FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2014 O MELHOR DA MÚSICA FRANCESA (INCLUINDO O REPERTORIO FRANCÓFONO)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2014 O MELHOR DA MÚSICA FRANCESA (INCLUINDO O REPERTORIO FRANCÓFONO)"

Transcrição

1 FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2014 O MELHOR DA MÚSICA FRANCESA (INCLUINDO O REPERTORIO FRANCÓFONO)

2 CALENDÁRIO DO FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA DA ALIANÇA FRANCESA de julh de 2014 Lançament e publicaçã d edital n Site da Aliança Francesa De 14 de julh até 25 de agst 2014 De 25 a 31 de agst de 2014 Inscrições Seleçã ds candidats 1 de setembr de 2014 Divulgaçã ds selecinads n Site Setembr Apresentaçã da Etapa Reginal em Brasília Nvembr de 2014 Apresentaçã d Festival Nacinal, Final e Premiaçã n Ri de Janeir

3 SUMÁRIO 1. Das Dispsições Preliminares Ds Requisits Básics para Participar d Festival Da Inscriçã n Festival Das Etapas d Cncurs Da 1ª Etapa Ds Critéris de Avaliaçã e Classificaçã na 1ª Etapa Da 2ª Etapa Ds Critéris de Avaliaçã e Classificaçã na 2ª Etapa Da classificaçã para a 3 Etapa Da Premiaçã Da 3ª Etapa Ds Critéris de Avaliaçã e Classificaçã na 3ª Etapa D Resultad Final Da Premiaçã Das Dispsições Gerais

4 1. Das Dispsições Preliminares 1.1. O Festival será regid pr este Edital, publicad em 13 de julh de O Festival tem cm bjetiv valrizar e divulgar repertóri e as canções francófnas Em tdas as etapas d Festival serã avaliadas interpretações mediante critéris descrits n item 12 deste edital O Festival relacinad a presente dcument acntecerá em Brasília, Distrit Federal As inscrições serã realizadas na unidade da Aliança Francesa de Brasília Asa Sul e através d site cnfrme detalhad n item A banca julgadra d Festival será cmpsta pr 5 (cinc) persnalidades ligadas a mei artístic, à Aliança Francesa, às autridades francesas e/u representantes ds patrcinadres. 2. Ds Requisits Básics Para Participar d Festival 2.1. Pderá participar tda pessa de nacinalidade brasileira e mair de 18 ans Nã pderã cncrrer a presente Festival, nem cm intérprete u cmpsitr, s funcináris da Aliança Francesa, s membrs da Cmissã Organizadra, s membrs envlvids cm a banca julgadra, bem cm s respectivs familiares de tdas as categrias anterirmente citadas Os arranjs das músicas nã devem ultrapassar 30 segunds além d temp da duraçã riginal da música Os candidats pderã cncrrer cm interpretações de canções francófnas cuja autria seja entre 2004 e Da Inscriçã n Festival 3.1. Períd de inscriçã: 13 de julh a 25 de agst de Meis de inscriçã: VIRTUAL. O candidat deverá enviar s seguintes dcuments: Ficha de inscriçã dispnível em na platafrma GgleFrms. O envi d frmulári é feit através de uma pçã dentr da platafrma, nã send necessári envi da ficha qualquer utr frmat; A cançã esclhida deverá ser gravada em frmat digital de áudi u víde (cm mp3, wav,...) cmpatível cm s prgramas Quicktime u VLC, cm a referência das másicas e tm esclhid; Cópia de dcument de identificaçã que cntenha ft, juntamente cm item anterir devem ser enviads para cm assunt INSCRIÇÃO FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA

5 FÍSICA. O candidat deverá entregar s seguintes dcuments na Aliança Francesa de Brasília Asa Sul: EQ 708/907 sul lte A, s/n Ficha de inscriçã impressa e dispnível em na platafrma GgleFrms. A ficha deverá ter tds s dads requisitads infrmads e ser preenchida de frma legível; A cançã esclhida deverá ser gravada em frmat digital de áudi u víde (cm mp3, wav,...) cmpatível cm s prgramas Quicktime u VLC, cm a referência das másicas e tm esclhid. Deve-se entregar uma cópia da interpretaçã em CD u DVD; Cópia de dcument de identificaçã que cntenha ft A música deverá bedecer a limite de 04 (quatr) minuts, cm tlerância máxima de 30 (trinta) segunds O edital e a ficha de inscriçã estarã dispníveis n site: a partir de 13 de julh de Nã será cbrada taxa de inscriçã Cada candidat só pderá se inscrever 01 (uma) vez cm 01 (uma) música, send vedada a utilizaçã de pseudônims, sb pena de desclassificaçã sumária O envelpe, cntend s dcuments e s suprtes cm as músicas, deve ser entregue lacrad e em mãs, n Cultural da Aliança Francesa de Brasília Asa Sul. Para s envis pr , candidat deverá receber uma mensagem de cnfirmaçã da recepçã ds dcuments para ficializar sua inscriçã. As infrmações prestadas n frmulári de inscriçã sã de inteira respnsabilidade d candidat, dispnd a Cmissã Organizadra d Festival d direit de excluir aquele que frnecer dads inverídics A Cmissã Organizadra avaliará as inscrições recebidas. Aquela(s) que nã atender(em) às cndições estabelecidas neste Edital será(ã) indeferida(s) sumariamente, sem a necessidade de justificativa Em cas de err u nã preenchiment cmplet d frmulári de inscriçã, essa será indeferida, independentemente de qualquer avis u diligência Uma vez efetivada a inscriçã nã será permitida qualquer alteraçã. Cabe a interessad certificar-se de que atende a tds s requisits estabelecids neste Edital É vedada a inscriçã cndicinal u extemprânea As inscrições que nã atenderem às nrmas deste Edital serã indeferidas. 5

