CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA LOGZ LOGÍSTICA BRASIL S.A.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA LOGZ LOGÍSTICA BRASIL S.A."

Transcrição

1 APRESENTAÇÃO A LOGZ Logística Brasil S.A. (a Companhia ou LOGZ ) é uma sociedade holding consolidadora de participações em ativos logísticos e tem como objetivo a expansão de suas atividades possibilitando a atuação nos diversos segmentos da cadeia logística nacional e a ampliação do capital de seus acionistas. Nossa meta é transformar a LOGZ numa das principais empresas de logística do país e acreditamos que o comprometimento dos nossos colaboradores com os valores da Companhia é fundamental para que nossos objetivos sejam alcançados de forma ética e responsável. Temos um compromisso estabelecido com nossos acionistas, parceiros, clientes, fornecedores e com a sociedade em geral e queremos, acima de tudo, honrar este compromisso e manter a confiança depositada em nós. O objetivo de se elaborar este Código é, a partir dos valores e princípios da Companhia, estabelecer padrões éticos a serem observados por todos os Colaboradores nas suas relações pessoais e profissionais na Companhia e fortalecer a cultura da organização. Queremos que nossos valores sirvam como pilares para a criação de um ambiente de trabalho marcado pelo respeito, confiança, solidariedade, profissionalismo e ética. Cabe a cada um de nós de conhecer e contribuir para a disseminação e cumprimento dessas diretrizes, inclusive no âmbito das sociedades nas quais investimos. Pedimos, assim, que todos leiam com atenção este Código e, em caso de dúvida, falem com o seu superior imediato ou entrem em contato diretamente com os membros do Comitê de Ética. Temos a certeza de que nosso Código colaborará para um crescimento sólido e sustentável da LOGZ e para o estreitamento da relação da Companhia com seus stakeholders e com a sociedade como um todo. Durval Soledade Diretor Presidente LOGZ Logística Brasil S.A. 1

2 INTRODUÇÃO Todos devem se assegurar do perfeito entendimento das leis e normas aplicáveis à LOGZ, bem como do completo conteúdo deste Código. Todo Colaborador, ao receber este Código, firmará o Termo de Compromisso constante do Anexo I, por meio do qual toma conhecimento da existência deste Código, comprometendo-se a zelar por sua aplicação e observância. Este Código e seu Anexo, juntamente com a legislação e normatização aplicável, fazem parte das regras que regem a relação societária ou de trabalho dos Colaboradores da LOGZ. 1. OBJETIVOS: 1.1. A finalidade deste Código é servir como guia prático de conduta pessoal e profissional a ser utilizado por todos os Colaboradores da LOGZ em suas inteirações e decisões diárias Por meio do Código, visa-se promover: a observância dos valores éticos dos Colaboradores entre si e com a sociedade; a transparência nos negócios e nas relações institucionais; e a prática de ações socialmente responsáveis pela Companhia e pelos Colaboradores no cumprimento da sua missão institucional. 2. ABRANGÊNCIA: Este Código aplica-se a todos os funcionários e administradores da LOGZ e das empresas por ela controladas ( Colaboradores ). 3. FUNDAMENTOS: 3.1. O Código reflete os valores, princípios e padrão de comportamento a serem seguidos pelos Colaboradores Os Colaboradores deverão, nas suas ações internas e externas, observar os princípios éticos expressos pelos seguintes valores: Cidadania, responsabilidade socioambiental e solidariedade, com valorização do trabalho; 2

3 Foco em rentabilidade, eficiência, melhoria dos resultados e valorização do trabalho; Profissionalismo, comprometimento, excelência e competência; Ética, responsabilidade e transparência; Promoção e incentivo ao desenvolvimento da equipe; Zelo pelo patrimônio, imagem e reputação da Companhia; Rejeição a qualquer prática de discriminação e quaisquer outras formas de preconceito; Honestidade, integridade, justiça e respeito Os valores e princípios definidos neste Código deverão ser observados por todos os Colaboradores, independentemente do cargo ocupado. 4. OBSERVÂNCIA ÀS NORMAS LEGAIS E REGULAMENTARES 4.1. As ações dos Colaboradores deverão estar de acordo com a legislação vigente aplicável à Companhia e às normas fixadas no Estatuto Social, neste Código e nos demais regulamentos internos da Companhia. 5. CONFLITOS DE INTERESSE 5.1. Os interesses privados dos Colaboradores não devem interferir nos interesses da Companhia. Nesse sentido, deverão ser evitadas todas e quaisquer relações que apresentem ou potencialmente possam vir a apresentar conflito de interesses entre a Companhia e seus Colaboradores, inclusive conflitos que envolvam seus familiares ou pessoas do seu relacionamento próximo, tanto profissional quanto pessoal Os Colaboradores têm dever de lealdade perante a Companhia, devendo defender os legítimos interesses desta sempre que necessário, fundamentando seu comportamento em atitudes que não coloquem em risco a segurança financeira e patrimonial da Companhia Em caso de situações que caracterizem ou possam caracterizar um conflito de interesses, ainda que potencial, o Colaborador deverá submeter o caso à análise do Comitê de Ética, ao qual caberá analisar e deliberar sobre a possibilidade do Colaborador de participar das discussões e deliberações acerca da matéria. Caso o Comitê confirme o conflito, o Colaborador deverá se abster de votar e se afastar, inclusive fisicamente, das discussões e deliberações, sem descuidar dos seus deveres legais do administrador e registrar, por escrito, o seu afastamento temporário. 3

4 5.4. Os Colaboradores não devem ter interesses econômicos e/ou financeiros em concorrente, cliente, distribuidor ou fornecedor ou ainda em empresas que sejam acionistas diretas ou indiretas de companhias nas quais a LOGZ tenha participação, na medida em que tal interesse possa influenciar ou parecer influenciar suas ações efetuadas em nome da Companhia Na hipótese de o Colaborador ser titular de ações de emissão de companhias, cujos valores mobiliários sejam negociados no mercado e que se enquadram em alguma das situações referidas no item 5.4. acima, deverá levar tal fato a conhecimento do seu superior imediato, a quem caberá avaliar a situação e/ou consultar o Comitê de Ética a respeito do assunto Os Colaboradores não podem prestar serviços de qualquer espécie, remunerados ou não, para qualquer concorrente, cliente, distribuidor, fornecedor ou ainda empresas que sejam acionistas diretas ou indiretas de companhias nas quais a LOGZ tenha participação. Caso o Colaborador participe de órgãos sociais de empresas que se enquadrem em alguma das situações referidas neste item, este Colaborador deverá dar ciência de tal fato ao Comitê de Ética Os Colaboradores que tiverem familiares ou pessoas do seu relacionamento próximo, tanto profissional quanto pessoal, que trabalhem em negócios que busquem prestar serviços ou fornecer bens para a Companhia não podem usar sua influência pessoal no andamento das negociações Devem ser rejeitados presentes, vantagens pecuniárias ou materiais, de quem quer que seja, que possam representar relacionamento impróprio ou prejuízo financeiro ou de reputação para a Companhia O Comitê de Ética sempre poderá, de ofício, analisar e se manifestar sobre situações que envolvam conflito ou potencial conflito de interesse. 6. CONFIDENCIALIDADE E PRIVACIDADE 6.1. Todos os Colaboradores, mesmo após o seu desligamento da Companhia, têm o dever de guardar sigilo sobre todas as Informações Confidenciais (conforme abaixo definido) da Companhia, bem como sobre informações confiadas à Companhia por prestadores de serviços no andamento dos negócios e identificadas como confidencias pelo prestador de serviços ou pela própria Companhia, o que inclui não tratar dos assuntos acima mencionados em elevadores, restaurantes, aviões e outros lugares públicos. No caso da divulgação de Informações Confidenciais ser exigida por qualquer juízo ou autoridade governamental competente, o membro da Companhia solicitado a fazer a divulgação deverá previamente informar, por escrito, a sua área jurídica, em prazo suficiente para permitir que sejam adotadas as medidas legais cabíveis para resguardar os direitos da Companhia, devendo, em todos os casos, ser divulgada somente a informação que for legalmente exigível. 4

