PROCEL 2003 SELO. Coletores solares & Reatores eletromagnético Condicionadores de ar. Lâmpadas fluorescente & Motores

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCEL 2003 SELO. Coletores solares & Reatores eletromagnético Condicionadores de ar. Lâmpadas fluorescente & Motores"

Transcrição

1 C A T Á L O G O PROCEL A N O S SELO Coletores solares & Reservatórios térmicos Motores Refrigeradores & Freezers Lâmpadas fluorescente & Reatores eletromagnético Condicionadores de ar

2 A energia que movimenta o Brasil.

3

4 Selo Procel Inmetro de Desempenho Lâmpadas Fluorescentes Compactas e Circulares, Reatores Eletromagnéticos, Motores e Reservatórios Térmicos Selo Procel de Economia de Energia Refrigeradores, Freezers, Condicionadores de Ar e Coletores Solares

5 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA Ministra Dilma Rousseff ELETROBRÁS Presidente Luiz Pinguelli Rosa Diretor de Projetos Especiais e Desenvolvimento Tecnológico e Industrial da Eletrobrás e Secretário Executivo do PROCEL José Drumond Saraiva Expediente CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRÁS Avenida Marechal Floriano, 19 2º andar, Centro Rio de Janeiro RJ Tel.: (21) Call Center Fax: (21) Site: Equipe Técnica Responsável pelo Selo Procel Renato Pereira Mahler Marcos de Queiroz Lima Hamilton Pollis Ronaldo de Paula Tabosa Alexandre da Silva Raybolt Rafael Meirelles David Eldon Alves da Costa Redação & Marketing Cleber Cabral Reis Tania Gomes Martins Rose Pires Ribeiro Programador Visual Isaías C. Silveira

6 C A T Á L O G O PROCEL A N O S SELO Coletores solares & Reservatórios térmicos Motores pág.28 pág.51 Refrigeradores & Freezers pág.17 pág.23 pág.37 Lâmpadas fluorescentes & Reatores eletromagnéticos Condicionadores de ar Índice

7 Apresentação

8 apresentação Apresentação AEletrobrás traz a público a edição 2003 do catálogo com os eletrodomésticos e equipamentos que conquistaram o Selo Procel de Economia de Energia e o Selo Procel Inmetro de Desempenho, que há 10 anos distinguem o trabalho da indústria brasileira na sua busca pela qualidade e pela eficiência de seus produtos. Hoje, o Selo Procel é reconhecido pelo mercado e cobiçado pela indústria que voluntariamente submete seus produtos para testes e ensaios nos laboratórios autorizados pelo Inmetro. A cada ano avançamos mais neste caminho. Em 2003, os equipamentos etiquetados abrangeram 18 grupos, entre eles lâmpadas fluorescentes, motores elétricos de indução trifásica, refrigeradores, freezers, condicionadores de ar, coletores solares, reservatórios térmicos e reatores eletromagnéticos para lâmpadas fluorescentes. 9

9 É previsto para o próximo ano a inclusão de outros equipamentos, como painéis fotovoltaicos, bombas centrífugas, equipamentos de geração eólica e as lâmpadas a vapor de sódio, cujos processos de etiquetagem já foram iniciados. A concessão do Selo Procel a painéis fotovoltaicos é relevante pela grande amplitude social de programas do Governo Federal como o PRODEEM - Programa de Desenvolvimento Energético dos Estados e Municípios - coordenado pelo Ministério de Minas e Energia - MME. O programa, criado em dezembro de 1994, tem por objetivo gerar energia de fontes renováveis em localidades isoladas de nosso país, promovendo o desenvolvimento social e econômico para grande número de brasileiros. A etiquetagem de equipamentos de geração eólica é outra iniciativa importante, pois vai ao encontro da meta do Governo de incentivar as fontes alternativas de energia elétrica, conforme está expresso na Lei , que criou o Proinfra e sancionada em abril de A inclusão de lâmpadas a vapor de sódio no processo de etiquetagem é outro ponto que merece destaque por trata-se de produto utilizado em diversos segmentos, principalmente na iluminação pública, atendendo assim ao ReLuz - Programa Nacional de Iluminação Pública. Este programa, coordenado pelo Ministério de Minas e Energia e executado pela Eletrobrás, tem como meta tornar eficiente nove milhões de pontos de iluminação pública em todo o país, o que significará redução nas despesas dos municípios e maior segurança para a população. Na edição do Catálogo deste ano alguns itens se destacaram, como o salto, de 2002 para 2003, quase 70% no número de refrigerados combinados Frost Free que receberam o Selo Procel de Economia de Energia. Trata-se de um eletrodoméstico que utiliza tecnologia de ponta e vem conquistando espaço no mercado dos modelos convencionais. Já no segmento de iluminação foi registrado aumento de 32% no número de lâmpadas fluorescentes que obtiveram o Selo. 10 Uma grata novidade foi a premiação de freezers verticais, que, em 2001 e 2002, não conseguiram atingir os índices mínimos de eficiência energética exigidos para a concessão do Selo. Dos 22 modelos atualmente existentes no mercado, 12 foram premiados. A respeito deste item cabe uma observação. Periodicamente os índices de eficiência são reavaliados com o objetivo de aumentar progressivamente a eficiência dos produtos. Quando isso ocorre, alguns equipamentos podem deixar de obter o Selo. Assim, não é que eles tenham se tornado menos eficientes, mas apenas não acompanharam a evolução pré-definida, algo que ocorreu nos últimos dois anos com os freezers verticais. A premiação desses equipamentos, portanto, prova o empenho da indústria para aprimorar seus produtos. Quero destacar ainda a entrada em vigor, no início deste ano, dos índices mínimos de eficiência energética para motores de indução trifásicos até 250 cv, de uso industrial, equipamentos que respondem por mais de 30% do consumo de energia elétrica no país. A medida faz parte da Lei nº que dispõe sobre a Política Nacional de Conservação e Uso Racional de Energia e estabelece os níveis máximos de consumo de energia ou mínimos de eficiência energética para máquinas e aparelhos elétricos comercializados no Brasil. Estou certo de que as medidas adotadas pelo Governo e o empenho das empresas na busca pela eficiência energética são fatores que irão impulsionar, nos próximos anos, a melhoria da qualidade dos produtos brasileiros e minimizar os seus impactos ambientais. Portanto, é com satisfação que a Eletrobrás, dentro da sua política de incentivar o desenvolvimento tecnológico da indústria brasileira, edita este Catálogo apresentando os produtos que conquistaram o Selo Procel de Eficiência Energética e o Selo Procel Inmetro de Desempenho. José Drumond Saraiva Diretor de Projetos Especiais e Desenvolvimento Tecnológico e Industrial da Eletrobrás

10 Especificações técnicas apresentação Especificações técnicas

11 O Selo Procel de Economia de Energia foi instituído no dia 8 de dezembro de 1993, através de Decreto Presidencial, com o objetivo de estimular a fabricação e a comercialização de equipamentos e eletrodomésticos mais eficientes e competitivos no País. Em 1994 a Eletrobrás, através do Procel, reuniu fabricantes, 12 O SELO PROCEL consumidores (representados pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - Idec) e o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial - Inmetro, para definir os critérios para a concessão do Selo, sua marca e as bases para a realização de todo o processo. Em 1995, já apareciam no mercado brasileiro os primeiros produtos com o Selo Procel de Economia de Energia. No início, foram escolhidas três categorias da linha de refrigeradores: o de uma porta; o de duas portas ou combinados e o freezer vertical. Posteriormente, foram incorporados o freezer horizontal, aparelho de ar-condicionado de janela e motores elétricos trifásicos de até 10 cv, hoje abrangendo até 250 cv. Recentemente foram incluídos os coletores solares planos para aquecimento de água para banho e piscina e os reservatórios térmicos. A escolha desses equipamentos foi feita considerando sua participação no consumo de energia elétrica nacional. Aproximadamente 30% do consumo está em motores elétricos, 20% em equipamentos de

12 apresentação refrigeração e condicionamento ambiental e 10% em aquecimento de água. Em 1998 foram incluídos também os produtos de iluminação nacionais e importados que respondem por cerca de 20% do consumo nacional de energia elétrica restritos inicialmente às lâmpadas fluorescentes circulares e compactas. Em 2002 passaram a ser premiados reatores eletromagnéticos para lâmpadas fluorescente e a vapor de sódio e reservatórios térmicos para aquecedores solares. Devido às características destes produtos, foram estabelecidos critérios específicos de classificação. Assim foi criado o Selo Procel Inmetro de Desempenho, que se destina a produtos que apresentem níveis mínimos de eficiência. Da mesma forma que o Selo Procel de Economia de Energia, todos os produtos são submetidos a testes em laboratórios de referência. Adicionalmente, os fabricantes acordaram em oferecer garantia de um ano para as lâmpadas fluorescentes compactas que obtivessem o Selo. CRITÉRIOS TÉCNICOS Com a finalidade de estabelecer os critérios técnicos e indicar os equipamentos premiados, foi constituída, pela Secretaria Executiva do PROCEL, uma Comissão de Análise Técnica composta por um representante das seguintes entidades: Procel, na condição de Coordenador Cepel Centro de Pesquisas de Energia Elétrica Inmetro Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial Idec Instituto de Defesa do Consumidor Abinee Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica Eletros Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletro-Eletrônicos Abrava Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento. Abilux Associação Brasileira da Indústria de Iluminação 13

13 Os critérios atualmente em vigor para a concessão do Selo Procel de Economia de Energia são os seguintes: O produto deve fazer parte do Programa Brasileiro de Etiquetagem PBE, coordenado pelo Inmetro; 14 Todo produto deve ser submetido anualmente a testes de desempenho em laboratórios de referência aprovados pelo Procel e pelo Inmetro; De acordo com a classificação obtida pelo produto no processo de etiquetagem, recebem o Selo Procel de Economia de Energia os equipamentos da faixa A (em termos de eficiência energética os produtos, como resultado dos testes, são classificados de A a G, sendo os da faixa A aqueles de maior eficiência). As Etiquetas que indicam os resultados dos testes e a classificação obtida pelo produto e o Selo Procel de Economia de Energia têm as seguintes formas: Etiqueta de Eficiência do Inmetro-ENCE Selo Procel de Economia de Energia Tanto a etiqueta quanto o selo devem estar afixados, nos produtos em exposição e nos pontos de venda, de modo a orientar facilmente o consumidor.

