Request for Proposal RFP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Request for Proposal RFP"

Transcrição

1 Request for Proposal RFP Termos Gerais (RFP - Prestação de serviço de consultoria - ISO :2011) Ditec - GovTI - Metodologias e Padrões Sumário Introdução Objetivo Termos e Condições Confidencialidade Responsabilidade Cronograma Contatos Critérios de Avaliação / 5

2 Introdução Este documento fornece informações e requisitos para que empresas com atuação no mercado de TI apresentem soluções para realização de diagnóstico, elaboração de plano de ajustes e melhorias nos processos de gerenciamento de serviços de tecnologia de informação (TI) para a certificação na norma ISO/IEC :2011, assim como acompanhamento das etapas de auditoria interna, externa e auditorias de manutenção após a certificação, conforme o conjunto de premissas constantes neste documento. 1. Objetivo O objetivo da solução objeto desta consulta ao mercado é prestação de serviço de consultoria para realizar levantamento e análise dos processos de gerenciamento de serviços de tecnologia da informação (TI) do Banco do Brasil visando a realização de um diagnóstico, elaboração de um plano de ajustes e melhorias para a certificação na norma ISO/IEC :2011 e acompanhamento das etapas de auditoria interna e externa. Bem como, posterior acompanhamento nas auditorias de manutenção. O serviço a ser contratado contempla três etapas distintas, a serem prestadas com o objetivo de auxiliar a certificação dos processos de gerenciamento de serviços de TI executados pela Diretoria de Tecnologia do Banco do Brasil à Norma ISO/IEC :2011. As etapas estão assim organizadas: a) Elaboração de diagnóstico da situação atual dos processos em relação aos requisitos estabelecidos na norma, indicando para cada requisito a ser atendido qual o grau de aderência e as fragilidades identificadas (gap analysys); para os requisitos em que se identifique qualquer fragilidade ou oportunidade de melhoria deverão ser apresentadas sugestões de ajuste, visando adequá-los aos preceitos da norma; b) Acompanhamento dos trabalhos de auditoria interna a serem conduzidos por equipe de funcionários do BB previamente à certificação; c) Acompanhamento dos trabalhos da auditoria externa a ser contratada com o objetivo de certificar os processos de gerenciamento de serviços de TI do BB. 2 / 5

3 O escopo de atuação se limitará a um serviço de TI, já avaliado na ISO :2005, que envolverá uma quantidade não superior a 100 pessoas. Todas as etapas serão conduzidas nas dependências do Banco do Brasil, Diretoria de Tecnologia (DITEC) em Brasília (DF). Os profissionais alocados pela empresa deverão ser certificados na norma ISO pelo exame ITSMF. Todos os resultados devem ser registrados em relatórios de acompanhamento, atas de reunião ou outros que permitam acompanhar seu desenvolvimento. E os trabalhos devem abranger todos os requisitos previstos na norma ABNT ISO :2011, verificando sua existência e efetividade, de forma a permitir sua certificação. 2. Termos e Condições 2.1. Confidencialidade Fornecedores, seus empregados e representantes, sem prévio consentimento por escrito, não poderão: a) Fazer declarações, anúncios, divulgações ou qualquer publicidade envolvendo o uso do nome, abreviaturas e símbolos relacionados ao Banco do Brasil S.A.; b) Divulgar direta ou indiretamente que qualquer produto do fornecedor ou das empresas que representa foi aprovado, homologado ou endossado pelo Banco do Brasil S.A.; c) Referir-se à existência desta RFP em press releases, avisos ou em qualquer material publicitário distribuído ao público Responsabilidade Esta RFP não constitui compromisso de contrato de venda ou fornecimento de quaisquer bens ou serviços entre o Banco do Brasil S. A. e o fornecedor. A aceitação de uma proposta não compromete o Banco do Brasil S. A. com a adjudicação de um contrato com qualquer fornecedor, mesmo que todos os requisitos estabelecidos nesta RFP sejam cumpridos, nem limita o direito de negociar em nosso interesse. 3 / 5

4 O fornecedor não deve cobrar qualquer valor, mesmo que a título de compensação de despesas, pela submissão de respostas, demonstrações, discussões ou por qualquer outro motivo decorrente desta RFP. O fornecedor é responsável por todo e qualquer custo ou despesa decorrentes do cumprimento desta RFP. 3. Cronograma O cronograma estipulado deverá ser cumprido rigorosamente pelos fornecedores, porém, modificações poderão ocorrer a critério do Banco do Brasil: Tabela 1 - Cronograma Etapa Data Publicação de aviso de RFP no D.O.U. 01/02/2013, até 18:00 h. Encaminhamento de dúvidas 15/02/2013, até 18:00 h. Divulgação de esclarecimentos 20/02/2013, até 18:00 h. Entrega de resposta à consulta 01/03/2013, até 18:00 h. 4. Contatos Esclarecimento de dúvidas e envio de documentação: a) As dúvidas decorrentes da interpretação desta RFP deverão ser encaminhadas ao endereço eletrônico sob o título: RFP - Prestação de serviço de consultoria - ISO DÚVIDA. As mensagens deverão conter a identificação da empresa, o nome do responsável e telefone para contato. Os esclarecimentos às dúvidas serão divulgados por esta mesma via. b) O documento Respostas de Fornecedor deve ser preenchido e encaminhado em meio digital para o endereço eletrônico citado no item a, sob o título: RFP - Prestação de serviço de consultoria - ISO RESPOSTA, juntamente com qualquer documentação adicional julgada necessária pelo fornecedor. c) No caso de envio de original de documentação por meio de postagem, esta deverá ser postada para entrega até a data final do processo, indicada no cronograma, para o endereço abaixo: 4 / 5

5 BANCO DO BRASIL S/A Diretoria de Tecnologia Gerência de Fornecimento de TI Ref.: RFP - Prestação de serviço de consultoria - ISO DOCUMENTAÇÃO Complexo Central de Tecnologia Setor Terminal Norte, Quadra 716, Ed. Sede IV, Ala Norte, 2º Andar CEP Critérios de Avaliação O preço aliado ao atendimento dos requisitos desta RFP será determinante na avaliação das respostas. Para efeito destas avaliações e comparações, a proposta deverá apresentar preços com impostos inclusos. 5 / 5

Request for Proposal RFP Termos Gerais

Request for Proposal RFP Termos Gerais Request for Proposal RFP Termos Gerais RFP Serviços de telefonia fixa - Suporte Técnico e Operacional de Sumário Serviços PABX de Pequeno Porte Introdução... 2 1. Objetivo... 2 2. Termos e Condições...

