Boletim Técnico. A Belden Amplia a Linha DataTuff com Cabos Livres de Halogênio, Emissão Reduzida de Fumaça e Blindagem para Instalação Subterrânea

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Boletim Técnico. A Belden Amplia a Linha DataTuff com Cabos Livres de Halogênio, Emissão Reduzida de Fumaça e Blindagem para Instalação Subterrânea"

Transcrição

1 Boletim Técnico NP 23P Industrial Ethernet Não importa se você especifica cabos cobre ou fibra óptica, sua re atingirá picos eficiência e confiabilida com os cabos industriais para Ethernet DataTuff da Beln. As séries pares colados UTP e ScTP também oferecem a exclusiva Installable Performance. A Beln Amplia a Linha DataTuff com Cabos Livres Halogênio, Emissão Reduzida Fumaça e Blindagem para Instalação Subterrânea A confiabilida das res industriais Ethernet pen da infra-estrutura cabeamento: erros transmissão dados pom causar interrupções em funções cruciais controle, resultando em paradas produção e até em problemas segurança. Para ajudar a assegurar um ótimo sempenho no chão fábrica, a Beln produz cabos alta qualida, com máxima confiabilida. Des a introdução dos cabos Blue Hose Beln, que revolucionaram o mercado, até a linha atual cabos cobre DataTuff Categorias 6 e 5e, além dos cabos fibra óptica para Ethernet industrial TrayOptic, a Beln tem sempre o cabo certo na hora em que você precisa. Durante décadas a Beln vem se mantendo na linha frente do mercado cabeamento industrial. Por conhecer os rigores do ambiente produtivo, a Beln também se staca pela capacida fornecer cabos com o mais alto rendimento, inpenntemente do tipo trabalho. Assim, você po utilizar a alta tecnologia Beln mesmo que seu sistema cabeamento estiver exposto às seguintes condições: > Óleo, raios solares e gasolina > Variações temperatura > Abrasão, esmagamento e instalações enterradas > Presença EMI/RFI (interferência eletromagnética ou interferência por radiofreqüência) > Aprovação mineração MSHA > Designação da re segurança por revestimentos vermelhos Só os cabos DataTuff com a tecnologia patenteada pares colados oferecem o benefício da Installable Performance Os cabos Beln DataTuff apresentam a exclusiva tecnologia patenteada pares colados da Beln. Esse tipo construção fixa a isolação dos condutores dos pares fios ao longo do seu eixo longitudinal, para garantir que não venha a ocorrer nenhuma folga que possa afetar o sempenho dos condutores. Este sistema inteligente impe que os fios se separem, fazendo com que o espaçamento entre um condutor e o outro (ou entre seus centros) seja sempre uniforme, oferecendo um rendimento elétrico elevado e consistente, inclusive após o cabo ter sido submetido às flexões, puxões e torções inerentes ao processo instalação. A Beln chama esse recurso exclusivo rendimento pós-instalação, ou Installable Performance.

2 Par Não Colado Margem(dB) Des Par Colado Os pares não-colados têm a tendência separar-se (esq.) quando manipulados e instalados, modo que a distância entre os centros dos condutores varia. Os pares colados (dir.) não se separam, modo que a integrida do par é mantida. Ferramentas preparação cabo são incluídas em cada bobina produtos pares colados. As ferramentas são vendidas separadamente com o 797B. Margens perda retorno cabos pares não-colados convencionais 350 MHz Categoria 5e (20 0 MHz) Melhor Limite Especif. Falha Além disso, quando existe uma folga nos pares não-colados ocorre um scasamento na impedância. Quando o sinal transmitido encontra esse scasamento, partes do sinal são refletidas volta em direção à fonte. Esse fenômeno é nominado perda retorno (PR) ou. Cabos com valores ruins PR pom gerar um impacto significativo no sempenho da re, pois reduzem sua eficiência e resultam em taxas excessivas erros bits. A Beln realizou testes que simularam os efeitos do processo instalação. Lado a lado, um cabo convencional 350 MHz da Categoria 5e ( pares não-colados) e um cabo pares colados Beln 350 MHz da Categoria 5e foram testados. Recém-retirados da bobina, e com o propósito estabelecer uma comparação, esses produtos foram submetidos a um Teste Solicitações Mecânicas. O teste simulou apenas algumas das solicitações a que um cabo é submetido ao ser instalado (sendo dobrado para acompanhar os cantos, enrolado para criar reservas para futuras expansões e apertado em uma caixa saída). Os resultados? O cabo par não-colado mostrou uma gradação da PR mais 2 db mais 5 vezes pior do que o valor antes da instalação. O cabo par colado mostrou uma pequena mudança no sempenho da PR. (Para mais talhes, veja o Boletim Técnico TB-66P O impacto das solicitações mecânicas Inicial Instalada Inicial Instalada Margem(dB) Margens perda retorno cabos pares colados Beln 350 MHz Categoria 5e (20 0 MHz) Dados Azul Laranja Ver Marrom Em um Teste Solicitações Mecânicas que simulou o processo instalação, os cabos par não-colado Categoria 5e (esq.) mostraram uma gradação da PR mais 2 db. Os cabos par colado (dir.) mostraram uma pequena mudança no sempenho da PR. Melhor Limite Especif. no sempenho do cabo, disponível em Os cabos TrayOptic têm fibras certificadas por laser (LCFÍ) e componente especial à prova d água Quando a instalação requer a combinação entre a sofisticada tecnologia das fibras ópticas e alta durabilida, especifique a linha cabos para instalação interna ou externa TrayOptic (uso interno e externo) da Beln, agora atualizada com um componente especial bloqueador água. Todos os produtos TrayOptic também usam fibra certificada por laser para suportar as fontes luminosas Gigabit Ethernet e para atenr as necessidas expansão largura da banda. Para maiores informações sobre a linha completa cabos fibra óptica BelOptix da Beln, incluindo os cabos TrayOptic, contate a Beln pelo fone () ou visite Qualida que você po confiar Todos os produtos Beln são fabricados com os mais altos padrões mundiais qualida para a indústria (RoHS - Restrição Certas Substâncias Perigosas), usando avançados equipamentos, sistemas, controles e processos. De fato, há tempos a Beln vem ocupando o posto pioneira em processos produção que se tornaram padrões na indústria, como por exemplo o controle estatístico processos (CEP). Por outro lado, a Beln foi a primeira fabricante cabos a obter a certificação ISO 9000 para a maioria suas plantas ao redor do mundo. Qualida Beln significa sempenho sem interrupções e segurança superior Hoje em dia as aplicações em res industriais não pom tolerar erros nas transmissões dados que possam causar interrupções transmissões, atrasos e tampouco aspectos ligados a segurança. A qualida Beln oferece o sempenho e a confiabilida que o mercado nessecita diariamente.

3 Industrial Data Solutions Ethernet Industrial Cabos Trançados DataTuff, Categoria 5e, 2 pares Resistentes ao Desgaste, à Luz Solar e ao Óleo Tipo UL No. 0m) ACR Categoria 5e Colados 2 AWG BC Sólido Veja Tabela Código Cores Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento.030, PVC, Preto, Vermelho ou Azul-Petróleo, Classificação Industrial Resistente à Luz Solar e a Óleo Compativel com 7932A N EC: C MR C EC: Temperatura Instalação: -25 C a +75 C; Temperatura Operação: -0 C to +75 C* M-2 ou RJ-5 Patentes Norte-Americanas 5,606,5 e 5,73,26 O cabo é submetido a dobra fria -0 C por UL58 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e Categoria 5e Colados 2 AWG BC Sólido Beldfoil Total Blindagem Fio Dreno Veja Tabela Código Cores Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento.030, PVC, Preto, Vermelho ou Azul-Petróleo, Classificação Industrial Resistente à Luz Solar e a Óleo Blindado 7933A NEC: CMR ±2 00±2 00±2 00±2 00±5 00±5 0±8 0±20 0±20 0±22 00 ±5 00±5 0± Temperatura Instalação: -25 C to +75 C; Temperatura Operação: -0 C a +75 C* M-2 ou RJ-5 Patentes Norte-Americanas 5,606,5 e 5,73,26 O cabo é submetido a dobra fria -0 C por UL58 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e A blindagem é unida à pare interior do revestimento para estabilida elétrica ACR = Razão entre Diafonia e Atenuação BC = Cobre Nú ELFEXT = Diafonia Remota do Nível Equalizado NEXT = Diafonia ou Crosstalk = Power Sum (Somatória Potências) = Perda Retorno * Sujeito à diminuição comprimento Bobina Pés, disponível somente na cor preta Códigos Cores 2 No. do Par Combinação Cores Listra Branca/Laranja e Laranja 2 Listra Branca/Ver e Ver