6 4. Das Etapas d Cncurs 4.1. O cncurs será cnstituíd de 03 (três) Etapas ª Etapa (eliminatória e classificatória): avaliações e seleçã d material enviad pr cada candidat ª Etapa (eliminatória e classificatória): Apresentaçã da música a viv n Auditóri Françise Valière, na Aliança Francesa de Brasília Asa Sul, para Festival da Cançã Francesa 2014 que acntecerá em 12 de setembr d presente an. Seleçã pela cmissã julgadra de 1 (um) cadidat para disputar a etapa nacinal ª Etapa (eliminatória e classificatória): Fase nacinal presencial cm apresentaçã da música n palc d Auditóri da Aliança Francesa d Ri de Janeir. 1ª Etapa / Etapa Lcal 5. Da 1ª Etapa 5.1. Participarã da 1ª Etapa tdas as inscrições avaliadas pela Cmissã Organizadra e cnsideradas válidas. 6. D resultad da 1ª Etapa 6.1. Será divulgada uma lista ds candidats selecinads em nss site e em nssas mídias sciais. A Cmissã Organizadra também infrmará s candidats selecinads pr O resultad será divulgad em 1º de setembr de ª Etapa / Etapa Reginal 7. Da 2ª Etapa 7.1. Participarã s classificads na 1ª Etapa; 7.2. As apresentações acntecerã n Auditóri da Aliança Francesa de Brasília Asa Sul, em 12 de setembr de 2014; 7.3. A Aliança Francesa estabelecerá a rdem de apresentaçã nesta Etapa Lg após a divulgaçã da rdem, s candidats terã direit a marcar 1 (um) ensai cm a banda dispnibilizada pela Prduçã d Festival; 7.5. Cada ensai terá duraçã máxima de 60 minuts cntínus; 7.6. O candidat esclherá dia e hrári d ensai de acrd cm as pções apresentadas pela Cmissã Organizadra; 7.7. O candidat deve levar um CD virgem a ensai, para gravar sua música e levar para casa; 7.8. A perfmance se cnstituirá de uma apresentaçã utilizand acmpanhament da banda dispnibilizada pela Prduçã d Festival u instrument tcad pel própri candidat; 7.9. Perderá direit a ensai e a passagem de sm candidat que nã estiver presente n 6

7 hrári e data estabelecids para ensai; É vedada qualquer utilizaçã de playback, seja durante ensai, seja durante a apresentaçã; As Alianças francesas que rganizam as etapas reginais sã as Alianças de: Recife, Salvadr, Brasília, Bel Hriznte, Curitiba, Sã Paul, Prt Alegre e Ri de Janeir. 8. Ds Critéris de Avaliaçã e Classificaçã na 2ª Etapa 8.1. Serã julgads s quesits: afinaçã; ritm; interpretaçã (capacidade de transmitir s sentiments evcads pel text e a música); prnúncia; pstura cênica (presença de palc) Os quesits julgads na 2ª Etapa receberã ntas de 5 (cinc) a 10 (dez). A nta será cmpsta pr mei de sma das ntas btidas ns critéris detalhads n item 8.1. (afinaçã) + (ritm) + (interpretaçã) + (pstura cênica) + (prnúncia) = nta / Serã selecinadas nesta etapa, em rdem decrescente de pntuaçã btida cnfrme item 8.2 deste edital, smente 03 (três) candidats Será desclassificad e eliminad d Festival candidat que nã cmparecer n hrári e lcal estabelecid para a apresentaçã. 8.5 Os arranjs nã devem ultrapassar 30 segunds além d temp da duraçã riginal da música. 8.6 Em cas de empate, a cmissã julgadra terá liberdade para definir vencedr, sem a necessidade de segunda apresentaçã ds candidats e de qualquer justificativa pr parte da cmissã julgadra. 9. D Resultad da 2 Etapa : 9.1. O resultad será anunciad na mesma nite, lg após a reuniã da cmissã julgadra. 10. Da Premiaçã da 2 Etapa e da Classificaçã para a 3 Etapa : Serã premiads s três primeirs classificads na 2ª Etapa d Festival Os prêmis serã: 1º lugar: Participaçã na Final Nacinal que acntecerá n Ri de Janeir. Os custs de passagens aéreas, hspedagem e per diems serã arcads e definids pela Aliança Francesa Brasília. 2º lugar: uma blsa de 100% em um curs regular da Aliança Francesa de Brasília, para segund semestre de º lugar: Um jantar para casal num restaurante francês parceir Os prêmis serã entregues na Aliança Francesa de Brasília, n praz máxim de 10 dias após a premiaçã N dia da premiaçã será entregue as vencedres um dcument simbólic, n valr d 7

8 prêmi Os prêmis sã individuais e intransferíveis Na hipótese de desistência, vencedr deverá manifestá-la pr escrit, n praz máxim de (01) um mês. Nesse cas, candidat imediatamente psterir assumirá a classificaçã d desistente. 3ª Etapa / Etapa Nacinal 11. Da 3ª Etapa Participarã s 8 (it) candidats classificads nas Etapas Reginais de Recife, Salvadr, Brasília, Bel Hriznte, Curitiba, Sã Paul, Prt Alegre e Ri de Janeir Será realizada n mês de utubr de A Aliança Francesa estabelecerá a rdem de apresentaçã nesta Etapa Lg após a divulgaçã da rdem, s candidats terã direit a marcar 1 (um) ensai cm a banda dispnibilizada pela Prduçã d Festival Cada candidat terá direit, sem custs, a 01 (um) únic ensai cm duraçã máxima de 60 minuts cntínus O candidat esclherá dia e hrári d ensai de acrd cm as pções apresentadas pela Prduçã O candidat deve levar um CD virgem a ensai, para gravar sua música e levar para casa A perfrmance se cnstituirá de uma apresentaçã utilizand acmpanhament da banda dispnibilizada pela Prduçã d Festival u instrument tcad pel própri candidat Perderá direit a ensai e a passagem de sm candidat que nã estiver presente n hrári e data estabelecids para ensai É vedada qualquer utilizaçã de playback, seja durante ensai, seja durante a apresentaçã. 12. Ds Critéris de Avaliaçã e Classificaçã na 3ª Etapa Serã julgads s quesits: afinaçã; ritm; interpretaçã (capacidade de transmitir s sentiments evcads pel text e a música); prnúncia; pstura cênica ( presença de palc) Os quesits julgads na 2ª Etapa receberã ntas de 5 (cinc) a 10 (dez). A nta será cmpsta pr mei de sma das ntas btidas ns critéris detalhads n item 12.1 deste edital: (afinaçã) + (ritm) + (interpretaçã) + (pstura cênica) + (prnúncia) = nta / Serã selecinads nesta etapa, em rdem decrescente de pntuaçã btida cnfrme item 8

