PLANO DE GERÊNCIAMENTO DE RISCOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO DE GERÊNCIAMENTO DE RISCOS"

Transcrição

1 1 PLANO DE GERÊNCIAMENTO DE RISCOS Versão 1.1 Rua Pedro Ribeiro, 85 - Matriz, Vitória de Santo Antão - PE, Pernambuco Brasil (81)

2 2 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 24/05/ Criação do Documento Hugo Pazolline 2505/ Peer review Ivonaldo Torres Rua Pedro Ribeiro, 85 - Matriz, Vitória de Santo Antão - PE, Pernambuco Brasil (81)

3 3 ÍNDICE... ERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO. 1. OBJETIVO DO PLANO DE GERENCIAMENTO DOS RISCOS GERENCIAMENTO DOS RISCOS DOCUMENTOS PADRONIZADOS DE RISCO RESPONSABILIDADES DOS RISCOS DA EQUIPE DO PROJETO IDENTIFICAR OS RISCOS EAR (ESTRUTURA ANALÍTICA DOS RISCOS) RISCOS... ERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO. REALIZAR A ANÁLISE QUALITATIVA DOS RISCOS DEFINIÇÕES DE PROBABILIDADE E IMPACTO DOS RISCOS... 6 REALIZAR A ANÁLISE QUANTITATIVA DOS RISCOS... 7 PLANEJAR AS RESPOSTAS AOS RISCOS RESERVAS DE CONTINGÊNCIA... 8 CONTROLAR OS RISCOS... 8 Rua Pedro Ribeiro, 85 - Matriz, Vitória de Santo Antão - PE, Pernambuco Brasil (81)

4 4 1. Objetivo do Plano de gerenciamento dos riscos Gerenciar os riscos do projeto requer um plano de gerenciamento dos riscos descrevendo como os processos de riscos serão estruturados e executados iniciando pela identificação dos riscos, suas análises qualitativa e quantitativa, seu plano de respostas e concluindo com a forma que os riscos serão controlados e monitorados. O plano de gerenciamento dos riscos é desenvolvido e aprovado durante a fase de planejamento do projeto e é um plano auxiliar do Plano de Gerenciamento de Projetos. Tem como objetivo aumentar a probabilidade e o impacto dos eventos positivos, reduzir a probabilidade e o impacto dos eventos negativos no projeto e orientar a equipe do projeto sobre como os processos de riscos serão executados. 2. Gerenciamento dos riscos 2.1. Processo de Riscos Identificar os riscos Determinar quais riscos podem afetar o projeto e documentar suas características. Realizar a análise qualitativa dos riscos Avaliar a exposição ao risco para priorizar os riscos que serão objetos de análise ou ação adicional. Realizar a análise quantitativa dos riscos Efetuar a análise numérica do efeito dos riscos identificados nos objetivos gerais do projeto. Planejar as respostas aos riscos Desenvolver opções e ações para aumentar as oportunidades e reduzir as ameaças aos objetivos do projeto. Controlar os riscos Monitorar e controlar os riscos durante o ciclo de vida do projeto Identificação dos Riscos Esta seção apresenta os riscos ao sucesso do projeto e suas prioridades, assim como as ações a serem tomadas caso os riscos venham a se concretizar. As tabelas a seguir descrevem esses riscos, segundo as convenções abaixo: Identificador: sequencial utilizado para fazer referências ao risco em outros documentos. Risco Operacional: o Risco Organizacional: Organização ineficiente. o Risco de Equipamento: Falhas de equipamentos. o Risco Pessoal: Qualificação de pessoal Risco Legal: o Descumprimento de leis normas e regulamentos. o Riscos tributários o Riscos de legislação Risco de Mercado: o Mudanças de preços dos ativos e passivos nos quais uma instituição mantém posição subdividido em quatro áreas o Ricos de taxa de juros o Riscos de taxa de Câmbios o Riscos de preço de ação o Riscos de preço de commodities Riscos de Credito: o Quebra de Clausula Contrato o Existência de um contrato: o A incerteza pelo cumprimento de ambas as partes o Riscos do não recebimento dos recursos emprestados ou fora do prazo e condições pactuadas o Riscos de decisão do credito:

5 5 o Aspectos subjetivos: experiência, tradição e idoneidade. o Aspectos Objetivos: analise econômica, perspectiva de geração de renda e qualidade das garantias. Riscos Técnicos: o Uso de tecnologias complexas, objetivos irreais, mudanças nas tecnologias; Riscos Gerenciais: o Alocação inadequada da equipe, plano de qualidade mal feito; Riscos organizacionais: o Custo, tempo e escopo não consistentes com a empresa, falta de prioridade; Riscos Externos: o Regulamentações, políticas Classificação de prioridade dos riscos Cada risco descrito na seção anterior tem certo impacto na organização e no projeto que está sendo desenvolvido. Podemos priorizar os riscos da seguinte maneira: Prioridade: o Alta - significa que o risco é muito crítico e deve ser tratado de imediato; o Média - significa que ele apresenta uma severidade média e não é necessário tratá-lo de imediato; o Baixa - significa que o risco apresenta menor severidade. Estratégia para transferir, evitar ou atenuar o risco: descrição de como o risco será tratada e, caso a estratégia não envolva a eliminação ou transferência do risco, a descrição do plano de contingência a ser adotado no caso do risco se concretizar. Responsável: indicação do responsável por gerenciar o risco. Estratégia para transferir, evitar ou atenuar o risco: descrição de como o risco será tratada e, caso a estratégia não envolva a eliminação ou transferência do risco, a descrição do plano de contingência a ser adotado no caso do risco se concretizar. Responsável: indicação do responsável por gerenciar o risco Responsabilidades dos riscos da Equipe do Projeto Membro da Equipe Hugo Pazolline Hugo Guilherme Paulo Rafael Responsabilidades Certificar que os riscos foram identificados e tratados de modo a aumentar a probabilidade e o impacto dos eventos positivos, reduzir a probabilidade e o impacto dos eventos negativos no projeto. Divulgar informações pertinentes aos riscos do projeto Monitorar os riscos conforme descrito neste plano. Aprovar o plano de gerenciamento de riscos e suas reservas de contingências. Aprovar o uso das reservas de contingência.

