Graduação em Biologia (PUC/MG).

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Graduação em Biologia (PUC/MG)."

Transcrição

1 Pós graduação em Ciências Ambientais (PUC/MG). Graduação em Biologia (PUC/MG). Professor de biologia, ambientalista e orientador de cursos no SENAC/MG

2 DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DSTs.

3 AGENDA 2 Definição e transmissão. Sintomatologia geral; Alerta geral; Classificação; AIDS; Cancro Mole; Condiloma Acuminado; Gonorréia; HERPES; Linfogranuloma Venéreo; Sífilis; Tricomoníase.

4 Doenças Sexualmente Transmissíveis Agente etiológico: vírus, bactérias protozoários e fungos; manifestam externamente: 1) por meio de feridas, 2) corrimentos, bolhas 3) ou verrugas ou erupções cutâneas.. Transmissão: 1. Sexual; 2. Durante a gravidez e no parto (lesões/aborto); 3. Transfusão / compartilhamento de seringas..

5 AGENDA 2 Definição e transmissão. Sintomatologia geral; Alerta geral; Classificação; AIDS; Cancro Mole; Condiloma Acuminado; Gonorréia; HERPES; Linfogranuloma Venéreo; Sífilis; Tricomoníase.

6 Doenças Sexualmente Transmissíveis Sintomas iniciais: Gripe, calafrios, febre constante, Esgotamento; dores nas costas, Dores abdominais semelhantes às cólicas menstruais, com intensidade imprevisível.

7 AGENDA 2 Definição e transmissão. Sintomatologia geral; Alerta geral; Classificação; AIDS; Cancro Mole; Condiloma Acuminado; Gonorréia; HERPES; Linfogranuloma Venéreo; Sífilis; Tricomoníase.

8 A L E R T A! Algumas DSTs são de difícil tratamento persistindo ativas, apesar da sensação de melhora relatada pelos pacientes quando não diagnosticadas e tratadas a tempo, podendo evoluir para complicações graves e até a morte..

9 AGENDA 2 Definição e transmissão. Sintomatologia geral; Alerta geral; Tipos relevantes; AIDS; Cancro Mole; Condiloma Acuminado; Gonorréia; HERPES; Linfogranuloma Venéreo; Sífilis; Tricomoníase.

10 TIPOS DE DSTs: AIDS Retrovirus HIV CANCRO MOLE - Haemophilus ducreyi, CONDILOMA ACUMINADO Vírus Papiloma Humano GONORREIA; Neisseria gonorrhoeae HERPES; Vírus Herpes Simples (HSV) 1 e 2 LINFOGRANULOMA VENÉREO; Chlamydia trachomatis SIFILIS; Treponema pallidum TRICOMONIASE; Trichomonas vaginalis.

11 AGENDA Definição e transmissão. Sintomatologia geral; Alerta geral; Tipos relevantes; AIDS; Cancro Mole; Condiloma Acuminado; Gonorréia; HERPES; Sífilis; Tricomoníase.

12 AIDS: Síndrome da Imunodeficiência Adquirida Queda do sistema imunológico humano, viabilizando a manifestação de doenças oportunista e células cancerígenas.

13 Características: AIDS: Síndrome da Imunodeficiência Adquirida 1. A infecção pelo HIV é um processo de longa duração e em vários estágios; 2. Virulência e sintomatologia diferenciada de individuo para individuo. 3. O tempo entre a exposição ao HIV e o início dos sinais e sintomas, em geral, varia de cinco dias a três meses.

14 AIDS: Síndrome da Imunodeficiência Adquirida Transmissão: Sexual; Direto com sangue contaminado; Transfusões de sangue e/ou hemoderivados; Acidentes com materiais biológicos contaminados; Gestação e parto; Aleitamento.

15 AIDS: Síndrome da Imunodeficiência Adquirida Sintomas gerais iniciais: gripe persistente; Perda de peso progressiva; diminuição da força física; febre intermitente;, dores musculares; suores noturnos, diarréia; No estagio avançado começam a aparecer doenças oportunistas, tais como: tuberculose, pneumonia, diarréia crônica.

16 AIDS: Síndrome da Imunodeficiência Adquirida Prevenção: Sexo seguro; Cuidado no manejo de sangue (uso de seringas descartáveis; Controle de qualidade do sangue a ser transfundido; Uso EPIs na manipulando de feridas ou líquidos potencialmente contaminados);

17 AIDS: Síndrome da Imunodeficiência Adquirida Tratamento: medicamentos anti-retrovirais; "coquetel".

18 AGENDA Definição e transmissão. Sintomatologia geral; Alerta geral; Tipos relevantes; AIDS; Cancro Mole; Condiloma Acuminado; Gonorréia; HERPES; Sífilis; Tricomoníase.

19 CANCRO MOLE Haemophilus ducreyi, (cancro venéreo, cavalo.) feridas dolorosas (visíveis ou não) em geral, no pênis, feridas na parte externa vaginal e no ânus.

20 CANCRO MOLE (cancro venéreo, cavalo) Transmissão: Sexo vaginal; anal; oral.

21 CANCRO MOLE (cancro venéreo, cavalo.) Sintomas: 1. Ocorrência e rompimento de (íngua) na virilha após duas semanas; 2. Perda dos movimentos da perna; 3. Dor de cabeça, febre e fraqueza. 4. Dores na relação sexual e ao evacuar.

22 CANCRO MOLE (cancro venéreo, cavalo.) Prevenção: uso do preservativo; higiene pessoal e manutenção da saúde; Tratamento: À base de antibióticos, sabonetes e loções. Higiene local. Tratamento dos parceiros sexuais.

23 AGENDA Definição e transmissão. Sintomatologia geral; Alerta geral; Tipos relevantes; AIDS; Cancro Mole; Condiloma Acuminado; Gonorréia; HERPES; Sífilis; Tricomoníase.

24 CONDILOMA ACUMINADO (HPV) VIRUS PAPILOMA HUMANO ( VERRUGAS) Não tem preferência sexual; Necessidade de atenção especial pelas mulheres, uma vez que: Existem mais de 150 tipos. 40 tipos tem preferência pela mucosa genital na forma de verrugas e tumores; 15 tipos provocam tumores malignos; 2 tipos são responsáveis pela incidência de câncer de colo uterino.

