COMBINATÓRIAS DA GESTÃO AMBIENTAL: METODOLOGIA PARA O ESTABELECIMENTO DE EQUIVALENTES DO PORTUGUÊS PARA O ESPANHOL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMBINATÓRIAS DA GESTÃO AMBIENTAL: METODOLOGIA PARA O ESTABELECIMENTO DE EQUIVALENTES DO PORTUGUÊS PARA O ESPANHOL"

Transcrição

1 XXI Salão de Iniciação Científica e XVIII Feira de Iniciação Científica COMBINATÓRIAS DA GESTÃO AMBIENTAL: METODOLOGIA PARA O ESTABELECIMENTO DE EQUIVALENTES DO PORTUGUÊS PARA O ESPANHOL Marina Leivas Waquil (BIC FAPERGS) Orientadora: Profª Drª Cleci R. Bevilacqua Projeto: Identificação e descrição das combinatórias léxicas especializadas da gestão ambiental em língua portuguesa e em língua espanhola Porto Alegre, 22 de outubro de 2009

2 OBJETIVO Identificar etapas metodológicas para o estabelecimento de equivalentes de combinatórias da área de gestão ambiental do português para o espanhol. JUSTIFICATIVA O trabalho justifica-se se pela ausência de estudos aprofundados do tema e pela dificuldade e complexidade prática de identificar os equivalentes.

3 O incentivo para o trabalho Corpus de teses e dissertações da área de Gestão Ambiental PORTUGUÊS ESPANHOL

4 Dificuldade em delimitar um corpus em espanhol: ausência de textos disponíveis em bibliotecas, revistas e periódicos online da área em estudo Como pesquisar e identificar os equivalentes? ESTABELECER ETAPAS METODOLÓGICAS

5 Combinatória léxica l especializada É um dos objetos de estudo da terminologia que se caracteriza pela co-ocorrência ocorrência de dois elementos ou mais, sendo um deles o termo e o outro seu co-ocorrente ocorrente.. Entre estes elementos ocorre uma restrição de seleção determinada pelas especificidades do âmbito em que são utilizadas. (Bevilacqua et al., 2009)

6 Equivalência Correspondência conceitual entre duas CLE s do português e do espanhol, utilizadas em contextos semelhantes. (BEVILACQUA, C. R.; REUILLARD, P. R )

7 PRESSUPOSTOS TEÓRICOS DE TERMINOLOGIA Cabré, M.T. (1999, 2001) Krieger, M.G. e Finatto, M.J.B. (2004)

8 METODOLOGIA 1) Selecionar uma amostra de combinatórias do português (do corpus de teses e dissertações recolhido no projeto) de acordo com a estrutura morfossintática selecionada Foram definidos para análise exemplos de CLE s nos quais os co-ocorrentes são nominalizações derivadas de verbos Ex.: correção da degradação ambiental

9 METODOLOGIA 2) Para a definição das fontes em que seriam pesquisadas as CLE s, baseamo-nos no estudo de Krieger e Marins (2005), que propõe critérios de confiabilidade de fontes utilizadas, como: - O status do mantenedor do site (instituições públicas, centros de pesquisa, universidades, etc.) - O idioma de origem do site - O objetivo do site - Nível de especialização do site

10 Fontes selecionadas e utilizadas Bases textuais Acervo Termisul Webcorp Iate Google Dicionários e glossários especializados

11 METODOLOGIA 3) Proceder à pesquisa dos equivalentes das CLE s selecionadas no português para o espanhol RESULTADO DA PESQUISA

12 METODOLOGIA = RESULTADO 3a) Análise do termo: pesquisar a equivalência no espanhol nas fontes mencionadas. Confirmar sua frequência de uso. EX: LANÇAMENTO DE EFLUENTES (português) PT efluentes m. pl.: descargas, no ambiente, de despejos sólidos, líquidos ou gasosos, industriais ou urbanos, parcial ou completamente tratados. ES efluentes m. pl. TERMO Google.es: páginas em Espanhol sobre efluentes

13 METODOLOGIA = RESULTADO 3b) Análise do co-ocorrente ocorrente gerar as possibilidades de combinatórias para os termos pesquisados, verificando quais são os co-ocorrentes que se relacionam. analisar os co-ocorrentes gerados, buscando suas definições com o objetivo de constatar, ou não, a equivalência em relação ao português.

14 EXEMPLO DE BUSCA CLE: LAN LANÇAMENTO AMENTO DE EFLUENTES OBS.: Pesquisa por de efluentes, já que as estruturas do português e do espanhol são muito semelhantes, podendo este ser um INDÍCIO de que na sua equivalência, a combinatória também apresente a forma co-ocorrente ocorrente + preposição + termo Há uma TENDÊNCIA de que se mantenha esta estrutura do português no espanhol.

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27 RESULTADOS DA ANÁLISE DOS EQUIVALENTES 1) Caso de mudança a morfológica do co-ocorrente ocorrente equivalente LANÇAMENTO DE EFLUENTES (pt) DESCARGA DE EFLUENTES (es) verbo + sufixo -mento derivação regressiva de descargar, com o sufixo -a Dois casos de sufixação com a idéia de movimento, mas com formas morfológicas diferentes.

28 RESULTADOS DA ANÁLISE DOS EQUIVALENTES 2) Caso de variação do termo OBS.: Entendemos a variação como formas de palavras diferentes que designam um mesmo objeto (Suárez, 2004) MANUTENÇÃO DA BIODIVERSIDADE MANUTENCIÓN DE LA BIODIVERSIDAD DIVERSIDAD BIOLÓGICA Neste caso, após verificar que o termo em PT apresenta duas possibilidades em ES, provou-se a frequência, constatando-se maior ocorrência de biodiversidad

29 RESULTADOS DA ANÁLISE DOS EQUIVALENTES 3) Caso de variação do co-ocorrente ocorrente COLETA SELETIVA DO LIXO COLECTA COLECCIÓN RECOLECCIÓN RECOGIDA BASURA Apresenta frequência mais expressiva de uso RESULTADO: RECOGIDA SELECTIVA DE LA BASURA

30 RESULTADOS DA ANÁLISE DOS EQUIVALENTES 4) Caso em que a preposição é suprimida DANOS AO MEIO AMBIENTE POLUIÇÃO AO MEIO AMBIENTE DAÑOS AMBIENTALES CONTAMINACIÓN AMBIENTAL OBS.: Caso que foge à tendência de que se mantém a estrutura do português (co-ocorrente + prep. + termo) no espanhol

31 CONSIDERAÇÕES FINAIS A tradução de textos especializados envolve uma série de processos com os quais, geralmente, o tradutor sem especialização em terminologia, não está familiarizado, e que se caracterizam por sua grande complexidade. A busca pela equivalência de CLE s é um desses processos. Constatou-se a necessidade de que se siga estudando sobre o tema discutido, devido à carência de estudos e trabalhos identificada, e com o fim de que se possa auxiliar os profissionais do texto em tal questão. A busca por equivalência é um processo que produz diferentes resultados, por isso, deve-se assumir cautela em tais pesquisas, não sendo possível constituir um único modelo de pesquisa e obtenção de equivalentes. Tais etapas servirão de guia para a construção da base bilíngüe de dados terminológicos em construção no projeto.

