1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Língua Portuguesa. Nome: ARTE NA CASA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Língua Portuguesa. Nome: ARTE NA CASA"

Transcrição

1 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Língua Portuguesa Nome: ARTE NA CASA Certo domingo, meus donos saíram e eu passeava distraidamente no jardim, quando vi que tinham esquecido uma janela aberta. [...] Então, decidi: Vou entrar. [...] Quero ver tudo lá dentro! Dei um salto como só os huskies siberianos sabem dar. Aterrissei no chão de um quarto. Vi a enorme cama de casal com uma colcha felpuda. Me atirei sobre ela, me enrolei todo na colcha. Mas era muito quente. Saí para um corredor, fui até a sala, subi no sofá. Percebi nesse instante que minhas patas estavam sujas de barro, pois fui deixando marcas por todo o estofado. Acho que não vão gostar!, refleti. Tarde demais: o tecido já estava todo marcado. Pensando bem, do meu ponto de vista, a marca de minhas patas até que havia deixado o estofado muito bonito. Um luxo! [...] Foi aí que decidi arrumar a casa toda. Não viviam reclamando da bagunça? -06a-41s-rp-06 Revisão de Língua Portuguesa

2 Talvez eu pudesse mostrar minha utilidade, redecorando todo o interior da casa. [...] Era preciso ser rápido, pois podiam voltar antes que tudo estivesse terminado. [...] Entrei em um outro quarto, com uma cama pequena e um colcha cor-de-rosa. Era o da Renata. Olhei em torno: como poderia deixá-lo mais bonito? Vi, numa mesa, um bloco de papel, pincéis e uns potes de vidro com tinta colorida. Imediatamente tive uma linda ideia. Coloquei as duas patas dianteiras sobre a mesa e, com a boca, agarrei um dos potes. [...] Caminhei por todo o quarto, com o pote na boca, espalhando a tinta. Depois fiz o mesmo com mais potes. [...] Encontrei, então, o quarto do Fabrício. Era azul, com uma colcha estampada. À primeira vista não havia nada que eu pudesse usar para melhorar o visual. Mas aí percebi um buraco numa almofada que estava sobre a cama. [...] Agarrei a almofada com meus dentes fortes e sacudi até rasgar. Depois abanei a cabeça pra todo lado, e o quarto ficou lindo, lindo, com os floquinhos espalhados como neve! Corri de volta até o quarto do casal, para terminar tudo antes que voltassem. Olhei em torno! Nada. Mas do quarto saía um banheiro. Entrei, procurei e avistei um tubo. [...] -06a-41s-rp-06 Revisão de Língua Portuguesa

3 Era creme de barbear! Peguei o tubo entre os dentes e mordi. Saiu uma nuvem branquinha. Espalhei a nuvem por todas as coisas: paredes, colcha, tapete. Mal terminei, ouvi o som do carro chegando. Eu estava tão orgulhoso que resolvi esperá-los deitado na cama, enrolado em meu próprio corpo, como um príncipe. Já imaginava os aplausos. Que bonito! Obrigado, Uno, obrigado! Walcyr Carrasco. Mordidas que podem ser beijos. São Paulo: Moderna, ) O autor deu ao texto o título de Arte na casa. E você, qual título lhe daria? 2) Qual o nome do autor do texto? -06a-41s-rp-06 Revisão de Língua Portuguesa

4 3) Que animal fez a arte na casa? a) Rato. b) Gato. c) Cachorro. d) Coelho. 4) Qual a raça desse animal? a) Collie. b) Pastor. c) Dálmata. d) Huskie siberiano. 5) Como o cachorrinho estava quando seus donos chegaram? Utilize as palavras deste quadro e crie uma frase para expressar essa ideia. deitado cachorro cama -06a-41s-rp-06 Revisão de Língua Portuguesa

5 6) O texto conta todas as travessuras do cachorrinho. Encontre, neste caça-palavras, o nome de algumas coisas que ele desorganizou e/ou estragou na casa de seus donos. C Z S S D P Q R Y V M P L L Ç K X D D M P I S G V C X Z T Y P S Z F C J L N Q N H J G P Ç M Q S D G Z K Ç C D Z Y T P L G F J K F C R E M E D E Ç B A R B E A R R O S P L L T R Q F L D F S T Y T L D Y Ç S D Q C A M A R H J M Y C C G M Z G M Q S O N B V V C P H P F H X H N S L F Ç L M Z S Ç A T W N V J V Y T A P E T E T L H F Z Z G K C T Ç D S Q Z T Y K J D S Q F N S O F A N M Ç L P TAPETE SOFÁ COLCHA CREME DE BARBEAR CAMA PINCEL ALMOFADA 7) Depois de observar a desordem que o cachorrinho fez na casa de seus donos, pense em seu dia a dia e responda: Em relação a seu material escolar, você é: Organizado. Desorganizado. -06a-41s-rp-06 Revisão de Língua Portuguesa

6 8) Leia esta tirinha juntamente com seu professor e, depois, complete o quadro a seguir: Ziraldo. O Menino Maluquinho. Isabella Carpaneda, Angilina Bragança.Língua Portuguesa. Porta Aberta. FTD. São Paulo, Escreva o nome de cinco coisas que maluquinho deveria: levar na mochila. deixar em casa. 9) Releia a resposta da questão anterior e coloque em ordem alfabética as coisas que Maluquinho deveria deixar em casa. 1) 2) 3) 4) 5) -06a-41s-rp-06 Revisão de Língua Portuguesa

