Princípios da Gestalt. Princípios da Gestalt 16/09/2013. Prof. José Wilker. Prof. José Wilker. Repeteco aula passada. Proximidade - conceitos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Princípios da Gestalt. Princípios da Gestalt 16/09/2013. Prof. José Wilker. Prof. José Wilker. Repeteco aula passada. Proximidade - conceitos"

Transcrição

1 Repeteco aula passada Princípios da Gestalt proximidade, fechamento, continuidade e unificação Prof. José Wilker Assunto da aula passada: O que é a Gestalt Primeiros princípios Semelhança Unidade Pregnância Proximidade Fechamento Continuidade Unificação 1 2 Proximidade - conceitos Princípios da Gestalt proximidade, fechamento, continuidade e unificação Prof. José Wilker Quando vários itens estão próximos entre si, eles se tornam uma unidade visual e não várias unidades separadas. Assim como na vida a proximidade indica uma relação. (ROBIN, 2009). 3 4 E-banner da Universidade do Oeste 5 Páginas do Google e Gmail 6 1

2 Hierarquia da informação 7 Hierarquia da informação site americanas 8 Hierarquia da informação antigo e novo layot do portal uol Hierarquia da informação antigo e novo layot do portal uol 10 9 cartaz 11 Hierarquia da informação portal UFBA 12 2

3 Proximidade e Semelhança Exemplos Proximidade e Semelhança 13 Proximidade e semelhança 14 Proximidade e Semelhança Exemplos Proximidade e Semelhança Exemplos Hierarquia da informação portal UFBA 15 Hierarquia da informação portal UFBA 16 Proximidade e Semelhança Exemplos Fechamento Marca Unilever

4 Fechamento - conceitos No Fechamento objetos agrupados juntos são vistos como inteiros. Tendemos a ignorar espaço vazios e completar contornos e linhas. O Fechamento provoca em nosso cérebro a necessidade de realizar a complementação da imagem. Pode ser chamado de Fechamento Sensorial da forma. (DENVIR, 2013). 19 Exemplo clássico de fechamento 20 Exemplo clássico de fechamento 21 Exemplo clássico de fechamento 22 Exemplo clássico de fechamento 23 Marca WWF 24 4

5 Marca Johnnie Walker 25 Marca NBA 26 Marca IBM 27 Marca Quaker 28 Pavão escondido na marca NBC 29 Marca Formula

6 Continuidade - conceitos Continuidade É a impressão visual de como as partes se sucedem através da organização perceptiva da forma de modo coerente, sem quebras ou interrupções na sua trajetória ou na sua fluidez visual. É também a tendência dos elementos de acompanharem uns aos outros, de maneira tal que permitam a boa continuidade de elementos como: pontos, linhas, planos, volumes, cores texturas, brilhos, degradês, e outros. (GOMES FILHO, 2006, p.35) Marca Eight Continuidade e fechamento 33 Exemplos clássicos de continuidade 34 Exemplo clássico de continuidade 35 Exemplos clássicos de continuidade 36 6

7 Quando vários elementos apontam para o mesmo canto, por exemplo, nossa mente tende a acompanhar a direção para a qual a figura aponta. 37 Marca Eight Continuidade e fechamento 38 Marca Banco do Brasil 39 Cartaz Coca-Cola 40 Exemplos diversos

8 DESIGN PARA QUEM NAO E DESIGNER Formato: Livro Autor: WILLIAMS, ROBIN Idioma: PORTUGUES Editora: CALLIS

Qual a diferença entre ver e perceber? Percepção Visual. Gestalt 02/04/2014. Prof. José Wilker. Prof. José Wilker. Prof.

Qual a diferença entre ver e perceber? Percepção Visual. Gestalt 02/04/2014. Prof. José Wilker. Prof. José Wilker. Prof. Percepção Visual conceitos iniciais Qual a diferença entre ver e perceber? Prof. José Wilker Prof. José Wilker 1 2 A percepção da obra de arte Campo visual humano padrão A percepção da obra de arte e sua

Leia mais

Teoria da Gestalt. Teoria da Forma

Teoria da Gestalt. Teoria da Forma Teoria da Gestalt Teoria da Forma O Que é a Gestalt? Trata- se de uma corrente da psicologia que surge na Alemanha no início do século XX. Não existe uma tradução precisa para Gestalt, mas uma das palavras

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA COLÉGIO ESTADUAL VICENTE RIJO Ensino Fundamental, Médio e Profissional. Av. Juscelino Kubitscheck, 2372. Londrina Paraná Fone: (43) 3323-7630 / 3344-1756 / 3334-0364 www.vicenterijo@sercomtel.com.br CURSO

Leia mais

PSICOLOGIA Prof. Thiago P. de A Sampaio

PSICOLOGIA Prof. Thiago P. de A Sampaio PSICOLOGIA Prof. Thiago P. de A Sampaio Percepção Sensação Visão, Audição, Tato, Olfato e Paladar Captação de estímulos pelos sentidos Sinais eletroquímicos Condução dos sinais até o córtex sensorial Impulsos

Leia mais

Gestalt do Objeto Sistema de Leitura Visual da Forma

Gestalt do Objeto Sistema de Leitura Visual da Forma Gestalt do Objeto Sistema de Leitura Visual da Forma Fundamentado Cientificamente na Psicologia da Percepção da Forma Prof. Dr. João Gomes Filho I 2010 BIBLIOGRAFIA João Gomes Filho Escrituras Editora.

