EDITAL DE CONCORRÊCIA Nº 002/2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDITAL DE CONCORRÊCIA Nº 002/2013"

Transcrição

1 EDITAL DE CONCORRÊCIA Nº 002/ INTRODUÇÃO 1.1 O ESTADO DO RIO DE JANEIRO, por meio do INSTITUTO VITAL BRAZIL (Centro de Pesquisas, Produtos Químicos e Biológicos) com sede na Rua Maestro José Botelho, 64 Vital Brazil Niterói RJ CEP: , torna público que, devidamente autorizado pelo Diretor Presidente, na forma do disposto no Processo Administrativo.nº E-08/005/53//2013, fará realizar no dia 12/04/2013 às 10h, no INSTITUTO VITAL BRAZIL, licitação na modalidade CONCORRÊNCIA, do tipo TÉCNICA E PREÇO, que se regerá pela Lei Federal n.º 8.666, de 21 de junho de 1993, pela Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006, pela Lei Estadual n.º 287, de 4 de dezembro de 1979, pelo Decreto nº 3.149, de 28 de abril de 1980, pelo Decreto nº , de 6 de outubro de 2009, e respectivas alterações, além das demais disposições legais aplicáveis e do disposto no presente Edital As retificações do instrumento convocatório, por iniciativa oficial ou provocada por eventuais impugnações, obrigarão a todos os licitantes, devendo ser publicada no Diário Oficial do Estado e divulgadas por meio eletrônico na internet, sendo comunicadas aos adquirentes do Edital, via telefax, telegrama, entrega pessoal, reabrindo-se o prazo inicialmente estabelecido, exceto quando, inquestionavelmente, a modificação não alterar a formulação das propostas O instrumento convocatório e seus anexos poderão ser adquiridos mediante a apresentação de um CD, das 09h00min horas até 12h00min e das 13h00min as 16h00min horas, junto a INSTITUTO VITAL BRAZIL, Rua Maestro José Botelho, 64 - Vital Brazil Niterói - RJ, na Sala da Comissão de Licitação ou Os interessados poderão obter maiores esclarecimentos ou dirimir suas dúvidas acerca do objeto deste instrumento convocatório ou interpretação de qualquer de seus dispositivos, por escrito, até 02 (dois) dias úteis anteriores à data do início da licitação, no seguinte endereço: Rua Maestro José Botelho, 64 Vital Brazil Niterói RJ, das 09h00min horas até 12h00min e das 13h00min as 16h00min horas, ou ainda, através do telefone (21) e (21) , ramal 172, ou pelo Caberá à Autoridade Superior, responder as impugnações e pedidos de esclarecimento deduzidos pelos potenciais licitantes antes da realização da sessão, com encaminhamento de cópia da resposta para todos os interessados por qualquer das formas previstas na cláusula 1.2 deste Edital. 2 - DO OBJETO O objeto da presente CONCORRÊNCIA é a Contratação de empresa especializada para os serviços de desenvolvimento e implantação de uma solução informatizada de Business Intelligence (BI), transformando todo o complexo de dados e informações transacionais, gerados

2 e armazenados pelos sistemas em uso no dia-a-dia da organização, em dados analíticos, facilitando e estruturando a extração e consulta de informações e simplificando a criação de relatórios e gráficos, gerando indicadores que irão auxiliar os Executivos e Gestores do IVB na tomada de decisões melhores e mais rápidas, de acordo com as especificações constantes no Anexo II deste Edital. 3 - DOS RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS Os recursos necessários à realização do objeto ora licitado correrão à conta da seguinte dotação orçamentária: FONTE: PROGRAMA DE TRABALHO: NATUREZA DA DESPESA: TIPO DE LICITAÇÃO A presente licitação rege-se pelo tipo TÉCNICA E PREÇO. 5- DAS VEDAÇÕES DE PARTICIPAÇÃO Não serão admitidas na licitação as empresas punidas, no âmbito da Administração Pública Estadual, com as sanções prescritas nos incisos III e IV do art. 87 da Lei n.º 8.666/ Não será permitida a participação na licitação de mais de uma empresa sob o controle de um mesmo grupo de pessoas, físicas ou jurídicas Não será permitida a participação na licitação das pessoas físicas e jurídicas arroladas no artigo 9º, da Lei n.º 8.666/ DA FASE DE HABILITAÇÃO 6.1- DOS CADASTRADOS Poderão participar da licitação os inscritos no Registro Central de Fornecedores mantido pela Superintendência de Suprimentos da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão mediante a entrega, na data de apresentação das propostas ((subitem 1.1)), da cópia autenticada do citado registro O certificado de inscrição no Registro Central de Fornecedores do Estado do Rio de Janeiro, mantido pela Superintendência de Suprimentos da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão, poderá ser apresentado em substituição aos documentos previstos no artigo 27, incisos I, III e IV, da Lei nº 8.666/93.

3 Os cadastrados deverão, ainda, apresentar a Declaração ou Certidão mencionadas nas cláusulas e 6.7.2, além dos documentos relativos à qualificação técnica e econômicofinanceira previstos nas cláusulas 6.5. e 6.6 não exigidos para o cadastramento DOS NÃO CADASTRADOS Os licitantes não cadastrados deverão apresentar os documentos de habilitação indicados nas cláusulas 6.3 a DA HABILITAÇÃO JURÍDICA Para fins de comprovação da habilitação jurídica, deverão ser apresentados, conforme o caso, os seguintes documentos: a) Cédula de Identidade e CPF dos sócios ou dos diretores; b) Registro Comercial, no caso de empresário pessoa física; c) Ato constitutivo, estatuto ou contrato social em vigor, devidamente registrado, em se tratando de sociedades empresárias, e, no caso de sociedades por ações, acompanhado de documentos de eleição de seus administradores; d) Inscrição do ato constitutivo, no caso de sociedades simples, acompanhada de prova de diretoria em exercício; e) Decreto de autorização, em se tratando de empresa ou sociedade estrangeira em funcionamento no país, e ato de registro ou autorização para funcionamento expedido pelo órgão competente,quando a atividade assim o exigir; j) A sociedade simples que não adotar um dos tipos regulados nos artigos a do Código Civil deverá mencionar, no contrato social, por força do artigo 997, inciso VI, do mesmo diploma legal, as pessoas naturais incumbidas da administração; g) Ata da respectiva fundação, e o correspondente registro na Junta Comercial, bem como o estatuto com a ata da assembléia de aprovação, na forma do artigo 18 da Lei nº 5.764/71, em se tratando de sociedade cooperativa DA REGULARIDADE FISCAL E TRABALHISTA Para fins de comprovação da regularidade fiscal e trabalhista, deverão ser apresentados os seguintes documentos:

4 a) Prova de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ); b) Prova de inscrição no Cadastro de Contribuintes Estadual ou Municipal, se houver relativo ao domicílio ou sede do licitante, ou outra equivalente, na forma da lei; c) Prova de regularidade com a Fazenda Federal, por meio da Certidão de tributos e contribuições federais expedida pela Secretaria da Receita Federal e Certidão da Dívida Ativa da União, emitida pela Procuradoria da Fazenda Nacional competente. d) Prova de regularidade com a Fazenda Estadual (ICMS), mediante a apresentação da Certidão Negativa ou Positiva com efeitos de Negativa de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços expedida pela Secretaria de Estado de Finanças e Certidão da Dívida Ativa para fins de licitação expedida pela Procuradoria Geral do Estado, ou, ainda, Certidão comprobatória de que o licitante, pelo respectivo objeto, está isento de Inscrição Estadual. d.1) Prova de regularidade com a Fazenda Estadual, por meio de apresentação da respectiva Certidão Negativa de Débito (ou Positiva com efeito de Negativa), ou, se for o caso, Certidão comprobatória de que o licitante, pelo respectivo objeto, está isento de Inscrição Estadual; d.2) Caso o licitante seja estabelecido no Estado do Rio de Janeiro, a prova de regularidade com a Fazenda Estadual será feita por meio de apresentação da Certidão Negativa ou Positiva com efeito Negativo de Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços expedida pela Secretaria Estadual da Fazenda e Certidão de Dívida Ativa para fins de Licitação expedida pela Procuradoria Geral do Estado, ou, se for o caso, Certidão comprobatória de que o licitante, pelo respectivo objeto, está isento de Inscrição Estadual. e) Prova de regularidade com a Fazenda Municipal, mediante a apresentação de Certidão Negativa ou Positiva com efeitos de Negativa de Imposto sobre Serviço de qualquer natureza. f) Certidão Negativa ou Positiva com efeitos de Negativa de Débito para com o INSS (CND) e Certificado de Regularidade de Situação relativo ao FGTS, demonstrando situação regular quanto ao cumprimento dos encargos sociais instituídos por lei. g) Prova de inexistência de débitos inadimplidos perante a Justiça do Trabalho, mediante a apresentação de Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas (CNDT) ou Certidão Positiva com efeitos de Negativa de Débitos perante a Justiça do Trabalho A microempresa ou empresa de pequeno porte deverá apresentar a documentação de regularidade fiscal ainda que esta acuse a existência de débitos, caso em que devera ser aplicado o disposto na cláusula 8.18.

5 6.5 - DA QUALIFICAÇÃO ECONÔMICA - FINANCEIRA Para fins de comprovação da qualificação econômico-financeira, deverão ser apresentados os seguintes documentos: a) Balanço Patrimonial e Demonstrações Contábeis do último exercício social, desde que já exigíveis e apresentados na forma da lei, incluindo Termo de Abertura e Encerramento do livro contábil, que comprovem a boa situação financeira da empresa. Quando encerrados há mais de 03 (três) meses da data da apresentação da proposta, admitir-se-á atualização de valores, por índices oficiais, sendo vedada a substituição das demonstrações financeiras por balancetes ou balanços provisórios. Os licitantes deverão comprovar que dispõem dos índices econômico-financeiros mínimos previstos a seguir: a.1) Índice de Liquidez Geral: somente serão qualificados os licitantes que obtiverem Índice de Liquidez Geral (ILG) maior que 1, apurado nas demonstrações financeiras do último exercício financeiro, calculado de acordo com a seguinte fórmula: ILG = ATIVO CIRCULANTE + REALIZÁVEL A LONGO PRAZO > 1 PASSIVO CIRCULANTE + EXIGÍVEL A LONGO PRAZO a.2) Índice de Liquidez Corrente: somente serão qualificados os licitantes que obtiverem Índice de Liquidez Corrente (ILC) maior que 1, apurado nas demonstrações financeiras do último exercício financeiro, calculado de acordo com a seguinte fórmula: ILC = ATIVO CIRCULANTE > 1 PASSIVO CIRCULANTE a.3) Índice de Solvência Geral: somente serão qualificados os licitantes que obtiverem Índice Solvência Geral (ISG) maior que 1, apurado nas demonstrações financeiras do último exercício financeiro, calculado de acordo com a seguinte fórmula: ISG = ATIVO TOTAL > 1 PASSIVO CIRCULANTE + EXIGÍVEL A LONGO PRAZO b) Certidões negativas de falências e recuperação judicial, expedidas pelos distribuidores da sede da pessoa jurídica, ou de execução patrimonial, expedida no domicílio da pessoa física. Se o licitante não for sediado na Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro, as certidões deverão vir acompanhadas de Declaração oficial da autoridade judiciária competente, relacionando os distribuidores que, na Comarca de sua sede, tenham atribuição para expedir certidões negativas de falências e recuperação judicial.

