ESQUEMA DE DESENVOLVIMENTO DA AULA DE IRRESIGNAÇÕES E RECURSOS TRABALHISTAS.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESQUEMA DE DESENVOLVIMENTO DA AULA DE IRRESIGNAÇÕES E RECURSOS TRABALHISTAS."

Transcrição

1 ESQUEMA DE DESENVOLVIMENTO DA AULA DE IRRESIGNAÇÕES E RECURSOS TRABALHISTAS. PROCESSO DE CONHECIMENTO RITO ORDINÁRIO e SUMARÍSSIMO. A) No desenrolar do processo: IRRESIGNAÇÕES 1) PEDIDO DE REVISÃO DO VALOR DA CAUSA Lei 5584/70 art. 2º 2º - ao presidente do TRT prazo 48 horas 2) ARGUIÇÃO DE NULIDADE E/OU PROTESTO ANTEPRECLUSIVO OU POR CERCEAMENTO DE DEFESA. - igual no sumaríssimo. Registrado nos autos ou por petição perante o juiz. 3) CORREIÇÃO PARCIAL OU RECLAMAÇÃO CORREICIONAL. igual no sumaríssimo. Dirigida ao Corregedor (Corregedoria do TRT ou se for o caso do TST). 4) MANDADO DE SEGURANÇA contra decisões interlocutórias ou hipótese de recurso sem efeito suspensivo. Funciona como uma espécie de sucedâneo recursal. B) PROFERIDA SENTENÇA DEFINITIVA OU TERMINATIVA DO PROCESSO De Conhecimento 1) EMBARGOS DE DECLARAÇÃO, Inclusive para correção de Erros Materiais AO JUIZ (05 DIAS) igual no sumaríssimo. (897-A CLT). 2) RECURSO ORDINÁRIO AO TRT OU TST (08 DIAS) igual no sumaríssimo com simplificação de procedimento nos Tribunais. 3) RECURSO DE REVISTA AO TST (08 DIAS) com restrição quanto à hipótese de cabimento no sumaríssimo 896, 6º CLT. 4) EMBARGOS NO TST (08 DIAS) igual no sumaríssimo. 5) AGRAVO REGIMENTAL NO TRT OU NO TST (08 DIAS) igual no sumaríssimo. 6) RECURSO EXTRAORDINÁRIO AO STF (15 DIAS) igual no sumaríssimo. 7) AGRAVO DE INSTRUMENTO. (08 DIAS) igual no sumaríssimo. 8) RECURSO ADESIVO ART. 500 DO CPC E Súmula. 283 TST (08 DIAS) igual no sumaríssimo. C) NA EXECUÇÃO. 1) POSSIBILIDADE DE CORREÇÃO DE ERROS MATERIAIS 833 e único 897 CLT 2) AGRAVO DE PETIÇÃO. (08 DIAS) igual no sumaríssimo. 3) RECURSO DE REVISTA - SÓ POR OFENSA LITERAL DA CFEDERAL (08 DIAS). igual no sumaríssimo. 4) AGRAVO DE INSTRUMENTO (08 DIAS) igual no sumaríssimo. 5) RECURSO ADESIVO ART. 500 DO CPC E Súmula 283 TST (08 DIAS) igual no sumaríssimo. 1

2 - IRESIGNAÇÔES NO CURSO DO PROCESSO DE CONHECIMENTO: 1) PEDIDO DE REVISÃO DO VALOR DA CAUSA, QUANDO FIXADO PELO JUIZ, ANTES DE INICIAR A INSTRUÇÃO. Cabimento: Lei nº 5.584/70 - art. 2º, 1º Trata-se de hipótese em que a parte não tenha atribuído valor a causa. Esta situação tinha margem de acontecimento quando tínhamos apenas dois procedimentos comuns: ordinário e sumário, em que os dois, de certa forma se assemelhavam. A distinção residia apenas em que, NO SUMÁRIO (alçada) era (e ainda é) dispensável o resumo dos depoimentos e a sentença mostra-se irrecorrível com recursos trabalhistas. Com o advento do terceiro procedimento comum, o SUMARÍSSIMO que, de regra, está jungido ao valor da causa (inferior a 40 salários mínimos), tem-se que o sumário, agora, assemelha-se mais ao sumaríssimo do que ao ordinário, mas permanecendo com as mesmas peculiaridades acima mencionadas. Tanto assim é, que o Provimento 213 do TRT IV prescreve que a ação que não contiver valor de causa será distribuída em procedimento sumaríssimo. De qualquer sorte o juiz terá que fixar-lhe o valor, tendente determinar o procedimento se sumaríssimo ou sumário. Em face da dispensa ou não do resumo dos depoimentos e da irrecorribilidade da sentença (com recursos trabalhistas). Decisões do Juiz que, diante da impugnação ao valor fixado à causa pelo Juiz, a qual ocorre em audiência, por ocasião das razões finais; a revisão é pedida no prazo de 48 horas ao presidente do Tribunal, que deve julgar em 48 horas. Como se observa, o objetivo do pedido de revisão do valor fixado pelo juiz limita-se a permitir a recorribilidade ou não da sentença (insisto, com recursos trabalhistas, pois caberá o extraordinário ao STF se a sentença em processo de alçada afrontar a Constituição. 2) PROTESTO ANTEPRECLUSIVO, POR CERCEAMENTO DE DEFESA ARGUIÇÃO DE NULIDADE PROCESSUAL. Cabimento: nas hipóteses de decisões interlocutórias, máxime quando do cerceamento de defesa com prejuízo concreto ou possibilidade de prejuízo ulterior. Funciona como um prequestionamento para, quando do recurso principal, se configurada a situação desfavorável, suscitar preliminar de nulidade. É aconselhável, quando o ato praticado pelo juiz é escancaradamente nulo que, além do protesto antepreclusivo, argua-se de imediato a nulidade dos atos processuais que se seguirem. Expl. Desrespeitado o prazo do art. 841 da CLT, em audiência a parte denuncia o fato e requer a prorrogação da audiência. O juiz indefere o requerimento ou apenas prorroga a audiência pelo tempo faltante. O ato é nulo de per si e o prejuízo, pelo desrespeito ao princípio da ampla defesa e devido processo legal, é manifesto. Forma de argüição A argüição deve resultar de ato formal e, portanto, expresso, não se confundindo com o simple protesto da parte com o ato defeituoso. No momento da argüição deve a parte fundamentá-la, este é posicionamento de José Augusto Rodrigues Pinto. Carlos Henrique Bezerra Leite afirma ter se consagrado na prática processual trabalhista o famoso protesto nos autos, mediante registro em ata; que se trata d costume processual adotado pelas partes, quando representadas por advogado; argumenta, ainda, que se parte não suscitar a nulidade na primeira oportunidade que tiver que falar nos autos, haverá a convalidaçã do ato e que a nulidade em audiência pode ser argüida em razões finais, vez que a audiência trabalhista 2

3 una. Saad, no sub título Cerceamento de Defesa, apenas afirma que fica precluso o direito de a part discutir, em recurso, o indeferimento da prova que não foi denunciado na primeira vez em que parte teve d falar nos autos. Como se observa o famoso protesto antipreclusivo ou por cerceamento de defesa não encontr previsão expressa em lei e, sim, decorre de praxe forense consagrada. Contudo, para que não haj discussão sobre a sua pertinência, deve a parte argüir a nulidade processual e, por certo, no caso d indeferimento de prova ou de algum requerimento necessário à prova e, portanto, ao deslinde do feito, tend como fundamento o princípio da ampla defesa e devido processo legal, constitucionalmente assegurado. Releva notar que a CLT só prevê a nulidade absoluta por incompetência (não de foro como consta d lei) e sim a absoluta em razão da matéria. As demais nulidades são relativas e por isso, demandam provocação da parte sob pena de convalidação do ato. Ora, na praxe forense, o protesto antipreclusivo tem sido argüido nas hipóteses de deferimentos o indeferimentos que importem em cerceamento de defesa e cujo resultado só se manifesta quando d prolação da sentença. É sabido que as normas alusivas à prova são dispositivas, vez que de interesse d parte a sua produção, com o objetivo do êxito da demanda. Nenhuma das partes está obrigada a provar tendo apenas o ônus. Em razão disto há necessidade de prequestionamento do ato processua potencialmente prejudicial, para sua renovação, em sede recursal, acaso configurado o prejuízo. Como os artigos 794 e 795 da CLT mencionam que só haverá nulidade quando resultar do at manifesto prejuízo às partes litigantes e que as nulidades só serão declaradas, de regra, mediant provocação das partes à primeira vez em que tiverem de falar em audiência ou nos autos, mister se fa sejam expressa e formalmente suscitas sob pena de preclusão. Em conseqüência, na dúvida quanto pertinência do protesto nos autos como remédio adequado, impõe-se, desde logo,a argüição da nulidad em qualquer hipótese de vício ou defeito do ato processual, atente o mesmo contra norma de interess público ou privado. 3) CORREIÇÃO PARCIAL (Reclamação Correicional) Cabimento: Não há uma regra específica acerca das hipóteses em que cabível a correição, entendendo a Doutrina que se trata, não de um recurso, mas de um incidente processual ou providência disciplinar, que visa impedir atos tumultuários existentes no processo; não visa corrigir erro de julgamento (que é ato de convencimento), e sim de procedimento. Art.709, II, CLT menciona a competência do Corrregedor do TST para decidir reclamações correicionais contra atos atentatórios da boa ordem processual praticados pelos Tribunais Regionais e seus Presidentes; Art. 682, XI trata de correições de rotina uma vez por ano ou parciais, quando necessário (isto ao estabelecer a competência dos Presidentes dos TRTs; Nos tribunais divididos em turmas há um corregedor e este exerce tais funções (TRT/4ª Região art. 44, I,do Regimento Interno estabelece ser da competência do corregedor regional). Art. 44. Compete ao Corregedor Regional: I - exercer funções de correição permanente nos órgãos judiciais de primeiro grau, bem como decidir reclamações contra atos atentatórios à boa ordem. Art. 48. Em decorrência de reclamação fundamentada do interessado, poderá o 3

4 Corregedor rever ato praticado por Juízes de primeiro grau que configure abuso ou erro de procedimento. Parágrafo único. Das decisões caberá agravo regimental, no prazo de oito dias. Prazo: fixado nos Regimentos Internos dos Tribunais Requisitos: - ato deve ser atentatório da boa ordem processual - inexistência de recurso contra o ato - ato deve ter como conseqüência a ocorrência de prejuízo processual à parte. Quando o ato praticado for de convencimento do juiz, de regra, incabível a correição parcial (expl. deferimento ou não de uma liminar; deferimento ou não de algum meio de prova; de algum requerimento) Os códigos prevêem um a ordem seqüencial de atos procedimentais, de forma lógica e cronológica. A inversão, o não cumprimento desta ordem ocasiona tumulto processual atacável pela reclamação correicional. A Jornada Nacional Sobre Execução Trabalhista Anamatra Cuiabá/MT, ocorrida em novembro de 2010 aprovou, em plenária, inúmeros Enunciados, dentre os quais, sobre correição parcial, temos: 40. CORREIÇÃO PARCIAL. EXECUÇÃO. DESCABIMENTO. I. Não cabe correição parcial como substituta de recurso na execução. II. A decisão proferida em correição parcial ou pedido de providências para sustar ou reformar atos praticados pelo juízo de execução, seja pela Corregedoria Regional ou Geral, viola frontalmente os princípios do devido processo legal, contraditório e da ampla defesa, subtraindo o julgamento do órgão constitucionalmente investido para tal. 4) MANDADO DE SEGURANÇA (quando utilizado como uma espécie de sucedâneo recursal). Cabimento: contra as decisões interlocutórias quando afrontam expressa disposição legal, bem como tem sido admitido mesmo que cabível recurso quando o mesmo não tiver efeito suspensivo. Por relevante transcrevemos o AC. Do TST colacionado por Bezerra Leite: Mandado de Segurança. Antecipação de Tutela. Não havendo previsão de recuso para a decisão antecipatória da tutela, cabível é o mandado de segurança em tese (Lei n. 1533/51, art. 5º, inciso II). Não demonstrados pelo requerente da tutela (que envolve obrigação de fazer) nem a relevância do fundamento da demanda, nem o risco de ineficácia do provimento final, nem o risco de dano irreparável ou de difícil reparação, impõe-se a concessão da segurança pleiteada. Recurso Ordinário provido (TST RO MS /96.4 Ac. SBDI / Rel. Min. Manoel Mendes de Freitas, in revista LTR 63.03/382). Citado autor colaciona de Manoel Antônio Teixeira Filho algumas hipóteses de cabimento do Mandamus: 5) Exigência de antecipação de honorários periciais em reclamação trabalhista; 6) Inadmissibilidade do agravo de instrumento, porque o juiz não poderá negar seguimento ao agravo, ainda que interposto fora do prazo legal; 7) Proibição de retirada de autos pelo advogado, sem que exista impedimento ou incompatibilidade para tanto; 8) Para liberar penhora de bem público, uma vez que o art. 100 da CF não aboliu o precatório, mesmo para os créditos de natureza alimentar, como o são os créditos trabalhistas; 4