Leia mais

Request for Proposal - RFP. Termos Gerais. Gestão da Inovação. Diretoria de Tecnologia - Gerência de Gestão de Arquitetura de TI

Request for Proposal - RFP. Termos Gerais. Gestão da Inovação. Diretoria de Tecnologia - Gerência de Gestão de Arquitetura de TI Request for Proposal - RFP Termos Gerais Gestão da Inovação Diretoria de Tecnologia - Gerência de Gestão de Arquitetura de TI 1 / 6 Sumário Introdução... 3 1. Objetivo... 3 2. Termos e Condições... 4 2.1.

Leia mais

Request for Proposal RFP

Request for Proposal RFP Request for Proposal RFP Termos Gerais Solução de Monitoramento Integrado de Segurança e Ambiência 1 / 6 Sumário Introdução... 3 1. Objetivo... 3 2. Termos e Condições... 5 2.1. Confidencialidade... 5

Leia mais

Solução para Interface de comunicação IP padrão em ambiente Mainframe / CICS. RFI Request for Information

Solução para Interface de comunicação IP padrão em ambiente Mainframe / CICS. RFI Request for Information Solução para Interface de comunicação IP padrão em ambiente Mainframe / CICS RFI Request for Information Banco do Brasil S.A. DITEC Solução para Interface de Comunicação IP em ambiente Mainframe / CICS

Leia mais

Request for Proposal RFP

Request for Proposal RFP Request for Proposal RFP Termos Gerais Solução de Monitoramento Integrado de Segurança e Ambiência Sumário Introdução... 2 1. Objetivo... 2 2. Termos e Condições... 3 2.1. Confidencialidade... 3 2.2. Responsabilidade...

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DE SOLUÇÕES DE SOFTWARE PARA ORIGINAÇÃO, CONTROLE E CONDUÇÃO DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO. Request for Information RFI

IDENTIFICAÇÃO DE SOLUÇÕES DE SOFTWARE PARA ORIGINAÇÃO, CONTROLE E CONDUÇÃO DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO. Request for Information RFI IDENTIFICAÇÃO DE SOLUÇÕES DE SOFTWARE PARA ORIGINAÇÃO, CONTROLE E CONDUÇÃO DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO. Request for Information RFI Banco do Brasil S.A.. Diemp/Ditec Brasília (DF) RFI - Soluções

Leia mais

CONSULTA AO MERCADO RFP REQUEST FOR PROPOSAL ÍNDICE

CONSULTA AO MERCADO RFP REQUEST FOR PROPOSAL ÍNDICE CONSULTA AO MERCADO RFP REQUEST FOR PROPOSAL ÍNDICE 1. Introdução 2. Objetivo 3. Termos e Condições 3.1 Publicidade 3.2 Responsabilidades 4. Cronograma e Contato 4.1 Cronograma 4.2 Contato 5. Entrega da

Leia mais

O Banco do Nordeste do Brasil S.A. deseja conhecer as opções de solução fiscal e de gestão tributária existentes no mercado.

O Banco do Nordeste do Brasil S.A. deseja conhecer as opções de solução fiscal e de gestão tributária existentes no mercado. O., situado à Avenida Pedro Ramalho, 5700, Bairro Passaré Fortaleza-CE, através do Projeto Estratégico Sistema Integrado de Gestão Empresarial Aquisição e Implantação de ERP (Enterprise Resources Planning)

Leia mais

Request for Information RFI

Request for Information RFI Contratação de Serviço para Gestão de Portal do Voluntariado através da Internet Request for Information RFI RFI - Serviço para Gestão do Portal do Voluntariado através da Internet 1 SUMÁRIO 1. Introdução...3

Leia mais

POP 010: MONITORAMENTO DE LABORATÓRIOS DA REDE NACIONAL DE LABORATÓRIOS AGROPECUÁRIOS

POP 010: MONITORAMENTO DE LABORATÓRIOS DA REDE NACIONAL DE LABORATÓRIOS AGROPECUÁRIOS Página 1 de 9 POP 010: MONITORAMENTO DE LABORATÓRIOS DA REDE NACIONAL DE LABORATÓRIOS AGROPECUÁRIOS ELABORAÇÃO E APROVAÇÃO Nome Data Assinatura 27/01/2014 Revisado por: Rominik M. Fontenele 03/10/2014

Leia mais

Vice-Presidência de Tecnologia. Governança de TI Uma Jornada

Vice-Presidência de Tecnologia. Governança de TI Uma Jornada Vice-Presidência de Tecnologia Governança de TI Uma Jornada Contexto Conhecer-se é condição fundamental para evoluir Evolução da TI Governança de TI Contexto Evolução da TI Aumento de importância e complexidade

Leia mais

Data de Lançamento do RFP: 23/05/2005

Data de Lançamento do RFP: 23/05/2005 REQUEST FOR PROPOSAL Data de Lançamento do RFP: 23/05/2005 Data Limite para Submissão de Propostas: 26/05/2005 Conteúdo 1. Overview da Empresa 2. Objetivo da RFP 3. Escopo do Projeto 4. Diretrizes para

