Lelé Arantes. Cris Oliveira. Maura Loria. Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso. 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Lelé Arantes. Cris Oliveira. Maura Loria. Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso. 1"

Transcrição

1 Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso. 1

2 ITAMAR BORGES: Uma Trajetória de Sucesso Lelé Arantes Cris Oliveira Maura Loria 2. Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso

3 THS Editora Textos e História Serviços de Comunicação Ltda Rua Prof. Stélio Machado Loureiro, 32 - Vila Córdula (Boa Vista) CEP São José do Rio Preto - SP Fone/fax (17) Endereço eletrônico: Página na internet: Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso. 3

4 ITAMAR BORGES: Uma Trajetória de Sucesso Lelé Arantes Cris Oliveira Maura Loria 4. Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso

5 Copyright 2009 by Lelé Arantes Autor: Lelé Arantes Co-autores: Cristina Oliveira e Maura Loria Coordenação editorial: Lelé Arantes Diretora editorial: Regina Célia Ferreira Coordenação de produção: Solange A. Pinheiro Edição de texto: Maura Loria Projeto gráfico: THS Editora Pesquisa: Cristina Oliveira e Sônia Cicuto 1 a Revisão: Maura Loria 2 a Revisão: Brandino Ferreira Gomes Capa: Cleiton Taborda Finalização da capa: Lu Maioli Fotografias: Elias de Souza, Fernando Graf, Leandro Vieira, Néia Rossetto, Osvaldo de Oliveira e Silvia Sanches Editoração final: Rafael Neves Theodoro Dados Internacional de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Arantes, Lelé Itamar Borges : uma trajetória de sucesso / Lelé Arantes, Cristina Oliveira, Maura Loria. - - São José do Rio Preto, SP : THS Arantes Editora, Bibliografia. ISBN Borges, Itamar, Políticos - Biografia I, Arantes, Lelé. II. Loria, Maura Cristina Pereira. III. Oliveira, Cristina de. IV. Título CDD Índices para catálogo sistemático: 1. Políticos : Biografica Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso. 5

6 Prefácio Itamar fez do mandato legislativo um exemplo. Essa postura política, aliada à sua infatigável capacidade de trabalho, o conduziu ao cargo de prefeito de Santa Fé do Sul na eleição de 1992, antes de completar 25 anos de idade. Eu o conheci naquele tempo. Já demonstrava, nas reuniões do PMDB, seus dotes de liderança e inegável magnetismo pessoal. No cargo de prefeito, ele implementou um ritmo alucinante na administração da cidade que revolucionou a forma de governar e atraiu a atenção da população. Fez um governo tão eficiente que quatro anos depois estava de volta ao cargo de prefeito, com expressiva votação. Conhecendo os meandros dos governos estadual e federal, Itamar fez da segunda e terceira gestões uma peregrinação, apresentando projetos que pudessem garantir verbas para sua cidade. Obter a classificação de estância turística foi um dos grandes triunfos de Itamar Borges. Essa conquista, que diferenciou Santa Fé do Sul das demais, e a adoção de uma série de ações que alavancaram o desenvolvimento socioeconômico do município, beneficiando diretamente a população e todos os setores de produção, levaram o prefeito Itamar Borges a granjear premiações importantes, como a de Prefeito Empreendedor, pelo Sebrae, e a de Melhor Prefeito do Estado de São Paulo e o Melhor do Brasil. À frente da prefeitura, Itamar liderou as forças da cidade no rumo de uma educação melhor, da preservação do meio ambiente, de novas oportunidades de desenvolvimento. Mas Itamar não teria feito tanto, e tão bem, sem a preciosa colaboração de sua mulher, a sra. Gislaine. Itamar sempre soube que uma andorinha sozinha não faz verão. Por isso preocupou-se em formar boas equipes, com pessoas sérias e devotadas ao trabalho, que é justo homenagear na figura de Arlindo Sutto. Todas essas realizações não podem cair no esquecimento, como geralmente acontece, inexoravelmente. Colocar tudo isso numa biografia é o meio mais eficaz de não apenas registrar, mas de divulgar, de forma exponencial e perene, a sua obra, relevando que todo prefeito que se dedicar de corpo e alma à sua cidade, de maneira honesta e criativa, administrando a escassez dos recursos municipais, pode chegar onde Itamar Borges chegou: um homem realizado aos 41 anos de idade, com todo o vigor que a maturidade lhe confere. Ao completar seu terceiro mandato de prefeito, na flor da idade, cabe a Itamar alçar novos vôos, distribuindo essa experiência e esse saber, de modo a permitir que outros administradores possam se espelhar no seu sucesso. A biografia é esse fio condutor para multiplicar suas ideias e suas conquistas, fazendo de nossa região um cantinho especial para se viver no Brasil. Aloysio Nunes Ferreira Filho, chefe da Casa Civil do Governo do Estado de São Paulo 6. Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso

7 Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso. 7

8 Santa Fé do Sul e o Itamar estão de parabéns e mais ainda pelo que continuam fazendo em prol da pequena empresa e da microempresa que são tão importantes para o emprego, para produção e para a renda no Brasil. José Serra, governador de São Paulo. Depoimento na entrega do Prêmio Prefeito Empreendedor Eu costumo dizer aos meus amigos prefeitos ou candidatos a prefeito que visitem Santa Fé do Sul, conheçam o trabalho do Itamar Borges porque o Itamar Borges é um exemplo de prefeito realizador, honesto, profundamente vinculado com a sua cidade, ligados nos problemas do seu povo, e o Itamar tem hoje já uma belíssima história escrita por ele uma belíssima página na história de Santa Fé do Sul. Aloysio Nunes Ferreira Filho, chefe da Casa Civil do Governo do Estado de São Paulo O Itamar provou que é possível unir desenvolvimento com sustentabilidade. Santa Fé é um exemplo no Programa Município Verde Azul. Xico Graziano, secretário de Meio Ambiente do Estado de São Paulo O Itamar fez em suas gestões municipais um trabalho que é modelo para São Paulo e para o Brasil. Orestes Quércia ex-governador do estado de São Paulo e presidente estadual do PMDB Cumprimento o prefeito Itamar Borges pela transformação de Santa Fé em Estância Turística. Isto é resultado de um trabalho planejado e moderno. Parabéns pelo sucesso!. Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo. Depoimento no ato de transformação de Santa Fé do Sul em Estância Turística Santa Fé é destaque em educação no Brasil, resultado do trabalho inovador e criativo do Itamar e sua equipe. Paulo Renato, ex-ministro de Educação e secretário de Educação do estado de São Paulo. Depoimento quando Santa Fé conquistou o primeiro lugar em Educação no Brasil-IDEB O modelo de gestão moderna do Itamar conquistou para Santa Fé inúmeros prêmios e títulos que projetaram o município para o Brasil. O Itamar é um exemplo a ser seguido. Vaz de Lima, ex-presidente da Assembléia Legislativa do estado de São Paulo e deputado estadual Itamar transformou Santa Fé em uma cidade com espírito empreendedor. Guilherme Afif Domingos, secretário de Emprego e Relações do Trabalho do estado de São Paulo. Comentário sobre a conquista do Prêmio Melhor Banco do Povo 8. Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso

9 Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso. 9

10 O Fenômemo Santa Fé do Sul. (...) Fui jurado no Prêmio Sebrae de Prefeito Empreendedor, votei em Santa Fé do Sul que é um modelo e não apenas na parte educacional. Luiz Nassif, jornalista Comentário publicado em seu no blog quando Santa Fé conquistou o primeiro lugar em Educação no Brasil Os bons exemplos estimulam e impulsionam novas ações, com acumulação de experiências e resultados positivos para a sociedade. O Prêmio Mário Covas tem operado nessa direção, ao despertar nas lideranças municipais a importância do empreendedorismo. Itamar encarna perfeitamente esse espírito. Fernando Leça, Presidente da Fundação Memorial da América Latina Itamar Borges tornou-se referência nacional entre os prefeitos que apoiam as pequenas empresas. Ganhou o prêmio SEBRAE pelo incentivo ao Empreendedorismo, Educação, Banco do Povo, Turismo e Sustentabilidade Ambiental. Silverio Crestana gerente de Políticas Públicas do SEBRAE A determinação do Itamar levou Santa Fé do Sul a mais um pódio, conquistando mais um prêmio condecorado, através do trabalho do Itamar e de toda a sua equipe. Edinho Araújo, ex-prefeito de São José do Rio Preto e presidente da Codasp. Depoimento na entrega do Prêmio Prefeito Empreendedor. O prêmio nacional honra Santa Fé do Sul e orgulha o Estado de São Paulo. Paulo Skaf, presidente da FIESP. Depoimento na entrega do Prêmio Prefeito Empreendedor O apoio e as parcerias desenvolvidas na gestão do Itamar voltadas ao agricultor e ao agronegócio foram importantes para a conquista deste prêmio. Fábio Meirelles presidente do Senar. Depoimento na entrega do Prêmio Prefeito Empreendedor Itamar, ninguém passa pela nossa vida sem deixar nada, pois ao amigo a gente não agradece, mas reconhece. Obrigado pelo seu empreendedorismo. Frei Francisco Lar São Francisco de Assis - Jaci/SP 10. Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso

11 Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso. 11

12 É preciso sonhar, porque tudo começa com um sonho. (Itamar Borges) ITAMAR BORGES: A formação do homem Não basta ter uma boa idéia. Só o trabalho planejado, com ações fortes e objetivas, a tornam real. (Itamar Borges) 12. Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso

13 Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso. 13

14 O que leva uma pessoa a se destacar dentre tantas? As origens, a criação, o meio, as pequenas e também as grandes histórias vividas? As experiências, os encontros e os desencontros? O sonho, a determinação, o trabalho, a crença de que se é capaz de fazer a história, de mudar a história? Essas reflexões nos remetem a Machado de Assis, que, em seu brilhante Memórias Póstumas de Brás Cubas, diz que o menino é pai do homem. Ou seja, o homem de hoje já está presente no menino de ontem. Assim é o Itamar Borges que hoje conhecemos: pai e marido, filho e amigo, cidadão e político, cuja trajetória, ainda em construção, mostra o menino que sonhou e acreditou que seria capaz de honrar as origens e tornar-se um homem que fez e faz a diferença em sua história e na história de Santa Fé do Sul. Itamar nasceu às 22h de 21 de dezembro de 1967, de parto normal, na Casa de Saúde de Santa Fé do Sul. Sua família havia chegado poucos anos antes à cidade. Seus pais vieram em 1964 para trabalhar em atividades ligadas ao comércio de Santa Fé do Sul, cidade que já naquela época estava em pleno desenvolvimento. Na pia batismal da Igreja São João Batista, nos braços dos padrinhos João e Lucilia Nogueira, já falecidos, recebeu, no dia 23 de janeiro de 1968, o nome de Itamar Francisco Machado Borges. Caçula de três filhos, Itamar tem duas irmãs, Wilda e Silvania, já nascidas quando a família mudou-se para Santa Fé do Sul, procedente de Nova Granada, onde morou durante algum tempo. O pai de Itamar, Dorivaldo Machado Borges, nasceu no dia 13 de março de 1939, em Paulo de Faria, interior do Estado de São Paulo. Era filho de Francisco Machado Borges e Maria Jacinta de Jesus. Durante sua vida, trabalhou ativamente no comércio. Em Santa Fé do Sul foi proprietário do Hotel Comodoro (1964 a 1966), do Restaurante do Dorivaldo (1966 a 1972) e do Restaurante Cacareco (1972 a 1977). Nesta jornada de 13 anos, Dorivaldo não se ocupou apenas com suas atividades profissionais. Foi além dedicando-se, também, aos interesses coletivos, atuando em entidades da cidade e exercendo plenamente a sua cidadania. Foi diretor da Associação Comercial, diretor do Sindicato Rural, curador da Santa Casa de Misericórdia e diretor de esportes do Santa Fé Futebol Clube. O bom exemplo aos filhos estava sendo dado. Era pai exemplar, amoroso e ao mesmo tempo severo, à moda tradicional. Se havia necessidade de castigo, em razão das traquinagens dos filhos, este vinha a granel. As crianças tinham de formar fila para receber uma cintada, que era aplicada individualmente. UMA MULHER DE FIBRA Partiu desta vida muito cedo. Quando Itamar tinha dez anos, Dorivaldo faleceu, em 2 de fevereiro de A lacuna havia sido deixada, mas a semente já estava plantada. Apesar da perda, a família encontrou seu esteio na matriarca, dona Zilda Borges Cerqueira, batalhadora nata, que buscou forças e seguiu em frente para criar os três filhos pequenos. Baiana de Pindaí, nasceu em 23 de julho de 1942 e morou durante alguns anos em Urandi, também na Bahia. Quando tinha oito anos, mudou-se com os pais, Sebastião José Siqueira (isso mesmo, dona Zilda teve a grafia do sobrenome escrita de forma diferente da do pai) e Dalila Borges de Matos, e os nove irmãos para a cidade paulista de Paulo de Faria. Pindaí é uma cidade do sul da Bahia, pertinho de Guanambi e Caculé. Morando na Fazenda Marques, estudou somente até a 4ª série (4º ano do ensino fundamental). Sempre trabalhando e ajudando a família, a jovem Zilda ia se desenvolvendo. Como era de costume, a vida se dividia entre o trabalho, as obrigações religiosas e as festas típicas da zona rural. Foi em uma dessas festas que dona Zilda conheceu o jovem Dorivaldo, que morava na fazenda Catiguá, nas redondezas. Ali nascia a paixão que, após dois anos de namoro, foi coroada com a feliz união, em 30 de julho de Dentre tantas lembranças, dona Zilda recorda-se de uma passagem emocionante que viveu durante os tempos de namoro, que seguia os moldes tradicionais, sempre sob a vigilância de um membro da família. Um dia toda a família foi à igreja e, durante o trajeto, ela e Dorivaldo se afastaram um pouco do grupo, escapando dos olhares atentos do pai dela. Com o coração batendo rápido, os namorados se deram as mãos e o primeiro beijo. Das lembranças nem tanto confortáveis, dona Zilda fala da agonia vivida durante o movimento militar de 1964, período que deu início a uma ditadura que durou 21 anos. Com as duas filhas pequenas, ela temia as consequências da reviravolta político-institucional e, mais ainda, tinha medo de ficar viúva. Ao lado do marido, Dorivaldo, ainda tinha muitas realizações pela frente. Dona Zilda orgulha-se da trajetória que construiu com o marido. Para criar os filhos com dignidade, chegava a trabalhar até 18 horas por dia. Fazia grande parte do trabalho braçal e pesado no hotel que ela e o marido administravam. Lavava toda a roupa de cama e de banho e ainda ajudava no bar da família, que depois se transformou em restaurante. No bar confeccionava uma média de 600 salgados, diariamente, e mais três caldeirões de carne moída para servir com pão. Os 14. Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso

15 grandes consumidores eram os frequentadores da Casa da Lavoura, que era vizinha do local. Com o tempo, os viajantes começaram a chegar e pediam comida. O prato preferido era frango caipira. O volume de pedidos aumentou e foi inevitável transformar o bar no Restaurante do Dorivaldo. Durante seis anos, de 1966 a 1972, a família se manteve com o fruto do trabalho no Restaurante do Dorivaldo. Depois desse período, Dorivaldo e dona Zilda compraram o Restaurante Cacareco. Para se estabelecer com esse negócio tiveram de enfrentar vários percalços, inclusive judiciais. Mas, sempre com garra, superaram as dificuldades. O Cacareco pertenceu à família até O trabalho era muito e na maior parte do dia as crianças ficavam em casa, com empregadas. Mas era só atravessar a rua e elas podiam estar com os pais, já que a casa ficava bem próxima do restaurante. Com o passar do tempo, as filhas foram assumindo os afazeres e os cuidados com o irmão enquanto a mãe trabalhava. Muitas vezes eram chamadas para ajudar no balcão do restaurante, nas horas de maior movimento. O menino Itamar, então com 12 anos, já percebia a necessidade de somar forças com a família. Sem titubear, nos períodos em que não estava na escola, assumia seu posto no balcão e no caixa. A morte de Dorivaldo, muito precocemente, trouxe muita tristeza e também novas responsabilidades para toda a família. Dona Zilda, mais do que nunca, mostrou-se forte e destemida, pois tinha os filhos ainda para acabar de criar e sabia que devia lhes dar exemplo. Todos se uniram para dar continuidade à trajetória iniciada pelo patriarca. Os dois filhos mais novos tiveram de ser emancipados, para poder responder pelos negócios da família. Aos 16 anos, Itamar passou a ter uma nova data de nascimento, 21 de março de 1966, em decorrência da emancipação. Muito jovem, mas ciente de toda a sua responsabilidade como o homem da família, assumiu o posto de administrador do Restaurante Cacareco. Durante 35 anos, dona Zilda cuidou pessoalmente da qualidade da comida servida no restaurante, sempre assessorada pelo filho. Foi difícil se aposentar Aliás, foi quase uma imposição do filho. Afinal, já passava da hora de ela finalmente poder gozar do descanso tão merecido. Para que a mãe não sentisse os efeitos negativos de ter deixado o intenso ritmo de trabalho ao qual ela se dedicara durante a maior parte de sua vida, Itamar, filho sempre atento e dedicado, presenteou a mãe com um passeio, ou melhor, impôs a ela uma viagem de 26 dias por 11 estados brasileiros. Quando dona Zilda retornou do passeio, sentia-se muito bem, porém com o vazio das horas que agora já não preenchia com o trabalho. Então, com o temperamento de quem não se deixa abater ou lamentar, retornou às origens de sua vida de trabalhadora e passou a fazer salgados por encomendas. A despeito da preocupação dos filhos, durante mais cinco anos alegrou os paladares de muitos santafessulenses. Até que finalmente atendeu à insistência de Itamar, que chegou a prometer à mãe um salário para que ela deixasse de trabalhar e ter um pouco de descanso. Dona Zilda parou de trabalhar, mas jura que nunca cobrou o salário prometido. IRMÃS EXEMPLARES Amor e respeito pelo outro. É assim que a família Borges se guia e mantém os laços familiares, que são incondicionais. Ainda que, durante a trajetória de vida de cada indivíduo, distâncias, temperamentos, profissões, escolhas e caminhos sejam diferentes, conhecer um pouco da história de cada membro da família, a partir do ponto de vista de cada um, ajuda a compreender a história de nosso personagem. Assim, passamos a apresentar as irmãs, tão queridas e tão importantes na vida de Itamar Borges. Para as meninas Wilda e Silvania, a chegada do irmãozinho Itamar trouxe bastante alegria a todos. A primogênita, Wilda Machado Borges, não se lembra muito bem do nascimento do irmão. Já Silvania Machado Borges, a irmã do meio, diz lembrar perfeitamente do dia em que subiu em uma charrete e foi ver o irmão caçula, que havia acabado de nascer. Wilda, diferentemente dos irmãos, não precisou ser emancipada. Já Silvania, como Itamar, foi emancipada por ocasião da morte do pai. Segundo as irmãs, quando pequeno, Itamar não era de brincar com elas. Seus interesses estavam voltados para a turma de garotos com os quais jogava bola e fazia suas traquinagens. Também não era de brigas. Silvania, que era mais ranheta e foi a que mais apanhou da mãe assunto que rende até hoje nos encontros de família -, diz que Itamar nunca estava disposto a enfrentamentos, nem mesmo quando provocado. A briguenta da família era mesmo Silvania, que, ao ver seus irmãos serem provocados, vez ou outra usava seu tamanco ortopédico para chutar a canela dos desavisados. Embora fosse o homem da família, Itamar nunca demonstrou ciúme em relação às irmãs, quando elas entraram na fase das paqueras e dos namoros, mesmo Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso. 15

