PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA 2016

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA 2016"

Transcrição

1 1 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA 2016 R$ 1,00 CATEGORIA VALOR RECEITAS DE MANUTENÇÃO Patrimonial Junior Temporário Adicional Universitário OUTRAS TAXAS Visitantes Carteira Social Reativação Sauna 971 Musculação Spining 556 Personal Avaliação Física Mensalidade Tênis com Desconto Diversos RECEITAS DE ALUGUEL RECEITAS COM PROMOÇÕES Venda ingressos e Mesas Patrocínio Patrocínio Esporte 0 Patrocínio Social 0 Taxa Inscrição Natação Taxa Arrecadação Esporte 0 Taxa Arrecadação Social 0 Open Tênis Colônia de Férias 9.325

2 RECEITAS PATRIMONIAIS Venda de Títulos Venda Certificados Júnior Transferência de Títulos SUB TOTAL: RECEITA EXTRA ORÇAMENTÁRIA (Empréstimos Bancários) SUB TOTAL: RESERVA DE CONTIGÊNCIA: TOTAL GERAL: Fundamentos: Empréstimo no valor de 1 milhão de reais para saneamento financeiro do CCL e cobrir despesas de investimentos nas áreas de BIKE INDOR e ACADEMIA. Trata-se de receita extra orçamentária com destinação exclusiva e justificada. A provisão de 13º e encargos é indispensável para evitar surpresas de falta de caixa, razão pela qual foi inclusa no orçamento. No entanto só será possível com o saneamento financeiro. Os valores de previsão de 13º e encargos e da linha de crédito, reserva de contigência, receberão contas bancárias próprias para tratamento individualizado e serão aplicados no mercado financeiro. 2 Os valores pagos a título de 13º e encargos serão transferidos da conta própria para a conta corrente, quando se verificarem, e de acordo com os valores contabilizados. A movimentação da conta própria da reserva de contigência só poderá ocorrer com a deliberação do CD mediante solicitação da DE com demonstrativo justificado. Nesta conta será depositado empréstimos.

3 O empréstimo em deliberação no CD, como a regra estabelecida, deverá ser depositado pela Instituição Financeira diretamente na conta bancária da " reserva de contigência" e também só poderá ser movimentada com autorização expressa do CD, exceção feita à liquidação do total do negativo da conta garantida e seus encargos que deverá ser providenciada até o 2º dia útil após o crédito do empréstimo na C/C do CCL e pagamento dos seguintes compromissos: 13º Salário Dez/2015: Encargos sobre 13º Salário: Adiantamento da Folha de Pagamento: Encargos sobre Folha de Pagamento de Nov/2015: SUB TOTAL I : Conta Garantida (Liquidação): Encargos Bancários sobre Conta Garantida: SUB TOTAL II : SUB TOTAL III : Para Reserva de Contigência: TOTAL : OBS: Valores estimados bem próximos do real. A proposta orçamentária não poderá sofrer onerações por conta de despesas não previstas, sob risco de seu desequilibrio. É preciso análise do comportamento da Execução Orçamentária, pelo menos do mês de Janeiro/2016, para eventualmente permitir planejamento extra orçamentários com segurança. A correção de 13,55% nas mensalidades foi proposta pela CFO/CD; em face desse percentual, levemente acima do que seria a atualização inflacionária, concluiu-se ser desnecessária a criação de taxa extra para cobrir o pagamento mensal de eventual linha de crédito. A diferença do valor da linha de crédito não prevista a ser aplicada neste orçamento, algo em torno de 400 mil reais será para atender propostas de investimento cujos estudos estão em andamento pelo CD/DE.

4 Finalmente, o orçamento é fruto de um trabalho de consenso entre DE e CD, restrito exclusivamente ao mínimo indispensável no momento. O orçamento das atividades foi elaborado com base nos valores da execução orçamentária de 2015 com a seguinte atualização: Salários/Encargos/Provisão 13º/Serviços de Terceiros - 10% - Demais itens: 7,5%. Já está em estudo cálculo da Taxa de Afastamento para adequar a realidade e demais estudos decorrente de recomendações contidas no relatório da auditoria.

5 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA SINTÉTICA (DESPESAS) ITEM ÁREA ATIVIDADE PROJETO TOTAL 1 Conselho Deliberativo ConselhoFiscal 0 3 Diretoria Executiva Presidência Diretoria Administrativa Diretoria Financeira Diretoria de Planejamento Diretoria Social e Cultural Diretoria de Obras e Patrimônio Serviços Gerais Diretoria de Esporte e Recreação TOTAIS

6 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA SINTÉTICA (DESPESAS) DIRETORIA / CD PROJETO ATIVIDADE PESSOAL E ENC. SOCIAIS DESPESAS CORRENTE S INVEST. SUB TOTAL PESSOAL E ENC. SOCIAIS DESPESAS CORRENTE S INVEST. SUB TOTAL Conselho Deliberativo Diretoria Executiva Presidência Diretoria Administrativa Diretoria Financeira Diretoria de Obras e Patrimônio Serviços Gerais Diretoria Social e Cultural Diretoria de Esporte e Recreação TOTAIS TOTAL

7 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA ATIVIDADES 1 ÓRGÃO UNIDADE FUNÇÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.4 DIRETORIA FINANCEIRA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA R$ 1,00 Orçado ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR Anteriormente 1. GERÊNCIA FINANCEIRA E FINANÇAS Tarifas Bancárias Parc. Empréstimo Salários Encargos Sociais Prov 13º Salário + Enc TOTAIS OBS: Parcelamento de empréstimos refere-se a custos relacionados com a conta garantida, suprimidos com a linha de crédito bancário em estudo para saneamento financeiro do Clube e a interrupção definitiva de sua prática, exceto em casos de extrema emergência e com a autorização expressa do CD.

8 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA ATIVIDADES 2 ÓRGÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA UNIDADE 1. PRESIDÊNCIA FUNÇÃO ADMINISTRAÇÃO GERAL R$ 1,00R$ 1,00 ITEM MÃO DE OBRA DESPESA CORRENTE INVESTIMENTO TOTAL 1 Repreesentação TOTAIS

9 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA ATIVIDADES 3 ÓRGÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA UNIDADE 1. DIRETORIA EXECUTIVA FUNÇÃO ASSESSORIAS COMUNICAÇÃO / JURÍDICO R$ 1,00 ITEM MÃO DE OBRA DESPESA CORRENTE INVESTIMENTO ADMINISTRAÇÃO GERAL TOTAL Representação Relações Públicas Mídia Impressa CCL Site CCL Estagiário Jurídico TOTAIS

10 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA ATIVIDADES 4 ÓRGÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA UNIDADE 1. CONSELHO DELIBERATIVO FUNÇÃO ADMINISTRAÇÃO GERAL R$ 1,00R$ 1,00 ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR 1 Representação TOTAL

11 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA ATIVIDADES 5 ÓRGÃO UNIDADE FUNÇÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.2 DIRETORIA ADMINISTRATIVA ADMINISTRAÇÃO GERAL ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL 1. MANUTENÇÃO ADMINISTRATIVA Salários Encargos Sociais Prov 13º Salário + Enc Horas Extras Estagiários Material de Consumo Seguros Serviços Terceiros Outras Despesas Água/Energia/Telefone/ Internet/Correio Assinaturas/Joranis/TV Material Permanente Impostos e Taxas Despesa Judicial Reg. Edificações INSS SUB TOTAL TOTAL A

12 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA ATIVIDADES 6 ÓRGÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA UNIDADE 3.5 DIRETORIA SOCIAL E CULTURA FUNÇÃO SOCIAL E CULTURA R$ 1,00R$ 1,00 ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR ATIVIDADE CHOPPIANO / ENGENHO Bandas (som e luz incluso) Free Dance SUB TOTAL GERÊNCIA SOCIAL E CULTURAL Salários Encargos Sociais Prov 13º Salário + Enc SUB TOTAL TOTAL

13 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA ATIVIDADES 7 ÓRGÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA UNIDADE 3.6. DIRETORIA DE OBRAS E PATRIMÔNIO FUNÇÃO ADMINISTRAÇÃO OBRAS, MANUTENÇÃO R$ 1,00 ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR 1. GERÊNCIA DE OBRAS E PATRIMÔNIO Salários Encargos Sociais Prov 13º Salário + Enc SUB TOTAL PINTURA DE INSTALAÇÕES PREDIAIS Material Consumo SUB TOTAL MANUTENÇÃO INSTALAÇÃO ELÉTRICA Material Consumo SUB TOTAL MANUTENÇÃO INSTALAÇÃO HIDRÁULICA Material Consumo SUB TOTAL TOTAL