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Objeto. 2. Antecedentes. 3. Objeto da Licitação

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Objeto. 2. Antecedentes. 3. Objeto da Licitação TERMO DE REFERÊNCIA 1. Objeto 1.1. Contratação de empresa especializada em auditoria de tecnologia da informação e comunicações, com foco em segurança da informação na análise de quatro domínios: Processos

Leia mais

Guia de Boas Práticas para a elaboração de uma Concorrência

Guia de Boas Práticas para a elaboração de uma Concorrência Guia de Boas Práticas para a elaboração de uma Concorrência Comitê de Agências Gestão 2008 ÍNDICE OBJETIVO DO DOCUMENTO... 3 DEFINIÇÕES... 4 PONTOS PARA A ELABORAÇÃO DE UMA CONCORRÊNCIA... 5 RFI: Quando

Leia mais

INOR - A EXPERIÊNCIA A SERVIÇO DA QUALIDADE

INOR - A EXPERIÊNCIA A SERVIÇO DA QUALIDADE ESTRUTURA DESTE DOCUMENTO: 1-Objetivo: 2-Campo de Aplicação: 3-Documento de Referência: 4-Definições e Siglas: 5- Descrição do Procedimento: Nº da Revisão Histórico das Alterações 0 Emissão inicial aprovada.

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO

ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO ANEXO IV REFERENTE AO EDITAL DE PREGÃO Nº 022/2013 ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE Nº 001/2013 1. OBJETO DE CONTRATAÇÃO A presente especificação tem por objeto a Contratação de empresa

Leia mais

Proposta. ISO 20.000 / 2011 Fundamentos. Apresentação Executiva. ISO 20.000 / 2011 - Fundamentos

Proposta. ISO 20.000 / 2011 Fundamentos. Apresentação Executiva. ISO 20.000 / 2011 - Fundamentos ISO 20.000 / 2011 Fundamentos Apresentação Executiva 1 O treinamento de ISO 20.000 Foundation tem como premissa fornecer uma visão geral da publicação da norma ISO/IEC 20000 capacitando o aluno a entender

Leia mais

INSTITUTO DE TECNOLOGIA DO PARANÁ Rua Professor Algacyr Munhoz Mader, 3775 CIC CEP 81350-010 Curitiba Paraná Brasil Fone (0XX41) 3316-3162 / 3166 Fax

INSTITUTO DE TECNOLOGIA DO PARANÁ Rua Professor Algacyr Munhoz Mader, 3775 CIC CEP 81350-010 Curitiba Paraná Brasil Fone (0XX41) 3316-3162 / 3166 Fax REGULAMENTO PARA CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1 OBJETIVO... 4 2 SIGLAS... 4 3 DEFINIÇÕES... 4 4 GENERALIDADES... 4 REALIZAÇÃO DO PROCESSO DE AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE...

Leia mais

Procedimento Geral para Certificação de Sistema de Gestão da Qualidade

Procedimento Geral para Certificação de Sistema de Gestão da Qualidade Pág. 1 de 12 1. OBJETIVO O objetivo deste documento é o de estabelecer os critérios de certificação da ABRACE, para prestação de serviços de avaliação da conformidade e certificação de Sistemas de Gestão.

Leia mais

CENTRO DE CONVENÇÕES DE FOZ DO IGUAÇU S/A PROCEDIMENTO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE (PMI) Nº 01/2014

CENTRO DE CONVENÇÕES DE FOZ DO IGUAÇU S/A PROCEDIMENTO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE (PMI) Nº 01/2014 CENTRO DE CONVENÇÕES DE FOZ DO IGUAÇU S/A PROCEDIMENTO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE (PMI) Nº 01/2014 PROCEDIMENTO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE (PMI) PARA CONCESSÃO DE USO DO CENTRO DE CONVENÇÕES DE FOZ

Leia mais

Entidade Setorial Nacional Mantenedora

Entidade Setorial Nacional Mantenedora Entidade Setorial Nacional Mantenedora Associação Nacional da Indústria Cerâmica ANICER Santa Luzia, 651, 12º andar Centro - Rio de Janeiro / RJ Tel/Fax: (21) 2524-0128 Site: www.anicer.com.br E-mail:

Leia mais

Considerando a elaboração da norma brasileira ABNT NBR 16001 Responsabilidade Social Requisitos;

Considerando a elaboração da norma brasileira ABNT NBR 16001 Responsabilidade Social Requisitos; Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior MDIC Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial- Inmetro Portaria n.º 027, de 09 de fevereiro de 2006. O PRESIDENTE

Leia mais

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS. Descrição dos processos de gerenciamento da qualidade

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS. Descrição dos processos de gerenciamento da qualidade PROJETO NOVAS FRONTEIRAS PLANO DE GERENCIAMENTO DA QUALIDADE QUALITY MANAGEMENT PLAN Preparado por Mara Lúcia Menezes Membro do Time Versão 3 Aprovado por Rodrigo Mendes Lemos Gerente do Projeto 15/11/2010

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA INTEGRIDADE OPERACIONAL

SISTEMA DE GESTÃO DA INTEGRIDADE OPERACIONAL SISTEMA DE GESTÃO DA INTEGRIDADE OPERACIONAL IDENTIFICAÇÃO DE RISCOS À IMPARCIALIDADE E MECANISMO PARA SALVAGUARDAR A IMPARCIALIDADE GLOBAL PROCEDIMENTO OI-L3-703-SAM-(BR)-IND-9264 Revisão: 00 Data de

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DO PROGRAMA SELO DE QUALIDADE ABGD. 1. Histórico de mudanças... 2. 2. Escopo... 3. 3. Manutenção...

INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DO PROGRAMA SELO DE QUALIDADE ABGD. 1. Histórico de mudanças... 2. 2. Escopo... 3. 3. Manutenção... Página 1 de 8 SUMÁRIO 1. Histórico de mudanças... 2 2. Escopo... 3 3. Manutenção... 3 4. Referências... 3 5. Definições... 3 6. Qualificação da equipe de auditores... 3 7. Condições gerais... 3 7.1 Selo

Leia mais

CONSULTA AO MERCADO RFI REQUEST FOR INFORMATION CONSOLIDAÇÃO DE DÚVIDAS APRESENTADAS

CONSULTA AO MERCADO RFI REQUEST FOR INFORMATION CONSOLIDAÇÃO DE DÚVIDAS APRESENTADAS CONSULTA AO MERCADO RFI REQUEST FOR INFORMATION CONSOLIDAÇÃO DE DÚVIDAS APRESENTADAS 1. Dúvidas Gerais Pergunta: Os processos e metodologias de avaliação de riscos do Banco estão definidos e implantados?

Leia mais

NBR ISO 14011 - DIRETRIZES PARA AUDITORIA AMBIENTAL - PROCEDIMENTOS DE AUDITORIA - AUDITORIA DE SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL

NBR ISO 14011 - DIRETRIZES PARA AUDITORIA AMBIENTAL - PROCEDIMENTOS DE AUDITORIA - AUDITORIA DE SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL NBR ISO 14011 - DIRETRIZES PARA AUDITORIA AMBIENTAL - PROCEDIMENTOS DE AUDITORIA - AUDITORIA DE SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL Sumário 1. Objetivo e campo de aplicação...2 2. Referências normativas...2 3.

Leia mais

Metodologia de implementação e certificação ISO20.000. Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa

Metodologia de implementação e certificação ISO20.000. Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa de implementação e certificação ISO20.000 Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa Por que estas organizações implementaram a ISO20.000? Alinhamento do negócio e TI Redução da exposição

Leia mais

SUMÁRIO. Este procedimento define a estrutura e a sistemática para a condução da Análise Crítica do Sistema de Gestão de SMS da OGX.

SUMÁRIO. Este procedimento define a estrutura e a sistemática para a condução da Análise Crítica do Sistema de Gestão de SMS da OGX. Procedimento de Gestão OGX PG.SMS.017 Denominação: Análise Crítica SUMÁRIO Este procedimento define a estrutura e a sistemática para a condução da Análise Crítica do Sistema de Gestão de SMS da OGX. ÍNDICE

Leia mais

1º passo 2º passo 3º passo

1º passo 2º passo 3º passo 1º passo 2º passo 3º passo Planejamento Estratégico: Missão e Visão Aplicação do Programa 5S Elaboração do Mapa de Processos 4º passo 5º passo Definição da Política da Qualidade e Escopo Grupos de Trabalho

Leia mais

PR-111 1. OBJETIVO 2 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 2 3. SIGLAS E DEFINIÇÕES 2 4. PRÉ-REQUISITOS 2 5. CONTEÚDO DO CURSO 4 6. AVALIAÇÃO DOS ESTUDANTES 6

PR-111 1. OBJETIVO 2 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 2 3. SIGLAS E DEFINIÇÕES 2 4. PRÉ-REQUISITOS 2 5. CONTEÚDO DO CURSO 4 6. AVALIAÇÃO DOS ESTUDANTES 6 Página: 1 de 12 1. OBJETIVO 2 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 2 3. SIGLAS E DEFINIÇÕES 2 4. PRÉ-REQUISITOS 2 5. CONTEÚDO DO CURSO 4 6. AVALIAÇÃO DOS ESTUDANTES 6 7. ADMINISTRAÇÃO DO ORGANISMO DE TREINAMENTO

Leia mais

D e c l a r a ç ã o d e T r a b a l h o d e T r e i n a m e n t o

D e c l a r a ç ã o d e T r a b a l h o d e T r e i n a m e n t o D e c l a r a ç ã o d e T r a b a l h o d e T r e i n a m e n t o I d e n t i f i c a ç ã o Projeto Implantação de Sistema GED Solicitante BB S.A Patrocinador do Projeto Jurandir Toblib Presidente da BB

Leia mais

Selo LEED de Construção Sustentável

Selo LEED de Construção Sustentável Página: 1/7 Elaborado por: Rita Toscano Verificado por: Karen Carolina Martins Aprovado por: Plínio Pereira Data Aprovação: 19/08/2014 A Empresa abaixo identificada declara conhecer perfeitamente este

Leia mais

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA Levantamento da Gestão de TIC Cotação: 23424/09 Cliente: PRODABEL Contato: Carlos Bizzoto E-mail: cbizz@pbh.gov.br Endereço: Avenida Presidente Carlos

Leia mais

MQ-1 Revisão: 06 Data: 20/04/2007 Página 1

MQ-1 Revisão: 06 Data: 20/04/2007 Página 1 MQ-1 Revisão: 06 Data: 20/04/2007 Página 1 I. APROVAÇÃO Emitente: Função: Análise crítica e aprovação: Função: Liliane Alves Ribeiro da Silva Gerente Administrativa Roberto José da Silva Gerente Geral

Leia mais

Qualidade. Introdução à Administração de Empresas. Prof. Luiz Antonio 01/03/2007

Qualidade. Introdução à Administração de Empresas. Prof. Luiz Antonio 01/03/2007 Introdução à Administração de Empresas Prof. Luiz Antonio 01/03/2007 Histórico Era Artesanal (séc. XIX) Etapas da produção controladas pelo artesão. Compra dos materiais e insumos Acabamento Entrega do