5 9) Para desfazer arrematação, quando o juiz não respeita a preferência do credor na adjudicação do bem arrematado por terceiro; Podemos acrescentar: 10) quando o juiz determina o prosseguimento da venda do bem em leilão, tratando-se de execução provisória; 11) quando o juiz determina a citação e execução sem antes proceder a liquidação, sendo a sentença ilíquida; 12) penhora em dinheiro na execução provisória, quando o executado nomeia bens à penhora (fere o art. 620 do CPC) 13) Configurado, nos autos, múltiplos bloqueios (penhora on-line) em contas-correntes do executado, decidindo o juiz pelo indeferimento de liberação do excesso penhorado. Determinação de remoção de bens penhorados, quando o executado é depositário fiel e não pratica qualquer ato tendente a frustrar ou danificar os bens sob sua guarda; 14) desrespeito ao prazo previsto no artigo 841 da CLT; 15) contra concessão de liminares que afrontam a lei SUM-414 MANDADO DE SEGURANÇA. ANTECIPAÇÃO DE TUTELA (OU LIMINAR) CONCEDIDA ANTES OU NA SENTENÇA (conversão das Orientações Jurisprudenciais nºs 50, 51, 58, 86 e 139 da SBDI-2) - Res. 137/2005, DJ 22, 23 e I - A antecipação da tutela concedida na sentença não comporta impugnação pela via do mandado de segurança, por ser impugnável mediante recurso ordinário. A ação cautelar é o meio próprio para se obter efeito suspensivo a recurso. (ex-oj nº 51 da SBDI-2 - inserida em ) II - No caso da tutela antecipada (ou liminar) ser concedida antes da sentença, cabe a impetração do mandado de segurança, em face da inexistência de recurso próprio. (ex-ojs nºs 50 e 58 da SBDI-2 - inseridas em ) III - A superveniência da sentença, nos autos originários, faz perder o objeto do mandado de segurança que impugnava a concessão da tutela antecipada (ou liminar). (ex-ojs da SBDI-2 nºs 86 - inserida em e DJ ) O elenco acima não é exaustivo, por isso vide Súmulas e OJ da SBDI-2 a respeito de cabimento ou não de Mandado de Segurança. Parte Geral: RECURSOS TRABALHISTAS 1. Conceito É o meio de que se pode valer a parte inconformada com a decisão judicial que lhe foi desfavorável, para vê-la reformada. Constitui a realização do princípio que assegura o duplo grau de jurisdição, ou seja, garantia de reexame da causa por dois órgãos julgadores, pelo menos, sucessivamente. 2. Fundamentos - falhas do julgador - revisão das decisões - duplo grau de jurisdição (na verdade pluralidade de graus de jurisdição: Vara, TRT, TST e STF Recurso Extraordinário); decorre da ampla defesa (art. 5º, LV, CF/88) 5

6 3. Efeitos Os recursos podem ter dois efeitos: - devolutivo: presente em todos recursos; é a transferência do exame da matéria a tribunal hierarquicamente superior - suspensivo: presente em alguns recursos, diz respeito à suspensão da execução da decisão No processo do trabalho, os recursos possuem, em regra, efeito meramente devolutivo: As decisões objeto de recurso podem ser executadas, tratando-se de execução provisória (art. 899 da CLT execução até a penhora). Exceções: Lei nº 5.584/70, art. 8º - Recurso Ordinário interposto pela União, nos dissídios coletivos, no que tange à parte que exceder o índice fixado pela política salarial Lei nº 7.701/88, arts. 7º, 6º, e 9º - Recurso Ordinário para o TST das decisões dos TRTs em dissídios coletivos, pode haver concessão de efeito suspensivo. Para dar efeito suspensivo ao recurso, as partes tem se utilizado da ação cautelar perante o Tribunal. LEI Nº 8.437, DE 30 DE JUNHO DE Dispõe sobre a concessão de medidas cautelares contra atos do Poder Público e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei: Art. 1 Não será cabível medida liminar contra atos do Poder Público, no procedimento cautelar ou em quaisquer outras ações de natureza cautelar ou preventiva, toda vez que providência semelhante não puder ser concedida em ações de mandado de segurança, em virtude de vedação legal. 1 Não será cabível, no juízo de primeiro grau, medida cautelar inominada ou a sua liminar, quando impugnado ato de autoridade sujeita, na via de mandado segurança, à competência originária de tribunal. 2 O disposto no parágrafo anterior não se aplica aos processos de ação popular e de ação civil pública. 3 Não será cabível medida liminar que esgote, no todo ou em qualquer parte, o objeto da ação. 4 (Vide Medida Provisória nº 2,180-35, de ) Art. 2º No mandado de segurança coletivo e na ação civil pública, a liminar será concedida, quando cabível, após a audiência do representante judicial da pessoa jurídica de direito público, que deverá se pronunciar no prazo de setenta e duas horas. Art. 3 O recurso voluntário ou ex officio, interposto contra sentença em processo cautelar, proferida contra pessoa jurídica de direito público ou seus agentes, que importe em outorga ou adição de vencimentos ou de reclassificação funcional, terá efeito suspensivo. Art. 4 Compete ao presidente do tribunal, ao qual couber o conhecimento do respectivo recurso, suspender, em despacho fundamentado, a execução da liminar nas ações movidas 6

7 contra o Poder Público ou seus agentes, a requerimento do Ministério Público ou da pessoa jurídica de direito público interessada, em caso de manifesto interesse público ou de flagrante ilegitimidade, e para evitar grave lesão à ordem, à saúde, à segurança e à economia públicas. 1 Aplica-se o disposto neste artigo à sentença proferida em processo de ação cautelar inominada, no processo de ação popular e na ação civil pública, enquanto não transitada em julgado. 2 O presidente do tribunal poderá ouvir o autor e o Ministério Público, em cinco dias.(vide Medida Provisória nº 2,180-35, de ) 3 Do despacho que conceder ou negar a suspensão, caberá agravo, no prazo de cinco dias.(vide Medida Provisória nº 2,180-35, de ) 4 (Vide Medida Provisória nº 2,180-35, de ) 5 (Vide Medida Provisória nº 2,180-35, de ) 6 (Vide Medida Provisória nº 2,180-35, de ) 7 (Vide Medida Provisória nº 2,180-35, de ) 8 (Vide Medida Provisória nº 2,180-35, de ) 9 (Vide Medida Provisória nº 2,180-35, de ) Art. 5 Esta lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 6 Revogam-se as disposições em contrário. Brasília, 30 de junho de 1992; 171 da Independência e 104 da República 4. Características - irrecorribilidade das decisões interlocutórias (art. 893, 1º,CLT) salvo nas hipóteses contempladas pela Súmula 214 TST com nova redação em março de Decisão interlocutória. Irrecorribilidade. Na Justiça do Trabalho, nos termos do art. 893, 1º da CLT, as decisões interlocutórias não ensejam recurso de imediato, salvo nas hipóteses de decisão: a) de Tribunal Regional contrária à Súmula ou Orientação Jurisprudencial do Tribunal Superior do Trabalho; b) suscetível de impugnação mediante recurso para o mesmo Tribunal; c) que acolhe exceção de incompetência territorial, com a remessa dos autos para Tribunal Regional distinto daquele a que se vincula o juízo excepcionado, consoante o disposto no art. 799, 2º da CLT. - sistema simplificado: simples petição (art. 899 CLT, excetuado o de revista e embargos para e no TST em que a petição deve conter os fundamentos Súmula 337 do TST). O TST = matéria só de direito = instância extraordinária. - subsidiariedade do CPC (exceto quanto às espécies de recursos art. 893 CLT) - inadmissibilidade da reforma in pejus - possibilidade de desistência e renúncia a qualquer tempo, sem necessidade de anuência da parte contrária (arts. 501 e 502 do CPC) Desistência de recurso impede sua reapresentação, ainda que no prazo legal Pelo teor de decisão da 2ª Turma do TRT-MG, a desistência do recurso pode ser manifestada pela parte a qualquer tempo, desde que antes de seu julgamento. Para tanto, não se exige forma especial 7

8 e nem é necessária a aceitação da outra parte, mas essa desistência é irretratável. Isto porque, ocorre aí a preclusão consumativa (quando já utilizada a faculdade ou praticado o ato processual) e lógica (incompatibilidade de um ato já praticado e outro que se deseje praticar), o que impede que a parte reapresente o recuso, ainda que dentro do prazo legal. Assim, a desistência do recurso e o pedido de reforma da sentença são atos incompatíveis. Por esses fundamentos, a Turma não conheceu do segundo recurso ordinário interposto pelo primeiro reclamado logo após ter desistido de recurso anterior. A desistência ocorreu porque o réu, que já havia apresentado o seu apelo no prazo legal, decidiu elaborar uma peça recursal mais detalhada, aproveitando a nova contagem de prazo iniciada após o julgamento dos embargos de declaração. A matéria apresentada no segundo recurso tratava de cerceio de defesa na fase probatória, o que não havia sido objeto do primeiro recurso. A relatora, juíza convocada Taísa Maria Macena de Lima, salientou que as partes devem seguir rigorosamente os prazos e os momentos oportunos de se pronunciarem no processo, os quais existem para que a decisão se faça sem quaisquer privilégios ou escolhas discriminatórias. "É por conta disso que existem as preclusões, tornando indiscutíveis, na mesma ação, certas questões processuais ou impedindo a repetição de atos já praticados (artigos 183, 245 e 473 do CPC)" - frisa. Ela acrescenta que não se pode ignorar o momento próprio e único da parte impugnar a sentença proferida (artigo 895/CLT e 535/CPC), bem assim a conseqüência da prática de determinado ato, como, por exemplo, a desistência, pois esta é definitiva e impede a prática de outro ato com o mesmo objetivo. (Proc. nº com informações do TRT-3) 5. Princípios - lei vigente à época da publicação da decisão - uni-recorribilidade (só existe um recurso cabível para cada momento processual) - fungibilidade (possibilidade de aceitação de um recurso por outro, desde que o equívoco seja meramente formal e não de conteúdo, e ainda assim, que não se consubstancie em erro crasso) - variabilidade (possibilidade de substituição do recurso por outro troca só é possível quando devolvido todo o prazo e a possibilidade recursal caso contrário se opera a preclusão consumativa - Expl de cabimento: Emb. Declaratórios opostos com efeito modificativo e provido, após a interposição do recurso principal pela outra parte; como há interrupção do prazo recursal, o que recorreu, tem a oportunidade de trocar de recurso já que a sentença atacada não é mais a mesma, por ter sido modificada. 6. Pressupostos subjetivos = legitimidade, capacidade e interesse: Subjetivos: legitimidade - parte vencida, terceiro prejudicado e Ministério Público (este nas ações em que é parte e naquelas em que oficiou como fiscal da lei) art 499 do CPC. - Lembrar que o recurso por simples petição nas instâncias ordinárias (onde se conhece de matéria de fato e de direito) tem em conta o Jus Postulandi que o TST (exegese do artigo 791 da CLT) se posicionou não ser admissível perante instância superior : SUM- 425 JUS POSTULANDI NA JUSTIÇA DO TRABALHO. ALCANCE - Res. 165/2010, DJT divulgado em e 03 e O jus postulandi das partes, estabelecido no art. 791 da CLT, limita-se às Varas do Trabalho e aos 8