9 12.2. deste edital, smente 03 (três) candidats Será desclassificad e eliminad d Festival candidat que nã cmparecer n hrári e lcal estabelecid para a apresentaçã Os arranjs nã devem ultrapassar 30 segunds além d temp da duraçã riginal da música Em cas de empate, a cmissã julgadra terá liberdade para definir vencedr, sem a necessidade de uma segunda apresentaçã ds candidats u qualquer justificativa da cmissã julgadra. 13. D Resultad Final O resultad será anunciad na mesma nite, lg após a reuniã da cmissã julgadra. Smente serã anunciads s três primeirs lugares. Nã haverá divulgaçã da classificaçã ds utrs candidats. 14. Da Premiaçã Serã premiads s três primeirs classificads na 3 e última Etapa d Festival Os prêmis d sã: 1º lugar: uma passagem Ri-Paris-Ri u uma passagem Sã Paul-Paris-Sã Paul, u uma passagem Brasilia-Paris-Brasilia + 6 nites em Paris pela empresa parceira Airfrance. 2º lugar: uma passagem Ri-Paris-Ri u uma passagem Sâ Paul-Paris-Sâ Paul u uma passagem Brasilia-Paris-Brasilia pela empresa parceira Airfrance. 3º lugar: um fim de semana n Club Med Brasil para duas pessas O praz máxim de entrega ds prêmis é de 10 meses após a premiaçã N dia da premiaçã será entregue as vencedres um dcument simbólic n valr d prêmi Os prêmis sã individuais, intransferíveis e nã pdem ser transfrmads em dinheir Para premiações que cmpreendem vôs internacinais: A Aliança Francesa d Ri de Janeir assumirá s custs ds transprtes nacinais ds vencedres até a cidade de partida d vô internacinal (Ri de Janeir, Sã Paul u Brasilia). A esclha d mei de transprte será feita pela própria Aliança Francesa Para a premiaçã que cmpreende estadia n Club Med: A Aliança Francesa assumirá cust d transprte nacinal da cidade brasileira de rigem d vencedr até a filial d Club Med n Brasil parceir d Festival. 15. Das Dispsições Gerais As decisões da Cmissã Julgadra serã irrecrríveis A inscriçã d candidat implica na aceitaçã das nrmas para a seleçã, cntidas ns cmunicads, nas instruções a candidat, neste edital e em utrs que vierem a ser divulgads O candidat deverá manter atualizad seu endereç pstal, eletrônic e númers de 9

10 telefne na Aliança Francesa enquant estiver participand d Festival A inexatidã de infrmações, declarações falsas u irregulares em quaisquer dcuments, ainda que verificada psterirmente, eliminará candidat d Festival, anuland-se tds s ats da inscriçã, sem prejuíz das demais medidas de rdem administrativa, cível u criminal O candidat deverá cmparecer as lcais de realizaçã de tdas as Etapas cm antecedência de 30 (trinta) minuts d hrári estabelecid para seu iníci, prtand Cmprvante de Inscriçã e dcument de identificaçã que cntenha ft Os cass misss neste Edital serã reslvids pela Cmissã Organizadra d referid event Qualquer irregularidade cmetida pr pessas envlvidas n Festival será bjet de inquérit administrativ e/u plicial ns terms da legislaçã pertinente, estand infratr sujeit às penalidades previstas na respectiva legislaçã Nã serã frnecids atestads, cópias de dcuments, certificads u certidões, relativs às ntas de candidats eliminads É brigatóri cmpareciment d candidat ns hráris e lcais estabelecids, ficand eliminad aquele que descumprir este item A Cmissã Organizadra d Festival nã se respnsabilizará pr perdas u extravis de bjets u de equipaments eletrônics crrids durante a realizaçã da seleçã, nem pr dans neles causads O vencedr d primeir prêmi se briga a realizar uma apresentaçã musical gratuita em lcal a ser determinad pela Aliança Francesa n praz de 13 (treze) meses cntads de sua premiaçã. Esta apresentaçã nã acarretará em custs para candidat O vencedr d primeir prêmi fica autmaticamente impedid de participar das duas edições seguintes d festival Um candidat só pderá se inscrever uma única vez, em uma única Aliança Francesa d Brasil Os candidats autrizam a divulgaçã e publicaçã de dads e imagens pessais para a prmçã d Festival em tds s meis de cmunicaçã utilizads pela Aliança Francesa d Brasil. Os candidats deverã assinar um dcument de cessã de direit de imagem gratuit e indeterminad junt à ficha de inscriçã. Parágraf 1: na hipótese de uma etapa reginal nã pssibilitar a indicaçã de classificads para a final nacinal, seja pela insuficiência de participantes, seja pela avaliaçã da cmissã julgadra quant a ausência de qualidade d material prduzid, fica facultad à cmissã rganizadra d festival, em caráter excepcinal, discricinári e inquestinável, cnvcar candidats de utras etapas reginais que nã tenham se classificad nas duas primeiras clcações, de acrd cm a rdem de classificaçã de cada etapa reginal. Parágraf 2 (segund): As Alianças Francesas nã rganizadras das etapas reginais, prém que venham a realizar um event públic cm, n mínim, 10 candidats, a fim de selecinar 1 (um) u 10

11 mais, terã s vencedres inscrits autmaticamente na etapa reginal, respeitand a tabela gegráfica seguinte : Salvadr: Maceió, Aracaju, Juazeir d Nrte Recife: Belém, Sã Luís, Frtaleza, Natal, Jã Pessa, Brasília: Manaus, Giânia, Camp Grande Bel Hriznte: Sete Lagas, Sã Jã Del Rei, Viçsa, Juiz de Fra, Our Pret Curitiba: Blumenau, Flrianóplis, Jinville, Curitiba, Lndrina, Fz de Iguaçu, Sã Paul: ABC, Campinas, Ribeirã Pret, Sants, Sã Jsé ds Camps, Batatais, Baurú, Jundiaí, Franca, Sã Carls, Araraquara Prt Alegre: Santana de Livrament, Caxias d Sul Ri de Janeir: Niterói, Sã Gnçal, Teresóplis, Petróplis, Nva Friburg, Vitória, Macaé As Alianças que rganizam esses events de seleçã serã respnsáveis pela viagem, hspedagem e diárias ds seus candidats para a participaçã na 2ª etapa (reginal). Essa Alianças deverã estar de acrd cm as premiações sugeridas nas etapas reginais. Em cas de blsas de estuds, a Aliança Francesa da respectiva cidade é respnsável pela premiaçã. 11

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2014

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2014 FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2014 O MELHOR DA MUSICA FRANCESA (INCLUINDO O REPERTORIO FRANCÓFONO) CALENDÁRIO DO FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA DA ALIANÇA FRANCESA 2014 23 de mai de 2014 Lançament e publicaçã

Leia mais

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2015

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2015 FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2015 O MELHOR DA MUSICA FRANCESA (INCLUINDO O REPERTÓRIO FRANCÓFONO) CALENDÁRIO DO FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA DA ALIANÇA FRANCESA 2015 01 de junh 2015 Lançament e publicaçã

Leia mais

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2011

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2011 FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2011 CALENDÁRIO DO FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA DA ALIANÇA Até 3 de junho: Inscrições 19 de maio (a partir das 19h30): Noite Serge Gainsbourg De 4 a 7 de junho: Pré-seleção dos

Leia mais

6 de junho Divulgação dos preselecionados no Site www.aliancafrancesa.com.br. 17 e 18 de junho Ensaios dos selecionados com a banda

6 de junho Divulgação dos preselecionados no Site www.aliancafrancesa.com.br. 17 e 18 de junho Ensaios dos selecionados com a banda FESTIVAL DA CANÇÃO DA ALIANÇA FRANCESA - SÃO PAULO 2011 - DEDICADO AO COMPOSITOR SERGE GAINSBOURG CALENDÁRIO DO FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA DA ALIANÇA FRANCESA DE SÃO PAULO 2011 13 de abril de 2011 Publicação

Leia mais

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2013 (ETAPA REGIONAL EM BH)

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2013 (ETAPA REGIONAL EM BH) FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2013 (ETAPA REGIONAL EM BH) O MELHOR DA MÚSICA FRANCESA CALENDÁRIO DO FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA DA ALIANÇA FRANCESA 2013 27 de març 2013 Lançament e publicaçã d edital n Site

Leia mais

Publicação do edital no Site da Aliança Francesa www.affloripa.com.br. 01 de junho Divulgação dos preselecionados no Site www.affloripa.com.

