REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA SAÚDE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA SAÚDE"

Transcrição

1 REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA SAÚDE ACTIVIDADES COLABORATIVAS TB/HIV EXPERIÊNCIA DE MOÇAMBIQUE 18ª Reunião do Núcleo do Grupo de Trabalho Global sobre TB/HIV e Seminário para intensificar a implementação das Actividades Colaborativas TB/HIV na África Anglófona de Abril 2013, Maputo-Moçambique

2 Contextualização População 23 milhões de pessoas (2012) Esperança de vida - 52 anos (INE) Prevalência de HIV 11,5% (INSIDA,2009) Taxa de mortalidade por HIV/SIDA em adultos por HIV é responsável por 40% das mortes em adultos e 10% em crianças (0-14) Co-infecção TB 1/3 das mortes em pessoas HIV+ (ICAM) Taxa de co-infecção de TB/HIV % em 2012 (relatório anual, 2012)

3 Estrutura organizacional

4 Actividades Colaborativas TB/HIV PNCT Redução do impacto do HIV nos doentes TB Providenciar o aconselhamento e testagem voluntária para HIV à todos os doentes com TB Tratamento preventivo com cotrimoxazol (TPC) Introduzir o TARV aos TB/HIV

5 Actividades Colaborativas TB/HIV PNC ITS/HIV/SIDA Redução do impacto da TB em PVHIV Rastreio precoce e Intensificado da TB Tratamento preventivo com Isoniazida (TPI) Controlo da transmissão da Infecção por TB nas unidades sanitárias e conglomerados Acesso universal ao TARV

6 Documentos orientadores Normas OMS Normas TB/HIV nacionais Actualizadas em 2010 mas implementadas em 2012 para TARV universal para co-infectado TB/HIV Em curso elaboração do guião TB/HIV Política e Plano Nacional de Controlo da Infecção para a Tuberculose em Unidades Sanitárias e ambientes conglomerados de Moçambique PEN III Plano Estrategico Nacional de Combate ao HIV/SIDA Plano de aceleração da resposta ao HIV Plano Estratégico do PNCT

7 Situação actual

8 Diagnóstico do HIV no Sector de TB Teste do HIV no Sector de TB Sero prevalência do HIV no Sector de TB Casos de TB Casos de TB Testado para o HIV % Testado % 83.6% 87.8% 89.4% 87.3% 100% 90% 80% % 60% % % 30% % 10% % Taxa de co-infecção de TB/HIV %

9 Rastreio da TB e TPI no Sector de HIV % % 80% % % 44% 60% 50% 40% Novos Inscritos HIV HIV+ rastreado para TB HIV+ em TPI % rastreado para TB % 30% % em TPI % 13% 6% 5% 1% % 10% 0%

10 Provisão de TARV (base hospitalar) % 90% 80% 70% 60% 54.6% 50% 40% 30.1% 28.9% 30% 25.4% 22.1% 20% 10% 0% TB/HIV+ no Séctor TB TB/HIV+ em TARV % TB/HIV+ em TARV Dados de base populacional cobertura TARV 20%

11 Perspectivas Plano Estratégico do PNCT Aumentar o rastreio Intensificado de HIV em pacientes com a Tuberculose de 89% em 2011 para 95% em Aumentar a cobertura de Cotrimoxazol de 91% em 2011 para 96% em 2017 Em curso elaboração do plano de aceleração para a resposta ao HIV 2013 á 2015 que tem como um dos objectivos: Reduzir a mortalidade em pacientes com coinfecção TB/HIV em 50%, até 2015

12 Rastreio de TB e TPI no Sector de HIV % % 90% 90% 80% % 70% % 42% 39% 34% 33% 23% 17% 13% 1% 6% 5% % 50% 40% 30% 20% 10% 0% Novos Inscritos HIV HIV+ rastreado para TB HIV+ em TPI % rastreado para TB % em TPI

13 Provisão de TPC/TARV no Sector de TB % 87% 97% 91% 87% 93% 95% 96% 80% 90% 100% 90% 80% % 70% % 60% 50% Nº de TB/HIV+ Nº de TB/HIV+ em TPC Nº de TB/HIV+ em TARV % 22% 25% 29% 40% 30% 20% % TB/HIV+ em TPC % TB/HIV+ em TARV 10% %

14 Como aumentar a cobertura TARV? Implementar um modelo paragem única para TB/HIV em todas as US s que oferecem TARV US TARV (316) vs US TB (1350) RH, infra-estruturas Carga de trabalho vs qualidade Melhorar a capacidade de diagnóstico da TB em crianças e adultos Estabelecer capacidade de raio X nos hospitais rurais e distritais Aumentar a rede de microscopia Expandir GeneXpert em todo Moçambique

15 Actividades comunitárias Tuberculose DOT comunitário Fase intensiva e de manutenção HIV GAAC (grupos de apoio a adesão comunitária) Rastreio regular para TB intensificar o rastreio Como integrar estas actividades comunitárias para o benefício do paciente co-infectado TB/HIV DOT vs dispensa mensal de ARV s Paragem única comunitária (DOT)

16 Monitoria e avalição O Programa da TB sempre colheu e reportou a informação das actividades colaborativas TB/HIV dos dois sectores Actualmente, desde meados de 2011, os registos do Programa do HIV já integram indicadores TB/HIV do seu sector

17 Resumo Anual de HIV

18 Resumo da TB

19 Desafios Expansão da rede laboratorial (microscopia e GeneXpert); Recursos humanos; implementação das novas tecnologias para a melhoria do diagnóstico, tratamento e seguimento dos casos co infectados; Implementação da ESTRATÉGIA DE PARAGEM ÚNICA TB/HIV (OSM); TPI; Disgnóstico e manejo dos caso de TB infantil; Manejo dos caso de TB MR; Monitoria e avaliação; Recursos financeiros.