25 CONDILOMA ACUMINADO (HPV) VIRUS PAPILOMA HUMANO ( VERRUGAS) lesão verrugosa, com aspecto de couve-flor e de tamanhos variáveis, nos órgãos genitais. crista de galo, figueira. Sintomas: 1. Verrugas; 2. Relação com câncer de Colo de útero; de pênis ou anal.

26 CONDILOMA ACUMINADO (HPV); Transmissão: Contato direto com a pele contaminada, mesmo quando essa não apresenta lesões visíveis; Sexo oral; Possibilidade de contaminação por meio de objetos como toalhas, roupas íntimas, tampos de vasos sanitários ou banheiras.

27 CONDILOMA ACUMINADO Prevenção: (HPV) Vacinação das adolescentes que ainda não tiveram contato sexual, a partir dos 10 anos, para os dois tipos de HPV, responsáveis por 90% das verrugas, e Vacinação também para os dois tipos mais perigosos, responsáveis por 70% dos casos de câncer de colo do útero. Até o presente o tempo de imunização é de +- 8 anos.na maioria das vezes os homens não manifestam a doença;

28 AGENDA Definição e transmissão. Sintomatologia geral; Alerta geral; Tipos relevantes; AIDS; Cancro Mole; Condiloma Acuminado; Gonorréia; HERPES; Sífilis; Tricomoníase.

29 GONORREIA Neisseria gonorrhoeae blenorragia, pingadeira, esquentamento. Nas mulheres, essa doença atinge principalmente o colo do útero.

30 GONORRÉIA Transmissão: Sexual oral, vaginal ou anal; Durante o parto, (risco da criança desenvolver cegueira); Mulheres assintomáticas contaminadas são transmissoras.

31 GONORREIA blenorragia, pingadeira, esquentamento. Sintomas: Inflamação na uretra próstata e epidídimo; Incontinência urinária; gravidez tubária; problemas cardíaco e neural; Problemas de pele e articulações; Infertilidade. Tratamento feito com antibióticos

32 AGENDA 2 Definição e transmissão. Sintomatologia geral; Alerta geral; Tipos relevantes; AIDS; Cancro Mole; Condiloma Acuminado; Gonorréia; HERPES; Sífilis; Tricomoníase.

33 HERPES Vírus Herpes Simples (HSV) 1 e 2 (semelhantes) Doença infecciosa e virulenta, responsável pela manifestação de bolhas doloridas e inflamativas na boca e regiões genitais Não há tratamento

34 HERPES Vírus Herpes Simples (HSV) 1 e 2 (semelhantes) Vírus 1 (Labial): infeccioso e virulento causa bolhas na mucosa oral e labial. Vírus 2 (Genital): Manifesta-se através de bolhas localizadas principalmente na parte externa da vagina e na ponta do pênis e anus. Apesar das suas especificidades, ambos podem alternar a sintomatologia.

35 AGENDA Definição e transmissão. Sintomatologia geral; Alerta geral; Tipos relevantes; AIDS; Cancro Mole; Condiloma Acuminado; Gonorréia; HERPES; Sífilis; Tricomoníase.

36 SIFILIS Treponema palidum Doença infecto-contagiosa que acomete todo o organismo, podendo comprometer múltiplos órgãos (pele, olhos, ossos, sistema cardiovascular, sistema nervoso), e morte. Se manifesta evolutivamente em até 03 fases: Primária, Secundária, e Terciária. Transmissão: sexual e Congênita.

37 SÍFILIS Treponema pallidum Sintomas gerais: 1) Feridas na genitália e/ou na boca que desaparecem sem deixar vestígios assintomático. 90 dias; 2) Erupções cutâneas; alopecia, dores articulares; hepatoesplenomegalia; problemas renais; 06 meses; 3) Cegueira, lesões cerebrais, problemas cardíacos,morte. TEM TRATAMENTO

38 SIFILIS PRIMARIA

39 SIFILIS SECUNDARIA

40 SÍFILIS TERCIÁRIA

41 SÍFILIS CONGÊNITA 40%;Natimorto; 70% nascem infectados; 12% morrem nos primeiros anos de vida; Alterações na arcada dentária e nos maxilares; Hemorragia pulmonar;

42 AGENDA Definição e transmissão. Sintomatologia geral; Alerta geral; Tipos relevantes; AIDS; Cancro Mole; Condiloma Acuminado; Gonorréia; HERPES; Sífilis; Tricomoníase.

43 TRICOMONIASE Trichomonas vaginalis. Alteração do ph vaginal para o caráter alcalino favorece a manifestação do parasito. Transmissão: Sexual. Sintomas: corrimento amarelo-esverdeado, com mau cheiro,dor durante o ato sexual, ardor, dificuldade para urinar coceira nos órgãos sexuais. A maioria dos homens não apresenta sintomas. Quando isso ocorre, consiste em uma irritação na ponta do pênis.

44 TRICOMONIASE Trichomonas vaginalis Prevenção: Sexo seguro; Higiene pessoal. Atenção ao uso de sabonetes e desodorantes íntimos.

45

Cancro mole: também chamada de cancro venéreo, popularmente é conhecida como cavalo. Manifesta-se através de feridas dolorosas com base mole.

Cancro mole: também chamada de cancro venéreo, popularmente é conhecida como cavalo. Manifesta-se através de feridas dolorosas com base mole. As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) são causadas por vários tipos de agentes. São transmitidas, principalmente, por contato sexual sem o uso de camisinha, com uma pessoa que esteja infectada e,

Leia mais

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS Saber se proteger ou identificar quando o corpo apresenta sinais de anormalidade pode evitar a transmissão ou complicação das doenças. O procedimento mais indicado para

Leia mais

Doenças Sexualmente Transmissíveis - DST

Doenças Sexualmente Transmissíveis - DST Fotos Cancro duro (Sífilis) - causada pela bactéria Treponema pallidum. Lesão localizada no pênis (glande) Lesão localizada na vulva (grandes lábios) Pode ser transmitida pela placenta materna e por transfusão

Leia mais

CIÊNCIAS EJA 5ª FASE PROF.ª SARAH DOS SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES

CIÊNCIAS EJA 5ª FASE PROF.ª SARAH DOS SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES CIÊNCIAS EJA 5ª FASE PROF.ª SARAH DOS SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES REVISÃO DOS CONTEÚDOS Unidade II Ser Humano e Saúde 2 REVISÃO DOS CONTEÚDOS Aula 13 Revisão e Avaliação 3 REVISÃO 1 O sistema reprodutor

