Portugal: Estatísticas de Relacionamento Económico com o Luxemburgo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Portugal: Estatísticas de Relacionamento Económico com o Luxemburgo"

Transcrição

1 Balança Comercial de Bens de Portugal com o Luxemburgo Exportações 67,6 72,4 86,1 97,8 114,4 14,2 106,8 99,4-7,0 Importações 80,2 109,8 115,0 106,2 95,5 6,0 88,3 69,9-20,8 Saldo -12,6-37,4-28,9-8,5 18, ,6 29,5 -- Coef. Cob. % 84,3 66,0 74,9 92,0 119, ,0 142,1 -- Unidade: Milhões de euros Notas: (a) Média aritmética das taxas de crescimento anuais no período (b) Taxa de variação homóloga - (2013 a 2016: resultados definitivos; : resultados provisórios; : resultados preliminares) Posição e Quota do Luxemburgo no Comércio Internacional Português de Bens Luxemburgo como cliente de Portugal Luxemburgo como fornecedor de Portugal Posição % Export. 0,14 0,15 0,17 0,20 0,21 0,19 Posição % Import. 0,14 0,19 0,19 0,17 0,14 0,10 Contributo do Luxemburgo para o Crescimento do Comércio Internacional Português de Bens Unid. Luxemburgo - contribuição p/ o cresc. das exportações globais de Portugal Portugal - exportações globais Luxemburgo - contribuição p/ o cresc. das importações globais de Portugal pp 0,02 0,01 0,03 0,02 0,03-0,01 tvh % 4,6 1,6 3,3 0,8 10,0 4,9 pp 0,00 0,05 0,01-0,01-0,02-0,03 Portugal - importações globais tvh % 1,1 3,5 2,2 1,8 13,1 7,9 Unidades: pp - pontos percentuais; tvh % - taxa de variação homóloga em percentagem Operadores Económicos Portugueses Exportadores para o Luxemburgo Nº Empresas Nota: Inclui apenas pessoas coletivas (sociedades).exclui empresas em nome individual, valores estimados para empresas abaixo do limiar de assimilação no comércio intracomunitário e empresas desconhecidas e estrangeiras no comércio extracomunitário. (2013 a 2016: resultados definitivos; : resultados provisórios) Posição e Quota de Portugal no Comércio Internacional de Bens do Luxemburgo Portugal como cliente do Luxemburgo Portugal como fornecedor do Luxemburgo Fonte: ITC - International Trade Centre Posição % Export. Luxemburgo Posição % Import. Luxemburgo ,27 0,27 0,37 0,41 0, ,35 0,36 0,41 0,45 0,30

2 Exportações de Portugal para o Luxemburgo por Grupos de Produtos 2013 % Tot % Tot 16 % Tot 17 17/16 Alimentares 22,5 33,3 23,8 24,4 26,5 23,2 11,3 Máquinas e aparelhos 4,4 6,6 24,1 24,7 23,3 20,3-3,6 Agrícolas 12,5 18,5 15,3 15,7 15,6 13,7 2,2 Metais comuns 2,4 3,5 4,7 4,9 7,4 6,4 55,2 Veículos e outro mat. transporte 7,0 10,3 6,1 6,2 7,3 6,3 19,5 Minerais e minérios 3,8 5,6 5,1 5,2 6,4 5,6 24,6 Instrumentos de ótica e precisão 0,2 0,2 0,2 0,2 6,0 5,2 Vestuário 3,3 4,9 4,8 4,9 5,1 4,4 6,2 Calçado 2,4 3,6 3,3 3,4 2,8 2,4-15,3 Plásticos e borracha 1,0 1,4 1,0 1,0 1,6 1,4 56,7 Madeira e cortiça 1,2 1,7 1,1 1,2 1,6 1,4 40,8 Pastas celulósicas e papel 1,4 