32 REFERÊNCIAS BEVILACQUA, Cleci R. Unidades Fraseológicas Especializadas Eventivas: descripción y reglas de formación en el ámbito de la energía solar. Universidad Pompeu Fabra, Barcelona: Tese de doutorado. KRIEGER, M.G.; FINATTO, M.J. Introdução à terminologia. São Paulo: Editora Contexto, 2004, 1ª ed. CABRÉ, M.T. La terminología: teoría, metodología, aplicaciones. Barcelona: Antártida/Empúries, CABRÉ, M.T.. La terminología: representación y comunicación. Elementos para una base teórica y otros artículos. Sèrie Monografies, 3. Barcelona: Universitat Pompeu Fabra, KRIEGER, [et al]. Glossário de Gestão Ambiental. São Paulo: Disal Editora, 2006, 1ª ed. FREIXA, J.; CABRÉ, M. T. Reflexiones acerca de la noción de equivalencia conceptual en terminología. In: Anais do VI Simpósio Ibero-Americano de Terminologia. Lisboa: ILTEC, p , CARBONI, C. S.; COIMBRA, S. A. C.; DIEGUES, C. S.; WAQUIL, M. L.; BEVILACQUA, C. R. Combinatórias Léxicas Especializadas: a importância da caracterização dos corpora textuais na sua constituição e identificação em língua espanhola. (V SIGET), MARINS, Diego S.; KRIEGER, Maria G. Busca e valoração de equivalentes em espanhol para termos jurídico-ambientais em sites da internet. VIII Congresso Internacional da Associação Brasileira de Estudos Canadenses. Gramado, 9 a 12 de novembro de SUAREZ DE LA TORRE, Maria Mercedes. La Variación Denominativa Explícita cita: propuesta de tipología de casos. Organon, Porto Alegre: UFRGS, volume 18, n. 37, 2004.

Combinatórias léxicas especializadas na linguagem legal, normativa e científica

Combinatórias léxicas especializadas na linguagem legal, normativa e científica Combinatórias léxicas especializadas na linguagem legal, normativa e científica Anna Maria Becker Maciel, Cleci Regina Bevilacqua, Maria José Bocorny Finatto, Patrícia Chittoni Ramos Reuillard termisulcontato@yahoo.com.br

Leia mais

BUSCA E VALORAÇÃO DE EQUIVALENTES EM ESPANHOL PARA TERMOS JURÍDICO-AMBIENTAIS EM SITES

BUSCA E VALORAÇÃO DE EQUIVALENTES EM ESPANHOL PARA TERMOS JURÍDICO-AMBIENTAIS EM SITES BUSCA E VALORAÇÃO DE EQUIVALENTES EM ESPANHOL PARA TERMOS JURÍDICO-AMBIENTAIS EM SITES DA INTERNET Diego Stigger Marins (CNPq/UFRGS) Maria da Graça Krieger (UFRGS) Introdução O presente trabalho é fruto

Leia mais

Terminologias em construção: procedimentos metodológicos

Terminologias em construção: procedimentos metodológicos Terminologias em construção: procedimentos metodológicos Maria da Graça Krieger TERMISUL-UFRGS, UNISINOS 1- A proposição A Terminologia é uma área de conhecimentos e de práticas, cujo principal objeto

Leia mais

Glossário de Gestão Ambiental: questões de corpora e equivalência

Glossário de Gestão Ambiental: questões de corpora e equivalência X Simpósio da RiTerm Montevidéo,, 07 a 10 de novembro de 2006. Glossário de Gestão Ambiental: questões de corpora e equivalência Cleci Regina BEVILACQUA cleci.bevilacqua@terra.com.br Patrícia Chittoni

Leia mais

XI Jornada Científica. Maria da Graça KRIEGER Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), Brasil Grupo TermiLex

XI Jornada Científica. Maria da Graça KRIEGER Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), Brasil Grupo TermiLex XI Jornada Científica Maria da Graça KRIEGER Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), Brasil Grupo TermiLex Márcio Sales SANTIAGO Universidade Federal do Ceará (UFC CNPq/FUNCAP), Brasil Grupo

Leia mais

Terminologia P R O F A. L I L L I A N A L V A R E S F A C U L D A D E D E C I Ê N C I A D A I N F O R M A Ç Ã O

Terminologia P R O F A. L I L L I A N A L V A R E S F A C U L D A D E D E C I Ê N C I A D A I N F O R M A Ç Ã O Terminologia P R O F A. L I L L I A N A L V A R E S F A C U L D A D E D E C I Ê N C I A D A I N F O R M A Ç Ã O U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A Conceito Conjunto dos termos especializados próprios

Leia mais

Combinatórias léxicas especializadas na linguagem legislativa: investigação com corpus paralelo

Combinatórias léxicas especializadas na linguagem legislativa: investigação com corpus paralelo XXII Salão de Iniciação Científica 18 a 22 de outubro de 2010 Combinatórias léxicas especializadas na linguagem legislativa: investigação com corpus paralelo Rafaela D. Rocha, PIBIC Orientação: Anna Maria

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS COMBINATÓRIAS LÉXICAS ESPECIALIZADAS DA GESTÃO AMBIENTAL EM LÍNGUA ESPANHOLA

DESCRIÇÃO DAS COMBINATÓRIAS LÉXICAS ESPECIALIZADAS DA GESTÃO AMBIENTAL EM LÍNGUA ESPANHOLA DESCRIÇÃO DAS COMBINATÓRIAS LÉXICAS ESPECIALIZADAS DA GESTÃO AMBIENTAL EM LÍNGUA ESPANHOLA Carolina dos Santos Carboni (PIBIC/CNPq) carolsc33@hotmail.com Orientadora: Profa. Dra. Cleci Regina Bevilacqua

Leia mais

TERMINOLOGIA UMA ENTREVISTA COM MARIA DA GRAÇA KRIEGER

TERMINOLOGIA UMA ENTREVISTA COM MARIA DA GRAÇA KRIEGER KRIEGER, Maria da Graça. Terminologia: uma entrevista com Maria da Graça Krieger. ReVEL, v. 9, n. 17, 2011. [www.revel.inf.br]. TERMINOLOGIA UMA ENTREVISTA COM MARIA DA GRAÇA KRIEGER Maria da Graça Krieger

Leia mais

TERMINOLOGIA DO COMÉRCIO INTERNACIONAL NO MERCOSUL: COMPILAÇÃO E ANÁLISE DE UM CORPUS BILÍNGUE

TERMINOLOGIA DO COMÉRCIO INTERNACIONAL NO MERCOSUL: COMPILAÇÃO E ANÁLISE DE UM CORPUS BILÍNGUE TERMINOLOGIA DO COMÉRCIO INTERNACIONAL NO MERCOSUL: COMPILAÇÃO E ANÁLISE DE UM CORPUS BILÍNGUE Mariana Francis (UNIOESTE / PG-UFSC) Introdução O presente trabalho é decorrente de uma pesquisa, breve e

