CASOS SIGNIFICATIVOS DE NOVEMBRO DE FENÔMENO DATA CAUSA REGIÃO IMPACTO AVISO Vendaval e acumulado significativo de chuva

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CASOS SIGNIFICATIVOS DE NOVEMBRO DE 2007. FENÔMENO DATA CAUSA REGIÃO IMPACTO AVISO Vendaval e acumulado significativo de chuva"

Transcrição

1 FENÔMENO DATA CAUSA REGIÃO IMPACTO AVISO Vendaval e acumulado significativo de chuva 01 Difluência dos ventos em altitude. Massa de ar úmida e instável. Aproximação de uma frente fria no RS CASOS SIGNIFICATIVOS DE NOVEMBRO DE 2007 Sul do Brasil Na madrugada desta quinta-feira o forte vendaval que atingiu Florianópolis provocou diversos danos à rede de energia elétrica que abastece a cidade. Mais de 70 pessoas ficaram sem energia elétrica. Fortes chuvas acompanhadas por descargas elétricas e rajadas de vento causou prejuízos em mais de casas no Rio Grande do Sul. Durante a madrugada, ventos de 120 km/h atingiram cidades no Noroeste deste Estado, como foi relatado em Santa Rosa. Os fortes ventos atingiram o município de Porto Maua-RS destruindo lavouras. Em Porto Alegre 400 famílias tiveram suas casas alagadas pelas águas da chuva. Em Marau (RS), mais de 150 casas tiveram suas telhas arrancadas ou quebradas. Em Passo Fundo (RS), dezenas de árvores foram derrubadas pela força do vento. Pelo menos 14 cidades ficaram sem energia elétrica, o que afetou mais de 100 mil pessoas da região. Fonte: O Globo Online Um temporal na madrugada do primeiro dia de novembro de 2007 espalhou destruição em Três de Maio no noroeste gaúcho. Quando o dia amanheceu, os moradores despertaram para um cenário de devastação provocado pela maior tempestade a ter atingido o município até hoje. A praça central da cidade parecia ter sido bombardeada. Nem as lápides do cemitério resistiram. Árvores, postes e telhas se espalhavam pelas ruas. Milhares de casas tinham sido destelhadas. Telhas voaram como se fossem mísseis e acabaram cravadas em troncos de árvores. Antenas de emissoras de rádio e parabólicas foram retorcidas como se fossem de papel. Prédios tinham sofrido desabamentos parciais. A cidade inteira estava sem luz e iniciava-se a reconstrução ainda sob chuva em meio aos apelos por ajuda estadual. Segundo a MetSul um poderoso vendaval com rajadas possivelmente acima de 150 km/h atingiu a cidade de Três de Maio na madrugada da quinta-feira. Apesar de não existir estação meteorológica na cidade, os danos são consistentes com uma tempestade com rajadas de vento entre 150 e 200 km/h. A imagem do radar meteorológico de Santiago mostrava uma forte linha de tormentas se aproximando da cidade no começo da madrugada do dia primeiro, sendo característica a ocorrência de tornados em squalls lines associadas às frentes frias em ambientes de extrema instabilidade como se registrava naquela noite. O nível de devastação registrado pode ser verificado ainda pela cobertura da imprensa local. O jornal Cooperjornal de Três de Maio publicou uma edição extra de oito páginas em que resumiu o dia histórico de tempestade e inesquecível para a comunidade de três de maio. FONTE: MetSul Meteorologia O Instituto Nacional de Meteorologia registrou acumulados significativos de chuva entre as 9 horas de ontem (31/10) e as 9 horas de hoje (01/11), principalmente no RS. Torres- RS: 66,3mm ; Santa Maria-RS: 56,8mm; Caxias do Sul-RS: 54,9mm Porto Alegre-RS: 52,0mm; Passo Fundo-RS: 47,8mm

2 Chuva forte Convergência de umidade, calor e ventos em altitude Temporal e granizo 03 Convergência de umidade, calor e ventos em altitude, deslocamento de sistema frontal Brasília-DF Nesta sexta-feira (02/10) choveu durante boa parte do dia na Capital do país. A chuva foi provocada por áreas de instabilidade associadas ao calor e à alta umidade sobre a Região. Em vários bairros de Brasília foram verificados diversos pontos de alagamentos, trânsito lento, e carros com defeito devido a água acumulada nas ruas. Fortes ventos ocorreram em algumas áreas o que provocou queda de árvores e postes de energia elétrica. Parte do teto de um Shopping da cidade desabou o que provocou a interdição da área atingida. (fonte: globo.com). Na Estação do INMET foi registrado 41,0 mm de chuva entre às 12z do dia 02 e às 12z do dia 03/11. SC, PR, SP, MG Entre às 12z do dia 02 e as 12z do dia 03 foi registrado pelo INMET: 72,8mm em Indaial-SC; 56,3 mm em Irati-PR; 46,2 em Maringá-PR; 40,8 em Ivaí-PR, 36,9 em Guarulhos-SP; 28,0 mm em Uberaba-MG. As chuvas e os fortes ventos causaram vários transtornos como alagamentos, queda de árvores, engarrafamentos, destelhamento de casas, centenas de pessoas desalojadas em várias localidades do Sul e Sudeste incluindo a Capital Paulista e municípios da região metropolitana. No Litoral Sul de SP (Guzolândia) ventos fortes derrubaram árvores e postes de energia elétrica. Em Guarulhos foi registrado (METAR) chuvas fortes, descargas elétricas e ventos de até 60km/h e redução de visibilidade. Em São José dos Campos-SP os ventos registrados chegaram a 43km/h. Na tarde/noite de sábado (03/11) verificam-se nuvens convectivas entre SP, MG e RJ. Esta instabilidade é provocada pelo tempo abafado e a umidade elevada. Na região de Guarulhos-SP registrou-se rajada de vento de 62,9 km/h com trovoadas e chuva forte, segundo dados do aeroporto. Na estação localizada no Campo de Marte-SP foi registrado ventos superiores a 54 km/h. Na capital de SP e em municípios da Região Metropolitana registraram-se vários transtornos como ruas alagadas, engarrafamento, queda de árvores e de placas, destelhamento e alagamento de casas e a interrupção no fornecimento de energia elétrica em alguns bairros e também. Houve registro de um ferido na zona norte da capital paulista. Chuvas fortes e trovoadas foram registradas em municípios do Triângulo Mineiro, centro, leste e do sul de MG. Esta instabilidade deverá se estender ao longo desta noite e no decorrer do domingo, com o estabelecimento de uma região de convergência de umidade entre as Regiões Norte, Centro-Oeste e Sudeste. Acumulado significativo e chuvas fortes 04, 05, 06 ZCAS Sudeste, Centro- Oeste, Norte Na região serrana do RJ houve relato de queda de granizo, chuvas fortes e rajadas de vento segundo noticiário do Globo. Entre as 12z do dia 03 e 12z do dia 04 foi registrado pelo INMET: 83,3mm em São José do Rio Claro-MT; 82,3mm em Benjamim Constant-AM; 79,4mm em Três Lagoas-MS; 71,7 em Bambuí-MG; 55,3mm em Guarulhos-SP; 46,2mm em Sorocaba-SP; 39,2mm em Cruzeiro do Sul-AC; 37,6mm em Taubaté-SP34,0mm em Uberaba-MG. Entre às 12z do dia 04 e às 12z do dia 05 choveu: ZCAS desconfigura-se dia 07.

3 101,5 mm em Caratinga-MG; 70,1 mm em São Vicente-MT; 63,6mm em Formosa-GO; 51,3mm em Goiânia-GO; 47,9mm em Ipameri-GO; 46,0mm em João Pinheiro-MG; 45,0mm em Padre Ricardo Remetter-MT; 40,2mm em Pompeu-MG; 35,6mm em Catanduva-SP;34,1mm em São Carlos-SP. As chuvas vieram acompanhadas de descargas elétricas e rajadas de vento. Em algumas localidades novamente houve transtorno como alagamentos, engarrafamentos, falta de energia elétrica Neste período, os procedimentos de saída e chegada das aeronaves foram interrompidas em alguns aeroportos de SP e do RJ. No dia 06 registrou-se, segundo o INMET, um acumulado de 91,6 mm em Bambuí-MG e 56,4 mm em Ubatuba-SP. Em TO acumulou 43,3 mm em Pedro Afonso. Em Bambuí-MG, nestes seis primeiros dias de novembro já acumulou 93% da chuva esperada para o mês. Em Ubatuba 62% e no RJ 55%. Fonte:INMET. No decorrer da noite do dia 06, verificou-se intensa convecção no interior de MT, nas imagens de satélite. Segundo o INMET houve acumulados de chuva de 78,2 mm em Diamantino-MT e 72,4 mm em Gleba Celeste. Em diamantino em três dias (05,06 e 07) acumulou em torno de 130 mm e a climatologia para o mês é de 200 mm (dados INMET). Chuva provoca alagamentos em Bauru-SP. A forte chuva que caiu ontem (06/11) na cidade de Bauru causou alagamentos deixando ruas cobertas por água e lama. A precipitação intensa, transformou-se em um verdadeiro rio lamacento e foi palco de uma cena não muito comum na cidade. Com a forte correnteza que descia, quatro carros estacionados ficaram engavetados e só não foram levados pela água porque colidiram com um poste e um canteiro de concreto. Por mais de meia-hora, todos os veículos, até mesmo os ônibus circulares, tiveram que aguardar para poder voltar a transitar pela avenida No mesmo local, uma senhora ficou por longos minutos ilhada no canteiro central da avenida Nações Unidas, temendo ser levada pela força da correnteza caso tentasse atravessar. Fonte: Dia 7, acumulou mais 22,7 mm de precipitação em Bambuí-MG, um acumulado não muito significativo, mas que somado a chuva dos últimos dias, passou a média histórica do INMET que é de 213,1mm, acumulando em 7 dias do mês 222,3 mm. Em Frutal, também em MG acumulou 45,5 mm (dados INMET).