9 Tribunais Regionais do Trabalho, não alcançando a ação rescisória, a ação cautelar, o mandado de segurança e os recursos de competência do Tribunal Superior do Trabalho. Exceções previstas na CLT e Leis que a integra: - presidente do TRT e Procuradoria da Justiça do Trabalho (art. 898 CLT decisões em dissídio coletivo que afetem empresa de serviço público e, em qualquer caso, das decisões proferidas em revisão) - União em processos de dissídios coletivos (art.8º Lei nº 5.584/70) - Juízes do Trabalho e Juízes e Direito recurso ex officio /reexame necessário DL 779/69 A OJ n. 334 da SDI-I do TST dispõe: Remessa ex officio. Recurso de Revista. Inexistência de recurso voluntário do ente público. Incabível. Incabível recurso de revista de ente público que não interpôs recurso ordinário voluntário da decisão de primeira instância, ressalvada a hipótese de ter sido agravada, na segunda instância, a condenação interposta. O artigo 475 do CPC dispõe sobre o necessário duplo grau de jurisdição nos incisos I e II. Contudo, nos 2º e 3º, respectivamente contempla: - Não se aplica o disposto neste artigo sempre que a condenação, ou o direito controvertido, for de valor certo não excedente a 60 (sessenta) salários mínimos, bem como no caso de procedência dos embargos do devedor na execução de dívida ativa do mesmo valor. Também não se aplica o disposto neste artigo quando a sentença estiver fundamentada em jurisprudência do plenário do Supremo Tribunal Federal ou em súmula deste tribunal ou do tribunal superior competente. Semelhante previsão, diferenciando a matéria, contém a atual Súmula 303 do TST Nº 303 FAZENDA PÚBLICA. DUPLO GRAU DE JURISDIÇÃO. (incorporadas as Orientações Jurisprudenciais nos 9,71, 72 e 73 da SDI-1) I Em dissídio individual, está sujeita ao duplo grau de jurisdição, mesmo na vigência da CF/1988, decisão contrária à Fazenda Pública, salvo: a) quando a condenação não ultrapassar o valor correspondente a 60 (sessenta) salários mínimos; (ex-oj nº 09 incorporada pela Res 121/2003, DJ ) b) quando a decisão estiver em consonância com decisão plenária do Supremo Tribunal Federal ou com súmula ou orientação jurisprudencial do Tribunal Superior do Trabalho. (ex-súmula nº 303 Res 121/2003, DJ ) II Em ação rescisória, a decisão proferida pelo juízo de primeiro grau está sujeita ao duplo grau de jurisdição obrigatório quando desfavorável ao ente público, exceto nas hipóteses das alíneas a e b do inciso anterior. (ex-oj nº 71 - Inserida em ) III Em mandado de segurança, somente cabe remessa ex officio se, na relação processual, figurar pessoa jurídica de direito público como parte prejudicada pela concessão da ordem. Tal situação não ocorre na hipótese de figurar no feito como impetrante e terceiro interessado pessoa de direito privado, ressalvada a hipótese de matéria administrativa. (ex-ojs nº 72 - Inserida em e nº 73 - Inserida em ) Do Ministério Público: capacidade - capacidade para estar em juízo interesse - situação desfavorável (sucumbência) 9

10 Sobre a participação e intimação do Ministério Público, dispõe a Consolidação dos Provimentos da Corregedoria do TST: TÍTULO V DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Art. 19. Os membros do Ministério Público do Trabalho serão cientificados pessoalmente das decisões proferidas pela Justiça do Trabalho nas causas em que o órgão haja atuado como parte ou como fiscal da lei. Parágrafo único. As intimações serão pessoais, mediante a remessa dos autos às respectivas sedes das Procuradorias Regionais do Trabalho, ou da forma como for ajustado entre o Presidente do Tribunal e o Procurador-Chefe Regional. Art. 20. À Procuradoria Regional do Trabalho serão remetidos processos para parecer nas seguintes hipóteses: I obrigatoriamente, quando for parte pessoa jurídica de Direito Público, Estado estrangeiro ou organismo internacional; II facultativamente, e de forma seletiva, por iniciativa do relator, quando a matéria, por sua relevância, recomendar a prévia manifestação do Ministério Público; III por iniciativa do Ministério Público do Trabalho, quando este reputar presente interesse público que justifique a sua intervenção; IV por determinação legal, os mandados de segurança, de competência originária ou em grau recursal, as ações civis públicas, as ações coletivas, os dissídios coletivos, caso não aja sido emitido parecer na instrução, e os processos em que for parte indio, comunidades e organizações indígenas. Parágrafo único. Os processos nos quais figure como parte pessoa jurídica de Direito Público, Estado estrangeiro ou organismo internacional serão encaminhados à Procuradoria Regional do trabalho imediatamente após os registros de autuação. Art. 21. É vedado aos Tribunais Regionais do Trabalho impedir a presença do membro do Ministério Público do Trabalho em sessão convertida em Conselho. Art. 22. Assegurar-se-á ao membro do Ministério Público do Trabalho assento à direita da Presidência no julgamento de qualquer processo judicial perante Tribunal Regional do Trabalho. Parágrafo único. Igual prerrogativa assegurar-se-á nas audiências das Varas do Trabalho a que compareça o membro do Ministério Público do Trabalho, quer atue na condição de parte, quer na condição de fiscal da lei. 7.- Pressupostos objetivos =1) recorribilidade do ato; 2) adequação; 3) tempestividade; 4) preparo (custas e depósito recursal) Objetivos: recorribilidade do ato deve ser possível o recurso; há hipóteses em que é vedado o recurso: Decisões Interlocutórias (art. 893, 1º, da CLT), excetuada a Súmula 214 do TST Despacho de mero expediente (art. 504 do CPC) 10

11 Const. Federal) Ação de alçada (Lei nº 5.584/70, art. 2º, 4º, salvo se afrontar a Sentença de Liquidação (art. 884, 3º, da CLT) adequação - o recurso deve ser o previsto em lei para a hipótese tempestividade - a interposição deve observar os prazos previstos na lei (8 dias é o prazo unificado Lei nº 5.584/70, art. 5º, sendo em dobro para os entes públicos - DL nº 779/69 e OJ 192/SDI-E/TST p/ Embargos de Declaração. SÚMULAS E OJS SOBRE TEMPESTIVIDADE: SUM-100 AÇÃO RESCISÓRIA. DECADÊNCIA (incorporadas as Orientações Jurisprudenciais nºs 13, 16, 79, 102, 104, 122 e 145 da SBDI-2) - Res. 137/2005, DJ 22, 23 e III - Salvo se houver dúvida razoável, a interposição de recurso intempestivo ou a interposição de recurso incabível não protrai o termo inicial do prazo decadencial. (ex-súmula nº alterada pela Res. 109/2001, DJ ) SUM-387 RECURSO. FAC-SÍMILE. LEI Nº 9.800/1999 (inserido o item IV à redação) - Res. 174/2011, DEJT divulgado em 27, 30 e II - A contagem do quinquídio para apresentação dos originais de recurso interposto por intermédio de fac-símile começa a fluir do dia subsequente ao término do prazo recursal, nos termos do art. 2º da Lei nº 9.800, de , e não do dia seguinte à interposição do recurso, se esta se deu antes do termo final do prazo. (ex-oj nº 337 da SBDI-1 - primeira parte - DJ ) III - Não se tratando a juntada dos originais de ato que dependa de notificação, pois a parte, ao interpor o recurso, já tem ciência de seu ônus processual, não se aplica a regra do art. 184 do CPC quanto ao "dies a quo", podendo coincidir com sábado, domingo ou feriado. (ex-oj nº 337 da SBDI-1 - "in fine" - DJ ) OJ-SDI1-284 AGRAVO DE INSTRUMENTO. TRASLADO. AUSÊNCIA DE CERTIDÃO DE PUBLICAÇÃO. ETIQUETA ADESIVA IMPRESTÁVEL PARA AFERIÇÃO DA TEMPESTIVIDADE. DJ A etiqueta adesiva na qual consta a expressão "no prazo" não se presta à aferição de tempestividade do recurso, pois sua finalidade é tão-somente servir de controle processual interno do TRT e sequer contém a assinatura do funcionário responsável por sua elaboração. 11

12 OJ-SDI1-285 AGRAVO DE INSTRUMENTO. TRASLADO. CARIMBO DO PROTOCOLO DO RECURSO ILEGÍVEL. INSERVÍVEL. DJ O carimbo do protocolo da petição recursal constitui elemento indispensável para aferição da tempestividade do apelo, razão pela qual deverá estar legível, pois um dado ilegível é o mesmo que a inexistência do dado. OJ-SDI1-310 LITISCONSORTES. PROCURADORES DISTINTOS. PRAZO EM DOBRO. ART. 191 DO CPC. INAPLICÁVEL AO PROCESSO DO TRABALHO. DJ A regra contida no art. 191 do CPC é inaplicável ao processo do trabalho, em decorrência da sua incompatibilidade com o princípio da celeridade inerente ao processo trabalhista. OJ-SDI1T-17 AGRAVO DE INSTRUMENTO INTERPOSTO NA VIGÊNCIA DA LEI Nº 9.756/1998. EMBARGOS DECLARATÓRIOS. Inserida em Para comprovar a tempestividade do recurso de revista, basta a juntada da certidão de publicação do acórdão dos embargos declaratórios opostos perante o Regional, se conhecidos. OJ-SDI1T-18 AGRAVO DE INSTRUMENTO INTERPOSTO NA VIGÊNCIA DA LEI Nº 9.756/1998. PEÇA INDISPENSÁVEL. CERTIDÃO DE PUBLICAÇÃO DO ACÓRDÃO REGIONAL. NECESSÁRIA A JUNTADA, SALVO SE NOS AUTOS HOUVER ELEMENTOS QUE ATESTEM A TEMPESTIVIDADE DA REVISTA. Inserida em A certidão de publicação do acórdão regional é peça essencial para a regularidade do traslado do agravo de instrumento, porque imprescindível para aferir a tempestividade do recurso de revista e para viabilizar, quando provido, seu imediato julgamento, salvo se nos autos houver elementos que atestem a tempestividade da revista. OJ-SDI1T-20 AGRAVO DE INSTRUMENTO. MINISTÉRIO PÚBLICO. PRESSUPOSTOS EXTRÍNSECOS. Inserida em Para aferição da tempestividade do AI interposto pelo Ministério Público, desnecessário o traslado da certidão de publicação do despacho agravado, bastando a juntada da cópia da intimação pessoal na qual conste a respectiva data de recebimento (Lei Complementar nº 75/93, art. 84, IV). A questão da extemporaneidade e/ou intempestividade. Quanto a tempestividade, leciona José Augusto Rodrigues Pinto (Manual dos Recursos nos Dissídios do Trabalho) que a tempestividade tem a ver com a adequação entre o momento concedido para exercitar o recurso e o do efetivo 12

13 exercício. Afirma o autor que os efeitos são distintos, pois a precocidade leva a rejeição do recebimento mas sem impedir a interposição no momento oportuno, enquanto que a tardança consuma o trânsito em julgado da sentença ou a preclusão em face da decisão interlocutória. Quanto a extemporaneidade não se encontra na doutrina qualquer referência, máxime distinção entre extemporâneo e intempestivo. De Plácido e Silva (Vocabulário Jurídico) apenas menciona a expressão Extemporâneo e atribui o significado de Intempestivo. Fora do tempo oportuno. Aurélio Buarque de Holanda Ferreira (Novo Dicionário Aurélio) explicita que extemporâneo é o 1 que está ou vem fora do tempo próprio; 2.que não é próprio do tempo em que se faz ou se sucede. Mesmo dicionário ao referir a expressão intempestivo afirma ser: 1. Fora do tempo próprio. Vir fora do tempo próprio pode significar vir antes do início previsto ou após o seu término (precoce ou tardiamente). No exame OAB consta o seguinte questionamento: QUESTÃO 75 Juca, advogado da empresa Terra e Mar Ltda., compareceu pessoalmente à Secretaria da 1.ª Turma do TRT e tomou conhecimento do teor de decisão que havia negado provimento a recurso ordinário interposto pela empresa. No mesmo dia, Juca interpôs recurso de revista para o TST, antes de ocorrer a publicação do acórdão regional. Segundo orientação do TST, na situação hipotética apresentada, o recurso de revista interposto é considerado A deserto. B tempestivo. C intempestivo. D extemporâneo. A OPÇÃO CONSIDERADA CORRETA FOI A LETRA d A questão não foi anulada. A resposta se orientou na hoje cancelada OJ 357 da SDI-I do TST em sua literalidade: Nº 357 RECURSO. INTERPOSIÇÃO ANTES DA PUBLICAÇÃO DO ACÓRDÃO IMPUGNADO. EXTEMPORANEIDADE. NÃO CONHECIMENTO (DJ ) É extemporâneo recurso interposto antes de publicado o acórdão impugnado. Esta OJ foi convertida na Súmula 434 a seguir transcrita: SUM-434 RECURSO. INTERPOSIÇÃO ANTES DA PUBLICAÇÃO DO ACÓRDÃO IMPUGNADO. EXTEMPORANEIDADE (conversão da Orientação Jurisprudencial nº 357 da SBDI-1 e inserção do item II à redação) - Res. 177/2012, DEJT divulgado em 13, 14 e I) É extemporâneo recurso interposto antes de publicado o acórdão impugnado.(ex-oj nº 357 da SBDI-1 inserida em ) II) A interrupção do prazo recursal em razão da interposição de embargos de declaração pela parte adversa não acarreta qualquer prejuízo àquele que apresentou seu recurso tempestivamente. 13