Publicação do edital no Site da Aliança Francesa www.affloripa.com.br. 01 de junho Divulgação dos preselecionados no Site www.affloripa.com. IV FESTIVAL DA CANÇÃO DA ALIANÇA FRANCESA 2011 A OBRA DE SERGE GAINSBOURG CALENDÁRIO DO FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA DA ALIANÇA FRANCESA 2011 04 DE ABRIL 2011 De 04 de Abril até 20 de maio Publicação do

Leia mais

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2014

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2014 FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2014 O MELHOR DA MUSICA FRANCESA (INCLUINDO O REPERTORIO FRANCÓFONO) CALENDÁRIO DO FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA DA ALIANÇA FRANCESA 2014 13 de junh de 2014 Lançament e publicaçã

Leia mais

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2014

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2014 FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2014 O MELHOR DA MUSICA FRANCESA (INCLUINDO O REPERTORIO FRANCÓFONO) DE 2004 A 2014 CALENDÁRIO DO FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA DA ALIANÇA FRANCESA 2014 6 de mai de 2014 Lançament

Leia mais

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2017

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2017 FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2017 CALENDÁRIO DO FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA DA ALIANÇA FRANCESA EDIÇÃO 2017 12 de mai 2017 Lançament e publicaçã d edital n Site da Aliança Francesa BELÉM De 15 de mai a

Leia mais

FESTIVAL O MELHOR DA MUSICA FRANCESA (INCLUINDO O REPERTÓRIO FRANCÓFONO)

FESTIVAL O MELHOR DA MUSICA FRANCESA (INCLUINDO O REPERTÓRIO FRANCÓFONO) FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2017 O MELHOR DA MUSICA FRANCESA (INCLUINDO O REPERTÓRIO FRANCÓFONO) CALENDÁRIO DO FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA DA ALIANÇA FRANCESA BELO HORIZONTE EDIÇÃO 2017 10 de julh 2017

Leia mais

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 027/ DE 19 DE NOVEMBRO DE VESTIBULAR 16/01 O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP 64.073-505,

Leia mais

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL DEPARTAMENTO DO RIO DE JANEIRO

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL DEPARTAMENTO DO RIO DE JANEIRO 52ª PREMIAÇÃO ANUAL IAB RJ EDITAL 2014 INTRODUÇÃO O Institut de Arquitets d Brasil - IAB-RJ cnvca arquitets e urbanistas a participarem da 52ª Premiaçã Anual ds Arquitets que, em 2014, agrega às categrias

Leia mais

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2015

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2015 FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2015 O MELHOR DA MUSICA FRANCESA (INCLUINDO O REPERTÓRIO FRANCÓFONO) CALENDÁRIO DO FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA DA ALIANÇA FRANCESA 2015 22 de mai 2015 Lançament e publicaçã

Leia mais

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO FGV LAW PROGRAM

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO FGV LAW PROGRAM ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO FGV LAW PROGRAM EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA 1º semestre / 2015 O FGV Law Prgram da Escla

Leia mais

1 CORRIDA NOTURNA UNIMED CASCAVEL REGULAMENTO OFICIAL

1 CORRIDA NOTURNA UNIMED CASCAVEL REGULAMENTO OFICIAL 1 CORRIDA NOTURNA UNIMED CASCAVEL A 1 Crrida Nturna Unimed Cascavel é uma nva prpsta de lazer, diversã, prmçã da saúde e da qualidade de vida ds mradres de Cascavel e Regiã. O event é cmpst pr crrida,

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Escrituração Contábil Digital ECD

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Escrituração Contábil Digital ECD Parecer Cnsultria Tributária Segments Escrituraçã Cntábil Digital ECD 23/12/2013 Parecer Cnsultria Tributária Segments Títul d dcument Sumári Sumári... 2 1. Questã... 3 2. Nrmas Apresentadas Pel Cliente...

Leia mais

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 Flrianóplis, 25 de janeir de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 1) Cnsiderações Gerais: A Federaçã Nacinal ds Estudantes de Engenharia Civil

Leia mais

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso Universidade Federal d Ceará Campus de Sbral Curs de Engenharia da Cmputaçã Regulament para realizaçã d Trabalh de Cnclusã de Curs Intrduçã Este dcument estabelece as regras básicas para funcinament das

Leia mais

Programa provisório -

Programa provisório - Prgrama prvisóri - 1 INTRODUÇÃO O trnei Águeda Basket - Pásca decrrerá ns dias 3 (sexta-feira santa) e 4 (sábad) de abril de 2015 n Pavilhã Multiuss d Ginási Clube de Águeda. É direcinad as escalões Sub-14

Leia mais

2. A programação completa e mais informações estarão disponíveis no site www.gar.esp.br.

2. A programação completa e mais informações estarão disponíveis no site www.gar.esp.br. REGULAMENTO 1. Sbre Event 1. A Gramad Adventure Running é uma prva de revezament junt à natureza que será realizada n dia 09/05/2015 (Sábad) em Gramad, n Estad d Ri Grande d Sul, cm participaçã de ambs

Leia mais

EDITAL PADRÃO REFERENTE AOS PROCESSOS DE SELEÇÃO DE PESSOAS SESC SANTA CATARINA

EDITAL PADRÃO REFERENTE AOS PROCESSOS DE SELEÇÃO DE PESSOAS SESC SANTA CATARINA EDITAL PADRÃO REFERENTE AOS PROCESSOS DE SELEÇÃO DE PESSOAS SESC SANTA CATARINA O presente dcument tem cm bjetiv dispnibilizar a divulgaçã ficial das cndições estabelecidas pel Sesc Santa Catarina para

Leia mais

Manual de Procedimentos

Manual de Procedimentos Manual de Prcediments Prcediments para Submissã de Prjets de MDL à Cmissã Interministerial de Mudança Glbal d Clima Secretaria Executiva Cmissã Interministerial de Mudança Glbal d Clima Prcediments para

Leia mais

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde Anex V Sftware de Registr Eletrônic em Saúde Implantaçã em 2 (duas) Unidades de Saúde Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESTRATÉGIAS E PROCEDIMENTOS DE IMPLANTAÇÃO... 3 4 INFRAESTRUTURA NAS UNIDADES DE SAÚDE -