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

O Ratinho Rói-Rói. Lenira Almeida Heck (Júlia Vehuiah) 1ª edição

O Ratinho Rói-Rói. Lenira Almeida Heck (Júlia Vehuiah) 1ª edição O Ratinho Rói-Rói Lenira Almeida Heck (Júlia Vehuiah) 1ª edição Lajeado, abril de 2010 Univates Editora Coordenação e Revisão Final: Ivete Maria Hammes Editoração: Bruno Henrique Braun, Marlon Alceu Cristófoli

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Mandei um garoto para a câmara de gás em Huntsville. Foi só um. Eu prendi e testemunhei contra ele. Fui até lá con versar com ele duas ou três vezes.

Mandei um garoto para a câmara de gás em Huntsville. Foi só um. Eu prendi e testemunhei contra ele. Fui até lá con versar com ele duas ou três vezes. I Mandei um garoto para a câmara de gás em Huntsville. Foi só um. Eu prendi e testemunhei contra ele. Fui até lá con versar com ele duas ou três vezes. Três vezes. A última foi no dia da execução. Eu não

Leia mais

ortuguesa Língua Por Meu cachorro Pepe D 6/8/2009

ortuguesa Língua Por Meu cachorro Pepe D 6/8/2009 Nome: Ensino: F undamental 4 o ano urma: Língua Por ortuguesa T ata: D 6/8/2009 Meu cachorro Pepe Sou filho único, meus pais sempre trabalharam fora e como passei a infância toda na cidade do Rio de Janeiro,

Leia mais

Cartilha das Brincadeiras

Cartilha das Brincadeiras Cartilha das Brincadeiras Amarelinha (academia, escada, macaca, sapata) Primeiro desenhe no chão um diagrama como este aí ao lado. Quem for jogar fica no inferno e lança uma pedra, mirando no número 1.

Leia mais

Chico, um tigre de sofá. Uma nova vida. Sua Alteza Real, Eu (quem mais poderia ser?) Um belo presente. Férias repousantes

Chico, um tigre de sofá. Uma nova vida. Sua Alteza Real, Eu (quem mais poderia ser?) Um belo presente. Férias repousantes ÍNDICE 5 Chico, um tigre de sofá 11 Uma nova vida 21 Sua Alteza Real, Eu (quem mais poderia ser?) 27 Um belo presente 33 Férias repousantes CHICO, UM TIGRE DE SOFÁ O meu nome é Chico, pertenço à raça de

Leia mais

ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA 3º S ANOS A e B. Um alarme bom pra cachorro

ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA 3º S ANOS A e B. Um alarme bom pra cachorro Nome: n.º 3º Ano Barueri, / / 2009 Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA 3ª POSTAGEM ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA 3º S ANOS A e B Um alarme bom pra cachorro Uma cachorra vira-lata evitou a fuga de 118 presos

Leia mais

LISTA DE MATERIAL 2016. Educação Infantil (Maternal I e II e Infantil I)

LISTA DE MATERIAL 2016. Educação Infantil (Maternal I e II e Infantil I) LISTA DE MATERIAL 2016 Educação Infantil (Maternal I e II e Infantil I) 03 refis finos para cola quente 01 caixa de pintura a dedo 01 tubo de cola branca 01 pasta de arquivo branca para anexar trabalhos

Leia mais

Ideionildo. E a Chave Azul. Pelo Espírito Vovó Amália. Robson Dias

Ideionildo. E a Chave Azul. Pelo Espírito Vovó Amália. Robson Dias Ideionildo E a Chave Azul Robson Dias Pelo Espírito Vovó Amália Livrinho da Série - As Histórias Que a Vovó Gosta de Contar (http:\www.vovoamalia.ubbi.com.br - Distribuição Gratuita) - A venda deste produto

Leia mais

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas).

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Titulo - VENENO Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Corta para dentro de um apartamento (O apartamento é bem mobiliado. Estofados

Leia mais

Infantil III Educação Infantil

Infantil III Educação Infantil Infantil III Educação Infantil LIVROS TEXTO: Projeto Apis: Educação Infantil. Volume 2 Autores: Luiz Roberto Dante Noemi Biachini 1ª Ed. São Paulo. Ed. Ática LIVROS DE LITERATURA INFANTIL: Escolher três

Leia mais

Trabalhar em Casa. Um Guia para quem quer iniciar um trabalho em casa e não sabe por onde começar. 2015 bastianafutebol.com @bastianafutebol

Trabalhar em Casa. Um Guia para quem quer iniciar um trabalho em casa e não sabe por onde começar. 2015 bastianafutebol.com @bastianafutebol Trabalhar em Casa Um Guia para quem quer iniciar um trabalho em casa e não sabe por onde começar 2015 bastianafutebol.com @bastianafutebol Como Começar? Primeiro você deve escolher o tipo de trabalho que

Leia mais

Ah! Ah! Ah! Oh! Oh! Oh! Ela tem é de capim!

