BOLETIM VEM AÍ A NOSSA TRADICIONAL FESTA JULINA! Eleições dia 25 de julho, sábado, às 9 horas, no Centro Comunitário

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BOLETIM VEM AÍ A NOSSA TRADICIONAL FESTA JULINA! Eleições dia 25 de julho, sábado, às 9 horas, no Centro Comunitário"

Transcrição

1 JULHO ANO VII DE Nº 80-1º DE JULHO DE 2009 BOLETIM Eleições dia 25 de julho, sábado, às 9 horas, no Centro Comunitário Veja nesta edição o Edital de Convocação da Assembléia. Pág. 4 NESTA EDIÇÃO: Veja a propaganda das Chapas concorrentes e faça sua escolha VEM AÍ A NOSSA TRADICIONAL FESTA JULINA! Dias 10, 11 e 12 de julho, em frente ao nosso Clube. Participe!

2 2 JULHO DE 2009 FALE com a A dministração Funcionamento da Administração: Segunda à sexta-feira, das 8h às 20h. Sábado, das 9h às 13h. TELEFONES: Administração: Portaria: Supervisor de Segurança: / RAMAIS: Administração: 803 e 805 Portaria: 801, 802, 804 Centro Comunitário: 814 e 813 (salão) Cantinho das Delícias: 907 Clube: Portaria Academia Bar Camarote Vestiário do Campo: 822 Quiosque 1: 816 Quiosque 2: 817 Quiosque 3: BOLETIM Condomínio Elisa Lake & Beach Rua Irineu Ferreira Pinto, 374, Ponta Grossa, Maricá, RJ. Tel.: (21) Síndico: Welligton Mororó Diretor de Comunicação: Newton Novaes Barra Tiragem: 750 exemplares ADMINISTRAÇÃO Jurídico do Elisa consegue adiar execução da penhora Justiça concordou com a nossa tese de que primeiro deve-se definir o valor da dívida A penhora de 30% das receitas do Condomínio, determinada pela Justiça e já divulgada por este Boletim, não será mais executada de imediato. A assessoria jurídica do Elisa conseguiu que a Justiça determinasse a penhora apenas a partir do momento em que o valor da causa esteja definido, o que se dará após a perícia judicial, que está em andamento. Essa decisão da Justiça traz um Auditoria nas contas da gestão 2007/2008 está quase pronta Assembléia específica deve discutir resultados alívio para os condôminos do Elisa e atende ao princípio defendido pela Administração atual do Condomínio, ou seja, que é fundamental que o processo, já vencido pelo autor da ação, estipule o montante devido, única forma de se colocar um ponto final nesta longa história. A sábia medida do Juízo, adiando a penhora até que se saiba o valor da dívida, evitará sacrifícios orçamentários além do absolutamente necessário. O relatório da auditoria nas contas da gestão 2007/2008 está praticamente concluído, segundo a Assecom, escritório contratado para sua elaboração. Faltam pequenos detalhes para a finalização das análises. O relatório deverá ser apresentado em Assembléia Extraordinária, convocada exclusivamente para este fim, dada a complexidade do trabalho e os debates que poderão ser necessários. Esta AGE deve ser realizada logo após a realização das eleições (A.G.O.), provavelmente no mês de agosto. Na ocasião, os condôminos analisarão seus resultados e decidirão sobre o destino do mesmo.

3 JULHO DE ELEIÇÕES 2009 Destinos do Elisa serão decididos por você, no próximo dia 25, através do voto Este Boletim publica, nas páginas 6, 7, 8 e 9 a propaganda das duas chapas concorrentes. Conheça, faça sua escolha e não deixe de comparecer às eleições, no sábado 25 de julho, no CCom Os co-proprietários do Condomínio Elisa Lake & Beach têm um compromisso marcado com os destinos do nosso Condomínio no próximo dia 25 de julho, um sábado, a partir das 9 horas. Nesse dia teremos as eleições que escolherão a futura Administração do Elisa, formada pelo síndico, os subsíndicos e os conselheiros consultivos e fiscais. A Assembléia Geral Ordinária - cujo Edital de Convocação está publicado nesta página - será realizada este ano no Centro Comunitário e duas chapas disputam a preferência dos condôminos. A atual administração lançou a chapa NO RUMO CERTO, trazendo o atual síndico, Welligton Mororó, candidato à reeleição. A outra chapa, com o nome TUDO NOVO DE NOVO, traz como candidato a síndico o condômino Antonio Rui Barboza. Neste Boletim publicamos as propostas das duas chapas, como sugerido na última Assembléia. Veja ao lado o índice com as páginas em que cada matéria está publicada e informe-se. Se você está em dia com o Condomínio, faça sua escolha e não deixe de votar no próximo dia 25. Quem decide para onde vai o Condomínio Elisa é você. INFORME-SE SOBRE AS ELEIÇÕES NO ELISA: Edital de Convocação... Nesta página (abaixo) Regimento Eleitoral aprovado... Páginas 4 e 5 Propostas da Chapa NO RUMO CERTO... Páginas 6 e 7 Propostas da Chapa TUDO NOVO DE NOVO.. Páginas 8 e 9 ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EDITAL DE CONVOCAÇÃO O Síndico, no âmbito de suas atribuições, convoca através deste os Senhores Condôminos a comparecer no dia 25 de julho de 2009, no Centro Comunitário do Condomínio Elisa Lake & Beach, sito à Rua Irineu Ferreira Pinto nº 374 Ponta Grossa Maricá RJ, às 09.00h em primeira convocação, ou às 09.30h, em segunda e última convocação com qualquer número de condôminos presentes, para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: a) Aprovação das contas da gestão 2008/2009; b) Aprovação da proposta orçamentária para o período 2009/2010; c) Eleição do Síndico, Subsíndicos e Conselhos Consultivo e Fiscal. Lembramos aos Senhores proprietários adimplentes da necessidade de sua presença por tratar-se de assuntos de suma importância. Os que não puderem comparecer poderão se fazer representar por procuração específica, cujo modelo estará à disposição na Administração, com limitação de três procurações por procurador, conforme aprovado na Assembléia Extraordinária de 16/06/2007, precisando para isso estar em dia com suas obrigações condominiais. Maricá, 01 de julho de CONDOMÍNIO ELISA LAKE & BEACH

4 4 JULHO DE 2009 ELEIÇÕES 2009 REGIMENTO ART.1 A Assembléia Geral Ordinária realizar-se-á na segunda quinzena de julho de cada ano, conforme no art. 22 da Convenção do Condomínio, sendo o dia 25 de julho a data fixada para 2009, no Centro Comunitário. ART.2 A Assembléia Geral Ordinária será convocada mediante designação de local próprio, completada pelo envio de carta registrada ou protocolada, com dia e hora previamente determinados pelo sindico, contendo resumo da ordem do dia e de todas as chapas inscritas no processo eleitoral, com os respectivos nomes e números de lotes de concorrentes, mediante prazo mínimo de 10 (dez) dias entre a convocação e sua realização. ART.3 Os trabalhos relativos às eleições serão dirigidos por uma Comissão Eleitoral, composta por 06 (seis) membros, sendo 03 (três) efetivos e 03 (três) suplentes, escolhidos pelos condôminos, mediante votação verbal em Assembléia Ordinária ou Extraordinária antecedente. É de total responsabilidade da Comissão Eleitoral estipular datas e prazos anteriores à eleição e receber as inscrições de chapas, que serão entregues através da Administração, devidamente protocoladas. ART.4 As chapas deverão ser inscritas até 30 (trinta) dias antes da data da eleição, através da apresentação das listas de componentes, na Administração do condomínio, com os respectivos documentos (título de propriedade, CPF. Identidade e material de propaganda da chapa) que registrará o recebimento da inscrição e informará à Comissão Eleitoral no prazo de 07 (sete) dias, improrrogáveis, se os A Comissão Eleitoral do Condomínio Elisa Lake & Beach, eleita na A.G.E. de 14/02/ 2009, apresenta aos condôminos o Regimento Eleitoral deste ano, já incorporadas as alterações aprovadas na A.G.E. de 13/06/2009. componentes estão em dia com as obrigações condominiais apresentando a listagem com a referida inadimplência. ART.5 As chapas serão compostas por um Sindico Geral, seu presidente, por 04 (quatro) subsíndicos, um conselho consultivo composto por 03 (três) membros efetivos e 03 (três) suplentes, um conselho fiscal, composto por 03 (três) membros efetivos e 03 (três) suplentes, totalizando 17 (dezessete) condôminos, que, conforme a Convenção tomarão posse em 01/09/ ART.6 Cada condômino terá direito a tantos votos quantas sejam as frações ideais (terrenos) que lhe pertençam. ART.7 Só será permitida a participação em qualquer chapa ao proprietário, promitente comprador ou cessionário, devidamente munidos de documentos que comprovem esta qualidade (vide art.4) e que estejam rigorosamente em dia com o condomínio e as multas aplicadas pela Administração, até a data da apresentação da chapa. Parágrafo primeiro A fim de serem evitados conflitos de interesses no exercício da administração, são vedadas as candidaturas para os cargos de Síndico, Subsíndico e Conselhos Consultivo e Fiscal: I dos condôminos que estejam vinculados às atividades concedidas pela Administração do condomínio, para exploração comercial na qualidade de comodatários, inquilinos ou como sócios e funcionários destes; II dos condôminos que figurem no pólo ativo ou passivo em processos judiciais relacionados ao Condomínio; Parágrafo segundo Será permitida a substituição de qualquer membro após a apresentação da chapa, até 3 dias antes da data marcada para a eleição, ou seja 22/07/2009. Parágrafo terceiro As multas aplicadas pela Administração do condomínio, a qualquer participante das chapas inscritas, após a data da apresentação destas à Comissão Eleitoral, não serão consideradas como fato impeditivo à candidatura do condômino. ART.8 É licito ao proprietário, promitente comprador ou cessionário, fazer-se representar nas Assembléias, através de procuração, que deverá conter