14 apresentação O Selo Procel Inmetro de Desempenho é concedido para equipamentos como lâmpadas fluorescentes circulares e compactas, reatores eletromagnéticos para lâmpadas fluorescentes tubulares e a vapor de sódio e reservatórios térmicos para aquecedores solares e motores elétricos de indução trifásicos. O Selo tem a seguinte forma: Selo Procel/Inmetro de Desempenho Nesta edição estamos apresentando os produtos que obtiveram o Selo Procel de Economia de Energia e o Selo Procel Inmetro de Desempenho 2003 nas seguintes categorias: Refrigeradores comuns (de uma porta). Refrigeradores combinados (de duas portas). Refrigeradores combinados Frost-Free. Freezeres verticais. Freezeres verticais Frost-Free. Freezeres horizontais. Condicionadores de ar de janela. Motores de indução trifásicos padrão. Motores de indução trifásicos de alto rendimento. Coletores solares planos aplicação banho. Coletores solares planos aplicação piscina. Reservatórios térmicos para coletores solares. Reatores eletromagnéticos para lâmpadas fluorescentes tubulares. Reatores Eletromagnéticos para lâmpadas a vapor de sódio Lâmpadas fluorescentes compactas e circulares. Como obter o Selo Para se candidatar ao Selo Procel a empresa deve ser participante do Programa Brasileiro de Etiquetagem coordenado pelo INMETRO onde são definidos os critérios para a obtenção do Selo. 15

15 Fique por dentro Instale a geladeira ou freezer em local ventilado, longe do fogão, aquecedores e áreas expostas ao sol. Caso o aparelho seja instalado entre armários e paredes deixe espaço mínimo de 15 cm dos lados, acima e no fundo para permitir a circulação de ar. Os pés devem ser nivelados a uma altura média de 1,5 cm do chão, com os pés da frente um pouco mais altos do que os de trás. Isso facilita o fechamento e vedação da porta. Faça a manutenção do aparelho de acordo com as especificações do fabricante para evitar o desgaste do equipamento, redução de sua vida útil e aumento do consumo de energia. Não obstrua a serpentina que fica atrás do aparelho para não sobrecarregar o aparelho. 16

16 Nesta categoria, o destaque foi o aumento de quase 70% - de 2002 para no número de refrigeradores combinados Frost Free que receberam o Selo Procel. A eficiência média desses refrigeradores aumentou 15% em relação ao ano anterior Outro destaque foram os freezers verticais, que em 2001 e 2002 não conseguiram atingir os índices mínimos de eficiência exigidos para a concessão do Selo. Dos 22 modelos atualmente no mercado 10 foram premiados em refrigeradores & freezers Refrigeradores & Freezers Os contemplados: Bosch, Brastemp, CCE, Consul, Continental, Electrolux, Esmaltec e Metalfrio

17 Refrigeradores & Freezers Maiores informações, veja as tabelas completas Refrigeradores de 1 porta compacto MARCA VOLUME MODELO CONSUM0* Capacidade em Litros 127 V 220 V CONSUL 46 CRT05D / CRT05Q / CRT05I 17,9 17,9 76 CRT08D / CRT08Q / CRT08I 18,1 16,1 ELECTROLUX 135 R130 20,8 20,8 * Consumo de Energia (kwh/mês) 18 Refrigeradores de 1 porta MARCA VOLUME MODELO CONSUM0* Capacidade em Litros 127 V 220 V BOSCH 367 RB38 27,0 27,0 297 RB31 24,5 24,5 CONSUL 261 CRA28A 23,9 23,9 261 CRA28B 23,9 23,9 261 CRC28B 23,9 23,9 302 CRA32B / CRA32C 24,9 24,9 302 CRC32C 24,5 24,5 342 CRA36C 26,9 25,6 CONTINENTAL 252 RC27 23,7 23,7 286 RC30 25,5 25,5 ELECTROLUX 240 R250 24,1 24,1 240 R250E 22,8 22,8 263 R280 / R280E 24,8 24,8 294 RE32 / RDE32 25,7 25,7 317 RE34 26,5 26,5 343 RE37A 27,3 27,3

18 Maiores informações, veja as tabelas completas Refrigeradores & Freezers Refrigeradores combinados (2 portas) MARCA VOLUME MODELO CONSUM0* Capacidade em Litros 127 V 220 V BOSCH 445 KSV47 57,6 56,2 BRASTEMP 284 BRR31A 39,7 39,7 324 BRR35A 42,8 42,8 332 BRD36D 45,7 45,7 432 BRD47C 52,4 51,5 CCE 337 C360A 40,0 40,0 CONSUL 331 CRD36C 42,0 39,8 362 CRD39C 45,0 45,0 424 CRD45C 53,0 53,0 ELECTROLUX 360 DC38 48,8 48,8 430 DC45 56,5 56,5 462 DC47 59,0 59,0 refrigeradores & freezers Refrigeradores combinados frost-free... MARCA VOLUME MODELO CONSUM0* Capacidade em Litros 127 V 220 V BOSCH 365 KSU40 54,8-408 KSU44 59,4 54,8 BRASTEMP 358 BRM38B 52,6 52,6 358 BRJ38B 48,6 48,6 417 BRM44B / BRM44Q / BRM44T / BRM44L / BRM44Y / BRG44B 59,9 59,9 417 BRN44A / BRN44B / BRN44X 57,7 55,5 417 BRV44B 43,0 43,0 * Consumo de Energia (kwh/mês) 19

19 Refrigeradores & Freezers Maiores informações, veja as tabelas completas...refrigeradores combinados frost-free MARCA VOLUME MODELO CONSUM0* Capacidade em Litros 127 V 220 V BRASTEMP 370 BRI42B / BRI42Q 58,2 58,2 400 BRK43A 58,1 58,1 CONSUL 357 CRM37A 52,5 51,0 417 CRM42C 60,0 60,0 357 CRJ37A 47,3 45,9 417 CRJ42C 52,2 49,8 ELECTROLUX 352 DF35 53,8 53,8 352 DF35E 47,4 45,4 352 DFF37 51,0 50,0 352 DFF37E 45,4 45,4 383 DFF40 54,2 51,7 383 DFF40E 49,0 48,0 414 DFF44 55,4 53,0 414 DFF44E 50,5 49,7 * Consumo de Energia (kwh/mês) 20 Freezers verticais... MARCA VOLUME MODELO CONSUM0* Capacidade em Litros 127 V 220 V BOSCH 238 FB ,1 42,1 BRASTEMP 66 BVP10Q 32,3 32,7 231 BVS26B 41,8 41,8 CONSUL 66 CVT10B 32,3 32,7 231 CVU26B 41,8 41,8

20 Maiores informações, veja as tabelas completas Refrigeradores & Freezers...Freezers verticais MARCA VOLUME MODELO CONSUM0* Capacidade em Litros 127 V 220 V CONSUL 246 CVU30B 42,2 42,2 CONTINENTAL 238 FC ,1 42,1 ELECTROLUX 145 F170E 38,9 38,9 173 FE22 39,8 39,8 203 FE26 40,8 40,8 refrigeradores & freezers Freezers verticais frost-free MARCA VOLUME MODELO CONSUM0* Capacidade em Litros 127 V 220 V BRASTEMP 197 BVG24C 53,0 52,0 228 BVG28C / BVG28R 57,0 55,9 228 BVE28C / BVE28Y / BVE28T / BVE28L 55,9 58,3 Freezers horizontais MARCA VOLUME MODELO CONSUM0* Capacidade em Litros 127 V 220 V CONSUL 213 CHA22C 36,1 36,1 305 CHA31C 41,6 41,6 519 CHA53A 71,5 68,0 ESMALTEC 222 CC ,3 38,3 METALFRIO 161 MX-20 27,0 27,0 238 MX-30 40,2 40,2 350 MX-40 54,0 54,0 164 HD-17 31,0 31,0 * Consumo de Energia (kwh/mês) 21

