- INTRODUÇÃO REDE DE COMPUTADORES TIPO DE REDES (FUNCIONAMENTO) PONTO A PONTO CLIENTE/SERVIDOR...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "- INTRODUÇÃO...3 - REDE DE COMPUTADORES...3 - TIPO DE REDES (FUNCIONAMENTO)...3 - PONTO A PONTO...3 - CLIENTE/SERVIDOR..."

Transcrição

1 MÓDULO V REDE DE COMPUTADORES, INTERNET E - INTRODUÇÃO REDE DE COMPUTADORES TIPO DE REDES (FUNCIONAMENTO) PONTO A PONTO CLIENTE/SERVIDOR TIPO DE REDES (TAMANHO)...3 LAN LOCAL ÁREA NETWORK...4 MAN - METROPOLITAN ÁREA NETWORK...4 WAN WIDE AREA NETWORK EQUIPAMENTOS DE REDE...4 PLACA DE REDE...4 REPETIDOR...4 HUB...4 SWITCH...4 ROTEADOR...4 ROTEADOR WIRELESS (WI-FI) MEIOS FÍSICOS DE TRANSMISSÃO COM FIO CABO PAR-TRANÇADO CROSS-OVER CABO COAXIAL FIBRA ÓPTICA MEIOS DE TRANSMISSÃO SEM FIO BLUETOOTH REDE WI-FI ONDAS ELETROMAGNÉTICAS TOPOLOGIA DE REDE...8 ESTRELA...8 BARRAMENTO...8 ANEL PROTOCOLOS ENDEREÇO IP OUTROS PROTOCOLOS VNC DOMÍNIOS URL DNS PROXY INTERNET CONECTANDO-SE SERVIÇOS DA INTERNET ARQUIVOS DE INTERNET TEMPORÁRIOS COOKIES INTERNET EXPLORER BARRA DE MENU ARQUIVO EDITAR EXIBIR FAVORITOS FERRAMENTAS BARRA DE FERRAMENTAS OUTRAS OPÇÕES PÁGINA SEGURANÇA FERRAMENTAS TECLAS DE ATALHOS OPÇÕES DA INTERNET FIREFOX BARRA DE NAVEGAÇÃO /33

2 - ABAS DE NAVEGAÇÃO BOTÃO FIREFOX BARRA DE MENU ARQUIVO EDITAR EXIBIR HISTÓRICO FAVORITOS FERRAMENTAS MICROSOFT OUTLOOK AS PASTAS DO OUTLOOK SÃO DESCRIÇÃO DOS COMPONENTES DA JANELA DE ENVIO DA MENSAGEM BARRA DE FERRAMENTAS EXERCÍCIOS PROPOSTOS /33

3 - INTRODUÇÃO A Internet é uma rede que interliga computadores espalhado pelo mundo. Em qualquer computador, pode ser instalado um programa que permite acesso à Internet. Para ter acesso, o usuário precisa ter uma conta (assinatura) junto a um dos muitos provedores de acesso do mercado. O provedor é intermediário entre o usuário e a Internet. - REDE DE COMPUTADORES Rede de computadores é uma estrutura física e lógica que permite que diversos computadores possam se comunicar entre si. Essa estrutura pode ser montada em um pequeno espaço ou em áreas fisicamente amplas. - TIPO DE REDES (FUNCIONAMENTO) - PONTO A PONTO Todos os computadores são igualmente importantes. Todos pedem e todos fornecem dados. - CLIENTE/SERVIDOR Um (ou alguns) dos computadores centralizam as informações e só as fornecem (servidores); outros só as requisitam (clientes). Principal tipo de rede utilizado na Internet - TIPO DE REDES (TAMANHO) Uma rede de computadores pode ser classificada de algumas maneiras. Iremos estudar duas: tamanho e topologia. Pelo tamanho da rede, podemos classificar em: 3/33

4 LAN LOCAL ÁREA NETWORK (Rede Local) é o nome dado às redes de computadores que são montadas em espaços físicos pequenos, como um prédio ou uma sala. Essas redes são bem rápidas, porém, como o nome já diz, são muito limitadas em matéria de extensão. MAN - METROPOLITAN ÁREA NETWORK (Rede Metropolitana) normalmente é uma rede que tem a extensão de uma cidade, algumas quadras, um campus de uma universidade (alguns quilômetros). WAN WIDE AREA NETWORK (Rede Extensa) são redes que não apresentam limites geográficos de extensão. Essas redes são, normalmente, junções de redes locais e/ou redes metropolitanas. - EQUIPAMENTOS DE REDE As conexões físicas de uma rede, inclusive a Internet, estão baseadas em alguns componentes básicos, dos quais podemos destacar: PLACA DE REDE REPETIDOR HUB SWITCH ROTEADOR ROTEADOR WIRELESS (WI- FI) Presente em cada micro, permite que o micro se ligue à estrutura da rede através de cabos que serão conectados à placa. Cada placa de rede sai de fábrica com um endereço único e imutável, chamado endereço MAC ou endereço físico; Equipamento que recebe um sinal elétrico ou luminoso e amplifica-o, permitindo que esse sinal trafegue por mais distância no cabo; Equipamento que permite a ligação física de cabos provenientes de vários micros. O hub é, portanto, o centro físico de uma rede estrela. O Hub recebe sinais elétricos e os transmite a todas as portas; Equipamento que se parece muito com um HUB, mas tem um funcionamento melhor. O Switch é um hub inteligente. Ele tem condições de retransmitir os sinais elétricos apenas para o destinatário certo, porque tem a capacidade de ler os sinais elétricos e interpretá-los, entendendo-os como quadros; Equipamento que interliga diferentes redes de computadores, funcionando como uma espécie de alfândega da rede. Os roteadores são a alma da Internet. As diversas redes de computadores que formam a Internet são, na verdade, interligadas por meio desses equipamentos. É um dispositivo de redes que executa a função de um roteador mas também inclui as funções de um access point. Ele é normalmente usado para criar um acesso para Internet ou uma rede de computadores sem a necessidade de cabos para conectá-los. - MEIOS FÍSICOS DE TRANSMISSÃO COM FIO Meios físicos de transmissão são os meios responsáveis pelo transporte dos sinais que representam os dados em uma rede. Eles transportam um fluxo bruto de bits de uma máquina para outra. Cada meio tem suas características de performance, custo, retardo e facilidade de instalação e manutenção. Existem meios guiados e meios não-guiados. 4/33

5 - CABO PAR-TRANÇADO Consiste em dois fios de cobre envolvidos individualmente em uma camada plástica e entrelaçados (trançados) entre si. São trançados para diminuir a interferência que sofreriam se estivessem dispostos paralelamente. Essa interferência é chamada de crosstalk, algo como o que chamamos de linha cruzada. Cabos de par trançado podem ser blindados ou não. A blindagem é uma proteção que envolve os pares trançados do cabo, protegendo-os de interferências externas. Os cabos não blindados são conhecidos como UTP (Unshielded Twisted Pair Par Trançado Não-Blindado). Os blindados são conhecidos como STP (Shielded Twisted Pair Par Trançado Blindado). Nesse tipo de cabo, cada par trançado é envolvido por uma camada metálica, que tem a função de aumentar o isolamento dos pares. Os cabos de par trançado são divididos em categorias: cat1, cat2, cat3, cat4, cat5, cat5e, cat6. Via de regra, quanto maior a categoria do cabo, maior a velocidade com que ele pode transportar dados. As redes atuais utilizam em sua maioria cabos cat5 e cat5e que suportam redes de 10Mbps, 100Mbps ou 1Gbps. Normalmente, existem conectores apropriados para cada tipo de cabo. No caso dos cabos de par trançado, o conector utilizado é chamado de RJ-45. O RJ-45 é similar ao conector de linha telefônica, só que maior, com mais contatos. A propósito, o conector de linha telefônica se chama RJ-11. O RJ-45 é o conector apropriado para conectar um cabo de par trançado a placas e outros equipamentos de rede. - CROSS-OVER Um cabo cross-over, também conhecido como cabo cruzado, é um cabo de rede par trançado que permite a ligação de 2 (dois) computadores pelas respectivas placas de redes sem a necessidade de um concentrador (Hub ou Switch), 2(dois) Hubs ou a ligação de modems. - CABO COAXIAL Um cabo coaxial é um cabo cilíndrico com dois condutores no mesmo eixo, separados por uma camada isolante. O condutor central é um fio de cobre pouco flexível. Em volta dele há uma camada isolante chamada dielétrico. Em volta do dielétrico temos uma malha de cobre, chamada de blindagem de cobre. Por fim, em volta da blindagem de cobre, há a camada externa de proteção e isolamento. Devido à essas características estruturais, os cabos coaxiais possuem excelente imunidade a ruído. Existem basicamente dois tipos de cabos coaxiais: fino e grosso. O fino (thinnet ou thin) tem espessura de 5mm e comprimento máximo de 185 metros. O grosso (thick) tem o dobro da espessura, 10mm, e comprimento máximo de 500 metros. A conexão entre segmentos de cabo coaxial fino ou entre o cabo coaxial fino e os adaptadores de rede é feita por meio de conectores BNC. No final de um cabo coaxial que interliga uma rede, devemos colocar um dispositivo chamado terminador. A função do terminador é matar os sinais que chegam ao final do cabo, impedindo o eco desses sinais. 5/33

6 - FIBRA ÓPTICA A primeira coisa a notar em um cabo de fibra óptica é que eles não conduzem sinais elétricos, mas pulsos de luz. Em uma extremidade do cabo, há um transmissor que emite pulsos de luz. Os pulsos trafegam pelo cabo até chegar ao receptor, onde são convertidos para sinais elétricos. Essas transmissões são unidirecionais. Na transmissão de pulsos de luz, um pulso indica um bit 1 e a ausência de pulso indica um bit 0. Uma característica importante dos cabos de fibra óptica é que os pulsos podem se propagar por muitos quilômetros sem sofrer praticamente nenhuma perda. Fisicamente os cabos de fibra óptica são parecidos com os cabos coaxiais. São compostos por um núcleo de vidro envolvido por um revestimento (cladding) também de vidro. Esse revestimento é responsável por não deixar a luz sair do núcleo. Externamente a isso, há uma camada de plástico protetora. Há dois tipos principais de fibras: multimodo e modo único (ou monomodo). A fibra multimodo tem o diâmetro maior permitindo o tráfego de vários pulsos, que vão ricocheteando no núcleo em ângulos diferentes. A fibra modo único tem o diâmetro menor permitindo a propagação do pulso somente em linha reta. Essas fibras são mais caras que as multimodo, mas são muito utilizadas em longas distâncias. Têm capacidade de transmitir dados a 50Gbps por 100Km sem necessitar de amplificação. Outras características da fibra óptica Baixa atenuação. Só necessita de repetidores a cada 50Km (O cobre necessita a 5Km). Imunidade a interferências eletromagnéticas. Dimensões e peso reduzidos. Suas dimensões reduzidas possibilitam expandir a estrutura de cabeamento sem que seja necessário aumentar os dutos de passagem dos cabos já existentes. Mil pares trançados com 1Km de comprimento pesam oito toneladas. Duas fibras ópticas pesam 100Kg e têm a mesma capacidade de transmissão. A transmissão é mais segura por não permitir (ou dificultar muito) a interceptação, aumentando a segurança contra escutas. - MEIOS DE TRANSMISSÃO SEM FIO - BLUETOOTH Bluetooth é uma especificação industrial para equipamentos wireless de curto alcance. A principal característica do bluetooth é o seu alcance. Ele foi desenvolvido para que pudéssemos conectar dispositivos pessoais em uma pequena área de abrangência, normalmente uma sala ou escritório. O alcance do dispositivo depende da classe do dispositivo bluetooth, mas eles podem se comunicar, em média, à distância de 10 metros, podendo chegar a 100 metros. Dentre os diversos equipamentos que podem utilizar bluetooth, podemos citar: impressoras, câmeras digitais, telefones celulares, notebooks, teclados, mouses, headsets. Computadores que não possuem bluetooth integrado podem valer-se de um pequeno adaptador que se encaixa nas portas USB. - REDE WI-FI Usar algum tipo de cabo é a forma mais rápida e em geral a mais barata de transmitir dados. Mas, em muitos casos não é viável usar cabos. Imagine que você precise ligar dois escritórios situados em dois prédios distantes, ou que a sua mãe/esposa/marido não deixa você nem pensar em espalhar cabos pela casa. A solução, nestes casos, é a utilização de redes sem fio. O padrão mais usado é o Wi-Fi (Wireless Fidelity), o nome comercial para os padrões: 6/33

