Uso de imunoglobulinas específicas da gema do ovo na nutrição de cães e gatos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Uso de imunoglobulinas específicas da gema do ovo na nutrição de cães e gatos"

Transcrição

1 Uso de imunoglobulinas específicas da gema do ovo na nutrição de cães e gatos Mariana Scheraiber Doutoranda em Fisiologia Universidade Federal do Paraná

2 Imunoterapia Anticorpos específicos da galinha (IgY) via ovo Dá suporte ao sistema imunológico em períodos críticos e melhora a saúde As imunoglobulinas se ligam às bactérias, vírus e protozoários Fonte:

3 Imunoterapia passiva por IgY Bem estar animal Produção em larga escala Eficácia comprovada Não ativa o sistema complemento Mais barato Mais seguro do ponto de vista sanitário Específico para várias bactérias e vírus Fonte: Grasp

4 Imunoterapia Galinhas Imunizadas para a produção de ovos imuniestimulados. Vacinas intramusculares Músculo peitoral. Fonte: Grasp

5 Imunoterapia Processo de produção IgY Fonte: EW Nutrition

6 Imunoterapia Saúde Oral Saúde Intestinal

7 Saúde oral

8 Saúde Oral IgY Alternativa para inibir o crescimento de Porphyromonas gingivalis Fonte:

9 Saúde oral em gatos Ensaio clínico em gatos recebendo dieta contendo IgY contra Porphyromonas sp. Immunology Research Institute EW Nutrition Japan, Japão Fonte: analyzercro.deviantart.com

10 Saúde oral em gatos Semana 0 Semana 8 Escore de cálculo: 35% Escore de cálculo: 11% Fornecimento de dieta contendo IgY-AP Fonte: Immunology Research Institute, Japan.

11 Escore pontuação Saúde oral em gatos Escore de inflamação Semanas P < 0.05 P < 0.01 Fonte: Immunology Research Institute, Japan.

12 (mm) Saúde oral em gatos 3 Profundidade de bolsa P < Semanas Fonte: Immunology Research Institute, Japan.

13 Saúde oral em cães Ensaio em cães recebendo dieta contendo IgY contra Porphyromonas sp. UFPR, Laboratório de Estudos de Nutrição Canina, Brasil Fonte:

14 Saúde oral em cães Ação curativa Avaliar o efeito curativo do ovo imuniestimulado adicionado à dieta (0,4%) sobre a saúde bucal de cães. Fonte: Grasp

15 Saúde oral em cães Área de Placa Semana 4 n.07 n.07 Semana 0 Felix et al. (2013)

16 Saúde oral em cães Teor de Porphyromonas gingivalis no sulco gengival de cães alimentados com IgY-Anti Porphyromonas sp durante 2 semanas * * 0 2 Semanas Controle IgY-AP *P<0,05 entre os tratamentos pelo teste Mann-Whitney-Wilcoxon. Felix et al. (2013)

17 Saúde oral em cães Ação preventiva Avaliar o efeito preventivo do ovo imuniestimulado adicionado à dieta (0,4%) sobre a saúde bucal de cães. Fonte: Grasp

18 Área (cm2) Felix et al. (2013) Saúde oral em cães Mediana da área de placa de cães alimentados com IgY-Anti Porphyromonas sp durante 7 semanas. 6 5 a a a a a ab * a ab b b b b b b Semanas Controle IgY *P<0,05

19 Saúde intestinal

20 Saúde intestinal Filhotes e cães jovens Fortalece o sistema imunológico imaturo Estimula o desenvolvimento do TGI Equilibra e estabiliza a microbiota intestinal FONTE: EW Nutrition Cães Senis Apoia o sistema imunológico deprimido de cães idosos Estabiliza o poder de resistência para uma vida sênior saudável

21 Saúde intestinal Proteção passiva de cães contra o parvovírus canino-2 por anticorpo IgY. Sa Van Nguyen, Kouji Umeda, Hideaki Yokoyama, Yukinobu Tohya, Yoshikatsu Kodama In: Canadian Journal of Veterinary Research, 2006 January; 70(I): 62-64

22 Saúde intestinal Material e métodos 10 filhotes da raça Beagle 2 meses de idade Peso: 3,3kg. Divididos em 3 grupos: G1 (n=3): 2,0g ovo hiperimunizado G2 (n=3): 0,5g ovo hiperimunizado + 1,5g ovo em pó GC (n=4): 2,0g ovo em pó Fonte: Immunology Research Institute, Japan.

23 Número de cães Saúde intestinal Taxa de sinais clínicos nos grupos de cães 100% sinais clínicos % sinais clínicos 2 Cães com sinais clínicos 1 0 0% sinais clínicos n=3 n=3 n=4 G1 G2 GC Grupos Fonte: Immunology Research Institute, Japan.

24 Duração em dias Saúde intestinal Duração da disseminação do vírus nos grupos de cães 12 11,6 dias ,6 dias * 7,3 dias * 6 4 Dias de disseminação do vírus * P < G1 G2 GC Grupos Fonte: Immunology Research Institute, Japan.

25 Soro Saúde intestinal Título de neutralização do vírus no soro TN Soro 1920 TN Soro 1600 * 1173 TN Soro * P < 0.05 Titulação do vírus no soro 0 G1 G2 GC Grupos Fonte: Immunology Research Institute, Japan.

26 Considerações finais Imunoterapia Nova alternativa para melhorar a saúde oral e intestinal de cães e gatos; Proporciona avanços na pesquisa em nutrição animal; Papel profilático deve ser ressaltado.