Leia mais

POP 009: AUDITORIA DE CREDENCIAMENTO E DE EXTENSÃO DE ESCOPO DE LABORATÓRIOS

POP 009: AUDITORIA DE CREDENCIAMENTO E DE EXTENSÃO DE ESCOPO DE LABORATÓRIOS Página 1 de 9 POP 009: AUDITORIA DE CREDENCIAMENTO E DE EXTENSÃO DE ESCOPO DE LABORATÓRIOS ELABORAÇÃO E APROVAÇÃO Nome Data Assinatura 29/01/2014 Revisado por: Fernanda G. Brandão 26/03/2014 28/03/2014

Leia mais

1. Informações Gerais:

1. Informações Gerais: 1. Informações Gerais: Razão Social: Contato/cargo: Endereço: Bairro: Cidade: Estado: CEP: Telefone: E mail: Fax: Segmento: website Obs.: Empresa já certificada ISO 9000 1994? 2. Por que a Empresa busca

Leia mais

Aspectos do Prontuário Eletrônico. Lincoln de Assis Moura Jr., MSc, DIC, PhD lincoln.moura@zilics.com.br +55 11 8426-6276

Aspectos do Prontuário Eletrônico. Lincoln de Assis Moura Jr., MSc, DIC, PhD lincoln.moura@zilics.com.br +55 11 8426-6276 Aspectos do Prontuário Eletrônico Lincoln de Assis Moura Jr., MSc, DIC, PhD lincoln.moura@zilics.com.br +55 11 8426-6276 Sumário Complexidade da Informação em Saúde Declaração de Convicção Aspectos Éticos

Leia mais

Condições Gerais para Prestação de Serviços Analíticos e de Amostragem

Condições Gerais para Prestação de Serviços Analíticos e de Amostragem Condições Gerais para Prestação de Serviços Analíticos e de Amostragem I. Apresentação A ACQUALAB Laboratório e Consultoria Ambiental S/S Ltda. atua, desde a sua constituição, nas diversas áreas da ciência

Leia mais

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores NBR ISO 27001

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores NBR ISO 27001 Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores 1 É a norma de certificação para SGSI ( Sistemas de Gestão da Segurança da Informação), editada em português em abril de 2006 e que substituiu a BS 7799-2.

Leia mais

Art. 3º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação. Contador Juarez Domingues Carneiro Presidente

Art. 3º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação. Contador Juarez Domingues Carneiro Presidente RESOLUÇÃO CFC Nº. 1.323/11 Aprova a NBC PA 03 Revisão Externa de Qualidade pelos Pares. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, e com fundamento no disposto

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DOS PROCESSOS DE AUDITORIA AMBIENTAL TIPOS DE AUDITORIA

CARACTERÍSTICAS DOS PROCESSOS DE AUDITORIA AMBIENTAL TIPOS DE AUDITORIA CARACTERÍSTICAS DOS PROCESSOS DE AUDITORIA AMBIENTAL A auditoria ambiental pode ser restrita a um determinado campo de trabalho ou pode ser ampla, inclusive, abrangendo aspectos operacionais, de decisão

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DA QUALIDADE DA MEDIÇÃO SUMÁRIO

PROCEDIMENTO PARA CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DA QUALIDADE DA MEDIÇÃO SUMÁRIO Página: 1 de 17 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 1. ACREDITAÇÃO E CERTIFICAÇÃO 2. GERAL 3. SOLICITAÇÃO DE CERTIFICAÇÃO 4. DOCUMENTAÇÃO DO SISTEMA DA QUALIDADE DA ORGANIZAÇÃO REQUERIDA PARA ANÁLISE CRÍTICA 5. AUDITORIA

Leia mais

REGRA DE CERTIFICAÇÃO TELECOMUNICAÇÕES

REGRA DE CERTIFICAÇÃO TELECOMUNICAÇÕES Página: 1/08 Elaborado por: Claudio Francisco Verificado por: Karen Martins Aprovado por: Arnaldo Barbulio Filho Data Aprovação: 22/07/13 OBJETIVO Esta Regra de Certificação estabelece os critérios utilizados

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE GOVERNANÇA DE TI

IMPLANTAÇÃO DE GOVERNANÇA DE TI 1 IMPLANTAÇÃO DE GOVERNANÇA DE TI André Luiz Guimarães dos Reis 1 1 João Souza Neto 2 1 Tomas Roberto C. Orlandi 3 1 andrer@correios.com.br szneto@correios.com.br tomasroberto@correios.com.br 1 Empresa

Leia mais

Conhecer a oferta de mercado e as condições de prestação de serviços especializados de Contact Center praticados neste mercado.

Conhecer a oferta de mercado e as condições de prestação de serviços especializados de Contact Center praticados neste mercado. O BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A., situado na Avenida Pedro Ramalho, 5700, Bairro Passaré Fortaleza-CE, através da Área de Marketing e Comunicação divulga, para conhecimento dos interessados, o documento

Leia mais

ANEXO I. Ref.: Convite nº. 002/2011 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO I. Ref.: Convite nº. 002/2011 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO I Ref.: ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1. OBJETO DE CONTRATAÇÃO A presente especificação tem por objeto a contratação de empresa Especializada para Consultoria para implantação da NBR ISO 10.002 com base

Leia mais

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa Aécio Costa A segurança da informação é obtida a partir da implementação de um conjunto de controles adequados, incluindo políticas, processos, procedimentos, estruturas organizacionais e funções de software

Leia mais

Alinhando ABNT-NBR-ISO/IEC 17799 e 27001 para a Administração Pública -USP

Alinhando ABNT-NBR-ISO/IEC 17799 e 27001 para a Administração Pública -USP Alinhando ABNT-NBR-ISO/IEC 17799 e 27001 para a Administração Pública -USP César Augusto Asciutti Agência USP de Inovação, São Paulo (SP), 3091-2933, asciutti@usp.br Resumo Este artigo apresenta uma breve