Leia mais

GLOSSÁRIO BILÍNGUE DE COLOCAÇÕES DA HOTELARIA: UM MODELO À LUZ DA LINGUÍSTICA DE CORPUS

GLOSSÁRIO BILÍNGUE DE COLOCAÇÕES DA HOTELARIA: UM MODELO À LUZ DA LINGUÍSTICA DE CORPUS GLOSSÁRIO BILÍNGUE DE COLOCAÇÕES DA HOTELARIA: UM MODELO À LUZ DA LINGUÍSTICA DE CORPUS O turismo é um setor de bastante expressão no cenário econômico e cultural do mundo. Fomentado em grande parte pelas

Leia mais

CAROLINE LÚCIA COSTA MOIA CHICHORRO

CAROLINE LÚCIA COSTA MOIA CHICHORRO CAROLINE LÚCIA COSTA MOIA CHICHORRO Mestranda em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul carol_chichorro@yahoo.com.br Orientadora: Patrícia Reuillard Terminologia do licenciamento ambiental:

Leia mais

Seção de Acesso a Bases de Dados. Estratégias de busca e recuperação de informação online para Profissionais de Informação

Seção de Acesso a Bases de Dados. Estratégias de busca e recuperação de informação online para Profissionais de Informação Seção de Acesso a Bases de Dados Estratégias de busca e recuperação de informação online para Profissionais de Informação Sumário 1. Instrumentos de Busca 2. Bom atendimento ao usuário 3. Conhecimento

Leia mais

GLOSSÁRIO DE GESTÃO AMBIENTAL: QUESTÕES DE CORPORA E EQUIVALÊNCIA

GLOSSÁRIO DE GESTÃO AMBIENTAL: QUESTÕES DE CORPORA E EQUIVALÊNCIA GLOSSÁRIO DE GESTÃO AMBIENTAL: QUESTÕES DE CORPORA E EQUIVALÊNCIA Cleci Regina BEVILACQUA UFRGS cleci.bevilacqua@terra.com.br Patrícia Chittoni Ramos REUILLARD UFRGS patriciaram@terra.com.br O grupo TERMISUL,

Leia mais

Edital EAD UFRGS 17. Cartão UFRGS: 9173. Maria José Bocorny Finatto.Instituto de Letras. Ramal: 6711 mfinatto@terra.com.br

Edital EAD UFRGS 17. Cartão UFRGS: 9173. Maria José Bocorny Finatto.Instituto de Letras. Ramal: 6711 mfinatto@terra.com.br Portal de Serviços - SEAD - UFRGS - Edital EAD UFRGS 17 1º Coordenador Cartão UFRGS: 9173 Nome: Maria José Bocorny Finatto Unidade:.Instituto de Letras Vínculo: Professor Ramal: 6711 E-Mail: mfinatto@terra.com.br

Leia mais

Biblioteca Escolar. O Dicionário

Biblioteca Escolar. O Dicionário O Dicionário O que é um dicionário? Livro de referência onde se encontram palavras e expressões de uma língua, por ordem alfabética, com a respetiva significação ou tradução para outra língua e ainda,

Leia mais

A QUESTÃO DA TAXONOMIA NUM CORPUS COLABORATIVO PARA CONSTRUÇÃO DE UM VOCABULÁRIO NA ÁREA DE LINGUÍSTICA

A QUESTÃO DA TAXONOMIA NUM CORPUS COLABORATIVO PARA CONSTRUÇÃO DE UM VOCABULÁRIO NA ÁREA DE LINGUÍSTICA A QUESTÃO DA TAXONOMIA NUM CORPUS COLABORATIVO PARA CONSTRUÇÃO DE UM VOCABULÁRIO NA ÁREA DE LINGUÍSTICA Guilherme FROMM Universidade Federal de Uberlândia guifromm@ileel.ufu.br Resumo: pretendemos descrever

Leia mais

Metodologia do Trabalho Científico

Metodologia do Trabalho Científico Metodologia do Trabalho Científico Diretrizes para elaboração de projetos de pesquisa, monografias, dissertações, teses Cassandra Ribeiro O. Silva, Dr.Eng. METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Porque escrever

Leia mais

GLOSSÁRIO DE GESTÃO AMBIENTAL: QUESTÕES DE EQUIVALÊNCIA

GLOSSÁRIO DE GESTÃO AMBIENTAL: QUESTÕES DE EQUIVALÊNCIA V Congresso Internacional da ABRALIN Belo Horizonte, 28 de fevereiro a 03 de março de 2007 Universidade Federal de Minas Gerais GLOSSÁRIO DE GESTÃO AMBIENTAL: QUESTÕES DE EQUIVALÊNCIA Cleci Regina BEVILACQUA

Leia mais

PPGEM - Iniciação a Pesquisa

PPGEM - Iniciação a Pesquisa UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS ESCOLA DE ENGENHARIA Programa de Pós-Graduação em Engenharia Metalúrgica, Materiais e de Minas Av. Antonio Carlos, 6627 Bloco II - sala 2230 31270-901 Belo Horizonte,

Leia mais

Profª Dra. Cleci Regina Bevilacqua Sue Anne Christello Coimbra Bolsista PROBIC-UFRGS/FAPERGS Porto alegre, 11 de novembro de 2005

Profª Dra. Cleci Regina Bevilacqua Sue Anne Christello Coimbra Bolsista PROBIC-UFRGS/FAPERGS Porto alegre, 11 de novembro de 2005 EQUIVALÊNCIA EM LÍNGUA ESPANHOLA PARA TERMOS DE GESTÃO AMBIENTAL EM LÍNGUA PORTUGUESA: QUESTÕES DE SINONÍMIA Profª Dra. Cleci Regina Bevilacqua Sue Anne Christello Coimbra Bolsista PROBIC-UFRGS/FAPERGS

Leia mais

ENSINO DA TERMINOLOGIA DO TURISMO: BUSCA DOS TERMOS EM INGLÊS RELATIVOS A EQUIPAMENTOS USADOS EM TÉCNICAS VERTICAIS PARA ELABORAÇÃO DE GLOSSÁRIO

ENSINO DA TERMINOLOGIA DO TURISMO: BUSCA DOS TERMOS EM INGLÊS RELATIVOS A EQUIPAMENTOS USADOS EM TÉCNICAS VERTICAIS PARA ELABORAÇÃO DE GLOSSÁRIO ENSINO DA TERMINOLOGIA DO TURISMO: BUSCA DOS TERMOS EM INGLÊS RELATIVOS A EQUIPAMENTOS USADOS EM TÉCNICAS VERTICAIS PARA ELABORAÇÃO DE GLOSSÁRIO Ivanir Azevedo Delvizio Lucas Ferreira Gomes RESUMO: Este

Leia mais

SERVIÇO EUROPEU DE SELEÇÃO DO PESSOAL (EPSO)

SERVIÇO EUROPEU DE SELEÇÃO DO PESSOAL (EPSO) 11.7.2013 PT Jornal Oficial da União Europeia C 199 A/1 V (Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS SERVIÇO EUROPEU DE SELEÇÃO DO PESSOAL (EPSO) ANÚNCIO DE CONCURSOS GERAIS (2013/C 199 A/01) O Serviço Europeu