4 Cabos Trançados DataTuff, Categoria 5e, Revestimentos Resistentes ao Desgaste, à Luz Solar e ao Óleo Tipo UL No. 0m) ACR Categoria 5e Colados 2 AWG BC Sólido Veja Tabela Código Cores Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento.030, PVC, Preto, Vermelho ou Azul-Petróleo, Classificação Industrial Resistente à Luz Solar e a Óleo Aprovado por MSHA 7923A NEC: CMR, C MX- C EC: Temperatura Instalação: -25 C a +75 C; Temperatura Operação: -0 C a +75 C* RJ-5 Patente Norte-Americana 5,606,5 e 5,73,26 O cabo é submetido a dobra fria -0 C por UL58 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e P-07-KA MSHA** Categoria 5e Sólido BC 2 AWG Trançados Veja Tabela Código Cores Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento.030, PVC, Preto ou Azul, Classificação Industrial Resistente à Luz Solar e a Óleo Aprovado por MSHA 798A NEC: CMR, Temperatura Instalação: -25 C a +75 C; Temperatura Operação: -0 C a +75 C* RJ-5 O cabo é submetido a dobra fria -0 C por UL58 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e P-07-KA MSHA** Categoria 5e Colados 2 AWG TC Trançado (7x32) Veja Tabela Código Cores Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento.030, PVC, Preto, Vermelho ou Azul-Petróleo, Classificação Industrial Resistente à Luz Solar e a Óleo Trançado 792A NEC: Flexível CMR, Temperatura Instalação: -25 C a +75 C; Temperatura Operação: -0 C a +75 C* RJ-5 O cabo é submetido a dobra fria -0 C por UL58 Patentes Norte-Americanas 5,606,5; 5,73,26 e 5,763,823 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e ACR = Razão entre Diafonia e Atenuação BC = Cobre Nú ELFEXT = Diafonia Remota do Nível Equalizado NEXT = Diafonia ou Crosstalk = Power Sum (Somatória das Potências) = Perda Retorno TC = Cobre Estanhado * Sujeito a diminuição comprimento. ** Departamento Recursos Ambientais da Pennsylvania e Certificação Americana Gestão Segurança e Saú em Minas Bobina Pés, disponível apenas na cor preta ± 2 00 ± 2 00 ± 5 00 ± 5 00 ±8 00 ± 20 0±20 00 ±22 00±5 00±5 0±25 0±8 0±8 0±20 0±20 0± Códigos Cores No. do Par Combinação Cores Listra Branca/Azul e Azul 2 Listra Branca/Laranja e Laranja 3 Listra Branca/Ver e Ver Listra Branca/Marrom e Marrom

5 Cabos Trançados DataTuff, Categoria 5e, (continuação) Tipo UL No. 0m) ACR Categoria 5e Colados 2 AWG BC Trançado (7x32) Veja Tabela Código Cores Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento.030, PVC, Preto, Classificação Industrial Resistente à Luz Solar e a Óleo Trançado 7930A NEC: Flexível CMR, ± Temperatura Instalação: - C a +75 C; Temperatura Operação: -25 C a +75 C* RJ-5 O cabo é submetido a dobra fria -25 C por UL58 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e Categoria 5e Colados 22 AWG BC Sólido Veja Tabela Código Cores Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento.030, PVC, Preto, Classificação Industrial Resistente à Luz Solar e a Óleo PLTC 7922A NEC: PL TC, CMR, Temperatura Instalação: - C a +75 C; Temperatura Operação: -25 C a +75 C* O cabo é submetido a dobra fria -25 C por UL58. Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés. Patentes Norte-Americanas 5,606,5 e 5,73,26 Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e Categoria 5e Colados 2 AWG BC Sólido Veja Tabela Código Cores Não Plenum Isolamento Poliolefina Bloqueado para Água Revestimento Polietileno, Preto, Resistente à Luz Solar e a Óleo Sem Halogênio Bloqueado para Água Introdução Subterrânea 793A Temperatura Instalação: -25 C a +75 C; Temperatura Operação: -0 C a +75 C* Bloqueado para Água por Telcordia, IEC e ICEA Patentes Norte-Americanas 5,606,5 e 5,73,26 Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e RJ-5 O cabo é submetido a dobra fria -0 C por UL58 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 3 pés ACR = Razão entre Diafonia e Atenuação BC = Cobre Nú ELFEXT = Diafonia Remota do Nível Equalizado NEXT = Diafonia ou Crosstalk = Power Sum (Somatória das Potências) = Perda Retorno ±2 00 ± 2 00±2 0±8 0±20 00 ± 20 00± ± ± Códigos Cores No. do Par Combinação Cores Listra Branca/Azul e Azul 2 Listra Branca/Laranja e Laranja 3 Listra Branca/Ver e Ver Listra Branca/Marrom e Marrom 5

6 Cabos Trançados DataTuff, Categoria 5e, (continuação) Tipo UL No. 0m) ACR Categoria 5e Colados 2 AWG BC Sólido Veja Tabela Código Cores Plenum Isolamento FEP Revestimento FEP, Preto, Resistente à Luz Solar, Óleo e Gás 7928A NEC: Limited Temp. Alta e Baixa Combustible Res.a Óleo I & II F HC 25/50 Res. a Gás CMP C EC: C MP FT6 Temperatura Instalação: -55 C a +50 C; Temperatura Operação: -70 C a +50 C* Patentes Norte-Americanas 5,606,5 e 5,73,26 Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e RJ-5 O cabo é submetido a dobra fria -70 C por UL58 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés Categoria 5e Colados 2 AWG Condutores BC Sólido Veja Tabela Código Cores ± ± ± ± ± Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento.030, Halogênio, com Emissão Reduzida Fumaça, Preto, Classificação Industrial, Resistente à Luz Solar LSZH 7935A NEC: CM CM FT Temperatura Instalação: +5 C a +75 C Temperatura Operação: - C a +75 C* RJ-5 Patente Norte-Americana 5,606,5 e 5,73,26 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e Categoria 5e Colados 2 AWG BC Sólido Veja Tabela Código Cores ± ± ± ± Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento Interior PVC Revestimento Exterior, PVC, 0,035, PVC, Preto, Cinza, Vermelho, Azul-Petróleo ou Azul, Classificação Industrial Sem Revestimento Aprovado por MSHA 700A NEC: CMR, Diâmetro Nominal Externo: ± ± ± ± Planejamento 3000 pés, disponível apenas na cor preta Temperatura Instalação: -25 C a +75 C; Temperatura Operação: -0 C a +75 C* P-07-KA MSHA** O cabo é submetido a dobra fria -0 C por UL58. RJ-5 Patentes Norte-Americanas 5,606,5 e 5.73,26 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e O revestimento é resistente à luz solar e a óleo Categoria 5e Colados 2 AWG BC Sólido Veja Tabela Código Cores Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento Interior PVC Revestimento Exterior, 0,035, PVC, Preto ou Azul, Classificação Industrial Res. a Óleo I & II Sem Revestimento 700A2 NEC: CMR Diâmetro Nominal Externo: ± ± ± ± ± Planejamento 0 pés, disponível apenas na cor preta Temperatura Instalação: +5 C a +75 C; Temperatura Operação: - C a +75 C* O cabo é submetido a dobra fria - C por UL58 UL58 Patentes Norte-Americanas 5,606,5; 5,73,26 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e Revestimento exterior também resistente à luz solar ACR = Razão entre Diafonia e Atenuação BC = Cobre Nú ELFEXT = Diafonia Remota do Nível Equalizado NEXT = Diafonia ou Crosstalk = Power Sum (Somatória das Potências) = Perda Retorno TC = Cobre Estanhado * Sujeito a diminuição comprimento. ** Departamento Recursos Ambientais da Pennsylvania e Certificação Americana Gestão Segurança e Saú em Minas.