14 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA ATIVIDADES 8 ÓRGÃO UNIDADE CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.6. DIRETORIA DE OBRAS E PATRIMÔNIO FUNÇÃO SAÚDE, MEIO AMBIENTE E SEGURANÇA R$ 1,00 ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR 1. DETETIZAÇÃO Serviço Terceiros SUB TOTAL EXPLORAÇÃO DE ÁGUA Taxas Exploração Taxa Poço Artesiano Viagem Serviço Terceiros Material de Consumo SUB TOTAL PISCINA Taxa Serviço Terceiros SUB TOTAL MANUTEÇÃO HIDRANTES / EXTINTORES DE INCÊNDIO Material Consumo Servisos Terceiros SUB TOTAL ENFERMARIA Material Consumo SUB TOTAL TOTAL B TOTAL

15 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA ATIVIDADES 9 ÓRGÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA UNIDADE 3.6. DIRETORIA DE OBRAS E PATRIMÔNIO FUNÇÃO SERVIÇOS GERAIS R$ 1,00 ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR 1. GERÊNCIA DE SERVIÇOS GERAIS Salários Encargos Sociais Prov 13º Salário + Enc SUB TOTAL ALIMENTAÇÃO DE SAUNA Material de Consumo SUB TOTAL JARDINAGEM Material de Consumo SUB TOTAL PODA RETIRADA DE ENTULHO Serviço Terceiro SUB TOTAL MANUTENÇÃO PISCINA Material de Consumo SUB TOTAL LAVAGEM E HIGIENIZAÇÃO (SAUNA E UNIFORMES ESPORTIVOS) Serviços Terceiros SUB TOTAL LIMPEZA E HIGIENIZAÇÃO INSTALAÇÕES Material Consumo SUB TOTAL TOTAL

16 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA ATIVIDADES 10 ÓRGÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA UNIDADE 3.7 DIRETORIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO FUNÇÃO ESPORTIVA E RECREAÇÃO R$ 1,00 R$ 1,00 ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL 1. GERÊNCIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO Material Consumo Serviço Terceiro Salários Estagiário Encargos Sociais Prov 13º Salário + Enc Material Permanente SUB TOTAL ARTES MARCIAIS Material Consumo Material Permanente SUB TOTAL BABY DANCE Material Consumo SUB TOTAL BASQUETEBOL Serviço Terceiro Material Consumo SUB TOTAL BIKE IN DOOR Material Permanente Material Consumo Serviço Terceiro SUB TOTAL BILHAR Material Consumo SUB TOTAL

17 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA ATIVIDADES 11 ÓRGÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA UNIDADE 3.7 DIRETORIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO FUNÇÃO ESPORTIVA E RECREAÇÃO R$ 1,00 R$ 1,00 ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL 7. BINQUEDOTECA Material Consumo SUB TOTAL BOCHA Material Consumo SUB TOTAL CAPOEIRA Material Permanente SUB TOTAL DANÇA Material Permanente Material Consumo SUB TOTAL FITNESS Material Consumo SUB TOTAL FUTSAL Material Consumo SUB TOTAL GINÁSTICA RÍTMICA GR Material Consumo SUB TOTAL FUTEBOL Material Consumo Material Permanente SUB TOTAL

18 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA ATIVIDADES 12 ÓRGÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA UNIDADE 3.7 DIRETORIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO FUNÇÃO ESPORTIVA E RECREAÇÃO R$ 1,00 R$ 1,00 ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL 15. HANDBOL Material Consumo SUB TOTAL HIDROGINÁSTICA Material Permanente SUB TOTAL JUMP Material Permanente SUB TOTAL MUSCULAÇÃO Material Consumo Serviço Terceiro SUB TOTAL NATAÇÃO Material Consumo SUB TOTAL SKATE Material Consumo SUB TOTAL TÊNIS Material Consumo Serviço Terceiro SUB TOTAL

19 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA ATIVIDADES 13 ÓRGÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA UNIDADE 3.7 DIRETORIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO FUNÇÃO ESPORTIVA E RECREAÇÃO R$ 1,00 ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL 22. TÊNIS DE MESA Material Permanente Material Consumo SUB TOTAL TRX Material Consumo SUB TOTAL VOLEIBOL Material Consumo SUB TOTAL TOTAL B

20 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA PROJETOS 1 ÓRGÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA UNIDADE 3.2 DIRETORIA ADMINISTRATIVA FUNÇÃO ADMINISTRAÇÃO GERAL R$ 1,00 R$ 1,00 Orçado ITEM MÂO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL Anteriormente 1 CAPACITAÇÃO DE EMPREGADOS Serviço Terceiros SUB TOTAL MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO Serviço Terceiros SUB TOTAL ADEQUAÇÃO DOS REGISTROS CONTÁBEIS 2010 A 2014 Serviço Terceiros SUB TOTAL AUDITORIA CONTÁBIL FINANCEIRA Serviço Terceiros SUB TOTAL MODERNIZAÇÃO DA ACADEMIA Serviço Terceiros SUB TOTAL TOTAL Suprimido: 4 - Suprimido: 5 - Suprimido: 2 e 3 - Projeto de Capacitação pode ser desenvolvido pela nova DE. Obrigação Lei Pelé deverá ser desempenhada pela nova DE, conforme Estatuto Pode ser executado a partir da utilização da reserva de contigência, que, para ser auferida na receita depende do saneamento financeiro a partir da linha de crédito bancária já discutida no CD. Projetos em andamento aprovados pelo CD.

21 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA PROJETOS 2 ÓRGÃO UNIDADE CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.5 DIRETORIA SOCIAL E CULTURA FUNÇÃO SOCIAL E CULTURA R$ 1,00R$ 1,00 Orçado ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL Anteriormente 1 HISTÓRIA PARA CONTAR - ACERVO CULTURAL CCL Serviço Terceiro SUB TOTAL ANIVERSSÁRIO CCL Serviço Terceiro SUB TOTAL CCL FOLIA Serviço Terceiro SUB TOTAL BAILE DA ALELUIA Serviço Terceiro SUB TOTAL DIA DA MULHER 5 Serviço Terceiro Material Consumo SUB TOTAL FESTA DE POSSE DA DIRETORIA EXECUTIVA/CONSELHO DELIBERATIVO Serviço Terceiro SUB TOTAL DIA DAS MÃES 7 Serviço Terceiro Material Consumo SUB TOTAL DIA DOS NAMORADOS Serviço Terceiro SUB TOTAL

22 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA PROJETOS 3 ÓRGÃO UNIDADE CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.5 DIRETORIA SOCIAL E CULTURA FUNÇÃO SOCIAL E CULTURA R$ 1,00R$ 1,00 Orçado ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL Anteriormente ARRAIÁ CCL 9 Serviço Terceiro Material Consumo SUB TOTAL ROCK FEST 10 Serviço Terceiro Material Consumo 0 50 SUB TOTAL DIA DOS PAIS 11 Serviço Terceiro Material Consumo 0 90 SUB TOTAL BAILE DA PADROEIRA 12 Serviço Terceiro Material Consumo SUB TOTAL SEMANA DA PÁTRIA 13 Serviço Terceiro Material Consumo SUB TOTAL BAILE DA PRIMAVERA Serviço Terceiro SUB TOTAL BAILE DO HAVAI 15 Serviço Terceiro Material Consumo SUB TOTAL

23 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA PROJETOS 4 ÓRGÃO UNIDADE CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.5 DIRETORIA SOCIAL E CULTURA FUNÇÃO SOCIAL E CULTURA R$ 1,00R$ 1,00 Orçado ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL Anteriormente NATAL DE LUZ 16 Serviço Terceiro Material Consumo SUB TOTAL MERCADO DE ARTES DE NATAL Serviço Terceiro SUB TOTAL FESTA CONFRATERNIZAÇÃO DO EMPREGADO 18 Serviço Terceiro Material Consumo SUB TOTAL REVELION Serviço Terceiro SUB TOTAL FORMAÇÃO ARTÍSTICO CULTURAL 20 Serviço Terceiro Material Consumo SUB TOTAL TOTAL , 4, 5, e de 7 à 19 - Pode ser executado a partir da utilização da reserva de contigência, que, para ser auferida na receita depende do saneamento financeiro a partir da linha de crédito bancário já discutida no CD. 20 Suprimidos: - Suprimido: Formação Artístico Cultural - Contrato com Caio Cesar Cardoso de Andrade - será reiscindido se não houver aprovação do CD; se aprovado, deverá ser inserido no orçamento ou utilizar reserva de contigência.