27 Obrigada pela atenção!

Os efeitos da alimentação sobre a saúde oral dos cães e gatos. Ananda P. Félix e Mariana Scheraiber Universidade Federal do Paraná

Os efeitos da alimentação sobre a saúde oral dos cães e gatos. Ananda P. Félix e Mariana Scheraiber Universidade Federal do Paraná Os efeitos da alimentação sobre a saúde oral dos cães e gatos Ananda P. Félix e Mariana Scheraiber Universidade Federal do Paraná Periodontite Problema mais comum, que afeta 80% dos cães e 70% dos gatos

Leia mais

Uso de imunoglobulinas específicas da gema do ovo na nutrição de cães

Uso de imunoglobulinas específicas da gema do ovo na nutrição de cães TRABALHO DE PESQUISA Uso de imunoglobulinas específicas da gema do ovo na nutrição de cães Use of specific immunoglobulins from egg yolk in dog nutrition Mariana Scheraiber - Departamento de Fisiologia

Leia mais

[PARVOVIROSE CANINA]

[PARVOVIROSE CANINA] [PARVOVIROSE CANINA] 2 Parvovirose Canina A Parvovirose é uma doença infecto-contagiosa causada por um vírus da família Parvoviridae. Acomete mais comumente animais jovens, geralmente com menos de 1 ano

Leia mais

Cinomose Canina e Vacinação: Vantagens do uso das vacinas recombinantes em comparação às convencionais

Cinomose Canina e Vacinação: Vantagens do uso das vacinas recombinantes em comparação às convencionais Cinomose Canina e Vacinação: Vantagens do uso das vacinas recombinantes em comparação às convencionais Ronald D. Schultz, MS, PHD, DACVM Embora já esteja comprovada e bem estabelecida a segurança das vacinas

Leia mais

Scheraiber M, Bialli AP, Da Silva AVF, Marx FO, Félix AP, Moraes CTC. - mais e Animais de Estimação; 2014; 12(41);

Scheraiber M, Bialli AP, Da Silva AVF, Marx FO, Félix AP, Moraes CTC. - mais e Animais de Estimação; 2014; 12(41); Mariana Scheraiber Departamento de Fisiologia Universidade Federal do Paraná. Amanda Plaça Bialli Departamento de Fisiologia Universidade Federal do Paraná. Ana Vitória Fischer da Silva Departamento de

Leia mais

INDICAÇÕES BIOEASY. Segue em anexo algumas indicações e dicas quanto à utilização dos Kits de Diagnóstico Rápido Bioeasy Linha Veterinária

INDICAÇÕES BIOEASY. Segue em anexo algumas indicações e dicas quanto à utilização dos Kits de Diagnóstico Rápido Bioeasy Linha Veterinária INDICAÇÕES BIOEASY Segue em anexo algumas indicações e dicas quanto à utilização dos Kits de Diagnóstico Rápido Bioeasy Linha Veterinária 1- ANIGEN RAPID CPV AG TEST BIOEASY PARVOVIROSE Vendas de Filhotes:

Leia mais

Multi Star Adulto 15kg e 5kg

Multi Star Adulto 15kg e 5kg Multi Star Adulto 15kg e 5kg Proteína Bruta Extrato Etéreo (Mín.) 21% (Mín.) 8% Matéria Mineral Matéria Fibrosa (Máx.) 8% (Máx.) 4% Cálcio (Máx.) 1,8% Fósforo (Mín.) 0,8% Carne de Frango e Arroz Extrato

Leia mais

Vanguard HTLP 5/CV-L Vacina contra Cinomose, Adenovírus Tipo 2, Coronavírus, Parainfluenza, Parvovirose e Leptospirose Canina

Vanguard HTLP 5/CV-L Vacina contra Cinomose, Adenovírus Tipo 2, Coronavírus, Parainfluenza, Parvovirose e Leptospirose Canina Uso Veterinário Usar exclusivamente em cães Indicações: É indicado para vacinação de cães de 6 semanas de idade ou mais velhos como prevenção da cinomose canina, da hepatite infecciosa canina (causada

Leia mais

PROGRAMA DO XV CONGRESSO CBNA PET 2016

PROGRAMA DO XV CONGRESSO CBNA PET 2016 PROGRAMA DO XV CONGRESSO CBNA PET 2016 Dia 13 de abril de 2016 quarta-feira 08:00 08:45 Inscrições e entrega de material aos inscritos 08:45 09:00 Abertura 09:00 09:45 Bloco Nutrição A evolução do conhecimento

Leia mais

Esquema para profilaxia da raiva humana com vacina de cultivo celular

Esquema para profilaxia da raiva humana com vacina de cultivo celular Esquema para profilaxia da raiva humana com vacina de cultivo celular CONDIÇÕES DO ANIMAL AGRESSOR TIPO DE EXPOSIÇÃO Cão ou gato sem suspeita de raiva no momento da agressão Cão ou gato clinicamente suspeito

Leia mais

Displasia coxofemoral (DCF): o que é, quais os sinais clínicos e como tratar

Displasia coxofemoral (DCF): o que é, quais os sinais clínicos e como tratar Displasia coxofemoral (DCF): o que é, quais os sinais clínicos e como tratar A displasia coxofemoral (DCF) canina é uma doença ortopédica caracterizada pelo desenvolvimento inadequado da articulação coxofemoral.

Leia mais

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 64823 MICROBIOLOGIA GERAL 17/34 ODONTOLOGIA MICROBIOLOGIA

Leia mais

Nome do Produto: 100% Whey Protein Gold Standard - Optimum Nutrition

Nome do Produto: 100% Whey Protein Gold Standard - Optimum Nutrition Nome do Produto: 100% Whey Protein Gold Standard - Optimum Nutrition Apresentação do Produto: Potes 2lbs, 5lbs e 10lbs Descrição do Produto: 100% Whey Protein é derivado do soro do leite (livre de lactose)

Leia mais

Gripe A (H1N1) de origem suína

Gripe A (H1N1) de origem suína Gripe A (H1N1) de origem suína A gripe é caracterizada como uma doença infecciosa com alto potencial de contagio causado pelo vírus Influenza. Este vírus apresenta três tipos, sendo eles o A, B e C. Observam-se

Leia mais

3,2 quilos em três meses; 4,2 quilos em 6 meses quando se consome uma dieta equilibrada.