Leia mais

ENXERGUE O DEFICIENTE VISUAL

ENXERGUE O DEFICIENTE VISUAL ENXERGUE O DEFICIENTE VISUAL Rafael SOARES Emílio MANSUETO Filipe BAXTER Rafael STANGHERLIN Paulo FALABELLA (professor orientador) Centro Universitário de Belo Horizonte Uni-BH, Belo Horizonte, MG Resumo:

Leia mais

Unificação Fechamento Continuidade

Unificação Fechamento Continuidade UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ Curso: 1081 - COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA Matriz: 421 - COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA Componente Curricular: EXPRESSÃO GRÁFICA

Leia mais

Teoria de Gestalt aplicada a IHM

Teoria de Gestalt aplicada a IHM Teoria de Gestalt aplicada a IHM José Gustavo de Souza Paiva Introdução [1] Gestalt: teoria de estudo de como os seres humanos percebem as coisas Percepção: visão de TODO, e não de PONTOS ISOLADOS Relações,

Leia mais

Interação Humano-Computador Teoria Geral da Gestalt PROFESSORA CINTIA CAETANO

Interação Humano-Computador Teoria Geral da Gestalt PROFESSORA CINTIA CAETANO Interação Humano-Computador Teoria Geral da Gestalt PROFESSORA CINTIA CAETANO Introdução Nossa inteligência pode ser caracterizada pela nossa capacidade de identificar padrões, e o sistema visual é o nosso

Leia mais

PSEL - Sistema de Controle de Processos Seletivos

PSEL - Sistema de Controle de Processos Seletivos Gabarito: 1 Idioma: Inglês 1 C CONHECIMENTOS GERAIS E ESPECÍFICOS 2 B CONHECIMENTOS GERAIS E ESPECÍFICOS 3 D CONHECIMENTOS GERAIS E ESPECÍFICOS 4 D CONHECIMENTOS GERAIS E ESPECÍFICOS 5 A CONHECIMENTOS

Leia mais

CRIAÇÃO DE SITES (AULA 3)

CRIAÇÃO DE SITES (AULA 3) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br CRIAÇÃO DE SITES (AULA 3) Mais algumas tags Existem tagsque são abertas e fechadas em única tag. Estas

Leia mais

REVISÃO GESTALT. Viviane Aiex

REVISÃO GESTALT. Viviane Aiex REVISÃO GESTALT Viviane Aiex 1. Leitura Visual do Objeto pelas Leis da Gestalt 1) Unidades: que são os elementos que configuram a forma; 2) Segregação: que é o ato se separar, perceber ou identificar as

Leia mais

BINGO ESCOLAR ANIMAIS VERTEBRADOS PEIXES ANFÍBIOS RÉPTEIS AVES MAMÍFEROS. São animais que possuem coluna vertebral com raras exceções.

BINGO ESCOLAR ANIMAIS VERTEBRADOS PEIXES ANFÍBIOS RÉPTEIS AVES MAMÍFEROS. São animais que possuem coluna vertebral com raras exceções. 1BINGO ESCOLAR ANIMAIS VERTEBRADOS INSTRUÇÕES DE USO: Acertar cada cartela em uma página e visualizar a impressão. Cuidado para não dividir as cartelas durante

Leia mais

7 Ações para afastar a crise Utilizando o marketing para melhorar suas vendas.

7 Ações para afastar a crise Utilizando o marketing para melhorar suas vendas. Criamos uma pequena lista de ações ligados ao marketing na internet que nem chega a ser um diferencial. Será o mínimo para que você com seu negócio consiga se manter no mercado e continuar a gerar lucros.

Leia mais

Como criar um blog. Será aberta uma janela onde você deverá especificar o título do blog, o endereço do blog, e o modelo.

Como criar um blog. Será aberta uma janela onde você deverá especificar o título do blog, o endereço do blog, e o modelo. Como criar um blog Criando o blog Vá em www.blogger.com. Entre com sua conta google (a mesma que você usa para acessar o gmail). Escolha um perfil. Na página seguinte, clique no botão novo blog. Será aberta

Leia mais

Gestalt do Objeto. Teoria Geral da Gestalt. Fundamentado Cientificamente na

Gestalt do Objeto. Teoria Geral da Gestalt. Fundamentado Cientificamente na Gestalt do Objeto Sistema de Leitura Visual da Forma Teoria Geral da Gestalt Fundamentado Cientificamente na Psicologia i da Percepção da Forma Prof. Dr. João Gomes Filho... Setembro. 2006 BIBLIOGRAFIA

Leia mais

Gestalt do Objeto Sistema de Leitura Visual da Forma. Teoria Geral da Gestalt

Gestalt do Objeto Sistema de Leitura Visual da Forma. Teoria Geral da Gestalt Gestalt do Objeto Sistema de Leitura Visual da Forma Fundamentado Cientificamente na Psicologia da Percepção da Forma Teoria Geral da Gestalt Prof. Dr. João Gomes Filho I 2010 BIBLIOGRAFIA mais a do próprio

Leia mais

Bem vindo ao Tutorial Peso Ideal

Bem vindo ao Tutorial Peso Ideal Bem vindo ao Tutorial Aqui você encontrará informações sobre como u lizar o portal do aluno. 1 Acessando o Portal Ao acessar em seu navegador o você será direcionado para esta página, que é a área de login

Leia mais

Notas sobre o curso Information Architecture www.webmonkey.com --- 08/98

Notas sobre o curso Information Architecture www.webmonkey.com --- 08/98 Notas sobre o curso Information Architecture www.webmonkey.com --- 08/98 1. Arquitetura da Informação 1_1. Importância da Arquitetura da Informação AI: Arquitetura da Informação / Information Architecture.

