Automação de Unidades de Informação Redes de Informação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Automação de Unidades de Informação Redes de Informação"

Transcrição

1 Automação de Unidades de Informação Introdução As tecnologias de informação concretizam a Sociedade da Informação, na qual as redes são recursos estratégicos para o desenvolvimento científico e tecnológico. As redes, mais que uma necessidade é hoje imprescindível para podermos desenvolver serviços e produtos em sintonia com o ambiente informacional que nos cerca e cresce a cada dia. 1

2 : definição Termo utilizado largamente para significar o esforço conjunto de várias organizações empenhadas em reunir, organizar e disseminar informações para os usuários (Cabral; de Paula, 2007) : definição Reúnem pessoas e organizações para o intercâmbio de informações, ao mesmo tempo em que contribuem para a organização de produtos e a operacionalização de serviços que, sem a participação mútua, não seriam possíveis (Tomaél, 2005) 2

3 : definição é tradicionalmente um grupo de unidades e serviços de informação voltado para um interesse comum, que pode ser a compilação de uma base de dados, um sistema cooperativo de catalogação, entre outras atividades, sendo seu ponto focal o compartilhamento de recursos e a cooperação em serviços e produtos. (Katz, 1997, p.61) : tecnologias A Internet intensificou o compartilhamento da informação, o que acarretou o desenvolvimento de bibliotecas digitais em cooperação, bem como o compartilhamento de recursos para a formação e o desenvolvimento de coleções. 3

4 : histórico As redes foram criadas em vista das deficiências e limitações de suas coleções, sendo a cooperação a solução encontrada para suprir as demandas informacionais e racionalizar os recursos.htm financeiros; A cooperação entre bibliotecas (empréstimo entre bibliotecas) já existe desde o início do século 20; Os serviços foram evoluindo tornando-se mais sofisticados, principalmente após a adoção de padrões de cooperação. Pioneiros Library of Congress (LC) LCMARC; Acesso a Base de Dados; CD-ROM. OCLC Maior base do mundo; OCLCMARC. 4

5 Brasil Bibliodata; Catálogo Coletivo Nacional (CCN); BIREME; BDTD; CRUESP : normas e padrões A inserção de serviços e unidades de informação no âmbito das redes requer a adoção de normas e padrões que possibilitem o desenvolvimento de ações, integrando diferentes organizações sob objetivos comuns. O uso de normas e padrões na descrição dos materiais informacionais é essencial para os serviços e unidades de informação que queiram estar inseridos no contexto da cooperação nacional e internacional. Formato MARC A linguagem XML 5

6 : tipos Geográficas: internacionais, regionais (América Latina, Caribe etc), nacionais, estaduais, municipais ou institucionais (universidade, empresa, instituto etc). Temáticas: Ciências da Saúde, Agricultura, Meio Ambiente, Ciência & Tecnologia, Legislação, Energia, Trabalho etc. : tipos Por Tipo de Documento: teses e dissertações, periódicos, manuscritos. Por Tipo de Produto/Serviço: catálogos coletivos e bibliografias, cópias, padrões (ISBN e ISSN) empréstimo interbibliotecário etc. 6

7 AGRIS O que é? Sistema cooperativo no qual os países participantes incorporam as referências bibliográficas de sua literatura nacional e, em contrapartida, recebem as referências dos demais participantes da rede. Objetivo: Identificar a literatura agrícola mundial, facilitar e promover o intercâmbio dessa informação, principalmente entre países em desenvolvimento, desenvolvendo metodologias para coleta, armazenamento, manejo e divulgação da informação agrícola. INTERNATIONAL INFORMATION SYSTEM FOR THE AGRICULTURE SCIENSES AND TECHNOLOGY. BDTD Biblioteca Digital de Teses e Dissertações Objetivo: Registrar e disseminar teses e dissertações; Recuperação dos documentos; Incentivar a produção científica e a divulgação da mesma. Histórico: 2001-IBICT formou um grupo de estudos, para analisar a disponibilização das teses e dissertações na Internet: Profissionais especializados da Bireme, CNPq, IBICT,USP, PUC-Rio, e UFSC Foi proposto um padrão de metadados, que interligasse as fontes de informação; 7

8 Bibliodata É uma rede cooperativa de bibliotecas brasileiras que tem seus acervos representados no catálogo coletivo É uma experiência nacional pioneira na criação de uma rede de catalogação cooperativa Objetivo Desenvolver a cooperação entre bibliotecas Disseminar informação através do compartilhamento de dados e serviços entre bibliotecas BIREME Biblioteca Virtual em Saúde Promoção da cooperação técnica em informação científicotécnica em saúde da Região; Colocar ao alcance da comunidade de profissionais da saúde informação científico-técnica produzida nacional e internacionalmente. Sistema Latino Americano de Informação em Ciências da Saúde É um sistema cooperativo de informação científico-técnica em Ciências da Saúde Latino-Americana e do Caribe 8

9 CRUESP Criar condições para o funcionamento sistêmico das bibliotecas da USP, UNESP e UNICAMP, racionalizando recursos e compartilhamento produtos e serviços. Oferecer suporte ao desenvolvimento do ensino e da pesquisa. CRUESP Sistema de Bibliotecas da UNESP Sistema de Bibliotecas da USP Sistema de Bibliotecas da UNICAP OCLC São mais de bibliotecas em 84 países e territórios do mundo. O OCLC possui o WorldCat database que é a base de dados mais utilizada em ensino superior. Com mais de 52 milhões de registros catalogados criados por bibliotecas ao redor do mundo, sendo que é adicionado um novo registro a cada 15 segundos. Com mais de anos de conhecimento representado em mais de 400 idiomas. Inclui quase 900 milhões de inscrições bibliográficas e mais de 100 milhões de pedidos de empréstimos ao Interlibrary. 9

10 Bibliografia CENDÓN, Beatriz Valadares. Sistemas e redes de informação. In: OLIVEIRA, Marlene (Coord.). Ciência da informação e biblioteconomia: novos conteúdos e espaços de atuação. Belo Horizonte: Editora UFMG, p. p ROWLEY, Jennifer. A biblioteca eletrônica. Brasília, Briquet de Lemos, Capítulo 15, item