Leia mais

Biologia. Qualidade de Vida das Populações Humanas. DST s e Métodos Contraceptivos Parte 2. Prof. Daniele Duó

Biologia. Qualidade de Vida das Populações Humanas. DST s e Métodos Contraceptivos Parte 2. Prof. Daniele Duó Biologia Qualidade de Vida das Populações Humanas Parte 2 Prof. Daniele Duó Preservativo masculino É o único método contraceptivo que evita o contágio das DST s (Doenças Sexualmente Transmissíveis). Doenças

Leia mais

BIOLOGIA ENSINO MÉDIO PROF. SILONE GUIMARÃES 2 ANO PROF ª. SARAH SANTOS

BIOLOGIA ENSINO MÉDIO PROF. SILONE GUIMARÃES 2 ANO PROF ª. SARAH SANTOS BIOLOGIA 2 ANO PROF ª. SARAH SANTOS ENSINO MÉDIO PROF. SILONE GUIMARÃES CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Vida e Ambiente 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 7.2 Conteúdo Doenças sexualmente transmissiveis

Leia mais

AIDS E OUTRAS DSTs INFORMAÇÃO É FUNDAMENTAL PARA PREVENÇÃO

AIDS E OUTRAS DSTs INFORMAÇÃO É FUNDAMENTAL PARA PREVENÇÃO AIDS E OUTRAS DSTs INFORMAÇÃO É FUNDAMENTAL PARA PREVENÇÃO O QUE SÃO DOENÇAS DSTs SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS? SÃO DOENÇAS CAUSADAS POR VÍRUS, FUNGOS, PROTOZOÁRIOS E BACTÉRIAS TRANSMITIDOS DURANTE O ATO

Leia mais

DAS DOENÇAS VENÉREAS ÀS ENFERMIDADES SEXUAIS. Vera Lucia Vaccari

DAS DOENÇAS VENÉREAS ÀS ENFERMIDADES SEXUAIS. Vera Lucia Vaccari DAS DOENÇAS VENÉREAS ÀS ENFERMIDADES SEXUAIS Vera Lucia Vaccari (veravaccari@uol.com.br) A nomenclatura Doença venérea Vênus (Roma) deusa do amor carnal século XIX até década 1970/1980) DST doença sexualmente

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO nº 02 - CIPA 2016/2017. O que são DST?

BOLETIM INFORMATIVO nº 02 - CIPA 2016/2017. O que são DST? BOLETIM INFORMATIVO nº 02 - CIPA 2016/2017 Novembro de 2016 - Orientações Gerais O que são DST? As doenças sexualmente transmissíveis (DST) são transmitidas, principalmente, por contato sexual sem o uso

Leia mais

Capítulo 31: Reprodução e embriologia humana

Capítulo 31: Reprodução e embriologia humana Capítulo 31: Reprodução e embriologia humana Organização do material genético no núcleo Organização do material genético no núcleo Organização do material genético no núcleo 1.Gametogênese É o processo

Leia mais

Anexo 15. Doenças sexualmente transmissíveis

Anexo 15. Doenças sexualmente transmissíveis Anexo 15 Doenças sexualmente transmissíveis 1. Hepatite B Infecção das células hepáticas (fígado) pelo Vírus da Hepatite B pode ser infecção inaparente e subclínica (sem sintomas) até progressiva e fatal.

Leia mais

DST - Proteja Sua Saúde

DST - Proteja Sua Saúde DST - Proteja Sua Saúde Adsense1 O sexo é importante na nossa vida. Ele nos dá prazer e, às vezes, filhos. Sexo é sinal de saúde, permite demonstrar carinho e confiança. Existem, entretanto, inimigos de

Leia mais

Tratamento (Coquetel Anti- HIV)

Tratamento (Coquetel Anti- HIV) VIROSES 1 2 Tratamento (Coquetel Anti- HIV) inibidores da transcriptase reversa inibidores de protease inibidores de fusão OBS.: Apesar de agirem de formas diferentes, todos os medicamentos impedem a reprodução

Leia mais

Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID. Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR)

Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID. Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) Tipo do produto: Plano de Atividade. 1 IDENTIFICAÇÃO NOME DO SUBPROJETO:

Leia mais

18/04/2017. a) Treponema pallidum. b) Chlamydia trachomatis. c) Trichomonas Donne. d) Neisseria gonorrheae.

18/04/2017. a) Treponema pallidum. b) Chlamydia trachomatis. c) Trichomonas Donne. d) Neisseria gonorrheae. 1 (2017 - CS-UFG UFG) No Brasil, a prevalência de sífilis em gestantes é de 1,6%. É uma doença de transmissão sexual ou materno-fetal com caráter sistêmico e de evolução crônica. Em mulheres grávidas,

Leia mais

CIÊNCIAS EJA 5ª FASE PROF.ª SARAH DOS SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES

CIÊNCIAS EJA 5ª FASE PROF.ª SARAH DOS SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES CIÊNCIAS EJA 5ª FASE PROF.ª SARAH DOS SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Ser Humano e Saúde 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 11.2 Conteúdo Doenças Sexualmente Transmissíveis

Leia mais

AIDS e HPV Cuide-se e previna-se!

AIDS e HPV Cuide-se e previna-se! AIDS e HPV Cuide-se e previna-se! O que é AIDS? Existem várias doenças que são transmissíveis através das relações sexuais e por isso são chamadas DSTs (doenças sexualmente transmissíveis). As mais conhecidas

Leia mais

VIROSES...as doenças causadas pelos vírus

VIROSES...as doenças causadas pelos vírus VIROSES..as doenças causadas pelos vírus VIROSES ASSOCIADAS À PELE ASSOCIADAS AO SISTEMA NERVOSO ASSOCIADAS AOS SISTEMAS CARDIOVASCULAR E LINFÁTICO ASSOCIADAS AOS SISTEMAS DIGESTÓRIO ASSOCIADAS AO SISTEMA

Leia mais

Sobre doenças sexualmente transmissíveis

Sobre doenças sexualmente transmissíveis FICHA DE INFORMAÇÃO Sobre doenças sexualmente transmissíveis As infecções sexualmente transmissíveis (STI s, abreviatura em inglês para Sexually Transmitted Infections (Infecções Sexualmente Transmissíveis)

Leia mais

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS O que são? As Doenças Sexualmente Transmissíveis são doenças infecciosas transmitidas sobretudo através do contato sexual sem proteção, podendo também ser transmitidas

