LINHA DE APOIO À REESTRUTURAÇÃO DE DÍVIDA BANCÁRIA DAS EMPRESAS DOS AÇORES E APOIO À LIQUIDEZ

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LINHA DE APOIO À REESTRUTURAÇÃO DE DÍVIDA BANCÁRIA DAS EMPRESAS DOS AÇORES E APOIO À LIQUIDEZ"

Transcrição

1 LINHA DE APOIO À REESTRUTURAÇÃO DE DÍVIDA BANCÁRIA DAS EMPRESAS DOS AÇORES E APOIO À LIQUIDEZ 1- O que é a Linha de Apoio à Reestruturação de Dívida Bancária das Empresas dos Açores e Apoio à Liquidez? É uma linha de apoio às empresas que visa a realização de operações de reestruturação de dívida bancária (vulgo financiamento), contraída até 31 de dezembro de 2011, nomeadamente, resultante de contas correntes caucionadas, livranças, crédito ao investimento e leasing de equipamento afeto à atividade produtiva e, por outro lado, simultaneamente, a realização de, pelo menos, uma nova operação de concessão de crédito tendo em vista o apoio à tesouraria das empresas. 2- Quais os objetivos da Linha de Apoio de Dívida Bancária das Empresas dos Açores e Apoio à Liquidez? São 2 os grandes objetivos desta Linha: i) Redução dos encargos financeiros e do esforço financeiro das empresas, a curto e médio prazo, em virtude da atribuição de um novo período de carência para essa operação reestruturada, bem como prolongamento do período de reembolso do capital em dívida ii) Reforço direto e imediato da liquidez da empresa por via da concessão de um novo financiamento.

2 3- Quais as operações elegíveis? i) Operações que se destinem à reestruturação financeira e/ou impliquem a consolidação de crédito vivo que se destinem a substituir, de forma direta ou indireta, financiamentos anteriormente acordados com a Instituição de Crédito. ii) Operações que tenham sido objeto de aprovação ao abrigo da Linha de Apoio à Reestruturação de Dívida Bancária das empresas dos Açores I. iii) Operações correspondentes a nova(s) concessão(ões) de crédito ao abrigo da presente Linha de apoio ou através da Linha de Crédito Açores Investe II, ou da Linha de Crédito Açores Empresas III, ou qualquer outra Linha de Crédito de apoio às PME s desde que qualquer destas operações tenha sido aprovada após o dia 27 de fevereiro de Quais as empresas que podem concorrer? Podem candidatar-se a esta Linha as empresas com sede na Região Autónoma dos Açores cuja atividade principal não esteja relacionada com a produção primária de produtos agrícolas enumerados no anexo I do Tratado que institui a Comunidade Europeia. 5- Posso reestruturar um financiamento contraído no mês passado ou no corrente mês? Não. Apenas pode concorrer a esta Linha para efeitos de reestruturação de algum financiamento desde que este tenha sido contraído antes de 30 de novembro de Tive uma operação aprovada no âmbito da Linha de apoio à reestruturação de dívida bancária das empresas dos Açores I, será que posso candidatar novamente essa operação à presente Linha? Sim. Mas desde que essa mesma operação não tenha sido objeto de aprovação na Linha de Apoio à Reestruturação de Dívida Bancária das empresas dos Açores II.

3 7- Existe algum montante máximo na operação a reestruturar? Sim. O montante máximo a reestruturar por empresa é de 3 milhões de euros. As empresas do mesmo grupo empresarial detidas em mais de 50% por outras empresas ou por sócio ou conjunto de sócios que, simultaneamente detenham mais de 50% do capital dessas empresas, o limite do conjunto de operações não pode ultrapassar os 9 milhões de euros. 8- Existe algum prazo para os financiamentos a reestruturar? Sim. O prazo do financiamento a reestruturar é até 12 anos. 9- Existe algum prazo de carência para os financiamentos a reestruturar? Sim. O prazo de carência pode ser fixado entre 12 e os 24 meses. 10- Qual é o apoio concedido nas operações de reestruturação? i) No caso de reestruturação de dívida bancária a bonificação é de 75% do spread a contratualizar, até ao limite de 4,5%. ii) O montante total de bonificação a atribuir a cada uma das empresas não poderá exceder três vezes o valor dos encargos financeiros bancários suportados pela empresa no período entre 1 de Outubro de 2010 e 31 de Dezembro de Para reestruturar um financiamento anteriormente contraído, a Instituição de Crédito tem que me conceder um novo financiamento de apoio à liquidez? Sim. Esse novo financiamento de apoio à liquidez tem que ser concedido pela Instituição de Crédito, mas desde tenha sido objeto de aprovação pela Entidade Gestora da Linha (ou, se for o caso, por uma Sociedade de Garantia Mútua) após dia 27 de fevereiro de 2012.

4 Esse novo financiamento de apoio à liquidez pode ser proveniente de, pelo menos, uma das seguintes Linhas: Linha de Crédito Açores Investe II Linha de Crédito Açores Empresas III Qualquer outra Linha de Crédito de apoio às PME s Linha de Apoio à Reestruturação de Dívida Bancária das Empresas dos Açores e Apoio à Liquidez 12- Qual o montante do novo financiamento de apoio à liquidez? Independentemente da(s) Linha(s) pela(s) qual(ais) ocorra o novo financiamento, este terá que atingir os seguintes montantes: Micro empresas Pequenas empresas Outras empresas - um montante mínimo equivalente a 10% da operação a reestruturar até ao limite de Quais as caraterísticas principais novo financiamento de apoio à liquidez que decorra diretamente por via da Linha de Apoio à Reestruturação de Dívida Bancária das Empresas dos Açores e Apoio à Liquidez? O prazo do empréstimo - até 5 anos Período de carência - 12 meses 14- Qual é o apoio concedido no âmbito do novo financiamento de apoio à liquidez que decorra diretamente por via da Linha de Apoio à Reestruturação de Dívida Bancária das Empresas dos Açores e Apoio à Liquidez? A Região suporta 50% do spread contratualizado nesta nova operação, sendo que o spread máximo atribuído a esta não pode ser superior a 8%.