16 porque não tinham muito tempo para isso, já que todos trabalhavam arduamente no negócio da família. Se Itamar não tinha ciúmes, o mesmo não se pode dizer das irmãs, em especial de Silvania, que não esconde ter sentido ciúmes das paqueras e namoradas do irmão. Mas, sempre companheira, ajudava o irmão até nas escolhas dos presentes para elas. Wilda sempre foi mais estudiosa. Silvania, mais agitada. Itamar, embora raramente fosse visto com cadernos e livros nas mãos, tinha sempre bons desempenhos na escola. O segredo, dizia ele, era prestar muita atenção às aulas. Todos cresceram e seguiram seu destino. Wilda casou-se, teve três filhos: Caroline Borges Sevilha, de 11 anos, e o casal de gêmeos Albertino Emanuel Borges Sevilha e Emanuele Borges Sevilha, de 8 anos. Durante alguns anos, viveu em São Paulo e Ribeirão Preto e, por isso, não acompanhou o início da trajetória política do irmão. Somente quando voltou para Santa Fé, durante o período em que Itamar cumpria seu primeiro mandato de prefeito, Wilda se deu conta da transformação e do importante papel político e social do irmão. Num primeiro momento ficou um tanto quanto assustada, pois todos se referiam a ela como a irmã do prefeito. Por um lado, isso lhe conferia certo status; por outro, mexia com sua identidade. Mas logo se acostumou com o fato; aliás, motivo de orgulho para todos na família, graças à postura ética e à dedicação de Itamar como prefeito de Santa Fé do Sul. Assim, Wilda e todos os familiares sempre souberam separar o irmão do homem público. O assédio da população, com inúmeros pedidos e questionamentos, é inevitável, mas Wilda sempre orienta aos que a abordam para se dirigirem às secretarias, órgãos e equipes responsáveis para atender a todos em suas necessidades. Para os Borges, não há privilégios e regalias pelo fato de se ter um político na família. Segundo Wilda, o irmão exerce uma profissão como outra qualquer. Seja como comerciante, advogado, político ou administrador público, os valores e princípios devem sempre ser mantidos. Wilda também não entra em discussões e polêmicas acerca da vida pública do irmão. Quando abordada sobre a administração do prefeito, procura se manter neutra, mas gosta de explicar os pontos administrativos e os trâmites legais para aqueles que, muitas vezes, fazem comentários equivocados, não necessariamente por maldade, mas por estarem mal informados. Hoje, por conta do trabalho de cada um (Wilda é funcionária de carreira na prefeitura, por meio de concurso público, no setor de assistência social) e dos compromissos pessoais, os encontros familiares acontecem com menos frequência, o que não impede que os irmãos estejam sempre em contato, mesmo que seja por telefone. Companheira, ela não gosta de agitos eleitorais, mas, quando necessário, sai em busca de votos para Itamar. Não só pelos laços sanguíneos, mas sim pela confiança no trabalho e nos serviços que ele presta à comunidade santafessulense, frutos da organização, disciplina, determinação e exigência, com ele mesmo e com as pessoas que o cercam, sem discriminar qualquer pessoa. Mais espevitada, Silvania traz no sangue a agitação baiana, herdada da mãe. Mãe de Murilo Borges Gomes, de 12 anos, Silvania tem boas lembranças do menino e também muito orgulho do homem Itamar. Já na infância, lembra Silvania, o espírito de liderança era visível em Itamar. Aos oito anos, pertencia a um time de futebol com os amigos, mas não era lá muito bom de bola, sendo-lhe imposta a posição de goleiro. Como era dono das camisas de futebol, cabia a Itamar a organização dos jogos, a escalação do time e, claro, os cuidados com os uniformes. A organização também é uma característica permanente de Itamar. Silvania diz que todos os presentes, bilhetes, cartas e cartões que ganha ele faz questão de guardar. Mas não é de presentear muito, somente nas datas comemorativas, característica que se refletiu na vida pública, com o hábito de enviar cartões às pessoas nos aniversários. Assim como Wilda, Silvania é muito abordada com pedidos diversos, mas sempre diz para as pessoas irem até a prefeitura para agendar horário e falar diretamente com o prefeito. Mas, diferentemente da irmã, não consegue se manter totalmente neutra quando o assunto é a administração do irmão. O sangue quente às vezes a coloca em situação delicada ao ouvir críticas destrutivas e infundadas. Certa vez recomendou a alguém que criticava o prefeito a se candidatar ao cargo ao invés de falar sem se informar sobre a realidade do município. MENINO TRAVESSO Parceiros, companheiros, irmãos que torcem pelo sucesso um do outro. As irmãs orgulham-se do homem público no qual Itamar se tornou, e este se orgulha das mulheres, mães, amigas que são Wilda e Silvania. A fraternidade é passada para os filhos, para os amigos e para toda a população. Laços construídos com muito 16. Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso

17 trabalho, sofrimento, união, dedicação e amor. Traquinagens, travessuras, alegrias, algumas tristezas, perdas e ganhos. Tudo isso faz parte da infância, da adolescência, do crescimento e da formação de Itamar. Tudo isso fez dele o homem que hoje é: um líder, com princípios e valores que o levaram a construir uma trajetória de vida diferenciada e vencedora. Criança como todas de sua época, na primeira infância teve um amadurecimento tardio. Mamou no peito de sua mãe até os dois anos de idade e só largou porque dona Zilda teve uma atitude drástica: passou pimenta no peito. Mas a chupeta ele manteve até os três anos. A babá que tomava conta das crianças, enquanto os pais trabalhavam no restaurante, não podia descuidar um minuto do garoto. Mal sabendo andar, na primeira oportunidade o pequeno Itamar fugia, descendo as escadas sentado. Passado o período das primeiras descobertas, o que levou o menino a ser muito agitado, veio o momento da calmaria: Itamar tornou-se um garoto calmo, quieto, responsável, extremamente educado e bom aluno, mas sempre se divertindo muito. Frequentou o grupo escolar e fez catequese com o professor Geraldo Martinez. Várias histórias da infância e adolescência de Itamar merecem ser contadas. Ou pelo pitoresco ou pelo engraçado, o fato é que esses episódios contribuíram para a formação do homem que hoje é dinâmico, determinado e incansável na luta por suas crenças e seus ideais. Uma dessas histórias é de quando ele tinha 11 anos e chegou um circo a Santa Fé do Sul. Como toda criança, Itamar, encantado e curioso, não perdeu a oportunidade de se divertir com as atrações circenses. Mas um evento deixou lembranças nem tão divertidas como, em geral, um circo desperta em nosso imaginário: o leão, a grande atração do circo, deu uma bocada no braço de Itamar, que se aproximou mais do que devia do animal. Felizmente, o incidente não gerou maiores transtornos. Para ajudar a contar mais histórias, ninguém melhor que o companheiro que participou de tantas delas, Márcio Carvalho Romano, amigo de infância. Atualmente Márcio é funcionário de carreira da prefeitura, onde ocupa o cargo de diretor da tesouraria e faz questão de ressaltar que, mesmo conhecendo Itamar desde a mais tenra idade, a amizade jamais interferiu nas questões profissionais. A amizade nasceu por intermédio dos pais de ambos, que tinham comércios vizinhos, na avenida Conselheiro Antonio Prado. O pai de Itamar, Dorivaldo, era dono do Restaurante Cacareco, e o pai de Márcio, José Romano, era dono de uma selaria. Em comum, também, o fato de as mães dos dois serem baianas. Inseparáveis, os meninos se divertiam muito e também tiveram de superar uma série de dificuldades pelas quais passaram juntos. Companheiros de todas as horas, conta Márcio que, em várias oportunidades, seo Dorivaldo pegava o carro para levá-los a algum passeio. Um dos preferidos era a exposição agropecuária, em que curtiam as atrações e depois saboreavam um delicioso frango. Os pais, muito amigos, também faziam passeios juntos, onde os meninos não podiam ir: eram as caçadas no Mato Grosso. Em geral, as caçadas eram divertidas, mas algumas vezes os adultos voltavam brigados. Nada que no dia seguinte não se resolvesse com boas gargalhadas, fortalecendo a amizade entre as famílias. As brincadeiras eram muitas e, na maioria das vezes, na rua, coisa típica na época. Pipa, pega-esconde, mãe de rua, biroca (costumavam brincar no quintal do avô do Márcio e frequentemente os buracos utilizados na brincadeira faziam com que o idoso tropeçasse; nessas horas ele ficava bravo e mandava a criançada embora do local). Nos fins de tarde os meninos iam nadar no córrego da Vila Mariana, onde, naquela época, existia uma nascente. Outras vezes a molecada saía de casa com o embornal cheio de pedrinhas ou bolinhas de saibro e, com estilingues nas mãos, iam caçar passarinhos. Também era comum nadarem no córrego perto do frigorífico e por diversas vezes saíam em disparada pelos dormentes dos trilhos do trem, com os capatazes do frigorífico correndo atrás deles. Sem dúvida, a garotada era cheia de energia, vivendo em uma época em que se podia brincar livremente pelas ruas, sem grandes problemas ou preocupações. Vivia-se intensamente cada momento da infância. É na infância que algumas habilidades se revelam. Os meninos que viveram nos anos 70 foram embalados pela grande vitória da seleção brasileira de futebol na Copa do Mundo do México. Tendo Pelé entre seus ídolos, queriam ser jogadores de futebol. Mas nem todos nasceram para isso. É o caso de Itamar. Bem que ele tentou, mas no meio-campo não tinha nem condições de jogar. Sobrou o gol! E não faltaram esforços do técnico Márcio, bem melhor de bola, que tentava ajudar o amigo, utilizando as palmeiras que havia na praça como traves de gol. Embora treinasse muito, nosso goleiro engolia alguns frangos e a bola, descontrolada, acabava batendo nos carros que estavam estacionados na frente do Cacareco. E lá vinha bronca de seo Dorivaldo, de quem os meninos tinham muito medo, pois ele era bastante severo, o que não impediu que o Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso. 17