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA VALIDAÇÃO E VERIFICAÇÃO DE INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA NBR ISO 14064

PROCEDIMENTO PARA VALIDAÇÃO E VERIFICAÇÃO DE INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA NBR ISO 14064 1 de 10 GP01 INVENTÁRIO DE EMISSÕES Descrição do Processo de Validação e Verificação Bureau Veritas Certification Avenida do Café, 277, 5 andar, Torre B Tel.: +55 (11) 2655-9000 São Paulo/SP - CEP: 04311-000

Leia mais

Classificação do documento: Classificado e Público

Classificação do documento: Classificado e Público Este documento foi assinado digitalmente pela empresa IDS Tecnologia LTDA utilizando um certificado emitido pela ICP Brasil. Conforme Medida Provisória 2200-2/01 o documento tem validade jurídica em território

Leia mais

PROGRAMA DE COMPARAÇÃO INTERLABORATORIAL EM CALIBRAÇÃO DE PESOS PADRÃO

PROGRAMA DE COMPARAÇÃO INTERLABORATORIAL EM CALIBRAÇÃO DE PESOS PADRÃO ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ PROGRAMA DE COMPARAÇÃO

Leia mais

Integração de Ferramentas de Apoio a Processos Outubro 2010 GUSTAVO VAZ NASCIMENTO

Integração de Ferramentas de Apoio a Processos Outubro 2010 GUSTAVO VAZ NASCIMENTO Integração de Ferramentas de Apoio a Processos Outubro 2010 GUSTAVO VAZ NASCIMENTO AGENDA AGENDA 1. Sobre a Shift 2. Integração de ferramentas de apoio 1. SCMBug Integração entre SCM Tools e ferramentas

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA. Art. 3º Informar que as críticas e sugestões a respeito da proposta de texto deverão ser encaminhadas para os seguintes endereços:

CONSULTA PÚBLICA. Art. 3º Informar que as críticas e sugestões a respeito da proposta de texto deverão ser encaminhadas para os seguintes endereços: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior MDIC Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial- Inmetro Portaria n.º 031, de 24 de fevereiro de 2006. CONSULTA PÚBLICA

Leia mais

ISO/IEC 17050-2. Avaliação da conformidade Declaração de conformidade do fornecedor Parte 2: Documentação de apoio

ISO/IEC 17050-2. Avaliação da conformidade Declaração de conformidade do fornecedor Parte 2: Documentação de apoio QSP Informe Reservado Nº 43 Fevereiro/2005 ISO/IEC 17050-2 Avaliação da conformidade Declaração de conformidade do fornecedor Parte 2: Documentação de apoio Tradução livre especialmente preparada para

Leia mais

Grupo 05 EAP e Dicionário Versão 3.0 2º Semestre Gestão de TI Unidade 903 Sul

Grupo 05 EAP e Dicionário Versão 3.0 2º Semestre Gestão de TI Unidade 903 Sul 1.1 Definir Termo de Abertura do Projeto 1.2 Definir Documento de Visão 1.0 Início 1.3 Levantar Requisitos 1.4 Validar Requisitos 1.5 Definir Escopo 1.6 Definir Regra de Negócio 2.0 Elaboração 2.1 Definir

Leia mais

Nani de Castro. Sumário. Resumo de Qualificações... 2. Atuação no Mercado... 3. Formação Profissional... 5. Contatos... 6.

Nani de Castro. Sumário. Resumo de Qualificações... 2. Atuação no Mercado... 3. Formação Profissional... 5. Contatos... 6. Sumário Resumo de Qualificações... 2 Atuação no Mercado... 3 Formação Profissional... 5 Contatos... 6 Página 1 de 6 Resumo de Qualificações Consultora responsável pela organização e gestão da RHITSolution,

Leia mais

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 IT SERVICES PORTFOLIO SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 Ser a única no Brasil a ser certificada pela SAP, mostra como estamos à frente no que tange à transparência em todos os nossos processos e, especialmente,

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE 1 ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE Elaborado por: GT Especial do ABNT/CB-25 Grupo de Aperfeiçoamento do

Leia mais

PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DO SISTEMA DE GESTÃO DA SUSTENTABILIDADE PARA MEIOS DE HOSPEDAGEM

PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DO SISTEMA DE GESTÃO DA SUSTENTABILIDADE PARA MEIOS DE HOSPEDAGEM PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DO SISTEMA DE GESTÃO DA SUSTENTABILIDADE PARA MEIOS DE HOSPEDAGEM 1. OBJETIVO Este procedimento estabelece os requisitos para Avaliação da Conformidade para Sistemas

Leia mais

[Descrição do projeto] para [Nome do Cliente] Plano de Projeto

[Descrição do projeto] para [Nome do Cliente] Plano de Projeto [Inserir Logotipo do ] [Descrição do projeto] para [Nome do Cliente] Preparado por: [nome do GP] Gerente de Projeto E-mail: [xxxxxxxxxxx] Projeto Id: [inserir ID do projeto] Data Elaboração:[xxxxxxx] Informações

Leia mais

Contrato Comercial. Objetivo: Desenvolvimento de Loja Virtual. Cliente... : Aos cuidados de... : Data de Emissão... :

Contrato Comercial. Objetivo: Desenvolvimento de Loja Virtual. Cliente... : Aos cuidados de... : Data de Emissão... : Contrato Comercial Objetivo: Desenvolvimento de Loja Virtual Cliente... : Aos cuidados de... : Data de Emissão... : Emitido por: Davi Bertozo davi@fullsolucoes.com.br 14 3879-6474 14 9888-4480 0 Contrato

Leia mais

SOLUÇÕES AMBIENTE SEGURO SEUS NEGÓCIOS DEPENDEM DISSO!