Leia mais

Profº Me. Fernando Belan

Profº Me. Fernando Belan Profº Me. Fernando Belan Todos os métodos tem por função evitar a gravidez. A atvidade sexual é da natureza humana, e por isso, os métodos contraceptvos foram inventados para permitr que ocorra a atvidade

Leia mais

DOENÇAS CAUSADAS POR VÍRUS

DOENÇAS CAUSADAS POR VÍRUS Colégio Energia Barreiros 1º Ano Professor João DOENÇAS CAUSADAS POR VÍRUS Arboviroses (transmitidas por artrópodes) DENGUE Agente etiológico: flavivírus; Vetor: mosquito Aedes aegypti (principal); Transmissão:

Leia mais

ENFERMAGEM DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS. OUTRAS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS Aula 6. Profª. Tatiane da Silva Campos

ENFERMAGEM DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS. OUTRAS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS Aula 6. Profª. Tatiane da Silva Campos ENFERMAGEM DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS Aula 6 Profª. Tatiane da Silva Campos Herpes Simples Lesões de membranas mucosas e pele, ao redor da cavidade oral (herpes orolabial vírus tipo 1) e da genitália

Leia mais

REPRODUÇÃO HUMANA EDUCAÇÃO SEXUAL DST S. Prof.ª: Leila Fritz Ciências

REPRODUÇÃO HUMANA EDUCAÇÃO SEXUAL DST S. Prof.ª: Leila Fritz Ciências REPRODUÇÃO HUMANA EDUCAÇÃO SEXUAL DST S Prof.ª: Leila Fritz Ciências Pavilhão da tuba Ovário Tuba uterina Útero Coluna vertebral Colo do útero Vagina Orifício urinário Bexiga Intestino Ânus Orifício genital

Leia mais

Vírus. Prof. Fernando Belan - Classe A

Vírus. Prof. Fernando Belan - Classe A Vírus Prof. Fernando Belan - Classe A 2018 Introdução Vírus São genes móveis que se multiplicam usando a maquinaria de síntese das células. Vírus - estrutura São seres acelulares; Somente visualizados

Leia mais

I. ANATOMIA: 1. Masculino:

I. ANATOMIA: 1. Masculino: SISTEMA REPRODUTOR I. ANATOMIA: 1. Masculino:. Testículos:. Túbulos seminíferos: produção de espermatozóides.. Células de Leydig (intersticiais): testosterona.. Epidídimo: armazenamento de espermatozóides..

Leia mais

O MAIOR RISCO É... ACHARMOS QUE NÃO CORREMOS RISCOS! Tiemi Arakawa

O MAIOR RISCO É... ACHARMOS QUE NÃO CORREMOS RISCOS! Tiemi Arakawa O MAIOR RISCO É... ACHARMOS QUE NÃO CORREMOS RISCOS! Tiemi Arakawa Enfermeira, Doutora em Ciências Membro do GEOTB e do GEO-HIV/aids Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Quais imagens temos do HIV? O

Leia mais

Virologia Doenças. Prof.: Anderson Marques de Souza Juiz de Fora 2º ano EM- 2016

Virologia Doenças. Prof.: Anderson Marques de Souza Juiz de Fora 2º ano EM- 2016 Virologia Doenças Prof.: Anderson Marques de Souza Juiz de Fora 2º ano EM- 2016 Existem vírus que infectam animais, plantas, protozoários, fungos e bactérias. Exigência viral - ligação específica à célula

Leia mais

Educa teu filho no caminho que deve andar, e quando grande não se desviará dele Prov.22.6 Turma: 9º Ano

Educa teu filho no caminho que deve andar, e quando grande não se desviará dele Prov.22.6 Turma: 9º Ano Matemática 1ª) A tabela a seguir mostra a evolução da receita bruta anual nos três últimos anos de cinco microempresas (ME) que se encontram à venda. Um investidor deseja comprar duas das empresas listadas

Leia mais

Informação é a melhor proteção. AIDS

Informação é a melhor proteção. AIDS Informação é a melhor proteção. AIDS AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

Aula 4 Seres Vivos. Prof Lucas Enes. Vírus I Características Gerais SÓ EU SEI O QUE VAI CAIR NA PROVA!

Aula 4 Seres Vivos. Prof Lucas Enes. Vírus I Características Gerais SÓ EU SEI O QUE VAI CAIR NA PROVA! Biologia C Aula 4 Seres Vivos Vírus I Características Gerais Prof Lucas Enes Lembrando da aula passada... Sistemática Filogenética Filogenia Cladograma Conceitos Vírus Histórico 1886 Adolf Mayer doença

Leia mais

Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e o HIV

Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e o HIV 1 Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e o HIV O que é uma DST? Doenças Sexualmente transmissíveis (DSTs) são infecções que podem ser passadas de uma pessoas para outra através do sexo vaginal, anal

Leia mais

INFECÇÕES. Prof. Dr. Olavo Egídio Alioto

INFECÇÕES. Prof. Dr. Olavo Egídio Alioto INFECÇÕES Prof. Dr. Olavo Egídio Alioto Definição É a colonização de um organismo hospedeiro por uma espécie estranha. Numa infecção, o organismo infectante procura utilizar os recursos do hospedeiro para

Leia mais

OLIVENÇA (AL) NÍVEL SUPERIOR CADERNO DE QUESTÕES OBJETIVAS

OLIVENÇA (AL) NÍVEL SUPERIOR CADERNO DE QUESTÕES OBJETIVAS CONCURSO PÚBLICO OLIVENÇA (AL) NÍVEL SUPERIOR CADERNO DE QUESTÕES OBJETIVAS ATENÇÃO! Verifique se as informações descritas neste Caderno de Questões Objetivas coincidem com o registrado no topo de cada

Leia mais

A HISTÓRIA SE REPETE CASO

A HISTÓRIA SE REPETE CASO A HISTÓRIA SE REPETE CASO PARTE 1 Nelson, 17 anos, estudante, está interessado em Verônica, 16 anos, que resiste a "ficar" com ele porque quer um relacionamento mais sério. O comentário na escola é que

Leia mais

Tudo_dentro_cartilha_curvas.qxd:Layout :44 Page 1

Tudo_dentro_cartilha_curvas.qxd:Layout :44 Page 1 Tudo_dentro_cartilha_curvas.qxd:Layout 1 15.10.10 14:44 Page 1 Tudo_dentro_cartilha_curvas.qxd:Layout 1 15.10.10 14:44 Page 2 Produção: Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA) Av. Presidente

