técnicas, padrões e referências da indústria.. Capa externa. Fita de aço corrugada. Fio de rasgamento. Capa interna. Elemento de tração. Tubo loose. Fibra óptica. Geléia / Rev. //

2 Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada As tabelas a seguir trazem informações sobre as configurações básicas do cabo. Configurações customizadas estão disponíveis sob consulta. Dimensões e Propriedades Construção por Tubo Loose Peso Líquido Nominal (kg/km) até, Mecânicas e Ambientais Máxima Tração de Instalação Raio Mínimo de Curvatura Sob Tensão Sem Tensão Resistência a Compressão Temperatura de Operação Unidade kgf mm Kgf/cm C Valor x diâmetro externo do cabo x diâmetro externo do cabo - até + Código de Cores das Fibras Ópticas Fibra Óptica Cor Fibra Óptica Cor Marrom Amarelo Rosa Branco Preto Cinza Vermelho Laranja Agua Designação do Cabo CFOA-SM-AREU-G ZZ FO CFOA-MM-AREU-G ZZ FO (,/) CFOA-MM-AREU-G ZZ FO (/) CFOA Cabo de fibra óptica revestida em acrilato SM (Monomodo), MM (Multimodo,/ e Multimodo /) AREU Protegido com fita de aço corrugada tubo único enterrado G Geleado ZZ fibras ópticas ( até fibras ópticas)

3 Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada Os cabos ópticos Telcon proporcionam excelente performance de transmissão e proteção das fibras ópticas contra mudanças ambientais. Este cabo foi desenvolvido com uma proteção externa contra ataques de roedores. Aplicação: Instalação em duto ou subduto, podendo ser utilizado em instalações aéreas espinado Sistemas de comunicação óptica de longa distância Regiões onde existam ataques biológicos (roedores, fungos, térmitas ou cupins) Operam nas faixas de comprimento de onda de nm, nm e nm Excelente performance óptica e mecânica Núcleo geleado Proteção contra umidade Proteção com fita de aço corrugada Tecnologia tubo loose geleado Capa externa em termoplástico resistente às intemperies e raios UV. Especificação aplicável: NBR Resolução - AGENCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES, de junho de Os cabos Telcon são desenvolvidos para uma performance otimizada e facilidade de instalação, de acordo com as especificações técnicas, padrões e referências da indústria.. Capa externa. Fita de aço corrugada. Fio de rasgamento. Capa interna. Elemento de tração. Enfaixamento. Tubo loose. Fibra óptica. Elemento central dielétrico. Geléia. Enchimento / Rev. // FO Rev. //

4 Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada As tabelas a seguir trazem informações sobre as configurações básicas do cabo. Configurações customizadas estão disponíveis sob consulta. Dimensões e Propriedades Construção a a a por Tubo Loose,,,,, por Tubo Loose,,,,, Mecânicas e Ambientais Máxima Tração de Instalação Raio Mínimo de Curvatura Sob Tensão Sem Tensão Resistência a Compressão Temperatura de Operação Unidade Kgf mm N/mm C Valor x massa do cabo por km x diâmetro externo do cabo x diâmetro externo do cabo x massa do cabo por km (Mínimo N e Máximo N) - até + Classe de Corrente por Descarga Atmosférica Classe de Corrente Não Aplicável ka ka ka Definida entre comprador e fornecedor em nível maior que ka I Ópticas Atenuação Máxima em nm Atenuação Máxima em nm SM,, Atenuação Máxima em nm Atenuação Máxima em nm MM, / MM,, Outros Valores mediante consulta

5 Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada Identificação das unidades / fibras ópticas fibras por cabo fibras por tubo Número de tubos loose emchimentos Fibra fibras fibras Branca Vermelha Fibras Branca Vermelha Marrom Rosa Preta Cinza Laranja Água- Marinha Identificação das unidades básicas (tubo loose) Piloto () Direcional () Amarelo Normal ( em diante) Natural ou branca Designação do Cabo CFOA-XX-ARD-G-Z-I CFOA Cabo de fibra óptica revestida em acrilato XX Tipo de fibra óptica: SM (Monomodo), MM (Multimodo, / Multimodo ) ARD Armado para instalações em duto G Geleado Z fibras ópticas I Classe de corrente

6 Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada - Seco Os cabos ópticos Telcon proporcionam excelente performance de transmissão e proteção das fibras ópticas contra mudanças ambientais. Estes cabos foram desenvolvidos com uma proteção externa especial contra ataques de roedores e tem núcleo seco que permite maior facilidade de preparação para instalação. Aplicação: Instalação em duto ou subduto Sistemas de comunicação óptica de longa distância Regiões onde existam ataques biológicos (roedores, fungos, térmitas ou cupins) Operam nas faixas de comprimento de onda de nm, nm e nm Excelente performance óptica e mecânica Proteção contra umidade Proteção com fita de aço corrugada Tecnologia tubo loose geleado Núcleo seco protegido por materiais hidroexpansíveis Especificação aplicável: NBR Resolução - AGENCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES, de junho de Os cabos Telcon são desenvolvidos para uma performance otimizada e facilidade de instalação, de acordo com as especificações técnicas, padrões e referências da indústria.. Capa externa. Fita de aço corrugada. Fio de rasgamento. Capa interna. Elemento de tração. Enfaixamento. Tubo loose. Fibra óptica. Elemento central dielétrico / Rev. // FO Rev. //

7 Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada - Seco As tabelas a seguir trazem informações sobre as configurações básicas do cabo. Configurações customizadas estão disponíveis sob consulta. Dimensões e Propriedades Construção a a a por Tubo Loose,,,,, por Tubo Loose,,,,, Mecânicas e Ambientais Máxima Tração de Instalação Raio Mínimo de Curvatura Sob Tensão Sem Tensão Resistência a Compressão Temperatura de Operação Unidade Kgf mm N/mm C Valor x massa do cabo por km x diâmetro externo do cabo x diâmetro externo do cabo x massa do cabo por km (Mínimo N e Máximo N) - até + Ópticas Atenuação Máxima em nm Atenuação Máxima em nm SM,, Atenuação Máxima em nm Atenuação Máxima em nm MM, / MM,, Outros Valores mediante consulta