COORDENAÇÃO-GERAL DE PESQUISA E MANUTENÇÃO DE PRODUTOS CONSOLIDADOS LILLIAN ALVARES

COORDENAÇÃO-GERAL DE PESQUISA E MANUTENÇÃO DE PRODUTOS CONSOLIDADOS LILLIAN ALVARES COORDENAÇÃO-GERAL DE PESQUISA E MANUTENÇÃO DE PRODUTOS CONSOLIDADOS LILLIAN ALVARES Coordenação do Laboratório de Metodologias de Tratamento e Disseminação da Informação Bianca Amaro Coordenação de Atendimento

Leia mais

Sumário. 4 Introdução. 4 Definições. 4 Utilização. 4 Padrões. 4 Conclusão. 4 Os padrões permitem 4 Padrões USMARC 4 Padrões Dublin Core

Sumário. 4 Introdução. 4 Definições. 4 Utilização. 4 Padrões. 4 Conclusão. 4 Os padrões permitem 4 Padrões USMARC 4 Padrões Dublin Core Sumário 4 Introdução 4 Definições 4 Utilização 4 Padrões 4 Os padrões permitem 4 Padrões USMARC 4 Padrões Dublin Core 4 Conclusão Introdução 4 A constante evolução da área de informática, permite com que

Leia mais

Histórico SIBi/USP. Surgimento. 6 milhões de volumes espalhados pelos 9 campi da USP.

Histórico SIBi/USP. Surgimento. 6 milhões de volumes espalhados pelos 9 campi da USP. Histórico SIBi/USP Surgimento. 6 milhões de volumes espalhados pelos 9 campi da USP. Histórico SIBi/USP Os acervos oferecem suporte as atividades de ensino de 200 cursos de graduação, 271 de Mestrado,

Leia mais

Plano de Ensino Automação de Bibliotecas Profesora Ursula Blattmann

Plano de Ensino Automação de Bibliotecas Profesora Ursula Blattmann UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO - CED DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO-CIN PLANO DE ENSINO Primeiro semestre de 2008 1 IDENTIFICAÇÃO Disciplina : CIN5329

Leia mais

Biblioteca digital x Biblioteca virtual: aspectos norteadores para proposta de implantação em uma IES. Zaira Regina Zafalon

Biblioteca digital x Biblioteca virtual: aspectos norteadores para proposta de implantação em uma IES. Zaira Regina Zafalon ZAFALON, Z. R. Biblioteca digital X Biblioteca virtual: aspectos norteadores para proposta de implantação em uma IES. In: Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias, 13., 2004, Natal. Arquivo em

Leia mais

Projeto BVS-SP-1.9 Publicação eletrônica de textos completos em Saúde Pública (15 de outubro de 1999)

Projeto BVS-SP-1.9 Publicação eletrônica de textos completos em Saúde Pública (15 de outubro de 1999) BIREME/OPAS/OMS BVS Saúde Pública Projeto BVS-SP-1.9 Publicação eletrônica de textos completos em Saúde Pública (15 de outubro de 1999) 1. Introdução Este documento descreve o projeto para o desenvolvimento

Leia mais

Desenvolvimento da coleção digital das publicações da Embrapa Soja

Desenvolvimento da coleção digital das publicações da Embrapa Soja Desenvolvimento da coleção digital das publicações da Embrapa Soja CONDE, C. A. G. F.¹; MARTINS, M. C. da S.¹; LIMA, A. B. A. de². ¹Universidade Estadual de Londrina UEL; ²Embrapa Soja. No recém-inaugurado

Leia mais

UNIG UNIVERSIDADE IGUAÇU

UNIG UNIVERSIDADE IGUAÇU Curso de Engenharia Civil da Universidade Iguaçu Campus Nova Iguaçu ACERVO DE PERIÓDICOS, BASE DE DADOS O Curso de Engenharia Civil da Universidade Iguaçu Nova Iguaçu da UNIG Campus Nova Iguaçu possui

Leia mais

Marketing e promoção na Biblioteca da Escola de Engenharia de São Carlos-USP

Marketing e promoção na Biblioteca da Escola de Engenharia de São Carlos-USP Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Marketing e promoção na Biblioteca da Escola de Engenharia de São Carlos-USP Luiza de Menezes Romanetto (USP e UFSCar) - lumenezesr@gmail.com Flávia Helena Cassin (EESC-USP)

Leia mais

UERJ REDE SIRIUS - BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS SOCIAIS B / CCSB

UERJ REDE SIRIUS - BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS SOCIAIS B / CCSB UERJ REDE SIRIUS - BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS SOCIAIS B / CCSB PESQUISA CIENTÍFICA ON-LINE NA Autores: Manoel Silva Barata; Sandra Pimenta; Regina Patrocínio RESUMO: Este trabalho técnico-científico representa

Leia mais

REDES DE INFORMAÇÃO: O PONTO DE CONTATO DOS SERVIÇOS E UNIDADES DE INFORMAÇÃO NO BRASIL

REDES DE INFORMAÇÃO: O PONTO DE CONTATO DOS SERVIÇOS E UNIDADES DE INFORMAÇÃO NO BRASIL REDES DE INFORMAÇÃO: O PONTO DE CONTATO DOS SERVIÇOS E UNIDADES DE INFORMAÇÃO NO BRASIL Resumo Os serviços e as unidades de informação, organizados em rede, exercem uma função essencial nos processos da

Leia mais

Registro do Conhecimento Humano

Registro do Conhecimento Humano Os desafios da informação na Era do Conhecimento: Papel das Bibliotecas Eletrônicas Rosane Taruhn Departamento Técnico Diretora do Serviço de Formação e Manutenção de Acervos Registro do Conhecimento Humano

Leia mais

Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde

Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde Objetivo: Apresentar o Modelo da BVS: conceitos, evolução, governabilidade, estágios e indicadores. Conteúdo desta aula

Leia mais

FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL

FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL Endereço http://www.bn.br Órgão vinculado ao Ministério da Cultura, cuida do Livro, da Leitura, e da Biblioteca. Atendimento à distância. A Divisão de Informação Documental

Leia mais

BIBLIOTECA PAULO LACERDA DE AZEVEDO R E G I M E N T O

BIBLIOTECA PAULO LACERDA DE AZEVEDO R E G I M E N T O BIBLIOTECA PAULO LACERDA DE AZEVEDO R E G I M E N T O I N T E R N O Porto Alegre, 2013 TITULO I DA NATUREZA E SEUS FINS Art. 1 A Biblioteca Paulo Lacerda de Azevedo, criada em 1962, registrada sob o nº.

