DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Richard Banville, Tom Harris, Brian Werne

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Richard Banville, Tom Harris, Brian Werne"

Transcrição

1 O que Há de Novo no OpenEdge 10.1B RDBMS Melhorias no OpenEdge 10.1B RDBMS & SQL Fábio Bissolotti Solution Engineer Progress Software Brasil 10.1B A Release Empresarial Eliminando os Limites Recursos de 64 bits Mais áreas e memória Informações sobre Atividades do Usuário Novas VSTs Continuando com melhorias p/ manutenção online Habilitar AI online 2 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Migração e Compatibilidade User I/O por Tabela / Índice Manutenção Online Melhorias no OpenEdge SQL 3 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

2 Suporte a Grandes Bancos de Dados ROWIDs de 64-bit Tipo de dados INT64 Sequences de 64-bit storage areas por banco de dados Limites de shared memory Chaves de índice expandidas 4 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS 10.1B Suporte a Grandes Bancos de Dados Disponibilidade Implícita/Explícita de Recursos Recurso ROWID de 64-bit* Areas Sequences de 64-bit Migrado da 10.1A Implicit Implicit Explicit 10.1B Novo Implicit Implicit Implicit Entradas Expandidas de Índice** VST com Valores de 64 bit Explicit Explicit *Apenas para Storage Areas do Tipo II **Disponível apenas c/ tamanho de bloco de 4K ou 8K Implicit Implicit 5 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS ROWIDs de 64-Bit 10.1B elimina o limite de 2 bilhões de linhas Linhas por área: ~ 281 trilhões Linhas por DB: ~ 9 quinquilhões Somente com Storage Areas do Tipo II Espaço endereçável aumentado usando 64-bits Visibilidade do Usuário limitada a OpenEdge Management PROMON Utilitários Arquivo.lg do banco de dados e PROMSGS Find por ROWID Tamanho máximo do banco de dados de ~32 hexabytes 6 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

3 Tipo de Dados INT64 Tipo de Dados Inteiro de 64-bit Disponível p/ todos bancos de dados 10.1B Armazena inteiros > 2GB Intervalo com 32-bit -2,147,483,648 +2,147,483,647 Intervalo com 64-bit -9,223,372,036,854,775,808 +9,223,372,036,854,775,807 7 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Migrando para INT64 Mudando do tipo de dados INTEGER para INT64 Pode-se mudar campos INTEGER existentes para INT64 NÃO é necessário Dump e Load NÃO é necessária conversão manual NÃO é necessária re-indexação Necessário acesso exclusivo ao esquema É necessário re-compilar programas Conversão de apenas uma via Bancos de dados existentes podem ter seus valores de vst atualizados proutil <banco> C updatevst 8 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Usando INT64 Todas as ferramentas funcionam com INT64 Dicionário de Dados, DB Navigator, etc Dump/Load de Dados e Definições Relatórios Aplicando arquivos.df incremental (delta) Sem impacto nos índices do banco de dados alvo update field "Cust-num" of "customer" as int64 9 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

4 INTEGER Existentes para INT64 Dicionário de Dados GUI Format padrão igual ao integer Modo Caracter Suportado DB Navigator Suportado 10 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Habilitando Sequences de 64-bit DB novo Habilitado implicitamente DB pré-existente Habilitado explicitamente Sem alteração da versão do r-code Habilitado via dbadmin, dicionário de dados ou: proutil <banco> C enableseq64 Conversão dos Valores Limite Existentes Limite Anterior 2,147,483,647? 2,147,483,647? Circular NÃO SIM SIM NÃO Novo Limite * * ? * Indica novo comportamento 11 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Eliminação do Limite de Áreas Máximo de número de áreas suportados Assumidas áreas por padrão # extents/area aumentado de 1000 para 1024 Tamanho Máximo do Extent permanece 1TB Parâmetro de Startup -maxareas nnnnn Conserva alocação de memória Restringe o uso do recurso 12 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

5 Shared Memory -B aumentado de 125 milhões p/ 1 bilhão em 64 bit O Kernel deve ser configurado apropriadamente Novo parâmetro de startup -shmsegsize n (tamanho máximo do shm seg em MB) Plataforma 32-bit -shmsegsize Limite de Valores /4g Max # Segs 10.1a 10.1b Max Shm 10.1a 10.1b 2Gb ~4Gb 64-bit 1024/1g 32768/32g Gb 8Tb SHMMAX tamanho máximo do shm seg SHMMNI # shm segs no sistema SHMSEG # shm segs por processo 13 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Chaves de Índice Expandidas Remove o limite de 192* bytes 3 bytes para caracteres Unicode Permite 1.970* bytes de dados de usuário Apenas para tamanhos de bloco de 4K e 8K Inclui temp-tables (-tmpbsize 1, 2, 4, 8) Temp tables e -Bt Chaves expandidas habilitadas por padrão em bancos de dados novos *Inclui marcadores de separação de compontes de modo que não necessariamente representa o número de caracteres que podem ser armazenados em uma entrada de índice. 14 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Habilitando Chaves de Índice Expandidas Habilitando chaves expandidas em DBs pré-existentes Via linha de comando com proutil proutil <banco> C enablelargekeys Habilitando pelo Data Admin / Dicionário de Dados 15 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

6 Migração e Compatibilidade User I/O por Tabela / Índice Manutenção Online Melhorias no OpenEdge SQL 16 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Migrando um Banco OpenEdge para 10.1B Preparação para a Migração Fazer um backup Validar o backup Desabilitar Replicação, AI, JTA, 2PC Truncar arquivo bi Utilitários disponíveis em <install>\bin\101dbutils 101dbutils/101a_dbutil <banco> -C truncate bi Esta codebase não pode abrir um banco com DBKEY 32-bits se o arquivo BI não estiver truncado. (13711) Use o utilitário proutil 10.1A para truncar o arquivo BI. (13727) 17 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Migrando um Banco OpenEdge para 10.1B Processo de Migração Abra um banco OpenEdge pré-existente com a 10.1B Deixa de ser diretamente acessível por executáveis pré-10.1b Nem todos os recursos 10.1B serão habilitados implicitamente Para bancos V9 simplesmente converta com proutil <banco> -C conv DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