Leia mais

FONTES DE INFORMAÇÃO PARA PESQUISA CIENTÍFICA

FONTES DE INFORMAÇÃO PARA PESQUISA CIENTÍFICA OFICINA FONTES DE INFORMAÇÃO PARA PESQUISA CIENTÍFICA Projeto de Extensão LALETEC Para refletir! Agenda ETAPAS DE UMA PESQUISA 1 O QUE PESQUISAR? assunto Objetivo: Delimitar o tema e listar as respectivas

Leia mais

:: Cuidados na Elaboração de uma Redação Científica

:: Cuidados na Elaboração de uma Redação Científica :: Cuidados na Elaboração de uma Redação Científica José Mauricio Santos Pinheiro em 21/04/2005 Os princípios indispensáveis à redação científica podem ser resumidos em quatro pontos fundamentais: clareza,

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE TERMINOLOGIAS EM PORTUGÊS E POLÍTICAS LINGUÍSTICAS

DIVULGAÇÃO DE TERMINOLOGIAS EM PORTUGÊS E POLÍTICAS LINGUÍSTICAS VIII Jornada Científica REALITER Terminologia e Políticas linguísticas DIVULGAÇÃO DE TERMINOLOGIAS EM PORTUGÊS E POLÍTICAS LINGUÍSTICAS Maria da Graça Krieger (kriegermg@gmail.com) Universidade do Vale

Leia mais

O Corpus.EaD no Projeto TermiNet: Estratégias de Construção

O Corpus.EaD no Projeto TermiNet: Estratégias de Construção O Corpus.EaD no Projeto : Estratégias de Construção Ariani Di Felippo Jackson W. da Cruz Souza Departamento de Letras Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Núcleo Interinstitucional de Linguística

Leia mais

Edital 01/2015 da Comissão de Pós-Graduação (ComPG)

Edital 01/2015 da Comissão de Pós-Graduação (ComPG) Edital 01/2015 da Comissão de Pós-Graduação (ComPG) Exame de Proficiência direcionado para a Comunidade de discentes dos Programas de Pós-Graduação da UFCSPA 1. PREÂMBULO O Exame de Proficiência em Língua

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO PARA MESTRADO E DOUTORADO EM DEMOGRAFIA 2006

EDITAL DO CONCURSO PARA MESTRADO E DOUTORADO EM DEMOGRAFIA 2006 EDITAL DO CONCURSO PARA MESTRADO E DOUTORADO EM DEMOGRAFIA 2006 A coordenadora do Curso de Pós-Graduação em Demografia da UFMG faz saber que, até o dia - 14/10/2005, estarão abertas inscrições para o concurso

Leia mais

DIREITO HUMANITÁRIO E POLÍTICA MIGRATÓRIA: DESAFIOS PARA A PRÓXIMA DÉCADA de 04 A 06 DE NOVEMBRO Faculdade de Direito da UFPR

DIREITO HUMANITÁRIO E POLÍTICA MIGRATÓRIA: DESAFIOS PARA A PRÓXIMA DÉCADA de 04 A 06 DE NOVEMBRO Faculdade de Direito da UFPR EDITAL DE SELEÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE RESUMOS NO EVENTO DIREITO HUMANITÁRIO E POLÍTICA DESAFIOS PARA A PRÓXIMA DÉCADA QUE OCORRERÁ DE 04 A 06 DE NOVEMBRO DE 2015, NAS DEPENDENCIAS DA FACULDADE DE DIREITO

Leia mais

FONTES OU RECURSOS DE INFORMAÇÃO: CATEGORIAS E EVOLUÇÃO CONCEITUAL * 1. TENTANDO CLARIFICAR QUESTÕES CONCEITUAIS E DE TRADUÇÃO

FONTES OU RECURSOS DE INFORMAÇÃO: CATEGORIAS E EVOLUÇÃO CONCEITUAL * 1. TENTANDO CLARIFICAR QUESTÕES CONCEITUAIS E DE TRADUÇÃO 1 FONTES OU RECURSOS DE INFORMAÇÃO: CATEGORIAS E EVOLUÇÃO CONCEITUAL * Lena Vania Ribeiro Pinheiro, IBICT 1. TENTANDO CLARIFICAR QUESTÕES CONCEITUAIS E DE TRADUÇÃO Alguns termos técnicos de Ciência da

Leia mais

ANÚNCIO DE CONCURSOS GERAIS EPSO/AD/240-243/12 TRADUTORES (ET/GA/LV/PT) (2012/C 204 A/02)

ANÚNCIO DE CONCURSOS GERAIS EPSO/AD/240-243/12 TRADUTORES (ET/GA/LV/PT) (2012/C 204 A/02) 12.7.2012 PT Jornal Oficial da União Europeia C 204 A/5 ANÚNCIO DE CONCURSOS GERAIS EPSO/AD/240-243/12 TRADUTORES (ET/GA/LV/PT) (2012/C 204 A/02) O Serviço Europeu de Seleção do Pessoal (EPSO) organiza

Leia mais

RECONHECIMENTO INICIAL DE USOS DO TERMO PREVALÊNCIA EM PEDIATRIA: SUBSÍDIOS PARA UM CATÁLOGO DE EXPRESSÕES RECORRENTES NA ÁREA

RECONHECIMENTO INICIAL DE USOS DO TERMO PREVALÊNCIA EM PEDIATRIA: SUBSÍDIOS PARA UM CATÁLOGO DE EXPRESSÕES RECORRENTES NA ÁREA RECONHECIMENTO INICIAL DE USOS DO TERMO PREVALÊNCIA EM PEDIATRIA: SUBSÍDIOS PARA UM CATÁLOGO DE EXPRESSÕES RECORRENTES NA ÁREA Autora: Maria Cristina Alencar Silva (voluntária de IC Projeto Catálogo Textquim)

Leia mais

1) A prática e o aprofundamento das habilidades comunicativas específicas que serão avaliadas nos exames.

1) A prática e o aprofundamento das habilidades comunicativas específicas que serão avaliadas nos exames. C U R S O S ESPECIAIS I n s t i t u t o C e r v a n t e s d e B r a s i l i a CURSOS ESPECIAIS O Instituto Cervantes de Brasília dispõe de uma ampla oferta de cursos especiais para se adaptar as necessidades

Leia mais

As fraseologias das Sentenças Jurídicas do Direito Previdenciário

As fraseologias das Sentenças Jurídicas do Direito Previdenciário Vol. 8, n. 3, p. 234-240, set/dez 2010 2010 by Unisinos - doi: 10.4013/cld.2010.83.07 Alexandra Feldekircher Müller alexandra.f.m@gmail.com Cleci Regina Bevilacqua cleci.bevilacqua@terra.com.br As fraseologias

Leia mais

Como elaborar um relatório de pesquisa

Como elaborar um relatório de pesquisa Como elaborar um relatório de pesquisa Profa. Dra. Maria José B. Finatto - UFRGS - Instituto de Letras www.ufrgs.br/textecc Seminários Temáticos PROPESQ - 2012 Preâmbulo - sério! O Programa Institucional