7 802.11b: Velocidade de 11 Mbps e freqüência de 2,4 GHz; g: Velocidade de 54 Mbps e freqüência de 2,4 GHz; a: Velocidade de 54 Mbps e freqüência de 5 Ghz; n: Velocidade de 104 Mbps e freqüência de 2,4 e 5 Ghz. Encontramos mais facilmente dispositivos portáteis habilitados a comunicar-se por wi-fi. O principal uso dessa tecnologia é o provimento de conexão à internet em locais públicos, como aeroportos, hotéis, restaurantes, cafés etc. O wi-fi também pode ser utilizado em periféricos como impressoras e scanners. As redes wi-fi podem ser montadas de duas formas: Ad-hoc ou infra-estrutura. Modo Ad-Hoc Modo infra-estrutura No modo infra-estrutura, existe um equipamento central para onde todos os sinais serão mandados. Esse, por sua vez, o retransmitirá para a rede, criando uma espécie de área de cobertura para os computadores. Esse equipamento central é conhecido como Ponto de Acesso (Access Point). Também é possível criar uma rede wireless entre dois PCs sem usar um ponto de acesso. Basta configurar ambas as placas para operar em modo Ad-Hoc. A velocidade de transmissão é a mesma, mas o alcance do sinal é bem menor, já que os transmissores e antenas das interfaces não possuem a mesma potência do ponto de acesso. Um uso comum para o modo Ad-Hoc é quando você tem em mãos dois notebooks com placas wireless. Um deles pode ser ligado ao modem ADSL (com fio) para acessar a internet e compartilhar a conexão com o segundo usando a placa wireless, que fica livre dos fios. Há um ponto negativo em relação às redes sem fio: sua segurança! Teoricamente, qualquer computador que utilize uma placa de rede sem fio e esteja localizado dentro da área de cobertura do access point ficará capaz de trocar informações com os demais micros, fazendo parte da rede. Pensando nisso, muitas tecnologias para aumento da segurança dessas redes têm sido desenvolvidas, como o algoritmo de criptografia WEP (Wired Equivalent Privacy Privacidade Semelhante à das redes cabeadas). O WEP é um protocolo que criptografa os quadros que os equipamentos enviam nas ondas de rádio. Somente computadores que conheçam a chave (código) da criptografia poderão se comunicar com a rede. Os computadores que não possuem a chave receberão os quadros, mas não os compreenderão, o que já se apresenta como uma forma interessante de evitar que computadores não autorizados entrem em contato com as informações que trafegam pela rede. Outra forma atual de aumentar a segurança das redes sem fio é o uso do WPA (Wireless Protected Access Acesso sem fio Protegido), que é um protocolo para autenticação de estações. A partir deste protocolo, pode-se saber se se um micro tem ou não tem o direito de acessar aquela rede. - ONDAS ELETROMAGNÉTICAS Os meios de transmissão de dados não guiados são os que envolvem o chamado espectro eletromagnético, permitindo o tráfego de dados sem fios. As características das transmissões feitas por espectros eletromagnéticos variam em função da freqüência utilizada. Numa escala crescente de freqüência, temos as ondas de rádio, as microondas e o infravermelho. Ondas de rádio são omnidirecionais, viajam em todas as direções, o que significa que não é necessário um alinhamento perfeito entre transmissor e receptor. De forma distinta, as microondas trafegam praticamente em linha reta. As ondas de infravermelho por sua vez são muito utilizadas em comunicações de curta distância, como em controle remotos, celulares e PDAs, por exemplo. Também podem ser utilizadas em redes locais sem fio. 7/33

8 Ondas de infravermelho não atravessam objetos sólidos. Essa característica é por um lado limitante, entretanto pode ser aproveitada para aplicações que exijam mais segurança. Uma transmissão de dados por ondas de rádio pode ser facilmente interceptada em uma sala ao lado, o que não ocorre em uma transmissão que utilize ondas infravermelhas. A próxima freqüência na escala do espectro eletromagnético é a luz visível. Temos então, em seqüência: ondas de rádio, microondas, infravermelho e luz visível (depois temos ultravioleta, raios x etc). É muito interessante observarmos o seguinte: partindo das ondas de rádio, quanto mais nos aproximamos da freqüência da luz visível, mais o comportamento das ondas se assemelha ao da luz visível. Por exemplo, as ondas de rádio podem se propagar através de objetos sólidos, mas as ondas de infravermelho, assim como a luz visível, não podem. As ondas de rádio são omnidirecionais, as de infravermelho são mais direcionais, tal qual a luz visível. - TOPOLOGIA DE REDE Topologia nada mais é do que descrever a forma como os computadores estão ligados entre si. As principais topologias são: Topologia Descrição Vantagens Desvantagens ESTRELA utiliza-se geralmente um Hub, que - Fácil Montagem; - Custo de instalação elevado, porque permite a ligação dos computadores - Fácil Manutenção do Sistema; - Se existir algum problema no HUB leva mais cabos; centralizando a comunicação entre os mesmos. - Facilidade de inscrição de os outros PCs vão todos abaixo; utilizadores; BARRAMENTO ANEL é caracterizada por uma linha única de dados, todas as estações partilham um mesmo cabo, finalizado por dois terminais. encontram-se ligados através de um cabo que funciona em circuito fechado. - Simplicidade e facilidade de Instalação; - Eficiente em termos de Cabos e assim pode-se economiza dinheiro; - Se existir algum PC desligado a ligação não deixa de funcionar; - Relativamente simples de funcionamento e de montagem; - O desempenho permite mais de uma mensagem ao mesmo tempo; - Velocidades maiores de transferência; - Difícil Montagem se não estiver os PCs em Fila; - Dificuldade na resolução de problemas; - Se houver um fio cortado, deixa de haver ligação; - Existir algum problema num PC, acaba-se a ligação; - Uma quebra no sistema implica uma falha total na ligação BARRAMENTO ANEL ESTRELA - PROTOCOLOS Conjunto de regras de comunicação que os computadores devem seguir caso queiram se comunicar. Existem vários protocolos para redes de computadores no mercado, mas os principais fazem parte do conjunto de protocolos usado na Internet: o TCP/IP. Para dois ou mais computadores poderem trocar informações entre si numa rede de computadores, além de eles precisarem ficar interligados fisicamente, é necessário que eles consigam falar a mesma língua. Na Internet, ou em todas as redes de computadores que a formam, o conjunto de protocolos que é utilizado é chamado TCP/IP. O TCP/IP é um conjunto de protocolos de comunicação entre computadores em rede (também chamado de pilha de protocolos TCP/IP). Seu nome vem de dois protocolos: o TCP (Transmission Control Protocol - Protocolo de Controlo de Transmissão) e o IP (Internet Protocol - Protocolo de Interconexão). TCP (Protocolo de Controle de Transmissão) protocolo responsável pelo controle das transmissões de pacotes de informação entre computadores, este garante a entrega dos pacotes. No caso da rede perder ou corromper um pacote TCP/IP durante a transmissão, o TCP terá a responsabilidade de retransmitir esse mesmo pacote. 8/33

9 IP (Protocolo de Internet) encarregado da entrega de pacotes para todos os outros protocolos da família TCP/IP. Ele oferece um sistema de entrega de dados sem conexão. Isto é, os pacotes IP não são garantidos de chegarem ao seu destino, nem de serem recebidos na ordem. Este tem por missão identificar as máquinas/redes e escolher a melhor rota para entregar os pacotes. O conjunto de protocolos pode ser visto como um modelo de camadas, onde cada camada é responsável por um grupo de tarefas, fornecendo um conjunto de serviços bem definidos para o protocolo da camada superior. As camadas mais altas estão logicamente mais perto do usuário (chamada camada de aplicação) e lidam com dados mais abstratos, confiando em protocolos de camadas mais baixas para tarefas de menor nível de abstração. O modelo TCP/IP de encapsulamento busca fornecer abstração aos protocolos e serviços para diferentes camadas de uma pilha de estruturas de dados (ou simplesmente pilha). No caso do TCP/IP, a pilha possui quatro camadas: Camada Exemplo 4 - Aplicação (camadas OSI 5 até 7) HTTP, HTTPS, FTP, DNS, RTP Essa parte contem todos os protocolos para um serviço específico de comunicação de dados em um nível de processo-a-processo (por exemplo: como um web browser deve se comunicar com um servidor da web). [protocolos de routing como BGP e RIP, que, por uma variedade de razões, são executados sobre TCP e UDP respectivamente, podem também ser considerados parte da camada de aplicação] 3 Transporte (camadas OSI 4) TCP, UDP, SCTP Essa parte controla a comunicação host-a-host. [protocolos como OSPF, que é executado sobre IP, podem também ser considerados parte da camada de rede] 2 - Internet ou Inter Rede (camada OSI 3) 1 - Interface com a Rede (camadas OSI 1 e 2) - ENDEREÇO IP Para TCP/IP o protocolo é IP, MPLS Essa parte é responsável pelas conexões entre as redes locais, estabelecendo assim a interconexão. [protocolos requeridos como ICMP e IGMP é executado sobre IP, mas podem ainda ser considerados parte da camada de rede; ARP não roda sobre IP] Essa é a parte conhecida como física pois trata-se das tecnologias usadas para as conexões como: Ethernet, Wi-Fi,Modem, etc. Endereço que o protocolo IP usa para localizar origem e destino. O endereço IP é um número no seguinte formato: X.Y.Z.W, ou seja, são quatro números separados por ponto. Não podem existir duas máquinas, com o mesmo número IP, dentro da mesma rede. Caso seja configurado um novo equipamento com o mesmo número IP de uma máquina já existente, será gerado um conflito de números IP e um dos equipamentos não se conseguirá comunicar com a rede. O valor máximo para cada um dos números (X.Y.W OU Z) é 255. O Endereço IP pode ser fornecido a um computador de duas formas: Endereço IP Fixo Endereço IP Dinâmico é fornecido ao computador pelo administrador da rede. Esse endereço é configurado diretamente dentro das propriedades do computador e este computador sempre vai apresentar este endereço. é usado em todas as conexões domésticas à Internet. Nesse caso, o endereço IP é fornecido ao computador no momento em que este se conecta à rede, e devolvido quando o computador é desligado da rede. Um computador recebe o endereço IP dinâmico de um servidor que usa um protocolo chamado DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol Protocolo de Configuração Dinâmica de Host). O protocolo DHCP é, em suma, o responsável pela atribuição automática de endereços IP aos computadores na rede. Não pode haver computadores, na rede, com enderecos IP que terminem em 255 ou 0. Isso porque 0, no final do endereço IP, representa o endereço da rede. No caso do 255, no fim do endereço, ele é chamado de endereço de broadcast, pois é usado para o envio de pacotes a todos os micros da mesma rede. - OUTROS PROTOCOLOS ICMP (Protocolo de Mensagens de Controle de Inter-Redes) UDP (Protocolo de Datagrama de Usuário) Usado em conjunto com o IP para enviar mensagens de controle entre os equipamentos envolvidos na comunicação. Essas mensagens consistem em avisos como fluxo interrompido, congestionamento em um determinado roteador, tempo de resposta de um computador, entre outras coisas. Uma das aplicações mais comuns desse protocolo é o comando PING, usado para medir o tempo de resposta de um computador na rede. Protocolo de transporte sem conexão que fornece uma entrega rápida, mas não confiável, dos pacotes. 9/33