Leia mais

CARTA DE SÃO PAULO SOBRE SAÚDE BUCAL NAS AMÉRICAS

CARTA DE SÃO PAULO SOBRE SAÚDE BUCAL NAS AMÉRICAS 1 CARTA DE SÃO PAULO SOBRE SAÚDE BUCAL NAS AMÉRICAS ENCONTRO LATINO AMERICANO DE COORDENADORES NACIONAIS DE SAÚDE BUCAL SÃO PAULO 28/01 a 01/02/06 Encontro Latino - Americano de Coordenadores Nacionais

Leia mais

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA AULA 3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O que é uma fundamentação teórica É uma visão crítica da pesquisa existente que é significante para o trabalho que o aluno/pesquisador está desenvolvendo; Identifica e organiza

Leia mais

A DISSEMINAÇÃO DE INFORMAÇÃO EM BIBLIOTECAS VIRTUAIS DE UNIVERSIDADES AMAZÔNICAS

A DISSEMINAÇÃO DE INFORMAÇÃO EM BIBLIOTECAS VIRTUAIS DE UNIVERSIDADES AMAZÔNICAS A DISSEMINAÇÃO DE INFORMAÇÃO EM S VIRTUAIS DE UNIVERSIDADES AMAZÔNICAS Maria Odaisa Espinheiro de Oliveira Universidade Federal do Pará Centro Socioeconômico/Dep. Biblioteconomia Correo-e: odaisa@ufpa.br

Leia mais

www.unioeste.br/portaldainformacao

www.unioeste.br/portaldainformacao PORTAL DA INFORMAÇÃO DA UNIOESTE Página de acesso livre ao conhecimento. www.unioeste.br/portaldainformacao PORTAL DA INFORMAÇÃO DA UNIOESTE A P R E S E N T A Ç Ã O O Portal da Informação da Unioeste é

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES BIBLIOTECA PAULO ERNESTO TOLLE

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES BIBLIOTECA PAULO ERNESTO TOLLE POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES BIBLIOTECA PAULO ERNESTO TOLLE 1. INTRODUÇÃO A Biblioteca Paulo Ernesto Tolle é mantida pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado FECAP, uma das mais antigas

Leia mais

2/11/2009. Fontes de informação científica. O que gera ou veicula informação

2/11/2009. Fontes de informação científica. O que gera ou veicula informação Fontes de informação científica Agosto de 2009 Aula 08 O que gera ou veicula informação Fontes mais estruturadas, normalmente publicações em periódicos e livros. Tem mais legitimidade. Normalmente preveem

Leia mais

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ BIREME - OPAS - OMS CENTRO DE INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA CICT PROJETO BVS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS BRASIL

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ BIREME - OPAS - OMS CENTRO DE INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA CICT PROJETO BVS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS BRASIL FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ - OPAS - OMS CENTRO DE INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA CICT PROJETO BVS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS BRASIL Rio de Janeiro 2002 Doenças Infecciosas e Parasitárias na BVS

Leia mais

Emir José Suaiden Professor e pesquisador da Universidade de Brasília Diretor do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia - Ibict

Emir José Suaiden Professor e pesquisador da Universidade de Brasília Diretor do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia - Ibict SERVIÇOS DE REFERÊNCIA: NAS TRILHAS DA WEB Emir José Suaiden Professor e pesquisador da Universidade de Brasília Diretor do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia - Ibict No processo

Leia mais

Ações cooperativas no âmbito da Rede História e Patrimônio Cultural da Saúde: agenda e desafios

Ações cooperativas no âmbito da Rede História e Patrimônio Cultural da Saúde: agenda e desafios 1 Por que a Rede HPCS? Contexto Constituição Princípios e objetivos gerais Termo de Constituição Instituições participantes 2 O trabalho em rede: Concepção 3 Os instrumentos de integração e promoção da

Leia mais

Plano de Trabalho BVS Brasil https://goo.gl/d3eccm

Plano de Trabalho BVS Brasil https://goo.gl/d3eccm Plano de Trabalho BVS Brasil https://goo.gl/d3eccm Linha estratégica 1: Fortalecimento da Rede BVS Brasil Prioridade 1.1 Ampliação das alianças e das redes que atuam na informação científica e técnica

Leia mais

Biblioteca Digital da UNIVATES utilizando a ferramenta DSpace. Alexandre Stürmer Wolf, Ana Paula Lisboa Monteiro, Willian Valmorbida

Biblioteca Digital da UNIVATES utilizando a ferramenta DSpace. Alexandre Stürmer Wolf, Ana Paula Lisboa Monteiro, Willian Valmorbida Biblioteca Digital da UNIVATES utilizando a ferramenta DSpace Alexandre Stürmer Wolf, Ana Paula Lisboa Monteiro, Willian Valmorbida Roteiro Biblioteca Digital da UNIVATES Bibliotecas: Conceitos Metas da

Leia mais

A criação do projeto laboratório biblioteca digital como estratégia de ensino da disciplina bibliotecas arquivos e museus digitais

A criação do projeto laboratório biblioteca digital como estratégia de ensino da disciplina bibliotecas arquivos e museus digitais Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) A criação do projeto laboratório biblioteca digital como estratégia de ensino da disciplina bibliotecas arquivos e museus digitais Célia da Consolação Dias (ECI/UFMG) -