6 EAR (Estrutura Analítica dos Riscos) Projeto Organizacional Gerenciamento do projeto Técnico Externo Dependências do projeto Estimativa Requisitos Aquisições Priorização Planejamento Tecnologia Cliente Financiamento Controle Desempenho Entidades reguladoras Comunicação Qualidade Governo Condições climáticas 2.6. Identificar os riscos Os riscos estão detalhados no Registro dos riscos em anexo 3. Realizar a análise qualitativa dos riscos Os riscos identificados serão qualificados na sua probabilidade de ocorrência e impacto ou gravidade dos seus resultados. 1. Probabilidade Baixa A probabilidade de ocorrência do risco pode ser considerada pequena ou imperceptível menor do que 20%). Média Existe uma probabilidade razoável de ocorrência do risco (probabilidade entre 20 e 60%). Alta O risco é iminente (probabilidade maior que 60%). Muito Alta Probabilidade muito alta da ocorrência do risco (probabilidade maior que 80%). 2. Gravidade Baixa O impacto do evento de risco é irrelevante para o projeto, tanto em termos de custo, quanto de prazos, podendo ser facilmente resolvido. Média O impacto do evento de risco é relevante para o projeto e necessita de um gerenciamento mais preciso, sob pena de prejudicar os seus resultados. Alta O impacto do evento de risco é extremamente elevado e, no caso de não existir uma interferência direta, imediata e precisa da equipe do projeto, os resultados serão seriamente comprometidos. Muito Alta o impacto do risco é elevado e prejudicial ao projeto, sendo necessário a interferência direta e imediata da equipe do projeto Definições de probabilidade e impacto dos riscos Probabilidade % de certeza 1-Muito baixa 0 a 20% 2-Baixa 20 a 40% 3-Média 40 a 60% 4-Alta 60 a 80% 5-Muito Alta > 80%

7 7 O impacto varia de acordo com a área impactada. Veja o quadro abaixo orientando como classificar o impacto. Quando um risco impactar mais de uma área, deverá ser usada a área mais impactada. Custo Tempo Escopo Muito baixo (Nota = 1) Até 2% no orçamento Até 2% no prazo total Baixo (Nota = 2) Médio (Nota = 3) Alto (Nota = 4) Muito alto (Nota = 5) De 2 a 5% no De 5 a 8% no De 8 a 10% no Acima de 10% orçamento orçamento orçamento no orçamento De 2 a 5% no prazo De 5 a 8% no prazo De 8 a 10% no prazo Acima de 10% no prazo Mudança impactará Mudança impactará Mudança impactará no no custo no custo e no tempo custo, tempo e qualidade O grau do risco (G = I x P) está definido na matriz de probabilidade x impacto demonstrada abaixo. Matriz de Probabilidade x Impacto: Os graus de riscos serão priorizados da seguinte forma: Vermelho: risco elevado; Amarelo: risco médio; Verde: risco baixo. Probabilidade Impacto Realizar a análise quantitativa dos riscos A análise de risco quantitativa não será usada por padrão. Caso o Comitê do Projeto decida pelo seu uso pós-análise de riscos qualitativa, será contratada empresa especializada ou será feito o treinamento da equipe do projeto para estarem aptos a realizar tal análise. 5. Planejar as respostas aos riscos Várias respostas estratégicas a risco são disponíveis. A melhor estratégia deve ser selecionada para cada risco. Então ações específicas devem ser desenvolvidas para implementar esta estratégia. Podem ser selecionadas uma estratégia principal e uma alternativa. Principal Evitar. Evitar o risco é mudar o plano de projeto para eliminar o risco ou a condição ou para proteger os objetivos do projeto destes impactos. Embora a equipe não possa eliminar todos os eventos de risco, alguns riscos específicos podem ser evitados. Alguns eventos de risco que surgem cedo no projeto podem ser evitados com requerimentos esclarecedores, obtendo-se informações, melhorando a comunicação ou consultando especialista. Reduzindo escopo para evitar atividades de alto risco, acrescentando recursos ou tempo, adotando uma abordagem familiar em vez de uma inovação, ou evitando um fornecedor desconhecido podem ser exemplos de evitar o risco. Alternativa

8 8 Mitigar. A mitigação procura reduzir a probabilidade e/ou consequências de um evento de risco de adverso para um aceitável. Tomar ações cedo para reduzir a probabilidade de uma ocorrência ou impacto no projeto é mais eficaz que tentar reparar as consequências depois de ocorrido. As mitigações de custos devem ser apropriadas, dando a provável probabilidade do risco e suas consequências. A mitigação de risco pode tomar a forma de implementação de um novo curso de ação que reduzirá o problema ex.: adotando processos menos complexos, conduzindo mais testes sísmico ou de engenharia, ou escolhendo fornecedor mais estável. Ele pode envolver condições de mudanças em que a probabilidade de ocorrência de risco seja reduzida ex. adicionando recursos ou tempo no cronograma. Ele pode requer o desenvolvimento de protótipo com escala menor para reduzir o risco. Aonde não é possível reduzir a probabilidade, a mitigação da resposta pode endereçar o impacto do risco para determinar a severidade. Por exemplo, desenhando redundâncias no subsistema pode reduzir o impacto que resultem de falhas de um componente original Reservas de contingência Para os riscos não identificados, orçamento e o prazo original serão aumentados em 10%. O comitê do projeto deverá aprovar o uso das reservas de contingência em reunião que ocorrerá toda primeira segunda-feira de todo mês. 6. Controlar os riscos O GP e os responsáveis definidos na matriz de responsabilidade devem acompanhar os riscos identificados, monitorar os riscos residuais, identificar novos riscos, executar os planos de respostas a riscos e avaliar sua eficácia durante todo o ciclo de vida do projeto. O gerente de projeto executa o que foi planejado na análise de riscos e controla os riscos novos identificados durante a execução do projeto. Este processo consiste de: Identificar, analisar, e planejar para riscos novos; Monitorar os riscos identificados; Analisar novamente os riscos existentes de acordo com as mudanças de contexto; Monitorar condições para ativar planos de contingência; Monitorar riscos residuais; Rever a execução do plano de respostas aos riscos para avaliar sua eficácia; Determina se as premissas do projeto ainda são válidas; Determinar se as políticas e os procedimentos de gestão de risco estão sendo seguidas; Determinar se as reservas de contingência de custo e prazo devem ser modificadas com os riscos do projeto. Checklist Implementar a análise de risco aprovada. Identificar novos riscos e gerenciá-los adequadamente. Atualizar o plano de resposta de riscos com os riscos novos. Incluir um sumário dos riscos nas reuniões de status. Revisar todos os documentos impactados. Conduzir sessões para avaliar os riscos se necessário. Aprovações Participante Assinatura Data Gerente do Projeto Hugo Pazolline Barreto dos Santos 24/05/2015