7 Compatibilidade Entre Releases Client Server Permitidas Conexões Remotas através de um server Pode ler, porém não armazenar (update/create) campos de 64-bits O Client será desconectado se tentar acessar dbkey ou rowid > 31 bits (2 bilhões) Sequence > 31 bits Re-compilação necessária se INT64 estiver em uso (caso contrário OK) Alterações de CRC impedem a execução de r-code antigo Mensagem de Erro para Tentativa de Conexão Direta An invalid feature 9 has been encountered in the database's Enabled feature list. (11727) The list of enabled features in database x contains features that are not recognized by this codebase (11810) 19 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Compatibilidade de Backup Backup/Restore Faça o Backup do DB 10.1a via 101a_dbutil Restaure o backup 10.1a O banco de dados restaurado será sempre 10.1b Load Binário Compatível se não houver chave expandida Compatível se < 2 bilhões de linhas Compatível se não houver tipo de dados int64 (CRC) 20 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Recursos 10.1B p/ Grandes Bancos de Dados proutil <banco> C describe Database Name : E:\OpenEdge\101B\bigdb101B Version : Block Size : 4096 Largest Cluster : 512 Create Date : Fri Jul 28 16:03: Last Open Date : Tue Aug 08 13:50: Prior Open Date : Tue Aug 08 13:50: Schema Change Date : Fri Jul 28 16:14: Before Imaging information Block Size : Cluster Size (16K Units) : 1024 Last Open Date : Tue Aug 08 13:26: Backup Information Last Full Backup Date : Tue Aug 08 13:49: Last Incremental Backup : *** Not yet performed *** 21 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

8 Recursos 10.1B p/ Grandes Bancos de Dados proutil <banco> C describe Database Features ID Feature Active Details Large Files Yes 6 Database Auditing Yes 9 64 Bit DBKEYS Yes 10 Large Keys Yes Bit Sequences Yes 22 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Revertendo para OpenEdge 10.1a 23 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Revertendo um Banco de Dados proutil <banco> C revert Reverte um banco de dados migrado de volta para a 10.1A Somente no modo mono-usuário Faça um backup do banco antes de iniciar!!! Altera a estrutura interna de volta para 10.1A Desabilita 2PC, JTA, Replicação e AI Trunca o arquivo.bi 24 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

9 Em Alguns Casos é Difícil Voltar Atrás Não é possível reverter um banco se Tipo de dados INT64 em uso Qualquer storage area Tipo II com HWM > 32 bits Chaves expandidas de índice habilitada Sequences de 64-bit habilitada Área de banco com número maior que DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Reversão Manual Revertendo um banco de dados via D & L Nem sempre é possivel re-carregar Não é possível carregar chaves expandidas Se endereçando acima dos limites da 10.1A ROWIDs, Sequences, INT64, etc Poderá demandar uma rotina de conversão de dados Deve realizar D&L de dados somente após a manipulação de dados/estrutura D&L binário valida CRC! 26 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Migração e Compatibilidade User I/O por Tabela / Índice Manutenção Online Melhorias no OpenEdge SQL 27 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

10 User I/O por Tabela e Índice Novas Virtual System Tables Monitora atividade de tabela e índice por usuário Que I/O os usuários estão fazendo? Creates, reads, updates, deletes Como uma consulta está se comportando? VSTs já inclusas nos bancos 10.1B Atualize o esquema de bancos pré-existentes proutil <banco> C updatevst I/O de Tabela por usuárior: I/O de Índice por usuárior : _UserTableStat _UserIndexStat 28 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS User I/O por Tabela e Índice: Disponibilidade Acesso aos registros da VST via ABL ou SQL Disponível na seção R&D do promon OpenEdge Management 29 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Gerenciando User I/O por Tabela e Índice Uso adicional de shared memory Utilização de Shared Memory: 32 bytes por tabela 40 bytes por índice Controlado por parâmetros de startup Início Limite Tabelas Índices -basetable n -baseindex n -tablerange n -indexrange n Somente o parâmetro de Início pode ser alterado em tempo de execução VST _StatBase Estes parâmetros não são novos!! 30 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

11 Migração e Compatibilidade User I/O por Tabela / Índice Manutenção Online Melhorias no OpenEdge SQL 31 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Manutenção Online Habilitar ai online probkup online <banco> x.bak enableai Habilitar gerenciamento de ai online probkup online <banco> x.bak enableai [ enableaiarchiver -aiarcdir dirlist] rfutil x -C aimage aioff introduzido na 10.0a 32 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Manutenção Online Alocação de espaço online prostrct addonline <banco> novaarea.st 33 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

12 Diversos Defaults Tamanho do bloco do banco de dados alterado de 1K para 8K (Unix) Tamanho do bloco de temp table padronizado em 4K (-tmpbsize) Melhoria no Buffer de Backout Part II Rollback melhorado para OLTP Melhoria na Liberação de Registros em Lock Melhora o logout e fim de transação (-lkrela desabilita) Load Binário c/ build de índices Performance melhorada Usa o mesmo código do index rebuild 34 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Migração e Compatibilidade User I/O por Tabela / Índice Manutenção Online Melhorias no OpenEdge SQL 35 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Migração e Compatibilidade User I/O por Tabela / Índice Manutenção Online Melhorias no OpenEdge SQL Suporte a tabelas extensas Consultas multi-db Novos parâmetros de consulta Recursos de disponibilidade 36 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

13 Suporte a Tabelas Extensas Removendo limites Limites de tabelas Remoção do limite de acesso de 500 colunas / campo Novo limite de 5000 colunas Limitado pelo tamanho máximo de registro a 32K Aumentada a compatibilidade com o ABL Equivalente ou melhor que outros fornecedores SQL 37 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Migração e Compatibilidade User I/O por Tabela / Índice Manutenção Online Melhorias no OpenEdge SQL Suporte a tabelas extensas Consultas multi-db Novos parâmetros de consulta Recursos de disponibilidade 38 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Consultas Multi-DB Cross database server-side joins SQL Client DBNavigator - JDBC URL Crystal Reports ODBC DSN Host Shmem OpenEdge SQL Server Shmem Segundo DB Shmem Terceiro DB DB Primário 39 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Read Only Auxiliares