Leia mais

Assistência do Enfermeiro no Tratamento da Sífilis

Assistência do Enfermeiro no Tratamento da Sífilis Assistência do Enfermeiro no Tratamento da Sífilis SILVA, Luziane Brito da; VIEIRA, Elisangela de Freitas SILVA, Luziane Brito da; VIEIRA, Elisangela de Freitas. Assistência do Enfermeiro no Tratamento

Leia mais

Abordagem Sindrômica das DSTs. Prof. Dr. Valdes Roberto Bollela

Abordagem Sindrômica das DSTs. Prof. Dr. Valdes Roberto Bollela Abordagem Sindrômica das DSTs Prof. Dr. Valdes Roberto Bollela Abordagem Sindrômica das DSTs Abordagem Sindrômica das DSTs Atendendo DSTs AIDS DSTs Abordagem Sindrômica: Úlceras genitais (sífilis, cancro

Leia mais

ENFERMAGEM SAÚDE DA MULHER. Doenças Sexualmente Transmissíveis Parte 1. Profª. Lívia Bahia

ENFERMAGEM SAÚDE DA MULHER. Doenças Sexualmente Transmissíveis Parte 1. Profª. Lívia Bahia ENFERMAGEM SAÚDE DA MULHER Doenças Sexualmente Transmissíveis Parte 1 Profª. Lívia Bahia pública; Doenças Sexualmente Transmissíveis Anatomia e Fisiologia do Sistema Reprodutor Feminino As Doenças Sexualmente

Leia mais

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS Doenças Sexualmente Transmissíveis são aquelas que são mais comumente transmitidas através da relação sexual. PRINCIPAIS DOENÇAS SEXUALMENTE

Leia mais

ENFERMAGEM SAÚDE DA MULHER. Doenças Sexualmente Transmissíveis Parte 4. Profª. Lívia Bahia

ENFERMAGEM SAÚDE DA MULHER. Doenças Sexualmente Transmissíveis Parte 4. Profª. Lívia Bahia ENFERMAGEM SAÚDE DA MULHER Doenças Sexualmente Transmissíveis Parte 4 Profª. Lívia Bahia Cervicite por clamídia ou gonococo Cervicite mucopurulenta ou endocervicite é a inflamação da mucosa endocervical

Leia mais

ENFERMAGEM ATENÇÃO BÁSICA E SAÚDE DA FAMÍLIA. Parte 21. Profª. Lívia Bahia

ENFERMAGEM ATENÇÃO BÁSICA E SAÚDE DA FAMÍLIA. Parte 21. Profª. Lívia Bahia ENFERMAGEM ATENÇÃO BÁSICA E SAÚDE DA FAMÍLIA Parte 21 Profª. Lívia Bahia Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) no âmbito da Atenção Básica Paciente com queixa de corrimento uretral Atenção Básica e

Leia mais

A PREVENÇÃO. faz a diferença CANCRO DO COLO DO ÚTERO. #4 Junho de 2016 Serviços Sociais da CGD

A PREVENÇÃO. faz a diferença CANCRO DO COLO DO ÚTERO. #4 Junho de 2016 Serviços Sociais da CGD Todas as mulheres que alguma vez tenham tido relações sexuais estão em risco de ter cancro do colo do útero. É causado pelo Papilomavírus Humano (HPV). É mais frequente a partir dos 30 anos O Cancro do

Leia mais

ÍNDICE DE INFECÇÃO POR SÍFILIS EM MULHERES NO MUNICÍPIO DE VIÇOSA M.G. Introdução

ÍNDICE DE INFECÇÃO POR SÍFILIS EM MULHERES NO MUNICÍPIO DE VIÇOSA M.G. Introdução ANAIS IX SIMPAC 239 ÍNDICE DE INFECÇÃO POR SÍFILIS EM MULHERES NO MUNICÍPIO DE VIÇOSA M.G Fernanda Maria Brandão 2, Carla Alcon Tranin 3 Resumo: Este estudo objetivou demonstrar os índices de sífilis em

Leia mais

AIDS & DST s. Prevenção e controle para uma vida sexual segura.

AIDS & DST s. Prevenção e controle para uma vida sexual segura. AIDS & DST s Prevenção e controle para uma vida sexual segura. aids A aids é uma doença causada pelo HIV, vírus da imu-nodeficiência humana que destrói o sistema imunológico responsável pela defesa do

Leia mais

9º ano em AÇÃO. Assunção contra o mosquito!

9º ano em AÇÃO. Assunção contra o mosquito! Paz e Bem 9º ano em AÇÃO Assunção contra o mosquito! Informações sobre o mosquito Mosquito doméstico Hábitos Reprodução Transmissão vertical DENGUE Transmissão: principalmente pela picada do mosquito

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ. Capítulo 12 p.172. Professora Leonilda Brandão da Silva

COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ. Capítulo 12 p.172. Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Capítulo 12 p.172 Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ O nascimento

Leia mais

Curso de Emergências e Urgências Ginecológicas. Abordagem Sindrômica das Doenças Sexualmente Transmissívies

Curso de Emergências e Urgências Ginecológicas. Abordagem Sindrômica das Doenças Sexualmente Transmissívies Curso de Emergências e Urgências Ginecológicas Abordagem Sindrômica das Doenças Sexualmente Transmissívies Introdução 340 milhões de novos casos por ano de DST s curáveis no mundo. 10 a 12 milhões no Brasil

Leia mais

ENFERMAGEM SAÚDE DA MULHER. Doenças Sexualmente Transmissíveis Parte 2. Profª. Lívia Bahia

ENFERMAGEM SAÚDE DA MULHER. Doenças Sexualmente Transmissíveis Parte 2. Profª. Lívia Bahia ENFERMAGEM SAÚDE DA MULHER Doenças Sexualmente Transmissíveis Parte 2 Profª. Lívia Bahia Sífilis Agente Etiológico: Treponema pallidum Morfologicamente o Treponema pallidum é uma bactéria espiral fina

Leia mais

IV CONCURSO DE REDAÇÃO. HPV e Câncer e EU com isso? Agosto, 2016.