Plano de Gerenciamento de Riscos

Plano de Gerenciamento de Riscos Plano de Gerenciamento de Riscos Plano de Gerenciamento de Riscos Página 1 de 6 Controle de Versões Versão Data Autor Notas da Revisão 1.0 07/11/2014 Mahilson Finalização do document Índice ÍNDICE... 1

Leia mais

Roteiro SENAC. Análise de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos

Roteiro SENAC. Análise de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos SENAC Pós-Graduação em Segurança da Informação: Análise de Riscos Parte 2 Leandro Loss, Dr. Eng. loss@gsigma.ufsc.br http://www.gsigma.ufsc.br/~loss Roteiro Introdução Conceitos básicos Riscos Tipos de

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo VIII Riscos

Gerenciamento de Projetos Modulo VIII Riscos Gerenciamento de Projetos Modulo VIII Riscos Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

Gestão da Qualidade em Projetos

Gestão da Qualidade em Projetos Gestão da Qualidade em Projetos O que é risco? Um risco é um evento incerto que, se ocorrer, pode comprometer a realização do objetivo do projeto. Identificação de riscos inclui determinar quais riscos

Leia mais

Risco de projeto é um evento ou condição incerta que, se ocorrer, tem um efeito positivo ou um negativo no objetivo de um projeto.

Risco de projeto é um evento ou condição incerta que, se ocorrer, tem um efeito positivo ou um negativo no objetivo de um projeto. Risco de projeto é um evento ou condição incerta que, se ocorrer, tem um efeito positivo ou um negativo no objetivo de um projeto. Um risco tem uma causa e, se ocorre, uma conseqüência. Se um ou outro

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Planejando os Riscos. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Planejando os Riscos. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Planejando os Riscos Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Introdução Planejar o Gerenciamento dos Riscos. Identificar os Riscos Realizar a Análise Qualitativa

Leia mais

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração Diretoria de Desenvolvimento Gerencial Coordenação Geral de Educação a Distância Gerência de Projetos - Teoria e Prática Conteúdo para impressão Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das

Leia mais

Gerenciamento da Integração (PMBoK 5ª ed.)

Gerenciamento da Integração (PMBoK 5ª ed.) Gerenciamento da Integração (PMBoK 5ª ed.) O PMBoK diz que: O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos e as atividades necessárias para identificar, definir, combinar, unificar e coordenar

Leia mais

Gestão de Riscos em Projetos de Software

Gestão de Riscos em Projetos de Software Gestão de Riscos em Projetos de Software Júlio Venâncio jvmj@cin.ufpe.br 2 Roteiro Conceitos Iniciais Abordagens de Gestão de Riscos PMBOK CMMI RUP 3 Risco - Definição Evento ou condição incerta que, se

Leia mais

Gerenciamento de Riscos. Marcelo Sakamori

Gerenciamento de Riscos. Marcelo Sakamori Gerenciamento de Riscos Marcelo Sakamori Risco Qualquer atividade que pode ocorrer e modificar o resultado de uma atividade do projeto (GREENE, 2008). Risco Risco Risco Gerenciamento de Riscos A finalidade

Leia mais

CAPÍTULO 4 - Gerenciamento de integração do projeto

CAPÍTULO 4 - Gerenciamento de integração do projeto CAPÍTULO 4 - Gerenciamento de integração do projeto 4.1 Desenvolver o termo de abertura do projeto INICIAÇÃO.1 Contrato (quando aplicável).2 Declaração do trabalho do projeto.1 Métodos de seleção de.2

Leia mais

PMBOK 4ª Edição III. O padrão de gerenciamento de projetos de um projeto

PMBOK 4ª Edição III. O padrão de gerenciamento de projetos de um projeto PMBOK 4ª Edição III O padrão de gerenciamento de projetos de um projeto 1 PMBOK 4ª Edição III Processos de gerenciamento de projetos de um projeto 2 Processos de gerenciamento de projetos de um projeto

Leia mais

ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL DO BANCO COOPERATIVO SICREDI E EMPRESAS CONTROLADAS

ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL DO BANCO COOPERATIVO SICREDI E EMPRESAS CONTROLADAS ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL DO BANCO COOPERATIVO SICREDI E EMPRESAS CONTROLADAS Versão : 31 de dezembro de 2008 CONTEÚDO 1. INTRODUÇÃO...3 2. ORGANIZAÇÃO DA GESTÃO DE RISCO OPERACIONAL...3

Leia mais

Processos de gerenciamento de riscos. Planejamento Identificação Análise Resposta Monitoramento

Processos de gerenciamento de riscos. Planejamento Identificação Análise Resposta Monitoramento Gerência de Riscos Processos de gerenciamento de riscos Planejamento Identificação Análise Resposta Monitoramento Gerência de Riscos O Plano de Gerência de Riscos descreve como a identificação, a análise

Leia mais

Gerência de Risco. Plácido A. Souza Neto. March 4, 2013. Diretoria Acadêmica de Gestão de Tecnologia da Informação - DIATINF

Gerência de Risco. Plácido A. Souza Neto. March 4, 2013. Diretoria Acadêmica de Gestão de Tecnologia da Informação - DIATINF Gerência de Risco Plácido A. Souza Neto 1 1 Instituto Federal do Rio Grande do Norte - IFRN Diretoria Acadêmica de Gestão de Tecnologia da Informação - DIATINF March 4, 2013 Plácido A. Souza Neto Gerência

Leia mais

Gerenciamento dos Riscos de um Projeto

Gerenciamento dos Riscos de um Projeto Gerenciamento dos Riscos de um Projeto Profa. Carolina Andion, Dra Referência: PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE (PMI) Um Guia do Conjunto de Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK Capítulo 6),

Leia mais

29/05/2012. Gestão de Projetos. Luciano Gonçalves de Carvalho FATEC. Agenda. Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências FATEC

29/05/2012. Gestão de Projetos. Luciano Gonçalves de Carvalho FATEC. Agenda. Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências FATEC Gestão de Projetos 1 Agenda Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências 2 1 GERENCIAMENTO DA INTEGRAÇÃO DO PROJETO 3 Gerenciamento da Integração do Projeto Fonte: EPRoj@JrM 4 2 Gerenciamento

Leia mais

Trata-se do processo de planejamento, identificação, análise e planejamento de respostas e controle de riscos.