3,2 quilos em três meses; 4,2 quilos em 6 meses quando se consome uma dieta equilibrada. Bio-CG Captura a gordura e reveste as paredes do trato gastrointestinal promovendo a perda de peso. Mecanismo de Ação Bio-CG captura a gordura e reveste as paredes do trato gastrointestinal resultando

Leia mais

Infermun em parvovirose canina

Infermun em parvovirose canina em parvovirose canina Redução do tempo de recuperação em cães infectados por Parvovirus e tratados com Departamento I+D. Laboratórios Calier, S.A. INTRODUÇÃO: A Parvovirose é uma das enfermidades entéricas

Leia mais

Capítulo 10. Enterite por Coronavírus Canino. Veterinary Professional Services. Principais Pontos. Introdução

Capítulo 10. Enterite por Coronavírus Canino. Veterinary Professional Services. Principais Pontos. Introdução Capítulo 1 Enterite por Coronavírus Canino Veterinary Professional Services Mais informações da Merial sobre esse tema Eficácia da Vacina RECOMBITEK com Coronavírus Canino Vivo-modificado. M.C. Pardo e

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Equilis Prequenza Te, suspensão injetável para equinos 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Por dose de 1 ml:

Leia mais

Envelhecimento Cutâneo e Uso de Antioxidantes

Envelhecimento Cutâneo e Uso de Antioxidantes Envelhecimento Cutâneo e Uso de Antioxidantes Nutr. Ana Luísa Kremer Faller Doutora em Ciências Nutricionais - UFRJ Profª Adjunto Departamento de Nutrição e Dietética Instituto de Nutrição Josué de Castro

Leia mais

Na edição de janeiro

Na edição de janeiro C CLÍNICA MÉDICA Foto: banco de imagem C&G VF Nova perspectiva para Parvovirose Canina Pesquisa com imunoglobulina oral comprova benefícios e inicia um divisor de águas no tratamento das gastroenterites

Leia mais

Aplicação da Terapia Fotodinâmica e Laserterapia em Implantodontia

Aplicação da Terapia Fotodinâmica e Laserterapia em Implantodontia Aplicação da Terapia Fotodinâmica e Laserterapia em Implantodontia Juliana Marotti 1, Pedro Tortamano Neto 2, Dieter Weingart 3 1 Doutoranda do Departamento de Prótese da Faculdade de Odontologia da USP,

Leia mais

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE LEISHMANIOSE VISCERAL CANINA (LVC)

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE LEISHMANIOSE VISCERAL CANINA (LVC) DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE LEISHMANIOSE VISCERAL CANINA (LVC) 1 Quando é que se deve suspeitar de leishmaniose visceral num cão? Sempre que o cão apresentar o conjunto de sintomas da doença, ou seja, emagrecimento,

Leia mais

ESTUDO RETROSPECTIVO DAS NEOPLASIAS CANINAS DIAGNOSTICADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO NO PERÍODO DE 2009 A 2010

ESTUDO RETROSPECTIVO DAS NEOPLASIAS CANINAS DIAGNOSTICADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO NO PERÍODO DE 2009 A 2010 1 ESTUDO RETROSPECTIVO DAS NEOPLASIAS CANINAS DIAGNOSTICADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO NO PERÍODO DE 2009 A 2010 CAIO FERNANDO GIMENEZ 1, TATIANE MORENO FERRARIAS 1, EDUARDO FERNANDES BONDAN 1 1 Universidade

Leia mais

CUIDADOS A TER COM O ANIMAL GERIÁTRICO

CUIDADOS A TER COM O ANIMAL GERIÁTRICO Clínica Veterinária de Mangualde Dr. Benigno Rodrigues Dra. Sandra Oliveira CUIDADOS A TER COM O ANIMAL GERIÁTRICO O que devo fazer para garantir um envelhecimento com qualidade de vida ao meu animal?

Leia mais

LEVANTAMENTO DAS PERIODONTOPATIAS EM CÃES ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DO CESUMAR

LEVANTAMENTO DAS PERIODONTOPATIAS EM CÃES ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DO CESUMAR LEVANTAMENTO DAS PERIODONTOPATIAS EM CÃES ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DO CESUMAR Rhubia Maria Jorge Lazaretti 1 ; José Mauricio Gonçalves dos Santos 2 RESUMO: As periodontapatias são enfermidade

Leia mais

Problematização. Processo

Problematização. Processo Determinantes socioambientais em saúde bucal e estratégias de Promoção da Saúde 1 Problematização Serviços de saúde [e sua expressão humana, ou seja, os profissionais de saúde] não são potentes o suficiente

Leia mais

Programa nutricional específico para o Bulldog Inglês

Programa nutricional específico para o Bulldog Inglês Busca constante por qualidade e segurança. Programa nutricional específico para o Bulldog Inglês A Royal Canin impõe padrões extremamente rigorosos para garantir condições sanitárias ideais em suas fábricas.

Leia mais

Imunização ativa x passiva

Imunização ativa x passiva A IMUNIZAÇÃO É DEFINIDA COMO A AQUISIÇÃO DE PROTEÇÃO IMUNOLÓGICA CONTRA UMA DOENÇA INFECCIOSA. Imunização ativa x passiva A imunização ativa ocorre quando o próprio sistema imune da criança, ao entrar

Leia mais

Cuidados e recomendações TOP WESTIES

Cuidados e recomendações TOP WESTIES w w w.. c o m ÍNDICE Introdução... 3 Vermifugação... 4 Vacinas... 5 Doenças... 6 Alimentação... 7 Pulgas e carrapatos... 8 INTRODUÇÃO Este documento serve para mostrar e orientar os donos e futuros donos

Leia mais

Homeopatia. Copyrights - Movimento Nacional de Valorização e Divulgação da Homeopatia mnvdh@terra.com.br 2

Homeopatia. Copyrights - Movimento Nacional de Valorização e Divulgação da Homeopatia mnvdh@terra.com.br 2 Homeopatia A Homeopatia é um sistema terapêutico baseado no princípio dos semelhantes (princípio parecido com o das vacinas) que cuida e trata de vários tipos de organismos (homem, animais e plantas) usando

