A Terra: Planeta dinâmico

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Terra: Planeta dinâmico"

Transcrição

1

2 A Terra: Planeta dinâmico O planeta Terra em que vivemos é como um gigantesco puzzle em movimento. A capa exterior está formada pela crusta e pelo manto superior e recebe o nome de LITOSFERA. Esta capa é dura, e é composta por grandes troços de rocha a que chamamos PLACAS. Ditas placas deslocam-se sobre a rocha fundida do MANTO que, por sua vez, rodeia o NÚCLEO EXTERIOR do planeta formado por metais fundidos, e mais para o interior da Terra se encontra o NÚCLEO INTERNO, que está formado principalmente por ferro e níquel. Crusta Manto Núcleo Externo Placa COntinental Placa Oceânica Núcleo Interno 26 Os Vulcões são aberturas na crusta da Terra. Estes são originados quando a rocha fundida e os gases do exterior saem à superfície. Geralmente formam-se quando duas placas se afastam ou colidem entre si, deslizando-se uma por debaixo da outra. Existem dois tipos de placas, as oceânicas e as continentais; quando chocam entre si a borda da primeira desliza-se para o interior, provocando enormes pressões e calor que fundem os materiais e os convertem em magma que ascende ao exterior.

3 Morfologia dos vulcões Cinza Vulcânica Nuvens de Gás Rio de Lava Chaminé Cone Vulcânico Greta Lateral Lava e Material Piroclástico Rocha Sedimentária Dique Câmara de Magma Manto A ilustração acima apresenta o tipo de vulcão com o qual todos nós estamos familiarizados, no entanto a forma de um vulcão varia imensamente. Algumas são simples gretas na crusta terrestre; outros são muito mais amplos e com ladeira pouco pronunciadas, como os que existem em Havai; outros possuem grandes crateras circulares chamados caldeiras, que em muitos casos, se convertem em lagos vulcânicos quando a actividade cessa. Não são muito recomendáveis para tomar banho. Vulcão Havaiano Caldeira 27

4 Vulcões submarinos Alguns dos vulcões mais activos do planeta estão... debaixo de água. Nas profundezas do mar existem grandes cordilheiras de montanhas, chamadas dorsais oceânicas, e muitas destas são vulcões. Quando os vulcões submarinos entram em irrupção, a sua lava solidificase muito rápido para entrar em contacto com a água. Isto faz com que a lava se vá acumulando à volta da boca do vulcão em cada irrupção, de modo que, no caso de se produzirem irrupções de forma repetida e num curto espaço de tempo, a cimeira do vulcão poder sair à superfície do mar. Deste modo nascem as ilhas vulcânicas, e estas nascem mais rápido do que se imagina. Que estranho! Esta ilhazinha não consta nos mapas de navegação... Em 1963 ocorreu exactamente isso na costa da Islândia. O que começou com uma coluna de fumo que saía do mar terminou em poucas semanas sendo uma ilhazinha de cerca de 150 metros de altura conhecida com a ilha Surtsey. Fenómenos como este se sucedem igualmente nas Ilhas Marianas e Aleutianas no Oceano Pacifico e nas Antilhas, assim como ilhas Sandwich no Oceano Atlântico. Os nossos estimados amigos, navegando pela costa da Islândia em busca de irrupções submarinas encontraram-se rapidamente com o resultado desta actividade vulcânica que se produz por debaixo da superfície da água.. 28

5 Tipos de irrupções A primeira forma de diferenciar uns vulcões de outros está relacionada com o seu estado: activo ou inactivo. Os inactivos são vulcões adormecidos, que levam muito tempo sem entrar em irrupção, e os activos são aqueles que manifestam actividade vulcânica de diferentes níveis. Quando um vulcão se torna activo produz irrupções. Distinguem-se quatro tipos principais de vulcões, em função dos gases que expulsam e a viscosidade da sua lava durante as irrupções: HAVAIANO: Lavas muito fluidas com poucos gases, liberados lentamente. ESTROMBOLIANO: Lavas fluidas, no entanto com projecção de bombas e colunas de gases. VULCÂNICO: Lavas mais viscosas e pastosas que têm tendência a encontrarse na superfície, a chaminé fica tapada e os gases se acumulam até que são violentamente expulsados. É aqui que a lava se pulveriza e forma grandes nuvens de cinza. PELEANO: Lavas viscosas. Exploração máxima. Formação de nuvens ardentes. fshhhh Nas irrupções os vulcões projectam diversos materiais sólidos para o exterior: lavas de diferentes densidades, bombas, lapilli e cinzas. Estes expulsam igualmente grandes quantidades de gases, o mais inócuo é o vapor de água, no entanto além disso são expulsados para o exterior anidrido de carbono, gases sulfurosos, cloretos, em quantidades inferiores, ácidos como o sulfídrico e o clorídrico. fshhhh fshhhh shhhh fshhhh Os nossos queridos professores foram surpreendidos em plena exploração com a irrupção de um vulcão que pensavam estar adormecido. Que reacção te parece mais adequada? a) O professor Challenge aproveita os valores sulfurosos para defumar uma salsicha. b) O professor Kaizen decide sair correndo até chegar às antípodas. 29

6 Fenómenos associados 30 Além das próprias irrupções, a actividade vulcânica pode gerar uma série de fenómenos curiosos tais como: FONTES TERMINAIS E GÉISERS: Quando a água se filtra entre as rochas situadas sobre uma massa de magma, aquece e emerge violentamente como vapor de água formando um géiser. Podendo igualmente fluir lentamente até à superfície em estado líquido, a que chamamos fontes termais. Estas últimas podem-se misturar com a terra formando charcos de barro quente e efervescente, conhecido como vulcões de lodo. LINGOTAGENS DE BARRO: São muito perigosos. Quando a actividade vulcânica derrete subitamente a neve acumulada nas cimeiras do vulcão, provoca uma avalancha de lodo que arrasa tudo o que encontra à sua frente. TSUNAMI: Frequentemente as explosões dos vulcões situados por debaixo da água ou próximos da costa provocam ondas gigantes conhecidas com o nome japonês de tsunamis. NUVENS GASOSAS: Em certas ocasiões e sem que se forme uma irrupção, os vulcões deixam escapar nuvens de gás que podem resultar altamente tóxicas, capazes de acabar com todos os seres vivos que se encontrem nas proximidades. CINZAS EM SUSPENSÃO: Após as grandes irrupções é comum que as cinzas projectadas para o exterior formem nuvens que se deslocam com o vento, e que podem chegar a lugares muito afastados do vulcão no qual se produziu a actividade. Em certas ocasiões impedem a passagem da luz solar o que pode provocar súbitas descidas detemperaturas. SSHHWAASHH! Sabias que os géisers são na maior parte dos casos atracções turísticas? São famosos os géisers da Islândia e o Parque Yellowstone nos Estados Unidos por exemplo. Normalmente não são perigosos, no entanto nenhum turista com ânsia de conhecimentos, como e o caso do professor Kaizen, se aproxima demasiado. Entretanto o professor Challenge aproveita para encher de novo o seu bule de chá.