7 Cabos Trançados DataTuff, Categoria 5e, (continuação) Tipo UL No. 0m) ACR Categoria 5e Colados 2 AWG BC Sólido Veja Tabela Código Cores Armad. Alum. c/ Intert. Isolam. Poliolefina Capa Int. PVC Capa Ext. PVC com Grau Ind. com.05, PVC, Cinza ou Preta, Classif. Ind. Resist. à Luz Solar e a Óleo Blindagem AL 2700A NEC: Interligada CM Diâmetro HL Nominal Externo: CMG FT Blindagem AL 2700R NEC: Interligada CM Impacto Frio a -0ºC HL CMG FT Diâmetro Nominal Externo: Planejamento 3000 pés e 5000 pés, disponível apenas na cor azul RJ-5 Temperatura Instalação: -25 C a +75 C Temperatura Operação: -0 C a +75 C* Revestimento exterior é resistente à luz solar e a óleo. Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos metro Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e Patentes Norte-Americanas 5,606,5 e 5,73,26 Blindado Aprovado por MSHA Fio Dreno Planejamento 3000 pés, disponível apenas na cor preta Temperatura Instalação: -25 C a +75 C; Temperatura Operação: -0 C a +75 C* Compatível a RJ-5 O cabo é submetido a dobra fria -0 C por UL58 Patentes Norte-Americanas 5,606,5; 5,73,26 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos metro Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e Revestimento exterior é resistente à luz solar e a óleo Categoria 5e Colados 2 AWG BC Sólido Beldfoil Total Blindagem Fio Dreno Veja Tabela Código Cores 7929A NEC: CMR, ± ± ± ± ± Armad. Alum. com Intert. Isolam. Poliolefina Capa Int. PVC Capa Ext. PVC com Grau Ind. com.05, PVC, Cinza ou Preta, Classif. Ind. Resist. à Luz Solar e a Óleo Categoria 5e Colados 2 AWG BC Sólido Beldfoil Total Blindagem Fio Dreno Veja Tabela Código Cores ± ± ± ± Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento.030, PVC, Preto, Vermelho ou Azul-Petróleo, Classificação Industrial Resistente à Luz Solar e a Óleo Planejamento 0 pés, disponível apenas na cor preta Temperatura Instalação: -25 C a +75 C; Temperatura Operação: -0 C a +75 C* P-07-KA MSHA** RJ-5 O cabo é submetido a dobra fria -0 C por UL58 Patentes Norte-Americanas 5,606,5 e 5,73,26 A blindagem é conectada à pare interior do revestimento para estabilida elétrica Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e ACR = Razão entre Diafonia e Atenuação AL = Alumínio BC = Cobre Nú ELFEXT = Diafonia Remota do Nível Equalizado NEXT = Diafonia ou Crosstalk = Power Sum (Somatória das Potências) = Perda Retorno TC = Cobre Estanhado * Sujeito a diminuição comprimento. ** Departamento Recursos Ambientais da Pennsylvania e Certificação Americana Gestão Segurança e Saú em Minas. Códigos Cores No. do Par Combinação Cores Listra Branca/Azul e Azul 2 Listra Branca/Laranja e Laranja 3 Listra Branca/Ver e Ver Listra Branca/Marrom e Marrom

8 Cabos Trançados DataTuff, Categoria 5e, (continuação) Tipo UL No. 0m) ACR Categoria 5e Sólido BC 2 AWG Trançados Blindagem Total Beldfoil Fio Dreno, TC, 2 AWG, Trançado Veja Tabela Código Cores Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento.030, PVC, Preto ou Azul, Classificação Industrial Resistente à Luz Solar e a Óleo Blindagem Aprovado por MSHA Fio Dreno 799A NEC: CMR, Planejamento 0 pés, disponível apenas na cor preta Temperatura Instalação: -25 C a +75 C; Temperatura Operação: -0 C a +75 C* P-07-KA MSHA** O cabo é submetido a dobra fria -0 C por UL58 RJ-5 A blindagem é conectada à pare interior do revestimento para estabilida elétrica Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e Categoria 5e Trançados 2 AWG Sólido BC Beldfoil Total + 70% Trança TC Fio Dreno em Espiral, Sólido, 2 AWG, Trançado Veja Tabela Código Cores Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento.030, PVC, Preto, Vermelho, Azul-Petróleo ou Azul, Classificação Industrial Resistente à Luz Solar Blindagem Dupla Fio Dreno 792A NEC: CMR, Planejamento 0 pés, disponível apenas na cor preta Temperatura Instalação: -25 C a +75 C; Temperatura Operação: -0 C a +75 C* O cabo é submetido a dobra fria -0 C por UL58 Patentes Norte-Americanas 5,606,5 e 5,73,26 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e Categoria 5e Colados 2 AWG BC Sólido Blindagem Beldfoil Total Fio Dreno TC, 2 AWG, Trançado Veja Tabela Código Cores Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento.030, Halogênio, com Emissão Reduzida Fumaça, Preto, Classificação Industrial, Resistente à Luz Solar Blindado LSZH 7936A NEC: CMR CMG FT Fio Dreno Temperatura Instalação: +5 C a +75 C Temperatura Operação: - C a +75 C* RJ-5 Patente Norte-Americana 5,606,5 e 5,73,26 A blindagem é conectada à pare interior do revestimento para estabilida elétrica Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 5e ± Categoria 5e Trançados 2 AWG Sólido BC Blindagem Beldfoil Total Fio Dreno TC Trançado Veja Tabela Código Cores Isolamento Poliolefina Bloqueado para Água Revestimento Interior PE Revestimento Exterior PE, Preto, Resistente à Luz Solar e a Óleo Sem Halogênio 7937A Blindado Bloqueada para Água Fio Dreno ± Fio Dreno Temperatura Instalação: -25 C a +75 C Temperatura Operação: -0 C a +75 C* Bloqueado para Água por Telcordia, IEC and ICEA RJ-5 O cabo é submetido a dobra fria -0 C por UL58 Patentes Norte-Americanas 5,606,5 e 5,73,26 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés ACR = Razão entre Diafonia e Atenuação AL = Alumínio BC = Cobre Nú ELFEXT = Diafonia Remota do Nível Equalizado NEXT = Diafonia ou Crosstalk = Power Sum (Somatória das Potências) = Perda Retorno TC = Cobre Estanhado PE = Polietileno * Sujeito a diminuição comprimento. ** Departamento Recursos Ambientais da Pennsylvania e Certificação Americana Gestão Segurança e Saú em Minas.

9 Industrial Data Solutions Ethernet Industrial Cabos Trançados DataTuff Categoria 6, Revestimentos, Resistentes ao Desgaste, Luz Solar e Óleo Tipo UL No. 0m) ACR Categoria 6 Colados 23 AWG BC Sólido Membro do Centro Patenteado E-Spline Veja Tabela Código Cores Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento.030, PVC, Preto, Classificação Industrial Resistente à Luz Solar e a Óleo 7927A NEC: CMR x x C EC: ** ACR >0 garantido para 60 MHz. Temperatura Instalação: -25 C a +75 C; Temperatura Operação: -0 C a +75 C* RJ-5 O cabo é submetido a dobra fria -0 C por UL58 Patentes Norte-Americanas 5,606,5 e 5,73,26 e 6,297,5-B Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 6 Categoria 6 Colados AWG BC Sólido Veja Tabela Código Cores Plenum Isolamento FEP Revestimento.FEP, Preto, Resistente à Luz Solar, Óleo e Gás Temp. Alta e Baixa Res. a Óleo I & II Res. a Gás 793A NEC: Limited Combustible FHC 25/50 CMP CMP FT6 Temperatura Instalação: -55 C a +50 C; Temperatura Operação: -70 C a +50 C* RJ-5 O cabo é submetido a dobra fria -70 C por UL58 Patentes Norte-Americanas 5,606,5 e 5,73,26 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés. Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 6 Categoria 6 Colados 23 AWG BC Sólido Veja Tabela Código Cores ± ± ± >0.0 ** 6.8 0± ± ± ± ± ± Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento Interior PVC Revestimento Exterior, 0,035, PVC, Preto ou Cinza, Classificação Industrial Revestimento Superior 872A NEC: CM x x CM FT Diâmetro Nominal Externo: x x.65.9 ***Valor fornecimento apenas para referência. Temperatura Instalação: - C a +75 C; Temperatura Operação: -25 C a +75 C* O cabo é submetido a dobra fria -25 C por UL58 Patentes Norte-Americanas 5,606,5; 5,73,26 e RJ-5 Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos 2 pés. Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria 6 Categoria 6 Cabos Colados 23 AWG BC Sólido Cinta Poliéster Veja Tabela Código Cores ± ± ± *** ± *** ±32.0 Não Plenum Isolamento Poliolefina Revestimento Interior PVC Revestimento Exterior, 0,055, PVC, Preto ou Cinza, Classificação Industrial Armadura da Alumínio com Intertravamento 2872A NEC: CM HL Diâmetro Nominal Externo: CMG FT x x.65.9 ***Valor fornecimento apenas para referência Temperatura Instalação: -25 C a +75 C; Temperatura Operação: -0 C a +75 C* RJ-5 O cabo é submetido a dobra fria -0 C por UL58 Patentes Norte-Americanas 5,606,5; 5,73,26 e Revestimento marcado seqüencialmente a intervalos metro Verificado por terceiros conforme a norma TIA/EIA-568-B.2, Categoria ± ± ± *** ± *** ±32.0 ACR = Razão entre Diafonia e Atenuação AL = Alumínio BC = Cobre Nú ELFEXT = Diafonia Remota do Nível Equalizdo NEXT = Diafonia ou Crosstalk = Power Sum (Somatória das Potências) = Perda Retorno * Sujeito a diminuição comprimento.

