Treinamento e Consultoria Programação de Cursos 2012

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Treinamento e Consultoria Programação de Cursos 2012"

Transcrição

1 Treinamento e Consultoria Programação de Cursos 2012

2 Tecnologia, Processos Organizacionais e Pessoas A perfeita combinação desses três fatores é essencial para a bem sucedida conversão de conhecimento em benefícios práticos em uma companhia. Esses fatores colocam as instituições no topo da performance e sucesso financeiro. Os Treinamentos da Festo combinam competências sociais, logísticas e técnicas em um modelo orientado para o sucesso.

3 Conteúdo Empreenda com sucesso Treinamento Sistemas de Ensino Consultoria Tecnologias Pneumática Processos CLP Automação de Manufatura Hidráulica Eletroeletrônica Processos Organizacionais Pessoas Grade de cursos Festo no Brasil

4 Empreenda com Sucesso A Festo Na foto ao lado, matriz da Festo Brasil. De origem Alemã e presente no Brasil desde 1968, a Festo atua na área de automação industrial e no desenvolvimento e formação profissional. No Brasil, a matriz está localizada em São Paulo, onde também fica a fábrica, a maior do grupo fora da Alemanha. Além de atender ao mercado local, nossa produção é exportada para outras unidades em todo o mundo, inclusive para a Alemanha. Atualmente, fornecemos mais de 7 mil itens que são utilizados em indústrias dos mais diversos portes e segmentos. Oferecer soluções de automação para a indústria é muito mais do que a vocação da Festo. É, acima de tudo, um desafio que se renova a cada dia. Por atuarmos em um mercado que busca e exige atualização constante e persegue produtividade superior com qualidade, sabemos que é preciso estarmos prontos para responder, com tecnologia de ponta, às demandas de nossos clientes. Fornecedora de Soluções de Automação Industrial Componentes Sistemas e Serviços Automação Industrial Aumento de Produtividade das Máquinas e Sistemas Pessoas e Processos Organizacionais Cliente Industrial Treinamento e Consultoria Didactic Sistemas de Ensino 4

5 Treinamento Transmitindo Conhecimento A Festo Didactic é uma divisão mundial da Festo. Surgiu na Alemanha em 1954, com o objetivo de transmitir conhecimento e tecnologia de pneumática para a indústria. Em 1974, se instalou no Brasil e, desde então, ministra cursos de automação industrial, atendendo mais de profissionais. Anualmente, são ministrados cursos em cerca de 100 países e em 26 idiomas diferentes, abordando tópicos das mais variadas tecnologias de automação. Modernidade e Variedade Em todo o Brasil temos 32 cursos diferentes ministrados em diversas localidades. Os cursos possuem aproximadamente 50% do conteúdo prático. Assim os participantes operam hands on em equipamentos de última geração. Podemos realizar treinamentos in company assim como com conteúdo exclusivo, otimizando o investimento. Flexibilidade dos Cursos Independentemente da opção, todo curso começa e termina dentro da mesma semana, facilitando a locomoção e estadia sem deixar o participante longos períodos afastado do seu local de trabalho. Aplicação Prática do Aprendizado Após o Curso O conteúdo confere ao participante conhecimentos técnicos para identificar problemas antes mesmo que eles ocorram. Após o curso, as qualificações adquiridas aprimoram o desenvolvimento do trabalho em campo. Certificado Todos os alunos recebem o material didático do curso e o Certificado de Participação Festo, que possui reconhecimento internacional. E os cursos ministrados na contam também com coffee-break, almoço (em caso de cursos diurnos) e estacionamento para os participantes. 5

6 6

7 Sistemas de Ensino Aprendizado, conhecimento e educação são os temas mais importantes deste século A Festo Didactic possui 58 anos de experiência desenvolvendo soluções para o aprendizado rápido e bem-sucedido no que se refere à tecnologia da automação. Esse conhecimento e experiência colocam-nos em uma posição chave no mercado do futuro. A procura por treinamentos continuará a crescer rapidamente, e é por isso que nosso objetivo é tornar o aprendizado mais eficiente que nunca. Um grande desafio para nós, um grande parceiro para você. Tudo de uma única fonte O sistema de ensino em automação inclui todos os tópicos atuais em toda sua extensão: pneumática, eletropneumática, hidráulica, eletro-hidráulica, eletrônica, sensores, robótica, tecnologia CNC, controladores lógicos programáveis e redes industriais, tecnologia da manufatura e processos de engenharia e mecatrônica. Do básico em tecnologia a um centro completo de treinamento De pacotes de treinamentos básicos e tecnologias específicas ao planejamento, controle e manuseio de redes complexas de sistema CIM e centros de treinamento completos e modernamente equipados nós criamos um mundo de aprendizagem para você, adaptado para suas necessidades especiais de estudo eficiente e sucesso garantido. Seu parceiro no mundo todo Nós falamos sua língua! Estamos pertinho de você presentes em mais de 100 países. Teremos grande satisfação em visitá-lo em sua empresa ou entidade de ensino, seja para agendar treinamentos, adquirir softwares, materiais didáticos, ou outros produtos. Caso você prefira, visite nosso site. Estamos a um clique de distância! Aplicações Tecnologias Básicos Robótica Software CIM / FMS ERP / MES Eletrônica de Potência Eletricidade Sensores Eletrônica Digital Eletrônica Analógica Pneumática Microcontroladores Hidráulica CAD / CAM / CNC Simulação MPS-PA Hidráulica Móbil SCADA Sistemas Modulares de Produção 7 7

8 Sistemas de Ensino Bancadas Bancadas multidisciplinares que possibilitam a prática no estudo das tecnologias: pneumática, hidráulica, comandos elétricos, comandos proporcionais, controladores lógicos programáveis e redes de comunicação industrial. Com possibilidade de utilização por até dois grupos de alunos por bancada, utilizando também diferentes tecnologias. Possuem inúmeras configurações, permitindo desde a seleção do material da estrutura à escolha dos componentes de diversas tecnologias, sempre alinhadas com os principais lançamentos de produtos Festo na área da automação industrial no mundo. Eletroeletrônica Sistema especialmente desenvolvido para o estudo da eletrônica básica, eletrônica analógica, eletrônica digital, microcontroladores e PLD. Composto por um módulo principal e complementado por várias placas de experimentos das diversas tecnologias aplicadas na automação industrial. MPS200 e MPS500 Focada na automação da manufatura, a família de produtos MPS200 e MPS500 possui um portfólio de 16 estações, permitindo que cada estação possa ser utilizada individualmente, como unidade stand alone, ou integrada. A integração entre as diferentes estações pode formar sistemas de produção com transporte em linha ou por paletes transportados por esteiras. A interligação com outras estações/instalações é feita através de interfaces mecânicas, elétricas, com comunicação sem fio (sinais ópticos) e/ou rede de comunicação em protocolos industriais, reconhecidamente utilizados no mercado industrial. 8