Leia mais

1º CINFOTEC Unicamp. Comunicação, Informação e Tecnologia na Unicamp

1º CINFOTEC Unicamp. Comunicação, Informação e Tecnologia na Unicamp 1º CINFOTEC Unicamp Comunicação, Informação e Tecnologia na Unicamp Engº Ms. Gilberto Oliani Coordenador de Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) da Faculdade de Educação da Unicamp 11/06/12

Leia mais

Apresentação do Banco de Dados Mundial sobre Fortificações

Apresentação do Banco de Dados Mundial sobre Fortificações Apresentação do Banco de Dados Mundial sobre Fortificações Roberto Tonera Projeto Fortalezas Multimídia - Universidade Federal de Santa Catarina Brasil projeto@fortalezasmultimidia.com.br artonera@hotmail.com

Leia mais

I WORKSHOP SDO 13.12.10

I WORKSHOP SDO 13.12.10 FACULDADE DE ODONTOLOGIA SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO ODONTOLÓGICA I WORKSHOP SDO 13.12.10 SERVIÇO O DE INFORMAÇÃO DOCUMENTÁRIA E CIRCULAÇÃO Equipe: Amarildo de Almeida - Auxiliar Ana Lúcia Victoretti de Oliveira-

Leia mais

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Profa. Dra. Lillian Maria Araújo de Rezende Alvares Coordenadora-Geral de Pesquisa e Manutenção de Produtos

Leia mais

Comunidade Virtual, Biblioteca Digital, Comunicação digital, Construção Civil.

Comunidade Virtual, Biblioteca Digital, Comunicação digital, Construção Civil. COMUNIDADE VIRTUAL NA ÁREA DE CONSTRUÇÃO CIVIL 1 Denise Nunes Pithan 2, Malik Cheriaf 3, Roberto Lamberts 4 Resumo O presente artigo tem como objetivo apresentar o projeto de comunidade virtual da área

Leia mais

www.ueg.br REGIMENTO INTERNO SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS REGIONAIS (SIBRE) DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS

www.ueg.br REGIMENTO INTERNO SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS REGIONAIS (SIBRE) DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS www.ueg.br UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação Coordenação Geral de Ambientes de Aprendizagem Coordenação Acadêmica do Sistema Integrado de Bibliotecas Regionais REGIMENTO INTERNO

Leia mais

POLÍTICA DE ATUALIZAÇÃO E DE EXPANSÃO DO ACERVO E DA INFRAESTRUTURA DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR KM 125

POLÍTICA DE ATUALIZAÇÃO E DE EXPANSÃO DO ACERVO E DA INFRAESTRUTURA DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR KM 125 POLÍTICA DE ATUALIZAÇÃO E DE EXPANSÃO DO ACERVO E DA INFRAESTRUTURA DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR KM 125 Considerando o crescimento da demanda de informação no meio acadêmico, foi definida

Leia mais

PROJETO INTEGRAÇÃO DOS CENTROS DE INFORMAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PAULISTA

PROJETO INTEGRAÇÃO DOS CENTROS DE INFORMAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PAULISTA PROJETO INTEGRAÇÃO DOS CENTROS DE INFORMAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PAULISTA São Paulo Julho/2008 Projeto Integração dos Centros de Informação da Administração Paulista SUMÁRIO 1. Sumário executivo...

Leia mais

POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP

POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP 1. POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP 1.1. Objetivos Nas últimas décadas as bibliotecas passaram por mudanças

Leia mais

COMUNICAÇÕES/DOCUMENTOS

COMUNICAÇÕES/DOCUMENTOS Esta seção visa a oferecer informações sobre os eventos e outras atividades congêneres de interesse de instituições e dos profissionais da informação e tem como propósito, além da divulgação, o incentivo

Leia mais

Processo de Avaliação e Seleção de Periódicos LILACS Brasil Sistema de Informação Especializado na Área de Odontologia SIEO

Processo de Avaliação e Seleção de Periódicos LILACS Brasil Sistema de Informação Especializado na Área de Odontologia SIEO Processo de Avaliação e Seleção de Periódicos LILACS Brasil Sistema de Informação Especializado na Área de Odontologia SIEO Lúcia Maria S.V. Costa Ramos SDO/FOUSP BIREME - Centro Latino-Ameriano e do Caribe

Leia mais

BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS

BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS A Biblioteca possui atenção especial dos dirigentes da UCSal, por constituirse em um instrumento de apoio valioso aos programas de ensino, pesquisa e extensão. O foco

Leia mais

DirEve - Manual de Entrada de Registros

DirEve - Manual de Entrada de Registros BIREME / OPAS / OMS Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde DirEve - Manual de Entrada de Registros Versão 1.1 São Paulo - 2005 Copyright 2005 - BIREME / OPAS / OMS DirEve

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO CÁTEDRA UNESCO DE LEITURA PUC-RIO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO CÁTEDRA UNESCO DE LEITURA PUC-RIO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO CÁTEDRA UNESCO DE LEITURA PUC-RIO III CONGRESSO INTERNACIONAL DE LEITURA E LITERATURA INFANTIL E

Leia mais

VII EBAM Bibliotecas, Archivos y Museos de América Latina: comunicación intercultural e inclusión social

VII EBAM Bibliotecas, Archivos y Museos de América Latina: comunicación intercultural e inclusión social O uso do Facebook como ferramenta de comunicação e interação em biblioteca universitária: o caso da Biblioteca Central da Universidade Federal de Minas Gerais Área temática - 2. Web social y tecnologías

Leia mais

HISTÓRICO. Horário de funcionamento. De 2ª feira a 6ª feira das 8:00 h às 22:00 h Sábados, das 8:00 h às 13:00 h. Espaço físico

HISTÓRICO. Horário de funcionamento. De 2ª feira a 6ª feira das 8:00 h às 22:00 h Sábados, das 8:00 h às 13:00 h. Espaço físico HISTÓRICO A Biblioteca central da Faculdade de Medicina de Petrópolis e Faculdade Arthur Sá Earp Neto foi criada em 17 de agosto de 1967, tendo sido o seu acervo inicial constituído de obras de referência