10 Guia Seleção Cabo DataTuff Ethernet Industrial Esta tabela foi criada para auxiliar o usuário na seleção aquada do cabo No. da Parte Não Blindado Blindagem Condutor Instalação Questões Ambientais Blindado * Sólido Multifilar ** Resist. Desgaste Tensão Resistência Instalação Tração a Óleo Resistência luz solar ultravioleta CMX/ No solo Externo introdução subterrânea Resistência a Gasolina LSZH MSHA Temp. Alta/ Baixa Revestimento Graduação Industrial Super Resistente Revest. com Grau Industrial Armado Cabo Categoria 5e 7932A 7933A 7923A 2 = = = 20 = = = 2 = = = 20 = = = = = = 0 = = = = = 798A = = 35 = = = = = 792A = = = 0 = = = = 7930A = = 25 = = = = 7922A PLTC 793A = = = 0 = = = = = = = 0 = = = 7937A = = = 0 = = = 7928A 700A 700A2 700A2 Res. a Óleo I & II = = = 0 = = = = = = = = 0 = = = = = = = = 0 = = = 2700A = = = 0 = = = 2700R = = = 0 = = = 7929A = = = 35 = = = = = 799A = = 25 = = = = = 792A 7935A 7936A Cabo Categoria 6 = = = 75 = = = = = = = 0 = = = = = = 0 = = = 7927A = = = 5 = = = 793A = = = 0 = = = = = 872A = = = 5 = 2872A = = = 5 = = = * Os produtos blindados são recomendados para ambientes com muitos ruídos. ** Os produtos multifilares são recomendados nos casos em que mais flexibilida é necessária. Os produtos com a tecnologia Par Colado têm vantagens Installable Performance consulte o Boletim No. BP02 Cabo Par Colado. Código Cores 2 No. do Par Combinação Cores Listra Branca/Laranja e Laranja 2 Listra Branca/Ver e Ver Códigos Cores No. do Par Combinação Cores Listra Branca/Azul e Azul 2 Listra Branca/Laranja e Laranja 3 Listra Branca/Ver e Ver Listra Branca/Marrom e Marrom

11 Cabo TrayOptic Fibra Óptica, Resistente, Totalmente Dielétrico Geleado Uso Interno / Externo para Prumas e Banjas Aplicações Aplicações industriais e outros ambientes inóspitos Automação fabril Introdução subterrânea direta Intalações diretamente enterradas do Produto Fibra otimizada com laser para transporte sinais gigabit eternet e fontes que exijam largura banda expandida. Aprovado pelo teste chama IEEE Agente bloqueador água para proteção contra umida. A opção revestimento externo (CPE - Polietileno Clorado) fornece resistência extraquímica ou contra abrasão. Tipo Fibra /25µ Material da Capa Membro Tração Cor do Revestimento PVC ou CPE Linha Aramid Laranja Especificações Faixa Temperatura /25µ Operação -0 a +70 C Armazenamento -0 a +70 C Resistência ao Esmagamento (EIA-55-) 0 N/cm Resistência Impacto (EIA-55-25) Cíclo Flexão (EIA-55-) Raio Mín. Curvatura Instalação Longo Prazo 0 25 ciclos, 2 libras., 20 x raio mín. OD. 20 x OD 5 x OD Carga Máxima Instalação 600 libras. (2700 N) Especificações Ópticas Veja página.2 Detalhe do Feixe da Fibra Aprovações Para uso em prumas Tipo UL Tipo cul Resistência a Chamas OFNR OFN FT IEEE202/383-3 Revestimento externo Revestimento interno Pasta Membro força Aramid Agente bloqueio para água Fibras óticas Mais informações sobre o produto na página 2. Membro central dieléctrico força Tubo amortecedor gel

12 No. Fibras Fibras Por Tubo Série TrayOptic Diâmetro Externo Revestimento PVC Revestimento CPE Polegada mm Elevador (NEC/ OFNR/OFN FT) Peso em Lbs./00 Pés Peso em kg/km Peso em Lbs./00 Pés Peso em kg/km l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l Todos os produtos fibra óptica pom ser fornecidos em conformida com os regulamentos RoHS. Favor contatar o Atendimento ao Cliente para obter mais talhes. EtherNet/IP é uma marca registrada da ControlNet International, Ltd. sob licença da Open DeviceNet Vendor Association, Inc. Para mais informações: 2 Beln Brasil () Fax ()

Boletim de Novo Produto

Boletim de Novo Produto Boletim de Novo Produto NP 159P Cabos Belden DeviceBus A Belden foi a pioneira na fabricação de cabos redondos blindados Classe I de 600V (Nos. 7896A e 7897A). Hoje oferece a mais ampla seleção de cabos-tronco

Leia mais

FAST-LAN ETHERNET INDUSTRIAL CAT.6 F/UTP 23AWGx4P

FAST-LAN ETHERNET INDUSTRIAL CAT.6 F/UTP 23AWGx4P FAST-LAN ETHERNET INDUSTRIAL CAT.6 F/UTP 23AWGx4P Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto FASTLAN Construção Categoria 6 F/UTP (blindado) PVC/TPU - CM/CMX Características Gerais Descritivo Ambiente

Leia mais

CABO GIGALAN AUGMENTED CAT. 6A F/UTP 23AWGX4P

CABO GIGALAN AUGMENTED CAT. 6A F/UTP 23AWGX4P CABO GIGALAN AUGMENTED CAT. 6A F/UTP 23AWGX4P Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan Augmented RoHS Compliant Categoria 6A F/UTP (blindado) PVC - CM, CMR Características Gerais

Leia mais

Soluções em Automação Industrial Selecionando o cabeamento adequado. Ricardo Avena Technical Sales Manager. Maio 2015

Soluções em Automação Industrial Selecionando o cabeamento adequado. Ricardo Avena Technical Sales Manager. Maio 2015 Soluções em Automação Industrial Selecionando o cabeamento adequado Ricardo Avena Technical Sales Manager Maio 2015 2013 Belden Inc. belden.com @BeldenInc Porque o cabo é importante? Uma infraestrutura

Leia mais

CABO GIGALAN AUGMENTED 23AWG x 4 P CAT. 6 F/UTP

CABO GIGALAN AUGMENTED 23AWG x 4 P CAT. 6 F/UTP CABO GIGALAN AUGMENTED 23AWG x 4 P CAT. 6 F/UTP Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan Augmented RoHS Compliant Categoria 6A F/UTP (blindado) PVC - CM, CMR Características Gerais

Leia mais

Solução em Transmissão de Sinais. Catálogo. Cabos para Automação Industrial e Controle de Processos

Solução em Transmissão de Sinais. Catálogo. Cabos para Automação Industrial e Controle de Processos Solução em Transmissão de Sinais Catálogo Cabos para Automação Industrial e Controle de Processos Belden, a certeza de excelência na transmissão de sinais em qualquer ambiente. Confiabilidade, segurança

Leia mais

Boletim de Novo Produto

Boletim de Novo Produto Boletim Novo Produto NP 236P Cabos LSZH com Aprovação Naval A completa linha Beln cabos LSZH Low Smoke Halogen Free (Baixa Taxa Emissão Fumaça e Isento Halógenos) proporciona baixa taxa emissão fumaça

Leia mais

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR Tipo do Produto Construção Cabos Ópticos Dielétrico Tight Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras ópticas do tipo multimodo ou monomodo.