10 SMTP (Protocolo de Transferência Simples de Correio) POP (Protocolo de Agência de Correio) HTTP (Protocolo de Transferência de Hiper Texto) FTP (Protocolo de Transferência de Arquivos) TELNET (Emulador de Terminal) IMAP (Protocolo de Acesso a Mensagens na Internet) DHCP (Protocolo de Configuração Dinâmica de Estação) Protocolo usado para o envio de mensagens de correio eletrônico ( ). MIME do inglês Multipurpose Internet Mail Extensions) é uma norma da internet para o formato das mensagens de correio eletrônico. A grande maioria das mensagens de correio eletrônico são trocadas usando o protocolo SMTP e usam o formato MIME usado para realizar o recebimento das mensagens de correio eletrônico. Com este protocolo, as mensagens armazenadas na caixa postal do usuário são trazidas para o computador do usuário e retiradas do servidor. Atualmente esse protocolo encontra-se em sua terceira versão (POP3). protocolo usado para realizar a transferência das páginas da Web para nossos computadores. O HTTP é usado para trazer o conteúdo das páginas para nossos programas navegadores (Browsers). usado para realizar a transferência de arquivos entre dois computadores através da Internet. O protocolo FTP exige o estabelecimento de uma sessão, com o uso de login e senha. Este protocolo utiliza um caminho para os caminhos e outro para transferência dos dados. protocolo que realiza a conexão entre dois computadores para que um deles finja ser terminal do outro. Isso significa que qualquer comando executado no computador terminal será realizado, na verdade, no computador servidor. é usado em opção ao POP porque facilita o acesso aos dados nas caixas postais sem a necessidade de baixá-los para o computador cliente. Através do IMAP, é possível realizar um acesso on-line aos dados na caixa postal localizada no servidor sem que isso signifique trazer as mensagens ao micro do usuário. é o protocolo que fornece as informações IP necessárias para as estações poderem se ligar na rede. Ao ligar o computador é enviada uma mensagem ao servidor DHCP, assim que o servidor recebe esta mensagem responde com um endereço IP disponível na rede. - VNC É um protocolo desenhado para possibilitar interfaces gráficas remotas. Através deste protocolo um usuário pode conectar-se a um computador remotamente, e utilizar as suas funcionalidades visuais como se estivesse sentado em frente do computador. Também é um programa gratuito para o acesso remoto. - DOMÍNIOS Para facilitar a localização de informações na Internet, foram criados endereços que funcionam como máscaras ou maquiagens para os endereços IP. Esses endereços são organizados de forma hierárquica e são conhecidos como domínios. Ou seja, domínios, quaisquer que sejam, são, na verdade, endereços associados aos endereços IP dos servidores de Internet. Isso significa que, na verdade, é um nome bonito para Os domínios são nomes que respeitam certas regras de hierarquia, que nós podemos apresentar como níveis separados por pontos. A leitura dos níveis é feita da direita para a esquerda. No exemplo acima mostramos um endereço (URL) situado na WWW, com fins comerciais, e localizado no Brasil, cujo o nome da empresa é Microsoft. Simples não? (HyperText Transfer Protocol) Protocolo de transferencia de Hipertexto, é o protocolo utilizado para transferencias de páginas Web. www: Significa que esta é uma página Web ou seja, aqui é possível visualizar imagens, textos formatados, ouvir sons, músicas, participar de aplicações desenvolvidas em Java ou outro script. Resumindo é a parte gráfica da Internet org : Indica que o Website é uma organização. edu: Indica que o Website é uma organização educacional gov: Indica que o Website é uma organização governamental. 10/33

11 com: Indica que o Website é uma organização comercial. br: Indica que o Website é uma organização localizada no Brasil, assim como na França é ".fr" e EUA ".us" - URL Todos os recursos presentes na Internet (arquivos, páginas, impressoras, caixas postais, etc.) são localizados por meio de um endereço único conhecido como URL (Localizador Uniforme de Recursos). Simplificando, é o endereço da página que queremos acessar. - DNS Serviço de Nome de Domínio, o DNS é um serviço usado para realizar a tradução dos nomes de domínios (URLs) em endereços IP. Ou seja, quando digitamos, em nosso navegador, esse endereço é enviado para um servidor que trabalha com o protocolo DNS, e que, por sua vez, devolve ao computador que requisitou o endereço IP associado ao domínio desejado. - PROXY Um servidor que atende a requisições repassando os dados do cliente à frente: um usuário (cliente) conecta-se a um servidor proxy, requisitando algum serviço, como um arquivo, conexão, página web, ou outro recurso disponível no outro servidor. Um servidor proxy pode, opcionalmente, alterar a requisição do cliente ou a resposta do servidor e, algumas vezes, pode disponibilizar este recurso mesmo sem se conectar ao servidor especificado. Pode também atuar como um servidor que armazena dados em forma de cache em redes de computadores. Esses servidores têm uma série de usos, como filtrar conteúdo, providenciar anonimato, entre outros. Bem, agora que conhecemos um pouco mais sobre Rede de Computadores, vamos falar agora sobre a maior rede de computadores do mundo: a INTERNET! A Internet é a rede das redes. Ela é composta de pequenas redes locais (LAN), que conectam computadores de diversas organizações mundo afora. Essas redes são interligadas de diversas formas, desde uma simples linha telefônica discada até malhas de fibra ótica. O princípio básico da Internet é a capacidade de comunicação entre dois computadores. Para isso, utilizam-se os protocolos, tendo como principais o conjunto de protocolos TCP/IP. - INTERNET - CONECTANDO-SE Para que o usuário possa se conectar à Internet existem várias formas: Dial Up (linha telefônica ou internet discada) ADSL (internet dedicada) Cabo (TV a Cabo) LAN (Internet empresarial ou condominial) velocidades de até 56Kbps e uso do Modem convencional (telefônico) e da linha telefônica. sistema de conexão que usa a estrutura física da linha telefônica, sem ocupar a linha em si. Não consome pulsos, pode atingir velocidades de 6Mbps, sendo que de 256Kbps a 1024Kbps são os mais comuns valores comercializados hoje em dia. É necessário o uso de um Modem ADSL, equipamento apropriado para esse sistema. Internet através do cabo da TV a Cabo. Velocidades semelhantes às do ADSL, embora possa atingir valores muito superiores. Como na ADSL, usa um equipamento apropriado para este tipo de conexão, o Cable Modem. faz-se uma LAN em uma empresa e liga-se a essa rede um roteador, ligando-o à Internet. Cada micro só precisa ter a Placa de Rede para ligá-lo à LAN, e, a partir daí, pode-se ligar os computadores na Internet. Wireless (Rede sem Fio) Wireless é uma tecnologia capaz de unir computadores entre si devido as ondas de rádio, sem necessidade de utilizar cabos de conexão entre eles. Desta forma, pode-se navegar pela Internet desde o escritório, um bar, um aeroporto, um parque, etc. Uma rede de área sem fio (wireless local area network? WLAN) é uma rede de área local (LAN) que utiliza ondas eletromagnéticas ao invés de cabos. ISDN (Rede digital de Serviços Integrados) Tipo de conexão oferecido pelas centrais telefônicas digitais, que permite acesso à Internet e baseia-se na troca digital de dados, onde são transmitidos pacotes por multiplexagem (possibilidade de estabelecer várias ligações lógicas numa ligação física existente ocorre a divisão do meio de comunicação em 11/33

12 duas ou mais partes), permitindo com que voz (telefone) e dados (Internet) sejam usados ao mesmo tempo. - SERVIÇOS DA INTERNET Correio Eletrônico ( ) bate-papo chat). As mensagens são trocadas entre usuários porque cada um tem um endereço único, serviço que permite aos seus usuários trocarem mensagens entre si (não em tempo real, isso seria o que localiza um espaço onde o usuário pode receber as mensagens. Esse espaço é conhecido como Caixa Postal. A caixa postal de um usuário apresenta um endereço no formato como em Para a realização do serviço de Correio eletrônico, são necessários dois servidores, um deles somente para receber mensagens e o outro, é claro, somente para enviálas. Listas de discussão (chats) Redes Sociais TELNET (acesso remoto) Serviço WWW (World Wide Web) Computação na nuvem (cloud computing) comumente usadas como meio de comunicação entre pessoas interessadas em discutir temas específicos. Existem vários tipos de programas, como o ICQ e o MSN, que disponibilizam bate-papos em tempo real. Uma rede social é uma estrutura social composta por pessoas ou organizações, conectadas por um ou vários tipos de relações, que partilham valores e objetivos comuns. Exemplo: Redes de relacionamentos (Facebook, Orkut, Myspace, Twitter, Badoo, Via6), redes profissionais (LinkedIn), rede para partilha de imagens fotográficas(flickr) serviço que permite ao usuário conectar-se a um computador remoto interligado à rede. Uma vez feita a conexão, o usuário pode executar comandos e usar os recursos do computador remoto como se fosse um terminal daquela máquina que está distante. serviço na Internet que permite que os usuários visualizem documentos diversos na forma de páginas hipermídia. As páginas são arquivos escritos na linguagem HTML, armazenados em diversos servidores espalhados pelo mundo. Esses servidores são chamados Servidores Web ou Servidores de Páginas. Cloud Computing é um termo que define na prática o acesso via Internet para um conjunto de recursos computacionais compartilhados e configuráveis (por exemplo, redes, servidores, storage, aplicações e serviços) que podem ser rapidamente configurados com o mínimo de preparo, suporte ou interação com um provedor de serviços. O Termo Cloud Computing foi criado pelo CEO do Google, Eric Schmidte uma das várias palestras do Google. O Cloud Storage é um serviço de aluguel de espaço em disco via Internet, com ele uma empresa ou pessoa pode armazenar todo o tipo de arquivos digitais. Você paga pelo espaço utilizado, pela quantidade de dados trafegados, tanto para download como para upload e pelo backup. Em média, os serviços de Cloud Storage custam entre US$ 0.20 até US$ 0.45 por giga armazenado, essa variação de preço se deve a empresa que você contrata o serviço (Amazon, GoGrid e Rackspace), o SLA (contrato de nível de serviço), backup e a localidade aonde ficarão armazenados os dados. Alguns serviços de Cloud Storage Windows Live SkyDrive (Grátis) (Grátis) (Grátis) (Grátis) (Grátis) Amazon Simple Storage Service (Amazon S3) Armazenamento do Windows Azure Huawei OceanStor CSE (Cloud Storage Engine) EMC Atmos FilesAnywhere Google Cloud Storage 12/33