Leia mais

EDITAL Nº 01/COREMU/UFRA/2016 ANEXO III ROTEIRO DA PROVA PRÁTICA ESPECÍFICA POR ÁREA

EDITAL Nº 01/COREMU/UFRA/2016 ANEXO III ROTEIRO DA PROVA PRÁTICA ESPECÍFICA POR ÁREA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM ÁREA PROFISSIONAL DE SAÚDE EM MEDICINA VETERINÁRIA EDITAL Nº 01/COREMU/UFRA/2016

Leia mais

CONCEITOS DE ALIMENTAÇÃO AO LONGO DA VIDA DE CÃES E GATOS

CONCEITOS DE ALIMENTAÇÃO AO LONGO DA VIDA DE CÃES E GATOS CONCEITOS DE ALIMENTAÇÃO AO LONGO DA VIDA DE CÃES E GATOS Prof. Roberto de Andrade Bordin DMV, M.Sc. Setor de Nutrição e Metabolismo Animal Medicina Veterinária Universidade Anhembi Morumbi São Paulo,

Leia mais

TÍTULO: AUTORES: INSTITUIÇÃO: Área Temática : Saúde 1. INTRODUÇÃO DOOLEY, 2000

TÍTULO: AUTORES: INSTITUIÇÃO: Área Temática : Saúde   1. INTRODUÇÃO DOOLEY, 2000 TÍTULO: ORIENTAÇÃO AOS PROPRIETÁRIOS QUANTO À IMPORTÂNCIA DA HIGIENIZAÇÃO ORAL DE CÃES E GATOS NA PREVENÇÃO DA DOENÇA PERIODONTAL. AUTORES: Mariana Ramos da Silva (1), Edvaldo Lopes de Almeida (2), Fábia

Leia mais

RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS DA VACINA CONTRA FEBRE AMARELA

RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS DA VACINA CONTRA FEBRE AMARELA RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS DA VACINA CONTRA FEBRE AMARELA SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE SUPERITENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE GERÊNCIA DE IMUNIZAÇÃO E REDE FRIO ESQUEMA VACINAL NOTA INFORMATIVA Nº143/CGPNI/DEVIT/SVS/MS/18/122014

Leia mais

Este manual tem como objetivo fornecer informações aos pacientes e seus familiares a respeito da Anemia Hemolítica Auto-Imune.

Este manual tem como objetivo fornecer informações aos pacientes e seus familiares a respeito da Anemia Hemolítica Auto-Imune. MANUAL DO PACIENTE - ANEMIA HEMOLÍTICA AUTO-IMUNE EDIÇÃO REVISADA 02/2004 Este manual tem como objetivo fornecer informações aos pacientes e seus familiares a respeito da Anemia Hemolítica Auto-Imune.

Leia mais

PESQUISA DE MERCADO COM CONSUMIDORES DE OVO DE CODORNA

PESQUISA DE MERCADO COM CONSUMIDORES DE OVO DE CODORNA PESQUISA DE MERCADO COM CONSUMIDORES DE OVO DE CODORNA MARALI VILELA DIAS 1, MATHEUS GARCIA FERREIRA 2, JOÃO DE DEUS SOUZA CARNEIRO 3, LUISA PEREIRA FIGUEIREDO 4. RESUMO Os ovos constituem-se em um alimento

Leia mais

Sistema Nacional de Vigilância Ambiental em Saúde. Ministério da Saúde Fundação Nacional de Saúde

Sistema Nacional de Vigilância Ambiental em Saúde. Ministério da Saúde Fundação Nacional de Saúde Sistema Nacional de Vigilância Ambiental em Saúde Ministério da Saúde Fundação Nacional de Saúde 1 FLUXO DA VIGILÂNCIA SISTEMAS SETORIAIS RELACIONADOS COM SAÚDE E AMBIENTE (Saúde, Educação, Des. Urbano,

Leia mais

Um guia para doentes e suas famílias

Um guia para doentes e suas famílias Primárias: Mantenha-se saudável! Um guia para doentes e suas famílias Imunodeficiências Mantenha-se saudável! Um guia para doentes e suas famílias Imunodeficiências Primárias Imunodeficiências Primárias:

Leia mais

PLANO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DO PRONATEC

PLANO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DO PRONATEC PLANO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DO PRONATEC Dados da Instituição Razão Social Esfera Administrativa Site de Instituição e do Programa Universidade Federal de Viçosa - Campus UFV Florestal

Leia mais

Dr Christian Coachman. Dr Guilherme Cabral. Dr Braulio Paolucci

Dr Christian Coachman. Dr Guilherme Cabral. Dr Braulio Paolucci Protócolo Wax-up Dr Christian Coachman Dr Guilherme Cabral Dr Braulio Paolucci Volume 3D / Posicão 3D Centrais 1. Encerar sobre a linha mediana antiga!! 2. Encerar os 2 centrais em um bloco de cera 3.

Leia mais

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente 1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS Eu um ser no ambiente Higiene Corporal Os cinco sentidos Corpo humano Perceber a importância do cuidado com o corpo, da vacinação e da prevenção de acidentes.

Leia mais

PROVA DE BIOLOGIA. Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/9811533-criticos-aos-transgenicos-estaomalformados-diz-pesquisador.

PROVA DE BIOLOGIA. Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/9811533-criticos-aos-transgenicos-estaomalformados-diz-pesquisador. 13 PROVA DE BIOLOGIA Q U E S T Ã O 1 6 Críticos aos transgênicos estão mal informados, diz pesquisador Cientista que desenvolve seu trabalho pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) diz

Leia mais

3. Abrangência Esse serviço será prestado nas principais capitais brasileiras e em cidades da Grande São Paulo e Grande Rio de Janeiro.