Leia mais

Caroline Brito de Oliveira

Caroline Brito de Oliveira COOPERAÇÃO, COMPARTILHAMENTO E COLABORAÇÃO NA REDE DE BIBLIOTECAS E CENTROS DE INFORMAÇÃO EM ARTE NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO REDARTE/RJ Caroline Brito de Oliveira Orientador: Profª Drª Regina de Barros

Leia mais

FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO Política de Desenvolvimento de Coleções das Bibliotecas

FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO Política de Desenvolvimento de Coleções das Bibliotecas FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO Política de Desenvolvimento de Coleções das Bibliotecas Atualmente, com duas unidades, localizadas na Escola de Sociologia e Política à rua General

Leia mais

Projetos e ações da IASLl International Association of School Librarianship Associação Internacional de Bibliotecas Escolares

Projetos e ações da IASLl International Association of School Librarianship Associação Internacional de Bibliotecas Escolares Projetos e ações da IASLl International Association of School Librarianship Associação Internacional de Bibliotecas Escolares Katharina B.L. Berg BIbliotecária Diretora Regional da IASL para América Latina

Leia mais

Criação do Sistema Integrado de Bibliotecas do Sistema ACAFE: utilizando JAVA e XML

Criação do Sistema Integrado de Bibliotecas do Sistema ACAFE: utilizando JAVA e XML Criação do Sistema Integrado de Bibliotecas do Sistema ACAFE: utilizando JAVA e XML Alberto Pereira de Jesus (FURB) albertop@furb.br Jefferson José Gomes(ACAFE) jeffer@acafe.org.br Resumo. Este artigo

Leia mais

RELATÓRIO 3 CONJUNTO DE METADADOS DO REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL DA ENAP

RELATÓRIO 3 CONJUNTO DE METADADOS DO REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL DA ENAP RELATÓRIO 3 CONJUNTO DE METADADOS DO REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL DA ENAP Projeto básico sobre Repositório Digital: Definição da Arquitetura Informacional / Definição do Conjunto de Metadados / Definição

Leia mais

Biblioteca. Política de Seleção e. desenvolvimento de coleção

Biblioteca. Política de Seleção e. desenvolvimento de coleção Biblioteca Política de Seleção e desenvolvimento de coleção 2007 1 INTRODUÇÃO Atualmente com o crescimento do fluxo de informações tornou-se necessário adotar critérios para uma Política de Atualização

Leia mais

APLICAÇÕES SINTÁTICAS E SEMÂNTICAS NA CONVERSÃO DE REGISTROS BIBLIOGRÁFICOS AO FORMATO MARC21 BIBLIOGRÁFICO

APLICAÇÕES SINTÁTICAS E SEMÂNTICAS NA CONVERSÃO DE REGISTROS BIBLIOGRÁFICOS AO FORMATO MARC21 BIBLIOGRÁFICO APLICAÇÕES SINTÁTICAS E SEMÂNTICAS NA CONVERSÃO DE REGISTROS BIBLIOGRÁFICOS AO FORMATO MARC21 BIBLIOGRÁFICO Zaira Regina Zafalon Plácida L. V. A. da C. Santos UNESP - BRASIL Introdução Uso de novas tecnologias

Leia mais

PROJETO DA REDE SOCIAL BRASILEIRA POR CIDADES JUSTAS E SUSTENTÁVEIS

PROJETO DA REDE SOCIAL BRASILEIRA POR CIDADES JUSTAS E SUSTENTÁVEIS PROJETO DA REDE SOCIAL BRASILEIRA POR CIDADES JUSTAS E SUSTENTÁVEIS 1 Índice I. Problema e Oportunidade...03 II. Objetivo geral e específicos...05 III. Resultados esperados e meios de sua verificação...07

Leia mais

REPOSITÓRIO EDUCACIONAL ABERTO PARA SURDOS: UMA PRIMEIRA ABORDAGEM

REPOSITÓRIO EDUCACIONAL ABERTO PARA SURDOS: UMA PRIMEIRA ABORDAGEM GT8 - Informação e Tecnologia Modalidade de apresentação: Pôster REPOSITÓRIO EDUCACIONAL ABERTO PARA SURDOS: UMA PRIMEIRA ABORDAGEM Romario Antunes da Silva Universidade Federal de Santa Catarina Rosângela

Leia mais

O PERFIL DO PROFISSIONAL DA INFORMAÇÃO: estudo de caso da Biblioteca Central de Ribeirão Preto-USP

O PERFIL DO PROFISSIONAL DA INFORMAÇÃO: estudo de caso da Biblioteca Central de Ribeirão Preto-USP TRABALHO ORAL IMPACTO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO NA GESTÃO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA Perfil do profissional da informação O PERFIL DO PROFISSIONAL DA INFORMAÇÃO: estudo de caso da Biblioteca Central

Leia mais

a) É a que reúne, preserva e difunde a documentação bibliográfica e audiovisual produzida no território

a) É a que reúne, preserva e difunde a documentação bibliográfica e audiovisual produzida no território 1. Assinale a alternativa que conceitua a biblioteca especializada: a) É a que reúne, preserva e difunde a documentação bibliográfica e audiovisual produzida no território nacional b) É a dedicada à reunião

Leia mais

REPENSANDO A ROTINA DA BIBLIOTECA CENTRAL DO CAMPUS DE RIBEIRÃO PRETO - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

REPENSANDO A ROTINA DA BIBLIOTECA CENTRAL DO CAMPUS DE RIBEIRÃO PRETO - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO TRABALHO ORAL IMPACTO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO NA GESTÃO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA Uso estratégico das tecnologias em informação documentária REPENSANDO A ROTINA DA BIBLIOTECA CENTRAL DO CAMPUS

Leia mais

Educação à Distância: Possibilidades e Desafios

Educação à Distância: Possibilidades e Desafios Educação à Distância: Possibilidades e Desafios Resumo André Alves Freitas Andressa Guimarães Melo Maxwell Sarmento de Carvalho Pollyanna de Sousa Silva Regiane Souza de Carvalho Samira Oliveira Os cursos

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Com relação a indexação e resumos, julgue os itens a seguir. Julgue os itens subsecutivos, referentes à gestão da informação e do conhecimento. 51 Coerência intraindexador refere-se