7 ? As perguntas da Doutora Query?? PODEM-SE PREVER AS IRRUPÇÕES VULCÂNICAS? Os científicos utilizam um aparato chamado SISMÓGRAFO para detectar os movimentos da magma nas profundidades da Terra, desta forma pode-se detectar movimentos prévios à irrupção. No entanto não sempre é possível detectar os mesmos com tempo suficiente. SISMÓGRAFO OS VULCÕES SÃO OS RESPONSÁVEIS PELOS TERRAMOTOS? Ambos fenómenos são diferentes. Mesmo que em muitas ocasiões se possam produzir terramotos associados à actividade vulcânica, os vulcões não são responsáveis por todos os terramotos que ocorrem na Terra. SÃO BENÉFICOS OS VULCÕES? Por estranho que pareça sim são benéficos. Os materiais expulsados por alguns vulcões (cinzas e lavas) são muito ricos em elementos químicos que resultam benéficos para a vida vegetal. São comuns às zonas com actividade vulcânica que terminam convertendo-se em autênticos jardins com o passo do tempo; além disso, o calor que emerge a partir do subsolo beneficia igualmente as plantas. Os vulcões são uma das ferramentas que o planeta possui para se regenerar de forma continua. PODE-SE VIVER PRÓXIMO DE UM VULCÃO? Muita gente o faz. Existem muitas populações próximas aos vulcões. Logicamente isto resulta bastante perigoso e em certas ocasiões trágico. Desde a época dos nossos antepassados, muitas populações humanas foram arrasadas por vulcões que se encontravam nas proximidades das mesmas. Poucas coisas são tão perigosas como uma irrupção vulcânica, por isso é surpreendente que muita gente siga vivendo tão perto dos mesmos. Os vulcanologistas (científicos que estudam os vulcões) utilizam fatos especiais para se poderem aproximar dos vulcões. Protegendo-se do imenso calor, no entanto não podem comer gelados com estes vestidos. 31

8 Sempre disposto a provar e experimentar, hiperactivo e desorientado. Somente pára de trabalhar para tomar o chá das cinco. Gosta muito de música popular, principalmente de polkas. Professor Challenge Se existe alguém que nunca pára de se questionar, esse alguém é a Doutora Query. Ela adora os enigmas e é apaixonada por todo o tipo de tortas e bombons. Doutora Query Trabalhador incansável e com um desejo de superação incrível. Metódico, exaustivo e muito paciente. Adora pregar partidas aos seus dois companheiros. Professor Kaizen Até à próxima aventura! MINILAND S.A. Ctra. Castalla, km 1. Pol. Industrial Onil. Alicante. Spain. Tel Fax Desenho, criatividade e textos: Sieteleguas Ediciones S.L. Assessor Científico: Obdulio Serrano. Licenciado em Ciências Físicas. Miniland, S.A. 2005

O vulcanismo, de acordo com os fenómenos observados, pode ser classificado como primário ou secundário:

O vulcanismo, de acordo com os fenómenos observados, pode ser classificado como primário ou secundário: 1. Vulcanismo O vulcanismo ou a atividade vulcânica consiste na libertação de produtos gasosos, líquidos e/ou sólidos para o exterior da crosta terrestre. Esta saída pode ser através de aberturas na superfície

Leia mais

Vulcanologia. - É o Ramo das Ciências da Terra que estuda a formação, a distribuição e a classificação dos fenómenos vulcânicos.

Vulcanologia. - É o Ramo das Ciências da Terra que estuda a formação, a distribuição e a classificação dos fenómenos vulcânicos. Vulcanologia - É o Ramo das Ciências da Terra que estuda a formação, a distribuição e a classificação dos fenómenos vulcânicos. Vulcanismo Primário (activo) Vulcanismo Central Vulcanismo Fissural Secundário

Leia mais

A Terra inquieta. www.interaulaclube.com.br

A Terra inquieta. www.interaulaclube.com.br A UU L AL A A Terra inquieta Vesúvio Durante a famosa erupção do vulcão italiano Vesúvio, no ano 79 d.c., a cidade de Pompéia foi coberta por cinzas vulcânicas e a cidade de Herculano foi sepultada por

Leia mais

Objetivo da aula: conhecer a estrutura interna da Terra, e os fenômenos associados a essa estrutura como os terremotos e vulcões.

Objetivo da aula: conhecer a estrutura interna da Terra, e os fenômenos associados a essa estrutura como os terremotos e vulcões. Professor: Josiane Vill Disciplina: Geografia Série: 1ª Ano Tema da aula: Estrutura Interna da Terra (pag. 59 a 69 Objetivo da aula: conhecer a estrutura interna da Terra, e os fenômenos associados a essa

Leia mais

Dinâmica da Litosfera Susana Prada. Teoria da deriva dos continentes. A Terra antes da Pangea 18-03-2015

Dinâmica da Litosfera Susana Prada. Teoria da deriva dos continentes. A Terra antes da Pangea 18-03-2015 Dinâmica da Litosfera Susana Prada A Terra antes da Pangea Fim do Precâmbrico: Supercontinente RODINIA Início do Paleozóico: início da 2ª deriva continental Teoria da deriva dos continentes Proposta pela

Leia mais

NDAMENTOS DE GEOLOGIA E GEOQUÍMICA PROF. DR. DONIZETI ANTONIO GIUSTI

NDAMENTOS DE GEOLOGIA E GEOQUÍMICA PROF. DR. DONIZETI ANTONIO GIUSTI NDAMENTOS DE GEOLOGIA E GEOQUÍMICA PROF. DR. DONIZETI ANTONIO GIUSTI ESTRUTURA DA TERRA SISMOLOGIA GEOTERMIA VULCANISMO Kircher 1678 (Terra heterogênia em Mundus Sbterraneus. Kelvin 1873 (Termodinâmica