18 apelidassem de seo Patamar, ou seja, pai do Itamar. Honra seja feita, o garoto Itamar tinha outras habilidades no universo do futebol. Dono do jogo de camisas do time, organizava os campeonatos de futebol, como manda o figurino, com direito a troféu de papelão, locutor e torcida, num Maracanã caipira. Ou melhor, o ginásio de esportes imaginário, que ocupava um trecho da rua 13, com traves de tijolos. Outra diversão era andar de bicicleta. Mas nem todos tinham uma. Itamar ganhou uma Monareta, na época o supra-sumo das bicicletas. E ele não a emprestava para ninguém. Coisa de menino. Mas isso mudou e a bicicleta, tão protegida, passou a ser usada mais por Márcio do que por Itamar, para espanto de todos. Graças a um dente quebrado. Isso mesmo, numa brincadeira de escorregar na espuma de sabão, quando os dois ajudavam dona Zilda a lavar a garagem, Itamar empurrou Márcio, que caiu e quebrou o dente. Liberar a bicicleta foi a forma que Itamar encontrou para compensar os danos materiais sofridos pelo amigo tão querido. Algumas das travessuras que Itamar e Márcio viviam aprontando tinham um cenário peculiar. Era o depósito do Restaurante Cacareco, que ficava nos fundos da casa da família, na rua 9. Reza a lenda que muitas vezes Itamar e Márcio foram surpreendidos por seo Dorivaldo, escondidos ali comendo doces. Há controvérsias sobre essa história. Márcio, por exemplo, garante que eles iam ao local para matar o tempo e que, vez ou outra, apareciam no local de fato por conta dos alimentos lá armazenados. Na verdade, era no supermercado da esquina que eles atacavam as guloseimas, em especial bananas e iogurtes. Mais um episódio da dupla dinâmica que vale a pena registrar foi dos mais perigosos. Influenciados pelos filmes de kung-fu, com Bruce Lee, eles tentaram representar uma das cenas que acharam muito interessante. Nela, o ator colocava, dentro de um tacho que estava no fogo, o braço que, ao ser retirado, ficava coberto de chumbo. Márcio e Itamar, aventurando-se pelo terreno em que estava sendo construído o Banco do Brasil, acharam um tacho e resolveram repetir a cena do filme, com adaptações, apostando sobre quem seria o primeiro a colocar o braço para também ficar chumbado. Foi nessa época que eles brigaram seriamente pela primeira vez. Mas a amizade falou mais forte. Embora tenham ficado uns dias sem se falar, Márcio lembra que, aparentemente, foi o primeiro a dar um passo para retomar a amizade. Com a simplicidade e a pureza de criança, ele foi até a casa de Itamar e escreveu o seguinte texto na calçada: Itamar, se você quiser voltar a amizade comigo, assine aqui embaixo. Pouco 18. Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso depois, lá estava Itamar visitando o amigo. Não por ter lido o bilhete, o que de fato não aconteceu, mas porque sentia falta do companheiro e resolvera ir lá para pôr um ponto final na briga. Sempre juntos, os garotos continuaram suas experiências. E nem todas foram divertidas e alegres. Por exemplo, a morte de Rex, cachorro de Itamar. O bicho de estimação precisou ser castrado e acabou morrendo. Os meninos sofreram muito, choraram por ter perdido um amigo que estava sempre com eles. E fizeram questão de fazer um velório. Mas o momento mais difícil foi mesmo a morte do seo Dorivaldo. Márcio se lembra bem do acontecimento, principalmente porque era véspera de Carnaval e os meninos sempre participavam dessa festa. Foi graças à fibra de dona Zilda que a família se manteve unida e superou a perda sofrida tão precocemente. SURGE UM GUERREIRO Itamar teve de assumir grandes responsabilidades muito cedo e amadureceu do dia para a noite. Como os filhos estudavam, na maior parte do tempo a mãe conduzia os negócios sozinha, nem sempre tendo o controle de tudo, e muitos oportunistas se aproveitavam disso. Itamar, já crescido, percebeu que as coisas estavam desandando e tomou as rédeas do negócio, tornado-se o braço direito da mãe. Acabou com o caderno de fiado, estabeleceu regras rígidas de controle e colocou tudo nos eixos. E ainda continuou os estudos. Hoje dona Zilda tem uma situação estável graças a esse esforço dela e de Itamar. Essa trajetória contribuiu para que ele se tornasse quem é. Muita coisa mudou. Do menino faceiro que enfiava sorvete no bolso da camisa do seo José Romano, pai de Márcio, ao prefeito reeleito de Santa Fé do Sul, com uma energia fora do comum, líder nato. De goleiro bola murcha a administrador obstinado, que não admite erros, empreendedor, estrategista e visionário, que vai à luta e faz a história. Do garoto tantas vezes assustado com os reveses da vida do ser humano que, muitas vezes não deixando transparecer os sentimentos, traz consigo a compaixão pelo próximo, o senso de coletividade e o desejo de fazer a diferença na vida de todos que o cercam. Itamar nunca foi aquele tipo de estudante que passa horas com os livros nas mãos, mas era privilegiado pela boa memória e estava sempre atento durante as aulas, o que permitiu que ele se saísse bem nos estudos, sem nunca ser reprovado em nenhuma série, inclusive nos dois cursos universitário que fez.

19 Tanto o ensino fundamental como o médio foram concluídos na EEPSG Professor Itael de Matos. No primeiro grau, que concluiu em 1981, destacou-se em matemática, disciplina que era o terror da maioria da garotada, conquistando o conceito B em todas as séries. Com o amadurecimento do jovem Itamar, as suas notas escolares melhoraram e o aluno conceito B passou, no ensino médio, a obter conceito A. Dentre as disciplinas prediletas, organização social e política do Brasil. Coincidência ou não, Itamar já prenunciava suas inclinações políticas e suas preocupações com a realidade do País. Era muito comum, na época, em que ainda não havia internet, computadores, mouses e teclados, apenas a boa e velha máquina de datilografar, os jovens fazerem curso de datilografia. Assim, o jovem Itamar fez o curso, que exigia habilidades como atenção e velocidade, e tornou-se exímio datilógrafo (se fosse hoje, um exce lente digitador). Como já foi dito, Itamar Borges fez dois cursos de nível superior. O primeiro, de licenciatura em educação física, na Faculdade de Educação Física da Alta Araraquarense, em Santa Fé do Sul, concluído em 20 de dezembro de Paralelamente, cursou a Faculdade de Direito de Araçatuba, obtendo o título de bacharel em 15 de agosto de Com os dois diplomas na mão, era chegada a hora de escutar a voz interior: Itamar seguiu seu caminho exercendo o direito, dedicando-se a essa profissão até que a vida pública absorvesse todo o seu tempo. Não só durante a vida acadêmica, mas também ao longo da carreira, e seguindo o pensamento do grande filósofo Sócrates, de que quanto mais se sabe, mais se tem a consciência de que há muito mais para aprender, Itamar continuou estudando e se aperfeiçoando, participando de cursos e palestras que contribuíram para sua atuação como advogado e como político. Itamar acredita que o homem nunca está pronto, isto é, sempre pode aprender mais, conhecer mais, para poder dar sua contribuição máxima à sociedade. Paralelamente aos cursos de graduação, Itamar participou de mais de 50 seminários, congressos, oficinas e palestras. RESPONSABILIDADES PRECOCES Itamar Borges começou a trabalhar bem cedo. Aos 12 anos já ajudava os pais no Restaurante Cacareco. Com a morte do pai, assumiu mais responsabilidades. Como para muitos jovens de sua época, trabalho e estudo tinham de ser conciliados, muitas vezes a duras penas. No caso de Itamar, que fez duas faculdades ao mesmo tempo, os esforços tiveram de ser redobrados. Ele se multiplicava para levar os estudos a contento, exercer o lado comerciante, do qual tirava o sustento, no restaurante da família (onde trabalhou até 1992), e ainda estagiar no escritório de advocacia de Osmair Picoli. Depois de formado, passou a se dedicar mais ativamente à advocacia, principalmente no período em que ficou fora da administração municipal, de 1997 a Exerceu ainda atividade docente em 1991, lecionando na Faculdade de Educação Física da Alta Araraquarense. A disciplina? Estudos de problemas brasileiros, versão contemporânea daquela dos tempos de colégio, organização social e política do Brasil, pela qual o menino Itamar já havia se apaixonado. Uma vez advogado, sempre advogado. Embora há tantos anos militando na política, por meio da qual pôde realizar os sonhos com uma cidade, um Estado e um país melhores, Itamar Borges não descarta a possibilidade de exercer a profissão à qual tanto se dedicou. Afinal, foi o caminho escolhido, dentre outros que poderia ter trilhado, quem sabe?, como comerciante ou professor de educação física. Na formação como advogado, além dos docentes que tanto contribuíram para que Itamar abraçasse a profissão, há de se destacar a figura de Osmair Picoli, advogado com quem trabalhou durante alguns anos e que, de certa forma, foi seu mentor. A ligação entre eles antecede qualquer possibilidade de Itamar vir a se tornar advogado. Ou seja, Picoli entrou na vida de Itamar quando este era ainda um menino de apenas três anos e aquele, um jovem de 18 anos. Isso aconteceu quando Picoli foi trabalhar como auxiliar de um advogado da cidade, que cuidava da documentação de uma fazenda que seo Dorivaldo, pai de Itamar, havia comprado, mas acabou perdendo, em decorrência de vários problemas com a papelada. O Itamar era um menino inteligente, alegre, comunicativo, cativante e passamos a ter um ótimo relacionamento. Apesar da idade, criou-se uma simpatia recíproca e, enquanto o pai conversava com o advogado sobre assunto profissional, ele ficava conversando comigo, na sala de recepção, conta Picoli. O primeiro contato profissional que tiveram foi por ocasião do falecimento de Dorivaldo. Picoli cuidou dos atos processuais do inventário. Itamar tinha nove anos e Picoli, 24. Esse contato levou o menino a se apegar ao advogado. Um pouco pela carência da figura paterna, outro tanto pelas afinidades naturais. Era só Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso. 19