13 Intranet icloud pela Apple ambiente virtual semelhante à Internet, que se comporta como a Internet, porém apenas para pessoas cadastradas, como, por exemplo, entre os funcionários da empresa. Permite comunicação mais rápida entre os que fazem parte da intranet. Usando uma intranet, os funcionários da empresa podem ter acesso a um site com informações pertinentes a eles, podem passar s entre eles e transferir arquivos do interesse da empresa entre seus computadores. - ARQUIVOS DE INTERNET TEMPORÁRIOS Quando acessamos uma página pela primeira vez, os arquivos que a formam (textos, fotos, vídeos, sons) são trazidos para o nosso computador, e são armazenados em uma pasta apropriada. Esses arquivos passam a se chamar arquivos temporários da Internet. Esses arquivos são usados para, quando uma página for acessada novamente, seus dados sejam trazidos da versão da página que está no computador, e não precisem ser puxados da Internet, o que acelera, e muito, a exibição da página. Esses arquivos temporários são usados, também, para que se possa acessar essas páginas estando desligado da Internet (ou seja, acesso Off-line). No Internet Explorer é possível controlar o tamanho máximo que a pasta desses arquivos terá, limitando o espaço consumido em disco pelas páginas da Internet. - COOKIES Cookies são pequenas informações, deixadas pelos sites que você visita, em seu browser. Os Cookies são utilizados pelos sites de diversas formas, eis algumas: Para guardar a sua identificação e senha quando você pula de uma página para outra; Para manter uma lista de compras em sites de comércio eletrônico; Personalização de sites pessoais ou de notícias, quando você escolhe o que quer que seja mostrado nas páginas destes sites; Manter a lista das páginas vistas em um site, para estatística ou para retirar as páginas que você não tem interesse dos links. O problema com relação aos Cookies é que eles são utilizados por empresas que vasculham suas preferências de compras e espalham estas informações para outros sites de comércio eletrônico. Assim você sempre terá páginas de promoções ou publicidade, nos sites de comércio eletrônico, dos produtos de seu interesse. Na verdade não se trata de um problema de segurança, mas alguns usuários podem considerar este tipo de atitude uma invasão de privacidade. 13/33

14 - INTERNET EXPLORER Desenvolvido pela Microsoft e distribuído integrado ao Sistema Operacional Windows, o Internet Explorer é um browser (programa navegador), que permite que o usuário visualize páginas HTML disponível na Internet. Barra de Endereço Barra de Título Área de Exibição Barra de Estado (Status) Tela do Internet Explorer Barra de Rolagem - BARRA DE MENU Por padrão a barra de menu do Internet Explorer 8 fica oculta, para ativar pasta pressionar o ALT da esquerda do teclado. 14/33

15 - ARQUIVO Nova Guia - Abre uma nova aba na janela selecionada do Internet Explorer. Duplicar Guia - Cria outra guia com o conteúdo igual a que está aberta no momento. Nova janela - Abre uma nova janela do Internet Explorer com a mesma página que está acessando no momento. Nova Sessão - Abre uma nova janela do Internet Explorer. Abrir Abre uma caixa de dialogo solicitando um endereço de página a ser aberta. Editar - Ele abre a janela no editor de arquivos HTML instalado no computador. Salvar - Salva a página que está sendo exibida. Salvar como... - Salva a página que está sendo exibida. Pode escolher entre salvar toda a página (completa, inclusive com imagens), somente a página HTML, ou somente o texto da página. Fechar Guia - Fecha a guia aberta no momento. Configurar Página.. - Abre a janela Configurar Página para que você possa efetuar alterações nas configurações de impressão de seu documento. Imprimir - Exibe a caixa de diálogo Imprimir, com opções de impressão. Visualizar impressão - Mostra como a página exibida ficará quando for impressa. Enviar Opções para escolher como enviar a página esta sendo exibida para destinatária de ou área de trabalho. Opções: Página por , Link por ou Atalho para Área de Trabalho. Importar e Exportar - Abre o Assistente de importação e exportação, de opções, favoritos, histórico, senhas e outros dados de navegadores como o Microsoft Internet Explorer ou Mozilla. Propriedades - Abre uma janela de informação sobre a página acessada no momento. Trabalhar Offline - Alterna entre os modos online e offline. O modo offline permite que visualize páginas que já tenha visitado anteriormente sem a necessidade de estar conectado à internet. Sair - Fecha todas as janelas abertas. - EDITAR Recortar Esta fica sempre desabilitada. Copiar Envia o conteúdo selecionar para área de transferência. Colar Cola o conteúdo da área de transferência. Selecionar tudo - Seleciona todo o texto e outros itens da página. Localizar nesta Página - Exibe a barra de ferramentas Localizar logo abaixo da barra de Guias do Internet Explorer. 15/33

16 - EXIBIR Barras de ferramentas - Oculta ou exibe as barras de ferramentas na janela do Internet Explorer. Barra do Explorer - Oculta ou exibe as barras Favoritos, Histório e Feeds. Ir Para - Através desta opção você pode Voltar para uma página acessada anteriormente, Avançar para a pagina seguinte e voltar à Home Page (Página inicial). Parar - Interrompe o carregamento da página que você está visitando. Painel - O Painel pode exibir os seus favoritos ou o seu histórico. Atualizar - Recarrega a página novamente em caso de algum problema. Zoom - Caso a página exibida seja muito grande ou muito pequena, você pode alterála para um tamanho mais confortável. Tamanho do Texto - Permite que você selecione o tamanho do texto exibido na página do site: Muito Grande, Grande, Médio, Pequeno e Muito Pequeno. Codificação - Permite que você selecione manualmente a codificação de caracteres de uma página. Estilo - Personaliza o layout de navegação. Navegação por cursor - é uma maneira mais simples de selecionar textos e se mover pelas páginas da web, tudo através do seu teclado. Ao invés de utilizar o cursor do mouse para selecionar texto e se mover, você pode usar as teclas de navegação do seu teclado: Home, End, Page Up, Page Down, Enter, Backspace e as setas direcionais. Código-fonte - Exibe o código-fonte do documento exibido. Códigos HTML Política de Privacidade da Página da Web - Permitem visualizar quais paginas da internet podem gerar cookies ou não Tela inteira - Alterna para o modo Tela inteira. - FAVORITOS Adicionar a Favoritos - Adiciona a página exibida aos seus Favoritos. Adicionar à Barra de Favoritos - Adiciona a página aberta à barra de favoritos. Adicionar Guias atuais a Favoritos - Adiciona todas as guias da janela exibida em uma nova pasta dos Favoritos. Organizar favoritos: Exibe a Biblioteca, uma janela onde você modificar seus favoritos. - FERRAMENTAS Excluir Histórico de navegação - Exclui (limpa) o histórico de acesso a sites. Navegação InPrivate - Permite navegar na Web sem deixar vestígios no Internet Explorer. Não gerando histórico, cookies ou arquivos temporários. Reabrir Última Sessão de Navegação - Reabre a última janela fechada com a última página de internet aberta. Filtragem InPrivate - Ajuda a evitar que provedores de conteúdo de sites da web coletem informações sobre os sites visitados. Configurações da Filtragem InPrivate - Configura quais os sites que estão permitidos a coletar informações sobre a navegação. Bloqueador de Pop-ups: É um recurso do Internet Explorer que permite limitar ou bloquear a maioria dos pop-ups. Filtro SmartScreen: É um recurso no Internet Explorer que ajuda a detectar sites de phishing software que solicitam preenchimento de formulários falsos para capturar as informações do usuário. 16/33

17 Gerencias Complementos - Serve para habilitar/desabilitar ou até mesmo conferir os complementos ou plugins do Internet Explorer. Modo de Exibição de Compatibilidade: Se uma página não foi desenhada para o IE8, mas funcionam bem nas demais versões, ela pode não ser exibida corretamente no Internet Explorer 8 para resolver isso foi criado este item. Assinar este feed - Ao clicar nesta opção será oferecido conteúdos atualizados do site atualmente acessado. Windows Update Acessa o site da Fabricante do Navegar a busca de novas atualizações ou correções de falhas.. - BARRA DE FERRAMENTAS Voltar Botão voltar volta para página anterior acessada Avançar Botão avançar é ativado quando o botão voltar é clicado. Uma vez ativado ao clicalo será visualizada uma página já visitada anteriormente. Atualizar Atualizar atualiza a página que esta em navegação. Parar Interrompe o carregamento da página em questão. Um clique neste botão não desliga você da internet nem fecha a janela do navegador, apenas pára de enviar dados do servidor para a máquina. Pesquisar Permite que o usuário acesse a página de busca do site da Microsoft para pesquisar assuntos na Internet. Favoritos Acessa uma lista de favoritos, que nada mais é que um banco de dados com os endereços dos sites que o usuário mais gosta de visitar. Para adicionar um site a essa lista de favoritos, deve-se acessá-lo pelo menos uma vez. Rss Feed Lista as últimas notícias postadas em uma página (Feeds) Histórico Histórico ao clicar no histórico será habilitada a barra histórico que permite conhecer as páginas visitadas durante um período de visitação. Adicionar Adiciona a página a lista de favoritos ou feeds Guias Rápidas Mostra todas as páginas acessadas em uma mesma sessão de uso Página Inicial Acessa instantaneamente a página que foi considerada com página inicial do navegador. A página inicial é normalmente configurada em Ferramentas / Opções da Internet. Um clique neste botão faz o acesso à página inicial previamente configurada, mas é possível usar esse botão para definir a página inicial. 17/33

18 Imprimir Imprimir ao clicar será iniciado o processo de impressão da página mostrada. Páginas É um resumo dos menus Arquivo, Editar e Exibir relacionados com a edição de uma página Ferramentas É o botão que representa o botão Ferramentas Modo de compatibilidade - Se uma página não foi desenhada para o IE8, mas funcionam bem nas demais versões, ela pode não ser exibida corretamente no Internet Explorer 8 para resolver isso foi criado este item. - OUTRAS OPÇÕES -PÁGINA - SEGURANÇA - FERRAMENTAS 18/33

19 - TECLAS DE ATALHOS Atalhos para Tarefas Básicas F11 Alterar para tela cheia Alt Alterar a exibição da barra de menu (se não estiver sendo exibida) Ctrl + = Aumenta o Zoom Ctrl + - Diminui o Zoom Ctrl + 0 Zoom em 100% Ctrl + F Faz uma busca pelo texto na página Ctrl + N Abre a página atual em uma nova janela Ctrl + A Seleciona tudo na página F5 Atualiza a página atual Ctrl + F5 Atualiza o cache da página atual Esc Pára de carregar a página atual Alt + D Seleciona o texto na barra de endereços F4 Mostra o endereço digitado Ctrl + Enter Adiciona www. e.com ao endereço digitado (muito útil) Ctrl + Shift + Adiciona ao início do endereço digitado Enter Atalhos de Navegação Alt + Home Vai para sua página Inicial Alt + Seta Volta para página anterior Esquerda Backspace Também retorna à página anterior Alt + Seta Avança para a próxima página Direita Tab Move entre os itens da página Shift + Tab Retorna entre os itens da página Atalhos para uso de Abas Ctrl + Botão Esquerdo do Mouse Ctrl + Shift + Botão Esquerdo do Mouse Ctrl + T Ctrl + Tab Ctrl + Shift + Tab Ctrl + Botão Esquerdo do Mouse Alt + F4 Ctrl + [número de 1 a 8] Ctrl + 9 Ctrl + Alt + F4 Ctrl + Shift + Q Ctrl + Q Abre o link em uma nova aba ao fundo Abre o link em uma nova aba a frente Abre uma nova aba ao fundo Alterna entre abas Alterna entre abas no sentido inverso Fecha aba atual Também fecha a aba atual Pula para a aba de número escolhido Pula para a última aba Fecha todas as abas abertas Mostra uma lista com as abas Alterna rapidamente a visão das abas Atalhos para Pesquisa Alt + Enter Abre os resultados da pesquisa em uma nova aba (muito útil) Ctrl + E Pula para a caixa de pesquisa Ctrl + Seta Abre o menu da caixa de pesquisa Inferior Atalhos para Impressão Ctrl + P Abre a janela de impressão Na tela de Visualizar impressão Alt + P Abre a janela de impressão Alt + U Abre a configuração de impressão Alt + O Altera para a configuração retrato Alt + L Altera para a configuração paisagem 19/33