5 JULHO DE ELEITORAL o dia e o local de realização da Assembléia, além dos demais poderes, em especial, o de votar, sendo obrigatório o reconhecimento da firma do outorgante. Parágrafo primeiro É obrigatório no ato da apresentação do instrumento de procuração na Assembléia em questão, que o outorgado faça a entrega de uma cópia da procuração, que será arquivada na Administração do condomínio para todos os fins a que possa se prestar, conforme a Convenção, sendo facultado ao outorgado disponibilizar o documento original. Parágrafo segundo O formulário da procuração poderá ser retirado na sede da Administração do condomínio pelo interessado, sendo limitado em 03 (três) o número de procurações a serem apresentadas por cada procurador, independente da quantidade de lotes por procuração. ART.9 É vedada a utilização da máquina administrativa do condomínio pelas chapas concorrentes, assim como retirada de cópias, entregas de correspondências da chapa e quaisquer outros serviços. É de responsabilidade da administração a divulgação das chapas concorrentes, em um único envelope, ficando também estipulado o prazo de 30 (trinta) dias para a entrega do material de propaganda da chapa concorrente, sendo inteiramente de responsabilidade das chapas o conteúdo dos textos enviados. Parágrafo único Qualquer transgressão a este regimento, será apreciada pela Comissão Eleitoral que, por maioria simples, poderá decidir pela impugnação da chapa transgressora, até 03 (três) dias antes da data da eleição, sendo, neste caso, o condômino candidato a sindico notificado imediatamente. ART.10 É vedado qualquer tipo de propaganda eleitoral que fira a paz e a ordem, tais como o uso do carro de som, afixação de faixas, correspondências em caixas de correios ou quaisquer outros atos, inclusive, a propaganda externa que contrariem os preceitos definidos na Convenção e nos regimes internos. ART.11 O proprietário que estiver inadimplente com o condomínio somente terá direito a voto caso tenha feito a quitação total das suas dividas, inclusive acordos extrajudiciais e judiciais, até o dia da eleição. ART.12 As cédulas de votação deverão ser impressas com o timbre do condomínio Elisa e os nomes das chapas concorrentes. Deverão ser rubricadas por no mínimo 02 (dois) membros da Comissão Eleitoral, sem o que considerar-se-ão nulas. ART.13 A mesa da Assembléia Geral Ordinária deverá ser composta pelo presidente, aclamado dentre os presentes e um secretário, conforme determina a Convenção, sendo que todo o processo eleitoral será conduzido pela Comissão Eleitoral. ART. 14 O processo de apuração se dará imediatamente após o depósito do último voto na urna eleitoral. Parágrafo primeiro O encerramento das eleições se dará às 14:00, podendo ser prorrogado somente a critério da Comissão Eleitoral. Após declarado encerrado o processo de votação, não será permitido o voto do condômino que, mesmo tendo assinado o livro de presença, tenha por qualquer motivo se ausentado do recinto. Parágrafo segundo Caberá a Comissão Eleitoral a verificação da integridade da urna antes do início da apuração, sendo certo que qualquer indício de violação implicará na anulação do processo eletivo. Parágrafo terceiro Cada chapa poderá indicar até 03 (três) fiscais para acompanhar tanto o processo de votação, quanto o de apuração, contudo, cientes de que exercerão função meramente de fiscalização e não poderão ser substituídos. Parágrafo quarto Caso o número de votos, conforme Art. 12, apurados seja maior que o numero de votantes, a votação será anulada. Caso seja menor, vale a votação. Parágrafo quinto O resultado da eleição será computado por maioria simples de votos válidos e assinados pela Comissão Eleitoral. ART. 15 A documentação relativa à eleição deverá estar à disposição de qualquer condômino que a queira examinar, contanto que o faça, por escrito, com antecedência de, no mínimo, 72 (setenta e duas horas) à Comissão Eleitoral através da Administração. ART. 16 Os casos considerados omissos no regimento eleitoral serão analisados pela Comissão Eleitoral no prazo de 72 (setenta e duas) horas após a sua apresentação. COMISSÃO ELEITORAL 2009

6 JULHO DE 2009 Para evitar retrocessos, consolidar as mudanças e manter o Elisa no rumo certo, esta é a sua Chapa. A Chapa da atual Administração. SÍNDICO: Welligton Mororó (R. 10 / Lote 640) SUBSÍNDICOS: José Evilásio L. de Souza (R. 10 / Lote 643) (DPO) Nazaré Sales Fernandes (R. 3 / Lote 45) (DLC) Marco Antonio Guerra (R. 4 / Lote 211) (DSC) Mariano Ferreira da Silva (R. 5 / Lote 191) (DSI) CONSELHO CONSULTIVO Efetivos: Sidney Paternoster Esteves (R. 3 / Lote 53) Fernando Nascimento (R. 5 / Lote 314) Wagner Luiz da Cunha (R. 3 / Lote 28) Suplentes: Elmano De Luca (R. 2 / Lote 660) Newton Barra (R. 9 / Lote 564-A) Cleber dos Santos Oliveira (R. 4 / Lote 265) CONSELHO FISCAL Efetivos: Márcia Costallat Pimenta (R. 10 / Lote 634) Jorge Moraes Costa (R. 8 / Lote 453) Antonio de Pádua B. Diniz (R. 2 / Lote 659) Suplentes: Sandra Ruivo Thomé (R. 2 / Lote 652) Reginaldo Félix da Costa Saad (R. 6 / Lote 330) Luis Flávio Nagem Morales (R. 4 / Lote 143) Compareça às eleições e garanta um Elisa cada vez melhor: 25 de julho, sábado, 9 horas, no CCom.