20 passar pelas ruas e Picoli logo via Itamar vir ao seu encontro, tomando o assento de acompanhante do seu automóvel para com ele passear. Dona Zilda continuou tocando o famoso Restaurante Cacareco. Com a morte do pai, a família Borges passou por dificuldades financeiras, mesmo com toda a garra da mãe, que conquistou mais ainda a admiração de todos na cidade. Para ajudar, Itamar, com sua pouca idade, trabalhava de garçom, era o garçonzinho simpático que, sorridente, atendia a freguesia. A exemplo da mãe, que recebia a todos, conhecidos ou não, com um beijo no rosto, Itamar adotou, desde muito jovem, o hábito de cumprimentar as pessoas com um beijo. Mais uma vez, nessa época, o advogado precisou entrar em ação, pois o proprietário do edifício em que funcionava o restaurante tentou despejar os Borges. Foi uma demanda de anos para manter o Cacareco no imóvel. A convivência fez com que os laços entre Itamar e Picoli se estreitassem. E o jovem resolveu ingressar na Faculdade de Direito e seguir os passos do amigo. Assim que ingressou na faculdade, foi ao escritório de Picoli para comunicar o fato, acrescentando que, a partir daquele momento, passaria a fazer parte do escritório do amigo como advogado. Logicamente, não houve qualquer resistência de minha parte, relembra Picoli, divertindo-se com a determinação do jovem. Daí para a sociedade no escritório, após a formatura, foi um pulo. Osmair Picoli diz que é muito fácil e prazeroso falar de Itamar. Para ele, trata-se de um político, advogado e amigo totalmente voltado para o lado do bem. Humilde, capaz, competente e muito bemsucedido, ressaltando: Acredito que Itamar é, hoje, um homem preparado politicamente para assumir a condição de deputado estadual ou mais. E nossa região só terá a ganhar. Dizem que ninguém é insubstituível, mas eu me pergunto se alguém substituirá a administração de Santa Fé do Sul feita por ele. A verdade é uma só: Itamar ama esta cidade e o seu povo como se fossem a extensão de sua família. Para Picoli, a simpatia e a facilidade na comunicação dão o tom da comunhão do Itamar advogado e político. Todo advogado tem de ser político, 20. Itamar Borges - Uma Trajetória de Sucesso na acepção da palavra, inspirando confiança e credibilidade ao cliente, quando este necessita dos seus serviços profissionais. Além disso, Picoli descreve Itamar como um homem dedicado, centrado e zeloso em suas decisões, além de ser extremamente sincero, o que lhe dá credibilidade em todas as suas ações. Regularmente inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, Itamar me substituía nas audiências, as quais terminavam com a visível demonstração e gratidão do cliente pela conduta profissional dele, que fazia colocações pertinentes e oportunas, contribuindo para a coleta de provas de grande valia à causa, comenta Picoli. Ele completa seu raciocínio: Como político, é óbvio que Itamar tem o dom, isso é coisa evidente. Trata-se de um político exemplar: quando fala ou quando promete algo, faz com que todos acreditem nele, pois cumpre, religiosamente, sua palavra, atitude rara entre a maioria dos políticos. Mesmo com o dia-a-dia agitado dos dois, Itamar e Picoli continuam muito próximos. Itamar já não é mais seu sócio, por conta do papel que vem desempenhando na política, mas sabe que terá sempre as portas abertas se quiser voltar às origens. CONSELHEIRO E SEGUNDO PAI Mentor, amigo, parceiro, conselheiro, pai de coração. Arlindo Sutto é outra pessoa que sempre esteve presente na vida de Itamar. Acompanhou os passos do pequeno amigo, apoiou-o na morte do pai, dedicou horas de conversas com o jovem que já se interessava pela política e pelas questões da cidade; aliás, foi seu grande incentivador. É, até hoje, o grande parceiro, presença obrigatória e permanente na vida política e pessoal do prefeito. Laços estreitos que lhe renderam o título de paizão, como é carinhosamente chamado por Itamar. Desde cedo e por vários motivos, Itamar cultivou admiração, carinho e respeito por Arlindo Sutto, que já estava na política quando o futuro companheiro ensaiava os primeiros passos por esse caminho. Filiados ao mesmo partido, a troca de ideias e as vivências políticas sempre foram muito intensas. Quando Itamar foi vereador, Arlindo era vice-prefeito de Santa Fé do Sul. No primeiro mandato como prefeito, Itamar confiou a Arlindo a Secretaria da Saúde. E, nas eleições de 2000, novamente candidato a prefeito, Itamar contou não só com o apoio, mas também com o prestígio e o respaldo político de que Arlindo desfrutava, tendo-o como vice-prefeito em sua chapa. Eleitos, a cidade ganhou duplamente, pois Arlindo, diferentemente do que

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

PLANO DE AÇÃO OFICINA DE SENSIBILIZAÇÃO DOS PROFESSORES SOBRE O CONCURSO TEMPOS DE ESCOLA

PLANO DE AÇÃO OFICINA DE SENSIBILIZAÇÃO DOS PROFESSORES SOBRE O CONCURSO TEMPOS DE ESCOLA PLANO DE AÇÃO OFICINA DE SENSIBILIZAÇÃO DOS PROFESSORES SOBRE O CONCURSO TEMPOS DE ESCOLA PROPOSTA DE AÇÃO Sensibilizar os professores sobre a importância de incentivar seus alunos a participarem do Concurso

Leia mais

Seis mulheres e o único desejo: um futuro diferente Entrevistadas denunciam desigualdade velada

Seis mulheres e o único desejo: um futuro diferente Entrevistadas denunciam desigualdade velada Terça-feira, 11 de março de 2014 Seis mulheres e o único desejo: um futuro diferente Entrevistadas denunciam desigualdade velada Nádia Junqueira Goiânia - Dalila tem 15 anos, estuda o 2º ano no Colégio

Leia mais

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes All You Zombies Wendel Coelho Mendes Versão Portuguesa, Brasil Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959 Esse conto é minha versão sobre a verdadeira história de All You Zombies,

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Entendendo o que é Gênero

Entendendo o que é Gênero Entendendo o que é Gênero Sandra Unbehaum 1 Vila de Nossa Senhora da Piedade, 03 de outubro de 2002 2. Cara Professora, Hoje acordei decidida a escrever-lhe esta carta, para pedir-lhe ajuda e trocar umas

Leia mais

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance Sobre o autor: Meu nome é Rodrigo Marroni. Sou apaixonado por empreendedorismo e vivo desta forma há quase 5 anos. Há mais de 9 anos já possuía negócios paralelos ao meu trabalho e há um pouco mais de

Leia mais

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e Sexta Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e mudou o rumo da vida profissional FOLHA DA SEXTA

Leia mais

09/09/2004. Discurso do Presidente da República

09/09/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na solenidade de recepção da delegação brasileira que participou das Olimpíadas de Atenas Palácio do Planalto, 09 de setembro de 2004 Meu caro Grael, Meu querido René Simões,

Leia mais

R. Rutschka. R. Rutschka. P. Rull Gomes

R. Rutschka. R. Rutschka. P. Rull Gomes Primeira Edição R. Rutschka Ilustrações de: R. Rutschka Revisão de texto: P. Rull Gomes São Paulo, 2012 3 R. Rutschka 2012 by R. Rutschka Ilustrações R. Rutschka Publicação PerSe Editora Ltda. ISBN 978-85-8196-024-1

Leia mais

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicas-para-jovens Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos As dinâmicas de grupo já fazem parte do cotidiano empresarial,

Leia mais

Nós, alunos do 2º A, queremos tratar as pessoas com respeito e amor, estudar com muita dedicação e sempre pensar antes de tomar decisões.