Leia mais

Como Alterar os dados da sua empresa, PT

Como Alterar os dados da sua empresa, PT 1 / 6 Como Alterar os dados da sua empresa 1. Vá para o Portal OB10 - Aceda a www.ob10.com - Clique no botão de "Início de Sessão". - Introduza as suas credenciais de início de sessão - Se necessitar de

Leia mais

São animais que não possuem coluna vertebral.

São animais que não possuem coluna vertebral. PORÍFROS CLNTRADOS ANLÍDOS BINGO SCOLAR ANIMAIS INVRTBRADOS QUINODRMOS, PLATLMINTOS NMATLMINTOS ARTRÓPODS: INSTOS ARTRÓPODS ARACNÍDOS CRUSTÁCOS PORÍFROS CLNTRADOS ANLÍDOS BINGO SCOLAR ANIMAIS INVRTBRADOS

Leia mais

PLANEAMENTO DO SITE. - Objectivos. - Público-alvo. -Estrutura. - Navegação

PLANEAMENTO DO SITE. - Objectivos. - Público-alvo. -Estrutura. - Navegação PLANEAMENTO DO SITE Desenhar e planear o site tendo em conta: - Objectivos - Público-alvo -Estrutura - Navegação MCM 2007 1 Objectivos Entender a posição do cliente O que se pretende com a criação do site?

Leia mais

UTILIZANDO RECURSOS E ATIVIDADES NO MOODLE

UTILIZANDO RECURSOS E ATIVIDADES NO MOODLE UTILIZANDO RECURSOS E ATIVIDADES NO MOODLE Luanna Azevedo Cruz Polyana Ribas Bernardes 2015 2015 1. INTRODUÇÃO Para utilizar as funcionalidades acesse o Moodle: http://moodle.ead.ufvjm.edu.br/ e clique

Leia mais

PROCEDIMENTO DO CLIENTE

PROCEDIMENTO DO CLIENTE PROCEDIMENTO DO CLIENTE Título: Plug-in Guia de Empresas Objetivo: Aprender a utilizar a ferramenta. Onde: Empresa Quem: Cliente Quando: Início A ferramenta de Guia de Empresas é uma ferramenta desenvolvida

Leia mais

MANUAL DATAPRONERA INSTRUÇÕES DE USO

MANUAL DATAPRONERA INSTRUÇÕES DE USO MANUAL DATAPRONERA INSTRUÇÕES DE USO Versão 1.0 - Preliminar Setembro / 2012 Índice ACESSO AO DATAPRONERA... 3 Navegadores Compatíveis... 3 LOGIN NO DATAPRONERA... 3 CADASTROS... 4 Pessoa Física... 4 CURSOS...

Leia mais

A IGROW REVOLUCIONOU O MERCADO ONLINE DA RESTAURAÇÃO CRIANDO UM CONJUNTO REVOLUCIONÁRIO DE APLICATIVOS DE ADESÃO GRATUITA.

A IGROW REVOLUCIONOU O MERCADO ONLINE DA RESTAURAÇÃO CRIANDO UM CONJUNTO REVOLUCIONÁRIO DE APLICATIVOS DE ADESÃO GRATUITA. A IGROW REVOLUCIONOU O MERCADO ONLINE DA RESTAURAÇÃO CRIANDO UM CONJUNTO REVOLUCIONÁRIO DE APLICATIVOS DE ADESÃO GRATUITA. A igrow revolucionou o mercado online da restauração criando um conjunto de aplicativos

Leia mais

Nascemos a ver ou aprendemos a ver?

Nascemos a ver ou aprendemos a ver? Nascemos a ver ou aprendemos a ver? A visão é uma função essencialmente aprendida pelos organismos superiores. Podemos dizer que o processo de visão compreende a sensação e a percepção. A sensação consiste

Leia mais

TÉCNICAS DE PESQUISA AVANÇADA EM VÍDEOS NO GOOGLE

TÉCNICAS DE PESQUISA AVANÇADA EM VÍDEOS NO GOOGLE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE SUBPROJETO GEOGRAFIA/CERES PROJETO TECNOLOGIAS DIGITAIS E GEOGRAFIA TÉCNICAS DE PESQUISA AVANÇADA

Leia mais

Laços Fortes e Fracos

Laços Fortes e Fracos Laços Fortes e Fracos Redes Sociais e Econômicas Prof. André Vignatti A Força de Laços em Redes de Larga Escala Para estudar laços fracos e fortes, foi feita uma pesquisa usando dados reais de uma companhia

Leia mais

ORIENTAÇÃO NORMATIVA 001/REITORIA/DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO/2011

ORIENTAÇÃO NORMATIVA 001/REITORIA/DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO/2011 ORIENTAÇÃO NORMATIVA 001/REITORIA/DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO/2011 Estabelece orientações e procedimentos para captação, produção e veiculação de matérias jornalísticas O Diretor de Comunicação da Universidade

Leia mais

POSSO INOVAR! 50 ideias para apoiar a cultura da inovação. Gilmar Monteiro de Carvalho

POSSO INOVAR! 50 ideias para apoiar a cultura da inovação. Gilmar Monteiro de Carvalho 50 ideias para apoiar a cultura da inovação Gilmar Monteiro de Carvalho SOBRE O LIVRO POSSO INOVAR! propõe um conjunto de iniciativas, bastante simples em sua maioria, que podem ser implementadas dentro

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO VISUAL (14) Abril de 2015

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO VISUAL (14) Abril de 2015 Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços Região Algarve Agrupamento de Escolas Manuel Teixeira Gomes - Cód.145464 ESCOLA EB 2.3 PROFESSOR JOSÉ BUÍSEL INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA

Leia mais

PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO. Novo Site da Minas Comunica

PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO. Novo Site da Minas Comunica PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO Novo Site da Minas Comunica ESCOPO DO PROJETO Reformular o site da Minas Comunica (estrutura e visual) Criar sistema de área Logada, que contenha estrutura para comportar:

Leia mais

PRODUTOS NOBRE. Manual de desenvolvimento de Rótulos e embalagens.

