A SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO CIVIL COMO FERRAMENTA NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO CIVIL COMO FERRAMENTA NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM"

Transcrição

1 A SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO CIVIL COMO FERRAMENTA NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM Resumo MENDES, Cynthia Cristiane 1 - UEPG Grupo de trabalho - Educação e Meio Ambiente Agência Financiadora: não contou com financiamento O presente texto apresentará um relato de experiência que ocorreu em um colégio da rede privada de ensino, com educandos do 4º ano do Ensino Fundamental I. Todos os anos, neste colégio, ocorre a realização de projetos educacionais com um tema em comum para todas as turmas e o tema escolhido para o ano de 2012 foi Sustentabilidade. Os educandos do 4º ano do Ensino Fundamental I foram (investigar esta prática dentro da Construção Civil, com o objetivo de reconhecer atitudes de preservação do meio ambiente em ações cotidianas, desenvolvendo o cuidado com o ambiente escolar e demonstrando atitudes de não consumismo, de não desperdício e de como pode acontecer o aproveitamento de materiais nas construções civis. O projeto foi desenvolvido em atividades semanais, durante os meses de maio a outubro de 2012, buscando a relação do tema do projeto com as demais disciplinas. Os educandos realizaram pesquisas referentes ao tema, tiveram contato com materiais provenientes da construção civil e ainda, assistiram a uma palestra de uma empresa que produz materiais de construção com materiais recicláveis. Todas essas atividades foram apresentadas em uma Mostra de Conhecimentos, que aconteceu no mês de outubro de Neste dia, os educandos puderam expor para toda a comunidade escolar os conhecimentos adquiridos no decorrer do ano, demonstraram todas as atividades realizadas assim como os materiais por eles confeccionados. Os educandos descobriram através destas atividades que atitudes simples no seu dia-a-dia podem torná-los seres mais conscientemente sustentáveis e responsáveis no planeta, visando sua preservação para as gerações futuras. Todas essas atividades foram desenvolvidas visando a formação integral do educando, para torná-lo um cidadão reflexivo, ético, autônomo e socialmente responsável. Palavras-chave: Sustentabilidade. Construção Civil. Projeto Educacional. Introdução O trabalho a seguir irá explanar um relato de experiência sobre a prática educativa realizada pelas educadoras do 4º ano do Ensino Fundamental de um colégio da rede privada 1 Acadêmica do 4º ano de Licenciatura em Geografia. Professora na rede privada de ensino.

2 30683 de ensino da cidade de Ponta Grossa PR, envolvendo um tema de interesse comum e muito comentado nos dias de hoje: a Sustentabilidade. Conforme a proposta pedagógica da Instituição Escolar, todo ano as turmas do ensino Fundamental e Médio devem apresentar um projeto envolvendo um tema em comum, o tema escolhido para o ano de 2012 foi Sustentabilidade. As educadoras do 4º ano do Ensino Fundamental foram buscar este termo dentro da construção civil, já que este é um dos maiores geradores de resíduos, além de utilizar uma quantidade significativa de recursos naturais no planeta. O objetivo dos projetos educacionais, segundo a Proposta Pedagógica do colégio é articular propósitos didáticos (o que os educandos devem aprender) e propósitos sociais (o trabalho tem um produto final, como um livro ou uma exposição, que vai ser apreciado por alguém). Inserir projetos no cotidiano escolar, segundo Nogueira (2003, p. 128) possibilita: [...] a ampliação do processo de construção do conhecimento, já que os alunos realizam a descrição de suas hipóteses planejadas, executam os processos para pesquisa e descobertas, analisam e refletem sobre suas aquisições e ainda utilizam-se de seu senso crítico, depurando e replanejando seus trabalhos. O objetivo do projeto desenvolvido com os educandos foi de contribuir para o reconhecimento de atitudes de preservação do meio ambiente em ações cotidianas, desenvolvendo o cuidado com o ambiente escolar e demonstrando atitudes de não consumismo, de não desperdício e de aproveitamento de materiais nas construções civis. Para se atingir este objetivo foi necessário desenvolver objetivos específicos quanto ao tema como intensificar o trabalho de valores no papel social da escola, de modo a oportunizar as reflexões e atitudes que visam cidadãos mais conscientes e comprometidos com a sustentabilidade, assim como conscientizar a sociedade que edificações sustentáveis ajudam na preservação do clima e do meio ambiente. E desta forma foi possível despertar o gosto pela proteção ao meio ambiente, estabelecendo relações entre sustentabilidade e a construção civil. Conceitos norteadores para a realização do projeto Para o desenvolvimento do projeto A Sustentabilidade na Construção Civil, foram necessários alguns conceitos que serviriam como norte para que as educadoras iniciassem os seus trabalhos. Ao explicitar o termo Sustentabilidade, abordamos que este apresenta-se:

3 30684 Como um projeto destinado a erradicar a pobreza, satisfazer as necessidades básicas, melhorar a qualidade de vida da população e promover a conservação ambiental. Constitui-se num projeto social e político que aponta para o ordenamento ecológico e a descentralização territorial da produção, assim como para a diversificação dos tipos de desenvolvimento e dos modos de vida das populações que habitam o planeta (LEFF, 2001) No início das atividades, percebeu-se que os educandos ainda demonstravam dificuldades em reconhecer este termo em seu cotidiano, era um conceito um tanto quanto vago devido às suas experiências diárias. Para tanto, buscou-se realizar atividades que demonstrassem o quanto a sustentabilidade está presente em atividades simples do dia-a-dia. Relacionado ao termo Sustentabilidade, foi trabalhado junto a questão da Reciclagem, sendo esta, considerada: A forma mais racional de eliminarmos os resíduos produzidos pela atividade humana, pois todo o material usado retorna para o ciclo de produção, ou então, reutilização, o que ajudaria, e muito, a solucionar o problema do excesso de lixo nos aterros sanitários. A tarefa de conscientização com relação à reciclagem é uma missão de todos nós neste país, já que conseguimos viver e ter todas as nossas necessidades básicas atendidas e, justamente por isso, somos produtores de cada vez mais lixo (CASTRO, s/d, p. 9). Buscou-se, a todo o momento, envolver estes conceitos à construção civil, algo que está um pouco longe da realidade dos educandos que no entanto foi criando significado a partir das atividades desenvolvidas. Construção Civil que, segundo o Ministério da Educação (2000, p.09) Abrange todas as atividades de produção de obras. Estão incluídas nesta área as atividades referentes às funções planejamento e projeto, execução e manutenção e restauração de obras em diferentes segmentos, tais como edifícios, estradas, portos, aeroportos, canais de navegação, túneis, instalações prediais, obras de saneamento, de fundações e de terra em geral, estando excluídas as atividades relacionadas às operações, tais como a operação e o gerenciamento de sistemas de transportes, a operação de estações de tratamento de água, de barragens, etc. Assim sendo, os educandos puderam perceber que o ramo da construção civil está presente em muitos espaços os quais frequentam, que a casa onde mora, a rua onde transita, a escola, entre outros ambientes o qual convive foram obras da construção civil e que necessitou de recursos naturais para serem desenvolvidos. A partir daí começaram a surgir questionamentos: Será que nestas construções foi pensada alguma forma de sustentabilidade, aproveitamento de resíduos ou formas de reciclagem? Todos esses questionamentos auxiliaram para dar início aos trabalhos.

4 30685 Desenvolvimento: Sustentabilidade dentro da construção civil No decorrer dos meses de maio a outubro do ano de 2012, foram realizadas semanalmente atividades que envolvessem o projeto A Sustentabilidade na Construção Civil e os conteúdos previstos na Proposta Pedagógica do colégio para o 4º ano do Ensino Fundamental, visando uma interdisciplinaridade. Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais a interdisciplinaridade auxilia os educandos a compreenderem a realidade de maneira integral: A interdisciplinaridade não dilui as disciplinas, ao contrário, mantém sua individualidade. Mas integra as disciplinas a partir da compreensão das múltiplas causas ou fatores que intervêm sobre a realidade e trabalha todas as linguagens necessárias para a constituição de conhecimentos, comunicação e negociação de significados e registro sistemático dos resultados (BRASIL, 1999, p. 89). Inicialmente, foi solicitada uma pesquisa preliminar, para que os educandos obtivessem um contato inicial com o tema. A partir das pesquisas, foram realizadas discussões em sala para que aprofundassem o conteúdo. Em seguida, foi solicitado à uma empresa da cidade uma palestra sobre alguns materiais por eles produzidos e que são frutos de reciclagem, visando a sua utilização na Construção Civil. No dia agendado o representante da empresa compareceu, trouxe diversos materiais produzidos a partir da reciclagem, demonstrou o processo de produção através de vídeos e realizou demonstrações da reciclagem do papel pessoalmente. Cada educando recebeu ainda, uma caneta e um bloco de anotações confeccionadas com materiais oriundos da reciclagem. Após a palestra, foi solicitado que os educandos realizassem produções textuais contando o que aprenderam com a palestra. Estas atividades, mais tarde, formaram um portfólio que foi apresentado aos pais no encerramento do projeto em uma Mostra de Conhecimentos, onde todas as turmas apresentaram as atividades realizadas no decorrer do ano. Através das produções, foi possível perceber o quanto os educandos se interessaram pelo tema, pois estes relacionaram suas produções sobre a palestra com atitudes que julgavam ser corretas para serem seres mais sustentáveis dentro da própria moradia. Outra atividade realizada pelas educadoras foi a apresentação de alguns conceitos dentro da construção civil. Já que esta é uma grande geradora de entulho, foi questionado então, qual era o significado deste termo. Foi utilizado de recursos audiovisuais demonstrando