Leia mais

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção Dielétrico Tight Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras ópticas do tipo multimodo ou monomodo.

Leia mais

Capítulo 4 - Testes de Cabos. Associação dos Instrutores NetAcademy - agosto de 2007 - Página

Capítulo 4 - Testes de Cabos. Associação dos Instrutores NetAcademy - agosto de 2007 - Página Capítulo 4 - Testes de Cabos 1 Fundamentos - Ondas As ondas são importantes no estudo das redes, pois são elas que transmitem as informações, utilizando meios de cobre, fibra óptica ou o ar. As ondas são

Leia mais

Cabo SOHOPLUS U/UTP CAT 5e 24 AWGX4P CMX

Cabo SOHOPLUS U/UTP CAT 5e 24 AWGX4P CMX Cabo SOHOPLUS U/UTP CAT 5e 24 AWGX4P CMX Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção SOHOPLUS RoHS Compliant Categoria 5e U/UTP (não blindado) PVC - CMX Jm Características Gerais Descritivo

Leia mais

CABO ÓPTICO FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR

CABO ÓPTICO FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR CABO ÓPTICO FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR Tipo do Produto Cabos Ópticos Família do Produto Construção TeraLan Dielétrico Tight Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras

Leia mais

GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS

GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan RoHS Compliant Categoria 6 U/UTP (não blindado) PVC (CM/CMR) Características Gerais Descritivo Ambiente

Leia mais

TEKA ELECTRONICS 81 UTP

TEKA ELECTRONICS 81 UTP 81 UTP CABO U/UTP CAT 5e Cabo com performances até os 100MHz (ANSI/TIA/EIA-568-C2), frequentemente utilizado para redes de voz e dados (100Mbit/s e Gigabit Ethernet). Pares em CCA sólido: 0,51mm (24AWG)

Leia mais

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Na comunicação de dados são usados muitos tipos diferentes de meios de transmissão. A escolha correta dos meios de transmissão no projeto

Leia mais

GIGALAN STD CAT.6 U/UTP 24AWG X 4P

GIGALAN STD CAT.6 U/UTP 24AWG X 4P GIGALAN STD CAT.6 U/UTP 24AWG X 4P Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan RoHS Compliant Categoria 6 U/UTP (não blindado) CM,CMR Características Gerais Descritivo Ambiente de Instalação

Leia mais

CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE 1/2013

CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE 1/2013 1/2013 CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE ÍNDICE: Cabos Elétricos de Energia e Controle - 0,6/1kV (1,8/3kV) LKM-SHF2 & LKM-SHF2 FLEX...4 LKMM-SHF2...8 LKSM-SHF2 & LKSM-SHF2 FLEX...10 LKMSM-SHF2...14

Leia mais

Davidson Rodrigo Boccardo flitzdavidson@gmail.com

Davidson Rodrigo Boccardo flitzdavidson@gmail.com Fundamentos em Sistemas de Computação Davidson Rodrigo Boccardo flitzdavidson@gmail.com Camada Física Primeira cada do modelo OSI (Camada 1) Função? Processar fluxo de dados da camada 2 (frames) em sinais

Leia mais

Cabo Optico Aéreo Dielétrico Tubo unico ASU (NR/RC)

Cabo Optico Aéreo Dielétrico Tubo unico ASU (NR/RC) Cabo Optico Aéreo Dielétrico Tubo unico ASU (NR/RC) Os cabos ópticos TELCON contam com uma excelente proteção e transmissão óptica para conectar longas distancias e outros serviços como Multimedia, Internet

Leia mais

GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS

GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan RoHS Compliant Categoria 6 U/UTP (não blindado) PVC (CM/CMR) Características Gerais Descritivo Ambiente

Leia mais

NOMES DOS AUTORES JEAN PIERRE AIRES DA SILVA RELATÓRIO FINAL DE PROJETO CABO UTP

NOMES DOS AUTORES JEAN PIERRE AIRES DA SILVA RELATÓRIO FINAL DE PROJETO CABO UTP Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática NOMES DOS AUTORES JEAN PIERRE AIRES

Leia mais

Soluções Industriais Belden

Soluções Industriais Belden Soluções Industriais Belden Cabos IndustrialTuff da Belden São Projetados Especificamente para Ambientes Industriais Inóspitos Cabos Belden IndustrialTuff Cabos Resistente para Ambientes inóspito A Belden

Leia mais

CABOS ISOLADOS / COBERTOS DE BAIXA TENSÃO (até 1kV) Nota: Sob consulta, os cabos Forex, Flexonax, Forenax, Forefix podem ser fornecidos com armadura Fio e Cabo WPP Cordão FOREPLAST (300 V) Os fios WPP

Leia mais

Meios de Transmissão. Conceito. Importância. É a conexão física entre as estações da rede. Influência diretamente no custo das interfaces com a rede.

Meios de Transmissão. Conceito. Importância. É a conexão física entre as estações da rede. Influência diretamente no custo das interfaces com a rede. Meios de Transmissão Conceito Importância É a conexão física entre as estações da rede. Influência diretamente no custo das interfaces com a rede. Meios de Transmissão Qualquer meio físico capaz de transportar

Leia mais

09/08/2015 DISCIPLINA: TECNOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES. Tecnologia em Jogos Digitais. Mídias (meios) de transmissão

09/08/2015 DISCIPLINA: TECNOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES. Tecnologia em Jogos Digitais. Mídias (meios) de transmissão Tecnologia em Jogos Digitais Mídias (meios) de transmissão DISCIPLINA: TECNOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES Mídias físicas: composta pelo cabeamento e outros elementos componentes utilizados na montagem

Leia mais

CFOT-MF/UB. Interno / Externo

CFOT-MF/UB. Interno / Externo CFOT-MF/UB Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção Dielétrico Núcleo Seco Tubo Loose (UB) ou Cordão Monofibra (MF) SM ou MM Descrição Conjunto constituído por cordões ópticos ("tight buffer") ou tubos

Leia mais

-30.-40-40 -40-50 -40 X -90-190 X -70

-30.-40-40 -40-50 -40 X -90-190 X -70 APRESENTAÇÃO A FNCE, empresa nacional com tradição a mais de 0 anos no mercado de condutores elétricos esta comprometida com a qualidade de seus produtos, treinamentos dos seus colaboradores e preservação

Leia mais

QUANDO TRATAMOS SOBRE MEIOS DE TRANSMISSÃO, DEVEMOS ENFATIZAR A EXISTÊNCIA DE DOIS TIPOS DESSES MEIOS, SENDO:

QUANDO TRATAMOS SOBRE MEIOS DE TRANSMISSÃO, DEVEMOS ENFATIZAR A EXISTÊNCIA DE DOIS TIPOS DESSES MEIOS, SENDO: CABEAMENTO DE REDE QUANDO TRATAMOS SOBRE MEIOS DE TRANSMISSÃO, DEVEMOS ENFATIZAR A EXISTÊNCIA DE DOIS TIPOS DESSES MEIOS, SENDO: MEIO FÍSICO: CABOS COAXIAIS, FIBRA ÓPTICA, PAR TRANÇADO MEIO NÃO-FÍSICO:

Leia mais

CABOS ESPECIAIS CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA SIMÉTRICO SOLUÇÕES ESPECIAIS SINAL GARANTIDO DE PONTA A PONTA

CABOS ESPECIAIS CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA SIMÉTRICO SOLUÇÕES ESPECIAIS SINAL GARANTIDO DE PONTA A PONTA CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA pretas numeradas + uma veia verde/amarela. em fita de alumínio invertida + dreno estanhado de 0,5mm2 sobreposta por trança de cobre estanhado. SINAL GARANTIDO DE PONTA A PONTA

