Revista Eletrônica da FANESE ISSN

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Revista Eletrônica da FANESE ISSN 2317-3769"

Transcrição

1 REPLICAÇÃO E ALTA DISPONIBILIDADE NO SQL SERVER 2012 Renata Azevedo Santos Carvalho 1 RESUMO Neste artigo serão relatadas as novidades que o SQL Server 2012 vem trazendo nesta sua nova versão no que se refere a soluções de auto-disponibilidade e de replicação de bases. A grande novidade é o SQL Server AlwaysOn, considerado uma solução simples e unificada, de fácil gerenciamento e implementação, que traz uma redução de custos devido a possibilidade de reutilização de hadware já existente, melhor utilização dos servidores, e maior retorno sobre o investimento. Serão detalhados as duas soluções do AlwaysOn, a AlwaysOn Availability Groups que atua no nível de banco de dados e o AlwaysOn Failover Cluster Instances que atua na proteção no nível de instâncias. Por fim será exposto neste que SQL Server AlwaysOn veio para facilitar as complexidades do Failover Cluster Instance, do Data Base Mirroring e do Log Shipping. Palavras chaves: SQL Server AlwaysOn, Mirroring, Log Shipping, Clustering 1 INTRODUÇÃO Atualmente boa parte dos negócios estão informatizados, desde os Bancos aos pequenos estabelecimentos no comércio. Todos usam algum determinado sistema que armazena as informações que aparecem na tela do computador, essas informações são armazenadas em um banco de dados. 1 Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Tiradentes UNIT. Mestre em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Pernambuco UFPE. MCTS em Sql Server Professora universitária da Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe FANESE. Analista de Banco de Dados do Sergipe Parque Tecnológico - SERGIPETEC.

2 Quando fazemos alguma consulta do nosso saldo bancário, por exemplo, o sistema vai buscar essas informações dentro do banco de dados e a cada dia que passa, nós usuários exigimos mais agilidade no retorno da informação quando solicitada, por conta disso existem configurações que são feitas para que o banco de dados trabalhe de uma forma melhor e trazendo as informações mais rápidas ao usuário final, além de deixar o banco de dados sempre disponível ou o mínimo de tempo possível inativo visível ao usuário final. 2 REPLICAÇÃO A replicação, como o próprio nome já diz, serve para replicar, copiar e no banco de dados não é diferente. A replicação copia e distribui os dados de um banco para outro deixando assim sincronizados para manter a consistência dos dados. Dessa forma os dados podem ser distribuídos para locais diferentes tanto em rede local quanto em longas distâncias através da internet. A Microsoft fornece três tipos de replicações: Instantâneo, Tradicional e Mesclagem. De acordo com as informações obtidas no site da MSDN ( vamos conhecer um pouco sobre cada tipo de replicação. 2.1 Replicação de Instantâneo A replicação de instantâneo distribui os objetos e dados especificado por uma publicação exatamente como eles aparecem em um momento específico e não monitora as atualizações dos dados. Quando há a sincronização, todo o instantâneo gerado é enviado aos Assinantes. O processo de replicação de instantâneo é usado também para fornecer o conjunto inicial dos dados e objetos do banco para as publicações de mesclagem e tradicionais.

3 De acordo com a Microsoft, o uso da replicação de instantâneo por si só é mais apropriado quando: As alterações de dados ocorrerem raramente. É aceitável ter cópias de dados desatualizadas em relação ao Publicador por um período de tempo. Replicação de pequenos volumes de dados. Um volume grande de alterações ocorre por um curto período de tempo. A replicação de instantâneo é mais apropriada quando as alterações de dados forem significativas, mas pouco frequentes. Por exemplo, se uma empresa de vendas mantiver uma lista de preços de produtos e os preços forem todos atualizados ao mesmo tempo uma ou duas vezes por ano, é recomendada a replicação de todo o instantâneo de dados após ele ter sido alterado. Ao ter certos tipos de dados determinados, os instantâneos mais frequentes também podem ser apropriados. Por exemplo, se uma tabela relativamente pequena for atualizada no Publicador durante o dia, mas alguma latência for aceitável, as alterações podem ser distribuídas pela noite como um instantâneo. (MSDN Brasil) Como Funciona? Independente do tipo de replicação que for usado, sempre terá que existir uma replicação de instantâneo para inicializar os assinantes. De acordo com a Microsoft os instantâneos podem ser gerados e aplicados imediatamente após a assinatura ser criada ou de acordo com uma programação definida no momento que a publicação for criada. O Agente de Instantâneo prepara os arquivos de instantâneo que contêm o esquema e os dados das tabelas publicadas e os objetos do banco de dados, armazena os arquivos na pasta do instantâneo para o Publicador e registra o rastreamento de informações do banco de dados de distribuição no Distribuidor. Você especifica uma pasta padrão de instantâneo quando configura um Distribuidor, mas você pode especificar um local alternativo para uma publicação além do padrão.

4 2.2 Replicação Transacional Figura 1 Os principais componentes de replicação de instantâneo. Como dito anteriormente (no tópico de Replicação Instantâneo), a replicação tradicional é iniciada com um instantâneo criando uma cópia dos objetos e dos dados do banco de publicação. Após o instantâneo inicial é tirado, as próximas alterações ocorridas no Publicados são distribuídas para os assinantes quase em tempo real. Essas alterações são aplicadas na mesma ordem e nos mesmos limites