20 Obrigado

Coinfecção TB HIV Recomendações. Marli Marques Gerente Técnica do PCT/PCH/SES/MS

Coinfecção TB HIV Recomendações. Marli Marques Gerente Técnica do PCT/PCH/SES/MS Coinfecção TB HIV Recomendações Marli Marques Gerente Técnica do PCT/PCH/SES/MS Tuberculose no Brasil 70 mil casos novos de TB notificados em 2011 4,6 mil mortes em 2010 17º país em número de casos entre

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA DE UM ASSISTENTE TÉCNICO PARA O TARV PEDIÁTRICO NA REGIÃO DE NAMPULA MOÇAMBIQUE

TERMOS DE REFERÊNCIA DE UM ASSISTENTE TÉCNICO PARA O TARV PEDIÁTRICO NA REGIÃO DE NAMPULA MOÇAMBIQUE TERMOS DE REFERÊNCIA DE UM ASSISTENTE TÉCNICO PARA O TARV PEDIÁTRICO NA REGIÃO DE NAMPULA MOÇAMBIQUE Moçambique é um dos dez países no mundo mais atingido pelo HIV/SIDA com uma prevalência de 16.2%. Devido

Leia mais

Relatório Anual de Progresso das Actividades de Combate ao HIV e SIDA 2013

Relatório Anual de Progresso das Actividades de Combate ao HIV e SIDA 2013 República de Moçambique Conselho Nacional de Combate ao HIV e SIDA Secretariado Executivo Relatório Anual de Progresso das Actividades de Combate ao HIV e SIDA 2013 i LISTA DE ABREVIATURAS E ACRÓNIMOS

Leia mais

República de Moçambique Conselho Nacional de Combate ao SIDA. Resposta Global à SIDA Relatório do Progresso, 2016 MOÇAMBIQUE

República de Moçambique Conselho Nacional de Combate ao SIDA. Resposta Global à SIDA Relatório do Progresso, 2016 MOÇAMBIQUE República de Moçambique Conselho Nacional de Combate ao SIDA Resposta Global à SIDA Relatório do Progresso, 2016 MOÇAMBIQUE Abril 2016 Agradecimentos O Relatório do Progresso da Resposta Global ao SIDA

Leia mais

Propriedade Intelectual nos Países de língua Portuguesa

Propriedade Intelectual nos Países de língua Portuguesa Propriedade Intelectual nos Países de língua Portuguesa Politicas de Saúde e AIDS Moçambique Eusébio Chaquisse, MD, MIH Universidade Lúrio - Nampula Introdução: Moçambique possui uma população 20 milhões

Leia mais

Relatório de Avaliação

Relatório de Avaliação República de Moçambique Conselho Nacional de Combate ao HIV e SIDA Secretariado Executivo Plano Estratégico Nacional de Resposta ao HIV e SIDA - PEN III (2010-2014) Relatório de Avaliação Maputo, 19 de

Leia mais

SITUAÇÃO DA TUBERCULOSE NAS FAA

SITUAÇÃO DA TUBERCULOSE NAS FAA Forças Armadas Angolanas Estado Maior General Direcção dos Serviços de Saúde SITUAÇÃO DA TUBERCULOSE NAS FAA Capitão de M. Guerra/ Médico Isaac Francisco Outubro/2014 Caracterização de Angola Capital:

Leia mais

POLÍTICA BRASILEIRA DE ENFRENTAMENTO DA AIDS

POLÍTICA BRASILEIRA DE ENFRENTAMENTO DA AIDS Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais POLÍTICA BRASILEIRA DE ENFRENTAMENTO DA AIDS RESULTADOS, AVANÇOS E PERSPECTIVAS A Epidemia Prevenção Diagnóstico Assistência e Tratamento Sustentabilidade e

Leia mais

HIV/TB Desafios. MD Teresinha Joana Dossin Infectologista HNSC / Hospital Sanatório Partenon

HIV/TB Desafios. MD Teresinha Joana Dossin Infectologista HNSC / Hospital Sanatório Partenon HIV/TB Desafios MD Teresinha Joana Dossin Infectologista HNSC / Hospital Sanatório Partenon AIDS no Brasil De 1980 até junho de 2011, o Brasil tem 608.230 casos de AIDS registrados Em 2010, taxa de incidência

Leia mais

1. SUMÁRIO EXECUTIVO 2. GERAÇÃO BIZ

1. SUMÁRIO EXECUTIVO 2. GERAÇÃO BIZ 1. SUMÁRIO EXECUTIVO O Programa Geração Biz (PGB) é um programa de promoção de Saúde Sexual e Reprodutiva e prevenção do HIV que teve o seu inicio em 1999, como um projectopiloto na Cidade de Maputo e

Leia mais

Impacto da infecção pelo HIV nas ações de controle de TB grandes centros urbanos. Tuberculose e HIV/Aids no Brasil

Impacto da infecção pelo HIV nas ações de controle de TB grandes centros urbanos. Tuberculose e HIV/Aids no Brasil Impacto da infecção pelo HIV nas ações de controle de TB grandes centros urbanos III Encontro Nacional de Tuberculose Salvador - Bahia 21 de junho/28 Leda Fátima Jamal Centro de Referência e Treinamento

Leia mais

Plano de Qualificação das Linhas de Cuidados da Transmissão Vertical do HIV e da Sífilis nos Estados do Semiárido e Amazônia Legal

Plano de Qualificação das Linhas de Cuidados da Transmissão Vertical do HIV e da Sífilis nos Estados do Semiárido e Amazônia Legal Plano de Qualificação das Linhas de Cuidados da Transmissão Vertical do HIV e da Sífilis nos Estados do Semiárido e Amazônia Legal O que é Transmissão Vertical HIV e Sífilis? A transmissão vertical do

Leia mais

1ª CONFERÊNCIA SOBRE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL ANGOLA

1ª CONFERÊNCIA SOBRE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL ANGOLA 1ª CONFERÊNCIA SOBRE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL ANGOLA Fórum de Responsabilidade Social Corporativa () das Empresas Petrolíferas em Angola 1 Objectivos da da partes interessadas da final 2 Objectivos