5 15- Se o novo financiamento de apoio à liquidez não decorrer diretamente pela presente Linha, mas por qualquer uma das outras Linhas de Crédito admissíveis (por ex: Linha de Crédito Açores Investe II, Linha de Crédito Açores Empresas III, outra linha de apoio às PME s), qual o apoio que a empresa pode obter? Nesse caso, o apoio atribuído à empresa é aquele que já decorre das caraterísticas de cada uma dessas Linhas de Crédito. 16- Onde posso aderir a esta Linha? As empresas interessadas em concorrer a esta linha de apoio devem recorrer diretamente a qualquer Instituição de Crédito, onde se desencadeia todo o processo de candidatura à respetiva reestruturação de divida bancária, bem como para efeitos de obtenção do novo financiamento. 17- Em quais Instituições de Crédito posso formalizar a minha candidatura? Em qualquer balcão do Banco BPI, Millennium BCP, BESA - Banco Espírito Santo dos Açores, Banco Santander Totta, BANIF, Barclays Bank, Caixa de Crédito Agrícola Mútuo dos Açores, Caixa Económica da Misericórdia de Angra do Heroísmo, Caixa Económica Montepio Geral e Caixa Geral de Depósitos. 18- Qual o prazo de vigência desta Linha? As candidaturas são aceites até ao dia 30 de junho de 2013, em qualquer das Instituições de Crédito referidas anteriormente.

Linha de Crédito Açores Investe II (Prorrogação do Prazo)

Linha de Crédito Açores Investe II (Prorrogação do Prazo) Linha de Crédito Açores Investe II (Prorrogação do Prazo) Objetivo - Financiar o reforço do fundo de maneio ou dos capitais permanentes e investimento novo em ativos fixos corpóreos ou incorpóreos; - Até

Leia mais

LINHAS PME INVESTE SECTOR DO TURISMO

LINHAS PME INVESTE SECTOR DO TURISMO LINHAS PME INVESTE SECTOR DO TURISMO 30 de dezembro de 2011 Linhas PME Investe Sector do Turismo Características Gerais e Condições de Financiamento - Linhas Específicas do Sector do Turismo - PME INVESTE

Leia mais

Linha de apoio à reestruturação de dívida bancária das empresas dos Açores- Condições e Procedimentos

Linha de apoio à reestruturação de dívida bancária das empresas dos Açores- Condições e Procedimentos Linha de apoio à reestruturação de dívida bancária das empresas dos Açores- Condições e Procedimentos 1. Beneficiários Empresas com sede na Região Autónoma dos Açores que não tenham como actividade principal

Leia mais

LINHAS DE CRÉDITO E APOIO EMPRESAS DOS AÇORES. 2011- Junho

LINHAS DE CRÉDITO E APOIO EMPRESAS DOS AÇORES. 2011- Junho LINHAS DE CRÉDITO E APOIO ÀS EMPRESAS DOS AÇORES 2011- Junho CONJUNTURA INTERNACIONAL ADVERSA No final do ano de 2008 dá-se o colapso de algumas das principais instituições financeiras dos EUA Rápida contaminação

Leia mais

Abertas candidaturas à Linha de Crédito PME Investe VI

Abertas candidaturas à Linha de Crédito PME Investe VI Abertas candidaturas à Linha de Crédito PME Investe VI No seguimento do quadro de apoios concedidos às empresas portuguesas no âmbito das linhas de apoio PME Investe, estão abertas a partir de 18 de Junho

Leia mais

Sessão de Esclarecimento Balanço das Medidas Anti-Cíclicas

Sessão de Esclarecimento Balanço das Medidas Anti-Cíclicas Sessão de Esclarecimento Balanço das Medidas Anti-Cíclicas Açores Investe Linha de apoio à reestruturação de dívida bancária das empresas dos Açores Proposta de decreto legislativo regional que altera

Leia mais

Linha Específica para as Micro e Pequenas Empresas

Linha Específica para as Micro e Pequenas Empresas Linha de Crédito PME Investe III Linha Específica para as Micro e Pequenas Empresas Objectivos Esta Linha de Crédito, criada no âmbito da Linha PME Investe III, visa facilitar o acesso ao crédito por parte

Leia mais

Cremos ser de extrema importância a vossa presença e participação.

Cremos ser de extrema importância a vossa presença e participação. Exmos. Associados e parceiros, Chamamos a vossa atenção para o convite abaixo. Cremos ser de extrema importância a vossa presença e participação. Inscrevam-se! Convite No seguimento dos contactos mantidos

Leia mais

PME Investe III Sector do Turismo

PME Investe III Sector do Turismo PME Investe III Sector do Turismo Linha de Apoio à Tesouraria Beneficiários Poderão beneficiar desta linha as empresas que: Tenham um volume de facturação anual inferior a 150 milhões de euros Desenvolvam

Leia mais

LINHA DE APOIO À CONSOLIDAÇÃO FINANCEIRA EMPRESAS DO SECTOR DO TURISMO [Fonte: Turismo de Portugal, I.P., set 2014]

LINHA DE APOIO À CONSOLIDAÇÃO FINANCEIRA EMPRESAS DO SECTOR DO TURISMO [Fonte: Turismo de Portugal, I.P., set 2014] LINHA DE APOIO À CONSOLIDAÇÃO FINANCEIRA EMPRESAS DO SECTOR DO TURISMO [Fonte: Turismo de Portugal, I.P., set 2014] INFORMAÇÃO SINTETIZADA 1 OBJETO Criar as condições para a adequação dos serviços de dívida

Leia mais

PME Investe III Sector do Turismo

PME Investe III Sector do Turismo PME Investe III Sector do Turismo Linha Turismo de Habitação e Turismo em Espaço Rural Beneficiários Poderão beneficiar desta linha as empresas que: Comprovem ser Micro e Pequenas Empresas através da certificação

Leia mais

PME Investe VI. Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas

PME Investe VI. Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas PME Investe VI Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas Objectivos Esta Linha de Crédito visa facilitar o acesso ao crédito por parte das micro e pequenas empresas de todos os sectores de actividade,

Leia mais

Linha de Crédito PME Crescimento 2015 - Respostas a questões das Instituições de Crédito - Versão v.1

Linha de Crédito PME Crescimento 2015 - Respostas a questões das Instituições de Crédito - Versão v.1 1. Condições a Observar pelas Empresas Beneficiárias Condições genéricas: 1.1. Localização (sede social) em território nacional; inclui Regiões Autónomas da Madeira e Açores, bem como Portugal Continental.