21 Fique por dentro Na hora da compra dimensione adequadamente o aparelho para o tamanho do ambiente onde será instalado. Instale o equipamento mantendo uma altura entre 1,5m a 1,8m do chão. Se não for possível guarde uma distância mínima de 50 cm de qualquer parede. Evite o frio excessivo regulando o termostato. Não tape a saída de ar do aparelho. Proteja a parte externa do aparelho da incidência do sol sem bloquear as grades de ventilação. Limpe o filtro do aparelho periodicamente. A sujeira prejudica o rendimento do aparelho. 22

22 Em 2003, os condicionadores de ar de Btu/h, que respondem por mais de 60% do mercado doméstico, estão 21% mais eficientes do que os modelos de condicionadores de ar Condicionadores de ar Os contemplados: Brastemp, Consul, Electrolux, LG e Springer

23 Condicionadores de ar Maiores informações, veja as tabelas completas de janela... MARCA POTÊNCIA MODELO CONSUMO* Btu/h de energia (kwh/mês) 127 V 220 V BRASTEMP 7500 BCF07A 137,09 132,62 BCQ07A - 139,10 BCR07A - 139,10 BCV07A 137,09 132, BCG10A 176,66 169,87 BCH10A - 176, BCG12A 212,00 200,97 BCH12A - 205,31 CONSUL 7500 CCI07A 139,23 139,23 CCM07A - 139,23 CCY07A 139,23 139,23 CCZ07A - 139, CCI10A 168,32 160,15 CCM10A - 165,65 CCY10A 168,32 160,15 * O consumo de energia (kwh/mês) é estimado considerando a utilização do aparelho por 8 horas/dia em 30 dias/mês CCZ10A - 165, CCB10A 176,66 176,66 CCD10A - 176,66 24

24 Maiores informações, veja as tabelas completas Condicionadores de ar...de janela MARCA POTÊNCIA MODELO CONSUMO* Btu/h de energia (kwh/mês) 127 V 220 V CONSUL CCN10A 176,66 176,66 CCO10A - 176, CCB12A 212,00 212,00 CCD12A - 212,00 CCI12A 212,00 196,29 condicionadores de ar CCM12A - 205,13 CCN12A 212,00 212,00 CCO12A - 212,00 CCY12A 212,00 196,29 CCZ12A - 205, CCB15A - 277,65 CCD15A - 277,65 ELECTROLUX 7500 AG07F 139,10 139,10 AH07F 139,10 139, AG10F - 176,66 AG10R - 176,66 AH10F - 176,66 AH10R - 176,66 * O consumo de energia (kwh/mês) é estimado considerando a utilização do aparelho por 8 horas/dia em 30 dias/mês 25

25 Condicionadores de ar Maiores informações, veja as tabelas completas...de janela MARCA POTÊNCIA MODELO CONSUMO* Btu/h de energia (kwh/mês) 127 V 220 V ELECTROLUX AG12F - 212,00 AH12F - 212,00 LG 7500 WGE072FG 136,82 - WGE072FGA - 136,82 WGM071FG 136,82 - WGM071FGA - 136, WGE102FG 167,08 - WGM102FG 167, WGE101FGA - 176,66 WGM101FGA - 176, WME182FGA - 342,43 WMM180FGA - 342,43 SPRINGER 7500 FCA075BB /RB/MBB/MRB - 129,49 FCA078BB /RB/MBB/MRB 129,49 - * O consumo de energia (kwh/mês) é estimado considerando a utilização do aparelho por 8 horas/dia em 30 dias/mês 26 FCB075BB/MBB - 129,49 FCB078BB/MBB 129,49 - FQA075BB /RB/MBB/MRB - 129,49

26 Maiores informações, veja as tabelas completas Condicionadores de ar...de janela MARCA POTÊNCIA MODELO CONSUMO* Btu/h de energia (kwh/mês) 127 V 220 V SPRINGER 7500 FQB075BB/MBB - 129, MCA105BB /RB/MBB/MRB - 165,57 MCA108BB /RB/MBB/MRB 172,65 - MCB105BB/MBB - 165,57 MCB108BB/MBB 172,65 - condicionadores de ar MQA105BB /RB/MBB/MRB - 165,57 MQB105BB/MBB - 165, MQA125BB /RB/MBB/MRB - 209,08 MQB125BB/MBB - 209, MCA125BB /RB/MBB/MRB - 212,36 MCA128BB /RB/MBB/MRB 217,30 - MCB125BB/MBB - 212,36 MCB128BB/MBB 217, XCJ185D/R - 325,56 XCL185D - 325, YCC215D/R - 392,54 YCD215D - 392,54 * O consumo de energia (kwh/mês) é estimado considerando a utilização do aparelho por 8 horas/dia em 30 dias/mês 27

27 Fique por dentro Quando for adquirir um sistema de aquecimento solar dê sempre preferência aos modelos com o Selo Procel. Dimensione adequadamente o equipamento para a quantidade de água que será utilizada por dia. Para a rede hidráulica de água quente dê preferência aos tubos de cobres, que são comprovadamente mais duráveis. Os vidros dos coletores devem ser lavados periodicamente com água e sabão neutro, sempre no começo da manhã para evitar choque térmico e conseqüentemente a quebra do vidro. O sistema auxiliar elétrico deve estar sempre desligado e acionado somente quando houver necessidade. A instalação do sistema deve ser feita por profissionais especializados. Um sistema mal instalado tem o seu funcionamento completamente comprometido. 28

28 Este ano, o número de empresas do setor de aquecimento solar premiadas com o Selo Procel, teve um aumento de 54% em relação a 2002 e o número de produtos aprovados cresceu 44%. O aperfeiçoamento de máquinas, equipamentos e novas tecnologias vêm impulsionando o uso da energia alternativa em vários países. No Brasil, a utilização da energia solar a cada dia tem se tornado mais comum, principalmente em residências, com a substituição de chuveiros elétricos por aquecedores solares de água. Sistema solar de aquecimento de água Coletores solares & Reservatórios térmicos Os contemplados: Arksol, Colsol, Cumulus, Enalter, Engeart, Frimmex, Heliotek, Ind. Com. Aq. Solar Ltda. Solarcamp, JMS, Ouro Fino, Pantho, Polisol, RND, Solágua, Solar Minas, Soletrol, Transen e Tuma coletores solares & reservatórios térmicos

29 Coletores solares planos Maiores informações, veja as tabelas completas banho FABRICANTE MARCA MODELO EFICIÊNCIA Energética Média (%) ENALTER ADVANCED COBRE 2.0V 1X2 58,2 ENGEART ENGEART APE ,4 HELIOTEK HELIOSONIC MC2BS9 59,1 JMS MAXCOP CSV-C ,7 PANTHO STANDARD CSS21#0428/8 Plus 58,5 PANTHO CSPIS45TB 62,0 SOLETROL SOLETROL INDUSTRIAL PLUS 58,8 INDUSTRIAL PLUS HORIZONTAL 58,8 SUPER MINI 59,2 MAX ALUMINIO 1,6 59,7 MAX ALUMINIO HORIZONTAL 1,6 59,7 MAX ALUMINIO 2,0 59,7 TRANSEN TRANSEN BABY TRC2 59,3 HORIZONTAL KPU5 58,5 VERTICAL KPU5 58,5 TUMA INDUSTRIAL SOLAREM CMT-2-11E/HP 58,1 CMT-2-12E/HP 58,1 30

30 Maiores informações, veja as tabelas completas Coletores solares planos piscina FABRICANTE MARCA MODELO EFICIÊNCIA Energética Média (%) HELIOTEK HELIOPOOL HP2 73,2 HP3 73,2 HP4 73,2 HP5 73,2 HP6 73,2 HP7 73,2 HP8 73,2 HP9 73,2 HP10 73,2 coletores solares & reservatórios térmicos POLISOL SOLADUR S200 73,9 S ,9 S400 73,9 S ,9 S ,9 31

31 Reservatórios térmicos Maiores informações, veja as tabelas completas 100 litros FABRICANTE MARCA MODELO PERDA* DIMENSÕES Internas (mm) Comp Diam TRANSEN TRANSEN AIAP FECHADO AIBP FECHADO * I - Os menores índices indicam os melhores níveis de eficiência 32 II - Índice obtido a partir da perda específica de energia mensal (kwh/mês/l) 200 litros... FABRICANTE MARCA MODELO PERDA* DIMENSÕES Internas (mm) Comp Diam ARKSOL ARKSOL ARSTI H COLSOL COLSOL RE020AI CUMULUS CUMULUS BPS ENALTER ENALTER ECOTHERM 200 L C.D/ ECOTHERM 200 L C.S/ FRIMMEX FRIMMEX AQ-B HELIOTEK HELIOTEK MK JMS JMS TERMOTRON ASI IND.COM. AQ. SOLAR LTDA SOLARCAMP BP S/C OURO FINO OURO FINO RTSIA RTSIAP PANTHO PANTHO RT200/1D RND BRASOL RTBP SOLÁGUA SOLÁGUA RT SOLAR MINAS SOLAR MINAS A

