Prova de Equivalência à Frequência de História. Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova º Ciclo do Ensino Básico

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prova de Equivalência à Frequência de História. Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova 19 2015. 3.º Ciclo do Ensino Básico"

Transcrição

1 Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: Prova de Equivalência à Frequência de História Prova º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de junho, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 91/2013, de 10 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 3.º ciclo do ensino básico da disciplina de História, a realizar em 2015, nomeadamente: Objeto de avaliação; Caracterização da prova; Critérios gerais de classificação; Material; Duração. Importa ainda referir que, na prova desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. 2. Objeto de avaliação A prova tem por referência os conteúdos/objetivos do programa de Geografia do ensino básico em vigor no corrente ano letivo, nomeadamente no que respeita ao 3.º ciclo. A prova desta área curricular permite avaliar a aprendizagem e os conteúdos, enquadrados em domínios do Programa da disciplina, passíveis de avaliação em prova escrita de duração limitada. A prova avalia a aprendizagem nos domínios da Compreensão Histórica; Tratamento da Informação; Comunicação em História e Desempenho no domínio da Comunicação escrita. Estes domínios serão avaliados segundo os critérios gerais de Classificação da disciplina, apelando aos conhecimentos adquiridos na informação, análise, interpretação e articulações no domínio da disciplina de História. Os avaliados devem Identificar, localizar e analisar no espaço e no tempo movimentos importantes da evolução histórica. Domínios No item da Compreensão Histórica, a prova conterá questões relacionadas com a Temporalidade/Espacialidade no contexto histórico: Identificar e localizar no espaço e no tempo movimentos importantes da evolução histórica e grandes momentos de rutura. Distinguir e inter-relacionar aspetos económicos, demográficos, sociais e culturais numa dada realidade, reconhecendo o carácter relativo dos valores culturais em diferentes tempos e espaços históricos. Interpretar o papel dos indivíduos e dos grupos na dinâmica social. Relacionar a História nacional com a História europeia e mundial. No item do Tratamento da Informação: Interpretar documentos de natureza diversa. Utilizar conceitos históricos a partir da interpretação e da análise de fontes. No item Comunicação Histórica: Produzir textos com correção linguística, aplicando vocabulário específico da disciplina. Dominar a terminologia específica da disciplina. No item desempenho no domínio da Comunicação escrita: Prova 19 1 / 4

2 Domínio do processo de escrita, no seu uso multifuncional. 3. Caracterização da prova A prova é constituída por quatro grupos com itens: De seleção: Escolha múltipla; Associação/correspondência; Ordenação. De construção: Resposta curta: Resposta restrita/resposta extensa. A estrutura da prova está sintetizada no Quadro 1. Quadro 1 Valorização dos domínios e conteúdos na prova Conteúdos Grupo I TEMA B A Herança do Mediterrâneo Antigo. B.1. Os Gregos no Século V/O exemplo de Atenas. B.2. Roma e o Império Grupo II TEMA E Expansão e mudança nos séculos XV e XVI. E.1. Circulação de produtos e suas repercussões no quotidiano. E.2. Renascimento e Reforma. Domínios Tratamento de informação/utilização de fontes Interpretar documentos de natureza diversa. Utilizar conceitos históricos a partir da interpretação e da análise de fontes. Compreensão histórica Temporalidade/Espacialidade Identificar e localizar no espaço e no tempo movimentos importantes da evolução histórica e grandes momentos de rutura. Grupo III TEMA I A Europa e o mundo no limiar do século XX. I.1 Hegemonia e declínio da influência europeia. I.2.Portugal da 1ª República à Ditadura Militar. I.3. Sociedade e cultura no Mundo em Mudança. Grupo IV TEMA J Da Grande Depressão à 2.ªGuerra Mundial. J.1. Entre a ditadura e a democracia. TEMA K Do segundo após Guerra aos desafios culturais do nosso tempo. K.3 - Portugal: do autoritarismo à democracia. Contextualização Distinguir e inter-relacionar aspetos económicos, demográficos, sociais e culturais numa dada realidade, reconhecendo o carácter relativo dos valores culturais em diferentes tempos e espaços históricos. Interpretar o papel dos indivíduos e dos grupos na dinâmica social. Relacionar a História nacional com a História europeia e mundial. Comunicação em História Produzir textos com correção linguística, aplicando vocabulário específico da disciplina. A prova pode incluir os tipos de itens discriminados no Quadro 2. Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação Tipologia de Itens Número de Itens Cotação por itens (em pontos) Itens de seleção Escolha múltipla Associação/correspondência Ordenação 3 a 4 itens 6;7;8 pontos Itens de construção Resposta curta Resposta restrita Resposta extensa 7 a 8 itens 10;11;12 pontos Nota: Prova 19 2 / 4

3 Alguns dos itens de escolha múltipla, de associação/correspondência e de resposta curta podem apresentar-se sob a forma de tarefas de completamento. Alguns dos itens de resposta curta e de resposta restrita podem apresentar-se sob a forma de tarefas de transformação. 4. Critérios Gerais de classificação A classificação a atribuir a cada resposta resulta da aplicação dos critérios gerais e dos critérios específicos de classificação apresentados para cada item e é expressa por um número inteiro. Conforme: Correção linguística na redação das respostas; Objetividade e correta estruturação da resposta; Relação clara das respostas com o conteúdo das questões; Correta inserção dos documentos apresentados nas respostas; Enquadramento cronológico no âmbito dos conteúdos a testar; Aplicação do vocabulário da disciplina. As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos. Itens de seleção Escolha Múltipla A cotação total do item é atribuída às respostas que apresentem de forma inequívoca a única opção correta. São classificadas com zero pontos as respostas em que seja assinalada: uma opção incorreta; mais do que uma opção. Não há lugar a classificações intermédias. Associação/Correspondência A classificação é atribuída de acordo com o nível de desempenho. Considera-se incorrecta qualquer associação/correspondência que relacione um elemento de um dado conjunto com mais do que um elemento do outro conjunto. Ordenação A cotação total do item só é atribuída às respostas em que a sequência apresentada esteja integralmente correta e completa. São classificadas com zero pontos as respostas em que: seja apresentada uma sequência incorreta; seja omitido, pelo menos, um dos elementos da sequência solicitada. Não há lugar a classificações intermédias. Itens de construção Resposta curta A classificação é atribuída de acordo com os elementos de resposta solicitados e apresentados. Os critérios de classificação das respostas aos itens de resposta curta podem apresentar-se organizados por níveis de desempenho. O afastamento integral dos aspetos de conteúdo implica que a resposta seja classificada com zero pontos. Resposta restrita Os critérios de classificação das respostas aos itens de resposta restrita apresentam-se organizados por níveis de desempenho. O afastamento integral dos aspetos de conteúdo implica que a resposta seja classificada com zero pontos. Resposta extensa Os critérios de classificação das respostas aos itens de resposta extensa apresentam-se organizados por níveis de desempenho. Prova 19 3 / 4

4 O afastamento integral dos aspetos de conteúdo implica que a resposta seja classificada com zero pontos. 5. Material O aluno apenas pode usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. As respostas são registadas em folha própria, fornecida pelo estabelecimento de ensino (modelo oficial). Não é permitida a consulta de dicionário. Não é permitido o uso de corretor. 6. Duração A prova tem a duração de 90 minutos. Prova 19 4 / 4

5 Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: Prova de Equivalência à Frequência de Geografia Prova º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de junho, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 91/2013, de 10 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 3.º ciclo do ensino básico da disciplina de Geografia, a realizar em 2015, nomeadamente: Objeto de avaliação; Caracterização da prova; Critérios gerais de classificação; Material; Duração. Importa ainda referir que, na prova desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. 2. Objeto de avaliação A prova tem por referência os conteúdos/objetivos do programa de Geografia do ensino básico em vigor no corrente ano letivo, nomeadamente no que respeita ao 3.º ciclo. 3. Caracterização da prova A prova apresenta entre 25 e 30 itens. Dada a relevância de observação e de aprendizagem, por parte dos alunos, de diversas técnicas gráficas, cartográficas e estatísticas, cada grupo tem pelo menos um documento (mapas, figuras, quadro estatístico, textos ou gráficos). Os itens estão organizados, tendencialmente, segundo os temas programáticos do 3º ciclo: Terra: estudos e representações; Meio Natural; População e Povoamento; Atividades Económicas; Contrastes de Desenvolvimento; Ambiente e Sociedade. Cada grupo pode incluir itens sobre os conteúdos de diferentes temas numa perspetiva de ciclo. A estrutura da prova sintetiza-se no Quadro 1. Quadro 1 Valoração dos conteúdos Conteúdos Cotação (em pontos) A Terra: Estudos e Representações - A representação da superfície terrestre 15 a 20 - A localização dos diferentes elementos da superfície terrestre Meio Natural - O Clima 15 a 20 - O relevo - A dinâmica de uma bacia hidrográfica - A dinâmica do litoral População e Povoamento - Evolução da população mundial 20 a 30 - Distribuição da população mundial - Mobilidade da população - Cidades, principais áreas de fixação humana Atividades Económicas - Os recursos naturais Prova 18 1 / 3