7 JULHO DE 2009 ESTE É O NOSSO RUMO Um resumo do que foi feito em 10 meses Folheto de propaganda da Chapa em 2008: Muda Elisa! PROFISSIONALISMO E NOVIDADES MELHORARAM OS EVENTOS SOCIAIS Mais qualidade e inovações nos eventos sociais, com teatro infantil, decoração profissionalizada e outras novidades em eventos como Dia da Criança, Ano Novo, Dia das Mães, Baile dos Namorados, etc. COMUNICAÇÃO MELHOR A profissionalização da produção do Boletim mensal e do site do Elisa permitiram redução de custos e resultados bem melhores, ampliando a comunicação com os condôminos e destes com a Administração. ADMINISTRAÇÃO VOLTADA PARA OS INTERESSES DOS CONDÔMINOS Choque de gestão administrativa: redução de custos em compras e serviços, melhoria nos resultados alcançados, nova orientação no atendimento ao condômino, redução da inadimplência. MAIS ÁGUA E COM QUALIDADE Mais qualidade e melhor abastecimento de água: limpeza dos tanques da ETA, aquisição de mais quatro tanques (80 mil litros), retrolavagem constante e regular, implantação de novo sistema para clorificar a água, aquisição de bombas mais potentes. ESPORTE MUITO ALÉM DO FUTEBOL Ampliação das atividades esportivas, como os Jogos da Amizade, torneio de taco, torneio de botão, etc, e incremento do campeonato de futebol. MAIS ATENÇÃO À SEGURANÇA Algumas medidas adotadas: reforço da ronda noturna com equipe especializada, instalação de holofote na guarita da orla e concertinas na Rua 3, construção de muros limítrofes, melhor seleção e orientação do nosso quadro de rondas. O ELISA MAIS LIMPO Melhor limpeza e conservação dos espaços comuns, aquisição de roçadeira motorizada, limpeza e reforma do laguinho central, implantação do Posto de Coleta Seletiva de lixo. RETOMADA DO CALÇAMENTO As obras voltaram a ser organizadas por prioridades e, após a recuperação das finanças do Condomínio, o calçamento foi retomado, inclusive com as obras de correção da pavimentação da Rua 6. Algumas metas para 2009/2010 1) Consolidação do controle contábil e financeiro do Condomínio; 2) Consolidação da transição Itaú x Real visando melhor atendimento e menor custo bancário; 3) Informatização do Setor de Almoxarifado, Compras e Patrimônio; 4) Disponibilização da 2ª via do boleto no site do condomínio; 5) Criação de espaço infantil de zero a 4 anos no parquinho; 6) Ampliação dos investimentos na Estação de Tratamento de Água; 7) Urbanização da área da Estação de Tratamento de Esgoto; 8) Conclusão da pavimentação da orla (Ruas 9, 11, 13 e Av. 1) e recuperação de calçamentos existentes; 9) Construção de guaritas nas extremidades da orla buscando melhor vigilância de nossas divisas; 10) Implantação de Central de Monitoramento por Câmeras 24 horas, priorizando setores da rua 3, áreas centrais e orla da lagoa; 11) Instalação de alambrados nas quadras de tênis, visando maior segurança e conforto dos condôminos que circulam no local; 12) Estudar meios e tecnologias para agilizar a entrada de automóveis de condôminos na portaria; 13) Reiniciar as obras do NOSSO CLUBE; 14) Prosseguir a política de redução da inadimplência através do incentivo a acordos e ajuizamento de ações de cobranças. NO RUMO CERTO, NOSSO CONDOMÍNIO SE VALORIZA.

8 JULHO DE 2009

9 JULHO DE 2009

10 BALANCETE MAIO JULHO DE 2009

11 JULHO DE SEGURANÇA Começam estudos para implantação do monitoramento 24h por câmeras Mais segurança é o objetivo do projeto A Diretoria de Segurança e Incêndio deu início à elaboração de um projeto para implantação de uma central de monitoramento com câmeras, visando aprimorar o sistema de segurança do Condomínio. A A Administração vem mantendo entendimentos com grupos de resgate e paramédicos visando o treinamento do nosso pessoal de segurança no combate a incêndios e atendimentos de Será reiniciada a colocação de concertinas - a versão moderna do arame farpado - no muro de divisa da Rua 3 com as áreas externas ao Condomínio. Essa medida ampliará a segurança de todos. idéia é atender inicialmente às áreas da Rua 3, orla e quadras centrais. Este projeto visa maior vigilância e possibilidade de redução do número de rondas naquelas áreas, onde o atendimento será direcionado pela central, conseqüentemente aumentando o número de rondas nas áreas não cobertas pelas câmeras. Rondas: treinamento para combate a incêndios e primeiros socorros Instalação de concertinas na Rua 3 continua primeiros socorros. A medida visa melhorar a qualificação dos funcionários, especializando-os para o atendimento aos condôminos e seus convidados. Pára-raio na torre da ETA vai ser reformado O pára-raio instalado na torre da Estação de Tratamento de Água (ETA), que está inoperante, será reformado a fim de que possa cumprir sua função. O conserto já foi solicitado. Mudas gratuitas para o Elisa JARDINS Horto de Maricá doa mudas para o Condomínio O meio-ambiente agradece A diretora de Limpeza e Conservação do Elisa, Nazaré Sales, esteve no Horto Municipal de Maricá, onde recebeu gratuitamente várias plantas. Elas foram plantadas em frente ao nosso Clube e em outros locais no Condomínio, ajudando a arborizar ainda mais nossas áreas comuns. Quero agradecer ao responsável pelo Horto Municipal, sr. Manoel Cunha, pela sensibilidade e pelo trabalho de ajuda ao meio-ambiente que ele realiza destacou Nazaré. BOLETIM Anunciar aqui é um grande negócio. Mais de 720 lotes. Quase 500 casas instaladas. Uma comunidade inteira, com excelente padrão de consumo, ao seu alcance. Ligue: ou Ramal 803

12 12 JULHO DE 2009 SÓCIO-CULTURAL Arraiá do Elisa 2009: Tudo pronto para a grande festa Festa Julina será nos dias 10, 11 e 12 deste mês, em frente ao Clube A tradicional Festa Julina do Condomínio Elisa promete este ano. Todos os detalhes estão sendo preparados para proporcionar aos condôminos e seus convidados três dias bem animados, regados a muito forró, comidas e bebidas típicas. A festa, que será realizada em frente ao nosso Clube, ocorrerá nos dias 10, 11 e 12 de julho. Na sexta-feira, dia 10, e no sábado, 11, o arraiá vai rolar das 20h às 2 horas da madrugada. No domingo, dia 12, a festa começa ao meio-dia e vai até às 22 horas. BARRACAS Nas barracas teremos brincadeiras como pescaria, boca de palhaço e cadeia, e vários tipos de comidas, que vão desde os quitutes típicos, como cuscus, pé-de-moleque e pamonha, até pratos como o bobó de camarão, passando pelos caldos e carnes na brasa. Haverá uma barraca de bebidas quentes e a indispensável barraca de refrigerantes e cervejas, que este ano será explorada pelo próprio Condomínio. Experiências anteriores mostraram que a exploração da barraca de bebidas permite ao Condomínio cobrir, com o lucro, os custos com a festa. Não há porque abrir mão disso PROGRAMAÇÃO ESPECIAL Sexta-feira, 10/jul: 22h - Banda Chic-Chic Forró Pé de Serra Sábado, 11/jul: 20h - Quadrilha 22h - Banda Axerê Forró Universitário Domingo, 12/jul: 14h - Bingo 16h - Banda Forró Brasil e entregar para terceiros. Na venda de refrigerantes e cervejas não há nenhuma arte, nenhum toque pessoal, é puro comércio. O mais justo é que essa barraca fique para o Condomínio e ajude a bancar a festa de todos explica Sidney Paternoster, diretor Sócio-Cultural do Elisa e organizador da festa. A programação musical será intensa. Conjuntos diferentes de forrós farão apresentações durante os três dias da Festa Julina. No domingo, um grupo de Itapeba fará a apresentação de quadrilha. Veja a programação completa nesta página. Baile dos Namorados foi um dos melhores eventos do Elisa Decoração e Banda Aeroporto encantaram Nosso Clube recebeu, lotado, o Conjunto Aeroporto, que tocou de tudo, de forró a flashes back, rock e clássicos da música mundial no Dia dos Namorados

FACULDADE PALOTINA DE SANTA MARIA ESTATUTO DO DIRETÓRIO ACADÊMICO DE ADMINISTRAÇÃO DA FAPAS. TÍTULO I Da Entidade

FACULDADE PALOTINA DE SANTA MARIA ESTATUTO DO DIRETÓRIO ACADÊMICO DE ADMINISTRAÇÃO DA FAPAS. TÍTULO I Da Entidade FACULDADE PALOTINA DE SANTA MARIA ESTATUTO DO DIRETÓRIO ACADÊMICO DE ADMINISTRAÇÃO DA FAPAS TÍTULO I Da Entidade Artigo 1º - O Diretório Acadêmico de Administração da Faculdade Palotina de Santa Maria,

Leia mais

Quem vai cuidar do seu patrimônio? BOLETIM ELEIÇÕES NO ELISA ARRAIÁ ELISA. Portaria estará automatizada no 2º semestre