5 de transação que ocorreram no publicador. Desta forma, a consistência transacional é considerada como assegurada. De acordo com a Microsoft, a replicação transacional é normalmente usada em ambientes do tipo servidor para servidor e é apropriada em cada um dos seguintes casos: Você quer que as alterações com incremento sejam propagadas para os Assinantes à medida que ocorrem. O aplicativo requer baixa latência entre as mudanças de hora feitas no Publicador, assim as mudanças chegarão ao Assinante. O aplicativo requer acesso aos estados de dados intermediários. Por exemplo, se uma linha muda cinco vezes, a replicação transacional permite que um aplicativo responda a cada mudança (como acionar um gatilho), e não simplesmente uma mudança de dados da rede na linha. O Publicador tem um volume muito alto de atividade de inserção, atualização e exclusão. O Publicador ou Assinante é um banco de dados que não é do tipo SQL Server, como Oracle Como Funciona? A replicação transacional é implementadas por 3 agentes: Agente de Instantâneo, de Leitor de Log e de Distribuição do SQL Server. Vamos entender o que cada um faz: O Agente de Instantâneo é responsável por preparar os arquivos de instantâneo que contêm o esquema e os dados das tabelas publicadas e os objetos do banco de dados, armazena os arquivos na pasta do instantâneo e registra os trabalhos de sincronização do banco de dados de distribuição no Distribuidor. O Agente de Leitor de Log é responsável por monitorar o log de transações de cada banco de dados configurado para replicação transacional e copia as

6 transações marcadas para replicação do log de transações no banco de dados de distribuição. O Agente de Distribuição copia os arquivos do instantâneo inicial da pasta de instantâneo e as transações contidas nas tabelas do banco de dados de distribuição para os Assinantes. Figura 2 Principais componentes de replicação transacional

7 2.3 Replicação de Mesclagem Assim como a replicação transacional, a replicação de mesclagem também é iniciada com uma replicação de instantâneo. Após essa replicação as alterações posteriores ocorrentes pelo Publicador e Assinantes são rastreadas com gatilhos. De acordo com a Microsoft, a replicação de mesclagem é normalmente usada em ambientes de servidores para clientes e é mais apropriada nas seguintes situações: Diversos Assinantes podem atualizar os mesmos dados diversas vezes e propagar essas alterações para o Publicador e outros Assinantes. Os Assinantes precisam receber dados, fazer alterações offline e sincronizar posteriormente as alterações com o Publicador e outros Assinantes. Cada Assinante requer uma partição diferente de dados. Conflitos podem ocorrer e, quando isto acontecer, você precisará do recurso para detectá-los e encontrar a solução. O aplicativo requer a alteração nos dados da rede no lugar do acesso aos estados de dados intermediários. Por exemplo, se uma linha for alterada cinco vezes em um Assinante antes de ele sincronizar com um Publicador, a linha será alterada somente uma vez no Publicador pra refletir a alteração dos dados na rede (ou seja, o quinto valor). Nesse ambientes tanto o publicador como seus assinantes podem fazer atualizações e, quando forem mescladas, poderão ocorrer conflitos. A replicação de mesclagem oferece várias maneiras para se controlar os conflitos.

8 Figura 3 Componentes usados em replicação de mesclagem O tipo de replicação que você escolhe para um aplicativo, depende de muitos fatores, incluindo o ambiente físico da replicação, o tipo e a quantidade de dados a serem replicados e se os dados serão ou não atualizados no Assinante. O ambiente físico inclui o número e local dos computadores envolvidos na replicação e se esses computadores são clientes (estações de trabalho, laptops ou dispositivos portáteis) ou servidores. Cada tipo de replicação começa normalmente com uma sincronização inicial dos objetos publicados entre o Publicador e os Assinantes. Esta sincronização inicial pode ser executada por replicação com um instantâneo, que é uma cópia de todos os objetos e dados especificados por uma publicação. Depois que o instantâneo é criado, ele é distribuído aos Assinantes. Para alguns aplicativos, a replicação de

9 instantâneo é tudo o que é necessário. Para outros tipos de aplicativos, é importante que as alterações de dados subsequentes fluam para o Assinante de forma incremental com o passar do tempo. Alguns aplicativos também exigem que as alterações fluam do Assinante de volta para o Publicador. A replicação transacional e a replicação de mesclagem fornecem opções para estes tipos de aplicativos. As alterações de dados não são rastreadas para a replicação de instantâneo. Sempre que um instantâneo é aplicado, ele sobrescreve por completo os dados existentes. A replicação transacional rastreia as alterações pelo log de transação do SQL Server e a replicação de mesclagem rastreia as alterações pelos gatilhos e tabelas de metadados. 3 ALTA DISPONIBILIDADE O SQL Server disponibiliza várias soluções de alta disponibilidade que melhoram a disponibilidade dos servidores. A ideia da alta disponibilidade é mascarar as possíveis falhas de hardware ou software e mantém a disponibilidade dos aplicativos de forma que o usuário não perceba ou tenha o menor tempo de inatividade possível. O SQL Server disponibiliza as seguintes opções de alta disponibilidade: 3.1 Cluster de failover O cluster de failover proporciona suporte de alta disponibilidade para uma instância inteira do SQL Server. Um cluster de failover é uma combinação de um ou mais nós, ou servidores, com dois ou mais discos compartilhados. Aplicativos são instalados em um grupo de clusters do Microsoft Cluster Service (MSCS) conhecido como grupo de recursos. A qualquer momento, cada grupo de recursos pertence a apenas um nó do cluster. O serviço de aplicativo tem um nome virtual que é independente dos nomes de nó e é chamado de nome de instância do cluster de failover. Um

10 aplicativo pode se conectar à instância do cluster de failover fazer referência ao nome dela. O aplicativo não tem precisa saber qual nó hospeda a instância do cluster de failover. (MSDN Brasil). O cluster de failover pode ser usado para reduzir o tempo de inatividade do sistema e oferecer a maior disponibilidade, ele não protege contra falhar de disco. 3.2 Espelhamento de banco de dados O espelhamento de banco de dados é basicamente uma solução de software para aumentar a disponibilidade do banco de dados, dando suporte a failover quase instantâneo. O espelhamento de banco de dados pode ser usado para manter um único banco de dados de espera, ou banco de dados espelho, para um banco de dados de produção correspondente, que é referido como o banco de dados principal. (MSDN Brasil). No espelhamento, o banco de dados espelho fica inacessível aos clientes, porém pode ser usado indiretamente para relatórios. 3.3 Envio de logs Como o espelhamento de banco de dados, o envio de logs opera no nível do banco de dados. Você pode usar o envio de logs para manter um ou mais bancos de dados de espera passiva para um banco de dados de produção correspondente, que é referido como o banco de dados primário. Os bancos de dados de espera também são referidos como bancos de dados secundários. Cada banco de dados secundário é criado pela restauração de um backup do banco de dados principal sem recuperação ou com espera. A restauração com espera permite usar o banco de dados secundário resultante para relatório limitado. (MSDN Brasil). 3.4 Replicação A replicação usa um modelo de publicação/assinatura. Isso permite que um servidor primário, conhecido como Publicador distribua os dados para um ou mais servidores