5 30686 algumas imagens de entulhos gerados por obras da construção civil e que estavam sendo descartados em locais afastados dos grandes centros urbanos, em beira de estradas e terrenos baldios. A partir das discussões sobre estas imagens e sobre os impactos sobre o ambiente que estes entulhos poderiam causar, foi apresentado o conceito de entulho e registrado no caderno. Para estes conceitos, foi utilizado o Manual do Desperdício Zero, um programa da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos em parceria com a iniciativa privada. Segundo este manual entulho significa: [...] conjunto de fragmentos ou restos de construções civis, provenientes de reformas ou demolição de estruturas (prédios, residências). É constituído de restos de praticamente todos os materiais e componentes utilizados pela indústria da construção civil como pedra brita, areia, materiais cerâmicos, argamassas, concretos, madeira, metais, papéis, plásticos, pedras, tijolos, tintas, entre outros (PARANÁ, 2008, p. 182). A partir destas discussões, os educandos foram indagados com questões como O que se deve fazer com este entulho proveniente da construção civil?. Então, muitos educandos responderam sobre a possibilidade de se reciclar e questionaram se isso seria possível. Então, foi apresentado aos educandos que na Europa e nos EUA acontece a prática da reciclagem, na Holanda, por exemplo, cerca de 95% do entulho é reciclado, porém no Brasil o reaproveitamento do entulho é restrito, sendo utilizado apenas como material para aterro e, em menor escala, à conservação de estradas de terra. (PARANÁ, 2008, p. 184). Todas essas explanações deixaram os educandos intrigados e alguns até revoltados com essa situação de não aproveitamento destes entulhos, mesmo havendo possibilidade e necessidade. Segundo o manual da Secretaria de Meio Ambiente: Mais de 90% dos resíduos provenientes de construções civis podem ser reciclados, reutilizados e transformados em agregados com características bastante semelhantes ao produto original, a partir de matérias-primas com custo muito baixo. É possível reciclar qualquer concreto, desde que seja escolhido o uso adequado e se respeitem as limitações técnicas. As centrais de reciclagem contam com maquinários semelhantes aos de mineradoras, como esteiras rolantes, britadores, peneiras e classificadores de granulometria. Apenas os concretos com substâncias contaminantes, podem trazer prejuízos às propriedades do concreto no estado fresco e endurecido, e não devem ser utilizados como matéria-prima (PARANÁ, 2008, p. 185). Desta forma, foi solicitado que os educandos produzissem em duplas um folder, apresentando esta possibilidade através de frases de impactos e ilustração chamativas. Estas também foram anexadas ao portfólio.

6 30687 Na semana seguinte, foi apresentado aos educandos o tijolo ecológico e o comum. Em seguida, começamos a fazer comparações entre eles, primeiramente dos aspectos físicos de ambos onde as principais diferenças notadas pelos educandos foram a cor e o formato. Então, foi explicado que a cor se deve ao material utilizado na produção do tijolo ecológico, que é fabricado a partir de lixo industrial e o formato, com apenas dois furos, que reduz o peso da obra e faz com que o uso de ferro e massa se torne menor. Além de facilitar a passagem das instalações elétricas e hidráulicas, não havendo necessidade de quebra-quebra, também apresenta embutimento rápido e fácil das colunas de sustentação. O aproveitamento dos tijolos vai mais além, se for transformado em pó, o tijolo substitui parcialmente o cimento, que é considerado um material muito poluente. Outra forma barata de se produzir material de construção é substituir o tijolo cozido, pelo de terra crua. A fabricação dispensa o uso de forno à lenha e durante o processo d fabricação não há desmatamento e nem queima de carvão, não lançando resíduos tóxicos no meio ambiente, esses são os chamados tijolos recicláveis, que são obtidos a partir da mistura de tipos de solo com cimento e água. Após misturados os elementos, a mistura e compactada em até kg de pressão. Finalmente curada e secada. Os tijolos ecológicos possuem resistência superior à exigida pelas normas técnicas (PARANÁ, 2008, p. 186). Todas essas informações deixaram os educandos ainda mais curiosos em relação ao tema. Ao pegarem no tijolo ecológico, pareciam não acreditar que era produto de lixo industrial e que apresentava mais resistência que o tijolo comum. Todas essas reflexões foram realçando nos educandos a necessidade de um pensamento voltado à Educação Ambiental. Eles puderam perceber que em vários ramos da sociedade existem formas de degradação, porém, também existem formas de se evitar e mudar essa realidade. A partir daí, surgiram questionamentos sobre como tornar a sua casa mais sustentável, já que reformar a sua casa para a implementação de tijolos ecológicos causaria uma grande geração de resíduos sem necessidade e não era essa a intensão. Então, a partir desses questionamentos, surgiu outra proposta interessante ao trabalho, que era buscar formas de tornar a sua casa mais sustentável sem a necessidade de uma reforma. Foi solicitada então, uma pesquisa sobre este tema e em seguida, realizadas discussões com os educandos sobre o resultado desta pesquisa. Todos os educandos se empenharam em buscar maneiras simples e práticas no dia-a-dia de tornar sua casa sustentável, surgiram ideias como utilizar cortinas claras para aproveitar a luz do sol para clarear a casa, evitando a utilização de lâmpadas acesas durante o dia, utilizar algumas plantas em vasos dentro de casa, tornando a casa um ambiente mais verde, aproveitar um canteiro da

7 30688 casa para a plantação e cultivo de hortas, realizar um sistema de aproveitamento de água da chuva, utilizando-a para regar as plantas e lavar carro e calçadas, entre outros. Foi possível perceber o quanto os educandos foram desenvolvendo alguns desses hábitos no seu dia-a-dia, pois a partir das atividades e discussões realizadas, alguns vinham apresentar depoimentos às educadoras, relatando que começaram a ter essas atitudes em casa e que exigiam dos pais a mesma atitude, mostrando que eles deveriam reconhecer a importância de se pensar na possibilidade de ter atitudes mais sustentáveis em seu dia-a-dia, ampliando o público alvo deste projeto para além dos educandos e chegando aos pais e demais familiares. Muitas das atividades do projeto foram realizadas no laboratório de informática do colégio, onde os educandos puderam realizar pesquisas referentes ao tema e assistir vídeos em sites que demonstravam o processo de aproveitamento de resíduos oriundos da construção civil assim como vídeos que demonstravam a importância de cuidar do planeta onde vivemos, pensando nas gerações futuras. Ao desenvolvermos atitudes sustentáveis, muitos deles dos educandos apresentaram dúvidas referentes ao lixo produzido em casa, já que mesmo realizando a separação dos recicláveis e dos lixos orgânicos, todos acabavam sendo misturados durante a coleta, que ocorre três vezes por semana pela empresa que recolhe o lixo na cidade. Foi realizado então, um debate em sala de aula sobre possíveis soluções para os lixos recicláveis produzidos nas casas dos educandos. Uma das soluções apontadas por eles foi de transformá-los em algo útil em casa. Então, foi solicitado como tarefa, aproveitar os lixos recicláveis que tinham em casa e fazer dele um objeto de utilidade. No dia solicitado para entrega, vieram dos mais variados tipos de ideias com recicláveis: porta-canetas, quadros, vasos de plantas, brinquedos, flores artificiais, móbiles, porta-sacolas, entre outros. Todos muito bem feitos, enfeitados e caprichados. Desta forma, foi possível perceber o quanto os educandos demonstraram interesse e queriam que suas ideias fossem vistas e admiradas pelos outros. Tanto que estes objetos foram apresentados na mostra de conhecimentos, juntamente com o portfólio, pois a riqueza destes materiais não poderia ficar apenas dentro da sala de aula, e sim, ser difundida para toda a comunidade escolar. Em uma das aulas, foi solicitado que os educandos produzissem uma história em quadrinhos, contando um pouco do que aprenderam sobre o tema, criando um personagem