Leia mais

EDITAL PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO NO CURSO DE MESTRADO E DOUTORADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA PERÍODO LETIVO DE 2015/2

EDITAL PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO NO CURSO DE MESTRADO E DOUTORADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA PERÍODO LETIVO DE 2015/2 EDITAL PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO NO CURSO DE MESTRADO E DOUTORADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA PERÍODO LETIVO DE 2015/2 Mestrado - Reconhecido pela Portaria do Ministério da Educação

Leia mais

LREVISTA DE ETRAS ESTUDOS DE TERMINOLOGIA PARA A TRADUÇÃO TÉCNICA. Maria das Graças Kriegger*, Márcio Sales Santiago** RESUMO ABSTRACT

LREVISTA DE ETRAS ESTUDOS DE TERMINOLOGIA PARA A TRADUÇÃO TÉCNICA. Maria das Graças Kriegger*, Márcio Sales Santiago** RESUMO ABSTRACT LREVISTA DE ETRAS ESTUDOS DE TERMINOLOGIA PARA A TRADUÇÃO TÉCNICA ISSN 2358-4793 Maria das Graças Kriegger*, Márcio Sales Santiago** RESUMO Os tradutores técnicos têm intensificado seu interesse pela Terminologia,

Leia mais

Intersecciones Revista da APEESP N o 1, 2º semestre de 2013 A FORMAÇÃO DE TRADUTORES EM LÍNGUA ESPANHOLA NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

Intersecciones Revista da APEESP N o 1, 2º semestre de 2013 A FORMAÇÃO DE TRADUTORES EM LÍNGUA ESPANHOLA NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL A FORMAÇÃO DE TRADUTORES EM LÍNGUA ESPANHOLA NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Cleci Regina Bevilacqua (UFRGS) Resumo: Este artigo traça um panorama da formação em tradução em Língua Espanhola

Leia mais

REGULAMENTO DE PROJETOS INTERDISCIPLINARES Curso de Letras Tradutor e Intérprete Bacharelado Currículo: LTI 00001

REGULAMENTO DE PROJETOS INTERDISCIPLINARES Curso de Letras Tradutor e Intérprete Bacharelado Currículo: LTI 00001 REGULAMENTO DE PROJETOS INTERDISCIPLINARES Fundamentação Legal PARECER CNE/CES 492/2001 APROVADO em 03/04/2001 e HOMOLOGADO, com despacho do Ministro em 4/7/2001 e publicação no Diário Oficial da União

Leia mais

Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal. Universidad Autónoma del Estado de México

Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal. Universidad Autónoma del Estado de México Babilónia. Revista Lusófona de Línguas, Culturas e Tradução Universidade Lusofona de Humanidades e Tecnologías tradutores_interpretes@ulusofona.pt ISSN (Versión impresa): 1645-779X PORTUGAL 2005 Maria

Leia mais

A Ponte entre a Escola e a Ciência Azul

A Ponte entre a Escola e a Ciência Azul Projeto educativo A Ponte entre a Escola e a Ciência Azul A Ponte Entre a Escola e a Ciência Azul é um projeto educativo cujo principal objetivo é a integração ativa de estudantes do ensino secundário

Leia mais

Documentação e guia do utilizador do Regional Accent Databank (RADbank)

Documentação e guia do utilizador do Regional Accent Databank (RADbank) 1 Documentação e guia do utilizador do Regional Accent Databank (RADbank) Simone Ashby Instituto de Linguística Teórica e Computacional (ILTEC) Traduzido por Sílvia Barbosa e Catarina Silva Lisboa, Portugal

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Membro da direção da Associação de Informação Terminológica (AiT).

CURRICULUM VITAE. Membro da direção da Associação de Informação Terminológica (AiT). CURRICULUM VITAE I DENTIFICAÇÃO PESSOAL DENTIFICAÇÃO PESSOAL Nome: Mafalda Antunes Nacionalidade: Portuguesa Morada: Avenida Elias Garcia, 147, 5.º Dto. Código postal: 1050-090 Localidade: Lisboa Telefone:

Leia mais

FUNDAÇÃO ESTADUAL DE PROTAÇÃO AMBIENTAL HENRIQUE LUÍS ROSSLER PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC/FEPAM

FUNDAÇÃO ESTADUAL DE PROTAÇÃO AMBIENTAL HENRIQUE LUÍS ROSSLER PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC/FEPAM FUNDAÇÃO ESTADUAL DE PROTAÇÃO AMBIENTAL HENRIQUE LUÍS ROSSLER PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC/FEPAM A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (FEPAM), órgão estadual do meio

Leia mais

MAPAS CONCEITUAIS NAS PESQUISAS DO NÚCLEO DE ETNOGRAFIA EM EDUCAÇÃO

MAPAS CONCEITUAIS NAS PESQUISAS DO NÚCLEO DE ETNOGRAFIA EM EDUCAÇÃO MAPAS CONCEITUAIS NAS PESQUISAS DO NÚCLEO DE ETNOGRAFIA EM EDUCAÇÃO Autor: Riselda Maria de França Oliveira Universidade Estadual do Rio de Janeiro - riseldaf@hotmail.com Co-autor: Marcelo Alex de Oliveira

Leia mais

BALANÇO DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA: A UTILIZAÇÃO DAS TIC COMO FERRAMENTA DE PESQUISA ACADÊMICA

BALANÇO DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA: A UTILIZAÇÃO DAS TIC COMO FERRAMENTA DE PESQUISA ACADÊMICA MILHOMEM, André Luiz Borges; GENTIL, Heloisa Salles; AYRES, Sandra Regina Braz. Balanço de Produção Científica: A utilização das TICs como ferramenta de pesquisa acadêmica. SemiEdu2010 - ISSN:1518-4846

Leia mais

Ano 3, n 28, 10/08/09 - UNIVALI

Ano 3, n 28, 10/08/09 - UNIVALI Ano 3, n 28, 10/08/09 - UNIVALI Veja a Agenda do PMCF, os Eventos e as Notícias da área. Boa leitura! Assista o vídeo do nosso curso no Youtube através do link http://br.youtube.com/watch?v=4nwq3i6xkfs

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE O CONTEÚDO DO PROJETO

ORIENTAÇÕES SOBRE O CONTEÚDO DO PROJETO ORIENTAÇÕES SOBRE O CONTEÚDO DO PROJETO ESCOLHA DO TEMA - Seja cauteloso na escolha do tema a ser investigado. Opte por um tema inserido no conteúdo programático da disciplina pela qual teve a maior aptidão

Leia mais

2/11/2009. Fontes de informação científica. O que gera ou veicula informação

2/11/2009. Fontes de informação científica. O que gera ou veicula informação Fontes de informação científica Agosto de 2009 Aula 08 O que gera ou veicula informação Fontes mais estruturadas, normalmente publicações em periódicos e livros. Tem mais legitimidade. Normalmente preveem

Leia mais

A Compilação de um Corpus Paralelo de Traduções da Constituição Brasileira

A Compilação de um Corpus Paralelo de Traduções da Constituição Brasileira A Compilação de um Corpus Paralelo de Traduções da Constituição Brasileira Rafael Souza Pinto rafaelsouzapinto@hotmail.com Orientadora Profa. Dra. Anna Maria Becker Maciel anna.becker@terra.com.br corpus

Leia mais

(CAPA) INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE BRASÍLIA

(CAPA) INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE BRASÍLIA (CAPA) INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA CAMPUS BRASÍLIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

2.1. As inscrições deverão ser realizadas através do preenchimento do formulário de inscrição previsto no seguinte link:

2.1. As inscrições deverão ser realizadas através do preenchimento do formulário de inscrição previsto no seguinte link: O Campus Venda Nova, Floresta e Prado, divulga processo seletivo para formação de cadastro de reserva para o cargo de Professor para o(s) curso(s) de graduação e/ou graduação tecnológica. 1. VAGAS 1.1.