4 Chuva Forte 08 Calor, cavados, convergência de umidade e ventos Ventos fortes 09 Calor, cavados, convergência de umidade e ventos Acumulados significativos de chuva 09/10 Cavado, calor e Jato Subtropical Chuva forte 10 Cavado e divergência em altitude São Paulo-SP A forte chuva que caiu na tarde dessa quinta-feira (08/11) na capital São Paulo provocou 25 pontos de alagamentos (fonte: Centro de Gerenciamento de Emergências). Essas chuvas foram causadas pela forte instabilidade do ar na região, provocadas pelo calor e a umidade do ar elevada. Passo Fundo-RS Ventos chegam a 120 km/h em Passo Fundo. Cerca de 48 mil clientes da RGE estão sem energia elétrica no município. Um temporal que atingiu Passo Fundo, no norte do Estado na manhã causou estragos em diversos pontos do município. Segundo a estação meteorológica da Embrapa, os ventos atingiram uma velocidade de 120 km/h. Algumas ruas tiveram o trânsito bloqueado por causa da queda de árvores. Postes de energia elétrica caíram, comprometendo o abastecimento. A fachada de vidro de uma agência bancária foi totalmente destruído peça força do vento. Na zona comercial de Passo Fundo, as lojas estão fechadas por causa da forte chuva. Ainda não há informações sobre o número de moradias danificadas pelo temporal. Segundo a Rio Grande Energia, que atende a região, 48 mil clientes estão sem energia elétrica. A 21ª edição da Feira do Livro, que acontece na praça Marechal Floriano, não deve ser aberta ao público pela manhã. Em Palmeira das Missões, houve estragos e destelhamento de casas em alguns bairros. A RS-324 está interrompido no trecho que liga Marau a Passo Fundo devido à queda de árvores na pista. A Secretaria Municipal de Educação de Passo Fundo decidiu que as 62 escolas da rede municipal não funcionarão hoje à tarde. O motivo é a preocupação com a segurança dos estudantes no caminho para as aulas por causa do temporal. Cerca de 18 mil alunos estudam em escolas públicas do município. A medida se estende às escolas estaduais e à Apae da cidade, que também suspendeu as atividades no dia de hoje. Algumas cidades do Paraná Paraná O Estado do Paraná teve acumulados de chuva significativos Entre a manhã do dia 09/11 (10h) e a manhã do dia 10/11 (10h) o Estado do Paraná teve acumulados de chuva significativos em 24h. Em Campo Mourão choveu 100,9mm, em Londrina o acumulado foi de 86,6mm, em Ivaí o registrado foi de 73,2mm, em Irati, 61,1mm e em Maringá o volume chegou a 60,3mm. Estes acumulados de chuva foram causados pela passagem de áreas de instabilidade causadas pela passagem de cavados em altitude, do forte calor e dos ventos de noroeste em baixos níveis, que transportaram o ar úmido de noroeste. Fonte: INMET A chuva forte que atingiu o Paraná na madrugada deste sábado (10) provocou estragos em vários municípios. Na BR-376, entre Mauá da Serra (PR) e Ortigueira (PR), um deslizamento de terra matou duas pessoas. Na PR-444, em Arapongas (PR), ocorreu outro deslizamento, mas não deixou vítimas. Em Ponta Grossa (PR) e Londrina (PR), dezenas de casas ficaram alagadas. Em Paranacity (PR), nem a delegacia escapou da enchente. Policiais trabalham desde cedo na limpeza do local, que ficou cheio de bairro. E.A. E.A

5 Chuva forte 11 Cavado, calor e divergência em altitude Chuvas significativas 11/12 Divergência em calor e umidade elevados Geada e frio 11 Alta pressão pós-frontal Chuva forte 12 Divergência em calor e umidade elevados Campo-Grande- MS A chuva forte que atinge Campo Grande neste domingo (11) provoca transtornos. Córregos transbordaram e há registro de alagamentos em vários bairros da cidade. Segundo a Defesa Civil municipal, muitas famílias estão ilhadas por causa das enchentes. A situação mais crítica ocorreu na Vila Popular, onde 60 pessoas, entre elas 15 crianças, tiveram de sair de suas residências. Elas foram abrigadas pela Defesa Civil Municipal na Escola Municipal Frederico Soares. Semáforos em vários cruzamentos entraram em pane, o que prejudica o trânsito na capital do Mato Grosso do Sul. Uma árvore caiu sobre um ônibus de transporte coletivo, na esquina das ruas Antônio Maria Coelho e 13 de Maio. O veículo estava lotado no momento do acidente, mas nenhum passageiro se feriu. Diamantino-MT Entre às 10h do dia 11/11 e às 10h do dia 12/11 o município de Diamantino-MT registrou um acumulado de chuva de 139,2mm. Isto representa o mesmo valor máximo de chuva em 24h ocorrido no dia 16/11/1963. A média climatológica esperada para o mês de novembro é de 204,5mm. Fonte: INMET Santa Catarina A massa de ar frio declinou significativamente as temperaturas nesta madrugada (11) do Oeste ao Planalto Sul. As mínimas registradas ocorreram em Ponte Serrada (Oeste) e São Joaquim (Planalto Sul), mas a geada foi verificada apenas em São Joaquim. Fonte: CIRAM/EPAGRI Uberlândia-MG Chuva causa prejuízo de R$ 1,5 milhão em Uberlândia. Em 30 minutos, choveu a quantidade esperada para o mês inteiro. Após a chuva do início desta semana, as prefeituras das cidades mineiras mais afetadas começaram a calcular os prejuízos. Em Uberlândia, a estimativa é que seja investido cerca de R$ 1,5 milhão apenas para limpeza e recuperação das áreas atingidas pelo temporal. O vento atingiu 75 quilômetros por hora. O asfalto de uma avenida que tinha sido recapeada há menos de duas semanas se soltou. Quase cem veículos e 46 árvores foram arrastados pela água. No Sul do estado, em Passos, o trecho de uma rodovia federal que estava em obras ficou cheio de lama e o trânsito, lento. Em Campanha, árvores também foram derrubadas pela chuva. Os moradores tiveram que retirar água das casas, que foram inundadas depois que um ribeirão transbordou. A administração municipal diz que está distribuindo cestas básicas para as famílias prejudicadas. Do G1, em São Paulo, com informações da Globominas.com