2,0 1,4 1,4 1,1 1,0-17,6 Químicos 0,6 0,8 0,5 0,5 0,5 0,4-4,5 Matérias têxteis 0,3 0,4 0,4 0,4 0,4 0,3 6,1 Peles e couros 0,1 0,2 0,3 0,3 0,4 0,3 24,1 Combustíveis minerais 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0-82,7 Outros produtos (a) 4,7 7,0 5,6 5,7 8,6 7,5 54,2 Total 67,6 100,0 97,8 100,0 114,4 100,0 17,0 ; Unidade: Milhões de euros - Coeficiente de variação >= 1000% ou valor zero em 2016 Importações de Portugal Provenientes do Luxemburgo por Grupos de Produtos 2013 % Tot % Tot 16 % Tot 17 17/16 Máquinas e aparelhos 20,3 25,3 39,5 37,2 33,7 35,3-14,5 Químicos 24,9 31,0 29,4 27,7 19,8 20,7-32,8 Metais comuns 17,9 22,3 12,8 12,0 19,4 20,3 51,9 Plásticos e borracha 6,2 7,7 4,3 4,1 6,0 6,3 37,7 Matérias têxteis 0,3 0,3 0,5 0,5 3,0 3,1 483,0 Veículos e outro mat. transporte 1,1 1,4 0,9 0,8 2,0 2,1 129,4 Instrumentos de ótica e precisão 0,2 0,2 4,0 3,8 1,3 1,4-67,2 Vestuário 1,1 1,4 1,7 1,6 1,3 1,4-22,7 Peles e couros 0,2 0,2 2,5 2,4 1,0 1,0-61,0 Minerais e minérios 0,0 0,0 0,4 0,4 0,9 1,0 114,0 Alimentares 2,2 2,7 0,7 0,7 0,9 1,0 25,4 Agrícolas 1,0 1,3 3,0 2,8 0,3 0,3-89,1 Pastas celulósicas e papel 0,6 0,8 0,2 0,2 0,2 0,2 30,4 Calçado 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0-26,2 Madeira e cortiça 0,0 0,0 0,2 0,1 0,0 0,0-91,8 Combustíveis minerais 0,1 0,1 0,0 0,0 0,0 0,0-62,1 Outros produtos (a) 4,2 5,3 6,1 5,7 5,6 5,9-7,8 Total 80,2 100,0 106,2 100,0 95,5 100,0-10,1 ; Unidade: Milhões de euros

3 Exportações de Portugal para o Luxemburgo por Grupos de Produtos % Tot 17 % Tot 18 18/17 Alimentares 24,3 22,7 25,6 25,8 5,6 Agrícolas 14,0 13,1 14,2 14,3 1,2 Metais comuns 6,9 6,4 12,2 12,3 77,0 Veículos e outro mat. transporte 6,9 6,4 11,5 11,5 67,0 Máquinas e aparelhos 23,0 21,5 7,1 7,1-69,3 Minerais e minérios 6,1 5,7 6,7 6,8 11,3 Vestuário 4,5 4,2 5,8 5,8 26,9 Calçado 2,7 2,5 2,6 2,6-2,6 Plásticos e borracha 1,4 1,3 1,7 1,7 17,9 Madeira e cortiça 1,5 1,4 1,4 1,4-7,2 Pastas celulósicas e papel 1,1 1,0 0,8 0,8-25,3 Químicos 0,5 0,4 0,7 0,7 55,6 Matérias têxteis 0,3 0,3 0,6 0,6 97,1 Peles e couros 0,4 0,3 0,5 0,5 35,1 Instrumentos de ótica e precisão 6,0 5,6 0,3 0,3-94,5 Combustíveis minerais 0,0 0,0 0,0 0,0 77,0 Outros produtos (a) 7,4 7,0 7,7 7,8 4,1 Total 106,8 100,0 99,4 100,0-7,0 ; Unidade: Milhões de euros Importações de Portugal Provenientes do Luxemburgo por Grupos de Produtos % Tot 17 % Tot 18 18/17 Metais comuns 18,1 20,5 18,7 26,8 3,7 Químicos 18,5 21,0 15,1 21,6-18,2 Máquinas e aparelhos 31,4 35,6 13,1 18,7-58,4 Plásticos e borracha 5,6 6,4 6,5 9,3 15,8 Instrumentos de ótica e precisão 1,2 1,4 3,7 5,2 197,4 Alimentares 0,8 0,9 2,2 3,2 179,5 Matérias têxteis 2,8 3,2 2,1 3,0-26,6 Vestuário 1,2 1,3 1,6 2,3 33,6 Veículos e outro mat. transporte 2,0 2,2 1,0 1,5-47,8 Minerais e minérios 0,6 0,7 1,0 1,4 57,4 Calçado 0,0 0,0 0,4 0,6 Agrícolas 0,3 0,4 0,4 0,5 15,6 Pastas celulósicas e papel 0,2 0,2 0,1 0,2-39,7 Peles e couros 0,8 1,0 0,1 0,1-89,6 Madeira e cortiça 0,0 0,0 0,0 0,0 10,5 Combustíveis minerais 0,0 0,0 0,0 0,0-83,3 Outros produtos (a) 4,6 5,2 3,9 5,5-16,0 Total 88,3 100,0 69,9 100,0-20,8 ; Unidade: Milhões de euros - Coeficiente de variação >= 1000% ou valor zero em