20 Alt + E Alt + S Alt + N Alt + 1 Alt + W Alt + C Habilita ou desabilita cabeçalhos e rodapés Altera o tamanho da impressão Mostra várias páginas Mostrar a página inteira Mostra a largura da página Fecha o visualizador de impressão Atalho para Menu de Acesso Alt + M Abre o Menu Home Alt + R Abre o Menu de impressão Alt + J Abre o Menu de ferramentas Alt + O Abre o Menu de RSS Alt + L Abre o Menu de ajuda Atalhos para Favoritos, Histórico e Feeds Ctrl + D Adiciona a página atual aos favoritos Ctrl + B Abre a janela de organização dos favoritos Alt + Setas Seleciona um item na lista de Favoritos direcionais para cima ou para baixo Alt + C Abre a central dos Favoritos Ctrl + I Abre a central dos favoritos mostrada Ctrl + H Abre a central de favoritos com histórico Ctrl + J Abre a central de favoritos mostrando feeds Alt + Z Mostra o Menu adicionar aos Favoritos Alt + I Mostra todos os feeds Alt + M Marca um feed como lido Alt + S Pula para a caixa de pesquisa nos feeds - OPÇÕES DA INTERNET Recurso amplamente cobrado em concursos públicos, este comando, localizado no menu Ferramentas, permite configurar alguns ajustes do navegador, como definir a Página Inicial, excluir cookies e arquivos temporários, definir padrões de comportamento e segurança do programa, dentre outros. A janela do comando Opções da Internet, mostrada acima, apresenta diversas guias diferentes, com comandos diferentes. Segue uma listagem simples de cada uma das guias dessa caixa de diálogo: Geral permite definir a página inicial do browser, gerencia os arquivos temporários da internet, gerencia o histórico, permite configurar fontes e cores usadas pelas páginas vistas; 20/33

21 Segurança permite classificar os sites visitados em confiáveis, sites restritos, sites da Intranet e Internet, para que se possam aplicar políticas de segurança e restrição de acesso a eles; Privacidade gerencia o comportamento no navegador com relação aos cookies. Permite definir se o navegador irá aceitar automaticamente os cookies, perguntar ao usuário ou rejeitá-los automaticamente. 21/33

22 Conteúdo configura filtros de conteúdo (nudez, linguagem ofensiva, sexo, violência), classifica sites por seu conteúdo, Configura o recurso de autocompletar. Conexões permite configurar a conexão de rede que será usada para realizar o acesso físico à Internet. 22/33

23 Programas permite definir os programas que são associados às tarefas da Internet, como , editor de HTML, navegação, notícias, FTP, entre outros. Avançadas Um mundo de configurações que podem ser feitas no Internet Explorer. 23/33

24 Janela Opções de Internet 24/33

25 - FIREFOX O Mozilla Firefox é um software de browser gratuito e baseado em software livre. Este software oferece todas as atribuições dos softwares de browser conhecido no mercado, tais como o Internet Explorer, oferecendo algumas vantagens em relação a este, principalmente no que tange a questão de segurança a vírus e na rapidez e facilidade no uso. Área de Trabalho do Mozila FireFox BARRA DE NAVEGAÇÃO Esta é a barra onde são exibidos os recursos que possibilitam fazer a navegação entre as páginas da Internet. Esta barra é composta pelos seguintes recursos: Página anterior - exibe a página anteriormente visualizada. Próxima página exibe a página seguinte em relação a página que estiver aberta Barra de Endereço Favoritos adicionar aos favoritos. Histórico acessar o histórico de navegação. Atualizar a página atualiza a página que estiver aberta. Parar - interrompe a abertura de uma nova página. 25/33

26 Ferramenta de busca Página inicial exibe a página inicial. Favoritos Gerenciar os favoritos - ABAS DE NAVEGAÇÃO Aba com uma página em exibição - BOTÃO FIREFOX Todos os seus menus reunidos em um único botão para acesso facilitado. - BARRA DE MENU - ARQUIVO Nova Aba - Abre várias páginas dentro da mesma janela. Nova janela - Abre uma nova janela do navegador da Internet. Abrir Arquivo - Abre um arquivo (HTML, imagem, etc), pelo Mozilla Firefox Salvar Como - Salva a página como um documento HTML. Enviar Endereço - Envia um endereço da Internet através de um . Configuração de Página - Configura a página para impressão, redefinindo a posição (retrato ou paisagem), margens, etc. Visualizar impressão - Exibe uma pré-visualização da página. Imprimir - Imprime a página da Internet Modo offline - Trabalha de forma Off-line, isto é, sem estar vinculado à Internet. 26/33

27 Sair - Sai do Mozilla Firefox. - EDITAR Desfazer - Desfazer ou refazer uma última ação. Refaz - Refazer uma última ação desfeita. Recortar, Copiar, Colar - item Recortar possibilita recortar uma área selecionada do texto e a transfere para a área de transferência do MS-Windows. O item Copiar copia uma área para a área de transferência do MS-Windows e o item Colar possibilita colar o conteúdo da área de transferência. Os recursos de Recortar e de Copiar, porém, não ficam ativos no Mozilla Firefox. Excluir - Exclui uma área selecionada (não está disponível). Selecionar Tudo - Faz uma seleção do texto de toda a página. Localizar - Localiza um texto dentro da página. - EXIBIR Barras de ferramentas - Possibilita exibir/ocultar uma ou mais das barras de ferramentas do Mozilla FireFox. Painel Abre no navegador o painel de acordo com a opção escolhida. Zoom - Exibe o texto da página de três formas: aumentado, diminuir e normal. Estilos de página - Exibe a página de duas formas: sem nenhum estilo e com estilos base Codificação - Possibilita identificar e exibir, automaticamente, páginas com caracteres de outros alfabetos (tais como o chinês, japonês, hebraico, russo, etc). Tela inteira - Exibe a página em tela inteira. - HISTÓRICO Exibir todo o histórico Abre o painel para acesso aos históricos. 27/33

28 Restaurar sessão anterior Abre todas as páginas da última vez que o programa foi fechado. Reabrir Aba Este recurso permite recuperar uma aba que foi fechada. Reabrir Janela Este recurso permite recuperar uma janela que foi fechada. - FAVORITOS Exibir todos os favoritos Abre o mesmo painel de histórico só que na opção favoritos. Adicionar página Adicionar página atual aos favoritos. Inscrever RSS Assinar um compartilhamento de noticias. Barra dos favoritos Acesso aos seus favoritos Favoritos Recentes - Exibe os últimos sites marcados como favoritos que foram visualizados. Tags Recentes Mostra a palavras chaves criados para localizar um item nos favoritos. - FERRAMENTAS Download Possibilita ao usuário visualizar os downloads feitos dos arquivos. Durante o processo de download também aparece esta mesma tela e enquanto acontece o download ele mostra a porcentagem de conclusão. Complementos Extensões são pequenos add-ons que adicionam novas funcionalidades para o Mozilla Firefox. Eles podem adicionar botões nas barras e até novos atributos ao navegador. Permitem o navegador ser customizado para ser ajustado se houverem novos atributos adicionais. Configurar Sync - O Sync conecta todos os seus Firefoxes (inclusive o Firefox Móvel) perfeitamente para que você possa acessar seu histórico de navegação, senhas, favoritos e até mesmo abas abertas em qualquer dispositivo que você usar. Propriedades da página - Utilizado para a verificação das propriedades da página que está sendo exibida. Iniciar navegação privativa - Este recurso faz uma navegação sem o registro das informações sobre a utilização de sites e gravação de logs. Limpar histórico recente - Abre uma tela onde é possível escolher a forma como deverá ser feita a limpeza do histórico do Firefox (período e tipo de limpeza) Opções - Possibilita ao usuário alterar algumas das configurações do Mozilla Firefox. Entre as opções temos: Geral: usuário pode configurar a página inicial, as fontes e cores, idiomas, browser padrão e conexão. Abas: Possibilita definir a configuração de abas do browser Conteúdo: O usuário pode fazer a configurações das janelas pop-up, de imagem, java, javascript, as cores, a fonte padrão a ser utilizada e o tamanho desta fonte. Aplicativos: Lista os programas instalados e o relacionamento destes programas com os arquivos. Privacidade: Guarda as informações sobre as páginas visitadas dos usuários e através dos botões pode-se limpar as listas de histórico, dados de formulários, nomes de usuários e senhas, downloads, cookies e cache. Este item deve ser usado somente por usuários experientes. Segurança: Este recurso exibe os recursos de segurança do Firefox, tais como configuração para evitar aberturas de sites com fraudes, configuração de senhas, alertas na navegação, 28/33

29 - MICROSOFT OUTLOOK 2003 etc. Sync: Configurar a sincronia com entre um computador e um dispositivo móvel. Avançado: Este recurso exibe as configurações avançadas do Mozilla Firefox. Na aba Geral é possível fazer os ajustes de acessibilidade, navegação, e configuração de idiomas. O Microsoft Outlook é um programa de gestão de informações pessoais e de mensagens que ajuda a gerir mensagens, compromissos, contactos, tarefas e partilhar informação com outras pessoas. Janela do Outlook 2003 Painel de mensagens - AS PASTAS DO OUTLOOK SÃO Caixa de Entrada guarda as mensagens que o usuário recebeu. Caixa de Saída Itens Enviados Itens Excluídos Rascunhos Lixo Eletrônico guarda as mensagens que o usuário enviou, mas que ainda não saíram efetivamente do micro. guarda uma cópia de cada mensagem que foi enviada. mensagens que o usuário apagou das outras pastas. mensagens que o usuário salvou. As mensagens capturadas pelo Filtro de Lixo Eletrônico são movidas para uma pasta especial denominada Lixo Eletrônico, onde é possível recuperá-las ou examiná-las mais tarde. Você pode tornar o filtro mais atuante, o que pode levar à captura de mensagens legítimas por engano, ou você pode ainda definir o Microsoft Office Outlook 2003 para excluir de forma permanente as mensagens de lixo eletrônico. As mensagens apresentadas no painel das mensagens podem indicar algumas informações importantes. Por isso, é sempre bom conhecer o que significa cada símbolo apresentado neste painel: Isso significa que a mensagem de que apresenta este ícone possui, junto consigo, pelo menos, um arquivo qualquer atachado (anexado). O ícone da bandeira indica que a mensagem em questão está sinalizada. Na verdade, esse recurso é apenas para que o usuário do Outlook marque a mensagem para dar uma atenção especial a ela. O ícone da exclamação vermelha indica que a mensagem de em questão foi classificada como Alta Prioridade pelo remetente. O ícone da seta azul para baixo indica que a mensagem de em questão foi classificada como Baixa Prioridade pelo remetente. Quando não há ícone na mesma coluna da prioridade, significa que a mensagem foi classificada pelo remetente como Prioridade Normal. Quando uma mensagem é representada por um envelope fechado e seus dados são apresentados em negrito no painel, 29/33