14 Ao que se observa a OAB interpreta como intempestivo o recurso tardio e como extemporâneo o recurso precoce (antes que o prazo fosse oficialmente concedido). Ademais, em prova objetiva, procura seguir a literalidade da lei ou das orientações sumuladas, sem ao menos investigar, quanto a estas, se doutrinariamente ou mesmo nas decisões da corte superior existe distinção entre uma e outra expressão. Observe que na questão é colocado Segundo orientação do TST. Convém lembras os ensinamentos de José Augusto Rodrigues Pinto, quando ensina que os efeitos do recurso interposto precocemente e/ou tardiamente podem não ser os mesmos, vez que na primeira hipótese, percebendo, oportuno tempore, o equívoco, pode a parte recorrer, desta feita, dentro do prazo, situação inocorrente se interposto tardiamente posto que se operou a preclusão temporal. Contudo, na mesma hipótese ventilada pela OAB o TST, em decisões isoladas, se posicionou ora pela intempestividade ora pela extemporaneidade não se vendo, portanto, com rigor técnico: Ementa: RECURSO DE EMBARGOS INTERPOSTO ANTES DA PUBLICAÇÃO DA DECISÃO IMPUGNADA. INTEMPESTIVIDADE. HIPÓTESE DE NÃO-CONHECIMENTO. RECURSO PREMATURO. É intempestivo recurso interposto antes da publicação do acórdão impugnado. Recurso de Embargos de que não se conhece. Processo: E-ED-RR / Data de Julgamento: 09/06/2008, Relator Ministro: João Batista Brito Pereira, Subseção I Especializada em Dissídios Individuais, Data de Publicação: DJ 13/06/2008. Ementa: EMBARGOS OPOSTOS ANTES DA PUBLICAÇÃO DA DECISÃO IMPUGNADA. NÃO- CONHECIMENTO. INTEMPESTIVIDADE. Os Embargos do Reclamante foram interpostos antes de publicado o Acórdão impugnado, sendo, portanto, intempestivos. É o entendimento da Corte, consubstanciado no item 357 da Orientação Jurisprudencial da SBDI-1. Embargos não conhecidos. Processo: E-ED-RR / Data de Julgamento: 09/06/2008, Relator Ministro: Carlos Alberto Reis de Paula, Subseção I Especializada em Dissídios Individuais, Data de Publicação: DJ 13/06/2008. Ementa: RECURSO DE REVISTA. PRELIMINAR DE INTEMPESTIVIDADE SUSCITADA DE OFÍCIO. RECURSO EXTEMPORÂNEO. -É extemporâneo recurso interposto antes de publicado o acórdão impugnado.- OJ/SBDI-1 nº 357. Recurso de revista de que não se conhece. Processo: RR / Data de Julgamento: 24/09/2008, Relatora Ministra: Kátia Magalhães Arruda, 5ª Turma, Data de Divulgação: DEJT 17/10/2008. Ementa: RECURSO DE EMBARGOS. RECURSO DE REVISTA NÃO CONHECIDO. INTEMPESTIVO. SÚMULA Nº 385 DO TST. -Feriado local. Ausência de expediente forense. Prazo recursal. Prorrogação. Comprovação. Necessidade. Cabe à parte comprovar, quando da interposição do recurso, a existência de feriado local ou de dia útil em que não haja expediente forense, que justifique a prorrogação do prazo recursal-. Recurso de embargos não conhecidos. 14

15 - OJ 310 SDI-I TST prevê inaplicabilidade do art. 191 CPC quanto ao prazo em dobro para litisconsortes com procuradores distintos. - O prazo pode ser restituído no caso de falecimento da parte ou advogado, bem como por motivo de força maior (art. 507 do CPC) SUM-385 FERIADO LOCAL. AUSÊNCIA DE EXPEDIENTE FORENSE. PRAZO RECURSAL. PRORROGAÇÃO. COMPROVAÇÃO. NECESSIDADE. ATO ADMINISTRATIVO DO JUÍZO A QUO (redação alterada na sessão do Tribunal Pleno realizada em ) - Res. 185/2012 DEJT divulgado em 25, 26 e I Incumbe à parte o ônus de provar, quando da interposição do recurso, a existência de feriado local que autorize a prorrogação do prazo recursal. II Na hipótese de feriado forense, incumbirá à autoridade que proferir a decisão de admissibilidade certificar o expediente nos autos. III Na hipótese do inciso II, admite-se a reconsideração da análise da tempestividade do recurso, mediante prova documental superveniente, em Agravo Regimental, Agravo de Instrumento ou Embargos de Declaração. -regularidade dos poderes de representação instrumento válido, admitindo-se o mandato tácito (Súmula nº 164/TST - Nº 164 PROCURAÇÃO. JUNTADA - Nova redação - Res. 121/2003, DJ O não cumprimento das determinações dos 1º e 2º do art. 5º da Lei nº 8.906, de e do art. 37, parágrafo único, do Código de Processo Civil importa o não-conhecimento de recurso, por inexistente, exceto na hipótese de mandato tácito), que não pode ser substabelecido (OJ nº 200 da SDI-I, do TST), bem como as atuais Súmulas do TST ns, 383 e 395: SÚMULA Nº 427. INTIMAÇÃO. PLURALIDADE DE ADVOGADOS. PUBLICAÇÃO EM NOME DE ADVOGADO DIVERSO DAQUELE EXPRESSAMENTE INDICADO. NULIDADE. Havendo pedido expresso de que as intimações e publicações sejam realizadas exclusivamente em nome de determinado advogado, a comunicação em nome de outro profissional constituído nos autos é nula, salvo se constatada a inexistência de prejuízo. SÚMULAS E OJS SOBRE MANDATO (Procuração) SÚMULAS DO TST SUM-122 REVELIA. ATESTADO MÉDICO (incorporada a Orientação Jurisprudencial nº 74 da SBDI-1) - Res. 129/2005, DJ 20, 22 e A reclamada, ausente à audiência em que deveria apresentar defesa, é revel, ainda que presente seu advogado munido de procuração, podendo ser ilidida a revelia mediante a apresentação de atestado médico, que deverá declarar, expressamente, a impossibilidade de locomoção do empregador ou do seu preposto no dia da audiência. (primeira parte - ex-oj nº 74 da SBDI-1 - inserida em ; segunda parte - ex-súmula nº alterada pela Res. 121/2003, DJ ) 15

16 SUM-164 PROCURAÇÃO. JUNTADA (nova redação) - Res. 121/2003, DJ 19, 20 e O não-cumprimento das determinações dos 1º e 2º do art. 5º da Lei nº 8.906, de e do art. 37, parágrafo único, do Código de Processo Civil importa o não-conhecimento de recurso, por inexistente, exceto na hipótese de mandato tácito. SUM-383 MANDATO. ARTS. 13 E 37 DO CPC. FASE RECURSAL. INAPLICABILIDADE (conversão das Orientações Jurisprudenciais nºs 149 e 311 da SBDI-1) - Res. 129/2005, DJ 20, 22 e I - É inadmissível, em instância recursal, o oferecimento tardio de procuração, nos termos do art. 37 do CPC, ainda que mediante protesto por posterior juntada, já que a interposição de recurso não pode ser reputada ato urgente. (ex-oj nº 311 da SBDI-1 - DJ ) II - Inadmissível na fase recursal a regularização da representação processual, na forma do art. 13 do CPC, cuja aplicação se restringe ao Juízo de 1º grau. (ex-oj nº 149 da SBDI-1 - inserida em ) SUM-395 MANDATO E SUBSTABELECIMENTO. CONDIÇÕES DE VALIDADE (conversão das Orientações Jurisprudenciais nºs 108, 312, 313 e 330 da SBDI-1) - Res. 129/2005, DJ 20, 22 e I - Válido é o instrumento de mandato com prazo determinado que contém cláusula estabelecendo a prevalência dos poderes para atuar até o final da demanda. (ex-oj nº 312 da SBDI-1 - DJ ) II - Diante da existência de previsão, no mandato, fixando termo para sua juntada, o instrumento de mandato só tem validade se anexado ao processo dentro do aludido prazo. (ex-oj nº 313 da SBDI-1 - DJ ) III - São válidos os atos praticados pelo substabelecido, ainda que não haja, no mandato, poderes expressos para substabelecer (art. 667, e parágrafos, do Código Civil de 2002). (ex-oj nº 108 da SBDI-1 - inserida em ) IV - Configura-se a irregularidade de representação se o substabelecimento é anterior à outorga passada ao substabelecente. (ex-oj nº 330 da SBDI-1 - DJ ) OJ-SDI1-374 AGRAVO DE INSTRUMENTO. REPRESENTAÇÃO PROCESSUAL. REGULARIDADE. PROCURAÇÃO OU SUBSTABELECIMENTO COM CLÁUSULA LIMITATIVA DE PODERES AO ÂMBITO DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO (DEJT divulgado em 19, 20 e ) É regular a representação processual do subscritor do agravo de instrumento ou do recurso de revista que detém mandato com poderes de representação limitados ao âmbito do Tribunal Regional do Trabalho, pois, embora a apreciação desse recurso seja realizada pelo Tribunal Superior do Trabalho, a sua interposição é ato praticado perante o Tribunal Regional do Trabalho, circunstância que legitima a atuação do advogado no feito. SÚM-436 REPRESENTAÇÃO PROCESSUAL. PROCURADOR DA UNIÃO, ESTADOS, MUNICÍPIOS E DISTRITO FEDERAL, SUAS AUTARQUIAS E FUNDAÇÕES PÚBLICAS. JUNTADA DE INSTRUMENTO DE MANDATO (conversão da Orientação Jurisprudencial nº 52 da SBDI-I e inserção do item II à redação) - Res. 185/2012, DEJT divulgado em 25, 26 e

17 I - A União, Estados, Municípios e Distrito Federal, suas autarquias e fundações públicas, quando representadas em juízo, ativa e passivamente, por seus procura-dores, estão dispensadas da juntada de instrumento de mandato e de comprovação do ato de nomeação. Súmula A-135 II - Para os efeitos do item anterior, é essencial que o signatário ao menos declare-se exercente do cargo de procurador, não bastando a indicação do número de inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil. ORIENTAÇÕES JURISPRUDENCIAIS DO TST OJS SDI I OJ-SDI1-75 SUBSTABELECIMENTO SEM O RECONHECIMENTO DE FIRMA DO SUBSTABELECENTE. INVÁLIDO (ANTERIOR À LEI Nº 8.952/1994). Inserida em (inserido dispositivo, DJ ) Não produz efeitos jurídicos recurso subscrito por advogado com poderes conferidos em substabelecimento em que não consta o reconhecimento de firma do outorgante. Entendimento aplicável antes do advento da Lei nº 8.952/1994. OJ-SDI1-110 REPRESENTAÇÃO IRREGULAR. PROCURAÇÃO APENAS NOS AUTOS DE AGRAVO DE INSTRUMENTO. Inserida em ERR 32440/91, SDI-Plena Em , a SDI-Plena resolveu, por maioria, firmar entendimento de que a existência de instrumento de mandato nos autos de agravo de instrumento, ainda que em apenso, não legitima a atuação de advogado nos autos de que se originou o agravo. OJ-SDI1-200 MANDATO TÁCITO. SUBSTABELECIMENTO INVÁLIDO. Inserida em (inserido dispositivo, DJ ) É inválido o substabelecimento de advogado investido de mandato tácito. OJ-SDI1-255 MANDATO. CONTRATO SOCIAL. DESNECESSÁRIA A JUNTADA. Inserida em O art. 12, VI, do CPC não determina a exibição dos estatutos da empresa em juízo como condição de validade do instrumento de mandato outorgado ao seu procurador, salvo se houver impugnação da parte contrária. OJ-SDI1-286 AGRAVO DE INSTRUMENTO. TRASLADO. MANDATO TÁCITO. ATA DE AUDIÊNCIA. CONFIGURAÇÃO. DJ A juntada da ata de audiência, em que está consignada a presença do advogado do agravado, desde que não estivesse atuando com mandato expresso, torna dispensável a procuração deste, porque demonstrada a existência de mandato tácito. OJ-SDI1-318 REPRESENTAÇÃO IRREGULAR. AUTARQUIA. DJ Os Estados e os Municípios não têm legitimidade para recorrer em nome das autarquias detentoras de personalidade jurídica própria, devendo ser representadas pelos procuradores que fazem parte de seus quadros ou por advogados constituídos. 17