6 Chuvas fortes 13 Divergência em calor e umidade elevados Uberlândia-MG Nesta terça-feira a chuva castigou as cidades de Minas Gerais no final da tarde. Em Uberlândia, a enxurrada arrancou o asfalto da principal avenida da cidade e um ônibus foi levado pelas águas. Pelo menos 99 veículos entre carros e motos foram arrastados pela correnteza da chuva e ficaram destruídos. Apesar dos estragos impressionantes, na segunda-feira choveu apenas 38,7 milímetros, o que é considerado uma chuva média, segundo o geógrafo do Laboratório de Climatologia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Fonte: O correio de Uberlândia Em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, o temporal derrubou árvores e causou alagamentos. Carros ficaram boiando e equipes de resgate foram mandadas para um posto de gasolina onde o muro ameaçava desabar. Fonte: Ventos fortes 14 Frente fria RS, SC,PR Paraná Uma tempestade com ventos de mais de 100 quilômetros por hora atingiu o Noroeste do Paraná na tarde desta quarta-feira (14). Em Umuarama (PR), o céu ficou escuro no meio da tarde e logo depois veio a chuva forte. Em Paranavaí (PR), a ventania levantou muita areia e atrapalhou a vida dos motoristas. Em várias cidades, houve queda de árvores e postes, prejudicando a distribuição de energia elétrica. E.A Rio Grande do Sul Homem de 56 anos foi atingido por parede que desabou em Porto Mauá. Regiões Norte e Noroeste foram as mais prejudicadas. Um temporal atingiu o estado do Rio Grande do Sul na noite de terça-feira (13). As regiões mais prejudicadas foram Norte e Noroeste. Em Porto Mauá, Alírio Dalabona, de 56 anos, morreu depois de ser atingido por uma parede que desabou com a força do vento. Dalabona estava dentro de sua residência quando a parede da sala caiu sobre ele. Árvores foram derrubadas na estrada que dá acesso ao bairro onde a vítima morava e atrasaram o socorro. Ele morreu antes de chegar ao hospital. Na cidade, cerca de 50 casas ficaram destelhadas. O número de desabrigados chega a 40. Alguns bairros de Horizontina ficaram sem luz depois que árvores caíram sobre a rede elétrica. Santa Rosa teria registrado rajadas de 60 quilômetros por hora. Em Bento Gonçalves, as fortes chuvas causaram deslizamento de terra. Uma casa foi parcialmente destruída e duas, interditadas. Santa Catarina Em Santa Catarina, uma tempestade na madrugada desta quarta-feira (14) assustou os moradores. Em Campos Novos, o vento chegou a 93 quilômetros por hora. Pelo menos 500 casas foram danificadas. Parte da cidade ficou sem energia e as aulas de estudantes foram suspensas. Fonte: G1 NEWS *(Com informações da Zerohora.com e da RBS TV)

7 Acumulado Significativo Acumulado Significativo Chuvas fortes e Acumulados Significativos Granizo, chuva e ventos fortes 16 Passagem de uma frente fria e umidade do oceano em direção ao continente devido a alta pós-frontal 17 e 18 Frente estacionária SP ES Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) entre as 09:00hrs (Horário Local) do dia 15 e as 09:00hrss do dia 16 choveu 76,0mm na cidade de Ubatuba em SP. O valor esperado para todo o mês de novembro é de 258,60mm e este valor já foi ultrapassado em 26,7mm. Vale salientar que este foi o maior valor de precipitação diário registrado até o este dia no litoral norte paulista. Entre os dias 17 e 18 deste mês a presença de um sistema frontal estacionário no norte do Estado do ES provocou acumulados significativos na capital do Estado. O total de chuva foi de 106.4mm, o que eqüivale a 62% da média climatológica para todo o mês de novembro. 17 e 18 RS As chuvas fortes que atingiram o RS entre os dias 17 e 18 foram bastante generalizadas. Em alguns pontos os acumulados foram significativos, como por exemplo, nas cidades de Uruguaiana, em que foi registrado um valor de 78,2mm e na cidade de São Luiz Gonzaga, no qual o valor foi de 52,0mm. Nas outras cidades gaúchas os acumulados variaram 0,9 e 33,4mm. Em todo o RS as chuvas foram fortes e localizadas, e algumas delas vieram acompanhadas de descargas elétricas. Até agora não foram contabilizados dados referentes a estas chuvas. 19 Divergência em altitude, calor e umidade do ar elevados Chuva forte 19 e 20 Divergência e fortes ventos em cavados em médios e altos níveis, áreas de baixa pressão em superfície SP Sudeste e Sul Américo Brasiliense_SP: Os fortes ventos provocaram a queda de telhado de uma escola. Ribeirão Preto: Chuva forte com granizo provocaram muitos danos na cidade: queda de árvores, casas destelhadas. No aeroporto foi registrado chuvas fortes com descargas elétricas e as rajadas de vento chegaram a 42KT (METAR). Fonte: Jornal Hoje edição 20/11 Entre as 12z do dia 19 e as 12z do dia 20 foram registrados nas estações meteorológicas pertencentes ao INMET 47,6 mm em Ivaí-PR, 42.0 mm em Franca-SP, 32,7 mm em Belo Horizonte-MG e 28,2 mm em Ponta Porã no MS. As chuvas vieram acompanhadas de descargas elétricas.

8 Chuva forte 19 e 20 Convergência de umidade em baixos níveis, cavados em médios e altos níveis, áreas de baixa pressão em superfície Chuva forte 22 e 23 Cavado baroclínico e onda frontal subtropical AC e AM BA e MG Entre as 12z do dia 19 e as 12z do dia 20 foram registrados nas estações meteorológicas pertencentes ao INMET 40,2 mm Rio Branco-AC e 36,6 mm em Codajás no AM. As chuvas vieram acompanhadas de descargas elétricas. Os acumulados de precipitação entre as 12z do dia 22 e as 12z do dia 23 chegaram a 53,8mm em Canavieiras(BA), 35,8 em Barreiras(BA), 31,9mm em Caravelas(BA) e 35mm em Formoso(MG). Chuvas em regiões que permaneciam secas 22, 23 e 24 Cavado baroclínico em altitude e deslocamento de onda frontal subtropical pelo oceano BA e MG A propagação de um cavado (baixa pressão) em médios e altos níveis da troposfera e o deslocamento de uma onda frontal subtropical pelo oceano favoreceram a formação de áreas de instabilidade e a ocorrência de chuva em algumas áreas do centro-norte de MG e centro-sul e oeste da BA que permaneciam secas. No dia 22/11 os acumulados chegaram a 26,8mm em Carinhanha(BA), 12,7mm em Pirapora(MG), 10,1mm em Januária(MG) e 5,2mm em Correntina(BA). No dia 23/11 foram registrados 35,8mm em Barreiras(BA), 27,2mm em Janaúba(MG), 19,5mm em Caetité(BA), 17,8mm em Santa Rita de Cássia(BA) e 13,8mm em Januária(MG). No dia 24/11 os valores de chuva atingiram 29,3mm em Monte Azul(MG), 19,4mm em Janaúba(MG), 17,4mm em Santa Rita de Cássia(BA), 9,4mm em Januária(MG), 8,9mm em Montes Claros(MG) e 5,9mm em Salinas(MG). Acumulados significativos 23 e 24 Difluência (alta da Bolívia e cavado no leste do Sudeste), calor e alta umidade Chuva forte 26 Calor, umidade e JST GO e MT SP Os acumulados de precipitação entre as 12z do dia 23 e as 12z do dia 24 chegaram a 81,4mm em Formosa (GO) e 73,7 em Cuiabá (MT) Atividade convectiva, chuva forte, descargas elétricas e rajadas de vento em várias localidades do Vale do Paraíba e da Serra da Mantiqueira. Segundo informações do LIM/CPTEC este evento provocou acumulados de 55mm em menos de 3 (três) horas sobre Cachoeira Paulista (SP).

9 Granizo 27 Cavado em médios e altos níveis, passagem de onda frontal, divergência em altitude MG Foi verificado queda de granizo no município de Campanha,sul de MG. O fenômeno causou prejuízos em lavouras de café. Fonte: Acumulado significativo ZCAS, divergência em perturbações em médios e altos níveis, calor e baixa pressão em superfície. ES, MG, PA, TO, BA Entre as 12z do dia 27 e as 12Z do dia 28 foram registrados acumulados significativos em vários Estados devido a instabilidade causada pela ZCAS, divergência em altitude, áreas de baixa pressão e forte calor em superfície e perturbações em médios e altos níveis. O INMET registrou: 123,2mm em Caravelas-BA, 97,8 mm em Itaituba-PA, 94,9 mm em Peixe-TO, 61,0 mm em São Mateus-ES e 52,6 mm em Espinosa-MG. Granizo e vendaval 28 ZCAS, divergência em perturbações em médios e altos níveis, calor e baixa pressão em superfície. MT As 21Z do dia 28 foi registrado no METAR queda de granizo e rajadas de vento superiores a 120 km/h (70 kt) na estação SBBW (Barra do Garças)

10 Acumulados significativos de chuva 26,27,28, 29 e 30 Início da formação e estabelecimento da ZCAS BA, MG, PA, AM, DF, sul do MA Entre o dia 26/11 (10:00h horário local) e o dia 27/11 (10:00h horário local) foram registrados 97,8mm em Santa Rita de Cássia* (BA), 43,2mm em Itamarandiba (MG), 40,9 em Remanso (BA), 40,4mm em Monte Azul (MG) e 39,8mm em Caparaó (MG). Entre o dia 27/11 (10:00h horário local) e o dia 28/11 (10:00h horário local) os valores chegaram a 123,2mm em Caravelas* (BA), 54,5mm em Itiruçu (BA), 52,6mm em Espinosa (MG), 51,1mm em Itaberaba (BA) e 48,1mm em Januária (MG). Entre o dia 28/11 (10:00h horário local) e o dia 29/11 (10:00h horário local) os acumulados atingiram 182mm em Janaúba* (MG), 81,2mm em Guaratinga (BA), 66,8mm em Pedra Azul (MG), 61,8mm em Monte Azul (MG). Cabe ressaltar que algumas destas localidades permaneciam relativamente secas até a primeira quinzena deste mês. *Maior valor de precipitação observado no país neste dia Dia 30 A Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) ainda tem causado chuvas fortes e acumulados significativos em várias áreas do país onde ela atua. Em Belterra no Pará foram registrados 118,6mm de chuva entre as 9 horas de ontem (29/11) e as 9 horas de hoje (30/11). Outra cidade do Pará onde ocorreu acumulados significativos de chuva no mesmo período foi em São Félix do Xingu, com 55,0mm. Em Manaus o volume foi de 53,0mm, enquanto que em Iauaretê foi de 44,0mm, também no Amazonas. Em Lençóis na BA foram registrados 47,0mm. No Distrito Federal, nesta tarde de Sexta-feira as chuvas causaram transtornos. Houve pontos de alagamentos e batidas. O Corpo de Bombeiros recebeu várias chamadas. Referências: Instituto Nacional de Meteorologia Entre as 12Z do dia 30/11 e 12Z do dia 01/12 foi registrado 101,4 mm de chuva no Município de Balsas no sul do Maranhão. Os dados foram obtidos na estação meteorológica pertencente ao INMET.