3. Abrangência Esse serviço será prestado nas principais capitais brasileiras e em cidades da Grande São Paulo e Grande Rio de Janeiro. Assistência Pet 1. EMPRESA CONTRATADA A Assistência Pet refere-se ao pacote de serviços contratado pelo Zurich Santander Brasil Seguros S.A., com a empresa USS Soluções Gerenciadas Ltda., CNPJ 01.979.936/0001-79

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Enfermagem Estágio Curricular II - Administração em Enfermagem ÂNGELA BAGATTINI

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Enfermagem Estágio Curricular II - Administração em Enfermagem ÂNGELA BAGATTINI 0 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Enfermagem Estágio Curricular II - Administração em Enfermagem ÂNGELA BAGATTINI RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR II- REDE BÁSICA DE SAÚDE: Unidade básica

Leia mais

PORTARIA N.º 228, DE 25 DE OUTUBRO DE 1988

PORTARIA N.º 228, DE 25 DE OUTUBRO DE 1988 PORTARIA N.º 228, DE 25 DE OUTUBRO DE 1988 O Ministro de Estado de Agricultura, no uso de suas atribuições, considerando proposições da Secretaria Nacional de Defesa Agropecuária, RESOLVE: I Aprovar as

Leia mais

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral PALESTRA A Importância da Saúde Bucal na Saúde Geral A saúde começa pela boca Os dentes são importantes na mastigação dos alimentos, fala, e estética, influenciando diretamente na auto-estima do indivíduo

Leia mais

Disciplina de Doença das Aves Domésticas Curso de Medicina Veterinária MV Leonardo Bozzi Miglino Mestrando em Ciências Veterinárias - UFPR

Disciplina de Doença das Aves Domésticas Curso de Medicina Veterinária MV Leonardo Bozzi Miglino Mestrando em Ciências Veterinárias - UFPR MICOPLASMOSE AVIÁRIA Disciplina de Doença das Aves Domésticas Curso de Medicina Veterinária MV Leonardo Bozzi Miglino Mestrando em Ciências Veterinárias - UFPR Mycoplasma gallisepticum, M.synoviae, M.meleagridis

Leia mais

24 motivos. academia. para entrar na

24 motivos. academia. para entrar na para entrar na academia Mais um ano se inicia e com ele chegam novas perspectivas e objetivos. Uma das principais promessas feitas é deixar o sedentarismo de lado e entrar na academia! Nesta época é comum

Leia mais

Construindo um País mais Saudável 40 anos do Programa Nacional de Imunizações. 4 de Setembro de 2013 Senado Federal Brasília

Construindo um País mais Saudável 40 anos do Programa Nacional de Imunizações. 4 de Setembro de 2013 Senado Federal Brasília Construindo um País mais Saudável 40 anos do Programa Nacional de Imunizações 4 de Setembro de 2013 Senado Federal Brasília BUTANTAN UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA DO GOVERNO DE ESTADO DE SÃO PAULO Em 1901 o

Leia mais

Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico

Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico Gripe Perguntas Frequentes Perguntas frequentes sobre a gripe sazonal O que é a

Leia mais

WORKSHOP PANORAMA MUNDIAL SOBRE PROBIÓTICOS. Regulamentação atual Medicamentos contendo probióticos

WORKSHOP PANORAMA MUNDIAL SOBRE PROBIÓTICOS. Regulamentação atual Medicamentos contendo probióticos WORKSHOP PANORAMA MUNDIAL SOBRE PROBIÓTICOS Regulamentação atual Medicamentos contendo probióticos Neemias Silva de Andrade Gerência de Produtos Biológicos / GPBIO Gerência-Geral de Produtos Biológicos,

Leia mais

PLANIFICAÇÃO A MÉDIO/LONGO PRAZO CIÊNCIAS DA NATUREZA 6º ANO

PLANIFICAÇÃO A MÉDIO/LONGO PRAZO CIÊNCIAS DA NATUREZA 6º ANO PLANIFICAÇÃO A MÉDIO/LONGO PRAZO CIÊNCIAS DA NATUREZA 6º ANO Competências essenciais Conteúdos Materiais N.º de aulas (45 min.) Compreender que a vida dos seres é assegurada pela realização de funções

Leia mais

A pneumonia é uma doença inflamatória do pulmão que afecta os alvéolos pulmonares (sacos de ar) que são preenchidos por líquido resultante da

A pneumonia é uma doença inflamatória do pulmão que afecta os alvéolos pulmonares (sacos de ar) que são preenchidos por líquido resultante da 2 A pneumonia é uma doença inflamatória do pulmão que afecta os alvéolos pulmonares (sacos de ar) que são preenchidos por líquido resultante da inflamação, o que dificulta a realização das trocas gasosas.

Leia mais

-.BORDETELOSE CANINA "TOSSE DOS CANIS"

-.BORDETELOSE CANINA TOSSE DOS CANIS -.BORDETELOSE CANINA "TOSSE DOS CANIS" A bactéria Bordetella bronchiséptica é a causa primária da traqueobronquite infecciosa canina (tosse dos canis).embora a tosse dos canis seja a manifestação clínica

Leia mais

AUTOPERCEPÇÃO EM SAÚDE BUCAL: IDOSOS E FAMÍLIA

AUTOPERCEPÇÃO EM SAÚDE BUCAL: IDOSOS E FAMÍLIA III MOSTRA NACIONAL DE PRODUÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA IV SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE ATENÇÃO PRIMÁRIA/SAÚDE DA FAMÍLIA III CONCURSO NACIONAL DE EXPERIÊNCIAS EM SAÚDE DA FAMÍLIA 05 A 08 DE AGOSTO DE 2008 -

Leia mais

Métodos para detecção de alérgenos em alimentos. Gerlinde Teixeira Departamento de Imunobiologia Universidade Federal Fluminense

Métodos para detecção de alérgenos em alimentos. Gerlinde Teixeira Departamento de Imunobiologia Universidade Federal Fluminense Métodos para detecção de alérgenos em alimentos Gerlinde Teixeira Departamento de Imunobiologia Universidade Federal Fluminense Antigenos vs Alérgenos Antigeno Imunógeno Qualquer substância capaz de estimular

Leia mais

Capítulo 6. Cinomose Canina & Vacinação

Capítulo 6. Cinomose Canina & Vacinação Capítulo 6 Cinomose Canina & Vacinação Perguntas e respostas sobre o uso da vacina recombinante contra cinomose canina no âmbito da publicação 2003 Canine Vaccine Guidelines em comparação às vacinas tradicionais

Leia mais

ANTICORPOS. CURSO: Farmácia DISCIPLINA: Microbiologia e Imunologia Clínica PROFESSORES: Guilherme Dias Patto Silvia Maria Rodrigues Querido