Leia mais

PRÊMIO AUTOMAÇÃO - CATEGORIA DE JORNALISMO

PRÊMIO AUTOMAÇÃO - CATEGORIA DE JORNALISMO PRÊMIO AUTOMAÇÃO - CATEGORIA DE JORNALISMO REGULAMENTO 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO O PRÊMIO NA CATEGORIA DE JORNALISMO tem cm bjetiv premiar matérias veiculadas na imprensa nacinal relativas a temas ligads

Leia mais

Salvador, Bahia Sexta-feira 19 de Julho de 2013 Ano XCVII N o 21.187 EDITAL Nº 073/2013

Salvador, Bahia Sexta-feira 19 de Julho de 2013 Ano XCVII N o 21.187 EDITAL Nº 073/2013 Salvadr, Bahia Sexta-feira 19 de Julh de 2013 An XCVII N 21.187 EDITAL Nº 073/2013 FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA SELEÇÃO DE DIVULGADORES DO PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2014 DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA

Leia mais

Edital de Chamada Pública nº 01/2012 SEBRAE 2014

Edital de Chamada Pública nº 01/2012 SEBRAE 2014 Edital de Chamada Pública nº 01/2012 SEBRAE 2014 A Diretria d SEBRAE/RS trna públic presente edital e cnvida Artesãs representads pr Assciações e/u Cperativas de Artesanat d Ri Grande d Sul a inscreverem-se

Leia mais

ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS

ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS 1 Os Estads-Membrs devem garantir que tdas as cndições u restrições relativas

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA EDITAL Nº 01/2014

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA EDITAL Nº 01/2014 SELEÇÃO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA PARA O CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL PARA O SEGUNDO PERÍODO LETIVO DE 2014. 1. PREÂMBULO 1.1. O Crdenadr d Prgrama de

Leia mais

MTUR Sistema FISCON. Manual do Usuário

MTUR Sistema FISCON. Manual do Usuário MTUR Sistema FISCON Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 5 4.1. CADASTRAR CONVENENTE... 5 4.2. INSERIR FOTOGRAFIAS/IMAGENS

Leia mais

EIXO 3 CONECTIVIDADE E ARTICULAÇÃO TERRITORIAL AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO N.º 2

EIXO 3 CONECTIVIDADE E ARTICULAÇÃO TERRITORIAL AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO N.º 2 EIXO 3 CONECTIVIDADE E ARTICULAÇÃO TERRITORIAL REGULAMENTO ESPECÍFICO: EQUIPAMENTOS PARA A COESÃO LOCAL AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO N.º 2 Ns terms d regulament específic Equipaments para a Cesã Lcal,

Leia mais

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA 2º semestre / 2012 O Prgrama de Educaçã Cntinuada da trna públic, para cnheciment

Leia mais

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil;

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil; TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE ANÁLISE DA REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL DE ATIVO PARA CÁLCULOS DO VALOR DO IMPAIRMENT E VIDA ÚTIL RESIDUAL, EM CONFORMIDADE COM O DISPOSTO

Leia mais

Consulta Serviços de conceção e desenvolvimento criativo, produção e montagem do Fórum PORTUGAL SOU EU

Consulta Serviços de conceção e desenvolvimento criativo, produção e montagem do Fórum PORTUGAL SOU EU Cnsulta Serviçs de cnceçã e desenvlviment criativ, prduçã e mntagem d Fórum PORTUGAL SOU EU Julh 2014 Cnteúd 1. Intrduçã... 2 2. Enquadrament... 2 3. Públic-Alv... 2 4. Objetivs da Cnsulta... 3 5. Cndições

Leia mais

REGULAMENTO DA CAMPANHA DO DIA MUNDIAL DE COMBATE A PÓLIO 2015 1

REGULAMENTO DA CAMPANHA DO DIA MUNDIAL DE COMBATE A PÓLIO 2015 1 REGULAMENTO DA CAMPANHA DO DIA MUNDIAL DE COMBATE A PÓLIO 2015 1 DISPOSIÇÕES GERAIS A campanha d Dia Mundial de Cmbate à Plimielite (também cnhecida cm paralisia infantil), celebrad n dia 24 de utubr,

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE (Prt. MEC nº 797/14, de 11/09/2014, publicada n DOU em 12/09/2014) EDITAL 2015 PROCESSO SELETIVO O Diretr Geral da Faculdade de Educaçã em Ciências da Saúde (FECS),

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações SAZONALIZAÇÃO DE CONTRATO INICIAL E DE ENERGIA ASSEGURADA PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para

Leia mais

PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014

PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014 QUALIDADE RS PGQP PROGRAMA GAÚCHO DA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014 GUIA PARA CANDIDATURA SUMÁRIO 1. O PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP... 3 1.1 Benefícis... 3 2. PREMIAÇÃO... 3 2.1 Diretrizes

Leia mais

Definir e padronizar os procedimentos para o planejamento e a execução de atividades de cerimonial no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Acre.

Definir e padronizar os procedimentos para o planejamento e a execução de atividades de cerimonial no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Acre. Códig: MAP-SERPU-001 Versã: 00 Data de Emissã: 01/01/2013 Elabrad pr: Secretaria de Relações Públicas e Cerimnial Aprvad pr: Presidência 1 OBJETIVO Definir e padrnizar s prcediments para planejament e

Leia mais

REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014

REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014 1 REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014 PARTICIPANTES A Olimpíada Jurídica 2014 é uma cmpetiçã direcinada a aluns que estejam regularmente matriculads ns curss de graduaçã de Direit de Instituições de

Leia mais

Regulamento Biblioteca FACULDADE IPEL

Regulamento Biblioteca FACULDADE IPEL REGULAMENTO BIBLIOTECA FACULDADE IPEL Regulament Bibliteca FACULDADE IPEL Pus Alegre/MG 2014 REGULAMENTO DA BIBLIOTECA ESTE REGULAMENTO TEM POR OBJETIVO ESTABELECER NORMAS REFERENTES AO FUNCIONAMENTO DA

Leia mais

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 010/ DE 11 DE JUNHO DE VESTIBULAR /02 O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP 64.073-505, Telefne:

Leia mais

Procedimento Operacional Padrão FMUSP - HC. Faculdade de Medicina da USP Diretoria Executiva da FMUSP e Diretoria Executiva dos LIMs

Procedimento Operacional Padrão FMUSP - HC. Faculdade de Medicina da USP Diretoria Executiva da FMUSP e Diretoria Executiva dos LIMs 1. OBJETIVOS: fixar nrma para realizaçã ds prcediments de cleta interna de carcaças de animais de experimentaçã n Sistema FMUSP-HC, bservand-se as devidas cndições de higiene e segurança. 2. ABRANGÊNCIA:

Leia mais

Informações Importantes 2015

Informações Importantes 2015 Infrmações Imprtantes 2015 CURSOS EXTRACURRICULARES N intuit de prprcinar uma frmaçã cmpleta para alun, Clégi Vértice ferece curss extracurriculares, que acntecem lg após as aulas regulares, tant n períd

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 005/2014 DE 07 DE ABRIL DE 2014 PROCESSO SELETIVO O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP.: 64.073-505,

Leia mais

Regulamento do programa de bolsas de estudos

Regulamento do programa de bolsas de estudos Regulament d prgrama de blsas de estuds Unidades Ri de Janeir e Sã Paul Data de publicaçã: 13/05/2015 Regulament válid até 30/08/2015 1 1. Sbre prgrama Através de um prcess seletiv, prgrama de blsas de

Leia mais

Art. 2º. Trata-se de uma promoção de caráter exclusivamente de estimulo cultural, profissional e acadêmico sem vínculo com sorteios.