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução do Conselho do Governo n.º 28/2012 de 7 de Março de 2012

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução do Conselho do Governo n.º 28/2012 de 7 de Março de 2012 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução do Conselho do Governo n.º 28/2012 de 7 de Março de 2012 Considerando que as empresas são essenciais à criação e manutenção do emprego e ao crescimento económico,

Leia mais

LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN. Condições Gerais da Linha - Documento de Divulgação -

LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN. Condições Gerais da Linha - Documento de Divulgação - LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN Condições Gerais da Linha - Documento de Divulgação - A - Condições Gerais 1. Montante Global e Linhas Específicas: (Milhões de Euros) Montante Global da Linha 1.000 Linhas

Leia mais

Linha PME Investe V. Millennium bcp. Maio 2010

Linha PME Investe V. Millennium bcp. Maio 2010 Linha PME Investe V Millennium bcp Maio 2010 Protocolo celebrado entre o Millennium bcp, a PME Investimentos, o IAPMEI, as Sociedades de Garantia Mútua (Norgarante, Garval, Lisgarante e Agrogarante). Disponibiliza

Leia mais

CRÉDITO AO INVESTIMENTO NO TURISMO

CRÉDITO AO INVESTIMENTO NO TURISMO GAI GABINETE APOIO AO INVESTIDOR CRÉDITO AO INVESTIMENTO NO TURISMO PROTOCOLOS BANCÁRIOS INFORMAÇÃO SINTETIZADA CRÉDITO AO INVESTIMENTO NO TURISMO PROTOCOLOS BANCÁRIOS ÍNDICE NOVAS LINHAS DE APOIO FINANCEIRO

Leia mais

Linha de apoio à exportação das empresas dos Açores

Linha de apoio à exportação das empresas dos Açores Linha de apoio à exportação das empresas dos Açores Beneficiários Empresários em nome individual, estabelecimentos individuais de responsabilidade limitada, sociedades comerciais e cooperativas, que desenvolvam

Leia mais

Linha Específica para o Sector do Turismo

Linha Específica para o Sector do Turismo Linha de Crédito PME Investe III Linha Específica para o Sector do Turismo Objectivos Esta Linha de Crédito, criada no âmbito da Linha PME Investe III, visa facilitar o acesso ao crédito por parte das

Leia mais

Linha de Crédito e Garantias QREN INVESTE - Síntese dos Termos e Condições -

Linha de Crédito e Garantias QREN INVESTE - Síntese dos Termos e Condições - - Síntese dos Termos e Condições - A Condições Gerais da Linha 1. Montante Até 800 milhões de euros. 2. Prazo de Vigência Até 6 meses após a abertura da Linha de Crédito, podendo este prazo ser extensível

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução do Conselho do Governo n.º 27/2012 de 7 de Março de 2012

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução do Conselho do Governo n.º 27/2012 de 7 de Março de 2012 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução do Conselho do Governo n.º 27/2012 de 7 de Março de 2012 Considerando a persistente instabilidade dos mercados financeiros nacionais e internacionais e as dificuldades

Leia mais

PME Investe VI Aditamento

PME Investe VI Aditamento PME Investe VI Aditamento O apoio do FINOVA às empresas Fundo gerido pela PME Investimentos No seguimento do quadro de apoios concedidos às empresas portuguesas no âmbito das linhas de apoio PME Investe,

Leia mais

PME Investe III Sector do Turismo

PME Investe III Sector do Turismo PME Investe III Sector do Turismo Linha Turismo de Habitação e Turismo em Espaço Rural Objectivos Esta Linha de Crédito, criada no âmbito da Linha Específica PME Investe III do Sector do Turismo, visa

Leia mais

LINHA DE APOIO À TESOURARIA DAS EMPRESAS DO SECTOR DO TURISMO [Fonte: Turismo de Portugal, I.P., set 2014]

LINHA DE APOIO À TESOURARIA DAS EMPRESAS DO SECTOR DO TURISMO [Fonte: Turismo de Portugal, I.P., set 2014] LINHA DE APOIO À TESOURARIA DAS EMPRESAS DO SECTOR DO TURISMO [Fonte: Turismo de Portugal, I.P., set 2014] INFORMAÇÃO SINTETIZADA 1 OBJETO Apoiar, exclusivamente, a tesouraria das empresas turísticas,

Leia mais

Linha de Crédito Comércio Investe - Documento de Divulgação - V.3

Linha de Crédito Comércio Investe - Documento de Divulgação - V.3 A presente linha de crédito surge como uma resposta às dificuldades das empresas no acesso ao financiamento, permitindo desta forma melhorar o suporte financeiro dos projetos aprovados no âmbito da Medida

Leia mais

Linha de Crédito PME Crescimento 2015 - Respostas a questões das Instituições de Crédito - Versão v.1

Linha de Crédito PME Crescimento 2015 - Respostas a questões das Instituições de Crédito - Versão v.1 1. Condições a Observar pelas Empresas Beneficiárias Condições genéricas: 1.1. Localização (sede social) em território nacional; inclui Regiões Autónomas da Madeira e Açores, bem como Portugal Continental.