30 significa que essa mensagem ainda não foi lida pelo usuário ou já foi e o usuário mesmo marcou-a como Não Lida. Quando uma mensagem é representada por um envelope aberto, significa que essa mensagem já foi lida pelo usuário. Um ícone de mensagem com uma seta curva para a esquerda na cor roxa indica que a mensagem em questão já foi respondida pelo usuário. Um ícone de mensagem com uma seta curva para a direita na cor azul indica que a mensagem em questão já foi encaminhada para outros usuários. - DESCRIÇÃO DOS COMPONENTES DA JANELA DE ENVIO DA MENSAGEM Campo De apresenta a conta que será usada para enviar a mensagem em questão. Esse campo só aparece se o usuário configurou mais de uma conta de correio no Outlook 2003; Campo Para Campo Cc Campo Cco Campo Assunto Campo Anexar Corpo da Mensagem apresenta a lista dos endereços de dos destinatários da mensagem; Apresenta uma lista dos destinatários para quem a mensagem será enviada como uma cópia; apresenta uma lista dos destinatários da mensagem que terão seus endereços ocultos dos demais destinatários; apresenta o assunto da mensagem. apresenta os arquivos que serão anexados à mensagem e enviados com ela. é onde a mensagem propriamente dita será escrita. - BARRA DE FERRAMENTAS Nova Mensagem Responder ao Remetente Responder a Todos Encaminhar Imprimir Excluir Enviar e Receber Catálogo de Endereços Localizar Abre a janela com um ambiente em branco para redigir um novo . Caso o usuário clique na setinha que se encontra à direita do botão em si, ele poderá escolher s predefinidos Abre a janela para redigir um com o campo Para: já preenchido com o endereço de do remetente da mensagem selecionada. Abre uma janela para escrever um . Esse será endereçado para o remetente da mensagem e para todos os usuários para quem o remetente havia escrito originalmente. Abre uma janela com uma cópia da mensagem selecionada para ser enviada para outros usuários. Abre a caixa de diálogo Imprimir para que se possa escolher opções e proceder com o processo de impressão. Envia a mensagem selecionada para a pasta Itens Excluídos. Se o comando Excluir for executado numa mensagem que já está na pasta Itens Excluídos, essa mensagem será definitivamente excluída. Acionar esse comando com a tecla SHIFT pressionada também é garantia de exclusão definitiva, sem que a mensagem passe pela pasta Itens Excluídos. Através de um único clique nesta ferramenta, o usuário enviará todas as mensagens que ainda não saíram (ou seja, que estão na Caixa de Saída) e receberá todas as mensagens armazenadas no servidor, colocando-as na Caixa de Entrada. Dá acesso à janela do Catálogo de Endereços do Windows, que permite armazenar os nomes e endereços de correio eletrônico dos contatos do usuário. Permite encontrar uma mensagem no Outlook 2003 por qualquer critério. 30/33

31 1. Um navegador (browser) Internet disponível para o Windows XP é: (A) Internet Explorer. (B) HyperTerminal. (C) WordPad. (D) Media Player. (E) Paint. 2. Um protocolo usado para envio de correio eletrônico ( ) é o: (A) SMTP (B) FTP (C) ROM (D) IDE (E) CPU 3. Assinale a opção que apresenta um programa para leitura e envio de . (A) Hyperterminal (B) Notepad (C) Paint (D) Outlook Express (E) Painel de Controle 4. Na Internet, um dos papéis do DNS é o(a): (A) bloqueio de ataques distribuídos de negação de serviço. (B) roteamento de pacotes IP pelo melhor caminho possível. (C) resolução de nomes de domínios em endereços IP. (D) criptografia de dados das redes sem fio (wireless). (E) coleta de estatísticas de acesso via protocolo HTTP. 5. São exemplos de navegadores WEB: (A) Flash e Outlook Express. (B) Wordpad e Internet Explorer. (C) Internet Explorer e Firefox. (D) Microsoft Word e Flash. (E) Microsoft Excel e Notepad. 6. Marque a opção que apresenta um endereço de . (A) (B) provedor.com:fulano.pobox (C) (D) (E) 7. Sobre a Internet, assinale a afirmativa INCORRETA. (A) Músicas podem ser compartilhadas. (B) A velocidade de transferência de arquivos é limitada em 1 KB/s. (C) É possível assistir a filmes diretamente na Internet. (D) Existem sites que disponibilizam arquivos infectados por vírus. (E) Existem várias lojas virtuais que vendem seus produtos pela Internet. - EXERCÍCIOS PROPOSTOS 8. Suponha que um será enviado para os seguintes destinatários válidos: De acordo com as informações acima, pode-se afirmar corretamente que: (A) o será enviado para todos os contatos de Sandra. (B) a cópia oculta do será direcionada a Marina. (C) somente João Carlos receberá o . (D) João Carlos receberá o somente quando Marina o ler. (E) Sandra receberá o sem que João Carlos e Marina saibam. 9. No Microsoft Outlook (versão em português), para o envio e cópia oculta de , o destinatário a quem se dirige a cópia oculta deve ser preenchido no campo: (A) Para (B) Cc (C) Anexo (D) De (E) Cco 10. No Internet Explorer, o Bloqueador de Pop-ups pode ser habilitado ou desativado mediante acesso ao menu (A) Arquivo. (B) Exibir. (C) Ferramentas. (D) Editar. (E) Favoritos. 11. Uma mensagem de correio eletrônico ( ) não solicitada, geralmente com fins publicitários e enviada em massa, caracteriza um: (A) vírus. (B) spam. (C) cavalo de tróia. (D) programa espião. (E) arquivo morto. 12. Um motor de busca na Internet é um site (A) com o propósito de encontrar informação na world wide web (www). (B) com o serviço de envio e recepção de mensagens eletrônicas. (C) que distribui endereços IP na Internet. (D) que mantém cópia atualizada de todos os outros sites da Internet. (E) que pode ser editado livremente por qualquer usuário. 13. Observe as afirmativas abaixo sobre tecnologias Internet. I DNS é um sistema de resolução de nomes. II FTP é um protocolo de transferência de arquivos. III SNMP é um protocolo de envio de mensagens eletrônicas. 31/33

Professor: Alisson Cleiton

Professor: Alisson Cleiton MÓDULO IV REDE DE COMPUTADORES, INTERNET E E-MAIL - INTRODUÇÃO...2 - REDE DE COMPUTADORES...2 LAN LOCAL ÁREA NETWORK...3 MAN - METROPOLITAN ÁREA NETWORK...3 WAN WIDE AREA NETWORK...3 - MEIOS FÍSICOS DE

Leia mais

Apostilas OBJETIVA - Concurso Público 2015 MTE Ministério do Trabalho e Emprego Cargo: Agente Administrativo. 4º Caderno. Índice

Apostilas OBJETIVA - Concurso Público 2015 MTE Ministério do Trabalho e Emprego Cargo: Agente Administrativo. 4º Caderno. Índice 4º Caderno Índice Programas de navegação: Internet Explorer, Mozilla Firefox e Google Chrome... Exercícios pertinentes... 02 48 Programas de correio eletrônico Outlook Express, Mozilla Thunderbird... 58

Leia mais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Conteúdo deste módulo Equipamentos usados nas Redes; Modelos de Camadas; Protocolos

Leia mais

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS INFORMÁTICA PARA CONCURSOS Prof. BRUNO GUILHEN Vídeo Aula VESTCON MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. A CONEXÃO USUÁRIO PROVEDOR EMPRESA DE TELECOM On-Line A conexão pode ser

Leia mais

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador Microsoft Internet Explorer Browser/navegador/paginador Browser (Navegador) É um programa que habilita seus usuários a interagir com documentos HTML hospedados em um servidor web. São programas para navegar.

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN www.brunoguilhen.com.br. Prof. BRUNO GUILHEN

APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN www.brunoguilhen.com.br. Prof. BRUNO GUILHEN APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN www.brunoguilhen.com.br Prof. BRUNO GUILHEN MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. O processo de Navegação na Internet A CONEXÃO USUÁRIO

Leia mais

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer INFORMÁTICA BÁSICA

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer INFORMÁTICA BÁSICA APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN O processo de Navegação na Internet INFORMÁTICA BÁSICA A NAVEGAÇÃO Programas de Navegação ou Browser : Internet Explorer; O Internet Explorer Netscape Navigator;

Leia mais

Mozilla Firefox 2.0 Janeiro/ 2007

Mozilla Firefox 2.0 Janeiro/ 2007 Mozilla Firefox 2.0 Janeiro/ 2007 ESTE MATERIAL FOI DESENVOLVIDO EM PARCEIRA ENTRE A COMPANHIA DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO METRÔ E A BARROS MARTINS CONSULTORIA E TREINAMENTO EM INFORMÁTICA LTDA E ESTÁ

Leia mais

EMANNUELLE GOUVEIA ROLIM

EMANNUELLE GOUVEIA ROLIM EMANNUELLE GOUVEIA ROLIM Bacharel em Ciência da Computação, especialista em Gerência de Projetos e em Criptografia e Segurança da Informação. Servidora Publica. Atua na área acadêmica em cursos de Graduação

Leia mais

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br TI Aplicada Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Conceitos Básicos Equipamentos, Modelos OSI e TCP/IP O que são redes? Conjunto de

Leia mais

ERRATA MINISTÉRIO DO TURISMO

ERRATA MINISTÉRIO DO TURISMO ERRATA MINISTÉRIO DO TURISMO INFORMÁTICA HENRIQUE SODRÉ Da página 78 à 83 Onde se lê: INTERNET EXPLORER 7.0 MENU ARQUIVO 1. Nova Guia: abre uma nova guia na janela atual do Internet Explorer. 2. Novo Janela:

Leia mais

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta.

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. Prof. Júlio César S. Ramos P á g i n a 1 INTERNET OUTLOOK 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. A O Outlook Express permite criar grupo de pessoas

Leia mais

Internet. Redes de Computadores

Internet. Redes de Computadores Internet Redes de Computadores Equipamentos Dispositivos de de Rede Rede Cliente / Servidor Cliente Servidor Cliente Cliente Cliente Dispositivos de Rede Adaptador de Rede Placa de Rede Interface de Rede

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Disciplina: Redes de Computadores Prof.: Rafael Freitas Reale Aluno: Data / / Prova Final de Redes Teoria Base 1) Qual o tipo de ligação e a topologia respectivamente

Leia mais

Capítulo 11: Redes de Computadores. Prof.: Roberto Franciscatto

Capítulo 11: Redes de Computadores. Prof.: Roberto Franciscatto Capítulo 11: Redes de Computadores Prof.: Roberto Franciscatto REDES - Introdução Conjunto de módulos de processamento interconectados através de um sistema de comunicação, cujo objetivo é compartilhar

Leia mais

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. www.brunoguilhen.com.br 1 INFORMÁTICA BÁSICA

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. www.brunoguilhen.com.br 1 INFORMÁTICA BÁSICA APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN O processo de Navegação na Internet INFORMÁTICA BÁSICA A NAVEGAÇÃO Programas de Navegação ou Browser : Internet Explorer; O Internet Explorer Netscape Navigator;

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

15/02/2015. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

15/02/2015. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Topologias de Redes; Meios de Transmissão; Arquitetura de Redes; Conteúdo deste

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE V: Telecomunicações, Internet e Tecnologia Sem Fio. Tendências em Redes e Comunicações No passado, haviam dois tipos de redes: telefônicas e redes

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Universidade de Brasília Introdução a Microinformática Turma H Redes e Internet Giordane Lima Porque ligar computadores em Rede? Compartilhamento de arquivos; Compartilhamento de periféricos; Mensagens

Leia mais

ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9

ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9 ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9 1. JANELA PADRÃO Importante: O Internet Explorer não pode ser instalado no Windows XP. 2. INTERFACE MINIMALISTA Seguindo uma tendência já adotada por outros

Leia mais

Placa de Rede. Rede de Computadores. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. Placa de Rede

Placa de Rede. Rede de Computadores. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. Placa de Rede Rede de Computadores Prof. André Cardia Email: andre@andrecardia.pro.br MSN: andre.cardia@gmail.com Placa de Rede Uma placa de rede (NIC), ou adaptador de rede, oferece capacidades de comunicações nos

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Introdução Redes de Computadores Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Rede É um conjunto de computadores chamados de estações de trabalho que compartilham recursos de hardware (HD,

Leia mais

Meios de Transmissão. Conceito. Importância. É a conexão física entre as estações da rede. Influência diretamente no custo das interfaces com a rede.