Leia mais

10ºC Fevereiro 2008 Teste A Página 1

10ºC Fevereiro 2008 Teste A Página 1 ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. JOÃO DA TALHA FICHA DE AVALIAÇÃO SUMATIVA Biologia/Geologia ano1 NOME Nº TURMA CLASSIFICAÇÃO PROFESSORA I Yellowstone foi classificado como Parque Nacional, pelo governo americano,

Leia mais

GEOLOGIA GERAL GEOGRAFIA

GEOLOGIA GERAL GEOGRAFIA GEOLOGIA GERAL GEOGRAFIA Segunda 7 às 9h Quarta 9 às 12h museu IC II Aula 2 Deriva continental e Tectônica de placas Turma: 2015/2 Profª. Larissa Bertoldi larabertoldi@gmail.com Dinâmica da Terra Deriva

Leia mais

Os 10 vulcões mais destruidores da história

Os 10 vulcões mais destruidores da história Os 10 vulcões mais destruidores da história Publicado em 25.10.2011 A ciência melhorou com os anos, sim, e muito, mas ainda assim, não dá para arriscar morar em áreas de atividade vulcânica. Tanto criaturas

Leia mais

A) Ação global. B) Ação Antrópica. C) Ação ambiental. D) Ação tectônic

A) Ação global. B) Ação Antrópica. C) Ação ambiental. D) Ação tectônic Disciplina: Geografia Roteiro de Recuperação Ano / Série: 6º Professor (a): Gabriel Data: / / 2013 Matéria da recuperação. Superficie da Terra. Litosfera, solo e relevo 1- Analise a imagem. www.trabanca.com-acesso:

Leia mais

Tsunamis INTERNATIONAL CENTRE FOR COASTAL ECOHYDROLOGY. Oficina da Prevenção das Catástrofes Naturais Departamento Educacional do ICCE

Tsunamis INTERNATIONAL CENTRE FOR COASTAL ECOHYDROLOGY. Oficina da Prevenção das Catástrofes Naturais Departamento Educacional do ICCE Tsunamis Um tsunami caracteriza-se por uma série de ondas destruidoras e poderosas. Ocorrem após perturbações abruptas que deslocam verticalmente a coluna de água, tais como um sismo, atividade vulcânica,

Leia mais

Figura 1 Fragmentação e evolução dos continentes desde a Pangeia até à atualidade: A Pangeia à 225 milhões de anos, B Continentes na atualidade.

Figura 1 Fragmentação e evolução dos continentes desde a Pangeia até à atualidade: A Pangeia à 225 milhões de anos, B Continentes na atualidade. 1. Dinâmica interna da Terra 1.1. Deriva dos Continentes e Tectónica de Placas 1.1.1. Teoria da Deriva Continental Esta teoria foi apresentada por Wegener em 1912, e defendia que os continentes, agora

Leia mais

ÁGUA: UMA VIAGEM NO MUNDO DO CONHECIMENTO

ÁGUA: UMA VIAGEM NO MUNDO DO CONHECIMENTO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE ASTRONOMIA, GEOFÍSICA E CIÊNCIAS ATMOSFÉRICAS Departamento de Geofísica EXPOSIÇÃO ITINERANTE DO MUSEU DE CIÊNCIAS DA USP ÁGUA: UMA VIAGEM NO MUNDO DO CONHECIMENTO

Leia mais

10ºC Fevereiro 2008 Teste A Página 1

10ºC Fevereiro 2008 Teste A Página 1 ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. JOÃO DA TALHA FICHA DE AVALIAÇÃO SUMATIVA Biologia/Geologia ano1 NOME Nº TURMA CLASSIFICAÇÃO PROFESSORA I Yellowstone foi classificado como Parque Nacional, pelo governo americano,

Leia mais

Modulo I Mudanças Climáticas

Modulo I Mudanças Climáticas Nome: Nº: Turma: Geografia 1º ano Exercícios Extras Silvia Set/09 Modulo I Mudanças Climáticas 1. (UFRJ) A maior parte do aquecimento da atmosfera é proveniente da radiação terrestre: a atmosfera deixa

Leia mais

REVISÃO PARA AV1 Unidade 1 Cap. 1

REVISÃO PARA AV1 Unidade 1 Cap. 1 REVISÃO PARA AV1 Unidade 1 Cap. 1 Continente Americano Prof. Ivanei Rodrigues Teoria sobre a formação dos continentes Transformação da crosta terrestre desde a Pangeia até os dias atuais. A Teoria da

Leia mais

Parte 1 Formação geológica

Parte 1 Formação geológica AULA 1 CONTINENTES Parte 1 Formação geológica O Planeta Terra é formado por seis continentes: África, América, Antártica, Ásia, Europa e Oceania. A Terra apresenta 149.440.850 quilômetros quadrados de

Leia mais

ROCHAS E MINERAIS. Disciplina: Ciências Série: 5ª EF - 1º BIMESTRE Professor: Ivone de Azevedo Fonseca Assunto: Rochas & Minerais

ROCHAS E MINERAIS. Disciplina: Ciências Série: 5ª EF - 1º BIMESTRE Professor: Ivone de Azevedo Fonseca Assunto: Rochas & Minerais ROCHAS E MINERAIS Disciplina: Ciências Série: 5ª EF - 1º BIMESTRE Professor: Ivone de Azevedo Fonseca Assunto: Rochas & Minerais A crosta terrestre é basicamente constituída de rochas. A rocha é produto

Leia mais

ESTRUTURA GEOLÓGICA E RELEVO AULA 4

ESTRUTURA GEOLÓGICA E RELEVO AULA 4 ESTRUTURA GEOLÓGICA E RELEVO AULA 4 ESCALA DO TEMPO GEOLÓGICO Organiza os principais eventos ocorridos na história do planeta ERA PRÉ -CAMBRIANA DESAFIO (UEPG) ex. 1 p. 181 - A história e a evolução da

Leia mais

ESCOLA FERREIRA CASTRO 13/14 PROFª SANDRA NASCIMENTO III TECTÓNICA DE PLACAS

ESCOLA FERREIRA CASTRO 13/14 PROFª SANDRA NASCIMENTO III TECTÓNICA DE PLACAS ESCOLA FERREIRA CASTRO 13/14 PROFª SANDRA NASCIMENTO III TECTÓNICA DE PLACAS Regresso à deriva continental O interesse pela Teoria da Deriva Continental reacendeu-se, por volta de 1950, quando se começou