Leia mais

Linha de Crédito Açores Investe Condições e Procedimentos

Linha de Crédito Açores Investe Condições e Procedimentos Linha de Crédito Açores Investe Condições e Procedimentos 1. Beneficiários: 1.1 Empresas com sede na Região Autónoma dos Açores, que desenvolvam actividade enquadrada na lista de CAE s abaixo mencionadas,

Leia mais

Linha de Crédito PME Crescimento 2015 - Respostas a questões das Instituições de Crédito - Versão v.1

Linha de Crédito PME Crescimento 2015 - Respostas a questões das Instituições de Crédito - Versão v.1 1. Condições a Observar pelas Empresas Beneficiárias Condições genéricas: 1.1. Localização (sede social) em território nacional; inclui Regiões Autónomas da Madeira e Açores, bem como Portugal Continental.

Leia mais

Incentivos a Microempresas do Interior

Incentivos a Microempresas do Interior Incentivos a Microempresas do Interior Saiba como se candidatar Para que servem estes incentivos? Este regime de incentivos apoia microempresas localizadas no Interior ou em regiões com problemas de interioridade,

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DA AGRICULTURA E FLORESTAS DIRECÇÃO REGIONAL DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SAFIAGRI

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DA AGRICULTURA E FLORESTAS DIRECÇÃO REGIONAL DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SAFIAGRI REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DA AGRICULTURA E FLORESTAS DIRECÇÃO REGIONAL DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SAFIAGRI Sistema de Apoio Financeiro à Agricultura Linha de Crédito ao Fundo de Maneio

Leia mais

NOVAS SOLUÇÕES DE MICROFINANCIAMENTO PARA A INOVAÇÃO

NOVAS SOLUÇÕES DE MICROFINANCIAMENTO PARA A INOVAÇÃO NOVAS SOLUÇÕES DE MICROFINANCIAMENTO PARA A INOVAÇÃO JUNHO 2014 MICROFINANCIAMENTO EM PORTUGAL MICROFINANCIAMENTO GERAL Em Portugal existe um conjunto variado de opções de microfinanciamento para apoiar

Leia mais

Governo de Portugal Ministério da Economia Secretaria de Estado da Inovação, Investimento e Competitividade

Governo de Portugal Ministério da Economia Secretaria de Estado da Inovação, Investimento e Competitividade Propostas de apoio de tesouraria a empresas portuguesas com atividade comercial em Angola: Linha de Crédito com garantia mútua Governo de Portugal Ministério da Economia Secretaria de Estado da Inovação,

Leia mais

LINHA DE APOIO À QUALIFICAÇÃO DA OFERTA

LINHA DE APOIO À QUALIFICAÇÃO DA OFERTA LINHA DE APOIO À QUALIFICAÇÃO DA OFERTA ORÇAMENTO: 120 milhões de euros, dos quais 60 milhões de euros alocados pelo Turismo de Portugal. ENTIDADES PARCEIRAS: - Banco Bilbao Vizcaya Argentaria - Banco

Leia mais

APOIOS ÀS PME S. Açores. Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada

APOIOS ÀS PME S. Açores. Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada APOIOS ÀS PME S Açores Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada PROGRAMA DE APOIO À RESTAURAÇÃO E HOTELARIA PARA A AQUISIÇÃO DE PRODUTOS REGIONAIS LINHA DE APOIO À REABILITAÇÃO URBANA DOS AÇORES

Leia mais

LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN. Condições Gerais da Linha - Documento de Divulgação -

LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN. Condições Gerais da Linha - Documento de Divulgação - LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN Condições Gerais da Linha - Documento de Divulgação - A - Condições Gerais 1. Montante Global e Linhas Específicas: (Milhões de Euros) Montante Global da Linha 1.000 Linhas

Leia mais

Linhas de Crédito PME INVESTE IV

Linhas de Crédito PME INVESTE IV Linhas de Crédito PME INVESTE IV SECTORES EXPORTADORES MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Linhas de Crédito Bonificado com Garantia Mútua UNIÃO EUROPEIA Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional Gestão Marketing

Leia mais

crédito ao investimento no turismo

crédito ao investimento no turismo Turismo de Portugal, I.P. Rua Ivone Silva, lote 6 1050-124 Lisboa Tel 211 140 200 Fax 211 140 830 apoioaoempresario@turismodeportugal.pt www.turismodeportugal.pt crédito ao investimento no turismo p r

Leia mais

GAI GABINETE APOIO AO INVESTIDOR PME INVESTE VI LINHA ESPECÍFICA MICROS E PEQUENAS EMPRESAS INFORMAÇÃO SINTETIZADA 1

GAI GABINETE APOIO AO INVESTIDOR PME INVESTE VI LINHA ESPECÍFICA MICROS E PEQUENAS EMPRESAS INFORMAÇÃO SINTETIZADA 1 PME INVESTE VI LINHA ESPECÍFICA MICROS E PEQUENAS EMPRESAS INFORMAÇÃO SINTETIZADA 1 OBJECTO Facilitar o acesso ao crédito por parte das PME, nomeadamente através da bonificação de taxas de juro e da minimização

Leia mais

Linha Específica para o Sector do Turismo

Linha Específica para o Sector do Turismo Linha de Crédito PME Investe III Linha Específica para o Sector do Turismo Objectivos Esta Linha de Crédito, criada no âmbito da Linha PME Investe III, visa facilitar o acesso ao crédito por parte das

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 125/2014 de 4 de Agosto de 2014

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 125/2014 de 4 de Agosto de 2014 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 125/2014 de 4 de Agosto de 2014 Através da Resolução do Conselho de Governo n.º 97/2013, de 3 de outubro, foi criada a Linha de Apoio à Reabilitação