PRODUTOS NOBRE. Manual de desenvolvimento de Rótulos e embalagens. PRODUTOS NOBRE Manual de desenvolvimento de Rótulos e embalagens. :: INTRODUÇÃO A importância da marca. Vivemos em uma época em que a disputa de um produto em relação ao seu concorrente não acontece somente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÃO GRÁFICA CURSO DE DESIGN

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÃO GRÁFICA CURSO DE DESIGN UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÃO GRÁFICA CURSO DE DESIGN TEORIA DA FORMA Prof. Dr. Isaac A. Camargo INTRODUÇÃO À TEORIA DA GESTALT 1 A

Leia mais

BASES PSICOLÓGICAS DO PACTO SOCIAL

BASES PSICOLÓGICAS DO PACTO SOCIAL BASES PSICOLÓGICAS DO PACTO SOCIAL GESTALT Max WERTHEIMER (1880 1943) Kurt KOFFKA (1886 1941) Wolfgang KÖHLER (1887 1967) Alemanha, 1912 O TERMO ALEMÃO QUER DIZER FORMA OU CONFIGURAÇÃO. Os gestaltistas

Leia mais

Como usar o Portal Hydros

Como usar o Portal Hydros Como usar o Portal Hydros na Escola www.projetohydros.com Caro profissional da área da Educação, Há urgência em realizarmos ações concretas e cotidianas para preservar a água do planeta. E, sem dúvida,

Leia mais

Manual Portal PADRÃO. Gerenciador de Temas: Editar Estilo. 1. Clique na aba Extensões e em seguida em Gerenciador de Temas.-

Manual Portal PADRÃO. Gerenciador de Temas: Editar Estilo. 1. Clique na aba Extensões e em seguida em Gerenciador de Temas.- Manual Portal PADRÃO Gerenciador de Temas: Editar Estilo 1. Clique na aba Extensões e em seguida em Gerenciador de Temas.- 1 2 2. Selecione o link padraogoverno01 Default. 3. Abrirá a seguinte tela: 4.

Leia mais

Lançamento confirmado para outubro/13

Lançamento confirmado para outubro/13 O Vale Cultura é um benefício de R$50,00 que poderá ser dado pelas empresas brasileiras aos seus funcionários que ganham até 5 salários mínimos para consumo de atividades culturais Lançamento confirmado

Leia mais

Arte e Entretenimento Midiático

Arte e Entretenimento Midiático PLANO DE ENSINO CURSO: Publicidade e Propaganda DISCIPLINA: Arte e Entretenimento Midiático PERÍODO: Noturno CARGA HORÁRIA: 80 SEMESTRE / ANO: 2º Semestre / 2015 PROFESSOR: Israel Antonio Manoel Pereira

Leia mais

Actualizaç ões e novas funcionalidades. Inoxnet. Versã o 1.70. (c) EBASE Lda. www.inoxnet.com

Actualizaç ões e novas funcionalidades. Inoxnet. Versã o 1.70. (c) EBASE Lda. www.inoxnet.com Actualizaç ões e novas funcionalidades Inoxnet Versã o 1.70 (c) EBASE Lda www.inoxnet.com Índice PORTAL DO INOXNET...3 Modelos... 3 Suporte... 3 Links ú teis... 3 BACK-OFFICE DO WEBSITE...3 Menu... 3 Editor

Leia mais

4. Princípios de Design. JAMES ITALIANO italiano.james@gmail.com

4. Princípios de Design. JAMES ITALIANO italiano.james@gmail.com 4. Princípios de Design JAMES ITALIANO italiano.james@gmail.com Design é projetar A partir de uma necessidade Para contribuir na soluçāo de um problema Focado em um público específico Através de um processo

Leia mais

Apontamento técnico No. 2, Novembro de 2013 Como criar uma conta no Gmail

Apontamento técnico No. 2, Novembro de 2013 Como criar uma conta no Gmail Apontamento técnico No. 2, Novembro de 203 Como criar uma conta no Gmail O Centro de Apoio a Informação e Comunicação Comunitária (CAICC) implementa um programa de apoio dirigido a todos os centros de

Leia mais

CRIAÇÃO DE SITES (AULA 9)

CRIAÇÃO DE SITES (AULA 9) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br CRIAÇÃO DE SITES (AULA 9) Cor do primeiro plano: a propriedade 'color' A propriedade color define a cor

Leia mais

Gráficos. Incluindo gráficos

Gráficos. Incluindo gráficos Gráficos Mas antes de começar, você precisa ter em mente três conceitos importantes que constituem os gráficos do Excel 2007. O primeiro deles é o ponto de dados. Este elemento é representado pela combinação

Leia mais

ROTEIRO PASSO A PASSO COMO CRIAR E ALIMENTAR UM BLOG

ROTEIRO PASSO A PASSO COMO CRIAR E ALIMENTAR UM BLOG ROTEIRO PASSO A PASSO COMO CRIAR E ALIMENTAR UM BLOG Elaborado por Márcia Azevedo Professora Formadora / Multiplicadora NTE Municipal de Campinas - 2010 - ÍNDICE Criando um blog... 3 Conhecendo as opções

Leia mais

Tópicos de Ambiente Web Web Design

Tópicos de Ambiente Web Web Design Tópicos de Ambiente Web Web Design Professora: Sheila Cáceres Historia As primeiras formas comunicativas foram mediante elementos visuais. Embora o surgimento da linguagem falada, a linguagem visual continuou