ANTICORPOS. CURSO: Farmácia DISCIPLINA: Microbiologia e Imunologia Clínica PROFESSORES: Guilherme Dias Patto Silvia Maria Rodrigues Querido CURSO: Farmácia DISCIPLINA: Microbiologia e Imunologia Clínica PROFESSORES: Guilherme Dias Patto Silvia Maria Rodrigues Querido ANTICORPOS Anticorpo é uma globulina sintetizada por linfócitos B e principalmente

Leia mais

EFEITO DA UTILIZAÇÃO DE PRÓBIÓTICOS EM DIETAS PARA BOVINOS NELORE TERMINADOS EM CONFINAMENTO INTRODUÇÃO

EFEITO DA UTILIZAÇÃO DE PRÓBIÓTICOS EM DIETAS PARA BOVINOS NELORE TERMINADOS EM CONFINAMENTO INTRODUÇÃO EFEITO DA UTILIZAÇÃO DE PRÓBIÓTICOS EM DIETAS PARA BOVINOS NELORE TERMINADOS EM CONFINAMENTO INTRODUÇÃO Aditivos alimentares são utilizados em dietas para bovinos de corte em confinamento com o objetivo

Leia mais

FABA ALERGIA ALIMENTAR

FABA ALERGIA ALIMENTAR FABA ALERGIA ALIMENTAR Intolerância Alimentar Aversão Alimentar Reações Imediatas e Tardias ALERGIA ALIMENTAR FABA ALERGIA ALIMENTAR - Reação adversa ao componente protéico do alimento e envolve mecanismo

Leia mais

1. OBJETIVO DO SERVIÇO O Pet Assistência tem por objetivo proporocionar o atendimento a um conjunto de assistência a seus animais domésticos.

1. OBJETIVO DO SERVIÇO O Pet Assistência tem por objetivo proporocionar o atendimento a um conjunto de assistência a seus animais domésticos. 1. OBJETIVO DO SERVIÇO O Pet Assistência tem por objetivo proporocionar o atendimento a um conjunto de assistência a seus animais domésticos. A quantidade de animais de estimação não será limitada, podendo

Leia mais

FABULESS TM INOVAÇÃO NO GERENCIAMENTO DE PESO

FABULESS TM INOVAÇÃO NO GERENCIAMENTO DE PESO FABULESS TM INOVAÇÃO NO GERENCIAMENTO DE PESO Sobrepeso, obesidade e manutenção do peso são questões importantes para um número cada vez maior de pessoas. Atualmente, encontramos no mercado uma enorme

Leia mais

DICAS DE SAÚDE Proteja sua família

DICAS DE SAÚDE Proteja sua família DICAS DE SAÚDE Proteja sua família Elaborado: Apoio: Saúde e o Sistema Imunológico Saber como o organismo combate os agressores e se protege, assim como conhecer os fatores que o levam a um funcionamento

Leia mais

Pré-imunização e Tratamento de Tristeza Parasitária em Bovinos Leiteiros

Pré-imunização e Tratamento de Tristeza Parasitária em Bovinos Leiteiros Pré-imunização e Tratamento de Tristeza Parasitária em Bovinos Leiteiros Laboratório de Imunovirologia Molecular DBG UFV Prof. Sérgio Oliveira de Paula Tristeza Parasitária Bovina (TPB) Enfermidade hemoparasita

Leia mais

2) Qual a importância da vacina conter as duas linhagens de vírus B?

2) Qual a importância da vacina conter as duas linhagens de vírus B? VACINAS INFLUENZA NO BRASIL EM 2015 Renato Kfouri Vice-presidente da SBIm Juarez Cunha Diretor da SBIm 1) Como são as novas vacinas quadrivalentes? As vacinas influenza utilizadas em nosso país até o ano

Leia mais

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Correio Braziliense Data: 17/04/2011 Seção: Trabalho Pág.: 3 Assunto: Great Place to Work

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Correio Braziliense Data: 17/04/2011 Seção: Trabalho Pág.: 3 Assunto: Great Place to Work Veículo: Correio Braziliense Data: 17/04/2011 Seção: Trabalho Pág.: 3 Assunto: Great Place to Work Veículo: Correio Braziliense Data: 17/04/2011 Seção: Saúde Pág.: 27 Assunto: Amados mas perigosos Veículo:

Leia mais

Principais parasitas em cães e gatos:

Principais parasitas em cães e gatos: Principais parasitas em cães e gatos: Nematódeos: Ancylostoma caninum Ancylostoma caninum nenhum Comum em zonas tropicais e subtropicais Maior patogenicidade em filhotes Filhotes: anemia, perda de peso,

Leia mais

Por: Leonardo Alex Passo de Paulo PLANO DE ENSINO 1 - INSTITUIÇÃO DE ENSINO: SOLVET DIAGNÓSTICOS VETERINÁRIOS

Por: Leonardo Alex Passo de Paulo PLANO DE ENSINO 1 - INSTITUIÇÃO DE ENSINO: SOLVET DIAGNÓSTICOS VETERINÁRIOS Por: Leonardo Alex Passo de Paulo PLANO DE ENSINO 1 - INSTITUIÇÃO DE ENSINO: SOLVET DIAGNÓSTICOS VETERINÁRIOS Estilo do curso: Curso de extensão para capacitação profissional CURSO: Título do curso: "Curso

Leia mais

Raiva humana VS Componente Epidemiológico

Raiva humana VS Componente Epidemiológico GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal Subsecretaria de Vigilância à Saúde Diretoria de Vigilância Epidemiológica Gerência de Vigilância Epidemiológica e Imunização

Leia mais

DISCIPLINA ESTUDOS PREVENTIVOS EM CARIOLOGIA TEMA:

DISCIPLINA ESTUDOS PREVENTIVOS EM CARIOLOGIA TEMA: DISCIPLINA ESTUDOS PREVENTIVOS EM CARIOLOGIA TEMA: Métodos de prevenção da cárie dentária - estratégias coletivas, no contexto da promoção da saúde bucal Profa. Dra. Eliete Rodrigues de Almeida Profa.