CASOS SIGNIFICATIVOS DO MÊS DE MARÇO DE 2006:

CASOS SIGNIFICATIVOS DO MÊS DE MARÇO DE 2006: CAS DO MÊS DE MARÇO DE 2006: FENÔMENO DATA CAUSA ÁREA AFETADA IMPACTO TEMPORAL 01 Calor e umidade. Capital paulista A forte chuva que atingiu a cidade durante a tarde deixou 11 (onze) pontos de alagamento

Leia mais

CASOS SIGNIFICATIVOS DO MÊS DE DEZEMBRO DE 2009. FENÔMENO DATA CAUSA REGIÃO IMPACTO AVISO Chuva forte 01/02/03 Cavado, umidade elevada SP

CASOS SIGNIFICATIVOS DO MÊS DE DEZEMBRO DE 2009. FENÔMENO DATA CAUSA REGIÃO IMPACTO AVISO Chuva forte 01/02/03 Cavado, umidade elevada SP CASOS SIGNIFICATIVOS DO MÊS DE DEZEMBRO DE 2009 FENÔMENO DATA CAUSA REGIÃO IMPACTO AVISO Chuva forte 01/02/03 Cavado, umidade elevada SP No dia 01/12 choveu forte na capital paulista e na baixada santista,

Leia mais

CICLONE EXTRATROPICAL MAIS INTENSO DAS ÚLTIMAS DUAS DÉCADAS PROVOCA ESTRAGOS NO RIO GRANDE DO SUL E NO URUGUAI

CICLONE EXTRATROPICAL MAIS INTENSO DAS ÚLTIMAS DUAS DÉCADAS PROVOCA ESTRAGOS NO RIO GRANDE DO SUL E NO URUGUAI CICLONE EXTRATROPICAL MAIS INTENSO DAS ÚLTIMAS DUAS DÉCADAS PROVOCA ESTRAGOS NO RIO GRANDE DO SUL E NO URUGUAI Entre os dias 22 e 23 de outubro de 2012 o processo de formação de um ciclone extratropical

Leia mais

Enchentes em Santa Catarina - setembro/2013

Enchentes em Santa Catarina - setembro/2013 Enchentes em Santa Catarina - setembro/2013 O início da primavera de 2013 foi marcado por um período de chuvas intensas no estado de Santa Catarina, atingindo 82 municípios e afetando mais de 24 mil pessoas.

Leia mais

Análise de um evento de chuva intensa no litoral entre o PR e nordeste de SC

Análise de um evento de chuva intensa no litoral entre o PR e nordeste de SC Análise de um evento de chuva intensa no litoral entre o PR e nordeste de SC Entre o dia 11 de março de 2011 e a manhã do dia 13 de março de 2011 ocorreram chuvas bastante intensas em parte dos Estados

Leia mais

CASOS SIGNIFICATIVOS DO MÊS DE FEVEREIRO DE 2011. FENÔMENO DATA CAUSA REGIÃO IMPACTO AVISO Chuva forte 01 Cavado entre 850 e 500 Vale do Itajaí e

CASOS SIGNIFICATIVOS DO MÊS DE FEVEREIRO DE 2011. FENÔMENO DATA CAUSA REGIÃO IMPACTO AVISO Chuva forte 01 Cavado entre 850 e 500 Vale do Itajaí e CASOS SIGNIFICATIVOS DO MÊS DE FEVEREIRO DE 2011 FENÔMENO DATA CAUSA REGIÃO IMPACTO AVISO Chuva forte 01 Cavado entre 850 e 500 Vale do Itajaí e hpa, difluência em 250 leste do PR hpa e termodinâmica Chuva

Leia mais

DEFESA CIVIL de MATO GROSSO: 37 ANOS DE HISTORIA

DEFESA CIVIL de MATO GROSSO: 37 ANOS DE HISTORIA ANO 2010 18 FEVEREIRO 1 A DEFESA CIVIL A Defesa Civil pode ser compreendida, como o conjunto de ações de prevenção e de socorro, assistenciais e reconstrutivas, destinadas a evitar ou minimizar os desastres,

Leia mais

Acumulados significativos de chuva provocam deslizamentos e prejuízos em cidades da faixa litorânea entre SP e RJ no dia 24 de abril de 2014.

Acumulados significativos de chuva provocam deslizamentos e prejuízos em cidades da faixa litorânea entre SP e RJ no dia 24 de abril de 2014. Acumulados significativos de chuva provocam deslizamentos e prejuízos em cidades da faixa litorânea entre SP e RJ no dia 24 de abril de 2014. Ao longo de toda a quinta-quinta (24/04) a intensa convergência

Leia mais

PROGNÓSTICO TRIMESTRAL (Setembro Outubro e Novembro de- 2003).

PROGNÓSTICO TRIMESTRAL (Setembro Outubro e Novembro de- 2003). 1 PROGNÓSTICO TRIMESTRAL (Setembro Outubro e Novembro de- 2003). O prognóstico climático do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento,

Leia mais

Análise sinótica associada a ocorrência de chuvas anômalas no Estado de SC durante o inverno de 2011

Análise sinótica associada a ocorrência de chuvas anômalas no Estado de SC durante o inverno de 2011 Análise sinótica associada a ocorrência de chuvas anômalas no Estado de SC durante o inverno de 2011 1. Introdução O inverno de 2011 foi marcado por excessos de chuva na Região Sul do país que, por sua

Leia mais

PROGNÓSTICO DE VERÃO

PROGNÓSTICO DE VERÃO 1 PROGNÓSTICO DE VERÃO (Janeiro, Fevereiro e Março de 2002). O Verão terá início oficial às 17h21min (horário de verão) do dia 21 de dezembro de 2001 e estender-se-á até às 16h15min do dia 20 de março

Leia mais

PROGNÓSTICO TRIMESTRAL Agosto-Setembro-Outubro de 2003. Prognóstico Trimestral (Agosto-Setembro-Outubro de 2003).

PROGNÓSTICO TRIMESTRAL Agosto-Setembro-Outubro de 2003. Prognóstico Trimestral (Agosto-Setembro-Outubro de 2003). 1 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento MAPA Instituto Nacional de Meteorologia INMET Endereço: Eixo Monumental VIA S1 Telefone: + 55 61 344.3333/ Fax:+ 55 61 344.0700 BRASÍLIA / DF - CEP:

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento MAPA Instituto Nacional de Meteorologia INMET Coordenação Geral de Agrometeorologia

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento MAPA Instituto Nacional de Meteorologia INMET Coordenação Geral de Agrometeorologia 1 PROGNÓSTICO DE ESTAÇÃO PARA A PRIMAVERA DE 2003 TRIMESTRE Outubro-Novembro-Dezembro. A primavera começa neste ano às 07:47h do dia 23 de setembro e vai até 05:04h (horário de Verão) de Brasília, do dia

Leia mais

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias 50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias Pesquisa realizada pela Rizzo Franchise e divulgada pela revista Exame listou as 50 cidades com as melhores oportunidades para abertura de

Leia mais

ANÁLISE DE UMA LINHA DE INSTABILIDADE QUE ATUOU ENTRE SP E RJ EM 30 OUTUBRO DE 2010

ANÁLISE DE UMA LINHA DE INSTABILIDADE QUE ATUOU ENTRE SP E RJ EM 30 OUTUBRO DE 2010 ANÁLISE DE UMA LINHA DE INSTABILIDADE QUE ATUOU ENTRE SP E RJ EM 30 OUTUBRO DE 2010 No sábado do dia 30 de outubro de 2010 uma linha de instabilidade provocou temporais em áreas entre o Vale do Paraíba

Leia mais

INMET/CPTEC-INPE INFOCLIMA, Ano 13, Número 07 INFOCLIMA. BOLETIM DE INFORMAÇÕES CLIMÁTICAS Ano 13 13 de julho de 2006 Número 07