Leia mais

Universidade da Madeira. Sistema Solar. Grupo de Astronomia. Laurindo Sobrinho. 15 de dezembro de 2014. Image Credit: NASA/CXC/SAO

Universidade da Madeira. Sistema Solar. Grupo de Astronomia. Laurindo Sobrinho. 15 de dezembro de 2014. Image Credit: NASA/CXC/SAO Sistema Solar Laurindo Sobrinho 15 de dezembro de 2014 Image Credit: NASA/CXC/SAO 1 Planetas principais do Sistema Solar: Planetas rochosos (planetas interiores): Mercúrio Vénus Terra Marte Planetas gasosos

Leia mais

Qual a força que move os continentes? SabinaValente

Qual a força que move os continentes? SabinaValente Qual a força que move os continentes? SabinaValente Teoria da Tectónica de Placas (1968): A litosfera (ou a parte rígida da Terra) é constituída por segmentos, chamados PLACAS, que se movem sobre um substrato

Leia mais

ERUPÇÃO VULCÂNICA CAPELINHOS DOS CAPELINHOS VOLCANIC ERUPTION (1957) CINQUENTENÁRIO A RETROSPECTIVE

ERUPÇÃO VULCÂNICA CAPELINHOS DOS CAPELINHOS VOLCANIC ERUPTION (1957) CINQUENTENÁRIO A RETROSPECTIVE ERUPÇÃO VULCÂNICA DOS CAPELINHOS CINQUENTENÁRIO CAPELINHOS VOLCANIC ERUPTION (1957) A RETROSPECTIVE Fotografias da Erupção dos Capelinhos 1957-58 Capelinhos volcanic eruption 1957-58. Photo essay Propriedade:

Leia mais

Guião de Exploração de Actividades. Parte A Alta Tecnologia para Estudar a Dinâmica Interna da Geosfera

Guião de Exploração de Actividades. Parte A Alta Tecnologia para Estudar a Dinâmica Interna da Geosfera Guião de Exploração de Actividades Que contribuições poderão fornecer os métodos directos e indirectos para o conhecimento da estrutura e dinâmica da Geosfera? Quais são os métodos para investigar o interior

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 2ª PROVA PARCIAL DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 6º Turma: Data: 02/06/2012 Nota: Professor(a): Élida Valor da Prova: 40 pontos Orientações gerais: 1) Número de questões desta prova: 12 2) Valor das questões:

Leia mais

RELATÓRIO I. Erupção Vulcânica de 2014

RELATÓRIO I. Erupção Vulcânica de 2014 1 RELATÓRIO I Erupção Vulcânica de 2014 A Universidade de Cabo Verde em estreita colaboração com Instituto Tecnológico de Energias Renováveis de Tenerife (ITER) e de outras instituições científicas nacionais

Leia mais

"O que não está sendo divulgado na mídia"

O que não está sendo divulgado na mídia "O que não está sendo divulgado na mídia". Essa nova versão possui mais fotos e foi disponibilizada na internet por: Clélia Dahlem da Silva. Realmente não sabemos nada, ou muito pouco, sobre a transição

Leia mais

Vulcanismo e Tectónica de Placas

Vulcanismo e Tectónica de Placas Vulcanismo e Tectónica de Placas Fig. 1 Sistema de reciclagem da crosta e vulcanismo nas fronteiras tectónicas. Margens convergentes e divergentes A superfície da Terra é constituída por placas diferenciadas

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Ciências

PROVA BIMESTRAL Ciências 7 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL Ciências Escola: Nome: Turma: n o : 1. Preencha as lacunas do esquema com as seguintes legendas: Planalto ocidental, Depressão periférica, Serra do Mar e Planície litorânea.

Leia mais

A atmosfera terrestre, a precipitação e respectivos factores geográficos

A atmosfera terrestre, a precipitação e respectivos factores geográficos A atmosfera terrestre, a precipitação e respectivos factores geográficos 1. Estrutura da atmosfera 1. Estrutura da atmosfera 2. Composição química Dióxido de carbono D i ó x i d o Árgon Outros gases Oxigénio

Leia mais

A atmosfera e sua dinâmica: o tempo e o clima

A atmosfera e sua dinâmica: o tempo e o clima A atmosfera e sua dinâmica: o tempo e o clima - Conceitos e definições (iniciais) importantes: - Atmosfera: camada gasosa que envolve a Terra (78% Nitrogênio, 21% Oxigênio e 1% outros). A camada gasosa

Leia mais

Deriva Continental LITOSFERA

Deriva Continental LITOSFERA LITOSFERA Deriva Continental De acordo com determinadas teorias científicas, a crosta terrestre não é uma camada rochosa inteiriça, e sim, fragmentada. A primeira teoria a defender essa tese ficou conhecida

Leia mais

Deriva Continental e Tectônica de Placas

Deriva Continental e Tectônica de Placas Deriva Continental e Tectônica de Placas 1 A teoria da tectônica de placas é muito recente, e tem trazido grande ajuda na compreensão dos fenômenos observados na Terra. Abraham Ortelius, um elaborador

Leia mais

06-01-2012. Sumário. O Sistema Solar. Principais características dos planetas do Sistema Solar 05/01/2012. 23 e 24

06-01-2012. Sumário. O Sistema Solar. Principais características dos planetas do Sistema Solar 05/01/2012. 23 e 24 Sumário Os planetas do Sistema Solar e as suas principais características. (BI dos Planetas do Sistema Solar). Atividade Prática de Sala de Aula Características dos planetas. Preenchimento de tabelas,

Leia mais

A alternativa que contêm a afirmação que pode ser comprovada pelo texto é:

A alternativa que contêm a afirmação que pode ser comprovada pelo texto é: Disciplina: Geografia Atividade: Exercícios de revisão 1ª Série do Ensino Médio Professor: Roberto B. Reusing Data: / / 2011 Aluno (a): Nº: Turma: 1) Observe. Sobre as dobras pode-se afirmar que: A) São

Leia mais

Como ocorre um Tsunami

Como ocorre um Tsunami Como ocorre um Tsunami O QUE É O tsunami é uma onda gigante gerada por distúrbios sísmicos, que possui alto poder destrutivo quando chega à região costeira. A palavra vem do japonês "tsu" (porto, ancoradouro)

Leia mais

CAPÍTULO 4 DESASTRES NATURAIS

CAPÍTULO 4 DESASTRES NATURAIS CAPÍTULO 4 DESASTRES NATURAIS Quando vimos na TV o acontecimento do Tsunami, em 2004, pensamos: O mundo está acabando! Mas por que esses desastres naturais estão, cada vez mais, assolando nosso planeta?