24 PROPOSTA ORÇASMENTÁRIA PROJETOS 5 ÓRGÃO UNIDADE FUNÇÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.6. DIRETORIA DE OBRAS E PATRIMÔNIO OBRAS E MANUTENÇÃO R$ 1,00 Orçado ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL Anteriormente 1 ALARME Material SUB TOTAL REFORMA DO TELHADO DO COMPLEXO BIK IN DOOR / ENGENHO / QUADRA EXTERNA 2 Material Serviços Mão de Obra SUB TOTAL RAMPA 3 Material Mão de Obra SUB TOTAL TOTAL A à 3 Suprimido: Podem ser executados a partir da utilização da reserva de contigência, que, para ser auferida na receita depende do saneamento financeiro a partir da linha de crédito bancário já discutida no CD.

25 PROPOSTA ORÇASMENTÁRIA PROJETOS 6 ÓRGÃO UNIDADE FUNÇÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.6. DIRETORIA DE OBRAS E PATRIMÔNIO SAÚDE, MEIO AMBIENTE E SEGURANÇA R$ 1,00 Orçado ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL Anteriormente CONSCIENTIZAÇÃO: CÂNCER DE MAMA / CÂNCER DE PRÓSTATA 1 Materiald e Consumo Serviço Terceiros SUB TOTAL CONSCIENTIZAÇÃO: MEIO AMBIENTE /QUALIDADE DE VIDA -EMPREGADOS 2 Serviço Terceiros Material de Consumo SUB TOTAL USO CONSCIENTE DE ÁGUA E ENERGIA Serviço Terceiros SUB TOTAL RENOVAÇÃO DE ALVARÁ DE BOMBEIRO / ARTS Taxas / Emolumentos SUB TOTAL ITEM DISCRIMINAÇÃO VALOR DISCRIMINAÇÃO VALOR DISCRIMINAÇÃO VALOR TOTAL TOTAL à 4 Suprimido:Podem ser executados a partir da utilização da reserva de contigência, que, para ser auferida na receita depende do saneamento financeiro a partir da linha de crédito bancário já discutida no CD.

26 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA PROJETOS 7 ÓRGÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA UNIDADE 3.7 DIRETORIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO FUNÇÃO ESPORTIVA E SOCIAL R$ 1,00R$ 1,00 ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL BASQUETE / QUADRANGULAR 1 Serviço Terceiros Premiação Desportiva SUB TOTAL BASQUETE / NOVA COPA FEMININA 2 Serviço Terceiros Material Consumo Taxas SUB TOTAL BIKE INDOOR / PEDALADA CCL 3 Serviço Terceiros Material Consumo SUB TOTAL BILHAR / TORNEIO ABERTO 4 Serviço Terceiros Material Consumo Premiação Desportiva SUB TOTAL BILHAR / TORNEIO DE DUPLAS 5 Serviço Terceiros Material Consumo Premiação Desportiva SUB TOTAL

27 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA PROJETOS 8 ÓRGÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA UNIDADE 3.7 DIRETORIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO FUNÇÃO ESPORTIVA E SOCIAL R$ 1,00R$ 1,00 ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL BOCHA / TORNEIO INTERNO 6 Serviço Terceiros Premiação Desportiva SUB TOTAL CAPOEIRA / ENCONTRO CULTURAL 7 Serviço Terceiros Material Consumo SUB TOTAL CORRIDA / CIRCUITO CCL 8 Serviço Terceiros Material Consumo Premiação Desportiva SUB TOTAL DANÇA / AULÃO CCL 9 Serviço Terceiros Material Consumo SUB TOTAL DANÇA DO VENTRE / SARAU DE PASCOA 10 Serviço Terceiros Material Consumo SUB TOTAL DANÇA DO VENTRE / NOITE DO HAREM Serviço Terceiros SUB TOTAL

28 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA PROJETOS 9 ÓRGÃO UNIDADE FUNÇÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.7 DIRETORIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO ESPORTIVA E SOCIAL R$ 1,00R$ 1,00 Orçado ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL Anteriormente FITNESS / AULÃO CCL 12 Serviço Terceiros Material Consumo SUB TOTAL FUTSAL / FEDERAÇÃO PAULISTA DE FUTEBOL DE SALÃO Serviço Terceiros auxilio transporte Material Consumo Viagens Taxas Diaria /Hora Extra SUB TOTAL FUTSAL / TORNEIO INTERNO 14 Serviço Terceiros Material Consumo Premiação Desportiva SUB TOTAL FUTSAL /QUADRANGULAR INTERCLUBES 15 Serviço Terceiros Premiação Desportiva SUB TOTAL FUTSAL / TORNEIO DA PADROEIRA taxas SUB TOTAL Projeto Social - Reduzido aproximadamente a 50% conforme orientação da Comissão de Finanças e Orçamento do CD.

29 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA PROJETOS 10 ÓRGÃO UNIDADE FUNÇÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.7 DIRETORIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO ESPORTIVA E SOCIAL R$ 1,00R$ 1,00 Orçado ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL Anteriormente GR - APRESENTAÇÃO 17 Serviço Terceiros Material Consumo Diaria /Hora Extra SUB TOTAL HANDEBOL / TORNEIO INTERNO Material Consumo SUB TOTAL HANDEBOL / HAND DO FUTURO 19 Serviço Terceiros Material Consumo Diaria /Hora Extra SUB TOTAL HAPKIDO / CAMPEONATO PAULISTA Serviço Terceiros Material Consumo 0 50 Taxas Diaria /Hora Extra SUB TOTAL HAPKIDO / CAMPEONATO BRASILEIRO Serviço Terceiros Material Consumo 0 50 Taxas Diária Estadia SUB TOTAL

30 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA PROJETOS 11 ÓRGÃO UNIDADE FUNÇÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.7 DIRETORIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO ESPORTIVA E SOCIAL R$ 1,00R$ 1,00 Orçado 22 IDADE ATIVA / CONFRATERNIZAÇÃO Anteriormente Material Consumo SUB TOTAL JIU JITSU Serviço Terceiros Material Consumo Taxas Diaria /Hora Extra SUB TOTAL JUDO - FEDERAÇÃO PAULISTA DE JUDO Serviço Terceiros Material Consumo Taxas Diaria /Hora Extra SUB TOTAL KARATE - COPA PAULISTA 25 Serviço Terceiros Material Consumo Taxas SUB TOTAL KARATE - CAMPEONATO PAULISTA Serviço Terceiros Material Consumo 0 50 Taxas Diaria /Hora Extra SUB TOTAL

31 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA PROJETOS 12 ÓRGÃO UNIDADE FUNÇÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.7 DIRETORIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO ESPORTIVA E SOCIAL R$ 1,00R$ 1,00 Orçado ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL Anteriormente KARATE - CAMPEONATO BRASILEIRO Serviço Terceiros Material Consumo Taxas Diaria /Hora Extra SUB TOTAL KARATE - CAMPEONATO SULAMERICANO Viagens Material Consumo Taxas Diaria /Hora Extra SUB TOTAL KUNG FU - CAMPEONATO PAULISTA Serviço Terceiros Material Consumo 0 50 Taxas Diaria /Hora Extra SUB TOTAL KUNG FU - CAMPEONATO BRASILEIRO Serviço Terceiros Material Consumo 0 50 Taxas Diaria /Hora Extra SUB TOTAL

32 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA PROJETOS 13 ÓRGÃO UNIDADE FUNÇÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.7 DIRETORIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO ESPORTIVA E SOCIAL R$ 1,00R$ 1,00 Orçado ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL Anteriormente MUSCULAÇÃO - TORNEIO DE SUPINO Serviço Terceiros Material Consumo Premiação Desportiva Diaria /Hora Extra SUB TOTAL NATAÇÃO / CLINICA CCL Serviço Terceiros SUB TOTAL NATAÇÃO / FESTIVAL MIRIM DE NATAÇÃO Serviço Terceiros Material Consumo Taxas Diaria /Hora Extra SUB TOTAL NATAÇÃO - CIRCUITO AGUAS ABERTAS Serviço Terceiros Material Consumo Taxas Diaria /Hora Extra SUB TOTAL NATAÇÃO FESTIVAL INTERCULUBES 35 Taxas Material Consumo SUB TOTAL

33 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA PROJETOS 14 ÓRGÃO UNIDADE FUNÇÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.7 DIRETORIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO ESPORTIVA E SOCIAL R$ 1,00R$ 1,00 Orçado ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL Anteriormente SKATE - AMIGOS DO SKATE 36 Serviço Terceiros Material Consumo Premiação Desportiva SUB TOTAL TENIS - ABERTO DE TENIS CCL 37 Serviço Terceiros Material Consumo Premiação Desportiva SUB TOTAL TENIS - FEDERAÇÃO PAULISTA DE TENIS 38 Serviço Terceiros Material Consumo Taxas SUB TOTAL TENIS - TORNEIO INTERNO CCL 39 Serviço Terceiros Material Consumo Premiação Desportiva SUB TOTAL TENIS - RANKING CCL 40 Material Consumo Taxas SUB TOTAL