5 6.2. Serão consideradas Informações Confidenciais todas e quaisquer informações e/ou dados de interesse e relevância para os negócios da Companhia, incluindo, dentre outras, as seguintes informações: (a) informações de natureza comercial (por exemplo, clientes, fornecedores ou anunciantes, estratégias de venda e comercialização, custos, preços e demais dados mercadológicos); (b) informações de natureza técnica (por exemplo, métodos, know-how, processos, projetos e desenhos, protegidos ou não por direitos de propriedade industrial ou intelectual); (c) informações de natureza estratégica (por exemplo, estratégias futuras de desenvolvimento de negócios, de vendas ou de marketing); (d) informações sobre empregados, autônomos, consultores, prestadores de serviços, representantes e prepostos (por exemplo, habilidades, competências, níveis hierárquicos, valores de remuneração ou compensação, cadastros funcionais ou assemelhados, ou registros médicos), bem como quaisquer cópias ou registros dos mesmos, orais ou escritos, contidos em qualquer meio físico, que tenham sido ou sejam, direta ou indiretamente, fornecidos ou divulgados aos Colaboradores da Companhia, relativamente à mesma, suas controladas, coligadas, subsidiárias integrais, acionistas, clientes, prestadores de serviços ou fornecedores As Informações Confidenciais não incluem informações: (a) que sejam ou venham a se tornar de domínio público sem violação do disposto neste Código; (b) que sejam recebidas de boa-fé pelos integrantes da Companhia de terceiros que tenham o direito de divulgá-las, sendo certo que, para os propósitos do disposto neste item, caso ocorra dúvida ou questionamento, caberá ao membro da Companhia que recebeu a informação o ônus de provar o caráter não confidencial desta É proibido discutir e/ou dialogar com concorrentes sobre assuntos relativos à vantagem competitiva, como política de preços, termos de contratos, custos, estoques, mercado e planos de produto, pesquisas de mercado ou assemelhados. Sendo necessária a troca de Informações Confidenciais sobre estes assuntos com concorrentes, no curso das atividades e/ou negócios da Companhia, as áreas jurídicas deverão aprovar previamente, por escrito, tal divulgação Os Colaboradores não podem, em hipótese alguma, se beneficiar do uso de informações privilegiadas para obtenção de lucro ou vantagens em negociações no mercado de ações, o que, ocorrendo, constituirá crime de natureza econômica Os Colaboradores que se desligarem da Companhia não poderão, em nenhuma hipótese, fazer uso de quaisquer Informações Confidenciais em negócios em que se envolver Os Colaboradores devem evitar exposições públicas e comentários indevidos que coloquem em risco a imagem da Companhia. 5

6 6.8. Qualquer manifestação da Companhia a meios de comunicação deverá ser previamente aprovada pelo Conselho de Administração e somente poderá ser emitida pelos seus representantes legais, sempre expressando o ponto de vista institucional. 7. DILIGÊNCIA 7.1. Os Colaboradores devem sempre empregar, no exercício de suas funções, o cuidado e diligência que uma pessoa digna costuma empregar em sua vida pessoal, agindo em conformidade com leis e padrões éticos da sociedade em que se inserem. 8. MEIO AMBIENTE 8.1. A Companhia e seus Colaboradores devem zelar pela preservação do meio ambiente e adotar ações preventivas em projetos que tragam desafios ambientais. A sustentabilidade dos investimentos deve ser priorizada e deve-se buscar minimizar impactos adversos inerentes às atividades desenvolvidas. 9. ÉTICA NAS NEGOCIAÇÕES 9.1. A Companhia tem o compromisso de negociar justa e honestamente com seus fornecedores, parceiros, prestadores de serviços, concorrentes, empregados e administradores A escolha e contratação de prestadores de serviço devem sempre estar baseadas em critérios técnicos, profissionais, éticos e nas necessidades da Companhia É proibido oferecer a prestadores de serviços ou possíveis prestadores de serviços ou a fornecedores ou possíveis fornecedores benefícios ou compensações que sejam contrários à legislação, regulamentação ou outras normas aplicáveis, inclusive à legislação de defesa da concorrência É proibido exigir de prestadores de serviços a desistência de negociações ou contratos com concorrentes ou terceiros para manter relacionamento comercial com a Companhia, exceto quando houver motivo comercial justificável, que não seja contrário à legislação, regulamentação ou outras normas aplicáveis, inclusive à legislação de defesa da concorrência Não faz parte da política da Companhia denegrir a imagem dos empregados e ex-empregados, dos serviços ou produtos de concorrentes e dos prestadores de serviços Qualquer comparação da Companhia com os seus concorrentes deve ser precisa, coerente e respaldada em dados e fatos objetivos. 6

7 9.7. É terminantemente proibido o uso de métodos ilegais ou antiéticos na obtenção de informações competitivas para a Companhia, incluídos furto de Informações Confidenciais, segredos de negócio e indução à divulgação de Informações Confidenciais por Colaboradores atuais ou ex-colaboradores da Companhia ou de outras empresas É proibida a qualquer integrante da Companhia a prática de suborno, oferta ou recebimento de propina ou tentativa de indução em favor da mesma, de qualquer natureza ou em qualquer situação. 10. RELACIONAMENTOS Nos relacionamentos profissionais internos e externos, os Colaboradores deverão se guiar por ideais de integridade, respeito, honestidade, transparência e buscar permanentemente cumprir os objetivos da Companhia. 11. AMBIENTE DE TRABALHO E VALORIZAÇÃO DAS PESSOAS Faz parte da cultura organizacional da Companhia oferecer oportunidades de crescimento profissional e ambiente seguro e saudável, com liberdade de expressão e respeito à integridade e privacidade das pessoas O mérito representa o principal fator de avaliação e promoção dos Colaboradores. 12. DISCRIMINAÇÃO E ASSÉDIO A Companhia tem o compromisso de propiciar um ambiente de trabalho livre de qualquer forma de discriminação, sendo terminantemente proibida, em todos os ambientes da Companhia, qualquer manifestação de discriminação por raça, etnia, sexo, credo, religião, idade, deficiência ou orientação sexual, adotando critérios de igualdade, reconhecimento e desenvolvimento contínuos de seu corpo funcional É terminantemente proibido qualquer tipo de assédio no ambiente da Companhia, principalmente os de natureza sexual e moral. Isso inclui qualquer conduta verbal ou física de humilhação, coação ou ameaça a empregados ou administradores, ou de criação de ambiente profissional hostil que, injustificadamente, interfira no desempenho individual ou afete as condições de trabalho do envolvido. 13. PROTEÇÃO E USO APROPRIADO DOS BENS DA COMPANHIA Todo Colaborador deve zelar pela boa alocação e uso dos bens, instalações e facilidades da Companhia, como equipamentos, provisões, imóveis, ferramentas, estoques, sistemas, equipamentos e softwares, veículos, cadastros, telefones, correio de voz e eletrônico, além de recursos financeiros de qualquer ordem. 7