32 Maiores informações, veja as tabelas completas Reservatórios térmicos litros FABRICANTE MARCA MODELO PERDA* DIMENSÕES Internas (mm) Comp Diam SOLETROL SOLETROL SUPER BOILER COBRE HORIZONTAL DE NÍVEL BOILER COBRE HORIZONTAL DE NÍVEL TRANSEN TRANSEN AIBP FECHADO AIAP FECHADO TUMA SOLAREM ATMC-200AQ ATMC-POP1 200AQ litros FABRICANTE MARCA MODELO PERDA* DIMENSÕES Internas (mm) Comp Diam CUMULUS CUMULUS BPS ENALTER ENALTER ECOTHERM 300 L C.D/ HELIOTEK HELIOTEK MK RND BRASOL RTBP SOLÁGUA SOLÁGUA RT SOLAR MINAS SOLAR MINAS A SOLETROL SOLETROL SUPER BOILER COBRE HORIZONTAL DE NÍVEL BOILER COBRE HORIZONTAL DE NÍVEL TRANSEN TRANSEN AIBP FECHADO AIAP FECHADO * I - Os menores índices indicam os melhores níveis de eficiência II - Índice obtido a partir da perda específica de energia mensal (kwh/mês/l) 33 coletores solares & reservatórios térmicos

33 Reservatórios térmicos Maiores informações, veja as tabelas completas 400 litros FABRICANTE MARCA MODELO PERDA* DIMENSÕES Internas (mm) Comp Diam ARKSOL ARKSOL ARSTI H CUMULUS CUMULUS BPS ENALTER ENALTER ECOTHERM 400 L C.D/ ECOTHERM 400 L C.S/ HELIOTEK HELIOTEK MK JMS JMS THERMOTRON / PR PANTHO PANTHO RT400D SOLAR MINAS SOLAR MINAS A SOLETROL SOLETROL SUPER BOILER COBRE HORIZONTAL DE NÍVEL BOILER COBRE HORIZONTAL DE NÍVEL TRANSEN TRANSEN AIBP FECHADO AIAP FECHADO TUMA SOLAREM ATMC-400AQ * I - Os menores índices indicam os melhores níveis de eficiência 34 II - Índice obtido a partir da perda específica de energia mensal (kwh/mês/l) 500 litros FABRICANTE MARCA MODELO PERDA* DIMENSÕES Internas (mm) Comp Diam CUMULUS CUMULUS BPS HELIOTEK HELIOTEK MK RND BRASOL RTBP SOLAR MINAS SOLAR MINAS A SOLETROL SOLETROL SUPER BOILER COBRE HORIZONTAL DE NÍVEL

34 Maiores informações, veja as tabelas completas Reservatórios térmicos litros FABRICANTE MARCA MODELO PERDA* DIMENSÕES Internas (mm) Comp Diam SOLETROL SOLETROL BOILER COBRE HORIZONTALDE NÍVEL TRANSEN TRANSEN AIBP FECHADO AIAP FECHADO TUMA SOLAREM ATMC-500AQ litros FABRICANTE MARCA MODELO PERDA* DIMENSÕES Internas (mm) Comp Diam ARKSOL ARKSOL ARSTI H CUMULUS CUMULUS BPS ENALTER ENALTER ECOTHERM 600 L C.D/ HELIOTEK HELIOTEK MK PANTHO PANTHO RT600 D RND BRASOL RTBP SOLÁGUA SOLÁGUA RT SOLAR MINAS SOLAR MINAS A SOLETROL SOLETROL SUPER BOILER COBRE HORIZONTAL DE NÍVEL BOILER COBRE HORIZONTAL DE NÍVEL TRANSEN TRANSEN AIBP FECHADO AIAP FECHADO TUMA SOLAREM ATMC-600AQ * I - Os menores índices indicam os melhores níveis de eficiência II - Índice obtido a partir da perda específica de energia mensal (kwh/mês/l) 35 coletores solares & reservatórios térmicos

35 Fique por dentro Substitua as lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas ou circulares em locais onde as luzes fiquem acesas por mais de quatro horas, como cozinha, área de serviço e garagem. Pinte o teto e as paredes internas com cores claras, que refletem melhor a luz, diminuindo a necessidade de iluminação artificial. Na hora da compra dê sempre preferência às lâmpadas fluorescentes com o Selo Procel Inmetro de Desempenho. Elas consomem menos energia, duram até 10 vezes mais do que as incandescentes e têm um ano de garantia. Coloque as lâmpadas fluorescentes queimadas em recipientes destinados à coleta seletiva de lixo. 36

36 Nesta categoria houve um crescimento de 32% no número de lâmpadas fluorescentes premiadas, apesar de os critérios para a concessão do Selo Procel Inmetro de Desempenho terem ficado mais rigorosos. Isto demonstra o empenho das indústrias do setor em tornar cada vez mais eficientes os seus produtos. No segmento de reatores eletromagnéticos foram premiados 198 equipamentos. lâmpadas fluorescentes & reatores eletromagnéticos Os contemplados: American General, B.S. América, Brasilux, Bronzearte, CBI-NKS, Chinvest, Demape, Empalux, FLC - Fortune Light, GE, GLD, Gubro, Helfont, Ilumatic, Interlux-Avant, Intral, Keiko, Linsa, Luxfont, Marcap (Dynacom), Marschall -Brasil, MCL, Orientrade, Osram, Philips, Sadokin, Silmar, Sinobrasil-Nitron, Super Star, Sylvania, Teluz Brasil, Tradinglight, Transvoltec, Vapt-Ilumen, W.G.R. e Worldcom lâmpadas fluorescentes & reatores eletromagnéticos

37 Lâmpadas fluorescentes Maiores informações, veja as tabelas completas Compactas... FABRICANTE MODELO P E V Potência Equivalência Voltagem (W) Lâmpada Incandescente (W) AMERICAN GENERAL American General 20W K V B.S. AMÉRICA Magic Lamp 15W K V Ultra Lamp 15W K V BRASILUX Ind. Com. Imp. Exp. Ltda. Taschibra 15W K V Taschibra 20W K V Taschibra 20W K V Taschibra 26W K V Taschibra 26W K V BRONZEARTE Neonda 13W K V Neonda 13W K V Neonda 15W K V Neonda 15W K V CBI-NKS EUS 9W K V EUS 9W K V EUT 15W K V EUT 15W K V EUT 15W K V EUT 15W K V EUT 15W K V EUT 16W K V 38

38 Maiores informações, veja as tabelas completas Lâmpadas fluorescentes...compactas FABRICANTE MODELO P E V Potência Equivalência Voltagem (W) Lâmpada Incandescente (W) CBI-NKS EUT 18W K V EUT 18W K V CHINVEST Lightex 9W K V Lightex 13W K V Lightex 15W K V Lightex 18W K V Lightex 21W K V Lightex FE23 27W K V EMPALUX FE26 11W - 64OOK V Empalux 15W K V FE20 15W K V FE20 20W K V FE20 27W K V FE20 27W K V FLC - Fortune Light FLC 9W/127V - Day Branca K V FLC 9W/220V - Day Branca K V FLC 9W/220V - Warm Amarela K V FLC Espiral 9W/127V - Day Branca K V FLC Espiral 9W/127V - Warm Amarela K V FLC Espiral 9W/220V - Day Branca K V FLC Espiral 9W/220V - Warm Amarela K V lâmpadas fluorescentes & reatores eletromagnéticos 39

Selo Procel de Economia de Energia Refrigeradores, Freezers, Condicionadores de Ar e Coletores solares

Selo Procel de Economia de Energia Refrigeradores, Freezers, Condicionadores de Ar e Coletores solares Selo Procel de Economia de Energia Refrigeradores, Freezers, Condicionadores de Ar e Coletores solares Selo Procel Inmetro de Desempenho Lâmpadas Fluorescentes Compactas e Circulares, Reatores Eletromagnéticos,

Leia mais

Selo Procel 2001. Selo Procel Inmetro de Desempenho Equipamentos de Iluminação

Selo Procel 2001. Selo Procel Inmetro de Desempenho Equipamentos de Iluminação Selo Procel 2001 Selo Procel 2001 Selo Procel Inmetro de Desempenho Equipamentos de Iluminação Selo Procel de Economia de Energia Eletrodomésticos, Motores e Coletores Solares Expediente MINISTÉRIO DE

Leia mais

Empresas cujos produtos foram contemplados com Selo Procel 2007

Empresas cujos produtos foram contemplados com Selo Procel 2007 Empresas cujos produtos foram contemplados com Selo Procel 2007 COLETORES SOLARES ALPINA S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO ALOSOLAR Site: www.alosolar.com.br AQUECEDORES CUMULUS S.A. INDÚTRIA E COMÉRCIO CUMULUS

Leia mais

MANUAL COM DICAS SOBRE CONSUMO DE ENERGIA

MANUAL COM DICAS SOBRE CONSUMO DE ENERGIA SISTEMA SOLAR DE AQUECIMENTO DE ÁGUA a) Quando for adquirir um sistema de aquecimento solar dê sempre preferência aos modelos com o Selo Procel. b) Dimensione adequadamente o sistema (coletores e reservatórios)

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica www.abinee.org.br EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Eng. Fabián Yaksic Gerente do Departamento de Tecnologia e Política Industrial São Paulo, 5 junho 2012 ABINEE

Leia mais

Dicas da Eletrobras Procel para economizar energia elétrica em residências e condomínios

Dicas da Eletrobras Procel para economizar energia elétrica em residências e condomínios Dicas da Eletrobras Procel para economizar energia elétrica em residências e condomínios Utilizar a energia elétrica com eficiência significa combater desperdícios, e todos nós devemos participar ativamente

Leia mais

ENERGIA E MEIO AMBIENTE Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2001

ENERGIA E MEIO AMBIENTE Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2001 Seminário ENERGIA E MEIO AMBIENTE Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2001 PROJETOS DE CONSERVAÇÃO E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Eletrobrás Saulo José Nascimento Cisneiros Diretor de Projetos Especiais da Eletrobrás

Leia mais

Manual de Consumo Consciente de Energia. Veja se você está aproveitando a energia com todo o conforto e segurança que ela traz.