Trata-se do processo de planejamento, identificação, análise e planejamento de respostas e controle de riscos. Aula 22 1 2 Trata-se do processo de planejamento, identificação, análise e planejamento de respostas e controle de riscos. O objetivo deste processo é aumentar a possibilidade de eventos positivos e reduzir

Leia mais

Workshop PMBoK. Gerenciamento de Recursos Humanos

Workshop PMBoK. Gerenciamento de Recursos Humanos Workshop PMBoK Gerenciamento de Recursos Humanos Paulo H. Jayme Alves Departamento de Inovação Tecnológica - DeIT Janeiro de 2009 1 Envolvimento da equipe Os membros da equipe devem estar envolvidos: Em

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos MBA em EXCELÊNCIA EM GESTÃO DE PROJETOS E PROCESSOS ORGANIZACIONAIS Planejamento e Gestão de Projetos Prof. Msc Maria C. Lage Prof. Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Riscos 1 Introdução Gerenciamento

Leia mais

FINANÇAS AS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS AS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS AS EM PROJETOS DE TI 2012 Exercícios cios de Fixação e Trabalho em Grupo - 1 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 1. Carla, patrocinadora do projeto, solicita uma reunião ao Alexandre, gerente do

Leia mais

O que é e como encontrar uma oportunidade?

O que é e como encontrar uma oportunidade? CRIAÇÃO DE NOVOS NEGÓCIOS Danillo Tourinho Sancho da Silva, MSc O que é e como encontrar uma oportunidade? CRIAÇÃO DE NOVOS NEGÓCIOS É mais fácil perceber uma carência ou uma necessidade do que uma oportunidade.

Leia mais

Gerenciamento de Riscos em Projetos Prof. Sérgio Ricardo do Nascimento Aula 1 Exercícios 13/05/14

Gerenciamento de Riscos em Projetos Prof. Sérgio Ricardo do Nascimento Aula 1 Exercícios 13/05/14 Gerenciamento de Riscos em Projetos Prof. Sérgio Ricardo do Nascimento Aula 1 Exercícios 13/05/14 1 Gerenciamento de Riscos em Projetos - Prof. Sérgio Ricardo do Nascimento Exercício O gerente de projeto

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ICA 7-26 PROCESSO DE GESTÃO DE RISCOS DE SEGURANÇA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO 2013 MINISTÉRIO

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo III Grupo de Processos

Gerenciamento de Projetos Modulo III Grupo de Processos Gerenciamento de Projetos Modulo III Grupo de Processos Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

Gerenciamento de integração de projeto

Gerenciamento de integração de projeto Objetivos do Conteúdo Gerenciamento de integração de projeto Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos Prover capacitação para: - Identificar os processos de Gerenciamento de Projetos;

Leia mais

Processos de Gerenciamento de Projetos. Planejamento e Controle de Projetos 5 TADS FSR. Processos

Processos de Gerenciamento de Projetos. Planejamento e Controle de Projetos 5 TADS FSR. Processos Processos de Gerenciamento de Projetos Planejamento e Controle de Projetos 5 TADS FSR Prof. Esp. André Luís Belini 2 Processos O gerenciamento de projetos é a aplicação de conhecimento, habilidades, ferramentas

Leia mais

Gestão dos Prazos e Custos do Projeto

Gestão dos Prazos e Custos do Projeto Gestão dos Prazos e Custos do Projeto Prof. Sérgio Ricardo do Nascimento Aula 4 14 de Novembro de 2013 1 Gestão dos Prazos e Custos do Projeto - Prof. Sérgio Ricardo do Nascimento Informações iniciais

Leia mais

Construção Casa Simples. II - RBS Risk Breakdown Structure para a identificação dos riscos

Construção Casa Simples. II - RBS Risk Breakdown Structure para a identificação dos riscos Construção Casa Simples PLANO GERENCIAMENTO RISCOS E RESPOSTAS AOS RISCOS RISK MANAGEMENT PLAN AND RISK RESPONSE MANAGEMENT PLAN Preparado por Ronilson Ronald Marques Gerente do Projeto Versão 1.0 Aprovado

Leia mais

Planejamento - 7. Planejamento do Gerenciamento do Risco Identificação dos riscos. Mauricio Lyra, PMP

Planejamento - 7. Planejamento do Gerenciamento do Risco Identificação dos riscos. Mauricio Lyra, PMP Planejamento - 7 Planejamento do Gerenciamento do Risco Identificação dos riscos 1 O que é risco? Evento que representa uma ameaça ou uma oportunidade em potencial Plano de gerenciamento do risco Especifica

Leia mais

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS EM PROJETOS DE TI 2012 Material 1 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 E-mail valeretto@yahoo.com.br Objetivo Objetivos desta disciplina são: reconhecer as bases da administração financeira das empresas,

Leia mais

P l a n o d e G e r e n c i a m e n t o d e R i s c o s d o P r o j e t o

P l a n o d e G e r e n c i a m e n t o d e R i s c o s d o P r o j e t o P l a n o d e G e r e n c i a m e n t o d e R i s c o s d o P r o j e t o I d e n t i f i c a ç ã o Projeto Implantação de Sistema GED Solicitante BB S.A Patrocinador do Projeto Jurandir Toblib Presidente