4 Principais Produtos Exportados para o Luxemburgo 2016 % Tot 17 17/ Aparelhos elétricos para telefonia ou telegrafia, por fios etc; vídeofones 13,5 13,3 11,6-1, Vinhos de uvas frescas 9,9 10,5 9,2 6, Outros móveis e suas partes 4,9 6,4 5,6 30, Automóveis de passageiros e outros veículos transporte passageiros, etc 5,4 6,3 5,5 18, Instrumentos, aparelhos etc, n/ inc pp deste capítulo; projetores de perfis 5,9 5, Máquinas automáticas p/ processamento dados/unidades; leitores magnéticos etc 4,6 4,8 4,2 4, Cervejas de malte 1,8 3,3 2,9 81, Pedras de cantaria/construção; cubos, pastilhas e artigos semelhantes, etc 1,5 2,9 2,5 87, Calçado c/ sola externa borracha, plástico, couro e parte superior couro nat. 2,9 2,4 2,1-16, Produtos de padaria, pastelaria ou da indústria de bolachas e biscoitos 2,0 2,1 1,9 8,1 Amostra 46,5 57,9 50,6 -- ; Unidade: Milhões de euros - Coeficiente de variação >= 1000% ou valor zero em 2016 Principais Produtos Importados Provenientes do Luxemburgo 2016 % Tot 17 17/ Aparelhos elétricos para telefonia ou telegrafia, por fios etc; vídeofones 29,3 19,3 20,2-33, Medicamentos, em doses ou acondicionados para venda a retalho 17,2 16,0 16,7-6, Máquinas/aparelhos p/ trabalhar borracha/plástico ou p/ fabrico prod dessa mat 0,9 4,8 5,1 422, Zinco em formas brutas 2,6 4,7 5,0 83, Charutos, cigarrilhas e cigarros, de tabaco ou dos seus sucedâneos 4,1 4,5 4,7 10, Produtos laminados ferro/aço n/ ligado, larg >=600mm, folheados/chapeados etc 2,6 3,1 3,2 18, Perfis de ferro ou aço não ligado 2,2 3,0 3,2 38, Telas p/ pneumáticos, c/ fios alta tenacidade de nylon/outras poliamidas, etc 0,2 2,4 2, Revest. pavim., paredes ou tetos, de plástico, em rolos, ladrilhos ou mosaico 1,8 2,3 2,4 29, Prod laminados planos de ferro/aço n/ ligado, largura >=600mm, laminados etc 0,0 2,0 2,1 Amostra 60,7 62,2 65,1 -- ; Unidade: Milhões de euros - Coeficiente de variação >= 1000% ou valor zero em 2016 Principais Produtos Exportados para o Luxemburgo % Tot 18 18/ Automóveis de passageiros e outros veículos transporte passageiros, etc 6,0 11,1 11,2 85, Vinhos de uvas frescas 9,6 10,1 10,2 5, Outras obras de ferro ou aço 0,6 4,4 4,4 659, Outros móveis e suas partes 5,5 3,7 3,7-33, Cervejas de malte 3,1 3,3 3,3 6, Pedras de cantaria/construção; cubos, pastilhas e artigos semelhantes, etc 2,8 3,1 3,2 13, Desperdícios, resíduos e sucata, de alumínio 1,2 2,4 2,4 99, Calçado c/ sola externa borracha, plástico, couro e parte superior couro nat. 2,3 2,3 2,3 0, Café, mesmo torrado ou descafeinado 1,9 1,9 2,0 2, Produtos de padaria, pastelaria ou da indústria de bolachas e biscoitos 2,0 1,6 1,6-17,6 Amostra 34,9 44,0 44,3 -- ; Unidade: Milhões de euros