11 secundários, ou Assinantes. A replicação possibilita disponibilidade em tempo real e escalabilidade entre esses servidores. Suporta filtragem para fornecer um subconjunto de dados nos Assinantes e também permite atualizações particionadas. Os assinantes ficam online e disponíveis para relatórios e outras funções, sem recuperação de consultas. (MSDN Brasil) 3.5 Bancos de dados compartilhados escalonáveis O recurso de banco de dados compartilhado evolutivo permite expandir um banco de dados somente leitura criado exclusivamente para relatórios. O banco de dados de relatório deve residir em um conjunto de volumes dedicados somente leitura cuja finalidade principal é hospedar o banco de dados. Usando o hardware de mercadoria para servidores e volumes, você pode expandir um banco de dados de relatório que fornece a mesma exibição de dados de relatório em vários servidores de relatório. Esse recurso também permite um caminho de atualização simples para o banco de dados de relatório. (MSDN Brasil) 4 APOSTAS DA MICROSOFT PARA ALTA DISPONIBILIDADE NO SQL SERVER 2012 A última versão do SQL Server veio voltado para a alta disponibilidade. Coisas que poderiam serem feitas com a versão anterior (SQL Server 2008 R2), agora estão com melhorias significativas nos cenários de HÁ (High Avaiability) e DR (Disaster Recovery). A solução passou a ser chamada de SQL Server AlwaysOn. Como parte da oferta do SQL Server AlwaysOn, as instâncias de cluster de failover do AlwaysOn aproveitam a funcionalidade WSFC (Windows Server Failover Clustering) para fornecer alta disponibilidade local por meio de redundância na instância de nível de servidor, uma FCI (instância de cluster de failover). Uma FCI é uma instância única do SQL Server que é instalada em nós de WSFC (Windows

12 Server Failover Clustering) e, possivelmente, em várias sub-redes. Na rede, uma FCI aparece ser uma instância do SQL Server sendo executada em um único computador, mas proporciona failover de um nó do WSFC para outro se o nó atual se tornar indisponível. (MSDN Brasil). Esse novo recurso permite realizar a proteção em alto nível com o Failover de diversos banco de dados, possuir múltiplos secundários, entre outras. 4.1 AlwaysOn Availability Groups Esse novo recurso possibilita a habilidade de realizar failover automático ou manual de grupos de bancos de dados, podendo possuir até quatro locais secundários. Essa nova solução provê proteção de todas as informações sem perda de dados e é totalmente flexível. A mesma pode ser realizada com armazenamento local ou compartilhado, diferente do Cluster, e ainda possuindo movimento dos dados entre os eles de forma síncrona ou assíncrona. Uma de suas grandes qualidades é o failover entre instâncias assim como reparação de páginas danificadas. (MORENO, Luan).

13 Figura 4 A primeira réplica replicando os dados de forma síncrona para duas réplicas no mesmo datacenter e ainda provendo a réplica 4 que está no servidor secundário a informações de forma assíncrona Possibilidades do AlwaysON 4.2 Availability Replica Roles Cada Availability Group, ou seja, cada grupo contendo diversos bancos de dados, deverá possuir 2 ou mais parceiros que são chamados de Availability Replicas ou seja replicas idênticas, para que assim o failover de uma máquina para outra possa acontecer. Cada instância do SQL Server no Availability Group é armazenada no Failover Cluster Instance (FCI). Esse recurso provê em nível servidor a alta disponibilidade das máquinas e recursos utilizados. Cada Réplica do Availability Group armazena uma cópia idêntica dos bancos de dados em cada servidor e instância do banco de dados. (MORENO, Lucas) 4.3 Modos de Sincronização de Dados A réplica de dados pode ser feita de forma síncrona ou assíncrona. De acordo com Lucas Moreno a transação síncrona para ser efetivada deverá ser aceita em ambos

14 os servidores, ocorrendo assim uma considerável latência em rede. Essa opção é recomendada para servidores que compartilham uma rede de alto nível. Já a forma assíncrona a transação é aceira sem o parceiro ter escrito a informação ainda em disco, aumentando assim o desempenho entre os servidores. 4.4 Modos de Failover nos Availability Groups Existem dois motos de comportamento para o Failover no Availability Group: O Automatic Failover que usa o modo de sincronização síncrona, dessa forma o failover pode ser manual ou automático; o Manual Failover usa o modo de sincronização síncrona como assíncrona, dessa forma, possui o direito de realizar somente um Failover Manual entre os parceiros. 5 CONSIDERAÇÕES FINAIS Nesse artigo foi relatado sobre a nova solução de alto disponibilidade e Disaster Recovery chamada de AlwaysOn, dando ênfase o Availability Group que é uma nova e abrangente solução de alta disponibilidade e Disaster Recovery que atuando no nível de banco de dados proporciona: Failover de múltiplos bancos de dados para aplicações que requerem múltiplos bancos de dados em uma única instância. Conectividade e redirecionamento automático da aplicação através da implementação do Avilbility Group Listener e nome virtual; Compressão e criptografia integrada; Sincronização de dados de forma síncrona ou assíncrona para até 4 nós. Reparação automática de páginas corrompidas Servidores secundários disponíveis para leitura; Suporte a FILESTREAM, FILETABLE e Service Broker;

15 Configuração simplificada com o uso de Wizard, integração com PowerSell e monitoração através de um Dashboard; Suporta até 3 réplicas síncronas sendo uma primária e duas secundárias; Permite o failover de múltiplos bancos de dados removendo a necessidade de lógicas complexas. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS acessado em 15/11/ acessado em 15/11/ acessado em 15/11/ acessado em 15/11/ acessado em 15/11/ acessado em 15/11/ acessado em 15/11/ acessado em 15/11/ acessado em 15/11/ acessado em 15/11/ acessado em 15/11/2012