Leia mais

Cabo Óptico Tubo Único Dielétrico

Cabo Óptico Tubo Único Dielétrico Os cabos ópticos Telcon proporcionam excelente performance de transmissão. Este cabo tem como diferencial ser constituído por um único tubo loose, protegidos por termoplástico preto retardante a chama

Leia mais

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Características Construtivas 1) Para Fio Inbranil Antichama: condutor sólido de cobre eletrolítico nu, têmpera mole, classe 1. Para Cabo Inbranil Antichama: condutor

Leia mais

TRABALHO SOBRE CABEAMENTO ESTRUTURADO

TRABALHO SOBRE CABEAMENTO ESTRUTURADO TRABALHO SOBRE CABEAMENTO ESTRUTURADO UNIVERSIDADE CATÓLICA DO SALVADOR MATÉRIA: TELEPROCESSAMENTO E REDES ALUNO: TAIRONE PEDREIRA ALVES DATA: 13/05/2001 OBJETIVO Este trabalho tem como objetivo a pesquisa

Leia mais

FieldLink para aplicações de Ethernet industrial

FieldLink para aplicações de Ethernet industrial FieldLink para aplicações de Ethernet industrial : Retardador de chamas Resistente a respingo de solda Altamente flexível Instalação permanente Sem halogênio Sem silicone Resistente à luz solar Resistente

Leia mais

Tipos de Cabeamento de Rede. Prof. Rafael Gross rafael.gross@fatec.sp.gov.br

Tipos de Cabeamento de Rede. Prof. Rafael Gross rafael.gross@fatec.sp.gov.br Tipos de Cabeamento de Rede Prof. Rafael Gross rafael.gross@fatec.sp.gov.br Tipos de Cabeamento Cabo Coaxial; Cabo Par Trançado; Cabo de Fibra Óptica. Cabo Coaxial Um dos primeiros cabos utilizados em

Leia mais

Capítulo 3: A CAMADA FÍSICA

Capítulo 3: A CAMADA FÍSICA Capítulo 3: A CAMADA FÍSICA PCS 2476 Introdução - 1 Meios Físicos e Suas Características PCS 2476 Introdução - 2 Linhas Físicas Linhas Bifilares Par de fios Cabo de Pares Linha Aberta Linha de Alta Tensão

Leia mais

Prefeitura Municipal de Patos de Minas Secretaria Municipal de Administração.

Prefeitura Municipal de Patos de Minas Secretaria Municipal de Administração. PREGÃO nº 132/2008 ANEXO I Proposta de Preços Processo: 7926/2008 Razão Social do Licitante: CNPJ: Insc Estadual: Endereço: Cidade: Estado: Telefone : Fax : e-mail : INFORMACÕES PARA PAGAMENTOS (quando

Leia mais

Cabo de incêndio NÃO HÁ NECESSIDADE DE ATRAVESSAR FRONTEIRAS PARA A SUA COMPRA. Fio de fogo americano fez

Cabo de incêndio NÃO HÁ NECESSIDADE DE ATRAVESSAR FRONTEIRAS PARA A SUA COMPRA. Fio de fogo americano fez Cabo de incêndio NÃO HÁ NECESSIDADE DE ATRAVESSAR FRONTEIRAS PARA A SUA COMPRA Fio de fogo americano fez Nosso Compromisso com Você Na Honeywell Cable and Custom Electronics, nós nos esforçamos para ser

Leia mais

Aula 2 Cabeamento Metálico

Aula 2 Cabeamento Metálico Aula 2 Cabeamento Metálico Prof. José Mauricio S. Pinheiro - 2010 1 Cada meio de transmissão possui características próprias que o tornam adequado para tipos específicos de serviço. Os cabos metálicos

Leia mais

CABLING CABOS CONECTORES PATCH PANEL 19 ACESSÓRIOS

CABLING CABOS CONECTORES PATCH PANEL 19 ACESSÓRIOS CABLING CABOS 04 CONECTORES 05 PATCH PANEL 19 06 ACESSÓRIOS 07 02 CABLING CABLAGENS DE COBRE O EIA/TIA 568, de 1991, foi o primeiro padrão americano para os sistemas de cableamento estruturado. Em 1995,

Leia mais

Módulo 4 Testes de Cabos

Módulo 4 Testes de Cabos CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 4 Testes de Cabos Fundamentos para o Teste de Cabos em Frequência Ondas Uma onda é energia que se propaga de um lugar para outro. Pode ser definida como um distúrbio

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES - I UNI-ANHANGUERA. CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF. MARCIO BALIAN

REDES DE COMPUTADORES - I UNI-ANHANGUERA. CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF. MARCIO BALIAN 1 REDES DE COMPUTADORES - I UNI-ANHANGUERA. CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF. MARCIO BALIAN 2 INTERFACE E CABEAMENTO DE REDES - Parte física da rede - Cabeamento - Placas de rede (interfaces)

Leia mais

A escolha desses itens é importante pois interfere no custo das interfaces de rede. Cabo coaxial Par trançado Fibra ótica

A escolha desses itens é importante pois interfere no custo das interfaces de rede. Cabo coaxial Par trançado Fibra ótica Meios físicos de transmissão Objetivos: 1 - Definir os termos referentes a cabeamento. 2 - Identificar os principais tipos de cabos de rede. 3 - Determinar o tipo de cabeamento apropriado para cada tipo

Leia mais

Comunicação de Dados. Aula 9 Meios de Transmissão

Comunicação de Dados. Aula 9 Meios de Transmissão Comunicação de Dados Aula 9 Meios de Transmissão Sumário Meios de Transmissão Transmissão guiada Cabo par trançado Coaxial Fibra ótica Transmissão sem fio Ondas de rádio Micro ondas Infravermelho Exercícios

Leia mais

FAST CIT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto. Construção. Descrição. Aplicações

FAST CIT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto. Construção. Descrição. Aplicações FAST CIT Tipo do Produto Cabos Telefônicos Construção 02 a 200 pares Núcleo seco Classificação de retardância a chama: CM ROHS Compliant Descrição Cabo telefônico constituído por condutores de cobre eletrolítico,

Leia mais

Na Classe A Temos um numero menor de redes e um numero maior de hosts

Na Classe A Temos um numero menor de redes e um numero maior de hosts Na Classe A Temos um numero menor de redes e um numero maior de hosts Multicast: Ex; Precisamos enviar mensagem para grupo de computadores. Atualizar antivirus Para 70 maquinas, criamos um grupo multicast

Leia mais

14 CABOS DE FIBRA ÓTICA

14 CABOS DE FIBRA ÓTICA FIBRA OTICA 4 4 CABOS DE FIBRA ÓTICA Fibra Ótica com diferentes tipos de cabos: Tight Buffer - Estrutura Fechada Fibra ótica com revestimento em PVC. Usado para ligações dentro de edifícios (cabos, cordões

Leia mais

REGRAS de EXECUÇÃO. António M. S. Francisco (revisão 01/06)

REGRAS de EXECUÇÃO. António M. S. Francisco (revisão 01/06) REGRAS de EXECUÇÃO António M. S. Francisco (revisão 01/06) INTERNET Para informação completa e detalhada consultar o manual ITED em: http://www.anacom.pt Para informação sobre material (catálogo) para

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - Cabos Metálicos de Cobre (Norma ANSI/TIA-568-C.2) www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Meio de Transmissão Meio de transmissão é o caminho físico (enlace)

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Cabeamento Estruturado

Leia mais

Meios Físicos de Transmissão

Meios Físicos de Transmissão Meios Físicos de Transmissão O meios de transmissão diferem com relação à banda passante, potencial para conexão ponto a ponto ou multiponto, limitação geográfica devido à atenuação característica do meio,

Leia mais

cabo coaxial CABO COAXIAL CERTIFICADO CABO COAXIAL 100% CERTIFICADO Um cabo com a marca Televes é um CABO CERTIFICADO.

cabo coaxial CABO COAXIAL CERTIFICADO CABO COAXIAL 100% CERTIFICADO Um cabo com a marca Televes é um CABO CERTIFICADO. CABO COAXIAL 100% CERTIFICADO cabo coaxial CERTIFICADO O passo dado pela Televes no sentido de melhorar o serviço e a excelência técnica reflecte-se agora neste novo desafio. O novo conceito de instalação

