24 DE DEZEMBRO AGENDA SEMENTINHA EDITORIAL ARTIGO DE OPINIÃO NATAL 2013 ESCREVEM OS LEITORES EVENTO CULTURAL SUGESTÕES DE LIVROS POESIA CANÇÃO ORAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "24 DE DEZEMBRO AGENDA SEMENTINHA EDITORIAL ARTIGO DE OPINIÃO NATAL 2013 ESCREVEM OS LEITORES EVENTO CULTURAL SUGESTÕES DE LIVROS POESIA CANÇÃO ORAÇÃO"

Transcrição

1

2 APRESENTAÇÃO SUMÁRIO Olá amiguinhos! O tempo passa e com ele as oportunidades que nos surgem para fazermos algo por nós e pelos outros. Temos a tendência de deixar para amanhã. Só que o amanhã é seguido de outro e outro e mais outro e quando damos conta, a oportunidade já era Na verdade temos à nossa frente mais um ciclo litúrgico extremamente propício à mudança das nossas atitudes egoístas, que devem ser completamente banidas do nosso ser, para dar lugar à partilha, solidariedade, ajuda, justiça, verdade, numa só palavra amor. Só amando verdadeiramente os nossos irmãos, colocando de lado o orgulho, a arrogância, a inveja, o ressentimento é que podemos ser felizes, porque o amor tudo desculpa, tudo espera, tudo suporta. Como já repararam, a minha saudação habitual também se transformou. Todo este tempo que nos separou, desde as férias até este período de Natal, foi para mim um espaço de reflexão muito apurado. É nestas ocasiões de silêncio e reflexão que percebemos que temos que ir mais além, isto é, que temos de superar os nossos gostos com atitudes positivas, de abertura, reconhecimento e entrega relativamente aos outros. Baseada neste pensamento, vou deixar-vos aqui uma oração em forma de súplica, que me foi enviada por um catequizando do 9º ano, que muito humildemente me sugeriu e pediu que ela fosse colocada neste espaço de abertura da nossa revista, pois dá o mote para o assunto principal deste trimestre: Concede-me, Senhor, o dom do amor. O dom de amar todo o mundo, de amar tudo em toda a terra e sobretudo os homens nossos irmãos, que são por vezes tão infelizes, de amar também as pessoas felizes que tantas vezes são pobres fantoches. Dános, Senhor, a força de amar sobretudo os que não nos amam, antes de tudo os que não amam ninguém. Que a nossa vida seja o reflexo do Teu amor! Amar o próximo que está no cabo do mundo; amar o estrangeiro que vive ao nosso lado; consolar, perdoar, abençoar, estender os braços. Amar aqueles que se esgotam em correrias inúteis em redor de si mesmos: fazer brotar uma fonte no deserto do coração; libertar os solitários, erguer os prostrados, abrir com um sorriso os corações fechados. Amar Amar Então, uma grande primavera transformará a terra e tudo em nós reflorirá. AtÉ JÁ!!!!! 3 EDITORIAL 6 ARTIGO DE OPINIÃO 7 NATAL ESCREVEM OS LEITORES 17 EVENTO CULTURAL 18 SUGESTÕES DE LIVROS 20 POESIA 21 CANÇÃO ORAÇÃO 23 PASSATEMPOS AGENDA SEMENTINHA 21 DE DEZEMBRO 17h30 - Cordão de Luz 24 DE DEZEMBRO 23H00 - Missa do Galo FICHA TÉCNICA Diretor: Pe. João Paulo Silva Redação: Cat. Clara Campos Composição: Cat. Daniel Padrão Colaboradores: Listados ao longo dos trabalhos Tiragem: 500 exemplares Editor: Secretariado da Catequese Seminário Passionista Av. Fortunato Meneres, 47, Santa Maria da Feira Tel.: /

3 EDITORIAL ACOLHER E IRRADIAR A LUZ Olá, queridos/as amigos/as da nossa Revista Sementinha/Semente! Já cheira a Natal, não é verdade!? Um Tempo que evoca, para todos nós, coisas belas como a Paz, a Família reunida, a Solidariedade o Amor! E tudo isto é tão verdade que chegamos a dizer muitas vezes: Que bom seria que todos os dias fossem Natal!. Este número da nossa Revista tem, naturalmente o cheirinho do Natal Faz-nos pensar e refletir sobre as atitudes que podemos e devemos ter para que o Natal aconteça, não apenas na noite do 24 de dezembro e no dia 25, mas para que esse Acontecimento marque significativamente as nossas vidas. Eu diria aos adultos, que também nos leem, que voltassem a ser crianças para deixarem que a Luz do Natal pudesse brilhar de novo nos vossos corações! Sonhem com o Menino Jesus, pois Ele é a fonte da Paz e do Amor que nos faz compreender como um simples gesto de carinho pode fazer tanto bem à pessoa com quem o partilhamos. Voltemos aos gestos simples, partilhemos sorrisos fáceis, paremos para saborear a alegria de vermos os nossos filhos e netos crescerem, digamos ao outro o quanto ele é importante para nós, sejamos capazes de perdoar de vez aquela ofensa que nos retira a paz, ah, e os pais deixem, também, os seus filhos serem crianças! Aos mais pequeninos às nossas crianças, adolescentes e jovens, eu diria para pensarem um bocadinho só no que é o Natal Pois, isso mesmo, celebramos o Natal porque Jesus, o Filho de Deus, nasceu em Belém há mais de dois mil anos, tornando-se um de nós para, dessa forma, nos mostrar o quanto Deus nos ama de verdade. Revista Sementinha 3

4 EDITORIAL Então, aprendamos com Ele, a viver a nossa vida. Abramos o nosso coração à Sua Luz, para que essa Luz irradie em cada um dos nossos gestos! Tornemonos simples e humildes, como Ele, para que encontremos a verdadeira felicidade que está no darmo-nos aos outros, partilhando o que somos e o que temos, e procurando fazer felizes as outras pessoas. Para este Tempo de Advento e Natal, a nossa comunidade escolheu como lema: Acolher e irradiar a Luz. Temos, precisamente, de preparar o nosso coração para Acolher essa Luz que é Jesus. Para isso, temos de retirar dele tudo o que se torna estorvo e que nos leva a julgar-nos superiores aos outros ou a pensar que só encontramos a felicidade nos bens materiais. Só um coração simples, disponível para os outros, terá espaço para Acolher Jesus! Então, sim, seremos capazes de irradiar, de verdade, essa Luz sobre os outros! Deve ser um esforço de todos, particularmente durante este tempo, comunicar àqueles que ainda não Revista Sementinha 4

5 EDITORIAL descobriram o verdadeiro sentido do N a t a l, a n o s s a A l e g r i a p e l o Nascimento de Jesus! José e Maria já andam pelas ruas da nossa cidade à procura de lugar para o seu Filho Jesus que vai nascer! Será que vão encontrar quem esteja disponível para acolher Jesus no seu coração? As pessoas, h o j e, c a m i n h a m d e m a s i a d o apressadas Que verão à sua volta? Terão tempo para pensar sobre o verdadeiro sentido do Natal? Qual será a luz que as guia? Que para nós, que dizemos acreditar em Jesus Cristo, seja Ele a verdadeira Luz que nos guia, a Estrela da nossa vida! Que as nossas famílias saibam acolher a Vida como Maria e José! Que a verdadeira Luz do Natal irradie em abundância por toda a parte! Desejo, assim, a todos os leitores da nossa Revista, e em especial aos nossos queridos catequizandos e suas famílias, um Santo e Feliz Natal, e um Ano de 2014 repleto de bênçãos e vivido sempre com muito amor. Com amizade, um abraço fraterno para cada um de vós. Revista Sementinha 5