6 - A agricultura - A pesca - A indústria - As redes e modos de transporte e telecomunicação Contrastes de Desenvolvimento - Países desenvolvidos vs países em desenvolvimento Ambiente e Sociedade - Alterações do ambiente global - Grandes desafios ambientais - Estratégias de preservação do património 15 a a 20 5 a 15 A prova pode incluir os tipos de itens discriminados no Quadro 2. Quadro 2 Tipologia de itens Número de itens Cotação por item (em pontos) Itens de seleção Escolha Múltipla Associação / Correspondência Itens de construção Resposta Curta Resposta Restrita Resposta Extensa 6 a 15 2 a 5 2 a 8 10 a 20 1 a 6 2 a 8 4 a 10 Nos itens de resposta curta, a resposta pode resumir-se, por exemplo, a uma palavra, a uma expressão, a uma frase ou a uma letra. 4. Critérios de classificação A classificação a atribuir a cada resposta resulta da aplicação dos critérios gerais e dos critérios específicos de classificação apresentados para cada item e é expressa por um número inteiro. As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos. Itens de seleção ESCOLHA MÚLTIPLA A cotação total do item é atribuída às respostas que apresentem de forma inequívoca a única opção correta. São classificadas com zero pontos as respostas em que seja assinalada: uma opção incorreta; mais do que uma opção. Não há lugar a classificações intermédias. ASSOCIAÇÃO / CORRESPONDÊNCIA A classificação é atribuída de acordo com o nível de desempenho. Considera-se incorreta qualquer associação/correspondência que relacione um elemento com mais do que um dos outros elementos (por exemplo, de um dado conjunto com mais do que um elemento do outro conjunto). Itens de construção RESPOSTA CURTA A classificação é atribuída de acordo com os elementos de resposta solicitados e apresentados. Os critérios de classificação das respostas aos itens de resposta curta podem apresentar-se organizados por níveis de desempenho. O afastamento integral dos aspetos de conteúdo implica que a resposta seja classificada com zero pontos. Prova 18 2 / 3

7 RESPOSTA RESTRITA Os critérios de classificação das respostas aos itens de resposta restrita apresentam-se organizados por níveis de desempenho. O afastamento integral dos aspetos de conteúdo implica que a resposta seja classificada com zero pontos. RESPOSTA EXTENSA Nos itens cuja resposta pode envolver a apresentação de justificações, os critérios de classificação das respostas apresentam-se organizados por etapas e/ou por níveis de desempenho. A cada etapa e/ou a cada nível de desempenho corresponde uma dada pontuação. O afastamento integral dos aspetos de conteúdo implica que a resposta seja classificada com zero pontos. 5. Material O aluno apenas pode usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. As respostas são registadas em folha própria, fornecida pelo estabelecimento de ensino (modelo oficial). Os alunos podem usar régua, esquadro, transferidor e calculadora não programável. Não é permitido o uso de corretor. 6. Duração A prova tem a duração de 90 minutos. Prova 18 3 / 3

8 Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: Esta informação é composta por três páginas Prova de Equivalência à Frequência de Educação Física (Prova Escrita) Prova º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho com as alterações introduzidas pelo Decreto- Lei n.º 91/2013, de 10 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 3.º ciclo do ensino básico da disciplina de Educação Física, a realizar em 2015, nomeadamente: Objeto de avaliação; Caracterização da prova; Critérios gerais de classificação; Material; Duração. Importa ainda referir que, nas provas desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. 2. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Educação Física em vigor. A prova desta disciplina permite avaliar a aprendizagem e os conteúdos, enquadrados em três grandes campos consagrados no Programa da disciplina, a saber, Atividades Físicas, Aptidão Física e Conhecimentos, passíveis de avaliação em prova de modalidade escrita e prática, de duração limitada. A prova avalia a aprendizagem nas diferentes atividades fisico-desportivas numa perspetiva de continuidade e de consolidação relativamente às diferentes aprendizagens ao longo do primeiro e segundo ciclos do ensino básico. A conceção desta prova respeita as orientações curriculares, as infra estruturas e equipamentos desportivos existentes, pretendendo sistematizar os benefícios, centrando-se no valor educativo da atividade física eclética, pedagogicamente orientada para o desenvolvimento multilateral e harmonioso do aluno. Esta conceção concretiza-se na avaliação da apropriação das habilidades e conhecimentos, na elevação das capacidades do aluno e na formação das diferentes aptidões. Domínios APTIDÃO FÍSICA O aluno conhece e demonstra capacidades em testes de resistência aeróbica e testes de aptidão muscular adequada às normas de aptidão física representativa da saúde, para a sua idade (segundo a tabela de resultados do Fitnessgram). ATIVIDADES FÍSICAS O aluno descreve e executa com correção as ações tecnicas e as exigências dos regulamentos nas atividades físicas e desportivas individuais nomeadamente: ginástica e atletismo. O aluno descreve e executa com correção as ações tecnico-táticas nas várias atividades físicas e desportivas coletivas nomeadamente: basquetebol, andebol, voleibol e futebol. CONHECIMENTOS O aluno revela conhecimentos definidos pelo Programa de Educação Física e de acordo com os regulamentos técnicos das várias modalidades desportivas abordadas. Conteúdos Aptidão Física Teste VV20 Realização dos testes de aptidão física da bateria fitnessgram avaliando as capacidades de resistência aeróbica de força e flexibilidade, alcançando um resultado dentro da zona saudável (segunda a tabela de referência do fitnessgram). Prova 26 1 de 3

9 Atividades Físicas e Desportivas Individuais - Ginástica Realização de vários elementos gimnícos de solo apresentados de forma harmoniosa; Identifica e descreve vários elementos gímnicos. Atividades Físicas e Desportivas Individuais - Atletismo Realização de um salto (altura), um lançamento (bola) e de uma corrida (velocidade ou resistência) cumprido com o regulamento técnico da modalidade; Identifica e caracteriza as diferentes disciplinas do atletismo; Conhece o regulamento específico, as designações e os aspetos técnicos de cada disciplina. Físicas e Desportivas Coletivas Basquetebol, Andebol, Voleibol e Futebol Realização de várias ações técnicas de forma encadeada em situação de exercício critério; Conhecer o objetivo e caracterizar a modalidade bem como o seu regulamento, as designações e aspetos técnicos das diferentes ações técnico-tática. 3. Caracterização da prova A prova de Educação Física é constituída por duas componentes, uma escrita e outra prática. A classificação final da prova corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das suas componentes, expressas em escala percentual de 0 a 100. A prova escrita apresenta quatro grupos. No Grupo I, avalia-se os conhecimentos no âmbito dos desportos individuais ginástica. Cotação 25 pontos. No Grupo II, avalia-se os conhecimentos no âmbito dos desportos individuais atletismo. Cotação 25 pontos. No Grupo III, avaliam-se os conhecimentos no âmbito dos desportos coletivos basquetebol. Cotação 25 pontos. No Grupo IV, avaliam-se os conhecimentos no âmbito dos desportos coletivos futebol. Cotação 25 pontos. A estrutura da prova sintetiza-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização dos domínios e conteúdos na prova Campos / Domínios Grupo I GINÁSTICA Grupo II ATLETISMO Grupo III BASQUETEBOL/ANDEBOL Grupo IV FUTEBOL/VOLEIBOL Conteúdos Identificar os diferentes aparelhos da ginástica; Conhecer as habilidades gímnicas; A prova inclui os tipos de itens discriminados no Quadro 2. Identificar as diferentes disciplinas da modalidade; Conhecer o regulamento específico das várias disciplinas; Conhecer os aspetos técnicos de cada disciplina Conhecer o objetivo e caracterizar a modalidade bem como o seu regulamento; Conhecer as designações e aspetos técnicos das diferentes ações técnico-tática Conhecer o objetivo e caracterizar a modalidade bem como o seu regulamento; Conhecer as designações e aspetos técnicos das diferentes ações técnico-tática Cotação (em pontos) Prova 26 2 de 3

10 Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação I GRUPO II GRUPO III GRUPO IV GRUPO Tipologia de itens Questão Número de itens Cotação por item (em pontos) Completamento Resposta curta Completamento Completamento Resposta curta Resposta curta 2 4 0, Completamento 3 1 0, , ,5 Resposta curta Completamento Completamento 6 5 0,5 Resposta curta ,25 Resposta curta 8 4 0,5 Completamento Escolha múltipla Resposta curta Resposta curta Completamento Resposta curta Resposta curta Resposta curta Cotação por grupo (em pontos) Critérios de classificação As classificações a atribuir às respostas são expressas através de certo ou errado, atribuindo-se a cotação máxima à resposta certa e a cotação de zero à resposta errada, de acordo com os elementos de resposta solicitados e apresentados. Os valores registam-se em tabela própria. As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos. Para cada item, apenas pode ser apresentada uma resposta. No caso de apresentação de mais do que uma resposta a um mesmo item, apenas é classificada a resposta apresentada em primeiro lugar. 5. Material Caneta azul ou preta; A prova será realizada no enunciado. 6. Duração A prova tem a duração de 45 minutos. Prova 26 3 de 3