18 OJ-SDI1-331 JUSTIÇA GRATUITA. DECLARAÇÃO DE INSUFICIÊNCIA ECONÔMICA. MANDATO. PODERES ESPECÍFICOS DESNECESSÁRIOS. DJ Desnecessária a outorga de poderes especiais ao patrono da causa para firmar declaração de insuficiência econômica, destinada à concessão dos benefícios da justiça gratuita. OJ-SDI1-349 MANDATO. JUNTADA DE NOVA PROCURAÇÃO. AUSÊNCIA DE RESSALVA. EFEITOS. DJ A juntada de nova procuração aos autos, sem ressalva de poderes conferidos ao antigo patrono, implica revogação tácita do mandato anterior. OJ-SDI1-371 IRREGULARIDADE DE REPRESENTAÇÃO. SUBSTABELECIMENTO NÃO DATADO. INAPLICABILIDADE DO ART. 654, 1º, DO CÓDIGO CIVIL. DJe 03, 04 e Não caracteriza a irregularidade de representação a ausência da data da outorga de poderes, pois, no mandato judicial, ao contrário do mandato civil, não é condição de validade do negócio jurídico. Assim, a data a ser considerada é aquela em que o instrumento for juntado aos autos, conforme preceitua o art. 370, IV, do CPC. Inaplicável o art. 654, 1º, do Código Civil. OJ-SDI1-373 IRREGULARIDADE DE REPRESENTAÇÃO. PESSOA JURÍDICA. PROCURAÇÃO INVÁLIDA. AUSÊNCIA DE IDENTIFICAÇÃO DO OUTORGANTE E DE SEU REPRESENTANTE. ART. 654, 1º, DO CÓDIGO CIVIL (DJe divulgado em 10, 11 e ) Não se reveste de validade o instrumento de mandato firmado em nome de pessoa jurídica em que não haja a sua identificação e a de seu representante legal, o que, a teor do art. 654, 1º, do Código Civil, acarreta, para a parte que o apresenta, os efeitos processuais da inexistência de poderes nos autos. OJ 374. AGRAVO DE INSTRUMENTO. REPRESENTAÇÃO PROCESSUAL. REGULARIDADE. PROCURAÇÃO OU SUBSTABELECIMENTO COM CLÁUSULA LIMITATIVA DE PODERES AO ÂMBITO DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO. É regular a representação processual do subscritor do agravo de instrumento ou do recurso de revista que detém mandato com poderes de representação limitados ao âmbito do Tribunal Regional do Trabalho, pois, embora a apreciação desse recurso seja realizada pelo Tribunal Superior do Trabalho, a sua interposição é ato praticado perante o Tribunal Regional do Trabalho, circunstância que legitima a atuação do advogado no feito. preparo O preparo de um recurso consiste no pagamento de custas e de depósito recursal. PREPARO EM RECUSO CABÍVEL, EXCEPCIONALMENTE, CONTRA DECISÃO INTERLOCUTÓRIA. Questão não abordada pela doutrina diz respeito a necessidade ou não de preparo quando da interposição de Recurso Ordinário contra as decisões interlocutórias previstas na Súmula 214 do TST. No nosso entendimento descabe o depósito recursal, na medida em que não houve condenação em pecúnia e sim a solução, apenas, de um incidente processual. A decisão não é terminativa e tampouco definitiva do feito. Como o depósito recursal tem a finalidade de garantir a execução não se teria como admitir a exigência do mesmo. De outra parte, em relação a alínea c da Súmula 214 quando julga procedente a exceção de incompetência em razão do lugar com a remessa do processo a juiz vinculado a TRT de outra 18

19 região, o recorrente será o reclamante-excepto o que justifica a total desnecessidade de depósito recursal. Por fim o inciso XI da Instrução Normativa n. 3 do TST de agosto de 2010 contempla: XI - Não se exigirá a efetivação de depósito em qualquer fase ou grau recursal do processo, fora das hipóteses previstas nesta Instrução Normativa. Quanto às custas, por igual, entendemos, no caso, incabível. Contudo há quem afirme que a condenação em pecúnia não se mostra condição para a fixação das custas, posto que o artigo 789 da CLT contempla sua existência nas sentenças declaratórias e constitutivas com incidência sobre o valor da causa. No entanto, pensamos que as declaratórias e constitutivas são decisões do tipo SENTENÇAS que resolvem o mérito sub judice, enquanto que as interlocutórias, quando não extintivas do feito, apenas resolvem um incidente processual para que o processo continue em seu desenvolvimento regular e válido. - custas art. 789, 1º, da CLT (redação dada pela Lei nº /02) recolhimento e comprovação no prazo recursal. Atentar à exceção contida no 3º do artigo 790 da CLT sobre gratuidade da justiça A Consolidação dos Provimentos do TST estabelece à respeito de custas: TÍTULO XIV DAS CUSTAS PROCESSUAIS Art. 66. Constará das decisões proferidas pela Justiça do Trabalho de 1º e 2º graus, nos dissídios individuais, o valor das custas processuais, de responsabilidade da parte sucumbente, arbitrando-se, para tanto, se for o caso, o valor da condenação. 1º A isenção quanto ao pagamento de custas não exime o Juiz de estabelecer na decisão o respectivo valor. 2º Nos acordos, o rateio das custas processuais será proporcional entre as partes, se de outra forma não for convencionado. Art. 67. Nos dissídios coletivos, as partes vencidas responderão solidariamente pelo pagamento das custas. Art. 68. Nos dissídios coletivos de natureza econômica em que for instituída norma ou condição de trabalho em favor da categoria profissional, o pagamento integral das custas processuais caberá à empresa ou à entidade sindical patronal que integrou a relação processual. SÚMULAS E OJS A RESPEITO DE CUSTAS: SUM-25 CUSTAS (mantida) - Res. 121/2003, DJ 19, 20 e A parte vencedora na primeira instância, se vencida na segunda, está obrigada, independentemente de intimação, a pagar as custas fixadas na sentença originária, das quais ficara isenta a parte então vencida. OJ-SDI1-186 CUSTAS. INVERSÃO DO ÔNUS DA SUCUMBÊNCIA. DESERÇÃO. NÃO-OCORRÊNCIA (inserida em ) 19

20 No caso de inversão do ônus da sucumbência em segundo grau, sem acréscimo ou atualização do valor das custas e se estas já foram devidamente recolhidas, descabe um novo pagamento pela parte vencida, ao recorrer. Deverá ao final, se sucumbente, ressarcir a quantia. SUM-36 CUSTAS (mantida) - Res. 121/2003, DJ 19, 20 e Nas ações plúrimas, as custas incidem sobre o respectivo valor global. SUM-53 CUSTAS (mantida) - Res. 121/2003, DJ 19, 20 e O prazo para pagamento das custas, no caso de recurso, é contado da intimação do cálculo. SUM-170 SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA. CUSTAS (mantida) - Res. 121/2003, DJ 19, 20 e Os privilégios e isenções no foro da Justiça do Trabalho não abrangem as sociedades de economia mista, ainda que gozassem desses benefícios anteriormente ao Decreto-Lei nº 779, de (ex-prejulgado nº 50). OJ-SDI1-33 DESERÇÃO. CUSTAS. CARIMBO DO BANCO. VALIDADE (inserida em ) Orientação Jurisprudencial da SBDI-1 C-9 - O carimbo do banco recebedor na guia de comprovação do recolhimento das custas supre a ausência de autenticação mecânica. OJ-SDI1-104 CUSTAS. CONDENAÇÃO ACRESCIDA. INEXISTÊNCIA DE DESERÇÃO QUANDO AS CUSTAS NÃO SÃO EXPRESSAMENTE CALCULADAS E NÃO HÁ INTIMAÇÃO DA PARTE PARA O PREPARO DO RECURSO, DEVENDO, ENTÃO, SER AS CUSTAS PAGAS AO FINAL (alterada) Res. 150/2008, DEJT divulgado em 20, 21 e Não caracteriza deserção a hipótese em que, acrescido o valor da condenação, não houve fixação ou cálculo do valor devido a título de custas e tampouco in-timação da parte para o preparo do recurso, devendo, pois, as custas ser pagas ao final. OJ-SDI1-140 DEPÓSITO RECURSAL E CUSTAS. DIFERENÇA ÍNFIMA. DESERÇÃO. OCORRÊNCIA (nova redação) - DJ Ocorre deserção do recurso pelo recolhimento insuficiente das custas e do depósito recursal, ainda que a diferença em relação ao quantum devido seja ínfima, referente a centavos. OJ-SDI1-158 CUSTAS. COMPROVAÇÃO DE RECOLHIMENTO. DARF ELETRÔNICO. VALIDADE (inserida em ) O denominado "DARF ELETRÔNICO" é válido para comprovar o recolhimento de custas por entidades da administração pública federal, emitido conforme a IN-SRF 162, de

AGRAVO DE INSTRUMENTO: Conceito: é o recurso adequado para a impugnação das decisões que denegarem seguimento a outro recurso.

AGRAVO DE INSTRUMENTO: Conceito: é o recurso adequado para a impugnação das decisões que denegarem seguimento a outro recurso. AGRAVO DE INSTRUMENTO: Conceito: é o recurso adequado para a impugnação das decisões que denegarem seguimento a outro recurso. Por que se diz instrumento: a razão pela qual o recurso se chama agravo de

Leia mais

PRESSUPOSTOS SUBJETIVOS DE ADMISSIBILIDADE RECURSAL: - Possui legitimidade para recorrer quem for parte na relação jurídica processual.

PRESSUPOSTOS SUBJETIVOS DE ADMISSIBILIDADE RECURSAL: - Possui legitimidade para recorrer quem for parte na relação jurídica processual. PRESSUPOSTOS SUBJETIVOS DE ADMISSIBILIDADE RECURSAL: - Legitimidade - art. 499 CPC: - Possui legitimidade para recorrer quem for parte na relação jurídica processual. Preposto é parte? Pode recorrer? NÃO.

Leia mais

Súmulas e OJ s do TST selecionadas Processo do Trabalho

Súmulas e OJ s do TST selecionadas Processo do Trabalho Súmulas e OJ s do TST selecionadas Processo do Trabalho SUM-8 JUNTADA DE DOCUMENTO (mantida) - Res. 121/2003, DJ 19, 20 e 21.11.2003 - A juntada de documentos na fase recursal só se justifica quando provado

Leia mais

PROCESSO Nº TST-RR-144000-70.2005.5.15.0036 - FASE ATUAL: E-ED

PROCESSO Nº TST-RR-144000-70.2005.5.15.0036 - FASE ATUAL: E-ED A C Ó R D Ã O SESBDI-1 VMF/ots/pcp/mmc RECURSO DE EMBARGOS EM RECURSO DE REVISTA IRREGULARIDADE DE REPRESENTAÇÃO ALTERAÇÃO DA RAZÃO SOCIAL DA EMPRESA NOVO MANDATO NECESSIDADE SÚMULA Nº 164 DO TST. Embora

Leia mais

TEORIA GERAL DOS RECURSOS

TEORIA GERAL DOS RECURSOS TEORIA GERAL DOS RECURSOS PRINCÍPIOS RECURSAIS FUNGIBILIDADE Também chamado de princípio da conversibilidade ou da instrumentalidade das formas, uma vez que sobreleva o conteúdo do recurso ao seu aspecto

Leia mais

CURSO DE DIREITO ADMINISTRATIVO Rafael Carvalho Rezende Oliveira 2ª para 3ª edição

CURSO DE DIREITO ADMINISTRATIVO Rafael Carvalho Rezende Oliveira 2ª para 3ª edição A 3ª edição do livro CURSO DE DIREITO ADMINISTRATIVO foi atualizada com o texto do PL de novo CPC enviado pelo Congresso Nacional à sanção presidencial em 24.02.2015. Em razão da renumeração dos artigos

Leia mais

SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À TERCEIRA EDIÇÃO

SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À TERCEIRA EDIÇÃO SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À TERCEIRA EDIÇÃO... 15 PREFÁCIO... 17 INTRODUÇÃO... 19 Capítulo I FLEXIBILIZAÇÃO... 21 1.1. Definição... 21 1.2. Flexibilização da norma... 23 1.3. Flexibilizar a interpretação e

Leia mais

XV Exame de Ordem 2ª Fase OAB Civil - ProfessorAoVivo Qual a peça Juquinha? Prof. Darlan Barroso

XV Exame de Ordem 2ª Fase OAB Civil - ProfessorAoVivo Qual a peça Juquinha? Prof. Darlan Barroso XV Exame de Ordem 2ª Fase OAB Civil - ProfessorAoVivo Qual a peça Juquinha? Prof. Darlan Barroso 2ª Fase OAB - Civil Juquinha Junior, representado por sua genitora Ana, propôs ação de investigação de paternidade

Leia mais

O empregado caminhando na empresa, cai e se machuca vai pedir uma indenização na justiça do trabalho. (empregado x empregador);

O empregado caminhando na empresa, cai e se machuca vai pedir uma indenização na justiça do trabalho. (empregado x empregador); Turma e Ano: Flex B (2014) Matéria / Aula: Processo do Trabalho / Aula 04 Professor: Leandro Antunes Conteúdo: Procedimento Sumário, Procedimento Sumaríssimo. A competência para julgar acidente de trabalho:

Leia mais

Ambos os recursos de estrito direito têm a sua causa de pedir prevista na Constituição Federal

Ambos os recursos de estrito direito têm a sua causa de pedir prevista na Constituição Federal Interposição: perante o órgão prolator da decisão Recurso Especial Nomenclatura: REsp Competência: Superior Tribunal de Justiça STJ Prazo para interposição 15 dias; Recurso Extraordinário Nomenclatura:

Leia mais

RECURSO ORDINÁRIO: O artigo 895 parece ser taxativo, em suas alíneas a) e b) ao afirmarem que é cabível o recurso de revista quando:

RECURSO ORDINÁRIO: O artigo 895 parece ser taxativo, em suas alíneas a) e b) ao afirmarem que é cabível o recurso de revista quando: RECURSO ORDINÁRIO: Está previsto no artigo 893 da Consolidação das Leis do trabalho e é disciplinado no artigo 895 da mesma lei. Pode ser interposto, no prazo de 8 dias, tanto das sentenças terminativas,

Leia mais

Manual de Rotinas do Procedimento Cível Comum Ordinário. Protocolo

Manual de Rotinas do Procedimento Cível Comum Ordinário. Protocolo 29 Protocolo 2. DISTRIBUIÇÃO A previsão legal dos atos de distribuição e registro está no Código de Processo Civil, nos artigos 251 a 257. A distribuição tem a função de dividir os processos entre juízos

Leia mais

Em relação à natureza jurídica do recurso existem duas correntes.