14 Conectando a um Banco de Dados Auxiliar Catálogo um apelido para um banco de dados Conectando a um banco de dados auxiliar CONNECT /usr/wrk/sports2000 AS CATALOG mysports; Deve estar no mesmo servidor do banco de dados primário Desconectando um catálogo DISCONNECT CATALOG mysports; 40 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Nomenclatura de 4 partes consulta multi-db Nomenclatura de Quatro Níveis Convenção da nomenclatura de quatro níveis catálogo.esquema.tabela.nome-da-coluna Exemplo SELECT Pub.Customer.CustNum, SportsPrimary.Pub.Customer.Name, SportsAux1.Pub.Order.OrderNum Aplica-se a esquema, tabelas, colunas e stored procedures 41 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Multi-DB : conexões automáticas SQL Client DBNavigator - JDBC URL Crystal Reports ODBC DSN banco[-mdbq:config1] Host Shmem OpenEdge SQL Server Shmem Segundo DB DB Primário Properties [config1] Shmem Read Only Terceiro DB Auxiliares 42 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

15 Configuração Multi-DB:JDBC -DBNavigator jdbc:datadirect:openedge://localhost:6748;databasena me=sports2000[-mdbq:config1] 43 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS ODBC Configuration Multi-DB 44 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Crystal com Consulta Multi-DB Banco auxiliar Banco primário 45 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

16 Tipos de conexão Primário Auxiliar Conexão OpenEdge SQL Server SQSV SQFA Conexão OpenEdge SQL Client REMC SQFC 46 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Visão de Atividade de Usuários no OpenEdge Management Banco de Dados Primário Conexões com o banco de dados primário 47 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Visão de Atividade de Usuários no OpenEdge Management Banco de Dados Auxiliar Conexões com o banco de dados auxiliar 48 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

17 Migração e Compatibilidade User I/O por Tabela / Índice Manutenção Online Melhorias no OpenEdge SQL Suporte a tabelas extensas Consultas multi-db Novos parâmetros de consulta Recursos de disponibilidade 49 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Expressão Group By Usando Group By com uma expressão Agrupando por apelido SELECT CONCAT (State, City) AS "CityState", COUNT (city) FROM Pub.Customer GROUP BY "CityState"; Agrupando por expressão SELECT CONCAT (State, City), COUNT (city) FROM Pub.Customer GROUP BY CONCAT (State, City); Apelido Expressão 50 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Limitando as Linhas de um Result Set SELECT TOP Retorna um máximo de n linhas ao client SELECT TOP 5 name FROM Pub.Customer ORDER BY balance DESC; É interpretado por último Após GROUP BY, DISTINCT e frases de agregação Ganho substancial de performance com tabelas grandes Quando n é baixo, relativo às linhas da tabela 51 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

18 Migração e Compatibilidade User I/O por Tabela / Índice Manutenção Online Melhorias no OpenEdge SQL Suporte a tabelas extensas Consultas multi-db Novos parâmetros de consulta Recursos de disponibilidade 52 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Recursos de Disponibilidade Alterações online de esquema introduzidas na 10.1B ALTER SEQUENCE REVOKE DROP VIEW CREATE SYNONYM DROP SYNONYM 53 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Em Resumo Quantidade tremenda de novos recursos no OpenEdge 10.1B O banco de dados OpenEdge pode suportar todo o seu volume de dados Melhorias em disponibilidade e escalabilidade Novas funcionalidades no SQL 54 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

19 Dúvidas? 55 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Para mais informações acesse PSDN Cursos Database Administration Advanced Database Administration Using OpenEdge SQL Documentação 56 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS Obrigado pela Atenção! 57 DB-10: What s New in the OpenEdge RDBMS

DB-1: Multi-database query for ODBC and JDBC Brian Werne

DB-1: Multi-database query for ODBC and JDBC Brian Werne -1: Multi-database query for OC and JC OpenEdge SQL em um Ambiente 10.1B multi-database para OC e JC Claudemiro Pacheco Technical Support Americas Objetivos Respostas para as seguintes perguntas: O que

Leia mais

Migrando para OpenEdge 10. Regis Martins Ezipato Sr Solution Engineer

Migrando para OpenEdge 10. Regis Martins Ezipato Sr Solution Engineer Migrando para OpenEdge 10 Regis Martins Ezipato Sr Solution Engineer Façam as perguntas durante a apresentação 2 Visão Geral Versão 7.2A 8.2A 8.3A 9.0A 9.1A 10.0A 10.1A Quando Passado distante Passado

Leia mais

Progress na prática Migrando V8/V9 para OpenEdge 10. Regis Martins Ezipato Pre Sales Manager

Progress na prática Migrando V8/V9 para OpenEdge 10. Regis Martins Ezipato Pre Sales Manager Progress na prática Migrando V8/V9 para OpenEdge 10 Regis Martins Ezipato Pre Sales Manager O que há de novo no RDBMS? Performance Type II Storage Areas Fast Drop & Temp tables Increased shmem B 1 billion

Leia mais

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase.

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase. Prof. Omero, pág. 63 O que é o InterBase? O InterBase é um SGBDR - Sistema Gerenciador de Banco de Dados Cliente/Servidor Relacional 1 que está baseado no padrão SQL ANSI-9, de alta performance, independente

Leia mais

Como aumentar a produtividade com segurança usando a tecnologia Progress. Camila Valentin Solution Consultant

Como aumentar a produtividade com segurança usando a tecnologia Progress. Camila Valentin Solution Consultant Como aumentar a produtividade com segurança usando a tecnologia Progress Camila Valentin Solution Consultant Porque capacitar-se? Você sabia que um funcionário treinado aumenta sua produtividade em aproximadamente

Leia mais

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID Este material pertence a Carlos A. Majer, Professor da Unidade Curricular: Aplicações Corporativas da Universidade Cidade de São Paulo UNICID Licença de Uso Este trabalho está licenciado sob uma Licença

Leia mais

Revelada a Segurança de Tempo de Execução da Base de Dados OpenEdge

Revelada a Segurança de Tempo de Execução da Base de Dados OpenEdge Revelada a Segurança de Tempo de Execução da Base de Dados OpenEdge Regis Martins Ezipato Sr. Solution Engineer Agenda Cenário da segurança de banco em tempo de execução Segurança de banco OpenEdge 10

Leia mais

Banco de Dados. Prof. Antonio

Banco de Dados. Prof. Antonio Banco de Dados Prof. Antonio SQL - Structured Query Language O que é SQL? A linguagem SQL (Structure query Language - Linguagem de Consulta Estruturada) é a linguagem padrão ANSI (American National Standards