Leia mais

Ficha Terminológica Informatizada: etapas e descrição de um banco de dados terminológico bilíngüe. Guilherme Fromm 1

Ficha Terminológica Informatizada: etapas e descrição de um banco de dados terminológico bilíngüe. Guilherme Fromm 1 Ficha Terminológica Informatizada: etapas e descrição de um banco de dados terminológico bilíngüe. Guilherme Fromm 1 RESUMO: o objetivo deste texto é apresentar um banco de dados, ainda no estágio de desenvolvimento,

Leia mais

1 Introdução. 1.1 Apresentação do tema

1 Introdução. 1.1 Apresentação do tema 1 Introdução 1.1 Apresentação do tema Segundo Basílio (1987), as principais funções do léxico são a representação conceitual e o fornecimento de unidades básicas para a construção dos enunciados. Para

Leia mais

A TERMINOLOGIA DO DIREITO PREVIDENCIÁRIO: SEU RECONHECIMENTO E UTILIZAÇÃO

A TERMINOLOGIA DO DIREITO PREVIDENCIÁRIO: SEU RECONHECIMENTO E UTILIZAÇÃO 159 A TERMINOLOGIA DO DIREITO PREVIDENCIÁRIO: SEU RECONHECIMENTO E UTILIZAÇÃO Alexandra Feldekircher Müller PPGLET/UFRGS-CNPq 0. Introdução A linguagem do Direito Previdenciário (DP) circula em grande

Leia mais

2. TRABALHOS ACADÊMICOS, DISSERTAÇÕES E TESES

2. TRABALHOS ACADÊMICOS, DISSERTAÇÕES E TESES 1. PROJETO DE PESQUISA O projeto de pesquisa surge como proposta da solução de um problema, ou seja, da identificação de uma necessidade a ser satisfeita. É o resultado do planejamento para a solução do

Leia mais

Questionário Europeu de Literacia em Saúde aplicado em Portugal (HLS-EU-PT): Apresentação dos resultados preliminares

Questionário Europeu de Literacia em Saúde aplicado em Portugal (HLS-EU-PT): Apresentação dos resultados preliminares Questionário Europeu de Literacia em Saúde aplicado em Portugal (HLS-EU-PT): Apresentação dos resultados preliminares HLS EU ES Espanha IE Irlanda NL Holanda DE Alemanha AT Áustria EL Grécia PL Polónia

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Sistema de Gestão Ambiental - SGA & Certificação ISO 14.000 SGA & ISO 14.000 UMA VISÃO GERAL

APRESENTAÇÃO. Sistema de Gestão Ambiental - SGA & Certificação ISO 14.000 SGA & ISO 14.000 UMA VISÃO GERAL APRESENTAÇÃO Sistema de Gestão Ambiental - SGA & Certificação ISO 14.000 UMA VISÃO GERAL Introdução SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL - SGA Definição: Conjunto de ações sistematizadas que visam o atendimento

Leia mais

O livro didático nas aulas de alemão como língua estrangeira na universidade: reflexões a partir de uma sondagem

O livro didático nas aulas de alemão como língua estrangeira na universidade: reflexões a partir de uma sondagem 275 O livro didático nas aulas de alemão como língua estrangeira na universidade: reflexões a partir de uma sondagem Raphael da Silveira 1 Titel: The textbook in the classes of German as a foreign language

Leia mais

As Etapas da Pesquisa D R. G U A N I S D E B A R R O S V I L E L A J U N I O R

As Etapas da Pesquisa D R. G U A N I S D E B A R R O S V I L E L A J U N I O R As Etapas da Pesquisa D R. G U A N I S D E B A R R O S V I L E L A J U N I O R INTRODUÇÃO A pesquisa é um procedimento reflexivo e crítico de busca de respostas para problemas ainda não solucionados. O

Leia mais

Sumário. 1. Requisitos de Busca e Recuperação de Informação. 2. Fluxos da busca e recuperação da informação

Sumário. 1. Requisitos de Busca e Recuperação de Informação. 2. Fluxos da busca e recuperação da informação Sumário 1. Requisitos de Busca e Recuperação de Informação 1. Conhecimento sobre temas pesquisados 2. Padronização da Linguagem 3. Tesauros 4. Critérios de Confiabilidade da Informação Online 5. Bom Senso

Leia mais

Como desenvolver um projeto de pesquisa. Profa. Ana Maria Ferreira Barcelos anamfb@ufv.br

Como desenvolver um projeto de pesquisa. Profa. Ana Maria Ferreira Barcelos anamfb@ufv.br Como desenvolver um projeto de pesquisa Profa. Ana Maria Ferreira Barcelos anamfb@ufv.br Pesquisa é curiosidade formalizada. É cutucar e indagar com um propósito. (Zora Neale Hurston) A ciência, como um

Leia mais

DOUTORADO EDITAL PPGAS 6/2014 I. PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL

DOUTORADO EDITAL PPGAS 6/2014 I. PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL PROCESSO SELETIVO 2014 INGRESSO 1º SEMESTRE 2015 DOUTORADO EDITAL PPGAS 6/2014

Leia mais

2.1. As inscrições deverão ser realizadas através do preenchimento do formulário de inscrição previsto no seguinte link:

2.1. As inscrições deverão ser realizadas através do preenchimento do formulário de inscrição previsto no seguinte link: A ESTÁCIO SANTA CATARINA E FLORIANÓPOLIS, campi Santa Catarina e Florianópolis divulgam processo seletivo para formação de cadastro de reserva para o cargo de Professor para o(s) curso(s) de graduação

Leia mais

EQUIVALÊNCIA EM LÍNGUA ESPANHOLA PARA TERMOS DE GESTÃO AMBIENTAL EM LÍNGUA PORTUGUESA: QUESTÕES DE SINONÍMIA E VARIAÇÃO

EQUIVALÊNCIA EM LÍNGUA ESPANHOLA PARA TERMOS DE GESTÃO AMBIENTAL EM LÍNGUA PORTUGUESA: QUESTÕES DE SINONÍMIA E VARIAÇÃO EQUIVALÊNCIA EM LÍNGUA ESPANHOLA PARA TERMOS DE GESTÃO AMBIENTAL EM LÍNGUA PORTUGUESA: QUESTÕES DE SINONÍMIA E VARIAÇÃO 1. Introdução Cleci Regina BEVILACQUA 1 Sue Anne C. COIMBRA 2 O tratamento de fenômenos