34 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA PROJETOS 15 ÓRGÃO UNIDADE FUNÇÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.7 DIRETORIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO ESPORTIVA E SOCIAL TENIS DE MESA - CAMPEONATO BRASILEIRO R$ 1,00R$ 1,00 Orçado Anteriormente Serviço Terceiros Material Consumo Taxas Diaria /Hora Extra SUB TOTAL TENIS DE MESA - TORNEIO INTERNO 42 Serviço Terceiros Premiação Desportiva SUB TOTAL TENIS DE MESA LVTM Taxas Serviço Terceiros Material Consumo Diaria /Hora Extra SUB TOTAL TENIS DE MESA - CAMPEONATO PAULISTA Serviço Terceiros Material Consumo Taxas Diaria /Hora Extra SUB TOTAL VOLEI - ATACA LORENA Serviço Terceiros Material Consumo Taxas Diaria /Hora Extra SUB TOTAL

35 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA PROJETOS 16 ÓRGÃO UNIDADE FUNÇÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.7 DIRETORIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO ESPORTIVA E SOCIAL R$ 1,00R$ 1,00 Orçado ITEM MÃO DE OBRA VALOR DESPESA CORRENTE VALOR INVESTIMENTO VALOR TOTAL Anteriormente VOLEI - TORNEIO INTERNO 46 Serviço Terceiros Premiação Desportiva SUB TOTAL AULÃO DE SURF 47 Serviço Terceiros Material Consumo SUB TOTAL CIRCUITO MAIS SAUDE CCL 48 Terceiros Material Consumo Premiação Desportiva SUB TOTAL CIRCUITO DE BRINCADEIRAS Serviço Terceiros SUB TOTAL COLONIA DE FÉRIAS Serviço Terceiros SUB TOTAL ENCONTRO DE ARTES MARCIAIS 51 Serviço Terceiros Diaria /Hora Extra SUB TOTAL SEMANA DA CRIANÇA Serviço Terceiros SUB TOTAL

36 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA PROJETOS 17 ÓRGÃO UNIDADE FUNÇÃO CLUBE COMERCIAL DE LORENA 3.7 DIRETORIA DE ESPORTE E RECREAÇÃO ESPORTIVA E SOCIAL R$ 1,00R$ 1,00 TOTAL: Os projetos suprimidos referem-se a participação do Clube em Campeonatos coordenados por Instituições externas ao CCL. Ficam estes projetos à consideração e deliberação do CD e da nova DE. Podem, eventualmente serem desenvolvidas a partir da utilização da reserva de contingência que, para ser auferida na receita, depende do saneamento financeiro a partir de linha de crédito bancário já discutida no CD, salvo o projeto nº 13 - FUTSAL (folha 9).

BALANÇO PATRIMONIAL REALIZADO EM 31 de Dezembro de 2011 (Valores expressos em Reais) A T I V O

BALANÇO PATRIMONIAL REALIZADO EM 31 de Dezembro de 2011 (Valores expressos em Reais) A T I V O Página:1 BALANÇO PATRIMONIAL REALIZADO EM 31 de Dezembro de 2011 A T I V O ATIVO CIRCULANTE 337.140,07 DISPONIVEL 278.444,57 CAIXA 291.837,50 CAIXA 12.524,00 CHEQUES A COBRAR 279.313,50 BANCOS CONTA MOVIMENTO

Leia mais

Previsão Orçamentária 2014. Versão simplificada. Associado, entenda o orçamento do Clube para o próximo ano

Previsão Orçamentária 2014. Versão simplificada. Associado, entenda o orçamento do Clube para o próximo ano Previsão Orçamentária 2014 Versão simplificada Associado, entenda o orçamento do Clube para o próximo ano 1 APRESENTAÇÃO Para o exercício de 2014, a Diretoria decidiu divulgar aos associados uma versão

Leia mais

GAIDAS & SILVA AUDITORES INDEPENDENTES

GAIDAS & SILVA AUDITORES INDEPENDENTES RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Aos Administradores do GRÊMIO RECREATIVO BARUERI Examinamos as demonstrações contábeis do GRÊMIO RECREATIVO BARUERI, que compreendem

Leia mais

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras No ano de 2012 o Londrina Country Club atualizou o plano de contas de sua demonstração de resultado. O objetivo é atualizar a nomenclatura das contas permitindo

Leia mais

Índice. Orçamento 2016 APRESENTAÇÃO

Índice. Orçamento 2016 APRESENTAÇÃO Índice APRESENTAÇÃO Página 1 - Conceitos Importantes e Metodologia de Apuração dos Valores da Proposta Orçamentária Página 2 - Comentários sobre o QUADROS Club Athletico Paulistano 1 -Resumo do Resultado

Leia mais

CAU - PE. Comparativo da Despesa Paga. Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Pernambuco CNPJ: 14.944.213/0001-86.

CAU - PE. Comparativo da Despesa Paga. Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Pernambuco CNPJ: 14.944.213/0001-86. Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Pernambuco CNPJ: 14.944.213/0001-86 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 1.135.578,36 505.388,09 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESA CORRENTE 845.084,13

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO PERÍODO

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO PERÍODO 000002 4.0.0.00.0000 - CONTAS RESULTADO - RECEITAS 4.1.0.00.0000 - RECEITAS OPERACIONAIS 4.1.1.00.0000 - RECEITA MANUTENÇÃO 4.1.1.01.0000 - RECEITA ASSOCIATIVA 4.1.1.01.0002 - SOCIO CONTRIBUINTE TEMPORARIO

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL REALIZADO EM 31 de Dezembro de 2012 (Valores expressos em Reais) A T I V O

BALANÇO PATRIMONIAL REALIZADO EM 31 de Dezembro de 2012 (Valores expressos em Reais) A T I V O Página:1 BALANÇO PATRIMONIAL REALIZADO EM 31 de Dezembro de 2012 A T I V O ATIVO CIRCULANTE 155.819,01 DISPONIVEL 96.440,16 CAIXA 179.067,40 CAIXA 31.690,01 CHEQUES A COBRAR 97.054,21 CHEQUES DEVOLVIDOS

Leia mais

PAULISTA FUTEBOL CLUBE LTDA. Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis. Demonstrações Contábeis Em 31 de dezembro de 2011

PAULISTA FUTEBOL CLUBE LTDA. Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis. Demonstrações Contábeis Em 31 de dezembro de 2011 PAULISTA FUTEBOL CLUBE LTDA Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Em 31 de dezembro de 2011 AudiBanco - Auditores independentes SS Rua: Flores da

Leia mais

GRÊMIO RECREATIVO BARUERI CNPJ 59.042.648/0001-73

GRÊMIO RECREATIVO BARUERI CNPJ 59.042.648/0001-73 GRÊMIO RECREATIVO BARUERI CNPJ 59.042.648/0001-73 Site: www.grbesportes.com.br Relatório da Administração Prezados Senhores, A administração do Grêmio Recreativo Barueri submete a sua apreciação o relatório,

Leia mais

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras No ano de 2012 o Londrina Country Club atualizou o plano de contas de sua demonstração de resultado. O objetivo é atualizar a nomenclatura das contas permitindo

Leia mais

Safra Fundo Mútuo de Privatização FGTS Petrobrás (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 de

Safra Fundo Mútuo de Privatização FGTS Petrobrás (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 de Safra Fundo Mútuo de Privatização FGTS Petrobrás Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 de setembro de 2003 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes Aos

Leia mais

ORÇAMENTO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2015 DEMONSTRATIVO ANALÍTICO DA RECEITA

ORÇAMENTO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2015 DEMONSTRATIVO ANALÍTICO DA RECEITA ORÇAMENTO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2015 DEMONSTRATIVO ANALÍTICO DA RECEITA CATEGORIA ECONÔMICA CÓDIGO ESPECIFICAÇÃO DOTAÇÃO 1 RECEITAS 19.175.900,00 1.0.00.00 RECEITAS CORRENTES

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES ESPORTIVAS E CULTURAIS 2015

CADERNO DE ATIVIDADES ESPORTIVAS E CULTURAIS 2015 1 ESPORTIVAS E CULTURAIS 2015 A seguir apresentamos os horários das atividades esportivas e culturais do. Os horários, bem como as modalidades poderão sofrer alterações sem prévio aviso. As inscrições

Leia mais

MANUAL DE DIRETRIZ E EXECUÇÃO 2013

MANUAL DE DIRETRIZ E EXECUÇÃO 2013 MANUAL DE DIRETRIZ E EXECUÇÃO 2013 1. APRESENTAÇÃO O Programa Minas Olímpica Oficina de Esportes é uma ação do Governo de Minas por meio da SEEJ, cujo objetivo é o fomento e desenvolvimento do esporte

Leia mais

ANEXO IV DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA COMERCIAL

ANEXO IV DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA COMERCIAL ANEXO IV DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA COMERCIAL 1. INTRODUÇÃO Este anexo objetiva apresentar as informações necessárias a orientar a LICITANTE quanto à apresentação e conteúdo da sua PROPOSTA

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL CONSELHO PLENO RESOLUÇÃO Nº 4, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2013

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL CONSELHO PLENO RESOLUÇÃO Nº 4, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2013 ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL CONSELHO PLENO RESOLUÇÃO Nº 4, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2013 Aprova o orçamento para o exercício financeiro compreendido entre 1º de janeiro

Leia mais

FGP FUNDO GARANTIDOR DE PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS CNPJ: 07.676.825/0001-70 (Administrado pelo Banco do Brasil S.A.)