IV CONCURSO DE REDAÇÃO. HPV e Câncer e EU com isso? Agosto, 2016. IV CONCURSO DE REDAÇÃO HPV e Câncer e EU com isso? Agosto, 2016. TEMA OBJETIVO PÚBLICO ALVO HPV e câncer, e eu com isso? Auxiliar os professores das escolas participantes a sensibilizar e educar seus alunos

Leia mais

Os vírus 06/03/2018. Características dos vírus. Estrutura do vírus

Os vírus 06/03/2018. Características dos vírus. Estrutura do vírus Características dos vírus Os vírus Características Viroses Visíveis apenas em microscópio eletrônico; Acelulares; Parasitas intracelulares obrigatórios - Não apresentam atividade metabólica; Especificidade;

Leia mais

Tema Sífilis Congênita

Tema Sífilis Congênita Tema Sífilis Congênita Palestrante Maria Ignez Estades Bertelli médica pediatra e diretora da Divisão de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal da Saúde de Caxias do Sul Importância A transmissão

Leia mais

ENFERMAGEM ATENÇÃO BÁSICA E SAÚDE DA FAMÍLIA. Parte 22. Profª. Lívia Bahia

ENFERMAGEM ATENÇÃO BÁSICA E SAÚDE DA FAMÍLIA. Parte 22. Profª. Lívia Bahia ENFERMAGEM ATENÇÃO BÁSICA E SAÚDE DA FAMÍLIA Parte 22 Profª. Lívia Bahia Paciente com queixa de corrimento vaginal e cervicite Candidíase É uma infecção da vulva e vagina, causada por um fungo comensal

Leia mais

OS VÍRUS. Um Caso à Parte

OS VÍRUS. Um Caso à Parte OS VÍRUS Um Caso à Parte CARACTERÍSTICAS São extremamente pequenos (medem menos que 0,2 um) e acelulares São considerados como a nova descoberta de seres vivos, porém possuem muitas características de

Leia mais

Guia do Folião. Dicas para aproveitar o carnaval de forma saudável

Guia do Folião. Dicas para aproveitar o carnaval de forma saudável Guia do Folião Dicas para aproveitar o carnaval de forma saudável O Carnaval está aí! Bloquinhos de rua, ensaios de escolas de samba e trios elétricos movimentam todo o País. É uma das festas populares

Leia mais

SÍFILIS MATERIAL DE APOIO.

SÍFILIS MATERIAL DE APOIO. SÍFILIS MATERIAL DE APOIO www.hilab.com.br Segundo o Ministério da Saúde, a sífilis, em sua forma adquirida, teve um crescimento de 5.174% entre 2010 e 2015. A forma congênita, transmitida da mãe para

Leia mais

Vírus do Papiloma Humanos (HPV) DSR-

Vírus do Papiloma Humanos (HPV) DSR- Vírus do Papiloma Humanos (HPV) O que é o HPV? O HPV é um vírus frequente nos humanos, responsável pela formação de lesões chamadas papilomas. Existem diferentes tipos de HPV Alguns podem infectar a zona

Leia mais

AIDS& Na folia. //// Saúde corporativa. Paraná. o importante é curtir cada momento com segurança, consciência e alegria.

AIDS& Na folia. //// Saúde corporativa. Paraná. o importante é curtir cada momento com segurança, consciência e alegria. ////////////////////////////////// AIDS& hepatites //// Saúde corporativa Especial Carnaval // Na folia ou na calmaria o importante é curtir cada momento com segurança, consciência e alegria. Paraná AIDS/

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro Disciplina: Saúde Coletiva. Doenças Transmissíveis

Universidade Federal do Rio de Janeiro Disciplina: Saúde Coletiva. Doenças Transmissíveis Universidade Federal do Rio de Janeiro Disciplina: Saúde Coletiva Doenças Transmissíveis Doenças transmissíveis Infecciosas Contagiosas? Infecção: penetração e desenvolvimento e/ou multiplicação de um

Leia mais

ENFERMAGEM ATENÇÃO BÁSICA E SAÚDE DA FAMÍLIA. Parte 23. Profª. Lívia Bahia

ENFERMAGEM ATENÇÃO BÁSICA E SAÚDE DA FAMÍLIA. Parte 23. Profª. Lívia Bahia ENFERMAGEM ATENÇÃO BÁSICA E SAÚDE DA FAMÍLIA Parte 23 Profª. Lívia Bahia HPV Doença infecciosa, de transmissão frequentemente sexual, também conhecida como condiloma acuminado, verruga genital ou crista

Leia mais

Doenças causadas por vírus. Professora: Elyka Fernanda

Doenças causadas por vírus. Professora: Elyka Fernanda Doenças causadas por vírus Professora: Elyka Fernanda Herpes labial Transmissão Causador: HSV 1 (vírus do herpes simples tipo 1) Sintomas A infecção inicial pode não causar sintomas ou surgimento de bolhas

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INICIAL - MULHER VIH POSITIVO

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INICIAL - MULHER VIH POSITIVO INSTRUÇÕES PARA A EQUIPA DO ESTUDO: Após inscrição no estudo, os participantes devem preencher este questionário de avaliação inicial. Certifique-se de que é distribuído o questionário adequado. Após o

Leia mais

DIAGNÓSTICOS SOROLÓGICO NAS INFECÇÕES BACTERIANAS. Sífilis

DIAGNÓSTICOS SOROLÓGICO NAS INFECÇÕES BACTERIANAS. Sífilis DIAGNÓSTICOS SOROLÓGICO NAS INFECÇÕES BACTERIANAS Sífilis Sífilis Agente Etiológico Doença crônica sistêmica Família Spirochaetaceae Espiroqueta: Treponema pallidum, sub espécie pallidum Motilidade Característica:

Leia mais

GONORRÉIA SÍFILIS PNEUMONIA TÉTANO TUBERCULOSE FEBRE TIFÓIDE BOTULISMO MENINGITE MENINGOCÓCICA CÓLERA HANSENÍASE DIFTERIA e COQUELUCHE

GONORRÉIA SÍFILIS PNEUMONIA TÉTANO TUBERCULOSE FEBRE TIFÓIDE BOTULISMO MENINGITE MENINGOCÓCICA CÓLERA HANSENÍASE DIFTERIA e COQUELUCHE GONORRÉIA SÍFILIS PNEUMONIA TÉTANO TUBERCULOSE FEBRE TIFÓIDE BOTULISMO MENINGITE MENINGOCÓCICA CÓLERA HANSENÍASE DIFTERIA e COQUELUCHE Gonorréia É causada pelo gonococo (Neisseriagonorrhoeae), bactéria