Leia mais

Design Web - Percepção. Elisa Maria Pivetta

Design Web - Percepção. Elisa Maria Pivetta Design Web - Percepção Elisa Maria Pivetta GESTALT Percepção Visual Elisa Maria Pivetta Percepção visual No sentido da psicologia e das ciências cognitivas é uma de várias formas de percepção associadas

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES PORTAL DE NOTÍCIAS MMA

MANUAL DE INSTRUÇÕES PORTAL DE NOTÍCIAS MMA MANUAL DE INSTRUÇÕES PORTAL DE NOTÍCIAS MMA Visão Geral do portal de notícias: Descrição dos itens: Barra Superior TV / RÁDIO Barra Superior RELATÓRIOS Barra Superior GRUPOS Barra Superior ESTATÍSTICAS

Leia mais

Anúncio sobre o uso consciente do elevador 1

Anúncio sobre o uso consciente do elevador 1 Anúncio sobre o uso consciente do elevador 1 Ana Clara TELMO 2 Carolina FORLÉO 3 Raíza JASPER 4 Fábio HANSEN 5 Escola Superior de Propaganda e Marketing, Porto Alegre, RS RESUMO Hoje, fala-se da importância

Leia mais

Turma 1222 Unidade Curricular INTERFACE HOMEM-COMPUTADOR Professor CLÁUDIA SANTOS FERNANDES Aula 4 Abordagens Teóricas em IHC

Turma 1222 Unidade Curricular INTERFACE HOMEM-COMPUTADOR Professor CLÁUDIA SANTOS FERNANDES Aula 4 Abordagens Teóricas em IHC Turma 1222 Unidade Curricular INTERFACE HOMEM-COMPUTADOR Professor CLÁUDIA SANTOS FERNANDES Aula 4 Abordagens Teóricas em IHC Introdução -Apesar de IHC ser uma área bastante prática, muitos métodos, modelos

Leia mais

Metodologia empregada

Metodologia empregada Metodologia empregada A pesquisa foi realizada através do envio de e-mail do setor comercial para o mailing cadastrado, entre os dias e //. 7 participantes responderam a pesquisa. Resultado - Em que ano

Leia mais

Projeto final do curso. Ana Carla Bortoloni

Projeto final do curso. Ana Carla Bortoloni Projeto final do curso ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO ONG ESCOLHIDA: Ana Carla Bortoloni Elina Hirano CURITIBA-PR 2012 1. Levantamento de informações 1.1 - Briefing O que é a Acridas Principal atividade Apoio

Leia mais

Tutorial: criação de uma Ficha de Voluntário online

Tutorial: criação de uma Ficha de Voluntário online Tutorial: criação de uma Ficha de Voluntário online A pedido da Coordenação Nacional, o grupo de Coordenação Distrital de Coimbra elaborou este pequeno tutorial que ensina como criar um formulário online

Leia mais

Iluminação de Espaços Urbanos. Necessidades e Limites da Valorização Cênica. Valmir Perez

Iluminação de Espaços Urbanos. Necessidades e Limites da Valorização Cênica. Valmir Perez Iluminação de Espaços Urbanos Necessidades e Limites da Valorização Cênica Valmir Perez Definição O espaço urbano é uma abstração do espaço social, que é o espaço total. Atribui-se, ao termo urbano, o

Leia mais

Interface Homem-Computador

Interface Homem-Computador Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão Interface Homem-Computador Aula: Percepção Visual e de Cores - Parte I Professor: M.Sc. Flávio Barros flathbarros@gmail.com Conteúdo Percepção Visual e de

Leia mais

PRD-2014: PALESTRAS e OFICINAS - CICLO 1. SISTEMA DE INSCRIçÕES: de 27 de fevereiro a 12 de março de 2014

PRD-2014: PALESTRAS e OFICINAS - CICLO 1. SISTEMA DE INSCRIçÕES: de 27 de fevereiro a 12 de março de 2014 PRD-2014: PALESTRAS e OFICINAS - CICLO 1 SISTEMA DE INSCRIçÕES: de 27 de fevereiro a 12 de março de 2014 As inscrições nos eventos do ciclo 1 deverão ser feitas on-line a partir da página do Programa (www.cp2.g12.br/blog/prdcp2).

Leia mais

Autoria Web HTML. Introdução a HTML e as principais tags da linguagem. Thiago Miranda dos Santos Souza

Autoria Web HTML. Introdução a HTML e as principais tags da linguagem. Thiago Miranda dos Santos Souza HTML Introdução a HTML e as principais tags da linguagem Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net Objetivos Apresentar a HTML Apresentar

Leia mais

1. Criar uma nova apresentação

1. Criar uma nova apresentação MANUAL DO Baixa da Banheira, 2006 1. Criar uma nova apresentação Para iniciar uma sessão de trabalho no PowerPoint é necessário criar uma nova apresentação para depois trabalhar a mesma. Ao iniciar uma

Leia mais

FAZEMOS MONOGRAFIA PARA TODO BRASIL, QUALQUER TEMA! ENTRE EM CONTATO CONOSCO!