16 acessado em 15/11/ acessado em 22/11/ acessado em 22/11/2012

REPLICAÇÃO E AUTO DISPONIBILIDADE NO SQL SERVER

REPLICAÇÃO E AUTO DISPONIBILIDADE NO SQL SERVER FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM BANCO DE DADOS REPLICAÇÃO E AUTO DISPONIBILIDADE NO SQL

Leia mais

Backup e restauração do Active Directory com o Acronis Backup & Recovery 11 White paper técnico

Backup e restauração do Active Directory com o Acronis Backup & Recovery 11 White paper técnico Backup e restauração do Active Directory com o Acronis Backup & Recovery 11 White paper técnico Aplica-se às seguintes edições: Advanced Server Virtual Edition Advanced Server SBS Edition Advanced Workstation

Leia mais

Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres

Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres Há diversos motivos para as empresas de hoje enxergarem o valor de um serviço de nuvem, seja uma nuvem privada oferecida por

Leia mais

MÓDULO 8 ARQUITETURA DOS SISTEMAS DE BANCO DE DADOS

MÓDULO 8 ARQUITETURA DOS SISTEMAS DE BANCO DE DADOS MÓDULO 8 ARQUITETURA DOS SISTEMAS DE BANCO DE DADOS Quando falamos em arquitetura, normalmente utilizamos esse termo para referenciar a forma como os aplicativos computacionais são estruturados e os hardwares

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles FAMÍLIA EMC VPLEX Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles GARANTINDO DISPONIBILIDADE CONTÍNUA E MOBILIDADE DE DADOS PARA APLICATIVOS ESSENCIAIS A infraestrutura de armazenamento

Leia mais

Bancos de dados distribuídos Prof. Tiago Eugenio de Melo tiagodemelo@gmail.com. http://www.tiagodemelo.info

Bancos de dados distribuídos Prof. Tiago Eugenio de Melo tiagodemelo@gmail.com. http://www.tiagodemelo.info Bancos de dados distribuídos Prof. Tiago Eugenio de Melo tiagodemelo@gmail.com Última atualização: 20.03.2013 Conceitos Banco de dados distribuídos pode ser entendido como uma coleção de múltiplos bds

Leia mais

arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização

arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização Hoje a virtualização de servidores e desktops é uma realidade não só nas empresas, mas em todos os tipos de negócios. Todos concordam

Leia mais

Consolidação inteligente de servidores com o System Center

Consolidação inteligente de servidores com o System Center Consolidação de servidores por meio da virtualização Determinação do local dos sistemas convidados: a necessidade de determinar o melhor host de virtualização que possa lidar com os requisitos do sistema

Leia mais

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

LOGs e ALERTAS de DESEMPENHO

LOGs e ALERTAS de DESEMPENHO LOGs e ALERTAS de DESEMPENHO Servem para Coletar automaticamente dados de desempenho de computadores locais ou remotos e ainda visualizar os dados de contador registrados em log usando o Monitor do sistema,

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DO BACKUP

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DO BACKUP SISTEMA DE AUTOMAÇÃO COMERCIAL MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DO BACKUP Apresentação Após o término da instalação você deverá configurar o Backup para que você tenha sempre uma cópia de segurança dos seus dados

Leia mais

utilização da rede através da eliminação de dados duplicados integrada e tecnologia de archiving.

utilização da rede através da eliminação de dados duplicados integrada e tecnologia de archiving. Business Server Backup e recuperação abrangentes criados para a pequena empresa em crescimento Visão geral O Symantec Backup Exec 2010 for Windows Small Business Server é a solução de proteção de dados

Leia mais

ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2)

ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2) ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2) Duração: 3 dias (24 horas) Versão do ArcGIS: 10.2 Material didático: Inglês Descrição Projetado para administradores, este curso ensina como

Leia mais

Proposta comercial de treinamento

Proposta comercial de treinamento Proposta comercial de treinamento Treinamento SQL27 - Alta Disponibilidade com o SQL Server AlwaysOn Brasília Maio/2016 Brasília, 02 de Setembro de 2015 Ref.: 16-002 Esta proposta é válida até dia 13/05/2016.

Leia mais

Procedimentos para Instalação do SISLOC

Procedimentos para Instalação do SISLOC Procedimentos para Instalação do SISLOC Sumário 1. Informações Gerais...3 2. Instalação do SISLOC...3 Passo a passo...3 3. Instalação da Base de Dados SISLOC... 11 Passo a passo... 11 4. Instalação de

Leia mais

Informação é o seu bem mais precioso e você não pode correr riscos de perder dados importantes. Por isso, oferecemos um serviço de qualidade e

Informação é o seu bem mais precioso e você não pode correr riscos de perder dados importantes. Por isso, oferecemos um serviço de qualidade e Informação é o seu bem mais precioso e você não pode correr riscos de perder dados importantes. Por isso, oferecemos um serviço de qualidade e confiança que vai garantir maior eficiência e segurança para

Leia mais

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura maneiras

Leia mais

Tópicos. Atualizações e segurança do sistema. Manutenção Preventiva e Corretiva de Software (utilizando o MS Windows XP)

Tópicos. Atualizações e segurança do sistema. Manutenção Preventiva e Corretiva de Software (utilizando o MS Windows XP) teste 1 Manutenção Preventiva e Corretiva de Software (utilizando o MS Windows XP) Rafael Fernando Diorio www.diorio.com.br Tópicos - Atualizações e segurança do sistema - Gerenciamento do computador -

Leia mais

Considerações sobre o Disaster Recovery

Considerações sobre o Disaster Recovery Considerações sobre o Disaster Recovery I M P O R T A N T E O backup completo para Disaster Recovery não dispensa o uso de outros tipos de trabalhos de backup para garantir a integridadedo sistema. No

Leia mais

CA ARCserve Backup PERGUNTAS MAIS FREQUENTES: ARCSERVE BACKUP R12.5

CA ARCserve Backup PERGUNTAS MAIS FREQUENTES: ARCSERVE BACKUP R12.5 PERGUNTAS MAIS FREQUENTES: ARCSERVE BACKUP R12.5 CA ARCserve Backup Este documento aborda as perguntas mais freqüentes sobre o CA ARCserve Backup r12.5. Para detalhes adicionais sobre os novos recursos