Leia mais

Por que sua organização deve implementar a ABR - Auditoria Baseada em Riscos

Por que sua organização deve implementar a ABR - Auditoria Baseada em Riscos Março de 2010 UM NOVO PARADIGMA PARA AS AUDITORIAS INTERNAS Por que sua organização deve implementar a ABR - Auditoria Baseada em Riscos por Francesco De Cicco 1 O foco do trabalho dos auditores internos

Leia mais

Gestão de Projetos. Pós Graduação Executiva em. Gerenciamento dos Riscos. Fabricio.sales@pmipe.org.br

Gestão de Projetos. Pós Graduação Executiva em. Gerenciamento dos Riscos. Fabricio.sales@pmipe.org.br Pós Graduação Executiva em Gestão de Projetos Gerenciamento dos Riscos PMP é uma marca registrada do Project Management Institute, Inc. Fabricio.sales@pmipe.org.br Quem sou eu? 2 Nome: Fabrício Sales Formação

Leia mais

EXTRATO DA POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS

EXTRATO DA POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS 1 OBJETIVO Fornecer as diretrizes para a Gestão de Riscos da Fibria, assim como conceituar, detalhar e documentar as atividades a ela relacionadas. 2 ABRANGÊNCIA Abrange todas as áreas da Fibria que, direta

Leia mais

Processos de gerenciamento de projetos em um projeto

Processos de gerenciamento de projetos em um projeto Processos de gerenciamento de projetos em um projeto O gerenciamento de projetos é a aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto a fim de cumprir seus requisitos.

Leia mais

Gerenciamento de Riscos em Projetos. Parte 10. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE- 325. Docente: Petrônio Noronha de Souza

Gerenciamento de Riscos em Projetos. Parte 10. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE- 325. Docente: Petrônio Noronha de Souza Gerenciamento de Riscos em Projetos Parte 10 Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE- 325 Docente: Petrônio Noronha de Souza Curso: Engenharia e Tecnologia Espaciais Concentração: Engenharia e Gerenciamento

Leia mais

RBS Risk Breakdown Structure para a identificação dos riscos

RBS Risk Breakdown Structure para a identificação dos riscos PROJETO NOVAS FRONTEIRAS PLANO DE GERENCIAMENTO DE RISCOS E DE RESPOSTAS AOS RISCOS RISK MANAGEMENT PLAN AND RISK RESPONSE MANAGEMENT PLAN Preparado por Juliano Palácios Medeiros Membro do time Versão

Leia mais

Gerência dos Riscos do Projeto

Gerência dos Riscos do Projeto Universida Mogi das ruzes Gerência dos Riscos do Projeto A Gerência Risco do Projeto inclui os processos envolvidos na intificação, análise e resposta aos riscos do projeto. Isto inclui a maximização dos

Leia mais

Política de Gestão de Riscos

Política de Gestão de Riscos Política de Gestão de Riscos 1 OBJETIVO Fornecer as diretrizes para a Gestão de Riscos da Fibria, assim como conceituar, detalhar e documentar as atividades a ela relacionadas. 2 ABRANGÊNCIA Abrange todas

Leia mais

Curso de Gerência de Projetos Módulo VI Encerrando um

Curso de Gerência de Projetos Módulo VI Encerrando um Curso de Gerência de Projetos Módulo VI Encerrando um projeto (PMBOK) Revisão O que vimos até agora? Iniciando um projeto Desenvolver o termo de abertura Desenvolver o escopo preliminar do projeto Gerenciamento

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Executando o Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Executando o Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Executando o Projeto III Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Realizar Aquisições Realizar a Garantia de Qualidade Distribuir Informações Gerenciar as

Leia mais

Projeto. Gerenciamento de Projeto de Software. Tópicos abordados. Características básicas de um projeto. Definição

Projeto. Gerenciamento de Projeto de Software. Tópicos abordados. Características básicas de um projeto. Definição Gerenciamento de Projeto de Software Tópicos abordados Atividades de gerenciamento Planejamento do projeto Cronograma do projeto Gerenciamento de riscos Prof. Ms. Luiz Alberto Contato: lasf.bel@gmail.com

Leia mais

Roteiro SENAC. Análise de Riscos. Análise Quantitativa de Riscos. Análise Quantitativa de Riscos. Análise Quantitativa de Riscos

Roteiro SENAC. Análise de Riscos. Análise Quantitativa de Riscos. Análise Quantitativa de Riscos. Análise Quantitativa de Riscos SENAC Pós-Graduação em Segurança da Informação: Análise de Riscos Parte 5 Leandro Loss, Dr. Eng. loss@gsigma.ufsc.br http://www.gsigma.ufsc.br/~loss Roteiro Análise de Qualitativa Quantitativa Medidas

Leia mais

POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS DO FUNBIO

POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS DO FUNBIO POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS DO FUNBIO P-32 /2014 Área Responsável: Auditoria Interna OBJETIVO: Descrever a metodologia do FUNBIO à gestão de riscos, documentar os papéis e responsabilidades da

Leia mais

Gerenciamento de integração de projeto. Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de integração de projeto. Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de integração de projeto Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos 9 áreas de conhecimento de GP / PMBOK / PMI QUALIDADE RECURSOS HUMANOS ESCOPO AQUISIÇÕES INTEGRAÇÃO COMUNICAÇÕES

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização

Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos

Leia mais

AMARO Gestão Empresarial Ltda.