8 13.2. Todo Colaborador deve zelar pelo bom uso, conservação e sigilo dos bens e informações da Companhia sob sua responsabilidade, assegurando-se do seu uso eficiente e racional, sempre para atender estritamente aos negócios da Companhia É vedado o uso de bens, instalações ou serviços da Companhia para finalidades diversas dos seus negócios. 14. EXATIDÃO DOS REGISTROS E LIVROS São proibidas rasuras ou adulterações em documentos, registros, cadastros e sistemas da Companhia, com vistas a induzir outros Colaboradores da Companhia ou terceiros a entendimento errôneo ou tendencioso sobre qualquer questão respaldada por tais documentos, registros, cadastros e sistemas Todos os livros e registros da Companhia devem conter dados verídicos e completos. Anotações falsas ou inexatas são terminantemente proibidas. É proibido autorizar pagamentos se houver ciência de que a totalidade ou parte de tais pagamentos destina-se a finalidade diversa daquela contida nos documentos que suportam os respectivos desembolsos. 15. DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES A Companhia tem o compromisso de divulgar as informações exigidas por lei e estará aberta a atender as demais solicitações, sempre que isso for possível e não existirem obstáculos legais ou estratégicos, de forma transparente, completa, objetiva, tempestiva e igualitária Toda e qualquer informação que tenha caráter confidencial somente poderá ser levada a conhecimento de terceiros com autorização prévia da Diretoria Executiva da Companhia e/ou órgão superior. 16. ADMINISTRAÇÃO DO CÓDIGO DE CONDUTA O presente Código de Conduta e suas alterações devem ser aprovados pelo Conselho de Administração A gestão deste Código de Conduta cabe ao Comitê de Ética, que será composto por membros independentes do Conselho de Administração e responsável, no âmbito da Companhia e demais empresas controladas, por: - Avaliar a atualidade e pertinência deste documento, promovendo a sua evolução e atualização, quando for o caso. As revisões deverão ser feitas a cada dois anos, mediante coordenação do Comitê de Ética; - Orientar, acompanhar e propor ações necessárias para a sua divulgação e disseminação, de modo a assegurar sua eficácia e efetividade; 8

9 - Manifestar-se sobre situações que envolvam conflito de interesses; e - Julgar os casos de violação deste Código, encaminhando relatórios ao Conselho de Administração, e deliberar sobre dúvidas de interpretação do mesmo, quando solicitado Deve ser assegurada a existência de um canal de comunicação direto e permanente com o Comitê de Ética. 17. DÚVIDAS E SITUAÇÕES DE VIOLAÇÃO As disposições deste documento permitem avaliar grande parte das situações, mas não detalham necessariamente todos os problemas que podem surgir no dia a dia. Assim, eventualmente, poderão ocorrer dúvidas sobre qual deve ser a conduta mais correta a adotar O superior imediato deve ser comunicado sempre que houver dúvida ou conhecimento de fatos que violem as disposições deste Código Quando, por qualquer motivo, não for possível ou conveniente comunicar-se com o superior imediato, ou quando isso já tiver ocorrido sem efeito, o contato deve ser feito diretamente com o Comitê de Ética A Companhia assegura o sigilo, quando solicitado, e que não existirá qualquer forma de represália a quem informar suspeita de violação deste Código. No entanto, a Companhia se reserva o direito de disciplinar quem conscientemente relate uma acusação falsa ou dê falsas informações. 18. CONSEQUÊNCIAS DA VIOLAÇÃO A violação deste Código pode expor o infrator à acusação civil ou criminal ou, ainda, a ações disciplinares corretivas, incluindo a rescisão do contrato de trabalho. 9

10 ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO Através deste instrumento eu,, inscrito no CPF sob o no, declaro para os devidos fins que: 1. Recebi o Código de Ética e Conduta ( Código ) da LOGZ Logística Brasil S.A. ( LOGZ ), cujas regras e políticas me foram previamente explicadas e em relação às quais tive oportunidade de tirar todas as dúvidas existentes, tendo ainda lido e compreendido todas as diretrizes estabelecidas no mesmo, me comprometendo a observar integralmente todas as disposições dele constantes no desempenho de minhas funções, dando total conhecimento da existência do Código, datado de vinte e nove de agosto de 2011, o qual recebi e mantenho em meu poder. 2. Tenho absoluto conhecimento sobre o teor do Código e comprometo-me a observá-lo integralmente, em todos os seus termos. 3. Comprometo-me, ainda, a informar imediatamente a LOGZ, conforme procedimentos descritos no Código, qualquer fato que eu venha a ter conhecimento que possa gerar algum risco para a imagem da LOGZ. 4. A partir desta data, a não observância do Código poderá implicar na caracterização de falta grave, fato que poderá ser passível da aplicação das penalidades cabíveis, inclusive desligamento ou demissão por justa causa. 5. As regras estabelecidas no Código não invalidam nenhuma disposição do contrato de trabalho ou de qualquer outra regra estabelecida pela LOGZ, mas apenas servem de complemento e esclarecem como lidar com determinadas situações relacionadas à minha atividade profissional. Rio de Janeiro, de de. [COLABORADOR] LOGZ Logística Brasil S.A. 10

A SINIGAGLIA, endossa e pratica de forma sistemática os princípios do Pacto Global 1 da ONU, integrando-os a seus processos:

A SINIGAGLIA, endossa e pratica de forma sistemática os princípios do Pacto Global 1 da ONU, integrando-os a seus processos: INTRODUÇÃO O regime da livre iniciativa impõe às organizações e seus integrantes a conduzirem-se dentro de um ambiente de respeito e entendimento, zelando para que toda e qualquer forma de relacionamento,

Leia mais

Código de Ética e Conduta. 1 Edição

Código de Ética e Conduta. 1 Edição 1 Edição (1ª Via Colaborador) Eu reconheço que recebi o Código de Ética e Conduta da Savis e me comprometo a entender minhas obrigações como um colaborador da Savis, e também me comprometo a cumprir com

Leia mais

MT/002-14 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ARGUS 12/2014 - VINHEDO, SP