Ah! Ah! Ah! Oh! Oh! Oh! Ela tem é de capim! PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BNCO DE QUESTÕES - LÍNGU PORTUGUES -2 NO - ENSINO FUNDMENTL ==================================================================== Texto 1 BRT DIZ QUE TEM Barata diz que tem

Leia mais

Ato Único (peça em um ato)

Ato Único (peça em um ato) A to Ú nico Gil V icente Tavares 1 Ato Único (peça em um ato) de Gil Vicente Tavares Salvador, 18 de agosto de 1997 A to Ú nico Gil V icente Tavares 2 Personagens: Mulher A Mulher B Minha loucura, outros

Leia mais

Querido Diário... E pronto, Querido Diário! Para a semana há mais! Um grande beijinho, A turma do 1.ºA

Querido Diário... E pronto, Querido Diário! Para a semana há mais! Um grande beijinho, A turma do 1.ºA Esta semana, Querido Diário, começámos mal! Foi logo na segunda-feira, quando entregámos as castanhas à nossa professora para podermos comemorar o Dia Mundial das Castanhas... e a nossa professora disse

Leia mais

I. CRIAÇÃO DE GOLFINHO/ BARBATANA PESSOAL

I. CRIAÇÃO DE GOLFINHO/ BARBATANA PESSOAL ESCOLA EB1 GÂMBIA I. CRIAÇÃO DE GOLFINHO/ BARBATANA PESSOAL Barbatana Roída Joana Barbatana Surf Ana Faria Barbatana Rio José Barbatana Finalonga Anónimo Barbatana Tubarão João Aleluia Barbatana Água Francisco

Leia mais

LISTA DE MATERIAL ANUAL DO ALUNO MATERNAL I/2015

LISTA DE MATERIAL ANUAL DO ALUNO MATERNAL I/2015 MATERNAL I/2015 ( ) 02 Caixas de cola colorida Acrilex (6 unidades) ( ) 01 Kit de pintura de rosto (líquida) ( ) 02 Caixas Meu 1º Giz ( ) 02 Pincéis atômicos (vermelho e preto) ( ) 02 Potes de têmpera

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

"ATIROU PARA MATAR" Um roteiro de. Nuno Balducci (6º TRATAMENTO)

ATIROU PARA MATAR Um roteiro de. Nuno Balducci (6º TRATAMENTO) "ATIROU PARA MATAR" Um roteiro de Nuno Balducci (6º TRATAMENTO) Copyright 2013 de Nuno Balducci Todos os direitos reservados. balducci.vu@gmail.com (82) 96669831 1 INT. DIA. LANCHONETE CHINESA Uma GAROTA

Leia mais

Curso Intermediário de LIBRAS

Curso Intermediário de LIBRAS Curso Intermediário de LIBRAS 1 Curso Intermediário de LIBRAS 2 Unidade 2 Fazer as compras Sábado foi dia de ir ao Tok Stok. Nós, casal, fomos passear e dar uma voltada para olhar os moveis e objetos.

Leia mais

- Não me arrependo de nada. Quebrei o círculo. - Nem de ter assassinado uns cinco ou seis ou até mais, D. Eloisa?

- Não me arrependo de nada. Quebrei o círculo. - Nem de ter assassinado uns cinco ou seis ou até mais, D. Eloisa? A Quebra do Círculo Cristovam Buarque - Não me arrependo de nada. Quebrei o círculo. - Nem de ter assassinado uns cinco ou seis ou até mais, D. Eloisa? - Foi mais, e vou contar tudo. Mas não me arrependo.

Leia mais

10 coisas que cachorros ensinam sobre o que de fato importa

10 coisas que cachorros ensinam sobre o que de fato importa 10 coisas que cachorros ensinam sobre o que de fato importa Cães são uma fonte constante de amor e diversão, mas, além disso, nos ensinam algumas das maiores lições de nossas vidas Debbie Gisonni, do Cachorro:

Leia mais

CLÁSSICOS PARA CRIANÇAS. Alice no País. das Maravilhas

CLÁSSICOS PARA CRIANÇAS. Alice no País. das Maravilhas CLÁSSICOS PARA CRIANÇAS Alice no País das Maravilhas Índice Capítulo Um Pela Toca do Coelho Abaixo 7 Capítulo Dois A Chave de Ouro 13 Capítulo Três O Mar de Lágrimas 19 Capítulo Quatro A História do Rato

Leia mais

REGULARIDADES ORTOGRÁFICAS

REGULARIDADES ORTOGRÁFICAS REGULARIDADES ORTOGRÁFICAS ATIVIDADE 1 Leia o poema a seguir, de José Paulo Paes, e complete os versos com o nome das figuras. SE VOCÊ FOR INVENTOR, INVENTE UM CREME QUE TIRE RUGA DE PESCOÇO DE 1 2 3 UM

Leia mais

A DOMÉSTICA (FILME CURTA) Final 2

A DOMÉSTICA (FILME CURTA) Final 2 A DOMÉSTICA (FILME CURTA) Final 2 Roteiro de Alcir Nicolau Pereira Versão de NOVEMBRO DE 2012. 1 A DOMÉSTICA (FILME-CURTA) --------------------------------------------------------------- PERSONAGENS Empregada

Leia mais

NOVE SEGREDOS SOBRE A MANHÃ

NOVE SEGREDOS SOBRE A MANHÃ NOVE SEGREDOS SOBRE A MANHÃ 1 Prefácio A página está em branco e não é página digna do nome que lhe dou. É vidro. Écran. Tem luz baça e fere os olhos pretos. Eu tenho demasiado sono para escrever papel.