FAZEMOS MONOGRAFIA PARA TODO BRASIL, QUALQUER TEMA! ENTRE EM CONTATO CONOSCO! FAZEMOS MONOGRAFIA PARA TODO BRASIL, QUALQUER TEMA! ENTRE EM CONTATO CONOSCO! DEFINIÇÃO A pesquisa experimental é composta por um conjunto de atividades e técnicas metódicas realizados para recolher as

Leia mais

Introdução ao Planejamento Visual. Linguagem Gráfica. Parte 1

Introdução ao Planejamento Visual. Linguagem Gráfica. Parte 1 Introdução ao Planejamento Visual Linguagem Gráfica Parte 1 Versão de 30.08.2012 Revisando a aula anterior: Design O que vimos sobre o conceito de Design? O que é Design? O que ele tem em comum com a arte

Leia mais

-Percepção: função cerebral que atribui significado a estímulos sensoriais;

-Percepção: função cerebral que atribui significado a estímulos sensoriais; Design e Percepção -Percepção: função cerebral que atribui significado a estímulos sensoriais; -É a aquisição, interpretação, seleção e organização das informações obtidas pelos sentidos; -O Design trabalha

Leia mais

Manual de Submissão Rápida

Manual de Submissão Rápida Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER) Manual de Submissão Rápida Equipe de Apoio às Publicações Digitais Pró-Reitoria de Pós-Graduação da PUC-SP 2012 Criando uma edição Acesse o Portal de

Leia mais

Uma marca bem conceituada vale bilhões de dólares. Por exemplo: a Coca-Cola vale mais de U$60 Bi; o Google U$ 30 Bi.

Uma marca bem conceituada vale bilhões de dólares. Por exemplo: a Coca-Cola vale mais de U$60 Bi; o Google U$ 30 Bi. AULA 1 FIREWORKS CRIANDO UM LOGOTIPO Como Criar um Logotipo: Estudo de Caso A criação e o design de um logotipo, sem dúvida, é uma ação super valorizada e indispensável para uma empresa ou profissionais

Leia mais

Caro Aluno, Internet Explorer (Clique Aqui) Google Chrome (Clique Aqui) Firefox (Clique Aqui)

Caro Aluno, Internet Explorer (Clique Aqui) Google Chrome (Clique Aqui) Firefox (Clique Aqui) Caro Aluno, A fim de auxiliá-lo na eliminação de possíveis Malwares instalados no computador, desenvolvemos o tutorial abaixo para auxiliá-lo. Procure seguir cada passo conforme o indicado, a fim de conquistar

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Blog jurídico: uma poderosa ferramenta de negócios Marco Antonio P. Gonçalves Segundo a Wikipédia, weblog, ou simplesmente blog, é uma página da Web cujas atualizações (chamadas

Leia mais

Plano de Aula - Fireworks CS5 - cód. 4084 16 Horas/Aula

Plano de Aula - Fireworks CS5 - cód. 4084 16 Horas/Aula Aula 1 Capítulo 1 - Introdução ao Fireworks CS5 Plano de Aula - Fireworks CS5 - cód. 4084 16 Horas/Aula 1.1. Novidades do Fireworks CS5...23 1.2. Área de Trabalho...24 1.2.1. Painel Ferramentas...25 1.2.2.

Leia mais

Frederico Silva Mesquita. Memorial Descritivo

Frederico Silva Mesquita. Memorial Descritivo Frederico Silva Mesquita Memorial Descritivo 1. Introdução Meu nome é Frederico Silva Mesquita, sou acadêmico na Faculdade de Tecnologia Senac (Goiânia) do curso Produção Multimídia. Esta é a apresentação

Leia mais

Introduçã. ção o ao Trabalho de Conclusão o de Curso. Conceitos Gerais. João Ademar de Andrade Lima

Introduçã. ção o ao Trabalho de Conclusão o de Curso. Conceitos Gerais. João Ademar de Andrade Lima Introduçã ção o ao Trabalho de Conclusão o de Curso João Ademar de Andrade Lima www.joaoademar.com Conceitos Gerais Conhecimento... Empírico Vulgar Científico Filosófico Teológico Sensorial Intelectual...

Leia mais

9 SOLUÇÕES EM VIAGENS guia de identidade visual As regras de aplicação em fundos evitam choque de cores e perda da legibilidade. Marca a traço/positivo FUNDOS Negativo SOLUÇÕES EM VIAGENS SOLUÇÕES EM VIAGENS

Leia mais

COMO FAZER UM ARTIGO CIENTÍFICO?

COMO FAZER UM ARTIGO CIENTÍFICO? COMO FAZER UM ARTIGO CIENTÍFICO? 1 EXTENSÃO Quantitativa: os autores variam suas opiniões. Em média, apontam para 10 a 15 páginas. Qualitativa: não existem proibições quanto a temas, desde que atinentes

Leia mais

Copyright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total deste ebook só é permitida através de autorização por escrito de

Copyright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total deste ebook só é permitida através de autorização por escrito de 1 O objetivo desta primeira aula é passar a você iniciante alguns esclarecimentos sobre a arte de desenhar, prepará-lo para iniciar nas próximas aulas e mostrar uma parte das muitas dicas que virão. (Mateus

Leia mais

APOSTILA DE EXEMPLO (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo)

APOSTILA DE EXEMPLO (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) APOSTILA DE EXEMPLO (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) 1 Índice Aula 1...3 Introdução... 3 Formatações de tabela... 4 Função HOJE... 6 Função SE... 6 Exercícios... 7 Exercício de Fixação...

Leia mais

PRIORIDADES EM SERVIÇOS E ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO. Professora Andréia Ribas rp_andreiaribas@hotmail.com

PRIORIDADES EM SERVIÇOS E ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO. Professora Andréia Ribas rp_andreiaribas@hotmail.com PRIORIDADES EM SERVIÇOS E ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO Professora Andréia Ribas rp_andreiaribas@hotmail.com Organização Processo de estabelecer relações entre as pessoas e os recursos disponíveis tendo em vista

Leia mais

2 Não possuo o e-mail institucional. Como devo proceder? Resposta: Dirija-se ao RH do câmpus e solicite a criação do seu e-mail institucional.