SOLUÇÕES AMBIENTE SEGURO SEUS NEGÓCIOS DEPENDEM DISSO! SOLUÇÕES AMBIENTE SEGURO SEUS NEGÓCIOS DEPENDEM DISSO! O ambiente de Tecnologia da Informação (TI) vem se tornando cada vez mais complexo, qualquer alteração ou configuração incorreta pode torná-lo vulnerável

Leia mais

Proposta Comercial. ... desenvolvendo e integrando soluções em telecomunicações. Objeto : Proposta : Cliente : Contato :

Proposta Comercial. ... desenvolvendo e integrando soluções em telecomunicações. Objeto : Proposta : Cliente : Contato : ... desenvolvendo e integrando soluções em telecomunicações Proposta Comercial Objeto : Prestação de Serviços de Co-Billing Proposta : Cliente : Contato : Apresentação CTBC Telecom A Companhia de Telecomunicações

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES CERTIFICAÇÃO NBR ISO/IEC 27001

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES CERTIFICAÇÃO NBR ISO/IEC 27001 PERGUNTAS MAIS FREQUENTES CERTIFICAÇÃO NBR ISO/IEC 27001 Através da vasta experiência, adquirida ao longo dos últimos anos, atuando em Certificações de Sistemas de Gestão, a Fundação Vanzolini vem catalogando

Leia mais

ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA

ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 001/2007 1 ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA ESTABELECE, RESPONSABILIDADES DIVERSAS, TIPOS E HORÁRIO DE COBERTURA DE SUPORTE, E DEMAIS RESPONSABILIDADES DA CONTRATADA RELATIVAS

Leia mais

MQ-02 Manual de Desenvolvimento de Fornecedores

MQ-02 Manual de Desenvolvimento de Fornecedores MQ-02 Manual de Desenvolvimento de Fornecedores Este Manual é de propriedade da Martiaço Indústria Ltda. Sem autorização não pode ser distribuído ou copiado. SUMÁRIO 1. A EMPRESA... 3 2. OBJETIVO... 4

Leia mais

Segurança e Auditoria de Sistemas

Segurança e Auditoria de Sistemas Segurança e Auditoria de Sistemas ABNT NBR ISO/IEC 27002 5. Política de Segurança da Informação 1 Roteiro (1/1) Objetivo Documento Orientações Mínimas para o Documento Análise Crítica e Avaliações 2 Objetivo

Leia mais

1) Consulta da ANBIMA

1) Consulta da ANBIMA Fórum BC SPB Princípios para Infraestruturas de Mercado Padronização da Comunicação Ref: Consulta do BC sobre Subsídios para a Estratégia de Adoção de Padrões de Comunicação Internacionalmente Aceitos

Leia mais

CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (ISO/IEC 27006:2011) - OTS

CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (ISO/IEC 27006:2011) - OTS CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (ISO/IEC 276:2011) - OTS NORMA Nº NIT-DICOR-011 APROVADA EM MAR/2013 Nº 01/46 SUMÁRIO

Leia mais

Quem Somos? Somos uma empresa especializada em consultoria e tecnologia da informação.

Quem Somos? Somos uma empresa especializada em consultoria e tecnologia da informação. Quem Somos? Somos uma empresa especializada em consultoria e tecnologia da informação. Nosso diferencial está na habilidade para a concepção e implantação de projetos, soluções de tecnologia e seguros.

Leia mais

Soluções em Gestão de Qualidade, Produtividade e Certificações ABNT NRB ISO 9001 - INMETRO - ANVISA

Soluções em Gestão de Qualidade, Produtividade e Certificações ABNT NRB ISO 9001 - INMETRO - ANVISA Soluções em Gestão de Qualidade, Produtividade e Certificações ABNT NRB ISO 9001 - INMETRO - ANVISA Apresentação Empresa Nosso Negócio Desenvolver, Implementar e manter Soluções para a melhoria da Qualidade

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA No XXX Contrato por Produto - Nacional. Elaboração de Plano de Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação.

TERMO DE REFERÊNCIA No XXX Contrato por Produto - Nacional. Elaboração de Plano de Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação. TERMO DE REFERÊNCIA No XXX Contrato por Produto - Nacional 1. Função no Projeto: Elaboração de Plano de Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação. 2. Nosso Número BRA/12/010 3. Antecedentes A missão

Leia mais

ABNT NBR ISO/IEC 17021

ABNT NBR ISO/IEC 17021 NORMA BRASILEIRA ABNT NBR ISO/IEC 17021 Primeira edição 19.03.2007 Válida a partir de 19.04.2007 Versão corrigida 03.09.2007 Avaliação de conformidade Requisitos para organismos que fornecem auditoria

Leia mais

Plano de Projeto PD.33.10.74A.0013A/PP. Avaliação de Conformidade MoReq-Jus Conselho Nacional de Justiça

Plano de Projeto PD.33.10.74A.0013A/PP. Avaliação de Conformidade MoReq-Jus Conselho Nacional de Justiça Plano de Projeto PD.33.10.74A.0013A/PP Avaliação de Conformidade MoReq-Jus Conselho Nacional de Justiça Cotação: 23762/09 Cliente: CNJ Conselho Nacional de Justição Contato: Neide Alves Dias De Sordi E-mail:

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO - ESCOLA DE NEGÓCIOS. CURSOS: ADMINISTRAÇÃO, COMÉRCIO EXTERIOR e CIÊNCIAS CONTÁBEIS MANUAL DE ESTÁGIO ESCOLA DE NEGÓCIOS

MANUAL DE ESTÁGIO - ESCOLA DE NEGÓCIOS. CURSOS: ADMINISTRAÇÃO, COMÉRCIO EXTERIOR e CIÊNCIAS CONTÁBEIS MANUAL DE ESTÁGIO ESCOLA DE NEGÓCIOS MANUAL DE ESTÁGIO ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE COMÉRCIO EXTERIOR CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Profª. Dra. Neyde Lopes de Souza Prof. Ms. Luiz Vieira da Costa SUMÁRIO Pág. 1. Apresentação...