Leia mais

ANEXO 1 MODELO DE PROJETO DE PESQUISA

ANEXO 1 MODELO DE PROJETO DE PESQUISA ANEXO 1 MODELO DE PROJETO DE PESQUISA UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL CENTRO DE CIENCIAS JURÍDICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO MESTRADO ACADÊMICO NOME DO(A) CANDIDATO(A) TÍTULO Projeto de pesquisa

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RAIMUNDO SÁ DESENVOLVENDO COM EDUCAÇÃO

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RAIMUNDO SÁ DESENVOLVENDO COM EDUCAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RAIMUNDO SÁ DESENVOLVENDO COM EDUCAÇÃO EDITAL N 01/2015 Ementa: Torna Pública a abertura de inscrições e estabelece normas relativas à participação na VII Semana de Exposição

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Habilitação Profissional: Técnico em Segurança do Trabalho. Qualificação: Sem Certificação Módulo: 1

Plano de Trabalho Docente 2013. Habilitação Profissional: Técnico em Segurança do Trabalho. Qualificação: Sem Certificação Módulo: 1 Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Dr. Francisco Nogueira de Lima Código: 059 Município: Casa Branca Área Profissional: Saúde Habilitação Profissional: Técnico em Segurança do Trabalho

Leia mais

SUSTENTABILIDADE NA LOGÍSTICA REVERSA: ANÁLISE EMPÍRICA DE MULTIPLOS CASOS

SUSTENTABILIDADE NA LOGÍSTICA REVERSA: ANÁLISE EMPÍRICA DE MULTIPLOS CASOS 181 SUSTENTABILIDADE NA LOGÍSTICA REVERSA: ANÁLISE EMPÍRICA DE MULTIPLOS CASOS Valdecir Cahoni Rodrigues 1, Alvaro Costa Jardim Neto 2, Nilmaer Souza da Silva 1 1 Universidade do Oeste Paulista UNOESTE.

Leia mais

Analysing sociolinguistic variation, de autoria de Sali Tagliamonte (University

Analysing sociolinguistic variation, de autoria de Sali Tagliamonte (University Cadernos de Letras da UFF Dossiê: Difusão da língua portuguesa, n o 39, p. 321-328, 2009 321 ANALYSING SOCIOLINGUISTIC VARIATION, SALI TAGLIAMONTE (2006) Por Humberto Soares da Silva Analysing sociolinguistic

Leia mais

FAZEMOS MONOGRAFIA PARA TODO BRASIL, QUALQUER TEMA! ENTRE EM CONTATO CONOSCO!

FAZEMOS MONOGRAFIA PARA TODO BRASIL, QUALQUER TEMA! ENTRE EM CONTATO CONOSCO! FAZEMOS MONOGRAFIA PARA TODO BRASIL, QUALQUER TEMA! ENTRE EM CONTATO CONOSCO! DEFINIÇÃO A pesquisa experimental é composta por um conjunto de atividades e técnicas metódicas realizados para recolher as

Leia mais

Palavras-chave: Toponímia, linguística, memória, imigração italiana, Belo Horizonte.

Palavras-chave: Toponímia, linguística, memória, imigração italiana, Belo Horizonte. MARCAS DA ITÁLIA NA TOPONÍMIA DE BELO HORIZONTE Resumo Zuleide Ferreira Filgueiras 1 Esta comunicação tem como objetivo apresentar os principais resultados da dissertação de mestrado A presença italiana

Leia mais

O trabalho compreende a análise de três TCC - Trabalho de Conclusão de Curso.

O trabalho compreende a análise de três TCC - Trabalho de Conclusão de Curso. III Congresso Internacional III Congresso Internacional, I Simpósio Ibero-Americano e VIII Encontro Nacional de Riscos Guimarães RISCO AMBIENTAL E VULNERABILIDADE: DISCUSSÃO CONCEITUAL A PARTIR DE TRABALHOS

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA PARA SELEÇÃO DE DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FAL Nº. 01/2013

EDITAL DE ABERTURA PARA SELEÇÃO DE DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FAL Nº. 01/2013 Página 1 de 10 EDITAL DE ABERTURA PARA SELEÇÃO DE DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FAL Nº. 01/2013 1. DEFINIÇÃO: A FACULDADE AMÉRICA LATINA - FAL, através da Direção torna pública a abertura do

Leia mais

4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Este capítulo visa a orientar a elaboração de artigos científicos para os cursos de graduação e de pós-graduação da FSG. Conforme a NBR 6022 (2003, p. 2),

Leia mais

PESQUISA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS E CIENTÍFICAS NA INTERNET. OLIVEIRA, Simone Lucas Gonçalves de

PESQUISA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS E CIENTÍFICAS NA INTERNET. OLIVEIRA, Simone Lucas Gonçalves de PESQUISA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS E CIENTÍFICAS NA INTERNET OLIVEIRA, Simone Lucas Gonçalves de SUMÁRIO ÍNDICE DE ILUSTRAÇÕES... 3 1. INTRODUÇÃO... 4 2. CONCEITOS SOBRE A INTERNET... 4 3. ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

Serão promovidas prioritariamente, sujeitas à disponibilidade de fundos, as seguintes atividades:

Serão promovidas prioritariamente, sujeitas à disponibilidade de fundos, as seguintes atividades: As Faculdades Católicas, Sociedade Mantenedora da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e Com o objetivo de aprofundar os laços de cooperação entre o Brasil e Portugal, as Faculdades Católicas,

Leia mais

Colaboradores deste Número

Colaboradores deste Número Colaboradores deste Número Angela Marina Chaves Ferreira é doutora em Letras Neolatinas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde obteve o título de mestre na mesma área de estudos. Cumpriu estágio

Leia mais

Língua(gem), Tecnologia e Informação

Língua(gem), Tecnologia e Informação Língua(gem), Tecnologia e Informação Língua, Tecnologia e Informação A Ciência da Informação estuda vários aspectos sobre o acesso ao registro, acesso ideal de maneira eficiente e eficaz O registro de

Leia mais

Transferência de Cursos e Revalidação de Diplomas

Transferência de Cursos e Revalidação de Diplomas Transferência de Cursos e Revalidação de Diplomas BASE LEGAL A legislação básica sobre o sistema educacional brasileiro consiste na Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, também chamada de Lei Darcy

Leia mais

DIRETRIZES DE UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA ONLINE DA FACULDADE CIDADE DE JOÃO PINHEIRO

DIRETRIZES DE UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA ONLINE DA FACULDADE CIDADE DE JOÃO PINHEIRO DIRETRIZES DE UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA ONLINE DA FACULDADE CIDADE DE JOÃO PINHEIRO MANTIDA FACULDADE CIDADE DE JOÃO PINHEIRO MANTENEDORA ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DE JOÃO PINHEIRO Olá, este é um manual prático

Leia mais

Políticas e Padrões de Desempenho da IFC sobre Sustentabilidade Socioambiental Revisão e Atualização