8 Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada - Seco Identificação das unidades / fibras ópticas fibras por cabo fibras por tubo Número de tubos loose emchimentos Fibra fibras fibras Branca Vermelha Fibras Branca Vermelha Marrom Rosa Preta Cinza Laranja Água- Marinha Identificação das unidades básicas (tubo loose) Piloto () Direcional () Amarelo Normal ( em diante) Natural ou branca Designação do Cabo CFOA-XX-ARD-S-Z CFOA Cabo de fibra óptica revestida em acrilato XX Tipo de fibra óptica: SM (Monomodo) MM (Multimodo, ou Multimodo ) NZD (Monomodo com dispersão não nula) ARD Armado para instalações em duto S Seco Z fibras ópticas

9 Cabo Óptico Dielétrico Duto com Capa Externa Retardante à Chama Os cabos ópticos Telcon proporcionam excelente performance de transmissão e proteção das fibras ópticas contra mudanças ambientais. Este cabo foi desenvolvido com uma proteção externa contra fungos e bactérias, e capa retardante à chama. Aplicação: Instalação em duto ou subduto Sistemas de comunicação óptica de longa distância Operam nas faixas de comprimento de onda de nm, nm e nm Excelente performance óptica e mecânica Núcleo geleado Cabo totalmente dielétrico Capa externa retardante à chama Cabo constituído por, ou fibras ópticas por tubo loose Instalação em dutos ou aérea espinado Resolução AGENCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES, de junho de Especificação aplicável: NBR Os cabos Telcon são desenvolvidos para uma performance otimizada e facilidade de instalação, de acordo com as especificações técnicas, padrões e referências da indústria. / Rev. //. Capa externa. Elemento de tração. Proteção Térmica. Fio de rasgamento. Tubo loose. Elemento central dielétrico. Fibra óptica. Enchimento

10 Cabo Óptico Dielétrico Duto com Capa Externa Retardante à Chama As tabelas a seguir trazem informações sobre as configurações básicas do cabo. Configurações customizadas estão disponíveis sob consulta. Dimensões e Propriedades Construção a a a por Tubo Loose,,,, por Tubo Loose,,,,,, Mecânicas e Ambientais Máxima Tração de Instalação Raio Mínimo de Curvatura Sob Tensão Sem Tensão Resistência a Compressão Temperatura de Operação Unidade Kgf mm N/mm C Valor x massa do cabo por km, com mínimo de N x diâmetro externo do cabo x diâmetro externo do cabo x massa do cabo por km (Mínimo N e Máximo N) - até + Ópticas Atenuação Máxima em nm Atenuação Máxima em nm SM ou ESM,, Atenuação Máxima em nm Atenuação Máxima em nm MM, / MM,, Outros Valores mediante consulta

11 Cabo Óptico Dielétrico Duto com Capa Externa Retardante à Chama Identificação das unidades / fibras ópticas fibras por cabo fibras por tubo Número de tubos loose emchimentos Fibra fibras fibras Branca Vermelha Fibras Branca Vermelha Marrom Rosa Preta Cinza Laranja Água- Marinha Identificação das unidades básicas (tubo loose) Piloto () Direcional () Amarelo Normal ( em diante) Natural ou branca Designação do Cabo CFOA-XX-DD-G-Z RC CFOA Cabo de fibra óptica revestida em acrilato XX Tipo de fibra óptica: SM (Monomodo) ESM (Monomodo com Baixo Pico D água) MM (Multimodo) DD Duto dielétrico G Geleado Z fibras ópticas RC Capa retardante a chama

12 Cabo Óptico Dielétrico Duto Seco com Capa Externa Retardante à Chama Os cabos ópticos Telcon proporcionam excelente performance de transmissão e proteção das fibras ópticas contra mudanças ambientais. Estes cabos são desenvolvidos com uma proteção externa com características de retardância à chama. Aplicação: Instalação em duto ou subduto Instalação aérea espinado Sistemas de comunicação óptica de longas distâncias Operam nas faixas de comprimento de onda de operação, nm ou nm Excelente performance óptica e mecânica Núcleo seco Cabo totalmente dielétrico Tecnologia tubo loose e SZ Cabos constituídos por até fibras por tubo loose Instalação em dutos ou aérea espinado Resolução AGENCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES, de junho de Capa externa em material retardante à chama Os cabos Telcon são desenvolvidos para uma performance otimizada e facilidade de instalação, de acordo com as especificações técnicas, padrões e referências da indústria.. Capa externa. Elemento de tração. Proteção Water Blocking. Fio de rasgamento. Tubo loose. Elemento central dielétrico. Fibra óptica / Rev. //

13 Cabo Óptico Dielétrico Duto Seco com Capa Externa Retardante te à Chama As tabelas a seguir trazem informações sobre as configurações básicas do cabo. Configurações customizadas estão disponíveis sob consulta. Dimensões e Propriedades Construção a a por Tubo Loose,,,,, a por Tubo Loose,, Mecânicas e Ambientais Máxima Tração de Instalação Raio Mínimo de Curvatura Sob Tensão Sem Tensão Resistência a Compressão Temperatura de Operação Unidade Kgf mm mm N C Valor x massa do cabo por km com mínimo de N x diâmetro externo do cabo x diâmetro externo do cabo x peso por km Mínimo / Máximo - até + Designação do Cabo CFOA-SM-DD-S-Z FR CFOA Cabo de fibra óptica revestida em acrilato SM Tipo de fibra óptica: SM (Monomodo) DD Duto dielétrico S Seco Z fibras ópticas FR Capa externa retardante à chama

Cabo Optico Aéreo Dielétrico Tubo unico ASU (NR/RC)

Cabo Optico Aéreo Dielétrico Tubo unico ASU (NR/RC) Cabo Optico Aéreo Dielétrico Tubo unico ASU (NR/RC) Os cabos ópticos TELCON contam com uma excelente proteção e transmissão óptica para conectar longas distancias e outros serviços como Multimedia, Internet

Leia mais

Cabo Óptico Dielétrico Duto com Capa Externa Retardante à Chama

Cabo Óptico Dielétrico Duto com Capa Externa Retardante à Chama Os cabos ópticos Telcon proporcionam excelente performance de transmissão e proteção das fibras ópticas contra mudanças ambientais. Este cabo foi desenvolvido com uma proteção externa contra fungos e bactérias,

Leia mais

Cabo Óptico Tubo Único Dielétrico

Cabo Óptico Tubo Único Dielétrico Os cabos ópticos Telcon proporcionam excelente performance de transmissão. Este cabo tem como diferencial ser constituído por um único tubo loose, protegidos por termoplástico preto retardante a chama

Leia mais

CFOT-MF/UB. Interno / Externo

CFOT-MF/UB. Interno / Externo CFOT-MF/UB Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção Dielétrico Núcleo Seco Tubo Loose (UB) ou Cordão Monofibra (MF) SM ou MM Descrição Conjunto constituído por cordões ópticos ("tight buffer") ou tubos

Leia mais

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR Tipo do Produto Construção Cabos Ópticos Dielétrico Tight Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras ópticas do tipo multimodo ou monomodo.