Leia mais

Balanceado X Não-Balanceado

Balanceado X Não-Balanceado Page 1 of 5 Balanceado X Não-Balanceado Informação técnica para usuários de produtos de áudio profissional da Yamaha Conexões não-balanceadas empregam dois condutores: um no potencial do aterramento e

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Cabeamento Fabricio Breve Um dos primeiros tipos de cabos utilizados em rede Possui dois fios, sendo um uma malha que envolve o cabo em toda a sua extensão Essa malha funciona como

Leia mais

atron cabos, sa www.atron.pt DADOS E COMUNICAÇÃO - v01

atron cabos, sa www.atron.pt DADOS E COMUNICAÇÃO - v01 atron cabos, sa www.atron.pt DADOS E COMUNICAÇÃO v01 Í N D I C E DADOS E COMUNICAÇÃO Telefónicos Interiores Transmissão de Dados Pág. 03 Pág. 07 3 CABOS TELEFÓNICOS INTERIORES CABO PLANO TIPO CONSTITUIÇÃO

Leia mais

cabos para áudio vídeo broadcast

cabos para áudio vídeo broadcast cabos para áudio vídeo broadcast apresentação A CV AUDIO inciou uma parceria com a espanhola Conducfil para oferecer cabos com qualidade europeia aos profissionais de áudio, vídeo e Broadcast de todo o

Leia mais

Cabling. Cabling. Cabling. Cabos HDCS 54 Keystone 62 Patch Cord 66 Patch Panel 72 Faceplate HDCS 80 Ferramentas e acessórios 84

Cabling. Cabling. Cabling. Cabos HDCS 54 Keystone 62 Patch Cord 66 Patch Panel 72 Faceplate HDCS 80 Ferramentas e acessórios 84 Cabos HDCS 54 Keystone 62 Patch Cord 66 Patch Panel 72 Faceplate HDCS 80 Ferramentas e acessórios 84 Cabeamento Estruturado Cabos Montados Conectores DIO Racks FTTx Acessórios Conteúdo Geral A família

Leia mais

Prof. Airton Ribeiro. Meios Físicos para Redes Fundamentos de Cabeamento

Prof. Airton Ribeiro. Meios Físicos para Redes Fundamentos de Cabeamento Prof. Airton Ribeiro Meios Físicos para Redes Fundamentos de Cabeamento Visão Geral Cabos de cobre são usados em quase todas as redes locais. Estão disponíveis diferentes tipos de cabos de cobre, cada

Leia mais

UTP Unshielded Twisted Pair - UTP ou Par Trançado sem Blindagem: é o mais usado atualmente tanto em redes domésticas quanto em grandes redes

UTP Unshielded Twisted Pair - UTP ou Par Trançado sem Blindagem: é o mais usado atualmente tanto em redes domésticas quanto em grandes redes Definição Cabeamento para uso integrado em comunicações de voz, dados e imagem preparado de maneira a atender diversos layouts de instalações, por um longo período de tempo, sem exigir modificações físicas

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 10 Testes e certificação

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 10 Testes e certificação APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 10 Testes e certificação Configuração de teste de campo para cabos de par trançado de 100 ohms Teste de Canal: Inclui os 90m do cabeamento horizontal, o patch cord do equipamento

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Redes de Computadores Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com 2/16 Nível Físico Tem a função de transmitir uma seqüência de bits através de um canal e comunicação. Este nível trabalha basicamente

Leia mais

Processamento de Dados

Processamento de Dados Processamento de Dados Redes de Computadores Uma rede de computadores consiste de 2 ou mais computadores e outros dispositivos conectados entre si de modo a poderem compartilhar seus serviços, que podem

Leia mais

Uma das maiores companhias do sector a nível mundial.

Uma das maiores companhias do sector a nível mundial. Uma das maiores companhias do sector a nível mundial. A General Cable é uma companhia líder no fabrico de cabos a nível mundial. A companhia conta com modernas instalações de produção na América do Norte,

Leia mais

Cabeamento Estruturado

Cabeamento Estruturado CabeamentoEstruturado Compostoporseiselementos: CabeamentoHorizontal(HorizontalCabling); CabeamentoBackbone(BackboneDistribution); ÁreadeTrabalho(WorkArea); SaladeTelecomunicações(TelecommunicationsRoom

Leia mais

Prof. Tiago Semprebom. 13 de Abril de 2010

Prof. Tiago Semprebom. 13 de Abril de 2010 Testes de Certificação Prof. Tiago Semprebom Instituto Federal de Santa Catarina, Campus São José tisemp@ifsc.edu.br 13 de Abril de 2010 Prof. Tiago (IFET/SC) Cabeamento Estruturado 13 de Abril de 2010

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Cabeamento Gustavo Reis gustavo.reis@ifsudestemg.edu.br Os cabos são usados como meio de comunicação há mais de 150 anos. A primeira implantação em larga escala de comunicações via

Leia mais

ANEXO 5 MATERIAIS E FERRAMENTAS ESPECÍFICAS (PARTE 1 CABOS)

ANEXO 5 MATERIAIS E FERRAMENTAS ESPECÍFICAS (PARTE 1 CABOS) ANEXO 5 MATERIAIS E FERRAMENTAS ESPECÍFICAS (PARTE 1 CABOS) MANUAL ITED 1ª edição ANEXO 6 1 CABOS TVV E TVHV 1 2 3 4 1 5 2 3 1. Revestimento Exterior (camada de PVC) 2. Cintagem 3. Isolamento do condutor

Leia mais

Infraestrutura de Redes Locais. Edmilson Carneiro Moreira

Infraestrutura de Redes Locais. Edmilson Carneiro Moreira Infraestrutura de Redes Locais Edmilson Carneiro Moreira Sumário Introdução Histórico Cabeamento Estruturado Conceitos Categorias e Classes de desempenho ANSI/TIA-568-C Referências [1] Paulo Sérgio Cabeamento

Leia mais

Prática em Redes de Computadores. Meios de Transmissão. Prof. M.Sc. Eduardo Luzeiro Feitosa efeitosa@dcc.ufam.edu.br

Prática em Redes de Computadores. Meios de Transmissão. Prof. M.Sc. Eduardo Luzeiro Feitosa efeitosa@dcc.ufam.edu.br Prática em Redes de Computadores Meios de Transmissão Prof. M.Sc. Eduardo Luzeiro Feitosa efeitosa@dcc.ufam.edu.br Sumário Introdução Meios de Transmissão Cabo coaxial Cabo Par Trançado Fibra Óptica Interferências

Leia mais

APOSTILA DE REDES I. Cabos

APOSTILA DE REDES I. Cabos APOSTILA DE REDES I Cabos O projeto de cabeamento de uma rede, que faz parte do meio físico usado para interligar computadores, é um fator de extrema importância para o bom desempenho de uma rede. Esse

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Profº Alexsandro M. Carneiro alexsandro@ucdb.br Bacharelado em Sistemas de Informação AULA 06 Bacharelado em Sistemas de Informação UCBD SG - 2005 Tópicos Abordados Camada Física:

Leia mais

'111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111.

'111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111. '111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111111. Composição: Tubos em Poliamida Flexível (Nylon 6) - Excelente resistência mecânica, resistência química, boa estabilidade

Leia mais

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção.