Políticas e Padrões de Desempenho da IFC sobre Sustentabilidade Socioambiental Revisão e Atualização Políticas e Padrões de Desempenho da IFC sobre Sustentabilidade Socioambiental Revisão e Atualização Visão Geral do Processo de Consulta e Participação Corporação Financeira Internacional 26 de agosto

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA DEFINIÇÃO

PROJETO DE PESQUISA DEFINIÇÃO PROJETO DE PESQUISA (segundo a ABNT - NBR 15287: 2011) DEFINIÇÃO Descrição de um empreendimento a ser realizado. Busca respostas para problemas que necessitam de solução a curto ou a longo prazo (ABNT,

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA PARA SELEÇÃO DE DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FTSG Nº. 01/2013

EDITAL DE ABERTURA PARA SELEÇÃO DE DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FTSG Nº. 01/2013 Página 1 de 10 EDITAL DE ABERTURA PARA SELEÇÃO DE DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FTSG Nº. 01/2013 1. DEFINIÇÃO: A FACULDADE TECNOLOGIA DA SERRA GAUCHA - FTSG, através da Direção torna pública

Leia mais

REGISTRO DE ATIVIDADES-ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS PROT/ /AACC/ ART / Data: / / Aluno: Matrícula:

REGISTRO DE ATIVIDADES-ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS PROT/ /AACC/ ART / Data: / / Aluno: Matrícula: UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - Formação Acadêmico-científico-cultural Requisito 1 Disciplina extracurricular cursada fora da, em IES com reconhecimento oficial 2 Realização de curso regular

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei 10.435-24/04/2002 Núcleo de Educação a Distância

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei 10.435-24/04/2002 Núcleo de Educação a Distância Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei 10.435-24/04/2002 Núcleo de Educação a Distância CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO EDUCACIONAL Aprovado em 09/02/2012 CEPEAd/UNIFEI

Leia mais

Padrões da Preposição de entre Sintagmas Nominais em Linguagem Cotidiana e Linguagens Técnico- Científicas 1

Padrões da Preposição de entre Sintagmas Nominais em Linguagem Cotidiana e Linguagens Técnico- Científicas 1 VILLAVICENCIO,A; FINATTO, M.J; POSSAMAI,V. (2006) Padrões da Preposição de entre Sintagmas Nominais em Linguagem Cotidiana e Linguagens Técnico-Científicas. Publicado e disponível no site do evento: V

Leia mais

NORMAS INTERNAS PARA ELABORAÇÃO DAS DISSERTAÇÕES E TESES

NORMAS INTERNAS PARA ELABORAÇÃO DAS DISSERTAÇÕES E TESES UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS NORMAS INTERNAS PARA ELABORAÇÃO DAS DISSERTAÇÕES E TESES Material de apoio para elaboração padronizada

Leia mais

XI MOSTRA DE TEATRO DO COLÉGIO SANTA CRUZ

XI MOSTRA DE TEATRO DO COLÉGIO SANTA CRUZ XI MOSTRA DE TEATRO DO COLÉGIO SANTA CRUZ REGULAMENTO 1. OBJETO 1.1. A MOSTRA DE TEATRO DO COLÉGIO SANTA CRUZ 2016 tem caráter não competitivo e é realizada pelo Núcleo de Teatro do Colégio Santa Cruz

Leia mais

Regulamento das. Atividades Complementares

Regulamento das. Atividades Complementares BACHARELADO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS Regulamento das Atividades Complementares Osasco 2013 Apresentação Este documento apresenta um conjunto geral de normas e orientações sobre a realização das Atividades

Leia mais

PROPLAN Diretoria de Informações. Tutorial SisRAA Biblioteca

PROPLAN Diretoria de Informações. Tutorial SisRAA Biblioteca PROPLAN Tutorial SisRAA Biblioteca Ana Carla Macedo da Silva Jaciane do Carmo Ribeiro Diego da Costa Couto Mauro Costa da Silva Filho Dezembro 2014 SUMÁRIO 1. Menu: Acessibilidade... 3 1.1 Opção de menu:

Leia mais

Centro Universitário de Belo Horizonte - UniBH. Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde - ICBS

Centro Universitário de Belo Horizonte - UniBH. Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde - ICBS Centro Universitário de Belo Horizonte - UniBH Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde - ICBS Manual Atividades Complementares de Graduação - ACG Curso de Educação Física / Licenciatura e Bacharelado

Leia mais

NOME DO ALUNO. TÍTULO DO TRABALHO FINAL DE CURSOS Projeto de Pesquisa

NOME DO ALUNO. TÍTULO DO TRABALHO FINAL DE CURSOS Projeto de Pesquisa NOME DO ALUNO TÍTULO DO TRABALHO FINAL DE CURSOS Projeto de Pesquisa Projeto de Pesquisa apresentado como exigência parcial para aprovação na disciplina Metodologia da Pesquisa no Curso de Pós-Graduação

Leia mais

ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente

ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente Conceito ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente O Sagres Diário é uma ferramenta que disponibiliza rotinas que facilitam a comunicação entre a comunidade Docente e Discente de uma instituição,

Leia mais

Projeto de Pesquisa. Profª Drª Lívia Haygert Pithan Supervisora do Setor de TCC da FADIR livia.pithan@pucrs.br

Projeto de Pesquisa. Profª Drª Lívia Haygert Pithan Supervisora do Setor de TCC da FADIR livia.pithan@pucrs.br PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE DIREITO Projeto de Pesquisa Profª Drª Lívia Haygert Pithan Supervisora do Setor de TCC da FADIR livia.pithan@pucrs.br 1 1. Definição Projeto

Leia mais

Estabelece os requisitos mínimos e o termo de referência para realização de auditorias ambientais.

Estabelece os requisitos mínimos e o termo de referência para realização de auditorias ambientais. RESOLUÇÃO Nº 306, DE 5 DE JULHO DE 2002 Estabelece os requisitos mínimos e o termo de referência para realização de auditorias ambientais. O CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE-CONAMA, no uso das competências

Leia mais

REMISSIVAS TERMINOLÓGICAS EM TEXTOS DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA NA ÁREA DA SAÚDE

REMISSIVAS TERMINOLÓGICAS EM TEXTOS DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA NA ÁREA DA SAÚDE REMISSIVAS TERMINOLÓGICAS EM TEXTOS DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA NA ÁREA DA SAÚDE Márcio Sales SANTIAGO Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS, Rio Grande do Sul, Brasil mssantiago12@gmail.com Maria

Leia mais

Como fazer um levantamento bibliográfico na internet?

Como fazer um levantamento bibliográfico na internet? Como fazer um levantamento bibliográfico na internet? Material de Apoio ao TCC UFMA/SUS Pesquisa na Internet A Web oferece recursos de busca sobre tópicos atuais que seriam difíceis encontrar em bibliotecas

Leia mais

Comunicação em jogo: a relação entre as mudanças organizacionais e as atividades lúdicas

Comunicação em jogo: a relação entre as mudanças organizacionais e as atividades lúdicas Comunicação em jogo: a relação entre as mudanças organizacionais e as atividades lúdicas Tainah Schuindt Ferrari Veras Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Bauru/SP e-mail: tainah.veras@gmail.com

Leia mais