Leia mais

Figura 1: Processo de implementação da Rede Social. 04

Figura 1: Processo de implementação da Rede Social. 04 Índice de Quadros, Gráficos, Imagens, Figuras e Diagramas Introdução 01 Figura 1: Processo de implementação da Rede Social. 04 Parte I: Enquadramentos da Intervenção Social no Concelho de Bragança 08 Quadro

Leia mais

Proposta de Cronograma de Acções Para a Reorientação e Reorganização do SIS (Versão -Final - de 30/06/06)

Proposta de Cronograma de Acções Para a Reorientação e Reorganização do SIS (Versão -Final - de 30/06/06) Proposta de Cronograma de Acções Para a Reorientação e Reorganização do SIS (Versão - - de 30/06/06) 1. Focar o SIS sobre o Estado de Saúde da população e o desempenho do SNS 1.1. Elaborar proposta de

Leia mais

As tendências do Sistema Único de Saúde FGV 2009 1693 A Cidade de Curitiba 1916 2009 316 anos Missão da SMS Planejar e executar a política de saúde para o Município de Curitiba, responsabilizando- se pela

Leia mais

Avanços no Controle da Tuberculose no Brasil

Avanços no Controle da Tuberculose no Brasil Avanços no Controle da Tuberculose no Brasil CGPNCT / DEVEP Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde tuberculose@saude.gov.br Março/2015 Tuberculose no Mundo Um terço da população está infectada

Leia mais

Manual do facilitador

Manual do facilitador Manual do facilitador Introdução Este manual faz parte do esforço para institucionalizar o sistema de informação de uma maneira coordenada a fim de que as informações possam ser de acesso de todos que

Leia mais

Central Internacional de Compra de Medicamentos (UNITAID)

Central Internacional de Compra de Medicamentos (UNITAID) Central Internacional de Compra de Medicamentos (UNITAID) Mecanismos Financeiros Inovadores para o Combate à Pobreza e à Fome Por Carlos André Passarelli Programa Nacional de DST e Aids / SVS/ MS Antecedentes

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 50/VIII RECOMENDAR AO GOVERNO QUE REFORCE UM PROGRAMA ESPECÍFICO SÉRIO DE COMBATE À TUBERCULOSE A longa história da tuberculose está repleta de imagens quase míticas de epidemias,

Leia mais

TRANSMISSÃO VERTICAL DO HIV

TRANSMISSÃO VERTICAL DO HIV TRANSMISSÃO VERTICAL DO HIV VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA PROGRAMA ESTADUAL DE DST/AIDS DE SÃO PAULO MAIO 2014 SITUAÇÃO E METAS GLOBAIS - UNAIDS ELIMINAR INFECÇÕES PELO HIV EM CRIANÇAS E REDUZIR MORTE MATERNA

Leia mais

POLÍTICA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MOÇAMBIQUE SOBRE HIV/SIDA

POLÍTICA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MOÇAMBIQUE SOBRE HIV/SIDA POLÍTICA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MOÇAMBIQUE SOBRE HIV/SIDA PREÂMBULO A Universidade Católica de Moçambique, reconhecendo que o País enfrenta actualmente uma devastadora pandemia do HIV/SIDA; cumprindo

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO PAINEL DE CONTROLO PARA A GESTÃO DO BENEFICIÁRIO PRINCIPAL ANEXOS 1-7

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO PAINEL DE CONTROLO PARA A GESTÃO DO BENEFICIÁRIO PRINCIPAL ANEXOS 1-7 MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO PAINEL DE CONTROLO PARA A GESTÃO DO BENEFICIÁRIO PRINCIPAL ANEXOS 1-7 Versão 24 de fevereiro de 2016 Esta publicação é possível graças ao apoio do povo Americano

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA, IOLANDA CINTURA SEUANE, MINISTRA DA MULHER E DA ACÇÃO SOCIAL DE MOÇAMBIQUE SOBRE O TEMA DESAFIOS DA PROTECÇÃO SOCIAL PARA ALCANÇAR A SEGURANÇA ALIMENTAR

Leia mais

Caracterização Diagnóstica da Região Norte. Nós Críticos: sinalização e consequências

Caracterização Diagnóstica da Região Norte. Nós Críticos: sinalização e consequências Seminário NORTE 2015 O Desenvolvimento Regional no Novo Horizonte Europeu: O caso do Norte de Portugal 25.Maio.2005 INCLUSÃO SOCIAL FERNANDA RODRIGUES Estrutura da Apresentação Inclusão Social vs Exclusão

Leia mais

República de Moçambique Ministério da Saúde. Relatório sobre as Boas Práticas do SIS Moçambique

República de Moçambique Ministério da Saúde. Relatório sobre as Boas Práticas do SIS Moçambique República de Moçambique Ministério da Saúde Relatório sobre as Boas Práticas do SIS Moçambique Elaborado por: Drª Ercília de Almeida Junho de 2007 Introdução O sistema de informação de Saúde em Moçambique

Leia mais

Perspectivas de Desenvolvimento das Comunicações

Perspectivas de Desenvolvimento das Comunicações O PAPEL DAS COMUNICAÇÕES NO CRESCIMENTO ECONÓMICO Perspectivas de Desenvolvimento das Comunicações Apresentaçāo: Ema Maria dos Santos Chicoco PCA Autoridade Reguladora das Comunicações de Moçambique (INCM)

Leia mais

Id: 39056 (48 years)

Id: 39056 (48 years) Foto não disponível Id: 39056 (48 years) DADOS PESSOAIS: Gênero: Masculino País: Mozambique, Região: Maputo, Cidade: Maputo Ver CV completo Grave o CV TRABALHO DESEJADO: Tipo de trabalho: A tempo inteiro

Leia mais

REGULAMENTO GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS - EMPRESAS DO GRUPO METALCON -

REGULAMENTO GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS - EMPRESAS DO GRUPO METALCON - REGULAMENTO GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS - EMPRESAS DO GRUPO METALCON - 1 ÍNDICE 1. Enquadramento. 3 3. Princípios orientadores da Politica de Gestão de Recursos Humanos..... 4 A) Recrutamento..... 6 B)