Leia mais

SIALM SISTEMA DE INCENTIVOS DE APOIO LOCAL A MICROEMPRESAS 1 SIALM SISTEMA DE INCENTIVOS DE APOIO LOCAL A MICROEMPRESAS

SIALM SISTEMA DE INCENTIVOS DE APOIO LOCAL A MICROEMPRESAS 1 SIALM SISTEMA DE INCENTIVOS DE APOIO LOCAL A MICROEMPRESAS 1 SIALM 2 OBJETIVO COMPLEMENTARIDADE O SIALM Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas foi criado pela Portaria n.º 68, de 15 de fevereiro, e enquadra-se no Programa Valorizar, estabelecido

Leia mais

3º Alargamento de Prazo das Linhas de Crédito PME Investe - Documento de divulgação - V.1

3º Alargamento de Prazo das Linhas de Crédito PME Investe - Documento de divulgação - V.1 1. Beneficiários: As empresas que tenham operações contratadas ao abrigo das Linhas de Crédito PME Investe e que à data de contratação do alargamento do prazo não tenham incumprimentos não regularizados

Leia mais

Linha de Crédito PME Crescimento 2014

Linha de Crédito PME Crescimento 2014 Linha de Crédito PME Crescimento 2014 As empresas têm à sua disposição, desde o passado dia 3 de março, uma nova linha de crédito para apoiar o financiamento da sua atividade. Trata-se da linha PME Crescimento

Leia mais

O Preçário das Operações BNI pode ser consultado nos Balcões e Locais de Atendimento ao público do Banco de Negócios Internacional ou em www.bni.

O Preçário das Operações BNI pode ser consultado nos Balcões e Locais de Atendimento ao público do Banco de Negócios Internacional ou em www.bni. Instituição Financeira Bancária Preçário das Operações ANEXO II Tabela de Taxas de Juro DATA DE ENTRADA EM VIGOR: 01 de Outubro de 2015 O Preçário das Operações BNI pode ser consultado nos Balcões e Locais

Leia mais

Incentivos a Microempresas do Interior. Saiba como se candidatar

Incentivos a Microempresas do Interior. Saiba como se candidatar Incentivos a Microempresas do Interior 3 Incentivos a Microempresas do Interior Para que servem estes incentivos? 4 5 Este regime de incentivos apoia microempresas localizadas no Interior ou em regiões

Leia mais

Linha Específica Sectores Exportadores. Linha Micro e Pequenas Empresas

Linha Específica Sectores Exportadores. Linha Micro e Pequenas Empresas Junho 2009 2 PME Investe IV Condições Específicas Breve Resumo das Condições CARACTERIZAÇÃO GERAL Linha Específica Sectores Exportadores Linha Micro e Pequenas Empresas Montante Global Até 400 milhões

Leia mais

Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação

Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação 1 Incentivos financeiros à internacionalização Em 2010 os incentivos financeiros à internacionalização, não considerando

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Índice 1. Segmentos de Atuação. 2. Serviços Especializados. 3. Linhas de Crédito... 4. Resultados da Atividade do Sistema Nacional de Garantia Mútua. 5. Contactos 3 10 12 22

Leia mais

APOIOS AO EMPREGO. Açores. Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada

APOIOS AO EMPREGO. Açores. Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada APOIOS AO EMPREGO Açores Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada Índice EMPREGO INTEGRA... 2 PROGRAMA DE INCENTIVO À INSERÇÃO DO ESTAGIAR L E T... 4 ESTAGIAR... 6 PROGRAMA DE ESTÁGIOS DE RECONVERSÃO

Leia mais

Novas linhas de intervenção do sistema de garantia mútua desenvolvidas desde o segundo semestre de 2008

Novas linhas de intervenção do sistema de garantia mútua desenvolvidas desde o segundo semestre de 2008 1/1 Novas linhas de intervenção do sistema de garantia mútua desenvolvidas desde o segundo semestre de 2008 No cenário da actual conjuntura económica o sistema de garantia mútua é visto quer pelos parceiros

Leia mais

PME INVESTE V - 750 milhões de euros - ENCERRADA. PME IINVESTE II / QREN - 1.010 milhões de euros ABERTA

PME INVESTE V - 750 milhões de euros - ENCERRADA. PME IINVESTE II / QREN - 1.010 milhões de euros ABERTA PME INVESTE As Linhas de Crédito PME INVESTE têm como objectivo facilitar o acesso das PME ao crédito bancário, nomeadamente através da bonificação de taxas de juro e da redução do risco das operações

Leia mais

Linha de Crédito PME Investe III

Linha de Crédito PME Investe III Linha de Crédito PME Investe III Condições e Procedimentos I - CONDIÇÕES GERAIS DA LINHA DE CRÉDITO 1. Beneficiários: empresas localizadas nas regiões do Continente, salvo quanto à Linha Específica para

Leia mais

Sessão de esclarecimento ACIB. Barcelos, 28 de março de 2012

Sessão de esclarecimento ACIB. Barcelos, 28 de março de 2012 Sessão de esclarecimento ACIB Barcelos, 28 de março de 2012 O IEFP, I.P. É UM SERVIÇO PÚBLICO DE EMPREGO COM ATENDIMENTO PERSONALIZADO E GRATUITO QUE PODE APRESENTAR SOLUÇÕES PARA A SUA EMPRESA FACULTA

Leia mais

Apoios às s Empresas do Sector do Turismo. Portugal

Apoios às s Empresas do Sector do Turismo. Portugal Apoios às s Empresas do Sector do Turismo ÍNDICE 2 Linha de apoio à qualificação da oferta Linha de apoio à tesouraria Carência de capital Linhas PME CRESCIMENTO 2013 MECANISMOS DE APOIO AO SECTOR DO TURISMO

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 96/2013 de 3 de Outubro de 2013

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 96/2013 de 3 de Outubro de 2013 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 96/2013 de 3 de Outubro de 2013 Considerando a necessidade do Governo dos Açores continuar a potenciar a competitividade e crescimento sustentado