MT/002-14 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ARGUS 12/2014 - VINHEDO, SP MT/002-14 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ARGUS 12/2014 - VINHEDO, SP 1 Código de Ética e Conduta da Argus MENSAGEM DO PRESIDENTE Este Código de Ética e Conduta foi elaborado com a finalidade de explicitar

Leia mais

A Global e todos os seus Colaboradores comprometem-se a seguir os princípios abaixo como diretrizes de conduta em todas as suas relações:

A Global e todos os seus Colaboradores comprometem-se a seguir os princípios abaixo como diretrizes de conduta em todas as suas relações: POLÍTICAS CORPORATIVAS Assunto: Código de Ética e Conduta Objetivo O Código de Ética e Conduta objetiva estabelecer os princípios, conceitos e valores que orientam o padrão ético de todos os Colaboradores

Leia mais

O Banrisul no relacionamento com os diversos setores da sociedade terá suas posições e ações baseadas nas seguintes disposições:

O Banrisul no relacionamento com os diversos setores da sociedade terá suas posições e ações baseadas nas seguintes disposições: 1.0 - CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO BANRISUL Preâmbulo O compromisso é servir como Guia Prático de Conduta Pessoal e Profissional, a ser utilizado por todos os Colaboradores do Banrisul, possibilitando a

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA AGÊNCIA DE FOMENTO DE GOIÁS S/A GOIÁSFOMENTO

CÓDIGO DE ÉTICA AGÊNCIA DE FOMENTO DE GOIÁS S/A GOIÁSFOMENTO CÓDIGO DE ÉTICA DA AGÊNCIA DE FOMENTO DE GOIÁS S/A GOIÁSFOMENTO 0 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO... 2 2 - ABRANGÊNCIA... 2 3 - PRINCÍPIOS GERAIS... 2 4 - INTEGRIDADE PROFISSIONAL E PESSOAL... 3 5 - RELAÇÕES COM

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA SUMÁRIO 1 ÉTICA...03 2 APRESENTAÇÃO...04 3 APLICAÇÃO...05 4 FINALIDADES...06 5 DEFINIÇÕES...07 6 CULTURA ORGANIZACIONAL...08 6.1 MISSÃO...08 6.2 VISÃO...08 6.3 VALORES...08 6.4

Leia mais

O Banrisul no relacionamento com os diversos setores da sociedade terá suas posições e ações baseadas nas seguintes disposições:

O Banrisul no relacionamento com os diversos setores da sociedade terá suas posições e ações baseadas nas seguintes disposições: 1.0 - CÓDIGO DE ÉTICA DO BANRISUL Preâmbulo O compromisso maior da instituição deve ser o de possibilitar continuamente a consecução de sua missão, a saber: Ser o agente financeiro do Estado para promover

Leia mais

PREÂMBULO TOV colaboradores, Compliance Outubro/2010

PREÂMBULO TOV colaboradores, Compliance Outubro/2010 PREÂMBULO A TOV, ciente da importância da ética nas relações profissionais nas comunidades onde atua e dos benefícios advindos do comprometimento e execução de diretrizes de conduta ética, divulga a todos

Leia mais

Código de Ética e de Conduta do. Grupo Energisa

Código de Ética e de Conduta do. Grupo Energisa Código de Ética e de Conduta do Grupo Energisa Caro colaborador, A prática do Código de Ética e de Conduta do Grupo Energisa é tão importante que fazemos questão que cada colaborador tenha seu próprio

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA BC CONSULT Página 1 de 9 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PRINCÍPIOS... 4 INTEGRIDADE... 4 DISCRIMINAÇÃO... 4 CONFLITO DE INTERESSE... 4 CONFIDENCIALIDADE DE INFORMAÇÕES... 5 PROTEÇÃO AO

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA, MANUAL DE CONDUTA E PROCEDIMENTOS

CÓDIGO DE ÉTICA, MANUAL DE CONDUTA E PROCEDIMENTOS CÓDIGO DE ÉTICA, MANUAL DE CONDUTA E PROCEDIMENTOS A quem se destina este Manual Este manual reúne o conjunto de normas e procedimentos a serem seguidos por TODOS aqueles que trabalham na S.C.C.V.M. S/A,

Leia mais

Código de Ética Nas Relações com as Partes Interessadas Com os Clientes e a Concorrência

Código de Ética Nas Relações com as Partes Interessadas Com os Clientes e a Concorrência Código de Ética Conduzimos nossos negócios dentro de uma estrutura de padrões profissionais, legislações, regulamentações e políticas internas. Entretanto, temos consciência que essas normas não necessariamente

Leia mais

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578 JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578 CÓDIGO DE ÉTICA Escopo Este Código de Ética ( Código ) reúne as principais normas de conduta que devem

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta Ética das Empresas Concremat contempla os princípios que devem estar presentes nas relações da empresa com seus colaboradores, clientes,

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E TERMO DE COMPROMISSO DE CONFIDENCIALIDADE

CÓDIGO DE ÉTICA E TERMO DE COMPROMISSO DE CONFIDENCIALIDADE CÓDIGO DE ÉTICA E TERMO DE COMPROMISSO DE CONFIDENCIALIDADE CÓDIGO DE ÉTICA E TERMO DE COMPROMISSO DE CONFIDENCIALIDADE DIRETRIZES DA SANKYU 4 HONRAR O COMPROMISSO. 4 REALIZAR UMA AUTO AVALIAÇÃO CONSTANTE.

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA. CREDITÁ S.A. Crédito, Financiamento e Investimento

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA. CREDITÁ S.A. Crédito, Financiamento e Investimento CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CREDITÁ S.A. Crédito, Financiamento e Investimento SUMÁRIO 1. Conceito 2. Objetivo 3. Abrangência 4. Regras e Normas 4.1 Conceito de Ética. Ponto de vista empresarial 4.2 Princípios

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL 1. Disposições Preliminares Este Código de Ética tem como principal objetivo informar aos colaboradores, prestadores de serviço, clientes e fornecedores da Petronect quais são os princípios éticos que

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA 1. MENSAGEM IESC

CÓDIGO DE CONDUTA 1. MENSAGEM IESC CÓDIGO DE CONDUTA 1. MENSAGEM IESC De origem grega, o termo ethos significa costumes e deve ser entendido com um conjunto de princípios básicos que visam disciplinar e regular, a moral e a conduta das

Leia mais

[CÓDIGO DE ÉTICA] Interinvest

[CÓDIGO DE ÉTICA] Interinvest [CÓDIGO DE ÉTICA] Este documento determina as práticas, padrões éticos e regras a serem seguidos pelos colaboradores, fornecedores e a todos aqueles que, direta ou indiretamente, se relacionem com a Interinvest.

Leia mais

Código de Ética Rastru

Código de Ética Rastru CÓDIGO DE ÉTICA RASTRU O objetivo desse Código de É tica é definir com clareza os princípios éticos que norteiam as ações e os compromissos da organização Rastru, tanto da parte institucional como da parte

Leia mais

SUMÁRIO INTRODUÇÃO CÓDIGO DE ÉTICA COMPROMISSOS ÉTICOS NOS RELACIONAMENTOS DA AGRINVEST CONFLITOS DE INTERESSE. 2.1 Missão 2.2 Visão 2.