Leia mais

Objectivos de Desenvolvimento do Milénio

Objectivos de Desenvolvimento do Milénio Em 2000, 189 chefes de Estado e de Governo assinaram a Declaração do Milénio que levou à formulação de 8 objectivos de desenvolvimento, a alcançar entre 1990 e 2015. Os ODM - Objectivos de Desenvolvimento

Leia mais

RUMO Á UMA GERAÇÃO LIVRE DO SIDA

RUMO Á UMA GERAÇÃO LIVRE DO SIDA RUMO Á UMA GERAÇÃO LIVRE DO SIDA Crianças e o SIDA Sexto Relatório de Balanço, 2013 Unidos pelas crianças Unidos contra o SIDA Os relatórios de balanço sobre as Crianças e o SIDA são as principais publicações

Leia mais

BIBLIOTECA VIRTUAL DE SAÚDE PROGRESSOS EM MOÇAMBIQUE

BIBLIOTECA VIRTUAL DE SAÚDE PROGRESSOS EM MOÇAMBIQUE BIBLIOTECA VIRTUAL DE SAÚDE PROGRESSOS EM MOÇAMBIQUE Se a informação é tão importante para a Saúde Pública, como conseguir que ela esteja disponível de forma democrática e completa? Convidamos a sociedade

Leia mais

YOUR LOGO. Investir na mulher pode ser uma etapa importante na prevenção e combate ao HIV/SIDA. Nome do participante: Boaventura Mandlhate

YOUR LOGO. Investir na mulher pode ser uma etapa importante na prevenção e combate ao HIV/SIDA. Nome do participante: Boaventura Mandlhate YOUR LOGO PLEASE FEEL FREE TO ADD YOUR OWN BACKGROUND Investir na mulher pode ser uma etapa importante na prevenção e combate ao HIV/SIDA. Nome do participante: Boaventura Mandlhate Categoria: MEDIA, saúde

Leia mais

Política e Plano Nacional de Controlo da Infecção para a Tuberculose em Unidades Sanitárias e ambientes conglomerados de Moçambique

Política e Plano Nacional de Controlo da Infecção para a Tuberculose em Unidades Sanitárias e ambientes conglomerados de Moçambique u Ministério da Saúde Direcção Nacional de Saúde Pública Programa Nacional de Controlo da Tuberculose Política e Plano Nacional de Controlo da Infecção para a Tuberculose em Unidades Sanitárias e ambientes

Leia mais

Promoção da Saúde e Prevenção da Doença

Promoção da Saúde e Prevenção da Doença Faculdade de Medicina de Lisboa Instituto de Medicina Preventiva Disciplina de Medicina Geral e Familiar (5º Ano) Promoção da Saúde e Prevenção da Doença Medicina Curativa e Medicina Preventiva Saúde versus

Leia mais

Anexo I: Termos de Referencia

Anexo I: Termos de Referencia Anexo I: Termos de Referencia República de Angola Governo Provincial de Luanda Administração Municipal de Viana Repartição Municipal de Saúde de Viana TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A AVALIAÇÃO FINAL EXTERNA

Leia mais

MEDICUS MUNDI EM MOÇAMBIQUE A NOSSA PROPOSTA: CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS: VAMOS TORNÁ-LOS REALIDADE

MEDICUS MUNDI EM MOÇAMBIQUE A NOSSA PROPOSTA: CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS: VAMOS TORNÁ-LOS REALIDADE MEDICUS MUNDI EM MOÇAMBIQUE A NOSSA PROPOSTA: CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS: VAMOS TORNÁ-LOS REALIDADE Cuidados de Saúde Primários em Moçambique Já foi há mais de 30 anos que o sonho de Saúde para todos

Leia mais

Programa Nacional de Luta Contra a Tuberculose Ponto da Situação Epidemiológica e de Desempenho (dados provisórios)

Programa Nacional de Luta Contra a Tuberculose Ponto da Situação Epidemiológica e de Desempenho (dados provisórios) Programa Nacional de Luta Contra a Tuberculose Ponto da Situação Epidemiológica e de Desempenho (dados provisórios) Dia Mundial da Tuberculose 24 de março de 2013 Índice Introdução... 3 Metodologia...

Leia mais

O ESTADO DO PARÁ 8 m acrorregiões macrorregiões d e de saúde 23 regiões de saúde

O ESTADO DO PARÁ 8 m acrorregiões macrorregiões d e de saúde 23 regiões de saúde Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado de Saúde Pública Diretoria de Políticas de Atenção Integral a Saúde Oficina de Trabalho "Troca de Experiências em Carreiras, Remuneração por Desempenho e

Leia mais

Guião Estratégico-Operacional para Implementação das Unidades de Aconselhamento e Testagem em Saúde (UATS)

Guião Estratégico-Operacional para Implementação das Unidades de Aconselhamento e Testagem em Saúde (UATS) República de Moçambique Ministério da Saúde Direcção Nacional da Assistência Mé 3 dica Programa Nacional de Combate às ITS/HIV/SIDA Guião Estratégico-Operacional para Implementação das Unidades de Aconselhamento

Leia mais

Programa da Diabetes das FAA

Programa da Diabetes das FAA Programa da Diabetes das FAA Sabrina Coelho da Cruz Diabetologista do Hospital Militar Principal/Instituto Superior Coordenadora da Comissão da Diabetes do HMP/IS Coordenadora do Programa da Diabetes nas

Leia mais

ÁREA TÉCNICA DA TUBERCULOSE

ÁREA TÉCNICA DA TUBERCULOSE SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA DE DOENÇAS E AGRAVOS ENDÊMICOS ÁREA TÉCNICA DA TUBERCULOSE MATO GROSSO NOVEMBRO/2009 TUBERCULOSE

Leia mais

Seleção das recomendações de Integração e Continuidade de Cuidados

Seleção das recomendações de Integração e Continuidade de Cuidados ANEXO AO ROTEIRO DE INTERVENÇÃO EM ARTICULAÇÃO E CONTINUIDADE DE CUIDADOS ANEXO II Seleção das recomendações de Integração e Continuidade de Cuidados Autores: Ana Dias (doutoranda da Universidade de Aveiro