Em relação à natureza jurídica do recurso existem duas correntes. RECURSOS TRABALHISTAS CONCEITO E NATUREZA JURÍDICA Recurso é a provação do reexame de determinada decisão pela autoridade hierarquicamente, em regra, ou pela própria autoridade prolatora da decisão, objetivando

Leia mais

LABORATÓRIO 3. VI EXAME DE ORDEM UNIFICADO 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO LABORATÓRIO 3 PROFA. Maria Eugênia Conde @mageconde.

LABORATÓRIO 3. VI EXAME DE ORDEM UNIFICADO 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO LABORATÓRIO 3 PROFA. Maria Eugênia Conde @mageconde. Caso Prático Emerson Lima propôs reclamação trabalhista, pelo rito ordinário, em face de Rancho dos Quitutes, alegando que trabalhava como atendente em uma loja de conveniência localizada em um posto de

Leia mais

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS Aula 6: Direito Processual do Trabalho Procedimentos especiais e Dissídio Coletivo Maria Inês Gerardo PROCEDIMENTOS ESPECIAIS CONSIGNA- ÇÃO EM PAGAMENTO AÇÃO RESCISÓRIA AÇÕES ESPECIAIS PROCESSO TRABALHO

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS FACULDADE DE DIREITO Direito Processual do Trabalho Profª. Ms. Tatiana Riemann

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS FACULDADE DE DIREITO Direito Processual do Trabalho Profª. Ms. Tatiana Riemann TEORIA GERAL DOS RECURSOS TRABALHISTAS Recurso meio voluntário de impugnação de decisões judiciais, interno ao processo, que visa a reforma, a anulação ou ao aprimoramento da decisão atacada. (Luiz Guilherme

Leia mais

2ª FASE OAB CIVIL Direito Processual Civil Prof. Renato Montans Aula online. EMBARGOS INFRINGENTES (Art. 530 534 do CPC)

2ª FASE OAB CIVIL Direito Processual Civil Prof. Renato Montans Aula online. EMBARGOS INFRINGENTES (Art. 530 534 do CPC) 2ª FASE OAB CIVIL Direito Processual Civil Prof. Renato Montans Aula online EMBARGOS INFRINGENTES (Art. 530 534 do CPC) Cabe de acórdão não unânime por 2x1 3 modalidades: a) Julgamento da apelação b) Julgamento

Leia mais

PROCESSO Nº TST-RR-1132-24.2011.5.23.0008. A C Ó R D Ã O (1ª Turma) GMWOC/th/af

PROCESSO Nº TST-RR-1132-24.2011.5.23.0008. A C Ó R D Ã O (1ª Turma) GMWOC/th/af A C Ó R D Ã O (1ª Turma) GMWOC/th/af RECURSO DE REVISTA. REGULARIDADE DE REPRESENTAÇÃO. DECLARAÇÃO DE AUTENTICIDADE DO MANDATO FIRMADA PELO ADVOGADO CONSTITUÍDO. A Lei nº 11.925/2009, que alterou a redação

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa Agravo de Instrumento n 2 073.2012.001287-4 /001 Relator: Des. José Di Lorenzo Serpa Agravante: Marina Jacaré Clube Advogado:

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO 6 RESPOSTAS

ESTUDO DIRIGIDO 6 RESPOSTAS ESTUDO DIRIGIDO 6 RESPOSTAS 1. Teoria Geral dos Recursos Trabalhistas. 2. Recursos Trabalhistas em Espécie. 3. Aviso Prévio. 4. Jornada de Trabalho. 5. Férias. 1. Teoria Geral dos Recursos Trabalhistas:

Leia mais

Art. 2º Recebidos os ofícios requisitórios (precatórios) da Autarquia, estes serão remetidos, de imediato, à Procuradoria Jurídica.

Art. 2º Recebidos os ofícios requisitórios (precatórios) da Autarquia, estes serão remetidos, de imediato, à Procuradoria Jurídica. NORMA DE EXECUÇÃO/INCRA/Nº 14, DE 31 DE MAIO DE 2001 (Publicação: Diário Oficial n 110-E, de 7/6/2001, seção 1, pág. 123 e Boletim de Serviço n 24, de 11/6/2001) Estabelece procedimentos técnicos e administrativos

Leia mais

PEDIDO DE VISTA NA INDICAÇÃO Nº 022/2012, RELATIVA AO PROJETO DE LEI Nº 2963/11, DE RELATORIA DO DR. IVAN NUNES FERREIRA.

PEDIDO DE VISTA NA INDICAÇÃO Nº 022/2012, RELATIVA AO PROJETO DE LEI Nº 2963/11, DE RELATORIA DO DR. IVAN NUNES FERREIRA. PEDIDO DE VISTA NA INDICAÇÃO Nº 022/2012, RELATIVA AO PROJETO DE LEI Nº 2963/11, DE RELATORIA DO DR. IVAN NUNES FERREIRA. VOTO DE VISTA: FAUZI AMIM SALMEM PELA APROVAÇÃO DO RELATÓRIO, COM AS SEGUINTES

Leia mais

SEMINÁRIO - O PODER JUDICIÁRIO E O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL ENUNCIADOS APROVADOS

SEMINÁRIO - O PODER JUDICIÁRIO E O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL ENUNCIADOS APROVADOS 1) Entende-se por fundamento referido no art. 10 do CPC/2015 o substrato fático que orienta o pedido, e não o enquadramento jurídico atribuído pelas partes. 2) Não ofende a regra do contraditório do art.

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação 2007/1 ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES Disciplina: DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO Curso: DIREITO Código CR PER Co-Requisito Pré-Requisito

Leia mais

MANUAL DOS PRAZOS PROCESSUAIS: A CONTAGEM DOS PRAZOS NO NOVO CPC 1. MUDANÇAS GERAIS APLICÁVEIS A TODOS OS PRAZOS PROCESSUAIS:

MANUAL DOS PRAZOS PROCESSUAIS: A CONTAGEM DOS PRAZOS NO NOVO CPC 1. MUDANÇAS GERAIS APLICÁVEIS A TODOS OS PRAZOS PROCESSUAIS: MANUAL DOS PRAZOS PROCESSUAIS: A CONTAGEM DOS PRAZOS NO NOVO CPC 1. MUDANÇAS GERAIS APLICÁVEIS A TODOS OS PRAZOS PROCESSUAIS: Mudança no modo de contagem dos prazos: A partir do novo CPC, os prazos processuais

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO ACÓRDÃO 7ª Turma PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUROS DA MORA. FAZENDA PÚBLICA. APLICAÇÃO DA OJ 7, DO PLENO DO C. TST. Em se tratando de condenação envolvendo a Fazenda Pública, a incidência dos juros da mora

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2015 R E S O L V E:

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2015 R E S O L V E: ESTADO DO PARANÁ INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2015 O Desembargador Fernando Wolff Bodziak, 2º Vice-Presidente e Supervisor-Geral dos Juizados Especiais, no uso de suas atribuições legais e CONSIDERANDO o

Leia mais

ALEKSANDER MENDES ZAKIMI Advogado militante; Mestrando em Direito Difusos e Coletivos pela UNIMES; Especialista em Direito Processual Civil

ALEKSANDER MENDES ZAKIMI Advogado militante; Mestrando em Direito Difusos e Coletivos pela UNIMES; Especialista em Direito Processual Civil Curso: Recurso de Embargos de Declaração e Agravo no Processo Civil Sistemática do CPC Vigente e do Novo CPC ALEKSANDER MENDES ZAKIMI Advogado militante; Mestrando em Direito Difusos e Coletivos pela UNIMES;

Leia mais

PROCESSO Nº TST-RR-542-30.2010.5.04.0002. A C Ó R D Ã O 3ª Turma GMAAB/obc/ct/smf

PROCESSO Nº TST-RR-542-30.2010.5.04.0002. A C Ó R D Ã O 3ª Turma GMAAB/obc/ct/smf A C Ó R D Ã O 3ª Turma GMAAB/obc/ct/smf AGRAVO DE INSTRUMENTO. RECURSO DE REVISTA. ABONO PECUNIÁRIO. CONCESSÃO SEM O REQUERIMENTO DO EMPREGADO. O e. Tribunal Regional indeferiu o pedido de indenização

Leia mais

PETIÇÃO INICIAL. EXCELENTISSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE... art. 651 do CLT

PETIÇÃO INICIAL. EXCELENTISSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE... art. 651 do CLT PETIÇÃO INICIAL PEDIDOS REQUERIMENTOS FINAIS Valor da causa!!!!! EXCELENTISSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE... art. 651 do CLT Reclamante - nome e sobrenome, profissão, estado civil, documentos

Leia mais

PROCESSO Nº TST-RR-104800-93.1995.5.02.0254. A C Ó R D Ã O (1ª Turma) GMWOC/am/af

PROCESSO Nº TST-RR-104800-93.1995.5.02.0254. A C Ó R D Ã O (1ª Turma) GMWOC/am/af A C Ó R D Ã O (1ª Turma) GMWOC/am/af RECURSO DE REVISTA. EXTINÇÃO DA EXECUÇÃO. PRESCRIÇÃO INTERCORRENTE. INAPLICABILIDADE AO PROCESSO DO TRABALHO. SÚMULA Nº 114 DO TST. Viola o art. 5º, XXXVI, da Constituição

Leia mais

VI pedido de reexame de admissibilidade de recurso especial.

VI pedido de reexame de admissibilidade de recurso especial. PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, 2013 - COMPLEMENTAR Estabelece normas gerais sobre o processo administrativo fiscal, no âmbito das administrações tributárias da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos

Leia mais

1. PETIÇÃO INICIAL RECLAMAÇÃO TRABALHISTA.

1. PETIÇÃO INICIAL RECLAMAÇÃO TRABALHISTA. 1. PETIÇÃO INICIAL RECLAMAÇÃO TRABALHISTA. Fundamento legal: Art. 840 CLT Subsidiariamente: 282 do CPC. Partes: Reclamante (autor), Reclamada (ré). Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz do Trabalho da ª Vara

Leia mais

EXAME DA OAB 2011.1 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO REVISÃO DE TEMAS DE DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO

EXAME DA OAB 2011.1 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO REVISÃO DE TEMAS DE DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO EXAME DA OAB 2011.1 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO REVISÃO DE TEMAS DE DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO ATUALIZAÇÕES - NOVA SÚMULA 426 DO TST DEPÓSITO RECURSAL. UTILIZAÇÃO DA GUIA GFIP.

Leia mais

OAB EXAME IX 2012.3 FEVEREIRO/2013 2.ª ETAPA COMENTÁRIOS

OAB EXAME IX 2012.3 FEVEREIRO/2013 2.ª ETAPA COMENTÁRIOS PEÇA PROCESSUAL: OAB EXAME IX 2012.3 FEVEREIRO/2013 2.ª ETAPA COMENTÁRIOS OAB 2ª ETAPA PRÁTICA TRABALHISTA Caros amigos e alunos do Pro Labore, Primeiramente, gostaria de externar a minha satisfação quanto

Leia mais

PROCESSO DO TRABALHO PONTO 13. Ponto 13:

PROCESSO DO TRABALHO PONTO 13. Ponto 13: Ponto 13: Recurso de revista. Pressupostos intrínsecos de admissibilidade. Prequestionamento. Matéria de fato. Efeitos. Juízo de admissibilidade. Recurso nos dissídios coletivos. Efeito suspensivo. SUMÁRIO

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ. EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ. Assunto: Desconto da Contribuição Sindical previsto no artigo 8º da Constituição Federal, um dia de trabalho em março de 2015.

Leia mais

SENTENÇA. - Classificação a) definitiva É aquela que põe fim ao processo, inviabilizando nova análise da pretensão material.

SENTENÇA. - Classificação a) definitiva É aquela que põe fim ao processo, inviabilizando nova análise da pretensão material. SENTENÇA Conceito É o ato do juiz que põe fim ao processo com ou sem o exame do mérito. - Classificação a) definitiva É aquela que põe fim ao processo, inviabilizando nova análise da pretensão material.