Art. 2º. Trata-se de uma promoção de caráter exclusivamente de estimulo cultural, profissional e acadêmico sem vínculo com sorteios. Prêmi Data Pint de Criatividade e Invaçã - 2011 N an em que cmpleta 15 ans de atuaçã n mercad de treinament em infrmática, a Data Pint ferece à cmunidade a prtunidade de participar d Prêmi Data Pint de

Leia mais

Instruções para as apresentações científicas

Instruções para as apresentações científicas Instruções para as apresentações científicas As apresentações pderã ser realizadas na frma de PÔSTER u ORAL, dentr das especialidades dntlógicas: Ciências Básicas, Estmatlgia/Radilgia/Patlgia, Cirurgia,

Leia mais

PROGRAMA FORMAR / 2009 Modalidade Apoio Formativo Plurianual

PROGRAMA FORMAR / 2009 Modalidade Apoio Formativo Plurianual PROGRAMA FORMAR / 2009 Mdalidade Api Frmativ Plurianual INSCRIÇÕES - GUIA DE PROCEDIMENTOS De acrd cm a Prtaria nº 1229/2006, de 15 de Nvembr, Institut Prtuguês da Juventude (IPJ) cntinua a prmver a frmaçã

Leia mais

1. Conceituação Percentual de crianças imunizadas com vacinas específicas, em determinado espaço geográfico, no ano considerado.

1. Conceituação Percentual de crianças imunizadas com vacinas específicas, em determinado espaço geográfico, no ano considerado. INDICADOR: F.13 COBERTURA VACINAL 1. Cnceituaçã Percentual de crianças imunizadas cm vacinas específicas, em determinad espaç gegráfic, n an cnsiderad. 2. Interpretaçã Estima nível de prteçã da ppulaçã

Leia mais

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2015

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2015 FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2015 O MELHOR DA MUSICA FRANCESA (INCLUINDO O REPERTÓRIO FRANCÓFONO) CALENDÁRIO DO FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA DA ALIANÇA FRANCESA 2015 08 de junho 2015 Lançamento e publicação

Leia mais

CTH - ALERT REFERRAL NOVAS FUNCIONALIDADES/Perfil Administrativo Centro de Saúde

CTH - ALERT REFERRAL NOVAS FUNCIONALIDADES/Perfil Administrativo Centro de Saúde Cnsulta a Temp e Hras CTH - ALERT REFERRAL NOVAS FUNCIONALIDADES/Perfil Administrativ Centr de Saúde 2013 ALERT Life Sciences Cmputing, S.A.. Tds s direits reservads. A ALERT Life Sciences Cmputing, S.A.

Leia mais

REGULAMENTO BRASIL SEVENS 2014

REGULAMENTO BRASIL SEVENS 2014 REGULAMENTO BRASIL SEVENS 2014 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE RUGBY Capítul I - Dispsições Gerais O Campenat Brasileir de Rugby Sevens, denminad Brasil Sevens ( Trnei ), é um event prmvid e rganizad pela Cnfederaçã

Leia mais

Promover a obtenção de AIM (Autorização de Introdução no Mercado) no estrangeiro de medicamentos criados e desenvolvidos em Portugal.

Promover a obtenção de AIM (Autorização de Introdução no Mercado) no estrangeiro de medicamentos criados e desenvolvidos em Portugal. SIUPI SISTEMA DE INCENTIVOS À UTILIZAÇÃO DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL FICHA DE MEDIDA Apia prjects que visem estimular investiment em factres dinâmics de cmpetitividade, assciads à invaçã tecnlógica, a design

Leia mais

PM 3.5 Versão 1 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 1 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações PdC CZ.01 PM 3.5 Versã 1 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para Prcediment de Cmercializaçã. Inserid índice. Alterada

Leia mais

OBJECTIVO. Ligação segura às redes públicas de telecomunicações, sob o ponto de vista dos clientes e dos operadores;

OBJECTIVO. Ligação segura às redes públicas de telecomunicações, sob o ponto de vista dos clientes e dos operadores; Prcediments de Avaliaçã das ITED ANACOM, 1ª ediçã Julh 2004 OBJECTIVO De acrd cm dispst n nº 1, d artº 22º, d Decret Lei nº 59/2000, de 19 de Abril (adiante designad cm DL59), a cnfrmidade da instalaçã

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Aprvad: Data: 11/09/2008 Data: 10/10/2008 Data: A autenticaçã d dcument cnsta n arquiv primári da Qualidade Referencia: Help_Online_Antecedentes_Criminais.dc

Leia mais

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 7/2015 DE 27 DE ABRIL DE 2015 VESTIBULAR 2015/02 O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP 64.073-505,

Leia mais

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000 ISO 9001:2008 alterações à versã de 2000 Já passaram quase it ans desde que a versã da ISO 9001 d an 2000 fi publicada, que cnduziu à necessidade de uma grande mudança para muitas rganizações, incluind

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO - OCORRÊNCIA PC

MANUAL DO USUÁRIO - OCORRÊNCIA PC SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Aprvad: Referencia: Help_Online_crrencia_PC.dc Versã: 01.00 Data: 19-10-2007 Data: 10/10/2008 Data: A autenticaçã d dcument

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS PARA DISCENTES NOS PROJETOS DE EXTENSÃO DA FACULDADE ASCES EM 2015.2

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS PARA DISCENTES NOS PROJETOS DE EXTENSÃO DA FACULDADE ASCES EM 2015.2 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS PARA DISCENTES NOS PROJETOS DE EXTENSÃO DA FACULDADE ASCES EM 2015.2 A Faculdade ASCES, através d Núcle de Extensã e Atividades Cmplementares,

Leia mais

Pessoal, vislumbro recursos na prova de conhecimentos específicos de Gestão Social para as seguintes questões:

Pessoal, vislumbro recursos na prova de conhecimentos específicos de Gestão Social para as seguintes questões: Pessal, vislumbr recurss na prva de cnheciments específics de Gestã Scial para as seguintes questões: Questã 01 Questã 11 Questã 45 Questã 51 Questã 56 Vejams as questões e arguments: LEGISLAÇÃO - GESTÃO

Leia mais

Relatório de Gerenciamento de Riscos

Relatório de Gerenciamento de Riscos Relatóri de Gerenciament de Riscs 2º Semestre de 2014 1 Sumári 1. Intrduçã... 3 2. Gerenciament de Riscs... 3 3. Risc de Crédit... 4 3.1. Definiçã... 4 3.2. Gerenciament... 4 3.3. Limites de expsiçã à

Leia mais

A nova metodologia de apuração do DI propõe que o cálculo seja baseado em grupos de taxas e volumes, não mais em operações.