11 Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: Esta informação é composta por quatro páginas Prova de Equivalência à Frequência de Educação Física (Prova Prática) Prova º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho com as alterações introduzidas pelo Decreto- Lei n.º 91/2013, de 10 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 3.º ciclo do ensino básico da disciplina de Educação Física, a realizar em 2015, nomeadamente: Objeto de avaliação; Caracterização da prova; Critérios gerais de classificação; Material; Duração. Importa ainda referir que, nas provas desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. 2. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Educação Física em vigor. A prova desta disciplina permite avaliar a aprendizagem e os conteúdos, enquadrados em três grandes campos consagrados no Programa da disciplina, a saber, Atividades Físicas, Aptidão Física e Conhecimentos, passíveis de avaliação em prova de modalidade escrita e prática, de duração limitada. A prova avalia a aprendizagem nas diferentes atividades fisico-desportivas numa perspetiva de continuidade e de consolidação relativamente às diferentes aprendizagens ao longo do primeiro e segundo ciclos do ensino básico. A conceção desta prova respeita as orientações curriculares, as infra estruturas e equipamentos desportivos existentes, pretendendo sistematizar os benefícios, centrando-se no valor educativo da atividade física eclética, pedagogicamente orientada para o desenvolvimento multilateral e harmonioso do aluno. Esta conceção concretiza-se na avaliação da apropriação das habilidades e conhecimentos, na elevação das capacidades do aluno e na formação das diferentes aptidões. Domínios APTIDÃO FÍSICA O aluno conhece e demonstra capacidades em testes de resistência aeróbica e testes de aptidão muscular adequada às normas de aptidão física representativa da saúde, para a sua idade (segundo a tabela de resultados do Fitnessgram). ATIVIDADES FÍSICAS O aluno descreve e executa com correção as ações tecnicas e as exigências dos regulamentos nas atividades físicas e desportivas individuais nomeadamente: ginástica e atletismo. O aluno descreve e executa com correção as ações tecnico-táticas nas várias atividades físicas e desportivas coletivas nomeadamente: basquetebol, andebol, voleibol e futebol. CONHECIMENTOS O aluno revela conhecimentos definidos pelo Programa de Educação Física e de acordo com os regulamentos técnicos das várias modalidades desportivas abordadas. Conteúdos Aptidão Física Teste VV20 Realização dos testes de aptidão física da bateria fitnessgram avaliando as capacidades de resistência aeróbica de força e flexibilidade, alcançando um resultado dentro da zona saudável (segunda a tabela de referência do fitnessgram). Prova 26 1 de 4

12 Atividades Físicas e Desportivas Individuais - Ginástica Realização de vários elementos gimnícos de solo apresentados de forma harmoniosa; Identifica e descreve vários elementos gímnicos. Atividades Físicas e Desportivas Individuais - Atletismo Realização de um salto (altura), um lançamento (bola) e de uma corrida (velocidade ou resistência) cumprido com o regulamento técnico da modalidade; Identifica e caracteriza as diferentes disciplinas do atletismo; Conhece o regulamento específico, as designações e os aspetos técnicos de cada disciplina. Físicas e Desportivas Coletivas Basquetebol, Andebol, Voleibol e Futebol Realização de várias ações técnicas de forma encadeada em situação de exercício critério; Conhecer o objetivo e caracterizar a modalidade bem como o seu regulamento, as designações e aspetos técnicos das diferentes ações técnico-tática. 3. Caracterização da prova A prova de Educação Física é constituída por duas componentes, uma escrita e outra prática. A classificação final da prova corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das suas componentes, expressas em escala percentual de 0 a 100. A prova apresenta quatro grupos. No Grupo I, avalia-se uma capacidade física através de um teste da bateria de testes Fitnessgram. Cotação 20 pontos. No Grupo II, avalia-se a aprendizagem no domínio das atividades físicas e desportivas individuais ginástica na realização de elementos gímnicos de solo (rolamentos, posição de equilíbrio e apoio facial invertido) apresentada de forma livre e na realização de elementos gímnicos em aparelhos apresentados de forma encadeada, conforme o aparelho (plinto, trave olímpica, barra fixa, paralelas e minitrampolim. Cotação: 20 pontos. No Grupo III, avalia-se a aprendizagem no domínio das atividades físicas e desportivas individuais atletismo, na realização de um salto em altura (utilizando a técnica de tesoura), ou um salto em comprimento, na realização de um lançamento (bola) e na realização de uma corrida de velocidade e de uma corrida de resistência. Cotação: 20 pontos. No Grupo IV, avalia-se a aprendizagem no domínio das atividades físicas e desportivas coletivas nas modalidades de basquetebol, andebol, voleibol e futebol na realização de um exercício critério através para cada uma. Cotação: 40 pontos. A estrutura da prova sintetiza-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização dos domínios e conteúdos na prova Domínios Conteúdos Cotação (em pontos) Resistência Aeróbica Realização do teste VV20 alcançando a um resultado dentro da zona saudável (segunda a APTIDÃO FÍSICA tabela de referência do fitnessgram). Força e Flexibilidade 10 Realização de testes de avaliação da força e flexibilidade alcançando a um resultado dentro da zona saudável (segunda a tabela de referência do fitnessgram). ATIVIDADES FÍSICAS Ginástica 20 Prova 26 2 de 4

13 Realização de elementos gímnicos de solo apresentados de forma harmoniosa e encadeada através de uma sequência gímnica onde conste os seguintes elementos: rolamento à frente engrupado, rolamento à retaguarda de pernas afastadas, posição de equilíbrio (avião/bandeira), ponte e apoio facial invertido de dois apoios. Realização de elementos gímnicos em aparelhos apresentados de forma harmoniosa e encadeada através de uma sequência gímnica específica para o respetivo aparelho. Atletismo Saltos Realização de um salto em altura (técnica de fosbury flop) e de um salto em comprimento. Corridas Realização de uma corrida de velocidade (40 metros) e uma corrida de resistência (quilometro ou milha). Lançamentos Realização de um lançamento do peso. Andebol Realização de um exercício critério constituído por passe/receção, drible e remate. Basquetebol Realização de um exercício critério constituído por passe/receção, drible e lançamento na passada. Futebol Realização de um exercício critério constituído por passe/receção, condução de bola e remate. Voleibol Realização de um exercício critério constituído por serviço por baixo, passe e manchete A prova pode incluir os tipos de itens discriminados no Quadro 2. Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação Tipologia de itens Número de itens Cotação por item (em pontos) I PARTE Condição Física 1 20 II PARTE Prestação Motora 4 5 III PARTE Prestação Motora 1 20 IV PARTE Prestação Motora Critérios de classificação As classificações a atribuir às prestações físico/motoras são expressas através da menção Realiza (R) e Não Realiza (NR) e aplicam-se através da observação direta dos vários elementos do júri com base nos critérios de classificação definidos para cada um dos exercícios segundo as normas regulamentares definidas pelo Prova 26 3 de 4

14 Programa de Educação Física, expressando-se em números inteiros e resultam da aplicação dos critérios de classificação relativos à tipologia de itens constantes na prova. Em situação de avaliação, todos os exercícios critério deverão ser executados uma única vez. No entanto, por solicitação do Júri ou do aluno, pode haver lugar a uma segunda execução. Elementos incorretamente realizados são classificados com a menção de NR e atribuído zero pontos. 5. Material Materiais e utensílios de que o examinando deve ser portador: - Equipamento desportivo: t-shirt e calções ou fato de treino. - Sapatilhas e ténis. Não é permitido o uso de roupa e calçado que não se seja para uso desportivo. Material a fornecer pelo estabelecimento de ensino: - Bolas. - Equipamento fixo e portátil existente no estabelecimento e indispensável à realização da prova. 6. Duração A prova tem a duração de 45 minutos. Prova 26 4 de 4

15 Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: Esta informação é composta por três páginas Prova de Equivalência à Frequência de Educação Visual (Prova Escrita) Prova º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho com as alterações introduzidas pelo Decreto- Lei n.º 91/2013, de 10 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 3.º ciclo do ensino básico da disciplina de Educação Visual, a realizar em 2015, nomeadamente: Objeto de avaliação; Caracterização da prova; Critérios gerais de classificação; Material; Duração. Importa ainda referir que, nas provas desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. 2. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Educação Visual em vigor. A prova desta disciplina permite avaliar a aprendizagem e os conteúdos, passíveis de avaliação em prova de modalidade escrita de duração limitada. CONTEÚDOS A AVALIAR DESENHO COMO REGISTO DE OBSERVAÇÃO Perceção visual da forma. Elementos da linguagem visual: Linha; Mancha; Cor; Forma; Volume. DESENHO COMO INSTRUMENTO PARA A CONSTRUÇÃO RIGOROSA DE FORMAS Traçados geométricos: polígonos, arcos, concordâncias, espirais. Projeções ortogonais: Método Europeu de Projeção; Escalas; Cotagem; Axonometrias. DESENHO COMO METODOLOGIA PARA A INVENÇÃO DE FORMAS PROVENIENTES DE PENSAMENTOS E IDEIAS Códigos de comunicação Visual; Inter-relação dos elementos visuais; Estrutura/forma/função. Módulo-Padrão; Representação técnica de objetos. Prova 14 1 de 3