AMARO Gestão Empresarial Ltda. Anexo SL Por se tratar de uma tradução livre e de uso somente informativo para os clientes da consultoria, selecionamos somente os trechos importantes do Anexo SL e colocamos abaixo o Apêndice 2 que estrutura

Leia mais

Então... Estrutura do Relatório. Estrutura do Relatório Compõe-se, basicamente, de quatro partes: Estrutura do Relatório

Então... Estrutura do Relatório. Estrutura do Relatório Compõe-se, basicamente, de quatro partes: Estrutura do Relatório Objetivos do Auditor Independente: Formar uma opinião sobre as demonstrações contábeis com base na avaliação das conclusões atingidas pela evidência de auditoria obtida; e Expressar claramente essa opinião

Leia mais

Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos

Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos 11. Gerenciamento de riscos do projeto PMBOK 2000 PMBOK 2004 11.1 Planejamento de gerenciamento de riscos 11.1 Planejamento de gerenciamento de riscos

Leia mais

F.1 Gerenciamento da integração do projeto

F.1 Gerenciamento da integração do projeto Transcrição do Anexo F do PMBOK 4ª Edição Resumo das Áreas de Conhecimento em Gerenciamento de Projetos F.1 Gerenciamento da integração do projeto O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos

Leia mais

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 1 Trimestre de 2012 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 PERFIL DO BANCO... 3 3 RESUMO DA ESTRUTURA DE GESTÃO DE RISCOS... 3 4 RISCO DE CRÉDITO... 3 5 RISCO DE MERCADO... 8 6

Leia mais

Pedro de Barros Leal Pinheiro Marino. Universidade de Brasília

Pedro de Barros Leal Pinheiro Marino. Universidade de Brasília Pedro de Barros Leal Pinheiro Marino 1 O que são riscos? Eventos ou condições incertas, que caso ocorram, podem gerar impactos negativos (ameaças) ou positivos (oportunidades) nos objetivos de programas,

Leia mais

Gerenciamento de Aquisições do Projeto Fornecimentos e Compras

Gerenciamento de Aquisições do Projeto Fornecimentos e Compras Gerenciamento de Aquisições do Projeto Fornecimentos e Compras 12. Gerenciamento de aquisições do projeto PMBOK 2000 PMBOK 2004 12.1 Planejamento das aquisições 12.1 Planejar compras e aquisições 12.2

Leia mais

Roteiro SENAC. Análise de Riscos. Monitoramento e Controle de Riscos. Monitoramento e Controle de Riscos. Monitoramento e Controle de Riscos

Roteiro SENAC. Análise de Riscos. Monitoramento e Controle de Riscos. Monitoramento e Controle de Riscos. Monitoramento e Controle de Riscos SENAC Pós-Graduação em Segurança da Informação: Análise de Parte 8 Leandro Loss, Dr. loss@gsigma.ufsc.br http://www.gsigma.ufsc.br/~loss Roteiro Análise de Quantitativa Qualitativa Medidas de tratamento

Leia mais

Gerenciamento das Aquisições do Projeto (PMBoK 5ª ed.)

Gerenciamento das Aquisições do Projeto (PMBoK 5ª ed.) Gerenciamento das Aquisições do Projeto (PMBoK 5ª ed.) Esta é a penúltima área do conhecimento do PMBoK, sendo o capítulo 12 do guia. O PMBoK diz que esta área inclui os processos necessários para comprar

Leia mais

3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos

3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos 3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos Este capítulo tem como objetivo a apresentação das principais ferramentas e metodologias de gerenciamento de riscos em projetos, as etapas do projeto onde o processo

Leia mais

DAVI BARRETO E FERNANDO GRAEFF

DAVI BARRETO E FERNANDO GRAEFF OS TRECHOS EM FONTE NA COR VERMELHA SÃO AS NOVIDADES ACRESCENTADAS PELO AUTOR. CAPÍTULO 2 2.1. QUANDO A AUDITORIA INDEPENDENTE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS É NECESSÁRIA? Vimos que a auditoria tornou se

Leia mais

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio Página 1 NORMA ISO 14004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio (votação 10/02/96. Rev.1) 0. INTRODUÇÃO 0.1 Resumo geral 0.2 Benefícios de se ter um Sistema

Leia mais

RELATÓRIO DE GERENCIAMENTO DE RISCOS CONGLOMERADO FINANCEIRO PETRA 1º Tri 2014 gr

RELATÓRIO DE GERENCIAMENTO DE RISCOS CONGLOMERADO FINANCEIRO PETRA 1º Tri 2014 gr 1. Introdução 2. Áreas de Atuação 3. Estrutura de Gerenciamento de Riscos 4. Apetite ao Risco 5. Informações Qualitativas 5.1 Risco de Crédito 5.2 Risco de Mercado 5.3 Risco de Liquidez 5.4 Risco Operacional

Leia mais

Engenharia de Requisitos de Software

Engenharia de Requisitos de Software Engenharia de Requisitos de Software Marcelo Otone Aguiar, MSc, PMP PROJETOS 1 O que é Projeto Um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. PMI

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO - PGR

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO - PGR POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO - PGR DATASUS Maio 2013 Arquivo: Política de Gestão de Riscos Modelo: DOC-PGR Pág.: 1/12 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO...3 1.1. Justificativa...3 1.2. Objetivo...3 1.3. Aplicabilidade...4

Leia mais

Gerência de Projetos Prof. Késsia Rita da Costa Marchi 3ª Série kessia@unipar.br

Gerência de Projetos Prof. Késsia Rita da Costa Marchi 3ª Série kessia@unipar.br Gerência de Projetos Prof. Késsia Rita da Costa Marchi 3ª Série kessia@unipar.br Motivações Gerenciamento de projetos, vem sendo desenvolvido como disciplina desde a década de 60; Nasceu na indústria bélica

Leia mais

Gerenciamento de Riscos em Projetos Aula 2

Gerenciamento de Riscos em Projetos Aula 2 Gerenciamento de Riscos em Projetos Aula 2 Out/2013 Revisão Gerenciamento de Projetos Áreas de Conhecimento Processos Cronograma EAP Revisão Conceitos de Riscos Incertezas Risco Evento de Risco Tipo de

Leia mais

Tecnologia em Gestão Pública Desenvolvimento de Projetos - Aula 9 Prof. Rafael Roesler

Tecnologia em Gestão Pública Desenvolvimento de Projetos - Aula 9 Prof. Rafael Roesler Tecnologia em Gestão Pública Desenvolvimento de Projetos - Aula 9 Prof. Rafael Roesler Introdução Objetivos da Gestão dos Custos Processos da Gerência de Custos Planejamento dos recursos Estimativa dos

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DO MODELO DE GESTÃO DE PESSOAS POR COMPETÊNCIAS NA JUSTIÇA DO TRABALHO DE PRIMEIRO E SEGUNDO GRAUS