Leia mais

O GATO LATIU. Cleusa Sarzêdas. Edição especial para distribuição gratuita pela Internet, através da Virtualbooks, com autorização da Autora.

O GATO LATIU. Cleusa Sarzêdas. Edição especial para distribuição gratuita pela Internet, através da Virtualbooks, com autorização da Autora. 1 O GATO LATIU Cleusa Sarzêdas Edição especial para distribuição gratuita pela Internet, através da Virtualbooks, com autorização da Autora. A Autora gostaria de receber um e-mail de você com seus comentários

Leia mais

Domingo. Acorda, seu dorminhoco, está na hora de levantar! De manhã? Meus pais esqueceram que os zumbis pegam fogo com a luz do sol?

Domingo. Acorda, seu dorminhoco, está na hora de levantar! De manhã? Meus pais esqueceram que os zumbis pegam fogo com a luz do sol? Domingo Cocoricóóó! Acorda, seu dorminhoco, está na hora de levantar! Urrggghhoquefoi? Eu disse que já é de manhã e está na hora de você sair da cama. De manhã? Meus pais esqueceram que os zumbis pegam

Leia mais

O negócio é que minha sorte sempre foi um horror. Olha

O negócio é que minha sorte sempre foi um horror. Olha CAPÍTULO 1 O negócio é que minha sorte sempre foi um horror. Olha só o meu nome: Jean. Não Jean Marie, nem Jeanine, Jeanette ou mesmo Jeanne. Só Jean. Sabe que na França os garotos são chamados de Jean?

Leia mais

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta Copyright Betina Toledo e Thuany Motta Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 MERGULHO FADE IN: CENA 1 PRAIA DIA Fotografia de

Leia mais

1. Substitui as palavras assinaladas pelos sinónimos (ao lado) que consideres mais adequados.

1. Substitui as palavras assinaladas pelos sinónimos (ao lado) que consideres mais adequados. 1. Substitui as palavras assinaladas pelos sinónimos (ao lado) que consideres mais adequados. É bonita a história que acabaste de contar. Vou dar este livro ao Daniel, no dia do seu aniversário. Ele adora

Leia mais

Quero agradecer e dedicar este livro a todos que acreditaram no meu sonho...

Quero agradecer e dedicar este livro a todos que acreditaram no meu sonho... Autora: Marieli Bueno Diagramação: Milena Thaís Machado Capa: Luana Venâncio Revisão: Luana Venâncio Editora: Perse Quero agradecer e dedicar este livro a todos que acreditaram no meu sonho... O Meu nome

Leia mais

ÁREA DA AUTONOMIA. Objectivos

ÁREA DA AUTONOMIA. Objectivos ÁREA DA AUTONOMIA Ser autónomo ao nível da alimentação Preparar o seu lanche: barrar fatias de pão Descascar fruto: banana Esmagar a banana Comer o iogurte sem apoio ACTIVIDADE 1: Quais são os frutos iguais?

Leia mais

7 Tal pai, tal filho. Acabada a assembléia da comunidade de. Cenatexto

7 Tal pai, tal filho. Acabada a assembléia da comunidade de. Cenatexto JANELA A U L A 7 Tal pai, tal filho Cenatexto Acabada a assembléia da comunidade de Júpiter da Serra, em que se discutiu a expansão da mineradora, dona Ana volta para casa com o Samuel, seu garotinho.

Leia mais

5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades Extraclasse Complementares de Língua Portuguesa Nome: SER FILHO É PADECER NO PURGATÓRIO

5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades Extraclasse Complementares de Língua Portuguesa Nome: SER FILHO É PADECER NO PURGATÓRIO 5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades Extraclasse Complementares de Língua Portuguesa Nome: Leia este texto com atenção: SER FILHO É PADECER NO PURGATÓRIO 1 Psssiu, psssiu. Eu? virou-se Juvenal

Leia mais

Mãe, você vai amar o bebê mesmo que ele seja diferente?

Mãe, você vai amar o bebê mesmo que ele seja diferente? 1. Conan, o cão Meu nome é Ígor, tenho doze anos e portanto sou considerado uma criança. Minha vida se resume a um montão de obrigações, regras e proibições. Muitas proibições. É por isso que, vira e mexe,

Leia mais

P o s s e R e s p o n s á v e l. Amigos para. Sempre. Patrícia Engel Secco. Ilustrações. Maria Eugênia

P o s s e R e s p o n s á v e l. Amigos para. Sempre. Patrícia Engel Secco. Ilustrações. Maria Eugênia P o s s e R e s p o n s á v e l Amigos para Sempre Patrícia Engel Secco Ilustrações Maria Eugênia Posse Responsável Amigos para Sempre Texto Patrícia Engel Secco Ilustrações Maria Eugênia Vou contar uma

Leia mais

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar CATEGORIAS OBJECTIVOS ESPECÍFICOS S. C. Sim, porque vou para a beira de um amigo, o Y. P5/E1/UR1 Vou jogar à bola, vou aprender coisas. E,

Leia mais

Ensino Fundamental 1

Ensino Fundamental 1 *01 caderno brochurão 96 folhas capa dura amarelo *01 caixa de giz de cera courton 15 cores *01 caixa de lápis de cor com 24 cores *01 estojo de hidrocor fina com 12 cores *01 estojo com 4 repartições

Leia mais

Só quando aprendemos a nos aceitar e nos amar, somos capazes de aceitar e amar as outras pessoas.