6 c) As empresas que apresentarem 1 (um) dos índices estabelecidos acima igual ou inferior a 1 (um) terão sua qualificação econômica financeira condicionada à comprovação de capital social mínimo de 10% (dez por cento) do valor estimado para contratação, observando o valor estimado para o lote global, ou seja, R$ ,94 (quinhentos e quarenta e oito mil quinhentos e onze reais e noventa e quatro centavos) Os índices contábeis, calculados pelo licitante para fins de atendimento do subitem 6.5.1, deverão ser confirmados pelo responsável da contabilidade do licitante, que deverá opor sua assinatura no documento de cálculo e indicar, de forma destacada, seu nome e número de registro no Conselho Regional de Contabilidade DA QUALIFICAÇÃO TÉCNICA Para fins de comprovação de qualificação técnica, deverão ser apresentados os seguintes documentos: a) registro ou inscrição na entidade profissional competente, quando a atividade assim o exigir; b) apresentação de atestado (s) de capacidade técnica, emitido por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprovem aptidão para desempenho de atividade pertinente e compatível com o objeto da licitação; Obs.: O atestado deve conter o nome, endereço e telefone de contato do atestador, ou qualquer outro meio com o qual o INSTITUTO VITAL BRAZIL possa valer-se para manter contato com a(s) pessoa(s) declarante(s). c) Atestado de Capacidade Técnica, emitido por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove a aptidão da empresa no desenvolvimento e/ou manutenção de sistemas informatizados de produção industrial de medicamentos de acordo com as e exigências da ANVISA quanto ao processo de produção; d) Original do Comprovante de visita técnica (Anexo XI) fornecido e assinado pelo servidor responsável, de que o responsável técnico, ou empregado da licitante com habilitação técnica e devidamente indicado para tal fim, visitou o local da prestação do serviço e tomou conhecimento das condições para execução do objeto desta licitação. e) Prova da disponibilidade de instalações, aparelhamento e pessoal técnico, no Estado do Rio de Janeiro, adequados para a realização do objeto da licitação, em conformidade com o Anexo II, apresentando relação dos técnicos envolvidos e sua capacitação, além de Declaração das disponibilidades exigidas DA DECLARAÇÃO DO CUMPRIMENTO DO ART. 7º, INCISO XXXIII DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL

7 Todos os licitantes deverão apresentar Declaração, na forma do Anexo IV, de que não possuem em seus quadros funcionais nenhum menor de dezoito anos desempenhando trabalho noturno, perigoso ou insalubre ou qualquer trabalho por menor de dezesseis anos, na forma do art. 7º, inciso XXXIII, da Constituição Federal Os licitantes poderão optar por apresentar a Certidão negativa de ilícitos trabalhistas emitida pela Delegacia Regional do Trabalho ao invés da Declaração mencionada na cláusula DO PRAZO DE VALIDADE DAS CERTIDÕES As Certidões valerão nos prazos que lhe são próprios; inexistindo esse prazo, reputar-se-ão válidas por 90 (noventa) dias, contados de sua expedição DAS COOPERATIVAS Será admitida a participação de cooperativas que atendam às exigências do item deste ato convocatório, no que couber, e apresentem, no envelope de habilitação os seguintes documentos: I ata de fundação; II estatuto (com ata da assembléia de aprovação); III regimento interno (com ata da aprovação); IV regimento dos fundos (com ata de aprovação); V edital de convocação de assembléia geral e ata em que foram eleitos os dirigentes e conselheiros; VI registro da presença dos cooperados em assembléias gerais; VII ata da sessão em que os cooperados autorizaram a cooperativa a contratar o objeto deste certame, se vencedora; VIII relação dos cooperados que executarão o objeto, acompanhada dos documentos comprobatórios da data de ingresso de cada qual na cooperativa Não será admitida participação de cooperativas fornecedoras de mão-de-obra, mas apenas as prestadoras de serviços por intermédio dos próprios cooperados. 7- DA FORMA DE APRESENTAÇÃO DOS DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO E DAS PROPOSTAS No local, data e hora fixados na cláusula 1.1, apresentarão os licitantes suas propostas em 03 (três) envelopes, opacos, indevassáveis e lacrados, designados, respectivamente A, B e C, constando obrigatoriamente na parte externa de cada um deles as seguintes indicações: I - ENVELOPE A - DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO INSTITUTO VITAL BRAZIL CONCORRÊNCIA N.º 002/2013 NOME COMPLETO E ENDEREÇO DO LICITANTE

8 II - ENVELOPE B - PROPOSTA TÉCNICA INSTITUTO VITAL BRAZIL CONCORRÊNCIA N.º 002/2013 NOME COMPLETO E ENDEREÇO DO LICITANTE II - ENVELOPE C - PROPOSTA DE PREÇOS INSTITUTO VITAL BRAZIL CONCORRÊNCIA N.º 002/2013 NOME COMPLETO E ENDEREÇO DO LICITANTE Os documentos dos envelopes A - DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO, B PROPOSTA TÉCNICA e C - PROPOSTA DE PREÇOS serão apresentados na forma estabelecida nos itens abaixo Os documentos exigidos no ENVELOPE A - DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO deverão ser apresentados no original ou em cópia reprográfica autenticada, na forma do artigo 32, e seus parágrafos, da Lei Federal n.º 8.666/93, e rubricados pelo representante legal do licitante Pode a Comissão de Licitação pedir a exibição do original dos documentos O ENVELOPE A conterá os documentos especificados na cláusula Os documentos do ENVELOPE B - PROPOSTA TÉCNICA serão apresentados em 04 (quatro) vias, em modelo idêntico ao fornecido pela Administração (Anexo XII) a ser apresentado pelo licitante, as quais deverão ser preenchidas pela Comissão de Licitação de acordo com a pontuação obtida segundo os critérios definidos no Anexo X - Tabela Técnica Os documentos do ENVELOPE C - PROPOSTA DE PREÇOS serão apresentados em 04 (quatro) vias, exclusivamente no impresso padronizado fornecido pela Administração (Anexo I) ou modelo idêntico a ser apresentado pelo licitante as quais deverão ser preenchidas por processo mecânico ou digitado e devidamente rubricadas pelo representante legal. Os preços serão apresentados em algarismos e por extenso e cotados em moeda nacional, prevalecendo, em caso de discrepância, a indicação por extenso. a) O licitante deverá apresentar, como anexo da proposta comercial, a Declaração de Elaboração Independente de Proposta, nos termos do Modelo de Declaração constante do Anexo XIII Não serão admitidas, sob qualquer pretexto, modificações ou substituições da proposta ou de quaisquer documentos, uma vez entregues os envelopes à Comissão de Licitação As empresas participantes poderão ser representadas no ato licitatório por seu representante legal, desde que apresente o original ou cópia autenticada do Ato Constitutivo acompanhado da carteira de identidade, ou por procurador munido do instrumento procuratório, outorgado pelo representante legal da empresa, com firma reconhecida. Estes documentos deverão ser entregues

9 fora de qualquer envelope ao Presidente da Comissão de Licitação, junto com os envelopes A, B e C. Os licitantes que não se fizerem presentes pela forma estabelecida nesta cláusula, ficarão impedidos de se manifestar durante os trabalhos Do instrumento procuratório mencionado na cláusula 7.9 acima, deve constar a outorga de poderes para a prática de todos os atos inerentes à licitação, inclusive para desistência de recursos A carta de credenciamento (Anexo VIII), a ser apresentada juntamente com a carteira de identidade do credenciado e documento que comprove os poderes do outorgante, substitui, para todos os fins, a procuração a que se refere a cláusula 7.9, inclusive no que concerne aos poderes para a prática de todos os atos da licitação e renúncia ao direito de recorrer Os licitantes poderão apresentar mais de um representante ou procurador, ressalvada à Comissão de Licitação a faculdade de limitar esse número a um, se considerar indispensável ao bom andamento das sessões públicas É vedado a um mesmo procurador ou representante legal ou credenciado representar mais de um licitante, sob pena de afastamento do procedimento licitatório dos licitantes envolvidos A cotação de preços será feita em moeda nacional e deverão corresponder aos preços praticados pela empresa para pagamento à vista na data de realização da licitação, englobando todas as despesas relativas ao objeto do contrato, bem como os respectivos custos diretos e indiretos, tributos, remunerações, despesas fiscais e financeiras e quaisquer outras necessárias ao cumprimento do objeto desta licitação. Nenhuma reivindicação adicional de pagamento ou reajustamento de preços será considerada Os licitantes deverão apresentar OBRIGATORIAMENTE, como anexo da Proposta de Preços, a Declaração de Elaboração Independente de Proposta, conforme Anexo XIII deste Edital, de acordo com o Decreto nº de 24 de agosto de PROCESSAMENTO E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS O julgamento da Licitação será realizado em 03 (três) fases, conforme abaixo, e obedecerá ao critério de técnica e preço para o objeto deste Edital: a) Fase de Habilitação: compreenderá a verificação e análise dos documentos apresentados no Envelope A - "Documentação de Habilitação" de cada licitante, relativamente ao atendimento das exigências constantes do presente Edital. b) Fase de Classificação Técnica: compreenderá a verificação e análise de todos os elementos contidos no Envelope B - "Proposta Técnica" dos licitantes habilitados na fase anterior, atribuindose uma Nota Técnica para cada proposta técnica, devendo a Comissão de Licitação justificar detalhadamente todos os pontos concedidos a cada item avaliado e também registrar em ata os motivos que originaram as possíveis desclassificações, quando do julgamento das propostas, com base nos critérios estabelecidos no instrumento convocatório;

10 c) Fase de Classificação de Preços e Julgamento Final: compreenderá a verificação e análise de todos os elementos contidos no Envelope C - "Proposta de Preço" dos licitantes classificadas na fase anterior, a elaboração da relação de classificação final das licitantes e o julgamento final das propostas No local, dia e hora previstos neste Edital, em sessão pública, deverão comparecer os licitantes, com os envelopes A, B e C, apresentados na forma anteriormente definida. Os licitantes se farão presentes por seus representantes legais, procuradores ou prepostos que, para tanto, deverão estar munidos da Carta de Credenciamento, firmada pelo representante legal da empresa, com poderes para praticar todos os atos da licitação, inclusive prestar esclarecimentos, receber notificações e se manifestar quanto à desistência de interposição de recurso Nesta mesma sessão, que poderá ser realizada em mais de um dia, desde que tal se faça necessário para o completo exame dos documentos apresentados, serão recebidos os envelopes A, B e C de todos os licitantes presentes. Em seguida, serão abertos os envelopes A de todos os licitantes, podendo a documentação deles constante, ser examinada por todos os representantes devidamente credenciados, que a rubricarão, juntamente com os membros da Comissão de Licitação. Após a abertura dos envelopes A, a sessão poderá ser suspensa para julgamento da habilitação No caso da sessão ser suspensa para julgamento de habilitação, os envelopes B e C serão mantidos fechados, sob a guarda da Comissão de Licitação, que os rubricará, juntamente com os licitantes presentes devidamente credenciados Da sessão de recebimento dos envelopes e da abertura dos envelopes A será lavrada ata circunstanciada, rubricada pelos representantes credenciados. Serão considerados habilitados os licitantes que atenderem integralmente às condições previstas no item 6 deste Edital Comunicado o resultado aos licitantes, poder-se-á passar imediatamente à abertura dos envelopes B PROPOSTA TÉCNICA, desde que todos os licitantes renunciem expressamente ao direito de recorrer da decisão relativa à habilitação. Neste caso, serão devolvidos aos licitantes inabilitados os envelopes B PROPOSTA TÉCNICA e C PROPOSTA DE PREÇOS, fechados Não ocorrendo renúncia ao direito de recorrer por parte de todos os licitantes, será designada data para abertura dos envelopes B PROPOSTA TÉCNICA e C PROPOSTA DE PREÇOS, observado o prazo de recurso estabelecido em lei. No caso de todos os licitantes estarem presentes, a intimação para a nova data dar-se-á na própria sessão pública, dispensada a publicação na imprensa oficial ou notificação Ultrapassada a fase da habilitação, a Comissão de Licitação não mais poderá desclassificar os licitantes por motivos relacionados com a habilitação, salvo em razão de fatos supervenientes ou conhecidos após o julgamento.