9 Sistemas MPS -PA Sistema AFB Factory Sistemas CIM e FMS O MPS -PA Festo é um novo conceito em estações de trabalho que permite o desenvolvimento de programas educacionais e de treinamento voltados às diversas tecnologias da automação de processos contínuos, transportando para o ambiente da sala de aula a realidade da indústria de processos. Diferentes tecnologias e processos de produção contínua estão presentes em um único sistema, que permite um treinamento completo e atende diversos níveis de conhecimento, desde conceitos básicos até o estado da arte em tecnologia de automação de processos. Utilizando tanto uma estação compacta quanto o sistema de estações completas, podemos controlar os 4 processos mais frequentes na indústria, ou seja: pressão, nível, vazão e temperatura. O Sistema AFB Factory representa a integração dos dois principais conceitos produtivos atuais, o conceito da manufatura de produtos e o de processo contínuo. Em um único sistema é possível reproduzir todo um processo de fabricação da indústria de alimentos, bebidas, farmacêutica e tantos outros processos que envolvam os dois conceitos. O AFB Factory é uma mescla das estações de trabalho MPS, MPS -PA e estações desenvolvidas especificamente para a integração dos sistemas. Isso possibilita transferir aos estudantes todo o conhecimento e tecnologia presente nesses dois conceitos como, por exemplo, sensores digitais e analógicos, controladores lógicos programáveis, protocolos de rede de comunicação, robótica, manipulação pick and place, válvulas de controle de processos, além de técnicas Os sistemas CIM e FMS Festo estão baseados em uma estrutura modular, aberta e flexível, o que permite integrações adicionais futuras de softwares e hardwares. A flexibilidade e a modularidade estão baseadas na inteligência descentralizada, na comunicação e interfaces padronizadas e no uso de produtos industriais. Cada uma das estações de trabalho possui um controlador industrial individual, portanto, podem ser operadas individualmente (stand alone) ou em rede com as demais estações. Os protocolos de comunicação utilizados são padrões de mercado, o que possibilita a fácil integração com equipamentos como robôs, CNCs, sistemas de visão, CLPs, etc.. A utilização de componentes industriais de uso real em todas as estações garante o aprendizado e a similaridade com a indústria. Visando atender a certa demanda de estudo, pode-se utilizar apenas uma parte dos sistemas CIM e FMS Festo, onde os subsistemas formados estarão prontos para operar em um nível chão-de-fábrica por meio de um controlador SCADA, podendo ser expandidos a qualquer momento com a adição de mais estações e softwares. Dentre as principais estações e módulos que podem fazer parte dos sistemas CIM e FMS Festo podem ser citadas: sistema de visão de máquina, sistema ERP, MES, CAD/CAM, máquinas CNC e robôs, dentre muitos outros, ampliando ainda mais a gama de recursos e possibilidade de estudo. Através do uso de controladores dedicados ou abertos, as duas versões permitem o controle individual das variáveis ou em modo cascata, da mesma forma que ocorre na indústria. de logística e armazenagem, controle de variáveis, transporte de paletes, supervisão e controle e muito mais. Trata-se da maneira mais eficiente de oferecer aos estudantes a chance de obter conhecimento, competências profissionais e auto-estima para suas carreiras. 9

10 Sistemas de Ensino Robotino A robótica móvel é a mais recente tecnologia que a Festo Didactic incorpora ao seu portfólio de soluções para o ensino da tecnologia da automação. O sistema omnidirecional permite mobilidade em todas as direções. O controlador possui entradas digitais e analógicas, bem como portas de comunicação USB e uma saída VGA. Com esses recursos é possível a integração de todo e qualquer dispositivo industrial compatível, como por exemplo: sensores, relés, teclado, monitores e câmera de vídeo, dentre muitos outros. O Robotino oferece muito mais do que somente um robô móvel. Trata-se de uma plataforma aberta que permite a integração e o uso de uma ampla gama de tecnologias, tais como: acionamento elétricos, sensores, tecnologia de controle, processamento de imagem e prática de programação básica e avançada através de software especialmente desenvolvido para o controle do Robotino ou em lingua- gem C++. Sistemas MecLab e PA Project Kit A automação é uma das mais importantes tecnologias do mundo moderno. Os sistemas automáticos estão presentes em diversas áreas do cotidiano. A Festo Didactic busca introduzir e estimular os estudantes de ensino médio no mundo da automação industrial, com a utilização dos sistemas MecLab e PA Project Kit. Estes sistemas representam modelos simplificados de processos típicos, encontrados na automação da manufatura e de processos contínuos. Os alunos terão contato com componentes reais, dispostos de forma a facilitar a montagem, interação e verificação das variáveis que envolvem os diferentes componentes utilizados na automação industrial. Com possibilidade de utilização de sinais digitais e analógicos, os alunos poderão realizar cálculos matemáticos para mudanças de base numérica, dando aplicações reais para a teoria estudada em sala de aula. Os dispositivos mecatrônicos envolvem o aluno e motivam a busca por mais conhecimento. É a introdução ao mundo do Edutainment (Educação com entretenimento). Os sistemas MecLab e PA Project Kit foram desenvolvidos para permitir o acesso a essas tecnologias com um custos acessíveis, possibilitando a implementação dos laboratórios e transportando assim, para o ambiente educacional, o ambiente da indústria de manufatura e processos contínuos. 10

11 EPLAN FluidSIM CIROS SPT Sistemas Portáteis de Com a Plataforma EPLAN Software de desenho e A plataforma CIROS (Computer Treinamento uma nova dimensão se abre simulação de circuitos, incluindo Integrated Robot Simulation) A linha de produtos SPT na engenharia. Com uma as tecnologias de pneumática, possui uma gama de softwares Sistemas Portáteis de diversidade de funções e a hidráulica, comandos elétricos, destinados ao treinamento Treinamento foi desenvolvida livre escolha entre a orientação lógica digital e controladores em automação industrial, exclusivamente para atender gráfica ou por objetos, o lógicos programáveis. permitindo a simulação e as necessidades específicas software oferece uma clara vantagem tecnológica. O sistema é projetado para atender as necessidades do usuário sem limitações e assim, trazer rápidos resultados na engenharia. O valor adicional oferecido pela conexão direta com a engenharia de fluidos e de instrumentação e controle, transforma-se numa vantagem inestimável para processos consistentes. Criação de circuitos de maneira rápida, pelo simples clicar e arrastar dos elementos desejados através do mouse, a partir de uma biblioteca com ampla gama de símbolos. Uso de funções didáticas que incluem: apresentação de filmes, transparências eletrônicas de componentes e princípios físicos, estruturação de apresentações completas, integração dos ambientes virtuais e reais. Dividida em cinco aplicativos Studio, Robotics, Mechatronics, Advanced Mechatronics e Production permite simular sistemas robóticos, linhas de produção e sistemas modulares de produção. Os programas desenvolvidos e simulados no CIROS podem ser carregados diretamente nos de centros de treinamentos, escolas técnicas, institutos, universidades e as diversas instituições de ensino que necessitam transportar seus equipamentos às diversas unidades que possuem ou em cursos realizados fora de suas instalações, os chamados cursos in company. O pacote de software educacional EPLAN é composto de: EPLAN Electric P8 para projetos da Engenharia Elétrica, EPLAN Fluid para projetos da Engenharia de Fluidos e EPLAN PPE para projetos de Instrumentação e Controle da Engenharia de Automação de Processos. exercícios com folhas de solução em português. Utilizando uma interface Easy- Port (opcional) o FluidSIM pode ser utilizado como um controlador virtual para comandar um equipamento real (Ex.: Unidade de treinamento em eletropneumática, eletrohidráulica etc.). Pode-se controladores dos robôs reais de diversos fabricantes e controlar sistemas de produção virtuais e reais completos. também controlar os circuitos do FluidSIM através de um CLP externo. Consulte-nos para receber mais informações quanto aos recursos disponíveis em cada versão do FluidSIM. 11

12 12

13 Consultoria Além dos tradicionais cursos, a Festo Didactic oferece serviços de consultoria voltados para a reorganização de processos industriais através do estabelecimento de metas e da análise de resultados. A consultoria procura estabelecer o equilíbrio entre a tecnologia, os processos organizacionais da empresa e as pessoas que nela trabalham. Com essa abordagem, o benefício para nosso cliente é o ganho de produtividade fabril em diferentes níveis interrelacionados: Ganho de Produtividade Mais que um treinamento, a consultoria conta com o expertise de consultores especializados em diversas áreas: Manufatura enxuta (lean manufacturing) e mentalidade enxuta Poka-Yoke e 5S Sistemas Kanban e Kaizen de processos (melhoria contínua) Técnicas de resolução de problemas TPM Treinamentos tecnológicos, e produtos e de processos organizacionais Palestras, conferências, workshops, gestão administrativa, planejamento estratégico e Balanced Scorecard (BSC) Consultoria de processos industriais. ganho de produtividade Consultoria de Gestão Consultoria de Processos Conferências e Workshops Treinamento Tecnologia multidisciplinaridade Processos Organizacionais melhoria contínua Pessoas atitudes e comportamento 13 13