Leia mais

Sugestões de avaliação. Geografia 6 o ano Unidade 2

Sugestões de avaliação. Geografia 6 o ano Unidade 2 Sugestões de avaliação Geografia 6 o ano Unidade 2 5 Unidade 2 Nome: Data: 1. Preencha o quadro com as principais características do planeta Terra. Localização no Sistema Solar Formato Elementos presentes

Leia mais

ABILIO SOARES GOMES ORIGEM DOS OCEANOS

ABILIO SOARES GOMES ORIGEM DOS OCEANOS ABILIO SOARES GOMES ORIGEM DOS OCEANOS Uma das perguntas mais persistentes da humanidade é sobre as origens do homem e do universo, tendo originado tantas cosmogonias quantas civilizações existentes. Para

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Anderson José Soares Série: 1º. Pré Universitário Uni-Anhanguera

Aluno(a): Nº. Professor: Anderson José Soares Série: 1º. Pré Universitário Uni-Anhanguera Lista de Exercícios-02-Bimestre I Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Anderson José Soares Série: 1º Disciplina: Geografia Data da prova: 01 - (UNESP SP/2006/Conh Gerais - Verão)

Leia mais

O grau interior da Terra é medido através do grau geotérmico com média de 1ºc a cada 30-35m.

O grau interior da Terra é medido através do grau geotérmico com média de 1ºc a cada 30-35m. A FORMAÇÃO DA TERRA E SUA ESTRUTURA O planeta Terra se formou a cerca de 4,5 bilhões de anos, formado por vários materiais incandescentes que foram se resfriando ao longo do tempo, o material mais pesado

Leia mais

Geografia - Clima e formações vegetais

Geografia - Clima e formações vegetais Geografia - Clima e formações vegetais O MEIO NATURAL Clima e formações vegetais 1. Estado do tempo e clima O que é a atmosfera? A atmosfera é a camada gasosa que envolve a Terra e permite a manutenção

Leia mais

Ciclo hidrológico. Distribuição da água na Terra. Tipo Ocorrência Volumes (km 3 ) Água doce superficial. Rios. Lagos Umidade do solo.

Ciclo hidrológico. Distribuição da água na Terra. Tipo Ocorrência Volumes (km 3 ) Água doce superficial. Rios. Lagos Umidade do solo. Ciclo hidrológico Quase toda a água do planeta está concentrada nos oceanos. Apenas uma pequena fração (menos de 3%) está em terra e a maior parte desta está sob a forma de gelo e neve ou abaixo da superfície

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 7.º Ano

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 7.º Ano PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR Ciências Naturais 7.º Ano UNIDADES DIDÁTICAS CONTEÚDOS METAS DE APRENDIZAGEM 1º Período TERRA NO ESPAÇO Terra Um planeta com vida Condições da Terra que permitem a existência

Leia mais

Profª: Sabrine V. Welzel

Profª: Sabrine V. Welzel Geografia 6 Ano Águas Continentais e Oceânicas 1 - Observe a imagem a seguir e explique com suas palavras sobre o que se trata: 2 Complete os espaços em branco com palavras abaixo destacadas: Solos subterrâneas

Leia mais

5ª série / 6º ano 1º bimestre

5ª série / 6º ano 1º bimestre 5ª série / 6º ano 1º bimestre Água e o planeta Terra Hidrosfera Distribuição e importância Hidrosfera é o conjunto de toda a água da Terra. Ela cobre 2/3 da superfície terrestre e forma oceanos, mares,

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 7º Ano. Ano Lectivo: 2010/2011

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 7º Ano. Ano Lectivo: 2010/2011 PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR Ciências Naturais 7º Ano Ano Lectivo: 2010/2011 Competências Temas/Unidades Conteúdos _ Conhecer a constituição do Universo e do Sistema Solar _ Conhecer as características

Leia mais

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.:

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.: PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= TEMPO ATMOSFÉRICO

Leia mais

Os vulcões dos Açores 2ºCiclo INTRODUÇÃO

Os vulcões dos Açores 2ºCiclo INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO Os recursos pedagógicos Os vulcões dos Açores foram criados com o objetivo de divulgar e dar a conhecer à comunidade educativa (alunos, professores, auxiliares educativos e encarregados de educação)

Leia mais

2- CONTINENTE EUROPEU.

2- CONTINENTE EUROPEU. COLÉGIO SANTA ROSA PROFESSOR: CARLOS FERREIRA. SÉRIE: 7ª ASSUNTO: O MUNDO ATUAL DIVISÃO DO MUNDO CONTINENTES são grandes porções de terra que abrigam diferentes formas de vida, vegetação, clima, geografia,

Leia mais

Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo

Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo A Energia e suas Fontes Fontes de Energia Renováveis Fontes de Energia Não-Renováveis Conclusões Energia: Capacidade de realizar trabalho Primeira Lei da Termodinâmica: No

Leia mais

TEMA 4 VAPOR DE ÁGUA, NÚVENS, PRECIPITAÇÃO E O CICLO HIDROLÓGICO

TEMA 4 VAPOR DE ÁGUA, NÚVENS, PRECIPITAÇÃO E O CICLO HIDROLÓGICO TEMA 4 VAPOR DE ÁGUA, NÚVENS, PRECIPITAÇÃO E O CICLO HIDROLÓGICO 4.1 O Processo da Evaporação Para se entender como se processa a evaporação é interessante fazer um exercício mental, imaginando o processo

Leia mais

Clima, tempo e a influência nas atividades humanas

Clima, tempo e a influência nas atividades humanas As definições de clima e tempo frequentemente são confundidas. Como esses dois termos influenciam diretamente nossas vidas, é preciso entender precisamente o que cada um significa e como se diferenciam