Meios de Transmissão. Conceito. Importância. É a conexão física entre as estações da rede. Influência diretamente no custo das interfaces com a rede. Meios de Transmissão Conceito Importância É a conexão física entre as estações da rede. Influência diretamente no custo das interfaces com a rede. Meios de Transmissão Qualquer meio físico capaz de transportar

Leia mais

INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET

INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET Objectivos História da Internet Definição de Internet Definição dos protocolos de comunicação Entender o que é o ISP (Internet Service Providers) Enumerar os equipamentos

Leia mais

15/02/2015. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

15/02/2015. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES www.professormarcelomoreira.com.br falecom@professormarcelomoreira.com.br Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Topologias

Leia mais

ATA - Exercícios Informática Carlos Viana. 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

ATA - Exercícios Informática Carlos Viana. 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA - Exercícios Informática Carlos Viana 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA EXERCÍCIOS CARLOS VIANA 01 -Existem vários tipos de vírus de computadores, dentre

Leia mais

MÓDULO I - INTERNET APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. Prof. BRUNO GUILHEN. O processo de Navegação na Internet. Aula 01

MÓDULO I - INTERNET APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. Prof. BRUNO GUILHEN. O processo de Navegação na Internet. Aula 01 APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN Prof. BRUNO GUILHEN MÓDULO I - INTERNET O processo de Navegação na Internet Aula 01 O processo de Navegação na Internet. USUÁRIO A CONEXÃO PROVEDOR On-Line EMPRESA

Leia mais

http://www.osliadriel.com.br prof.osliadriel@gmail.com

http://www.osliadriel.com.br prof.osliadriel@gmail.com NOÇÕES DE INFORMÁTICA PROFESSOR: OSLI ADRIEL Fibra Óptica: alcance máximo de aproximadamente 100km. CONFORME ITEM 3 DO EDITAL: 3. Navegadores de Internet e serviços de busca na Web: redes de computadores

Leia mais

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD)

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD) ******* O que é Internet? Apesar de muitas vezes ser definida como a "grande rede mundial de computadores, na verdade compreende o conjunto de diversas redes de computadores que se comunicam e que permitem

Leia mais

REDES COMPONENTES DE UMA REDE

REDES COMPONENTES DE UMA REDE REDES TIPOS DE REDE LAN (local area network) é uma rede que une os micros de um escritório, prédio, ou mesmo um conjunto de prédios próximos, usando cabos ou ondas de rádio. WAN (wide area network) interliga

Leia mais

1. AULA 1 - INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES

1. AULA 1 - INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES 1. AULA 1 - INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES Objetivos da Aula Aprender os conceitos básicos para compreensão das próximas aulas. Na maioria dos casos, os conceitos apresentados serão revistos com maior

Leia mais

Exercícios. Prof.ª Helena Lacerda. helena.lacerda@gmail.com

Exercícios. Prof.ª Helena Lacerda. helena.lacerda@gmail.com Exercícios Prof.ª Helena Lacerda helena.lacerda@gmail.com 1) Qual, dentre os dispositivos periféricos listados abaixo, é o único que serve apenas como dispositivo de entrada? a) Alto falante b) Impressora

Leia mais

Cliente / Servidor. Servidor. Cliente. Cliente. Cliente. Cliente

Cliente / Servidor. Servidor. Cliente. Cliente. Cliente. Cliente Internet e Intranet Cliente / Servidor Cliente Servidor Cliente Cliente Cliente Cliente / Servidor SERVIDOR Computador ou equipamento que fornece algum tipo de serviço em redes (Armazenamento e compartilhamento

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

INFORMÁTICA PROF. RENATO DA COSTA

INFORMÁTICA PROF. RENATO DA COSTA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO FCC 2012 NOÇÕES DE : 1 Conceitos de Internet e intranet. 2 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet e

Leia mais

Informática Aplicada I. Sistemas Operacionais Projeto e Implementação Andrew S. Tanenbaum Albert S. woodhull

Informática Aplicada I. Sistemas Operacionais Projeto e Implementação Andrew S. Tanenbaum Albert S. woodhull Informática Aplicada I Sistemas Operacionais Projeto e Implementação Andrew S. Tanenbaum Albert S. woodhull 1 Conceito de Sistema Operacional Interface: Programas Sistema Operacional Hardware; Definida

Leia mais

Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para

Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para Magistério Superior Especialista em Docência para Educação

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Gestão Aplicada a TIC AULA 06. Prof. Fábio Diniz

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Gestão Aplicada a TIC AULA 06. Prof. Fábio Diniz FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Gestão Aplicada a TIC AULA 06 Prof. Fábio Diniz Na aula anterior ERP Enterprise Resource Planning Objetivos e Benefícios ERP Histórico e Integração dos Sistemas

Leia mais

Redes de Computadores II

Redes de Computadores II Redes de Computadores II INTERNET Protocolos de Aplicação Intranet Prof: Ricardo Luís R. Peres As aplicações na arquitetura Internet, são implementadas de forma independente, ou seja, não existe um padrão

Leia mais

Placa de Rede. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. MAN (Metropolitan Area Network) Rede Metropolitana

Placa de Rede. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. MAN (Metropolitan Area Network) Rede Metropolitana Rede de Computadores Parte 01 Prof. André Cardia Email: andre@andrecardia.pro.br MSN: andre.cardia@gmail.com Placa de Rede Uma placa de rede (NIC), ou adaptador de rede, oferece capacidades de comunicações

Leia mais

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. /Redes/Internet/Segurança

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. /Redes/Internet/Segurança APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN O processo de Navegação na Internet INFORMÁTICA BÁSICA www.brunoguilhen.com.br A NAVEGAÇÃO Programas de Navegação ou Browser : Internet Explorer; O Internet Explorer

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Prof. Macêdo Firmino Meios de Transmissão Macêdo Firmino (IFRN) Redes de Computadores Abril de 2012 1 / 34 Pilha TCP/IP A B M 1 Aplicação Aplicação M 1 Cab M T 1 Transporte Transporte

Leia mais

Rede de Computadores. Arquitetura Cliente-Servidor

Rede de Computadores. Arquitetura Cliente-Servidor Rede de Computadores Arquitetura ClienteServidor Coleção de dispositivos de computação interconectados que permitem a um grupo de pessoas compartilhar informações e recursos É a conexão de dois ou mais

Leia mais

Comunicação Comunicação é o ato de transmissão de informações de uma pessoa à outra. Emissor: Receptor: Meio de transmissão Sinal:

Comunicação Comunicação é o ato de transmissão de informações de uma pessoa à outra. Emissor: Receptor: Meio de transmissão Sinal: Redes - Comunicação Comunicação é o ato de transmissão de informações de uma pessoa à outra. Comunicação sempre foi, desde o início dos tempos, uma necessidade humana buscando aproximar comunidades distantes.

Leia mais

Processamento de Dados

Processamento de Dados Processamento de Dados Redes de Computadores Uma rede de computadores consiste de 2 ou mais computadores e outros dispositivos conectados entre si de modo a poderem compartilhar seus serviços, que podem

Leia mais

REDES INTRODUÇÃO À REDES

REDES INTRODUÇÃO À REDES REDES INTRODUÇÃO À REDES Simplificando ao extremo, uma rede nada mais é do que máquinas que se comunicam. Estas máquinas podem ser computadores, impressoras, telefones, aparelhos de fax, etc. Ex: Se interligarmos

Leia mais

4. Rede de Computador

4. Rede de Computador Definição Uma rede de computadores é formada por um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos, interligados por um sub-sistema de comunicação, ou seja, é quando

Leia mais

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Tutorial Hotmail Sobre o MSN Hotmail Acessando o Hotmail Como criar uma conta Efetuando o login Verificar mensagens Redigir

Leia mais

Professor: Gládston Duarte

Professor: Gládston Duarte Professor: Gládston Duarte INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Computador Instalação e configuração de Sistemas Operacionais Windows e Linux Arquiteturas físicas e lógicas de redes de computadores

Leia mais

Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br

Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br INFORMÁTICA Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br REDES TIPOS DE REDE LAN (local area network) é uma rede que une os micros de um escritório, prédio, ou mesmo um conjunto de prédios próximos, usando

Leia mais

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO)

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) Par Trançado UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) O cabo UTP é composto por pares de fios, sendo que cada par é isolado um do outro e todos são trançados juntos dentro de uma cobertura externa, que não possui

Leia mais

TECNOLOGIA WEB. Principais Protocolos na Internet Aula 2. Profa. Rosemary Melo

TECNOLOGIA WEB. Principais Protocolos na Internet Aula 2. Profa. Rosemary Melo TECNOLOGIA WEB Principais Protocolos na Internet Aula 2 Profa. Rosemary Melo Tópicos abordados Compreender os conceitos básicos de protocolo. Definir as funcionalidades dos principais protocolos de Internet.

Leia mais

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Redes

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Redes André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Redes Noções de Redes: Estrutura básica; Tipos de transmissão; Meios de transmissão; Topologia de redes;

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

Princípios de Internet e Termos mais Utilizados. Internet

Princípios de Internet e Termos mais Utilizados. Internet Princípios de Internet e Termos mais Utilizados Internet A Comunicação é a melhor palavra para descrever a Internet. São serviços e facilidades que, para algumas pessoas, é o lugar onde elas encontram

Leia mais

Informática. Prof. Macêdo Firmino. Redes de Computadores. Macêdo Firmino (IFRN) Informática Novembro de 2011 1 / 41

Informática. Prof. Macêdo Firmino. Redes de Computadores. Macêdo Firmino (IFRN) Informática Novembro de 2011 1 / 41 Informática Prof. Macêdo Firmino Redes de Computadores Macêdo Firmino (IFRN) Informática Novembro de 2011 1 / 41 Sistema Computacional Macêdo Firmino (IFRN) Informática Novembro de 2011 2 / 41 O que é

Leia mais

Agente Administrativo do MTE

Agente Administrativo do MTE O QUE É INTERNET? CONCEITOS DE INTERNET Nome dado à rede mundial de computadores, na verdade a reunião de milhares de redes conectadas entre si. Nascida como um projeto militar, a Internet evoluiu para

Leia mais

Equipamentos de Rede

Equipamentos de Rede Equipamentos de Rede Professor Carlos Gouvêa SENAIPR - Pinhais 2 Introdução Objetivos Finalidade dos equipamentos Equipamentos e descrição Nomenclatura de desenho técnico para redes Exercício de orientação

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. Dr. Rogério Galante Negri

Redes de Computadores. Prof. Dr. Rogério Galante Negri Redes de Computadores Prof. Dr. Rogério Galante Negri Rede É uma combinação de hardware e software Envia dados de um local para outro Hardware: transporta sinais Software: instruções que regem os serviços

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. Késsia Marchi

Redes de Computadores. Prof. Késsia Marchi Redes de Computadores Prof. Késsia Marchi Redes de Computadores Redes de Computadores Possibilita a conexão entre vários computadores Troca de informação Acesso de múltiplos usuários Comunicação de dados