Leia mais

05/08/2013. Sistemas Distribuídos Cluster. Sistemas Distribuídos Cluster. Agenda. Introdução

05/08/2013. Sistemas Distribuídos Cluster. Sistemas Distribuídos Cluster. Agenda. Introdução Sistemas Distribuídos Cluster Originais gentilmente disponibilizados pelos autores em http://www.cdk4.net/wo/ Adaptados por Társio Ribeiro Cavalcante Agenda 1. Introdução 2. O que é um cluster 3. Alta

Leia mais

Procedimentos para Instalação do Sisloc

Procedimentos para Instalação do Sisloc Procedimentos para Instalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Instalação do Sisloc... 3 Passo a passo... 3 3. Instalação da base de dados Sisloc... 16 Passo a passo... 16 4. Instalação

Leia mais

ESTRUTURA DE SERVER 2008. Lílian Simão Oliveira

ESTRUTURA DE SERVER 2008. Lílian Simão Oliveira ESTRUTURA DE ARMAZENAMENTO SQL SERVER 2008 Lílian Simão Oliveira O Banco de Dados SQL Server mapeia um banco em um conjunto de arquivos do sistema operacional As informações de log e de dados nunca ficam

Leia mais

www.en-sof.com.br SOLUÇÕES PARA CONTINUIDADE DO NEGÓCIO

www.en-sof.com.br SOLUÇÕES PARA CONTINUIDADE DO NEGÓCIO SOLUÇÕES PARA CONTINUIDADE DO NEGÓCIO 1 Soluções Oracle Voltadas à Continuidade dos Negócios Luciano Inácio de Melo Oracle Database Administrator Certified Oracle Instructor Bacharel em Ciências da Computação

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05 Prof. André Lucio Competências da aula 5 Backup. WSUS. Serviços de terminal. Hyper-v Aula 04 CONCEITOS DO SERVIÇO DE BACKUP

Leia mais

Qual servidor é o mais adequado para você?

Qual servidor é o mais adequado para você? Qual servidor é o mais adequado para você? Proteção de dados Tenho medo de perder dados se e o meu computador travar Preciso proteger dados confidenciais Preciso de acesso restrito a dados Acesso a dados

Leia mais

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 16/06/2008 17:43 Leite Júnior

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 16/06/2008 17:43 Leite Júnior ÍNDICE BACKUP E RESTAURAÇÃO(RECOVERY)...2 BACKUP...2 PORQUE FAZER BACKUP?...2 DICAS PARA BACKUP...2 BACKUP NO WINDOWS...2 BACKUP FÍSICO E ON-LINE...3 BACKUP FÍSICO...3 BACKUP ON-LINE(VIRTUAL) OU OFF-SITE...3

Leia mais

Resumo da solução de virtualização

Resumo da solução de virtualização Resumo da solução de virtualização A virtualização de servidores e desktops se tornou muito difundida na maioria das organizações, e não apenas nas maiores. Todos concordam que a virtualização de servidores

Leia mais

Administração. Apresentação. Objetivo. Dados Principais. Tecnologia Abordada Administração de Banco de Dados SQL Server 2008 R2

Administração. Apresentação. Objetivo. Dados Principais. Tecnologia Abordada Administração de Banco de Dados SQL Server 2008 R2 Administração de Banco de Dados R2 Apresentação Este curso fornece capacitação técnica e administrativa necessária para o desenvolvimento, administração e manutenção de soluções de dados utilizando o SQL

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

Implementando rotinas de backup

Implementando rotinas de backup Implementando rotinas de backup Introdução O armazenamento de dados em meios eletrônicos é cada vez mais freqüente e esta tendência torna necessária a procura de maneiras de proteção que sejam realmente

Leia mais

MANUAL TÉCNICO ISPBACKUP

MANUAL TÉCNICO ISPBACKUP MANUAL TÉCNICO ISPBACKUP 1 LISTA DE FIGURAS Figura 01: Exemplo de Backup...07 Figura 02: Produto...09 2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO...04 1.1 Objetivo do manual...04 1.2 Importância do Manual...04 1.3 Backup...04

Leia mais

Microsoft Azure. Softmanager Soluções em TI. ModernBiz

Microsoft Azure. Softmanager Soluções em TI. ModernBiz Microsoft Azure Softmanager Soluções em TI ModernBiz Programação ModernBiz: seu caminho para a empresa moderna Visão geral do Microsoft Azure Principais soluções de negócios Hospede seus aplicativos na

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático Conteúdo Programático Introdução ao Active (AD) Definições Estrutura Lógica Estrutura Física Instalação do Active (AD) Atividade Prática 1 Definições do Active Em uma rede do Microsoft Windows Server 2003,

Leia mais

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Aviso de Isenção de Responsabilidade e Direitos Autorais As informações contidas neste documento representam a visão atual da Microsoft

Leia mais

Guia de início rápido do Powersuite

Guia de início rápido do Powersuite 2013 Ajuste e cuide do desempenho de seu computador com um aplicativo poderoso e ágil. Baixando e instalando o Powersuite É fácil baixar e instalar o Powersuite geralmente, demora menos de um minuto. Para

Leia mais

ESET CYBER SECURITY PRO para Mac Guia de Inicialização Rápida. Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento

ESET CYBER SECURITY PRO para Mac Guia de Inicialização Rápida. Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento ESET CYBER SECURITY PRO para Mac Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento ESET Cyber Security Pro fornece proteção de última geração para seu

Leia mais

Symantec Backup Exec 2012

Symantec Backup Exec 2012 Melhor Backup para todos Data Sheet: Backup e recuperação após desastres Visão geral O é um produto integrado que protege ambientes físicos e virtuais, simplifica o backup e a recuperação após desastres

Leia mais

EAGLE TECNOLOGIA E DESIGN CRIAÇÃO DE SERVIDOR CLONE APCEF/RS

EAGLE TECNOLOGIA E DESIGN CRIAÇÃO DE SERVIDOR CLONE APCEF/RS EAGLE TECNOLOGIA E DESIGN CRIAÇÃO DE SERVIDOR CLONE APCEF/RS Relatório Nº 03/2013 Porto Alegre, 22 de Agosto de 2013. ANÁLISE DE SOLUÇÕES: # RAID 1: O que é: RAID-1 é o nível de RAID que implementa o espelhamento

Leia mais

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação Índice 1. Introdução... 3 2. Funcionamento básico dos componentes do NetEye...... 3 3. Requisitos mínimos para a instalação dos componentes do NetEye... 4 4.