A nova metodologia de apuração do DI propõe que o cálculo seja baseado em grupos de taxas e volumes, não mais em operações. Taxa DI Cetip Critéri de apuraçã a partir de 07/10/2013 As estatísticas d ativ Taxa DI-Cetip Over (Extra-Grup) sã calculadas e divulgadas pela Cetip, apuradas cm base nas perações de emissã de Depósits

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL Cntratante: O CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL - 12º REGIÃO, pessa jurídica de direit públic cnstituída sb a frma de autarquia fiscalizadra,

Leia mais

Admissões para Creche e Pré-escolar 2016 / 2017

Admissões para Creche e Pré-escolar 2016 / 2017 Admissões para Creche e Pré-esclar 2016 / 2017 1ª Fase: Pré-candidatura Decrre entre 4 a 29 de Janeir (2016): - Ficha de candidatura devidamente preenchida e assinada (dispnível na Secretaria u n site:

Leia mais

MTUR Sistema FISCON. Manual do Usuário

MTUR Sistema FISCON. Manual do Usuário MTUR Sistema FISCON Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 5 4.1. CADASTRAR CONVENENTE... 5 4.2. INSERIR FOTOS DOS CONVÊNIOS...

Leia mais

EDITAL Nº 01/NIC/ 2014

EDITAL Nº 01/NIC/ 2014 Núcle de Intercâmbi e Cperaçã Institucinal EDITAL Nº 01/NIC/ 2014 Seleçã de acadêmics para Intercâmbi n primeir semestre de 2015 d Prgrama de Blsas Iber-Americanas Santander Universidades 2014 A Universidade

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO Term de Referência Anex I - Especificaçã técnica Cntrataçã de Empresa para prestaçã de Serviçs de Treinament na suíte Libreffice TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO

Leia mais

VERSÃO ATUALIZADA EM 07/08/2015 > Alteração no cronograma (Art. 6º e Art. 12º).

VERSÃO ATUALIZADA EM 07/08/2015 > Alteração no cronograma (Art. 6º e Art. 12º). VERSÃO ATUALIZADA EM 07/08/2015 > Alteraçã n crngrama (Art. 6º e Art. 12º). APRESENTAÇÃO Idealizad e instituíd pela Assciaçã Nacinal de Entidades Prmtras de Empreendiments Invadres (Anprtec), em parceria

Leia mais

BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO

BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO O QUE É O BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO? É um auxíli financeir que tem cm bjetiv cntribuir para, u pssibilitar, a cntrataçã de um cuidadr para auxiliar beneficiáris

Leia mais

Este documento tem como objetivo definir as políticas referentes à relação entre a Sioux e seus funcionários.

Este documento tem como objetivo definir as políticas referentes à relação entre a Sioux e seus funcionários. OBJETIVO Este dcument tem cm bjetiv definir as plíticas referentes à relaçã entre a Siux e seus funcináris. A Siux se reserva direit de alterar suas plíticas em funçã ds nvs cenáris da empresa sem avis

Leia mais

METAS DE COMPREENSÃO:

METAS DE COMPREENSÃO: 1. TÓPICO GERADOR: Vivend n sécul XXI e pensand n futur. 2. METAS DE COMPREENSÃO: Essa atividade deverá ter cm meta que s aluns cmpreendam: cm se cnstrói saber científic; cm as áreas d saber estã inter-relacinadas

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO VIAGEM DOS SONHOS COM CEAV JR

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO VIAGEM DOS SONHOS COM CEAV JR REGULAMENTO DA PROMOÇÃO VIAGEM DOS SONHOS COM CEAV JR Este srtei nã se enquadra nas dispsições da Lei 5.768/71 e suas respectivas regulamentações e, prtant, nã está sujeita as seus terms, inclusive n que

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para Prcediment de Cmercializaçã. Inserid

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 023/2013 DE 30 DE SETEMBRO DE 2013 PROCESSO SELETIVO O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP.:

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO EVENTOS

MANUAL DO USUÁRIO EVENTOS SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Data: 17-09-2008 Data: Aprvad: Data: A autenticaçã d dcument cnsta n arquiv primári da Qualidade Referencia: Help_Online_Events.dc

Leia mais

Processo/Instruções de Pagamento para Aplicação no Programa de Sustentabilidade de Pequenas Empresas

Processo/Instruções de Pagamento para Aplicação no Programa de Sustentabilidade de Pequenas Empresas Prcess/Instruções de Pagament para Aplicaçã n Prgrama de Sustentabilidade de Pequenas Empresas Requisits de Elegibilidade 1. A empresa deve estar lcalizada em znas de cnstruçã activa na Alum Rck Avenue

Leia mais

EDITAL Nº 087/2007-GRE

EDITAL Nº 087/2007-GRE GABINETE DA REITORIA EDITAL Nº 087/2007-GRE CONVOCA, EM 7ª CHAMADA, OS CANDI- DATOS APROVADOS NO 9º CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CAOS PÚBLICOS AO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DO OESTE DO PARANÁ, PARA

Leia mais

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário MTur Sistema Artistas d Turism Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 9 4.1. CADASTRAR REPRESENTANTE... 9 4.2. CADASTRAR

Leia mais

Ambas as provas terminam na Reitoria da Universidade de Aveiro.