Quem vai cuidar do seu patrimônio? BOLETIM ELEIÇÕES NO ELISA ARRAIÁ ELISA. Portaria estará automatizada no 2º semestre BOLETIM ANO XIII - Nº 108 - JULHO DE 2015 www.condominioelisa.com.br ELEIÇÕES NO ELISA Dia 25 de julho, sábado, das 9h às 13h, no Clube. Quem vai cuidar do seu patrimônio? Conheça os candidatos e suas

Leia mais

ELEIÇÕES PARA A DIRETORIA E PARA O CONSELHO FISCAL DA AFBNB REGULAMENTO ELEITORAL

ELEIÇÕES PARA A DIRETORIA E PARA O CONSELHO FISCAL DA AFBNB REGULAMENTO ELEITORAL ELEIÇÕES PARA A DIRETORIA E PARA O CONSELHO FISCAL DA AFBNB REGULAMENTO ELEITORAL ARTIGO 1º - As eleições para a Diretoria e para o Conselho Fiscal da AFBNB, para mandato no triênio 2011 a 2013, realizar-se-á

Leia mais

ASSEITE-MT Associação das Empresas de Informática e Telecomunicações de Mato Grosso

ASSEITE-MT Associação das Empresas de Informática e Telecomunicações de Mato Grosso ESTATUTO SOCIAL DA ASSEITE-MT Data de Fundação: 12 de agosto de 1985. ÍNDICE GERAL Capítulo I - Identidade Social... 03 Capítulo II Objetivos... 03 Capítulo III Associados... 04 Capítulo IV Rendas... 07

Leia mais

Jeep Clube de Brasília. Estatuto Social

Jeep Clube de Brasília. Estatuto Social Jeep Clube de Brasília Estatuto Social CAPÍTULO I DA ASSOCIAÇÃO NATUREZA E FINS Art. 1º O JEEP CLUBE DE BRASÍLIA, com a sigla JCB, fundado em 17 de junho de 1989, é uma sociedade civil sem fins lucrativos,

Leia mais

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL COOPERCITRUS - CREDICITRUS CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO. Disposições Preliminares

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL COOPERCITRUS - CREDICITRUS CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO. Disposições Preliminares ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL COOPERCITRUS - CREDICITRUS CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO Disposições Preliminares Art. 1º - A ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA CREDICITRUS,

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL DA FEDERAÇÃO PAULISTA DE TÊNIS. Normas e Instruções Disciplinadoras

REGULAMENTO ELEITORAL DA FEDERAÇÃO PAULISTA DE TÊNIS. Normas e Instruções Disciplinadoras Circular Nota Oficial nº 009/2012 Aos Clubes, Liga e Associações Filiadas REGULAMENTO ELEITORAL DA FEDERAÇÃO PAULISTA DE TÊNIS Normas e Instruções Disciplinadoras Conforme previsão estatutária, constante

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES E/OU PROPRIETÁRIOS DO BOSQUE DOS ESQUILOS - GLEBA B ESTATUTO SOCIAL. Da Denominação, Sede, Prazo e Patrimônio

ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES E/OU PROPRIETÁRIOS DO BOSQUE DOS ESQUILOS - GLEBA B ESTATUTO SOCIAL. Da Denominação, Sede, Prazo e Patrimônio ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES E/OU PROPRIETÁRIOS DO BOSQUE DOS ESQUILOS - GLEBA B ESTATUTO SOCIAL Da Denominação, Sede, Prazo e Patrimônio ARTIGO 1º - Sob denominação ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES E/OU PROPRIETÁRIOS

Leia mais

Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu

Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu EDITAL Nº 01/2016 FOZPREV/COMISSÃO ELEITORAL EDITAL DE ABERTURA REGIMENTO ELEITORAL O Diretor Superintendente do FOZPREV, nomeado pela Portaria nº 51.484, de 8 de janeiro de 2013, e a Presidente da Comissão

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE BIOLOGIA CFBio

CONSELHO FEDERAL DE BIOLOGIA CFBio INSTRUÇÃO ELEITORAL QUE REGULAMENTA O PROCESSO PARA ELEIÇÃO E POSSE DOS CONSELHEIROS DO CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA DA 8ª REGIÃO - CRBio-08 (BA, AL, SE), PARA O MANDATO DE 06 DE JANEIRO DE 2015 A 06

Leia mais

ESTATUTO FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT

ESTATUTO FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT ESTATUTO FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT ESTATUTO FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT ÍNDICE CAPÍTULO I - Da Denominação, Sede e Foro... 4 CAPÍTULO II - Dos Objetivos... 4 CAPÍTULO III - Do

Leia mais

CLUBE DE SEGUROS DE PESSOAS E BENEFÍCIOS DO ESTADO DO PARANÁ CVG/PR ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO, SEUS FINS, SEDE E DURAÇÃO

CLUBE DE SEGUROS DE PESSOAS E BENEFÍCIOS DO ESTADO DO PARANÁ CVG/PR ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO, SEUS FINS, SEDE E DURAÇÃO CLUBE DE SEGUROS DE PESSOAS E BENEFÍCIOS DO ESTADO DO PARANÁ CVG/PR ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO, SEUS FINS, SEDE E DURAÇÃO ARTIGO 1º O Clube de Seguros de Pessoas e Benefícios do Estado

Leia mais

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS CERVEJEIROS ARTESANAIS DE SANTA CATARINA

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS CERVEJEIROS ARTESANAIS DE SANTA CATARINA 1 ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS CERVEJEIROS ARTESANAIS DE SANTA CATARINA CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS Art. 1º A ASSOCIAÇÃO DOS CERVEJEIROS ARTESANAIS DE SANTA CATARINA, também designada pela sigla

Leia mais

CDT - TELEFONE: 3248.1018 / 3248.1019 - PESSOAS JURÍDICAS - e-mail: pj@cdtsp.com.br

CDT - TELEFONE: 3248.1018 / 3248.1019 - PESSOAS JURÍDICAS - e-mail: pj@cdtsp.com.br CDT - TELEFONE: 3248.1018 / 3248.1019 - PESSOAS JURÍDICAS - e-mail: pj@cdtsp.com.br SUGESTÃO de texto para estatuto de constituição de Associações. Observação: As informações deste arquivo deverão ser

Leia mais

SINDICATO DOS PERITOS CRIMINAIS DA BAHIA ASBAC

SINDICATO DOS PERITOS CRIMINAIS DA BAHIA ASBAC SINDICATO DOS PERITOS CRIMINAIS DA BAHIA ASBAC REGIMENTO ELEITORAL ELEIÇÕES PARA A DIRETORIA E CONSELHO FISCAL DA ASBAC Conforme faculta o Artigo 66 do estatuto, a Assembleia Geral aprovou este Regimento

Leia mais

Estatuto CAPPF ESTATUTO DO CENTRO ACADÊMICO PROFESSOR PAULO FREIRE TÍTULO I

Estatuto CAPPF ESTATUTO DO CENTRO ACADÊMICO PROFESSOR PAULO FREIRE TÍTULO I Estatuto CAPPF O Estatuto do CAPPF precisou ser modificado para ser adequado ao Código Civil. O novo estatuto foi aprovado em Assembléia dos Estudantes da FEUSP com pauta específica no dia 23 de abril.

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL (Aprovado pela Resolução CONDEL n o 027/2015, de 2/9/2015)

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL (Aprovado pela Resolução CONDEL n o 027/2015, de 2/9/2015) REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL (Aprovado pela Resolução CONDEL n o 027/2015, de 2/9/2015) CAPÍTULO I INTRODUÇÃO Art. 1 o Este Regimento Interno do Conselho Fiscal CONFI estabelece as normas que complementam

Leia mais

IPREVI HO Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Herval d Oeste

IPREVI HO Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Herval d Oeste EDITAL DE CONVOCAÇÃO IPREVI-HO Nº 001/2014 ASSEMBLÉIA GERAL ELEIÇÕES DOS CONSELHOS DE ADMINISTRAÇÃO E FISCAL ABRE INSCRIÇÕES E FIXA NORMAS PARA O PROCESSO ELEITORAL DOS CONSELHOS DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA

Leia mais

CÂMARA PORTUGUESA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA DO RIO DE JANEIRO C.N.P.J. 42.519.785/0001-53 ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I

CÂMARA PORTUGUESA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA DO RIO DE JANEIRO C.N.P.J. 42.519.785/0001-53 ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I 1 CÂMARA PORTUGUESA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA DO RIO DE JANEIRO C.N.P.J. 42.519.785/0001-53 ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I Denominação, Sede, Natureza Jurídica, Duração e Fins Artigo 1º A CÂMARA PORTUGUESA DE

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO UNIFICADO DE ESCOLHA DOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR DE PINDAMONHANGABA PARA O MANDATO 2016/2020. Edital nº.