6 ARTIGO DE OPINIÃO Pelas ruas da cidade Apinhadas de gente Que se cruza indiferente Numa azáfama tresloucada, Entra-se e sai-se das lojas Com a prenda desejada Em lindo papel embrulhada. E neste frenético correr Rostos tristes, sorumbáticos Atravessam avenidas Sem desviar o olhar, Prontos para entrar Noutra loja, E seu brinquedo não perder. É Natal - ouve-se alguém a dizer- E é preciso festejar com mesas fartas E prendas até mais não poder. Retiro-me deste bulício E ao calor da lareira, dou comigo a pensar: Mas até quando, meu Deus, O Natal vai ser assim? Egoísmo e consumismo Não há forma de mudar? Oh meu Menino Jesus, Que vais voltar a nascer, Ajuda-nos a todos nós O Mistério compreender. Que a Tua Luz, ó Divino, Guardemos no coração E a saibamos espalhar A todo o nosso irmão. És fruto do amor imenso Do Senhor Deus nosso Pai, Por isso, Te rogo, Jesus, Que a Missão Celestial Que Te trouxe a este mundo, Transforme as mentalidades E vivam a Entrega e o Amor Como verdadeiro Natal. Catequista M.C.C. Revista Sementinha 6

7 NATAL CONTOS O PRIMEIRO NATAL Na pequena aldeia de Nazaré, na Galileia, vivia uma jovem e delicada virgem chamada Maria. Era humilde e fazia sempre tudo para obedecer às leis de Deus. Estava noiva de um homem bom, chamado José. José era carpinteiro e a família descendia do rei David. Um dia, o Anjo Gabriel apareceu à jovem Virgem de Nazaré. - Avé, cheia de graça, o Senhor está contigo disse ele.- Bendita és tu entre as mulheres.- Maria perturbou-se e ficou a pensar no que quereriam dizer aquelas palavras. - Sossega, Maria continuou o anjo -, porque achaste graça diante de Deus. Darás à luz um Menino, a quem porás o nome de Jesus. Será grande e o seu reino não terá fim. -Como poderá ser perguntou Maria-, se não pertenço a homem nenhum? -Virá sobre ti o Espírito Santo respondeu Gabriel. E o teu Menino será chamado Filho de Deus. Maria inclinou a cabeça humildemente e disse: - Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra. Um anjo apareceu também a José e contou-lhe do Menino sagrado que ia nascer de Maria. - O Seu nome será Jesus e Ele será o Salvador, porque salvará o povo dos seus pecados disse o anjo. Revista Sementinha 7

8 NATAL CONTOS Naquele tempo, Israel fazia parte do Império Romano e o imperador tinha ordenado que cada um fosse à terra onde tinha nascido registar o nome para que todos fossem recenseados. Quem tivesse saído da sua cidade natal, tinha de lá voltar, e para José isso significava uma viagem de vários dias, até Belém. José e Maria partiram para a sua longa e cansativa viagem. Quando chegaram a Belém, a cidade estava apinhada de gente que tinha ido recensear-se. Todas as estalagens estavam cheias e em parte alguma havia lugar para eles. Um estalajadeiro, todavia, sentiu muita pena ao ver como Maria parecia cansada, e disse-lhe gentilmente: - Não tenho nenhum quarto para vós no meu albergue, mas podeis abrigar-vos no estábulo, se quiserdes. Aceitaram, agradecidos, e Maria e José prepararam-se para passar a noite, na palha, entre os animais. Durante a noite, deu-se o maravilhoso acontecimento. O filho de Maria nasceu. Com todo o amor, ela envolveu-o em panos e, como não havia um berço próprio, deitou-o delicadamente na manjedoura onde se colocava o feno para os animais. In As mais belas histórias da Bíblia Revista Sementinha 8

9 NATAL CONTOS AS QUATRO VELAS Quatro velas ardiam lentamente e falavam umas com as outras. A primeira disse: - Eu sou a Paz! Os homens andam sempre em guerra. Não estão nada interessados em manter acesa a Paz. Acho que me irei apagar. E assim, foi-se apagando lentamente. A segunda disse: - Eu sou a Fé! Ninguém quer saber de mim. As pessoas só acreditam no que vem e apalpam. Não querem manter acesa a Fé. Por isso, não tem sentido estar acesa. Quando acabou de falar, foi-se apagando lentamente. Triste, a terceira vela disse: - Eu sou o Amor! Não tenho força para continuar assim. As pessoas preferem o egoísmo e o individualismo. Por isso, não tem sentido estar acesa. E também ela se apagou. Imediatamente entrou uma criança e viu as três velas apagadas. Perguntou: - O que é que acontece aqui? Então a quarta vela disse: -Não tenhas medo. As velas da Paz, da Fé e do Amor decidiram apagar-se. Mas, enquanto a minha chama brilhar, poderemos voltar a acender as outras velas. Eu sou a Esperança! A criança, de olhos a brilhar, pegou na vela da Esperança e acendeu as outras. Ficaram as quatro velas acesas. A LENDA DA VELA DE NATAL Era uma vez um pobre sapateiro que vivia numa cabana, na encruzilhada de um caminho, perto de um pequeno e humilde povoado. Como era um homem bom e queria ajudar os viajantes, que à noite por ali passavam, deixava na janela da sua casa, uma vela acesa todas as noites, de modo a guiá-los. E apesar da doença e a fome, nunca deixou de acender a sua vela. Veio então uma Revista Sementinha 9

10 NATAL CONTOS grande guerra, e todos os jovens partiram, deixando a cidade ainda mais pobre e triste. As pessoas do povoado ao verem a persistência daquele pobre sapateiro, que continuava a viver a sua vida cheio de esperança e bondade, decidiram imitá-lo e, naquela noite, que era a véspera de Natal, todos acederam uma vela em suas casas, iluminando todo o povoado. À meia-noite, os sinos da igreja começaram a tocar, anunciando a boa notícia: a guerra tinha acabado e os jovens regressavam às suas casas! Todos gritaram: É um milagre! É o milagre das velas!. A partir daquele dia, acender uma vela tornou-se tradição em quase todos os povos, na véspera de Natal. Enviada por catequista Vanda Vieira Revista Sementinha 10

11 NATAL CONTOS A LENDA DA FLOR DE NATAL Diz a lenda, que uma menina chamada Pepita, sendo pobre, não podia oferecer um presente merecedor ao menino Jesus, na missa de Natal. Muito triste, contou o facto ao seu primo Pedro, que ia com ela a caminho da igreja. Este disselhe que ela não tinha que estar triste, pois o que mais importa quando oferecemos algo a alguém, é o amor com que oferecemos, especialmente aos olhos de Jesus. Pepita lembrouse então de ir recolhendo alguns ramos secos que ia encontrando pelo caminho, para Lhe oferecer. Quando chegou à igreja, Pepita olha para os ramos que colheu e começou a chorar, pois achava a oferenda muito pobre. Mesmo assim, decidiu oferecê-las com todo o seu amor. Entrou na igreja e, quando depositou os ramos em frente da imagem do menino Jesus, estes adquiriram uma cor vermelha brilhante, perante o espanto de toda a congregação presente. Este facto foi considerado por todos o milagre daquele Natal. Enviada por catequista Vanda Vieira Revista Sementinha 11

12 NATAL CONTOS O NATAL DAQUELE ANO O Francisco frequentava o terceiro ano de escolaridade com muito bom aproveitamento. Era um miúdo admirável! Já vivera razoavelmente mas, atualmente, sofria as consequências da quase indigência do pai por, no início daquele ano, ter perdido o emprego. Era um bom trabalhador, mas a oficina fechara. Andava o miudinho muito triste e amargurado porque a fome, o frio e a tristeza eram o pão-nosso de cada dia naquela casa. Como habitualmente, ao aproximarem-se as férias do Natal, a professora mandou que os alunos fizessem uma redação sobre essa quadra festiva. O Francisco debruçou-se sobre o papel e, numa letra mais adulta que infantil, intitulou a sua composição de APELO e escreveu: «Menino Jesus: Não venho pedir nada para mim. Quero lembrar-te que o meu pai está há um ano sem trabalho e precisa de ganhar dinheiro para nos sustentar. Por isso, não te esqueças de lhe arranjar um emprego. Eu sei que Natal quer dizer nascimento e, olha, nós também nascemos e, com certeza, não foi para que morrêssemos já, sem dar testemunho sobre a terra. Se assim fosse, como é que poderíamos dar os parabéns pelo teu aniversário?! Já agora podes ficar a saber que eu nasci no mesmo dia: nasci no Natal» Pouco antes de as férias começarem, a professora chamou o Francisco e disse-lhe que tinha arranjado trabalho para o seu pai e, que já poderia começar a trabalhar no princípio de Janeiro do próximo ano. Foi tal a alegria dele que chorou copiosamente e, então, passou a andar tão contente, que os pais não sabiam que dizer. No entanto ele não disse porque é que andava assim. Na véspera de Natal todos se deitaram cedo, pois a consoada consistiria em sopa e pão, porque o dono da mercearia, atendendo ao dia que era, Revista Sementinha 12