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ARTEFATO 02 AT02 Diversos I 1 Indice ESQUEMAS NO BANCO DE DADOS... 3 CRIANDO SCHEMA... 3 CRIANDO TABELA EM DETERMINADO ESQUEMA... 4 NOÇÕES BÁSICAS SOBRE CRIAÇÃO E MODIFICAÇÃO

Leia mais

Sumário Agradecimentos... 19 Sobre.o.autor... 20 Prefácio... 21 Capítulo.1..Bem-vindo.ao.MySQL... 22

Sumário Agradecimentos... 19 Sobre.o.autor... 20 Prefácio... 21 Capítulo.1..Bem-vindo.ao.MySQL... 22 Sumário Agradecimentos... 19 Sobre o autor... 20 Prefácio... 21 Capítulo 1 Bem-vindo ao MySQL... 22 1.1 O que é o MySQL?...22 1.1.1 História do MySQL...23 1.1.2 Licença de uso...23 1.2 Utilizações recomendadas...24

Leia mais

SQL Structured Query Language

SQL Structured Query Language Janai Maciel SQL Structured Query Language (Banco de Dados) Conceitos de Linguagens de Programação 2013.2 Structured Query Language ( Linguagem de Consulta Estruturada ) Conceito: É a linguagem de pesquisa

Leia mais

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR - PROCON/SP MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR - PROCON/SP MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA 1. INTRODUCÃO Este manual tem como objetivo orientar o usuário durante o processo de instalação do SIGA Sistema Global de Atendimento. 2 de 27 2. PRÉ-REQUISITOS DE INSTALAÇÃO

Leia mais

NOMES: Leonardo Claro Diego Lage Charles Tancredo Márcio Castro

NOMES: Leonardo Claro Diego Lage Charles Tancredo Márcio Castro NOMES: Leonardo Claro Diego Lage Charles Tancredo Márcio Castro O MySQL Cluster é versão do MySQL adaptada para um ambiente de computação distribuída, provendo alta disponibilidade e alta redundância utilizando

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Data alteração: 19/07/11 Pré Requisitos: Acesse o seguinte endereço e faça o download gratuito do SQL SRVER EXPRESS, conforme a sua plataforma x32 ou

Leia mais

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Nome Número: Série Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Proposta do projeto: Competências: Compreender a orientação a objetos e arquitetura cliente-servidor, aplicando-as

Leia mais

Oracle Advanced Compression x External Tables (Armazenamento de dados históricos)

Oracle Advanced Compression x External Tables (Armazenamento de dados históricos) Oracle Advanced Compression x External Tables (Armazenamento de dados históricos) Agenda Sobre Rodrigo Mufalani Clico de dados Visão Geral Avanced Compression Visão Geral External Tables Performance Disponibilidade

Leia mais

Novidades Oracle 11g. Rio Grande Energia - RGE

Novidades Oracle 11g. Rio Grande Energia - RGE Novidades Oracle 11g Daniel Güths Rio Grande Energia - RGE 1 Agenda Oracle Database 11g new features SQL e PL/SQL new features Performance e gerenciamento de recursos Gerenciamento de mudanças Gerenciamento

Leia mais

Online Help StruxureWare Data Center Expert

Online Help StruxureWare Data Center Expert Online Help StruxureWare Data Center Expert Version 7.2.7 Appliance virtual do StruxureWare Data Center Expert O servidor do StruxureWare Data Center Expert 7.2 está agora disponível como um appliance

Leia mais

um mecanismo, chamado de perfil, para controlar o limite desses recursos que o usuário pode

um mecanismo, chamado de perfil, para controlar o limite desses recursos que o usuário pode 1 ADMINISTRAÇÃO DE USUÁRIOS NO SGBD ORACLE 11G JUVENAL LONGUINHO DA SILVA NETO 1 IREMAR NUNES DE LIMA 2 Resumo: Este artigo apresenta como criar, modificar e excluir usuários, privilégios, atribuições

Leia mais

Configurando DDNS no Stand Alone

Configurando DDNS no Stand Alone Configurando DDNS no Stand Alone Abra o seu navegador de internet e acesse o endereço http://www.advr.com.tw(ou, http://59.124.143.151 ). Clique em Register para efetuar o cadastro de um novo grupo.(foto

Leia mais

Funções de um SO. Gerência de processos Gerência de memória Gerência de Arquivos Gerência de I/O Sistema de Proteção

Funções de um SO. Gerência de processos Gerência de memória Gerência de Arquivos Gerência de I/O Sistema de Proteção Sistemas de Arquivos Funções de um SO Gerência de processos Gerência de memória Gerência de Arquivos Gerência de I/O Sistema de Proteção 2 Sistemas Operacionais Necessidade de Armazenamento Grandes quantidades

Leia mais

A instância fica alocada na memória compartilhada (shared memory) e é a combinação do System Global Area (SGA) com os processos background Oracle.

A instância fica alocada na memória compartilhada (shared memory) e é a combinação do System Global Area (SGA) com os processos background Oracle. ESTRUTURAS DE ARMAZENAMENTO Instance Na instância são executados processos e espaços em memória, estes permitem ao Oracle cumprir com seu papel de manter a integridade, confidencialidade e disponibilidade

Leia mais

COMMANDedx. Guia de Instalação e Configuração 7/6/2012. Command Alkon Inc. 5168 Blazer Parkway Dublin, Ohio 43017 1.800.624.1872 Fax: 614.793.