Leia mais

IMPORTÂNCIAS DAS BACTÉRIAS

IMPORTÂNCIAS DAS BACTÉRIAS Cultura bacteriana A N T I B I O G R A M A IMPORTÂNCIAS DAS BACTÉRIAS * NA ECOLOGIA Ciclo do nitrogênio e decompositoras * NA INDÚSTRIA ALIMENTÍCEA Vinagre, Queijos, Coalhadas, Iogurtes etc. * NA INDÚSTRIA

Leia mais

Conheça algumas doenças tipicamente femininas

Conheça algumas doenças tipicamente femininas Uol - SP 03/12/2014-11:51 Conheça algumas doenças tipicamente femininas Da Redação ANSIEDADE: este transtorno mental é caracterizado por preocupações, tensões ou medos exagerados, sensação contínua de

Leia mais

ANÁLISE DAS NOTIFICAÇÕES DE DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS EM UM MUNICÍPIO DE SANTA CATARINA

ANÁLISE DAS NOTIFICAÇÕES DE DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS EM UM MUNICÍPIO DE SANTA CATARINA ANÁLISE DAS NOTIFICAÇÕES DE DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS EM UM MUNICÍPIO DE SANTA CATARINA Mariana Zopeletto* Fabiana Meneghetti Dallacosta** RESUMO Com esta pesquisa de abordagem quantitativa teve-se

Leia mais

HPV - Perguntas e respostas mais freqüentes Sáb, 01 de Janeiro de :16 - Última atualização Qui, 13 de Janeiro de :02

HPV - Perguntas e respostas mais freqüentes Sáb, 01 de Janeiro de :16 - Última atualização Qui, 13 de Janeiro de :02 Autor: Inca - Instituto Nacional do Câncer. Veiculação: www.inca.gov.br O que é HPV? Os papilomavírus humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae, capazes de induzir lesões de pele ou mucosa, as quais

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INICIAL - MULHER VIH NEGATIVO

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INICIAL - MULHER VIH NEGATIVO INSTRUÇÕES PARA A EQUIPA DO ESTUDO: Após inscrição no estudo, os participantes devem preencher este questionário de avaliação inicial. Certifique-se de que é distribuído o questionário adequado. Após o

Leia mais

ENFERMAGEM SAÚDE DA MULHER. Doenças Sexualmente Transmissíveis Parte 8. Profª. Lívia Bahia

ENFERMAGEM SAÚDE DA MULHER. Doenças Sexualmente Transmissíveis Parte 8. Profª. Lívia Bahia ENFERMAGEM SAÚDE DA MULHER Doenças Sexualmente Transmissíveis Parte 8 Profª. Lívia Bahia HIV/AIDS A síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS, do inglês acquired immune deficiency syndrome) é causada

Leia mais

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

12 formas. Em Clube de Compras Dallas, vemos. uma infecção por HIV. de evitar

12 formas. Em Clube de Compras Dallas, vemos. uma infecção por HIV. de evitar 12 formas de evitar uma infecção por HIV Apesar de parecer uma condição sem saída, é possível se prevenir da AIDS e saiba: dá para conviver muito bem com a doença texto LARISSA MARUYAMA Tanto homens quanto

Leia mais

CÂNCER DE COLO DO ÚTERO E HPV

CÂNCER DE COLO DO ÚTERO E HPV CÂNCER DE COLO DO ÚTERO E HPV 1: Definição O que significa "HPV"? É a sigla em inglês para papilomavírus humano. Os HPV são vírus capazes de infectar a pele ou as mucosas. Existem mais de 150 tipos diferentes

Leia mais

TABELA 1 LISTA CID-10 Sífilis congênita Sífilis precoce Outras sífilis

TABELA 1 LISTA CID-10 Sífilis congênita Sífilis precoce Outras sífilis O Boletim de Maio/2018 apresentou o Capítulo II do CID 10, no que diz respeito às neoplasias (tumores) que afetam somente ou predominantemente as mulheres, como o câncer de mama, por exemplo, na região

Leia mais

Biologia 1ª série. Profª Reisila Mendes

Biologia 1ª série. Profª Reisila Mendes Biologia 1ª série Profª Reisila Mendes Conceito e estrutura Os vírus são fragmentos não vivos de genoma, que evoluíram tanto a partir de bactérias como de eucariontes. Os vírus são os únicos organismos

Leia mais

Vírus. Profa: : Jéssica Macedo 2019

Vírus. Profa: : Jéssica Macedo 2019 Vírus Profa: : Jéssica Macedo 2019 Um pouco da história dos vírus - Na Idade Média, julgava-se que a gripe era causada por influência dos astros, motivo pelo qual foi chamada de influenza. - No final do

Leia mais

DST/ PAPILLOMAVIRUS HUMANO- HPV: Retomando um tema importante.

DST/ PAPILLOMAVIRUS HUMANO- HPV: Retomando um tema importante. DST/ PAPILLOMAVIRUS HUMANO- HPV: Retomando um tema importante. FERNANDO DA ROCHA CAMARA/prof.dr./MEDICO UROLOGISTA INTRODUÇÃO: Como prevenir? Camisinhas, seleção e restrição numérica e individual de parcerias;

Leia mais

CURSO ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM P/ EBSERH AULA Nº 7 NORMAS DO MINISTÉRIO DA

CURSO ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM P/ EBSERH AULA Nº 7 NORMAS DO MINISTÉRIO DA r CURSO ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM P/ EBSERH AULA Nº 7 NORMAS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE PARA ATUAÇÃO: PROGRAMA DE DST E AIDS, HANSENÍASE, PNEUMOLOGIA SANITÁRIA. Equipe Professor Rômulo Passos 2015 Olá, futura

Leia mais

ENFERMAGEM ATENÇÃO BÁSICA E SAÚDE DA FAMÍLIA. Parte 20. Profª. Lívia Bahia

ENFERMAGEM ATENÇÃO BÁSICA E SAÚDE DA FAMÍLIA. Parte 20. Profª. Lívia Bahia ENFERMAGEM ATENÇÃO BÁSICA E SAÚDE DA FAMÍLIA Parte 20 Profª. Lívia Bahia Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) no âmbito da Atenção Básica As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) estão entre os