Leia mais

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção Dielétrico Tight Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras ópticas do tipo multimodo ou monomodo.

Leia mais

CABO ÓPTICO FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR

CABO ÓPTICO FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR CABO ÓPTICO FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR Tipo do Produto Cabos Ópticos Família do Produto Construção TeraLan Dielétrico Tight Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 348, DE 2 DE SETEMBRO DE 2003

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 348, DE 2 DE SETEMBRO DE 2003 ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 348, DE 2 DE SETEMBRO DE 2003 NORMA PARA CERTIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DE CABOS PÁRA-RAIOS COM FIBRAS ÓPTICAS PARA LINHAS AÉREAS DE TRANSMISSÃO (OPGW) 1. Objetivo Esta norma estabelece

Leia mais

Índice. Nomenclatura... 2. Fibras Ópticas... 3. Rede Externa Aérea - Cabos Ópticos. Rede Interna - Cabos Ópticos

Índice. Nomenclatura... 2. Fibras Ópticas... 3. Rede Externa Aérea - Cabos Ópticos. Rede Interna - Cabos Ópticos Índice Nomenclatura... 2 Fibras Ópticas... 3 Rede Externa Aérea - Cabos Ópticos CFOA-SM-ASY-G / CFOA-NZD-ASY-G CFOA-SM-ASY-RA-G / CFOA-NZD-ASY-RA-G... 4 e 5 CFOA-SM-ASY-S / CFOA-NZD-ASY-S... 6 e 7 CFOA-SM-LV-AS-Y-S

Leia mais

PROJETO OPGW CABLES OPGW

PROJETO OPGW CABLES OPGW PROJETO OPGW CABLES OPGW 2007 CABO OPGW Para instalação em sistemas de linhas distribuição e transmissão de energia elétrica: Abriga em seu interior, fibras ópticas. Interface de comunicação entre dois

Leia mais

CFOA-DER-G (ABNT) ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto

CFOA-DER-G (ABNT) ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto CFOA-DER-G (ABNT) Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção RoHS Compliant Proteção dielétrica anti roedor Núcleo Geleado Tubos Loose SM, MM e NZD Descrição Conjunto constituído por fibras ópticas tipo

Leia mais

CABO OPTICO CFOA-DDR (PFV) - PADRÃO ABNT

CABO OPTICO CFOA-DDR (PFV) - PADRÃO ABNT CABO OPTICO CFOA-DDR (PFV) - PADRÃO ABNT Tipo do Produto Construção ROHS Compliant Dielétrico Cabos Ópticos Geleado (revestimento NR) ou seco protegido por materiais hidroexpansíveis (revestimento LSZH).

Leia mais

14 CABOS DE FIBRA ÓTICA

14 CABOS DE FIBRA ÓTICA FIBRA OTICA 4 4 CABOS DE FIBRA ÓTICA Fibra Ótica com diferentes tipos de cabos: Tight Buffer - Estrutura Fechada Fibra ótica com revestimento em PVC. Usado para ligações dentro de edifícios (cabos, cordões

Leia mais

CABO OPTICO CFOA-DD - PADRÃO ABNT

CABO OPTICO CFOA-DD - PADRÃO ABNT CABO OPTICO CFOA-DD - PADRÃO ABNT Tipo do Produto Cabos Ópticos ROHS Compliant Dielétrico Núcleo Seco ou Geleado Tubos Loose SM, MM e NZD Descrição Cabo óptico totalmente dielétrico de 02 (dois) a 288

Leia mais

FIBER-LAN-AR (PFV) INDOOR/OUTDOOR (CFOT-EOR) - ABNT

FIBER-LAN-AR (PFV) INDOOR/OUTDOOR (CFOT-EOR) - ABNT FIBER-LAN-AR (PFV) INDOOR/OUTDOOR (CFOT-EOR) - ABNT Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção ROHS Compliant Dielétrico Tight Proteção anti-roedor Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico totalmente

Leia mais

CABO OPTICO CFOA-AS - PADRÃO ABNT CL

CABO OPTICO CFOA-AS - PADRÃO ABNT CL CABO OPTICO CFOA-AS - PADRÃO ABNT CL Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção ROHS Compliant Dielétrico Núcleo Seco ou Geleado Tubos Loose SM, MM e NZD Descrição Cabos óptico dielétricos auto sustentados

Leia mais

Cabo Óptico Aéreo Totalmente Seco - AS-S TS ABNT

Cabo Óptico Aéreo Totalmente Seco - AS-S TS ABNT Cabo Óptico Aéreo Totalmente Seco - AS-S TS ABNT Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção ROHS Compliant Dielétrico Núcleo totalmente seco Tubos Loose SM Descrição Cabos óptico dielétricos auto sustentados

Leia mais

Especi cação Técnica Cabo OPGW

Especi cação Técnica Cabo OPGW Especi cação Técnica Cabo OPGW No Especificação.: ZTT 15-48656 Revisão: DS_V.00-15/02/2016 Escrito por: Fabricante: ZTT Cable - Jiangsu Zhongtian Technology Co.,td. Gerencia Técnica Escritório Comercial

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 299, DE 20 DE JUNHO DE 2002 NORMA PARA CERTIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DE CABOS DE FIBRAS ÓPTICAS

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 299, DE 20 DE JUNHO DE 2002 NORMA PARA CERTIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DE CABOS DE FIBRAS ÓPTICAS ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 299, DE 20 DE JUNHO DE 2002 NORMA PARA CERTIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DE CABOS DE FIBRAS ÓPTICAS 1. OBJETIVO Esta norma estabelece os requisitos mínimos a serem demonstrados na avaliação

Leia mais

CTP APL xdsl 8,5 MHz

CTP APL xdsl 8,5 MHz CTP APL xdsl 8,5 MHz Tipo do Produto Construção 10 a 1800 pares Cabos Telefônicos Núcleo seco Descrição Cabo telefônico para banda larga, constituído por condutores de cobre eletrolítico e maciço, isolação