INMET/CPTEC-INPE INFOCLIMA, Ano 13, Número 07 INFOCLIMA. BOLETIM DE INFORMAÇÕES CLIMÁTICAS Ano 13 13 de julho de 2006 Número 07 INFOCLIMA BOLETIM DE INFORMAÇÕES CLIMÁTICAS Ano 13 13 de julho de 2006 Número 07 PERMANECE A TENDÊNCIA DE CHUVAS ABAIXO DA MÉDIA NA REGIÃO SUL SUMÁRIO EXECUTIVO A primeira semana da estação de inverno,

Leia mais

1. Acompanhamento dos principais sistemas meteorológicos que atuaram. na América do Sul a norte do paralelo 40S no mês de julho de 2013

1. Acompanhamento dos principais sistemas meteorológicos que atuaram. na América do Sul a norte do paralelo 40S no mês de julho de 2013 1. Acompanhamento dos principais sistemas meteorológicos que atuaram na América do Sul a norte do paralelo 40S no mês de julho de 2013 O mês de julho foi caracterizado pela presença de sete sistemas frontais,

Leia mais

CASOS SIGNIFICATIVOS DO MÊS DE MARÇO DE 2010. FENÔMENO DATA CAUSA REGIÃO IMPACTO AVISO Chuva forte, acumulado significativo e temperatura baixa

CASOS SIGNIFICATIVOS DO MÊS DE MARÇO DE 2010. FENÔMENO DATA CAUSA REGIÃO IMPACTO AVISO Chuva forte, acumulado significativo e temperatura baixa CASOS SIGNIFICATIVOS DO MÊS DE MARÇO DE 2010 FENÔMENO DATA CAUSA REGIÃO IMPACTO AVISO acumulado significativo e temperatura baixa 01, 02, 03, 04, ZCOU, termodinâmica, 05, 06, 07, 08, ZCAS 09, 10, 11, 12

Leia mais

ESTUDO DE CASO DE POSSÍVEL TORNADO NA SERRA GAÚCHA EM 21 DE JULHO DE 2010

ESTUDO DE CASO DE POSSÍVEL TORNADO NA SERRA GAÚCHA EM 21 DE JULHO DE 2010 ESTUDO DE CASO DE POSSÍVEL TORNADO NA SERRA GAÚCHA EM 21 DE JULHO DE 2010 Na noite da quarta-feira, 21/07/2010, segundo a Defesa Civil do município de Canela, 488 casas foram danificadas, caíram e postes

Leia mais

Bloqueio atmosférico provoca enchentes no Estado de Santa Catarina(SC)

Bloqueio atmosférico provoca enchentes no Estado de Santa Catarina(SC) Bloqueio atmosférico provoca enchentes no Estado de Santa Catarina(SC) Várias cidades da faixa litorânea do Estado de Santa Catarina (SC) foram castigadas por intensas chuvas anômalas ocorridas durante

Leia mais

PROGNÓSTICO CLIMÁTICO. (Fevereiro, Março e Abril de 2002).

PROGNÓSTICO CLIMÁTICO. (Fevereiro, Março e Abril de 2002). 1 PROGNÓSTICO CLIMÁTICO (Fevereiro, Março e Abril de 2002). O Instituto Nacional de Meteorologia, órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com base nas informações de análise e prognósticos

Leia mais

OPERAÇÃO CARNAVAL 2011 BOLETIM FINAL

OPERAÇÃO CARNAVAL 2011 BOLETIM FINAL 1 OPERAÇÃO CARNAVAL 211 BOLETIM FINAL Referência: De 4/3/211 - h a 9/3/211-23h59. 4/3 5/3 6/3 7/3 8/3 9/3 15 ACIDENTES 62 1 962 146 5 611 41 534 62 ACUMULADO 4.165 ( + 28,7%) FERIDOS 289 6 4 2 394 555

Leia mais

PROGNÓSTICO DE ESTAÇÃO PARA A PRIMAVERA DE 2001. TRIMESTRE Outubro-Novembro-Dezembro.

PROGNÓSTICO DE ESTAÇÃO PARA A PRIMAVERA DE 2001. TRIMESTRE Outubro-Novembro-Dezembro. 1 PROGNÓSTICO DE ESTAÇÃO PARA A PRIMAVERA DE 2001 TRIMESTRE Outubro-Novembro-Dezembro. A Primavera começa este ano às 22h04min (hora de Brasília), no dia 22 de setembro e termina às 17h20min (horário de

Leia mais

20/12/2013 Rompimento de bueiros e da pista com excesso de águas

20/12/2013 Rompimento de bueiros e da pista com excesso de águas 1 Situação das rodovias Chuvas 2013/2014 Atualização: 27/06/2014 17h BA BR-235 Perímetro urbano da cidade de Uaua Km 230 20/12/2013 Rompimento de bueiros e da pista com excesso de águas Equipe no local

Leia mais

Janeiro de 2013 Volume 01

Janeiro de 2013 Volume 01 Janeiro de 2013 Volume 01 Janeiro de 2013 Volume 01 2 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Companhia Nacional de Abastecimento - Conab Dipai - Diretoria de Política Agrícola e Informações

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE SAÚDE E SERVIÇOS

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE SAÚDE E SERVIÇOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE SAÚDE E SERVIÇOS CURSO TÉCNICO DE METEOROLOGIA André Will Rossoni EL NIÑO E LA NIÑA OSCILAÇÃO

Leia mais

CASOS SIGNIFICATIVOS DO MÊS DE ABRIL DE 2007

CASOS SIGNIFICATIVOS DO MÊS DE ABRIL DE 2007 FENÔMENO DATA CAUSA ÁREA AFETADA IMPACTO Chuva forte 01 e 02 Calor, umidade e ventos em altitude. Chuva Forte 02 e 03 ZCIT, calor, unidade, ventos em altitude, áreas de baixa pressão. 02 e 03 ZCIT, calor,

Leia mais

NOTA TÉCNICA: CHUVAS SIGNIFICATIVAS EM JUNHO DE 2014 NA REGIÃO SUDESTE DA AMÉRICA DO SUL

NOTA TÉCNICA: CHUVAS SIGNIFICATIVAS EM JUNHO DE 2014 NA REGIÃO SUDESTE DA AMÉRICA DO SUL NOTA TÉCNICA: CHUVAS SIGNIFICATIVAS EM JUNHO DE 2014 NA REGIÃO SUDESTE DA AMÉRICA DO SUL No mês de junho de 2014 foram registradas precipitações significativas no sul do Brasil, centro e leste do Paraguai

Leia mais

COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO

COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO A DINÂMICA ATMOSFÉRICA CAPÍTULO 1 GEOGRAFIA 9º ANO Vanessa Andrade A atmosfera é essencial para a vida, porque além de conter o oxigênio que respiramos, ela mantém a Terra quente,

Leia mais

Catástrofe climática ocorrida na Região Serrana do Rio de Janeiro em 12/01/2011

Catástrofe climática ocorrida na Região Serrana do Rio de Janeiro em 12/01/2011 Catástrofe climática ocorrida na Região Serrana do Rio de Janeiro em 12/01/2011 Uma chuva intensa afetou a Região Serrana do Rio de Janeiro (RSRJ) entre a noite do dia 11/01 e madrugada de 12/01/2011,

Leia mais

Secretaria de Estado da Defesa Civil

Secretaria de Estado da Defesa Civil HISTÓRICO DOS DESASTRES EM SANTA CATARINA E AÇÕES DA SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL Aldo Baptista Neto Major Bombeiro Militar Diretor de Resposta a Desastres Histórico dos Desastres no Estado 1974

Leia mais

Características Climáticas da Primavera

Características Climáticas da Primavera Previsão Climática para a Primavera/2013 Data da Previsão: 16/09/2013 Duração da Primavera: 22/09/2013(17h44min) a 21/12/2013 (14h11min*) *Não acompanha o horário de verão Características Climáticas da

Leia mais

Responsáveis Técnicos: SILVIO ISOPO PORTO AROLDO ANTONIO DE OLIVEIRA NETO FRANCISCO OLAVO BATISTA DE SOUSA

Responsáveis Técnicos: SILVIO ISOPO PORTO AROLDO ANTONIO DE OLIVEIRA NETO FRANCISCO OLAVO BATISTA DE SOUSA Safra 2013/2014 Segundo Levantamento Agosto/2013 1 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Produção e Agroenergia SPAE Departamento de CanadeAçúcar e Agroenergia DCAA Companhia

Leia mais

Temperatura e Sensação Térmica

Temperatura e Sensação Térmica Temperatura e Sensação Térmica Temperatura é um parâmetro físico (uma função de estado) descritivo de um sistema que vulgarmente se associa às noções de frio e calor, bem como às transferências de energia

Leia mais

CLIMAS DO BRASIL MASSAS DE AR

CLIMAS DO BRASIL MASSAS DE AR CLIMAS DO BRASIL São determinados pelo movimento das massas de ar que atuam no nosso território. É do encontro dessas massas de ar que vai se formando toda a climatologia brasileira. Por possuir 92% do

Leia mais

lista de preços Novembro / Dezembro de 2013

lista de preços Novembro / Dezembro de 2013 lista de preços Novembro / Dezembro de 2013 s home Rich Media Mobile Cota Mensal Mid Banner Local Slim Banner + Mídia de apoio* Dia útil Fds Dia útil Fds Dia útil Fds Home Globo.com 563.000 207.000 118.000

Leia mais

2.2 - SÃO PAULO, PARANÁ, ESPÍRITO SANTO, BAHIA E RONDÔNIA.