14 14

15 Tecnologias Pneumática Os cursos mostram inovações em produtos, atualizações, ferramentas e métodos utilizados na indústria. CLP Cursos direcionados à programação e configuração de controladores lógicos programáveis, aplicados em sistemas eletropneumáticos. Hidráulica Aborda os princípios e fundamentos da hidráulica aplicada na indústria. Automação da Manufatura Aplicações práticas utilizadas na indústria. Eletroeletrônica Conceitos aplicados nas áreas de automação. 15

16 Tecnologias Pneumática Automação Pneumática P110 O curso aborda os seguintes tópicos principais: Princípios físicos que envolvem a pneumática. Símbolos normalizados (DIN/ISO 1219), especificações técnicas, formas construtivas e funções de: atuadores, válvulas direcionais, de bloqueio, de fluxo, de pressão, para vácuo e combinadas. Circuitos pneumáticos para atender requisitos de automação e comandos seqüenciais utilizando-se de um ou mais atuadores com apoio de software de desenho e simulação. Montagens práticas de sistemas pneumáticos com componentes reais em unidades de treinamento especialmente desenvolvidas. Após o curso, o participante: Conhece os principais componentes pneumáticos e é capaz de identificá-los através do seu respectivo símbolo normalizado. Dessa forma, interpreta especificações técnicas, desenhos e dados de catálogo que sejam úteis à sua função. Entende o sistema pneumático com o qual está trabalhando, evita erros de montagem bem como economiza tempo na detecção e correção de possíveis defeitos e na substituição de componentes. É capaz de propor alternativas em situações emergenciais de produção. Pode conceber e/ou otimizar sistemas pneumáticos básicos, com precisa adequação à aplicação. Pré-requisitos: Conhecimentos técnicos em geral. Técnicos e engenheiros envolvidos com projetos de máquinas e manutenção. 20 horas (diurno ou noturno). R$ 750,00 por participante. (Estado de São Paulo) R$ 780,00 por participante. (Demais Estados) O conteúdo e a carga horária do curso podem ser desenvolvidos de acordo com as necessidades da sua empresa. O treinamento pode ser ministrado na própria empresa (in company). 16

17 Tecnologias Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho (D) (N) (D) (N) (D) (N) (N) (D) (N) (D) (N) (D) (D) (N) (D) (N) (D) (N) Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro (D) (N) (D) (D) (N) (D) (N) (D) (N) (N) (D) (N) (D) (N) (D) (D) (N) (D) Belo Horizonte Março Setembro (N) (N) Campinas Fevereiro Agosto (N) (N) Curitiba Fevereiro Agosto (N) (N) Joinville Março Agosto (N) (N) Novo Hamburgo Rio de Janeiro Fevereiro (N) Março Setembro (N) (N) (D) (N) Curso Diurno Segunda-feira: das 13h30 às 17h30; terça e quarta-feiras: Curso Noturno De segunda à sexta-feira: das 18h00 às 22h00. 17

18 Tecnologias Pneumática Automação Pneumática Projetos de Circuitos e Métodos de Localização de Falhas P120 O curso aborda os seguintes tópicos principais: Recapitulação dos conceitos de automação pneumática básica e seus componentes, focando símbolos normalizados e funções das principais válvulas e atuadores. Projeto de sistemas pneumáticos e possibilidades de anulação de sinais em contrapressão através dos métodos intuitivo e sistemático (cascata e passo-a-passo). Método de localização, correção e manutenção dos principais problemas e falhas em sistemas pneumáticos utilizando-se métodos apropriados. Montagens práticas de sistemas pneumáticos complexos com componentes reais em unidades de treinamento especialmente desenvolvidas. Após o curso, o participante: É capaz de interpretar sistemas pneumáticos complexos, entende seu funcionamento, e pode localizar e corrigir possíveis falhas ou defeitos. Pode conceber e/ou otimizar sistemas pneumáticos complexos com precisa adequação à aplicação. Tem capacidade de implementar condições que otimizam o funcionamento de máquinas e dispositivos pneumáticos. Interpreta circuitos com facilidade, trabalhando com maior eficiência e precisão na montagem e manutenção de sistemas pneumáticos. Pré-requisitos: Curso P110. Técnicos e engenheiros envolvidos com projetos de máquinas e manutenção. 20 horas (diurno ou noturno). R$ 860,00 por participante. (Estado de São Paulo) R$ 900,00 por participante. (Demais Estados) O conteúdo e a carga horária do curso podem ser desenvolvidos de acordo com as necessidades da sua empresa. O treinamento pode ser ministrado na própria empresa (in company). Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho (N) (D) (N) (N) (D) (D) (D) (D) (N) (N) Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro (D) (D) (D) (D) (D) (N) (N) (N) (D) (D) (N) Curso Diurno Segunda-feira: das 13h30 às 17h30; terça e quarta-feiras: Curso Noturno De segunda à sexta-feira: das 18h00 às 22h00. 18

19 Pneumática Tecnologias Técnicas de Detecção de Falhas em Sistemas Pneumáticos PN121 Este curso permite que você aumente o seu conhecimento especializado em sistemas pneumáticos avançados e que melhore suas habilidades de projeto e manutenção dos mesmos. Exercícios práticos em equipamentos reais para instalação, comissionamento, detecção e eliminação de falhas em sistemas pneumáticos, visando facilitar o seu trabalho no dia-a-dia. Instalação e comissionamento de sistemas pneumáticos e eletropneumáticos. Análise de tarefas de controle utilizando GRAFCET, de acordo com a norma DIN EN Projeto e funcionamento de circuitos pneumáticos e eletropneumáticos Componentes pneumáticos especiais (terminais de válvulas) Diferentes tipos de acionamentos em terminais de válvulas Modos de operação de sistemas (Automático/Manual/Parada de Emergência) Sistemas de controle eletropneumáticos e eletrônicos Normas de segurança atuais Exercícios práticos e técnicas para resolução de falhas O participante: Configura e comissiona sistemas pneumáticos complexos Soluciona problemas em sistemas pneumáticos de maneira sistemática Conhece o papel dos CLPs nos sistemas de automação e sua integração com a cadeia de controle de um sistema pneumático Trabalha com terminais de válvulas Interpreta de maneira correta as mais recentes normas reguladoras Pré-requisito: Curso P110. Técnicos e engenheiros envolvidos com projetos e/ou manutenção de sistemas pneumáticos e eletropneumáticos. 20 horas (diurno ou noturno) R$ 920,00 por participante. (Estado de São Paulo) R$ 960,00 por participante. (Demais Estados) O conteúdo e a carga horária do curso podem ser desenvolvidos de acordo com as necessidades da sua empresa. O treinamento pode ser ministrado na própria empresa (in company). Abril Maio Junho Julho Agosto (D) (N) (D) (D) (N) (N) (D) (N) (N) (D) (D) (N) Curso Diurno Segunda-feira: das 13h30 às 17h30; terça e quarta-feiras: Curso Noturno De segunda à sexta-feira: das 18h00 às 22h00. Setembro Outubro Novembro Dezembro (N) (D) (D) (N) (D) (N) (D) (D) 19

20 Tecnologias Pneumática Tecnologia de Vácuo para Sistemas Handling Novo! PN152 Neste curso você irá aprender as características especiais dos sistemas que utilizam vácuo em seus acionamentos ao invés do ar comprimido convencional. Você também irá aprender sobre geração e medição do vácuo, assim como sobre métodos de seleção e dimensionamento de reservatórios e ventosas, e como fazer uso correto de válvulas e sensores em sistemas de manuseio. Geração e disponibilização de vácuo Diferenças dos sistemas de manuseio que utilizam as garras convencionais com relação à projeto, transporte e armazenamento Sensores de vácuo para controle de processos Dimensionamento de ventosas Exigência de ar comprimido em sistemas de vácuo Influência das propriedades dos materiais no manuseio com vácuo Exercícios práticos em unidades especiais e componentes individuais O participante: Conhece os fundamentos envolvidos na tecnologia de vácuo Conhece os processos de geração de vácuo e suas aplicações Seleciona geradores de vácuo de maneira correta Dimensiona e seleciona ventosas para diferentes aplicações industriais Soluciona problemas em aplicações com vácuo em sistemas handling Pré-requisitos: Conhecimentos técnicos em geral. Técnicos e engenheiros envolvidos com projetos e/ou manutenção de sistemas handling que utilizem tecnologia de vácuo 1 dia / 8 horas R$ 450,00 por participante. (Estado de São Paulo) R$ 470,00 por participante. (Demais Estados) O conteúdo e a carga horária do curso podem ser desenvolvidos de acordo com as necessidades da sua empresa. O treinamento pode ser ministrado na própria empresa (in company). Abril Maio Junho Julho Agosto 12 (I) 24 (I) 28 (I) 19 (I) 16 (I) Setembro Outubro Novembro Dezembro 27 (I) 18 (I) 08 (I) 20 (I) (I) Curso Integral 20