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação I

Administração de Sistemas de Informação I Administração de Sistemas de Informação I Prof. Farinha Aula 03 Telecomunicações Sistemas de Telecomunicações 1 Sistemas de Telecomunicações Consiste de Hardware e Software transmitindo informação (texto,

Leia mais

Introdução à redes de computadores

Introdução à redes de computadores 1/8 Introdução à redes de computadores Faz todo o sentido ligar os computadores em rede. Você não precisa ter uma impressora, um HD de grande capacidade, um gravador de DVDs e conexão via ADSL para cada

Leia mais

Informática. Informática. Valdir. Prof. Valdir

Informática. Informática. Valdir. Prof. Valdir Prof. Valdir Informática Informática Valdir Prof. Valdir Informática Informática PROVA DPF 2009 Julgue os itens subseqüentes, a respeito de Internet e intranet. Questão 36 36 - As intranets, por serem

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - III

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - III APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - III 1 REDE DE COMPUTADORES III 1. Introdução MODELO OSI ISO (International Organization for Standardization) foi uma das primeiras organizações a definir formalmente

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Universidade Federal do Acre. Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas

Universidade Federal do Acre. Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Universidade Federal do Acre Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Universidade Federal do Acre Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Pós-graduação Lato Sensu em Desenvolvimento de Software e Infraestrutura

Leia mais

AULA 01 INTRODUÇÃO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação

AULA 01 INTRODUÇÃO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação AULA 01 INTRODUÇÃO Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação CONCEITO Dois ou mais computadores conectados entre si permitindo troca de informações, compartilhamento de

Leia mais

EXERCÍCIOS SIMULADO ELABORADO PELO PROFESSOR ANDRÉ ALENCAR

EXERCÍCIOS SIMULADO ELABORADO PELO PROFESSOR ANDRÉ ALENCAR EXERCÍCIOS SIMULADO ELABORADO PELO PROFESSOR ANDRÉ ALENCAR Com base no Windows XP, na figura ao lado, julgue os itens que se seguem: 01- É possível afirmar que ao se clicar em O que mais devo saber sobre

Leia mais

INFORMÁTICA 2011. Internet é uma rede mundial de computadores. Interliga desde computadores de bolso até computadores de grande porte (mainframe).

INFORMÁTICA 2011. Internet é uma rede mundial de computadores. Interliga desde computadores de bolso até computadores de grande porte (mainframe). INTERNET Internet é uma rede mundial de computadores. Interliga desde computadores de bolso até computadores de grande porte (mainframe). Para que um usuário possa acessar a Internet, deverá possuir os

Leia mais

MÓDULO 4 Meios físicos de transmissão

MÓDULO 4 Meios físicos de transmissão MÓDULO 4 Meios físicos de transmissão Os meios físicos de transmissão são compostos pelos cabos coaxiais, par trançado, fibra óptica, transmissão a rádio, transmissão via satélite e são divididos em duas

Leia mais

Sérgio Cabrera Professor Informática 1

Sérgio Cabrera Professor Informática 1 1. A tecnologia que utiliza uma rede pública, como a Internet, em substituição às linhas privadas para implementar redes corporativas é denominada. (A) VPN. (B) LAN. (C) 1OBaseT. (D) 1OBase2. (E) 100BaseT.

Leia mais

Resoluções de questões- Tropa de Elite Informática Questões RAFAEL ARAÚJO

Resoluções de questões- Tropa de Elite Informática Questões RAFAEL ARAÚJO Resoluções de questões- Tropa de Elite Informática Questões RAFAEL ARAÚJO 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. A respeito dos ambientes Microsoft Office e BrOffice,

Leia mais

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 16/06/2008 17:48 Leite Júnior

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 16/06/2008 17:48 Leite Júnior ÍNDICE MICROSOFT INTERNET EXPLORER 6 SP2 (IE6 SP2)...2 JANELA PRINCIPAL...2 PARTES DA JANELA...2 OS MENUS DO IE6...3 MENU ARQUIVO...3 MENU EDITAR...3 MENU EXIBIR...3 MENU FAVORITOS...4 MENU FERRAMENTAS...4

Leia mais

Internet Explorer. aparecerá, na barra de endereços, um botão 2.3. A incompatibilidade pode gerar texto e/ou imagem, por exemplo, fora de lugar

Internet Explorer. aparecerá, na barra de endereços, um botão 2.3. A incompatibilidade pode gerar texto e/ou imagem, por exemplo, fora de lugar Internet Explorer 1. Navegação InPrivate 1.1. Menu Ferramentas 1.2. Tecla de Atalho: CTRL+SHIFT+P 1.3. 1.4. Abre uma sessão que terá seu histórico de navegação excluído quando a sessão for encerrada 1.5.

Leia mais

CURSO ON-LINE - INFORMÁTICA PARA ÁREA FISCAL (TEORIA E EXERCÍCIOS) PROFESSORA: PATRÍCIA LIMA QUINTÃO

CURSO ON-LINE - INFORMÁTICA PARA ÁREA FISCAL (TEORIA E EXERCÍCIOS) PROFESSORA: PATRÍCIA LIMA QUINTÃO Aula 4 - Ferramentas e aplicativos de navegação (Internet Explorer 7.0/8.0/9.0, Mozilla Firefox, Google Chrome) e de correio eletrônico (Outlook, Outlook Express, Mozilla Thunderbird, Webmails). (Parte

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M Tanenbaum Redes de Computadores Cap. 1 e 2 5ª. Edição Pearson Padronização de sistemas abertos à comunicação Modelo de Referência para Interconexão de Sistemas Abertos RM OSI Uma

Leia mais

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos Arquitetura de Redes Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Sistemas Operacionais de Rede NOS Network Operating Systems Sistemas operacionais que trazem recursos para a intercomunicação

Leia mais

www.leitejunior.com.br 05/12/2011 12:30 Leite Júnior

www.leitejunior.com.br 05/12/2011 12:30 Leite Júnior INTERNET EXPLORER 8 Também conhecidos como BROWSERS (navegadores). Usados para visualizar página na Web. Entende a linguagem HTML e permite visualiza conteúdos de discos, funcionando como se fosse um Windows

Leia mais

Tecnologia da Informação Apostila 02

Tecnologia da Informação Apostila 02 Parte 6 - Telecomunicações e Redes 1. Visão Geral dos Sistemas de Comunicações Comunicação => é a transmissão de um sinal, por um caminho, de um remetente para um destinatário. A mensagem (dados e informação)

Leia mais

Exercícios de Redes de Computadores Assuntos abordados: Conceitos gerais Topologias Modelo de referência OSI Modelo TCP/IP Cabeamento 1.

Exercícios de Redes de Computadores Assuntos abordados: Conceitos gerais Topologias Modelo de referência OSI Modelo TCP/IP Cabeamento 1. Exercícios de Redes de Computadores Assuntos abordados: Conceitos gerais Topologias Modelo de referência OSI Modelo TCP/IP Cabeamento 1. (CODATA 2013) Em relação à classificação da forma de utilização

Leia mais

Documento de Requisitos de Rede (DRP)

Documento de Requisitos de Rede (DRP) Documento de Requisitos de Rede (DRP) Versão 1.2 SysTrack - Grupo 1 1 Histórico de revisões do modelo Versão Data Autor Descrição 1.0 30/04/2011 João Ricardo Versão inicial 1.1 1/05/2011 André Ricardo

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA FUNDAMENTOS DE REDES REDES DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Material elaborado com base nas apresentações

Leia mais

Componentes dos sistemas computadorizados Aula 04 FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE

Componentes dos sistemas computadorizados Aula 04 FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Componentes dos sistemas computadorizados Aula 04 FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Componentes da infraestrutura Hardware Software Tecnologia de gerenciamento de dados Tecnologia

Leia mais

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores Apresentação do professor, da disciplina, dos métodos de avaliação, das datas de trabalhos e provas; introdução a redes de computadores; protocolo TCP /

Leia mais

Noções de redes de computadores e Internet

Noções de redes de computadores e Internet Noções de redes de computadores e Internet Evolução Redes de Comunicações de Dados Sistemas Centralizados Características: Grandes Centros de Processamentos de Dados (CPD); Tarefas Científicas; Grandes

Leia mais

Internet. Email: gedalias@gmail.com. Informática para Concursos. Facebook: http://facebook.com/gedalias.valentim. Dúvidas. Informática para Concursos

Internet. Email: gedalias@gmail.com. Informática para Concursos. Facebook: http://facebook.com/gedalias.valentim. Dúvidas. Informática para Concursos Professor Gedalias Valentim Internet Dúvidas Email: gedalias@gmail.com Facebook: http://facebook.com/gedalias.valentim 1 Módulo - Internet Conceitos Básicos Internet é uma Rede de Computadores, que opera

Leia mais

Prof. Manuel Martins 1

Prof. Manuel Martins 1 INFORMÁTICA NAVEGADORES SOFTWARES DE E-MAIL NAVEGADORES -MS - MOZILLA -IE8 Visão Geral éumbrowser (navegador, visualizador, paginador) da MicroSoft baseado no Mosaic (primeiro navegador web). Contém componentes

Leia mais

A utilização das redes na disseminação das informações

A utilização das redes na disseminação das informações Internet, Internet2, Intranet e Extranet 17/03/15 PSI - Profº Wilker Bueno 1 Internet: A destruição as guerras trazem avanços tecnológicos em velocidade astronômica, foi assim também com nossa internet

Leia mais

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Na comunicação de dados são usados muitos tipos diferentes de meios de transmissão. A escolha correta dos meios de transmissão no projeto

Leia mais

Fundamentos em Informática

Fundamentos em Informática Fundamentos em Informática Aula 06 Redes de Computadores francielsamorim@yahoo.com.br 1- Introdução As redes de computadores atualmente constituem uma infraestrutura de comunicação indispensável. Estão

Leia mais

8.2.11 Quebras de página 8.3 Exercícios para fixação

8.2.11 Quebras de página 8.3 Exercícios para fixação SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA 1.1 Conceitos básicos de informática e alguns termos usuais 1.2 Geração dos computadores 1.3 Evolução da tecnologia dos computadores 1.4 Sistema de informática 1.5 Tipos

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES 08/2013 Material de apoio Conceitos Básicos de Rede Cap.1 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia básica.

Leia mais

11/06/2015. Professor Gedalias Valentim. Informática para Concursos de Enfermagem. Internet. Módulo 1 - Internet

11/06/2015. Professor Gedalias Valentim. Informática para Concursos de Enfermagem. Internet. Módulo 1 - Internet Professor Gedalias Valentim Informática para Concursos de Enfermagem Internet Módulo 1 - Internet 1 Conceitos Básico Internet é uma Rede de Computadores, que opera no Modelo Cliente/Servidor e interliga

Leia mais

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br INFORMÁTICA.

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br INFORMÁTICA. INFORMÁTICA Aula Gratuita (clique aqui e assista a aula) INTERNET (Navegadores) NAVEGADORES Para que possamos explorar todos os recursos que a Web nos oferece, precisamos de um programa chamado navegador.

Leia mais

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 Pela grande necessidade de controlar a internet de diversos clientes, a NSC Soluções em Informática desenvolveu um novo produto capaz de gerenciar todos os recursos

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO MANUAL DE CONFIGURAÇÃO CONTMATIC PHOENIX SUMÁRIO CAPÍTULO I APRESENTAÇÃO DO ACESSO REMOTO... 3 1.1 O que é o ACESSO REMOTO... 3 1.2 Como utilizar o ACESSO REMOTO... 3 1.3 Quais as vantagens em usar o PHOENIX

Leia mais