2.2 - SÃO PAULO, PARANÁ, ESPÍRITO SANTO, BAHIA E RONDÔNIA. 1 - INTRODUÇÃO No período de 01 a 14 de abril de 2007, os técnicos da CONAB e das instituições com as quais mantém parceria visitaram municípios produtores de café em Minas Gerais, Espírito Santo, São

Leia mais

Elaboração de um Banco de Dados para Eventos Severos

Elaboração de um Banco de Dados para Eventos Severos Elaboração de um Banco de Dados para Eventos Severos G. J. Pellegrina 1, M. A. Oliveira 1 e A. S. Peixoto 2 1 Instituto de Pesquisas Meteorológicas (UNESP), Bauru S.P., Brasil 2 Departamento de Engenharia

Leia mais

Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado PREFEITURA RESSACA ESPECIAL REGIÃO VEJA AINDA:

Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado PREFEITURA RESSACA ESPECIAL REGIÃO VEJA AINDA: PREFEITURA FAZ INFORMATIVO DA PREFEITURA DE CONTAGEM Nº 2 - Janeiro de 2008 ESPECIAL REGIÃO RESSACA Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado A Prefeitura iniciou a obra que vai retirar a

Leia mais

28/02/2012 09h09 - Atualizado em 28/02/2012 12h11 Avião de pequeno porte cai logo após a decolagem e mata piloto no AM

28/02/2012 09h09 - Atualizado em 28/02/2012 12h11 Avião de pequeno porte cai logo após a decolagem e mata piloto no AM Editoria: Notícias www.g1.globo.com Coluna: -- Avião de pequeno porte cai logo após a decolagem e mata piloto no AM ( ) Press-release da assessoria de imprensa (X) Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Leia mais

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GRUPO IX GRUPO DE ESTUDO DE OPERACAO DE SISTEMAS ELETRICOS GOP

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GRUPO IX GRUPO DE ESTUDO DE OPERACAO DE SISTEMAS ELETRICOS GOP SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GOP 15 14 a 17 Outubro de 2007 Rio de Janeiro - RJ GRUPO IX GRUPO DE ESTUDO DE OPERACAO DE SISTEMAS ELETRICOS GOP ANÁLISE METEOROLOGICA

Leia mais

PREVISÃO CLIMÁTICA TRIMESTRAL

PREVISÃO CLIMÁTICA TRIMESTRAL PREVISÃO CLIMÁTICA TRIMESTRAL JULHO/AGOSTO/SETEMBRO - 2015 Cooperativa de Energia Elétrica e Desenvolvimento Rural JUNHO/2015 Previsão trimestral Os modelos de previsão climática indicam que o inverno

Leia mais

Mapa do Encarceramento: os jovens do Brasil

Mapa do Encarceramento: os jovens do Brasil Mapa do Encarceramento: os jovens do Brasil O Mapa do Encarceramento: os jovens do Brasil é mais uma publicação do Plano Juventude Viva, que reúne ações de prevenção para reduzir a vulnerabilidade de jovens

Leia mais

Interior de SP. Mailing Jornais

Interior de SP. Mailing Jornais São Paulo AGORA SÃO PAULO BRASIL ECONÔMICO D.C.I. DESTAK (SP) DIÁRIO DO COMMERCIO (SP) DIÁRIO DE SÃO PAULO DIÁRIO DO GRANDE ABC EMPREGO JÁ (SP) EMPREGOS & CONCURSOS (SP) EMPRESAS & NEGÓCIOS (SP) FOLHA

Leia mais

Alta do dólar eleva preços, atrasa aquisições de insumos e reduz poder de compra

Alta do dólar eleva preços, atrasa aquisições de insumos e reduz poder de compra Ano 8 Edição 15 - Setembro de 2015 Alta do dólar eleva preços, atrasa aquisições de insumos e reduz poder de compra A forte valorização do dólar frente ao Real no decorrer deste ano apenas no período de

Leia mais

Trecho fluminense Devem deixar o Rio de Janeiro pela Dutra cerca de 171 mil veículos, entre a zero hora de quartafeira

Trecho fluminense Devem deixar o Rio de Janeiro pela Dutra cerca de 171 mil veículos, entre a zero hora de quartafeira CCR NovaDutra prepara operação especial durante o feriado prolongado de Corpus Christi na Via Dutra. Concessionária alerta sobre período de neblina e riscos de queimadas durante o feriado às margens da

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST CIÊNCIAS HUMANAS

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST CIÊNCIAS HUMANAS SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST CIÊNCIAS HUMANAS Título do Podcast Área Segmento Duração Massas de Ar no Brasil Ciências Humanas Ensino Fundamental; Ensino Médio 5min33seg Habilidades: H.7 (Ensino Fundamental)

Leia mais

Bairros Cota na Serra do

Bairros Cota na Serra do Geotecnia Ambiental Bairros Cota na Serra do Mar em Cubatão riscos em ebulição e planos de ação em andamento Os bairros localizados nas encostas da Serra do Mar, na cidade de Cubatão, passam por um processo

Leia mais

O QUE SÃO DESASTRES?

O QUE SÃO DESASTRES? Os três irmãos Tasuke O QUE SÃO DESASTRES? Este material foi confeccionado com a subvenção do Conselho de Órgãos Autônomos Locais para a Internacionalização Prevenção e desastres A prevenção é o ato de

Leia mais

Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 4% em junho de 2014

Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 4% em junho de 2014 1 Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 4% em junho de 2014 Porto Alegre, 07 de julho de 2014. NOTA À IMPRENSA Em junho de 2014, a Cesta Básica de Porto Alegre registrou queda de 4,00%, passando

Leia mais

dos cartões de estacionamento

dos cartões de estacionamento http://localhost/intranet/news17/news17.htm Página 1 de 5 Sexta-feira, 01 de junho de 2007 Guia Fácil relaciona pontos de vendas Informativo CDL - Passo Fundo - RS dos cartões de estacionamento Guia Fácil

Leia mais

Data: 07/11/2015 ESTADO DE MINAS GERAIS MUNICIPIO DE MARIANA

Data: 07/11/2015 ESTADO DE MINAS GERAIS MUNICIPIO DE MARIANA Data: 07/11/2015 ESTADO DE MINAS GERAIS MUNICIPIO DE MARIANA 1. Histórico Na tarde de quinta-feira, dia 05/11/15, duas barragens se romperam no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, na Região Central

Leia mais

Disciplina: Instalações Elétricas Prediais

Disciplina: Instalações Elétricas Prediais Disciplina: Instalações Elétricas Prediais Parte 6 Sistema de Proteção contra Descarga Atmosférica (SPDA) Graduação em Eng. Elétrica 1 Conograma Definições básicas Mitos e Verdades Efeito dos raios nas

Leia mais

Boletim Climatológico Mensal

Boletim Climatológico Mensal ISSN 2183-1076 Boletim Climatológico Mensal Portugal Continental Janeiro de 2014 CONTEÚDOS Resumo Situação Sinóptica Temperatura do Ar Precipitação Radiação Tabela Resumo mensal 1 2 3 4 7 8 Instituto Português

Leia mais

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO Resumo Executivo Pesquisa 2014 APRESENTAÇÃO Pelo terceiro ano consecutivo, o CBCA Centro Brasileiro da Construção em Aço e a ABCEM Associação Brasileira da Construção

Leia mais

Caracterização dos sistemas solares térmicos instalados nas residências do programa Minha Casa Minha Vida no município de Teresina

Caracterização dos sistemas solares térmicos instalados nas residências do programa Minha Casa Minha Vida no município de Teresina Caracterização dos sistemas solares térmicos instalados nas residências do programa Minha Casa Minha Vida no município de Teresina Mateus de Melo Araujo (Aluno de ICV), Marcos Antonio Tavares Lira (Orientador,

Leia mais

GRUPO III 1 o BIMESTRE PROVA A

GRUPO III 1 o BIMESTRE PROVA A Unidade Portugal Série: 6 o ano (5 a série) Período: TARDE Data: 27/4/2011 PROVA GRUPO GRUPO III 1 o BIMESTRE PROVA A Nome: Turma: Valor da prova: 4,0 Nota: Forte terremoto provoca tsunami e mata centenas

Leia mais

ATIVIDADE 03 POR água ABAIXO!