16 3. Caracterização da Prova A prova apresenta três grupos. Integra conteúdos do 3º Ciclo do Ensino Básico. Todas as questões são de resolução obrigatória e devem ser executadas sequencialmente. A prova avalia a capacidade de projetar e de utilizar sistemas de representação visando a resposta a problemas concretos, com expressividade, originalidade e rigor. Será avaliada a adequação dos elementos gráficos ao tema e aos materiais e técnicas à solução. No Grupo I avalia-se a capacidade de observação e representação do real. No Grupo II a capacidade de interpretar e representar formas usando sistemas normalizados. No Grupo III a capacidade de projetar visando a resposta a problemas concretos. A estrutura da prova sintetiza-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização dos domínios e conteúdos na prova CONTEÚDOS ESTRUTURA DA PROVA COTAÇÃO Desenho como registo de observações Perceção visual da forma. Elementos da linguagem visual: linha, mancha, cor, forma e volume. Desenho como instrumento para a construção rigorosa de formas Traçados geométricos: polígonos, arcos, concordâncias, espirais. Projeções ortogonais: método europeu. Escalas Cotagem. Axonometrias. Grupo I Descrição gráfica, tonal e textural de forma natural. Grupo II Desenho utilizando instrumentos de rigor, com aplicação de normas e convenções. Grupo I (Cotação 20%) 1.20% Grupo II (Cotação 30%) 1.05% 2.15% 3.10% Desenho como metodologia para a invenção de formas provenientes de pensamentos e ideias Códigos da comunicação visual. Inter-relação dos elementos visuais. Estrutura/forma/função. Módulo-padrão Representação técnica de objetos. Grupo III Apresentação de projeto de design utilizando vários materiais riscadores e instrumentos de rigor. Realização de pintura utilizando os meios que melhor se adequem à capacidade expressiva do aluno. Grupo III (Cotação 50%) 1.10% % 3.20% 4. Critérios de classificação GRUPO I = 20 pontos 1. Utilização da linha de contorno (configuração) Utilização da linha como mancha (volume) Ampliação adequada Expressividade 05 Prova 14 2 de 3

17 GRUPO II = 30 pontos 1. Traçados geométricos 03 Organização formal Rigor na construção de figuras geométricas e concordância de arcos Rigor no traçado de polígonos 10 GRUPO III = 50 pontos 1. Rigor de construção e conversão de escala Adequação dos elementos gráficos; inter-relação dos elementos e adaptação ao espaço proposto 10 Criatividade e originalidade na solução proposta Valorização cromática da composição; adequação dos materiais e das técnicas à solução apresentada; expressividade 10 Rigor e domínio técnico 10 TOTAL pontos As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos. Para cada item, apenas pode ser apresentada uma resposta. No caso de apresentação de mais do que uma resposta a um mesmo item, apenas é classificada a resposta apresentada em primeiro lugar. 5. Material O aluno realiza a prova em folhas de papel de desenho, tipo Cavalinho, tamanho A3, apenas podendo usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. O aluno deve ser ainda portador, do material que se indica de seguida. - Três folhas de papel de desenho, tipo Cavalinho, tamanho A3; - Uma folha de papel vegetal, tamanho A4; - Régua de 50cm - Esquadro de 45 0 ou de 30 0 / Transferidor de ângulos; - Compasso com ponta de lápis; - Lápis de grafite de dureza B e HB; - Afia lápis - Borracha branca - Material para técnica de cor (lápis de cor, lápis de cera, canetas de feltro). Não é permitido o uso de corretor. 6. Duração A prova tem a duração de 90 minutos, a que acresce uma tolerância de 30 minutos. Prova 14 3 de 3

18 Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: Prova de Equivalência à Frequência de Francês (Prova Escrita) Prova º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de junho, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 91/2013, de 10 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 3.º ciclo do ensino básico da disciplina de Francês, a realizar em 2015, nomeadamente: Objeto de avaliação; Caracterização da prova; Critérios gerais de classificação; Material; Duração. Importa ainda referir que, nas provas desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. 2. Objeto de avaliação A prova de Francês é constituída por duas componentes, uma escrita e outra oral e tem por referência o Programa de Francês em vigor. A prova permite avaliar a aprendizagem e os conteúdos presentes nos domínios do Programa da disciplina, passíveis de avaliação, em prova escrita de duração limitada, sendo avaliada a aprendizagem dos discentes nos domínios da Compreensão, da Interpretação, do Conhecimento Explícito da Língua e da Produção. Domínios COMPREENSÃO / INTERPRETAÇÃO TEXTUAL E TRADUÇÃO Uso da língua estrangeira para comunicar adequadamente e para apropriar-se de informação; Mobilização de recursos linguísticos na interação verbal, na receção e na produção de textos escritos, tendo em vista desempenhos adequados às situações de comunicação; Tradução de um excerto com correção. CONHECIMENTO EXPLÍCITO DA LÍNGUA ESTRANGEIRA Aplicação de regras morfossintáticas: Completar frases Conjugar verbos Colocar questões adequadas Transformar frases PRODUÇÃO TEXTUAL Elaboração de um texto pessoal, claro, correto e bem organizado a partir de um determinado tema. Conteúdos COMPREENSÃO / INTERPRETAÇÃO TEXTUAL E TRADUÇÃO Apreensão do sentido global do texto Interpretação das mensagens veiculadas pelo texto Elaboração de respostas claras e corretas Tradução de um excerto com correção Prova 16 1 / 4

19 CONHECIMENTO EXPLÍCITO DA LÍNGUA Determinantes/Pronomes demonstrativos; Advérbios de modo (-ment) Tempos verbais: Présent de l indicatif imparfait passé composé futur simple Subjonctif Présent Forma interrogativa: Mots interrogatifs L expression du but PRODUÇÃO ESCRITA Expressão de opiniões a partir de um determinado tema, tendo em atenção: o A sintaxe / a ortografia o A adequação / a organização textual o A criatividade 3. Caracterização da prova A prova de Francês é constituída por duas componentes, uma escrita e outra oral. A classificação final da prova corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das suas componentes, expressas em escala percentual de 0 a 100. A prova é constituída por três grupos de itens, avaliando-se: - No Grupo I, a aprendizagem nos domínios da Compreensão / Interpretação textual e da Tradução. A parte da Compreensão Textual constitui a identificação/seleção de informação tem a cotação de 10 pontos; a descodificação de texto e a aplicação de conhecimentos tem a cotação de 24 pontos; e a tradução tem uma cotação de 6 pontos. Representa uma cotação total de 40 pontos. - No Grupo II, a aprendizagem no domínio do Conhecimento Explícito da Língua Estrangeira, através de itens de transformação e itens de construção. Cotação: 40 pontos. - No Grupo III, a produção escrita, em que são avaliados vários itens relacionados com a sintaxe e ortografia, com a adequação e organização textual, assim como com a criatividade, tendo sido atribuído 20 pontos. A estrutura da prova inclui itens sintetizados no quadro seguinte. Quadro 1 Valorização dos domínios e conteúdos na prova Grupos Domínios Conteúdos I. COMPREENSÃO / INTERPRETAÇÃO TEXTUAL E TRADUÇÃO Usar a língua estrangeira para comunicar adequadamente e para apropriar-se de informação Mobilizar recursos linguísticos na interação verbal, na receção e na produção de textos escritos, tendo em vista desempenhos adequados às situações de comunicação: Apreender o sentido global do texto Interpretar as mensagens veiculadas pelo texto Elaborar respostas claras e corretas Traduzir um excerto com correção Apreensão do sentido global do texto Interpretação das mensagens veiculadas pelo texto Elaboração de respostas claras e corretas Tradução de um excerto com correção Cotação (em pontos) 40 Prova 16 2 / 4

20 II. CONHECIMENTO EXPLÍCITO DA LÍNGUA Aplicação de regras morfossintáticas: Completar frases Conjugar verbos Colocar questões adequadas Transformar frases Determinantes/Pronomes demonstrativos; Tempos verbais: Présent de l indicatif imparfait passé composé futur simple Subjonctif Présent Advérbios de modo (-ment) Forma interrogativa: Mots interrogatifs L expression du but 40 III. PRODUÇÃO DE TEXTO Elaboração de um texto pessoal, claro, correto e bem organizado a partir de um determinado tema Expressão de opiniões a partir de um determinado tema, tendo em atenção: o A sintaxe / a ortografia o A adequação / a organização textual o A criatividade Critérios de classificação I. A. O questionário deste grupo pretende avaliar se o aluno: Compreende o conteúdo do texto Apreende a mensagem global do texto Distribuição da cotação: 2 pontos por cada resposta corretamente escolhida. (5 x 2 pontos) Cotação 10 pontos B. O questionário de interpretação do texto pretende avaliar se o aluno: Compreende o conteúdo do texto Compreende os enunciados das questões referentes à análise do texto Seleciona as ideias-chave do texto Interpreta as ideias do texto Produz enunciados escritos com a correção adequada Distribuição da cotação por cada questão: conteúdo correto 4 pontos correção morfossintática - 1 ponto correção ortográfica 1 ponto (4 x 6 pontos) Cotação 24 pontos Prova 16 3 / 4