8 30689 central, bem antenado aos problemas ambientais gerados pelo lixo e entulho proveniente da construção civil e que este deveria transmitir seus conhecimentos aos outros personagens. Através desta atividade, foi possível estabelecer relação com as disciplinas de Língua Portuguesa e Artes. Surgiram ideias maravilhosas e produções muito bem escritas, pois os educandos já demonstravam certo conhecimento sobre o tema e estavam dispostos a transmiti-la aos outros, mesmo sendo através de produções. Estas foram anexadas ao portfólio e enriqueceram ainda mais os trabalhos. Para finalizar o portfólio, criamos um álbum de figurinhas, com ideias de sustentabilidade e dicas para tornar um indivíduo um ser mais sustentável. Cada educando criou uma figurinha e uma legenda que, juntas, formaram um álbum de figurinhas bem diferente e criativo. Considerações Finais O projeto A Sustentabilidade na Construção Civil se desenvolveu de maneira integrada à rotina escolar. Foi possível perceber como os educandos desenvolveram um interesse pelos assuntos abordados em sala. Todas as atividades realizadas e o portfólio foram apresentados na Mostra de Conhecimentos que ocorreu em outubro de Nela, os educandos do 4º ano tiveram um stand onde deixaram à mostra as atividades realizadas, um cartaz por eles confeccionado e os objetos produzidos com materiais recicláveis. Desta maneira, eles puderam expor a toda a comunidade escolar as discussões abordadas em sala e demonstrar as artes possíveis de serem realizadas com esses materiais. Os projetos são excelentes ferramentas didático-pedagógicas que auxiliam os educadores a desenvolver nos seus educandos uma formação integral, visando torna-los cidadãos críticos, éticos, reflexivos e socialmente responsáveis. Ao abordar como tema do projeto a Sustentabilidade, que é um tema bastante comentado pela mídia nos dias de hoje, estamos desenvolvendo habilidades inerentes aos conteúdos estabelecidos pela Proposta Pedagógica do colégio e ainda, desenvolvendo um senso crítico nos educandos, já que estes poderão demonstrar os conhecimentos obtidos no projeto em locais que não sejam ambientes escolares. Nos dias atuais é essencial que os educadores busquem formas diferenciadas de trabalhar os conteúdos propostos para as turmas onde atua. Porém, é de extrema importância

9 30690 que não deixe os valores em segundo plano. Estes devem estar presentes em todas as aulas, visando formar os educandos tanto nos aspectos cognitivos quanto sociais. Assim, será possível desenvolver nos educandos não somente um conhecimento significativo, mas também um cidadão consciente das suas atitudes na sociedade. REFERÊNCIAS BRASIL, Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Ministério da Educação. Brasília, 1999., Referenciais Curriculares Nacionais da Educação Profissional de Nível Técnico: Área profissional: Construção Civil. Ministério da Educação. Brasília, CASTRO, M. Ap. A reciclagem no contexto escolar. Disponível em <http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/448-4.pdf> Acesso em 15 abr 2012 LEFF, H. Saber ambiental: sustentabilidade, racionalidade,complexidade e poder. Petrópolis: Vozes p NOGUEIRA, Nilbo Ribeiro. Pedagogia dos projetos: uma jornada interdisciplinar rumo ao desenvolvimento das múltiplas inteligências. São Paulo: Érica, PARANÁ, Programa Desperdício Zero. Secretaria Estadual do Meio ambiente e Recursos Hídricos, 2008

Gestão ambiental de resíduos da construção civil

Gestão ambiental de resíduos da construção civil Gestão ambiental de resíduos da construção civil Brasileiro produz por ano meia tonelada de resíduos de construção civil De pequenas reformas domiciliares a grandes obras, cada brasileiro produz por ano

Leia mais

O ESTUDO DA CONSTRUÇÃO DE CASAS POPULARES E A RELAÇÃO COM CONTEÚDOS MATEMÁTICOS

O ESTUDO DA CONSTRUÇÃO DE CASAS POPULARES E A RELAÇÃO COM CONTEÚDOS MATEMÁTICOS ISSN 2177-9139 O ESTUDO DA CONSTRUÇÃO DE CASAS POPULARES E A RELAÇÃO COM CONTEÚDOS MATEMÁTICOS Edimar Fonseca da Fonseca edyyfon@yahoo.com.br Fundação Universidade Federal do Pampa, Campus Caçapava do

Leia mais

PRATICANDO OS 3R s. 1. Introdução

PRATICANDO OS 3R s. 1. Introdução PRATICANDO OS 3R s América SANTIAGO 1 Barbara Baumgarten Baião PEREIRA 2 Faida Denise RODRIGUES 3 Patrícia Cardoso BRÍGIDO 2 Thaise Domingos Martins de SOUZA 1 Tamires CEOLIN 1 RESUMO: Este artigo tem

Leia mais

AS CONTRIBUIÇÕES DO CURRÍCULO E DE MATERIAS MANIPULATIVOS NA FORMAÇÃO CONTINUADA EM MATEMÁTICA DE PROFESSORES DOS ANOS INICIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL

AS CONTRIBUIÇÕES DO CURRÍCULO E DE MATERIAS MANIPULATIVOS NA FORMAÇÃO CONTINUADA EM MATEMÁTICA DE PROFESSORES DOS ANOS INICIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL AS CONTRIBUIÇÕES DO CURRÍCULO E DE MATERIAS MANIPULATIVOS NA FORMAÇÃO CONTINUADA EM MATEMÁTICA DE PROFESSORES DOS ANOS INICIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL Sheila Valéria Pereira da Silva (UFPB Campus-IV) sheilavaleria88@yahoo.com.br

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL & SAÚDE: ABORDANDO O TEMA RECICLAGEM NO CONTEXTO ESCOLAR

EDUCAÇÃO AMBIENTAL & SAÚDE: ABORDANDO O TEMA RECICLAGEM NO CONTEXTO ESCOLAR EDUCAÇÃO AMBIENTAL & SAÚDE: ABORDANDO O TEMA RECICLAGEM NO CONTEXTO ESCOLAR ARNOR, Asneth Êmilly de Oliveira; DA SILVA, Ana Maria Gomes; DA SILVA, Ana Paula; DA SILVA, Tatiana Graduanda em Pedagogia -UFPB-

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL ATRAVÉS DE OFICINAS PEDAGÓGICAS NAS ESCOLAS DO CAMPO

EDUCAÇÃO AMBIENTAL ATRAVÉS DE OFICINAS PEDAGÓGICAS NAS ESCOLAS DO CAMPO EDUCAÇÃO AMBIENTAL ATRAVÉS DE OFICINAS PEDAGÓGICAS NAS ESCOLAS DO CAMPO Fabiano Custodio de Oliveira 1 UFCG/CDSA - fabiano.geografia@gmail.com Fabiana Feitosa de Souza 2 UFCG/CDSA fabiana.luquinha@hotmail.com

Leia mais

O USO DE PROJETOS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS

O USO DE PROJETOS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS O USO DE PROJETOS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS Andreza Olivieri Lopes Carmignolli1 UNESP Eva Poliana Carlindo2 UNESP Grupo de Trabalho Didática: Teorias, Metodologias e Práticas Agência Financiadora: não

Leia mais

A RECICLAGEM EM NOSSO PLANETA, COMEÇA NA ESCOLA. 1

A RECICLAGEM EM NOSSO PLANETA, COMEÇA NA ESCOLA. 1 A RECICLAGEM EM NOSSO PLANETA, COMEÇA NA ESCOLA. 1 Marivana Da Silva Rigo 2, Liane Maria Fiorim Comerlato 3, Angela De Fátima Linck De Jesus 4. 1 Atividades desenvolvidas na Escola Municipal Fundamental

Leia mais

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PROGRAMADAS: APROXIMAÇÃO DO ACADÊMICO DE PEDAGOGIA COM O PROFISSIONAL DO ENSINO

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PROGRAMADAS: APROXIMAÇÃO DO ACADÊMICO DE PEDAGOGIA COM O PROFISSIONAL DO ENSINO PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PROGRAMADAS: APROXIMAÇÃO DO ACADÊMICO DE PEDAGOGIA COM O PROFISSIONAL DO ENSINO Resumo HOÇA, Liliamar Universidade Positivo liliamarh@up.com.br MORASTONI, Josemary- Universidade Positivo

Leia mais

Alternativa berço a berço

Alternativa berço a berço Alternativa berço a berço Nível de Ensino/Faixa Etária: Ensino Fundamental Final Áreas Conexas: Ciências, Língua Portuguesa Consultor: Robson Castro RESUMO Sobre o que trata a série? O documentário traz

Leia mais

Amanda Aroucha de Carvalho. Reduzindo o seu resíduo

Amanda Aroucha de Carvalho. Reduzindo o seu resíduo Amanda Aroucha de Carvalho Reduzindo o seu resíduo 1 Índice 1. Apresentação 2. Você sabe o que é Educação Ambiental? 3. Problemas Ambientais 4. Para onde vai o seu resíduo? 5. Soluções para diminuir a