Leia mais

Sessão de Divulgação - ALBUFEIRA

Sessão de Divulgação - ALBUFEIRA Sessão de Divulgação - ALBUFEIRA Entidade: Centro de Emprego de Loulé Tema: Apoios à de Empresas e Criação do Próprio Emprego IEFP,I.P. 1. O Plano de Negócios 2. Apoios à Criação do Próprio Emprego ou

Leia mais

ADL - Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano

ADL - Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano SISTEMAS DE INCENTIVO À ACTIVIDADE EMPRESARIAL Sistema de Incentivos à Inovação MODCOM Modernização do Comércio Linha de Crédito - PME INVEST III ADL - Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano

Leia mais

Linha Millennium BEI 2013. outubro 2013

Linha Millennium BEI 2013. outubro 2013 Linha Millennium BEI 2013 outubro 2013 I. Enquadramento O Millennium bcp disponibiliza a Linha de Crédito Linha Millennium BEI desenvolvida no âmbito dos contratos de financiamento realizados entre o Millennium

Leia mais

PME Investe III. Linha Específica para o Sector do Turismo

PME Investe III. Linha Específica para o Sector do Turismo PME Investe III Linha Específica para o Sector do Turismo Estabelecimentos de Restauração e Bebidas Beneficiários Poderão beneficiar desta linha as empresas que: Não tenham um volume de facturação anual

Leia mais

Linha de Crédito PME Investe II

Linha de Crédito PME Investe II Linha de Crédito PME Investe II Condições e procedimentos I - CONDIÇÕES GERAIS DA LINHA DE CRÉDITO 1. Beneficiários: PME, tal como definido na Recomendação 2003/361CE da Comissão Europeia, certificadas

Leia mais

INFORMAÇÃO PARA ACESSO À LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN

INFORMAÇÃO PARA ACESSO À LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN INFORMAÇÃO PARA ACESSO À LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN A. BENEFICIÁRIOS Entidades beneficiárias dos Sistemas de Incentivos do QREN (SI QREN) e entidades beneficiárias do Sistema de Apoio a Ações Coletivas

Leia mais

Introdução às Finanças

Introdução às Finanças Introdução às Finanças Aula Teórica 3 Esta informação é restrita ou confidencial, não podendo ser duplicada, publicada ou fornecida total ou parcialmente a terceiros sem o prévio consentimento dos autores.

Leia mais

Linha Específica. Dotação Específica do Têxtil, Vestuário e Calçado CAE das divisões 13, 14 e 15

Linha Específica. Dotação Específica do Têxtil, Vestuário e Calçado CAE das divisões 13, 14 e 15 IAPMEI/DGAE (www.iapmei.pt / www.dgae.pt) PME Invest (Linha de Crédito com juro bonificado) Linha de Crédito PME Investe III Condições e processo de candidatura A Condições 1. Condições a observar pelas

Leia mais

O FINANCIAMENTO DA ATIVIDADE TURÍSTICA

O FINANCIAMENTO DA ATIVIDADE TURÍSTICA O FINANCIAMENTO DA ATIVIDADE TURÍSTICA FIGUEIRA DA FOZ, 9 DE JULHO DE 2014 LUÍS COITO LINHAS DE APOIO FINANCEIRO Longo Prazo Curto / Médio Prazo Curto Prazo LINHA DE APOIO À QUALIFICAÇÃO DA OFERTA LINHA

Leia mais

FINANCIAMENTO DA ATIVIDADE TURÍSTICA. Oliveira do Hospital, 25 > Março > 2014 Miguel Mendes

FINANCIAMENTO DA ATIVIDADE TURÍSTICA. Oliveira do Hospital, 25 > Março > 2014 Miguel Mendes FINANCIAMENTO DA ATIVIDADE TURÍSTICA Oliveira do Hospital, 25 > Março > 2014 Miguel Mendes LINHA DE APOIO à QUALIFICAÇÃO DA OFERTA e ao EMPREENDEDORISMO NO TURISMO VALORIZAR E DIVERSIFICAR O PRODUTO TURÍSTICO

Leia mais

INFORMAÇÃO PARA ACESSO À LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN

INFORMAÇÃO PARA ACESSO À LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN INFORMAÇÃO PARA ACESSO À LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN A. BENEFICIÁRIOS Entidades beneficiárias dos Sistemas de Incentivos do QREN (SI QREN) e do Sistema de Apoio a Ações Coletivas (SIAC) que: 1. Tenham

Leia mais

Encontro Nacional de Instaladores da APIRAC-Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado. Batalha, 8 Julho de 2010

Encontro Nacional de Instaladores da APIRAC-Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado. Batalha, 8 Julho de 2010 Encontro Nacional de Instaladores da APIRAC-Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado Batalha, 8 Julho de 2010 As vossas necessidades... O apoio aos Empreendedores e às PME s

Leia mais

Portugal. Campanha em vigor até 30 Junho 2015

Portugal. Campanha em vigor até 30 Junho 2015 CAMPANHA CAMPANHA Ao domiciliar as ajudas ao rendimento em conta BST, por um valor estimado mínimo de 10.000, durante um período mínimo de 2 anos, recebe um destes equipamentos TV LED ou Mini Ipad. Para

Leia mais

Quem Somos. www.microcredito.com.pt

Quem Somos. www.microcredito.com.pt Com o Apoio : Quem Somos Fundada em 1998, a ANDC Associação Nacional de Direito ao Crédito é uma associação sem fins lucrativos, pioneira na implementação do Microcrédito em Portugal. Foi criada com o

Leia mais

P R O T O C O L O B A N C Á R I O

P R O T O C O L O B A N C Á R I O PROTOCOLO BANCÁRIO Caraterização do Setor Peso no PIB Peso no Emprego Peso nas Exportações Peso dos Mercados 63% 37% Mercado Estrangeiro Mercado Nacional Unid. Milhões Euros Novo modelo de financiamento