Ambas as provas terminam na Reitoria da Universidade de Aveiro. REGULAMENTO CORRIDA SOLIDÁRIA BOSCH 2015 1. DENOMINAÇÃO A Bsch em Prtugal, representada pela Bsch Termtecnlgia, S.A, em Aveir, em parceria cm as Câmaras Municipais de Aveir e Ílhav, a Assciaçã Industrial

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE N prcess de renvaçã de matrículas para an lectiv 2008/2009, e na sequência d plan de melhria cntínua ds serviçs a dispnibilizar as aluns, IPVC ferece, pela

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA CONTÁBIL 002/2013. Item 01. Requisitos básicos com justificação

PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA CONTÁBIL 002/2013. Item 01. Requisitos básicos com justificação PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA CONTÁBIL 002/2013 Item 01. Requisits básics cm justificaçã a. Serviç a ser licitad:. Escrituraçã mensal d livr diári; Escrituraçã mensal d livr

Leia mais

SMART CONTROLE DO ESTOQUE DE GONDOLA

SMART CONTROLE DO ESTOQUE DE GONDOLA SMART CONTROLE DO ESTOQUE DE GONDOLA O prcess de cntrle de estque de gôndla fi desenvlvid cm uma prcess de auxili a cliente que deseja cntrlar a quantidade de cada item deve estar dispnível para venda

Leia mais

Edital de 27 de julho de 2009 Bolsão Curso Clio

Edital de 27 de julho de 2009 Bolsão Curso Clio Edital de 27 de julh de 2009 Blsã Curs Cli Cncurs de Blsas pr Desempenh 1. Das dispsições preliminares 1.1 O Cncurs de Blsas d Curs Cli será rganizad pr esta mesma instituiçã e presente edital estará dispnível

Leia mais

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO UC_REQ-MK_ACF-001 27/01/2015 00 1 / 12 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 Objetiv... 2 Públic Alv... 2 Escp... 2 Referências... 2 DESCRIÇÃO GERAL DO PRODUTO... 2 Características d Usuári... 2 Limites, Supsições e

Leia mais

Relatório de Gerenciamento de Riscos

Relatório de Gerenciamento de Riscos Relatóri de Gerenciament de Riscs 2º Semestre de 2015 1 Sumári 1. Intrduçã... 3 2. Gerenciament de Riscs... 3 2.1. Organgrama... 4 3. Risc de Crédit... 4 3.1. Definiçã... 4 3.2. Gerenciament... 4 3.3.

Leia mais

GUIA DE APOIO AO PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE

GUIA DE APOIO AO PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE GUIA DE APOIO AO PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE Reprte de Ameaça Iminente de Dan Ambiental e de Ocrrência de Dan Ambiental n Âmbit d Regime da Respnsabilidade Ambiental Agência Prtuguesa d Ambiente Julh

Leia mais

EDITAL Nº 025 / 2015 SELEÇÃO DE SUPERVISOR DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID

EDITAL Nº 025 / 2015 SELEÇÃO DE SUPERVISOR DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG Pró-Reitria de Graduaçã Rua Gabriel Mnteir da Silva, 700 - Alfenas/MG - CEP 37130-000 Fne: (35) 3299-1329 Fax: (35) 3299-1078 grad@unifal-mg.edu.br

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Edital nº26/2015 PROPP/UEMS, 28 de agst de 2015. ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO SELETIVO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENSINO EM SAÚDE, MESTRADO PROFISSIONAL, DA UNIVERSIDADE ESTADUAL

Leia mais

PROJETO 23ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 28 e 29 DE OUTUBRO DE 2015 CURSO: SEGURANÇA DO TRABALHO

PROJETO 23ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 28 e 29 DE OUTUBRO DE 2015 CURSO: SEGURANÇA DO TRABALHO PROJETO 23ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 28 e 29 DE OUTUBRO DE 2015 CURSO: SEGURANÇA DO TRABALHO Objetivs: SEGURANÇA DO TRABALHO Desenvlver cmpetências para eliminar u minimizar s riscs de acidentes

Leia mais

Adesão à CCEE. Versão 1 -> Versão 2

Adesão à CCEE. Versão 1 -> Versão 2 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações Adesã à CCEE Versã 1 -> Versã 2 Versã 2 METODOLOGIA DO Text em realce refere-se à inserçã de nva redaçã Text tachad refere-se à exclusã de redaçã. Alterações

Leia mais

BASES PROGRAMA GESTORES DA INOVAÇÄO EM CABO VERDE

BASES PROGRAMA GESTORES DA INOVAÇÄO EM CABO VERDE BASES PROGRAMA GESTORES DA INOVAÇÄO EM CABO VERDE Prject Rede de Unidades de Prmçä da Invaçä para desenvlviment da terceira missä das Universidades e a cperaçä institucinal através da Invaçän Aberta, prgrama

Leia mais

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento Inscriçã d Candidat a Prcess de Credenciament O link de inscriçã permitirá que candidat registre suas infrmações para participar d Prcess de Credenciament, cnfrme Edital. Após tmar ciência de td cnteúd

Leia mais

Guia Prático do Estágio. Seu Estágio em 5 Passos

Guia Prático do Estágio. Seu Estágio em 5 Passos Guia Prátic d Estági Seu Estági em 5 Passs O que é Estági? A atividade de estági é um fatr significativ na frmaçã d prfissinal, pr prprcinar a interaçã d alun cm a realidade da prfissã e a cmplementaçã

Leia mais

Agenda. A interface de Agendamento é encontrada no Modulo Salão de Vendas Agendamento Controle de Agendamento, e será apresentada conforme figura 01.

Agenda. A interface de Agendamento é encontrada no Modulo Salão de Vendas Agendamento Controle de Agendamento, e será apresentada conforme figura 01. Agenda Intrduçã Diariamente cada um ds trabalhadres de uma empresa executam diversas atividades, muitas vezes estas atividades tem praz para serem executadas e devem ser planejadas juntamente cm utras

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS ESTADO DO PARANÁ A COMISSÃO EXECUTIVA DO CONCURSO PÚBLICO, n us de suas atribuições legais e tend em vista Decret númer 2698 de 16 de setembr de 2009, trna pública a abertura de inscrições e as nrmas para a realizaçã de

Leia mais

Contabilidade Martins

Contabilidade Martins DOCUMENTOS PARA CONTABILIDADE Visand melhrar nss intercâmbi administrativ e s serviçs prestads pr este escritóri, remetems instruções cm relaçã a sua mvimentaçã mensal, dand ênfase a cntrle de arquivs,

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS OESTECIM A MINHA EMPRESA

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS OESTECIM A MINHA EMPRESA 1. Intrduçã e Objetivs a) O Cncurs de Ideias OESTECIM a minha empresa pretende ptenciar apareciment de prjets invadres na regiã d Oeste sempre numa perspetiva de desenvlviment ecnómic e scial. b) O Cncurs

Leia mais

Boletim Técnico. CAGED Portaria 1129/2014 MTE. Procedimento para Implementação. Procedimento para Utilização

Boletim Técnico. CAGED Portaria 1129/2014 MTE. Procedimento para Implementação. Procedimento para Utilização Bletim Técnic CAGED Prtaria 1129/2014 MTE Prdut : TOTVS 11 Flha de Pagament (MFP) Chamad : TPRQRW Data da criaçã : 26/08/2014 Data da revisã : 12/11/2014 País : Brasil Bancs de Dads : Prgress, Oracle e

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS Etapa 3 Cadastr d Prcess Seletiv O Presidente da CRM cadastra s dads d prcess n sistema. O prcess seletiv é a espinha drsal d sistema, vist que pr mei dele regem-se tdas as demais

Leia mais