Leia mais

CABO ÓPTICO SPEED STAR AS80

CABO ÓPTICO SPEED STAR AS80 ILUSTRAÇÃO Capa Externa Fibra Óptica Loose Tube Fio de rasgamento (Rip Cord) Fita bloqueadora de água Elemento central de força Elemento de tração (Fios) Geléia - Sem escala - Figura Ilustrativa - ELEMENTOS

Leia mais

Manual Técnico Telcon Departamento de Engenharia

Manual Técnico Telcon Departamento de Engenharia 1/13 Sumário 1. Objetivo 2. Referências 3. Uso e Aplicação 4. Definições 5. Designação 6. Características Construtivas 7. Formação dos Cabos 8. Instruções Gerais de Instalação 9. Teste do Cabo antes do

Leia mais

FAST CIT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto. Construção. Descrição. Aplicações

FAST CIT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto. Construção. Descrição. Aplicações FAST CIT Tipo do Produto Cabos Telefônicos Construção 02 a 200 pares Núcleo seco Classificação de retardância a chama: CM ROHS Compliant Descrição Cabo telefônico constituído por condutores de cobre eletrolítico,

Leia mais

Meios Ópticos SISTEMAS GIGABIT E 10 GIGABIT CABO FIS-OPTIC-AR Descrição Instalações externas em infra-estrutura de eletrodutos e caixas de passagem subterrâneas, susceptíveis a ação de roedores. Cabos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TR 02/MNNO/2015

TERMO DE REFERÊNCIA TR 02/MNNO/2015 TERMO DE REFERÊNCIA TR 02/MNNO/2015 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA FORNECIMENTO DE CABO DE FIBRA OPTICA DO TIPO MULTIMODO 62,5μm, APROPRIADA PARA USO EXTERNO EM DUTOS E COM PROTEÇÃO CONTRA ROEDORES, PARA

Leia mais

TREINAMENTO de PRODUTOS

TREINAMENTO de PRODUTOS TREINAMENTO de PRODUTOS Tecnologia R&D Sorocaba 11 de Maio de 2010 www.telcon.com.br Produtos Fibras Ópticas Fibras Ópticas VANTAGENS DAS FIBRAS ÓPTICAS» Alta capacidade de transmissão (dados, voz, imágens);»

Leia mais

Marca. Transcend, mais do que inovação e qualidade, um parceiro engajado em transpor desafios em realizações de redes ópticas.

Marca. Transcend, mais do que inovação e qualidade, um parceiro engajado em transpor desafios em realizações de redes ópticas. 1 Marca Em uma constante evolução, com um time formado por equipe interna, consultores, engenheiros dentro e fora do país e fornecedores de matéria prima globais, com uma moderna e completa planta fabril

Leia mais

Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica Divisão de Manutenção / Departamento de Manutenção de Sistemas Digitais

Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica Divisão de Manutenção / Departamento de Manutenção de Sistemas Digitais Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica Divisão de Manutenção / Departamento de Manutenção de Sistemas Digitais Especificação Técnica ETD -00.063 Materiais de telecomunicação ópticos Versão:

Leia mais

REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA

REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Sumário 1. Cabos de fibras ópticas... 2 2. Lançamento de Cabo Óptico... 3 3. Emendas ópticas... 3 4. Distribuidor Geral Óptico DGO... 4 5. Medições

Leia mais

A entrada de energia elétrica será executada através de:

A entrada de energia elétrica será executada através de: Florianópolis, 25 de março de 2013. 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS O presente memorial tem como principal objetivo complementar as instalações apresentadas nos desenhos/plantas, descrevendo-os nas suas partes

Leia mais

FIBER-LAN INDOOR (CFOI-EO) - ABNT

FIBER-LAN INDOOR (CFOI-EO) - ABNT FIBER-LAN INDOOR (CFOI-EO) - ABNT Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção ROHS Compliant Dielétrico Tight buffer Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras ópticas

Leia mais

>Introdução. 3.1. Construção de cabos para exterior 3.2. Construção de cabos para interior

>Introdução. 3.1. Construção de cabos para exterior 3.2. Construção de cabos para interior 3. Cabos de Fibra Óptica >Objectivo Este módulo tem como objectivo, a introdução às questões relacionadas como desenho de cabos de fibras ópticas, com o sua aplicação em ambientes diversos e com o estudo

Leia mais

FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS

FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS 04 05 0 07 08 09 02 FIBRA ÓTICA TECNOLOGIA ÓTICA Com

Leia mais

CABO OPTICO CFOA-AS : ABNT

CABO OPTICO CFOA-AS : ABNT CABO OPTICO CFOA-AS : ABNT Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção ROHS Compliant Dielétrico Núcleo Seco ou Geleado Tubos Loose SM, MM e NZD Descrição Cabos óptico dielétricos auto sustentados de 02 (duas)

Leia mais

3.1. Esta especificação faz referência aos seguintes documentos:

3.1. Esta especificação faz referência aos seguintes documentos: 1/7 1. OBJETIVO: 1.1. Esta Especificação Técnica tem por objetivo definir as características e estabelecer os critérios para a fabricação e aceitação do Sistema para Cabeamento Interno Aparente em Ambiente

Leia mais

REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA

REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Sumário: 1. Cabos de fibras ópticas... 2 2. Lançamento de Cabo Óptico... 3 3. Emendas ópticas... 3 4. Distribuidor Geral Óptico DGO... 3 5. Medições

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA AMPLA ETA-210/2015 R-00

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA AMPLA ETA-210/2015 R-00 DIRETORIA DE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE REDE /2015 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA AMPLA /2015 R- FOLHA DE CONTROLE I APRESENTAÇÃO A presente Especificação Técnica define os requisitos

Leia mais

TUBO DE CRISTAL PARA USO ALIMENTAR (série 1500)

TUBO DE CRISTAL PARA USO ALIMENTAR (série 1500) TUBO DE CRISTAL PARA USO ALIMENTAR (série 1500) MEDIDA mm METROS ROLO 2x4 100 3x5 100 4x6 100 5x8 100 5x9 50 6x8 50 6x8 25 6x9 50 6x10 50 7x10 50 7x12 50 8x10 50 8x11 50 8x12 50 9x12 50 9x15 50 10x12 50

Leia mais

MFP MANUAL DE INSTALAÇÃO - CABO ÓPTICO AUTOSSUSTENTANDO MINI-RA. Versão: /11/2015

MFP MANUAL DE INSTALAÇÃO - CABO ÓPTICO AUTOSSUSTENTANDO MINI-RA. Versão: /11/2015 1. Objetivo: Especificar os acessórios e apresentar as principais recomendações para a instalação do CABO OPTICO CFOA-SM-AS80 MINI-RA Furukawa. 2. O cabo óptico CFOA-AS80-MINI-RA 2.1 Aplicação: Os cabos

Leia mais

2 O cabo óptico CABO ÓPTICO DROP FIG.8 TUBO LOOSE FTTH

2 O cabo óptico CABO ÓPTICO DROP FIG.8 TUBO LOOSE FTTH 1 Objetivo: Este manual tem o objetivo de auxiliar a instalação do CABO ÓPTICO DROP FIG.8 TUBO LOOSE FTTH Furukawa, especificando os acessórios e apresentando as principais recomendações para a instalação.