Leia mais

das Doenças Cérebro Cardiovasculares

das Doenças Cérebro Cardiovasculares Programa Regional de Prevenção e Controlo das Doenças Cérebro Cardiovasculares Índice Siglas e Acrónimos... 2 1. Contextualização... 3 2. População Alvo... 3 3. Objectivos... 4 4. Indicadores para Avaliação

Leia mais

Instituto Nacional para a Reabilitação, I.P. Olhar e Pensar a Deficiência Encontros Temáticos da Rede Social

Instituto Nacional para a Reabilitação, I.P. Olhar e Pensar a Deficiência Encontros Temáticos da Rede Social Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência Instituto Nacional para a Reabilitação, I.P. Olhar e Pensar a Deficiência Encontros Temáticos da Rede Social O INR O INR, I.P.

Leia mais

IMPACTO DA CONVOCATÓRIA AUTOMÁTICA NO RASTREIO DO CANCRO DA MAMA NOS CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS

IMPACTO DA CONVOCATÓRIA AUTOMÁTICA NO RASTREIO DO CANCRO DA MAMA NOS CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS IMPACTO DA CONVOCATÓRIA AUTOMÁTICA NO RASTREIO DO CANCRO DA MAMA NOS CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS FÁBIA GAMA SILVA ORIENTADOR: PROF. DR. EVANGELISTA ROCHA CO ORIENTADOR: MESTRE PAULO JORGE NICOLA INTRODUÇÃO

Leia mais

Programa do X Governo Regional. Programa do X Governo dos Açores - Área da Saúde

Programa do X Governo Regional. Programa do X Governo dos Açores - Área da Saúde Programa do X Governo dos Açores - Área da Saúde Ponta Delgada, 26 de Novembro de 2008 6 Saúde A saúde é um factor essencial no desenvolvimento do bem-estar da população, e a qualidade neste sector aparece

Leia mais

Tema: OBJECTIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILENIO

Tema: OBJECTIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILENIO DIRECÇÃO PROVINCIAL DE RECURSOS MINERAIS E ENERGIA DE MANICA Tema: OBJECTIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILENIO Manica, 30 Junho à 04 Julho 2008 Elaborado por: José F. Quelhas Av. 25 de Setembro, 1218-2 o

Leia mais

Status quo e processos estratégicos da FP em Moçambique Angola-Luanda Março 2012

Status quo e processos estratégicos da FP em Moçambique Angola-Luanda Março 2012 Status quo e processos estratégicos da FP em Moçambique Angola-Luanda Março 2012 02.04.2012 Seite 1 Estrutura de Apresentação 1. Enquadramento e Desafios 2. Reforma da Educação Profissional 3. Programa

Leia mais

dos alunos, trabalhadores e demais população utilizadora dos vossos serviços.

dos alunos, trabalhadores e demais população utilizadora dos vossos serviços. PLANO DE CONTINGÊNCIA DA GRIPE A (H1N1) A Direcção do Externato Frei Luís Sousa recebeu solicitação, do Centro Saú Almada/Autorida Saú, do envio confirmação da existência um Plano Contingência da Gripe

Leia mais

Mãe assegurando seu bebé recém-nascido no Centro de Saúde da Ponta

Mãe assegurando seu bebé recém-nascido no Centro de Saúde da Ponta Edição nº 3 Dezembro de 2012 The Clinical HIV/AIDS Services Strengthening Project in Sofala, Manica and Tete Editorial O segundo ano de assistência técnica às Saúde na comunidade (ATS-C) a um total de

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO NACIONAL DE CONTROLO DA TB EM MOÇAMBIQUE, 2008-2012. ÍNDICE AGRADECIMENTOS...4 LISTA DE ABREVIATURAS...5 PREFÁCIO...

PLANO ESTRATÉGICO NACIONAL DE CONTROLO DA TB EM MOÇAMBIQUE, 2008-2012. ÍNDICE AGRADECIMENTOS...4 LISTA DE ABREVIATURAS...5 PREFÁCIO... ÍNDICE AGRADECIMENTOS...4 LISTA DE ABREVIATURAS...5 PREFÁCIO...7 1. INTRODUÇÃO...9 1.1 O PERFIL DO PAÍS...9 1.1.1 GEOGRÁFICO E DEMOGRÁFICO...9 1.1.2 ESTRUTURA ADMINISTRATIVA...9 1.1.3 INDICADORES SÓCIO-ECONÓMICOS...9

Leia mais

Economia Política da Prevenção e Tratamento das DST e Aids

Economia Política da Prevenção e Tratamento das DST e Aids IV Congresso Brasileiro de Prevenção das DST e AIDS Economia Política da Prevenção e Tratamento das DST e Aids Sérgio Francisco Piola Belo Horizonte, 7 de novembro de 2006. O Programa Brasileiro tem tido

Leia mais

Relatório de Progresso da Resposta Global à SIDA (GARPR, 2014) República de Angola

Relatório de Progresso da Resposta Global à SIDA (GARPR, 2014) República de Angola REPUBLÍCA DE ANGOLA MINISTÉRIO DA SAÚDE INSTITUTO NACIONAL DE LUTA CONTRA A SIDA Relatório de Progresso da Resposta Global à SIDA (GARPR, 2014) República de Angola Maio de 2014 1 2 Índice I. Breve estado

Leia mais

REGULAMENTO GABINETE DE APOIO PSICOSOCIAL DA FREGUESIA DE AVENIDAS NOVAS

REGULAMENTO GABINETE DE APOIO PSICOSOCIAL DA FREGUESIA DE AVENIDAS NOVAS REGULAMENTO GABINETE DE APOIO PSICOSOCIAL DA FREGUESIA DE AVENIDAS NOVAS Nota Justificativa Considerando que são atribuições da freguesia a promoção e salvaguarda dos interesses próprios das respetivas