Leia mais

Sumário volume 1. A Terra é azul! Yuri Gagarin

Sumário volume 1. A Terra é azul! Yuri Gagarin Sumário volume 1 Ciências A Terra é azul! Yuri Gagarin Capítulo 1 Astronomia 05 (A Terra e suas características; Camada interna e externa: litosfera, atmosfera, hidrosfera e biosfera; Os movimentos da

Leia mais

Universidade da Madeira. Sistema Solar. Grupo de Astronomia. Laurindo Sobrinho. 7 de dezembro de 2015. Image Credit: NASA/CXC/SAO

Universidade da Madeira. Sistema Solar. Grupo de Astronomia. Laurindo Sobrinho. 7 de dezembro de 2015. Image Credit: NASA/CXC/SAO Sistema Solar Laurindo Sobrinho 7 de dezembro de 2015 Image Credit: NASA/CXC/SAO 1 Planetas principais do Sistema Solar (são 8): Planetas rochosos (planetas interiores): Mercúrio Vénus Terra Marte Planetas

Leia mais

Planeta Terra Contributos para o seu conhecimento

Planeta Terra Contributos para o seu conhecimento Planificação da unidade didáctica Biologia e Geologia: Planeta Terra Contributos para o seu conhecimento Manual escolar utilizado: Título: Terra, Universo de Vida Autores: Amparo Dias da Silva; Fernanda

Leia mais

Estrutura e Composição da Terra. Não há fatos eternos, como não há verdades absolutas. [Friedrich Nietzsche]

Estrutura e Composição da Terra. Não há fatos eternos, como não há verdades absolutas. [Friedrich Nietzsche] Estrutura e Composição da Terra Não há fatos eternos, como não há verdades absolutas. [Friedrich Nietzsche] Contornos do Mundo O interior terrestre é formado por várias camadas e as investigações sobre

Leia mais

Aula 10 TECTÔNICA DE PLACAS: A TEORIA

Aula 10 TECTÔNICA DE PLACAS: A TEORIA TECTÔNICA DE PLACAS: A TEORIA Aula 10 META Apresentar a teoria, os mecanismos de movimentação das placas litosféricas e os principais limites de placas, assim como as atividades geológicas e grandes feições

Leia mais

COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO

COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO A DINÂMICA ATMOSFÉRICA CAPÍTULO 1 GEOGRAFIA 9º ANO Vanessa Andrade A atmosfera é essencial para a vida, porque além de conter o oxigênio que respiramos, ela mantém a Terra quente,

Leia mais

AEPTBG10-18 PROPOSTA DE SOLUÇÕES

AEPTBG10-18 PROPOSTA DE SOLUÇÕES AEPTBG10-18 PROPOSTA DE SOLUÇÕES PREPARAR OS TESTES GEOLOGIA PROPOSTA DE SOLUÇÕES GEOLOGIA TEMA 1 EXERCÍCIOS PROPOSTOS PÁGS. 17 a 30 1. A V; B F; C V; D F; E V; F F; G V; H F. 2. 2.1. A Precipitação; B

Leia mais

A Terra um Planeta muito Especial: Formação do Sistema Solar

A Terra um Planeta muito Especial: Formação do Sistema Solar A Lua (do latim Luna) é o único satélite natural da Terra, situando-se a uma distância de cerca de 384.405 km do nosso planeta. O feixe de luz, representado pela linha amarela, mostra o período que a luz

Leia mais

A dinâmica do relevo terrestre e A hidrografia terrestre

A dinâmica do relevo terrestre e A hidrografia terrestre 1 O relevo terrestre é formado e modelado pela ação de diversos agentes internos (movimentos tectônicos, vulcanismo, terremoto) e externos (ação das águas, do vento e do próprio homem). Explique de que

Leia mais

Estrutura da Terra Contributos para o seu conhecimento

Estrutura da Terra Contributos para o seu conhecimento Estrutura da Terra Contributos para o seu conhecimento O Sistema Terra Lua e o passado da Terra O Sistema Terra Lua A conquista da Lua pelo Homem (em 21 de Julho de 1969), tornou possível conhecer com

Leia mais

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS CICLOS BIOGEOQUÍMICOS O fluxo de energia em um ecossistema é unidirecional e necessita de uma constante renovação de energia, que é garantida pelo Sol. Com a matéria inorgânica que participa dos ecossistemas

Leia mais

Introdução. Observando o ambiente

Introdução. Observando o ambiente Introdução A curiosidade natural do homem, o leva a explorar o ambiente que o cerca, observando, analisando, realizando experiências, procurando saber o porquê das coisas. Nesta atividade, exploradora

Leia mais

Prof: Franco Augusto

Prof: Franco Augusto Prof: Franco Augusto Efeito de latitude A forma esférica da Terra, faz os raios solares chegarem com intensidades variadas nas diversas porções do planeta. Nas áreas próximas à linha do Equador, com baixas

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1A

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1A CADERNO DE EXERCÍCIOS 1A Ensino Fundamental Ciências da Natureza Questão Conteúdo 1 Biomas brasileiros - Mangue H18 2 Sistema solar duração da translação H4 3 Eclipse lunar H8 4 Eclipse solar H8 5 Movimento

Leia mais

Elementos e fatores climáticos

Elementos e fatores climáticos Elementos e fatores climáticos O entendimento e a caracterização do clima de um lugar dependem do estudo do comportamento do tempo durante pelo menos 30 anos: das variações da temperatura e da umidade,

Leia mais

GEOLOGIA GERAL CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

GEOLOGIA GERAL CIÊNCIAS BIOLÓGICAS GEOLOGIA GERAL CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Quarta 14 às 18h museu IC II Aula 16 Ação Geológica do Vento Turma: 2015/1 Profª. Larissa Bertoldi larabertoldi@gmail.com Stanley Breeden/DRK Ação Geológica do vento

Leia mais

www.soumaisenem.com.br

www.soumaisenem.com.br 1. (Enem 2011) Uma das modalidades presentes nas olimpíadas é o salto com vara. As etapas de um dos saltos de um atleta estão representadas na figura: Desprezando-se as forças dissipativas (resistência

Leia mais

Por que o nível dos mares não sobe, mesmo recebendo continuamente as águas dos rios?