Leia mais

BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE: uma construção coletiva Virtual Health Library: a collective construction

BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE: uma construção coletiva Virtual Health Library: a collective construction 1 BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE: uma construção coletiva Virtual Health Library: a collective construction Marine Fumiyo Otake Arakaki*; Mônica da Silva Peres*; Selma Palombo*; Yara Maria Spinola e Castro*;

Leia mais

CAPÍTULO 25 COERÊNCIA REGULATÓRIA

CAPÍTULO 25 COERÊNCIA REGULATÓRIA CAPÍTULO 25 COERÊNCIA REGULATÓRIA Artigo 25.1: Definições Para efeito deste Capítulo: medida regulatória coberta significa a medida regulatória determinada por cada Parte a ser objeto deste Capítulo nos

Leia mais

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação PLANO DE ENSINO - 2015

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação PLANO DE ENSINO - 2015 Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação PLANO DE ENSINO - 2015 I. IDENTIFICAÇÃO DISCIPLINA ORGANIZAÇÃO DE RE- CARGA HORÁRIA 82 h CURSOS

Leia mais

Bibliotecas Universitárias Brasileiras: um olhar para o futuro

Bibliotecas Universitárias Brasileiras: um olhar para o futuro 1 ciclo de Palestras sobre Biblioteca, Biblioteconomia e Informação Bibliotecas Universitárias Brasileiras: um olhar para o futuro Luiz Atilio Vicentini vicentin@unicamp.br Abril 2014 Acesso ao Conhecimento

Leia mais

Capacitação e treinamento dos alunos de graduação em medicina na pesquisa bibliográfica

Capacitação e treinamento dos alunos de graduação em medicina na pesquisa bibliográfica 1 Capacitação e treinamento dos alunos de graduação em medicina na pesquisa bibliográfica Suely Campos Cardoso 1, Valéria de Vilhena Lombardi 2, Maria Fazanelli Crestana 3 1 Bibliotecária do Serviço de

Leia mais

Proposta para implantação da Biblioteca Virtual da Rede Pergamum

Proposta para implantação da Biblioteca Virtual da Rede Pergamum Proposta para implantação da Biblioteca Virtual da Rede Pergamum Jacqueline Pawlowski Oliveira Biblioteca Universitária Universidade Federal de Minas Gerais Miriam de Lima Soares Doti Centro Universitário

Leia mais

Biblioteca Virtual: Atualidade e Perspectivas 1. Guilhermina de Melo Terra 2. Universidade Federal do Amazonas

Biblioteca Virtual: Atualidade e Perspectivas 1. Guilhermina de Melo Terra 2. Universidade Federal do Amazonas Biblioteca Virtual: Atualidade e Perspectivas 1 Guilhermina de Melo Terra 2 Universidade Federal do Amazonas Resumo Discute o processo de produção, armazenamento e disseminação da informação que se encontra

Leia mais

17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro. Projeto Web Grupo Águas do Brasil Flavia Garcia

17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro. Projeto Web Grupo Águas do Brasil Flavia Garcia 17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro Projeto Web Grupo Águas do Brasil Flavia Garcia Sites Corporativos São a vitrine da sua empresa. É a imagem do seu negócio para o mundo; Clientes e parceiros examinam

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO BIBLIOTECA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO BIBLIOTECA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO BIBLIOTECA POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES DA BIBLIOTECA DA ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO UFRGS Porto Alegre 2014 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO...

Leia mais

BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE PSICOLOGIA BVS-PSI

BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE PSICOLOGIA BVS-PSI BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE PSICOLOGIA BVS-PSI ANÁLISE DAS REFERÊNCIAS DAS DISSERTAÇÕES E TESES APRESENTADAS AOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA Trabalho integrado da Rede Brasileira de Bibliotecas

Leia mais

REDES DE INFORMAÇÃO O Ponto de Contato dos Serviços e Unidades de Informação no Brasil *

REDES DE INFORMAÇÃO O Ponto de Contato dos Serviços e Unidades de Informação no Brasil * REDES DE INFORMAÇÃO O Ponto de Contato dos Serviços e Unidades de Informação no Brasil * INFORMATION NETWORKS: The Contact Point of Information Services and Units in Brazil Maria Inês Tomaél ** RESUMO:

Leia mais

http://www.bvs.br/ Projeto 3A Capacitação no acesso às Fontes de Informação da BVS Saúde Pública 14 de janeiro de 2004

http://www.bvs.br/ Projeto 3A Capacitação no acesso às Fontes de Informação da BVS Saúde Pública 14 de janeiro de 2004 http://www.bvs.br/ 14 de janeiro de 2004 Introdução Este documento descreve o projeto para continuidade do programa de capacitação de produtores, intermediários e usuários na operação e uso da Biblioteca

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PARA ESTATISTICA DE USO DE PERIÓDICOS DA BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE BIOLOGIA UNICAMP

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PARA ESTATISTICA DE USO DE PERIÓDICOS DA BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE BIOLOGIA UNICAMP DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PARA ESTATISTICA DE USO DE PERIÓDICOS DA BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE BIOLOGIA UNICAMP Ana Maria Rabetti Ladaslav Sodek RESUMO Este trabalho apresenta o desenvolvimento de um

Leia mais

METODOLOGIA CIENTÍFICA

METODOLOGIA CIENTÍFICA METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ Levantamento Bibliográfico LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO Procedimentos para localização e busca metódica dos documentos referentes ao tema Textos Livros Artigos

Leia mais

Noções introdutórias de Marc 21 Formato Bibliográfico. Ana Braga Bibliotecária CRB7-4776 BPM - UFF Ana Paula Lima Bibliotecária CRB7-5618 BCG - UFF

Noções introdutórias de Marc 21 Formato Bibliográfico. Ana Braga Bibliotecária CRB7-4776 BPM - UFF Ana Paula Lima Bibliotecária CRB7-5618 BCG - UFF Noções introdutórias de Marc 21 Formato Bibliográfico Ana Braga Bibliotecária CRB7-4776 BPM - UFF Ana Paula Lima Bibliotecária CRB7-5618 BCG - UFF Introdução: Marc 21 O formato MARC 21 (Machine Readable