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção. Consiste de um conjunto de produtos de conectividade, empregados de acordo com regras específicas de engenharia; Tais produtos garantem conectividade máxima para os dispositivos existentes e preparam a

Leia mais

Anexo 3 - MEMORIAL DESCRITIVO DA AMPLIAÇÃO DO ALMOXARIFADO - TI ET 07-02-203

Anexo 3 - MEMORIAL DESCRITIVO DA AMPLIAÇÃO DO ALMOXARIFADO - TI ET 07-02-203 Anexo 3 - MEMORIAL DESCRITIVO DA AMPLIAÇÃO DO ALMOXARIFADO - TI ET 07-02-203 1 REDE ESTRUTURADA DE TELECOMUNICAÇÕES Introdução O sistema de Telecomunicações constará alimentação dos pontos de comunicação

Leia mais

Elementos ativos de rede e meios de transmissão. Eduardo Max A. Amaral Aula 5

Elementos ativos de rede e meios de transmissão. Eduardo Max A. Amaral Aula 5 Elementos ativos de rede e meios de transmissão Eduardo Max A. Amaral Aula 5 Hub Os hubs são dispositivos concentradores, responsáveis por centralizar a distribuição dos quadros de dados em redes fisicamente

Leia mais

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Roteiro Parâmetros elétricos Cuidados com cabos metálicos Normas 568 / 606 Elementos do cabeamento estruturado Cabeamento Embora pareça uma questão simples, um

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 6

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 6 REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 6 Índice 1. MEIOS FÍSICOS DE TRANSMISSÃO (PAR TRANÇADO)...3 1.1 Cabo coaxial... 3 2 1. MEIOS FÍSICOS DE TRANSMISSÃO (PAR TRANÇADO) Em um projeto de redes,

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

Camada Física Camada Física Camada Física Função: A camada Física OSI fornece os requisitos para transportar pelo meio físico de rede os bits que formam o quadro da camada de Enlace de Dados. O objetivo

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores - 1º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 02 Cabeamento

Leia mais

CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas

CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com COMUTAÇÃO CIRCUITOS PACOTES É necessário estabelecer um caminho dedicado entre a origem e o

Leia mais

CABEAMENTO ESTRUTURADO CABOS E CONECTORES. Professor Carlos Muniz

CABEAMENTO ESTRUTURADO CABOS E CONECTORES. Professor Carlos Muniz CABEAMENTO ESTRUTURADO INTRODUÇÃO Nos últimos anos muito se tem discutido e falado sobre as novas tecnologias de hardware e software de rede disponíveis no mercado. Engana-se, porém, quem pensa que estes

Leia mais

Cabo de par trançado O cabeamento por par trançado (Twisted pair) é um tipo de cabo que possui pares de fios entrelaçados um ao redor do outro para

Cabo de par trançado O cabeamento por par trançado (Twisted pair) é um tipo de cabo que possui pares de fios entrelaçados um ao redor do outro para Cabo de par trançado O cabeamento por par trançado (Twisted pair) é um tipo de cabo que possui pares de fios entrelaçados um ao redor do outro para cancelar as interferências eletromagnéticas (EMI). Foi

Leia mais

GUIA DE PRODUTOS NEXANS CABLING SOLUTIONS

GUIA DE PRODUTOS NEXANS CABLING SOLUTIONS GUIA DE PRODUTOS NEXANS CABLING SOLUTIONS INSTITUCIONAL A Nexans, líder mundial na fabricação de cabos, possui presença industrial em 39 países e atividade comercial em todo o mundo, contando com 22.400

Leia mais

Cabos de Telecomunicações

Cabos de Telecomunicações Cabos de Telecomunicações A General Cable detém uma posição de liderança tecnológica no fabrico de cabos de telecomunicações. A unidade fabril de Morelena, que concentra a produção na Europa desde tipo

Leia mais

fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:23 Page 23

fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:23 Page 23 fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:23 Page 23 Fibra Óptica fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:23 Page 24 FIBRA ÓPTICA Fibra Óptica é um pedaço de vidro com capacidade de transmitir luz. Tal filamento

Leia mais

Especificação Técnica Sistema de Cabeamento Estruturado

Especificação Técnica Sistema de Cabeamento Estruturado Especificação Técnica Sistema de Cabeamento Estruturado Patch Cord Tipo RJ-45 - RJ45 - CATEGORIA 5 Modelo: D8AU Patch Cord com comprimento aproximado de xx metros, com conectores modulares de 8 posições

Leia mais

DECA 10. Página Visão HellermannTyton sobre 10G Deca10 Categoria 6A 14

DECA 10. Página Visão HellermannTyton sobre 10G Deca10 Categoria 6A 14 Página Visão HellermannTyton sobre 10G Deca10 Categoria 6A 14 Ferramenta de Inserção sem Impacto 15 Conector Categoria 6A 16 Patch Panel Descarregado 24 portas Deca10 17 Cabo 4 pares trançados F/FTP 17

Leia mais

Self-Supporting MaxCell : : Inside Solução Plant de Instalação Solution Interna. Manual Técnico e Guia de Instalação

Self-Supporting MaxCell : : Inside Solução Plant de Instalação Solution Interna. Manual Técnico e Guia de Instalação Self-Supporting MaxCell : : Inside Solução Plant de Instalação Solution Interna Manual Técnico e Guia de Instalação Self-Supporting MaxCell : : Inside Solução Plant de Instalação Solution Interna O Self-Supporting

Leia mais

SOLUÇÕES DE ALTA PERFORMANCE PARA INFRA-ESTRUTURA DE REDE

SOLUÇÕES DE ALTA PERFORMANCE PARA INFRA-ESTRUTURA DE REDE SOLUÇÕES DE ALTA PERFORMANCE PARA INFRA-ESTRUTURA DE REDE Pioneirismo e Liderança no Mercado Brasileiro A Furukawa faz parte de um sólido grupo empresarial japonês formado pela Furukawa Electric Co. e

Leia mais

REDE DE COMPUTADORES TECNOLOGIA ETHERNET CRIMPAGEM

REDE DE COMPUTADORES TECNOLOGIA ETHERNET CRIMPAGEM SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL REDE DE COMPUTADORES TECNOLOGIA ETHERNET CRIMPAGEM Prof. Airton Ribeiro de Sousa E-mail: airton.ribeiros@gmail.com TECNOLOGIA ETHERNET Crimpagem diz respeito

Leia mais

Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática

Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores 04. Meios Físicos de Transmissão Prof. Ronaldo Introdução n

Leia mais

Linhas de transmissão

Linhas de transmissão Linhas de transmissão 1 - Introdução Linha de transmissão é um termo genérico utilizado para referenciar qualquer tipo de meio físico construído para transmissões de sinais elétricos ou óticos. No setor

Leia mais

Liderança em Cabos Vulcanizados. Cabos unipolares para altas temperaturas

Liderança em Cabos Vulcanizados. Cabos unipolares para altas temperaturas Cabos unipolares para altas temperaturas 2 A CONFIABILIDADE QUE FAZ A DIFERENÇA (Estas certificações são da linha geral de cabos produzidos pela Cofibam) Política da qualidade A COFIBAM SE COMPROMETE EM

Leia mais

Vejamos, então, os vários tipos de cabos utilizados em redes de computadores:

Vejamos, então, os vários tipos de cabos utilizados em redes de computadores: Classificação quanto ao meio de transmissão Os meios físicos de transmissão são os cabos e as ondas (luz, infravermelhos, microondas) que transportam os sinais que, por sua vez, transportam a informação

Leia mais

Conexão RJ45 LCS² KeyStone Cat. 5e / Cat. 6

Conexão RJ45 LCS² KeyStone Cat. 5e / Cat. 6 Conexão RJ45 LCS² KeyStone Cat. 5e / Cat. Referências : 33 / 33 / 338 / 33 ÍNDICE.. 3. 3. 3. 3.3 3.4 4. 5.. 7. 7. 8. 9. 0. Características Apresentação Características Técnicas Características do Material

Leia mais

FICHA TÉCNICA PATCH PANEL 24 PORTAS C5e RoHS

FICHA TÉCNICA PATCH PANEL 24 PORTAS C5e RoHS FICHA TÉCNICA PATCH PANEL 24 PORTAS C5e RoHS 1- Aplicação: Este produto aplica-se a sistemas de cabeamento estruturado, para tráfego de voz, dados e imagens, do tipo 10BASE-T, 100BASE-Tx, 155M ATM, 4/16MB

Leia mais

CABE DE REDE. Abaixo segue uma descrição de todas as categorias de cabos de par trançado existentes:

CABE DE REDE. Abaixo segue uma descrição de todas as categorias de cabos de par trançado existentes: CABE DE REDE Existem basicamente 3 tipos diferentes de cabos de rede: os cabos de par trançado (que são, de longe, os mais comuns), os cabos de fibra óptica (usados principalmente em links de longa distância)

Leia mais

Splitter Óptico 1xN Balanceado

Splitter Óptico 1xN Balanceado Splitter Óptico 1xN Balanceado Tipo do Produto Família do Produto Descrição Splitter óptico FBS - Furukawa Broadband System Splitters Ópticos são componentes passivos que realizam a divisão do sinal óptico

Leia mais

FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS

FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS 04 05 0 07 08 09 02 FIBRA ÓTICA TECNOLOGIA ÓTICA Com

Leia mais