Nós, alunos do 2º A, queremos tratar as pessoas com respeito e amor, estudar com muita dedicação e sempre pensar antes de tomar decisões. Como tratar as pessoas: de uma maneira boa, ajudar todas as pessoas. Como não fazer com os outros: não cuspir, empurrar, chutar, brigar, não xingar, não colocar apelidos, não beliscar, não mentir, não

Leia mais

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Carnaval 2014 A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Nesta noite vamos fazer uma viagem! Vamos voltar a um tempo que nos fez e ainda nos faz feliz, porque afinal como

Leia mais

Kaingang: uma criança que cresce em tempo record...

Kaingang: uma criança que cresce em tempo record... Kaingang: uma criança que cresce em tempo record... Nossa infância,cada kaingang ao nascer já estará predestinado a vivenciar um mundo que tem dois fatores lados: primeiro, nascer dentro de uma comunidade

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

PONTO DE APOIO SEREM DESENVOLVIDAS NAEDUCAÇÃOINFANTIL EENSINO FUNDAMENTAL, CONSIDERANDO AS HISTÓRIAS PUBLICADAS NA REVISTA PLANETA AZUL EDIÇÃO 142

PONTO DE APOIO SEREM DESENVOLVIDAS NAEDUCAÇÃOINFANTIL EENSINO FUNDAMENTAL, CONSIDERANDO AS HISTÓRIAS PUBLICADAS NA REVISTA PLANETA AZUL EDIÇÃO 142 CAPA PONTO DE APOIO CUIDAR RECONHECER QUE A HORTA ENVOLVE CUIDADOS, COMO IRRIGAÇÃO, DESBASTAÇÃO, ESPAÇAMENTO ENTRE AS MUDAS, COMPOSTAGEM, PODA, ENTRE OUTROS, ALÉM DO MONITORAMENTO DAS FASES DE CRESCIMENTO,

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência 43 5 ADOLESCÊNCIA O termo adolescência, tão utilizado pelas classes médias e altas, não costumam fazer parte do vocabulário das mulheres entrevistadas. Seu emprego ocorre mais entre aquelas que por trabalhar

Leia mais

Histórias de. Comunidade de Aprendizagem. Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1

Histórias de. Comunidade de Aprendizagem. Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1 Histórias de Comunidade de Aprendizagem Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1 Introdução O projeto Comunidade de Aprendizagem é baseado em um conjunto de atuações de êxito voltadas para a transformação

Leia mais

0 21 anos: Fase do amadurecimento biológico 21 42 anos: Fase do amadurecimento psicológico mais de 42 anos: Fase do amadurecimento espiritual

0 21 anos: Fase do amadurecimento biológico 21 42 anos: Fase do amadurecimento psicológico mais de 42 anos: Fase do amadurecimento espiritual Por: Rosana Rodrigues Quando comecei a escrever esse artigo, inevitavelmente fiz uma viagem ao meu passado. Lembrei-me do meu processo de escolha de carreira e me dei conta de que minha trajetória foi

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

Atribuam ao Senhor glória e força (...) A voz do Senhor é poderosa; a voz do Senhor é majestosa. Salmos 29.1 e 4

Atribuam ao Senhor glória e força (...) A voz do Senhor é poderosa; a voz do Senhor é majestosa. Salmos 29.1 e 4 Precisa-se de Pais Espirituais Objetivo do Senhor: - Glorificar o nome de Deus, revelar Seu poder e beleza e atribuir a Ele toda glória. - Provocar o desejo de marcar significativamente a sua descendência/

Leia mais

JANELA SOBRE O SONHO

JANELA SOBRE O SONHO JANELA SOBRE O SONHO um roteiro de Rodrigo Robleño Copyright by Rodrigo Robleño Todos os direitos reservados E-mail: rodrigo@robleno.eu PERSONAGENS (Por ordem de aparição) Alice (já idosa). Alice menina(com

Leia mais

Lanches ser hoje uma referência gastronômica em Londrina.

Lanches ser hoje uma referência gastronômica em Londrina. EntreVISTA Fotos: Divulgação/Shutterstock O grande empreendedor encara os desafios Entre esperar o livro pronto e escrevê-lo, o comerciante Arnaldo Tsuruda preferiu seguir pela segunda opção. A história

Leia mais

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca Orientação ao mercado de trabalho para Jovens 1ª parte APRESENTAÇÃO Muitos dos jovens que estão perto de terminar o segundo grau estão lidando neste momento com duas questões muito importantes: a formação

Leia mais

Copa Diarinho tem craques para mostrar

Copa Diarinho tem craques para mostrar DIÁRIO DO VALE 1 Sul-Fluminense, Terça-feira, 4 de agosto de 2015 - Suplemento especial do Diário do Vale - Não pode ser vendido separadamente Copa Diarinho tem craques para mostrar Do goleiro ao atacante,

Leia mais

EDUARDO ZIBORDI CAMARGO

EDUARDO ZIBORDI CAMARGO EDUARDO ZIBORDI CAMARGO Dudu era o segundo filho do casal Flávio Camargo e Elza Zibordi Camargo, quando desencarnou, aos sete anos incompletos. Hoje, além de Flávia, a família se enriqueceu com o nascimento

Leia mais

Orama Valentim já tem data marcada para no desafio, o Miss Brasil em setembro

Orama Valentim já tem data marcada para no desafio, o Miss Brasil em setembro Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro Gerência de Comunicação Jornal: Cidade: Data: Página: Seção: Ururau.com.br Campos 11/08/2013 WEB 11 de agosto de 2013 16:24 CIDADES E REGIÃO - É

Leia mais

Conto: Sim, irmãos. Sim, irmãos

Conto: Sim, irmãos. Sim, irmãos P á g i n a 177 Conto: Sim, irmãos Rodrigo Trindade 1 1 Professor do IFSP São Paulo, Mestre em Literatura Brasileira (USP), r.trindade@outlook.com Sim, irmãos Itapetininga 01 de junho de 2016 - Eu não

Leia mais

Cartilha das Brincadeiras

Cartilha das Brincadeiras Cartilha das Brincadeiras Amarelinha (academia, escada, macaca, sapata) Primeiro desenhe no chão um diagrama como este aí ao lado. Quem for jogar fica no inferno e lança uma pedra, mirando no número 1.

Leia mais

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA Clodoaldo Meneguello Cardoso Nesta "I Conferência dos lideres de Grêmio das Escolas Públicas Estaduais da Região Bauru" vamos conversar muito sobre política.

Leia mais

A garota com cabeça de adulto

A garota com cabeça de adulto A garota com cabeça de adulto Guilherme Cardoso A Garota Com Cabeça De Adulto 1ª Edição Belo Horizonte Edição do Autor 2013 Copyright: Guilherme Cardoso Capa: Felipe Vasconcelos Diagramação: Márcio Rubens

Leia mais

Avaliação do clima na escola

Avaliação do clima na escola Avaliação do clima na escola INSTRUÇÕES INICIAIS PARA O GESTOR: Avise que a pesquisa para avaliar o clima da escola é anônima. Não será preciso colocar nome, apenas identificar a qual segmento da comunidade

Leia mais

VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG

VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG Um cacique kaingang, meu amigo, me escreveu pedindo sugestões para desenvolver, no Dia do Índio, o seguinte tema em uma palestra: "Os Valores Culturais da Etnia Kaingáng".

Leia mais

Copa Diarinho entra na reta final

Copa Diarinho entra na reta final DIÁRIO DO VALE 1 Sul-Fluminense, Terça-feira, 18 de agosto de 2015 - Suplemento especial do Diário do Vale - Não pode ser vendido separadamente Copa Diarinho entra na reta final Faltando menos de 15 dias

Leia mais

Dicas. do professor. Eliseu Gabriel. Como estudar? Incentivar a leitura e o estudo é um ato de amor e respeito ao ser humano

Dicas. do professor. Eliseu Gabriel. Como estudar? Incentivar a leitura e o estudo é um ato de amor e respeito ao ser humano Incentivar a leitura e o estudo é um ato de amor e respeito ao ser humano Eliseu Gabriel O vereador e professor Eliseu Gabriel conseguiu aprovar uma Lei para ajudar a despertar o gosto pelo estudo e a

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 7º ano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

LÍNGUA PORTUGUESA 7º ano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 1. Você aprendeu que o sujeito é o termo da oração que informa de que ou de quem se fala e que o predicado é o termo que contém uma informação sobre o sujeito. Nas orações abaixo, transcreva e classifique

Leia mais

SEXUALIDADE: DESATANDO OS NÓS NA ADOLESCÊNCIA

SEXUALIDADE: DESATANDO OS NÓS NA ADOLESCÊNCIA SEXUALIDADE: DESATANDO OS NÓS NA ADOLESCÊNCIA Por Marcos Ribeiro* Um pouco dessa história começa por volta dos 10/12 anos, quando meninos e meninas começam a sofrer as primeiras transformações físicas,

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Escola Municipal de Ensino Fundamental David Canabarro Florianópolis, 3892 Mathias Velho/Canoas Fone: 34561876/emef.davidcanabarro@gmail.com DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Nome: Stefani do Prado Guimarães Ano

Leia mais

Keyla Ferrari. Cada um pensa em mudar a humanidade, mas ninguém pensa em mudar a si mesmo. Leon Tolstoi. ilustrado por: Maria Isabel Vaz Guimarães

Keyla Ferrari. Cada um pensa em mudar a humanidade, mas ninguém pensa em mudar a si mesmo. Leon Tolstoi. ilustrado por: Maria Isabel Vaz Guimarães Cada um pensa em mudar a humanidade, mas ninguém pensa em mudar a si mesmo. Leon Tolstoi Keyla Ferrari ilustrado por: Maria Isabel Vaz Guimarães Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto.