Leia mais

FileMaker Pro 12. Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o

FileMaker Pro 12. Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 12 Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 12 2007 2012 FileMaker Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara,

Leia mais

Symantec Backup Exec.cloud

Symantec Backup Exec.cloud Proteção automática, contínua e segura que faz o backup dos dados na nuvem ou usando uma abordagem híbrida, combinando backups na nuvem e no local. Data Sheet: Symantec.cloud Somente 2% das PMEs têm confiança

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) ABRIL/2011

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) ABRIL/2011 SERVIÇOS BÁSICOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) ABRIL/2011 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

O que é RAID? Tipos de RAID:

O que é RAID? Tipos de RAID: O que é RAID? RAID é a sigla para Redundant Array of Independent Disks. É um conjunto de HD's que funcionam como se fosse um só, isso quer dizer que permite uma tolerância alta contra falhas, pois se um

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Conteúdo Programático! Introdução ao Active Directory (AD)! Definições! Estrutura Lógica! Estrutura Física! Instalação do Active Directory (AD)!

Leia mais

CA Protection Suites Proteção Total de Dados

CA Protection Suites Proteção Total de Dados CA Protection Suites Proteção Total de Dados CA. Líder mundial em software para Gestão Integrada de TI. CA Protection Suites Antivírus Anti-spyware Backup Migração de dados Os CA Protection Suites oferecem

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO POSEAD. Curso Banco de Dados. Resenha Crítica: Backup e Recovery Aluno: Wilker Dias Maia

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO POSEAD. Curso Banco de Dados. Resenha Crítica: Backup e Recovery Aluno: Wilker Dias Maia PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO POSEAD Curso Banco de Dados Resenha Crítica: Backup e Recovery Aluno: Wilker Dias Maia Brasília 2012 SUMÁRIO 1- INTRODUÇÃO... 3 2- DESCRIÇÃO DO ASSUNTO... 4 2.1- Estrutura fisica

Leia mais

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

Symantec NetBackup 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões

Symantec NetBackup 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões Symantec 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões O 7 permite a padronização das operações de backup e recuperação em ambientes físicos e virtuais com menos recursos e menos riscos, pois oferece

Leia mais

Quando se fala em ponto eletrônico, a primeira coisa que vem à sua cabeça ainda é dor?

Quando se fala em ponto eletrônico, a primeira coisa que vem à sua cabeça ainda é dor? Quando se fala em ponto eletrônico, a primeira coisa que vem à sua cabeça ainda é dor? Interagir com sistemas que ainda dependem de agendamentos manuais e de coletas presenciais em vários equipamentos

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 04. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 04. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 04 Prof. André Lucio Competências da aula 3 Servidor de DHCP. Servidor de Arquivos. Servidor de Impressão. Aula 04 CONCEITOS

Leia mais

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One.

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Neste tópico, responderemos à pergunta: O que é o Business One? Definiremos o SAP Business One e discutiremos as opções e as plataformas disponíveis para executar

Leia mais

ARQUITETURA TRADICIONAL

ARQUITETURA TRADICIONAL INTRODUÇÃO Atualmente no universo corporativo, a necessidade constante de gestores de tomar decisões cruciais para os bons negócios das empresas, faz da informação seu bem mais precioso. Nos dias de hoje,

Leia mais

Proteção de dados híbrida

Proteção de dados híbrida Proteção de dados híbrida Independentemente de estar protegendo o datacenter, escritórios remotos ou recursos de desktops, você precisa de uma solução que ajude a atender aos exigentes SLAs e às estratégias

Leia mais

Neste tutorial apresentarei o serviço DFS Distributed File System. Veremos quais as vantagens

Neste tutorial apresentarei o serviço DFS Distributed File System. Veremos quais as vantagens Neste tutorial apresentarei o serviço DFS Distributed File System. Veremos quais as vantagens em utilizar este serviço para facilitar a administração de pastas compartilhadas em uma rede de computadores.

Leia mais

Pacote de gerenciamento do Backup Exec 2014 para Microsoft SCOM. Guia do Usuário do Pacote de Gerenciamento do Microsoft SCOM

Pacote de gerenciamento do Backup Exec 2014 para Microsoft SCOM. Guia do Usuário do Pacote de Gerenciamento do Microsoft SCOM Pacote de gerenciamento do Backup Exec 2014 para Microsoft SCOM Guia do Usuário do Pacote de Gerenciamento do Microsoft SCOM Pacote de gerenciamento do Microsoft Operations Este documento contém os seguintes

Leia mais

Atualização, backup e recuperação de software

Atualização, backup e recuperação de software Atualização, backup e recuperação de software Guia do Usuário Copyright 2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft e Windows são marcas registradas da Microsoft Corporation nos EUA. As informações

Leia mais

Bancos de Dados III. Replicação de Dados. Rogério Costa rogcosta@inf.puc-rio.br. Replicação

Bancos de Dados III. Replicação de Dados. Rogério Costa rogcosta@inf.puc-rio.br. Replicação Bancos de Dados III Replicação de Dados Rogério Costa rogcosta@inf.puc-rio.br 1 Replicação Processo de criar e manter réplicas de versões dos objetos da base de dados (como tabelas) em um ambiente de banco

Leia mais

Av. Nsa. Sra. de Copacabana, 583 Gr. 604 - Copacabana - Rio de Janeiro / RJ - 22050-002 Tel. / Fax: (021) 2255-3549 / 2236-2721 - E - MAIL:

Av. Nsa. Sra. de Copacabana, 583 Gr. 604 - Copacabana - Rio de Janeiro / RJ - 22050-002 Tel. / Fax: (021) 2255-3549 / 2236-2721 - E - MAIL: Perguntas Mais Freqüentes sobre Double-Take 1. Quais os sistemas operacionais suportados pelo Double-Take? O Double-Take suporta o sistema operacional Microsoft Windows nas seguintes versões: Licença DoubleTake

Leia mais

Faculdades Santa Cruz - Inove. Plano de Aula Base: Livro - Distributed Systems Professor: Jean Louis de Oliveira.