Manual de Consumo Consciente de Energia. Veja se você está aproveitando a energia com todo o conforto e segurança que ela traz. Manual de Consumo Consciente de Energia. Veja se você está aproveitando a energia com todo o conforto e segurança que ela traz. Quando você utiliza energia de forma eficiente, todo mundo sai ganhando.

Leia mais

Selo Procel de Economia de Energia Máquinas de lavar roupas, Condicionadores de ar, Refrigeradores e Freezers, Sistema solar de aquecimento de água,

Selo Procel de Economia de Energia Máquinas de lavar roupas, Condicionadores de ar, Refrigeradores e Freezers, Sistema solar de aquecimento de água, 4 Selo Procel de Economia de Energia Máquinas de lavar roupas, Condicionadores de ar, Refrigeradores e Freezers, Sistema solar de aquecimento de água, Motores de indução trifásicos e Equipamentos de Iluminação

Leia mais

DICAS PARA A SUA ECONOMIA

DICAS PARA A SUA ECONOMIA DICAS PARA A SUA ECONOMIA SELO PROCEL Quer saber como economizar energia de forma simples e em situações práticas do dia a dia? Clique nos números. Depois, é só colocar em prática. 11 7 1 Ao comprar refrigeradores,

Leia mais

As perspectivas de políticas públicas para gestão da energia e eficiência energética no Brasil

As perspectivas de políticas públicas para gestão da energia e eficiência energética no Brasil As perspectivas de políticas públicas para gestão da energia e eficiência energética no Brasil São Paulo, 5 de dezembro de 2013 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO BRASIL Principais Programas e Resultados Lei de

Leia mais

Energia Elétrica: Uso e Abuso

Energia Elétrica: Uso e Abuso Energia Elétrica: Uso e Abuso Palestra apresentada nos Seminários de Atualização promovido pela Pró-reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da UNICAMP em 13/04/2002 José Antenor Pomilio Faculdade

Leia mais

É O COMBATE DO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA. É OBTER O MELHOR RESULTADO, DIMINUINDO O CONSUMO, SEM PREJUÍZO DE SEU CONFORTO E LAZER.

É O COMBATE DO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA. É OBTER O MELHOR RESULTADO, DIMINUINDO O CONSUMO, SEM PREJUÍZO DE SEU CONFORTO E LAZER. É O COMBATE DO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA. É OBTER O MELHOR RESULTADO, DIMINUINDO O CONSUMO, SEM PREJUÍZO DE SEU CONFORTO E LAZER. Na verdade você corre o risco de molhar o medidor e causar Curto-circuito.

Leia mais

Energia elétrica: como usar e economizar

Energia elétrica: como usar e economizar endividado.com.br Energia elétrica: como usar e economizar Como fazer uso eficiente de Energia Quanto maior o desperdício de energia, maior é o preço que você e o meio ambiente pagam por ela. Ao usar a

Leia mais

Quanto você gasta com. energia elétrica?

Quanto você gasta com. energia elétrica? Quanto você gasta com energia elétrica? Os eletrodomésticos da linha branca já foram os vilões do gasto energético residencial. Hoje, eles estão mais econômicos, mas ainda precisam ser escolhidos com atenção.

Leia mais

a Energia em casa Da usina até sua casa

a Energia em casa Da usina até sua casa a Energia em casa Da usina até sua casa Para ser usada nas cidades, a energia gerada numa hidrelétrica passa por uma série de transformações A eletricidade é transmitida de uma usina até os centros de

Leia mais

Eficiência Energética

Eficiência Energética Eficiência Energética no Dia a Dia Oficina do Eixo Meio Ambiente, Clima e Vulnerabilidades Facilitadora: Regina Maciel Instituto Efort Rede Mobilizadores Apoio: Furnas e Eletronuclear Agosto-2012 Índice:

Leia mais

Dicas de economia, segurança e uso adequado da energia

Dicas de economia, segurança e uso adequado da energia Página 1 de 8 Dicas de economia, segurança e uso adequado da energia Energia elétrica não é um recurso inesgotável. Por isso, descubra o que você pode fazer para poupá- la. Com pequenos cuidados, economizar

Leia mais

cartilha da economia de energia 75 dicas

cartilha da economia de energia 75 dicas cartilha da economia de energia 75 dicas ÍNDICE Dicas gerais Dicas para computadores Dicas para forno micro-ondas Dicas para máquina de lavar roupas 3 6 7 8 Por que é importante economizar energia? Dicas

Leia mais

Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado.

Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado. Aquecedor central Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado. Planeje seu uso e habitue-se a ligá-lo apenas o tempo necessário para que você

Leia mais

Manual do Usuário. Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. Imagem Ilustrativa

Manual do Usuário. Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. Imagem Ilustrativa Manual do Usuário Imagem Ilustrativa Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. * Este Manual inclui Certificado de Garantia. ÍNDICE Apresentação... 03 Instruções de Segurança...

Leia mais

Dicas para economizar energia

Dicas para economizar energia Dicas para economizar energia Vilões do Consumo Os vilões do consumo de energia elétrica são os aparelhos com alta potência ou grande tempo de funcionamento. Considerando uma residência de quatro pessoas,

Leia mais

Técnicas passivas; Técnicas ativas.

Técnicas passivas; Técnicas ativas. Definição: a conservação de energia deve ser entendida como a utilização de uma menor quantidade de energia para a obtenção de um mesmo produto ou serviço através da eliminação do desperdício; Técnicas

Leia mais

37 Empresas 44 Marcas 219 MODELOS ETIQUETADOS

37 Empresas 44 Marcas 219 MODELOS ETIQUETADOS RESERVATÓRIOS S BAIXA PRESSÃO (BP) 08/09/14 AÇO NOBRE AÇO NOBRE 300.70 300 3,0 0,17 49,0 5,0 1143 700 AÇO INOX POLIURETANO AÇO NOBRE AÇO NOBRE 400.70 400 3,0 0,15 49,0 5,0 1576 700 INOX POLIURETANO AÇO

Leia mais

DICAS PARA ECONOMIA DE ENERGIA ELÉTRICA NA ILUMINAÇÃO

DICAS PARA ECONOMIA DE ENERGIA ELÉTRICA NA ILUMINAÇÃO DICAS PARA ECONOMIA DE ENERGIA ELÉTRICA NA ILUMINAÇÃO INTRODUÇÃO A energia elétrica é um recurso importante e indispensável em nossas vidas. Além de proporcionar conforto e segurança à população, garante

Leia mais

South America Energy & Utilities

South America Energy & Utilities South America Energy & Utilities Eficiência Energética Maio / 2011 1 South America Energy & Utilities Conceitos e Esclarecimentos Maio / 2011 2 O que é? Afinal O que é Eficiência Energética? Eficiência

Leia mais

Por meio deste, esclarecemos o que segue:

Por meio deste, esclarecemos o que segue: Esclarecimento nº 01 Pregão Eletrônico nº 12/07439 Objeto: ADM. CENTRAL - Contratação de empresa para prestação de serviço de diagnóstico energético e fornecimento e instalação de materiais, para a substituição

Leia mais

Lâmpadas. Ar Condicionado. Como racionalizar energia eléctrica

Lâmpadas. Ar Condicionado. Como racionalizar energia eléctrica Como racionalizar energia eléctrica Combater o desperdício de energia eléctrica não significa abrir mão do conforto. Pode-se aproveitar todos os benefícios que a energia oferece na medida certa, sem desperdiçar.