13 NATAL CONTOS condescendeu em acrescentar ao rol do livro de dívidas. O Francisco não adormeceu logo. Depois de ter verificado que toda a gente estava a dormir, foi colocar o seu sapatinho à porta do quarto dos pais, com um bilhete dentro. No dia de Natal, a mãe, que era sempre a primeira a levantar-se, ao sair do quarto tropeçou no sapato do filho. Baixouse, pegou nele, e leu o bilhete: "Pai, a partir de Janeiro vai ter trabalho. Foi ESTAVA TUDO PRONTO Estava tudo pronto. Tinha dado muito trabalho: o presépio, a mesa posta com o melhor serviço, o melhor talher, o centro de mesa com uma decoração alusiva à época, a toalha bordada, já tão antiga. Mas a família merecia e parecia-lhe, por fim, que nada faltava. Relembrava todas as compras para que nada faltasse na confeção das refeições: tudo quanto era necessário para a festa ser completa. Passou mais uma vez os olhos pela lista dos presentes, porque nada podia faltar, para que tudo fosse perfeito. Era apenas uma vez por ano mas nessa noite e nesse dia, toda a família se reunia para celebrar o Natal. Era a festa da família. a minha professora que lho arranjou, por causa da minha redação ao Menino Jesus. É a nossa prenda de Natal". Com as lágrimas nos olhos, de contentamento, aquele casal entrou, pé ante pé, no quarto do filho. Ao vêlo profundamente adormecido e a sorrir, ambos disseram: eis aqui o nosso Menino Jesus! Enviada por catequista Vanda Vieira A sua cara exibia um sorriso, o seu olhar brilhava: tudo estava tão bem. E no entanto, no seu coração, um sentimento lhe dizia que faltava Revista Sementinha 13

14 NATAL CONTOS alguma coisa muito importante. Tornou a passar em revista toda a casa, foi à cozinha certificar-se mais uma vez que nada faltava, contou os presentes um a um, atribuindo-os a cada familiar, e nada, estava tudo bem. Então, por que sentia aquela sensação que algo faltava, que algo estava mal?! Reviu também a sua vida, colocou-se perante a sua fé, mas nada também. Tinha-se confessado e estava pronta para a Missa do Galo e nela receber Jesus, naquela Noite Santa. Mas então o que era, porque não parava o seu coração de a incomodar, de lhe chamar a atenção para uma falha na festa de família, na comemoração do Natal?! As pessoas da família, pensou: esqueci-me de alguém! Era isso com certeza! Foi buscar a lista, porque eram muitos, e reviu atentamente cada nome, cada família. Não percebia: estavam todos lá. Mas mais uma vez o seu coração dizia-lhe que estava ali o problema. Leu vagarosamente toda a lista e, quando chegou àquele nome, a sua mente pensou num repente: Que bom seria se ele não pudesse vir. Desde aquela vez em que ele tinha sido tão desagradável, tão ofensivo com ela, que não podia sequer pensar no seu nome. E ele já lhe tinha telefonado a pedir desculpa, mas a ofensa tinha sido muito grande e ela não quis desculpar. Abriu-se-lhe o coração, Jesus amoroso dizia-lhe: Ainda não percebeste o que falta? Como queres tu viver a festa da família, comemorar o meu nascimento que vos fez a todos irmãos e estares zangada com o teu próprio irmão? Fez uma prece para pedir coragem, dirigiu-se ao telefone, marcou o número e do outro lado ouviu a voz que tanto a tinha ofendido. Uma força inexplicável, uma vontade que se fazia sua vontade, levou-a a dizer: Perdoa-me por não te ter perdoado. Vem mais cedo porque te quero abraçar. Do outro lado ouviu uma voz embargada que lhe dizia Obrigado, vou a correr. Que paz extraordinária se instalou no seu coração. Agora estava tudo certo, nada faltava. Enviado por catequista Anabela Vieira Revista Sementinha 14

15 ESCREVEM OS LEITORES Escreva-nos... Conte-nos alguma experiência... Partilhe connosco... Deus criou o mundo para nós vivermos, para cuidarmos dele deixando-o saudável, limpo e bonito. Para podermos ser felizes e alguém como Deus foi não podemos matar as árvores nem os animais. Enviado por Leonor Pais Lima 2009C Para não sujarmos a natureza, que é um sítio tão bonito, devemos plantar muita vegetação e dar sempre água. É desta maneira que temos de ajudar o que Deus criou. Enviado por Maria Afonso 2009C Devemos cuidar da natureza como se ela fosse só nossa. Não estragarias um brinquedo teu, pois não? Por isso, não deves estragar a natureza, poluindo-a e cortando tudo nela. É importante preservar a natureza pois sem ela não podemos viver. Enviado por Ana Sofia Freitas 2009C Deus criou o mundo para nós vivermos. Devemos cuidar dele e ter atenção às coisas que fazemos. Não se pode deitar lixo para o chão nem fazer fogueiras nas matas. Deus criou o mundo para sermos felizes, temos de o tratar bem. Enviado por Alexandra Oliveira Sousa 2009C Deus criou-nos para criarmos a natureza, cuidarmos uns dos outros seja quem for, bom ou mau. Enviado por Diogo Ferreira 2009C Deus criou o mundo, por isso devemos cuidar dele como cuidamos do nosso amigo doente e tentamos curá-lo. Devemos prevenir incêndios e ajudar os animais, protegê-los dos perigos. Enviado por Margarida Morais 2009C Deus criou o mundo para sermos felizes com muitas maravilhas e saudáveis com uma vida melhor. Enviado por Tatiana Mendes 2009C Revista Sementinha 15

16 ESCREVEM OS LEITORES Enviado por Mariana Santos Duarte 6ºano RECEITA DE NATAL Biscoito de gengibre ou bonequinho pão de mel Ingredientes: 300gr de farinha 100gr de açúcar 100gr de manteiga 1 ovo Mel líquido q.b. 4 colheres sobremesa de canela 1 colher e meia de sobremesa de fermento ½ colher de sobremesa de sal 1 colher de sopa de óleo Preparação: Misture a farinha, o açúcar, a manteiga, ovo e o mel numa tigela. Junte a canela, o fermento, o sal e o óleo. Amasse bem, estique a massa e com as formas corte vários bonecos. Pode decorá-los com corante alimentar, uvas passas, chocolate granulado colorido e bolas brilhantes. Revista Sementinha 16

17 EVENTO CULTURAL TERRA DOS SONHOS Neste novo espaço da nossa revista, iremos divulgar informações sobre um evento cultural que ocorre na cidade ou no concelho, e que pode ou não estar associado à época em que se vive no momento. A partir do próximo dia 1 de dezembro, e até ao dia 29, a Quinta do Castelo, em Santa Maria da Feira, abre as portas para o Parque Temático de Natal - Terra dos Sonhos. A Terra dos Sonhos foi idealizada com o intuito de gerar experiências únicas e memoráveis ao público familiar e escolar. Recuperando as figuras e histórias do imaginário infantil, as fábulas, as lendas, os contos de fadas e o encanto de Natal, que continuam a prender as atenções de todos, a Terra dos Sonhos é a porta de entrada para um mundo mágico. Aos adultos permite-lhes resgatar a magia que está guardada na memória de todos, nas crianças desperta o melhor das suas fantasias estimulando a imaginação e a criatividade, em momentos de estreita partilha com os pais. Clara Guedes Pinto Uma aventura pelo universo encantado, recheada de momentos lúdicos e pedagógicos para serem vividos em família. Não esquecendo a figura de destaque do nosso Natal, o menino Jesus, podemos alegrar o nosso advento com uma viagem às histórias Revista Sementinha 17