Leia mais

ANEXO 5 MATERIAIS E FERRAMENTAS ESPECÍFICAS (PARTE 1 CABOS)

ANEXO 5 MATERIAIS E FERRAMENTAS ESPECÍFICAS (PARTE 1 CABOS) ANEXO 5 MATERIAIS E FERRAMENTAS ESPECÍFICAS (PARTE 1 CABOS) MANUAL ITED 1ª edição ANEXO 6 1 CABOS TVV E TVHV 1 2 3 4 1 5 2 3 1. Revestimento Exterior (camada de PVC) 2. Cintagem 3. Isolamento do condutor

Leia mais

CABO ÓPTICO SPEED STAR DROP FIGURA 8

CABO ÓPTICO SPEED STAR DROP FIGURA 8 ILUSTRAÇÃO Elemento de Sustentação Capa Externa Loose Tube Geléia Fio de Rasgamento (Rip Cord) Elemento de tração Fibra Óptica - Sem escala - Figura Ilustrativa - ELEMENTOS DO CABO Capa de Proteção Externa:

Leia mais

Cabo Telefônico CTP-APL

Cabo Telefônico CTP-APL Cabo Telefônico CTP-APL Descrição ABNT NBR 9124/ANATEL: RESOLUÇÃO - sem escala Figura ilustrativa Condutor: Cobre eletrolitico com diâmetros nominais de 0,40, 0,, 0,65 ou 0,90 mm. Isolamento: Material

Leia mais

Splitter Óptico 1xN Balanceado

Splitter Óptico 1xN Balanceado Splitter Óptico 1xN Balanceado Tipo do Produto Família do Produto Descrição Splitter óptico FBS - Furukawa Broadband System Splitters Ópticos são componentes passivos que realizam a divisão do sinal óptico

Leia mais

Tipos de cabos: 1. Cabos de Distribuição Design compacto economiza espaço. Menor custo de instalação.

Tipos de cabos: 1. Cabos de Distribuição Design compacto economiza espaço. Menor custo de instalação. Universidade Católica do Salvador Disciplina: Teleprocessamento e Redes Professor: Marco Antônio Aluna: Monaliza Ayres Data: 27/09/1999 A Fibra Ótica como Meio de Transmissão de Dados em Ambientes Agressivos

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE IV FIBRA ÓPTICA

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE IV FIBRA ÓPTICA APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE IV FIBRA ÓPTICA 1 REDE DE COMPUTADORES IV 1. Introdução FIBRA ÓPTICA É um filamento de vidro ou de materiais poliméricos com capacidade de transmitir luz. Tal filamento

Leia mais

Especificação Técnica Sistema de Cabeamento Estruturado

Especificação Técnica Sistema de Cabeamento Estruturado Especificação Técnica Sistema de Cabeamento Estruturado Patch Cord Tipo RJ-45 - RJ45 - CATEGORIA 5 Modelo: D8AU Patch Cord com comprimento aproximado de xx metros, com conectores modulares de 8 posições

Leia mais

Totalmente Secos. Apresentação

Totalmente Secos. Apresentação Cabos Ópticos Totalmente Secos Cabos Título Ópticos da Totalmente Secos MAIS UMA INOVAÇÃO FURUKAWA Hernani Szymanski / GTC TS Totalmente Seco TECNOLOGIA FUNDAMENTAL PARA ACELERAR E IMPLEMENTAR NOVOS DESENVOLVIMENTOS

Leia mais

Especialista em Soluções

Especialista em Soluções Fita Adesiva de Polipropileno (Empacotamento) Fita adesiva de filme de polipropileno biorientado transparente com adesivo acrílico. Indicada para: - Trabalhos escolares; - Reforço de embalagens; - Fechamento

Leia mais

Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos.

Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. 1 Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. Somos um dos maiores fabricantes mundiais de fios e cabos, com mais de 170 anos de história de progresso contínuo em nível global e mais de 40 anos no Brasil.

Leia mais

Curso Instalador ITED

Curso Instalador ITED Curso Instalador ITED Formação de Actualização UFCD ITED A + ITED B Abril de 2015 Cablagem Fibra Óptica no ITED Ricardo Oliveira Fibra Óptica ITED 3ª edição - Mantém-se a obrigatoriedade de utilização

Leia mais

Soluções Inteligentes para o dia a dia

Soluções Inteligentes para o dia a dia Soluções Inteligentes para o dia a dia TELHAS TRANSLÚCIDAS 70 % transmissão de luz =$ Alta durabilidade; Não solta fibras; Melhor custo/benefício; Leveza e flexibilidade; Proteção contra raios UV (economia

Leia mais

5 4 3 2 1 Excelente Muito bom Bom Médio Limitado

5 4 3 2 1 Excelente Muito bom Bom Médio Limitado O sistema de Fibra Óptica JetLanOptic é uma solução de cableagem óptica que inclui toda uma gama de cabos de fibra tanto para interior como para exterior, além dos componentes e acessórios necessários

Leia mais

Liderança em Cabos Vulcanizados. Cabos unipolares para altas temperaturas

Liderança em Cabos Vulcanizados. Cabos unipolares para altas temperaturas Cabos unipolares para altas temperaturas 2 A CONFIABILIDADE QUE FAZ A DIFERENÇA (Estas certificações são da linha geral de cabos produzidos pela Cofibam) Política da qualidade A COFIBAM SE COMPROMETE EM