Leia mais

Aquecimento alternativo

Aquecimento alternativo 34_Aquecedor domestico.qxd 17/11/2004 16:34 Page 90 AQUECEDOR DOMÉSTICO DE ÁGUA Divulgação Abrava/DASol Aquecimento alternativo Popularizar o produto é um dos objetivos do setor para 2005 Atualmente podemos

Leia mais

Economia de energia. No escritório. Ar Condicionado

Economia de energia. No escritório. Ar Condicionado Economia de energia O consumo de energia elétrica nos países em desenvolvimento, como o Brasil, cresce anualmente 8 vezes mais que nos países ditos desenvolvidos. Esse aumento de consumo é devido à modernização

Leia mais

GRDE Superintendência ncia de Mercado SPM

GRDE Superintendência ncia de Mercado SPM Gerência de P&D e Eficiência Energética GRDE Superintendência ncia de Mercado SPM O "Grupo Empresarial CEB" tem como controladora a Companhia Energética de Brasília - CEB, cuja origem é a Companhia de

Leia mais

Sustentabilidade das Edificações Utilizando Energia Solar para Aquecimento de Água

Sustentabilidade das Edificações Utilizando Energia Solar para Aquecimento de Água Seminário: COPA DO MUNDO DE 2014 NORMATIZAÇÃO PARA OBRAS SUSTENTÁVEIS Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado Sustentabilidade das Edificações Utilizando Energia

Leia mais

catálogo 2014 www.ambientalar.com.br

catálogo 2014 www.ambientalar.com.br catálogo 2014 conheça nossos produtos Categorias SPLIT HI WALL CONVENCIONAL 4 SPLIT HI WALL INVERTER 12 SPLIT PISO TETO 18 SPLIT CASSETE 20 SPLIT DUTADO 22 CORTINA DE AR 23 MULTISPLIT JANELA 25 28 SPLIT

Leia mais

PORTARIA Nº 23, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015

PORTARIA Nº 23, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015 PORTARIA Nº 23, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015 Estabelece boas práticas de gestão e uso de Energia Elétrica e de Água nos órgãos e entidades da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional

Leia mais

AR CONDICIONADO. Componentes

AR CONDICIONADO. Componentes AR CONDICIONADO AR CONDICIONADO Basicamente, a exemplo do que ocorre com um refrigerador (geladeira), a finalidade do ar condicionado é extrair o calor de uma fonte quente, transferindo-o para uma fonte

Leia mais

Aquecedor Solar. Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 1 29/03/2010 15:47:15

Aquecedor Solar. Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 1 29/03/2010 15:47:15 Aquecedor Solar Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 1 29/03/2010 15:47:15 Aquecedores de Água a Gás Pisos Condicionadores de Ar Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 2 29/03/2010 15:47:21 SUA VIDA COM KOMECO

Leia mais

1 de 22 08/03/2013 15:30

1 de 22 08/03/2013 15:30 1 de 22 08/03/2013 15:30 200374.22013.23235.5034.126470650.191 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Departamento de Polícia Federal Superintendência Regional em Mato Grosso Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00002/2013

Leia mais

MODERNIZE SUA PLANTA FABRIL. Máquinas e equipamentos mais modernos são mais eficientes e consomem menos energia.

MODERNIZE SUA PLANTA FABRIL. Máquinas e equipamentos mais modernos são mais eficientes e consomem menos energia. 1 REALIZE UM DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO para identificar todas as oportunidades existentes, avaliar a viabilidade, determinar as prioridades e montar um programa para sua implementação 2 MODERNIZE SUA PLANTA

Leia mais

PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS

PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS Abril/2015 Fazer obras e serviços para transmissão, distribuição e uso de energia. Contribuir para o bem

Leia mais

Dicas para poupar energia Doméstico

Dicas para poupar energia Doméstico Dicas para poupar energia Doméstico Eficiência energética: Poupar energia, utilizá-la de forma eficiente e inteligente, para conseguir mais, com menos. Importância da eficiência energética: Redução da

Leia mais

TABELA 10 - POTÊNCIAS MÉDIAS DE APARELHOS ELETRODOMÉSTICOS E DE AQUECIMENTO

TABELA 10 - POTÊNCIAS MÉDIAS DE APARELHOS ELETRODOMÉSTICOS E DE AQUECIMENTO ND-5.1 7-8 TABELA 10 - POTÊNCIAS MÉDIAS DE APARELHOS ELETRODOMÉSTICOS E DE AQUECIMENTO Aparelhos de Aquecimento e Eletrodomésticos Tipo Potência Tipo Potência ( W ) ( W ) Aquecedor de Água até 80 L 1.500

Leia mais

AQUECEDORES DE ÁGUA A GÁS, DOS TIPOS INSTANTÂNEOS E DE ACUMULAÇÃO. Portarias Inmetro nº 119/2007, 67/2008, 182/2012 e 390/2013 Códigos 3379 e 3380

AQUECEDORES DE ÁGUA A GÁS, DOS TIPOS INSTANTÂNEOS E DE ACUMULAÇÃO. Portarias Inmetro nº 119/2007, 67/2008, 182/2012 e 390/2013 Códigos 3379 e 3380 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

AR-CONDICIONADO 8 H / DIA = 35,3% / MÊS

AR-CONDICIONADO 8 H / DIA = 35,3% / MÊS O Brasil vive uma crise hídrica e energética que está afetando a distribuição de ambos os recursos no país todo, em maior ou menor intensidade. O Estado de São Paulo, em especial a capital, vem sofrendo

Leia mais

Vamos Poupar Energia!!! www.facebook.com/experimenta.energia

Vamos Poupar Energia!!! www.facebook.com/experimenta.energia Vamos Poupar Energia!!! www.facebook.com/experimenta.energia Que podemos nós fazer? Eficiência Energética Utilização Racional da Energia, assegurando os níveis de conforto e de qualidade de vida. Como?

Leia mais

de luz está mais transparente. Conheça as bandeiras tarifárias.

de luz está mais transparente. Conheça as bandeiras tarifárias. Agora, a sua conta de luz está mais transparente. Conheça as bandeiras tarifárias. Agora, em todo o país, as bandeiras tarifárias vêm impressas na conta de luz. E, para saber se o valor da sua conta irá

Leia mais

Portaria n.º 287, de 19 de junho de 2015.

Portaria n.º 287, de 19 de junho de 2015. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Portaria n.º 287, de 19 de junho de 2015. O PRESIDENTE

Leia mais

Quem fabrica o CALMAT? CALMAT é um produto fabricado na Alemanha pela CWT Christiani Wassertechnik GmbH, empresa fundada em 1948, com sede em Berlim.

Quem fabrica o CALMAT? CALMAT é um produto fabricado na Alemanha pela CWT Christiani Wassertechnik GmbH, empresa fundada em 1948, com sede em Berlim. O que é CALMAT? CALMAT é um aparelho para tratamento físico das águas calcárias, que elimina os inconvenientes das incrustações causadas pelos sais de cálcio e magnésio. Além disso, remove as incrustações

Leia mais

METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO. Oportunidades de redução de custos e maior eficiência energética

METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO. Oportunidades de redução de custos e maior eficiência energética METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO Oportunidades de redução de custos e maior eficiência energética A realização de diagnóstico energético envolve um conjunto bastante diversificado de atividades,

Leia mais

Condicionador de Ar Portátil

Condicionador de Ar Portátil Condicionador de Ar Portátil Manual do Usuário GP8-12L GP8-22L GP10-12L GP10-22L 1 Untitled-5 1 2 Untitled-5 2 Índice Resumo...4 Príncipio de funcionamento...5 Especificação técnica...7 Estrutura...8 Esquema

Leia mais

MARINHA DO BRASIL CENTRO DE INSTRUÇÃO E ADESTRAMENTO AERONAVAL ORDEM INTERNA Nº 30-38. Comissão Interna para Conservação de Energia

MARINHA DO BRASIL CENTRO DE INSTRUÇÃO E ADESTRAMENTO AERONAVAL ORDEM INTERNA Nº 30-38. Comissão Interna para Conservação de Energia MARINHA DO BRASIL CENTRO DE INSTRUÇÃO E ADESTRAMENTO AERONAVAL SÃO PEDRO DA ALDEIA, RJ. Em 04 de março de 2009. ORDEM INTERNA Nº 30-38 Assunto: Referência: Anexo: Comissão Interna para Conservação de Energia

Leia mais

CUIDADO PARA NÃO SER ENGANADO

CUIDADO PARA NÃO SER ENGANADO Ciências da Natureza e Suas Tecnologias Física Prof. Eduardo Cavalcanti nº10 CUIDADO PARA NÃO SER ENGANADO Alguns aparelhos consomem mais eletricidade que outros. Alguns, como a geladeira, embora permanentemente

Leia mais

GE Iluminação. Lâmpadas Eletrônicas. Integradas e Não Integradas. imagination at work

GE Iluminação. Lâmpadas Eletrônicas. Integradas e Não Integradas. imagination at work GE Iluminação Lâmpadas Eletrônicas Integradas e Não Integradas imagination at work Economiza até % de energia* s e s Utilize as lâmpadas da GE para decorar seus ambientes. As lâmpadas Fluorescentes Compactas

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD

ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD Institui e regulamenta o Programa de Uso Racional de Água e Energia Elétrica no âmbito da UFCSPA. O PRÓ-REITOR DE ADMINISTRAÇÃO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE

Leia mais

PROGRAMA BRASILEIRO DE ETIQUETAGEM PBE

PROGRAMA BRASILEIRO DE ETIQUETAGEM PBE PROGRAMA BRASILEIRO DE ETIQUETAGEM PBE Leonardo Rocha Diretoria da Qualidade Inmetro INMETRO 35 Anos (fundado em dez/73) Lei 9933 (regulamenta os serviços) Autarquia do Governo Federal Contrato de Gestão

Leia mais

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil Gabriela Ferreira da Silva Companhia Paulista de Força e Luz gabrielaf@cpfl.com.br Eficiência

Leia mais

uso racional de energia elétrica

uso racional de energia elétrica uso racional de energia elétrica O uso inteligente da energia elétrica faz bem para sua empresa e para o meio ambiente. Atualmente, a energia elétrica tende a tornar-se cada vez mais importante e imprescindível

Leia mais

Energia em sua casa. Saiba quanto gasta!