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CONHECIMENTO DE PROPRIETÁRIOS DOS ANIMAIS DE COMPANHIA SOBRE HIGIENE ORAL

AVALIAÇÃO DO CONHECIMENTO DE PROPRIETÁRIOS DOS ANIMAIS DE COMPANHIA SOBRE HIGIENE ORAL AVALIAÇÃO DO CONHECIMENTO DE PROPRIETÁRIOS DOS ANIMAIS DE COMPANHIA SOBRE HIGIENE ORAL ASSESSMENT OF KNOWLEDGE OF OWNERS OF PETS ON ORAL HYGIENE Camila de Castro NEVES 1, Celso Sanches BRACCIALLI 2, Alexandre

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE INSTITUTO BUTANTAN

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE INSTITUTO BUTANTAN vacina raiva (inativada) vírus rábico inativado FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Pó liofilizado injetável e diluente para suspensão injetável. - Cartucho contendo 5 frascos de uma dose + 5 ampolas com

Leia mais

Ano VI Número 11 Julho de 2008 Periódicos Semestral ANCILOSTOMÍASE. OLIVEIRA, Fábio FAGUNDES, Eduardo BIAZOTTO, Gabriel

Ano VI Número 11 Julho de 2008 Periódicos Semestral ANCILOSTOMÍASE. OLIVEIRA, Fábio FAGUNDES, Eduardo BIAZOTTO, Gabriel ANCILOSTOMÍASE OLIVEIRA, Fábio FAGUNDES, Eduardo BIAZOTTO, Gabriel Discentes da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia de Garça FAMED NEVES, Maria Francisca Docente da Faculdade de Medicina Veterinária

Leia mais

Abordagem Diagnóstica e Terapêutica da Diabete Melito Não Complicada em Cães

Abordagem Diagnóstica e Terapêutica da Diabete Melito Não Complicada em Cães Abordagem Diagnóstica e Terapêutica da Diabete Melito Não Complicada em Cães Cecilia Sartori Zarif Residente em Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais da UFV Distúrbio do Pâncreas Endócrino Diabete Melito

Leia mais

Uso de Gemas de Ovos de Aves Hiperimunizadas Contra Escherichia coli Suína no Controle da Diarréia Neonatal de Leitões

Uso de Gemas de Ovos de Aves Hiperimunizadas Contra Escherichia coli Suína no Controle da Diarréia Neonatal de Leitões 1234 Uso de Gemas de Ovos de Aves Hiperimunizadas contra Escherichia coli Suína no Controle da Diarréia Neonatal... Uso de Gemas de Ovos de Aves Hiperimunizadas Contra Escherichia coli Suína no Controle

Leia mais

O PAPEL DO SERVIÇO DE EPIDEMIOLOGIA DO HOSPITAL DE CLINICAS DA UFPR NA VIGILÂNCIA DOS EVENTOS ADVERSOS INFANTIS NOS ANOS DE 2004 E 2005.

O PAPEL DO SERVIÇO DE EPIDEMIOLOGIA DO HOSPITAL DE CLINICAS DA UFPR NA VIGILÂNCIA DOS EVENTOS ADVERSOS INFANTIS NOS ANOS DE 2004 E 2005. O PAPEL DO SERVIÇO DE EPIDEMIOLOGIA DO HOSPITAL DE CLINICAS DA UFPR NA VIGILÂNCIA DOS EVENTOS ADVERSOS INFANTIS NOS ANOS DE 2004 E 2005. COORDENADORA Prof Dra. Denise Siqueira de Carvalho EQUIPE EXECUTORA

Leia mais

Palestra. Dra. Flávia Custódia. Nutrição Inovando o Mercado de Trabalho

Palestra. Dra. Flávia Custódia. Nutrição Inovando o Mercado de Trabalho AMA 2001 Cuidados básicos e eficácias das suficiente? dietas de emagrecimento Suplementar é preciso? Flávia Custódia Nutricionista Especialista de Nutrição Esportiva Flávia Custódia flaviacustodia@hotmail.com

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Equilis Prequenza Te, suspensão injetável para equinos 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Por dose de 1 ml:

Leia mais

COMO PREVENIR E COMBATER O MAU HÁLITO E OS PROBLEMAS DENTÁRIOS DO MEU CÃO E GATO?

COMO PREVENIR E COMBATER O MAU HÁLITO E OS PROBLEMAS DENTÁRIOS DO MEU CÃO E GATO? Clínica Veterinária de Mangualde Dr. Benigno Rodrigues Dra. Sandra Oliveira COMO PREVENIR E COMBATER O MAU HÁLITO E OS PROBLEMAS DENTÁRIOS DO MEU CÃO E GATO? Sabia que as infecções da boca e dos dentes

Leia mais

MANUAL DE CONDUTAS EM EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL A MATERIAL BIOLÓGICO

MANUAL DE CONDUTAS EM EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL A MATERIAL BIOLÓGICO MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE POLÍTICAS DE SAÚDE COORDENAÇÃO NACIONAL DE DST E AIDS MANUAL DE CONDUTAS EM EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL A MATERIAL BIOLÓGICO INTRODUÇÃO O objetivo deste documento é descrever

Leia mais

Perícia de Bem-estar Animal em Situações de Denúncias de Maus-tratos

Perícia de Bem-estar Animal em Situações de Denúncias de Maus-tratos Perícia de Bem-estar Animal em Situações de Denúncias de Maus-tratos Carla Forte Maiolino Molento Méd. Vet., M.Sc., Ph.D. Professora de Bem-estar Animal Laboratório de Bem-estar Animal, UFPR 2 Conteúdo

Leia mais

CÂNCER GÁSTRICO PRECOCE

CÂNCER GÁSTRICO PRECOCE CÂNCER GÁSTRICO PRECOCE Hospital Municipal Cardoso Fontes Serviço de Cirurgia Geral Chefe do serviço: Dr. Nelson Medina Coeli Expositor: Dra. Ana Carolina Assaf 16/09/04 René Lambert DEFINIÇÃO Carcinoma