21 Pneumática Tecnologias Projeto de Sistemas Pneumáticos com Foco em Eficiência Energética Novo! PN183 O dimensionamento incorreto dos sistemas pneumáticos acarreta em grandes perdas e consequentemente a custos mais elevados de operação, redução de qualidade do ar comprimido, entre outros problemas. Através da abordagem básica para correto dimensionamento de redes de ar comprimido, utilizando exemplos reais, este curso permite que você planeje e projete redes de ar comprimido de maneira segura e otimizada. Utilizando o software Festo ProPneu você irá aplicar as relações entre pressão, carga e velocidade de acionamentos. Custos de produção e preparação do ar comprimido, através de exemplos de cálculo O custo dos vazamentos em uma rede de ar comprimido Dimensionamento ideal e seleção de materiais para redes de ar comprimido Qualidade do ar comprimido para diferentes aplicações Funções e dimensionamento das unidades de conservação Medição da velocidade de atuadores com diferentes diâmetros e acessórios Dimensionamento completo de um sistema pneumático, desde as unidades de conservação até os atuadores, incluindo mangueiras e conexões. Determinação da demanda de ar comprimido de uma planta industrial Utilização do software de cálculo Festo ProPneu Otimização de sistemas através da utilização de diferentes pressões nos acionamentos Redução dos custos de instalação desde uma única válvula até um completo terminal de válvulas Critérios de seleção de terminais de válvulas O participante: Conhece os pontos-chave para realizar o projeto eficiente de uma rede de ar comprimido desde a geração até a especificação dos atuadores Pode um utilizar software de apoio para aumentar a qualidade dos dimensionamentos de redes de ar comprimido Aplica de maneira eficiente conceitos para uma manutenção pró-ativa em sistemas pneumáticos Detecta e evita desperdícios energéticos em sistemas pneumáticos Pré-requisito: Conhecimentos técnicos em geral. Técnicos e engenheiros envolvidos com projetos e instalações de equipamentos pneumáticos e sistemas de distribuição de ar comprimido. 2 dias / 16 horas R$ 800,00 por participante. (Estado de São Paulo) R$ 835,00 por participante. (Demais Estados) O conteúdo e a carga horária do curso podem ser desenvolvidos de acordo com as necessidades da sua empresa. O treinamento pode ser ministrado na própria empresa (in company). Abril Junho Agosto Novembro (I) (I) (I) (I) (I) Curso Integral 21

22 Tecnologias Pneumática Comandos Elétricos em Sistemas Pneumáticos EP210 O curso aborda os seguintes tópicos principais: Símbolos normalizados, especificações técnicas, formas construtivas e funções de: eletro-válvulas, finsde-curso, relés e sensores. Circuitos elétricos para atender requisitos de automação pneumática por meio de lógica de relés. Comandos seqüenciais com apoio de software de desenho e simulação. Montagens práticas de sistemas com componente eletro-pneumáticos reais em unidades de treinamento especialmente desenvolvidas. Após o curso, o participante: Conhece os principais componentes de comando eletro-pneumáticos sendo capaz de identificá-los através do seu símbolo normalizado. Dessa forma interpreta especificações técnicas, desenhos e dados de catálogo que sejam úteis à sua função. Entende o sistema de comandos elétricos com o qual está trabalhando, evita erros de montagem, bem como economiza tempo na detecção e correção de possíveis defeitos e na substituição de componentes. É capaz de propor alternativas em situações emergenciais de produção. Pode conceber e/ou otimizar sistemas de comandos elétricos básicos, com precisa adequação à aplicação. Pré-requisitos: Conhecimentos técnicos em geral. Técnicos e engenheiros envolvidos com projetos de máquinas, manutenção e comandos elétricos. 20 horas (diurno ou noturno). R$ 860,00 por participante. (Estado de São Paulo) R$ 900,00 por participante. (Demais Estados) O conteúdo e a carga horária do curso podem ser desenvolvidos de acordo com as necessidades da sua empresa. O treinamento pode ser ministrado na própria empresa (in company).r$ 860,00 por participante. (Estado de São Paulo) 22

Treinamento e Consultoria Programação de Cursos 2014

Treinamento e Consultoria Programação de Cursos 2014 Treinamento e Consultoria Programação de Cursos 0 www.festo.com.br Realizamos mais de.000 projetos. Atendemos mais de 0.000 clientes. Temos a experiência que você precisa. Apenas no Brasil, são mais de

Leia mais

Treinamento e Consultoria Programação de Cursos 2015

Treinamento e Consultoria Programação de Cursos 2015 Treinamento e Consultoria Programação de Cursos 0 www.festo.com.br Realizamos mais de 0.000 projetos. Atendemos mais de 0.000 clientes. Temos a experiência que você precisa. Apenas no Brasil, são mais

Leia mais

Treinamento e Consultoria Programação de Cursos 2016

Treinamento e Consultoria Programação de Cursos 2016 Treinamento e Consultoria Programação de Cursos 2016 5 Pessoas 06 - TTT Treinando o Treinador 07 - DLID Desenvolvimento de Liderança 08 - ADMT Administração do Tempo, Produtividade Pessoal e Eficiência

Leia mais

Desenho Técnico Fundamentos do desenho técnico; Construções geométricas; Desenho eletroeletrônico;

Desenho Técnico Fundamentos do desenho técnico; Construções geométricas; Desenho eletroeletrônico; EMENTA DE CONTEÚDOS Eletricidade Conceitos fundamentais da eletricidade; Circuitos elétricos de corrente contínua; Tensão alternada; Gerador de funções; Operação do osciloscópio; Tensão e corrente alternadas

Leia mais

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria.

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria. Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro Respostas para a indústria. Percepção, previsão, visão ampliada: SIMOCODE pro integrado no SIMATIC PCS7 O sistema flexível de gerenciamento de motores

Leia mais

Programa de Treinamentos 2014

Programa de Treinamentos 2014 Programa de Treinamentos 2014 Introdução A Bosch Rexroth tem compromisso com a qualidade de seus treinamentos. Baseado nesse compromisso, a Divisão Service - Didática da Bosch Rexroth desenvolveu uma série

Leia mais

Fundamentos de Automação. Controladores

Fundamentos de Automação. Controladores Ministério da educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Técnica SETEC Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Rio Grande Fundamentos de Automação Controladores

Leia mais

Tecnologia de controle para máquinas operatrizes móbil.

Tecnologia de controle para máquinas operatrizes móbil. Tecnologia de controle para máquinas operatrizes móbil. HYDAC Matriz na Alemanha Seu parceiro competente para máquinas operatrizes móbil. HYDAC Itália HYDAC Holanda HYDAC França HYDAC Coréia HYDAC China

Leia mais

Programa de Treinamentos 2015

Programa de Treinamentos 2015 Programa de Treinamentos 2015 Introdução A Bosch Rexroth tem compromisso com a qualidade de seus treinamentos. Baseado nesse compromisso, a área de Didática da Bosch Rexroth desenvolveu uma série de cursos

Leia mais

Rodrigo Baleeiro Silva Engenheiro de Controle e Automação. Introdução à Engenharia de Controle e Automação

Rodrigo Baleeiro Silva Engenheiro de Controle e Automação. Introdução à Engenharia de Controle e Automação Rodrigo Baleeiro Silva Engenheiro de Controle e Automação (do latim Automatus, que significa mover-se por si) ; Uso de máquinas para controlar e executar suas tarefas quase sem interferência humana, empregando

Leia mais

Reparador de Circuitos Eletrônicos

Reparador de Circuitos Eletrônicos Reparador de Circuitos Eletrônicos O Curso de Reparador de Circuitos Eletrônicos tem por objetivo o desenvolvimento de competências relativas a princípios e leis que regem o funcionamento e a reparação

Leia mais

Office São Paulo Rua Caçapava, 49 Jardim Paulista São Paulo SP Brasil CEP 01408-010 +55 (11)3061.5994 Fax +55 (11)3061.9796 www.bcmautomacao.com.