Só quando aprendemos a nos aceitar e nos amar, somos capazes de aceitar e amar as outras pessoas. Só quando aprendemos a nos aceitar e nos amar, somos capazes de aceitar e amar as outras pessoas. 12º Plano Meditação Cd: nº: 08 - Ajudar o Próximo 10 passos para prosperidade História Discernimento Música

Leia mais

Manuel Alegre CÃO COMO NÓS. Novela. 20.ª edição

Manuel Alegre CÃO COMO NÓS. Novela. 20.ª edição Manuel Alegre CÃO COMO NÓS Novela 20.ª edição 1. (Sei que andas por aí, oiço os teus passos em certas noites, quando me esqueço e fecho as portas começas a raspar devagarinho, às vezes rosnas, posso mesmo

Leia mais

Encontros de vida que se faz vivendo.

Encontros de vida que se faz vivendo. Encontros de vida que se faz vivendo. Thatiane Veiga Siqueira 1 A menina do coração de chocolate. Juliana tem nove anos, é uma menina de olhos esbugalhados, com sorriso fácil, ao primeiro olhar já se vê

Leia mais

Laranja-fogo. Cor-de-céu

Laranja-fogo. Cor-de-céu Laranja-fogo. Cor-de-céu Talita Baldin Eu. Você. Não. Quero. Ter. Nome. Voz. Quero ter voz. Não. Não quero ter voz. Correram pela escada. Correram pelo corredor. Espiando na porta. Olho de vidro para quem

Leia mais

PACIENTE DO OUTRO MUNDO

PACIENTE DO OUTRO MUNDO PACIENTE DO OUTRO MUNDO Os dois médicos conversavam e um queria ser mais importante que o outro. Diz o primeiro: O colega há de ouvir que eu sou realmente um grande cirurgião. Só pra você ter uma idéia,

Leia mais

MATERNAL MATERIAL INDIVIDUAL

MATERNAL MATERIAL INDIVIDUAL MATERNAL MATERIAL INDIVIDUAL 02 caixas de lápis de cor jumbo (Faber-Castell/Acrilex) (01 lancheira com: toalha de mão, escova de dente, creme dental e copo (todos identificados com nome e série) 01 mochila

Leia mais

Olhos de Mistério. São Paulo. Márcia Reis Grillo. Primeira Edição

Olhos de Mistério. São Paulo. Márcia Reis Grillo. Primeira Edição 1 Olhos de Mistério Márcia Reis Grillo Primeira Edição São Paulo 2013 1 2 Ao Olhos de Mistério, onde quer que ele esteja. 2 3 Prólogo P rocurei um lugar em meio à multidão de pessoas sentadas. A cerimônia

Leia mais

Lygia Fagundes. A Disciplina do Amor. Memória e Ficção. Noemi Jaffe. Nova edição revista pela autora. posfácio de

Lygia Fagundes. A Disciplina do Amor. Memória e Ficção. Noemi Jaffe. Nova edição revista pela autora. posfácio de Lygia Fagundes Telles A Disciplina do Amor Memória e Ficção Nova edição revista pela autora posfácio de Noemi Jaffe Copyright 1980, 2010 by Lygia Fagundes Telles Grafia atualizada segundo o Acordo Ortográfico

Leia mais

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos)

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos) I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. Hoje. domingo e o tempo. bom. Por isso nós. todos fora de casa.. a passear à beira-mar.. agradável passar um pouco de tempo

Leia mais

QUASE NADA Peça de Marcos Barbosa marcosbarbosa@hotmail.com

QUASE NADA Peça de Marcos Barbosa marcosbarbosa@hotmail.com QUASE NADA Peça de Marcos Barbosa marcosbarbosa@hotmail.com Antônio, Sara, Vânia e César. Sala da casa de Antônio e Sara. 1 Um longo silêncio. ANTÔNIO. Vai me deixar falando sozinho? Sara o fita e fica

Leia mais

Patrícia Engel Secco Ilustrações Christian Held

Patrícia Engel Secco Ilustrações Christian Held Patrícia Engel Secco Ilustrações Christian Held Projeto Gráfico Ilustra Online Revisão Trisco Comunicação Uma história de amor pelo nosso planeta. Coordenação Editorial Ler é Fundamental Produções e Projetos

Leia mais

PORQUE É QUE NÃO DANÇAM?

PORQUE É QUE NÃO DANÇAM? PORQUE É QUE NÃO DANÇAM? Na cozinha, ele serviu se de mais uma bebida e olhou para a mobília de quarto de cama que estava no pátio da frente. O colchão estava a descoberto e os lençóis às riscas estavam

Leia mais

Anexo A Categorização das respostas dos alunos às questões antes de ensino e pós-ensino na Actividade de Aprendizagem 1

Anexo A Categorização das respostas dos alunos às questões antes de ensino e pós-ensino na Actividade de Aprendizagem 1 Anexos CD Anexo A Categorização das respostas dos alunos às questões antes de ensino e pós-ensino na Actividade de Aprendizagem 1 Qual é o efeito da variação de temperatura no estado físico da água líquida?