Leia mais

Versão de 11 de Julho de 2013

Versão de 11 de Julho de 2013 Moçambique: Avaliação do Pessoal na Área de Saúde Materna e Neonatal Revisão Documental Sumário Executivo Com o apoio da H4+ High Burden Countries Initiative Preparado pelo: Secretariado e Grupo Técnico

Leia mais

Programa Estadual de Controle da Tuberculose. Coordenadora: Nardele Maria Juncks Equipe: Márcia Aparecida Silva Sônia Maura Coelho Mariana Hoffelder

Programa Estadual de Controle da Tuberculose. Coordenadora: Nardele Maria Juncks Equipe: Márcia Aparecida Silva Sônia Maura Coelho Mariana Hoffelder SANTA CATARINA Programa Estadual de Controle da Tuberculose Coordenadora: Nardele Maria Juncks Equipe: Márcia Aparecida Silva Sônia Maura Coelho Mariana Hoffelder tuberculose@saude.sc.gov.br SECRETARIA

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA (AUDIÊNCIA PÚBLICA) REQUERIMENTO Nº, DE 2012. (Da Sra. Benedita da Silva)

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA (AUDIÊNCIA PÚBLICA) REQUERIMENTO Nº, DE 2012. (Da Sra. Benedita da Silva) COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA (AUDIÊNCIA PÚBLICA) REQUERIMENTO Nº, DE 2012 (Da Sra. Benedita da Silva) Requer a realização de Audiência Pública para discutir a continuidade e ampliação do trabalho

Leia mais

CRIANÇAS ÓRFÃS E VULNERÁVEIS NO CONTEXTO DO HIV/SIDA EM MOÇAMBIQUE

CRIANÇAS ÓRFÃS E VULNERÁVEIS NO CONTEXTO DO HIV/SIDA EM MOÇAMBIQUE CRIANÇAS ÓRFÃS E VULNERÁVEIS NO CONTEXTO DO HIV/SIDA EM MOÇAMBIQUE CRIANÇAS ÓRFÃS E VULNERÁVEIS NO CONTEXTO DO HIV/SIDA EM MOÇAMBIQUE HIV/SIDA em Moçambique O HIV/SIDA é a ameaça mais séria que Moçambique

Leia mais

ESTATUTO DA ASSCODECHA

ESTATUTO DA ASSCODECHA ESTATUTO DA ASSCODECHA ASSCODECHA ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA PARA O DESENVOLVIMENTO DO CHAMANCULO ESTATUTO DA ASSCODECHA CAPITULO PRIMEIRO DENOMINAÇÃO, NATUREZA, DURAÇÃO, SEDE, OBJECTIVOS E ACTIVIDADES ARTIGO

Leia mais

Programa Nacional para a Diabetes. Orientações Programáticas

Programa Nacional para a Diabetes. Orientações Programáticas Programa Nacional para a Diabetes Orientações Programáticas 1 - Enquadramento O Programa Nacional de Controlo da Diabetes existe, em Portugal, desde a década de setenta, tendo sido atualizado e revisto

Leia mais

Tax News Flash nº1/2012 Os impostos peça a peça

Tax News Flash nº1/2012 Os impostos peça a peça 3 de Fevereiro de 2012 Tax News Flash nº1/2012 Os impostos peça a peça Lei do Mecenato Foi aprovada, no passado dia 18 de Janeiro, pela Assembleia Nacional, a Lei do Mecenato. A Lei do Mecenato, agora

Leia mais

Competências Farmacêuticas Farmácia Comunitária Versão 23.xi.15

Competências Farmacêuticas Farmácia Comunitária Versão 23.xi.15 Competências Farmacêuticas Farmácia Comunitária Versão 23.xi.15 1 Competência* reparar manipulados e formulações extemporâneas de medicamentos e produtos de saúde Conteúdos* Tipo de 2 Competência* Aquisição

Leia mais

TORs da Avaliação do CCF Julho, 2014

TORs da Avaliação do CCF Julho, 2014 1. CONTEXTO AVALIAÇÃO DO CENTRO CRIANÇA FELIZ Termos de Referência O projecto Centro Criança Feliz é uma iniciativa da IBIS Moçambique, concebida e por si implementada desde 2008. O projecto surgiu no

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA SAÚDE Direcção de Planificação e Cooperação. Departamento de Monitoria e Avaliação. Maputo, Junho de 2012

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA SAÚDE Direcção de Planificação e Cooperação. Departamento de Monitoria e Avaliação. Maputo, Junho de 2012 REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA SAÚDE Direcção de Planificação e Cooperação Departamento de Monitoria e Avaliação Maputo, Junho de 2012 Índice 1. Introdução e Contexto... 1 1.1 Justificação para

Leia mais

Descrição de funções VNU

Descrição de funções VNU Descrição de funções VNU Preâmbulo: O programa Voluntários das Nações Unidas (VNU) é no seio das Nações Unidas, a organização que a nível mundial se encarrega de promover o voluntariado em prol da paz

Leia mais

OF/AMUCC-043/2013 - ADV Florianópolis, 02 de maio de 2013.

OF/AMUCC-043/2013 - ADV Florianópolis, 02 de maio de 2013. OF/AMUCC-043/2013 - ADV Florianópolis, 02 de maio de 2013. Exmo Sr. Dr. Maurício Pessutto MD Procurador da República Procuradoria da República em Santa Catarina Rua Pascoal Apóstolo Pitsica, nº 4876, torre

Leia mais

DST/Aids e Rede Básica : Uma Integração Necessária. Programa Estadual de DST/AIDS de São Paulo

DST/Aids e Rede Básica : Uma Integração Necessária. Programa Estadual de DST/AIDS de São Paulo DST/Aids e Rede Básica : Uma Integração Necessária Programa Estadual de DST/AIDS de São Paulo DST/AIDS E ATENÇÃO BÁSICA O Sistema Único de Saúde ( SUS ) preconiza a descentralização,hierarquização e territorialização