11 8.9 - No dia, hora e local marcado para o julgamento das propostas e decorrido o prazo para recurso sem a sua interposição, tendo deste havido renúncia ou desistência expressa por todos os licitantes ou após o julgamento dos recursos interpostos, serão abertas a Proposta Técnica e, posteriormente, a Proposta de Preços dos licitantes habilitados, e devolvidos os envelopes B e C, mediante recibo, aos inabilitados No dia, hora e local marcado para o julgamento das propostas técnicas, serão abertos os envelopes B, contendo as Propostas Técnicas, exclusivamente, dos licitantes previamente habilitados, efetivando-se suas avaliação e classificação, de acordo com os critérios pertinentes e adequados ao objeto licitado, e que foram definidos com clareza no Anexo X, parte integrante deste Edital Na hipótese de ser divulgado o resultado do julgamento das Propostas Técnicas na reunião de abertura dos Envelopes B, e havendo renúncia expressa de todos os Licitantes em interpor recurso, será iniciada a abertura dos envelopes de Proposta de Preços; caso contrário, a Comissão de Licitação suspenderá os trabalhos, para eventual interposição de recurso(s) Após o transcurso do prazo regulamentar sem que tenha havido interposição de recurso ou após o julgamento do(s) recurso(s) interposto(s), os Licitantes serão cientificados da ordem de classificação das propostas técnicas, sendo que os Licitantes que não forem desclassificados serão notificados a comparecerem em data, local e hora estipulados, a fim de participarem da fase de abertura das propostas de preço O critério de julgamento das propostas será o de Técnica e Preço, observadas as especificações do Edital e as normas e princípios estabelecidos pela legislação vigente, inclusive a compatibilidade das cotações com os preços correntes do mercado A Nota Técnica (NTc) será calculada da seguinte forma: à proposta técnica com maior pontuação será atribuída a nota máxima de 100 (cem); para as demais propostas será utilizada a seguinte fórmula: Pt x 100 = NTc M Pt Onde: NTc = Nota Técnica MPt = Maior Pontuação Técnica Pt = Pontuação Técnica em análise Para que o licitante tenha sua Nota Técnica (NTc) calculada, deverá obter no mínimo 120 (cento e vinte) pontos, de acordo com os critérios definidos no Anexo X.

12 8.9.5 Da sessão de abertura do Envelope B Proposta Técnica será lavrada ata circunstanciada, rubricada pelos representantes credenciados. Serão considerados classificados para a etapa seguinte os licitantes que atenderem integralmente às condições previstas na cláusula deste Edital Decidida à classificação técnica serão abertos os envelopes C - Proposta de Preço, que poderá ser no mesmo dia ou em dia e hora previamente marcados, das licitantes cujas propostas técnicas tenham sido classificadas na fase anterior, os quais serão rubricados folha por folha pela Comissão e pelos representantes presentes dos licitantes, e devolvidos os Envelopes C - Proposta de Preços, mediante recibo, aos desclassificados A Nota de Preço (NPr) será calculada da seguinte forma: à proposta válida com menor preço será atribuída a nota máxima 100 (cem); para as demais propostas será utilizada a seguinte fórmula: MPr x 100 = NPr Pr Onde: NPr = Nota de Preço MPr = Menor Preço entre as Propostas Válidas Pr = Preço da Proposta em Análise Serão desclassificadas as propostas que não atenderem, no todo ou em parte, às disposições deste Edital, aquelas com o valor unitário com preço excessivo, ou seja, superior ao do orçamento estimado do Anexo III e aquelas que tiverem preço manifestamente inexeqüível, observando-se o valor estimado para cada lote Havendo dúvida sobre a exeqüibilidade de uma ou mais propostas, fixará a Comissão prazo não inferior a 72 (setenta e duas) horas para que o(s) licitante(s) comprove(m) a viabilidade de seus preços, solicitando-lhe(s) a composição dos preços unitários Será declarado vencedor da presente licitação, o licitante classificado em primeiro lugar, conforme critérios descritos nos itens 8.9 a A Nota Final (NF) será a média ponderada entre a Nota Técnica - NTc (peso 60%) e a Nota de Preço - NPr (peso 40%), atribuída à licitante, obtida pela seguinte fórmula: NF = 0,4 X NPr + 0,6 X NTc Onde: NF = Nota Final

13 NTc = Nota Técnica NPr = Nota de Preço Se ocorrerem propostas que resultarem na mesma Nota Final, o desempate dessas propostas e a classificação final se farão por sorteio em ato público, para o qual todas as licitantes serão convocadas, para em sessão pública, acompanhar o seu processamento, o qual deverá ser feito através da aposição em cédulas, dos nomes das licitantes empatadas, sendo que ditas cédulas deverão ser colocadas em urna fechada, da qual será retirada apenas uma das cédulas, sendo esta a primeira classificada e assim retirando as cédulas sucessivamente até que se classifiquem todas as licitantes então empatadas Na hipótese de ser divulgado o resultado do Julgamento de Propostas de Preço e da classificação das propostas dos Licitantes com base na Nota Final (NF), na própria sessão de abertura dos Envelopes C e, havendo renúncia expressa de todos os Licitantes em interpor recurso, o procedimento seguirá o previsto no subitem ; caso contrário, a Comissão de Licitação interromperá os trabalhos para eventual interposição de recurso(s), bem como análise e julgamento dos recursos interpostos O julgamento das propostas técnica e de preços (envelopes B e C ) e a classificação final das propostas será objeto de ata circunstanciada, rubricada pelos representantes credenciados O licitante, cujo estabelecimento esteja localizado no Estado do Rio de Janeiro, deverá apresentar proposta isenta de ICMS, quando cabível, de acordo com o Convênio CONFAZ 26/03 e a Resolução SER 047/2003, sendo este valor considerado para efeito de competição na licitação Na hipótese de inabilitação ou desclassificação de todas as propostas, a Comissão de Licitação poderá fixar aos licitantes o prazo de 08 (oito) dias úteis para apresentação de nova documentação ou de outras propostas, devidamente escoimadas das causas que deram origem a tal situação Em sendo declarada vencedora do certame Microempresa ou Empresa de Pequeno Porte com débitos fiscais ficará assegurado, a partir de então, o prazo de 02 (dois) dias úteis para a regularização da documentação, pagamento ou parcelamento do débito, e emissão de eventuais Certidões negativas ou positivas com efeito de negativas, prorrogável por igual período a critério do INSTITUTO VITAL BRAZIL, conforme disposto no artigo 43 1º da Lei Complementar nº 123 de 14 de dezembro de Aguardar-se-ão os prazos de regularização fiscal para a abertura da fase recursal A prorrogação do prazo deverá sempre ser concedida pelo INSTITUTO VITAL BRAZIL quando requerida pelo licitante, exceto quando exista urgência na contratação ou prazo insuficiente para a emissão da Nota de Empenho, devidamente justificados.

14 A não regularização da documentação no prazo previsto no subitem 8.18, implicará a decadência do direito à contratação, sem prejuízo das sanções previstas no artigo 81 da Lei Federal nº 8.666/93, sendo facultado ao INSTITUTO VITAL BRAZIL convocar os licitantes remanescentes, na ordem de classificação, ou revogar a licitação Se por motivo de força maior, a adjudicação não puder ocorrer dentro do período de validade da proposta, ou seja, 60 (sessenta) dias, e caso persista o interesse do INSTITUTO VITAL BRAZIL este poderá solicitar a prorrogação da validade da proposta por igual prazo Se por motivo de força maior, a adjudicação não puder ocorrer dentro do período de validade da proposta, ou seja, 60 (sessenta) dias, e caso persista o interesse do INSTITUTO VITAL BRAZIL, este poderá solicitar a prorrogação da validade da proposta por igual prazo É facultada à Comissão ou Autoridade Superior, em qualquer fase da licitação, a promoção de diligência destinada a esclarecer ou a complementar a instrução do processo, vedada a inclusão posterior de documento ou informação que deveria constar originariamente da proposta A critério da Comissão de Licitação, poderão ser relevados erros ou omissões formais, de que não resultem prejuízo para o entendimento das propostas. 9- DA ADJUDICAÇÃO Uma vez homologado o resultado da licitação pela Autoridade Superior, será o licitante vencedor convocado, por escrito, com uma antecedência mínima de 24 (vinte e quatro) horas, para assinatura do contrato Deixando o adjudicatário de assinar o contrato no prazo fixado, poderá o INSTITUTO VITAL BRAZIL, sem prejuízo da aplicação das sanções administrativas ao faltoso, convocar os licitantes remanescentes que tiverem sido habilitados, na respectiva ordem de classificação, para fazê-lo em igual prazo e nas condições propostas pelo primeiro classificado Na forma do disposto no Decreto Estadual n.º de , o licitante vencedor deverá apresentar, como condição para assinatura do Contrato, declaração (Anexo V) de que preenche, em seus quadros, o percentual mínimo de empregados beneficiários da Previdência Social reabilitados ou com pessoa portadora de deficiência habilitada, na seguinte proporção: I - de cem a duzentos empregados, 2% (dois por cento); II - de duzentos e um a quinhentos empregados, 3% (três por cento); III de quinhentos e um a mil empregados, 4% (quatro por cento); IV mais de mil empregados, 5% (cinco por cento) Na hipótese de não atendimento do disposto na cláusula 9.3, poderá a Administração contratante proceder à convocação dos demais licitantes, observada a ordem de classificação, como

15 faculta o art. 64, 2º, da Lei n.º 8.666/93, sem prejuízo da aplicação das penalidades cabíveis, na forma prevista no art. 81 da Lei n.º 8.666/ Poderá o ordenador de despesas, a seu critério, encaminhar a declaração apresentada pelo licitante vencedor à Delegacia Regional do Trabalho, órgão responsável pela fiscalização e cumprimento da legislação relativa ao trabalho das pessoas portadoras de deficiência O licitante vencedor deverá demonstrar, mediante Declaração a ser apresentada no ato da assinatura do contrato de prestação de serviços, com fornecimento de mão-de-obra, que procede à reserva de 10% (dez por cento) das vagas para pessoas portadoras de deficiência física, conforme determina o art. 1º do Decreto n.º de DO PRAZO O prazo de vigência do contrato será de 12 (doze) meses, contados a partir de sua assinatura, desde que posterior à data de publicação do extrato deste instrumento no D.O., valendo a data de publicação do extrato como termo inicial de vigência, caso posterior à data convencionada nesta cláusula O prazo contratual poderá ser prorrogado, observando-se o limite previsto no Artigo 57, 1º da Lei 8.666/93, assegurada a manutenção de seu equilíbrio econômico-financeiro, nos casos previstos no art. 65, do mesmo diploma legal, desde que a proposta da CONTRATADA seja mais vantajosa para a CONTRATANTE. 11- DA GARANTIA Exigir-se-á do licitante vencedor, no momento da assinatura do Contrato, uma garantia, a ser prestada em qualquer das modalidades de que trata o 1º do art. 56, da Lei Federal nº 8.666/93, da ordem de 5% (cinco por cento) do valor do contrato, a ser restituída após sua execução satisfatória As garantias prestadas não poderão se vincular a novas contratações, salvo após sua liberação Caso o valor do contrato seja alterado, de acordo com o art. 65 da Lei Federal n.º 8.666/93, a garantia deverá ser complementada, no prazo de 72 (setenta) horas, para que seja mantido o percentual de 5% (cinco por cento) do valor do Contrato Nos casos em que valores de multa venham a ser descontados da garantia, seu valor original será recomposto no prazo de 72 (setenta) horas, sob pena de rescisão administrativa do contrato. 12- CONDIÇÕES DE PAGAMENTO 12.1 O valor total arrematado será pago em 12 (doze) parcelas conforme previsto no Cronograma