Leia mais

Trabalho Individual. Sessão de Leitura da História O Pedro e o Lobo

Trabalho Individual. Sessão de Leitura da História O Pedro e o Lobo Trabalho Individual Sessão de Leitura da História O Pedro e o Lobo Destinatários Alunos com idades entre os cinco, seis anos a frequentar o Ensino Pré-Escolar pela terceira vez. Local da Sessão de leitura

Leia mais

Dados Pessoais. Feriados. Nome Morada. E-mail. SAÚDE Grupo Sanguíneo. Alergias Dador de órgãos e tecidos Sim Não Médico Contacto em caso de emergência

Dados Pessoais. Feriados. Nome Morada. E-mail. SAÚDE Grupo Sanguíneo. Alergias Dador de órgãos e tecidos Sim Não Médico Contacto em caso de emergência Dados Pessoais Nome Morada Localidade Cidade Telefone E-mail Distrito Cód. Postal Telemóvel SAÚDE Grupo Sanguíneo Alergias Dador de órgãos e tecidos Sim Não Médico Contacto em caso de emergência Telefone

Leia mais

Quantas línguas existem no mundo?, perguntava -se

Quantas línguas existem no mundo?, perguntava -se A VOZ DAS COISAS Quantas línguas existem no mundo?, perguntava -se Marta, naquela noite, a sós na cama. Há as línguas que as pessoas falam: francês, alemão, espanhol, chinês, italiano. Para indicar a mesma

Leia mais

O LAVA JATO MACABRO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA

O LAVA JATO MACABRO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA O LAVA JATO MACABRO Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA Rua alameda dom Pedro II n 718 Venda da cruz São Gonçalo. e-mail:jfigueiredo759@gmail.com TEL: (21)92303033 EXT.LAGE DA CASA.DIA Renam está sentado na

Leia mais

Cercado de verde por todos os lados

Cercado de verde por todos os lados Cercado de verde por todos os lados Verde-claro. Verde-escuro. Verde-musgo. Verde pálido. Verde superanimado. Verde sendo bicado por passarinhos. Verde sendo engolido por macacos. Verde subindo pelos troncos

Leia mais

Objetivo principal: aprender como definir e chamar funções.

Objetivo principal: aprender como definir e chamar funções. 12 NOME DA AULA: Escrevendo músicas Duração da aula: 45 60 minutos de músicas durante vários dias) Preparação: 5 minutos (se possível com introduções Objetivo principal: aprender como definir e chamar

Leia mais

Cantigas e parlendas

Cantigas e parlendas Cantigas e parlendas Professora Carolina Nome: 1 Alfabetário 2 A vela Isabel Cristina O pato viu a vela e ficou com medo do fogo. O gato viu a vela e gostou do fogo. A foca viu a vela e ficou com medo

Leia mais

JORNAL ANIMAL TIRINHAS

JORNAL ANIMAL TIRINHAS JORNAL ANIMAL 26 DE SETEMBTO DE 2011 ESTE JORNAL FOI PRODUZIDO PELOS ALUNOS DOS 2os ANOS DA ESCOLA MUNICIPAL 25 DE MARÇO COM AUXÍLIO DAS PROFESSORAS MÁRCIA E LUCIANE. O OBJETIVO DESTE TRABALHO É INCENTIVAR

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

Fany Aktinol. o tom da infância. o tom da infancia - miolo 7L.indd 3 24/1/2011 14:24:50

Fany Aktinol. o tom da infância. o tom da infancia - miolo 7L.indd 3 24/1/2011 14:24:50 Fany Aktinol o tom da infância o tom da infancia - miolo 7L.indd 3 24/1/2011 14:24:50 Eu me chamo Françoise e escrevo para não esquecer, para não deixar morrer, mas principalmente para lembrar e preencher

Leia mais

O Tomás, que não acreditava no Pai Natal

O Tomás, que não acreditava no Pai Natal O Tomás, que não acreditava no Pai Natal Era uma vez um menino que não acreditava no Pai Natal e fazia troça de todos os outros meninos da escola, e dos irmãos e dos primos, e de qualquer pessoa que dissesse

Leia mais

LISTA DE MATERIAIS 2016

LISTA DE MATERIAIS 2016 MATERNAL 3 ANOS MATERIAL PARA USO INDIVIDUAL EM SALA. QUANTIDADE Escova de dente e Creme dental 01 Toalhinha de mão - com nome gravado 01 Estojo completo para realizar as atividades de casa 01 Cola branca

Leia mais

APÊNDICE A - Músicas

APÊNDICE A - Músicas APÊNDICE A - Músicas Músicas 1 GUT GUT SEM PARAR Adaptação ao meio líquido Bebeu a água da piscina toda Fui ver quem era, era o João Ele bebia a água da piscina Ele fazia gut gut gut gut gut sem parar

Leia mais

MORAL: UMA BOA AÇÃO GANHA A OUTRA.