21 C. Este grupo tem como objetivos verificar se o aluno: Diferencia a estrutura entre a frase portuguesa e francesa Se exprime em português correto, respeitando, fielmente, o conteúdo do texto original Está na posse dos conhecimentos morfossintáticos constantes do programa Distribuição da cotação Fidelidade ao conteúdo do texto de partida 4 pontos Correção ortográfica e morfossintática 2 pontos Cotação 6 pontos Cotação (Total) 40 pontos II. As questões deste grupo pretendem verificar o conhecimento das regras de morfossintaxe. O aluno deverá demonstrar que: Conhece corretamente estruturas morfossintáticas abrangidas pelo programa Aplica as regras morfossintáticas na construção do discurso Incorreta aplicação das estruturas morfossintáticas implica a desvalorização total da resposta. Distribuição da cotação A. (6 x 1 ponto) Cotação 6 pontos B. (11 x 1 ponto) Cotação 11 pontos C. (4x 2 pontos) Cotação 8 pontos D. (3 x 3 pontos) Cotação 9 pontos E. (3 x 2 pontos) Cotação 6 pontos Cotação (Total) 40 pontos III. A composição pretende avaliar se o aluno: Compreende os enunciados propostos Produz enunciados utilizando estruturas morfossintáticas adequadas ao tipo de discurso proposto Utiliza com propriedade o vocabulário que possui Desenvolve ordenadamente o tema proposto Revela clareza na exposição das ideias Distribuição da cotação Conhecimentos relativos ao tema escolhido 2 pontos Enquadramento lógico das ideias e dos enunciados (coesão e coerência textuais) 4 pontos Produção de enunciados que revelem conhecimento das estruturas morfossintáticas adequadas ao tipo de discurso proposto 8 pontos Riqueza e precisão do léxico 2 pontos Correção ortográfica 2 pontos Respeito pelo número de palavras exigido 2 pontos Cotação: 20 pontos 5. Material Os alunos que realizam a prova apenas poderão usar caneta azul ou preta. 6. Duração A prova escrita tem a duração de 90 minutos. Prova 16 4 / 4

22 Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: Prova de Equivalência à Frequência de Francês (Prova Oral) Prova º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de junho, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 91/2013, de 10 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 3.º ciclo do ensino básico da disciplina de Francês, a realizar em 2015, nomeadamente: Objeto de avaliação; Caracterização da prova; Critérios gerais de classificação; Material; Duração. Importa ainda referir que, nas provas desta disciplina, o grau de exigência decorrente do enunciado dos itens e o grau de aprofundamento evidenciado nos critérios de classificação estão balizados pelo Programa, em adequação ao nível de ensino a que a prova diz respeito. 2. Objeto de avaliação A prova de Francês é constituída por duas componentes, uma escrita e outra oral e tem por referência o Programa de Francês em vigor. A prova permite avaliar a aprendizagem e os conteúdos presentes nos domínios do Programa da disciplina, passíveis de avaliação, em prova oral de duração limitada, sendo avaliada a aprendizagem dos discentes nos domínios da Compreensão Oral, Interação Oral e Produção Oral. Domínios COMPREENSÃO ORAL Meta Final 1) Nível de Desempenho - A2.2 (QECRL) O aluno compreende as ideias principais e informação relevante explícita em mensagens e textos curtos (anúncios públicos, mensagens telefónicas, noticiários, reportagens, publicidade, canções, clips, entre outros) sobre experiências pessoais e situações do quotidiano, interesses próprios e temas da atualidade, sempre que sejam constituídos, essencialmente, por frases simples e vocabulário muito frequente e sejam articulados de forma clara e pausada. INTERAÇÃO ORAL Meta Final 3) Nível de Desempenho - A2.2 (QECRL) O aluno interage em conversas curtas bem estruturadas e ligadas a situações familiares. Troca ideias, informações e opiniões sobre situações do quotidiano e experiências pessoais, interesses próprios e temas da atualidade, tendo em conta o discurso do interlocutor e respeitando os princípios de delicadeza. Usa vocabulário muito frequente e frases simples mobilizando as estruturas gramaticais adequadas. Pronuncia de forma suficientemente clara para ser entendido. PRODUÇÃO ORAL Meta Final 5) Nível de Desempenho - A2.2 (QECRL) O aluno exprime-se, de forma simples, em monólogos curtos preparados previamente. Descreve o meio envolvente e situações do quotidiano; conta experiências pessoais e acontecimentos reais ou imaginários, presentes ou passados e exprime opiniões, gostos e preferências sobre temas da atualidade. Usa vocabulário muito frequente e frases simples mobilizando estruturas gramaticais elementares. Pronuncia de forma suficientemente clara para ser entendido. Prova 16 1 / 4

23 Conteúdos COMPREENSÃO ORAL Leitura de textos escritos de natureza diversificada adequados ao desenvolvimento intelectual, sócioafetivo e linguístico do aluno: Apreensão do sentido global do texto Interpretação das mensagens veiculadas pelo texto Tradução de um excerto com correção Uso da língua francesa para comunicar adequadamente e para apropriar-se de informação INTERAÇÃO ORAL Mobilização de recursos linguísticos na interação verbal e na receção, tendo em vista desempenhos adequados às situações de comunicação Apreender o sentido global do texto Interpretar as mensagens veiculadas pelo texto Elaborar respostas claras e corretas Identificação / seleção da informação pedida PRODUÇÃO ORAL Expressão de ideias e opiniões a partir de um determinado tema, tendo em atenção a clareza e a correção Utilização de estratégias de apropriação da língua francesa enquanto instrumento de comunicação 3. Caracterização da prova A prova de Francês é constituída por duas componentes, uma escrita e outra oral. A classificação final da prova corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das suas componentes, expressas em escala percentual de 0 a 100. A prova é constituída por três grupos de itens, avaliando-se: - No Grupo I, a leitura de textos escritos de natureza diversificada adequados ao desenvolvimento intelectual, sócio afetivo e linguístico do aluno representa uma cotação total de 30 pontos. - No Grupo II, a compreensão oral, tendo em vista o uso da língua francesa para comunicar adequadamente e para apropriar-se de informação, assim como a mobilização de recursos linguísticos na interação verbal e na receção, tendo em vista desempenhos adequados às situações de comunicação representa uma cotação de 30 pontos. - No Grupo III, a produção / interação oral, tendo em vista a expressão de ideias e opiniões de forma clara, correta e pessoal, assim como a utilização de estratégias de apropriação da língua francesa enquanto instrumento de comunicação representa uma cotação de 40 pontos. A estrutura da prova inclui itens sintetizados no quadro seguinte. Quadro 1 Valorização dos domínios e conteúdos na prova Domínios Objetivos Conteúdos I. LEITURA Ler textos escritos de natureza diversificada adequados ao desenvolvimento intelectual, sócio-afetivo e linguístico do aluno Leitura expressiva de um texto Cotação (em pontos) 30 Prova 16 2 / 4

24 II. COMPREENSÃO ORAL Usar a língua francesa para comunicar adequadamente e para apropriar-se de informação Mobilizar recursos linguísticos na interação verbal e na receção, tendo em vista desempenhos adequados às situações de comunicação Apreender o sentido global do texto Interpretar as mensagens veiculadas pelo texto Elaborar respostas claras e corretas Identificação / seleção da informação pedida Traduzir um excerto com correção Exercício de compreensão do texto lido em língua francesa (com resposta oral a algumas questões) Tradução de um excerto do texto lido 30 III. PRODUÇÃO / INTERAÇÃO ORAL Exprimir ideias e opiniões de forma clara, correta e pessoal Utilizar estratégias de apropriação da língua francesa enquanto instrumento de comunicação Expressão verbal em interação: Diálogo Exposição de pontos de vista Formulação de juízos de valor Critérios de classificação 30 Lê com clareza, fluência, correção e expressividade, com pronúncia muito semelhante à de um falante de origem francesa. 25 Lê com clareza, fluência e correção, com poucas hesitações. Revela uma boa dicção e entoação. I. LEITURA 30% Lê com clareza e correção, apesar de ter algumas hesitações. Revela alguns erros de dicção e entoação. Lê com pouca fluência e expressividade. Lê com pouca clareza e muitas hesitações. Revela muitos erros de dicção e entoação. Lê sem fluência e expressividade. 10 Lê de forma pouco clara e incompreensível. 30 Apresenta informação muito rica e pertinente. II. COMPREENSÃO DO TEXTO 30% 25 Apresenta informação pertinente. 20 Apresenta informação suficiente, essencial. 15 Revela falta de informação. 10 Revela muitas lacunas a nível do tema em questão. Prova 16 3 / 4

25 35-40 Exprime-se com clareza, fluência e correção, usando uma linguagem apropriada à situação e revelando autonomia em relação ao suporte escrito. Tem ainda uma pronúncia muito semelhante à de um falante de origem francesa. Revela sentido crítico Exprime-se com clareza, fluência e correção, usando uma linguagem apropriada à situação, um discurso coerente e organizado. Revela alguma autonomia em relação ao suporte escrito. Apresenta um vocabulário adequado e variado. Revela algum sentido crítico. III. PRODUÇÃO ORAL 40% Exprime-se com clareza, fluência e correção, apesar de ter muitas hesitações ou de repetir bastante o que diz. Apresenta alguns erros de estrutura. Usa, no entanto, uma linguagem apropriada à situação. Revela pouca autonomia em relação ao suporte escrito Usa um vocabulário restrito, nem sempre adequado à situação, com muitas hesitações, não revelando autonomia em relação ao suporte escrito Usa um vocabulário muito restrito, com muitas hesitações, sendo difícil de entender o que pretende transmitir. 5. Material O material será fornecido pela escola. 6. Duração A prova oral tem a duração de 15 minutos, no máximo. Prova 16 4 / 4

A classificação do exame corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das duas provas (escrita e prática).