Faculdades Santa Cruz - Inove. Plano de Aula Base: Livro - Distributed Systems Professor: Jean Louis de Oliveira. Período letivo: 4 Semestre. Quinzena: 5ª. Faculdades Santa Cruz - Inove Plano de Aula Base: Livro - Distributed Systems Professor: Jean Louis de Oliveira. Unidade Curricular Sistemas Distribuídos Processos

Leia mais

Gestão de Armazenamento

Gestão de Armazenamento Gestão de Armazenamento 1. Introdução As organizações estão se deparando com o desafio de gerenciar com eficiência uma quantidade extraordinária de dados comerciais gerados por aplicativos e transações

Leia mais

Tópicos Avançados em Banco de Dados Espaços de Tabelas, Arquivos de Dados e Arquivos de Controle. Prof. Hugo Souza

Tópicos Avançados em Banco de Dados Espaços de Tabelas, Arquivos de Dados e Arquivos de Controle. Prof. Hugo Souza Tópicos Avançados em Banco de Dados Espaços de Tabelas, Arquivos de Dados e Arquivos de Controle Prof. Hugo Souza Após abordarmos os componentes lógicos, em uma síntese de dependências gradativas, vamos

Leia mais

Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve

Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O Microsoft Office 365 é a suíte de Produtividade da Microsoft, que oferece as vantagens da Nuvem a empresas de todos os tamanhos, ajudando-as

Leia mais

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Visão geral do Serviço Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Os Serviços de gerenciamento de dispositivos distribuídos ajudam você a controlar ativos

Leia mais

Veritas Storage Foundation da Symantec

Veritas Storage Foundation da Symantec Veritas Storage Foundation da Symantec Gerenciamento de armazenamento heterogêneo on-line O Veritas Storage Foundation oferece uma solução completa para o gerenciamento de armazenamento heterogêneo on-line.

Leia mais

User Manual Version 3.6 Manual do Usuário Versão 2.0.0.0

User Manual Version 3.6 Manual do Usuário Versão 2.0.0.0 User Manual Version 3.6 Manual do Usuário Versão 2.0.0.0 User Manual Manual do Usuário I EasyLock Manual do Usuário Sumário 1. Introdução... 1 2. Requisitos do Sistema... 2 3. Instalação... 3 3.1. Configurar

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS DE REDE

SISTEMAS OPERACIONAIS DE REDE SISTEMAS OPERACIONAIS DE REDE MUDANÇAS TENDÊNCIAS GERADORAS DE MUDANÇAS Aumento do número de usuários de telefones celulares Proliferação de dispositivos com capacidades de rede Crescente variedade de

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES Agendar uma tarefa Você deve estar com logon de administrador para executar essas etapas. Se não tiver efetuado logon como administrador, você só poderá alterar as configurações

Leia mais

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA DESTAQUES A infraestrutura do RSA Security Analytics Arquitetura modular para coleta distribuída Baseada em metadados para indexação, armazenamento

Leia mais

PERGUNTAS FREQÜENTES: Proteção de dados Perguntas freqüentes sobre o Backup Exec 2010

PERGUNTAS FREQÜENTES: Proteção de dados Perguntas freqüentes sobre o Backup Exec 2010 Que produtos estão incluídos nesta versão da família Symantec Backup Exec? O Symantec Backup Exec 2010 oferece backup e recuperação confiáveis para sua empresa em crescimento. Proteja mais dados facilmente

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Modelo Cliente-Servidor: Introdução aos tipos de servidores e clientes Prof. MSc. Hugo Souza Iniciando o módulo 03 da primeira unidade, iremos abordar sobre o Modelo Cliente-Servidor

Leia mais

A consolidação de servidores traz uma séria de vantagens, como por exemplo:

A consolidação de servidores traz uma séria de vantagens, como por exemplo: INFRAESTRUTURA Para que as empresas alcancem os seus objetivos de negócio, torna-se cada vez mais preponderante o papel da área de tecnologia da informação (TI). Desempenho e disponibilidade são importantes

Leia mais

Seja dentro da empresa ou na nuvem

Seja dentro da empresa ou na nuvem Arquitetura de próxima geração para recuperação garantida Seja dentro da empresa ou na nuvem PROVEDORES DE SERVIÇOS GERENCIADOS RESUMO DA SOLUÇÃO A plataforma de serviços Assured Recovery O mundo da proteção

Leia mais

Boot Camp Guia de Instalação e

Boot Camp Guia de Instalação e Boot Camp Guia de Instalação e Índice 3 Introdução 4 Requisitos Necessários 5 Visão Geral da Instalação 5 Passo 1: Buscar atualizações 5 Passo 2: Preparar o Mac para Windows 5 Passo 3: Instalar o Windows

Leia mais

BACKUP E ALTA DISPONIBILIDADE

BACKUP E ALTA DISPONIBILIDADE BACKUP E ALTA DISPONIBILIDADE Dayse Soares Santos Clailson S. D. de Almeida RESUMO O artigo relata sobre a importância do backup da base de dados de um sistema, a escolha do tipo de armazenamento a ser

Leia mais

Backup rápido, Recuperação rápida

Backup rápido, Recuperação rápida Backup & Recovery Backup rápido, Recuperação rápida Apresentamos o premiado sistema de aplicação de dados e de solução para recuperação em ambientes físicos e virtuais. StorageCraft oferece um pacote de

Leia mais

SOLO NETWORK. Backup & Recovery

SOLO NETWORK. Backup & Recovery Backup & Recovery Backup rápido, Recuperação rápida Apresentamos o premiado sistema de aplicação de dados e de solução para recuperação em ambientes físicos e virtuais. StorageCraft oferece um pacote de

Leia mais

PARA MAC. Guia de Inicialização Rápida. Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento

PARA MAC. Guia de Inicialização Rápida. Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento PARA MAC Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento ESET Cyber Security fornece proteção de última geração para seu computador contra código mal-intencionado.