Office São Paulo Rua Caçapava, 49 Jardim Paulista São Paulo SP Brasil CEP 01408-010 +55 (11)3061.5994 Fax +55 (11)3061.9796 www.bcmautomacao.com. Este Treinamento abrange a configuração e programação da linha de Controladores Programáveis fabricados e comercializados pela e o Software de Programação PROCP. Indústria Porto Alegre Av. Ernesto Neugebauer,

Leia mais

S.T.A.I. (SERVIÇOS TÉCNICOS DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL) REDE PROFIBUS PA ALISSON TELES RIBEIRO

S.T.A.I. (SERVIÇOS TÉCNICOS DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL) REDE PROFIBUS PA ALISSON TELES RIBEIRO g S.T.A.I. (SERVIÇOS TÉCNICOS DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL) REDE PROFIBUS PA ALISSON TELES RIBEIRO SUMÁRIO 1. Objetivo 2. História 3. O Que é Profibus? 4. Profibus PA 5. Instrumentos 6. Bibliografia 1. OBJETIVO

Leia mais

1. Especificar a arquitetura dos controladores lógicos compatíveis a cada aplicação.

1. Especificar a arquitetura dos controladores lógicos compatíveis a cada aplicação. Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Plano de Trabalho Docente - 2015 ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça - SP Eixo Tecnológico: Controle e Processo Industrial Habilitação

Leia mais

Automação Industrial Parte 2

Automação Industrial Parte 2 Automação Industrial Parte 2 Prof. Ms. Getúlio Teruo Tateoki http://www.getulio.eng.br/meusalunos/autind.html Perspectiva Histórica Os primeiros sistemas de controle foram desenvolvidos durante a Revolução

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. Profª Danielle Casillo

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. Profª Danielle Casillo UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Profª Danielle Casillo Nome: Automação e Controle Créditos: 4 60 horas Período: 2010.2 Horário: quartas e sextas das 20:40 às 22:20

Leia mais

Conceito de automação pneumática - uma comparação entre um terminal de válvulas e válvulas avulsas

Conceito de automação pneumática - uma comparação entre um terminal de válvulas e válvulas avulsas White Paper Conceito de automação pneumática - uma comparação entre um terminal de válvulas e válvulas avulsas Válvulas avulsas ou terminal de válvulas para controle de equipamentos automatizados pneumáticos?

Leia mais

A inovação e produtividade alcança-se com a formação e consultadoria

A inovação e produtividade alcança-se com a formação e consultadoria www.festo.pt O melhor computador do mundo é o Homem, e é o único que pode ser produzido em massa por mão de obra não especializada. Wernher von Braun 1912-1977 Num contexto de mercado no qual se compete

Leia mais

SIMATIC Sistemas de visão Produtividade e qualidade asseguradas. integrador certificado: SOLUCOES INTELIGENTES

SIMATIC Sistemas de visão Produtividade e qualidade asseguradas. integrador certificado: SOLUCOES INTELIGENTES SIMATIC Sistemas de visão Produtividade e qualidade asseguradas integrador certificado: SOLUCOES INTELIGENTES Sistemas de visão Visão geral da linha de produtos Série SIMATIC VS720A - As câmeras inteligentes

Leia mais

INTRODUÇÃO À AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

INTRODUÇÃO À AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL INTRODUÇÃO À AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL Treinamento Branqs Automação, 2007 Elaboração: Kauê Leonardo Gomes Ventura Lopes Aprovação: Fernando José Cesilio Branquinho Branqs Automação Ltda. Rua do Comércio, nº

Leia mais

A solução certa para ensinar futuros técnicos e engenheiros integrados em uma única ferramenta.

A solução certa para ensinar futuros técnicos e engenheiros integrados em uma única ferramenta. Se o conteúdo de suas aulas é relacionado a hidráulica, pneumática, elétrica e tecnologia de controle, suas principais exigências de um software são conceito de ilustração e comportamento de sistema. Criado

Leia mais

4. Controlador Lógico Programável

4. Controlador Lógico Programável 4. Controlador Lógico Programável INTRODUÇÃO O Controlador Lógico Programável, ou simplesmente PLC (Programmiable Logic Controller), pode ser definido como um dispositivo de estado sólido - um Computador

Leia mais

Industrial SOLUÇÕES EM AUTOMAÇÃO

Industrial SOLUÇÕES EM AUTOMAÇÃO Industrial SOLUÇÕES EM AUTOMAÇÃO Soluções em Automação INDUSTRIAL TRAINING. STEP 5 Standard ( Básico). Duração: 40 horas. Público Alvo. Este curso se destina a profissionais das áreas de planejamento,

Leia mais

Industry Services. Serviços de alta performance e confiabilidade em todo o ciclo de vida da planta. www.siemens.com.br/industryservices

Industry Services. Serviços de alta performance e confiabilidade em todo o ciclo de vida da planta. www.siemens.com.br/industryservices Industry Services Serviços de alta performance e confiabilidade em todo o ciclo de vida da planta www.siemens.com.br/industryservices Answers for industry Siemens Industry Services 11 3833 4040 suporte

Leia mais

Programa de Cursos 2010

Programa de Cursos 2010 Programa de Cursos Introdução A Bosch Rexroth tem um compromisso com a qualidade de seus treinamentos. Baseado nesse compromisso, a Divisão Service - Didática da Bosch Rexroth desenvolveu uma série de

Leia mais

Sistemas de controle para processos de bateladas

Sistemas de controle para processos de bateladas Sistemas de controle para processos de bateladas Por Alan Liberalesso* Há algum tempo os processos de batelada deixaram de ser um mistério nas indústrias e no ambiente de automação. O cenário atual nos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FICHA DE COMPONENTE CURRICULAR CÓDIGO: COMPONENTE CURRICULAR: CONTROLADORES LÓGICOS PROGRAMÁVEIS (CLPs) E DISPOSITIVOS INDUSTRIAIS UNIDADE ACADÊMICA OFERTANTE: SIGLA:

Leia mais

HYDAC KineSys Sistemas de acionamento

HYDAC KineSys Sistemas de acionamento HYDAC KineSys Sistemas de acionamento Veículos de manuseio de materiais Usinas termelétricas Máquinas injetoras de plástico Seu parceiro profissional para soluções de acionamento Todas as condições para

Leia mais

Ferramentas SIMARIS. Fácil, rápido e seguro planejamento de Distribuição de Energia Elétrica. Totally Integrated Power

Ferramentas SIMARIS. Fácil, rápido e seguro planejamento de Distribuição de Energia Elétrica. Totally Integrated Power s Totally Integrated Power Ferramentas SIMARIS Fácil, rápido e seguro planejamento de Distribuição de Energia Elétrica. Answers for infrastructure and cities. Planejamento de distribuição de energia mais

Leia mais

Didática Bosch Rexroth

Didática Bosch Rexroth Didática Bosch Rexroth 2 Introdução A Divisão Service da Bosch Rexroth oferece ao mercado a sua linha didática. Sempre preocupada com a qualificação técnica do profissional brasileiro, oferece à indústria

Leia mais

DIAGNÓSTICO E DEFINIÇÃO DE SOLUÇÕES

DIAGNÓSTICO E DEFINIÇÃO DE SOLUÇÕES Somos uma empresa brasileira, especializada em soluções de automação de máquinas e processos industriais, instalação, comissionamento e segurança de infraestrutura elétrica e de máquinas, microgeração