Leia mais

Estudo da trabalhabilidade em argamassas e concretos com utilização de RCD

Estudo da trabalhabilidade em argamassas e concretos com utilização de RCD Estudo da trabalhabilidade em argamassas e concretos com utilização de RCD Patrícia Krüger (Universidade Estadual de Ponta Grossa) E-mail: pkruger@uepg.br Annelise Breus de Souza (Universidade Estadual

Leia mais

PLANO DE AULA/ROTINA DIÁRIA

PLANO DE AULA/ROTINA DIÁRIA EJA Ensino Fundamental 2º Segmento GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS PLANO DE AULA/ROTINA DIÁRIA Fase/Ano: 4ª Fase 6º e 7º Ano Ano Letivo: 2014 Componente Curricular: Geografia Professores do Estúdio: Jefferson

Leia mais

MEIO AMBIENTE E O JARDIM GEOMÉTRICO

MEIO AMBIENTE E O JARDIM GEOMÉTRICO MEIO AMBIENTE E O JARDIM GEOMÉTRICO Carla Bem PEREIRA 1 Carla Medeiros Roussenq LEAL 2 Daniele Lopes NETO 3 Josiane Piovezan PACHECO 4 Lara Nascimento de CAMPOS 5 RESUMO: O artigo apresenta a implantação

Leia mais

MODELAGEM MATEMÁTICA EM UM CURSO DE LICENCIATURA AÇÕES NA BUSCA DE UMA ABORDAGEM PEDAGÓGICA RESUMO

MODELAGEM MATEMÁTICA EM UM CURSO DE LICENCIATURA AÇÕES NA BUSCA DE UMA ABORDAGEM PEDAGÓGICA RESUMO MODELAGEM MATEMÁTICA EM UM CURSO DE LICENCIATURA AÇÕES NA BUSCA DE UMA ABORDAGEM PEDAGÓGICA Denise Knorst da Silva 1 denisek@unijui.tche.br RESUMO Neste trabalho é apresentada uma discussão sobre atividades

Leia mais

JUQUERIQUERÊ. Palavras-chave Rios, recursos hídricos, meio-ambiente, poluição, questão indígena.

JUQUERIQUERÊ. Palavras-chave Rios, recursos hídricos, meio-ambiente, poluição, questão indígena. JUQUERIQUERÊ Resumo Neste breve documentário, um índio faz uma retrospectiva de como ele vivia na região do Rio Juqueriquerê, localizada no litoral norte do Estado de São Paulo. Em seu relato, compara

Leia mais

INTERPRETANDO A GEOMETRIA DE RODAS DE UM CARRO: UMA EXPERIÊNCIA COM MODELAGEM MATEMÁTICA

INTERPRETANDO A GEOMETRIA DE RODAS DE UM CARRO: UMA EXPERIÊNCIA COM MODELAGEM MATEMÁTICA INTERPRETANDO A GEOMETRIA DE RODAS DE UM CARRO: UMA EXPERIÊNCIA COM MODELAGEM MATEMÁTICA Marcos Leomar Calson Mestrando em Educação em Ciências e Matemática, PUCRS Helena Noronha Cury Doutora em Educação

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP Regulamento do Curricular Supervisionado do Curso de Graduação em Pedagogia - Licenciatura Faculdade de

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º, DE 2011 (Do Sr. Deputado Marcelo Matos)

PROJETO DE LEI N.º, DE 2011 (Do Sr. Deputado Marcelo Matos) PROJETO DE LEI N.º, DE 2011 (Do Sr. Deputado Marcelo Matos) Institui diretrizes para a reutilização e reciclagem de resíduos de construção civil e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta:

Leia mais

O ENSINO DA GEOGRAFIA NA INTERFACE DA PEDAGOGIA DE PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS E DO MACROCAMPO INTEGRAÇÃO CURRICULAR.

O ENSINO DA GEOGRAFIA NA INTERFACE DA PEDAGOGIA DE PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS E DO MACROCAMPO INTEGRAÇÃO CURRICULAR. O ENSINO DA GEOGRAFIA NA INTERFACE DA PEDAGOGIA DE PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS E DO MACROCAMPO INTEGRAÇÃO CURRICULAR. Wedell Jackson de Caldas Monteiro E.E.M.I. Auzanir Lacerda wedellprofessor@gmail.com Nadia

Leia mais

ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2013.2

ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2013.2 ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2013.2 ADMINISTRAÇÃO Formar administradores estrategistas, comprometidos com o desenvolvimento da sociedade. A UNIFEBE, através

Leia mais

Nome do Projeto: Compartilhando Livros por mais Cultura e Cidadania na Escola e na Comunidade

Nome do Projeto: Compartilhando Livros por mais Cultura e Cidadania na Escola e na Comunidade A escola é o lugar privilegiado da aprendizagem, planejado para educar pessoas mais participativas, solidárias, produtivas e felizes. GUIOMAR NAMO DE MELLO Diretora da EBRAP Escola Brasileira de Professores

Leia mais

PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 1. Tema: Boa alimentação Área de abrangência: (x) Movimento (x) Musicalização (x) Artes Visuais (x) Linguagem Oral e Escrita (x) Natureza e Sociedade (x) Matemática 2. Duração:

Leia mais

Profa.ª Zenaide Campos Escola Municipal Prof. ª Noilde Pessoa Ramalho - Natal/RN

Profa.ª Zenaide Campos Escola Municipal Prof. ª Noilde Pessoa Ramalho - Natal/RN Profa.ª Zenaide Campos Escola Municipal Prof. ª Noilde Pessoa Ramalho - Natal/RN Escolas Sustentáveis... Novas ações, novos hábitos, novas atitudes Escolas sustentáveis: aquelas que mantêm relação equilibrada

Leia mais

PEDAGOGIA EM AÇÃO: O USO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS COMO ELEMENTO INDISPENSÁVEL PARA A TRANSFORMAÇÃO DA CONSCIÊNCIA AMBIENTAL

PEDAGOGIA EM AÇÃO: O USO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS COMO ELEMENTO INDISPENSÁVEL PARA A TRANSFORMAÇÃO DA CONSCIÊNCIA AMBIENTAL PEDAGOGIA EM AÇÃO: O USO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS COMO ELEMENTO INDISPENSÁVEL PARA A TRANSFORMAÇÃO DA CONSCIÊNCIA AMBIENTAL Kelly Cristina Costa de Lima, UEPA Aline Marques Sousa, UEPA Cassia Regina Rosa

Leia mais

PRATICANDO O RCNEI NO ENSINO DE CIÊNCIAS - A CHUVA EM NOSSA VIDA! RESUMO

PRATICANDO O RCNEI NO ENSINO DE CIÊNCIAS - A CHUVA EM NOSSA VIDA! RESUMO PRATICANDO O RCNEI NO ENSINO DE CIÊNCIAS - A CHUVA EM NOSSA VIDA! Roberta Soares de Vargas 1 e Suzane Maier França 1 Ricardo Antonini 2 RESUMO O trabalho aqui apresentado é o resultado de estudos e pesquisas

Leia mais

PALAVRAS CHAVE: Meio Ambiente. Interdisciplinaridade. Conhecimento.

PALAVRAS CHAVE: Meio Ambiente. Interdisciplinaridade. Conhecimento. MAQUETE COMO RECURSO PEDAGOGICO NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTOINTERDISCIPLINAR Maria do Socorro Portela Costa 1 Jean Silvados Santos 2 Pollyanna Cristina Costa Nascimento 3 GT-30- Didática e organização

Leia mais

GESTÃO AMBIENTAL DE RESÍDUOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL: ESTUDO NO MUNICÍPIO DE PANAMBI/RS 1

GESTÃO AMBIENTAL DE RESÍDUOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL: ESTUDO NO MUNICÍPIO DE PANAMBI/RS 1 GESTÃO AMBIENTAL DE RESÍDUOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL: ESTUDO NO MUNICÍPIO DE PANAMBI/RS 1 CHRISTMANN, Samara Simon 2 ; RODRIGUES, Paulo Cesar 3. Palavras-Chave: Canteiros de Obras. Resíduos Sólidos. Impacto

Leia mais

A PRÁTICA INVESTIGATIVA NO CURSO DE PEDAGOGIA: AVANÇOS E DESAFIOS A FORMAÇÃO DO PEDAGOGO NO CONTEXTO ATUAL

A PRÁTICA INVESTIGATIVA NO CURSO DE PEDAGOGIA: AVANÇOS E DESAFIOS A FORMAÇÃO DO PEDAGOGO NO CONTEXTO ATUAL A PRÁTICA INVESTIGATIVA NO CURSO DE PEDAGOGIA: AVANÇOS E DESAFIOS Ana Lúcia Cunha Duarte UCB duart_ana@hotmail.com Resumo: A prática investigativa desenvolvida no curso de Pedagogia do Centro de Educação,

Leia mais

A oficina temática Planeta Água? como ferramenta para o ensino de Ciências da Natureza.