18 SUGESTÕES DE LIVROS Quem se celebra no Natal? Nesta quadra, os comerciantes e as crianças pedinchonas só pensam no Pai Natal e no seu saco cheiinho de prendas. E esquecem o Menino Jesus, todo nu, deitado nas palhinhas do presépio... Será que o Pai Natal lhe leva algum presente? Nesta história em que ambos entram, como é que eles se entendem? Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura 7º Ano Leitura Orientada na Sala de Aula - Grau de dificuldade II A obra "O Cavaleiro da Dinamarca", de Sophia de Mello Breyner Andresen, é uma narrativa infanto-juvenil que procura traçar o percurso de um Cavaleiro dinamarquês que, deixando a sua família, enceta uma peregrinação à Terra Santa. A narrativa conta-nos as peripécias dessa viagem, bem como o seu regresso ao lar. Revista Sementinha 18

19 SUGESTÕES DE LIVROS «(...) a festividade religiosa (do presépio à missa do galo) e a sua paralela celebração secular e jubilante quase sempre no plano da família; o contraste mais ou menos chocante entre Graça e desgraça, ou entre grupos e condições sociais; o regresso de alguém que, regra geral, estava ausente havia muito; a evocação do tempo e das vivências do passado; a reconciliação entre os homens; por vezes o sofrimento, a tragédia ou a violência numa quadra que não deveria comportá-los; quase sempre a ruralidade do meio em que a Ação decorre (nesta coletânea, todavia, com algumas exceções nítidas); como cenário de fundo, é frequente a contraposição do mau tempo (chuva, frio, neve, ventania) a um ambiente aconchegado e familiar.» Pesquisa realizada na internet Revista Sementinha 19

20 POESIA QUANDO O MENINO NASCIA Quando, em Belém, o Menino nascia era noite, mas tão luminosa, que meio-dia parecia... Nunca as estrelas, luminosas e lindas, assim foram vistas. E, a mais resplandecente, foi chamar os Reis Magos ao Oriente. As ovelhas, os pastores guardavam e os Anjos esplendentes como o Sol todos, a sorrir, diziam: Não há medo, nem tristeza mas só alegria e boa-nova. Hoje, em Belém, para vós nasceu o Menino tão esperado, que é o Salvador de todo o Universo criado. Depressa, os pastores todos juntos à gruta de Belém chegaram e também juntos, a tocar começaram. E cantavam os Anjos, e cantava Maria, com uma voz tão doce, deliciosa melodia que o Menino Jesus fazia Aaaah! e, depois, os olhos fechou e a dormir ficou. Por ser eu amado, Tu vieste, meu Menino, por isso, te tornaste pequenino... Amor és somente, nos diz Maria. Eu te amo, Deus tão bom, te amo, minha paz, minha alegria! Inspirada num Cântico de Natal de Santo Afonso Maria de Ligório Revista Sementinha 20

21 CANÇÃO ESTRELA DE NATAL Refrão: Nessa noite a família Saiu à rua para admirar A estrela de Natal Com uma luz especial No céu sempre a brilhar Ela guiou os Reis Magos Quando foram oferecer Ouro, incenso e mirra A Jesus acabado de nascer Refrão E enquanto olhavam a estrela Nessa noite especial Surgiu de repente no céu O trenó e as renas do Pai Natal Refrão In Canções e Histórias de Natal Revista Sementinha 21

22 ORAÇÕES O Natal está a aproximar-se dentro de poucos dias as ruas começarão a ficar enfeitadas, as músicas vão soar por todos os lados e as pessoas estarão mais alegres. Mas o que é o Natal? O que significa? Natal é a comemoração da vinda de Jesus ao mundo, a vinda do Salvador! Muitas pessoas reconhecerão quem é o bebé que nasceu em Belém e, por isso, o honrarão, o adorarão. Texto extraído da revista Aprendendo da JUERP Ó Deus, guia-me, protege-me, ilumina a lâmpada do meu coração, e faz de mim uma estrela brilhante. Tu és o Forte e o Poderoso. Enviada por Rita Alves 7º ano Querido Jesus, perdoai-me de todos os meus pecados. O futuro é ainda incerto mas perdoai. Pois irei seguir os mandamentos e pecar menos. Querido Jesus, perdoai-me por favor. Enviada por Rita Alves 7º ano Faça uma oração de adoração a Jesus Querido Jesus, Revista Sementinha 22

23 PASSATEMPOS Humor Juiz Era época de Natal e o juiz sentia-se benevolente ao interrogar o réu. - De que é acusado? - De fazer as compras de Natal antes do tempo. - Mas isso não é crime nenhum!!!! Com que antecedência as estava a fazer? - Antes de a loja abrir. A Loira e o Pai Natal Uma loira telefona para o Pai Natal: - Eu queria falar com o Pai Natal. - É o próprio. - Senhor Próprio, podia chamar o Pai Natal? A professora pergunta ao menino o que quer ser quando for grande. O menino responde: - Pai Natal! - Pai Natal? Então... mas porquê? - Ora! Ao menos assim só trabalhava uma vez por ano! Elevador Entram num elevador um mecânico, uma loira inteligente e o pai Natal. Olharam para o chão e viram uma nota de 50. De repente tudo ficou às escuras devido a uma simples avaria. Quando se voltou à normalidade, a nota tinha desaparecido. - Quem apanhou a nota? - O mecânico, porque não existem loiras inteligentes nem pai Natal. Revista Sementinha 23

24 PASSATEMPOS Adivinhas Uma pereira tinha peras. Foram lá acima e nem comeram peras, nem trouxeram peras, nem deixaram peras como foi? 6 romanos, 100 portugueses menos uma perna e metade da cabeça de um francês dão um nome português. Qual é? Enviada por catequizanda 5º ano turma 2009C Pergunta: - Muda de forma a toda a hora. Foi água, e água será. De onde veio, não ignora... Mas nunca sabe a onde irá. Que é? Pergunta: - Qual é o apelido de uma pessoa que racha madeira? Resposta: - Machado Resposta: A nuvem Resposta: Vicente Resposta: A pereira tinha duas peras, comeram uma e deixaram outra. Revista Sementinha 24

25 PASSATEMPOS Proverbios Natal ao sol, Páscoa ao fogo, fazem o ano formoso. Natal em casa, junto à brasa. Natal em casa, Páscoa na praça. No Natal, só o perú é que passa mal. DescobreasPalavras Revista Sementinha 25

26 PASSATEMPOS CruzadinhasdeNatal Revista Sementinha 26

27 PASSATEMPOS Paracolorir Revista Sementinha 27

28 QUERER CRER Olá, eu sou uma formiguinha chamada Shalom e sou a mascote do QuererCrer! E então o que é o QuererCrer? Perguntam vocês!!! O é o site da catequese Para ti que gostas de usar o computador e a internet este é um sítio onde deves ir; contudo, se tens alguma dificuldade nestas coisas, pede ajuda aos teus pais. No QuererCrer podes encontrar as datas importantes da nossa catequese e as notícias atuais, fotografias tuas e dos teus colegas e até mesmo os teus trabalhos Sim, se quiseres publicar algum trabalho da catequese no site podes fazê-lo para o se precisares pede ajuda à família ou ao teu catequista! O QuererCrer é também para os teus pais que pretendem acompanhar a catequese com mais proximidade e também para os catequistas que lá encontram apoio para as suas catequeses. O meu primeiro desafio para ti é visitares este espaço e começares por tentar vencer no Jogo do Galo Boa sorte! Votos de um bom ano de catequese e muitas coceguinhas da tua amiga, Shalom! PS.: Sabes o que significa SHALOM? Contamos-te na próxima edição da revista Revista Semente 29