5 Principais Produtos Importados Provenientes do Luxemburgo % Tot 18 18/ Medicamentos, em doses ou acondicionados para venda a retalho 15,0 12,5 17,9-16, Perfis de ferro ou aço não ligado 2,6 4,1 5,9 55, Zinco em formas brutas 4,5 3,6 5,1-21, Óculos para correção, proteção ou outros fins, e artigos semelhantes 1,0 3,2 4,6 221, Revest. pavim., paredes ou tetos, de plástico, em rolos, ladrilhos ou mosaico 2,1 3,1 4,4 47, Charutos, cigarrilhas e cigarros, de tabaco ou dos seus sucedâneos 3,9 2,9 4,2-24, Máquinas/aparelhos p/ trabalhar borracha/plástico ou p/ fabrico prod dessa mat 4,7 2,2 3,2-53, Fios de ferro ou aço não ligado 1,7 2,2 3,1 25, Telas p/ pneumáticos, c/ fios alta tenacidade de nylon/outras poliamidas, etc 2,3 1,7 2,5-23, Centros de maquinagem, máquinas sistema monostático etc, p/ trabalhar metais 0,9 1,7 2,5 97,8 Amostra 38,8 37,3 53,3 -- ; Unidade: Milhões de euros Balança Comercial de Serviços de Portugal com o Luxemburgo Exportações 274,3 365,0 364,0 432,1 452,1 14,0 403,6 452,9 12,2 Importações 146,4 214,0 293,5 322,5 301,8 21,7 271,5 273,5 0,7 Saldo 127,9 151,0 70,5 109,7 150, ,1 179,5 -- Coef. Cob. % 187,3 170,6 124,0 134,0 149, ,6 165,6 -- ; Unidade: Milhões de euros Notas: (a) Média aritmética das taxas de crescimento anuais no período 2013-; (b) Taxa de variação homóloga - Quota do Luxemburgo no Comércio Internacional Português de Serviços Luxemburgo como cliente de Portugal Luxemburgo como fornecedor de Portugal % Export. 1,2 1,6 1,4 1,6 1,5 1,5 % Import. 1,3 1,8 2,3 2,4 2,1 1,9 Exportações de Portugal para o Luxemburgo por Tipo de Serviço 2013 % Tot % Tot 16 % Tot 17 17/16 Viagens e turismo 113,1 41,2 161,7 37,4 210,1 46,5 29,9 Outros serv. forn. por empresas (a) 51,3 18,7 89,9 20,8 93,9 20,8 4,5 Telecom., informáticos e informação 31,5 11,5 61,3 14,2 66,1 14,6 7,9 Transportes 36,9 13,4 30,8 7,1 33,2 7,3 7,7 Financeiros 15,8 5,7 27,1 6,3 25,3 5,6-6,6 Manutenção e reparação 12,9 4,7 22,8 5,3 8,4 1,9-63,0 Construção 6,4 2,3 6,7 1,6 6,9 1,5 2,1 Pessoais, culturais e recreativos 3,0 1,1 2,2 0,5 4,6 1,0 110,6 Seguros e pensões 1,9 0,7 1,5 0,4 1,6 0,4 5,2 Direitos utilização prop. Intelectual 0,6 0,2 27,2 6,3 1,5 0,3-94,4 Bens e serv. administração pública 1,0 0,4 0,9 0,2 0,5 0,1-39,3 Total 274,3 100,0 432,1 100,0 452,1 100,0 4,6 ; Unidade: Milhões de euros Nota: (a) Outros serviços fornecidos por empresas: correspondem a (i) serviços de investigação e desenvolvimento, (ii) serviços de consultoria em gestão e outras áreas técnicas, e (iii) serviços técnicos e relacionados com a empresa.