16 Físico-Financeiro de Desembolso (Anexo XIV), e de acordo com o item 6 (Cronograma de Desembolso Máximo por Período) do Termo de Referência (Anexo II), através de medição do trabalho realizado, sendo efetuados, obrigatoriamente, por meio de crédito em conta corrente da instituição financeira contratada pelo Estado, cujo número e agência deverão ser informados pelo adjudicatário até a assinatura do Contrato, em conformidade com o Decreto nº de 08 de setembro de 2011 e a Resolução Conjunta SEFAZ/CASA CIVIL nº 130 de 29 de setembro de A CONTRATADA deverá encaminhar a fatura para pagamento ao INSTITUTO VITAL BRAZIL, sito à Rua Maestro José Botelho, 64, Vital Brazil, Niterói, acompanhada de comprovante de recolhimento mensal do FGTS e INSS relativa à mão de obra empregada no contrato O pagamento será realizado no prazo de 30 (trinta) dias, a contar da data final do período de adimplemento de cada parcela, que serão iguais e sucessivas Considera-se adimplemento o cumprimento da prestação com a entrega do objeto, devidamente atestada pelo(s) agente(s) competente(s) Caso se faça necessária a reapresentação de qualquer fatura por culpa da CONTRATADA, o prazo de 30 (trinta) dias ficara suspenso, prosseguindo a sua contagem a partir da data da respectiva reapresentação Os pagamentos eventualmente realizados com atraso, desde que não decorram de ato ou fato atribuível à CONTRATADA, sofrerão a incidência de atualização financeira pelo IGPM e juros moratórios de 0,5% ao mês, calculado pro rata die, e aqueles pagos em prazo inferior ao estabelecido neste edital serão feitos mediante desconto de 0,5% ao mês pro rata die ACEITAÇÃO DO OBJETO CONTRATUAL Executado o contrato, o seu objeto será recebido na forma prevista no art. 73 da Lei n.º 8.666/93 e na cláusula sétima da minuta de Contrato (Anexo IX), dispensado o recebimento provisório nas hipóteses previstas no art. 74 da mesma lei O recebimento provisório ou definitivo do objeto do Contrato não exclui a responsabilidade civil a ele relativa, nem a ético-profissional, pela sua perfeita execução do Contrato Salvo se houver exigência a ser cumprida pela CONTRATADA, o processamento da aceitação provisória ou definitiva deverá ficar concluído no prazo de 30 (trinta) dias úteis, contados da entrada do respectivo requerimento no protocolo da repartição interessada DAS PENALIDADES

17 Os licitantes, adjudicatários ou contratados inadimplentes estarão sujeitos às penalidades previstas no art. 87 da Lei Federal nº 8.666/93, assegurado o contraditório e a prévia e ampla defesa, observadas as disposições da cláusula décima terceira da minuta do Contrato (Anexo IX) O atraso injustificado no cumprimento das obrigações contratuais sujeitará a CONTRATADA à multa de mora de 1% (um por cento) por dia útil que exceder o prazo estipulado, a incidir sobre o valor da Nota de Empenho ou do saldo não atendido, respeitado o limite do artigo 412 do Código Civil, sem prejuízo da possibilidade de rescisão unilateral do Contrato pelo CONTRATANTE ou da aplicação das sanções administrativas. 15- DOS RECURSOS Os recursos das decisões da Comissão de Licitação serão apresentados por escrito, no prazo de até 05 (cinco) dias úteis, contados da intimação do ato ou data de lavratura de qualquer das atas, conforme o caso, e dirigidos à Autoridade Superior. Reconsiderando ou não sua decisão, no prazo de 05 (cinco) dias úteis, encaminhará a Comissão de Licitação o recurso à Autoridade Superior, que a ratificará ou não, de forma fundamentada A Comissão de Licitação dará ciência dos recursos aos demais licitantes, que poderão impugná-los no prazo de 05 (cinco) dias úteis Os recursos contra as decisões relativas à habilitação ou inabilitação do licitante, ou contra o julgamento da proposta de preços, terão efeito suspensivo A intimação dos atos referidos nas alíneas a, b, c e e, do inciso I do art. 109, da Lei Federal nº 8.666/93 será feita mediante publicação no Diário Oficial do Estado Parte I, salvo para os casos de habilitação ou inabilitação dos licitantes e julgamento das propostas, se presentes os prepostos de todos os licitantes no ato em que for adotada a decisão, hipótese em que poderá ser feita por comunicação direta aos interessados. 16- DISPOSIÇÕES GERAIS A presente licitação poderá ser revogada por razões de interesse público decorrente de fato superveniente devidamente comprovado, ou anulada no todo ou em parte por ilegalidade, de ofício ou por provocação de terceiro, de acordo com o art. 229 da Lei Estadual n.º 287/79 c/c o art. 49 da Lei Federal n.º 8.666/93, assegurado o direito de defesa sobre os motivos apresentados para a prática do ato de revogação ou anulação O objeto da presente licitação poderá sofrer acréscimos ou supressões, conforme previsto no art. 65 da Lei n.º 8.666/93.

18 Na contagem dos prazos estabelecidos neste Edital, excluir-se-á o dia do início e incluir-se-á o do vencimento A homologação do resultado desta licitação não implicará direito à contratação Quando da homologação do resultado do certame, e desde que não haja recurso administrativo pendente, ação judicial em curso ou qualquer outro fato impeditivo, os licitantes inabilitados deverão ser notificados a retirar os envelopes de Propostas de Preços, no prazo de 60 dias do recebimento da comunicação. Se houver recusa expressa ou tácita dos interessados, a Comissão de Licitação ou o agente público competente estará autorizado a inutilizar os envelopes Acompanham este instrumento convocatório os seguintes Anexos: Anexo I Proposta de Preços; Anexo II Projeto Básico (Termo de Referência); Anexo III Orçamento Estimado; Anexo IV Modelo de Declaração ao disposto no art. 7º, XXXIII, da C.F.; Anexo V Modelo de Declaração ao disposto no Decreto Estadual nº /2003; Anexo VI Modelo de Declaração para Microempresa e Empresa de Pequeno Porte; Anexo VII Convênio ICMS nº 26 de 04/04/03 e Resolução SER nº 047 de 24/09/03; Anexo VIII Carta de Credenciamento; Anexo IX Minuta de Contrato; Anexo X Tabela de Técnica; Anexo XI Modelo de Comprovante de Visita Técnica; Anexo XII Proposta Técnica. Anexo XIII Modelo de Declaração de Elaboração Independente de Proposta. Anexo XIV Cronograma Físico-Financeiro de Desembolso Os casos omissos serão resolvidos pela Autoridade Superior, observados os princípios que informam a atuação da Administração Pública Ficam os licitantes sujeitos às sanções administrativas, cíveis e penais cabíveis caso apresentem, na licitação, qualquer declaração falsa que não corresponda a realidade dos fatos O Foro da Cidade de Niterói - RJ, comarca da Capital, é designado como o competente para dirimir quaisquer controvérsias relativas a esta licitação e à adjudicação, contratação e execução dela decorrentes. Niterói, 25 de fevereiro de Antonio Joaquim Werneck de Castro Diretor Presidente

19 Anexo I Proposta de Preços ANEXO I PROPOSTA DE PREÇOS A firma ao lado mencionada propõe fornecer ao Instituto Vital Brazil, pelo preço abaixo assinalado, obedecendo rigorosamente às condições estipuladas constantes do EDITAL DE CONCORRÊNCIA nº 002/2013 Licitação por Concorrência nº 002/2013 A realizar-se em 12/04/2013 às 10h Processo nº E-08/005/53//2013 CARIMBO DA FIRMA LOTE 01 ESPECIFICAÇÃO ITEM 01 ID Contratação de empresa para prestação de serviços de desenvolvimento e implantação de uma solução informatizada de Business Intelligence (BI): a. Recursos Humanos b. Outras Despesas UNID. QUANT. PREÇO TOTAL (R$) Um c. Total (a+b) OBSERVAÇÕES A PROPOSTA DE PREÇOS deverá ser preenchida integralmente por processo mecânico ou eletrônico, sem emendas e rasuras; conter os preços em algarismos e por extenso, por unidade, já incluídas além das despesas discriminadas acima, as despesas de fretes, impostos federais ou estaduais e descontos especiais; ser datada e assinada pelo gerente ou seu procurador o Proponente se obrigará, mediante devolução da PROPOSTA DE PREÇOS, a cumprir os termos nela contidos. As Duas primeiras vias da PROPOSTA DE PREÇOS deverão ser devolvidas a este Órgão, até a hora e data marcadas, em envelope fechado, com a indicação do seu número e data do encerramento. A licitação mediante PROPOSTA DE PREÇOS poderá ser anulada no todo, ou em parte, de conformidade com a legislação vigente. Prazo de execução: 12 (doze) meses, a contar da data do recebimento da respectiva NOTA DE EMPENHO junto à Repartição requisitante. Validade da Proposta de Preços: preços válidos por 60 (sessenta) dias. Local de execução: Rua Maestro José Botelho n 64 Vital Brazil Niterói/RJ. Declaramos inteira submissão ao presente termo e legislação vigente. Em, / /2013. Firma Proponente

20 ANEXO II PROJETO BÁSICO 1. PREÂMBULO EXECUÇÃO DE SERVIÇOS INDIRETOS DE INFORMÁTICA PARA DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO DE UMA SOLUÇÃO DE BUSINESS INTELLIGENCE- BI NO INSTITUTO VITAL BRASIL - IVB O INSTITUTO VITAL BRAZIL (IVB) foi fundado em 03 de Junho de 1919, por um termo firmado entre o Governo do Estado do Rio de Janeiro e o médico e sanitarista Vital Brazil, Mineiro da Campanha. Há mais de 90 anos o Instituto Vital Brazil é reconhecido como um importante centro de pesquisas, ensino e produção de imunobiológicos, tendo como missão: Contribuir para a promoção da saúde por meio de pesquisa, difusão de conhecimento científico e fabricação de produtos, com ética e responsabilidade social e ambiental. O IVB é uma sociedade por Ações, de Economia Mista, dotada de personalidade jurídica de direito privado, constituída com base na Lei Estadual nº 2284 de 10 de julho de É um órgão da Administração Indireta do Estado do Rio de Janeiro vinculado à Secretaria de Estado de Saúde com objetivos, definidos na Lei Estadual nº 942, de 18/12/85. O Instituto é um dos dezoito laboratórios oficiais brasileiros e um dos três fornecedores de soros contra o veneno de animais peçonhentos usados no tratamento de acidentes com cobras, aranhas e escorpiões e, ainda, antídotos contra tétano e raiva para o Ministério da Saúde, que os distribui por todo o Brasil. Desde 2001 o IVB é único produtor brasileiro do soro contra o veneno da aranha viúva-negra. Oferece também serviços que vão de diagnósticos laboratoriais e epidemiológicos a programas de controle de doenças e agravos que ameacem a saúde pública do Estado do Rio de Janeiro e do Brasil. Nos últimos anos, a Instituição vem ampliando suas linhas de atuação. Um dos modelos adotados é a parceria com organizações públicas e privadas, nacionais e internacionais, para desenvolvimento de medicamentos estratégicos para o SUS e de novos produtos baseados em venenos e toxinas animais e implementação de pesquisas com interesse em saúde pública. Essas parcerias fazem parte do plano de reestruturação, que modernizará o parque industrial e instalará novos laboratórios. Alinhado ao programa do Governo Federal que reorientou a política do Complexo Industrial da Saúde no Brasil, o IVB firmou parcerias com Instituições Acadêmicas e de Pesquisa e o setor privado para desenvolver formulações e produzir medicamentos estratégicos para o país, elencados na Portaria GM/MS Nº 978/08 e sua atualização. Consciente de suas vocações históricas, o IVB tem a preocupação e o dever de contribuir permanentemente para o avanço da ciência, da saúde pública e da sociedade brasileira.