A classificação do exame corresponde à média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações das duas provas (escrita e prática). INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Nº 2/2015 EDUCAÇÃO FÍSICA Abril de 2015 Prova 28 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga as

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA PROVA 26 2015 9º ANO 3º Ciclo do Ensino Básico

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA PROVA 26 2015 9º ANO 3º Ciclo do Ensino Básico INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA PROVA 26 2015 9º ANO 3º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final do 3º

Leia mais

INGLÊS. 1. Objeto de avaliação INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Prova 06 2015

INGLÊS. 1. Objeto de avaliação INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Prova 06 2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Prova 06 2015 1ª e 2ª Fase Tipo de prova: Escrita / Oral 2º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga

Leia mais

DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA

DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA Prova 26 2015 3º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final do

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO VISUAL (14) Abril de 2015

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO VISUAL (14) Abril de 2015 Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços Região Algarve Agrupamento de Escolas Manuel Teixeira Gomes - Cód.145464 ESCOLA EB 2.3 PROFESSOR JOSÉ BUÍSEL INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA

Leia mais

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro.

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALMANCIL (145142) Prova de equivalência à frequência de Educação Física 3.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

DISCIPLINA: História CÓDIGO DA PROVA: 19 CICLO: 3º ANO DE ESCOLARIDADE: 9º

DISCIPLINA: História CÓDIGO DA PROVA: 19 CICLO: 3º ANO DE ESCOLARIDADE: 9º DISCIPLINA: História CÓDIGO DA PROVA: 9 CICLO: 3º ANO DE ESCOLARIDADE: 9º. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de equivalência à frequência da disciplina

Leia mais

Prova de Equivalência à Frequência de Educação Física (Prova Escrita) Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova 28 2014

Prova de Equivalência à Frequência de Educação Física (Prova Escrita) Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova 28 2014 Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: 2014.04.02 Prova de Equivalência à Frequência de Educação Física (Prova Escrita) Prova 28 2014 2.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de

Leia mais

As informações sobre o exame apresentadas neste documento não dispensam a consulta do Programa da disciplina.

As informações sobre o exame apresentadas neste documento não dispensam a consulta do Programa da disciplina. Prova de Equivalência à Frequência de Educação Física Informação - Prova Data: 16-05-2014 Prova 311/2014 Ensino Secundário Cursos Científico-Humanísticos Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho As informações

Leia mais

Escola Básica 2,3 com Ensino Secundário de Alvide

Escola Básica 2,3 com Ensino Secundário de Alvide Informação Prova de equivalência à frequência de Educação Física Prova 26 2013 3.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho 1. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa

Leia mais

- Elaborar sínteses escritas a partir da informação recolhida, com correção linguística e aplicando o vocabulário específico da disciplina.

- Elaborar sínteses escritas a partir da informação recolhida, com correção linguística e aplicando o vocabulário específico da disciplina. ESCOLA EB 2,3 DE MARCO DE CANAVESES Informação Prova de Equivalência à Frequência História - 3º Ciclo 19 Prova Escrita Ano Letivo 2014/2015 abril 2015 1.Objeto de avaliação As provas de equivalência à

Leia mais

PROVA ESCRITA DE HISTÓRIA

PROVA ESCRITA DE HISTÓRIA AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS CETÓBRIGA Escola Básica dos 2º e 3º ciclos de Aranguez INFORMAÇÃO - EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO Ano Letivo 2011/2012 PROVA ESCRITA DE

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 2015 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

Este documento vai ser divulgado na escola-sede do Agrupamento e na página eletrónica: www.aepjm.pt/joomla.

Este documento vai ser divulgado na escola-sede do Agrupamento e na página eletrónica: www.aepjm.pt/joomla. Agrupamento de Escolas Pedro Jacques de Magalhães INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO FÍSICA Prova 28 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga a informação relativa

Leia mais

FRANCÊS Nível 3 2016. 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril)

FRANCÊS Nível 3 2016. 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril) INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS Nível 3 2016 Prova 16 / 2016 1ª e 2ª Fase 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril) O presente documento divulga informação

Leia mais

Educação Física Componente Escrita

Educação Física Componente Escrita Informação Prova de Equivalência à Frequência / Prova Final de Ciclo Educação Física Componente Escrita Prova 26 2015 9.º Ano de Escolaridade Duração da Prova: 45 minutos 3º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei

Leia mais

Disciplina: Educação Física abril de 2015

Disciplina: Educação Física abril de 2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Disciplina: Educação Física abril de 2015 Prova 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga informação relativa à prova de equivalência à

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Informação - Prova de Equivalência à Frequência Prova de Equivalência à Frequência de Inglês Código: 21 Ano de escolaridade: 9º (Decreto Lei n.º 139/2012, de 5 de julho e Despacho Normativo n.º 24-A/2012,

Leia mais

PROVA ESCRITA. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Abril de 2015. Duração: 90 minutos (escrita) e 15 minutos (oral)

PROVA ESCRITA. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Abril de 2015. Duração: 90 minutos (escrita) e 15 minutos (oral) INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Abril de 2015 Prova 06 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Tipo de Prova: Escrita e Oral Duração: 90 minutos (escrita)

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Direção de Serviços da Região Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES ANO LETIVO 2015 / 2016 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Prova (06) 2016 2º Ciclo do Ensino Básico O presente documento

Leia mais

» INTRODUÇÃO » OBJETO DA AVALIAÇÃO

» INTRODUÇÃO » OBJETO DA AVALIAÇÃO INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS COMPONENTES ESCRITA E ORAL PROVA 06 2016 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO Nos termos do n.º 8, do

Leia mais

Tipo de prova: Escrita e Oral

Tipo de prova: Escrita e Oral INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA 1ª e 2ª Fases Prova 06 2014 Tipo de prova: Escrita e Oral 2º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga

Leia mais

Prova de Equivalência à Frequência de Português (Prova Oral) Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova 61 2014. 2.º Ciclo do Ensino Básico

Prova de Equivalência à Frequência de Português (Prova Oral) Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova 61 2014. 2.º Ciclo do Ensino Básico Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: 2014.04.02 Prova de Equivalência à Frequência de Português (Prova Oral) Prova 61 2014 2.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 05 de julho

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCANENA ANO LETIVO 2014/2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCANENA ANO LETIVO 2014/2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCANENA ANO LETIVO 04/05 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 6º Ano Abril de 05 Prova 06 05 Inglês Prova escrita -------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

INFORMAÇÃO - EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO

INFORMAÇÃO - EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO INFORMAÇÃO - EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO DISCIPLINA: EDUCAÇÃO FÍSICA CÓDIGO DA PROVA: 28 ANO LETIVO: 2014/15 MODALIDADE: PROVA PRÁTICA 1. Introdução O presente documento

Leia mais

DISCIPLINA: Psicologia B CÓDIGO DA PROVA: 340. CICLO: Secundário ANO DE ESCOLARIDADE: 12º

DISCIPLINA: Psicologia B CÓDIGO DA PROVA: 340. CICLO: Secundário ANO DE ESCOLARIDADE: 12º DISCIPLINA: Psicologia B CÓDIGO DA PROVA: 340 CICLO: Secundário ANO DE ESCOLARIDADE: 12º 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de equivalência à frequência

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência

Informação Prova de Equivalência à Frequência Informação Prova de Equivalência à Frequência Inglês Prova 06 2016 2º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga informação relativa à prova de equivalência

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS CETÓBRIGA. Escola Básica dos 2º e 3º ciclos de Aranguez

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS CETÓBRIGA. Escola Básica dos 2º e 3º ciclos de Aranguez AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS CETÓBRIGA Escola Básica dos 2º e 3º ciclos de Aranguez INFORMAÇÃO - EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO 6º Ano de Escolaridade 2011/2012 PROVA

Leia mais

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 6-A/2015, de 5 de março.

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 6-A/2015, de 5 de março. Informação - Prova de Equivalência à Frequência Expressões Artísticas 23 Prova 2014.2015 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência

Leia mais

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 15 Espanhol _ 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO Prova escrita e oral _ 2014

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 15 Espanhol _ 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO Prova escrita e oral _ 2014 INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 15 Espanhol _ 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO Prova escrita e oral _ 2014 1. INTRODUÇÃO O presente documento divulga informação relativa à prova de equivalência

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO - 150915

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO - 150915 Informação Exame de Equivalência a Frequência (Decreto lei 139/2012, de 5 de julho) Inglês 6ºAno Modalidade: Prova Escrita Prova Oral: 15 minutos 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CARNAXIDE - 171487 EDUCAÇÃO FÍSICA PROVA 311 2014 12.º ANO DE ESCOLARIDADE 1. INTRODUÇÃO O presente documento divulga informação

Leia mais

Ano Letivo 2011/2012

Ano Letivo 2011/2012 Ano Letivo 2011/2012 Informação/ Exame de Equivalência à Frequência Disciplina de Educação Física 2ºciclo 1. Objeto de Avaliação A prova tem por referência o Programa de Educação Física. A prova desta

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DO CADAVAL ANO LETIVO 2014-2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DISCIPLINA: ECONOMIA C CÓDIGO: 312