COMMANDedx. Guia de Instalação e Configuração 7/6/2012. Command Alkon Inc. 5168 Blazer Parkway Dublin, Ohio 43017 1.800.624.1872 Fax: 614.793. COMMANDedx Guia de Instalação e Configuração 7/6/2012 Command Alkon Inc. 5168 Blazer Parkway Dublin, Ohio 43017 1.800.624.1872 Fax: 614.793.0608 2003-2012 Command Alkon Incorporated. Todos os direitos

Leia mais

André Milani. Novatec

André Milani. Novatec André Milani Novatec Sumário Agradecimentos...19 Sobre o autor...21 Prefácio...23 Capítulo 1 Bem-vindo ao PostgreSQL...25 1.1 O que é o PostgreSQL?...25 1.1.1 História do PostgreSQL...26 1.1.2 Licença

Leia mais

Banco de Dados Oracle 10g: Introdução à Linguagem SQL

Banco de Dados Oracle 10g: Introdução à Linguagem SQL Oracle University Entre em contato: 0800 891 6502 Banco de Dados Oracle 10g: Introdução à Linguagem SQL Duração: 5 Dias Objetivos do Curso Esta classe se aplica aos usuários do Banco de Dados Oracle8i,

Leia mais

LINGUAGEM SQL. DML - Linguagem de Manipulação de Dados

LINGUAGEM SQL. DML - Linguagem de Manipulação de Dados LINGUAGEM SQL Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL, é uma linguagem de pesquisa declarativa para banco de dados relacional (base de dados relacional). Muitas das características

Leia mais

Gerenciador de Conteúdo Magellan 2.0

Gerenciador de Conteúdo Magellan 2.0 Gerenciador de Conteúdo Magellan 2.0 Instalando o Gerenciador de Conteúdo Magellan. 1. Baixe o Gerenciador de Conteúdo Magellan de www.magellangps.com. 2. Dê um duplo clique no arquivo CM_Setup que foi

Leia mais

Dell Server PRO Management Pack 4.0 para o Microsoft System Center Virtual Machine Manager Guia de instalação

Dell Server PRO Management Pack 4.0 para o Microsoft System Center Virtual Machine Manager Guia de instalação Dell Server PRO Management Pack 4.0 para o Microsoft System Center Virtual Machine Manager Guia de instalação Notas, avisos e advertências NOTA: uma NOTA indica informações importantes que ajudam você

Leia mais

Manual de Instalação Atendimento 3.4

Manual de Instalação Atendimento 3.4 Manual de Instalação Atendimento 3.4 1 ÍNDICE 1 - Instalação do Atendimento... 3 1.1 - Iniciando Instalação do Atendimento... 3 1.2 - Preparando-se para Instalação... 3 1.2 - Bem Vindo à Instalação do

Leia mais

Administração de Usuários e Privilégios no Banco de Dados

Administração de Usuários e Privilégios no Banco de Dados Administração de Usuários e Privilégios no Banco de Dados Todo agrupamento de bancos de dados possui um conjunto de usuários de banco de dados. Estes usuários são distintos dos usuários gerenciados pelo

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração e Configuração MyABCM 4.0 Versão 4.00-1.00 2 Copyright MyABCM. Todos os direitos reservados Reprodução Proibida Índice Introdução... 5 Arquitetura, requisitos e cenários de uso do MyABCM... 7 Instalação

Leia mais

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML INTRODUÇÃO A SQL - Structured Query Language, foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation

Leia mais

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange Versão: 4.1 Service pack: 4B SWD-313211-0911044452-012 Conteúdo 1 Gerenciando contas de usuários... 7 Adicionar uma conta de usuário... 7 Adicionar

Leia mais

ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL. Carga horária: 32 Horas

ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL. Carga horária: 32 Horas ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL Carga horária: 32 Horas Pré-requisito: Para que os alunos possam aproveitar este treinamento ao máximo, é importante que eles tenham participado dos treinamentos

Leia mais

Com criar relatório no Report Services do Microsoft SQL Server 2008 R2 integrado com o

Com criar relatório no Report Services do Microsoft SQL Server 2008 R2 integrado com o Com criar relatório no Report Services do Microsoft SQL Server 2008 R2 integrado com o SisMoura Objetivo Configurar o Reporting Services Como criar relatórios Como publicar relatórios Como acessar os relatórios

Leia mais

FileMaker 13. Guia de ODBC e JDBC

FileMaker 13. Guia de ODBC e JDBC FileMaker 13 Guia de ODBC e JDBC 2004 2013 FileMaker Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara, Califórnia 95054 FileMaker e Bento são marcas comerciais da

Leia mais

Histórico de revisões

Histórico de revisões Apostila 3 Histórico de revisões Data Versão Descrição Autor 30/09/2011 1.0 Criação da primeira versão HEngholmJr CONTEÚDO Exclusão de registros Consultas por Dados de Resumo Group by / Having Funções

Leia mais

Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1

Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1 Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1 Guia: Manual de instalação do Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1 Data do Documento: novembro de 2012 1 Conteúdo 1. Sobre este manual... 3 2. Requisitos de Sistema...

Leia mais

ARQUIVOS DE CONFIGURAÇAO ZIM 8.50

ARQUIVOS DE CONFIGURAÇAO ZIM 8.50 ZIM TECHNOLOGIES DO BRASIL ARQUIVOS DE CONFIGURAÇAO ZIM 8.50 Próx Antes de Iniciar Este documento detalha os arquivos de configuração da versão Zim 8.50 para Unix/WIndows. Você também deve consultar as

Leia mais

APOSTILA BÁSICA DE MYSQL

APOSTILA BÁSICA DE MYSQL APOSTILA BÁSICA DE MYSQL História O MySQL foi criado na Suécia por dois suecos e um finlandês: David Axmark, Allan Larsson e Michael "Monty" Widenius, que têm trabalhado juntos desde a década de 1980.

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício Introdução à Banco de Dados Nathalia Sautchuk Patrício Histórico Início da computação: dados guardados em arquivos de texto Problemas nesse modelo: redundância não-controlada de dados aplicações devem

Leia mais

MA001. 01 de 28. Responsável. Revisão Q de 26/06/2015. Cantú & Stange Software. Página

MA001. 01 de 28. Responsável. Revisão Q de 26/06/2015. Cantú & Stange Software. Página Manual de instalação do Zada 5 MA001 Responsável Revisão Q de 26/06/2015 FL Página 01 de 28 Página 1 de 33 Revisão Q de 26/06/2015 MA001 Responsável: FL Manual de instalação do Zada 5 Este manual consiste

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

Real Application Cluster (RAC)

Real Application Cluster (RAC) Real Application Cluster (RAC) Anderson Haertel Rodrigues OCE RAC 10g anderson.rodrigues@advancedit.com.br AdvancedIT S/A RAC? Oracle RAC é um banco de dados em cluster. Como assim? São vários servidores

Leia mais

ModusOne. ModusOne Setup. Version: 5.2

ModusOne. ModusOne Setup. Version: 5.2 ModusOne ModusOne Setup Version: 5.2 Written by: Product Documentation, R&D Date: February 2013 2012 Perceptive Software. All rights reserved ModusOne é uma marca registrada da Lexmark International Technology