A oficina temática Planeta Água? como ferramenta para o ensino de Ciências da Natureza. A oficina temática Planeta Água? como ferramenta para o ensino de Ciências da Natureza. Ticiane da Rosa Osório¹* (IC), Eril Medeiros da Fonseca¹ (IC), Bianca Maria de Lima¹ (IC), Idelcides Alexandre Munhoz

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE PORTFÓLIO EM SALA DE AULA

UTILIZAÇÃO DE PORTFÓLIO EM SALA DE AULA UTILIZAÇÃO DE PORTFÓLIO EM SALA DE AULA Maisa Aline da Veiga 1 Carina Eberhardt. INTRODUÇÃO O presente artigo possui como finalidade apresentar experiências vivenciadas com o uso de portfólios em sala

Leia mais

Palavras-chave: Ensino e aprendizagem. Projetos. Língua Espanhola.

Palavras-chave: Ensino e aprendizagem. Projetos. Língua Espanhola. O ENSINO DE LÍNGUA ESPANHOLA ATRAVÉS DE PROJETOS: TRABALHANDO A DIVERSIDADE LINGUÍSTICA E CULTURAL Ivoneide Aires Alves do Rego Universidade do Estado do Rio Grande do Norte/UERN ivoneideaires@gmail.com

Leia mais

ASSESSORAMENTO TÉCNICO-PEDAGÓGICO AOS MUNICÍPIOS QUE ADERIRAM AO PROINFÂNCIA: DEMANDAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

ASSESSORAMENTO TÉCNICO-PEDAGÓGICO AOS MUNICÍPIOS QUE ADERIRAM AO PROINFÂNCIA: DEMANDAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL 01097 ASSESSORAMENTO TÉCNICO-PEDAGÓGICO AOS MUNICÍPIOS QUE ADERIRAM AO PROINFÂNCIA: DEMANDAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Maria Luiza Rodrigues Flores (UFRGS) Simone Albuquerque (UFRGS) O artigo apresenta alguns

Leia mais

ENERGIA RENOVÁVEL E SUSTENTABILIDADE: PRÁTICA PROFISSIONAL INTEGRADA DO CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA

ENERGIA RENOVÁVEL E SUSTENTABILIDADE: PRÁTICA PROFISSIONAL INTEGRADA DO CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA ISSN 2177-9139 XX EREMAT - Encontro Regional de Estudantes de Matemática da Região Sul ENERGIA RENOVÁVEL E SUSTENTABILIDADE: PRÁTICA PROFISSIONAL INTEGRADA DO CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA André

Leia mais

CLUBE DE CIÊNCIAS AMIGOS DO AMBIENTE EM BUSCA DE SOLUÇÕES PRA OS PROBLEMAS DO LIXO NA ESCOLA E NA COMUNIDADE.

CLUBE DE CIÊNCIAS AMIGOS DO AMBIENTE EM BUSCA DE SOLUÇÕES PRA OS PROBLEMAS DO LIXO NA ESCOLA E NA COMUNIDADE. CLUBE DE CIÊNCIAS AMIGOS DO AMBIENTE EM BUSCA DE SOLUÇÕES PRA OS PROBLEMAS DO LIXO NA ESCOLA E NA COMUNIDADE. Cristina Catalano, Maria Delourdes Maciel (Orientadora/UNICSUL), e-mail: delourdes.maciel@gmail.com.

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ESCOLA PARA A FORMAÇÃO DO CIDADÃO

A IMPORTÂNCIA DA ESCOLA PARA A FORMAÇÃO DO CIDADÃO A IMPORTÂNCIA DA ESCOLA PARA A FORMAÇÃO DO CIDADÃO MENDES, C. A, IFMG - Campus Ouro Preto, c.arcanjomendes@gmail.com; CÂNDIDO, T. F, IFMG - Campus Ouro Preto, thiagoferreira750@yahoo.com.br; SILVA, C.

Leia mais

PROJETO DE LEI N., DE 2015 (Do Sr. DOMINGOS NETO)

PROJETO DE LEI N., DE 2015 (Do Sr. DOMINGOS NETO) PROJETO DE LEI N., DE 2015 (Do Sr. DOMINGOS NETO) Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para gestão e aproveitamento dos resíduos da construção civil e dá outras providências. O CONGRESSO NACIONAL

Leia mais

QUANTO É? PALAVRAS-CHAVE: Aulas investigativas, lúdico, aprendizagem. INTRODUÇÃO

QUANTO É? PALAVRAS-CHAVE: Aulas investigativas, lúdico, aprendizagem. INTRODUÇÃO QUANTO É? Danielle Ferreira do Prado - GEEM-UESB RESUMO Este trabalho trata sobre um trabalho que recebeu o nome de Quanto é? que foi desenvolvido depois de vários questionamentos a cerca de como criar

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: INTEGRANDO SABERES EM UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL DO MUNICÍPIO DE CUITÉ PB

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: INTEGRANDO SABERES EM UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL DO MUNICÍPIO DE CUITÉ PB EDUCAÇÃO AMBIENTAL: INTEGRANDO SABERES EM UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL DO MUNICÍPIO DE CUITÉ PB 1 Cláudia Patrícia Fernandes dos Santos, UFCG 2 Marcondes Fernando Pereira Carvalho, UFCG 3 Edson de

Leia mais

Pós graduação EAD Área de Educação

Pós graduação EAD Área de Educação Pós graduação EAD Área de Educação Investimento: a partir de R$ 109,00 mensais. Tempo de realização da pós graduação: 15 meses Investimento: R$109,00 (acesso ao portal na internet e livros em PDF). Ou

Leia mais

CURSO: EDUCAR PARA TRANSFORMAR. Fundação Carmelitana Mário Palmério Faculdade de Ciências Humanas e Sociais

CURSO: EDUCAR PARA TRANSFORMAR. Fundação Carmelitana Mário Palmério Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Fundação Carmelitana Mário Palmério Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Educação de Qualidade ao seu alcance EDUCAR PARA TRANSFORMAR O CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CURSO: LICENCIATURA

Leia mais

TRATAMENTO DE DEJETOS HUMANOS: USO DA SANITÁRIA COMPOSTEIRA SECA COMO ALTERNATIVA NO IFC - CAMPUS RIO DO SUL

TRATAMENTO DE DEJETOS HUMANOS: USO DA SANITÁRIA COMPOSTEIRA SECA COMO ALTERNATIVA NO IFC - CAMPUS RIO DO SUL TRATAMENTO DE DEJETOS HUMANOS: USO DA SANITÁRIA COMPOSTEIRA SECA COMO ALTERNATIVA NO IFC - CAMPUS RIO DO SUL Ana Carla KUNESKI 1, Bruno MONTIBELLER 2, Évany FERRARI 3, Iago SCHIOCHET 4, Graciane Regina

Leia mais

PROJETO: Sustentabilidade e mudanças de hábitos no ambiente escolar e na comunidade

PROJETO: Sustentabilidade e mudanças de hábitos no ambiente escolar e na comunidade ESCOLA MUNICIPAL COSTA E SILVA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO: Sustentabilidade e mudanças de hábitos no ambiente escolar e na comunidade Cursistas: Giana K. Mass, Irdes P. Kuhn, Rosane

Leia mais

O JOGO CONTRIBUINDO DE FORMA LÚDICA NO ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA

O JOGO CONTRIBUINDO DE FORMA LÚDICA NO ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA O JOGO CONTRIBUINDO DE FORMA LÚDICA NO ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA Denise Ritter Instituto Federal Farroupilha Campus Júlio de Castilhos deniseritter10@gmail.com Renata da Silva Dessbesel Instituto

Leia mais

PROJETO: CASA DE BRINQUEDO 1 RELATO DO PROCESSO

PROJETO: CASA DE BRINQUEDO 1 RELATO DO PROCESSO PROJETO: CASA DE BRINQUEDO 1 RELATO DO PROCESSO Áreas: Matemática, Artes Plásticas Transversal: Meio Ambiente Faixa etária: 4 a 5 anos Turma com 30 crianças Duração: agosto a outubro/2004 Produto final:

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 502/2013

PROJETO DE LEI Nº 502/2013 PROJETO DE LEI Nº 502/2013 Autor(es): VEREADORA LAURA CARNEIRO EMENTA: INSTITUI O SISTEMA DE REUTILIZAÇÃO E RECICLAGEM DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL E DEMOLIÇÕES E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2012.2

PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2012.2 ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO (PSD-G) 2012.2 ARQUITETURA E URBANISMO Graduar arquitetos e urbanistas com uma sólida formação humana, técnico-científica e profissional, que sejam capazes de transformar