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DO CADAVAL ANO LETIVO 2014-2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DISCIPLINA: ECONOMIA C CÓDIGO: 312 ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DO CADAVAL ANO LETIVO 2014-2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DISCIPLINA: ECONOMIA C CÓDIGO: 312 1. OBJETO DE AVALIAÇÃO A prova tem por referência o Programa

Leia mais

Educação Visual - Cód. 14

Educação Visual - Cód. 14 Agrupamento Vertical de Escolas de Abação Escola EB 2,3 Abação Informação n.º 1 ---------------------------------------------------- Data: 12 de maio de 2014 ----------------------------------------------------

Leia mais

(Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

(Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Escola Básica 2.º e 3.º Ciclos Roque Gameiro INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Prova Escrita + oral 2014/2015 3º Ciclo do Ensino Básico INGLÊS CÓD. 21 (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Informação - Prova de Equivalência à Frequência Prova de Equivalência à Frequência de EDUCAÇÃO FÍSICA Código: 28 Ano de escolaridade: 6º ano (Decreto Lei n.º 139/2012, de 5 de julho e Despacho Normativo

Leia mais

Informação-Exame de Equivalência à disciplina de: História. 1. Introdução. 3º Ciclo do Ensino Básico. Ano letivo de 2011/12

Informação-Exame de Equivalência à disciplina de: História. 1. Introdução. 3º Ciclo do Ensino Básico. Ano letivo de 2011/12 Informação-Exame de Equivalência à disciplina de: História 3º Ciclo do Ensino Básico Ano letivo de 2011/12 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de equivalência

Leia mais

Informação - Prova final de Português

Informação - Prova final de Português Informação - Prova final de Português Necessidades Educativas Especiais de Carácter Permanente 3.º Ciclo do Ensino Básico 2014 9 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

Realizam a prova os alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º139/2012, de 5 de julho.

Realizam a prova os alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º139/2012, de 5 de julho. Prova de equivalência à frequência INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Educação Física maio de 15 PROVA /26 15 3º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga informação relativa à prova

Leia mais

11 FÍSICO- QUÍMICA alunos abrangidos pela Portaria n.º 23/2015, de 27 de fevereiro 3.ºciclo do ENSINO BÁSICO 20

11 FÍSICO- QUÍMICA alunos abrangidos pela Portaria n.º 23/2015, de 27 de fevereiro 3.ºciclo do ENSINO BÁSICO 20 informação-prova de equivalência à frequência data:. 0 5. 2 0 11 FÍSICO- QUÍMICA alunos abrangidos pela Portaria n.º 23/2015, de 27 de fevereiro 3.ºciclo do ENSINO BÁSICO 20 1.O B J E T O D E A V A L I

Leia mais

Escola Básica e Secundária Vale Tamel www.aevt.pt Tel. 253808170

Escola Básica e Secundária Vale Tamel www.aevt.pt Tel. 253808170 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VALE TAMEL Escola Básica e Secundária Vale Tamel www.aevt.pt Tel. 253808170 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DISCIPLINA - Biologia 2015 PROVA 302 2015 ENSINO SECUNDÁRIO

Leia mais

Prova Escrita (Código 21) / 2015

Prova Escrita (Código 21) / 2015 Provas de equivalência à frequência INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS maio de 20 PROVA /21 20 3º Ciclo do Ensino Básico Prova Escrita (Código 21) / 20 O presente documento divulga informação

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Disciplina Francês Tipo de Prova Escrita e oral Ano letivo 2014/2015 3.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga informação relativa à prova de

Leia mais

Escola Básica 2,3 com Ensino Secundário de Alvide

Escola Básica 2,3 com Ensino Secundário de Alvide Informação-Prova de equivalência à frequência de Inglês (formação geral) - prova escrita Prova 367 2016 10º e 11º Anos de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho 1. Objeto de avaliação A prova

Leia mais

Educação Musical Prova 12 2015

Educação Musical Prova 12 2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Educação Musical Prova 12 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

História da Cultura e das Artes

História da Cultura e das Artes Prova de Exame Nacional de História da Cultura e das Artes Prova 724 2013 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Para: Direção-Geral da Educação Inspeção-Geral de Educação e Ciência Direções Regionais de Educação

Leia mais

MATEMÁTICA Dezembro de 2013

MATEMÁTICA Dezembro de 2013 Informação PROVA Final DE CICLO MATEMÁTICA Dezembro de 2013 Prova 92 2014 3.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga informação relativa à prova final do 3.º Ciclo da disciplina de Matemática,

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Prova de Equivalência à Frequência INGLÊS PROVA ESCRITA Prova 06 2013 2.º Ciclo do Ensino Básico!. IntI ntrodução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência

Leia mais

Matemática Aplicada às Ciências Sociais Dezembro de 2013

Matemática Aplicada às Ciências Sociais Dezembro de 2013 Informação-EXAME FINAL NACIONAL Matemática Aplicada às Ciências Sociais Dezembro de 2013 Prova 835 2014 11.º Ano de Escolaridade O presente documento divulga informação relativa à prova de exame final

Leia mais

Português Abril 2015

Português Abril 2015 Direção Geral de Estabelecimentos Escolares AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO - 150915 Informação Prova Final de ciclo a nível de escola Português Abril 2015 Prova 81/ 2015 3.º Ciclo do Ensino

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 2015 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade. INGLÊS Abril de 2015 PROVA 06 2º Ciclo do Ensino Básico

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade. INGLÊS Abril de 2015 PROVA 06 2º Ciclo do Ensino Básico AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (ORAL E ESCRITA) INGLÊS Abril de 2015 PROVA 06 2º Ciclo do Ensino Básico I. INTRODUÇÃO

Leia mais

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro.

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro. Prova de Equivalência à Frequência de Inglês Nível 5 Prova 21/2014 Informação Prova Data:16.maio.2014 3º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n. º 139/2012, de 5 de julho O presente documento divulga informação

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA BÁSICA PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA BÁSICA DE PORTO ALTO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA BÁSICA PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA BÁSICA DE PORTO ALTO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA BÁSICA PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA BÁSICA DE PORTO ALTO Prova Extraordinária de Avaliação INGLÊS 2º Ciclo - 6.º Ano de Escolaridade Despacho Normativo

Leia mais

No arquivo Exames e Provas podem ser consultados itens e critérios de classificação de provas e de testes intermédios desta disciplina.

No arquivo Exames e Provas podem ser consultados itens e critérios de classificação de provas e de testes intermédios desta disciplina. INFORMAÇÃO-PROVA MATEMÁTICA 2016 Prova 92 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga informação relativa à prova final do 3.º Ciclo da disciplina

Leia mais

Matemática Aplicada às Ciências Sociais

Matemática Aplicada às Ciências Sociais Prova de Exame Nacional de Matemática Aplicada às Ciências Sociais Prova 835 2013 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Para: Direção-Geral da Educação Inspeção-Geral da Educação e Ciência Direções Regionais

Leia mais

As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida, e do Programa da disciplina.

As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida, e do Programa da disciplina. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO MUSICAL Abril de 2015 Prova 12 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Tipo de Prova: Escrita e Prática Duração:

Leia mais

alemão; espanhol; francês; inglês Dezembro de 2013

alemão; espanhol; francês; inglês Dezembro de 2013 Informação-Exame Final Nacional Línguas estrangeiras alemão; espanhol; francês; inglês Dezembro de 2013 Provas 501; 547; 517; 550 2014 11.º Ano de Escolaridade O presente documento divulga informação relativa

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS PROVA 16 / 2015 9 º ANO 3 º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final a nível de escola,

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALMANCIL (145142) Prova de equivalência à frequência de Inglês ( Prova escrita e oral ) nível V Ano letivo 2013 / 2014 1ª e 2ª fases 3.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência

Informação-Prova de Equivalência à Frequência Informação-Prova de Equivalência à Frequência 2º Ciclo do Ensino Básico Prova de Equivalência à Frequência de Língua Estrangeira I Inglês Escrita e Oral Prova 06/ 2013 Despacho normativo nº 5/ 2013, de

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Alvide

Escola Básica e Secundária de Alvide Informação-Exame de equivalência à frequência de Inglês (prova escrita) Prova 06 2016 2.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho 1. Objeto de avaliação A prova tem por referência

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PORTELA E MOSCAVIDE. Informação - Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de CIÊNCIAS NATURAIS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PORTELA E MOSCAVIDE. Informação - Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de CIÊNCIAS NATURAIS Prova 10 2014 3º Ciclo Informação - Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de CIÊNCIAS NATURAIS Despacho normativo nº 5-A/2014 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

BIOLOGIA -PROVA PRÁTICA 2015

BIOLOGIA -PROVA PRÁTICA 2015 Direção de Serviços da Região Norte INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA BIOLOGIA -PROVA PRÁTICA 2015 ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Este documento vai ser divulgado na escola-sede do Agrupamento e na página eletrónica: www.aepjm.pt/joomla

Este documento vai ser divulgado na escola-sede do Agrupamento e na página eletrónica: www.aepjm.pt/joomla Agrupamento de Escolas Pedro Jacques de Magalhães INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 2014 3.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga a informação relativa à prova de Equivalência

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CIÊNCIAS NATURAIS

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CIÊNCIAS NATURAIS INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CIÊNCIAS NATURAIS 2015 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS EÇA DE QUEIRÓS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS EÇA DE QUEIRÓS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS EÇA DE QUEIRÓS Informação - Prova de Equivalência à Frequência Educação Física Código 311 (Ensino Secundário) Prova Prática Ano letivo 2012/2013 1. INTRODUÇÃO O presente documento

Leia mais

DISCIPLINA DE: HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES código 326 2014

DISCIPLINA DE: HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES código 326 2014 INFORMAÇÃO-EXAME A NÍVEL DE ESCOLA DISCIPLINA DE: HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES código 326 2014 11º ano de escolaridade 1. OBJETO DE AVALIAÇÃO Competências A prova permite avaliar as competências seguintes,

Leia mais

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro.