Energia em sua casa. Saiba quanto gasta! Energia em sua casa. Saiba quanto gasta! Os eletrodomésticos e equipamentos domésticos apresentam consumos energéticos diferentes. Compare-os no gráfico que segue. Iluminação É na iluminação da casa que

Leia mais

DICAS PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM CASA

DICAS PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM CASA DICAS PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM CASA SELO PROCEL Prefira equipamentos com SELO PROCEL, e/ou consumo A de consumo de energia. GELADEIRA Evitar abrir a porta toda hora. Regular o termostato

Leia mais

PERSPECTIVAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM UM ESTABELECIMENTO COMERCIAL NA CIDADE DE ALAGOINHAS (BA) - UM ESTUDO DE CASO.

PERSPECTIVAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM UM ESTABELECIMENTO COMERCIAL NA CIDADE DE ALAGOINHAS (BA) - UM ESTUDO DE CASO. PERSPECTIVAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM UM ESTABELECIMENTO COMERCIAL NA CIDADE DE ALAGOINHAS (BA) - UM ESTUDO DE CASO. LEIDIANE BASTOS SENNA (FSSS ) leu.senna@hotmail.com Luana Nascimento Freitas Sodre

Leia mais

CRITÉRIOS PARA A CONCESSÃO DO SELO PROCEL DE ECONOMIA DE ENERGIA A MÁQUINAS DE LAVAR ROUPA

CRITÉRIOS PARA A CONCESSÃO DO SELO PROCEL DE ECONOMIA DE ENERGIA A MÁQUINAS DE LAVAR ROUPA CRITÉRIOS PARA A CONCESSÃO DO SELO PROCEL DE ECONOMIA DE ENERGIA A MÁQUINAS DE LAVAR ROUPA (DOCUMENTO COMPLEMENTAR AO REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DO SELO PROCEL DE ECONOMIA DE ENERGIA) (Revisão I) 25/08/2010

Leia mais

Departamento Nacional de Aquecimento Solar. Relatório de Pesquisa. Ano de 2014

Departamento Nacional de Aquecimento Solar. Relatório de Pesquisa. Ano de 2014 Departamento Nacional de Aquecimento Solar Relatório de Pesquisa Produção de Coletores Solares para Aquecimento de Água e Reservatórios Térmicos no Brasil Ano de 2014 Maio de 2015 APRESENTAÇÃO O DASOL

Leia mais

Sistemas de Aquecimento Solar no Mercado Brasileiro

Sistemas de Aquecimento Solar no Mercado Brasileiro 1ª CONFERÊNCIA DAS RENOVÁVEIS À EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Sistemas de Aquecimento Solar no Mercado Brasileiro José Ronaldo Kulb Departamento Nacional de Aquecimento Solar da ABRAVA ABRAVA: Desde 1962, 400

Leia mais

TABELA ORIENTATIVA Potência Potência Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln

TABELA ORIENTATIVA Potência Potência Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln Linha GERADORES Linha GERADORES DE ENERGIA Energia garantida para o seu serviço A linha de Geradores de Energia Schulz foi especialmente desenvolvida para levar energia onde a eletricidade ainda não alcança.

Leia mais

AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO ILUMINAÇÃO COZINHA/ LAVANDARIA DIVERSOS

AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO ILUMINAÇÃO COZINHA/ LAVANDARIA DIVERSOS P O U P A R AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO ILUMINAÇÃO COZINHA/ LAVANDARIA DIVERSOS AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO Caso tenha ar condicionado nos quartos ou áreas comuns do empreendimento,

Leia mais

Institui o Programa Estadual de Redução e Racionalização do Uso de Energia e dá providências correlatas

Institui o Programa Estadual de Redução e Racionalização do Uso de Energia e dá providências correlatas Decreto Estadual nº 45.765, de 4 de maio de 2001 Institui o Programa Estadual de Redução e Racionalização do Uso de Energia e dá providências correlatas GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO,

Leia mais

Evolução da Indústria Brasileira de Sistemas Termossolares e os Preços do kwh/m 2

Evolução da Indústria Brasileira de Sistemas Termossolares e os Preços do kwh/m 2 Evolução da Indústria Brasileira de Sistemas Termossolares e os Preços do kwh/m 2 Jane Tassinari Fantinelli 1 José Tomaz Vieira Pereira 2 Elizabeth Marques Duarte Pereira 3 Resumo Este artigo mostra a

Leia mais

ENSAIOS DE EQUIPAMENTOS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA. Juliana Iwashita

ENSAIOS DE EQUIPAMENTOS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA. Juliana Iwashita ENSAIOS DE EQUIPAMENTOS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA Juliana Iwashita 1 PROJETOS E CONSULTORIAS A EXPER desenvolve projetos e consultorias especializadas nas seguintes áreas: Certificações de produtos de iluminação

Leia mais

ND - 5.1 6-1 CÁLCULO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA

ND - 5.1 6-1 CÁLCULO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA ND - 5.1 6-1 CÁLCULO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA 1. DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA a) Para definição do tipo de fornecimento, o consumidor deve determinar a carga instalada, somando-se a potência

Leia mais

Manual do Proprietário

Manual do Proprietário Manual do Proprietário 1 Índice SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR TÉRMICO... 2 INTRODUÇÃO... 2 USO CORRETO... 2 APLICAÇÕES... 3 MANUTENÇÃO... 3 LIMPEZA DO VIDRO DOS COLETORES... 3 TROCA DO TERMOSTATO... 1 TROCA

Leia mais

Orientações Gerais para fabricantes e importadores sobre a Regulamentação de. Equipamentos para aquecimento solar de água

Orientações Gerais para fabricantes e importadores sobre a Regulamentação de. Equipamentos para aquecimento solar de água Orientações Gerais para fabricantes e importadores sobre a Regulamentação de Equipamentos para aquecimento solar de água Atualizado em 03/09/2013 Índice 2 Neste documento, você encontrará as seguintes

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA FISCALIZAÇÃO PARA AQUECEDORES DE ÁGUA A GÁS, DOS TIPOS INSTANTÂNEOS E DE ACUMULAÇÃO.

PROCEDIMENTO PARA FISCALIZAÇÃO PARA AQUECEDORES DE ÁGUA A GÁS, DOS TIPOS INSTANTÂNEOS E DE ACUMULAÇÃO. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

:: Eficiência Energética. Fonte: Revista Lumière, maio/2003

:: Eficiência Energética. Fonte: Revista Lumière, maio/2003 :: Eficiência Energética Fonte: Revista Lumière, maio/2003 Os efeitos da crise de energia de 2001 ainda estão sendo absorvidos pelo mercado e pelos consumidores, mas, se medidas mais efetivas não forem

Leia mais

6º Seminário Tecnologia de sistemas prediais

6º Seminário Tecnologia de sistemas prediais 6º Seminário Tecnologia de sistemas prediais Os projetos de sistemas prediais elétricos, de ar condicionado e iluminação com foco para atender requisitos de conservação de energia na etiquetagem do PROCEL/

Leia mais

Procedimento Operacional PO. 01. Utilização de iluminação, refrigeração, equipamentos de escritório e elevadores.

Procedimento Operacional PO. 01. Utilização de iluminação, refrigeração, equipamentos de escritório e elevadores. 1. OBJETIVO Definir as boas práticas que permitam consumir menos energia elétrica e com elas melhorar o desempenho energético nas instalações do TCE-MT, criando consciência e sensibilizando aos colaboradores

Leia mais

5º Seminário de Tecnologias Prediais SINDUSCON SÃO Paulo SP. Projeto de Sistemas de Aquecimento Solar

5º Seminário de Tecnologias Prediais SINDUSCON SÃO Paulo SP. Projeto de Sistemas de Aquecimento Solar 5º Seminário de Tecnologias Prediais SINDUSCON SÃO Paulo SP Projeto de Sistemas de Aquecimento Solar Coletor Banho Características Técnicas Aletas em Alumínio; Cobertura em Vidro Liso Cristal; Vidro Caixa

Leia mais

Eletrônicos. Convencionais. Manual do do Reator. Partida rápida. Fabricamos produtos com certificação: Descarga OCP 0018.