SUMÁRIO INTRODUÇÃO CÓDIGO DE ÉTICA COMPROMISSOS ÉTICOS NOS RELACIONAMENTOS DA AGRINVEST CONFLITOS DE INTERESSE. 2.1 Missão 2.2 Visão 2. CÓDIGO DE ÉTICA 1 INTRODUÇÃO 2 DIRETRIZES AO CÓDIGO DE ÉTICA DA EMPRESA 2.1 Missão 2.2 Visão 2.3 Valores SUMÁRIO 1 2 2 2 2 3 COMPROMISSOS ÉTICOS NOS RELACIONAMENTOS DA AGRINVEST 3.1 No relacionamento com

Leia mais

PALAVRA DO PRESIDENTE

PALAVRA DO PRESIDENTE PALAVRA DO PRESIDENTE A busca constante pela liderança e pela conquista de novos mercados exige que as empresas adotem um novo paradigma empresarial: oferecer produtos, preços, prazos, serviços e tecnologia

Leia mais

Conselho Estratégico de Planejamento e Administração Empresarial.

Conselho Estratégico de Planejamento e Administração Empresarial. G7 PRO UNIIDADE BRASIIL SSOLLUÇÕEESS EESSTTRRATTÉÉGI IICASS EEM SSEEGURRANÇA CÓDIGO DE ÉTICA Conselho Estratégico de Planejamento e Administração Empresarial. Este documento possui informações INTERNAS

Leia mais

COMPROMISSO HONESTIDADE PARCERIA TRANSPARÊNCIA CÓDIGO DE ÉTICA INTEGRIDADE VALORES RESPEITO SUCESSO. Versão 01-13

COMPROMISSO HONESTIDADE PARCERIA TRANSPARÊNCIA CÓDIGO DE ÉTICA INTEGRIDADE VALORES RESPEITO SUCESSO. Versão 01-13 COMPROMISSO HONESTIDADE PARCERIA TRANSPARÊNCIA CÓDIGO DE ÉTICA INTEGRIDADE VALORES RESPEITO SUCESSO Versão 01-13 1 C Ó D I G O D E É T I C A Introdução A ÉTICA é o ideal de conduta humana, desenvolvido

Leia mais

Código de Ética CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 1

Código de Ética CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 1 Código de Ética CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 1 CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 2 Sumário 1. Introdução...3 2. Postura pessoal e profissional...4 3. Relacionamento com público interno...6 4. Relacionamento

Leia mais

c. Promover o comportamento ético no ambiente em que atuamos.

c. Promover o comportamento ético no ambiente em que atuamos. Introdução O Código de Ética e Conduta foi aprovado em reunião do Conselho de Administração em 03/08/2015. É um documento que resume as principais políticas e diretrizes que definem as regras orientadoras

Leia mais

Código de Ética LLTECH

Código de Ética LLTECH Código de Ética LLTECH Quem somos A LLTECH é uma empresa que oferece soluções inovadoras para automação e otimização de processos industriais, fornecendo toda a parte de serviços e produtos para automação

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA Carta do CEO Caros colaboradores, Apresento a vocês o nosso código de ética. Este importante documento é um conjunto de atitudes a serem praticadas por todos nós no exercício da nossa atividade profissional.

Leia mais

Mensagem da Diretoria

Mensagem da Diretoria 2007 A Mensagem da Diretoria história da Responsabilidade Social na Copacol está intrínseca desde que abriu as portas do cooperativismo no Oeste do Paraná, em 1963. Com a assinatura do Pacto Global, essa

Leia mais

Código de Ética. 31 de março

Código de Ética. 31 de março Código de Ética 31 de março 2015 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 4 2. MISSÃO, VISÃO E VALORES DA CETIP... 4 3. PÚBLICO-ALVO... 4 4. REGRAS E PRINCÍPIOS NORTEADORES DAS ATIVIDADES... 4 4.1. RELACIONAMENTO INTERNO...

Leia mais

apresentação código de ética

apresentação código de ética código de ética código de ética apresentação A Previsc é uma organização que, desde 1987, contribui para a construção de um futuro mais tranqüilo para os seus clientes, fornecendo soluções em gestão previdenciária

Leia mais

Código de Ética. Responsabilidades: Lideranças Colaboradores. Aplicação do Código de Ética

Código de Ética. Responsabilidades: Lideranças Colaboradores. Aplicação do Código de Ética Código de Ética Sobre nossos Relacionamentos: Relacionamento com Clientes Relacionamento com Acionistas Relacionamento com Colaboradores Relacionamento com Parceiros de Negócio e Fornecedores Relacionamento

Leia mais

Código de Ética e Conduta Lojas Renner

Código de Ética e Conduta Lojas Renner Código de Ética e Conduta Lojas Renner Junho de 2008 Introdução Carta do Presidente Código de Ética: Valores e Princípios Empresariais Código de Conduta: Colaboradores Fornecedores Clientes Comunidade

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução. Código de Ética. Nossos Valores na prática.

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução. Código de Ética. Nossos Valores na prática. CÓDIGO DE ÉTICA Introdução Nossos Valores Artigo 1º Premissa Artigo 2º Objetivos e Valores Artigo 3º Sistema de Controle Interno Artigo 4º Relação com os Stakeholders / Partes Interessadas 4.1 Acionistas

Leia mais

Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos

Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos Conteúdo 1 Página Capítulo 2 1. Introdução 3 2. Nossos Compromissos 3! Compromissos com a sociedade 3! Compromissos para com os clientes 4! Compromissos para

Leia mais

GU-0017-15BF-Codigo-Etica2.indd 1

GU-0017-15BF-Codigo-Etica2.indd 1 GU-0017-15BF-Codigo-Etica2.indd 1 07/12/15 17:39 GU-0017-15BF-Codigo-Etica2.indd 2 07/12/15 17:39 APRESENTAÇÃO Carta do Presidente do Conselho de Administração Pessoas e equipes são valorizadas na Concessionária

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA AGENTES AUTÔNOMOS DE INVESTIMENTO BANCO COOPERATIVO SICREDI S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA AGENTES AUTÔNOMOS DE INVESTIMENTO BANCO COOPERATIVO SICREDI S.A. CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA AGENTES AUTÔNOMOS DE INVESTIMENTO BANCO COOPERATIVO SICREDI S.A. Versão: Maio 2013 Página 1 Introdução Alinhado com o disposto na Instrução CVM nº 497/11 ( ICVM 497/11 ), o Banco

Leia mais

UM NOVO CONCEITO EM. Hotelaria Marítima

UM NOVO CONCEITO EM. Hotelaria Marítima UM NOVO CONCEITO EM Hotelaria Marítima Escritório Rio de Janeiro RJ Rua do Ouvidor, 108 7º andar Centro Fone: (21) 3172-5405 Escritório Vitória - ES Av. Alberto de Oliveira Santos, 59/sala 1603 Centro

Leia mais

Mensagem da Diretoria

Mensagem da Diretoria Código de Ética Índice Mensagem da Diretoria... 07 Princípios Cooperativistas... 09 Política da Qualidade... 11 Nosso Negócio, Missão, Visão... 12 Nossos Valores... 13 Nosso Relacionamento com: Associados...