21 Assim, o Instituto Vital Brazil ao longo dos últimos anos construiu uma importante base de dados de informações provenientes de seus sistemas informatizados de gestão de processos atualmente em uso. A relevância deste projeto está no desenvolvimento e implantação de uma solução de Business Intelligence (BI), que pode ser traduzido como Inteligência Empresarial, que tornará possível para Gestores de todos os níveis na organização acessarem, entenderem, analisarem, colaborarem e agirem sobre este complexo de informações de uma maneira fácil, organizada e estruturada. 2. OBJETO Contratação de empresa especializada para os serviços de desenvolvimento e implantação de uma solução informatizada de Business Intelligence (BI), transformando todo o complexo de dados e informações transacionais, gerados e armazenados pelos sistemas em uso no dia-a-dia da organização, em dados analíticos, facilitando e estruturando a extração e consulta de informações e simplificando a criação de relatórios e gráficos, gerando indicadores que irão auxiliar os Executivos e Gestores do IVB na tomada de decisões melhores e mais rápidas ARQUITETURA EXIGIDA A CONTRATADA deverá seguir a arquitetura definida abaixo na execução dos serviços objetos deste projeto básico: Módulo de ETL (Extract, Transfer and Load) - Componente dedicado à extração, transformação e carregamento de dados, parte responsável pela coleta das informações nas mais diversas fontes: Sistemas de gestão, arquivos de texto ou planilhas Excel Data Mart / Datawarehouse - Depósito de dados, local onde ficam armazenados todos os dados extraídos dos sistemas em operação, possibilitando o armazenamento de informações históricas e agregadas, dando um suporte melhor para as análises posteriores. Front-End - Tela de acesso que efetivamente tem interação com o Usuário do projeto. Esta arquitetura deve ter como principais funções e responsabilidades a coleta de conjuntos de dados por meio dos diversos sistemas de gestão para transformá-los em uma ou mais informações consolidadas e também apontar possíveis mudanças de comportamento nos principais processos, produtivos e operacionais. A solução de BI deverá atende aos seguintes requisitos:

22 Manter as informações acessíveis na organização. O conteúdo da base informacional deverá ser de fácil acesso e com elevados índices de desempenho nas respostas aos usuários. Toda nomenclatura de negócio deverá ser padronizada pela organização, para garantir uma fácil interpretação na seleção dos dados para as pesquisas. Garantir a consistência dos dados da organização. A mesma informação divulgada por áreas diferentes dentro da organização deverá ser exatamente igual, garantindo a unicidade de conceitos. Métodos de controle e segurança da informação. A Base Informacional permite não só o controle efetivo de acesso aos dados, mas também oferecerá visões específicas da informação para cada área. Base para suporte à decisão. A Base Informacional deverá atender todas as necessidades estratégicas da organização para se tornar uma base única para suporte à tomada de decisão. DIAGRAMA ESQUEMÁTICO DA ARQUITETURA EXIGIDA

23 2.2 DESCRIÇÃO DOS SISTEMAS DE GESTÃO A SEREM CONSIDERADOS A CONTRATADA deverá considerar todos os sistemas em uso atualmente no IVB, abaixo relacionados, no escopo da solução de BI a ser desenvolvida e implantada: Sistemas de gestão do IVB: GPPH - Sistema de Produção de Plasma Hiperimunes Setores Envolvidos no GPPH Sistemas de Produção de Plasma Hipermimunes: Serpentário, Aracnário, Biotério, Departamento de Vacinas a Vírus (DVVI), Departamento de Vacinas Bacterianas (DVBI), Planejamento e Controle da Produção (PCP), Fazenda Quantidades de usuários ativos: 34 usuários. Principais funcionalidades: Controle do Plantel do IVB que abrange os espécimes do serpentário, aracnário, biotério e fazenda (cadastro e eventos); controle da Coleção Científica de espécimes; controle da coleta e estoque de veneno; controle da produção e inoculação do antígeno, gestão do calendário de imunização; controle da sangria e reinfusão das tropas; controle da geração e envio da bolsa de plasma GPSH - Sistema de Produção de Soros Hiperimunes Setores Envolvidos no GPSH Sistemas de Produção de Soros Hiperimunes: Gerência de Controle da Qualidade, Controle Biológico, Controle Químico, Fazenda, Gerência de Imunobiológicos, Diretoria Científica, Garantia da Qualidade, Lavagem de Ampolas, Envase, Acondicionamento, Diretoria Industrial, Produção de Soro. Quantidades de usuários ativos: 25 usuários ativos Principais funcionalidades: Gestão e monitoramento da produção da imunoglobulina, dos soros e vacinas, abrangendo:

24 Ficha técnica de produção (vigentes e históricas com controle de edição); controle do plasma em estoque; produção da imunoglobulina passando por todas as etapas técnicas, desde a diluição até o acondicionamento, registrando as informações de cada etapa do processo produtivo quanto a profissionais participantes, matéria-prima utilizada, insumos diversos e equipamentos; registro das informações referentes ao controle de qualidade, com registro da retirada de amostras e emissão de boletins de análise de cada etapa de acordo com a obrigatoriedade preconizada pela Garantia da Qualidade e pelas normas da ANVISA; emissão do Certificado de Liberação sempre atualizado de acordo com as publicações da ANVISA Sistemas de apoio do IVB: SGE Sistema de Gestão de Estoque e Emissão de Notas Fiscais Eletrônicas Setores envolvidos: Administração dos Almoxarifados, Contabilidade, Financeiro, Garantia da Qualidade e todos os setores que se utilizam do processo de solicitação de material online. Quantidades de usuários ativos: 120 usuários Principais funcionalidades: Cadastro de Clientes, Fornecedores, Itens e Locais de Armazenamento, Movimentações, Processo de Inventário, Geração do Livro de Duplicatas, Relatórios de controle ANVISA e Polícia Federal, Solicitação de Material Online, Relatórios Operacionais SRH Sistema de Recursos Humanos Identificação dos recursos humanos alocados a cada etapa de produção, quantidade e custo. Setores Envolvidos: Divisão de registro, Cargos e Salários, Recursos Humanos. Quantidades de usuários ativos: 18 usuários totais Principais funcionalidades:

25 MÓDULO DE CADASTRO Funcionários Estagiários Terceiros MÓDULO DE CARGOS E SALÁRIOS Cargos e Níveis Cargo Instrução Mínima Exigida Tabela Salarial (Nível e Salário) Cargos e Funções Cargo, nível e classificação CBO Requisitos (Instrução e Experiência mínima) Descrição do cargo Condições de Trabalho Características necessárias para desempenho do cargo MÓDULO DE ADMISSÃO E MOVIMENTAÇÕES Admissão Matricula Nome Diretoria Setor Cargo Nível Cargo Comissionado Salário Adicional Salário Final Tipo de Admissão Rescisão Situação da Admissão Horário Código da categoria do Trabalhador RAIS Vinculo Jornada de Trabalho:

26 Horas por semana Horas por Mês Dias de experiência/prazo Determinado CBO: Dados Pessoais Nome do Pai Nome da Mãe Sexo Data de Nascimento Estado Civil Nacionalidade Naturalidade. Naturalizado Grau de Instrução Telefones Tipo Sanguíneo Fator RH Doador Def. Visual Def. Auditivo Cútis Dependentes Nome Grau de parentesco Data de nascimento Auxílios que o dependente deverá conter. Endereço / Vale- Transporte Tipo de logradouro Logradouro Complemento Bairro Município UF CEP

27 Código do variável de vale transporte Quantidade Documentos N da CTPS Serie da CTPS UF da CTPS Data da emissão RG Órgão Emissor Data de Emissão UF do RG Data de chegada ao Brasil, caso seja naturalizado. N do certificado de Reservista Serie Categoria UF do certificado N da CNH Categoria da CNH Data de Vencimento Data de emissão UF da CNH CPF N do titulo de eleitor Zona Seção. Data de emissão UF do titulo de eleitor Município do titulo de eleitor N do conselho regional Órgão Emissor Data de emissão PIS/ Previdência/Sindicato N do PIS/PASEP Data de emissão Banco

28 Agencia Numero da conta Endereço da agencia Inscrição Individual INSS Data do cadastro Inscrição Código Ocorrência Contribuição Sindical Funcionário sindicalizado Opção de calculo Sindicato Acréscimo SAT Férias Período aquisitivo Período Concessivo Inicio Data do pagamento Totais de dias de gozo Movimentos Tipo de movimento Férias Inicio e fim do período aquisitivo Inicio e fim do gozo de férias Abono pecuniário Indicação 50% do 13 Triênio Percentual do reajuste Fundamentação Legal Aumento Novo cargo Novo Nível Fundamentação Legal Transferência Tipo de transferência Novo Setor

29 Fundamentação Legal Afastamento Motivo Inicio do afastamento Retorno do afastamento Rescisão Causa de rescisão Numero da rescisão Quantidade de meses para pagamento de 13 Data de aviso prévio Data da rescisão Pagamento/ FGTS Pagamento Banco Agencia Conta FGTS Optante Data de Admissão Percentual de deposito Jovem Aprendiz Demais funcionários MÓDULO DE SAÚDE OCUPACIONAL Controle de Exames Periódicos Controle de EPI SLC Sistema de Livro Caixa Identificação de despesas indiretas por centro de custos para efeito de rateio. Setores Envolvidos: Diretoria Financeira, Tesouraria. Quantidades de usuários ativos: 2 usuários totais Principais funcionalidades:

30 LANÇAMENTOS Movimento Data Controle Número do documento Valor Histórico. Operação: crédito ou débito. Conta Fechamento SPED Fiscal EFD PIS / COFINS / IPI / ICMS Parte integrante do projeto SPED a que se refere o Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007, controle que atende a padronização, racionalização e compartilhamento das informações fiscais digitais, além da integração de todo o processo relativo à escrituração fiscal, com a substituição do documentário em meio físico (papel) por documento eletrônico com validade jurídica para todos os fins. Setores Envolvidos: Diretoria Financeira, Gerência Financeira. Sistemas Envolvidos: SGE, SIAFEM, Patrimônio e Sistemas das Farmácias. Principais Funcionalidades: Atendimento a todos os blocos específicos para perfil IVB Geração de aplicação para importação de dados: Integração com o Sistema de Patrimônio RADAR Integração com o SIAFEM Validação e envio de arquivo SPED Alíquota por item para o cálculo de PIS/PASEP e da COFINS, básica ou diferenciada. Cadastros auxiliares: Tabela Código da Situação Tributária Referente ao PIS/PASEP CST PIS; Tabela Código da Situação Tributária Referente à COFINS CST COFINS; Tabela Código de Contribuição Social Apurada; Tabela Código de Tipo de Crédito; Tabela Código de Base de Cálculo do Crédito; Tabela Código de Ajustes de Contribuição ou Créditos. Cadastro de relação entre as contas contábeis do sistema Radar Patrimonial e SIAFEM, processo de para.