EDITAL DO PROCESSO UNIFICADO DE ESCOLHA DOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR DE PINDAMONHANGABA PARA O MANDATO 2016/2020. Edital nº. EDITAL DO PROCESSO UNIFICADO DE ESCOLHA DOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR DE PINDAMONHANGABA PARA O MANDATO 2016/2020 Edital nº. 01/2015 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Pindamonhangaba,

Leia mais

SINDICATO DAS EMPRESAS DO TRANSPORTE DE CARGAS E LOGÍSTICA DO RIO DE JANEIRO - SINDICARGA - REGULAMENTO ELEITORAL

SINDICATO DAS EMPRESAS DO TRANSPORTE DE CARGAS E LOGÍSTICA DO RIO DE JANEIRO - SINDICARGA - REGULAMENTO ELEITORAL 1 Estatuto Social - ANEXO I SINDICATO DAS EMPRESAS DO TRANSPORTE DE CARGAS E LOGÍSTICA DO RIO DE JANEIRO - SINDICARGA - REGULAMENTO ELEITORAL Dispõe sobre o processo eleitoral nos âmbitos da Assembléia

Leia mais

Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira. São José dos Campos/SP

Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira. São José dos Campos/SP CIRCULAR INFORMATIVA - CHAPAS PROCESSO ELEITORAL - Eleição Diretoria Triênio 2015/2017 O SINDIVAPA informa a Chapa Única inscrita neste processo eleitoral CHAPA Diretoria 2015 a 2017 Presidente Laercio

Leia mais

ANER - ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE EDITORES DE REVISTAS ESTATUTO SOCIAL ÍNDICE

ANER - ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE EDITORES DE REVISTAS ESTATUTO SOCIAL ÍNDICE ANER - ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE EDITORES DE REVISTAS ESTATUTO SOCIAL ÍNDICE CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FINALIDADE CAPÍTULO II DOS ASSOCIADOS, DIREITOS E DEVERES CAPÍTULO III DA CATEGORIA DE ASSOCIADOS

Leia mais

DISPOSITIVOS ESTATUTÁRIOS

DISPOSITIVOS ESTATUTÁRIOS ELEIÇÃO PARA A DIRETORIA EXECUTIVA E CONSELHO FISCAL NACIONAL TRIÊNIO 2016-2019 DISPOSITIVOS ESTATUTÁRIOS CAPÍTULO III DOS DIREITOS E DEVERES DOS ASSOCIADOS/FILIADOS SEÇÃO I DOS DIREITOS Art. 10º - São

Leia mais

FÓRUM DA AGENDA 21 LOCAL DE ITABORAÍ MUNICÍPIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM (1ª Alteração)

FÓRUM DA AGENDA 21 LOCAL DE ITABORAÍ MUNICÍPIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM (1ª Alteração) FÓRUM DA AGENDA 21 LOCAL DE ITABORAÍ MUNICÍPIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM (1ª Alteração) Aprovado em Assembléia Geral Ordinária realizada no dia 11 de Setembro de 2014 às 16:00h,

Leia mais

MARISOL S.A. CNPJ Nº 84.429.752/0001-62 EMPRESA DE CAPITAL ABERTO ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO, PRAZO DE DURAÇÃO

MARISOL S.A. CNPJ Nº 84.429.752/0001-62 EMPRESA DE CAPITAL ABERTO ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO, PRAZO DE DURAÇÃO MARISOL S.A. CNPJ Nº 84.429.752/0001-62 EMPRESA DE CAPITAL ABERTO ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO, PRAZO DE DURAÇÃO Artigo 1º: A MARISOL S.A. é uma Sociedade Anônima de capital aberto,

Leia mais

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO GREMIO 8 DE ABRIL TÌTULO - I DENOMINAÇÃO, SEDE, DEFINIÇÃO, FINALIDADE E OBJETIVO

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO GREMIO 8 DE ABRIL TÌTULO - I DENOMINAÇÃO, SEDE, DEFINIÇÃO, FINALIDADE E OBJETIVO ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO GREMIO 8 DE ABRIL TÌTULO - I DENOMINAÇÃO, SEDE, DEFINIÇÃO, FINALIDADE E OBJETIVO Art. 1º - A ASSOCIAÇÃO GRÊMIO 08 DE ABRIL, fundada no dia 16 de fevereiro de 1990, com o CNPJ nº

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES do LOTEAMENTO TURISTICO ANDURALUA II

ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES do LOTEAMENTO TURISTICO ANDURALUA II ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES do LOTEAMENTO TURISTICO ANDURALUA II O presente Estatuto foi elaborado em conformidade com a Lei 10.406 de 2002 Novo Código Civil. ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES..., doravante simplesmente

Leia mais

III- lutar por uma universidade autônoma, democrática e participativa, que cumpra suas funções acadêmicas e político-sociais;

III- lutar por uma universidade autônoma, democrática e participativa, que cumpra suas funções acadêmicas e político-sociais; ESTATUTO DO CENTRO ACADÊMICO RUY BARBOSA (Faculdade de Direito-UFBA) TÍTULO I DA ENTIDADE Capítulo I Da Natureza Jurídica Art.1º O Centro Acadêmico Ruy Barbosa (CARB), fundado em 25 de Outubro de 1999,

Leia mais

ATO DELIBERATIVO 27/2015. O Conselho Deliberativo da Fundação CELESC de Seguridade Social - CELOS, no uso de suas atribuições e,

ATO DELIBERATIVO 27/2015. O Conselho Deliberativo da Fundação CELESC de Seguridade Social - CELOS, no uso de suas atribuições e, ATO DELIBERATIVO 27/2015 O Conselho Deliberativo da Fundação CELESC de Seguridade Social - CELOS, no uso de suas atribuições e, CONSIDERANDO a necessidade de atualizar as disposições do Ato Deliberativo

Leia mais

ESTATUTO PADRÃO DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E MESTRES DA ESCOLA ESTADUAL (informar o complemento da denominação social) CAPÍTULO I

ESTATUTO PADRÃO DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E MESTRES DA ESCOLA ESTADUAL (informar o complemento da denominação social) CAPÍTULO I ESTATUTO PADRÃO DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E MESTRES DA ESCOLA ESTADUAL (informar o complemento da denominação social) CAPÍTULO I Da Instituição, da Natureza e Finalidade da Associação de Pais e Mestres SEÇÃO

Leia mais

REGIMENTO INTERNO ELEITORAL (Aprovado na AGE de 10.08.2011)

REGIMENTO INTERNO ELEITORAL (Aprovado na AGE de 10.08.2011) REGIMENTO INTERNO ELEITORAL (Aprovado na AGE de 10.08.2011) I - Das disposições gerais II - Do processo eleitoral A) Da eleição para a Diretoria e o Conselho Fiscal B) Da eleição para o Conselho de Ética

Leia mais

Reitoria. Universidade do Minho, 28 de março de 2014

Reitoria. Universidade do Minho, 28 de março de 2014 Reitoria despacho RT-14/2014 Ao abrigo do disposto no n.º 2 do artigo 37.º e no n.º 2 do artigo 51.º dos Estatutos da Universidade do Minho, aprovados pelo Despacho Normativo n.º 61/2008, de 5 de dezembro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE Edital nº 01/2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE Edital nº 01/2014 EDITAL Nº 01/2014 PARA ELEIÇÃO DE COORDENADOR E VICE- CORDENADOR DO CURSO LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA PARA O BIÊNIO 2015/2016. Abre inscrições, fixa data, horário e critérios para a Eleição do Coordenador

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 106/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O(A) HOSPITAL ESTADUAL SUMARÉ - HES

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 106/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O(A) HOSPITAL ESTADUAL SUMARÉ - HES PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 106/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O(A) HOSPITAL ESTADUAL SUMARÉ - HES A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp - FUNCAMP, pessoa jurídica

Leia mais

ASSOCIAÇÃO NACIONAL INDEPENDENTE DOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DA FUNCEF ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS

ASSOCIAÇÃO NACIONAL INDEPENDENTE DOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DA FUNCEF ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS ASSOCIAÇÃO NACIONAL INDEPENDENTE DOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DA FUNCEF ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS Art. 1º. ASSOCIAÇÃO NACIONAL INDEPENDENTE DOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DA

Leia mais

MANUAL DE NORMAS PARA REALIZAÇÃO DE ELEIÇÕES

MANUAL DE NORMAS PARA REALIZAÇÃO DE ELEIÇÕES MANUAL DE NORMAS PARA REALIZAÇÃO DE ELEIÇÕES CAPITULO I DA CONVOCAÇÃO Artigo 1º - Todo processo eleitoral será precedido de edital do presidente da Cooperativa convocando os associados interessados em

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL. Parágrafo 3 Poderão ser emitidas ações preferenciais até 2/3 (dois terços) do total de ações.