Leia mais

Serviços com qualidade Festo à sua disposição

Serviços com qualidade Festo à sua disposição Serviços com qualidade Festo à sua disposição Completa gama de Serviços Soluções personalizadas Kits de automação Produtos especiais Assistência pós-venda Festo Didactic Serviços adicionais 2 Índice Máxima

Leia mais

Automação Industrial. Prof. Ms. Getúlio Teruo Tateoki. http://www.getulio.eng.br/meusalunos/autind.html

Automação Industrial. Prof. Ms. Getúlio Teruo Tateoki. http://www.getulio.eng.br/meusalunos/autind.html Automação Industrial Prof. Ms. Getúlio Teruo Tateoki http://www.getulio.eng.br/meusalunos/autind.html -Duas Aulas quinzenais -Datas: Engenharia Elétrica 08 e 18 de agosto 01, 15, 29 de setembro 13 e 27

Leia mais

Parte 02 O Controlador Lógico Programável

Parte 02 O Controlador Lógico Programável Parte 02 O Controlador Lógico Programável 2.0 Introdução: Para controlar uma planta industrial, seja a mais simples ou complexa, necessitamos de um sistema de controle, obviamente que quanto mais complexa

Leia mais

Sistemas de Automação

Sistemas de Automação Sistemas de Automação Introdução Walter Fetter Lages w.fetter@ieee.org Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Elétrica Programa de Pós-Graduação em Engenharia

Leia mais

Cronograma da Disciplina de Automação Industrial- Aulas Teóricas

Cronograma da Disciplina de Automação Industrial- Aulas Teóricas Cronograma da Disciplina de Automação Industrial- Aulas Teóricas Aula Sumário das Aulas Teóricas Sem. T1 Introdução aos objectivos e tipos da Automação Industrial Introdução à disciplina. Objectivos da

Leia mais

FERRAMENTA DE APOIO AO ENSINO DE LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO INDUSTRIAL

FERRAMENTA DE APOIO AO ENSINO DE LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO INDUSTRIAL FERRAMENTA DE APOIO AO ENSINO DE LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO INDUSTRIAL Calos E. Pereira cpereira@delet.ufrgs.br Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Departamento de Engenharia Elétrica Osvaldo Aranha

Leia mais

Aperfeiçoamento Técnico com respeito ao Profissional.

Aperfeiçoamento Técnico com respeito ao Profissional. Política de Treinamento DME Aperfeiçoamento Técnico com respeito ao Profissional. A DME é uma empresa voltada para o atendimento das necessidades em conclusão e consumo de Energia Elétrica, consagrou-se

Leia mais

Tecnologia de sistemas.

Tecnologia de sistemas. Tecnologia de sistemas. HYDAC Dinamarca HYDAC Polônia HYDAC Brasil HYDAC Índia HYDAC China HYDAC França HYDAC Alemanha Seu parceiro profissional para a tecnologia de sistemas. Com mais de 7.500 colaboradores

Leia mais

A seguir serão detalhados os atuadores da estação com a finalidade de facilitar a visualização e ilustrar os circuitos contidos em anexo.

A seguir serão detalhados os atuadores da estação com a finalidade de facilitar a visualização e ilustrar os circuitos contidos em anexo. MANUAL DE OPERAÇÃO Estação de Distribuição MPS Documentação Técnica Estação de distribuição Vista superior da estação Detalhe do terminal de válvulas CPV 2 Descrição da Estação Essa estação tem como principal

Leia mais

Bosch Rexroth no Brasil

Bosch Rexroth no Brasil Electric Drives and Controls Hydraulics Linear Motion and Assembly Technologies Pneumatics Service Bosch Rexroth no Brasil The Drive & Control Company Nossa Meta: ser líder mundial em benefícios ao cliente

Leia mais

Curso Automação Industrial Aula 3 Robôs e Seus Periféricos. Prof. Giuliano Gozzi Disciplina: CNC - Robótica

Curso Automação Industrial Aula 3 Robôs e Seus Periféricos. Prof. Giuliano Gozzi Disciplina: CNC - Robótica Curso Automação Industrial Aula 3 Robôs e Seus Periféricos Prof. Giuliano Gozzi Disciplina: CNC - Robótica Cronograma Introdução a Robótica Estrutura e Características Gerais dos Robôs Robôs e seus Periféricos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 235, DE 2 DE JUNHO DE 2014 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

Introdução à Engenharia de Automação

Introdução à Engenharia de Automação Introdução à Engenharia de Automação 1 A automação em nossas vidas Objetivo: Facilitar nossas vidas Automação no dia-a-dia Em casa: Lavando roupa Abrindo o portão Lavando louça Na rua: Sacando dinheiro

Leia mais

TÍTULO: EMBALADORA DE TABULEIROS DE DAMAS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E TECNOLOGIAS SUBÁREA: ENGENHARIAS

TÍTULO: EMBALADORA DE TABULEIROS DE DAMAS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E TECNOLOGIAS SUBÁREA: ENGENHARIAS Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: EMBALADORA DE TABULEIROS DE DAMAS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E TECNOLOGIAS SUBÁREA:

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 015 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos EE: Etec Paulino Botelho Eixo Tecnológico: Controle e Processos

Leia mais

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Um Único Dispositivo para Monitoramento e Controle Há várias formas de melhorar a eficiência e a confiabilidade

Leia mais

A automação em nossas vidas 25/10/2015. Módulo IV Tecnologia. TECNOLOGIA Conceito e História

A automação em nossas vidas 25/10/2015. Módulo IV Tecnologia. TECNOLOGIA Conceito e História Módulo IV Tecnologia Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. TECNOLOGIA Conceito e História A automação em nossas vidas Objetivo: Facilitar nossas vidas no dia-a-dia Em casa: Lavando roupa Esquentando leite

Leia mais

Segurança em Máquinas Soluções Rexroth

Segurança em Máquinas Soluções Rexroth Segurança em Máquinas Soluções Rexroth 2 Produtividade necessita de segurança Sistema ABS de antibloqueio de frenagem, controle eletrônico do chassis e sensores de aviso de distância são características

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec:PAULINO BOTELHO Código: 091 Município:São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica

Leia mais

Controladores Lógicos Programáveis (CLPs)

Controladores Lógicos Programáveis (CLPs) Controladores Lógicos Programáveis (CLPs) A UU L AL A Uma empresa fabrica clipes em três tamanhos: grande, médio e pequeno. Seus clientes consomem os produtos dos três tamanhos, mas a empresa nunca conseguiu

Leia mais

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados Solução Completa em Automação FieldLogger Registro e Aquisição de Dados Ethernet & USB Até 16GB de memória Conversor A/D 24 bits Até 1000 amostras por segundo Apresentação FieldLogger O FieldLogger é um

Leia mais

Como posso gerir todas as funções do software de automação num único ambiente de engenharia?