29 HORÓSCOPO Sei que gostas de fazer novas amizades, de conhecer novas pessoas e fazes muito bem! E que tal juntares essa tua vontade de conhecer com a necessidade de ajudar? Sempre que ajudas alguém estás a criar uma nova amizade e tornas-te útil também! Jesus fazia amigos por onde passava. Quando foi a última vez que te disseram para seres responsável? Acredito que há muito pouco tempo Pois é, estás a crescer e com isso cresce também a tua responsabilidade sobre ti e sobre os outros. Mostra ao mundo que estás a crescer com atitudes mais responsáveis Deus está à espera desse passo! És ainda jovem e por isso tens muita pressa de viver todas as experiências mas tem calma, pensa bem nessa tua vontade e pondera as tuas decisões, nem todas as experiências são boas para a nossa vida, nem todas elas nos ensinam a crescer de forma saudável. Pensa bem antes de agir! Já tens computador e já tens telemóvel mas agora teimas com os teus pais que queres um tablet ou outro telemóvel melhor! Pois não penses que terás uma vida mais feliz só por teres um desses objetos, essa alegria passa-te nos dois primeiros dias em que te vais fartar de jogar! Pensa que esse dinheiro pode fazer mais falta à tua família para outras situações. Não gastes dinheiro desnecessário e procura a verdadeira felicidade na família, em Deus e nos amigos. Parece-me que gostas de animais e és um apreciador da natureza. Pois bem, tenho um desafio para ti: ajudar animais e plantas Procura ajudar um animal abandonado ou procura recolher o lixo que encontras espalhado pelos locais onde passas! Contribui para um mundo melhor e mais saudável. Com que então adoras desportos radicais?! Pois bem, tenho a proposta ideal para ti: ir ao encontro dos mais desfavorecidos que precisam de apoio material ou mesmo de uma palavra amiga Sê radical: ajuda aqueles de quem o mundo se esquece. Revista Semente 28

ECOLOGIA NO MEU TEMPO

ECOLOGIA NO MEU TEMPO ECOLOGIA NO MEU TEMPO Na fila do supermercado, o caixa diz a uma senhora idosa que ela deveria trazer suas próprias sacolas para as compras, uma vez que os sacos de plástico não são amigáveis ao meio ambiente...

Leia mais

ESCOLA VICENTINA SÃO VICENTE DE PAULO Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati

ESCOLA VICENTINA SÃO VICENTE DE PAULO Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati ESCOLA VICENTINA SÃO VICENTE DE PAULO Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati Paranavaí / / 6º ANO A TEXTOS SAGRADOS: MENSAGENS E ORIENTAÇÕES Os textos escritos, orais e artísticos

Leia mais

Cântico de entrada: Cristo Jesus, tu me chamaste. Introdução

Cântico de entrada: Cristo Jesus, tu me chamaste. Introdução Festa do Perdão Cântico de entrada: Cristo Jesus, tu me chamaste Cristo Jesus, tu me chamaste Eu te respondo: estou aqui! Tu me chamaste pelo meu nome Eu te respondo: estou aqui! Quero subir à montanha,

Leia mais

Catequese e adoração das crianças ao Santíssimo Sacramento

Catequese e adoração das crianças ao Santíssimo Sacramento Catequese e adoração das crianças ao Santíssimo Sacramento Paróquia de Calheiros, 1 e 2 de Março de 2008 Orientadas por: Luís Baeta CÂNTICOS E ORAÇÕES CÂNTICOS CRISTO VIVE EM MIM Cristo vive em mim, que

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

Catequese da Adolescência 7º Catecismo Documentos de Apoio CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS. Documento I

Catequese da Adolescência 7º Catecismo Documentos de Apoio CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS. Documento I CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS Documento I CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS Documento 2 CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS Documento 3 CATEQUESE 2 - QUEM SOU EU? Documento 1 CATEQUESE

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real Alencastro e Patrícia CD: Ao Sentir 1- Ao Sentir Jairinho Ao sentir o mundo ao meu redor Nada vi que pudesse ser real Percebi que todos buscam paz porém em vão Pois naquilo que procuram, não há solução,

Leia mais

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro Acólitos São João da Madeira Cancioneiro Índice Guiado pela mão...5 Vede Senhor...5 Se crês em Deus...5 Maria a boa mãe...5 Quanto esperei por este momento...6 Pois eu queria saber porquê?!...6 Dá-nos

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

CANTOS - Novena de Natal

CANTOS - Novena de Natal 1 1 - Refrão Meditativo (Ritmo: Toada) D A7 D % G Em A7 % Onde reina o amor, frater---no amor. D A7 D % G A7 D Onde reina o amor, Deus aí está! 2 - Deus Trino (Ritmo: Balada) G % % C Em nome do Pai / Em

Leia mais

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015 1 2 COM MARIA, EM JESUS, CHEGAMOS À GLÓRIA! 5º Dia (Dia 07/10 Quarta-feira) CRIANÇA: BELEZA DA TERNURA DIVINA! Na festa de Maria, unidos neste Santuário, damos graças a Deus, por meio de Maria, pela vida

Leia mais

Tens Palavras de Vida Eterna

Tens Palavras de Vida Eterna Catequese 40ano Tens Palavras de Vida Eterna Agenda da Palavra de Deus pela minha vida fora ANO A Durante as férias, mantenho-me em contato! CONTATOS DA PARÓQUIA Morada: Telefone: Correio eletrónico: Sítio:

Leia mais

Gratuidade com os outros

Gratuidade com os outros 2ª feira, dia 21 de setembro de 2015 Gratuidade com os outros Bom dia! Com certeza, todos nós já experimentamos como é bom brincar com amigos, como nos faz felizes trocar jogos e brinquedos, como sabe

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Dar de comer a quem tem fome 1º E 2º CICLOS. 3ª feira, dia 26 de abril de 2016 INTRODUÇÃO

Dar de comer a quem tem fome 1º E 2º CICLOS. 3ª feira, dia 26 de abril de 2016 INTRODUÇÃO 3ª feira, dia 26 de abril de 2016 Dar de comer a quem tem fome 1º E 2º CICLOS Bom dia a todos. Preparados para mais um dia de aulas?! Muito bem! Hoje vamos falar como é importante dar comida a quem não

Leia mais

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL SUGESTÃO DE CELEBRAÇÃO DE NATAL 2013 ADORAÇÃO Prelúdio HE 21 Dirigente: Naqueles dias, dispondo-se Maria, foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá, entrou na casa de Zacarias e saudou

Leia mais

Natal é palavra eletrizante. Natal é palavra de doce harmonia para nosso coração. Quantas belas lembranças evocam à nossa mente!

Natal é palavra eletrizante. Natal é palavra de doce harmonia para nosso coração. Quantas belas lembranças evocam à nossa mente! Círculo de Casais - Dirigentes: Abel e Lourdinha Passos Paróquia são Francisco Xavier Niterói RJ 19/12/03 Comentarista: Chegou o Natal! Natal é palavra eletrizante. Natal é palavra de doce harmonia para

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

"Os Emigrantes" Texto escritos por alunos do 7º ano (Professora Rute Melo e Sousa)

Os Emigrantes Texto escritos por alunos do 7º ano (Professora Rute Melo e Sousa) "Os Emigrantes" Texto escritos por alunos do 7º ano (Professora Rute Melo e Sousa) Estava um dia lindo na rua. O sol brilhava como nunca brilhou, e, no cais, havia muitas pessoas As pessoas estavam tristes

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005 FESTA DO Pai-Nosso Igreja de S. José de S. Lázaro 1º ano 1 7 de Maio de 2005 I PARTE O acolhimento será feito na Igreja. Cada criança ficará com os seus pais nos bancos destinados ao seu catequista. Durante

Leia mais

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal 1 PARÓQUIA DE Nª SRª DA CONCEIÇÃO, MATRIZ DE PORTIMÃO ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal (O Ícone da Sagrada Família deve ser colocado na sala, num lugar de relevo e devidamente preparado com uma