Leia mais

Noções de Cabeamento Estruturado Óptico

Noções de Cabeamento Estruturado Óptico Noções de Cabeamento Estruturado Óptico Roteiro Fibras ópticas Cuidados com cabos ópticos Elementos do Cabeamento Estruturado Fibras Ópticas Desde seu desenvolvimento, as fibras ópticas representaram um

Leia mais

Tel.: (15) 3237.9622 (11) 2065-9000 www.realflex.com.br

Tel.: (15) 3237.9622 (11) 2065-9000 www.realflex.com.br Av. São Paulo, 1852 Sorocaba São Paulo Brasil Tel.: (15) 3237.9622 (11) 2065-9000 Certificações Mangueiras e Mangotes ISO 9001:2008 Compostos ISO 9001:2008 História Fundada em 1968, a Realflex integra

Leia mais

CORDÃO ÓPTICO MONOFIBRA OU DUPLEX

CORDÃO ÓPTICO MONOFIBRA OU DUPLEX CORDÃO ÓPTICO MONOFIBRA OU DUPLEX Tipo do Produto Cordão Óptico Família do Produto TeraLan Descrição Cordão Óptico é o cabo óptico monofibra ou duplex com conector óptico nas duas extremidades Aplicação

Leia mais

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Características Construtivas 1) Para Fio Inbranil Antichama: condutor sólido de cobre eletrolítico nu, têmpera mole, classe 1. Para Cabo Inbranil Antichama: condutor

Leia mais

CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE 1/2013

CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE 1/2013 1/2013 CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE ÍNDICE: Cabos Elétricos de Energia e Controle - 0,6/1kV (1,8/3kV) LKM-SHF2 & LKM-SHF2 FLEX...4 LKMM-SHF2...8 LKSM-SHF2 & LKSM-SHF2 FLEX...10 LKMSM-SHF2...14

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título CONDUTOR DE ALUMÍNIO MULTIPLEXADO

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título CONDUTOR DE ALUMÍNIO MULTIPLEXADO ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título CONDUTOR DE ALUMÍNIO MULTIPLEXADO Código ETD-00.023 Data da emissão 28.12.1993 Data da última revisão 09.09.2009 Folha 1 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Normas Complementares

Leia mais

Produtos. Fio e Cabo Pauliplast BWF 750V. Fio e Cabo de Cobre Nu. 2 www.ipce.com.br. Fios e cabos para uso geral de baixa tensão

Produtos. Fio e Cabo Pauliplast BWF 750V. Fio e Cabo de Cobre Nu. 2 www.ipce.com.br. Fios e cabos para uso geral de baixa tensão Fio e Cabo de Cobre Nu Fio e Cabo Pauliplast BWF 750V Características dimensionais e resistência elétrica de fios e cabos de cobre nu, meio duro e duro Empregados em linhas aéreas para transmissão e distribuição

Leia mais

Portaria n.º 260, de 05 de junho de 2014.

Portaria n.º 260, de 05 de junho de 2014. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 260, de 05 de junho de 2014. O PRESIDENTE

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE FIO 4BWG. LT 138kV ENTRONCAMENTO (INDAIAL RIO DO SUL II) RIO DO SUL RB LT 25519

ESPECIFICAÇÃO DE FIO 4BWG. LT 138kV ENTRONCAMENTO (INDAIAL RIO DO SUL II) RIO DO SUL RB LT 25519 DIRETORIA TECNICA DEPARTAMENTO DE PROJETO E CONSTRUÇÃO DO SISTEMA ELÉTRICO DIVISÃO DE LINHAS ESPECIFICAÇÃO DE FIO 4BWG LT 138kV ENTRONCAMENTO (INDAIAL RIO DO SUL II) RIO DO SUL RB LT 25519 SET/06 SUMÁRIO

Leia mais

Película Scotchcal MR Série BR 7300

Película Scotchcal MR Série BR 7300 Película Scotchcal MR Série BR 7300 Dados Técnicos Julho/2005 Substitui: Junho/2004 Revisão 09 Barras pretas nas margens indicam as alterações Descrição Descrição e usos As películas Scotchcal MR Série

Leia mais

CLASSE DE TEMPERATURA ( C ) ESPESSURA TOTAL (mm) 0,040 86,3 53 5,5 4.000 1 X 10 130 ( C ) ESPESSURA TOTAL (mm) 0,09 65 250 6,95 7.

CLASSE DE TEMPERATURA ( C ) ESPESSURA TOTAL (mm) 0,040 86,3 53 5,5 4.000 1 X 10 130 ( C ) ESPESSURA TOTAL (mm) 0,09 65 250 6,95 7. GUIA DE PRODUTOS 2009 FITAS ELÉTRICAS FITA POLIAMIDA TECTAPE 113 Fita produzida com filme de poliamida e adesivo de silicone. Possui excelente resistência dielétrica à perfurações, dobras e rasgos. Proporciona

Leia mais

Cabos Ópticos Totalmente Secos Soluções Ópticas para Infraestrutura de Redes Ópticas

Cabos Ópticos Totalmente Secos Soluções Ópticas para Infraestrutura de Redes Ópticas Cabos Ópticos Totalmente Secos Soluções Ópticas para Infraestrutura de Redes Ópticas Christiane Suemy EXCELÊNCIA EM INFRAESTRUTURA DE REDE DE ACESSO PARA PROVEDORES DE INTERNET SPLITTER DE 1 er NÍVEL SPLITTER

Leia mais

GPON. Rede Óptica Passiva GigabitG. Leonardo F. Oliveira. Especialista Lato Sensu em Rede de Computadores Leonardo@uesb.edu.br

GPON. Rede Óptica Passiva GigabitG. Leonardo F. Oliveira. Especialista Lato Sensu em Rede de Computadores Leonardo@uesb.edu.br GPON Rede Óptica Passiva GigabitG Leonardo F. Oliveira Especialista Lato Sensu em Rede de Computadores Leonardo@uesb.edu.br GPON O que égpon? Utilização da fibra óptica para interligar pontos distantes

Leia mais

153163.662014.62818.4544.171470247.993

153163.662014.62818.4544.171470247.993 153163.662014.62818.4544.171470247.993 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Santa C atarina Pró-Reitoria de Administração Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00066/2014 (SRP) Às 08:30 horas

Leia mais

Soluções FORTLEV para a Sua Obra

Soluções FORTLEV para a Sua Obra Soluções FORTLEV para a Sua Obra 1 2 3 6 9 8 7 5 Soluções para Cuidar da Água 1. Caixa de Polietileno FORTLEV 2. Tanque Fortplus FORTLEV 3. Filtro de Entrada FORTLEV Soluções para Cuidar do Meio Ambiente

Leia mais

FICHA DE CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS TUBO CORRUGADO DE DUPLA PAREDE ENTERRADO E ACESSÓRIOS

FICHA DE CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS TUBO CORRUGADO DE DUPLA PAREDE ENTERRADO E ACESSÓRIOS O sistema de tubos corrugado de dupla parede Tuboflex enterrados rígidos são certificados pela AENOR desde 2010 O interior liso e o exterior anelado proporciona uma melhoria na resistência à compressão

Leia mais

Cabos Ópticos. Tecnologia em Redes de Computadores 5º Período Disciplina: Sistemas e Redes Ópticas Prof. Maria de Fátima F.