Leia mais

POLÍTICA DE FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA COLEÇÃO

POLÍTICA DE FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA COLEÇÃO FACULDADE ATENAS MARANHENSE - FAMA BIBLIOTECA GOVERNADOR RIBAMAR FIQUENE POLÍTICA DE FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA COLEÇÃO São Luís 2000 FACULDADE ATENAS MARANHENSE - FAMA BIBLIOTECA GOVERNADOR RIBAMAR

Leia mais

MANIFESTO DA IFLA PARA BIBLIOTECAS DIGITAIS

MANIFESTO DA IFLA PARA BIBLIOTECAS DIGITAIS Tradução por Hanna Gledyz e Emília Sandrinelli especial para biblioo MANIFESTO DA IFLA PARA BIBLIOTECAS DIGITAIS do original: IFLA MANIFESTO FOR DIGITAL LIBRARIES Atenuar a exclusão digital é um fator

Leia mais

ACERVO ATUAL DA BIBLIOTECA ARMANDO RISCALI

ACERVO ATUAL DA BIBLIOTECA ARMANDO RISCALI ACERVO ATUAL DA BIBLIOTECA ARMANDO RISCALI Atualmente, o acervo total da Biblioteca para os cursos da Faculdade está estimado em 17.894 livros. A política de atualização do acervo é a de aquisição contínua

Leia mais

Juventude e música: a produção nos cursos de pós-graduação brasileiros 1

Juventude e música: a produção nos cursos de pós-graduação brasileiros 1 Juventude e música: a produção nos cursos de pós-graduação brasileiros 1 Thenille Braun Janzen Universidade Federal de Uberlândia Resumo: O presente relato de experiência pretende destacar os resultados

Leia mais

RELATOS DE EXPERIÊNCIAS

RELATOS DE EXPERIÊNCIAS RELATOS DE EXPERIÊNCIAS BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA: ADMINISTRAÇÃO PROGRAMAS E PROJETOS POR Maria Teresinha Dias de Andrade Serviço de Biblioteca e Documentação Daisy Pires Noronha Serviço de Atendimento

Leia mais

Bibliotecas do Centro Universitário Metodista - IPA POLÍTICA DE AQUISIÇÃO

Bibliotecas do Centro Universitário Metodista - IPA POLÍTICA DE AQUISIÇÃO Bibliotecas do POLÍTICA DE AQUISIÇÃO PORTO ALEGRE 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO...4 1.1 OBJETIVOS...4 1.1.1 Objetivo geral...4 1.1.2 Objetivos específicos...4 2 FORMAÇÃO DO ACERVO...5 2.1 FONTES DE SELEÇÃO...6

Leia mais

Kennya Torres Andrade Brasileira, 27 anos.

Kennya Torres Andrade Brasileira, 27 anos. Kennya Torres Andrade Brasileira, 27 anos. CEP:242742-140 (21)99535-3287 São Gonçalo-RJ (21)3706-4194 Kennyat@yahoo.com.br OBJETIVO PROFISSIONAL: Tem interesse de aumentar seus conhecimentos e experiências

Leia mais

POLÍTICAS DE SELEÇÃO, AQUISIÇÃO, ATUALIZAÇÃO E AVALIAÇÃO DA COLEÇÃO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CATÓLICA SALESIANA DO ESPÍRITO SANTO

POLÍTICAS DE SELEÇÃO, AQUISIÇÃO, ATUALIZAÇÃO E AVALIAÇÃO DA COLEÇÃO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CATÓLICA SALESIANA DO ESPÍRITO SANTO POLÍTICAS DE SELEÇÃO, AQUISIÇÃO, ATUALIZAÇÃO E AVALIAÇÃO DA COLEÇÃO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CATÓLICA SALESIANA DO ESPÍRITO SANTO ELABORAÇÃO Janine Silva Figueira Vitória 2015 SUMÁRIO 1 POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA TÍTULO I DA BIBLIOTECA E SEUS AFINS CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1 A Biblioteca do campus Presidente Epitácio é integrante da Rede de Bibliotecas do Instituto Federal

Leia mais

PROCESSO DE REENGENHARIA DA INFORMAÇÃO

PROCESSO DE REENGENHARIA DA INFORMAÇÃO A EXPERIÊNCIA DO SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO ODONTOLÓGICA OLÓGICA DA FACULD CULDADE DE ODONTOL OLOGIA OGIA DA USP, NO PROCESSO DE REENGENHARIA DA INFORMAÇÃO Rosal osaly y Faver ero o Krzyzanowski Telma de

Leia mais

MANUAL DE BASES DE DADOS CEU CASA DO ESTUDANTE UNIVERSITÁRIO UFSC

MANUAL DE BASES DE DADOS CEU CASA DO ESTUDANTE UNIVERSITÁRIO UFSC 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA-UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO-CED CURSO DE BIBLIOTECONOMIA PROFESSORA: Ursula Blattmann DISCIPLINA: CIN 5046 GERENCIADOR DE BASES DE DADOS CDS/ISIS MANUAL

Leia mais

http://www.bvs.br Biblioteca Virtual em Saúde Acesso às fontes de informação Serviços Cooperativos de Informação BIREME/OPAS/OMS online@bireme.

http://www.bvs.br Biblioteca Virtual em Saúde Acesso às fontes de informação Serviços Cooperativos de Informação BIREME/OPAS/OMS online@bireme. http://www.bvs.br Acesso às fontes de informação Serviços Cooperativos de Informação online@bireme.br A BVS como fonte para tomada de decisão em saúde Apresentação e organização Navegação e recursos de

Leia mais

PALESTRANTES. TÍTULO DA PALESTRA: Organização da informação à luz da Ciência da Informação: impactos na circulação do saber em Unidades de Informação.