Leia mais

Protecção Social em Moçambique

Protecção Social em Moçambique Republica de Moçambique Missão de Estudo Brasil - África de Cooperação e Promoção da Protecção Social Protecção Social em Moçambique Brasília, 25 de Agosto de 2008 Protecção Social em Moçambique Protecção

Leia mais

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE QUADRO GERAL PARA REDUZIR O PESO DA TB/HIV WHO/CDS/TB/2002.296 WHO/HIV-AIDS/2002.2

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE QUADRO GERAL PARA REDUZIR O PESO DA TB/HIV WHO/CDS/TB/2002.296 WHO/HIV-AIDS/2002.2 ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE QUADRO GERAL PARA REDUZIR O PESO DA TB/HIV WHO/CDS/TB/2002.296 WHO/HIV-AIDS/2002.2 WHO/CDS/TB/2002.296 WHO/HIV_AIDS/2002.2 Original: Inglês Distr.: Geral QUADRO GERAL ESTRATÉGICO

Leia mais

Planificação dos Serviços Farmacêuticos

Planificação dos Serviços Farmacêuticos Planificação dos Serviços Farmacêuticos As modificações introduzidas na Farmácia Hospitalar nas últimas duas décadas Pressupôs uma reorganização e uma nova planificação das estruturas existentes Objectivos

Leia mais

Programa Nacional de Controle da Tuberculose

Programa Nacional de Controle da Tuberculose Programa Nacional de Controle da Tuberculose FERNANDA DOCKHORN COSTA CGPNCT / DEVIT Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde tuberculose@saude.gov.br Julho/ 2016 Tuberculose no Brasil - 2015

Leia mais

Construção de um sistema de monitoramento da epidemia de aids: Desafios e Lições Aprendidas

Construção de um sistema de monitoramento da epidemia de aids: Desafios e Lições Aprendidas Construção de um sistema de monitoramento da epidemia de aids: Desafios e Lições Aprendidas XVIII Congresso Mundial de Epidemiologia Porto Alegre, 21-24 de outubro 2008 Célia Landmann Szwarcwald celials@cict.fiocruz.br

Leia mais

O Potencial da Mobilidade na Revolução Energética

O Potencial da Mobilidade na Revolução Energética O Potencial da Mobilidade na Revolução Energética Carlos Laia CEEETA-Centro de Estudos em Economia da Energia, dos Transportes e do Ambiente Sector dos transportes com o maior peso relativo no consumo

Leia mais

Mudanças no sistema de tratamento da tuberculose do Brasil Perguntas e respostas freqüentes TRATAMENTO

Mudanças no sistema de tratamento da tuberculose do Brasil Perguntas e respostas freqüentes TRATAMENTO Mudanças no sistema de tratamento da tuberculose do Brasil Perguntas e respostas freqüentes TRATAMENTO 1- O que mudou no tratamento da tuberculose (TB) padronizado no Brasil? A principal mudança consiste

Leia mais

Relatório de Comunicação de Progresso

Relatório de Comunicação de Progresso Mcel Moçambique Celular SARL Telecomunicações móveis Relatório de Comunicação de Progresso PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS AÇUCENA PAUL apaul@mcel.co.mz Período 2006-2008 www.mcel.co.mz Descrição de acções

Leia mais

Desafios para o controle da

Desafios para o controle da Desafios para o controle da Tuberculose como problema de saúde pública e doença determinada Tuberculose e perpetuadora no Brasil da miséria Draurio Barreira Coordenador do PNCT Draurio Barreira Coordenador

Leia mais

Aspectos Epidemiológicos da Tuberculose em Santa Catarina

Aspectos Epidemiológicos da Tuberculose em Santa Catarina HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO Aspectos Epidemiológicos da Tuberculose em Santa Catarina Péricles B. Spártalis Jr. Tubarão, 17/11/2011 Conceitos Tuberculose Multirresistente = M. tuberculosis resistente

Leia mais

Síntese dos conteúdos mais relevantes

Síntese dos conteúdos mais relevantes Síntese dos conteúdos mais relevantes Nos últimos Censos de 2001, o Concelho da Lourinhã contabilizou 23 265 habitantes, reflectindo uma evolução de + 7,7% face a 1991. Em termos demográficos, no Concelho

Leia mais

Assunto: PRESTAÇÃO DE CUIDADOS PRÉ-CONCEPCIONAIS Nº: 02/DSMIA DATA: 16/01/06. Divisão de Saúde Materna, Infantil e dos Adolescentes

Assunto: PRESTAÇÃO DE CUIDADOS PRÉ-CONCEPCIONAIS Nº: 02/DSMIA DATA: 16/01/06. Divisão de Saúde Materna, Infantil e dos Adolescentes Ministério da Saúde Direcção-Geral da Saúde Circular Normativa Assunto: PRESTAÇÃO DE CUIDADOS PRÉ-CONCEPCIONAIS Nº: 02/DSMIA DATA: 16/01/06 Para: Contacto na DGS: Todos os médicos e enfermeiros que exerçam

Leia mais

Diagnóstico Precoce Infantil do HIV em Moçambique

Diagnóstico Precoce Infantil do HIV em Moçambique Diagnóstico Precoce Infantil do HIV em Moçambique Relatório Janeiro, 2009 Dezembro, 2011 República de Moçambique Ministério da Saúde 1. Sumário Executivo O presente Relatório do Progresso do Programa de

Leia mais

ASSINE A PETIÇÃO CONTRA A POBREZA

ASSINE A PETIÇÃO CONTRA A POBREZA Nós, os cidadãos da Europa Achamos que a pobreza diz respeito a todos. Cabe aos responsáveis europeus, nacionais, regionais e locais, assim como aos cidadãos, reconhecer, compreender e agir no sentido

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES 2011

PLANO DE ACTIVIDADES 2011 PLANO DE ACTIVIDADES 2011 MARÇO DE 2011 Este documento apresenta os objectivos estratégicos e as acções programáticas consideradas prioritárias para o desenvolvimento da ESE no ano 2011. O Plano de Actividades

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS RELATÓRIO DA COMISSÃO AO CONSELHO, AO PARLAMENTO EUROPEU, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL E AO COMITÉ DAS REGIÕES

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS RELATÓRIO DA COMISSÃO AO CONSELHO, AO PARLAMENTO EUROPEU, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL E AO COMITÉ DAS REGIÕES COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 22.12.2008 COM(2008) 882 final RELATÓRIO DA COMISSÃO AO CONSELHO, AO PARLAMENTO EUROPEU, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL E AO COMITÉ DAS REGIÕES Implementação

Leia mais

Tuberculose em algum lugar, problema de todos nós.