Leia mais

TALVEZ TE ENCONTRE AO ENCONTRAR-TE

TALVEZ TE ENCONTRE AO ENCONTRAR-TE TALVEZ TE ENCONTRE Vivaldo Terres Itajaí /SC Talvez algum dia eu te encontre querida Para renovarmos momentos felizes, Já que o nosso passado foi um passado lindo, Tão lindo que não posso esquecer Anseio

Leia mais

TEMPO DO NATAL I. ATÉ À SOLENIDADE DA EPIFANIA HINOS. Vésperas

TEMPO DO NATAL I. ATÉ À SOLENIDADE DA EPIFANIA HINOS. Vésperas I. ATÉ À SOLENIDADE DA EPIFANIA No Ofício dominical e ferial, desde as Vésperas I do Natal do Senhor até às Vésperas I da Epifania do Senhor, a não ser que haja hinos próprios: HINOS Vésperas Oh admirável

Leia mais

FESTA DO PERDÃO. Igreja de S. José de S. Lázaro. 2º ano

FESTA DO PERDÃO. Igreja de S. José de S. Lázaro. 2º ano FESTA DO PERDÃO Igreja de S. José de S. Lázaro 2º ano 5 de Março de 2005 FESTA DO PERDÃO As crianças com o seu respectivo catequista estão sentadas nos bancos. Na procissão de entrada, o sacerdote segurando

Leia mais

ECBR PROFESSORA PRISCILA BARROS

ECBR PROFESSORA PRISCILA BARROS CANTATA DE NATAL 2015 ECBR PROFESSORA PRISCILA BARROS 1. O PRIMEIRO NATAL AH UM ANJO PROCLAMOU O PRIMEIRO NATAL A UNS POBRES PASTORES DA VILA EM BELÉM LÁ NOS CAMPOS A GUARDAR OS REBANHOS DO MAL NUMA NOITE

Leia mais

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR CANTO 1 - LOUVOR DA CRIAÇÃO D Bm G Em A7 D Bm G Em A7 Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! D F#m G Em A7 1. Javé o nosso Deus é poderoso, seu nome é grande em todas as nações D F#m G Em A7 Na boca das crianças

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol)

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol) CD EU QUERO DEUS 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) EU QUERO DEUS \ EU QUERO DEUS SEM DEUS EU NÃO SOU NADA EU QUERO DEUS Deus sem mim é Deus \ Sem Deus eu nada sou Eu não posso viver sem Deus \ Viver longe

Leia mais

- Papá, é hoje! É hoje, papá! Temos que montar o nosso pinheirinho de Natal. disse o rapaz, correndo na direção de seu pai.

- Papá, é hoje! É hoje, papá! Temos que montar o nosso pinheirinho de Natal. disse o rapaz, correndo na direção de seu pai. Conto de Natal Já um ano havia passado desde o último Natal. Timóteo estava em pulgas para que chegasse o deste ano. Menino com cara doce, uma tenra idade de 10 aninhos, pobre, usava roupas ou melhor,

Leia mais

Vinho Novo Viver de Verdade

Vinho Novo Viver de Verdade Vinho Novo Viver de Verdade 1 - FILHOS DE DEUS - BR-LR5-11-00023 LUIZ CARLOS CARDOSO QUERO SUBIR AO MONTE DO SENHOR QUERO PERMANECER NO SANTO LUGAR QUERO LEVAR A ARCA DA ADORAÇÃO QUERO HABITAR NA CASA

Leia mais

Caridade quaresmal. Oração Pai-nosso S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos!

Caridade quaresmal. Oração Pai-nosso S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos! 2ª feira, 09 de março: Dar esmola Bom dia! Há gestos que nesta altura a quaresma, ganham uma dimensão ainda maior. Enchem-nos. Um dia, uma mulher vestida de trapos velhos percorria as ruas de uma aldeia

Leia mais

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo Tens uma tarefa importante para realizar: 1- Dirige-te a alguém da tua confiança. 2- Faz a pergunta: O que admiras mais em Jesus? 3- Regista a resposta nas linhas.

Leia mais

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai BOM DIA DIÁRIO Segunda-feira (04.05.2015) Maria, mãe de Jesus e nossa mãe Guia: 2.º Ciclo: Padre Luís Almeida 3.º Ciclo: Padre Aníbal Afonso Mi+ Si+ Uma entre todas foi a escolhida, Do#- Sol#+ Foste tu,

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar CATEGORIAS OBJECTIVOS ESPECÍFICOS S. C. Sim, porque vou para a beira de um amigo, o Y. P5/E1/UR1 Vou jogar à bola, vou aprender coisas. E,

Leia mais

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014 Adoração ao Santíssimo Sacramento Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa 4 de Março de 2014 Leitor: Quando nós, cristãos, confessamos a Trindade de Deus, queremos afirmar que Deus não é um ser solitário,

Leia mais

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23.

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23. Tema: DEUS CUIDA DE MIM. Texto: Salmos 23:1-6 Introdução: Eu estava pesando, Deus um salmo tão poderoso até quem não está nem ai prá Deus conhece uns dos versículos, mas poderosos da bíblia e o Salmo 23,

Leia mais

Este testemunho é muito importante para os Jovens.

Este testemunho é muito importante para os Jovens. Este testemunho é muito importante para os Jovens. Eu sempre digo que me converti na 1ª viagem missionária que fiz, porque eu tinha 14 anos e fui com os meus pais. E nós não tínhamos opção, como é o pai

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

MEDITAÇÃO DE NATAL 2015

MEDITAÇÃO DE NATAL 2015 MEDITAÇÃO DE NATAL 2015 Imagine Maria procurando montar um álbum fotográfico sobre o nascimento de Jesus. Como colocar num mesmo álbum os sinais e experiências que marcaram aquele dia? 1 1. Senão vejamos:

Leia mais

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações?

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações? O Canto Litúrgico Como escolher os cantos para nossas celebrações? O que é Liturgia? Liturgia é antes de tudo "serviço do povo", essa experiência é fruto de uma vivencia fraterna, ou seja, é o culto, é

Leia mais

José teve medo e, relutantemente, concordou em tomar a menina como esposa e a levou para casa. Deves permanecer aqui enquanto eu estiver fora

José teve medo e, relutantemente, concordou em tomar a menina como esposa e a levou para casa. Deves permanecer aqui enquanto eu estiver fora Maria e José Esta é a história de Jesus e de seu irmão Cristo, de como nasceram, de como viveram e de como um deles morreu. A morte do outro não entra na história. Como é de conhecimento geral, sua mãe

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

Meu livro de estudos sobre a SANTA CEIA

Meu livro de estudos sobre a SANTA CEIA Um lugar para VOCÊ Meu livro de estudos sobre a SANTA CEIA Daniel Erlander Prefácio (do original inglês) [aquilo que você lê antes de ler um livro] Este é um "livro de boas-vindas". É a história de Jesus

Leia mais

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves CAMINHOS Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves Posso pensar nos meus planos Pros dias e anos que, enfim, Tenho que, neste mundo, Minha vida envolver Mas plenas paz não posso alcançar.

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme

Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme Edição oficial do CICLUMIG Flor do Céu De acordo com revisão feita pelo Sr. Luiz Mendes do Nascimento, zelador do hinário. www.mestreirineu.org 1 01 - DIVINO PAI

Leia mais

1ª Leitura - Ex 17,3-7

1ª Leitura - Ex 17,3-7 1ª Leitura - Ex 17,3-7 Dá-nos água para beber! Leitura do Livro do Êxodo 17,3-7 Naqueles dias: 3 O povo, sedento de água, murmurava contra Moisés e dizia: 'Por que nos fizeste sair do Egito? Foi para nos

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

Álbum: O caminho é o Céu

Álbum: O caminho é o Céu Álbum: O caminho é o Céu ETERNA ADORAÇÃO Não há outro Deus que seja digno como tu. Não há, nem haverá outro Deus como tu. Pra te adorar, te exaltar foi que eu nasci, Senhor! Pra te adorar, te exaltar foi

Leia mais

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE A Novena de Natal deste ano está unida à Campanha da Fraternidade de 2013. O tema Fraternidade e Juventude e o lema Eis-me aqui, envia-me, nos leva para o caminho da JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE Faça a

Leia mais

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11)

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Mensagem 1 A metáfora do Caminho Introdução: A impressão que tenho é que Jesus escreveu isto para os nossos dias. Embora

Leia mais

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama Page 1 of 6 Tudo Bem! Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Poética

Leia mais

O PROFETA ELISEU Lição 64. 1. Objetivos: Ensinar que mesmo quando a vida é difícil que nunca devemos perder nossa esperança se estamos em Cristo.