Leia mais

Raiva. Replicação no citoplasma - corpúsculo de inclusão

Raiva. Replicação no citoplasma - corpúsculo de inclusão Família Rhabdoviridae forma de bala 70 x 170 nm -RNA envelope Proteina G Ac neutralizantes Proteína N grupo Vírus fixo/rua Perfil G-N= Origem do vírus Raiva Raiva Raiva Replicação no citoplasma - corpúsculo

Leia mais

PROVA DE BIOLOGIA I. O esquema representa alguns aspectos metabólicos e fisiológicos de uma planta. H 2 O + PRODUTOS ORGÂNICOS DA FOTOSSÍNTESE

PROVA DE BIOLOGIA I. O esquema representa alguns aspectos metabólicos e fisiológicos de uma planta. H 2 O + PRODUTOS ORGÂNICOS DA FOTOSSÍNTESE 24 PROVA DE BIOLOGIA I Q U E S T Ã O 4 0 O esquema representa alguns aspectos metabólicos e fisiológicos de uma planta. PRODUÇÃO ABSORÇÃO O 2 Processo A CO 2 O 2 CO 2 H 2 O Processo B LIBERAÇÃO H 2 O Processo

Leia mais

GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA)

GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) AUTORES Ingryd Coutinho de Oliveira Priscila Cunha Nascimento Discentes da Graduação em Odontologia e Bolsistas de Ensino

Leia mais

ESCLERODERMIA LOCALIZADA LOCALIZED SCLERODERMA

ESCLERODERMIA LOCALIZADA LOCALIZED SCLERODERMA ESCLERODERMIA LOCALIZADA LOCALIZED SCLERODERMA Esclerodermia significa pele dura. O termo esclerodermia localizada se refere ao fato de que o processo nosológico está localizado na pele. Por vezes o termo

Leia mais

VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE SUÍNA:

VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE SUÍNA: Portuguese VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE SUÍNA: informação para pais de crianças com mais de seis meses e menos de cinco anos de idade Gripe. Proteja-se a si e aos outros. 1 Índice Sobre este folheto 3 O que

Leia mais

Profa. Susana M.I. Saad Faculdade de Ciências Farmacêuticas Universidade de São Paulo

Profa. Susana M.I. Saad Faculdade de Ciências Farmacêuticas Universidade de São Paulo XIV Congresso Brasileiro de Nutrologia Simpósio ILSI Brasil Probióticos e Saúde Profa. Dra. Susana Marta Isay Saad Departamento de Tecnologia Bioquímico-Farmacêutica USP e-mail susaad@usp.br Alimentos

Leia mais

Você tem ninho de ovos de ouro?

Você tem ninho de ovos de ouro? Você tem ninho de ovos de ouro? Promotor L, o reforço que suas aves precisam... E seu bolso também! Benefícios com o uso do Promotor L : Diminui efeitos do estresse (calor, debicagem, etc.); Aumenta a

Leia mais

Hormônios Metabólicos da

Hormônios Metabólicos da Hormônios Metabólicos da Tireóide Tireóide Produz Calcitoninahomeostasia de CA Produz hormôniocolóide [Ca +2 ] plasmática (inibe osteoclastos) [Ca +2 ] plasmática Síntese dos Hormônios Capilar Bomba de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: ODONTÓLOGO CADERNO DE PROVAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: ODONTÓLOGO CADERNO DE PROVAS CADERNO DE PROVAS 1 A prova terá a duração de duas horas, incluindo o tempo necessário para o preenchimento do gabarito. 2 Marque as respostas no caderno de provas, deixe para preencher o gabarito depois

Leia mais

Boletim Epidemiológico UHE Santo Antônio do Jari

Boletim Epidemiológico UHE Santo Antônio do Jari Editorial Índice - Editorial - Doença Leishmaniose - Gráfico de Notificações - Doença Malária Este é o segundo número do ano de, com veiculação semestral, referente aos meses de janeiro a junho, contendo

Leia mais

Antibióticos na Doença Periodontal Canina

Antibióticos na Doença Periodontal Canina Atualização em Terapêutica Veterinária Distribuído por Farmácia Veterinária de Manipulação Antibióticos na Doença Periodontal Canina A adequação ao tratamento é muito importante na obtenção da recuperação

Leia mais

Exercícios de Monera e Principais Bacterioses

Exercícios de Monera e Principais Bacterioses Exercícios de Monera e Principais Bacterioses 1. (Fuvest) O organismo A é um parasita intracelular constituído por uma cápsula protéica que envolve a molécula de ácido nucléico. O organismo B tem uma membrana

Leia mais

Vigilância em Saúde. Perfil do Tétano em Alagoas de 2007 a 2014. Nesta Edição: ANO 4 Nº 01 ANUAL JANEIRO 15

Vigilância em Saúde. Perfil do Tétano em Alagoas de 2007 a 2014. Nesta Edição: ANO 4 Nº 01 ANUAL JANEIRO 15 Diretoria de Epidemiológica Gerência de Doenças Imunopreveníveis e Programa de Imunizações ANO 4 Nº 01 ANUAL JANEIRO 15 Nesta Edição: 1. Perfil do Tétano em Alagoas de 2007 a 2. Intensificação das Ações

Leia mais

Ferramentas Nutricionais Moduladoras do Sistema Imune

Ferramentas Nutricionais Moduladoras do Sistema Imune Ferramentas Nutricionais Moduladoras do Sistema Imune Luiz Felipe Caron A resposta imune pode ser dividida em resposta inata e resposta adaptativa nas aves, como em outras espécies. Esta diferença está

Leia mais

AVALIAÇÃO DO FÍGADO DE CÃES NECROPSIADOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA UNOESTE

AVALIAÇÃO DO FÍGADO DE CÃES NECROPSIADOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA UNOESTE 72 AVALIAÇÃO DO FÍGADO DE CÃES NECROPSIADOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA UNOESTE Osimar de Carvalho Sanches, Rogério Giuffrida, Poliana Cavaleti, Rafaela Vitória Marchini Souza, Vanessa Cristina Pereira

Leia mais