Leia mais

Projetos. Outubro 2012

Projetos. Outubro 2012 Projetos Outubro 2012 Assunto de gente grande para gente pequena. No mês de outubro os brasileiros foram às urnas para eleger prefeitos e vereadores e a Turma da Lagoa não poderia ficar fora deste grande

Leia mais

Pronunciamento à nação do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse Palácio do Planalto, 1º de janeiro de 2007

Pronunciamento à nação do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse Palácio do Planalto, 1º de janeiro de 2007 Pronunciamento à nação do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse Palácio do Planalto, 1º de janeiro de 2007 Meus queridos brasileiros e brasileiras, É com muita emoção

Leia mais

a cap te ia 62 Maio / Junho de 2013

a cap te ia 62 Maio / Junho de 2013 iate capa 62 Maio / Junho de 2013 Namorados para sempre Os segredos de casais que se mantêm apaixonados após décadas de relacionamento por joão rodrigues Fotos: FELIPE BARREIRA Junho é o mês para celebrar

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Reunião com pais. Tema: Tarefa de casa. 1. Objetivos da reunião. 2. Desenvolvimento

Reunião com pais. Tema: Tarefa de casa. 1. Objetivos da reunião. 2. Desenvolvimento Reunião com pais Tema: Tarefa de casa 1. Objetivos da reunião 1.1. 1.2. 1.3. 1.4. Aprofundar reflexões sobre a função da tarefa de casa; Compartilhar facilidades e dificuldades encontradas na realização

Leia mais

Page 1 of 7. Poética & Filosofia Cultural - Roberto Shinyashiki

Page 1 of 7. Poética & Filosofia Cultural - Roberto Shinyashiki Page 1 of 7 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Poética & Filosofia

Leia mais

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com TRECHO: A VOLTA POR CIMA Após me formar aos vinte e seis anos de idade em engenharia civil, e já com uma

Leia mais

Rio e Sagrado: um lugar de todos nós!

Rio e Sagrado: um lugar de todos nós! Colégio Sagrado Coração de Maria - Rio Rua Tonelero, 56 Copacabana RJ site:www.redesagradorj.com.br / e-mail:cscm@redesagradorj.com.br Rio e Sagrado: um lugar de todos nós!.turma: 1º Período A Professora

Leia mais

Cada pessoa tem a sua história

Cada pessoa tem a sua história 1 Cada pessoa tem a sua história Nina menina [...] Um dia desses, eu passei toda a tarde de um domingo assistindo às fitas de vídeo das minhas festinhas de aniversário de 2, de 3 e de 4 anos. O programa

Leia mais

claro que o emprego existe enquanto houver trabalho para cada empregado.

claro que o emprego existe enquanto houver trabalho para cada empregado. Automotivação Antes de abordarmos a importância da motivação dentro do universo corporativo, vale a pena iniciarmos esta série de artigos com uma definição sobre esta palavra tão em voga nos dias atuais.

Leia mais

O CAMINHO PARA REFLEXÃO

O CAMINHO PARA REFLEXÃO O CAMINHO PARA REFLEXÃO a 3 Semana EMPREENDER É DAR A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A SOCIEDADE No mudo dos negócios existe a diferença visível do acomodado que nunca quer aprender a mesma coisa duas vezes e o

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

SANTA TERESA DE JESUS, UMA APROXIMAÇÃO PEDAGÓGICO-PASTORAL Por ocasião do V Centenário do Nascimento de Santa Teresa de Jesus, o Colégio Teresiano

SANTA TERESA DE JESUS, UMA APROXIMAÇÃO PEDAGÓGICO-PASTORAL Por ocasião do V Centenário do Nascimento de Santa Teresa de Jesus, o Colégio Teresiano 1 SANTA TERESA DE JESUS, UMA APROXIMAÇÃO PEDAGÓGICO-PASTORAL Por ocasião do V Centenário do Nascimento de Santa Teresa de Jesus, o Colégio Teresiano assumiu o compromisso de fazer memória da vida singular

Leia mais

Como é a criança de 4 a 6 anos

Como é a criança de 4 a 6 anos de 4 a 6 anos Como é a criança Brinque: lendo histórias, cantando e desenhando. A criança se comunica usando frases completas para dizer o que deseja e sente, dar opiniões, escolher o que quer. A criança

Leia mais

Relaxamento: Valor: Técnica: Fundo:

Relaxamento: Valor: Técnica: Fundo: Honestidade Honestidade Esta é a qualidade de honesto. Ser digno de confiança, justo, decente, consciencioso, sério. Ser honesto significa ser honrado, ter um comportamento moralmente irrepreensível. Quando

Leia mais

Faça amizades no trabalho

Faça amizades no trabalho 1 Faça amizades no trabalho Amigos verdadeiros ajudam a melhorar a saúde, tornam a vida melhor e aumentam a satisfação profissional. Você tem um grande amigo no local em que trabalha? A resposta para essa

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

Como estimularo. desenvolvimento da. filho. linguagem

Como estimularo. desenvolvimento da. filho. linguagem Como estimularo desenvolvimento da linguagem do seu filho Primeiros 3 meses Ao nascer, sua audição já está bem desenvolvida. Atente para a importância de realizar o Teste da Orelhinha no seu filho, logo

Leia mais

De volta ao básico O Beaba do seu negócio Mary Kay Descubra qual a sua paixão para crescer na carreira MK!

De volta ao básico O Beaba do seu negócio Mary Kay Descubra qual a sua paixão para crescer na carreira MK! Treinamento de Consultoras De volta ao básico O Beaba do seu negócio Mary Kay Descubra qual a sua paixão para crescer na carreira MK! Ferramentas de trabalho a serem desenvolvidas para crescer na Entender

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO 2010 Texto I A lebre e a tartaruga Era

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher Palácio do Planalto, 12 de março de 2003 Minha cara ministra Emília Fernandes, Minha cara companheira Benedita da

Leia mais

AS MELHORES HISTÓRIAS E JOGOS PARA CRIANÇAS

AS MELHORES HISTÓRIAS E JOGOS PARA CRIANÇAS AS MELHORES HISTÓRIAS E JOGOS PARA CRIANÇAS em seu sm t e e tablet P fólio de H tóri Impressão de livros sob demanda para a sua empresa Escolha a sua! TIMOLICO E AMIGOS Público alvo: crianças de até 6

Leia mais

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicasdiadasmaes 6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Apresentamos uma seleção com 6 dinâmicas de grupo para o Dia das Mães, são atividades que podem

Leia mais

FUGA de Beatriz Berbert

FUGA de Beatriz Berbert FUGA de Beatriz Berbert Copyright Beatriz Berbert Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 FUGA FADE IN: CENA 1 PISCINA DO CONDOMÍNIO ENTARDECER Menina caminha sobre a borda

Leia mais

Aluno (a): Ana Paula Batista Pereira Série: 3º Ano do Ensino Médio Professora: Deysiane Maria Assis Zille. Água

Aluno (a): Ana Paula Batista Pereira Série: 3º Ano do Ensino Médio Professora: Deysiane Maria Assis Zille. Água Aluno (a): Ana Paula Batista Pereira Série: 3º Ano do Ensino Médio Professora: Deysiane Maria Assis Zille Água Tu és um milagre que Deus criou, e o povo todo glorificou. Obra divina do criador Recurso

Leia mais

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação...

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação... Sumário Agradecimentos... 7 Introdução... 9 1 - Um menino fora do seu tempo... 13 2 - O bom atraso e o vestido rosa... 23 3 - O pequeno grande amigo... 35 4 - A vingança... 47 5 - O fim da dor... 55 6

Leia mais

Festa da Batata é sucesso de público

Festa da Batata é sucesso de público PRINCIPAL: Festa da Batata Visita a Hyundai Inscrições Abertas Festa de Encerramento Visita ao Zoo e Museu do Futebol Palestra sobre a AIDS Festa da Batata é sucesso de público Um público de aproximadamente

Leia mais

Direção Criativa. Garantir a originalidade e a criatividade de um projeto é fruto. de um trabalho árduo que exige dedicação, envolvimento

Direção Criativa. Garantir a originalidade e a criatividade de um projeto é fruto. de um trabalho árduo que exige dedicação, envolvimento 44 :: Webdesign Direção Criativa Garantir a originalidade e a criatividade de um projeto é fruto de um trabalho árduo que exige dedicação, envolvimento e um imenso esforço para que o sucesso seja alcançado

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

O tema da nossa edição deste mês é Ouvindo histórias.