Leia mais

CONCIENTIZAÇÃO SOBRE O MEIO AMBIENTE NO ENSINO FUNDAMENTAL II: PROMOÇÃO DA CRIATIVIDADE E REUTILIZAÇÃO DOS SÓLIDOS 1

CONCIENTIZAÇÃO SOBRE O MEIO AMBIENTE NO ENSINO FUNDAMENTAL II: PROMOÇÃO DA CRIATIVIDADE E REUTILIZAÇÃO DOS SÓLIDOS 1 CONCIENTIZAÇÃO SOBRE O MEIO AMBIENTE NO ENSINO FUNDAMENTAL II: PROMOÇÃO DA CRIATIVIDADE E REUTILIZAÇÃO DOS SÓLIDOS 1 Carina Lopes Somer; Marina de Fátima Fracasso Trevizan; Valdinete Pereira Benevides

Leia mais

TÍTULO: Plano de Aula RECICLANDO. Anos iniciais. 4º ano. Ciências. Ser Humano e Saúde. 2 aulas (50 minutos cada) Educação Presencial

TÍTULO: Plano de Aula RECICLANDO. Anos iniciais. 4º ano. Ciências. Ser Humano e Saúde. 2 aulas (50 minutos cada) Educação Presencial Org.: Claudio André - 1 TÍTULO: RECICLANDO Nível de Ensino: Ensino Fundamental / Anos iniciais Ano/Semestre de estudo Componente Curricular: Tema: Duração da Aula: Modalidade de Ensino: 4º ano Ciências

Leia mais

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores FORMANDO CIDADÃOS PELA SUSTENTABILIDADE - PROJETO ECOJACQUES Andreza Menezes Nunes, Cinara

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS PORTUGUÊS INGLÊS.

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS PORTUGUÊS INGLÊS. REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS PORTUGUÊS INGLÊS. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL O presente regulamento fundamenta-se nos termos da LDB 9394, de 20 de dezembro

Leia mais

1. Nome da Prática inovadora: Coleta Seletiva Uma Alternativa Para A Questão Socioambiental.

1. Nome da Prática inovadora: Coleta Seletiva Uma Alternativa Para A Questão Socioambiental. 1. Nome da Prática inovadora: Coleta Seletiva Uma Alternativa Para A Questão Socioambiental. 2. Caracterização da situação anterior: O município de Glória de Dourados possui 9.927 habitantes (IBGE-2011),

Leia mais

A PROBLEMÁTICA DO LIXO: UM TRABALHO TRANSDISCIPLINAR EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL

A PROBLEMÁTICA DO LIXO: UM TRABALHO TRANSDISCIPLINAR EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL A PROBLEMÁTICA DO LIXO: UM TRABALHO TRANSDISCIPLINAR EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL Resumo BASTOS, Mariana Perez 1 - IBILCE/UNESP Grupo de Trabalho - Educação e Meio Ambiente Agência Financiadora: não contou com

Leia mais

A PERCEPÇÃO DE GRADUANDOS EM PEDAGOGIA SOBRE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR EM UMA FACULDADE EM MONTE ALEGRE DO PIAUÍ - PI

A PERCEPÇÃO DE GRADUANDOS EM PEDAGOGIA SOBRE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR EM UMA FACULDADE EM MONTE ALEGRE DO PIAUÍ - PI A PERCEPÇÃO DE GRADUANDOS EM PEDAGOGIA SOBRE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR EM UMA FACULDADE EM MONTE ALEGRE DO PIAUÍ - PI Kássia Hellem Tavares da Silva (*), Lorrane de Castro Miranda, Israel

Leia mais

AÇÃO INTEGRADA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS A PARTIR DE UM PROJETO DE SAÚDE. Adriana Noviski Manso - PUCPR

AÇÃO INTEGRADA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS A PARTIR DE UM PROJETO DE SAÚDE. Adriana Noviski Manso - PUCPR AÇÃO INTEGRADA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS A PARTIR DE UM PROJETO DE SAÚDE Adriana Noviski Manso - PUCPR Beatriz Ferreira da Rocha - PUCPR Romilda Teodora Ens - PUCSP/PUCPR Resumo O presente relato

Leia mais

II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA

II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR LÉO LOHLER ENSINO FUNDAMENTAL II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA PROJETO: JOGOS - A MANEIRA DIVERTIDA DE FICAR INTELIGENTE PROFESSORA ORIENTADORA:

Leia mais

CONCEITOS DOS FUNCIONÁRIOS DA UNIOESTE (REITORIA) SOBRE RESÍDUOS SÓLIDOS NO DESENVOLVIMENTO DE UM TRABALHO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

CONCEITOS DOS FUNCIONÁRIOS DA UNIOESTE (REITORIA) SOBRE RESÍDUOS SÓLIDOS NO DESENVOLVIMENTO DE UM TRABALHO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL CONCEITOS DOS FUNCIONÁRIOS DA UNIOESTE (REITORIA) SOBRE RESÍDUOS SÓLIDOS NO DESENVOLVIMENTO DE UM TRABALHO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL 1 SILVA, Fabíola Barbosa B; 1 CARNIATTO, Irene; 1 PILOTTO, Anyele Liann;

Leia mais

Relato de Experiência. Escola Estadual Barão do Rio Branco, município de Parelhas RN

Relato de Experiência. Escola Estadual Barão do Rio Branco, município de Parelhas RN Relato de Experiência JORNAL ESCOLAR CONTRA A DESERTIFICAÇÃO Escola Estadual Barão do Rio Branco, município de Parelhas RN Diante da convocação realizada pelo Portal do Jornal Escolar, com o apoio do Banco

Leia mais

Escola Municipal Professor Mello Cançado Projeto Prato Colorido Março, 2012

Escola Municipal Professor Mello Cançado Projeto Prato Colorido Março, 2012 Escola Municipal Professor Mello Cançado Projeto Prato Colorido Março, 2012 Toda a escola se envolveu nesse projeto pedagógico, desde a direção, coordenação, professoras, alunos, cantineiras, pais, bibliotecária

Leia mais

A RECICLAGEM DE ÓLEO PRODUZIDO NA ESCOLA PROFESSOR LORDÃO COMO PROMOTOR DO CUIDADO AMBIENTAL

A RECICLAGEM DE ÓLEO PRODUZIDO NA ESCOLA PROFESSOR LORDÃO COMO PROMOTOR DO CUIDADO AMBIENTAL A RECICLAGEM DE ÓLEO PRODUZIDO NA ESCOLA PROFESSOR LORDÃO COMO PROMOTOR DO CUIDADO AMBIENTAL DANTAS¹, Danilo Lima ; SILVA¹,Aline Priscila de França,SANTOS², José Carlos Oliveira; ARAÚJO 3, Danielly Santos

Leia mais

Indaial SC Abril 2012. Setor Educacional: 3. Educação Universitária

Indaial SC Abril 2012. Setor Educacional: 3. Educação Universitária MATERIAL DIDÁTICO PARA O ENSINO A DISTÂNCIA: PRODUÇÃO E CARACTERÍSTICAS DOS MATERIAIS DIDÁTICOS UTILIZADOS PELOS CURSOS DE PÓS- GRADUAÇÃO EAD DA UNIASSELVI Indaial SC Abril 2012 Hiandra Bárbara Götzinger

Leia mais

Pedagogia Estácio FAMAP

Pedagogia Estácio FAMAP Pedagogia Estácio FAMAP # Objetivos Gerais: O Curso de Graduação em Pedagogia da Estácio FAMAP tem por objetivo geral a formação de profissionais preparados para responder às diferenciadas demandas educativas

Leia mais

A EPISTEMOLOGIA NA EDUCAÇÃO AMBIENTAL

A EPISTEMOLOGIA NA EDUCAÇÃO AMBIENTAL A EPISTEMOLOGIA NA EDUCAÇÃO AMBIENTAL Nilson Duarte Rocha 1 Lúcio Jorge Hammes 2 Resumo Este artigo apresenta a epistemológica para a efetivação de uma educação ambiental transformadora do sujeito-aluno

Leia mais

CONCEITOS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL

CONCEITOS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL CONCEITOS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL LOUGON, Marcela Silva¹, BRANDOLIM, Bruna Figueiredo², OLIVEIRA, Brunela de Souza², FIM, Claudiane Vieira², ¹ Mestre em Ciências Florestais, UFES, Professora supervisora

Leia mais

PIBID: DESCOBRINDO METODOLOGIAS DE ENSINO E RECURSOS DIDÁTICOS QUE PODEM FACILITAR O ENSINO DA MATEMÁTICA

PIBID: DESCOBRINDO METODOLOGIAS DE ENSINO E RECURSOS DIDÁTICOS QUE PODEM FACILITAR O ENSINO DA MATEMÁTICA PIBID: DESCOBRINDO METODOLOGIAS DE ENSINO E RECURSOS DIDÁTICOS QUE PODEM FACILITAR O ENSINO DA MATEMÁTICA Naiane Novaes Nogueira 1 Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia UESB n_n_nai@hotmail.com José