MORAL: UMA BOA AÇÃO GANHA A OUTRA. O LEÃO E O RATINHO UM LEÃO, CANSADO DE TANTO CAÇAR, DORMIA ESPICHADO DEBAIXO DA SOMBRA DE UMA BOA ÁRVORE. VIERAM UNS RATINHOS PASSEAR POR CIMA DELE E ELE ACORDOU. TODOS CONSEGUIRAM FUGIR, MENOS UM, QUE

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

ESCOLA BRANCA DE NEVE

ESCOLA BRANCA DE NEVE MATERNAL II 02 Folhas de papel cartão (vermelho) 02 Folhas de cartolina dupla face (estampada e azul) 04 Folhas de E.V.A. 40X60- (verde,preto,branco e estampado) 02 Folhas de papel crepom (azul e preto)

Leia mais

Eu sempre ouço dizer. Que as cores da pele são diferentes. Outros negros e amarelos. Há outras cores na pele dessa gente

Eu sempre ouço dizer. Que as cores da pele são diferentes. Outros negros e amarelos. Há outras cores na pele dessa gente De todas as cores Eu sempre ouço dizer Que as cores da pele são diferentes Que uns são brancos Outros negros e amarelos Mas na verdade Há outras cores na pele dessa gente Tem gente que fica branca de susto

Leia mais

Historinhas para ler durante a audiência dos pais. Pio Giovani Dresch

Historinhas para ler durante a audiência dos pais. Pio Giovani Dresch Historinhas para ler durante a audiência dos pais Pio Giovani Dresch Historinhas para ler durante a audiência dos pais Pio Giovani Dresch Ilustrações: Santiago Arte: www.espartadesign.com.br Contatos

Leia mais

[E-F@BULATIONS / E-F@BULAÇÕES] 2/ JUN 2008. Uma História de Cão

[E-F@BULATIONS / E-F@BULAÇÕES] 2/ JUN 2008. Uma História de Cão Uma História de Cão Nuno Júdice Ilustrações de Evelina Oliveira Era uma vez era uma vez. E era uma vez quantas vezes era uma vez. Às vezes é que não podia ser uma vez. Numa dessas vezes encontrei um cão.

Leia mais

FUGA de Beatriz Berbert

FUGA de Beatriz Berbert FUGA de Beatriz Berbert Copyright Beatriz Berbert Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 FUGA FADE IN: CENA 1 PISCINA DO CONDOMÍNIO ENTARDECER Menina caminha sobre a borda

Leia mais

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA Carolina e, acompanhados de, estão na biblioteca, no mesmo lugar em que o segundo episódio se encerrou.os jovens estão atrás do balcão da biblioteca,

Leia mais

Observação na Escolinha EMEI Cebolinha no Dia 02 de setembro de 2015

Observação na Escolinha EMEI Cebolinha no Dia 02 de setembro de 2015 Observação na Escolinha EMEI Cebolinha no Dia 02 de setembro de 2015 Acadêmica: Ewelyn Sampaio Cardoso Ao chegar à Escola EMEI cebolinha ás 08h00min, a professora do pré I já estava na escola com uma aluna

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

A DOMÉSTICA (FILME CURTA) Final 2

A DOMÉSTICA (FILME CURTA) Final 2 A DOMÉSTICA (FILME CURTA) Final 2 Roteiro de Alcir Nicolau Pereira Versão de OUTUBRO/2012. 1 A DOMÉSTICA (FILME-CURTA) ---------------------------------------------------------------- PERSONAGENS Empregada

Leia mais

É o canto dos pequenos cientistas...

É o canto dos pequenos cientistas... MOVIMENTO Um espaço que propicie à criança a exploração do corpo e seus movimentos com jogo de boliche, iô-iô, cordas, bambolês, bolas, pneus, elástico, jogos para acertar o alvo, amarelinha, caracol,

Leia mais

Nº 2 Ano 7 biblioteca ponto com Abril, 2014. Eventos

Nº 2 Ano 7 biblioteca ponto com Abril, 2014. Eventos Nº 2 Ano 7 biblioteca ponto com Abril, 2014 Sumário Novas Aquisições Eventos Datas comemorativas Para os Pititicos Jogando conversa fora / Poetando Passatempo Novas Aquisições Você faz toda a diferença

Leia mais

LENDA DA COBRA GRANDE. Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA

LENDA DA COBRA GRANDE. Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA LENDA DA COBRA GRANDE Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA CRUZEIRO DO SUL, ACRE, 30 DE ABRIL DE 2012. OUTLINE Cena 1 Externa;

Leia mais

56º Campeonato Brasileiro de Planadores - Etapa Planalto Central

56º Campeonato Brasileiro de Planadores - Etapa Planalto Central 56º Campeonato Brasileiro de Planadores - Etapa Planalto Central Formosa 2014 Relato André Lautert - LA Escrevo este relato como um aperitivo para que aqueles que tenham interesse em participar de um campeonato

Leia mais

Olimpíada Brasileira de Robótica 2010

Olimpíada Brasileira de Robótica 2010 2010 Modalidade: Teórica Nível 1 (1º a 3º anos ensino fundamental) Duração: 2 horas Nome do Aluno:... Matr:... Escola:... Cidade:... Estado:... Realização: Patrocinio: Apoio: Caro(a) Professor(a): Aviso

Leia mais

TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA. (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico)

TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA. (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico) TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico) Januária setembro/2011 CENÁRIO: Livre, aberto, porém, deve se haver por opção uma cadeira, uma toalha e uma escova

Leia mais

Marcos Leôncio suka02@uol.com.br 1 VOTO VENDIDO, CONSCIÊNCIA PERDIDA. Escrita por: Marcos Leôncio. Elenco: Olga Barroso. Renato Beserra dos Reis

Marcos Leôncio suka02@uol.com.br 1 VOTO VENDIDO, CONSCIÊNCIA PERDIDA. Escrita por: Marcos Leôncio. Elenco: Olga Barroso. Renato Beserra dos Reis VOTO VENDIDO, CONSCIÊNCIA PERDIDA. Escrita por: Marcos Leôncio Elenco: Olga Barroso Renato Beserra dos Reis Zilânia Filgueiras Sérgio Francatti Dodi Reis Preparação de Atores e Direção: Dodi Reis Coordenação

Leia mais

Trabalho Interdisciplinar de História/ Geografia e Artes.