ESTATUTO SOCIAL. Parágrafo 3 Poderão ser emitidas ações preferenciais até 2/3 (dois terços) do total de ações. ESTATUTO SOCIAL Pettenati S/A Indústria Têxtil Atualizado até 29/10/2010 ESTATUTO SOCIAL I Denominação, sede, objeto e duração da sociedade Art. 1º - A sociedade terá por denominação social Pettenati S/A

Leia mais

EDITAL CMS/SMS Nº 001, DE 06 DE OUTUBRO DE 2015.

EDITAL CMS/SMS Nº 001, DE 06 DE OUTUBRO DE 2015. EDITAL CMS/SMS Nº 001, DE 06 DE OUTUBRO DE 2015. CONVOCA AS ENTIDADES PARA PARTICIPAR DO PROCESSO ELEITORAL PARA A COMPOSIÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE DE TERESINA BIÊNIO 2016-2017. O Conselho Municipal

Leia mais

DECRETO Nº 38.125 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais e,

DECRETO Nº 38.125 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais e, DECRETO Nº 38.125 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013 Cria a Empresa Pública de Saúde do Rio de Janeiro S/A RIOSAÚDE e aprova seu Estatuto. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

DICAS PARA CONDÔMINOS

DICAS PARA CONDÔMINOS DICAS PARA CONDÔMINOS Área Privativa: É a unidade de cada proprietário incluindo a vaga de garagem. Áreas Comuns: São utilizadas por todos os moradores, como playground, jardins, elevadores, corredores,

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL ASSOCIAÇÃO MANTENEDORA DO PROJETO AÇÃO SOCIAL

ESTATUTO SOCIAL ASSOCIAÇÃO MANTENEDORA DO PROJETO AÇÃO SOCIAL ESTATUTO SOCIAL 1 ASSOCIAÇÃO MANTENEDORA DO PROJETO AÇÃO SOCIAL Capítulo I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE E TEMPO DE DURAÇÃO Artigo 1º - Fica constituída a ASSOCIAÇÃO MANTENEDORA DO PROJETO AÇÃO SOCIAL,

Leia mais

Estatuto do curso do Centro Acadêmico de Comunicação Social

Estatuto do curso do Centro Acadêmico de Comunicação Social Estatuto do curso do Centro Acadêmico de Comunicação Social Capítulo I Da Natureza Artigo 1 O centro acadêmico de Comunicação Social-Jornalismo da Universidade Federal do Cariri, entidade livre e independente,

Leia mais

ALPHAVILLE TÊNIS CLUBE REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

ALPHAVILLE TÊNIS CLUBE REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO ALPHAVILLE TÊNIS CLUBE REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Este Regimento Interno tem por finalidade a regulamentação do funcionamento e operacionalização das matérias atribuídas ao Conselho

Leia mais

3.1.1. As pessoas físicas poderão inscrever-se individualmente, se responsabilizando contábil e tributariamente pela proposta apresentada;

3.1.1. As pessoas físicas poderão inscrever-se individualmente, se responsabilizando contábil e tributariamente pela proposta apresentada; EDITAL DE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS CONCORRENTES AO PROJETO ACAMPAMENTO, A SER PRODUZIDO NO ESTADO DO CEARÁ PELO INSTITUTO DE ARTE E CULTURA DO CEARÁ, PARA O 2º SEMESTRE DE 2010. O INSTITUTO DE

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS DOCENTES UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE ADUFAC Seção Sindical do ANDES - SN

ASSOCIAÇÃO DOS DOCENTES UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE ADUFAC Seção Sindical do ANDES - SN EDITAL Nº 001/2015 ELEIÇÃO DA DIRETORIA DA ASSOCIAÇÃO DOS DOCENTES DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE - ADUFAC-SEÇÃO SINDICAL DO ANDES SN, PARA O PERÍODO DE JANEIRO/2016 A JANEIRO/2018. CAPÍTULO I DA ELEIÇÃO

Leia mais

FUNDAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO CENTRO-SUL FUNDASUL FACULDADE CAMAQÜENSE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS ESTATUTO SOCIAL

FUNDAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO CENTRO-SUL FUNDASUL FACULDADE CAMAQÜENSE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS ESTATUTO SOCIAL FUNDAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO CENTRO-SUL FUNDASUL FACULDADE CAMAQÜENSE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS FACJÚNIOR EMPRESA JÚNIOR DA FACCCA ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I, DENOMINAÇÃO, SEDE,

Leia mais

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES CNPJ - 87.613.485/0001-77 FONE: (054) 3338 1242/1273 LICITAÇÃO Nº.

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES CNPJ - 87.613.485/0001-77 FONE: (054) 3338 1242/1273 LICITAÇÃO Nº. SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES CNPJ - 87.613.485/0001-77 FONE: (054) 3338 1242/1273 LICITAÇÃO Nº. 002/2010 MODALIDADE TOMADA DE PREÇO TIPO DE JULGAMENTO: Menor preço por

Leia mais

RESOLUÇÃO N 002, DE 20 DE MAIO DE 1997, DA CONGREGAÇÃO.

RESOLUÇÃO N 002, DE 20 DE MAIO DE 1997, DA CONGREGAÇÃO. RESOLUÇÃO N 002, DE 20 DE MAIO DE 1997, DA CONGREGAÇÃO. Aprova o Regulamento de consulta à comunidade universitária para efeito de escolha do Diretor e Vice- Diretor da FMTM A CONGREGAÇÃO DA FACULDADE

Leia mais

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DA ESCOLA DE ARTES VISUAIS-AM EAV

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DA ESCOLA DE ARTES VISUAIS-AM EAV c A ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DA ESCOLA DE ARTES VISUAIS-AM EAV ADAPTAÇÃO AO CÓDIGO CIVIL LEI N" 10.406/2002 DESIGNAÇÃO E SEDE Artigo Io - A associação terá a denominação de Associação dos Amigos

Leia mais

EDITAL DE CONSULTA INFORMAL PARA ESCOLHA DE DIRETOR E VICE- DIRETOR DO CENTRO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLÓGICA CETEC/UFRB 2016 2020

EDITAL DE CONSULTA INFORMAL PARA ESCOLHA DE DIRETOR E VICE- DIRETOR DO CENTRO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLÓGICA CETEC/UFRB 2016 2020 EDITAL DE CONSULTA INFORMAL PARA ESCOLHA DE DIRETOR E VICE- DIRETOR DO CENTRO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLÓGICA CETEC/UFRB 2016 2020 A Comissão Especial responsável pela consulta para escolha de Diretor

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL. Capítulo I Denominação, Sede, Duração e Objetivos. Denominação, Sede e Duração

ESTATUTO SOCIAL. Capítulo I Denominação, Sede, Duração e Objetivos. Denominação, Sede e Duração ESTATUTO SOCIAL Capítulo I Denominação, Sede, Duração e Objetivos Denominação, Sede e Duração Art. 1º - A Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração ABM, fundada em 10 de outubro de 1944

Leia mais

Estatuto Social da Associação Braileira de Redistribuição de Excedentes

Estatuto Social da Associação Braileira de Redistribuição de Excedentes Estatuto Social da Associação Braileira de Redistribuição de Excedentes I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETIVOS e DURAÇÃO Art. 1º. A Associação Brasileira de Redistribuição de Excedente, também designada pela sigla