Leia mais

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br Os comandos SQL podem ser agrupados em 3 classes: DDL Data Definition Language Comandos para a Definição

Leia mais

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto Introdução a Informática Prof.: Roberto Franciscatto 6.1 ARQUIVOS E REGISTROS De um modo geral os dados estão organizados em arquivos. Define-se arquivo como um conjunto de informações referentes aos elementos

Leia mais

Diminuindo custos e aumentando a produtividade em tempos de crise econômica. Michel Sader Professional Services Director Latin America

Diminuindo custos e aumentando a produtividade em tempos de crise econômica. Michel Sader Professional Services Director Latin America Diminuindo custos e aumentando a produtividade em tempos de crise econômica Michel Sader Professional Services Director Latin America Agenda 1. Cenário atual 2. Entendendo o que está acontecendo 3. Gerenciando

Leia mais

Sistema de Bancos de Dados. Conceitos Gerais Sistema Gerenciador de Bancos de Dados

Sistema de Bancos de Dados. Conceitos Gerais Sistema Gerenciador de Bancos de Dados Sistema de Bancos de Dados Conceitos Gerais Sistema Gerenciador de Bancos de Dados # Definições # Motivação # Arquitetura Típica # Vantagens # Desvantagens # Evolução # Classes de Usuários 1 Nível 1 Dados

Leia mais

PostgreSQL. www.postgresql.org. André Luiz Fortunato da Silva Analista de Sistemas CIRP / USP alf@cirp.usp.br

PostgreSQL. www.postgresql.org. André Luiz Fortunato da Silva Analista de Sistemas CIRP / USP alf@cirp.usp.br PostgreSQL www.postgresql.org André Luiz Fortunato da Silva Analista de Sistemas CIRP / USP alf@cirp.usp.br Características Licença BSD (aberto, permite uso comercial) Multi-plataforma (Unix, GNU/Linux,

Leia mais

trigger insert, delete, update

trigger insert, delete, update 1 Um trigger é um conjunto de instruções SQL armazenadas no catalogo da BD Pertence a um grupo de stored programs do MySQL Executado quando um evento associado com uma tabela acontece: insert, delete,

Leia mais

Gerência de Banco de Dados

Gerência de Banco de Dados exatasfepi.com.br Gerência de Banco de Dados Prof. Msc. André Luís Duarte Banco de Dados Os bancos de dados são coleções de informações que se relacionam para criar um significado dentro de um contexto

Leia mais

Introdução. Durante o período de monitoração, a configuração sumária da instância alvo, que foi obtida dinamicamente, era a seguinte:

Introdução. Durante o período de monitoração, a configuração sumária da instância alvo, que foi obtida dinamicamente, era a seguinte: Introdução Com base nos dados coletados na máquina ACME Server, de 1/4/22, às :, até 13/5/22, às 23:, foi produzido o presente relatório de análise de performance para a instância ACME do SQL Server. Os

Leia mais

Arquitetura de BDs Distribuídos. Victor Amorim - vhca Pedro Melo pam2

Arquitetura de BDs Distribuídos. Victor Amorim - vhca Pedro Melo pam2 Victor Amorim - vhca Pedro Melo pam2 Arquitetura de BDs Distribuídos Sistemas de bds distribuídos permitem que aplicações acessem dados de bds locais ou remotos. Podem ser Homogêneos ou Heterogêneos: Homogêneos

Leia mais

PostgreSQL Performance

PostgreSQL Performance PostgreSQL Performance André Restivo Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto February 24, 2012 André Restivo (FEUP) PostgreSQL Performance February 24, 2012 1 / 45 Sumário 1 Armazenamento 2 Índices

Leia mais

ESTRUTURA DE SERVER 2008. Lílian Simão Oliveira

ESTRUTURA DE SERVER 2008. Lílian Simão Oliveira ESTRUTURA DE ARMAZENAMENTO SQL SERVER 2008 Lílian Simão Oliveira O Banco de Dados SQL Server mapeia um banco em um conjunto de arquivos do sistema operacional As informações de log e de dados nunca ficam

Leia mais

FAPLAN - Faculdade Anhanguera Passo Fundo Gestão da Tecnologia da Informação Banco de Dados II Prof. Eder Pazinatto Stored Procedures Procedimento armazenados dentro do banco de dados Um Stored Procedure

Leia mais

Manual de Instalação. Instalação via apt-get

Manual de Instalação. Instalação via apt-get Manual de Instalação Instalação via apt-get Índice de capítulos 1 - Pré-requisitos para instalação......................................... 01 2 - Instalando o SIGA-ADM.................................................

Leia mais

JDBC Acessando Banco de Dados

JDBC Acessando Banco de Dados Acessando Banco de Dados Objetivos Entender o que são Drivers. Diferenciar ODBC, JDBC e DRIVERMANAGER. Desenvolver uma aplicação Java para conexão com Banco de Dados. Criar um objeto a partir da classe

Leia mais

Manter estatísticas atualizadas é uma das regras de ouro na busca por performance.

Manter estatísticas atualizadas é uma das regras de ouro na busca por performance. Atualização de Estatísticas Um objeto de estatística pode ser atualizado manualmente pelo usuário, através dos comandos SP_UPDATESTATS e/ou UPDATE STATISTICS. Enquanto que a procedure SP_UPDATESTATS atualiza

Leia mais

Linguagem SQL (Parte I)

Linguagem SQL (Parte I) Universidade Federal de Sergipe Departamento de Sistemas de Informação Itatech Group Jr Softwares Itabaiana Site: www.itatechjr.com.br E-mail: contato@itatechjr.com.br Linguagem SQL (Parte I) Introdução

Leia mais

Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server

Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server Para efetuar com sucesso os exemplos que serão mostrados a seguir é necessário que exista no SQL Server uma pessoa que se conecte como Administrador,

Leia mais

Objetivo: orientar como proceder em casos de substituição de CPU s de S7-1200 versão 3 por equivalentes de versão 4.