O tema da nossa edição deste mês é Ouvindo histórias. 1 Olá! O tema da nossa edição deste mês é Ouvindo histórias. Este mês, conhecemos histórias muito interessantes que deixaram tantas recordações e aprendizados para nossos alunos! Padrinhos Argumento: EM

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE VARGINHA PROJETO IDENTIDADE

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE VARGINHA PROJETO IDENTIDADE Projeto Identidade Quem sou eu??? NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE VARGINHA PROJETO IDENTIDADE ELABORAÇÃO: Míria Azevedo de Lima Bartelega --------------------------------Agosto / 2010 I A Questão

Leia mais

A Paralisia Decisória.

A Paralisia Decisória. A Paralisia Decisória. Começo este artigo com uma abordagem um pouco irônica, vinda de uma amiga minha, que, inconformada como a humanidade vêm se portando perante a fé em algo superior, soltou a máxima

Leia mais

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga?

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga? Abdias Aires 2º Ano EM Arthur Marques 2º Ano EM Luiz Gabriel 3º Ano EM Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTAMARIANA

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTAMARIANA 264 Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Santa Mariana, realizada em data de quatro de Novembro de 2013. Ata nº 070/13 Aos quatro dias do mês de Novembro de dois mil e treze, reuniu- se, em Sessão Ordinária

Leia mais

P R Ê M I O : M E L H O R E S A L U N O S D A G R A D U A Ç Ã O

P R Ê M I O : M E L H O R E S A L U N O S D A G R A D U A Ç Ã O P R Ê M I O : M E L H O R E S A L U N O S D A G R A D U A Ç Ã O L i s t a c o m p l e t a d o s p r e m i a d o s c o n t e m p l a d o s F O R M A N D O S D A S T U R M A S D E 2 0 1 3 / 2 ALINE AUXILIADORA

Leia mais

Avaliação Parcial de Rendimento em Leitura - 03

Avaliação Parcial de Rendimento em Leitura - 03 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO - SIAQUE ESCOLA: PROFESSOR: ALUNO: DATA / / PORTUGUÊS - 4ª SÉRIE / 5º ANO TURMA: TURNO: DATA: / / - Instruções gerais: - Este instrumento de verificação

Leia mais

Um grupo de alunos e uma professora. que decidiram escrever um livro...

Um grupo de alunos e uma professora. que decidiram escrever um livro... Um grupo de alunos e uma professora que decidiram escrever um livro... Tudo começou com um garoto chamado Luan que, num belo dia, resolveu compartilhar sua história... Luan Cardoso era um menino de apenas

Leia mais

Festa é festa, e trabalhar com novos grupos não combina com comemoração. Mas será que em algum momento essas atividades não poderiam se encontrar?

Festa é festa, e trabalhar com novos grupos não combina com comemoração. Mas será que em algum momento essas atividades não poderiam se encontrar? MEDALHAS PARA TODOS Fábio Mercadante Mortari Festa é festa, e trabalhar com novos grupos não combina com comemoração. Mas será que em algum momento essas atividades não poderiam se encontrar? A idéia era

Leia mais

Uma trufa e... 1000 lojas depois!

Uma trufa e... 1000 lojas depois! Uma trufa e... 1000 lojas depois! Autor: Alexandre Tadeu da Costa. Aluna: Lays Roberta Caçandro. Turma: 1º Ciências Contábeis. Venda Nova do Imigrante, Maio de 2012. Qual o principal assunto do livro.

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

8 OS TRÊS PRIMEIROS PASSOS PASSO 2: CAPACIDADE

8 OS TRÊS PRIMEIROS PASSOS PASSO 2: CAPACIDADE 8 OS TRÊS PRIMEIROS PASSOS PASSO 2: CAPACIDADE Uau! Lembro como se fosse ontem a sensação de sair da sede da OAB/DF com o bótom da classe e a famosa carteira vermelha. Foi um sentimento realmente indescritível.

Leia mais

VISITE O BLOG www.homemalpha.com.br

VISITE O BLOG www.homemalpha.com.br VISITE O BLOG www.homemalpha.com.br APRESENTAÇÃO A timidez é um problema que pode acompanhar um homem a vida inteira, tirando dele o prazer da comunicação e de expressar seus sentimentos, vivendo muitas

Leia mais

Aqui estão algumas dicas, diretrizes, e questões a considerar para pessoas que estão iniciando no mundo poli.

Aqui estão algumas dicas, diretrizes, e questões a considerar para pessoas que estão iniciando no mundo poli. Então você quer experimentar o poliamor Ginny Brown, 7 de abril de 2014, Everyday Feminism http://everydayfeminism.com/2014/04/so-you-want-to-try-polyamory/ Então você tem lido sobre poliamor e decidiu

Leia mais

01b) O eu-lírico "saudoso e em pranto", ainda as procura no céu.

01b) O eu-lírico saudoso e em pranto, ainda as procura no céu. GABARITO. 01a) A condição para se ouvir e entender as estrelas é amar. Não é qualquer pessoa que pode conversar com as estrelas, somente aquelas que amam são sensíveis o bastante para ouvi-las e entendê-las.

Leia mais

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB!

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! A história da Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para Analista Tributário da Receita Federal do Brasil, é mais uma das histórias

Leia mais

Carla- Oswaldo é como que você começou a se envolver com as questões sociais?

Carla- Oswaldo é como que você começou a se envolver com as questões sociais? Depoimento de Oswaldo Setti de Almeida Filho Ação Moradia Carla- Bom dia, Oswaldo. Oswaldo Bom dia, meu nome... Carla- Eu gostaria que você me falasse primeiro o seu nome completo, a sua data de nascimento

Leia mais

Escolas comunicadoras

Escolas comunicadoras Comunicação e Cultura Local de atuação: Ceará, Pernambuco, Pará e Bahia Data de fundação: 1996 Escolas comunicadoras No Ceará, quase quinhentas mil crianças da rede pública estudam em escolas que unem

Leia mais

08/06/2010. Entrevista do Presidente da República

08/06/2010. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após visita ao banco de sangue de cordão umbilical e placentário - Rede BrasilCord Fortaleza-CE, 08 de junho de 2010

Leia mais

I - INTRODUÇÃO. 1) Como funciona o poder numa democracia

I - INTRODUÇÃO. 1) Como funciona o poder numa democracia I - INTRODUÇÃO 1) Como funciona o poder numa democracia - No plano municipal: prefeito (executivo) governa e vereadores (legislativo) votam leis para a cidade. - No plano estadual: governador (executivo)

Leia mais

Minha Escola ontem, Minha Escola Hoje.

Minha Escola ontem, Minha Escola Hoje. 1. TEMA: Minha Escola ontem, Minha Escola Hoje. 2. SÉRIE: 1º Ciclo 2ª série. 3. BLOCOS TEMÁTICOS PROPOSTOS: História: História Local e do Cotidiano. Geografia: O lugar e a Paisagem 4. AUTOR / EMAIL Evelin

Leia mais

ALGUMAS DICAS SOBRE COMO ALCANÇAR O EMPREGO DOS SEUS SONHOS

ALGUMAS DICAS SOBRE COMO ALCANÇAR O EMPREGO DOS SEUS SONHOS ALGUMAS DICAS SOBRE COMO ALCANÇAR O EMPREGO DOS SEUS SONHOS Ao se levantar para trabalhar, pela manhã, todos enfrentamos, sentados na beira da cama, a mesma questão: eu seria mais feliz e satisfeito fazendo

Leia mais

RECADO AOS PROFESSORES

RECADO AOS PROFESSORES RECADO AOS PROFESSORES Caro professor, As aulas deste caderno não têm ano definido. Cabe a você decidir qual ano pode assimilar cada aula. Elas são fáceis, simples e às vezes os assuntos podem ser banais

Leia mais

DIREITOS DESRESPEITADOS - A nefasta alta-programada do INSS

DIREITOS DESRESPEITADOS - A nefasta alta-programada do INSS DIREITOS DESRESPEITADOS - A nefasta alta-programada do INSS Divulgamos aqui no site uma matéria especial do Programa Frantástico, da Rede Globo, veiculada neste domingo (20/02) sobre a chamada alta-programada

Leia mais

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem.

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem. Pais e filhos 1º cena: música ambiente (início da música pais e filhos legião urbana - duas pessoas entram com um mural e começam a confeccionar com frases para o aniversário do pai de uma delas (Fátima),

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DE OLGA METTIG À EDUCAÇÃO BAIANA: ENSINANDO A COMPREENSÃO

CONTRIBUIÇÕES DE OLGA METTIG À EDUCAÇÃO BAIANA: ENSINANDO A COMPREENSÃO CONTRIBUIÇÕES DE OLGA METTIG À EDUCAÇÃO BAIANA: ENSINANDO A COMPREENSÃO Liane Soares, Ms. Faculdade de Tecnologias e Ciências FTC/BA Olga sempre considerou a educação como um sistema, um produto de evolução

Leia mais

Setembro foi um mês marcante para a. Fim de Ciclo. Formatura marca final das atividades da 2ª turma do projeto Educação Integral

Setembro foi um mês marcante para a. Fim de Ciclo. Formatura marca final das atividades da 2ª turma do projeto Educação Integral Setembro 2013 São Paulo. Brasil www.vidajovem.org Fim de Ciclo Formatura marca final das atividades da 2ª turma do projeto Educação Integral Setembro foi um mês marcante para a associação. Depois de um

Leia mais