O PROFETA ELISEU Lição 64. 1. Objetivos: Ensinar que mesmo quando a vida é difícil que nunca devemos perder nossa esperança se estamos em Cristo. O PROFETA ELISEU Lição 64 1 1. Objetivos: Ensinar que mesmo quando a vida é difícil que nunca devemos perder nossa esperança se estamos em Cristo. 2. Lição Bíblica: 2 Reis 2, 4, 5 (Base bíblica para a

Leia mais

O Menino do futuro. Dhiogo José Caetano Uruana, Goiás Início da história

O Menino do futuro. Dhiogo José Caetano Uruana, Goiás Início da história O Menino do futuro Dhiogo José Caetano Uruana, Goiás Início da história Tudo começa em uma cidade pequena do interior de Goiás, com o nome de Uruana. Havia um garoto chamado Dhiogo San Diego, um pequeno

Leia mais

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Autora: Tell Aragão Personagens: Carol (faz só uma participação rápida no começo e no final da peça) Mãe - (só uma voz ela não aparece) Gigi personagem

Leia mais

TUDO POR AMOR. Tudo por amor, divinal, infinita graça, salvou a todos nós! Jesus cumpriu o plano de amor, seu sangue, seu sofrer Foi tudo por amor!

TUDO POR AMOR. Tudo por amor, divinal, infinita graça, salvou a todos nós! Jesus cumpriu o plano de amor, seu sangue, seu sofrer Foi tudo por amor! TUDO POR AMOR A dor, o espinho vil, as lágrimas, o seu sofrer, o meu Senhor na cruz está. Não posso suportar! O que o fez se entregar, pagar o preço lá na cruz? Como um cordeiro foi morrer pra vir me resgatar!

Leia mais

CEGO, SURDO E MUDO (porque nao?) LETRA: Ricardo Oliveira e Mário F.

CEGO, SURDO E MUDO (porque nao?) LETRA: Ricardo Oliveira e Mário F. FRUTO PROIBIDO FRUTO PROIBIDO 1 Cego, surdo e mudo (porque não?) 2 Mundo inteiro 3 Acordo a tempo 4 Contradição 5 A água não mata a fome 6 Quem és é quanto basta 7 Nascer de novo (és capaz de me encontrar)

Leia mais

Mensagem: Fé provada. Por David Keeling.

Mensagem: Fé provada. Por David Keeling. Mensagem: Fé provada. Por David Keeling. Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renunciese a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me; Porque aquele que quiser salvar

Leia mais

Vai ao encontro! de quem mais precisa!

Vai ao encontro! de quem mais precisa! Vai ao encontro! 2ª feira, 05 de outubro: Dos mais pobres Bom dia meus amigos Este mês vamos tentar perceber como podemos ajudar os outros. Vocês já ouviram falar das muitas pessoas que estão a fugir dos

Leia mais

1915-2015 SUBSÍDIOS E HORA SANTA. Por ocasião dos 100 anos do MEJ MEJ BRASIL. 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor!

1915-2015 SUBSÍDIOS E HORA SANTA. Por ocasião dos 100 anos do MEJ MEJ BRASIL. 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor! 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor! 2º ROTEIRO EUCARISTIA Mistério Pascal celebrado na comunidade de fé! 3º ENCONTRO EVANGELHO Amor para anunciar e transformar o mundo! 1915-2015 SUBSÍDIOS

Leia mais

A ESTRELA ANUNCIA: JESUS CRISTO É A LUZ DO MUNDO

A ESTRELA ANUNCIA: JESUS CRISTO É A LUZ DO MUNDO A ESTRELA ANUNCIA: JESUS CRISTO É A LUZ DO MUNDO Objectivo: Confrontar o Natal comercial com o verdadeiro sentido do Natal a vinda de Jesus ao mundo, o próprio Deus, que trouxe luz para a humanidade. Personagens:

Leia mais

A CAMINHADA DO POVO DE DEUS. Ir. KatiaRejaneSassi

A CAMINHADA DO POVO DE DEUS. Ir. KatiaRejaneSassi A CAMINHADA DO POVO DE DEUS Ir. KatiaRejaneSassi Os desafios da travessia Aqueles que viveram a maravilhosa experiência de conseguir libertar-se da dominação egípcia sentem no deserto o desamparo total.

Leia mais

«Tesouro Escondido» Já sei que estás para chegar Espero por ti na ponta do cais O teu navio vem devagar A espera é longa demais

«Tesouro Escondido» Já sei que estás para chegar Espero por ti na ponta do cais O teu navio vem devagar A espera é longa demais Letras Álbum Amanhecer João da Ilha (2011) «Tesouro Escondido» Já sei que estás para chegar Espero por ti na ponta do cais O teu navio vem devagar A espera é longa demais Já sei que és buliçoso Trazes

Leia mais

www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro

www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro Encarte e letras disponíveis em www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro Produção executiva: MK Music / Masterização: Max Motta no MK Studio /

Leia mais

Oração ao finalizar o Ano 2015

Oração ao finalizar o Ano 2015 Oração ao finalizar o Ano 2015 QUE SEU AMOR SE EXTENDA POR TODA A TERRA Reunimos em oração no último dia do Ano para dar graças a Deus por tantos dons recebidos pessoalmente, na família, na comunidade,

Leia mais

Quando for grande... QUERO SER PAI!

Quando for grande... QUERO SER PAI! Quando for grande... QUERO SER PAI! Ficha Técnica Autora Susana Teles Margarido Título Quando for grande...quero SER PAI! Ilustrações Joana Dias Paginação/Design Ana do Rego Oliveira Revisão Brites Araújo

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

www.aciportugal.org ESTOU NESTE MUNDO COMO NUM GRANDE TEMPLO Santa Rafaela Maria

www.aciportugal.org ESTOU NESTE MUNDO COMO NUM GRANDE TEMPLO Santa Rafaela Maria www.aciportugal.org ESTOU NESTE MUNDO COMO NUM GRANDE TEMPLO Santa Rafaela Maria 2 www.aciportugal.org 11 ORAÇÃO FINAL Senhor Jesus Cristo, hoje sentimos a Tua paixão por cada um de nós e pelo mundo. O

Leia mais

P á g i n a 1 7 PAROQUIA N. SRA. RAINHA DOS APOSTOLOS CANTOS DA QUARESMA - 2015. Cantos de Entrada: 1) Entrada/Senhor Eis Aqui o Teu Povo

P á g i n a 1 7 PAROQUIA N. SRA. RAINHA DOS APOSTOLOS CANTOS DA QUARESMA - 2015. Cantos de Entrada: 1) Entrada/Senhor Eis Aqui o Teu Povo Cantos de Entrada: 1) Entrada/Senhor Eis Aqui o Teu Povo Refrão: Senhor, eis aqui o teu povo que vem implorar teu perdão; É grande o nosso pecado, porém é maior o teu coração. 1. Sabendo que acolheste

Leia mais

Consagração do Aposento. Hinos de DESPACHO Hinos de CONCENTRAÇÃO Hinário CRUZEIRINHO Mestre Irineu Hinos de ENCERRAMENTO

Consagração do Aposento. Hinos de DESPACHO Hinos de CONCENTRAÇÃO Hinário CRUZEIRINHO Mestre Irineu Hinos de ENCERRAMENTO Oração Pai Nosso Ave Maria Chave Harmonia Hinos da ORAÇÃO Consagração do Aposento Hinos de DESPACHO Hinos de CONCENTRAÇÃO Hinário CRUZEIRINHO Mestre Irineu Hinos de ENCERRAMENTO Pai Nosso - Ave Maria Prece