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL. CAPÍTULO I Da Denominação, Sede, Foro, Prazo De Duração E Objeto

ESTATUTO SOCIAL. CAPÍTULO I Da Denominação, Sede, Foro, Prazo De Duração E Objeto ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I Da Denominação, Sede, Foro, Prazo De Duração E Objeto Artigo 1º A UPTICK PARTICIPAÇÕES S.A. é uma sociedade anônima de capital autorizado, que se rege pelas leis e usos do comércio,

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE APOIO ÀS VÍTIMAS DE PRECONCEITO RELIGIOSO - ABRAVIPRE

ESTATUTO SOCIAL DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE APOIO ÀS VÍTIMAS DE PRECONCEITO RELIGIOSO - ABRAVIPRE ESTATUTO SOCIAL DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE APOIO ÀS VÍTIMAS DE PRECONCEITO RELIGIOSO - ABRAVIPRE ARTIGO 1º - DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE, DURAÇÃO E PRINCÍPIOS A Associação Brasileira de Apoio a Vítimas

Leia mais

PEQUENA CASA DA CRIANÇA

PEQUENA CASA DA CRIANÇA PEQUENA CASA DA CRIANÇA ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADES E DURAÇÃO Art. 1º - A PEQUENA CASA DA CRIANÇA é uma Associação Civil, Sem Finalidade de Lucros e Filantrópica, tem seus

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DA AUTOPISTA FLUMINENSE S.A.

ESTATUTO SOCIAL DA AUTOPISTA FLUMINENSE S.A. ESTATUTO SOCIAL DA AUTOPISTA FLUMINENSE S.A. CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E PRAZO Artigo 1º AUTOPISTA FLUMINENSE S.A., doravante denominada Concessionária ou Companhia, é uma sociedade por ações,

Leia mais

GRUPO DE AJUDA A CRIANÇA CARENTE COM CÂNCER-PERNAMBUCO REFORMA DO ESTATUTO SOCIAL. Capítulo I - DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS

GRUPO DE AJUDA A CRIANÇA CARENTE COM CÂNCER-PERNAMBUCO REFORMA DO ESTATUTO SOCIAL. Capítulo I - DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS GRUPO DE AJUDA A CRIANÇA CARENTE COM CÂNCER-PERNAMBUCO REFORMA DO ESTATUTO SOCIAL Capítulo I - DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS Art. 1º. O GRUPO DE AJUDA À CRIANÇA CARENTE COM CÂNCER-PERNAMBUCO também designado

Leia mais

- PROJETO CRESCER - - CONTRATO DE INCLUSÃO - QUE ENTRE SI CELEBRAM O SINDICATO DOS CONTABILISTAS DE PORTO ALEGRE SCPA E.

- PROJETO CRESCER - - CONTRATO DE INCLUSÃO - QUE ENTRE SI CELEBRAM O SINDICATO DOS CONTABILISTAS DE PORTO ALEGRE SCPA E. - PROJETO CRESCER - - CONTRATO DE INCLUSÃO - QUE ENTRE SI CELEBRAM O SINDICATO DOS CONTABILISTAS DE PORTO ALEGRE SCPA E. SINDICATO DOS CONTABILISTAS DE PORTO ALEGRE com sede na Rua Riachuelo 1.641 1º andar,

Leia mais

CAPÍTULO 1 DOS OBJETIVOS

CAPÍTULO 1 DOS OBJETIVOS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA COMISSÃO ELEITORAL EDITAL Nº 01 DA COMISSÃO ELEITORAL, DE 26 DE MARÇO DE 2012. DIVULGA AS NORMAS E CALENDÁRIO ELEITORAL REFERENTE À CONSULTA PRÉVIA PARA OS CARGOS

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS EDITAL N o 002/2013, DO CONSELHO DA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS Regulamenta a eleição

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO DE ADMISSÃO DE ALUNOS PARA O COLÉGIO TRAVESSIA ANO LETIVO DE 2016

EDITAL DE PROCESSO DE ADMISSÃO DE ALUNOS PARA O COLÉGIO TRAVESSIA ANO LETIVO DE 2016 EDITAL Nº 01/2015 EDITAL DE PROCESSO DE ADMISSÃO DE ALUNOS PARA O COLÉGIO TRAVESSIA ANO LETIVO DE 2016 O Colégio TRAVESSIA, mantido pela Fundação de Ensino e Pesquisa do Sul de Minas, torna público a realização

Leia mais

SUMÁRIO CONVENÇÕES MUNICIPAIS DE 2015 INSTRUÇÕES

SUMÁRIO CONVENÇÕES MUNICIPAIS DE 2015 INSTRUÇÕES SUMÁRIO CONVENÇÕES MUNICIPAIS DE 2015 INSTRUÇÕES Calendário da Convenção... 07 Diretórios que poderão realizar Convenção... 09 Filiados que participarão da Convenção... 09 Podem compor a chapa para o Diretório...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE DIREITO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA ESTATUTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE DIREITO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA ESTATUTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE DIREITO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA ESTATUTO CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1º. O Serviço de Assistência Judiciária da Faculdade de Direito da Universidade

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CENTRO ESPÍRITA OBRAS DE CARIDADE PRÍNCIPE ESPADARTE

ESTATUTO SOCIAL DO CENTRO ESPÍRITA OBRAS DE CARIDADE PRÍNCIPE ESPADARTE 1 ESTATUTO ESTATUTO SOCIAL DO CENTRO ESPÍRITA OBRAS DE CARIDADE Estatuto aprovado na Assembléia Geral Ordinária de fundação realizada em 07 de fevereiro de 1994 e alterado nas Assembléias Gerais Ordinárias

Leia mais

1ª ALTERAÇÃO DO ESTATUTO SOCIAL DO RIO CRICKET E ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA,

1ª ALTERAÇÃO DO ESTATUTO SOCIAL DO RIO CRICKET E ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA, 1ª ALTERAÇÃO DO ESTATUTO SOCIAL DO RIO CRICKET E ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA, visando alterar e adequar às determinações contidas nas Leis 10.406/2002 e 11.127, de 28 de junho de 2005. ARTIGO 1 - DENOMINAÇÃO,

Leia mais

EDITAL CEPS 003/2016 PROCESSO SELETIVO UNIFICADO CESUC 2016/2

EDITAL CEPS 003/2016 PROCESSO SELETIVO UNIFICADO CESUC 2016/2 PROCESSO SELETIVO UNIFICADO CESUC 2016/2 O Presidente da Comissão Especial do Processo Seletivo Unificado - CEPS, torna público por meio do presente Edital, que serão recebidas as inscrições referentes

Leia mais

SOCIEDADE BATISTA DE BENEFICÊNCIA TABEA

SOCIEDADE BATISTA DE BENEFICÊNCIA TABEA ALTERAÇÃO ESTATUTÁRIA Conforme Assembléia Geral Extraordinária realizada em vinte e três de julho de dois mil e dez (23.07.2010), devidamente convocada na forma prevista pelo estatuto, para o fim específico

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA CONTRATO TEMPORÁRIO - 01/2014

EDITAL DE SELEÇÃO PARA CONTRATO TEMPORÁRIO - 01/2014 EDITAL DE SELEÇÃO PARA CONTRATO TEMPORÁRIO - 01/2014 A Câmara Municipal de Itapoá, torna pública a abertura das inscrições e estabelece normas relativas à realização de Processo Seletivo Simplificado destinado

Leia mais

INFORMATIVO N.º 173-26/11/2012 VOLTA REDONDA/RJ

INFORMATIVO N.º 173-26/11/2012 VOLTA REDONDA/RJ ESTATUTO PROPOSTA DE ALTERAÇÕES www.cbsprev.com.br Central de Atendimento: 08000-268181 INFORMATIVO N.º 173-26/11/2012 VOLTA REDONDA/RJ Atendendo à Resolução n.º 6, de 15/08/2011, do Conselho Nacional

Leia mais

EDITAL COMISSÃO ELEITORAL CENTRAL Nº 01, DE 24 DE MAIO DE 2016.