Leia mais

28 PME Líder CRITÉRIOS. Bloomberg News

28 PME Líder CRITÉRIOS. Bloomberg News 28 PME Líder CRITÉRIOS Bloomberg News CRITÉ RIOS COMO CHEGAR A PME LÍDER Atingir o Estatuto PME Líder é a ambição de muitas empresas. É este o primeiro passo para chegar a PME Excelência. Saiba o que precisa

Leia mais

Resolução do Conselho de Ministros nº 16/2010,de 4 de março aprova o Programa de Apoio ao Desenvolvimento da Economia Social (PADES)

Resolução do Conselho de Ministros nº 16/2010,de 4 de março aprova o Programa de Apoio ao Desenvolvimento da Economia Social (PADES) 2013 Índice O enquadramento O que é Para que serve Para quem Que tipologias específicas existem O que é comum O que é diferente Quanto custa Circuito de candidatura e decisão Entidades responsáveis O

Leia mais

Financiamento empresarial

Financiamento empresarial Financiamento empresarial de mercado e outras soluções Lisboa, Março 2012 rita.seabra@iapmei.pt Síntese 1. Seleccionar o financiamento do projecto 2. Opções de financiamento e abordagem a financiadores

Leia mais

SISTEMAS DE INCENTIVOS QREN INFORMAÇÃO PARA ACESSO À LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN

SISTEMAS DE INCENTIVOS QREN INFORMAÇÃO PARA ACESSO À LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN SISTEMAS DE INCENTIVOS QREN INFORMAÇÃO PARA ACESSO À LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN A. BENEFICIÁRIOS Entidades beneficiárias dos Sistemas de Incentivos do QREN (SI QREN) e entidades beneficiárias do Sistema

Leia mais

Programas de Apoio ao Investimento em Portugal - Síntese Zeta Advisors

Programas de Apoio ao Investimento em Portugal - Síntese Zeta Advisors Programas de Apoio ao Investimento em Portugal - Síntese Zeta Advisors 1 The way to get started is to quit talking and begin doing. Walt Disney Company ÍNDICE 1. Programa de Apoio ao Empreendedorismo e

Leia mais

PME Investe III. Linha Específica para o Sector do Turismo

PME Investe III. Linha Específica para o Sector do Turismo PME Investe III Linha Específica para o Sector do Turismo Objectivos Esta Linha de Crédito, criada no âmbito da Linha PME Investe III, visa facilitar o acesso ao crédito por parte das empresas do sector

Leia mais

APOIOS DO IEFP PARA A CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO

APOIOS DO IEFP PARA A CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO III Faro empreendedor Empreendedorismo Integrado APOIOS DO IEFP PARA A CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO Faro, 30 de Abril de 2013 1 PAECPE Programa de Apoio ao Empreendedorismo e à Criação do Próprio Emprego

Leia mais

Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas: ABERTURA DE CONCURSOS

Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas: ABERTURA DE CONCURSOS Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas: ABERTURA DE CONCURSOS O SIALM Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas é a principal bandeira do Programa VALORIZAR. Com esta medida as

Leia mais

Preçário. Banco Português de Gestão, S.A. Instituição Bancária FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 17-jul-2015

Preçário. Banco Português de Gestão, S.A. Instituição Bancária FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 17-jul-2015 Preçário Banco Português de Gestão, S.A. Instituição Bancária FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário pode ser consultado nos balcões e locais de atendimento ao público do Banco Português de Gestão

Leia mais

WORKSHOP :EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO

WORKSHOP :EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO WORKSHOP :EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO Entidade: Centro de Emprego de Loulé Tema: Apoios à Criação do Próprio Emprego e de Empresas 1. O Plano de Negócios 2. Apoios à Criação do Próprio

Leia mais

DAMOS FORÇA AO FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS

DAMOS FORÇA AO FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS AGOSTO 2015 LINHA PME CRESCIMENTO 2015 (TAE 2,876%) DAMOS FORÇA AO FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS Vai efetuar uma candidatura ao Programa Portugal 2020? Procura uma opção de financiamento para agilizar a gestão

Leia mais

Conheça os bancos que mais subiram as comissões desde o início da crise. Desde 2010 que as instituições financeiras têm vindo a aumentar as comissões

Conheça os bancos que mais subiram as comissões desde o início da crise. Desde 2010 que as instituições financeiras têm vindo a aumentar as comissões Conheça os bancos que mais subiram as comissões desde o início da crise Desde 2010 que as instituições financeiras têm vindo a aumentar as comissões dos serviços associados às contas à ordem. Em média,

Leia mais

PME Investe III. Linha Específica para o Sector do Turismo

PME Investe III. Linha Específica para o Sector do Turismo PME Investe III Linha Específica para o Sector do Turismo Empreendimentos Turísticos e Actividades de Animação de Interesse para o Turismo Beneficiários Poderão beneficiar desta linha as empresas que:

Leia mais

Linha de Crédito PME CRESCIMENTO - Documento de divulgação -

Linha de Crédito PME CRESCIMENTO - Documento de divulgação - Anexo III Termos e condições da Linha de Crédito PME CRESCIMENTO I - CONDIÇÕES GERAIS DA LINHA DE CRÉDITO 1. Beneficiários: Preferencialmente Pequenas e Médias Empresas (PME), tal como definido na Recomendação

Leia mais

Programa FINICIA Financiamento de Start up inovadoras. Universidade de Évora, 13 de Dezembro de 2007

Programa FINICIA Financiamento de Start up inovadoras. Universidade de Évora, 13 de Dezembro de 2007 Programa FINICIA Financiamento de Start up inovadoras Universidade de Évora, 13 de Dezembro de 2007 O parceiro das PME 2 Missão Visão Produtos e Serviços Facilitar e assistir as PME nas suas estratégias

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 822/XII/4.ª

PROJETO DE LEI N.º 822/XII/4.ª Grupo Parlamentar PROJETO DE LEI N.º 822/XII/4.ª ELIMINA AS COMISSÕES POR REEMBOLSO ANTECIPADO E DE TERMO DO CONTRATO, INSTITUINDO AINDA A OBRIGATORIEDADE E GRATUITIDADE DE EMISSÃO DO DISTRATE E DE DECLARAÇÃO