Trabalho Interdisciplinar de História/ Geografia e Artes. Nome: Nº: Data: Disciplina: Professor: Trabalho Interdisciplinar de História/ Geografia e Artes. 2 Bimestre Durante o bimestre estudamos sobre os diferentes tipos de moradias. Aprendemos que existem maneiras

Leia mais

A TURMA DO ZICO EM: CUIDADO COM A DENGUE

A TURMA DO ZICO EM: CUIDADO COM A DENGUE Texto: Warley di Brito A TURMA DO ZICO EM: CUIDADO COM A DENGUE Personagens: Zico, Zefinha, Paulinha e sua mãe Bastiana Cenário: A esquete acontece no quintal da casa da mãe de Zico, para a montagem do

Leia mais

Ilustrações de Tony Ross

Ilustrações de Tony Ross Ilustrações de Tony Ross Tradução de Marion Gorenstein Copyright do texto by Saltkråkan a b /Astrid Lindgren Copyright das ilustrações 2007 by Tony Ross Publicado na Suécia por Rabén & Sjögren Bokförlag

Leia mais

LISTA DE MATERIAIS 2016

LISTA DE MATERIAIS 2016 MATERNAL 3 ANOS MATERIAL PARA USO INDIVIDUAL EM SALA. QUANTIDADE Escova de dente e Creme dental 01 Toalhinha de mão - com nome gravado 01 Estojo completo para realizar as atividades de casa 01 Cola branca

Leia mais

COLACIO. J SLIDES APRESENTA

COLACIO. J SLIDES APRESENTA COLACIO. J SLIDES APRESENTA A LIÇÃO RECEBIDO POR E-MAIL DESCONHEÇO A AUTORIA DO TEXTO: CASO VOCÊ CONHEÇA O AUTOR, ENTRE EM CONTATO QUE LHE DAREI OS DEVIDOS CRÉDITOS Éramos a única família no restaurante

Leia mais

Decoração Cozinha Acessórios

Decoração Cozinha Acessórios Decoração Cozinha Acessórios 2012 Decoração Tapete artesanal pintado em serigrafia 100% Algodão ( temos várias estampas ) Cód. 00246 Tamanho: 40cm x 60cm Tipo de tecido: Artesanal Tapete Duplo 100% Algodão

Leia mais

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro!

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro! Capítulo 3 N o meio do caminho tinha uma casa. A casa da Laila, uma menina danada de esperta. Se bem que, de vez em quando, Fredo e Dinho achavam que ela era bastante metida. Essas coisas que acontecem

Leia mais

Estrada do Sol (ou da Petrobrás)

Estrada do Sol (ou da Petrobrás) Estrada do Sol (ou da Petrobrás) Abril de 2000 2 ou 3 dias por Rodrigo Telles Esta viagem é uma das mais conhecidas dos cicloturistas de São Paulo. E realmente é uma das descidas de serra mais bonitas.

Leia mais

ROTEIRO- RECUPERAÇÃO PARALELA 1º Trimestre - 9º ano - Domus e Montessori LITERATURA

ROTEIRO- RECUPERAÇÃO PARALELA 1º Trimestre - 9º ano - Domus e Montessori LITERATURA ROTEIRO- RECUPERAÇÃO PARALELA 1º Trimestre - 9º ano - Domus e Montessori LITERATURA ORIENTAÇÕES: Reveja os conceitos dados no livro texto, destacando as ideias principais; Faça um quadro-esquemático das

Leia mais

Relação de Material Escolar Maternal I

Relação de Material Escolar Maternal I Relação de Material Escolar Maternal I Caderno de desenho (50 folhas) grande sem espiral Pasta com elástico 1 cm de largura - vermelha Caixas de lápis de cor ( jumbo triangular) 12 cores Avental para pintura

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS ÍTALO VICTOR MATSUTANI INOUE LIMA TRABALHO DE LINGUAGEM AUDIOVISUAL STORYBOARD SÃO PAULO 2014 CENA PRINCIPAL A1 A2 A3 B1 B2 B3

Leia mais

LISTA DE MATERIAL Creche 1.2 (até 2 anos)

LISTA DE MATERIAL Creche 1.2 (até 2 anos) LISTA DE MATERIAL Creche 1.2 (até 2 anos) MATERIAI DE USO PESSOAL - deverá vir identificado com o nome Mamadeira de leite, chá e/ou suco que volta para casa diariamente. Chupeta (com capa protetora) que

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

GUIÃO DE RELAXAMENTO PARA CRIANÇAS

GUIÃO DE RELAXAMENTO PARA CRIANÇAS GUIÃO DE RELAXAMENTO PARA CRIANÇAS Sofia de Melo 2008 Regras para obter as melhores sensações e bem-estar com estes exercícios: Deves fazer exactamente aquilo que eu digo; Deves esforçar-te por fazer o

Leia mais