IMPLANTAÇÃO DO MODELO DE GESTÃO DE PESSOAS POR COMPETÊNCIAS NA JUSTIÇA DO TRABALHO DE PRIMEIRO E SEGUNDO GRAUS Anexo - Modelo de Gestão de Pessoas 936/2012 - Segunda-feira, 12 de Março de 2012 Conselho Superior da Justiça do Trabalho 1 Página 1 de 14 IMPLANTAÇÃO DO MODELO DE GESTÃO DE PESSOAS POR COMPETÊNCIAS NA

Leia mais

ANEXO II DOS TERMOS DE REFERÊNCIA

ANEXO II DOS TERMOS DE REFERÊNCIA ANEXO II DOS TERMOS DE REFERÊNCIA GLOSSÁRIO DE TERMOS DO MARCO ANALÍTICO Avaliação de Projetos de Cooperação Sul-Sul: exercício fundamental que pretende (i ) aferir a eficácia, a eficiência e o potencial

Leia mais

Análise da incorporação do gerenciamento de riscos em projetos de delineamento de experimentos

Análise da incorporação do gerenciamento de riscos em projetos de delineamento de experimentos Análise da incorporação do gerenciamento de riscos em projetos de delineamento de Eduardo da Silva Oliveira (Unifei) edu@yahoo.com.br Carlos Eduardo Sanches da Silva, Dr. (Unifei) sanches@unifei.edu.br

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA EXECUTIVA

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA EXECUTIVA PROGRAMA DE MODERNIZAÇÃO INTEGRADA DO MINISTÉRIO DA FAZENDA - PMIMF MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA EXECUTIVA ATORES DA REDE DE INOVAÇÃO 2 O MODELO CONTEMPLA: Premissas e diretrizes de implementação Modelo

Leia mais

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 4 Trimestre de 2013 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 PERFIL DO BANCO... 3 3 RESUMO DA ESTRUTURA DE GESTÃO DE RISCOS... 3 4 RISCO DE CRÉDITO... 3 4.1 Definição... 3 4.2 Gestão

Leia mais

MANUAL DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL

MANUAL DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL 1 INTRODUÇÃO O objetivo deste manual é orientar a administração da Cooperativa nos procedimentos internos destinados a minimizar a ocorrência de riscos operacionais, estabelecendo, didaticamente, conceitos

Leia mais

4 Metodologia de Gerenciamento Integrado de Riscos

4 Metodologia de Gerenciamento Integrado de Riscos 4 Metodologia de Gerenciamento Integrado de Riscos Neste capitulo iremos apresentar a metodologia escolhida para a elaboração do estudo de caso que incorpora a análise quantitativa dos riscos financeiros.

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software de Software Gerenciamento de de Software Dedica-se a assegurar que o nível requerido de qualidade seja atingido Em um produto de software Envolve a definição de padrões e procedimentos apropriados de qualidade

Leia mais

Introdução ao Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Projeto: mps Br melhoria de processo do software Brasileiro

Introdução ao Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Projeto: mps Br melhoria de processo do software Brasileiro Introdução ao Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Realidade das Empresas Brasileiras ISO/IEC 12207 ISO/IEC 15504 CMMI Softex Governo Universidades Modelo de Referência para

Leia mais

Padrão de Desempenho 1: Sistemas de Gerenciamento e Avaliação Socioambiental

Padrão de Desempenho 1: Sistemas de Gerenciamento e Avaliação Socioambiental Introdução 1. O Padrão de Desempenho 1 destaca a importância do gerenciamento do desempenho socioambiental durante o ciclo de um projeto (qualquer atividade comercial sujeita a avaliação e administração).

Leia mais

MANUAL DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL

MANUAL DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL 1 - INTRODUÇÃO O objetivo deste manual é orientar a Administração da Cooperativa nos procedimentos internos destinados a minimizar a ocorrência de riscos operacionais, estabelecendo, didaticamente, conceitos

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Douglas Farias Cordeiro

Gerenciamento de Projetos. Douglas Farias Cordeiro Gerenciamento de Projetos Douglas Farias Cordeiro Conceito de Organização Uma organização pode ser descrita como um arranjo sistemático, onde esforços individuais são agregados em prol de um resultado

Leia mais

Palestra 03. O ICBv3 da IPMA como Instrumento para a Auto Avaliação Avaliação de Competências do

Palestra 03. O ICBv3 da IPMA como Instrumento para a Auto Avaliação Avaliação de Competências do Palestra 03 O ICBv3 da IPMA como Instrumento para a Auto Avaliação Avaliação de Competências do Gerente de Projetos O ICBV3 DA IPMA COMO INSTRUMENTO PARA A AUTO AVALIAÇÃO DE COMPETÊNCIAS DO GERENTE DE

Leia mais

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009. 3 Trimestre de 2013 ÍNDICE

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009. 3 Trimestre de 2013 ÍNDICE Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 3 Trimestre de 2013 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 PERFIL DO BANCO... 3 3 RESUMO DA ESTRUTURA DE GESTÃO DE RISCOS... 3 4 RISCO DE CRÉDITO... 3 4.1 Definição... 3 4.2 Gestão

Leia mais

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 1 Trimestre de 2013 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 PERFIL DO BANCO... 3 3 RESUMO DA ESTRUTURA DE GESTÃO DE RISCOS... 3 4 RISCO DE CRÉDITO... 3 4.1 Definição... 3 4.2 Gestão

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE A Aplicação do Gerenciamento de Risco nos Projetos de Implantação de ERP - Protheus. Por: Gisele Santos Ribeiro Orientador

Leia mais

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos Sumário Sistemas de Informação para Processos Produtivos 1. Gerência de 2. Agentes principais e seus papéis 3. Ciclo de vida do gerenciamento de projetos M. Sc. Luiz Alberto lasf.bel@gmail.com Módulo 6

Leia mais

Gerência de Projetos - Introdução

Gerência de Projetos - Introdução Especialização em Gerência de Projetos de Software Gerência de Projetos - Introdução Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br Gerência de Projetos de Software 2009 Faculdade de Computação

Leia mais

ISO 14004:2004. ISO14004 uma diretriz. Os princípios-chave ISO14004. Os princípios-chave