Leia mais

ENSINO MÉDIO DIFERENCIAIS PEDAGÓGICOS ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO. Processo de Admissão

ENSINO MÉDIO DIFERENCIAIS PEDAGÓGICOS ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO. Processo de Admissão ENSINO MÉDIO PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ESTUDANTES PARA 2015 PROPOSTAS PEDAGÓGICAS A fase da escolha de qual carreira seguir acontece, normalmente, durante o ensino médio. Tendo de vivenciar mudanças

Leia mais

ESTUDO DA RECICLAGEM DO RESÍDUO DA CONSTRUÇÃO CIVIL PARA USO EM ESTACA DE COMPACTAÇÃO

ESTUDO DA RECICLAGEM DO RESÍDUO DA CONSTRUÇÃO CIVIL PARA USO EM ESTACA DE COMPACTAÇÃO ESTUDO DA RECICLAGEM DO RESÍDUO DA CONSTRUÇÃO CIVIL PARA USO EM ESTACA DE COMPACTAÇÃO Ronaldo Alves de Medeiros Junior Escola Politécnica de Pernambuco Universidade de Pernambuco (POLI/UPE), Recife, Brasil,

Leia mais

ESCOLA SUSTENTÁVEL: AÇÕES PARA A CONSCIENTIZAÇÃO EM UMA ESCOLA ESTADUAL ATRAVÉS DO PROJETO ECOLÓGICA

ESCOLA SUSTENTÁVEL: AÇÕES PARA A CONSCIENTIZAÇÃO EM UMA ESCOLA ESTADUAL ATRAVÉS DO PROJETO ECOLÓGICA ESCOLA SUSTENTÁVEL: AÇÕES PARA A CONSCIENTIZAÇÃO EM UMA ESCOLA ESTADUAL ATRAVÉS DO PROJETO ECOLÓGICA Aline Carla dos Santos Moraes Marinho (*), Welinton Coelho da Silva * Secretaria de Estado de Educação

Leia mais

O TEMA TRANSVERSAL MEIO AMBIENTE E O LIVRO DIDÁTICO DE MATEMÁTICA

O TEMA TRANSVERSAL MEIO AMBIENTE E O LIVRO DIDÁTICO DE MATEMÁTICA O TEMA TRANSVERSAL MEIO AMBIENTE E O LIVRO DIDÁTICO DE MATEMÁTICA Karine Machado Fraga de Melo 1 Claudia Lisete Oliveira Groenwald 2 Resumo Este artigo apresenta a análise de como o tema transversal Meio

Leia mais

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PARA O ENSINO DE ESPANHOL: EDUCAÇÃO BÁSICA E O CLIC/UFS.

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PARA O ENSINO DE ESPANHOL: EDUCAÇÃO BÁSICA E O CLIC/UFS. PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PARA O ENSINO DE ESPANHOL: EDUCAÇÃO BÁSICA E O CLIC/UFS. Maria da Conceição da Cruz (PIBIX/PIBID-UFS) marynni@hotmail.com Tayane dos Santos (PIBIX -UFS) tayaneyat@gmail.com Resumo:

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Educação para o consumo: contribuindo com o planejamento financeiro das famílias do Litoral do Paraná

Mostra de Projetos 2011. Educação para o consumo: contribuindo com o planejamento financeiro das famílias do Litoral do Paraná Mostra de Projetos 2011 Educação para o consumo: contribuindo com o planejamento financeiro das famílias do Litoral do Paraná Mostra Local de: Pontal do Paraná. Categoria do projeto: I - Projetos em implantação,

Leia mais

FORMAÇÃO DO SOLO E AS CONSEQÜÊNCIAS DA EROSÃO

FORMAÇÃO DO SOLO E AS CONSEQÜÊNCIAS DA EROSÃO FORMAÇÃO DO SOLO E AS CONSEQÜÊNCIAS DA EROSÃO Lucieli Lopes Marques Supervisora: Mara Regina Dorcidônio Molina CONTEXTUALIZAÇÃO A presente proposta de trabalho tem como tema a formação e erosão do solo

Leia mais

AGROECOLOGIA E EXTENSÃO DENTRO DO CAMPUS LUIZ DE QUEIROZ DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

AGROECOLOGIA E EXTENSÃO DENTRO DO CAMPUS LUIZ DE QUEIROZ DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Eixo Temático: Ciências Sociais AGROECOLOGIA E EXTENSÃO DENTRO DO CAMPUS LUIZ DE QUEIROZ DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Tomás Mauricio Almeida Carvalho 1 Orientador: Carlos Armênio Kauthonian 2 Resumo: Na

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio Etec Etec. Professor Massuyuki Kawano Código: 136 Município: Tupã/SP Área de conhecimento: Ciências Humanas e suas tecnologias Componente Curricular:

Leia mais

INTERVENÇÕES ESPECÍFICAS DO ENSINO DA MATEMÁTICA PARA ALUNOS DO PROEJA

INTERVENÇÕES ESPECÍFICAS DO ENSINO DA MATEMÁTICA PARA ALUNOS DO PROEJA ISSN 2316-7785 INTERVENÇÕES ESPECÍFICAS DO ENSINO DA MATEMÁTICA PARA ALUNOS DO PROEJA Alexsandro Queiroz Lencina alexqueiroz@sb.iffarroupilha.edu.br Alex Sandro Gomes Leão alexleao@iffarroupilha.edu.br

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016 Institui a Política de Desenvolvimento Sustentável da Caatinga. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei institui a Política de Desenvolvimento Sustentável da

Leia mais

G1 Formação de Professores. Julia de Cassia Pereira do Nascimento (DO)/ juliacpn@interacaosp.com.br Edda Curi/ edda.curi@cruzeirodosul.edu.

G1 Formação de Professores. Julia de Cassia Pereira do Nascimento (DO)/ juliacpn@interacaosp.com.br Edda Curi/ edda.curi@cruzeirodosul.edu. CONTRIBUIÇÕES DO ESTÁGIO PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: INDICATIVOS DA LEGISLAÇÃO VIGENTE E DA ORGANIZAÇÃO DO ESTÁGIO NUM CURSO DE PEDAGOGIA G1 Formação de Professores

Leia mais

ENSINO DE MATEMÁTICA E INFORMÁTICA: UMA PROPOSTA DE ATIVIDADE COM A UTILIZAÇÃO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS NO ENSINO MÉDIO

ENSINO DE MATEMÁTICA E INFORMÁTICA: UMA PROPOSTA DE ATIVIDADE COM A UTILIZAÇÃO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS NO ENSINO MÉDIO ENSINO DE MATEMÁTICA E INFORMÁTICA: UMA PROPOSTA DE ATIVIDADE COM A UTILIZAÇÃO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS NO ENSINO MÉDIO Kelly Vanessa Parede Barco 1 kellyvpb@hotmail.com Fábio Alexandre Borges 2 phablemga@hotmail.com

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O ESTÁGIO DE OBSERVAÇÃO, PARTICIPAÇÃO E REGÊNCIA. 1. CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES

ORIENTAÇÕES PARA O ESTÁGIO DE OBSERVAÇÃO, PARTICIPAÇÃO E REGÊNCIA. 1. CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES ORIENTAÇÕES PARA O ESTÁGIO DE OBSERVAÇÃO, PARTICIPAÇÃO E REGÊNCIA. 1. CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES O estágio tem como finalidade básica complementar a formação acadêmica dos educandos, permitindo-lhes o

Leia mais

OFICINA DE JOGOS MATEMÁTICOS E MATERIAIS MANIPULÁVEIS

OFICINA DE JOGOS MATEMÁTICOS E MATERIAIS MANIPULÁVEIS OFICINA DE JOGOS MATEMÁTICOS E MATERIAIS MANIPULÁVEIS Mais informações: Site PIBID: http://www.pibid.ufrn.br/ Site LEM/UFRN: http://www.ccet.ufrn.br/matematica/lemufrn/index.html E-mail do LEM/UFRN: lem2009ufrn@yahoo.com.br

Leia mais

COMO INTRODUZIR GEOMETRIA ANALÍTICA DE UMA FORMA DIFERENCIADA

COMO INTRODUZIR GEOMETRIA ANALÍTICA DE UMA FORMA DIFERENCIADA ISSN 2316-7785 COMO INTRODUZIR GEOMETRIA ANALÍTICA DE UMA FORMA DIFERENCIADA Resumo Charles Zuconeli Guimarães 1 charles_zuconeli@hotmail.com Franciele Roulim Negreiros 1 franciiroulim@hotmail.com Morgana

Leia mais

Planejando uma atividade com hipertexto ou Internet

Planejando uma atividade com hipertexto ou Internet 1 Planejando uma atividade com hipertexto ou Internet Luana Possebon, Simone Schneider Klein, Tatiani F. Richter Tema: A importância do xadrez Público alvo: Ensino Fundamental Anos Finais Objetivos: Utilizar

Leia mais

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS E GESTÃO AMBIENTAL NO CANTEIRO DE OBRAS

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS E GESTÃO AMBIENTAL NO CANTEIRO DE OBRAS GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS E GESTÃO AMBIENTAL NO CANTEIRO DE OBRAS Conheça os personagens: Qualimestre: Ele está atento a tudo, sempre disposto a ensinar. Cuida do Canteiro de obras como fosse sua casa.