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA ISA CAPITAL DO BRASIL S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA ISA CAPITAL DO BRASIL S.A. CÓDIGO DE ÉTICA ISA CAPITAL DO BRASIL S.A. 1 INTRODUÇÃO O Grupo ISA e suas empresas avançam para metas a cada vez mais exigentes e ambiciosas, desenvolvendo suas práticas em contextos diversos e inovadores

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E BOAS PRÁTICAS

CÓDIGO DE CONDUTA E BOAS PRÁTICAS CÓDIGO DE CONDUTA E BOAS PRÁTICAS Fundação Alentejo no Alentejo e para o Alentejo, um projeto para além da esperança Fernanda Ramos 1992 Aprovado na reunião do Conselho de Administração da FA Novembro

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E INTEGRIDADE DE FORNECEDORES

CÓDIGO DE CONDUTA E INTEGRIDADE DE FORNECEDORES SUMÁRIO 1. Introdução... 04 2. Abrangência... 04 3. Objetivo... 04 4. Princípios Éticos... 05 5. Preconceitos e Discriminação... 05 6. Respeito à Legislação e Integridade nos Negócios... 05 7. Documentos,

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA DA FOMENTO PARANÁ

CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA DA FOMENTO PARANÁ SUMÁRIO 1 MENSAGEM DO PRESIDENTE... 3 2 APRESENTAÇÃO... 4 3 NEGÓCIO, VALORES, MISSÃO E VISÃO.... 4 3.1 Negócio... 4 3.2 Valores... 4 3.3 Missão... 4 3.4 Visão... 4 4 PRINCÍPIOS ÉTICOS... 4 5 DESTINATÁRIOS...

Leia mais

Código de Ética e Conduta Sabesp

Código de Ética e Conduta Sabesp Código de Ética e Conduta Sabesp 1 MENSAGEM DA ALTA ADMINISTRAÇÃO Aos Empregados, Gerentes, Clientes, Acionistas, Investidores, Fornecedores, Parceiros, Terceiros, Governo, Comunidade e toda sociedade,

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética Jeito de Ser Índice 3 Introdução 3 Carta do Presidente 3 Missão do Grupo Marisa 3 Valores do Grupo Marisa 3 Código de Conduta Ética v Áreas de Relacionamento Colaboradores Fornecedores

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética SUMÁRIO 1 Objetivo... 03 2 Abrangência... 03 3 Valores... 03 4 - Conduta ética da PPL com os diversos públicos 4.1 - Cliente: Foco de nossa atuação... 03 4.2 - Relação e interação com fornecedores e parceiros...

Leia mais

CODIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CODIGO DE ÉTICA E CONDUTA CODIGO DE ÉTICA E CONDUTA Revisão 1 Em vigor a partir de 30/05/2016 (em consonância com a ICVM 558, de 26/03/2015). I Introdução O presente Código de Ética e Conduta tem como objetivo estabelecer as diretrizes

Leia mais

Código de conduta e ética

Código de conduta e ética Código de conduta e ética Sumário 01. Palavra do diretor 02. O código de conduta e ética Barbanera 02.1. O código de étca 03. Princípios éticos fundamentais da organização 04. Respeito às leis 05. Defesa

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA SOMMA INVESTIMENTOS

CÓDIGO DE ÉTICA DA SOMMA INVESTIMENTOS 1. O CÓDIGO Este Código de Ética (Código) determina as práticas e padrões éticos a serem seguidos por todos os colaboradores da SOMMA INVESTIMENTOS. 2. APLICABILIDADE Esta política é aplicável: 2.1. A

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. BADESUL Desenvolvimento S.A- Agência de Fomento 0800 642 6800 - Rua Gen. Andrade Neves, 175 - Porto Alegre - RS - CEP: 90010-210

CÓDIGO DE ÉTICA. BADESUL Desenvolvimento S.A- Agência de Fomento 0800 642 6800 - Rua Gen. Andrade Neves, 175 - Porto Alegre - RS - CEP: 90010-210 CÓDIGO DE ÉTICA Introdução O Código de Ética do BADESUL explicita os valores éticos que regem o desempenho de sua missão: Contribuir para o desenvolvimento econômico e social do Rio Grande do Sul, através

Leia mais

Código de Ética ENGENHARIA AMBIENTAL

Código de Ética ENGENHARIA AMBIENTAL Código de Ética Índice Mensagem do Conselho de Administração... 3 Valores e Crenças... 5 Abrangência e Escopo... 7 Compromissos de conduta... 9 Ambiente de trabalho... 9 Bens da VITAL Utilização e Preservação...

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING O Código de Conduta Ética é um instrumento destinado a aperfeiçoar os relacionamentos da organização e elevar o clima de confiança nela existente. Este Código tem

Leia mais

Manual do Fornecedor. Novembro 2012 Rio de Janeiro

Manual do Fornecedor. Novembro 2012 Rio de Janeiro Manual do Fornecedor Novembro 2012 Rio de Janeiro Caro parceiro, O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 trabalha para entregar Jogos excelentes, com celebrações memoráveis que

Leia mais

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL Março de 2015 1ª edição MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta da RIP ( Código ) é a declaração formal das expectativas que servem

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA 2 INFORMAÇÕES GERAIS O QUE É O CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA O Código de Ética e de Conduta (Código) é o instrumento no qual se inscrevem os valores que pautam a actuação do

Leia mais

Código de Conduta nos Negócios e Ética do UBS

Código de Conduta nos Negócios e Ética do UBS Código de Conduta nos Negócios e Ética do UBS Prefácio Este Código de Conduta nos Negócios e Ética do UBS (o Código) estabelece os princípios e práticas aos quais os funcionários e diretores do UBS estão

Leia mais

de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética ca Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Códig

de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética ca Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Códig de Ética Código CÓDIGO de Ética Código de Ética Código DE de Ética Código de Ética de Ética Código de Ética Código ÉTICA de Ética Código de Ética Código de Ética Fazendo Negócios com Integridade Realizamos

Leia mais

Código de Ética - Ultra

Código de Ética - Ultra Código de Ética - Ultra Ética na gestão - Equidade, transparência e responsabilidade - Cumprimento das leis - Desenvolvimento sustentável Ética nos relacionamentos - Acionistas e investidores - Colaboradores

Leia mais

Código de Conduta 08/2014

Código de Conduta 08/2014 Código de Conduta 08/2014 Índice 1. Sobre o Código... 4 2. Relações com Clientes... 5 3. Relações com Acionistas... 5 3.1. Informações Privilegiadas... 6 4. Responsabilidades dos Integrantes...7 4.1. Oportunidade

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA CÓDIGO DE ÉTICA

CÓDIGO DE ÉTICA CÓDIGO DE ÉTICA CÓDIGO DE ÉTICA 2004 CÓDIGO DE ÉTICA PASQUALE NATUZZI Fundador e Presidente do Grupo Natuzzi A missão do Grupo Natuzzi é criar valor com integridade: para clientes, colaboradores e acionistas. Criar valor