Leia mais

Tribunal Superior do Trabalho

Tribunal Superior do Trabalho Tribunal Superior do Trabalho RR-37200-28.2008.5.15.0128 A C Ó R D Ã O RECURSO DE REVISTA. APOSENTADORIA POR INVALIDEZ. RESCISÃO CONTRATUAL. RECUSA DE RECEBIMENTO DE VERBAS RESCISÓRIAS. EXTINÇÃO DA UNIDADE

Leia mais

MED. CAUT. EM AÇÃO CAUTELAR 1.406-9 SÃO PAULO RELATOR

MED. CAUT. EM AÇÃO CAUTELAR 1.406-9 SÃO PAULO RELATOR MED. CAUT. EM AÇÃO CAUTELAR 1.406-9 SÃO PAULO RELATOR : MIN. GILMAR MENDES REQUERENTE(S) : PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA REQUERIDO(A/S) : UNIÃO ADVOGADO(A/S) : ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO REQUERIDO(A/S) :

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 3ª T U R M A PODER JUDICIÁRIO FEDERAL MEMBRO DE CONSELHO CONSULTIVO. ESTABILIDADE. DESCABIMENTO. Não faz jus à estabilidade sindical o empregado eleito pelo órgão consultivo da entidade,

Leia mais

Modelo esquemático de ação direta de inconstitucionalidade genérica EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR MINISTRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

Modelo esquemático de ação direta de inconstitucionalidade genérica EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR MINISTRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Modelo esquemático de ação direta de inconstitucionalidade genérica EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR MINISTRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Legitimidade ativa (Pessoas relacionadas no art. 103 da

Leia mais

DEPÓSITO RECURSAL EM AGRAVO DE INSTRUMENTO NO PROCESSO DO TRABALHO

DEPÓSITO RECURSAL EM AGRAVO DE INSTRUMENTO NO PROCESSO DO TRABALHO DEPÓSITO RECURSAL EM AGRAVO DE INSTRUMENTO NO PROCESSO DO TRABALHO Gustavo Filipe Barbosa Garcia RESUMO: O objetivo deste estudo é examinar as principais consequências da alteração da Lei nº 12.275/10,

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção de São Paulo SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA STJ. Atualizado em 08/09/2015

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção de São Paulo SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA STJ. Atualizado em 08/09/2015 SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA STJ Atualizado em 08/09/2015 RESOLUÇÃO STJ/GP N. 3 DE 5 DE FEVEREIRO DE 2015. Dispõe sobre o pagamento de custas judiciais e porte de remessa e retorno de autos no âmbito do

Leia mais

2.5.5 Contrato por prazo indeterminado 2.5.6 Contrato por prazo determinado 2.6 Contrato por prazo determinado da CLT 2.7 Terceirização 2.

2.5.5 Contrato por prazo indeterminado 2.5.6 Contrato por prazo determinado 2.6 Contrato por prazo determinado da CLT 2.7 Terceirização 2. SUMÁRIO 1. DIREITO INDIVIDUAL DO TRABALHO INTRODUÇÃO 1.1 Fontes do Direito do Trabalho 1.1.1 Classificação 1.1.2 Hierarquia entre as fontes justrabalhistas 1.2 Princípios do direito do trabalho 1.2.1 Princípio

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GABINETE DESEMBARGADOR RAIMUNDO NONATO SILVA SANTOS

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GABINETE DESEMBARGADOR RAIMUNDO NONATO SILVA SANTOS fls. 122 Processo: 0135890-46.2012.8.06.0001 - Apelação Apelante: Sindicato dos Guardas Municipais da Região Metrolitana de Fortaleza - SINDIGUARDAS Apelado: Município de Fortaleza Vistos etc. DECISÃO

Leia mais

(ambas sem procuração).

(ambas sem procuração). ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa AGRAVO DE INSTRUMENTO N. 001.2009.006097-9 / 001 Relator: Des. José Di Lorenzo Serpa. Agravante: Itatj Seguros S/A. Advogado:

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 781.703 - RS (2005/0152790-8) RELATOR RECORRENTE RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO ARNALDO ESTEVES LIMA : UNIÃO : MARCOS ROBERTO SILVA DE ALMEIDA E OUTROS : WALDEMAR MARQUES E OUTRO EMENTA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça EDcl no MANDADO DE SEGURANÇA Nº 13.873 - DF (2008/0219759-2) RELATOR EMBARGANTE ADVOGADA EMBARGADO PROCURADOR : MINISTRO MAURO CAMPBELL MARQUES : INSTITUTO NOSSA SENHORA DO CARMO : PRISCILLA TRUGILLO MONELLO

Leia mais

4ª Câmara Cível AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 55413-2/180 (200701476731) COMARCA DE URUANA

4ª Câmara Cível AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 55413-2/180 (200701476731) COMARCA DE URUANA 4ª Câmara Cível AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 55413-2/180 (200701476731) COMARCA DE URUANA AGRAVANTE MAFRE VERA CRUZ SEGURADORA S/A AGRAVADA MARIA FRANCISCA DE OLIVEIRA RELATOR Juiz GILMAR LUIZ COELHO RELATÓRIO

Leia mais

Agrupadores. GESTÃO DE VARA ELETRÔNICA - PJE Jessiane Carla Siqueira Moreira Assessoria de Apoio à Primeira Instância JUIZ E SEUS ASSISTENTES

Agrupadores. GESTÃO DE VARA ELETRÔNICA - PJE Jessiane Carla Siqueira Moreira Assessoria de Apoio à Primeira Instância JUIZ E SEUS ASSISTENTES Agrupadores JUIZ E SEUS ASSISTENTES»Processos com pedido liminar ou de antecipação de tutela não apreciado GESTÃO DE VARA ELETRÔNICA - PJE DIRETOR E SEUS ASSISTENTES»Processos com Petições Avulsas»Processos

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DO TRABALHO CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO

PROCURADORIA-GERAL DO TRABALHO CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO Origem: PRT da 4ª Região Órgão Oficiante: Dr. Roberto Portela Mildner Interessado 1: Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região. Interessado 2: Banco Bradesco S/A. Assuntos: Meio ambiente do trabalho

Leia mais

A propositura da ação vincula apenas o autor e o juiz, pois somente com a citação é que o réu passa a integrar a relação jurídica processual.

A propositura da ação vincula apenas o autor e o juiz, pois somente com a citação é que o réu passa a integrar a relação jurídica processual. PROCESSO FORMAÇÃO, SUSPENSÃO E EXTINÇÃO DO FORMAÇÃO DO PROCESSO- ocorre com a propositura da ação. Se houver uma só vara, considera-se proposta a ação quando o juiz despacha a petição inicial; se houver

Leia mais

DISCIPLINA: Direito Processual do Trabalho SEMESTRE DE ESTUDO: 9º Semestre. CH total: 108h

DISCIPLINA: Direito Processual do Trabalho SEMESTRE DE ESTUDO: 9º Semestre. CH total: 108h DISCIPLINA: Direito Processual do Trabalho SEMESTRE DE ESTUDO: 9º Semestre TURNO: Matutino / Noturno CH total: 108h CÓDIGO: DIR160 1. EMENTA: Organização da Justiça do Trabalho. Princípios gerais do processo

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB PADRÃO DE RESPOSTAS PEÇA PROFISSIONAL Contratado pela empresa Clínica das Amendoeiras, em razão de uma reclamação trabalhista proposta em 12.12.2012 pela empregada Jussara Péclis (número 1146-63.2012.5.18.0002,

Leia mais

PROCESSO Nº TST-RR-358-35.2014.5.03.0011. A C Ó R D Ã O (8ª Turma) GMMCP/dpf/klg

PROCESSO Nº TST-RR-358-35.2014.5.03.0011. A C Ó R D Ã O (8ª Turma) GMMCP/dpf/klg A C Ó R D Ã O (8ª Turma) GMMCP/dpf/klg RECURSO DE REVISTA INTERPOSTO SOB A ÉGIDE DA LEI Nº 10.015/2014 NULIDADE DA CITAÇÃO ÔNUS DO DESTINATÁRIO Na forma do art. 841, 1º, da CLT, A notificação será feita

Leia mais

ARTIGO: PECULIARIDADES PROCESSUAIS DA FAZENDA PÚBLICA NO PROCESSO DO TRABALHO

ARTIGO: PECULIARIDADES PROCESSUAIS DA FAZENDA PÚBLICA NO PROCESSO DO TRABALHO ARTIGO: PECULIARIDADES PROCESSUAIS DA FAZENDA PÚBLICA NO PROCESSO DO TRABALHO Carlos Roberto Pegoretti Júnior 1 RESUMO: Atuação da Fazenda Pública perante a Justiça do Trabalho. Prerrogativas e peculiaridades.

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal )1( oãdróca atneme86242 DE-SM Diário da Justiça de 09/06/2006 03/05/2006 TRIBUNAL PLENO RELATOR : MIN. GILMAR MENDES EMBARGANTE(S) : UNIÃO ADVOGADO(A/S) : ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO EMBARGADO(A/S) : FERNANDA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.084.748 - MT (2008/0194990-5) RELATOR RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO SIDNEI BENETI : AGRO AMAZÔNIA PRODUTOS AGROPECUÁRIOS LTDA : DÉCIO JOSÉ TESSARO E OUTRO(S) :

Leia mais

ARTIGO: O MANDATO À LUZ DA INTERPRETAÇÃO JURISPRUDENCIAL DO TST

ARTIGO: O MANDATO À LUZ DA INTERPRETAÇÃO JURISPRUDENCIAL DO TST ARTIGO: O MANDATO À LUZ DA INTERPRETAÇÃO JURISPRUDENCIAL DO TST Carlos Roberto Pegoretti Júnior 1 RESUMO: Mandato. Artigos 653 e seguintes do Código Civil. Jus Postulandi que permite ao jurisdicionado

Leia mais

BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A RPV. (Requisição de Pequeno Valor)

BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A RPV. (Requisição de Pequeno Valor) BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A RPV (Requisição de Pequeno Valor) Hugo Soares Porto Fonseca O caput do art. 100 da Constituição Federal 1 determina que os pagamentos de valores devidos pelas Fazendas Federal,

Leia mais

As Principais Modificações no Processo Civil. Pedro Henrique Pedrosa Nogueira

As Principais Modificações no Processo Civil. Pedro Henrique Pedrosa Nogueira As Principais Modificações no Processo Civil Pedro Henrique Pedrosa Nogueira PARTE GERAL E PROCEDIMENTO COMUM Valorização do contraditório Distribuição dinâmica do ônus da prova Gestão do procedimento

Leia mais

III REPOUSO SEMANAL REMUNERADO

III REPOUSO SEMANAL REMUNERADO III REPOUSO SEMANAL REMUNERADO I. O DOMINGO COMO DESCANSO II. FERIADOS III. A REMUNERAÇÃO DO REPOUSO IV. MULTA ADMINISTRATIVA V. OS TRIBUNAIS E O REPOUSO I - O DOMINGO COMO DESCANSO 1) FUNDAMENTO LEGAL

Leia mais

autoridade consular brasileira competente, quando homologação de sentença estrangeira: (...) IV - estar autenticada pelo cônsul brasileiro e

autoridade consular brasileira competente, quando homologação de sentença estrangeira: (...) IV - estar autenticada pelo cônsul brasileiro e COMPARATIVO ENTRE A RESOLUÇÃO N. 9 E A EMENDA REGIMENTAL N. 18 DO STJ EMENDA REGIMENTAL N. 18 (2014) RESOLUÇÃO N. 9 (2005) Art. 1º O Regimento Interno do Superior Tribunal de Justiça passa a vigorar acrescido

Leia mais

a) conjunto de atos administrativos tendentes ao reconhecimento de uma situação jurídica pertinente à relação entre o Fisco e o contribuinte

a) conjunto de atos administrativos tendentes ao reconhecimento de uma situação jurídica pertinente à relação entre o Fisco e o contribuinte Unidade VIII I. PROCESSO ADMINISTRATIVO TRIBUTÁRIO 1. Acepções e espécies a) conjunto de atos administrativos tendentes ao reconhecimento de uma situação jurídica pertinente à relação entre o Fisco e o

Leia mais

PONTO 1: Execução Trabalhista. Fase de Liquidação de Sentença Trabalhista é uma fase preparatória da execução trabalhista art. 879 da CLT.

PONTO 1: Execução Trabalhista. Fase de Liquidação de Sentença Trabalhista é uma fase preparatória da execução trabalhista art. 879 da CLT. 1 DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO PONTO 1: Execução Trabalhista 1. EXECUÇÃO TRABALHISTA: ART. 876 ART. 892 da CLT Fase de Liquidação de Sentença Trabalhista é uma fase preparatória da execução trabalhista

Leia mais

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 13, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2014.