Cabos Ópticos. Tecnologia em Redes de Computadores 5º Período Disciplina: Sistemas e Redes Ópticas Prof. Maria de Fátima F. Cabos Ópticos Tecnologia em Redes de Computadores 5º Período Disciplina: Sistemas e Redes Ópticas Prof. Maria de Fátima F. Bueno Marcílio 1 Cabos Ópticos Estruturas de encapsulamento e empacotamento de

Leia mais

ALÇA PLÁSTICA PARA FIO FEB

ALÇA PLÁSTICA PARA FIO FEB ALÇA PLÁSTICA PARA FIO FEB Descrição: Alça plástica para fio FEB. Dados Técnicos: Utilizado na amarração final em roldana do fio telefônico FEB. Suporte no mínimo três imersões sim ocorrer deposição. Contém

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO E MEMORIAL DE CÁLCULO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

ESPECIFICAÇÃO E MEMORIAL DE CÁLCULO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS ESPECIFICAÇÃO E MEMORIAL DE CÁLCULO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS OBRA: C.M.E.I TIA JOVITA LOCAL: RUA PARACATU C/ RUA 4 C/ AVENIDA CRUZEIRO DO SUL - VILA PEDROSO. GOIÂNIA / GO. 1 1.0 - MEMORIAL DESCRITIVO.

Leia mais

RANIERI P. MENESES RELATÓRIO FINAL DE PROJETO MEIOS DE TRANSMISSÃO

RANIERI P. MENESES RELATÓRIO FINAL DE PROJETO MEIOS DE TRANSMISSÃO Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática MATHEUS RANIERI P. MENESES RELATÓRIO

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura de Redes de Computadores Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Meios de Transmissão

Leia mais

Acessórios de Fixação Acessórios para Identificação Sinalização Fitas

Acessórios de Fixação Acessórios para Identificação Sinalização Fitas Acessórios de Fixação Acessórios para Identificação Sinalização Fitas Nota: Materiais não tabelados sob consulta ABRAÇADEIRAS DE SERRILHA L 2,5X9 L 2,5X10 L 3,X140 L 3,X0 L 4,X0 L 4,X290 L 4,X30 L 7,X10

Leia mais

Meios Físicos de Comunicação

Meios Físicos de Comunicação Meios Físicos de Comunicação Aula 5 Fibra Óptica Meios Físicos de Comunicação - Fibra Óptica 1 Conteúdo Conceitos Iniciais Tipos Fatores de Perdas Medição e Teste Vantagens Conversores e Conectores Meios

Leia mais

INDICE. Catálogo de cabos industriais e energia CAPÍTULOS

INDICE. Catálogo de cabos industriais e energia CAPÍTULOS INDICE Catálogo de cabos industriais e energia CAPÍTULOS 1 Cabos de Energia Harmonizados 2 Cabos de Energia - Baixa Tensão (0,6/1kV) 3 Cabos de Energia de Média e Alta Tensão 4 Cabos de Segurança 5 Cabos

Leia mais

Roteiro. Roteiro. Fibras Ópticas. Características, Emendas e Testes de Desempenho

Roteiro. Roteiro. Fibras Ópticas. Características, Emendas e Testes de Desempenho s Ópticas (TIA/EIA-) Características, Emendas e Testes de Desempenho Edson dos Santos Moreira Professor do Dep. de Sistemas de Computação Dagoberto Carvalio Junior Seção Técnica de Informática ICMC CCNA-CCAI-CCNP-FCP

Leia mais

Cabo Cofivinil HEPR (1 Condutor) 0,6/1kV 90 o C

Cabo Cofivinil HEPR (1 Condutor) 0,6/1kV 90 o C Cabo Cofivinil HEPR (1 Condutor) 0,6/1kV 90 o C 1 Dados Construtivos: 1.1 Desenho: 1 2 3 4 1 Condutor: Fios de cobre eletrolítico nu, têmpera mole. Encordoamento classe 05. 2 Separador: Fita não higroscópica

Leia mais

REDE DE FIBRA ÓPTICA

REDE DE FIBRA ÓPTICA REDE DE FIBRA ÓPTICA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Sumário 1. Cabos de fibras ópticas... 2 2. Emendas ópticas... 3 3. Interfaces ópticas... 4 4. Distribuidor geral óptico... 5 5. Cordões Ópticos... 5 6. Práticas

Leia mais

INCENTIVO AO ATERRAMENTO ELÉTRICO RESIDENCIAL RESUMO

INCENTIVO AO ATERRAMENTO ELÉTRICO RESIDENCIAL RESUMO INCENTIVO AO ATERRAMENTO ELÉTRICO RESIDENCIAL Fernando Nascimento 1-21370122 Gabriela Sampaio Rêma 2-21370051 Marcos Vinícius Lemos da Silva 3-21270116 Paula da Silva Nogueira 4-21370049 RESUMO Poucas

Leia mais

Cabos para instalações de energia solar fotovoltaica PARA UMA ENERGIA LIMPA

Cabos para instalações de energia solar fotovoltaica PARA UMA ENERGIA LIMPA Cabos para instalações de energia solar fotovoltaica PARA UMA ENERGIA LIMPA Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. Somos um dos maiores fabricantes mundiais de fios e cabos, com mais de 70 anos

Leia mais

GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS

GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan RoHS Compliant Categoria 6 U/UTP (não blindado) PVC (CM/CMR) Características Gerais Descritivo Ambiente

Leia mais

Estilo, onde você estiver. limpeza e segurança, 3M Cuidado Institucional Tapetes e Fitas Antiderrapantes

Estilo, onde você estiver. limpeza e segurança, 3M Cuidado Institucional Tapetes e Fitas Antiderrapantes 3M Cuidado Institucional Tapetes e Fitas Antiderrapantes A 3M é membro integrante do Green Building Council. Estilo, limpeza e segurança, onde você estiver 3 Um passo à frente em limpeza, segurança e sustentabilidade

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Módulo IV Aula 04 Isolamento térmico AQUECIMENTO DE TUBULAÇÕES Motivos Manter em condições de escoamento líquidos de alta viscosidade ou materiais que sejam sólidos

Leia mais

TeraLan Linha Óptica Taxas de transmissão na velocidade da luz. GigaLan Augmented 10 Gb em 100 metros, sem interferências.