ATIVIDADE 03 POR água ABAIXO! ATIVIDADE 03 POR água ABAIXO! A água, elemento fundamental para a sobrevivência humana, foi motivo de muitos problemas para os moradores da Regional Norte. Além das dificuldades que eles tiveram de enfrentar

Leia mais

2º Balanço. Julho - Setembro 2011

2º Balanço. Julho - Setembro 2011 2º Balanço Julho - Setembro 2011 Amapá Apresentação O programa que mudou o Brasil agora está de cara nova. Mais recursos para continuar construindo a infraestrutura logística e energética e sustentar o

Leia mais

Previsão de Consenso 1 CPTEC/INPE e INMET

Previsão de Consenso 1 CPTEC/INPE e INMET I N F O C L I M A BOLETIM DE INFORMAÇÕES CLIMÁTICAS Ano 11 14 de fevereiro de 2004 Número 2 Divisão de Operações Chefia: Dr. Marcelo Seluchi Editor: Dr. Marcelo Seluchi Elaboração: Operação Meteorológica

Leia mais

VARIABILIDADE CLIMÁTICA PREJUDICA A PRODUÇÃO DA FRUTEIRA DE CAROÇO NO MUNICÍPIO DE VIDEIRA SC.

VARIABILIDADE CLIMÁTICA PREJUDICA A PRODUÇÃO DA FRUTEIRA DE CAROÇO NO MUNICÍPIO DE VIDEIRA SC. VARIABILIDADE CLIMÁTICA PREJUDICA A PRODUÇÃO DA FRUTEIRA DE CAROÇO NO MUNICÍPIO DE VIDEIRA SC. 1 Maurici A. Monteiro 1 Elaine Canônica Anderson Monteiro 3 RESUMO A variabilidade climática que tem ocorrido

Leia mais

DANOS OCASIONADOS POR DESASTRES NATURAIS NO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA/PR ENTRE 1991 E 2014

DANOS OCASIONADOS POR DESASTRES NATURAIS NO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA/PR ENTRE 1991 E 2014 DANOS OCASIONADOS POR DESASTRES NATURAIS NO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA/PR ENTRE 1991 E 2014 Deivana Eloisa Ferreira de ALMEIDA Universidade Estadual do Centro-Oeste UNICENTRO, Guarapuava-PR Leandro Redin

Leia mais

Custo da Cesta Básica aumenta em todas as cidades

Custo da Cesta Básica aumenta em todas as cidades 1 São Paulo, 16 de fevereiro de 2016 NOTA à IMPRENSA Custo da Cesta Básica aumenta em todas as cidades A partir de janeiro de 2016, o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos)

Leia mais

vegetação massas líquidas latitude altitude maritimidade

vegetação massas líquidas latitude altitude maritimidade Fatores Climáticos: vegetação massas líquidas latitude altitude maritimidade correntes marítimas disposição do relevo. CORRENTES MARÍTIMAS Radiação Solar TIPOS DE CHUVAS 1- Massa de Ar Equatorial Amazônica:

Leia mais

POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS

POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS Seminário POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS LEGISLAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E POLÍTICA DE SEGURANÇA Brasília DF 13 de setembro de 2012 Regulamentação da atividade de mototaxista Mesmo diante da ausência

Leia mais

ECONOMIA DA CULTURA - EQUIPAMENTOS AUDIOVISUAIS NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS

ECONOMIA DA CULTURA - EQUIPAMENTOS AUDIOVISUAIS NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS IV ENECULT - Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura 28 a 30 de maio de 2008 Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. ECONOMIA DA CULTURA - EQUIPAMENTOS AUDIOVISUAIS NOS MUNICÍPIOS

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES PORTARIA Nº 109 DE 5 DE MARÇO DE 2013

MINISTÉRIO DAS CIDADES PORTARIA Nº 109 DE 5 DE MARÇO DE 2013 MINISTÉRIO DAS CIDADES PORTARIA Nº 109 DE 5 DE MARÇO DE 2013 Divulga resultado do processo de seleção do PAC 2 Mobilidade Médias Cidades, no âmbito do Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade

Leia mais

Instituto de Educação Infantil e Juvenil Verão, 2014. Londrina, de. Nome: Turma: Tempo: início: término: total: MUDANÇAS CLIMÁTICAS

Instituto de Educação Infantil e Juvenil Verão, 2014. Londrina, de. Nome: Turma: Tempo: início: término: total: MUDANÇAS CLIMÁTICAS Instituto de Educação Infantil e Juvenil Verão, 2014. Londrina, de. Nome: Turma: Tempo: início: término: total: Edição III MMXIV Fase 3 - parte 2 MUDANÇAS CLIMÁTICAS Grupo B Questão 1 Observe que a sequência

Leia mais

Geografia do Brasil - Profº Márcio Castelan

Geografia do Brasil - Profº Márcio Castelan Geografia do Brasil - Profº Márcio Castelan 1. (Uerj 2007) As figuras a seguir apresentam os mapas com a atuação das massas de ar no inverno e no verão brasileiros e o climograma da cidade de Cuiabá. De

Leia mais

DESMATAMENTO DA MATA CILIAR DO RIO SANTO ESTEVÃO EM WANDERLÂNDIA-TO

DESMATAMENTO DA MATA CILIAR DO RIO SANTO ESTEVÃO EM WANDERLÂNDIA-TO DESMATAMENTO DA MATA CILIAR DO RIO SANTO ESTEVÃO EM WANDERLÂNDIA-TO Trabalho de pesquisa em andamento Sidinei Esteves de Oliveira de Jesus Universidade Federal do Tocantins pissarra1@yahoo.com.br INTRODUÇÃO

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DAS ÁREAS QUE APRESENTAM RISCOS GEOMORFOLÓGICOS PARA A POPULAÇÃO DA CIDADE DE MARAU/RS

IDENTIFICAÇÃO DAS ÁREAS QUE APRESENTAM RISCOS GEOMORFOLÓGICOS PARA A POPULAÇÃO DA CIDADE DE MARAU/RS Salvador/BA 25 a 28/11/2013 IDENTIFICAÇÃO DAS ÁREAS QUE APRESENTAM RISCOS GEOMORFOLÓGICOS PARA A POPULAÇÃO DA CIDADE DE MARAU/RS Daniel Varriento Escobar*, Alcindo Neckel, Suelen Marques * Gestor Ambiental.E-mail:

Leia mais

ÍNDICE - 17/03/2007 Jornal de Brasília...2 Cidades... 2 Inundação e caos em Brasília... 2 Lojas foram alagadas... 3 Medidas emergenciais...

ÍNDICE - 17/03/2007 Jornal de Brasília...2 Cidades... 2 Inundação e caos em Brasília... 2 Lojas foram alagadas... 3 Medidas emergenciais... ÍNDICE - 17/03/2007 Jornal de Brasília...2 Cidades... 2 Inundação e caos em Brasília... 2 Lojas foram alagadas... 3 Medidas emergenciais... 4 Jornal de Brasília 17/03/2007 Cidades Inundação e caos em Brasília

Leia mais

Uberlândia (MG) - Tombada, Estação Sobradinho está caindo ao pedaços

Uberlândia (MG) - Tombada, Estação Sobradinho está caindo ao pedaços Uberlândia (MG) - Tombada, Estação Sobradinho está caindo ao pedaços Apesar da pompa dos dizeres Patrimônio Histórico Cultural, prédio parece, na verdade, um imóvel abandonado ao tempo. (Foto: Celso Ribeiro)

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

E.E.B. Apolônio Ireno Cardoso Disciplina: Geografia Professor: José Carlos Rabello

E.E.B. Apolônio Ireno Cardoso Disciplina: Geografia Professor: José Carlos Rabello E.E.B. Apolônio Ireno Cardoso Disciplina: Geografia Professor: José Carlos Rabello R i o A r a r a n g u á c o m M o r r o d o s C o n v e n t o s e A r r o i o d o S i l v a a o f u n d o ( F o t o :

Leia mais

Boletim meteorológico para a agricultura

Boletim meteorológico para a agricultura CONTEÚDOS Boletim meteorológico para a agricultura Nº 49, janeiro 2015 IPMA,I.P. 01 Resumo 02 Situação Sinóptica 03 Descrição Meteorológica 05 Informação Agrometeorológica 12 Previsão 12 Situação agrícola

Leia mais

Exercícios Tipos de Chuvas e Circulação Atmosférica

Exercícios Tipos de Chuvas e Circulação Atmosférica Exercícios Tipos de Chuvas e Circulação Atmosférica 1. De acordo com as condições atmosféricas, a precipitação pode ocorrer de várias formas: chuva, neve e granizo. Nas regiões de clima tropical ocorrem