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 13, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2014. PROVIMENTO CONJUNTO Nº 13, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2014. Regulamenta os procedimentos a serem adotados no âmbito da Justiça do Trabalho da 4ª Região em virtude da implantação do PJe- JT, revoga o Provimento

Leia mais

(A) II e III. (B) I e II. (C) I e III. (D) III. (E) I. Direito Processual do Trabalho Aula 2: Exercícios TRT FCC

(A) II e III. (B) I e II. (C) I e III. (D) III. (E) I. Direito Processual do Trabalho Aula 2: Exercícios TRT FCC Direito Processual do Trabalho Aula 2: Exercícios TRT FCC Maria Inês Gerardo www.mariainesgerardo.com.br (TRT 23ª Região/2011 ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA JUDICIÁRIA - FCC) Com relação à Revelia e à Confissão,

Leia mais

PROVIMENTO Nº 04/2008

PROVIMENTO Nº 04/2008 PROVIMENTO Nº 04/2008 Disciplina os procedimentos relativos aos débitos das Fazendas Públicas Federal, Estadual e Municipal, em virtude de sentença judicial transitada em julgado, sujeitos ao regime de

Leia mais

RESOLUÇÃO STJ N. 1 DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014.

RESOLUÇÃO STJ N. 1 DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014. RESOLUÇÃO STJ N. 1 DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014. Dispõe sobre o pagamento de custas judiciais e porte de remessa e retorno de autos no âmbito do Superior Tribunal de Justiça. O PRESIDENTE DO SUPERIOR TRIBUNAL

Leia mais

Com a citada modificação, o artigo 544, do CPC, passa a vigorar com a seguinte redação:

Com a citada modificação, o artigo 544, do CPC, passa a vigorar com a seguinte redação: O NOVO AGRAVO CONTRA DESPACHO DENEGATÓRIO DE RECURSO EXTRAORDINÁRIO E ESPECIAL 2011-06-15 Alexandre Poletti A Lei nº 12.322/2010, que alterou os artigos 544 e 545 do CPC, acabou com o tão conhecido e utilizado

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 CAPÍTULO II - DO PROCESSO CIVIL... 39

SUMÁRIO CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 CAPÍTULO II - DO PROCESSO CIVIL... 39 SUMÁRIO Apresentação da Coleção...15 CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 1. Antecedentes históricos da função de advogado...19 2. O advogado na Constituição Federal...20 3. Lei de regência da

Leia mais

RELATÓRIO. Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL

RELATÓRIO. Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Órgão: TURMA REGIONAL DE UNIFORMIZAÇÃO DE JURISPRUDÊNCIA N. Processo: 0500029-74.2008.4.05.8103 Origem: Primeira Turma Recursal do Estado do Ceará Recorrente: João Ferreira

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.374.048 - RS (2013/0073161-8) RELATOR RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO HUMBERTO MARTINS : FAZENDA NACIONAL : PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL : EMERSON DA SILVA

Leia mais

02/2011/JURÍDICO/CNM. INTERESSADOS:

02/2011/JURÍDICO/CNM. INTERESSADOS: PARECER Nº 02/2011/JURÍDICO/CNM. INTERESSADOS: DIVERSOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS. ASSUNTOS: BASE DE CÁLCULO DO ADICIONAL DE INSALUBRIDADE DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS. DA CONSULTA: Trata-se de consulta

Leia mais

Controle de Constitucionalidade de normas pré-constitucionais

Controle de Constitucionalidade de normas pré-constitucionais Controle de Constitucionalidade de normas pré-constitucionais O Supremo Tribunal Federal possui o poder de decidir sobre a constitucionalidade das normas jurídicas que foram aprovadas antes da entrada

Leia mais

CONTROLE CONCENTRADO

CONTROLE CONCENTRADO Turma e Ano: Direito Público I (2013) Matéria / Aula: Direito Constitucional / Aula 11 Professor: Marcelo L. Tavares Monitora: Carolina Meireles CONTROLE CONCENTRADO Ação Direta de Inconstitucionalidade

Leia mais

CANCELAMENTO DE SÚMULAS E ORIENTAÇÕES JURISPRUDENCIAIS

CANCELAMENTO DE SÚMULAS E ORIENTAÇÕES JURISPRUDENCIAIS CANCELAMENTO DE SÚMULAS E ORIENTAÇÕES JURISPRUDENCIAIS COMO ERA OJ 156 SDI 1 COMPLEMENTAÇÃO DE APOSENTADORIA. DIFERENÇAS. PRESCRIÇÃO (inserida em 26.03.1999) Ocorre a prescrição total quanto a diferenças

Leia mais

1) FCC - 2011 - TRT - 4ª REGIÃO (RS) - Analista Judiciário - Área Judiciária

1) FCC - 2011 - TRT - 4ª REGIÃO (RS) - Analista Judiciário - Área Judiciária 1) FCC - 2011 - TRT - 4ª REGIÃO (RS) - Analista Judiciário - Área Judiciária De acordo com a Lei Imagem 8.009/90, o bem de família NÃO poderá ser penhorado a) pelo credor de pensão alimentícia. b) em razão

Leia mais

Procedimentos Especiais No Processo do Trabalho. Por Luiz Cesar K. Ayub luiz@ayubeanzzulin.com.br

Procedimentos Especiais No Processo do Trabalho. Por Luiz Cesar K. Ayub luiz@ayubeanzzulin.com.br Procedimentos Especiais No Processo do Trabalho Por Luiz Cesar K. Ayub luiz@ayubeanzzulin.com.br Consignação em Pagamento: A ação de consignação, na Justiça do Trabalho, é substitutiva ao pagamento, para

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 5a Turma Comprovado pelo laudo pericial que o Reclamante laborava em condições perigosas, devido o adicional de periculosidade. Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de RECURSO ORDINÁRIO

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012. INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012. Acresce o 7 ao artigo 9º da Instrução Normativa nº 003, de 23 de setembro de 2009, que estabelece

Leia mais

3ª aula: REFORMAS DO CPC E SEUS REFLEXOS NO PROCESSO DO TRABALHO

3ª aula: REFORMAS DO CPC E SEUS REFLEXOS NO PROCESSO DO TRABALHO Material disponibilizado pelo Professor: 3ª aula: REFORMAS DO CPC E SEUS REFLEXOS NO PROCESSO DO TRABALHO REMIÇÃO DA EXECUÇÃO CPC, 651. Antes de adjudicados ou alienados os bens, pode o executado, a todo

Leia mais

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL PORTARIA CONJUNTA Nº 900, DE 19 DE JULHO DE 2002. Disciplina o pagamento ou parcelamento de débitos de que trata o art. 11 da Medida Provisória nº 38, de 14 de maio de 2002.

Leia mais

RESOLUÇÃO N 427, DE 20 DE ABRIL DE 2010

RESOLUÇÃO N 427, DE 20 DE ABRIL DE 2010 Publicada no DJE/STF, n. 72, p. 1-2 em 26/4/2010 RESOLUÇÃO N 427, DE 20 DE ABRIL DE 2010 Regulamenta o processo eletrônico no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras providências. O PRESIDENTE DO

Leia mais

Ponto 1. Ponto 2. Ponto 3

Ponto 1. Ponto 2. Ponto 3 DIREITO DO TRABALHO PEÇA PROFISSIONAL Ponto 1 Pedro ingressou com reclamação trabalhista contra o estado de São Paulo para ver reconhecido o vínculo de emprego entre ambos, ainda que não tenha havido prévia

Leia mais

Direito Constitucional Peças e Práticas

Direito Constitucional Peças e Práticas PETIÇÃO INICIAL RECLAMAÇÃO CONSTITUCIONAL ASPECTOS JURÍDICOS E PROCESSUAIS DA RECLAMAÇÃO Trata-se de verdadeira AÇÃO CONSTITUCIONAL, a despeito da jurisprudência do STF a classificar como direito de petição

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GAB. DES. ABRAHAM LINCOLN DA CUNHA RAMOS

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GAB. DES. ABRAHAM LINCOLN DA CUNHA RAMOS PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GAB. DES. ABRAHAM LINCOLN DA CUNHA RAMOS AGRAVO DE INSTRUMENTO N 999.2013.000251-5/001 RELATOR : Des. Abraham Lincoln da Cunha Ramos AGRAVANTE : Diretor

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO C

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO C JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº201070500071489/PR RELATORA : Juíza Ana Carine Busato Daros RECORRENTE : FRANCISCA DE OLIVEIRA RODRIGUES RECORRIDA : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL VOTO DIVERGENTE

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO RECORRENTE(S): RECORRIDO(S): SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA AUGUSTO SILVA EMENTA: ESTABILIDADE DECENAL. OPÇÃO PELO REGIME DO FGTS. PERÍODO ANTERIOR À OPÇÃO. INDENIZAÇÃO. DIREITO ADQUIRIDO. A opção pelo regime

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO CASTRO MEIRA ADVOGADO : LUIZ ANTÔNIO MUNIZ MACHADO E OUTRO(S) EMENTA DIREITO SINDICAL. CONTRIBUIÇÃO SINDICAL RURAL. ART. 8º, IV, DA CF/88. COMPETÊNCIA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. PUBLICAÇÃO

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XV EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XV EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em 2003, João ingressou como sócio da sociedade D Ltda. Como já trabalhava em outro local, João preferiu não participar da administração da sociedade. Em janeiro

Leia mais

PROCESSO: 0001148-91.2010.5.01.0018 RO

PROCESSO: 0001148-91.2010.5.01.0018 RO Acórdão 4ª Turma REDUÇÃO DE AULAS FALTA DE COMPROVAÇÃO DE DIMINUIÇÃO DE ALUNOS A alegação de redução de alunos que justifique a diminuição de aulas, in casu, não foi comprovada. Como pode ser observado

Leia mais

Direito Constitucional Dra. Vânia Hack de Ameida

Direito Constitucional Dra. Vânia Hack de Ameida 1 Controle da Constitucionalidade 1. Sobre o sistema brasileiro de controle de constitucionalidade, é correto afirmar que: a) compete a qualquer juiz ou tribunal, no primeiro caso desde que inexista pronunciamento

Leia mais

BLACKPOOL INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. - EPP DELEGADO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA EM SÃO PAULO

BLACKPOOL INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. - EPP DELEGADO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA EM SÃO PAULO MANDADO DE SEGURANÇA IMPETRANTE: IMPETRADO: BLACKPOOL INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. - EPP DELEGADO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA EM SÃO PAULO DECISÃO REGISTRADA SOB Nº /2015 A impetrante

Leia mais

CONTINUAÇÃO - RECURSOS NO PROCESSO PENAL, Recurso no Sentido Estrito

CONTINUAÇÃO - RECURSOS NO PROCESSO PENAL, Recurso no Sentido Estrito CONTINUAÇÃO - RECURSOS NO PROCESSO PENAL, Recurso no Sentido Estrito Efeito suspensivo O RESE, como regra, não tem efeito suspensivo. Terá, apenas, quando a lei prever. O art. 584 do CPP 1 prevê 05 hipóteses

Leia mais

PROCESSO Nº TST-CorPar-16901-96.2015.5.00.0000

PROCESSO Nº TST-CorPar-16901-96.2015.5.00.0000 Requerente: BANCO DO BRASIL S.A. Advogado : Dr. Ângelo César Lemos Requerido : MARCELO JOSÉ FERLIN D'AMBROSO - DESEMBARGADOR DO TRT DA 4ª REGIÃO. Terceiro : SINDICATO DOS BANCARIOS DE PORTO ALEGRE E REGIAO

Leia mais

2 FASE DIREITO CIVIL ESTUDO DIRIGIDO DE PROCESSO CIVIL 2. Prof. Darlan Barroso - GABARITO

2 FASE DIREITO CIVIL ESTUDO DIRIGIDO DE PROCESSO CIVIL 2. Prof. Darlan Barroso - GABARITO Citação 2 FASE DIREITO CIVIL ESTUDO DIRIGIDO DE PROCESSO CIVIL 2 Prof. Darlan Barroso - GABARITO 1) Quais as diferenças na elaboração da petição inicial do rito sumário e do rito ordinário? Ordinário Réu

Leia mais

por tempo indeterminado, a execução compreenderá inicialmente as prestações devidas até a data em que proferida a sentença.

por tempo indeterminado, a execução compreenderá inicialmente as prestações devidas até a data em que proferida a sentença. Título X DO PROCESSO JUDICIÁRIO DO TRABALHO Art. 892 e 893 Nas prestações sucessivas por tempo determinado têm como exemplo a hipótese do acordo trabalhista. As parcelas do acordo são definidas previamente

Leia mais

PROCESSO Nº TST-RR-120600-94.2009.5.06.0017. A C Ó R D Ã O (8ª Turma) GMDMC/Rd/cb/sr

PROCESSO Nº TST-RR-120600-94.2009.5.06.0017. A C Ó R D Ã O (8ª Turma) GMDMC/Rd/cb/sr A C Ó R D Ã O (8ª Turma) GMDMC/Rd/cb/sr A) AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA. CONTRATO POR PRAZO DETERMINADO. RESCISÃO ANTECIPADA. MULTA DE 40% SOBRE O FGTS. ART. 14 DO DECRETO Nº 99.684/90.

Leia mais