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta 2015 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ALIANSCE I. Abrangência A Aliansce, todas as sociedades, direta ou indiretamente por ela controladas ou sob mesmo controle, e os Shopping Centers

Leia mais

POLITICA DE QUALIDADE

POLITICA DE QUALIDADE CÓDIGO ÉTICA ÍNDICE: PALAVRA DO DIRETOR POLITICA DE QUALIDADE MISSÃO VISÃO VALORES CONFIDENCIALIDADE DE INFORMAÇÃO CLIENTES FORNECEDORES ACIONISTAS COMUNIDADE RESPONSABILIDADE SOCIAL IMPRENSA ORGÃOS GOVERNAMENTAIS

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA OUTUBRO/2007

CÓDIGO DE ÉTICA OUTUBRO/2007 OUTUBRO/2007 ÍNDICE Página 1. APRESENTAÇÃO 1 2. OBJETIVOS 1 3. NORMAS, PRINCÍPIOS E VALORES ÉTICOS 2 4. CONFLITOS DE INTERESSES 5 5. CONFIDENCIALIDADE 6 6. DÚVIDAS COM A APLICAÇÃO DO CÓDIGO DE ÉTICA 6

Leia mais

Índice. Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo

Índice. Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo Código de Conduta Índice Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo 3 4 5 6 9 Missão, Visão, Valores e Princípios Missão Visão Princípios Valores

Leia mais

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 Sumário 1 Introdução... 2 1.1 Finalidade do documento... 2 1.2 Abrangência... 2 2 Objetivos do código de conduta... 2 3 Princípios éticos... 3 4 Relações entre os Profissionais... 4 4.1 Oportunidade no

Leia mais

Hermes Chipp Diretor Geral do ONS

Hermes Chipp Diretor Geral do ONS Nossa vida é feita de escolhas. Seja no âmbito pessoal ou profissional, a cada dia escolhemos caminhos a trilhar. A ética deve ser a premissa básica para pautar as nossas opções cotidianas. O ONS, desde

Leia mais

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO OU FATO RELEVANTE QUEIROZ GALVÃO EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO S.A.

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO OU FATO RELEVANTE QUEIROZ GALVÃO EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO S.A. POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO OU FATO RELEVANTE QUEIROZ GALVÃO EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO S.A. I. PROPÓSITO, ABRAGÊNCIA E ESCOPO A presente Política de Divulgação de Ato ou Fato Relevante da QGEP tem como propósito

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA MAPFRE INVESTIMENTOS

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA MAPFRE INVESTIMENTOS CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA MAPFRE INVESTIMENTOS Riscos e Compliance Página 1 Colaborador MAPFRE Investimentos Código: MINV-P-009 Você está recebendo o Código de Conduta Ética da MAPFRE Investimentos, mais

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA Para a QUAY, o Código de Ética e Conduta evidencia o propósito da empresa de buscar o constante aperfeiçoamento de seus valores, respeitando a

Leia mais

Valorizamos as relações respeitosas, responsáveis e confiáveis com os diferentes públicos, interno e externo, em que não há espaço para:

Valorizamos as relações respeitosas, responsáveis e confiáveis com os diferentes públicos, interno e externo, em que não há espaço para: Introdução A BRMALLS é uma empresa que atua em diversos estados e para manter unida nossa companhia, nossos funcionários devem agir com base em valores e objetivos comuns. Isso se reflete nas atitudes

Leia mais

Padrões de Conduta de Negócios

Padrões de Conduta de Negócios Padrões de Conduta de Negócios A integridade da Dana está em suas mãos A importância destes padrões A Dana Holding Corporation e todas as suas subsidiárias devem conduzir os negócios de uma forma ética

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA PROFISSONAL da

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA PROFISSONAL da CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA PROFISSONAL da INDICE Página 1 Objectivos do Código de Ética..3 2 Missão e valores.3 3 Âmbito de aplicação 3 4 Publicação e actualizações..3 5 - Normas de conduta 3 5.1 - Lealdade

Leia mais

INSTITUIÇÃO COMUNITÁRIA DE CRÉDITO BLUMENAU SOLIDARIEDADE ICC BLUSOL

INSTITUIÇÃO COMUNITÁRIA DE CRÉDITO BLUMENAU SOLIDARIEDADE ICC BLUSOL INSTITUIÇÃO COMUNITÁRIA DE CRÉDITO BLUMENAU SOLIDARIEDADE ICC BLUSOL Ano 2013 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA Caro Colaborador Estamos entregando o Código de Ética e Conduta da Instituição, o qual fará parte

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA MENSAGEM DA PRESIDÊNCIA O Código de Conduta Ética das Empresas Concremat contempla os princípios que devem estar presentes nas relações da companhia com seus colaboradores, clientes,

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA Índice Nossos princípios diretivos 03 Proteção do patrimônio e uso dos ativos 04 Informação confidencial 05 Gestão e Tratamento dos Colaboradores 06 Conflitos de interesse 07

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA RESOLUÇÃO Nº 02/2004

CÓDIGO DE ÉTICA RESOLUÇÃO Nº 02/2004 CÓDIGO DE ÉTICA RESOLUÇÃO Nº 02/2004 O Conselho Diretor Nacional (CDN) do IBEF, no uso de suas atribuições estatutárias, leva ao conhecimento dos quadros sociais das seccionais membros do IBEF Nacional

Leia mais

TIPO DOC. RESOLUÇÃO CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA EMPRESARIAL DO SERPRO CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA EMPRESARIAL DO SERPRO

TIPO DOC. RESOLUÇÃO CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA EMPRESARIAL DO SERPRO CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA EMPRESARIAL DO SERPRO TPO DOC. 1/7 1. CONSDERAÇÕES O papel social de uma instituição vai além do que preveem as leis que a regem. O Serviço Federal de Processamento de Dados - SERPRO, ao prestar serviços baseados na tecnologia

Leia mais

.1 Comportamentos esperados

.1 Comportamentos esperados Normas de Conduta Normas de Conduta Este documento contém normas de conduta que devem ser respeitadas pelos diretores, auditores, líderes e todos os empregados do Grupo Pirelli, e também por todos que

Leia mais

POLÍTICA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO DO BANRISUL

POLÍTICA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO DO BANRISUL POLÍTICA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO DO BANRISUL A Política de Prevenção à Corrupção tem como objetivo dar visibilidade e registrar os princípios e valores éticos que devem nortear a atuação dos empregados,

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética Página 1 de 5 Código de Conduta e Ética 2012 Resumo A SAVEWAY acredita que seu sucesso está pautado na prática diária de elevados valores éticos e morais, bem como respeito às pessoas, em toda sua cadeia

Leia mais

2 CÓDIGO DE ÉTICA RUDLOFF

2 CÓDIGO DE ÉTICA RUDLOFF 2 CÓDIGO DE ÉTICA RUDLOFF ÍNDICE Sobre o Código de Ética... 05 Missão, Visão e Valores... 06 Colaboadores... 07 Legislação... 08 Conflito de Interesse... 09 Uso adequado dos Bens da Empresa... 10 Publicidade

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA. Autoridade de Gestão do Programa Operacional Regional do Norte 2014-2020

CÓDIGO DE CONDUTA. Autoridade de Gestão do Programa Operacional Regional do Norte 2014-2020 Autoridade de Gestão do Programa Operacional Regional do Norte 2014-2020 CONTROLO DO DOCUMENTO Versão Data de aprovação Descrição 1 07/09/2015 (ratificada a 09/09/2015) 2 17/12/2015 Código de Conduta do

Leia mais

Código de Conduta Fevereiro de 2014

Código de Conduta Fevereiro de 2014 Código de Conduta Fevereiro de 2014 Índice 1. Sobre o Código...03 2. Relações com Clientes... 04 3. Relações com os Acionistas... 04 3.1. Informações Privilegiadas... 05 4. Responsabilidades dos Integrantes...