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇO DE BACKUP. Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇO DE BACKUP. Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS O que é o Backup do Windows Server? O recurso Backup do Windows Server no Windows Server 2008 consiste em um snap-in do Console de Gerenciamento Microsoft (MMC) e

Leia mais

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Conteúdo 3 Introdução 4 Visão geral da instalação 4 Passo 1: Buscar atualizações 4 Passo 2: Preparar o Mac para Windows 4 Passo 3: Instalar o Windows no seu

Leia mais

DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD

DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD Simplificação da TI O Dell série MD pode simplificar a TI, otimizando sua arquitetura de armazenamento de dados e garantindo

Leia mais

Manual técnico, versão V3

Manual técnico, versão V3 cccccccccccc Manual técnico, versão V3 Daxis Sistemas Inteligentes Todos os direitos reservados Índice Overview: visão geral do processo de implantação... 3 Atenção... 3 Principais tarefas... 3 Planejamento...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG Página 1 de 26 Sumário Introdução...3 Layout do Webmail...4 Zimbra: Nível Intermediário...5 Fazer

Leia mais

O sistema que completa sua empresa Roteiro de Instalação (rev. 15.10.09) Página 1

O sistema que completa sua empresa Roteiro de Instalação (rev. 15.10.09) Página 1 Roteiro de Instalação (rev. 15.10.09) Página 1 O objetivo deste roteiro é descrever os passos para a instalação do UNICO. O roteiro poderá ser usado não apenas pelas revendas que apenas estão realizando

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL PARA TREINAMENTOS DE TI

PROPOSTA COMERCIAL PARA TREINAMENTOS DE TI PROPOSTA COMERCIAL PARA TREINAMENTOS DE TI Curso: Formação para certificação MCSA em Windows Server 2012 Prepara para as provas: 70-410, 70-411 e 70-412 Em parceria com Pág. 1 Objetivo Adquirindo a formação

Leia mais

Apostilas OBJETIVA Escrevente Técnico Judiciário TJ Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo - Concurso Público 2015. Caderno 1.

Apostilas OBJETIVA Escrevente Técnico Judiciário TJ Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo - Concurso Público 2015. Caderno 1. Caderno 1 Índice MS-Windows 7: conceito de pastas, diretórios, arquivos e atalhos, área de trabalho, área de transferência, manipulação de arquivos e pastas, uso dos menus, programas e aplicativos, interação

Leia mais

Introdução. Conceitos Básicos. Conceitos Básicos. Conceitos Básicos

Introdução. Conceitos Básicos. Conceitos Básicos. Conceitos Básicos Conceitos Básicos Introdução Banco de Dados I Prof. Guilherme Tavares de Assis Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas ICEB Departamento de Computação DECOM Dados

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE DESASTRES INTELIGENTE DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

RECUPERAÇÃO DE DESASTRES INTELIGENTE DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RECUPERAÇÃO DE DESASTRES INTELIGENTE DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em disco totalmente

Leia mais

ADOBE FLASH PLAYER 10.3 Gerenciador de configurações locais

ADOBE FLASH PLAYER 10.3 Gerenciador de configurações locais ADOBE FLASH PLAYER 10.3 Gerenciador de configurações locais PRERELEASE 03/07/2011 Avisos legais Avisos legais Para consultar avisos legais, acesse o site http://help.adobe.com/pt_br/legalnotices/index.html.

Leia mais

Tableau Online Segurança na nuvem

Tableau Online Segurança na nuvem Tableau Online Segurança na nuvem Autor(a): Ellie Fields Diretora Sênior de Marketing de Produtos, Tableau Software Junho de 2013 p2 A Tableau Software entende que os dados são um dos ativos mais estratégicos

Leia mais

Manual de Instalação e Integração do PaperCut MF com equipamentos Brother

Manual de Instalação e Integração do PaperCut MF com equipamentos Brother Manual de Instalação e Integração do PaperCut MF com equipamentos Brother www.ibsolution.com.br +55 11 3877-0047 2367-6680 suporte@ibsolution.com.br 1 Esquema de Funcionamento Veja que na figura 1 existem

Leia mais

Hardware (Nível 0) Organização. Interface de Máquina (IM) Interface Interna de Microprogramação (IIMP)

Hardware (Nível 0) Organização. Interface de Máquina (IM) Interface Interna de Microprogramação (IIMP) Hardware (Nível 0) Organização O AS/400 isola os usuários das características do hardware através de uma arquitetura de camadas. Vários modelos da família AS/400 de computadores de médio porte estão disponíveis,

Leia mais

Dados de exibição rápida. Versão R9. Português

Dados de exibição rápida. Versão R9. Português Data Backup Dados de exibição rápida Versão R9 Português Março 26, 2015 Agreement The purchase and use of all Software and Services is subject to the Agreement as defined in Kaseya s Click-Accept EULATOS

Leia mais

Principais diferenciais do Office 365

Principais diferenciais do Office 365 Guia de compras O que é? é um pacote de soluções composto por software e serviços, conectados à nuvem, que fornece total mobilidade e flexibilidade para o negócio. Acessível de qualquer dispositivo e qualquer

Leia mais

Guia Rápido de Licenciamento do SQL Server 2012

Guia Rápido de Licenciamento do SQL Server 2012 Guia Rápido de Licenciamento do SQL Server 2012 Data de publicação: 1 de Dezembro de 2011 Visão Geral do Produto SQL Server 2012 é uma versão significativa do produto, provendo Tranquilidade em ambientes

Leia mais

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye 1. Introdução Esse guia foi criado com o propósito de ajudar na instalação do Neteye. Para ajuda na utilização do Software, solicitamos que consulte os manuais da Console [http://www.neteye.com.br/help/doku.php?id=ajuda]

Leia mais