31 Cadastro de relação entre as contas contábeis do SGE e SIAFEM, processo de para. Integração dos dados do arquivo.txt gerado pelo SIAFEM com banco de dados do Sistema de Gestão do Estoque Integração dos dados o arquivo.txt gerado pelo SIAFEM e arquivo.txt gerado pelo sistema Radar Patrimonial para criação do arquivo final a ser enviado a Secretaria de Fazenda por meio eletrônico Digitação do campo Chave de Acesso para Nota Fiscal Eletrônica de Entrada Formulário para Digitação de Venda Futura com Itens Validação e Importação de Arquivos TDM das Farmácias Sistema de Importação, Validação e Envio de arquivo Sped Fiscal 2.3 INDICADORES A CONTRATADA deverá realizar os levantamentos necessários para definir, em conjunto com os representantes do IVB, quais Indicadores, níveis de granularidade e hierarquia serão considerados na solução de BI. Deve fazer parte da solução a definição destes indicadores junto ao IVB Indicadores de Negócio As CONTRATADA deverá iniciar pela definição do que vai ser medido, qual área de negócio será monitorada por quais Indicadores Níveis de granularidade e hierarquia Uma vez conhecidos os indicadores a CONTRATADA deverá definir o grau de detalhamento, a granularidade e em qual hierarquia a informação será apresentada. Entenda-se por hierarquia, por exemplo, uma estrutura organizacional de Corporativo, Regional, Empresa, Filial ou de produto como Tipo, Produto, Família, deverá se definir ainda o detalhamento quanto ao tempo: anual, trimestral, mensal, diário, hora. Como exemplo de indicador, temos abaixo a definição de Custo da Produção:

32 CUSTO DA PRODUÇÃO. 2.4 CUSTOMIZAÇÃO DOS DADOS A CONTRATADA deverá realizar a adequação das bases de dados existentes nos sistemas legados para a criação de subconjuntos de informações específicas por área de negócios (Data Marts) Estes subconjuntos estarão compondo a base global de dados (Data Warehouse) para o cruzamento de informações que possibilitem a construção de indicadores de gestão. Recursos Humanos Produção de Plasma e Soros Finanças e Contabilidade Estoque Máquinas e Equipamentos 2.5 COMPLEMENTAÇÃO DE BASES DE DADOS A CONTRATADA deverá criar, consolidar e manter novas bases de dados que complementem a composição dos indicadores de produção: Patrimônio o Controle físico dos bens (localização e movimentações) o Controle de inventário

33 o o Controle contábil e depreciação Controle de manutenções Controle de despesas e contratos o Despesas indiretas o Controle de rateio por área 3. ETAPAS DO PROJETO A CONTRATADA deverá adotar um processo de desenvolvimento iterativo e incremental, organizado em uma etapa inicial de levantamento e planejamento, iterações sucessivas de desenvolvimento e uma etapa final. A figura abaixo ilustra a organização do projeto com uma etapa inicial, uma seqüência de iterações e uma etapa final. Cada iteração resultará na implementação de um conjunto de temas (assuntos) do Data Mart, e produzirá as entregas para ele definidos. As etapas são compostas por atividades, as quais se encontram relacionadas abaixo, em ordem de execução.

34 3.1 ETAPA INICIAL 1. Planejamento Inicial 2. Levantamento das necessidades do negócio; 3. Levantamento das fontes de dados 4. Planejamento do projeto. PLANEJAMENTO INICIAL LEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DO NEGÓCIO LEVANTAMENTO DAS FONTES DE DADOS PLANEJAMENTO DO PROJETO Planejamento inicial A primeira atividade do projeto consistirá da reunião entre os representantes do projeto pelo IVB e por parte da empresa, o Gerente de Projetos, Gerente de Sistemas e o Consultor de Processos. Nesta ocasião deve ser elaborado cronograma detalhado de atividades e das providências das partes para que estas ações ocorram conforme o planejado (divisão das responsabilidades). A empresa deverá explicitar a forma de trabalho para cada ação enquanto os representantes do IVB deverão garantir o acesso as informações e a disponibilidade dos profissionais de cada setor para cada etapa correspondente Levantamento das necessidades do negócio: Consiste no levantamento das necessidades que o sistema deverá atender. Nesta etapa identifica-se o público alvo e os requisitos para o Data Mart; identificam-se os temas (assuntos) que irão compor o Data Mart e organiza-se os requisitos de acordo com os temas identificados. Desta forma o levantamento inicial estabelece o escopo detalhado do projeto e as funções macro que o DataMart deverá atender. A Contratada deverá mediar as reuniões de levantamento com os clientes e a equipe do IVB.

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL 1. DA ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO 1.1. Os interessados em se inscrever e/ou renovar o Registro Cadastral junto ao GRB deverão encaminhar a documentação a seguir estabelecida,

Leia mais

EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº 003/2013

EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº 003/2013 EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº 003/2013 1 - INTRODUÇÃO 1.1 O ESTADO DO RIO DE JANEIRO, por meio do INSTITUTO VITAL BRAZIL (Centro de Pesquisas, Produtos Químicos e Biológicos) com sede na Rua Maestro José Botelho,

Leia mais

Câmara Municipal de Itatiba

Câmara Municipal de Itatiba DOCUMENTOS PARA EFETUAR CADASTRO PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL "CRC" INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES Razão Social: Endereço: Bairro: Cidade: CEP: CNPJ: Inscrição Estadual:

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2.

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2. IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM 03 (TRÊS) DIAS DE ANTECEDENCIA NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 002/2010

CARTA CONVITE Nº 002/2010 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado.

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado. EDITAL DE CARTA CONVITE N 02/2010 CRM-PR OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA PARA O DESENVOLVIMENTO E SUPERVISÃO DE PROJETO DE TELEMEDICINA, VIDEOCONFERÊNCIA E EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JARDIM PAULISTA

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS EDITAL DE CARTA CONVITE 027/2015 A PREFEITA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA, torna público, para conhecimento dos interessados, que no dia 20 DE NOVEMBRO DE 2015, às 10 horas, reunirse-á a Comissão Permanente

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO 1 CARTA CONVITE n.º 001/2011 São Paulo, 20 de outubro de 2011. O CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA - 1ª REGIÃO, nos termos da autorização constante no Processo Administrativo em epígrafe, vem, por intermédio

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 023/2009

CARTA CONVITE Nº 023/2009 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014.

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. Emissão: 09/12/2014. Abertura: 29/12/2014. Horário: 10:00 H. O Fundo de Previdência dos Servidores Municipais

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 O Município de Boa Vista do Buricá, comunica aos interessados

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES:

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES: EDITAL de LICITAÇÃO MODALIDADE: CARTA CONVITE N.º 17/2013 Data da abertura dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas Data limite para entrega dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas

Leia mais

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF Ref: Aviso de Edital ADG nº 003/2014 publicado em 28/10/2014. 1 1. OBJETO A

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA CARTA CONVITE N 005/2015 SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL - ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SANTA CATARINA - SENAR-AR/SC Edital de Convite nº. 005/2015 1 - Preâmbulo 1.1 - O Serviço Nacional de Aprendizagem

Leia mais

ANEXO IV MINUTA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE AQUISIÇÃO DE BOLSA PASTA PARA NOTEBOOKS PREGÃO ELETRÔNICO DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/2011

ANEXO IV MINUTA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE AQUISIÇÃO DE BOLSA PASTA PARA NOTEBOOKS PREGÃO ELETRÔNICO DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/2011 ANEXO IV MINUTA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE AQUISIÇÃO DE BOLSA PASTA PARA NOTEBOOKS PREGÃO ELETRÔNICO DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/2011 Compromisso celebrado entre o Estado do Rio de Janeiro, por intermédio

Leia mais

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Processo...: 8/2015 Modalidade.: Convite Número...: 6/2015

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Convite nº 081/2007 Fls.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Convite nº 081/2007 Fls. Convite nº 081/2007 Fls. 1 CARTA CONVITE Processo nº 11784/05 Convite nº 081/2007 Entrega Envelopes até o dia: 15 de junho de 2007, às 14h00. Abertura Envelopes dia: 15 de junho de 2007, às 14h30. A COMISSÃO

Leia mais

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL PROCESSO Nº 01550.000345/2009-46. PREGÃO Nº 26/2009. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 1/2010. A FUNDAÇÃO CASA DE RUI BARBOSA, pessoa jurídica de direito público vinculada a Ministério da Cultura, com sede

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001 - DEPTO DE COMPRAS - 8º ANDAR. Regime

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG)

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) NORMAS DE CREDENCIAMENTO PARA INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS 1. DA FINALIDADE

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ Convite N. 004/2015 Natureza da Despesa/ OBJETIVO: Fonte do Recurso Contratação de Serviço de INSTALAÇÃO DE SERVIÇO DE LINK DE INTERNET - 5MB Dotação Orçamentária Data da Emissão 22/06/2015 Data da Licitação

Leia mais

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado para as microempresas e empresas de pequeno porte nas contratações públicas de

Leia mais

Estado do Amazonas PREFEITURA MUNICIPAL DE TONANTINS CNPJ: 04.628.608/0001-16 Endereço: Rua Leopoldo Peres, s/n Centro, Tonantins AM

Estado do Amazonas PREFEITURA MUNICIPAL DE TONANTINS CNPJ: 04.628.608/0001-16 Endereço: Rua Leopoldo Peres, s/n Centro, Tonantins AM EDITAL CONVITE Nº 002/2015 1 PREÂMBULO 1.1. A, através da COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO CML, adiante denominada simplesmente CML, CONVIDA essa firma para participar do certame licitatório, na modalidade

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REGISTRO CADASTRAL (Conf. Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993) I - Para a habilitação jurídica: a) Cédula de identidade e registro comercial na repartição competente, para

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO 1 FUNDAMENTAÇÃO Este Manual contem regras para Cadastramento com fins de Licitação, nos termos da Lei 8.666/93 e alterações posteriores. e está disponível no site www.aracaju.se.gov.br/emurb. REGRAS PARA

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE INTERESSADOS NA OPERAÇÃO E GESTÃO

Leia mais

DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 41.20.02 MOBILIÁRIO EM GERAL - R$ 16.000,00 (Dezesseis mil reais).

DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 41.20.02 MOBILIÁRIO EM GERAL - R$ 16.000,00 (Dezesseis mil reais). PROCESSO N.º 003/2013 LICITAÇÃO Nº 003/2013-CONVITE TIPO: MENOR PREÇO POR LOTE À EMPRESA: ENDEREÇO: O Conselho Regional de Administração-CRA, através de sua Comissão Permanente de Licitação, nos termos

Leia mais

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014 O Município de Mariano Moro, RS, torna público, em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93 e suas alterações, que no dia 30 de setembro as 14

Leia mais

Projeto Bolsa Piloto FAQ destinado aos Aeroclubes e Escolas de Aviação Civil

Projeto Bolsa Piloto FAQ destinado aos Aeroclubes e Escolas de Aviação Civil Projeto Bolsa Piloto FAQ destinado aos Aeroclubes e Escolas de Aviação Civil Como faço para concorrer a uma bolsa? O processo seletivo de alunos está sendo realizado pela Secretaria de Aviação Civil SAC/PR.

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 O CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA 7ª REGIÃO CREF7/DF, Autarquia Federal, criada pela Lei nº 9.696/98, torna público

Leia mais

Edital de convite para

Edital de convite para CÂMARA MUNICIPAL DE ARVOREZINHA EDITAL DE CONVITE N.º 004/2014 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 006/2014 TIPO MENOR PREÇO POR ITEM ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO E ABERTURA DOS ENVELOPES DA DOCUMENTAÇÃO: 13/11/2014,

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado:

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008 EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: Prezado (a) Senhor (a), O Projeto de Cooperação para Apoio às Políticas e à Participação

Leia mais

EDITAL DE DISPENSA DE LICITAÇÃO N 004/2014 TIPO: MENOR PREÇO

EDITAL DE DISPENSA DE LICITAÇÃO N 004/2014 TIPO: MENOR PREÇO EDITAL DE DISPENSA DE LICITAÇÃO N 004/2014 TIPO: MENOR PREÇO (PROCESSO N 2014/11/267) O Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Paranaguá, por sua Comissão Permanente de Licitação, designada

Leia mais

Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015

Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015 Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015 DATA DA ABERTURA: 13/11/2015 HORA DA ABERTURA: 09:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº. 05/2012 PROCESSO Nº. 0116/2012

EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº. 05/2012 PROCESSO Nº. 0116/2012 EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº. 05/2012 PROCESSO Nº. 0116/2012 1. INTRODUÇÃO: 1.1 O CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL, por intermédio da Pregoeira Angela Ferraz Jaeger, torna público,

Leia mais

PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO

PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO Data: A partir do dia 22/06/2011 Local: FAPEU SETOR DE LICITAÇÃO (Campus Universitário s/nº, Trindade,

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 O Município de Vale do Sol, RS, através do Prefeito Municipal. Sr. Clécio Halmenschlager, comunica aos interessados que está procedendo ao CREDENCIAMENTO de pessoas

Leia mais

CONVITE Nº 060E/2015

CONVITE Nº 060E/2015 Processo nº 0405.1511/15-3 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 060E/2015 DATA DA ABERTURA: 16/10/2015 HORA DA ABERTURA: 10:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

L I C I T A Ç Ã O: Convite: Compras e outros serviços, N.º 4/2014 Menor preço POR ITEM

L I C I T A Ç Ã O: Convite: Compras e outros serviços, N.º 4/2014 Menor preço POR ITEM Serviço Autônomo Municipal de Saneamento Básico SAMAE Travessa Theodoro Junctum, 124 - Bairro Centro RIO NEGRINHO - SC - Santa Catarina 85.908.309/0001-37 89.295-000 L I C I T A Ç Ã O: Convite: Compras

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS)

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS) CARTA CONVITE Nº: 008/2013. São Paulo, 04 de junho de 2.013. Processo n.º 042-05/2013 Tipo: MENOR PREÇO Firma: A/C: E-mail: Convidamos a referida empresa a apresentar proposta para atendimento do objeto

Leia mais

Tomada de Preços n.º 015/2010

Tomada de Preços n.º 015/2010 Tomada de Preços n.º 015/2010 Procedimento Administrativo n.º 0848/2010 Modalidade: Tomada de Preços Tipo: Menor Preço Julgamento: global Regime de execução: empreitada por preço unitário Objeto: Contratação

Leia mais

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL O INSTITUTO DE SAÚDE E GESTÃO HOSPITALAR - ISGH, pessoa jurídica de direito privado, associação sem fins lucrativos

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ. CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ. CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 1 SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ 1. DA CONVOCAÇÃO: CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006 ! " TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006 PROCESSO Nº 1.825/2005 Regime Jurídico: Lei nº 8.666/93, alterações e normas complementares Tipo de Licitação: MENOR PREÇO Modalidade: TOMADA DE PREÇOS O CONSELHO REGIONAL

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS)

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) ÍNDICE RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE FORNECEDORES DE MATERIAL/SERVIÇOS PÁGINA 2 FICHA DE INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES PÁGINA 4 DECLARAÇÃO

Leia mais

EDITAL DE CARTA-CONVITE PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº 001/2012

EDITAL DE CARTA-CONVITE PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº 001/2012 EDITAL DE CARTA-CONVITE PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº 001/2012 1- INTRODUÇÃO 1.1 A JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, com sede na Av. Rio Branco, 10 Centro Rio de Janeiro, torna público que,

Leia mais

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SERVIÇOS DO VALE DO RIO PARDO - CISVALE

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SERVIÇOS DO VALE DO RIO PARDO - CISVALE HABILITAÇÃO JURÍDICA Documentos para Credenciamento - Registro comercial no caso de empresa individual; - Ato Constitutivo, Estatuto ou Contrato Social em vigor, devidamente registrado em se tratando de

Leia mais

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS)

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) ÍNDICE: RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE EMPRESAS INTERESSADAS NA EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE TERRENOS, LOJAS E ESPAÇOS DE PROPRIEDADE DA COMPANHIA DO

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 003/2014 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2014 HORÁRIO: 10h00min LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro Edifício

Leia mais

EDITAL CONCORRÊNCIA NACIONAL CN n 27/2013 - INEA

EDITAL CONCORRÊNCIA NACIONAL CN n 27/2013 - INEA EDITAL CONCORRÊNCIA NACIONAL CN n 27/2013 - INEA 1- INTRODUÇÃO 1.1 O, com sede na Av. Venezuela, 110, Bairro Saúde, Rio de Janeiro/RJ, torna público que, devidamente autorizada por sua Presidente, na forma

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL EDITAL DE LICITAÇÃO nº 002/2012 TOMADA DE PREÇOS PARA PRESTADORES DE SERVIÇOS E PRESTAÇÕES DE CONTAS NA GESTÃO DE PROJETOS A CBHb, de acordo com a Lei 10.264 de 16 de julho de 2001 Lei Agnelo/Piva, regulamentada

Leia mais

RESOLUÇÃO 942 / 99. Assunto: Aprovação das "NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA", e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94.

RESOLUÇÃO 942 / 99. Assunto: Aprovação das NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA, e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94. RESOLUÇÃO 942 / 99 Assunto: Aprovação das "NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA", e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94. Referência: INFORMAÇÃO PADRONIZADA SD/CCE - 01 /99, de

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO CONVITE Nº 05/2013 SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL O Conselho Regional de Biologia 3ª Região, através da Comissão Permanente de Licitações, convida V.S.a. a apresentar

Leia mais

Edital de Credenciamento 003/2012

Edital de Credenciamento 003/2012 1/5 Edital de Credenciamento 003/2012 1 DO OBJETO: 1.1. O presente Termo tem por objetivo o credenciamento de Instituições Financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, para prestação

Leia mais

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE CONCORRÊNCIA N 5030008-01/2013 (SRP)

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE CONCORRÊNCIA N 5030008-01/2013 (SRP) 1 FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE CONCORRÊNCIA N 5030008-01/2013 (SRP) A Fundação de Apoio à Ciência e Tecnologia -, por meio de sua Comissão de Licitações, torna público para conhecimento

Leia mais

CONVITE Nº 050A/2015

CONVITE Nº 050A/2015 Processo nº 0308.1511/15-3 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 050A/2015 DATA DA ABERTURA: 19/08/2015 HORA DA ABERTURA: 09:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

CONVITE N.º 004-001/2013-CV

CONVITE N.º 004-001/2013-CV 1 CONVITE N.º 004-001/2013-CV REFERÊNCIA: Contratação de organização, associação ou empresa que preste serviço de hospedagem com local para realização de evento, destinado aos contratados e convidados

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO 002 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores

ATO CONVOCATÓRIO 002 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores ATO CONVOCATÓRIO 002 2013 OBJETO: Credenciamento de Consultores O INSTITUTO QUALIDADE MINAS, pessoa jurídica de Direito privado sem fins lucrativos, qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse

Leia mais

PROCESSO 005/2010 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 001/2010

PROCESSO 005/2010 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 001/2010 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO, Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de São Sebastião do Paraíso, autarquia municipal,

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013 PROCESSO SECOM Nº 0357/2012. Alterações e Normas complementares M I N U T A

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013 PROCESSO SECOM Nº 0357/2012. Alterações e Normas complementares M I N U T A IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ PREENCHER O RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL, CONSTANTE DO ANEXO I E DEVOLVER COM ATÉ 24 HS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013

Leia mais

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO PREFEITURA MUNICIPAL DE SOLEDADE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E AGRICULTURA EDITAL TOMADA DE PREÇOS Nº 38/2015 TIPO MENOR PREÇO EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO

ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DE SANTA CATARINA, autarquia federal de fiscalização profissional regida pela Lei n 12.378, de 31 de dezembro

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - 8ª REGIÃO - SÃO PAULO

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - 8ª REGIÃO - SÃO PAULO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO DO CRB/8 - SP TOMADA DE PREÇO nº 01/2015 O CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA 8ª REGIÃO, entidade autárquica federal de fiscalização da profissão de Bibliotecário, instituído

Leia mais

Prefeitura Municipal de Antonina do Norte GOVERNO MUNICIPAL CNPJ n 07.594.500/0001-48 EDITAL CONVOCATÓRIO

Prefeitura Municipal de Antonina do Norte GOVERNO MUNICIPAL CNPJ n 07.594.500/0001-48 EDITAL CONVOCATÓRIO EDITAL CONVOCATÓRIO CONVITE Nº 2013.02.18.2 1.0 EDITAL 1.1 Órgão: SECRETARIA MUNICIPAL DE AÇÃO SOCIAL 1.2 Modalidade: CONVITE 1.3 Tipo de Licitação: Menor preço Global 1.4 Torna público para conhecimento

Leia mais

DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS MENOR PREÇO EDITAL Nº 001/2009 TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2009

DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS MENOR PREÇO EDITAL Nº 001/2009 TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2009 DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS MENOR PREÇO ORIGEM DA TOMADA DE PREÇOS: EDITAL Nº 001/2009 TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2009 - PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2009.40.38.00182

Leia mais

EDITAL DE CADASTRAMENTO FINANCEIRA BRB 2008/001

EDITAL DE CADASTRAMENTO FINANCEIRA BRB 2008/001 OBJETO: CADASTRAMENTO DE EMPRESAS OBJETIVANDO FUTURAS CONTRATAÇÕES DE PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS DE CORRESPONDENTES. 1 PREÂMBULO 1.1 A BRB CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A ( FINANCEIRA BRB ) torna

Leia mais

CONVITE N o 5/2004 FIRMA : ENDEREÇO : CIDADE: CEP:

CONVITE N o 5/2004 FIRMA : ENDEREÇO : CIDADE: CEP: CONVITE N o 5/2004 REPARTIÇÃO: Gerência Administrativa SEÇÃO: Seção de Material e Patrimônio MODALIDADE: Convite. TIPO: Menor preço por item OBJETO: Prateleiras de aço para o almoxarifado DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA:

Leia mais

Quais são as 4 principais certidões indispensável para participar em uma licitação?