Leia mais

Índice. Introdução... 4 Visão e Valores... 6 Responsabilidades... 8 Princípios Libra de Relacionamento... 10

Índice. Introdução... 4 Visão e Valores... 6 Responsabilidades... 8 Princípios Libra de Relacionamento... 10 Introdução... 4 Visão e Valores... 6 Responsabilidades... 8 Princípios Libra de Relacionamento... 10 1. Conflito de Interesses... 10 1.1 Parentesco... 11 1.2 Atividades Profissionais Paralelas... 11 1.3

Leia mais

Pacto Global da ONU MEIO AMBIENTE, que são derivados da Declaração do Rio Sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento:

Pacto Global da ONU MEIO AMBIENTE, que são derivados da Declaração do Rio Sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento: O Código de Ética e Conduta da G.C. Global Catering reflete o compromisso de alcançar os objetivos empresariais com responsabilidade social, valorizando seu relacionamento com empregados, clientes e fornecedores,

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA 07/2014

CÓDIGO DE CONDUTA 07/2014 CÓDIGO DE CONDUTA 07/2014 CÓDIGO DE CONDUTA 07/2014 ÍNDICE ÍNDICE 1. Sobre o Código... 04 2. Relações com Clientes.... 05 3. Relações com os Acionistas... 05 3.1. Informações Privilegiadas... 05 4. Responsabilidades

Leia mais

Código de Ética e de Conduta Empresarial

Código de Ética e de Conduta Empresarial O da Irmãos Parasmo S/A leva em consideração os elementos essenciais existentes nas suas relações com os seus diferentes públicos acionistas, clientes, colaboradores, fornecedores, prestadores de serviços,

Leia mais

A Cultura Sadia é a expressão do comportamento de cada um de nós e todos nós juntos.

A Cultura Sadia é a expressão do comportamento de cada um de nós e todos nós juntos. Disque Integridade: A Sadia se caracteriza pelo reconhecimento de sua marca e pela qualidade de seus produtos e serviços, que são fatores-chave na sua capacidade de competir e gerar resultados superiores.

Leia mais

BANCO DO BRASIL S.A. CESUP Licitações (SP) CREDENCIAMENTO 2011/0262 (7421) SL CREDENCIAMENTO Nº 2011/0262 (7421) SL

BANCO DO BRASIL S.A. CESUP Licitações (SP) CREDENCIAMENTO 2011/0262 (7421) SL CREDENCIAMENTO Nº 2011/0262 (7421) SL CREDENCIAMENTO Nº 2011/0262 (7421) SL OBJETO: Credenciamento de pessoa jurídica, inclusive empresa individual devidamente registrada no CREA ou CAU, cujo objeto social contemple atividades técnicas de

Leia mais

Visão Ser reconhecida pelos nossos clientes como uma das melhores provedoras brasileiras de serviços logísticos integrados.

Visão Ser reconhecida pelos nossos clientes como uma das melhores provedoras brasileiras de serviços logísticos integrados. 1. INTRODUÇÃO Os princípios éticos que orientam nossa atuação também fundamentam nossa imagem de empresa sólida e confiável. Este Código de Ética reúne as diretrizes que devem ser observadas em nossa ação

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta Índice Apresentação... 3 Principais Objectivos do Código... 3 Finalidade do Código de Ética... 4 Âmbito de Aplicação... 4 Serviço Público... 4 Missão... 5 Visão... 5 Responsabilidade

Leia mais

IINSTRUÇÃO DO SISTEMA. Código de conduta

IINSTRUÇÃO DO SISTEMA. Código de conduta 1 de 7 Revisão Data Assunto / revisão / modificação 00 16/04/15 Emissão Inicial. Nome Cargo Data Assinatura Consultor / Gerente EMITENTE Maciel Amaro Técnico / RD Valéria Ap. R. Amaro Diretora administrativa

Leia mais

ALUPAR INVESTIMENTO S.A. CNPJ/MF nº 08.364.948/0001-38 NIRE 35.300.335.325 CÓDIGO DE ÉTICA, CONDUTA & COMPLIANCE. 19 de janeiro de 2015

ALUPAR INVESTIMENTO S.A. CNPJ/MF nº 08.364.948/0001-38 NIRE 35.300.335.325 CÓDIGO DE ÉTICA, CONDUTA & COMPLIANCE. 19 de janeiro de 2015 ALUPAR INVESTIMENTO S.A. CNPJ/MF nº 08.364.948/0001-38 NIRE 35.300.335.325 CÓDIGO DE ÉTICA, CONDUTA & COMPLIANCE 19 de janeiro de 2015 I. INTRODUÇÃO O presente Código de Ética, Conduta & Compliance ( Código

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA 1 ÍNDICE CAPÍTULO 1 - INTRODUÇÃO... 3 1.1 Objetivo... 3 1.2 Abrangência... 3 1.3 Vigência... 3 1.4 Princípios... 3 1.5 Comitê de Ética e Conduta... 4 1.6 Disponibilidade... 4

Leia mais

Apresentação. Após a leitura, o colaborador deve atestar que se compromete a respeitar os padrões estabelecidos nesse documento.

Apresentação. Após a leitura, o colaborador deve atestar que se compromete a respeitar os padrões estabelecidos nesse documento. CÓDIGO DE ÉTICA 1 2 3 Apresentação Apresentamos a todos o Código de Ética do Banco A.J Renner S.A. Este código contém as orientações que devem ser seguidas individual e coletivamente na busca pela excelência

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. 1 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. Este código de ética e conduta foi aprovado pelo Conselho de Administração da INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. ( Companhia

Leia mais

MANUAL DE CONDUTA I INTRODUÇÃO:

MANUAL DE CONDUTA I INTRODUÇÃO: MANUAL DE CONDUTA I INTRODUÇÃO: A SKOPOS, em razão das atividades desenvolvidas, está sujeita a rigoroso controle de suas operações pela Comissão de Valores Mobiliários e demais órgãos reguladores do mercado

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE SUPRIMENTO DE MATERIAL E SERVIÇOS GSS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS

SUPERINTENDÊNCIA DE SUPRIMENTO DE MATERIAL E SERVIÇOS GSS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS ELETRONORTE SUPERINTENDÊNCIA DE SUPRIMENTO DE MATERIAL E SERVIÇOS GSS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS 1 2

Leia mais