Objetivo: orientar como proceder em casos de substituição de CPU s de S7-1200 versão 3 por equivalentes de versão 4. S7-1200 Compatibilidade CPU V3 e V4 Denilson Pegaia Objetivo: orientar como proceder em casos de substituição de CPU s de S7-1200 versão 3 por equivalentes de versão 4. Aviso: Este documento apresenta

Leia mais

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas contato@pedrofcarvalho.com.br www.pedrofcarvlho.com.br ADMINISTRANDO A INSTÂNCIA

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas contato@pedrofcarvalho.com.br www.pedrofcarvlho.com.br ADMINISTRANDO A INSTÂNCIA ADMINISTRANDO A INSTÂNCIA Os tres componentes (instância, Listener e opcionalmente o DataBase Control) tem seus próprios utilitários de linha de comando que podem ser usados para inicialização, ou, uma

Leia mais

Marcando os pontos. O ExtSQL fornece estatísticas de uso detalhadas dos sistemas de banco de dados MySQL e PostgreSQL.

Marcando os pontos. O ExtSQL fornece estatísticas de uso detalhadas dos sistemas de banco de dados MySQL e PostgreSQL. Controle de estatísticas do SQL com o ExtSQL ANÁLISE Marcando os pontos O ExtSQL fornece estatísticas de uso detalhadas dos sistemas de banco de dados MySQL e PostgreSQL. por John Murtari O MySQL e o PostgreSQL

Leia mais

Android e Bancos de Dados

Android e Bancos de Dados (Usando o SQLite) Programação de Dispositivos Móveis Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do

Leia mais

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação Índice 1. Introdução... 3 2. Funcionamento básico dos componentes do NetEye...... 3 3. Requisitos mínimos para a instalação dos componentes do NetEye... 4 4.

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ATUALIZAÇÃO DE VERSÃO DO APLICATIVO

PROCEDIMENTOS PARA ATUALIZAÇÃO DE VERSÃO DO APLICATIVO PROCEDIMENTOS PARA ATUALIZAÇÃO DE VERSÃO DO APLICATIVO MASTERSAFDW VERSÃO 5-25/04/12 PÁGINA 1 Índice Informações Importantes... 3 Atualizando o aplicativo... 4 Procedimentos para atualização da base de

Leia mais

Iniciando o MySQL Query Brower

Iniciando o MySQL Query Brower MySQL Query Brower O MySQL Query Browser é uma ferramenta gráfica fornecida pela MySQL AB para criar, executar e otimizar solicitações SQL em um ambiente gráfico. Assim como o MySQL Administrator foi criado

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Meu Monitor do SQL Server mysql série 1.4 Avisos legais Copyright 2013, CA. Todos os direitos reservados. Garantia O material contido neste documento é fornecido

Leia mais

ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE SCRIPTS EM BANCO DE DADOS DO GEMCO ANYWHERE

ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE SCRIPTS EM BANCO DE DADOS DO GEMCO ANYWHERE ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE SCRIPTS EM BANCO DE DADOS DO GEMCO ANYWHERE. Introdução Este manual aborda os procedimentos para atualização de bancos de dados do sistema Gemco. A atualização

Leia mais

Configuração SERVIDOR.

Configuração SERVIDOR. REQUISITOS MINIMOS SISTEMAS FORTES INFORMÁTICA. Versão 2.0 1. PRE-REQUISITOS FUNCIONAIS HARDWARES E SOFTWARES. 1.1 ANALISE DE HARDWARE Configuração SERVIDOR. Componentes Mínimo Recomendado Padrão Adotado

Leia mais

Formação em Banco de Dados. Subtítulo

Formação em Banco de Dados. Subtítulo Formação em Banco de Dados Subtítulo Sobre a APTECH A Aptech é uma instituição global, modelo em capacitação profissional, que dispõe de diversos cursos com objetivo de preparar seus alunos para carreiras

Leia mais

BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS. Prof. Patrícia Lucas 3º Trimestre

BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS. Prof. Patrícia Lucas 3º Trimestre BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS Prof. Patrícia Lucas 3º Trimestre ROTEIRO PARA O 3º TRIMESTRE 1. O MySQL DDL SQL 1. Como funciona o MySQL 2. Como criar um banco de dados no MySQL 3. Como criar tabelas: comandos

Leia mais

Aula 2 Arquitetura Oracle

Aula 2 Arquitetura Oracle Aula 2 Arquitetura Oracle Instancia Oracle Uma instância Oracle é composta de estruturas de memória e processos. Sua existência é temporária na memória RAM e nas CPUs. Quando você desliga a instância em

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SISTEMA DE ARQUIVOS

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SISTEMA DE ARQUIVOS ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SISTEMA DE ARQUIVOS DISTRIBUÍDOS (DFS) Visão geral sobre o Sistema de Arquivos Distribuídos O Sistema de Arquivos Distribuídos(DFS) permite que administradores do

Leia mais

Cada banco de dados Oracle possui uma lista de usuários válidos, identificados por USERNAMES.

Cada banco de dados Oracle possui uma lista de usuários válidos, identificados por USERNAMES. SEGURANÇA DE USUÁRIOS Cada banco de dados Oracle possui uma lista de usuários válidos, identificados por USERNAMES. Todos os usuários são cadastrados no Dicionário de Dados do Banco em tabelas e views

Leia mais

Criando um banco de dados

Criando um banco de dados Após ter projetado o banco de dados, você pode criá-lo utilizando a interface ou com a linguagem. É possível que você queira adicionar tabelas existentes ao banco de dados e depois modificá-las para aproveitar

Leia mais

Especialização em Engenharia e Administração de Banco de Dados SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS I

Especialização em Engenharia e Administração de Banco de Dados SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS I Especialização em Engenharia e Administração de Banco de Dados SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS I José Alberto F. Rodrigues Filho beto@beto.pro.br Firebird É a primeira geração, descendente do

Leia mais

- O MySQL para além da sua utilização em modo linha de comandos, também pode ser utilizado através de ferramentas gráficas.

- O MySQL para além da sua utilização em modo linha de comandos, também pode ser utilizado através de ferramentas gráficas. Objetivo: Utilização das ferramentas gráficas do MySQL Instalação das ferramentas gráficas do MySQL: - O MySQL para além da sua utilização em modo linha de comandos, também pode ser utilizado através de

Leia mais

SQL Server Triggers Aprenda a utilizar triggers em views e auditar as colunas atualizadas em uma tabela

SQL Server Triggers Aprenda a utilizar triggers em views e auditar as colunas atualizadas em uma tabela SQL Server Triggers Aprenda a utilizar triggers em views e auditar as colunas atualizadas em uma tabela Certamente você já ouviu falar muito sobre triggers. Mas o quê são triggers? Quando e como utilizá-las?