Por que o nível dos mares não sobe, mesmo recebendo continuamente as águas dos rios? CICLO DA ÁGUA 1. (ENEM-1998) O sol participa do ciclo da água, pois além de aquecer a superfície da Terra dando origem aos ventos, provoca a evaporação da água dos rios, lagos e mares. O vapor da água,

Leia mais

A TERRA ONTEM, HOJE E AMANHÃ

A TERRA ONTEM, HOJE E AMANHÃ 8-6-2012 TEMA III A TERRA ONTEM, HOJE E AMANHÃ Ano Lectivo 2011/2012 Geologia Joana Pires nº15 12ºB Glaciares Os glaciares são massas de gelo que se originam á superfície terrestre devido à acumulação,

Leia mais

CAPÍTULO 2 A ATMOSFERA TERRESTRE

CAPÍTULO 2 A ATMOSFERA TERRESTRE CAPÍTULO 2 A ATMOSFERA TERRESTRE 1.0. O Universo O Universo que pode ser observado pelo homem abrange milhões e milhões de quilômetros. Dentro desse Universo existem incontáveis galáxias, destacando-se

Leia mais

COLÉGIO SÃO JOSÉ PROF. JOÃO PAULO PACHECO GEOGRAFIA 1 EM 2011. Correntes marítimas

COLÉGIO SÃO JOSÉ PROF. JOÃO PAULO PACHECO GEOGRAFIA 1 EM 2011. Correntes marítimas COLÉGIO SÃO JOSÉ PROF. JOÃO PAULO PACHECO GEOGRAFIA 1 EM 2011 Correntes marítimas Correntes marítimas Nas aulas anteriores aprendemos sobre a importância do Sol em nossas vidas. Revimos os movimentos da

Leia mais

ORIGEM, ESTRUTURA E COMPOSIÇÃO DA TERRA E A TECTÔNICA DE PLACAS

ORIGEM, ESTRUTURA E COMPOSIÇÃO DA TERRA E A TECTÔNICA DE PLACAS ORIGEM, ESTRUTURA E COMPOSIÇÃO DA TERRA E A TECTÔNICA DE PLACAS BIG BANG PLANETESIMAIS FORMAÇÃO DOS PLANETAS A teoria da Grande Explosão (Big( Bang), considera que nosso Universo começou ou entre 13 a

Leia mais

A água. Alexandra Daniela

A água. Alexandra Daniela A água Novembro de 2007 Alexandra Daniela Luciana 12 1 Essa água poluída pode matar peixes e outros animais que a bebem e provocar doenças nas pessoas. Também faz com que as reservas de água potável (que

Leia mais

O perigo das cinzas vulcânicas para a aviação

O perigo das cinzas vulcânicas para a aviação O perigo das cinzas vulcânicas para a aviação No dia 15 de dezembro de 1989, o voo KLM 867, operado por um Boeing 747-406M, o PH-BFC, decolou de Amsterdam com destino ao Aeroporto de Narita, no Japão,

Leia mais

Ciclo do Carbono. Lediane Chagas Marques

Ciclo do Carbono. Lediane Chagas Marques Ciclo do Carbono Lediane Chagas Marques Carbono É o quarto elemento mais abundante do universo, depois do Hidrogênio, Hélio e Oxigênio; Fundamental para a Vida; No planeta o carbono circula através dos

Leia mais

Tema II - A Terra, um planeta muito especial

Tema II - A Terra, um planeta muito especial BIOLOGIA e GEOLOGIA 10º ANO CURSO GERAL DE CIÊNCIAS NATURAIS Tema II - A Terra, um planeta muito especial 2 - A Terra e os planetas telúricos 2.1 - Manifestações da actividade geológica 2.2 - Sistema Terra

Leia mais

TERRA UM PLANETA EM TRANSFORMAÇÃO (A

TERRA UM PLANETA EM TRANSFORMAÇÃO (A TERRA UM PLANETA EM TRANSFORMAÇÃO (A Visão Geológica da Natureza) Ivan A. do Amaral Resumo Teórico 1. AS TRANSFORMAÇÕES TERRESTRES A Terra é um planeta em permanente transformação, em todas as partes,

Leia mais

Exploração sustentada de recursos geológicos Recursos energéticos

Exploração sustentada de recursos geológicos Recursos energéticos Exploração sustentada de recursos geológicos Recursos energéticos Aula nº85 22 Maio 09 Prof. Ana Reis Recursos energéticos Vivemos numa época em que os recursos energéticos afectam a vida de todas as pessoas.

Leia mais

META Apresentar a matéria em movimento, os grandes ciclos biogeoquímicos e o ciclo da água e seus principais elementos perturbadores.

META Apresentar a matéria em movimento, os grandes ciclos biogeoquímicos e o ciclo da água e seus principais elementos perturbadores. OS CICLOS BIOGEOQUÍMICOS: MOVIMENTOS DA MATÉRIA META Apresentar a matéria em movimento, os grandes ciclos biogeoquímicos e o ciclo da água e seus principais elementos perturbadores. OBJETIVOS Ao fi nal

Leia mais

De onde vem o Nome Tsunami?

De onde vem o Nome Tsunami? O Que é Um Tsunami? Um tsunami é um conjunto de ondas que ocorrem após perturbações muito elevadas que deslocam verticalmente uma coluna de água, como, por exemplo, um sismo, actividade vulcânica, abrupto

Leia mais

Como se obtém gasolina de petróleo?

Como se obtém gasolina de petróleo? CEEJA QUÍMICA CONTEÚDO PARA U. E. 14 Como se obtém gasolina de petróleo? O que vamos aprender? Formação do petróleo Produtos derivados do petróleo Separação dos produtos do petróleo: destilação fracionada

Leia mais

A MATÉRIA E SEUS ESTADOS FÍSICOS I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE

A MATÉRIA E SEUS ESTADOS FÍSICOS I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE A MATÉRIA E SEUS ESTADOS FÍSICOS I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE Matéria é tudo em que você puder pensar, destas páginas que você está lendo até a cadeira que você está sentado, a água que

Leia mais

Gabarito dos exercícios do livro Ciências cap. 5 e 6

Gabarito dos exercícios do livro Ciências cap. 5 e 6 COLÉGIO MARIA IMACULADA QI 05 ch. 72 LAGO SUL BRASÍLIA DF E-MAIL: cmidf@cmidf.com.br SITE: www.cmidf.com.br 6ºano 1º PERÍODO Gabarito dos exercícios do livro Ciências cap. 5 e 6 p. 74 Respostas: 1. Lua