2 Não possuo o e-mail institucional. Como devo proceder? Resposta: Dirija-se ao RH do câmpus e solicite a criação do seu e-mail institucional. SUMÁRIO 1 Como obter o login e a senha para acesso ao Portal do Professor?... 3 2 Não possuo o e-mail institucional. Como devo proceder?... 3 3 Como acessar o Portal do Professor?... 3 4 Como proceder

Leia mais

possibilidades e criatividade em Moodle minha sala de aula Atividades e Recursos Base de dados Parte II Configurações avançadas

possibilidades e criatividade em Moodle minha sala de aula Atividades e Recursos Base de dados Parte II Configurações avançadas possibilidades e criatividade em minha sala de aula Moodle Atividades e Recursos Base de dados Parte II Configurações avançadas República Federativa do Brasil Dilma Rousseff Universidade de Brasília Ivan

Leia mais

Cartaz 38 Festival de Cinema de Gramado 1. Igor Fialho e Jonathan Souza 2. Simone Barbosa 3 Centro Universitário Metodista IPA, Porto Alegre, RS

Cartaz 38 Festival de Cinema de Gramado 1. Igor Fialho e Jonathan Souza 2. Simone Barbosa 3 Centro Universitário Metodista IPA, Porto Alegre, RS Cartaz 38 Festival de Cinema de Gramado 1 Igor Fialho e Jonathan Souza 2 Simone Barbosa 3 Centro Universitário Metodista IPA, Porto Alegre, RS Resumo Este trabalho propõe a criação e elaboração de um cartaz

Leia mais

CANAL VIVA BEM DIA DIA

CANAL VIVA BEM DIA DIA VOLKSWAGEN - VAREJO CANAL VIVA BEM DIA DIA Banco de dados com receitas em vídeo, texto e fotos, divididas por categorias de alimentos e por especiais. Acesso ao Calendário de Colheita, espaço com indicação

Leia mais

DESIGN INDUSTRIAL. ERGONOMIA Aplicada ao Design Gráfico. Trabalho Prático 2. Disciplina: Prof. Dr. João Gomes Filho

DESIGN INDUSTRIAL. ERGONOMIA Aplicada ao Design Gráfico. Trabalho Prático 2. Disciplina: Prof. Dr. João Gomes Filho DESIGN INDUSTRIAL Disciplina: ERGONOMIA Aplicada ao Design Gráfico Trabalho Prático 1 Trabalho Prático 2 Prof. Dr. João Gomes Filho METODOLOGIA Leitura Ergonômica Análise do Produto Trabalho Prático Design

Leia mais

PASSOS INICIAIS PARA CRIAR O SEU NEGÓCIO DIGITAL. Aprenda os primeiros passos para criar seu negócio digital

PASSOS INICIAIS PARA CRIAR O SEU NEGÓCIO DIGITAL. Aprenda os primeiros passos para criar seu negócio digital PASSOS INICIAIS PARA CRIAR O SEU NEGÓCIO DIGITAL Aprenda os primeiros passos para criar seu negócio digital Conteúdo PRIMEIROS PASSOS COM BLOG:... 3 Primeiro:... 3 Segundo:... 4 Terceiro:... 5 Quarto:...

Leia mais

Manual do Aluno Moodle

Manual do Aluno Moodle Manual do Aluno Moodle Site: Moodle PUCRS Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Curso: Moodle PUCRS Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Livro: Manual do Aluno Moodle Impresso

Leia mais

Treinamento de Administrador. Zoho CRM

Treinamento de Administrador. Zoho CRM Treinamento de Administrador Zoho CRM Objetivos Apresentar os principais recursos do CRM a fim de propiciar ao administrador do sistema autonomia para: Criar e alterar campos; Acrescentar, renomear e customizar

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA DE GALPERIN PARA A INCLUSÃO DE ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIA VISUAL NO ENSINO DE MATEMÁTICA

CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA DE GALPERIN PARA A INCLUSÃO DE ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIA VISUAL NO ENSINO DE MATEMÁTICA CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA DE GALPERIN PARA A INCLUSÃO DE ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIA VISUAL NO ENSINO DE MATEMÁTICA Lúcia Virginia Mamcasz Viginheski UTFPR-PPGECT/FACULDADE GUAIRACÁ Guarapuava Sani de Carvalho

Leia mais

Conteúdos. Imperativo na forma negativa Verbo Have (ter, possuir)

Conteúdos. Imperativo na forma negativa Verbo Have (ter, possuir) Conteúdos Imperativo na forma negativa Verbo Have (ter, possuir) Habilidades Usar adequadamente o Imperativo na forma negativa Identificar e utilizar apropriadamente o verbo Have (ter, possuir) PAUTA DO

Leia mais

A GENTE RECRIA POESIAS COM PALAVRAS E IMAGENS

A GENTE RECRIA POESIAS COM PALAVRAS E IMAGENS A GENTE RECRIA POESIAS COM PALAVRAS E IMAGENS Diana Carvalho (E. M. Argentina Sala de Leitura) Eixo temático: Fazendo escola com múltiplas linguagens RESUMO Este texto relata uma experiência em leitura

Leia mais

Manual do universitário

Manual do universitário Manual do universitário 1 SOBRE O NAPp Olá querido (a) estudante! Inicialmente parabenizamos por sua conquista! Estamos felizes por recebê-lo (a)! Todavia o desafio não está apenas em ser aprovado (a)