6 Importações de Portugal Provenientes do Luxemburgo por Tipo de Serviço 2013 % Tot % Tot 16 % Tot 17 17/16 Viagens e turismo 62,5 42,7 84,4 26,2 82,8 27,4-1,9 Outros serv. forn. por empresas (a) 28,2 19,3 74,8 23,2 77,0 25,5 2,8 Direitos utilização prop. Intelectual 2,8 1,9 50,3 15,6 42,5 14,1-15,5 Telecom., informáticos e informação 20,6 14,1 27,9 8,6 37,7 12,5 35,1 Financeiros 8,1 5,5 29,1 9,0 21,7 7,2-25,3 Pessoais, culturais e recreativos 4,7 3,2 30,1 9,3 14,0 4,6-53,7 Seguros e pensões 9,4 6,4 15,2 4,7 13,8 4,6-9,5 Transportes 2,1 1,4 7,5 2,3 8,2 2,7 9,7 Bens e serv. administração pública 5,5 3,8 1,3 0,4 2,4 0,8 88,8 Manutenção e reparação 1,7 1,1 1,7 0,5 1,5 0,5-11,1 Construção 0,8 0,6 0,3 0,1 0,5 0,1 66,7 Transf. recursos mat. de terceiros 0,0 0,0-100,0 Total 146,4 100,0 322,5 100,0 301,8 100,0-6,4 ; Unidade: Milhões d Nota: (a) Outros serviços fornecidos por empresas: correspondem a (i) serviços de investigação e desenvolvimento, (ii) serviços de consultoria em gestão e outras áreas técnicas, e (iii) serviços técnicos e relacionados com a empresa. Balança Comercial de Bens e Serviços de Portugal com o Luxemburgo Exportações 341,8 435,4 449,4 529,5 568,3 13,9 512,5 677,8 32,3 Importações 225,9 324,0 409,3 428,5 397,0 16,8 359,1 344,3-4,1 Saldo 115,9 111,4 40,1 101,0 171, ,4 333,5 -- Coef. Cob. % 151,3 134,4 109,8 123,6 143, ,7 196,8 -- Unidade: Milhões de euros Notas: (a) Média aritmética das taxas de crescimento anuais no período 2013-; (b) Taxa de variação homóloga - Devido a diferenças metodológicas de apuramento, o valor referente a "Bens e Serviços" não corresponde à soma ["Bens" (INE) + "Serviços" (Banco de Portugal)]. Componente de Bens com base em dados INE, ajustados para valores f.o.b. Quota do Luxemburgo no Comércio Internacional Português de Bens e Serviços Luxemburgo como cliente de Portugal Luxemburgo como fornecedor de Portugal % Export. 0,50 0,62 0,61 0,70 0,67 0,82 % Import. 0,35 0,47 0,58 0,60 0,49 0,43 Fluxos de Investimento Direto entre Portugal e o Luxemburgo - Princípio Ativo/Passivo Ativo 1.700, ,1 6,9 233,1-562,0 699,8-414,8 60,4 114,6 Passivo 1.782, , , , ,5 59, ,1 490,6-81,8 Saldo -82,3-996, , , , ,9-430,2 -- Unidade: Milhões de Euros (valores líquidos) Notas: (a) Média aritmética das taxas de crescimento anuais no período 2013-; (b) Taxa de variação homóloga - Ativo/Passivo: reflete os créditos (ativo) e obrigações (passivo) de residentes (Portugueses) perante não residentes (estrangeiros)