TeraLan Linha Óptica Taxas de transmissão na velocidade da luz. GigaLan Augmented 10 Gb em 100 metros, sem interferências. TeraLan Linha Óptica Taxas de transmissão na velocidade da luz. multimodo convencionais ou especiais otimizadas. GigaLan Augmented 10 Gb em 100 metros, sem interferências. ser prejudicial ao tráfego de

Leia mais

Mangueiras Hidráulicas Catálogo Técnico. A Tecnologia Européia

Mangueiras Hidráulicas Catálogo Técnico. A Tecnologia Européia Mangueiras Hidráulicas Catálogo Técnico A Tecnologia Européia Mangueiras Hidráulicas Balflex Balflex Brasil Ltda É UMA EMPRESA CERTIFICADA NBR ISO 9001:2008 (P) HYDR 2 Balflex Mangueiras Hidráulicas Balflex

Leia mais

Marco de porta tipo Americano

Marco de porta tipo Americano Marco de porta tipo Americano em resistente à umidade* proteção contra cupins* pré pintado ecológico soluções em sistemas construtivos O que é é a sigla de Medium Density Fiberboard ou Painel de Fibras

Leia mais

GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS

GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan RoHS Compliant Categoria 6 U/UTP (não blindado) PVC (CM/CMR) Características Gerais Descritivo Ambiente

Leia mais

Soluções de Drenagem para Obras Civis e Rodoviárias com Tubulação Corrugada de PEAD Tigre/ADS Eng. Bruno de Moura Gomes.

Soluções de Drenagem para Obras Civis e Rodoviárias com Tubulação Corrugada de PEAD Tigre/ADS Eng. Bruno de Moura Gomes. Soluções de Drenagem para Obras Civis e Rodoviárias com Tubulação Corrugada de PEAD Tigre/ADS Eng. Bruno de Moura Gomes. AGETOP Goiânia-Go, 22 de abril 2013 Introdução A Tubos Tigre e a ADS, empresas líderes

Leia mais

'111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111.

'111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111. '111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111. Composição: Tubos em Poliamida Flexível (Nylon 6) - Excelente resistência mecânica, resistência química, boa estabilidade

Leia mais

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura

Leia mais

40 Anos INMETRO ISO9001 / 2000. Catálogo de Produtos

40 Anos INMETRO ISO9001 / 2000. Catálogo de Produtos Anos ISO01 / 00 Catálogo de Produtos SUCÇÃO I DESCARGA I VÁCUO-AR I CONDUÍTE Int. (Pol.) 8 1.1/ 2.1/ Ext. (mm) 1 0 177 8 47 61 73 88 116 Raio de Curv. (mm) 0 8 0 20 0 2 2 2 3 1 Vácuo (Pol. Hg) 283 26 5/

Leia mais

Cabo Óptico Pré-Conectorizado LC/SC

Cabo Óptico Pré-Conectorizado LC/SC Cabo Óptico Pré-Conectorizado LC/SC Tipo do Produto Descrição Cabo Óptico Pré-Conectorizado Cabo óptico de construção tipo tight buffer (indoor ou indoor/outdoor) pré-conectorizado em fábrica com conectores

Leia mais

TABELA DE PREÇOS OUTUBRO 2010 V. 1

TABELA DE PREÇOS OUTUBRO 2010 V. 1 TABELA DE PREÇOS OUTUBRO 2010 V. 1 CABO VINIL FLEXÍVEL CABOS 0,6/1kV CABO FITER FLEX CABO AFITOX EP90-F 1kV 1 2 4 1,5 1,22 2,597,480 4,568 2,5 1,78,849 5,249 6,86 4 2,584 5,556 7,727 10,167 6,647 7,711

Leia mais

MULTILUX CHAPA DE POLICARBONATO ALVEOLAR. Nada existe para ser temido e sim entendido. RESINAS PLÁSTICAS EXTRUDADAS LTDA VANTAGENS

MULTILUX CHAPA DE POLICARBONATO ALVEOLAR. Nada existe para ser temido e sim entendido. RESINAS PLÁSTICAS EXTRUDADAS LTDA VANTAGENS MULTILUX CHAPA DE POLICARBONATO ALVEOLAR VANTAGENS Material translúcido e leve para ambientes com iluminação natural. As chapas de policarbonato alveolar MULTILUX da Replaex são largamente utilizadas em

Leia mais

Modelo Descrição Dimensões Apresentação. 20 unidades/pacote 200mm K30-0210 Alça para microbiologia 10μL 20 unidades/pacote

Modelo Descrição Dimensões Apresentação. 20 unidades/pacote 200mm K30-0210 Alça para microbiologia 10μL 20 unidades/pacote Uso Geral A Kasvi possui uma linha de uso em geral com uma ampla variedade de produtos, altíssima qualidade e eficiência para auxiliar a rotina dos laboratórios. Alças de inoculação - loop Fabricadas em

Leia mais

(Produto Descontinuado) CHP APL xdsl 8,5 MHz / FOA SM

(Produto Descontinuado) CHP APL xdsl 8,5 MHz / FOA SM (Produto Descontinuado) CHP APL xdsl 8,5 MHz / FOA SM Tipo do Produto Cabos Telefônicos Construção 50 a 200 pares 02 a 24 fibras Núcleo seco Cap em polietileno Descrição Cabo telefônico híbrido para banda

Leia mais

Temperatura Devido ao seu alto ponto de fusão, a safira pode ser utilizada para aplicações de até 2000 C.

Temperatura Devido ao seu alto ponto de fusão, a safira pode ser utilizada para aplicações de até 2000 C. A proteção de Safira consiste em um tubo exterior de proteção selada de um lado e de um ou mais capilares internos utilizados para o isolamento dos fios termopares. Devido à sua transparência óptica e

Leia mais