Leia mais

João Paulo Koslovski Presidente

João Paulo Koslovski Presidente Curitiba, Junho de 2015 C onsiderando que o alto valor das tarifas de pedágio praticadas no chamado Anel de Integração no Paraná penaliza o setor produtivo paranaense e compromete a competitividade do

Leia mais

PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE

PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE OBJETIVO DO PROGRAMA PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE O objetivo do Programa de Proteção ao Pedestre, da Secretaria Municipal de Transportes SMT é criar a cultura de respeito ao pedestre, resgatando os

Leia mais

balanço 1Oº março >> junho 2014 A gente FAZ um brasil de oportunidades

balanço 1Oº março >> junho 2014 A gente FAZ um brasil de oportunidades balanço 1Oº março >> junho 2014 A gente FAZ um brasil de oportunidades Metrô de Salvador Linha 1 Trecho Lapa - Acesso Norte Salvador BA apresentação O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) completa

Leia mais

5º ENCONTRO NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR MUNICÍPIOS SELECIONADOS DO PROGRAMA TERRITÓRIOS DA CIDADANIA

5º ENCONTRO NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR MUNICÍPIOS SELECIONADOS DO PROGRAMA TERRITÓRIOS DA CIDADANIA 5º ENCONTRO NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR MUNICÍPIOS SELECIONADOS DO PROGRAMA TERRITÓRIOS DA CIDADANIA UF TERRITÓRIO MUNICÍPIO AL Da Bacia Leiteira Belo Monte AL Da Bacia Leiteira Olho d`água das Flores

Leia mais

Da engrenagem do tempo ao efeito estufa

Da engrenagem do tempo ao efeito estufa Planos de atividades - Parte 1 Da engrenagem do tempo ao efeito estufa Conteúdos Noções de tempo e clima Observação do tempo, registro e análise de dados Análise de imagem de satélite e a leitura meteorológica

Leia mais

Avaliação das áreas atingidas pelas inundações e alagamentos em União da Vitória / PR, em junho de 2014.

Avaliação das áreas atingidas pelas inundações e alagamentos em União da Vitória / PR, em junho de 2014. CENACID Centro de Apoio Científico em Desastres Avaliação das áreas atingidas pelas inundações e alagamentos em União da Vitória / PR, em junho de 2014. Toda divulgação de material bibliográfico e as fotos

Leia mais

Traçando os caminhos

Traçando os caminhos A UU L AL A Traçando os caminhos Hoje vamos aprender a traçar o caminho entre dois lugares. Já sabemos como encontrar no mapa um lugar que procuramos. Agora, é preciso decidir qual a melhor maneira de

Leia mais

Febem apura se maus tratos a internos provocaram rebeliões

Febem apura se maus tratos a internos provocaram rebeliões Clipping produzido pelo Instituto de Políticas Públicas de Segurança da Fundação Santo André INSEFUSA 07/04/2006 Febem apura se maus tratos a internos provocaram rebeliões Diário de São Paulo/Agora São

Leia mais

INFORME SOBRE O VERÃO 2014-2015

INFORME SOBRE O VERÃO 2014-2015 INFORME SOBRE O VERÃO 2014-2015 1. INTRODUÇÃO A estação do verão inicia-se no dia 21 de dezembro de 2014 às 20h03 e vai até as 19h45 do dia 20 de março de 2015. No Paraná, historicamente, ela é bastante

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL GEOGRAFIA (1ª SÉRIE A)

LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL GEOGRAFIA (1ª SÉRIE A) 1. (Unesp 2013) Analise os climogramas dos principais tipos climáticos do Brasil e as fotos que retratam as formações vegetais correspondentes. Identifique o climograma e a respectiva foto que representa

Leia mais

Climatologia. humanos, visto que diversas de suas atividades

Climatologia. humanos, visto que diversas de suas atividades Climatologia É uma parte da que estuda o tempo e o clima cientificamente, utilizando principalmente técnicas estatísticas na obtenção de padrões. É uma ciência de grande importância para os seres humanos,

Leia mais

GERÊNCIA EDUCACIONAL DE FORMAÇÃO GERAL E SERVIÇOS CURSO TÉCNICO DE METEOROLOGIA ESTUDO ESTATISTICO DA BRISA ILHA DE SANTA CATARINA

GERÊNCIA EDUCACIONAL DE FORMAÇÃO GERAL E SERVIÇOS CURSO TÉCNICO DE METEOROLOGIA ESTUDO ESTATISTICO DA BRISA ILHA DE SANTA CATARINA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLOGICA DE SANTA CATARINA GERÊNCIA EDUCACIONAL DE FORMAÇÃO GERAL E SERVIÇOS CURSO TÉCNICO DE METEOROLOGIA ESTUDO ESTATISTICO DA BRISA NA ILHA DE SANTA CATARINA Projeto Integrador

Leia mais

CASAS ABRIGO. OG 3225-0604 AL Maceió Casa Abrigo Maceió (82) Casa Abrigo. OG 3336-8361 AM Manaus Casa Abrigo

CASAS ABRIGO. OG 3225-0604 AL Maceió Casa Abrigo Maceió (82) Casa Abrigo. OG 3336-8361 AM Manaus Casa Abrigo CASAS ABRIGO UF MUNICÍPIO NOME TELEFONE E-MAIL INAUGURAÇÃO OU OBSERVAÇÕES AC Rio Branco Casa Abrigo Mãe (68) Casa Abrigo da Mata 3225-0604 AL Maceió Casa Abrigo Maceió (82) Casa Abrigo Viva a Vida 3336-8361

Leia mais

Boletim informativo Meteoritos Brasil 2ª edição- Maio de 2014. Boletim. Meteoritos Brasil

Boletim informativo Meteoritos Brasil 2ª edição- Maio de 2014. Boletim. Meteoritos Brasil Boletim informativo Meteoritos Brasil 2ª edição- Maio de 2014 Boletim Meteoritos Brasil Sumário I. Apresentação...E rro! Indicador não definido. II. III. IV. Notícias...3 Um novo meteoro na Rússia No Brasil,

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comissão de Fiscalização Financeira e Controle CFFC

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comissão de Fiscalização Financeira e Controle CFFC REQUERIMENTO Nº, DE 2014 (do Sr. Fernando Francischini) Requer a realização de visita técnica de membros desta Comissão ao Ministério da Integração Nacional a fim de questionar o valor repassado pelo Governo

Leia mais

Inauguração do VLT é transferida para 5 de junho

Inauguração do VLT é transferida para 5 de junho Segunda 30/05/2016 31 17 Informações sobre o trânsito em tempo real no Twitter: www.twitter.com/operacoesrio Inauguração do VLT é transferida para 5 de junho De olho na segurança da população, a Prefeitura

Leia mais

Boletim climatológico mensal dezembro 2012

Boletim climatológico mensal dezembro 2012 Boletim climatológico mensal dezembro 2012 CONTEÚDOS IPMA,I.P. 01 Resumo Mensal 04 Resumo das Condições Meteorológicas 06 Caracterização Climática Mensal 06 Temperatura do Ar 07 Precipitação Total 09 Insolação

Leia mais

Geração de Emprego Formal no NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, JULHO DE 2011

Geração de Emprego Formal no NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, JULHO DE 2011 Geração de Emprego Formal no RIO DE JANEIRO NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, JULHO DE 211 1 211 O crescimento da economia fluminense nos últimos

Leia mais

RESUMO. Marina Sória Castellano. Lucí Hidalgo Nunes

RESUMO. Marina Sória Castellano. Lucí Hidalgo Nunes riscos associados às chuvas intensas em Indaiatuba, são PAULO, brasil Marina Sória Castellano Doutoranda, Departamento de Geografia, Universidade Estadual de Campinas, Brasil nina_soria@yahoo.com.br Lucí

Leia mais

Cemtec - MS Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos

Cemtec - MS Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos (Cemtec MS) Previsão do tempo PARA OS DIAS: 27 de maio (quarta-feira) a 29 de maio (sexta-feira) Chuva em Campo Grande para o mês de MAIO (até dia 26 às 13 h): 77,6 mm (estação do Inmet) A Normal Climatológica

Leia mais

Ciclo do Carbono. Lediane Chagas Marques

Ciclo do Carbono. Lediane Chagas Marques Ciclo do Carbono Lediane Chagas Marques Carbono É o quarto elemento mais abundante do universo, depois do Hidrogênio, Hélio e Oxigênio; Fundamental para a Vida; No planeta o carbono circula através dos

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DA OFERTA DE VOOS PARA O RIO GRANDE DO SUL

SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DA OFERTA DE VOOS PARA O RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DA OFERTA DE VOOS PARA O RIO GRANDE DO SUL Porto Alegre Março de 2013 RESUMO: O Boletim de Horário Previsto

Leia mais