Leia mais

Garantia Mútua UMA NOVA ALTERNATIVA NO ACESSO AO FINANCIAMENTO PARA AS PME FCGM. Fundo de Contragarantia Mútuo

Garantia Mútua UMA NOVA ALTERNATIVA NO ACESSO AO FINANCIAMENTO PARA AS PME FCGM. Fundo de Contragarantia Mútuo Garantia Mútua UMA NOVA ALTERNATIVA NO ACESSO AO FINANCIAMENTO PARA AS PME FCGM Fundo de Contragarantia Mútuo Sessões Turismo de Portugal, Abril 2010 Apresentação Segmentos de Actuação Linhas de Oferta

Leia mais

Índice: Letra 2 e 3 Livrança 4 e 5 Operações Bancárias 6 a 8 Cheque

Índice: Letra 2 e 3 Livrança 4 e 5 Operações Bancárias 6 a 8 Cheque Índice: Letra 2 e 3 Livrança 4 e 5 Operações Bancárias 6 a 8 Cheque 1 Letra: Definição de Letra: A letra é um titulo de crédito à ordem, sujeito a formalidades, através das quais uma pessoa sacador ordena

Leia mais

Linha de Crédito Comércio Investe - Documento de Divulgação - V.1

Linha de Crédito Comércio Investe - Documento de Divulgação - V.1 A presente linha de crédito surge como uma resposta às dificuldades das empresas no acesso ao financiamento, permitindo desta forma melhorar o suporte financeiro dos projetos aprovados no âmbito da Medida

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E DA SOLIDARIEDADE SOCIAL MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES

MINISTÉRIO DO TRABALHO E DA SOLIDARIEDADE SOCIAL MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Diário da República, 1.ª série N.º 20 28 de Janeiro de 2011 595 MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Portaria n.º 57/2011 de 28 de Janeiro Nos termos do Decreto -Lei n.º 12/2004, de

Leia mais

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS - PROFISSIONAIS LIBERAIS E ENIs

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS - PROFISSIONAIS LIBERAIS E ENIs PROTOCOLO ORDENS PROFISSIONAIS CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS - PROFISSIONAIS LIBERAIS E ENIs Para aderir a este Protocolo e beneficiar das respectivas condições, abra a sua Conta Gestão Tesouraria ou Conta

Leia mais

S. R. MINISTÉRIO DAS FINANÇAS e da ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

S. R. MINISTÉRIO DAS FINANÇAS e da ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA RELATÓRIO SOBRE A CONCESSÃO DE GARANTIAS PESSOAIS PELO ESTADO PARA O REFORÇO DA ESTABILIDADE FINANCEIRA E DA DISPONIBILIZAÇÃO DE LIQUIDEZ NOS MERCADOS FINANCEIROS O presente Relatório é elaborado nos termos

Leia mais

INSTRUÇÃO N.º 44/2012 - (BO N.º 12, 17.12.2012) SUPERVISÃO Supervisão Comportamental

INSTRUÇÃO N.º 44/2012 - (BO N.º 12, 17.12.2012) SUPERVISÃO Supervisão Comportamental INSTRUÇÃO N.º 44/2012 - (BO N.º 12, 17.12.2012) Temas SUPERVISÃO Supervisão Comportamental ASSUNTO: Comunicação de informação relativa a contratos de crédito abrangidos pelos procedimentos previstos no

Leia mais

Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Direção Geral da Segurança Social.

Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Direção Geral da Segurança Social. I - NOTA PRÉVIA INFORMATIVA AO ASSOCIADO BENEFICIÁRIO / POTENCIAL BENEFICIÁRIO O Montepio Geral - Associação Mutualista (MGAM) informa que o beneficio associativo de se encontra regulado pelo Regulamento

Leia mais

Programa de Apoio à Restauração e Hotelaria para a Aquisição de Produtos Regionais

Programa de Apoio à Restauração e Hotelaria para a Aquisição de Produtos Regionais Programa de Apoio à Restauração e Hotelaria para a Aquisição de Produtos Regionais Perguntas Frequentes 1 Qual a legislação que regulamenta o Programa de Apoio à Restauração e Hotelaria para a Aquisição

Leia mais

Ciclo de Conferências CIP Economia Portuguesa Competitividade e Crescimento

Ciclo de Conferências CIP Economia Portuguesa Competitividade e Crescimento Ciclo de Conferências CIP Economia Portuguesa Competitividade e Crescimento A ATUAL OFERTA DE FINANCIAMENTO 28 de novembro de 2014 Centro de Congressos de Lisboa Teresa Duarte Administradora da Norgarante

Leia mais

PORTUGAL A CRESCER TURISMO

PORTUGAL A CRESCER TURISMO PORTUGAL A CRESCER TURISMO Turismo Um setor estratégico Peso no PIB Peso no Emprego Peso nas exportações Turismo 13% Serviços (excluindo Turismo) 18% Bens 69% Unid. Milhões Euros Turismo Um setor estratégico

Leia mais

ILinhas de apoio financeiro

ILinhas de apoio financeiro ILinhas de apoio financeiro Lisboa 03 junho 2012 Direção de Investimento Carlos Abade INSTRUMENTOS DE APOIO À ATIVIDADE PRODUTIVA TURISMO Carlos Abade Faro, 2 de agosto de 2012 Turismo Um setor estratégico

Leia mais

Regulamento de atribuição de Bolsas de Estudo U CAN

Regulamento de atribuição de Bolsas de Estudo U CAN Regulamento de atribuição de Bolsas de Estudo U CAN Preâmbulo Faz parte da missão do Programa Escolhas o apoio à inclusão escolar dos jovens provenientes dos contextos socio-económico mais vulneráveis.

Leia mais