PALESTRANTES. TÍTULO DA PALESTRA: Organização da informação à luz da Ciência da Informação: impactos na circulação do saber em Unidades de Informação. DIA: 16 de novembro (segunda feira). PALESTRANTES TÍTULO DA PALESTRA: Organização da informação à luz da Ciência da Informação: impactos na circulação do saber em Unidades de Informação. PROFESSOR(A):

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL (PCI) Edital nº002/2015. 2º Processo Seletivo do PCI/IBICT de 2015

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL (PCI) Edital nº002/2015. 2º Processo Seletivo do PCI/IBICT de 2015 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL (PCI) Edital nº002/2015 2º Processo Seletivo do PCI/IBICT de 2015 O INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA (IBICT), Unidade de Pesquisa do Ministério

Leia mais

A experiência da USP e o repositório do CRUESP

A experiência da USP e o repositório do CRUESP A experiência da USP e o repositório do CRUESP Profa. Dra. Sueli Mara S. P. Ferreira Seminário VIABILIZANDO O ACESSO ABERTO AO CONHECIMENTO NA FIOCRUZ Rio de Janeiro - 30 de maio de 2014 Estrutura - Composição

Leia mais

FONTES DE INFORMAÇÃO (FI) PARA PESQUISA E USO DE BD

FONTES DE INFORMAÇÃO (FI) PARA PESQUISA E USO DE BD FONTES DE INFORMAÇÃO (FI) PARA PESQUISA E USO DE BD Luciane Meire Ribeiro STRAUD Biblioteca FCAV (Seção Técnica de Referência, Atendimento ao Usuário e Documentação) 1. Introdução: Definição de FI (em

Leia mais

Bibliotecas comunitárias e espaços públicos de informação

Bibliotecas comunitárias e espaços públicos de informação Bibliotecas comunitárias e espaços públicos de informação Roger de Miranda Guedes Introdução As bibliotecas comunitárias são ambientes físicos criados e mantidos por iniciativa das comunidades civis, geralmente

Leia mais

Art. 1º Aprovar o Regimento Interno da Divisão de Biblioteca DIBIB, anexo a esta Resolução. São João del-rei, 16 de fevereiro de 2009.

Art. 1º Aprovar o Regimento Interno da Divisão de Biblioteca DIBIB, anexo a esta Resolução. São João del-rei, 16 de fevereiro de 2009. RESOLUÇÃO N o 003, de 16 de fevereiro de 2009. Aprova Regimento Interno da Divisão de Biblioteca DIBIB. O PRESIDENTE DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ, no uso de

Leia mais

A Comunicação Técnico Científica em Biblioteconomia

A Comunicação Técnico Científica em Biblioteconomia e A Comunicação Técnico Científica em Biblioteconomia Clarice Muhlethaler de Souza 1 CRB-7 1450 Email: csouza952@terra.com.br Resumo Descreve os conceitos fundamentais e a evolução histórica do processo

Leia mais

Letícia Casado Serviço de Edição e Informação Técnico Cientifica CGPV-Coordenação Geral de Prevenção e Vigilância

Letícia Casado Serviço de Edição e Informação Técnico Cientifica CGPV-Coordenação Geral de Prevenção e Vigilância Letícia Casado Serviço de Edição e Informação Técnico Cientifica CGPV-Coordenação Geral de Prevenção e Vigilância O que é uma Biblioteca Virtual? É um tipo de biblioteca que compila e organiza informações

Leia mais

BIBLIOTECA DIGITAL DE PRODUÇÃO INTELECTUAL DA USP

BIBLIOTECA DIGITAL DE PRODUÇÃO INTELECTUAL DA USP BIBLIOTECA DIGITAL DE PRODUÇÃO INTELECTUAL DA USP Sistema Integrado de Bibliotecas Novembro de 2012 Uma nova realidade Com o advento da Internet, os fluxos da Comunicação científica se modificaram As publicações

Leia mais

VI Congresso Brasileiro de Software: Teoria e Prática

VI Congresso Brasileiro de Software: Teoria e Prática Carta de Apresentação VI Congresso Brasileiro de Software: Teoria e Prática 21 a 26 de Setembro de 2015 Belo Horizonte Minas Gerais Local: PUC-Minas - Campus Coração Eucarístico Realização Promoção Conteúdo

Leia mais

SB-FAJ - Sistema de Bibliotecas da FAJ

SB-FAJ - Sistema de Bibliotecas da FAJ SB-FAJ - Sistema de Bibliotecas da FAJ Normas - O Sistema de Bibliotecas da FAJ - SB-FAJ Faculdade de Jaguariúna, tem como missão dar suporte informacional às atividades educacionais e científicas da Instituição,

Leia mais

GESTÃO E ACESSO À INFORMAÇÃO

GESTÃO E ACESSO À INFORMAÇÃO GESTÃO E ACESSO À INFORMAÇÃO Juliana Fachin Bacharel em Biblioteconomia pela UFSC. Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFSC. E-mail: julianfachin@gmail.com Resumo: A obra

Leia mais

A PRODUÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES NA PERSPECTIVA DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO

A PRODUÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES NA PERSPECTIVA DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO 22 a 24 de julho de 205 A PRODUÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES NA PERSPECTIVA DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO INTRODUÇÃO Eva Dayane Jesus dos Santos Bibliotecária da Universidade do Estado da Bahia eva@uneb.br Marivaldina

Leia mais

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ENSINO DE PIRACICABA BIBLIOTECA POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DE ACERVO

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ENSINO DE PIRACICABA BIBLIOTECA POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DE ACERVO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ENSINO DE PIRACICABA BIBLIOTECA POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DE ACERVO 2011 APRESENTAÇÃO A palavra Biblioteca significa coleção de livros dispostos ordenadamente;

Leia mais

A formação profissional em Ciência da Informação em Portugal: desafios e perspectivas

A formação profissional em Ciência da Informação em Portugal: desafios e perspectivas A formação profissional em Ciência da Informação em Portugal: desafios e perspectivas Fernanda Ribeiro Doutora em Ciências Documentais pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Diretora da Faculdade

Leia mais

Biblioteca digital: novo paradigma da informação

Biblioteca digital: novo paradigma da informação Biblioteca digital: novo paradigma da informação Murilo Bastos da Cunha Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Brasília, DF E-mail: murilobc@unb.br Introdução A Internet está revolucionando

Leia mais