Leia mais

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto. Mateus 4, 1-11 Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.». Este caminho de 40 dias de jejum, de oração, de solidariedade, vai colocar-te

Leia mais

Leitor 2 Este é o dia que o Senhor fez para nós! SL 118

Leitor 2 Este é o dia que o Senhor fez para nós! SL 118 Acolhida Jubilar Recepção de todas as famílias. Acolher com cantos de boas-vindas. Abertura Jubilar Material a ser usado: Coreografia com as cores do Centenário: vermelho, laranja e verde estas cores simbolizam

Leia mais

Exame de consciência: O exame de consciência será conduzido pela própria vigília através de 3 pistas de reflexão

Exame de consciência: O exame de consciência será conduzido pela própria vigília através de 3 pistas de reflexão VIGILIA Cristo: Abraço de Misericórdia ACOLHIMENTO AMBIENTE: Igreja à média luz, estando a manjedoura mais iluminada (procurar que seja mesmo uma manjedoura e não uma almofada). TER JUNTO À MANJEDOURA

Leia mais

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS 1 LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS Lc 19 1 Jesus entrou em Jericó e estava atravessando a cidade. 2 Morava ali um homem rico, chamado Zaqueu, que era chefe dos cobradores

Leia mais

Campanha de Advento Setor da Catequese do Patriarcado de Lisboa

Campanha de Advento Setor da Catequese do Patriarcado de Lisboa 12 Campanha de Advento Setor da Catequese do Patriarcado de Lisboa 2 Jogo da corrida das ovelhas 11 1. Monta-se o presépio (8 de dezembro). 2. Faz-se um caminho para a manjedoura. 3. Cada elemento da família

Leia mais

PENSAMENTOS DE IRMÃ DULCE

PENSAMENTOS DE IRMÃ DULCE PENSAMENTOS DE IRMÃ DULCE 1. "O amor supera todos os obstáculos, todos os sacrifícios. Por mais que fizermos tudo é pouco diante do que Deus faz por nós." 2. "Sempre que puder, fale de amor e com amor

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

Festa da Avé Maria 31 de Maio de 2009

Festa da Avé Maria   31 de Maio de 2009 Festa da Avé Maria 31 de Maio de 2009 Cântico Inicial Eu era pequeno, nem me lembro Só lembro que à noite, ao pé da cama Juntava as mãozinhas e rezava apressado Mas rezava como alguém que ama Nas Ave -

Leia mais

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim!

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim! Page 1 of 6 GUIÃO DA CELEBRAÇÃO DA 1ª COMUNHÃO 2006 Ambientação Irmãos: Neste Domingo, vamos celebrar e viver a Eucaristia com mais Fé e Amor e também de uma maneira mais festiva, já que é o dia da Primeira

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 6

Plano Pedagógico do Catecismo 6 Plano Pedagógico do Catecismo 6 Cat Objetivos Experiência Humana Palavra Expressão de Fé Compromisso PLANIFICAÇÃO de ATIVIDADES BLOCO I JESUS, O FILHO DE DEUS QUE VEIO AO NOSSO ENCONTRO 1 Ligar a temática

Leia mais

PROJETO DE ARTICULAÇÃO HORIZONTAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR ABEL SALAZAR

PROJETO DE ARTICULAÇÃO HORIZONTAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR ABEL SALAZAR PROJETO DE ARTICULAÇÃO HORIZONTAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR ABEL SALAZAR ANO LETIVO 2012/2013 Era uma vez um peixinho azul muito pequenino, que nadava no fundo

Leia mais

Bem - Aventuranças. Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007

Bem - Aventuranças. Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007 Bem - Aventuranças Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007 Eu estou à tua porta a bater, Eu estou à tua porta a bater, Se me abrires a porta entrarei para enviar. Eu preciso

Leia mais

Faz um sol radiante, que acaricia todo o planeta e, nele, seus habitantes! Por isso o dia de hoje é tão especial.

Faz um sol radiante, que acaricia todo o planeta e, nele, seus habitantes! Por isso o dia de hoje é tão especial. Casa Templária, 11 de novembro de 2011. Faz um sol radiante, que acaricia todo o planeta e, nele, seus habitantes! Por isso o dia de hoje é tão especial. Vou lhes falar de um Ser, que poderíamos chamar

Leia mais

Caridade quaresmal. Oração Avé Maria. Anjinho da Guarda. S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos!

Caridade quaresmal. Oração Avé Maria. Anjinho da Guarda. S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos! 2ª feira, 09 de março: Dar esmola Esta semana iremos tentar aprender a dar. A dar aos que mais precisam. E vamos ver que Dar é BRU TAL!!!! Um dia, uma mulher vestida de trapos velhos percorria as ruas

Leia mais

POR QUE BATISMO? PR. ALEJANDRO BULLÓN

POR QUE BATISMO? PR. ALEJANDRO BULLÓN POR QUE BATISMO? PR. ALEJANDRO BULLÓN "Pr. Williams Costa Jr.- Pastor Bullón, por que uma pessoa precisa se batizar? Pr. Alejandro Bullón - O Evangelho de São Marcos 16:16 diz assim: "Quem crer e for batizado,

Leia mais

1. CANÇÃO DE NATAL (TENOR) OUÇAM AO REDOR ANJOS A CANTAR PROCLAMANDO AS NOVAS DO CÉU EIS QUE O BEBÊ QUE ESTÁ NA MANJEDOURA É O REI DOS REIS

1. CANÇÃO DE NATAL (TENOR) OUÇAM AO REDOR ANJOS A CANTAR PROCLAMANDO AS NOVAS DO CÉU EIS QUE O BEBÊ QUE ESTÁ NA MANJEDOURA É O REI DOS REIS 1. CANÇÃO DE NATAL (TENOR) OUÇAM AO REDOR ANJOS A CANTAR PROCLAMANDO AS NOVAS DO CÉU EIS QUE O BEBÊ QUE ESTÁ NA MANJEDOURA É O REI DOS REIS REI DA GLÓRIA, O ADORADO VEIO PARA NOS REDIMIR PRÍNCIPE DA PAZ

Leia mais

PARÓQUIA DE SÃO PEDRO DO PRIOR VELHO. Procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima

PARÓQUIA DE SÃO PEDRO DO PRIOR VELHO. Procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima PARÓQUIA DE SÃO PEDRO DO PRIOR VELHO Procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima PRIOR VELHO 12-05-2007 Cântico de Entrada: 1. A treze de Maio, na Cova da Iria, apareceu brilhando a Virgem Maria. Ave,

Leia mais

Músicos, Ministros de Cura e Libertação

Músicos, Ministros de Cura e Libertação Músicos, Ministros de Cura e Libertação João Paulo Rodrigues Ferreira Introdução Caros irmãos e irmãs; escrevo para vocês não somente para passar instruções, mas também partilhar um pouco da minha experiência

Leia mais

CD CONTEMPLATIVO 01-DEUS É LINDO (IRMÃ CAROL) 3:07. 02-INVOCAREI (Irmã Carol) 3:55

CD CONTEMPLATIVO 01-DEUS É LINDO (IRMÃ CAROL) 3:07. 02-INVOCAREI (Irmã Carol) 3:55 CD CONTEMPLATIVO 01-DEUS É LINDO (IRMÃ CAROL) 3:07 Ergo o meu olhar pra Te contemplar Dobro os meus joelhos para Te adorar Ergo as minhas mãos para Te louvar Abro o meu coração só prá Te amar Esplendor

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri. Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.com Página 1 1. HISTÓRIA SUNAMITA 2. TEXTO BÍBLICO II Reis 4 3.

Leia mais

SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!...

SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!... SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!...) A cada manhã 71 (A cada manhã as misericórdias se renovam...)

Leia mais

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa O PASTOR AMOROSO Alberto Caeiro Fernando Pessoa Este texto foi digitado por Eduardo Lopes de Oliveira e Silva, no Rio de Janeiro, em maio de 2006. Manteve-se a ortografia vigente em Portugal. 2 SUMÁRIO

Leia mais