Leia mais

LOJA ELETRÔNICA MANUAL DE INSTALAÇÃO

LOJA ELETRÔNICA MANUAL DE INSTALAÇÃO LOJA ELETRÔNICA MANUAL DE INSTALAÇÃO RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de

Leia mais

Analysis Services. Manual Básico

Analysis Services. Manual Básico Analysis Services Manual Básico Construindo um Banco de Dados OLAP... 2 Criando a origem de dados... 3 Definindo as dimensões... 5 Níveis de dimensão e membros... 8 Construindo o cubo... 11 Tabela de fatos...12

Leia mais

Linguagem SQL Parte I

Linguagem SQL Parte I FIB - Centro Universitário da Bahia Banco de Dados Linguagem SQL Parte I Francisco Rodrigues Santos chicowebmail@yahoo.com.br Slides gentilmente cedidos por André Vinicius R. P. Nascimento Conteúdo A Linguagem

Leia mais

Banco de Dados Oracle. Faculdade Pernambucana - FAPE

Banco de Dados Oracle. Faculdade Pernambucana - FAPE Faculdade Pernambucana - FAPE Visão Geral dos Componentes Principais da Arquitetura Oracle Servidor Oracle É o nome que a Oracle deu ao seu SGBD. Ele consiste de uma Instância e um Banco de Dados Oracle.

Leia mais

PROGRESS ADE Application Development Environment. 19/10/2015 Universidade Datasul

PROGRESS ADE Application Development Environment. 19/10/2015 Universidade Datasul PROGRESS ADE Application Development Environment Objetivos ADE Aprender a utilizar ferramentas PROGRESS de desenvolvimento em ambiente Gráfico, em destaque: Dicionário UIB e Editor Servidor de Aplicação

Leia mais

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS POSTGRESQL O PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados dos mais robustos e avançados do mundo. Seu código é aberto e é totalmente gratuito,

Leia mais

Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4

Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4 Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4 Relatório elaborado sob contrato com a EMC Corporation Introdução A EMC Corporation contratou a Demartek para realizar uma avaliação prática do novo

Leia mais

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado Introdução à Engenharia da Computação Banco de Dados Professor Machado 1 Sistemas isolados Produção Vendas Compras Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Desvantagens:

Leia mais

UNINOVE Tec. Adm. e Des. de Sistemas. Administracão de Banco de Dados. ORACLE Backup / Recovery AULA 11

UNINOVE Tec. Adm. e Des. de Sistemas. Administracão de Banco de Dados. ORACLE Backup / Recovery AULA 11 UNINOVE Tec. Adm. e Des. de Sistemas Administracão de Banco de Dados ORACLE Backup / Recovery AULA 11 Prof. MsC. Eng. Marcelo Bianchi AULA 09 A ARQUITETURA DO ORACLE O conhecimento da arquitetura Oracle

Leia mais

Guia de instalação e configuração do Alteryx Server

Guia de instalação e configuração do Alteryx Server Guia de referência Guia de instalação e configuração do Alteryx Server v 1.5, novembro de 2015 Sumário Guia de instalação e configuração do Alteryx Server Sumário Capítulo 1 Visão geral do sistema... 5

Leia mais

Serviço HP StoreEasy 1000/3000 and X1000/3000 Network Storage Solution Installation and Startup

Serviço HP StoreEasy 1000/3000 and X1000/3000 Network Storage Solution Installation and Startup Serviço HP StoreEasy 1000/3000 and X1000/3000 Network Storage Solution Installation and Startup HP Technology Services O serviço HP StoreEasy 1000/3000 and X1000/3000 Network Storage Solution fornece a

Leia mais

Unix: Sistema de Arquivos. Geraldo Braz Junior

Unix: Sistema de Arquivos. Geraldo Braz Junior Unix: Sistema de Arquivos Geraldo Braz Junior 2 Arquivos Um arquivo é visto pelo SO apenas como uma seqüência de bytes: nenhuma distinção é feita entre arquivos ASCII, binários, etc.; Muitos programas

Leia mais

MANUAL DE SOFTWARE ARKITOOL 2012

MANUAL DE SOFTWARE ARKITOOL 2012 MANUAL DE SOFTWARE ARKITOOL 2012 Editado por: Idéias e programas, S.L. San Román de los Montes 25-Março-2012. ARKITool, Arkiplan, Além disso ARKITool são marcas comerciais de idéias e programas, S.L. REQUISITOS

Leia mais

Shavlik Protect. Guia de Atualização

Shavlik Protect. Guia de Atualização Shavlik Protect Guia de Atualização Copyright e Marcas comerciais Copyright Copyright 2009 2014 LANDESK Software, Inc. Todos os direitos reservados. Este produto está protegido por copyright e leis de

Leia mais

Guia de Introdução ao Symantec Protection Center. Versão 2.0

Guia de Introdução ao Symantec Protection Center. Versão 2.0 Guia de Introdução ao Symantec Protection Center Versão 2.0 Guia de Introdução ao Symantec Protection Center O software descrito neste documento é fornecido sob um contrato de licença e pode ser usado

Leia mais

INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL

INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL Este tutorial tem como objetivo mostrar como instalar o banco de dados My SQL em ambiente Windows e é destinado aqueles que ainda não tiveram um contato com a ferramenta.

Leia mais

BANCO DE DADOS WEB AULA 4. linguagem SQL: subconjuntos DCL, DDL e DML. professor Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com

BANCO DE DADOS WEB AULA 4. linguagem SQL: subconjuntos DCL, DDL e DML. professor Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com BANCO DE DADOS WEB AULA 4 linguagem SQL: subconjuntos DCL, DDL e DML professor Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com O que é SQL? Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL,

Leia mais

Guia de instalação. Versão 4.0

Guia de instalação. Versão 4.0 Guia de instalação Versão 4.0 2013 Pitney Bowes Software Inc. Todos os direitos reservados. Esse documento pode conter informações confidenciais ou protegidas por direitos autorais pertencentes à Pitney

Leia mais

Laboratório - Estabelecimento de uma sessão de console com Tera Term

Laboratório - Estabelecimento de uma sessão de console com Tera Term Laboratório - Estabelecimento de uma sessão de console com Tera Term Topologia Objetivos Parte 1: Acessar um switch da Cisco através da porta de console serial Conectar-se a um switch da Cisco usando um

Leia mais