Tuberculose em algum lugar, problema de todos nós. ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EIDEMIOLÓGICA GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA DE AGRAVOS Aos Profissionais de Saúde e População Catarinense DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA

Leia mais

As Ciências Farmacêuticas e a Pesquisa Clínica

As Ciências Farmacêuticas e a Pesquisa Clínica As Ciências Farmacêuticas e a Pesquisa Clínica 4ª Jornada de Ciências Farmacêuticas UEZO 26 de maio de 2015 Maria Hermoso (VPPLR/Fiocruz) Introdução Pesquisa clínica A pesquisa clínica no Brasil O papel

Leia mais

RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DAS EXPERIÊNCIAS PILOTO DA REDE NACIONAL DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS (RNCCI)

RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DAS EXPERIÊNCIAS PILOTO DA REDE NACIONAL DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS (RNCCI) RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DAS EXPERIÊNCIAS PILOTO DA REDE NACIONAL DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS (RNCCI) INDICE I. APRESENTAÇÃO... 13 II. METODOLOGIA... 17 III. ANÁLISE DA SITUAÇÃO...

Leia mais

Rede de Atenção à. Pessoa em Situação de Violência

Rede de Atenção à. Pessoa em Situação de Violência Rede de Atenção à Pessoa em Situação de Violência AS REDES DE ATENÇÃO À SAÚDE Art. 198 da CF/ 1988: A ações e os serviços públicos de saúde integram uma rede regionalizada e hierarquizada e constituem

Leia mais

POLÍTICA DE HIV/SIDA NO LOCAL DE TRABALHO

POLÍTICA DE HIV/SIDA NO LOCAL DE TRABALHO POLÍTICA DE HIV/SIDA NO LOCAL DE TRABALHO Documento Final Submetido ao FORCOM Maputo, Agosto de 2011 Lista de Acrónimos FORCOM HIV IEC IST OIT OMS PARP PEN PNCS PVHS RH SIDA TB Forum Nacional das Rádios

Leia mais

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios SCE Sistema Nacional de Certificação Energética e Qualidade do Ar Interior DL 78/2006 Sistema Nacional de Certificação

Leia mais

TUBERCULOSE REGISTO DOS CASOS E MONITORIZAÇÃO DOS RESULTADOS

TUBERCULOSE REGISTO DOS CASOS E MONITORIZAÇÃO DOS RESULTADOS Ministério da Saúde Direcção-Geral da Saúde Circular Normativa Assunto: SISTEMA DE INFORMAÇÃO INTRÍNSECO AO PROGRAMA DE TUBERCULOSE REGISTO DOS CASOS E MONITORIZAÇÃO DOS RESULTADOS Nº 8/DT Data: 9/05/00

Leia mais

CENTRO DE AMBULATÓRIO PEDIÁTRICO

CENTRO DE AMBULATÓRIO PEDIÁTRICO PROJECTO CENTRO DE AMBULATÓRIO PEDIÁTRICO do Hospital de Santa Maria CENTRO DE AMBULATÓRIO PEDIÁTRICO MARIA RAPOSA Todos os anos, um número crescente de crianças, dos 0 aos 18 anos de idade, são assistidas

Leia mais

Como é que os locais e os territórios podem contribuir para o estímulo à Inovação Social? Pedro Saraiva - TAGUS - Ribatejo Interior

Como é que os locais e os territórios podem contribuir para o estímulo à Inovação Social? Pedro Saraiva - TAGUS - Ribatejo Interior Como é que os locais e os territórios podem contribuir para o estímulo à Inovação Social? O que é inovação social? Podemos referir que é o desenvolvimento e implementação de novas ideias (produtos, serviços

Leia mais

ACREDITAÇÃO DOS HOSPITAIS PADRÕES DE QUALIDADE E ENFERMAGEM

ACREDITAÇÃO DOS HOSPITAIS PADRÕES DE QUALIDADE E ENFERMAGEM ACREDITAÇÃO DOS HOSPITAIS PADRÕES DE QUALIDADE E ENFERMAGEM Óbidos, Novembro 2008 Maria da Saudade de Oliveira Custódio Lopes SUMÁRIO DE APRESENTAÇÃO A Política de Qualidade para as Instituições de Saúde:

Leia mais

Programa do Medicamento Hospitalar. Projectos Estratégicos:

Programa do Medicamento Hospitalar. Projectos Estratégicos: Programa do Medicamento Hospitalar Projectos Estratégicos: Boas Práticas na Área do Medicamento Hospitalar; Circuito Integrado do Plano Terapêutico; Comissões de Farmácia e Terapêutica. a. Áreas de intervenção;

Leia mais

O Plano de Desenvolvimento Social

O Plano de Desenvolvimento Social O Plano de Desenvolvimento Social Introdução O Plano de Desenvolvimento Social (PDS) é um instrumento de definição conjunta e negociada de objectivos prioritários para a promoção do Desenvolvimento Social

Leia mais

Atraso na introdução da terapia anti-retroviral em pacientes infectados pelo HIV. Brasil, 2003-2006

Atraso na introdução da terapia anti-retroviral em pacientes infectados pelo HIV. Brasil, 2003-2006 Atraso na introdução da terapia anti-retroviral em pacientes infectados pelo HIV. Brasil, 2003-2006 Paulo Roberto Borges de Souza-Jr Célia Landmann Szwarcwald Euclides Ayres de Castilho A Terapia ARV no

Leia mais