ISO 14004:2004. ISO14004 uma diretriz. Os princípios-chave ISO14004. Os princípios-chave ISO14004 uma diretriz ISO 14004:2004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio Prof.Dr.Daniel Bertoli Gonçalves FACENS 1 Seu propósito geral é auxiliar as

Leia mais

Gerenciamento de Riscos no RUP. Hermano Perrelli hermano@cin.ufpe.br

Gerenciamento de Riscos no RUP. Hermano Perrelli hermano@cin.ufpe.br Gerenciamento de Riscos no RUP Hermano Perrelli hermano@cin.ufpe.br Objetivos Introduzir conceitos básicos relacionados ao gerenciamento de riscos Discutir o levantamento, análise e tratamento de riscos

Leia mais

revelando tudo ZHA Zurich Hazard Analysis Análise de Riscos Zurich Engenharia de Riscos Soluções Diferenciadas

revelando tudo ZHA Zurich Hazard Analysis Análise de Riscos Zurich Engenharia de Riscos Soluções Diferenciadas revelando tudo ZHA Zurich Hazard Analysis Engenharia de Riscos Soluções Diferenciadas Ferramenta de gerenciamento de riscos voltada a facilitar a sistemática de identificação, avaliação e redução de perigos

Leia mais

CÓPIA MINISTÉRIO DA FAZENDA Conselho Administrativo de Recursos Fiscais

CÓPIA MINISTÉRIO DA FAZENDA Conselho Administrativo de Recursos Fiscais Fl. 2 MINISTÉRIO DA FAZENDA Conselho Administrativo de Recursos Fiscais PORTARIA CARF Nº 64, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2015. Dispõe sobre a Política de Gestão de Riscos do Conselho Administrativo de Recursos

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos NOÇÕES DE OHSAS 18001:2007 CONCEITOS ELEMENTARES SISTEMA DE GESTÃO DE SSO OHSAS 18001:2007? FERRAMENTA ELEMENTAR CICLO DE PDCA (OHSAS 18001:2007) 4.6 ANÁLISE CRÍTICA 4.3 PLANEJAMENTO A P C D 4.5 VERIFICAÇÃO

Leia mais

CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (ISO/IEC 27006:2011) - OTS

CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (ISO/IEC 27006:2011) - OTS CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (ISO/IEC 276:2011) - OTS NORMA Nº NIT-DICOR-011 APROVADA EM MAR/2013 Nº 01/46 SUMÁRIO

Leia mais

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio NORMA ISO 14004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio São Paulo, 10 de Março de 2003 Índice 0 INTRODUÇÃO...4 0.1 ASPECTOS GERAIS...4 0.2 BENEFÍCIOS DE

Leia mais

Introdução. Escritório de projetos

Introdução. Escritório de projetos Introdução O Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ) é uma norma reconhecida para a profissão de gerenciamento de projetos. Um padrão é um documento formal que descreve normas,

Leia mais

Módulo 5 Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 7, 7.1, 7.2, 7.3, 7.3.1, 7.3.2, 7.3.3, 7.3.4, 7.4, 7.4.1, 7.4.2, 7.4.3, 7.4.4, 7.

Módulo 5 Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 7, 7.1, 7.2, 7.3, 7.3.1, 7.3.2, 7.3.3, 7.3.4, 7.4, 7.4.1, 7.4.2, 7.4.3, 7.4.4, 7. Módulo 5 Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 7, 7.1, 7.2, 7.3, 7.3.1, 7.3.2, 7.3.3, 7.3.4, 7.4, 7.4.1, 7.4.2, 7.4.3, 7.4.4, 7.5, 7.5.1, 7.5.2, 7.6, 7.6.1, 7.6.2 Exercícios 7 Competência

Leia mais

Planejamento de Desenvolvimento de Software Everson Santos Araujo everson@por.com.br

Planejamento de Desenvolvimento de Software Everson Santos Araujo everson@por.com.br Planejamento de Desenvolvimento de Software Everson Santos Araujo everson@por.com.br Introdução O planejamento para o desenvolvimento de um software é fator preponderante para que se tenham resultados

Leia mais

LISTA DE VERIFICAÇAO DO SISTEMA DE GESTAO DA QUALIDADE

LISTA DE VERIFICAÇAO DO SISTEMA DE GESTAO DA QUALIDADE Questionamento a alta direção: 1. Quais os objetivos e metas da organização? 2. quais os principais Produtos e/ou serviços da organização? 3. Qual o escopo da certificação? 4. qual é a Visão e Missão?

Leia mais

Disciplina: Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração. Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração.

Disciplina: Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração. Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração. Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração AULA 5 Set/2013 Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração Execução Áreas de conhecimentos de gerenciamento de projetos ESCOPO TEMPO CUSTO QUALIDADE

Leia mais

Urgência: Um Fator Crítico no Planejamento de Projetos

Urgência: Um Fator Crítico no Planejamento de Projetos Urgência: Um Fator Crítico no Planejamento de Projetos por Ricardo Vargas em Ricardo-Vargas.com Ricardo Diante da natural velocidade e do dinamismo do mundo, a agilidade e o senso de urgência têm se tornado

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

Gerenciamento de Projetos - Gerenciamento dos Recursos Humanos do Projeto

Gerenciamento de Projetos - Gerenciamento dos Recursos Humanos do Projeto Gerenciamento de Projetos - Gerenciamento dos Recursos Humanos do Projeto Caio Cardozo Eric Naves dos Reis Mateus Vilela Marcos Vinicius Bedo Rafael Stéfano 1. Introdução Essa monografia tem como objetivo

Leia mais

Porque estudar Gestão de Projetos?

Porque estudar Gestão de Projetos? Versão 2000 - Última Revisão 07/08/2006 Porque estudar Gestão de Projetos? Segundo o Standish Group, entidade americana de consultoria empresarial, através de um estudo chamado "Chaos Report", para projetos

Leia mais

Módulo 3 Procedimento e processo de gerenciamento de riscos, PDCA e MASP

Módulo 3 Procedimento e processo de gerenciamento de riscos, PDCA e MASP Módulo 3 Procedimento e processo de gerenciamento de riscos, PDCA e MASP 6. Procedimento de gerenciamento de risco O fabricante ou prestador de serviço deve estabelecer e manter um processo para identificar

Leia mais