Leia mais

ABNT NBR ISO. ABNT NBR ISO 9001:2015 Como usar

ABNT NBR ISO. ABNT NBR ISO 9001:2015 Como usar ABNT NBR ISO 9001 ABNT NBR ISO 9001:2015 Como usar A ABNT NBR ISO 9001 é uma norma que define os requisitos para colocar um sistema de gestão da qualidade em vigor. Ela ajuda empresas a aumentar sua eficiência

Leia mais

Proposta de Avaliação

Proposta de Avaliação Proposta de Avaliação 12 de abril de 2012 Proposta 1568/12 ELABORADO POR: Valuation & Advisory Services Mony Lacerda, Senior Consultant ELABORADO PARA: Caixa Econômica Federal A/C.: Anderson Tanabe ÍNDICE

Leia mais

Guia de Cadastro no Sedex Global

Guia de Cadastro no Sedex Global Guia de Cadastro no Sedex Global JULHO 2014 Guia de Cadastro no Sedex Global JULHO 2014 1 2 3 Introdução... 4 O que é o Sedex Global... 6 2.1 Passo a passo do registro no Sedex Global...7 O que é a auditoria

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETO E ACOMPANHAMENTO DE EMPRESAS Contatos Vladimir de Souza Alves (Assessor Jurídico) Sheila Ribeiro Marques (Comitê

Leia mais

GERENCIAMENTO DE OBRAS

GERENCIAMENTO DE OBRAS GERENCIAMENTO DE OBRAS APRESENTAÇÃO A CGRADIN é uma empresa de consultoria em engenharia especializada em gerenciamento e planejamento de obras, sediada em Salvador e com atuação em todo território nacional.

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Aula 05 MPS.BR (ago/12) Melhoria de Processo do Software Brasileiro Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Agenda Descrição sumária do MPS.BR - Melhoria de Processo do Software

Leia mais

Certificação ISO/IEC 27001. SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação. A Experiência da DATAPREV

Certificação ISO/IEC 27001. SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação. A Experiência da DATAPREV Certificação ISO/IEC 27001 SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação A Experiência da DATAPREV DATAPREV Quem somos? Empresa pública vinculada ao Ministério da Previdência Social, com personalidade

Leia mais

Projeto IPN Integração do Pós- Negociação

Projeto IPN Integração do Pós- Negociação Projeto IPN Integração do Pós- Negociação 8ª Reunião do GT-Testes 9 de Maio de 2013 Posição sobre as providências acordadas na realizada em 11-abr-2013 Posição sobre as providências acordadas na realizada

Leia mais

APRENDA COMO GERENCIAR SEUS SERVIÇOS

APRENDA COMO GERENCIAR SEUS SERVIÇOS APRENDA COMO GERENCIAR SEUS SERVIÇOS Treinamento ISO 20000 Foundation Presencial ou EAD O Gerenciamento de Serviços de TI tem como foco o fornecimento eficiente e eficaz de serviços que assegura a satisfação

Leia mais

CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO BRASIL. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00001/2014

CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO BRASIL. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00001/2014 Pregão Eletrônico 926284.12014.9995.5031.568746915954.633 CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO BRASIL Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00001/2014 Às 09:05 horas do dia 25 de novembro de 2014,

Leia mais

CURSOS DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

CURSOS DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS CURSOS DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS A CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS É a linguagem primeira de transmissão de cultura em todas as sociedade e épocas É meio de aproximação de pessoas por meio de trocas simbólicas do

Leia mais

Melhoria de Processo de Software baseado no Modelo MPS.BR nível G - Um Estudo de Caso

Melhoria de Processo de Software baseado no Modelo MPS.BR nível G - Um Estudo de Caso Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade em Software PBQP SW Melhoria de Processo de Software baseado no Modelo MPS.BR nível G - Um Estudo de Caso Categoria 2.36: Métodos de Gestão Soltin - Soluções

Leia mais

Portifólio de Serviços

Portifólio de Serviços Portifólio de Serviços A PM11K conta com uma abrangência de mercado muito grande graças ao seu modelo inovador. Aqui você contrata um consultor e, junto dele, mais centenas de outros consultores em rede,

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE 1 ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE (D.O 01 revisão 05, de 22 de março de 2011) 2 SUMÁRIO PARTE I INTRODUÇÃO

Leia mais

Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em Desenvolvimento de Software

Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em Desenvolvimento de Software Rafael Espinha, Msc rafael.espinha@primeup.com.br +55 21 9470-9289 Maiores informações: http://www.primeup.com.br riskmanager@primeup.com.br +55 21 2512-6005 Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em

Leia mais

Manual de Normas e Procedimentos Referência AP Data de emissão JANEIRO/2013

Manual de Normas e Procedimentos Referência AP Data de emissão JANEIRO/2013 1 I- : 1. Objetivo: O propósito desse manual é estabelecer princípios básicos que representam a prática da Auditoria Interna da Viva Rio e da Viva Comunidade tanto a de processos quanto a anti-fraudes,

Leia mais

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0 TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Brivaldo Marinho - Consultor Versão 1.0 CONTROLE DA DOCUMENTAÇÃO Elaboração Consultor Aprovação Diretoria de Informática Referência do Produto

Leia mais

ISO/IEC 20000:2005. Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006

ISO/IEC 20000:2005. Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006 ISO/IEC 20000:2005 Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006 André Jacobucci andre.jacobucci@ilumna.com +55 11 5087 8829 www.ilumna.com Objetivos desta Apresentação

Leia mais