Quais são as 4 principais certidões indispensável para participar em uma licitação? Quais são as 4 principais certidões indispensável para participar em uma licitação? As certidões indispensáveis à participação nas licitações, conforme previsto no artigo 27 da Lei 8.666/93, são: certidão

Leia mais

CONVITE Nº 14/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas

CONVITE Nº 14/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas CONVITE Nº 14/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS - COPASA MG EDITAL DE CREDENCIAMENTO SPAL 01/2014

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS - COPASA MG EDITAL DE CREDENCIAMENTO SPAL 01/2014 COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS - COPASA MG EDITAL DE CREDENCIAMENTO SPAL 01/2014 CAPÍTULO PRIMEIRO - DA FINALIDADE 1.1 A Companhia de Saneamento de Minas Gerais - COPASA MG, com endereço à Rua

Leia mais

QUANT UND PREÇO/LT 01 ÓLEO DIESEL 3.726,50 LT

QUANT UND PREÇO/LT 01 ÓLEO DIESEL 3.726,50 LT MODALIDADE: CARTA CONVITE Nº 003/2009 EXPEDIDA EM: 27/01/2009 TIPO DE LICITAÇÃO: MENOR PREÇO POR ITEM REPARTIÇÃO INTERESSADA: SECRETARIA MUNICIPAL DE INFRA- ESTRUTURA E LOGÍSTICA FUNDAMENTO LEGAL: REGIDA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO SUL Estado do Rio Grande do Sul Rua do Comércio, 124 IPIRANGA DO SUL RS EDITAL DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO SUL Estado do Rio Grande do Sul Rua do Comércio, 124 IPIRANGA DO SUL RS EDITAL DE LICITAÇÃO EDITAL DE LICITAÇÃO Modalidade...: Tomada de Preços Número...: 008/2014 Número da Modalidade: 003/2014 Data de Abertura da Licitação...: 20/02/2014 Data de Abertura das Propostas..: 14/03/2014 Horário...:

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ARROIO DOS RATOS Departamento de Compras e Licitações

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ARROIO DOS RATOS Departamento de Compras e Licitações EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº. 006/2014 O MUNICÍPIO DE ARROIO DOS RATOS, através da Secretaria Municipal de Administração, sito o Largo do Mineiro, Nº. 195, torna público que estará realizando licitação

Leia mais

apresentação da fatura na Secretaria de Administração. Macapá-AP, 23 de julho de 2013. SALIM SANTIAGO LEITE

apresentação da fatura na Secretaria de Administração. Macapá-AP, 23 de julho de 2013. SALIM SANTIAGO LEITE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CONVIDADO: CARTA CONVITE REPETIÇÃO X Carta-Convite nº: 005/2013 Processo nº : 3003838/2013 TELEFONE/FAX ENDEREÇO CIDADE ESTADO AP O Ministério Público do Estado do Amapá

Leia mais

CONVITE N.º 003-001/2013-CV

CONVITE N.º 003-001/2013-CV 1 CONVITE N.º 003-001/2013-CV REFERÊNCIA: Contratação de organização, associação ou empresa que preste serviço de fornecimento de alimentação no município de Santarém/Pará. A TERRA DE DIREITOS, entidade

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS - COPASA MG EDITAL DE CREDENCIAMENTO SPAL 03/2014

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS - COPASA MG EDITAL DE CREDENCIAMENTO SPAL 03/2014 COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS - COPASA MG EDITAL DE CREDENCIAMENTO SPAL 03/2014 CAPÍTULO PRIMEIRO - DA FINALIDADE 1.1 A Companhia de Saneamento de Minas Gerais - COPASA MG, com endereço à Rua

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PEDRO DAS MISSÕES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PEDRO DAS MISSÕES PROCESSO LICITATÓRIO Nº 003/2016 TOMADA DE PREÇO Nº 003/2016 Aldoir Godois Vezaro, Prefeito Municipal de São Pedro das Missões RS, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com a Lei nº 8.666,

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/11 - REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO N 2365-09.00/11-0 AJDG Nº 84/12

CONTRATO DE COMPRA E VENDA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/11 - REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO N 2365-09.00/11-0 AJDG Nº 84/12 CONTRATO DE COMPRA E VENDA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/11 - REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO N 2365-09.00/11-0 AJDG Nº 84/12 O ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, por intermédio da PROCURADORIA- GERAL DE JUSTIÇA, órgão

Leia mais

Forma de Fornecimento: ( X ) 1- Integral ( ) 2- Parcelada

Forma de Fornecimento: ( X ) 1- Integral ( ) 2- Parcelada Modalidade: Convite Data de Emissão: 06/02/2012 Data da Licitação: 13/02/2012 Hora da Licitação: 15:00 horas Tipo da Licitação: MENOR PREÇO GLOBAL Unidade Administrativa: Dotação Orçamentária: NP. Nº 14374

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS)

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS) TOMADA DE PREÇOS N.º: 2/213 PROCESSO N.º: 11-4/213 TIPO: MENOR PREÇO EDITAL O CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS 3ª. REGIÃO, por intermédio da COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO, torna pública a realização

Leia mais

Decreto nº 8.538, de 6 de outubro de 2015 Decreto nº 6.204, de 5 de setembro de 2007

Decreto nº 8.538, de 6 de outubro de 2015 Decreto nº 6.204, de 5 de setembro de 2007 DECRETO 8.538/2015 COMPARATIVO COM DECRETO 6.204/2007 Outubro/2015 Importante: Pontos acrescidos estão destacados em verde. Pontos suprimidos estão destacados em vermelho. Decreto nº 8.538, de 6 de outubro

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá/RS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá/RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá/RS EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS N 001/2014 TIPO MENOR PREÇO POR ITEM EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS PARA CONTRATAÇAO DE EMPRESA PARA FORNECIMENTO

Leia mais

AV. BRASÍLIA, 1057 FONE: 054-3356 1244. Edital de Licitação

AV. BRASÍLIA, 1057 FONE: 054-3356 1244. Edital de Licitação Edital de Licitação Modalidade.:Tomada de Preço Numero...:0002/15 DATA DA ABERTURA DA LICITAÇÃO: 13/01/2015 DATA ABERTURA DAS PROPOSTAS..: 30/01/2015 HORARIO...: 09:00 Fornecedor.: Endereço...: CGCMF...:

Leia mais

CONTRATO 011/2010 DESCRIÇÃO DO MATERIAL/SERVIÇO

CONTRATO 011/2010 DESCRIÇÃO DO MATERIAL/SERVIÇO PROCESSO Nº 129710/2010 PREGÃO Nº 002/2010 UNIOESTE/CAMPUS DE TOLEDO CONTRATO 011/2010 CLÁUSULA PRIMEIRA OBJETO Contrato objetivando a seleção de propostas visando registro de preços de Serviços de Hospedagem

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO - MODALIDADE CONVITE

EDITAL DE LICITAÇÃO - MODALIDADE CONVITE EDITAL DE LICITAÇÃO - MODALIDADE CONVITE PROCESSO nº 001/2014 CARTA CONVITE nº 001/2014 TIPO MENOR PREÇO POR ITEM A Presidenta da ASSOCIAÇÃO CASA DA MULHER CATARINA - CMC, mantenedora do Projeto: JORNALISTAS

Leia mais

CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 002/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE QUIROPRAXISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA, MÉDICO PSIQUIATRA E MÉDICO OFTALMOLOGISTA

CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 002/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE QUIROPRAXISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA, MÉDICO PSIQUIATRA E MÉDICO OFTALMOLOGISTA CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 002/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE QUIROPRAXISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA, MÉDICO PSIQUIATRA E MÉDICO OFTALMOLOGISTA O Município de IPÊ RS, através do presente Edital, comunica a

Leia mais

Carta Convite LICITAÇÃO PARA CONFECÇÃO DE MATERIAL GRÁFICO

Carta Convite LICITAÇÃO PARA CONFECÇÃO DE MATERIAL GRÁFICO Carta Convite LICITAÇÃO PARA CONFECÇÃO DE MATERIAL GRÁFICO CARTA CONVITE Nº 001/2015 A Associação de Centro de Treinamento de Educação Física Especial CETEFE, situada em SAIS Área 2ª ED. ENAP Ginásio de

Leia mais

ABERTURA DE CARTA CONVITE Nº 001/2014

ABERTURA DE CARTA CONVITE Nº 001/2014 ABERTURA DE CARTA CONVITE Nº 001/2014 O CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS DO ESTADO DE SANTA CATARINA CRECI - 11ª REGIÃO/SC, através da Comissão de Julgamento de Licitação, comunica que, de acordo

Leia mais

Tomada de Preços n.º 006/2009

Tomada de Preços n.º 006/2009 Tomada de Preços n.º 006/2009 Procedimento Administrativo n.º 0802/2008 Modalidade: Tomada de Preços Tipo: Menor Preço Julgamento: por item Regime de execução: empreitada por preço global Objeto: Aquisição

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO 003/2015

EDITAL DE CREDENCIAMENTO 003/2015 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 003/2015 AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR, pessoa jurídica de direito público interno, inscrita no CNPJ/MF sob n.º 18.137.082/0001-86, neste ato representado por seu

Leia mais

2.2. É vedada a participação na Licitação de pessoas jurídicas que:

2.2. É vedada a participação na Licitação de pessoas jurídicas que: SECRETARIA DA EDUCAÇÃO 6ª COORDENADORIA REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO 6ª CREDE RUA DR. JOSÉ EUCLIDES FERREIRA GOMES, S/N COLINA DA BOA VISTA- SOBRAL CNPJ: 00.273.843/0001-61 CARTA CONVITE Nº

Leia mais

COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO AVISO A Comissão Permanente de Licitação da Secretaria de Estado de Cultura torna público que efetuou alteração no Edital da Tomada de Preços nº 001/2012, cujo objeto é

Leia mais

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DIVERSOS PARA EMEI GENI TEREZINHA COLOMBO.

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DIVERSOS PARA EMEI GENI TEREZINHA COLOMBO. PREFEITURA MUNICIPAL DE SOLEDADE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO. EDITAL TOMADA DE PREÇOS Nº 72/2015 TIPO MENOR PREÇO EXCLUSIVO PARA ME s e EPP s, CONFORME REDAÇÃO DADA PELA LC 147/2014.

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 017/2007 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2007 HORÁRIO: 10:00 HORAS LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro

Leia mais

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com. 1/7 INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.br) INFORMAÇÕES I. O interessado na inscrição no Cadastro de Fornecedores

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PUBLICAÇÃO DE MATÉRIAS OFICIAIS EM JORNAL DE CIRCULAÇÃO DIÁRIA E LOCAL,

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PUBLICAÇÃO DE MATÉRIAS OFICIAIS EM JORNAL DE CIRCULAÇÃO DIÁRIA E LOCAL, CONTRATO Nº 13/2015 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PUBLICAÇÃO DE MATÉRIAS EM JORNAL DE CIRCULAÇÃO DIÁRIA E LOCAL, QUE ENTRE SI CELEBRAM O CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SERGIPE (COREN/SE) E A

Leia mais