FGP FUNDO GARANTIDOR DE PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS CNPJ: 07.676.825/0001-70 (Administrado pelo Banco do Brasil S.A.) FGP FUNDO GARANTIDOR DE PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS CNPJ: 07.676.825/0001-70 (Administrado pelo Banco do Brasil S.A.) NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE AGOSTO DE 2006 (Em milhares de

Leia mais

CREFITO/MT Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional 9ª Região CNPJ: 00.577.473/0001-56

CREFITO/MT Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional 9ª Região CNPJ: 00.577.473/0001-56 Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional 9ª Região CNPJ: 00.577.473/0001-56 Balancete Conta Anterior Débitos Créditos 1 - ATIVO 1.474.008,93D 717.680,43 804.036,65 1.387.652,71D 1.1 - ATIVO

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO SINERGIA

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO SINERGIA ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO SINERGIA I Denominação e Objetivo Artigo 1º O Clube de Investimento SINERGIA é constituído por número limitado de membros que têm por objetivo a aplicação de recursos

Leia mais

VAGAS DISPONÍVEIS PARA OS CURSOS DO DEPARTAMENTO DE ESPORTES

VAGAS DISPONÍVEIS PARA OS CURSOS DO DEPARTAMENTO DE ESPORTES VAGAS DISPONÍVEIS PARA OS CURSOS DO DEPARTAMENTO DE ESPORTES CORRIDA E CONDICIONAMENO FÍSICO (Acima de 15 anos) Treinamento individualizado através de planilhas e/ou aulas presenciais Horário de atendimento

Leia mais

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL. Texto atualizado apenas para consulta.

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL. Texto atualizado apenas para consulta. 1 Texto atualizado apenas para consulta. LEI Nº 2.402, DE 15 DE JUNHO DE 1999 (Autoria do Projeto: Deputado Agrício Braga) Institui o Programa Bolsa Atleta. O GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERAL, Faço saber

Leia mais

Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS

Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS Demonstrações Financeiras em 31 de dezembro de 2004 e Parecer dos Auditores Independentes Parecer dos Auditores Independentes 03 de fevereiro

Leia mais

CAPÍTULO III - DA COMPOSIÇÃO E DIVERSIFICAÇÃO DA CARTEIRA DO FUNDO

CAPÍTULO III - DA COMPOSIÇÃO E DIVERSIFICAÇÃO DA CARTEIRA DO FUNDO CAPÍTULO I - DO FUNDO Artigo 1º O CAIXA FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS PETROBRAS IV CAIXA FMP FGTS PETROBRAS IV, doravante designado, abreviadamente, FUNDO, é uma comunhão de recursos, constituído sob

Leia mais

VALOR: R$40,00 ATÉ R$50,00 CONFORME PRAZOS NO REGULAMENTO. In Jesus we Trust

VALOR: R$40,00 ATÉ R$50,00 CONFORME PRAZOS NO REGULAMENTO. In Jesus we Trust REGULAMENTO GERAL - 2015 DATA: 14/11/2015 (sábado) LOCAL: GUARATUBA - PARANÁ HORÁRIO: 08horas00mim DISTÂNCIA: 5, 10 E 21KM +Duatlon de Revezamento IDADE MINIMA: 14 ANOS TEMPO DE CONCLUSÃO: 3 HORAS INSCRIÇÕES:

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL PRESIDÊNCIA CONSELHO PLENO RESOLUÇÃO Nº 3, DE 4 DE FEVEREIRO DE 2010.

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL PRESIDÊNCIA CONSELHO PLENO RESOLUÇÃO Nº 3, DE 4 DE FEVEREIRO DE 2010. CONSELHO PLENO RESOLUÇÃO Nº 3, DE 4 DE FEVEREIRO DE 2010. Aprova o Orçamento para o Exercício Financeiro compreendido entre 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2010. O Conselho Seccional da Ordem dos Advogados

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO SUPERÁVIT OU DÉFICIT

DEMONSTRAÇÃO DO SUPERÁVIT OU DÉFICIT 4.0.0.00.0000 - CONTAS RESULTADO - RECEITAS 4.1.0.00.0000 - RECEITAS OPERACIONAIS 4.1.1.00.0000 - RECEITA MANUTENÇÃO 4.1.1.01.0000 - RECEITA ASSOCIATIVA 4.1.1.01.0002 - SOCIO CONTRIBUINTE TEMPORARIO 4.1.1.01.0003

Leia mais

TARIFÁRIO 2012 CONVENIOS 15% - ATUALIZADO EM 06 FEV 2012

TARIFÁRIO 2012 CONVENIOS 15% - ATUALIZADO EM 06 FEV 2012 TARIFÁRIO 2012 CONVENIOS 15% - ATUALIZADO EM 06 FEV 2012 A TARIFAS MAIO E JUNHO 2012-01'MAI a 28'JUN (Exceto Dia das Mães e Corpus Christi) MÍNIMO DE NOITES 2 noites 2 noites 2 noites 2 noites 2 noites

Leia mais

Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras

Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras EletrosSaúde Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras Em 31 de dezembro de 2011 e de 2010 Em milhares de reais 1 Contexto Operacional A Fundação Eletrobrás de Seguridade Social ELETROS é uma entidade

Leia mais

ANEXO VI - INFORMAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA COMERCIAL SUMÁRIO. Seção I Informações Gerais... Erro! Indicador não definido.

ANEXO VI - INFORMAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA COMERCIAL SUMÁRIO. Seção I Informações Gerais... Erro! Indicador não definido. ANEXO VI - INFORMAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA COMERCIAL SUMÁRIO Seção I Informações Gerais... Erro! Indicador não definido. Seção II Aspectos da Proposta Comercial... Erro! Indicador não definido.

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

=CAIXA ******6.053,07D *****200.073,85 *****179.146,19 *****26.980,73D

=CAIXA ******6.053,07D *****200.073,85 *****179.146,19 *****26.980,73D Diário:6 Folha: 12 [7]ATIVO [14]ATIVO CIRCULANTE [21]CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA [28]CAIXA [35]CAIXA 6.053,07D 200.073,85 179.146,19 26.980,73D =CAIXA ******6.053,07D *****200.073,85 *****179.146,19

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS página 1 07. Onde é classificado o Subgrupo Estoques no plano de contas? 01. São acontecimentos que ocorrem na empresa e que não provocam alterações no Patrimônio: A) Atos Administrativos

Leia mais

Projeto Copa Gothia. Festa de abertura da Copa Gothia Estádio Ullevi Gotemburgo, Suécia.

Projeto Copa Gothia. Festa de abertura da Copa Gothia Estádio Ullevi Gotemburgo, Suécia. Projeto Copa Gothia A Copa Gothia é realizada anualmente em Gotemburgo, Suécia, onde foi criada em 1975. Em mais de três décadas, o evento já recebeu 840 mil jovens de 133 países diferentes. Mesmo não

Leia mais

LIGA GONÇALENSE DE DESPORTOS BOLETIM OFICIAL Nº 01/2011 - SÃO GONÇALO, 06 DE JANEIRO DE 2011 RESOLUÇÕES DA PRESIDÊNCIA

LIGA GONÇALENSE DE DESPORTOS BOLETIM OFICIAL Nº 01/2011 - SÃO GONÇALO, 06 DE JANEIRO DE 2011 RESOLUÇÕES DA PRESIDÊNCIA LIGA GONÇALENSE DE DESPORTOS BOLETIM OFICIAL Nº 01/2011 - SÃO GONÇALO, 06 DE JANEIRO DE 2011 RESOLUÇÕES DA PRESIDÊNCIA 1- Calendário 2011 Faço saber aos interessados que o Calendário Desportivo Oficial

Leia mais

Fundação Julita. Deloitte Brasil Auditores Independentes Ltda.