7 Posição (stock) de Investimento Direto entre Portugal e o Luxemburgo - Princípio Ativo/Passivo 2013 dez 2014 dez 2015 dez 2016 dez dez 17/13 a set set Ativo 4.073, , , , ,8 0, , ,1-1,2 % Tot Portugal 5,7 5,4 5,0 5,5 4,7 -- 5,0 5,1 -- Passivo , , , , ,8 18, , ,1 6,4 % Tot Portugal 10,9 11,8 16,2 15,4 16, ,9 16,8 Saldo , , , , , , ,9 -- Unidade: Milhões de Euros (posições em fim de período) Notas: (a) Média aritmética das taxas de crescimento anuais 2013 dez- dez; (b) Taxa de variação homóloga set- set Ativo/Passivo: reflete os créditos (ativo) e obrigações (passivo) de residentes (Portugueses) perante não residentes (estrangeiros) Fluxos de Investimento Direto entre Portugal e o Luxemburgo - Princípio Direcional 17/13 a jan/set jan/set IDPE 328, ,3-313,8 132,7-588,6-80,8-370,0 194,1 152,5 IDE 410, , , , ,9 154, ,0 464,0-74,3 Saldo -82,3-996, , , , ,0-269,9 -- ; Unidade: Milhões de Euros (valores líquidos) Notas: (a) Média aritmética das taxas de crescimento anuais no período 2013-; (b) Taxa de variação homóloga - Princípio Direcional: reflete a direção ou influência do investimento, isto é, o Investimento Direto de Portugal no Exterior (IDPE) e o Investimento Direto do Exterior em Portugal (IDE). Posição (stock) de Investimento Direto entre Portugal e o Luxemburgo - Princípio Direcional 2013 dez 2014 dez 2015 dez 2016 dez dez 17/13 a set set IDPE 1.694, , , , ,7 12, , ,2-2,8 % Tot Portugal 3,8 7,0 5,1 5,3 4,1 -- 4,4 4,7 -- IDE , , , , ,7 23, , ,1 6,9 % Tot Portugal 11,6 14,3 18,7 18,2 19, ,7 20,0 -- Saldo , , , , , , ,9 -- Unidade: Milhões de Euros (posições em fim de período) Notas: (a) Média aritmética das taxas de crescimento anuais 2013 dez- dez; (b) Taxa de variação homóloga set- set Princípio Direcional: reflete a direção ou influência do investimento, isto é, o Investimento Direto de Portugal no Exterior (IDPE) e o Investimento Direto do Exterior em Portugal (IDE). Indicadores de Turismo do Luxemburgo em Portugal Receitas c 113,1 130,3 141,8 161,7 210,1 17,0 181,0 198,3 9,6 % Total d 1,2 1,3 1,2 1,3 1,4 -- 1,3 1,3 -- Unidade: Milhões de euros Notas: (a) Média aritmética das taxas de crescimento anuais no período 2013-; (b) Taxa de variação homóloga - (c) Inclui apenas a hotelaria global; (d) Refere-se ao total de estrangeiros Atualizado em 29/01/2019 Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, E.P.E. (AICEP) Contact Center: ;