Como posso gerir todas as funções do software de automação num único ambiente de engenharia? Como posso gerir todas as funções do software de automação num único ambiente de engenharia? Para obter mais informações, consulte-nos: www.siemens.com/tia-portal Catálogo online: www.siemens.com/industrymall/pt

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Ítalo Bologna

Faculdade de Tecnologia SENAI Ítalo Bologna Faculdade de Tecnologia SENAI Ítalo Bologna 1. INFRA-ESTRUTURA Salas de Aulas A FATEC IB possui 22 salas de aulas climatizadas, sendo 10 com capacidade para acomodar, confortavelmente de 50 (cinqüenta)

Leia mais

Formação e Consultadoria Plano de Cursos 2013

Formação e Consultadoria Plano de Cursos 2013 Formação e Consultadoria Plano de Cursos 2013 www.festo.pt O melhor computador do mundo é o Homem, e é o único que pode ser produzido em massa por mão de obra não especializada. Wernher von Braun 1912-1977

Leia mais

Consultoria e Tecnologia em Automação

Consultoria e Tecnologia em Automação ARTH ENGENHARIA - Consultoria em Engenharia, Controle e Tecnologia de Automação. Empresa Com a filosofia de associar inovação e experiência em seus projetos, a ARTH engenharia sempre contou com uma equipe

Leia mais

Eficiência Energética

Eficiência Energética www.siemens.com.br/eficiencia-energetica Siemens Ltda. Av. Mutinga, 3800 05110-902 Pirituba São Paulo - SP Eficiência Energética www.siemens.com.br/eficiencia-energetica Sustentabilidade e Eficiência Energética

Leia mais

IO-Link T15 - Soluções em sensores inteligentes IO Link

IO-Link T15 - Soluções em sensores inteligentes IO Link 5058-CO900F IO-Link T15 - Soluções em sensores inteligentes IO Link Programação Quem/O que é IO-Link? A importância do IO-Link Exemplos de aplicações (situações de uso) Arquitetura do Sistema IO-Link Configuração/Demonstração

Leia mais

Sistemas Supervisórios

Sistemas Supervisórios Sistemas Supervisórios Prof a. Michelle Mendes Santos michelle@cpdee.ufmg.br Sistemas Supervisórios Objetivos: Apresentação e posicionamento da utilização de sistemas supervisórios em plantas industriais;

Leia mais

ETEC TAKASHI MORITA HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO EM INSTRUMENTAÇÃO

ETEC TAKASHI MORITA HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO EM INSTRUMENTAÇÃO ETEC TAKASHI MORITA HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO EM INSTRUMENTAÇÃO PLANO TRABALHO DOCENTE 2º SEMESTRE 2013 1 Sumário 2º Módulo Componente Curricular: Instrumentação Aplicada

Leia mais

Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico

Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: TÉCNICO EM MECATRÔNICA

Leia mais

Política de Treinamento DME

Política de Treinamento DME Política de Treinamento DME Aperfeiçoamento Técnico com respeito ao Profissional. A DME é uma empresa voltada para o atendimento das necessidades em conclusão e consumo de Energia Elétrica, consagrou-se

Leia mais

SAN AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

SAN AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL Empresa: Contato: Dept.: Tel.: (19) Fax: (19) E-mail: Ref.: Treinamento Documento: Versão: Data: Enviado: Folhas: SAN/TR-03000 0 01/01/10 01/01/10 16 Temos o prazer de submeter à vossa apreciação nossa

Leia mais

Totally Integrated Automation (TIA) Portal Siemens AG 2015. All Rights Reserved. siemens.com/tia-portal

Totally Integrated Automation (TIA) Portal Siemens AG 2015. All Rights Reserved. siemens.com/tia-portal 20 Maio 2015 Totally Integrated Automation (TIA) Portal siemens.com/tia-portal Indústria - Tendências Tendências Comunicação de campo baseada em Ethernet Funcionalidades IT Aumento de capacidade e flexibilidade

Leia mais

Relés de Proteção Térmica Simotemp

Relés de Proteção Térmica Simotemp Relés de Proteção Térmica Simotemp Confiabilidade e precisão para controle e proteção de transformadores Answers for energy. A temperatura é o principal fator de envelhecimento do transformador Os relés

Leia mais

TÍTULO: PROGRAMAÇÃO DE CLP PARA UMA MÁQUINA DE SECÇÃO SEGMENTOS ORGÂNICOS

TÍTULO: PROGRAMAÇÃO DE CLP PARA UMA MÁQUINA DE SECÇÃO SEGMENTOS ORGÂNICOS Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: PROGRAMAÇÃO DE CLP PARA UMA MÁQUINA DE SECÇÃO SEGMENTOS ORGÂNICOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA:

Leia mais

Rexroth Sytronix. Eficiência Energética na Hidráulica. Veja o vídeo

Rexroth Sytronix. Eficiência Energética na Hidráulica. Veja o vídeo Rexroth Sytronix Eficiência Energética na Hidráulica Veja o vídeo 2 Sytronix Eficiência energética na hidráulica Rexroth Sytronix Potência com eficiência energética e redução de custos Investindo agora

Leia mais

Ricardo Schäffer. (Palavras-chave: EEMUA, HCI, SCADA) HCI. Apresentação

Ricardo Schäffer. (Palavras-chave: EEMUA, HCI, SCADA) HCI. Apresentação EEMUA 201 GUIA DE DESIGN PARA INTERFACES HUMANAS OPERACIONAIS Versão adaptada do guia original publicado pela Associação de Usuários de Equipamentos e Materiais de Engenharia. Ricardo Schäffer Resumo -

Leia mais

ELETRÓNICA E AUTOMAÇÃO

ELETRÓNICA E AUTOMAÇÃO ELETRÓNICA E AUTOMAÇÃO QUADRO RESUMO FORMAÇÃO UFCD (H) Análise de circuitos em corrente contínua 6008 25 Corrente alternada 6010 25 Eletrónica industrial 6023 25 Instalações elétricas - generalidades 6075

Leia mais

A mais completa linha de Terminais de Válvulas

A mais completa linha de Terminais de Válvulas A mais completa linha de Terminais de Válvulas Inovações para perfomance otimizada e economia A linha de terminais de válvulas Ampla e variada linha de terminais de válvulas para todas as aplicações Instalação

Leia mais

Suporte de engenharia para o dimensionamento de sistemas de acionamento eletro-hidráulicos.

Suporte de engenharia para o dimensionamento de sistemas de acionamento eletro-hidráulicos. Suporte de engenharia para o dimensionamento de sistemas de acionamento eletro-hidráulicos. Suporte de engenharia. Elaborar um projeto de sistemas de acionamento eletro-hidráulico exige uma perfeita sintonia

Leia mais

Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral.

Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral. Ementas: Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral. Desenho Mecânico 80hrs Normalização; Projeções; Perspectivas;

Leia mais

O que são sistemas supervisórios?

O que são sistemas supervisórios? O que são sistemas supervisórios? Ana Paula Gonçalves da Silva, Marcelo Salvador ana-paula@elipse.com.br, marcelo@elipse.com.br RT 025.04 Criado: 10/09/2004 Atualizado: 20/12/2005 Palavras-chave: sistemas

Leia mais

Rexroth 4EE Rexroth para Eficiência Energética

Rexroth 4EE Rexroth para Eficiência Energética Rexroth 4EE Rexroth para Eficiência Energética Procurando reduzir gastos com energia? Por que não aumentar a produtividade ao mesmo tempo? Reduzir os custos operacionais usando a energia com eficiência

Leia mais

Ano Letivo 2015/2016 Ciclo de Formação: 2013-2016 Nº DO PROJETO: POCH-01-5571-FSE-000424 AUTOMAÇÃO E COMANDO,12ºANO PLANIFICAÇÃO ANUAL

Ano Letivo 2015/2016 Ciclo de Formação: 2013-2016 Nº DO PROJETO: POCH-01-5571-FSE-000424 AUTOMAÇÃO E COMANDO,12ºANO PLANIFICAÇÃO ANUAL COMANDO AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE ELETRÓNICA AUTOMAÇÃO E Ano Letivo 2015/2016 Ciclo de Formação: 2013-2016 Nº DO PROJETO: POCH-01-5571-FSE-000424

Leia mais

SEGURANÇA NR12 AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

SEGURANÇA NR12 AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL SEGURANÇA NR12 AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL SOLUÇÕES INDUSTRIAIS. A EMPRESA Para a SAFE, a tecnologia é somente um dos elementos de qualquer solução industrial. Suporte e serviços técnicos de alto nível são ingredientes

Leia mais

das válvulas de vazão de líquidos e gases

das válvulas de vazão de líquidos e gases Válvulas de Vazão de Líquidos e Gases Wagner Britto Vaz de Oliveira 00/16144 Pedro Kouri Paim 00/16063 9 de Junho de 2005 1 Introdução No contexto de automação industrial, válvulas de comando são elementos

Leia mais

WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS S. A. CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC KIT CONTROLE DE VELOCIDADE DE MOTORES CA - MANUAL DO PROFESSOR

WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS S. A. CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC KIT CONTROLE DE VELOCIDADE DE MOTORES CA - MANUAL DO PROFESSOR WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS S. A. CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC KIT CONTROLE DE VELOCIDADE DE MOTORES CA - MANUAL DO PROFESSOR CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC KIT CONTROLE DE VELOCIDADE

Leia mais

GE Intelligent Platforms. Automação em alta performance Soluções para um mundo conectado

GE Intelligent Platforms. Automação em alta performance Soluções para um mundo conectado GE Intelligent Platforms Automação em alta performance Soluções para um mundo conectado Na vanguarda da evolução da automação industrial. Acreditamos que o futuro da automação industrial seguirá o mesmo

Leia mais

O testo 480 oferece apoio integral a consultores, especialistas,

O testo 480 oferece apoio integral a consultores, especialistas, Compromisso com o futuro Profissionais no fluxo de ar Instrumento de medição para análise de VAC testo 480 O testo 480 lhe oferece: > Sondas digitais de elevada qualidade e conceito inteligente de calibração

Leia mais

A Engenharia de Automação Automação Semestre 01/2015

A Engenharia de Automação Automação Semestre 01/2015 A Engenharia de Automação Automação Semestre 01/2015 Engenharia de Controle e Automação Sistemas Dinâmicos Classe dos Sistemas Dinâmicos: Tempo time-driven Descritos por equações diferenciais na variável

Leia mais

Software de gerenciamento de trabalho

Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho GoalPost O software de gerenciamento de trabalho (LMS) GoalPost da Intelligrated fornece informações sob demanda para medir,

Leia mais

AUTOMAÇÃO PREDIAL INTRODUÇÃO

AUTOMAÇÃO PREDIAL INTRODUÇÃO AUTOMAÇÃO PREDIAL 1 INTRODUÇÃO A evolução da computação e dos sistemas digitais tem viabilizados aplicações, que se tornam presentes no cotidiano das pessoas, sendo hoje referenciais de conforto e praticidade

Leia mais

Experiência e confiabilidade são fundamentais. corrente contínua. Conversores CA/CC e Motores CC

Experiência e confiabilidade são fundamentais. corrente contínua. Conversores CA/CC e Motores CC Experiência e confiabilidade são fundamentais corrente contínua Conversores CA/CC e Motores CC 1 04 Introdução 06 Motores de Corrente Contínua 08 Simoreg DC Master 10 Simoreg CM 11 Atenção ao Cliente Acionamento

Leia mais

Automação Industrial Profº Túlio de Almeida

Automação Industrial Profº Túlio de Almeida 2. OS NÍVEIS DA AUTOMAÇÃO 2.1. A PIRÂMIDE DA AUTOMAÇÃO Nível 5: Gerenciamento Corporativo Mainframe máquinas diretamente responsáveis pela produção. É composto principalmente por relés, sensores digitais

Leia mais

Bancada Didática para CLP SIEMENS S7-1200 com Inversor - XC124 -

Bancada Didática para CLP SIEMENS S7-1200 com Inversor - XC124 - T e c n o l o g i a Bancada Didática para CLP SIEMENS S7-1200 com Inversor - XC124 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. Bancada Didática para CLP SIEMENS

Leia mais

Visão Geral dos Equipamentos de Diagnostico Hidráulico

Visão Geral dos Equipamentos de Diagnostico Hidráulico Webtec Products Limited Visão Geral dos Equipamentos de Diagnostico Hidráulico Fabricante de componentes e equipamentos de teste para o setor Mobil, Industrial e Agrícola Teste de sistemas hidráulicos

Leia mais

Redes Industriais. Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson

Redes Industriais. Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson Industriais Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson Ementa Proposta CAP: 1 - INTRODUÇÃO ÀS REDES INDUSTRIAIS ; CAP: 2 - MEIOS FÍSICOS ; CAP: 3 - REDES

Leia mais

Controlador de Bombas modelo ABS PC 441 Monitoramento e/ou Controle de Bombas e Estações de Bombeamento

Controlador de Bombas modelo ABS PC 441 Monitoramento e/ou Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Controlador de Bombas modelo ABS PC 441 Monitoramento e/ou Controle de Bombas e Estações de Bombeamento 2 Uma Única Solução para Monitoramento e Controle Há várias formas de melhorar a eficiência e a confiabilidade

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º MED

EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º MED 1º MED DESENHO TÉCNICO MECÂNICO I Especificação de elementos que compõem projetos; técnicas de desenho técnico e de representação gráfica correlacionadas com seus fundamentos matemáticos e geométricos;

Leia mais

Acumuladores hidráulicos na tecnologia híbrida.

Acumuladores hidráulicos na tecnologia híbrida. Acumuladores hidráulicos na tecnologia híbrida. HYDAC Matriz na Alemanha Seu parceiro competente para acumuladores hidráulicos inovadores e sistemas híbridos. Todos os requerimentos para eficientes soluções

Leia mais

Migração de sistemas antigos. Avançando para um futuro competitivo

Migração de sistemas antigos. Avançando para um futuro competitivo Migração de sistemas antigos Avançando para um futuro competitivo A automação e controle é um dos mais importantes investimentos para garantir o sucesso da manufatura de qualquer indústria. Porém, por

Leia mais

Comandos Eletro-eletrônicos SENSORES

Comandos Eletro-eletrônicos SENSORES Comandos Eletro-eletrônicos SENSORES Prof. Roberto Leal Sensores Dispositivo capaz de detectar sinais ou de receber estímulos de natureza física (tais como calor, pressão, vibração, velocidade, etc.),

Leia mais

WAMAS SOFTWARE DE LOGÍSTICA. Eficiente. Flexível. Confiável.

WAMAS SOFTWARE DE LOGÍSTICA. Eficiente. Flexível. Confiável. WAMAS SOFTWARE DE LOGÍSTICA Eficiente. Flexível. Confiável. Automação SSI Schaefer: Pensamento Global Ação Local Liderança de mercado A SSI SCHAEFER é uma empresa mundialmente conhecida quando se trata

Leia mais

Projetando Controladores Digitais com FPGA César da Costa

Projetando Controladores Digitais com FPGA César da Costa Projetando Controladores Digitais com FPGA César da Costa Novatec Editora Capítulo 1 Introdução No primeiro capítulo é feita uma introdução geral sobre controladores digitais baseados em microprocessador

Leia mais

Centro de Treinamento Nova Didacta

Centro de Treinamento Nova Didacta Centro de Treinamento Nova Didacta A Nova Didacta Fundada em 2004 por profissionais da área de Tecnologia, o Grupo NOVA DIDACTA está comprometido com o sucesso de seus clientes e parceiros. Em 2013 a NOVA

Leia mais

CAPACITAÇÃO EM NOVAS TECNOLOGIAS: Um desafio constante. (A Mecatrônica como exemplo do estado da arte)

CAPACITAÇÃO EM NOVAS TECNOLOGIAS: Um desafio constante. (A Mecatrônica como exemplo do estado da arte) CAPACITAÇÃO EM NOVAS TECNOLOGIAS: Um desafio constante. (A Mecatrônica como exemplo do estado da arte) SESTINFO-2008 São Bernardo do Campo/março/2008 Áreas da Tecnologia que estão definindo nosso Futuro

Leia mais

Análise das Necessidades do Cliente da SKF. Energia e Sustentabilidade

Análise das Necessidades do Cliente da SKF. Energia e Sustentabilidade Análise das Necessidades do Cliente da SKF Energia e Sustentabilidade Análise das Necessidades do Cliente da SKF Energia e Sustentabilidade A indústria responde por um terço de todo o consumo de energia.

Leia mais

Rendimento EscolarFrequência : Obrigatório Critério de Avaliação : NOTA. DependênciasCritérios: Este curso não admite dependências.

Rendimento EscolarFrequência : Obrigatório Critério de Avaliação : NOTA. DependênciasCritérios: Este curso não admite dependências. Titulação : Eletricista Nome Abreviado : Eletricista Nível : Aprendizagem Tipo de Curso : Aprendizagem Industrial Área : Eletroeletrônica Segmento de Área : Eletricidade Estratégia : Presencial Carga Horária

Leia mais