Fundação Julita. Deloitte Brasil Auditores Independentes Ltda. Demonstrações Financeiras Referentes ao Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2014 e Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Deloitte Brasil Auditores Independentes Ltda.

Leia mais

CURSOS SOCIAIS. BALLET Sala de Ballet

CURSOS SOCIAIS. BALLET Sala de Ballet GUIA DE MODALS 2015 CURSOS SOCIAIS CURSO BALLET NÍVEL 09:00 às 10:00 8 a 10 anos 2º ao 4º ano (com teste) acima de 15 anos Iniciante Adulto (sem teste) 15:00 às 16:00 3 a 5 anos Baby Class (sem teste)

Leia mais

Demonstrações Financeiras Associação Ame Jardins

Demonstrações Financeiras Associação Ame Jardins Demonstrações Financeiras Associação Ame Jardins com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações financeiras Índice Relatório dos auditores independentes... 1 Demonstrações financeiras auditadas

Leia mais

BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03

BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03 BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03 PROSPECTO AVISOS IMPORTANTES I. A CONCESSÃO DE REGISTRO PARA A VENDA DAS COTAS DESTE FUNDO NÃO IMPLICA, POR PARTE DA

Leia mais

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Aos Srs. Acionistas Investco S.A. Anexo I - Comentários dos Diretores da Companhia Contas dos Administradores referentes ao exercício social encerrado em 31.12.2012.

Leia mais

GUIA DO ALUNO 2014. INFORMAÇÕES GERAIS Educação Infantil e 1º Ano SEDE HORTO

GUIA DO ALUNO 2014. INFORMAÇÕES GERAIS Educação Infantil e 1º Ano SEDE HORTO GUIA DO ALUNO 2014 INFORMAÇÕES GERAIS Educação Infantil e 1º Ano SEDE HORTO INÍCIO DAS AULAS Berçário e Integral: 6 de janeiro (2ª feira) HORÁRIO DE AULAS Educação Infantil: Ens. Fundamental - 1º Ano:

Leia mais

Avaí Futebol Clube Fundado em 1º de Setembro de 1923

Avaí Futebol Clube Fundado em 1º de Setembro de 1923 AVAÍ FUTEBOL CLUBE Balanços Patrimoniais Exercícios Findos em 31 de Dezembro de 2012 e 2011 (Em Reais) 31.12.2012 31.12.2011 ATIVO CIRCULANTE 5.329.334,04 2.054.062,38 Disponibilidades 151.877,42 115.555,45.

Leia mais

FUNDAÇÃO CELESC DE SEGURIDADE SOCIAL CELOS. NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 E 2009 (Em R$ MIL)

FUNDAÇÃO CELESC DE SEGURIDADE SOCIAL CELOS. NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 E 2009 (Em R$ MIL) NOTA 1 - CONTEXTO OPERACIONAL A Fundação Celesc de Seguridade Social CELOS, instituída pela Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. Celesc, nas Assembléias Gerais Extraordinárias AGE de acionistas realizadas

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2004 E DE 2003 SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA FGV PREVI

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2004 E DE 2003 SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA FGV PREVI DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2004 E DE 2003 SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA FGV PREVI SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA - FGV PREVI DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE

Leia mais

Calendário Esportivo 2015

Calendário Esportivo 2015 www.mottafilho.com.br mottafilho.103@uol.com.br contato@mottafilho.com.br Calendário Esportivo 2015 REALIZAÇÃO: PREFEITURA MUNICIPAL DE URUAÇU ORGANIZAÇÃO: SUPERINTENDÊNCIA MUNICIPAL DE ESPORTES GESTÃO:

Leia mais

Comparativo da Despesa Paga. Descanso Semanal Remunerado - D.S.R. JUROS E ENCARGOS DA DIVIDA CONTRATUAL JUROS E ENCARGOS DA DIVIDA MOBILIARIA

Comparativo da Despesa Paga. Descanso Semanal Remunerado - D.S.R. JUROS E ENCARGOS DA DIVIDA CONTRATUAL JUROS E ENCARGOS DA DIVIDA MOBILIARIA Conselho Regional de Psicologia 10ª Região - Pa/Ap - CRP10 CNPJ: 37.115.540/0001-20 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 2.998.282,84 963.841,29 963.841,29 2.034.441,55 CRÉDITO DISPONÍVEL

Leia mais

GRÊMIO RECREATIVO BARUERI CNPJ 59.042.648/0001-73

GRÊMIO RECREATIVO BARUERI CNPJ 59.042.648/0001-73 GRÊMIO RECREATIVO BARUERI CNPJ 59.042.648/0001-73 Site: www.grbesportes.com.br Relatório da Administração Prezados Senhores, A administração do Grêmio Recreativo Barueri submete a sua apreciação o relatório,

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAÇÃO ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012

NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAÇÃO ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAÇÃO ÀS DEMONSTRAÇÕES 1. BREVE HISTÓRICO DO CLUBE CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 O Esporte Clube Vitória, fundado na cidade do Salvador, onde tem foro e sede,

Leia mais

Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes

Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes Em 31 de dezembro de 2012 Índice Página Relatório dos auditores

Leia mais

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas)

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas) 1. Contexto operacional O CLUBE DE INVESTIMENTO MULHER & NEGOCIOS ( Clube ) constituído por número limitado de cotistas que tem por objetivo a aplicação de recursos financeiros próprios para a constituição,

Leia mais

Art. 2º) A peça orçamentária e parte integrante desta resolução.

Art. 2º) A peça orçamentária e parte integrante desta resolução. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO CONTESTADO FUnC RESOLUÇÃO 01/2010 FUnC Dispõe sobre o orçamento 2010 da FUnC. O Presidente da Fundação Universidade do Contestado, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art.

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES ESPORTIVAS E CULTURAIS 2012

CADERNO DE ATIVIDADES ESPORTIVAS E CULTURAIS 2012 1 ESPORTIVAS E CULTURAIS 2012 A seguir apresentamos os horários das atividades esportivas e culturais do. Os horários, bem como as modalidades poderão sofrer alterações sem prévio aviso. As inscrições

Leia mais

Contabilidade Decifrada. Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo

Contabilidade Decifrada. Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo Contabilidade Decifrada Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo Demonstrações Contábeis - balanço patrimonial; - demonstração do resultado do exercício; e, - demonstração de lucros ou prejuízos acumulados.

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO LEI COMPLEMENTAR 123/2006 SIMPLES NACIONAL SUPERSIMPLES

BOLETIM INFORMATIVO LEI COMPLEMENTAR 123/2006 SIMPLES NACIONAL SUPERSIMPLES BOLETIM INFORMATIVO LEI COMPLEMENTAR 123/2006 SIMPLES NACIONAL SUPERSIMPLES O Simples Nacional é o regime de apuração instituído pela Lei Complementar nº 123 de 2006, destinado às empresas enquadradas

Leia mais

CREA/SP. Comparativo da Despesa Liquidada. CREA SP - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de SP CNPJ: 60.985.017/0001-77.

CREA/SP. Comparativo da Despesa Liquidada. CREA SP - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de SP CNPJ: 60.985.017/0001-77. CREA SP - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de SP CNPJ: 60.985.017/0001-77 Comparativo da Liquidada 6.2.2.1.1 - CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 236.796.764,70 12.925.099,08 91.035.128,47

Leia mais

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008 TEXTO INTEGRAL DA, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA DELIBERAÇÃO CVM Nº 624, DE 28 DE JANEIRO DE 2010 (DOCUMENTO DE REVISÃO CPC Nº 01) Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 03 do Comitê de Pronunciamentos

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção de São Paulo ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SECIONAL DE SÃO PAULO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção de São Paulo ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SECIONAL DE SÃO PAULO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SECIONAL DE SÃO PAULO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 E DE 2007 ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL - SECIONAL DE SÃO PAULO DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

CORE/SE Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Sergipe CNPJ: 13.044.524/0001-26

CORE/SE Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Sergipe CNPJ: 13.044.524/0001-26 Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Sergipe CNPJ: 13.044.524/0001-26 Balancete Conta Anterior Débitos Créditos 1 - ATIVO 614.264,79D 336.216,98 106.634,21 843.847,56D 1.1 - ATIVO

Leia mais

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude ANEXO V ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA DE TRABALHO Entende-se que o Programa de Trabalho é a demonstração do conjunto dos elementos necessários e suficientes, com nível de precisão adequada para caracterizar

Leia mais

Proposta Orçamentária - Exercício 2015 6.2.1 - EXECUÇÃO DA RECEITA 6.2.1.1 - RECEITA A REALIZAR 6.2.1.1.1 - RECEITA CORRENTE

Proposta Orçamentária - Exercício 2015 6.2.1 - EXECUÇÃO DA RECEITA 6.2.1.1 - RECEITA A REALIZAR 6.2.1.1.1 - RECEITA CORRENTE Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado do Tocantins CNPJ: 04.301.976/0001-55 Proposta Orçamentária - Exercício 2015 6.2.1 - EXECUÇÃO DA RECEITA 6.2.1.1 - RECEITA A REALIZAR 6.2.1.1.1

Leia mais

Conseguimos te ajudar?