Leia mais

O MUNDO QUE VIVEMOS CAPITULO 1 DO VIANELLO E ALVES METEOROLOGIA BÁSICA E APLICAÇÕES

O MUNDO QUE VIVEMOS CAPITULO 1 DO VIANELLO E ALVES METEOROLOGIA BÁSICA E APLICAÇÕES O MUNDO QUE VIVEMOS CAPITULO 1 DO VIANELLO E ALVES METEOROLOGIA BÁSICA E APLICAÇÕES O SOL E O SISTEMA SOLAR SE ENCONTRA NA VIA-LÁCTEA SIMPLES GRAUM DE AREIA ENTRE AS INCONTAVEIS GALÁXIAS DO UNIVERSO VISÍVEL

Leia mais

Trabalho de Campo À descoberta da Água no Parque das Nações

Trabalho de Campo À descoberta da Água no Parque das Nações Trabalho de Campo À descoberta da Água no Parque das Nações Público-alvo: Alunos do 1.º CEB. Área curricular disciplinar: Estudo do Meio. Introdução O Parque das Nações é um espaço aberto, de fácil acesso,

Leia mais

Sistema Solar. A origem A estrutura Planetas Rochosos Interiores Gigantes Gasosos Exteriores

Sistema Solar. A origem A estrutura Planetas Rochosos Interiores Gigantes Gasosos Exteriores Sistema Solar A origem A estrutura Planetas Rochosos Interiores Gigantes Gasosos Exteriores Origem O Sistema solar formou-se há cerca de 4,6 bilhões de anos a partir de uma nuvem de gás e poeira vasta

Leia mais

A Terra em Realidade Aumentada

A Terra em Realidade Aumentada A Terra em Realidade Aumentada www.constellatius.com Edmilson Souza Barreto Simone de Oliveira Tenório A Terra em Realidade Aumentada Edmilson Souza Barreto Simone de Oliveira Tenório Livro com aplicação

Leia mais

Climatologia GEOGRAFIA DAVI PAULINO

Climatologia GEOGRAFIA DAVI PAULINO Climatologia GEOGRAFIA DAVI PAULINO Efeito no clima sobre fatores socioeconômicos Agricultura População Diversidade global de climas Motivação! O Clima Fenômeno da atmosfera em si: chuvas, descargas elétricas,

Leia mais

Efeitos da Corrente Elétrica. Prof. Luciano Mentz

Efeitos da Corrente Elétrica. Prof. Luciano Mentz Efeitos da Corrente Elétrica Prof. Luciano Mentz 1. Efeito Magnético Corrente elétrica produz campo magnético. Esse efeito é facilmente verificado com uma bússola e será estudado no eletromagnetismo. 2.

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 7º ANO-

PLANIFICAÇÃO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 7º ANO- PLANIFICAÇÃO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 7º ANO- Tema / Capítulos Competências/Objectivos Estratégias / Actividades Recursos/Materiais Avaliação Aulas previstas (45 min) Articulação Tema I TERRA NO ESPAÇO Capítulo

Leia mais

AULA 02 2.1 - DINÂMICA INTERNA DA TERRA COM CONSEQUÊNCIAS NA SUPERFÍCIE 2.2 - GEOLOGIA HISTÓRICA E DO ESTADO DE SANTA CATARINA

AULA 02 2.1 - DINÂMICA INTERNA DA TERRA COM CONSEQUÊNCIAS NA SUPERFÍCIE 2.2 - GEOLOGIA HISTÓRICA E DO ESTADO DE SANTA CATARINA AULA 02 2.1 - DINÂMICA INTERNA DA TERRA COM CONSEQUÊNCIAS NA SUPERFÍCIE 2.2 - GEOLOGIA HISTÓRICA E DO ESTADO DE SANTA CATARINA Profᵃ. Drᵃ. Carolina Riviera Duarte Maluche Barettta carolmaluche@bol.com.br

Leia mais

Pressão Atmosférica Empuxo

Pressão Atmosférica Empuxo 1 Pressão Atmosférica Empuxo Pressão Atmosférica 1. O que se entende por pressão atmosférica? A pressão atmosférica aumenta ou diminui com a altitude? Por quê? 2. É freqüente, em restaurantes, encontrar

Leia mais

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA Produto: NITROQUISA 20,5 Pág. 1 de 6 1. Designação de substância/preparação e empresa NITROQUISA 20,5 Adubo granulado Empresa: Agroquisa Agroquímicos, S.A. Rua dos Navegantes, 48-53 1200-732 LISBOA Tel:

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO 1ª SÉRIE EM

LISTA DE RECUPERAÇÃO 1ª SÉRIE EM COLÉGIO FRANCO-BRASILEIRO NOME: N : TURMA: PROFESSOR(A): ANO: 9º DATA: / / 2014 LISTA DE RECUPERAÇÃO 1ª SÉRIE EM 1. Analise a figura e o texto apresentados a seguir. Atualmente existem três categorias

Leia mais

Curso de Férias 2011 Professor Vasco Vasconcelos Fenômenos Térmicos

Curso de Férias 2011 Professor Vasco Vasconcelos Fenômenos Térmicos Curso de Férias 2011 Professor Vasco Vasconcelos Fenômenos Térmicos 1. (CPS 2010) Os manuais de aparelhos celulares recomendam que estes permaneçam distantes do corpo por pelo menos 2,5 cm, pois a Organização

Leia mais

b) Nesse solo, a água é absorvida mais lentamente e ele se mantém úmido.

b) Nesse solo, a água é absorvida mais lentamente e ele se mantém úmido. Atividade de Estudo - Ciências 4º ano Nome: 1- IDENTIFIQUE o tipo de solo, de acordo com as características abaixo: a) Tipo de solo que retém pouca água; raramente as plantas conseguem se desenvolver nele.

Leia mais

PRIMEIROS ANOS. GEOGRAFIA CONTEÚDO P2 2º TRI Água: superficiais, oceânicas e usos. Profº André Tomasini

PRIMEIROS ANOS. GEOGRAFIA CONTEÚDO P2 2º TRI Água: superficiais, oceânicas e usos. Profº André Tomasini PRIMEIROS ANOS GEOGRAFIA CONTEÚDO P2 2º TRI Água: superficiais, oceânicas e usos. Profº André Tomasini ÁGUAS CONTINENTAIS Os oceanos e mares cobrem 2/3 da superfície do planeta. Águas Oceânicas : Abrange

Leia mais