Leia mais

Infecções Sexualmente. Transmitidas

Infecções Sexualmente. Transmitidas Infecções Sexualmente 1 Transmitidas IST Doenças transmitidas através de relações sexuais - via sanguínea ou vertical (mãe para o filho) Alta incidência e prevalência Múltiplas etiologias (30 patógenos)

Leia mais

Prof.: JPBio (João Paulo Born)

Prof.: JPBio (João Paulo Born) Prof.: JPBio (João Paulo Born) VÍRUS INFECTA ORGANISMO RESPOSTA IMUNOLÓGICA Fatores que influenciam na gravidade da doença: Tipo de tecido afetado; Tipo do vírus; Estado geral da saúde do indivíduo. MESMO

Leia mais

AIDS / Uma epidemia em expansão

AIDS / Uma epidemia em expansão A negociação da divisão de trabalho, no cuidado com a casa, com os filhos, com a alimentação e etc.. vem sendo um dos grandes assuntos debatidos entre casais nos tempos modernos. Ainda assim, freqüentemente

Leia mais

ENFERMAGEM DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS. HIV/AIDS Aula 2. Profª. Tatiane da Silva Campos

ENFERMAGEM DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS. HIV/AIDS Aula 2. Profª. Tatiane da Silva Campos ENFERMAGEM DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS HIV/AIDS Aula 2 Profª. Tatiane da Silva Campos Diagnóstico - investigação laboratorial após a suspeita de risco de infecção pelo HIV. janela imunológica é

Leia mais

OS VÍRUS E A NOSSA SAÚDE PROFESSOR: NIXON REIS 7º ANO CAP. 6 (PÁG. 68)

OS VÍRUS E A NOSSA SAÚDE PROFESSOR: NIXON REIS 7º ANO CAP. 6 (PÁG. 68) OS VÍRUS E A NOSSA SAÚDE PROFESSOR: NIXON REIS 7º ANO CAP. 6 (PÁG. 68) COMO SÃO OS VÍRUS (PÁG. 69) SERES ACELULARES ( NÃO SÃO FORMADOS POR CELULAS); SEM METABOLISMO PRÓPRIO (PRECISAM ESTÁ EM UMA CÉLULA

Leia mais

300 QUESTÕES DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA AGENTE COMUNITÁRIO

300 QUESTÕES DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA AGENTE COMUNITÁRIO Caro Leitor, A equipe técnica do Concurseiro da Saúde empenha-se em desenvolver apostilas e materiais atualizados de acordo com as leis recentemente publicadas a fim de estar sempre em consonância com

Leia mais

Para estudarmos a reprodução viral vamos analisar a reprodução do bacteriófago, parasito intracelular de bactérias. Bacteriófago

Para estudarmos a reprodução viral vamos analisar a reprodução do bacteriófago, parasito intracelular de bactérias. Bacteriófago 6) Reprodução Viral o Os vírus só se reproduzem no interior de uma célula hospedeira. o O ácido nucléico dos vírus possui somente uma pequena parte dos genes necessários para a síntese de novos vírus.

Leia mais

03/04/2016. virus\youtube - O VRUS DA IMUNODEFICINCIA HUMANA.mpeg

03/04/2016. virus\youtube - O VRUS DA IMUNODEFICINCIA HUMANA.mpeg virus\youtube - O VRUS DA IMUNODEFICINCIA HUMANA.mpeg 1 AIDS (SIDA) Síndrome da Imunodeficiência Adquirida Causador: HIV Vírus da Imunodeficiência Humana. Ataca os Linfócitos T CD4 Precursoras dos ANTICORPOS

Leia mais

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO HOJE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO HOJE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! QUE BOM QUE VOCÊ VEIO HOJE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Prof JOSE EDUARDO DIOTTO diotto@liceuasabin.br diottoplaneta@gmail.com Onde está a AIDS? 40 milhões de pessoas no planeta vivem com o HIV A cada ano, 5

Leia mais

Bacterioses. Prof. Wbio

Bacterioses. Prof. Wbio Bacterioses Prof. Wbio Toxinas produzidas por cinaobactérias Microcistinas hepatotóxicas ( encontradas em várias espécies em todo o planeta); Nodularin - primeira toxina descoberta de cianobactéria causou

Leia mais

ENFERMAGEM SAÚDE DA MULHER. Doenças Sexualmente Transmissíveis Parte 5. Profª. Lívia Bahia

ENFERMAGEM SAÚDE DA MULHER. Doenças Sexualmente Transmissíveis Parte 5. Profª. Lívia Bahia ENFERMAGEM SAÚDE DA MULHER Doenças Sexualmente Transmissíveis Parte 5 Profª. Lívia Bahia Vulvovaginites Manifestação inflamatória e/ou infecciosa do trato genital feminino inferior, ou seja, vulva, vagina

Leia mais

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM EM DOENÇAS GINECOLÓGICAS: Violência Contra Mulher

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM EM DOENÇAS GINECOLÓGICAS: Violência Contra Mulher ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM EM DOENÇAS GINECOLÓGICAS: Violência Contra Mulher Gabriela de Melo Barbosa Graduanda em Enfermagem, Faculdades Integradas de Três Lagoas FITL/AEMS Gabriella Ferreira Arcoverde

Leia mais

HPV PAPILOMA VÍRUS HUMANO A Conscientização, Prevenção e as Dificuldades do Diagnóstico

HPV PAPILOMA VÍRUS HUMANO A Conscientização, Prevenção e as Dificuldades do Diagnóstico HPV PAPILOMA VÍRUS HUMANO A Conscientização, Prevenção e as Dificuldades do Diagnóstico Letícia Mariana de Santana 1, Francis Widman H. Roito Obara 2, Renato Nogueira Pérez Avila 3. RESUMO Será abordado

Leia mais

ENFERMAGEM DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS. OUTRAS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS Aula 7. Profª. Tatiane da Silva Campos

ENFERMAGEM DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS. OUTRAS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS Aula 7. Profª. Tatiane da Silva Campos ENFERMAGEM DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS OUTRAS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS Aula 7 Profª. Tatiane da Silva Campos HPV lesões múltiplas ou única, localizadas ou difusas, e de tamanho variável.

Leia mais

Guia de Saúde da Reprodução

Guia de Saúde da Reprodução Guia de Saúde da Reprodução Este Guia vai fornecer-te informação acerca de dois assuntos: (a) Controlo de Natalidade / Contracepção (b) VIH e outras Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) Nota: Este

Leia mais