Leia mais

Linguagem de Estruturação e Apresentação de Conteúdos

Linguagem de Estruturação e Apresentação de Conteúdos UNIVERSIDADE TECNOLOGICA FEDERAL DO PARANA MINISTERIO DA EDUCAÇÃO Câmpus Santa Helena Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Linguagem de Estruturação e Apresentação de Conteúdos Prof. Me. Arlete

Leia mais

Manual do Fénix. Gestão de Curriculum. SI 11-10-2010 (Versão 1.0)

Manual do Fénix. Gestão de Curriculum. SI 11-10-2010 (Versão 1.0) Manual do Fénix Gestão de Curriculum SI 11-10-2010 (Versão 1.0) Este manual tem como objectivo auxiliar a tarefa de gestão do portal curriculum por parte dos docentes. Índice Abreviaturas... 3 1. Entrar

Leia mais

Calendarização da Avaliação de Desempenho Docente Educadores e Professores dos Quadros - Anos Lectivos: 2007/2009

Calendarização da Avaliação de Desempenho Docente Educadores e Professores dos Quadros - Anos Lectivos: 2007/2009 Calendarização da Avaliação de Desempenho Docente Educadores e Professores dos Quadros - Anos Lectivos: 2007/2009 Desenvolvimento da Avaliação Intervenientes Calendarização Observações Definição dos Objectivos

Leia mais

Tutorial Sistema Professor Online. 1) Menu Cadernetas

Tutorial Sistema Professor Online. 1) Menu Cadernetas 1) Menu Cadernetas Ao selecionar a opção de Cadernetas o usuário deverá selecionar o calendário de referência. Ao selecionar o calendário irá aparecer uma tabela com as turmas criadas no calendário selecionado,

Leia mais

ALTERAÇÃO DAS CONFI GURAÇÕES PESSOAI S... 3 I NSERÇÃO DE M ATERI AL NO PORTAL... 3 1. NOTÍ CI A... 3 2. EVENTO... 4 3. PÁGI NA... 4 4. I MAGEM...

ALTERAÇÃO DAS CONFI GURAÇÕES PESSOAI S... 3 I NSERÇÃO DE M ATERI AL NO PORTAL... 3 1. NOTÍ CI A... 3 2. EVENTO... 4 3. PÁGI NA... 4 4. I MAGEM... GUIA DO USUÁRIO CGI ALTERAÇÃO DAS CONFI GURAÇÕES PESSOAI S... 3 I NSERÇÃO DE M ATERI AL NO PORTAL... 3 1. NOTÍ CI A... 3 2. EVENTO... 4 3. PÁGI NA... 4 4. I MAGEM... 5 5. ARQUI VO... 6 6. DOCUMENTO...

Leia mais

Processos de Iniciação

Processos de Iniciação (Declaração Preliminar do Escopo) Gerenciamento de Projetos Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia

Leia mais

Modelo de Pesquisa. Biblioteca Escolar. Agrupamento de Escolas Rainha Santa Isabel - Carreira

Modelo de Pesquisa. Biblioteca Escolar. Agrupamento de Escolas Rainha Santa Isabel - Carreira Modelo de Pesquisa Biblioteca Escolar Agrupamento de Escolas Rainha Santa Isabel - Carreira 1ª etapa Penso sobre o tema 1) Qual o objetivo do meu trabalho? - defino e registo qual é o objetivo do meu trabalho.

Leia mais

COPYRIGHT (C) 2009-2013 Publichess Tecnologia Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução, cópia, distribuição, transmissão, exibição,

COPYRIGHT (C) 2009-2013 Publichess Tecnologia Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução, cópia, distribuição, transmissão, exibição, 1 COPYRIGHT (C) 2009-2013 Publichess Tecnologia Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução, cópia, distribuição, transmissão, exibição, criação de trabalhos derivados deste documento, mesmo

Leia mais

1. Comunicação de Projectos

1. Comunicação de Projectos PRINCIPAIS ORIENTAÇÕES PARA COMUNICAÇÃO DE PROJECTOS 1. Comunicação de Projectos A comunicação é um elemento crucial para o sucesso da implementação de projectos. Os projectos devem incorporar claramente

Leia mais

Estudo FRANQUIAS CALENDÁRIO 2016 PLANEJAMENTO DE MERCADO (MÍDIAS DIGITAIS) EPTV

Estudo FRANQUIAS CALENDÁRIO 2016 PLANEJAMENTO DE MERCADO (MÍDIAS DIGITAIS) EPTV Estudo FRANQUIAS CALENDÁRIO 2016 PLANEJAMENTO DE MERCADO (MÍDIAS DIGITAIS) EPTV Empreendedores no Brasil: Setor de franquias cresceu 8,3% em 2015 e passou de 3 mil marcas Faturamento das empresas do setor

Leia mais

CURRÍCULO 1º ANO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM

CURRÍCULO 1º ANO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM CURRÍCULO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM ORALIDADE Formar frases com seqüência e sentido. Relacionar palavras que iniciam com vogais. Associar primeira letra/som em palavras iniciadas por vogal. Falar

Leia mais

GUIA DE INTEGRAÇÃO DA API DE CONSULTA DE TRANSAÇÕES 1. API de Consulta de Transações por Código de Referência VERSÃO 1.0.0

GUIA DE INTEGRAÇÃO DA API DE CONSULTA DE TRANSAÇÕES 1. API de Consulta de Transações por Código de Referência VERSÃO 1.0.0 GUIA DE INTEGRAÇÃO DA API DE CONSULTA DE TRANSAÇÕES 1 API de Consulta de Transações por Código de Referência GUIA DE INTEGRAÇÃO DA API DE CONSULTA DE TRANSAÇÕES 2 Histórico de Versões DATA 01/06/2014 Visão

Leia mais