Eletrônicos. Convencionais. Manual do do Reator. Partida rápida. Fabricamos produtos com certificação: Descarga OCP 0018. Eletrônicos Convencionais Manual do do Partida rápida Fabricamos produtos com certificação: Descarga es BV OCP 0018 Índice Eletrônico de Descarga Índice PIS FPN 10 PIS AFP 10 PIS DICRÓICA 11 PID FPN 11

Leia mais

INFLUÊNCIA LEGISLATIVA NO AUMENTO DA EFICIÊNCIA DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS A EXPERIÊNCIA BRASILEIRA

INFLUÊNCIA LEGISLATIVA NO AUMENTO DA EFICIÊNCIA DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS A EXPERIÊNCIA BRASILEIRA INFLUÊNCIA LEGISLATIVA NO AUMENTO DA EFICIÊNCIA DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS A EXPERIÊNCIA BRASILEIRA Cássio T. C. Andrade 1, Tomaz Nunes Cavalcante Neto 2, Ricardo S. T. Pontes 2 1 Agência Reguladora dos

Leia mais

Solar: solar com apoio elétrico, solar com apoio a gás, solar com apoio do chuveiro e solar com apoio de trocador de calor elétrico.

Solar: solar com apoio elétrico, solar com apoio a gás, solar com apoio do chuveiro e solar com apoio de trocador de calor elétrico. Solar: solar com apoio elétrico, solar com apoio a gás, solar com apoio do chuveiro e solar com apoio de trocador de calor elétrico. Elétrico: acumulação e trocador de calor para piscina ou banho. Gás:

Leia mais

O futuro da iluminação.

O futuro da iluminação. www.osram.com.br O futuro da iluminação. PORTFÓLIO COMPLETO! LampLEDs para iluminação geral e iluminação de efeito. www.osram.com.br O futuro da iluminação. Para a OSRAM, especialista em iluminação, os

Leia mais

Linha completa de aquecimento para banho e piscina

Linha completa de aquecimento para banho e piscina Linha completa de aquecimento para banho e piscina Aquecedor solar Aquecedor de piscina Bomba de calor www.heliotek.com.br Coletores solares Heliotek A força da nova geração Ao contrário dos coletores

Leia mais

Oar contém uma quantidade variável de vapor de água, que determina o grau de umidade de um

Oar contém uma quantidade variável de vapor de água, que determina o grau de umidade de um Algumas noções sobre a umidade relativa do ar Oar contém uma quantidade variável de vapor de água, que determina o grau de umidade de um ambiente. A capacidade do ar de reter vapor de água é tanto maior

Leia mais

Manual de instalação e uso. Bomba de calor Heliomaster. Bomba de calor Heliomaster 1

Manual de instalação e uso. Bomba de calor Heliomaster. Bomba de calor Heliomaster 1 Manual de instalação e uso Bomba de calor Heliomaster Bomba de calor Heliomaster 1 Índice 1. Introdução... 4 2. Instruções de segurança / Recomendações importantes...5 3. Instalação...5 3.1. Localização

Leia mais

Refrigerador Frost Free

Refrigerador Frost Free GUIA RÁPIDO Comece por aqui Se você quer tirar o máximo proveito da tecnologia contida neste produto, leia o Guia Rápido por completo. Refrigerador Frost Free Frost Free Seu refrigerador usa o sistema

Leia mais

Cenários harmônicos em cargas residenciais

Cenários harmônicos em cargas residenciais 46 provocados por eletroeletrônicos Capítulo VI Cenários harmônicos em cargas residenciais Igor Amariz Pires* Além dos eletrodomésticos apresentados no capítulo anterior, consumidores residenciais e comerciais

Leia mais

CARTILHA DE UTILIZAÇÃO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA

CARTILHA DE UTILIZAÇÃO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA CARTILHA DE UTILIZAÇÃO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA Companhia Paulista de Força e Luz Companhia Piratininga de Força e Luz Companhia Luz e Força Santa Cruz Companhia Jaguari de Energia Companhia Luz

Leia mais

Padrão de Entrada. prof.arbex@gmail.com

Padrão de Entrada. prof.arbex@gmail.com Padrão de Entrada Professor Cristiano prof.arbex@gmail.com Introdução O objetivo deste material é orientar os projetistas no que se refere ao projeto e dimensionamento do padrão de entrada, de acordo com

Leia mais

PROJETO ESPLANADA SUSTENTÁVEL. Maio 2012

PROJETO ESPLANADA SUSTENTÁVEL. Maio 2012 PROJETO ESPLANADA SUSTENTÁVEL CAPACITAÇÃO DOS GESTORES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE AÇÃO MÓDULO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Maio 2012 SISTEMAS DE AR CONDICIONADO Oportunidades de melhoria da eficiência dos

Leia mais

Se a sua conta de luz está muito pesada...

Se a sua conta de luz está muito pesada... DICAS PARA ECONOMIZAR ENERGIA NO CONDOMÍNIO E NA SUA CASA. Se a sua conta de luz está muito pesada... Energia elétrica não é um recurso inesgotável. Lembre-se: Energia é dinheiro. Não desperdice. É melhor

Leia mais

Dicas para a poupança de energia

Dicas para a poupança de energia Dicas para a poupança de energia Conselhos de verificação da factura eléctrica Analise se a potência contratada é adequada ao consumo real da instalação ou se poderá reduzi-la. Verifique se os seus consumos

Leia mais

Se você quer tirar o máximo proveito da tecnologia contida neste produto, leia o Guia Rápido por completo.

Se você quer tirar o máximo proveito da tecnologia contida neste produto, leia o Guia Rápido por completo. GUIA RÁPIDO Comece por aqui Se você quer tirar o máximo proveito da tecnologia contida neste produto, leia o Guia Rápido por completo. Refrigerador BRE50 Frost Free Seu refrigerador usa o sistema Frost

Leia mais

O QUE É A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA?

O QUE É A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA? DICAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA VIVA A SUA CASA COM UMA ENERGIA MAIS SUSTENTÁVEL DICAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA 03 O QUE É A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA? A eficiência energética passa pela utilização da energia

Leia mais

Tipo: Aquecimento Solar Nome do Projeto: Instalação de Aquecedor Solar no Lar Maria Luiza. Situação: Concluído - Aprovado oficio nº688/2014 SPE ANEEL

Tipo: Aquecimento Solar Nome do Projeto: Instalação de Aquecedor Solar no Lar Maria Luiza. Situação: Concluído - Aprovado oficio nº688/2014 SPE ANEEL Tipo: Aquecimento Solar Nome do Projeto: Instalação de Aquecedor Solar no Lar Maria Luiza. Situação: Concluído - Aprovado oficio nº688/2014 SPE ANEEL 1) Objetivos do projeto Instalação de um sistema de

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA I FÍSICA - ENSINO MÉDIO

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA I FÍSICA - ENSINO MÉDIO SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA I FÍSICA - ENSINO MÉDIO Título do Podcast Área Segmento Duração A eletricidade Ciências da Natureza I Física Ensino médio 5min44seg. Habilidades: H30.

Leia mais

COLETÂNEA DESAFIO DA SUSTENTABILIDADE I - PRÁTICAS IMEDIATAS E PERMANENTES PARA PROMOVER O USO RACIONAL DA ENERGIA ELÉTRICA:

COLETÂNEA DESAFIO DA SUSTENTABILIDADE I - PRÁTICAS IMEDIATAS E PERMANENTES PARA PROMOVER O USO RACIONAL DA ENERGIA ELÉTRICA: COLETÂNEA DESAFIO DA SUSTENTABILIDADE I - PRÁTICAS IMEDIATAS E PERMANENTES PARA PROMOVER O USO RACIONAL DA ENERGIA ELÉTRICA: 1 Sobre a utilização de aparelhos de ar condicionado: a) Desligar o aparelho

Leia mais

Sistemas de Eficiência Energética na Pequena e Média Indústria

Sistemas de Eficiência Energética na Pequena e Média Indústria Sistemas de Eficiência Energética na Pequena e Média Indústria SEMINÁRIO BRASIL-ALEMANHA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Junho 2015 Departamento de Infraestrutura Deinfra/Ruy Bottesi A Federação das Indústrias

Leia mais

Linha completa de aquecimento para banho e piscina Coletores solares Heliotek A força da nova geração

Linha completa de aquecimento para banho e piscina Coletores solares Heliotek A força da nova geração Linha completa de aquecimento para banho e piscina Coletores solares Heliotek A força da nova geração Ao contrário dos coletores comuns, que perdem a eficiência com o passar dos anos, os novos coletores

Leia mais

Eficiência Energética em Edificações

Eficiência Energética em Edificações Eficiência Energética em Edificações CONTEÚDO ABORDADO ORGANOGRAMA CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA Consumo Faturado de Energia Elétrica 2011 430 TWh (Fonte: EPE Janeiro 2012) PROCEL EDIFICA O PROGRAMA O Programa

Leia mais

ENERGIA: FONTE DA NATUREZA

ENERGIA: FONTE DA NATUREZA ENERGIA: FONTE DA NATUREZA A busca de caminhos pessoais e coletivos que levem ao estabelecimento de relações econômicas, sociais e culturais cada vez mais adequadas à promoção de uma boa qualidade de vida

Leia mais

Coordenção de Comunicação Social Assessoria de Estudos e Programas de Conservação de Energia

Coordenção de Comunicação Social Assessoria de Estudos e Programas de Conservação de Energia Coordenção de Comunicação Social Assessoria de Estudos e Programas de Conservação de Energia Ilustrações: Claudio Alecrim Caderno da Energia Eletrobras Furnas Foi constituída na década de 50, com o objetivo

Leia mais