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro. Exame de equivalência à frequência de Inglês 05 3.º Ciclo do Ensino Básico Informação Exame de Equivalência à Frequência. Introdução O presente documento visa divulgar as características do exame de equivalência

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. PEDRO DA COVA

ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. PEDRO DA COVA ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. PEDRO DA COVA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE GEOGRAFIA PROVA 18/ 2015 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Informação Prova de Equivalência à Frequência INGLÊS Abril 2015 2ºCiclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Prova 06/2015 Tipo de Prova: Escrita e Oral Duração: 90 minutos + 15 minutos

Leia mais

Informação n.º 14.13. Data: 2013.01.31. Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral de Educação e Ciência. AE/ENA com ensino secundário CIREP

Informação n.º 14.13. Data: 2013.01.31. Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral de Educação e Ciência. AE/ENA com ensino secundário CIREP Prova de Exame Nacional de Inglês Prova 550 2013 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Para: Direção-Geral da Educação Inspeção-Geral de Educação e Ciência Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Secretaria

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS D. ANTÓNIO FERREIRA GOMES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS 2º CICLO ANO 2015

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS D. ANTÓNIO FERREIRA GOMES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS 2º CICLO ANO 2015 AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS D. ANTÓNIO FERREIRA GOMES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS 2º CICLO ANO 2015 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 201 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de de julho)» INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Ano letivo de 2012/2013

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Ano letivo de 2012/2013 ESCOLAS COM ENSINO BÁSICO DA AP10 Agrupamentos de Escolas: Carcavelos, Ibn Mucana, Parede, S. João Estoril Escola Salesiana de Manique INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Francês nível 3 (16)

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO FÍSICA

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO FÍSICA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 7ª, 8ª e 9ª classes 1º CICLO DO ENSINO SECUNDÁRIO Ficha Técnica TÍTULO: Programa de Educação Física - 7ª, 8ª e 9ª classes EDITORA: INIDE IMPRESSÃO: GestGráfica, S.A. TIRAGEM:

Leia mais

Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO 150915

Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO 150915 Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO 150915 INFORMAÇÃO - PROVA FINAL DE CICLO A NÍVEL DE ESCOLA PORTUGUÊS Prova 51 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO Geografia (3º Ciclo) 1. INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do ensino básico, a realizar em 2013 pelos alunos que se encontram abrangidos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA BÁSICA PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA BÁSICA DE PORTO ALTO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA BÁSICA PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA BÁSICA DE PORTO ALTO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA BÁSICA PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA BÁSICA DE PORTO ALTO Prova Extraordinária de Avaliação Físico-Química 3º Ciclo - 7.º Ano de Escolaridade Despacho

Leia mais

Informação - Teste Comum 2.ºCICLO DO ENSINO BÁSICO MATEMÁTICA - 6.º ANO 2015

Informação - Teste Comum 2.ºCICLO DO ENSINO BÁSICO MATEMÁTICA - 6.º ANO 2015 Direção de Serviços da Região Norte Informação - Teste Comum 2.ºCICLO DO ENSINO BÁSICO MATEMÁTICA - 6.º ANO 2015 1- Informação O presente documento divulga informação relativa ao teste comum do 2.º Ciclo

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação em vigor e o Programa da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação em vigor e o Programa da disciplina. Científico -Humanísticos/ 11.º Ano de Escolaridade Prova: E + O Nº de anos: 2 Duração: 90 minutos + 25 minutos Decreto-Lei n.º139/2012, de 5 de julho 1. Introdução O presente documento visa divulgar as

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO - 2015

INFORMAÇÃO - PROVA EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO - 2015 INFORMAÇÃO - PROVA EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO - 2015 O presente documento visa divulgar as características da prova final do 2º ciclo do ensino básico da disciplina

Leia mais

Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, na redação atual. Regulamento de Exames.

Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, na redação atual. Regulamento de Exames. Disciplina Francês II Código: 16 Informação - Prova de Equivalência à Frequência 2014/2015 Francês II Código da prova: 16 9º Ano de Escolaridade / 3º ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de

Leia mais

3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALMANCIL (145142) Prova de equivalência à frequência de Inglês ( Prova escrita e oral ) nível V Ano letivo 2014 / 2015 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de

Leia mais

DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS CONTEÚDOS OBJETIVOS. 1.º Período: ATIVIDADES DESPORTIVAS

DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS CONTEÚDOS OBJETIVOS. 1.º Período: ATIVIDADES DESPORTIVAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA 5.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO Metas Intermédias Atividades Desportivas O aluno cumpre o nível introdutório de quatro matérias diferentes: Um nível introdutório na categoria

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA BÁSICA PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA BÁSICA DE PORTO ALTO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA BÁSICA PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA BÁSICA DE PORTO ALTO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMORA CORREIA ESCOLA BÁSICA PROF. JOÃO FERNANDES PRATAS ESCOLA BÁSICA DE PORTO ALTO Prova Extraordinária de Avaliação INGLÊS 3º Ciclo - 8.º Ano de Escolaridade Despacho Normativo

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCANENA ANO LETIVO 2014/2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCANENA ANO LETIVO 2014/2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCANENA ANO LETIVO 2014/2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 6º Ano Abril de 2015 Prova 06* 2015 Inglês Prova escrita (Decreto-Lei 3/2008, de 7 de janeiro)

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Prova de equivalência à frequência de Código 365 / 2012 Francês 11º Ano de Escolaridade Modalidade: Prova escrita A realizar em 2012 pelos alunos cujo plano

Leia mais

MATEMÁTICA 2015 Prova 32 / 2015

MATEMÁTICA 2015 Prova 32 / 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA A NÍVEL DE ESCOLA MATEMÁTICA 2015 Prova 32 / 2015 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Matemática Aplicada às Ciências Sociais

Matemática Aplicada às Ciências Sociais Prova de Exame Nacional de Matemática Aplicada às Ciências Sociais Prova 835 2011 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Para: Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento

Leia mais

O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova:

O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO MUSICAL Prova Escrita Abril de 2015 Prova nº 12 2015 ---------------------------------------------------------------------------------------- 2º Ciclo

Leia mais

Critérios de Avaliação Educação Física

Critérios de Avaliação Educação Física M. E. - GEPE Critérios de Avaliação Educação Física Grupo Disciplinar de Educação Física 2015/2016 1. Introdução Na procura da qualidade, torna-se evidente o papel essencial desempenhado pelas estruturas

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. INGLÊS I (5 anos) Prova 21 2016 3.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 3.º ciclo do ensino básico da disciplina

Leia mais

JOGOS DESPORTIVOS COLETIVOS

JOGOS DESPORTIVOS COLETIVOS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MARTIM DE FREITAS ESCOLA BÁSICA 2/3 MARTIM DE FREITAS Ano letivo 2015/2016 EDUCAÇÃO FÍSICA 3º CICLO NÍVEIS INTRODUTÓRIO (I), ELEMENTAR (E) e AVANÇADO (A) JOGOS DESPORTIVOS COLETIVOS

Leia mais

(Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

(Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Escola Básica 2.º e 3.º Ciclos Roque Gameiro INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Prova Escrita + oral 2014/201 2º Ciclo do Ensino Básico INGLÊS CÓD. 06 (Decreto-Lei n.º 139/2012, de de julho)

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência

Informação-Prova de Equivalência à Frequência Informação-Prova de Equivalência à Frequência 3º Ciclo do Ensino Básico Prova de Equivalência à Frequência de Físico-Química Ano letivo 2014/2015 I. INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

INFORMACÃO À PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Disciplina de Inglês. Inglês 12ºano Código 358 Ano letivo 2015/2016. Objetivos

INFORMACÃO À PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Disciplina de Inglês. Inglês 12ºano Código 358 Ano letivo 2015/2016. Objetivos INFORMACÃO À PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Disciplina de Inglês Inglês 12ºano Código 358 Ano letivo 2015/2016 Introdução O presente documento divulga informação relativa à prova de Equivalência à

Leia mais

ALEMÃO; ESPANHOL; FRANCÊS; INGLÊS Novembro de 2016

ALEMÃO; ESPANHOL; FRANCÊS; INGLÊS Novembro de 2016 INFORMAÇÃO-PROVA s estrangeiras ALEMÃO; ESPANHOL; FRANCÊS; INGLÊS Novembro de 2016 Provas 501; 547; 517; 550 11.º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Disciplina Inglês. Prova 367 2015. Tipo de Prova Escrita e Oral. Ensino Secundário

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Disciplina Inglês. Prova 367 2015. Tipo de Prova Escrita e Oral. Ensino Secundário INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Disciplina Inglês Prova 367 2015 Tipo de Prova Escrita e Oral Ensino Secundário O presente documento divulga informação relativa à prova de equivalência à

Leia mais