Conseguimos te ajudar? Controlar suas finanças deve ser um hábito. Não com o objetivo de restringir seus sonhos de consumo, mas sim de convidá-lo a planejar melhor a realização da cada um deles, gastando o seu dinheiro de maneira

Leia mais

CREA/SP. Comparativo da Despesa Liquidada. CREA SP - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de SP CNPJ: 60.985.017/0001-77.

CREA/SP. Comparativo da Despesa Liquidada. CREA SP - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de SP CNPJ: 60.985.017/0001-77. CREA SP - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de SP CNPJ: 60.985.017/0001-77 Comparativo da Liquidada 6.2.2.1.1 - CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 236.796.764,70 105.293.483,53 131.503.281,17

Leia mais

ESTATUTO DO INSTITUTO MENINOS DO LAGO

ESTATUTO DO INSTITUTO MENINOS DO LAGO 1 ESTATUTO DO INSTITUTO MENINOS DO LAGO ESTATUTO 2011 2 SUMÁRIO CAPÍTULO TÍTULO I Da Denominação, Sede e Fins II Dos Associados III Da Administração IV Do Patrimônio V Da Prestação de Contas VI Das Disposições

Leia mais

Programa Lazer Seg, 19 de Setembro de 2011 12:45 - Última atualização Sex, 03 de Junho de 2016 10:38

Programa Lazer Seg, 19 de Setembro de 2011 12:45 - Última atualização Sex, 03 de Junho de 2016 10:38 Programa Lazer Para o Sesc o Lazer é indispensável, pois ele é fundamental para o aumento da qualidade de vida do ser humano. É através dele que o indivíduo encontra o prazer e o descanso que tanto anseia.

Leia mais

1.0 ATIVO 1.1. ATIVO CIRCULANTE

1.0 ATIVO 1.1. ATIVO CIRCULANTE PLANO DE CONTAS Associações, Sindicatos e Outras Entidades. 1.0 ATIVO 1.1. ATIVO CIRCULANTE 1.1.1. Disponibilidades 1.1.1.1. Caixa 1.1.1.2. Bancos c/ Movimento 1.1.1.3. Aplicações Financeiras 1.1.2. Créditos

Leia mais

ANEXO III PROPOSTA ECONÔMICO FINANCEIRA DA SABESP PARA A REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA - RMBS MUNICÍPIO DE SANTOS

ANEXO III PROPOSTA ECONÔMICO FINANCEIRA DA SABESP PARA A REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA - RMBS MUNICÍPIO DE SANTOS ANEXO III PROPOSTA ECONÔMICO FINANCEIRA DA SABESP PARA A REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA - RMBS MUNICÍPIO DE SANTOS 1 Sumário 1. Equilíbrio econômico-financeiro metropolitano...3 2. Proposta econômico-financeira

Leia mais

4416 ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDÚSTRIAL DE FLORIANÓPOLIS 06/09/2013 13:25 Pág:0001 CNPJ: 83.594.788/0001-39 Período: 01/01/2012 a 31/12/2012

4416 ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDÚSTRIAL DE FLORIANÓPOLIS 06/09/2013 13:25 Pág:0001 CNPJ: 83.594.788/0001-39 Período: 01/01/2012 a 31/12/2012 4416 ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDÚSTRIAL DE FLORIANÓPOLIS 06/09/2013 13:25 Pág:0001 RECEITA OPERACIONAL 28.377.176,11 RECEITA DE MENSALIDADE DE ASSOCIADOS 1.553.600,49 Mensalidade ACIF 1.550.840,49 Anuidade

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO E AUDITORIA

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO E AUDITORIA ORIENTAÇÕES TÉCNICAS PARA A ELABORAÇÃO DA PRESTAÇÃO DE CONTAS DOS DIRETÓRIOS PARTIDÁRIOS Tendo em vista a obrigação das agremiações partidárias de prestar contas até 30 de abril de 2014, referente ao exercício

Leia mais

PROJETO FUTSAL 2013 CATEGORIAS SUB 07 SUB 09 SUB 11 SUB 13 SUB 15

PROJETO FUTSAL 2013 CATEGORIAS SUB 07 SUB 09 SUB 11 SUB 13 SUB 15 PROJETO FUTSAL 2013 CATEGORIAS SUB 07 SUB 09 SUB 11 SUB 13 SUB 15 1 PROJETO FUTSAL DA ESCOLA BARÃO EM 2013 INTRODUÇÃO A Escola Barão do Rio Branco, através do seu Curso Livre BARÃO ESPORTES, oportuniza

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

Projeto Voleibol Valinhos

Projeto Voleibol Valinhos Projeto Voleibol Valinhos Atualmente o Country Club Valinhos em parceria com a Prefeitura Municipal de Valinhos e apoiado pela Lei Paulista de Incentivo ao Esporte possui 4 categorias de Voleibol Feminino,

Leia mais

Plano de Negócio (Projeto de Viabilidade Econômica) Loja de Roupas Femininas na cidade de Marialva

Plano de Negócio (Projeto de Viabilidade Econômica) Loja de Roupas Femininas na cidade de Marialva Plano de Negócio (Projeto de Viabilidade Econômica) Loja de Roupas Femininas na cidade de Marialva Caracterização do Empreendimento Trata o presente de análise de viabilidade de mercado e de viabilidade

Leia mais

Comparativo da Despesa Paga. Material de Áudio, Vídeo e Foto. Materiais Elétricos e de Telefonia. Materiais para Manutenção de Bens Imóveis

Comparativo da Despesa Paga. Material de Áudio, Vídeo e Foto. Materiais Elétricos e de Telefonia. Materiais para Manutenção de Bens Imóveis Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Pernambuco CNPJ: 14.944.213/0001-86 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 2.158.493,01 800.039,38 DESPESA CORRENTE 1.423.578,00 1.260.146,99

Leia mais

FATURAMENTO DO CLUBE

FATURAMENTO DO CLUBE Finanças coloradas têm aumento de receitas e redução de custos Estamos apresentando a situação financeira do Internacional relativamente posição de agosto 2015. Balancete incluindo saldos patrimoniais

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Júlio de Mesquita Filho

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Júlio de Mesquita Filho GOVERNO DO ESTADO SÃO PAULO UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Júlio de Mesquita Filho PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA EXERCÍCIO - 2013 ELABORAÇÃO: Assessoria Planejamento Estratégico - APE INTRODUÇÃO O Governo

Leia mais

Projeto Voleibol 2015

Projeto Voleibol 2015 Projeto Voleibol 2015 INTRODUÇÃO O Projeto Voleibol da Escola Barão do Rio Branco oportuniza aos seus estudantes e comunidade em geral a formação de equipes de iniciação desportiva na modalidade Voleibol,

Leia mais

Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013

Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013 Ao Morro do Chapéu Golfe Clube Belo Horizonte, 28 de fevereiro de 2014. Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013 Anexamos às seguintes demonstrações: 1. Balanço Patrimonial: apresenta a situação patrimonial

Leia mais

BRESSER AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES

BRESSER AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES BRESSER AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES REGULAMENTO DO FUNDO O BRESSER AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES, regido pelas disposições do presente Regulamento, e regulado pelas Instruções CVM nº 302

Leia mais

Fundação Amazonas Sustentável Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2008 e parecer dos auditores independentes

Fundação Amazonas Sustentável Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2008 e parecer dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2008 e parecer dos auditores independentes 2 Balanços patrimoniais em 31 de dezembro de 2008 Em milhares de reais Ativo Passivo e patrimônio social Circulante

Leia mais

Bungeprev Fundo Múltiplo de Previdência Privada Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2007 e de 2006 e parecer dos auditores independentes