Leia mais

HISTÓRIA AMBIENTAL E OS CONTEÚDOS CURRICULARES DE HISTÓRIA NO CARIRI CEARENSE

HISTÓRIA AMBIENTAL E OS CONTEÚDOS CURRICULARES DE HISTÓRIA NO CARIRI CEARENSE HISTÓRIA AMBIENTAL E OS CONTEÚDOS CURRICULARES DE HISTÓRIA NO CARIRI CEARENSE Marilyn Ferreira Machado ¹ ; Daniela Márcia Medina Pereira². ¹Graduanda do curso de Licenciatura em História pela URCA. marilynferreira@hotmail.com

Leia mais

OLIMPIADAS DE MATEMÁTICA E O DESPERTAR PELO PRAZER DE ESTUDAR MATEMÁTICA

OLIMPIADAS DE MATEMÁTICA E O DESPERTAR PELO PRAZER DE ESTUDAR MATEMÁTICA OLIMPIADAS DE MATEMÁTICA E O DESPERTAR PELO PRAZER DE ESTUDAR MATEMÁTICA Luiz Cleber Soares Padilha Secretaria Municipal de Educação de Campo Grande lcspadilha@hotmail.com Resumo: Neste relato apresentaremos

Leia mais

JOGO DE DAMAS: UMA POSSIBILIDADE PARA ENSINAR E APRENDER MATEMÁTICA

JOGO DE DAMAS: UMA POSSIBILIDADE PARA ENSINAR E APRENDER MATEMÁTICA JOGO DE DAMAS: UMA POSSIBILIDADE PARA ENSINAR E APRENDER MATEMÁTICA GT 01 - Educação Matemática nos Anos Iniciais e Ensino Fundamental Henrique Daniel Froelich rikedaniel@yahoo.com.br Resumo: Para se viver

Leia mais

V ENCONTRO NACIONAL DAS LICENCIATURAS IV SEMINÁRIO NACIONAL DO PIBID

V ENCONTRO NACIONAL DAS LICENCIATURAS IV SEMINÁRIO NACIONAL DO PIBID V ENCONTRO NACIONAL DAS LICENCIATURAS IV SEMINÁRIO NACIONAL DO PIBID UM PLANO PARA CUIDAR DO PLANETA: A LINGUAGEM FÍLMICA E A EDUCAÇÃO AMBIENTAL João Gabriel Macena dos Santos¹; Pâmela Beatriz Ferrari¹;

Leia mais

PROJETO EDUCANDO COM A HORTA ESCOLAR E A GASTRONOMIA PEHEG

PROJETO EDUCANDO COM A HORTA ESCOLAR E A GASTRONOMIA PEHEG PROJETO EDUCANDO COM A HORTA ESCOLAR E A GASTRONOMIA PEHEG CUIABÁ / MT 2013 EQUIPE GESTORA: INES WALKER EHRENBRIENK - DIRETORA NELY PEREIRA DA SILVA CARNEIRO - COORDENADORA JULIANA MOURA ALVES DAS NEVES

Leia mais

ATIVIDADES INVESTIGATIVAS NO ENSINO DE MATEMÁTICA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA

ATIVIDADES INVESTIGATIVAS NO ENSINO DE MATEMÁTICA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA ATIVIDADES INVESTIGATIVAS NO ENSINO DE MATEMÁTICA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA GT 01 - Educação Matemática no Ensino Fundamental: Anos Iniciais e Anos Finais Maria Gorete Nascimento Brum - UNIFRA- mgnb@ibest.com.br

Leia mais

JOGO DE PALAVRAS OU RELAÇÕES DE SENTIDOS? DISCURSOS DE LICENCIANDOS SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA PRODUÇÃO DE TEXTOS EM UMA AVALIAÇÃO

JOGO DE PALAVRAS OU RELAÇÕES DE SENTIDOS? DISCURSOS DE LICENCIANDOS SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA PRODUÇÃO DE TEXTOS EM UMA AVALIAÇÃO JOGO DE PALAVRAS OU RELAÇÕES DE SENTIDOS? DISCURSOS DE LICENCIANDOS SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA PRODUÇÃO DE TEXTOS EM UMA AVALIAÇÃO Tatiana Galieta (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) Introdução

Leia mais

ENSINO DA MATEMÁTICA EM DIFERENTES ESPAÇOS ESCOLARES

ENSINO DA MATEMÁTICA EM DIFERENTES ESPAÇOS ESCOLARES ENSINO DA MATEMÁTICA EM DIFERENTES ESPAÇOS ESCOLARES Resumo Luana Cristina Pauliv de Araújo Scheleider 1 - PUCPR Francielle Leiroz Rodrigues 2 - PUCPR Lucas Andrei das Neves 3 - PUCPR Grupo de Trabalho

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Vamos fazer nossa parte!

Mostra de Projetos 2011. Vamos fazer nossa parte! Mostra de Projetos 2011 Vamos fazer nossa parte! Mostra Local de: Paranavaí Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais. Cidade: Mirador Contato: tassiambientalmirador@gmail.com

Leia mais

Ideal Qualificação Profissional. Projeto Cultive esta ideia

Ideal Qualificação Profissional. Projeto Cultive esta ideia Ideal Qualificação Profissional Projeto Cultive esta ideia Objetivo A produção e a difusão de conhecimentos são pilares básicos da escola, é por meio da educação que se formam cidadãos conscientes de seu

Leia mais

Escola Municipal Professor Mello Cançado Regional Barreiro Projeto Prato Colorido Belo Horizonte, março/2012

Escola Municipal Professor Mello Cançado Regional Barreiro Projeto Prato Colorido Belo Horizonte, março/2012 Escola Municipal Professor Mello Cançado Regional Barreiro Projeto Prato Colorido Belo Horizonte, março/2012 Toda a escola se envolveu nesse projeto pedagógico, desde a direção, coordenação, professoras,

Leia mais

Palavras-chave Cursinho Principia; pré-vestibular; inclusão social; espaço cidadão; mídias.

Palavras-chave Cursinho Principia; pré-vestibular; inclusão social; espaço cidadão; mídias. Cursinho Principia: um espaço de inclusão social e de utilização das mídias no ensino pré-vestibular 1 Juliano Ferreira de SOUSA 2 Resumo Os Cursinhos pré-vestibulares Gratuitos vêm possibilitando que

Leia mais

ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL

ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL MENDONÇA, Ana Maria Gonçalves Duarte. Universidade Federal de Campina Grande. E-mail: Ana.duartemendonca@gmail.com RESUMO

Leia mais

PRÁTICAS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL VOLTADAS AOS RESIDUOS SOLIDOS DE UMA UNIDADE ESCOLAR DE CONCEIÇÃO DO ARAGUAIA PARÁ

PRÁTICAS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL VOLTADAS AOS RESIDUOS SOLIDOS DE UMA UNIDADE ESCOLAR DE CONCEIÇÃO DO ARAGUAIA PARÁ PRÁTICAS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL VOLTADAS AOS RESIDUOS SOLIDOS DE UMA UNIDADE ESCOLAR DE CONCEIÇÃO DO ARAGUAIA PARÁ Fabiana Bassani (1) Tecnóloga Ambiental Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Mestre

Leia mais

ATIVIDADES DESENVOVLIDAS PELO LABORATÓRIO DE ENSINO DE MATEMÁTICA LEM- FOZ

ATIVIDADES DESENVOVLIDAS PELO LABORATÓRIO DE ENSINO DE MATEMÁTICA LEM- FOZ ATIVIDADES DESENVOVLIDAS PELO LABORATÓRIO DE ENSINO DE MATEMÁTICA LEM- FOZ Prof.a. Ms. Renata Camacho Bezerra UNIOESTE Campus de Foz do Iguaçu renatacb@unioeste.br Prof.a. Ms. Patrícia Sândalo Pereira

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

A INFLUÊNCIA DA MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL A INFLUÊNCIA DA MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Edna Aparecida Pereira 1 Vanessa Rodrigues Ferreira 2 RESUMO A música na Educação Infantil vem atendendo a objetivos alheios a questões próprias dessa linguagem

Leia mais