Bungeprev Fundo Múltiplo de Previdência Privada Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2007 e de 2006 e parecer dos auditores independentes Bungeprev Fundo Múltiplo de Previdência Privada Demonstrações e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes Aos Administradores, Participantes e Patrocinadores Bungeprev Fundo

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Banco do Nordeste Fundo de Investimento Ações Petrobras (Administrado pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - CNPJ: 07.237.373/0001-20) 31 de março de 2014 com Relatório dos Auditores

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário - FII

Fundo de Investimento Imobiliário - FII Renda Variável Fundo de Investimento Imobiliário - FII Fundo de Investimento Imobiliário O produto O Fundo de Investimento Imobiliário (FII) é uma comunhão de recursos destinados à aplicação em ativos

Leia mais

PRODUTIVIDADE E A PESQUISA ANUAL DE SERVIÇOS NA HOTELARIA E GASTRONOMIA BRASILEIRA

PRODUTIVIDADE E A PESQUISA ANUAL DE SERVIÇOS NA HOTELARIA E GASTRONOMIA BRASILEIRA PRODUTIVIDADE E A PESQUISA ANUAL DE SERVIÇOS NA HOTELARIA E GASTRONOMIA BRASILEIRA SUBSÍDIOS ESPECIAIS PARA FERTHORESP / FERTHOTEL FEVEREIRO 2012 - ALOISIO LEÃO DA COSTA...o IBGE realiza anualmente a Pesquisa

Leia mais

TETRABRAZIL SOCCER TetraPrep 2011/2012

TETRABRAZIL SOCCER TetraPrep 2011/2012 TETRABRAZIL SOCCER TetraPrep 2011/2012 TetraBrazil Prep 2011/2012 Page 1 TETRAPREP 2011/2012 Objetivo: O TetraPrep 2011 é um curso preparatório que visa à formação de treinadores de futebol para o mercado

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL Emissão: 18/12/14 16:27 Balancete. Folha: 1 Período: 01/11/14 a 30/11/14. Saldo Anterior.

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL Emissão: 18/12/14 16:27 Balancete. Folha: 1 Período: 01/11/14 a 30/11/14. Saldo Anterior. Folha: 1 A T I V O ATIVO CIRCULANTE DISPONIVEL Caixa 2.401,80 38.700,72 34.464,58 6.637,94 ** total de DISPONIVEL 2.401,80 38.700,72 34.464,58 6.637,94 BANCOS CONTA MOVIMENTO Banco Brasil S/A Ag. 1614-4

Leia mais

Balancete de Verificação De 01/08/2015 até 31/08/2015

Balancete de Verificação De 01/08/2015 até 31/08/2015 Folha 1 ATIVO CAIXA 1.1.01.01.001 Caixa Geral 66,10D 736,50 759,50 43,10 D 1.1.01.01.002 Caixa Administrativo 25D 33,10 216,90 D Total do Grupo 316,10D 736,50 792,60 26 D BANCOS 1.1.01.02.001 Banco Bradesco

Leia mais

1- METODOLOGIA DE ORÇAMENTO DE OBRAS. NOVO CONCEITO PARA O BDI

1- METODOLOGIA DE ORÇAMENTO DE OBRAS. NOVO CONCEITO PARA O BDI 1- METODOLOGIA DE ORÇAMENTO DE OBRAS. NOVO CONCEITO PARA O BDI 1.1- INTRODUÇÃO Para a elaboração de orçamentos consistentes de serviços de engenharia, entende-se que algumas premissas devam prevalecer.

Leia mais

Estudo Especial. Evolução do EC Bahia Finanças e Marca 2008/2012

Estudo Especial. Evolução do EC Bahia Finanças e Marca 2008/2012 Estudo Especial Evolução do EC Bahia Finanças e Marca 2008/2012 1 Sumário Introdução... pg 04 Análise do Balanço Patrimonial... pg 05 Highlights... pg 06 Principais Indicadores... pg 16 Valor da Marca...

Leia mais

SIMPLES NACIONAL. Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte.

SIMPLES NACIONAL. Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. SIMPLES NACIONAL Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno

Leia mais

BALANCETE MENSAL Janeiro/2015. 0. SALDO INICIAL 78.645,78 1. Caixa 19,38 2. Bancos 19.186,40 3. Aplicações Financeiras 59.440,00

BALANCETE MENSAL Janeiro/2015. 0. SALDO INICIAL 78.645,78 1. Caixa 19,38 2. Bancos 19.186,40 3. Aplicações Financeiras 59.440,00 Janeiro/2015 0. SALDO INICIAL 78.645,78 2. Bancos 19.186,40 3. Aplicações Financeiras 59.440,00 1. RECEITAS 19.800,02 01. Receitas de Associados 15.855,60 01. Mensalidades de Associados 15.855,60 03. Receitas

Leia mais

CRP/PA Conselho Regional de Psicologia 10ª Região - Pa/Ap - CRP10 CNPJ: 37.115.540/0001-20

CRP/PA Conselho Regional de Psicologia 10ª Região - Pa/Ap - CRP10 CNPJ: 37.115.540/0001-20 Conselho Regional de Psicologia 10ª Região - Pa/Ap - CRP10 CNPJ: 37.115.540/0001-20 Balancete Conta Anterior Débitos Créditos 1 - ATIVO 723.347,50D 3.344.572,02 3.148.733,90 919.185,62D 1.1 - ATIVO CIRCULANTE

Leia mais

CARTILHA DE DOAÇÃO PARA O FUMCAD

CARTILHA DE DOAÇÃO PARA O FUMCAD CARTILHA DE DOAÇÃO PARA O FUMCAD ÍNDICE O que é o FUMCAD 2 Conceito e Natureza Jurídica 2 Doações 3 Dedução das Doações Realizadas no Próprio Exercício Financeiro 4 Passo a Passo para a Doação 5 Principais

Leia mais

Clube Atlético Juventus

Clube Atlético Juventus Fatos e Ações do 1 Trimestre de 2011 - Gestão Antonio Ruiz Gonsalez O Clube Atlético Juventus promoveu atividades esportivas e recreativas para crianças de 04 a 12 anos, nas férias de janeiro. As modalidades

Leia mais

Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32

Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32 Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32 Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal após a Lei 11638/07 Quando informado o registro: as instituições sujeitas

Leia mais

ANEXO 1 - TERMO DE REFERÊNCIA Substituição das telhas de alumínio da marquise frontal do prédio sede da Justiça Federal ES

ANEXO 1 - TERMO DE REFERÊNCIA Substituição das telhas de alumínio da marquise frontal do prédio sede da Justiça Federal ES 1 ANEXO 1 - TERMO DE REFERÊNCIA Substituição das telhas de alumínio da marquise frontal do prédio sede da Justiça Federal ES 1 OBJETO: 1.1 Contratação de empresa para substituição de telhas de alumínio

Leia mais

RELATÓRIO DO ADMINISTRADOR 1º SEMESTRE 2015

RELATÓRIO DO ADMINISTRADOR 1º SEMESTRE 2015 RELATÓRIO DO ADMINISTRADOR 1º SEMESTRE 2015 Renda de Escritórios Fundo de Investimento Imobiliário - FII (CNPJ n.º 14.793.782/0001-78) Em atenção ao disposto no Artigo 39, Inciso IV, alínea b, da Instrução

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBORIÚ ESTADO DE SANTA CATARINA Fundação Municipal de Esportes

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBORIÚ ESTADO DE SANTA CATARINA Fundação Municipal de Esportes EDITAL N.º 001/15 FME - Inscrição 2015/2016 Projetos Esportivos e/ou Paradesportivos A de Camboriú FME, através do Conselho Municipal de Esportes CME, no uso de suas atribuições legais e em consonância

Leia mais

Pesquisa sobre bens a serem ativados Contabilizados no Ativo Imobilizado

Pesquisa sobre bens a serem ativados Contabilizados no Ativo Imobilizado Pesquisa sobre bens a serem ativados Contabilizados no Ativo Imobilizado ATIVO IMOBILIZADO O Ativo Imobilizado é formado pelo conjunto de bens e direitos necessários à manutenção das atividades da empresa,

Leia mais

2.1 Apresentação e elaboração das Demonstrações Contábeis

2.1 Apresentação e elaboração das Demonstrações Contábeis NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO 1. Contexto Operacional O Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso, criado pelo Decreto-Lei nº 9.295, publicado no Diário Oficial

Leia mais

ATIVO Notas 2009 2008

ATIVO Notas 2009 2008 BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE ATIVO Notas 2009 2008 CIRCULANTE Caixa e bancos 20.723 188.196 Contas a receber 4 903.098 806.697 Outras contas a receber 5 121.908 115.578 Estoques 11.805 7.673

Leia mais