EDITAL COMISSÃO ELEITORAL CENTRAL Nº 01, DE 24 DE MAIO DE 2016. EDITAL COMISSÃO ELEITORAL CENTRAL Nº 01, DE 24 DE MAIO DE 2016. PROCESSO DE ESCOLHA DOS REPRESENTANTES DOCENTES, TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO, DISCENTES, E EGRESSOS, PARA COMPOSIÇÃO DO CONSELHO

Leia mais

EDITAL Nº 02/2015 Processo Seletivo 2º Semestre de 2015 Transferência Externa e Obtenção de Novo Título

EDITAL Nº 02/2015 Processo Seletivo 2º Semestre de 2015 Transferência Externa e Obtenção de Novo Título EDITAL Nº 02/2015 Processo Seletivo 2º Semestre de 2015 Transferência Externa e Obtenção de Novo Título As Faculdades Santo Agostinho, por meio de seu Núcleo de Relacionamento Acadêmico e em conformidade

Leia mais

BONAIRE PARTICIPAÇÕES S.A. ESTATUTO SOCIAL

BONAIRE PARTICIPAÇÕES S.A. ESTATUTO SOCIAL BONAIRE PARTICIPAÇÕES S.A. ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I Da Denominação, Sede, Foro, Prazo De Duração e Objeto Artigo 1º A BONAIRE PARTICIPAÇÕES S.A. é uma sociedade anônima de capital autorizado, que se

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ. CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ. CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 1 SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ 1. DA CONVOCAÇÃO: CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO

Leia mais

FUNDAÇÃO NACIONAL DO LIVRO INFANTIL E JUVENIL Seção Brasileira do IBBY. Disposições Gerais

FUNDAÇÃO NACIONAL DO LIVRO INFANTIL E JUVENIL Seção Brasileira do IBBY. Disposições Gerais FUNDAÇÃO NACIONAL DO LIVRO INFANTIL E JUVENIL Seção Brasileira do IBBY REGULAMENTO DO 21º CONCURSO FNLIJ OS MELHORES PROGRAMAS DE INCENTIVO À LEITURA JUNTO A CRIANÇAS E JOVENS DE TODO O BRASIL 2016 Disposições

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EDITAL 01/2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EDITAL 01/2015 EDITAL 01/2015 A Comissão Eleitoral, no uso das suas atribuições que lhe são conferidas pela Portaria UNIRIO nº 918 de 27 de outubro de 2015, de acordo com a Resolução UNIRIO nº 3745 de 28 de setembro

Leia mais

CRONOGRAMA DO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES 2015/2º SEM.

CRONOGRAMA DO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES 2015/2º SEM. CRONOGRAMA DO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES 2015/2º SEM. ATIVIDADES DATAS Publicação do Edital 29 de agosto de 2015 Período de inscrições de 31 de agosto a 29 de setembro de 2015 Período de realização

Leia mais

REGIMENTO INTERNO. CAPÍTULO I Da Aplicação

REGIMENTO INTERNO. CAPÍTULO I Da Aplicação SOCIEDADE AMIGOS DO CURIÓ (SAC) Fundada em 23 de julho de 1980 Rua Prof. Osmarino de Deus Cardoso, 101 CEP 88.036-598 Trindade Florianópolis SC CNPJ 75.329.243/0001-71 www.sacurio.com.br / saccurio@brturbo.com.br

Leia mais

2. Revogar o Regulamento Eleitoral para eleições do Conselho Diretor e do Conselho Fiscal, gestão 2014/2015; 5. Outros assuntos de interesse social.

2. Revogar o Regulamento Eleitoral para eleições do Conselho Diretor e do Conselho Fiscal, gestão 2014/2015; 5. Outros assuntos de interesse social. Ct. ANTP/ 024/2014 São Paulo, 7 de fevereiro de 2014 Prezado Associado, A fim de cumprir exigências legais registrárias, ficam os Senhores Associados convocados, na forma do 3º do art. 21 e dos artigos.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE COLÉGIO ELEITORAL ESPECIAL COMISSÃO ELEITORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE COLÉGIO ELEITORAL ESPECIAL COMISSÃO ELEITORAL INSTRUÇÕES PARA AS MESAS RECEPTORAS E APURADORAS DA ELEIÇÃO AOS CARGOS DE REITOR E VICE-REITOR DA UFAC QUADRIÊNIO 2012/2016 APRESENTAÇÃO Senhores membros das Mesas Receptoras e Apuradoras de votos, Ressaltando

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CEPE-FUNDÃO

REGIMENTO INTERNO DO CEPE-FUNDÃO REGIMENTO INTERNO DO CEPE-FUNDÃO CAPÍTULO I ORGANIZAÇÃO SOCIAL ARTIGO 1 O Clube dos Empregados da PETROBRAS CEPE-FUNDÃO reger-se-á pelas leis do País, por seu Estatuto, por este Regimento Interno e pelas

Leia mais

NORMAS PARA O PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS AO CURSO SUPERIOR SEQUENCIAL DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2 O SEMESTRE DE 2013

NORMAS PARA O PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS AO CURSO SUPERIOR SEQUENCIAL DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2 O SEMESTRE DE 2013 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS COORDENADORIA DE INGRESSO DISCENTE NORMAS PARA O PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS AO CURSO SUPERIOR SEQUENCIAL DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

CAPÍTULO II: DA COMISSÃO ELEITORAL

CAPÍTULO II: DA COMISSÃO ELEITORAL EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ELEIÇÕES PARA A DIRETORIA DO CENTRO ACADÊMICO DO CURSO DE FÍSICA CAFÍS Edital 01/2012 A Comissão Eleitoral eleita em Assembleia Geral do Curso de Licenciatura em Física realizada

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL

REGULAMENTO ELEITORAL REGULAMENTO ELEITORAL Setembro de 2012 I - DA ELEIÇÃO ELEIÇÕES PARA PRESIDENTE DA FIOCRUZ - 2012 REGULAMENTO ELEITORAL Artigo 1º - A eleição do presidente da Fiocruz será autorizada e acompanhada pelo

Leia mais

DECRETO Nº 5.933, DE 20 DE ABRIL DE 2004.

DECRETO Nº 5.933, DE 20 DE ABRIL DE 2004. DECRETO Nº 5.933, DE 20 DE ABRIL DE 2004. (PUBLICADO NO DOE DE 26.04.04) Este texto não substitui o publicado no DOE Regulamenta a Lei nº 14.546, de 30 de setembro de 2003, que dispõe sobre a criação do

Leia mais

COLÉGIO BRASILEIRO DE CIRURGIA DIGESTIVA CBCD CNPJ: 61.569.372/0001-28 REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

COLÉGIO BRASILEIRO DE CIRURGIA DIGESTIVA CBCD CNPJ: 61.569.372/0001-28 REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DAS FINALIDADES COLÉGIO BRASILEIRO DE CIRURGIA DIGESTIVA CBCD CNPJ: 61.569.372/0001-28 REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Artigo 1 - Este Regimento Interno tem por fim estabelecer a sistemática administrativa

Leia mais

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES E PROPRIETÁRIOS DO LOTEAMENTO VILLAGIO I DA DENOMINAÇÃO

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES E PROPRIETÁRIOS DO LOTEAMENTO VILLAGIO I DA DENOMINAÇÃO ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES E PROPRIETÁRIOS DO LOTEAMENTO VILLAGIO I DA DENOMINAÇÃO Art. 1º - A Associação dos Moradores e Proprietários do Loteamento VILLAGIO I, com o nome de fantasia ASSOCIAÇÃO

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe 1 Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe EDITAL DO CONCURSO PARA ESTAGIÁRIO EM ADMINISTRAÇÃO EDITAL Nº 01/ DNRH, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008. O Juiz Federal, Dr. Carlos Rebelo

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006 ! " TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006 PROCESSO Nº 1.825/2005 Regime Jurídico: Lei nº 8.666/93, alterações e normas complementares Tipo de Licitação: MENOR PREÇO Modalidade: TOMADA DE PREÇOS O CONSELHO REGIONAL

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS FLORES DE GOIÁS-GO. CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Lei Municipal n.º 08 de 16 de Setembro de 2003

ESTADO DE GOIÁS FLORES DE GOIÁS-GO. CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Lei Municipal n.º 08 de 16 de Setembro de 2003 EDITAL PARA ELEIÇÃO DOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE 2016-2020 O DE, no uso de suas atribuições legais, torna público o presente Edital, que, nos termos da Lei

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DA EMPRESA JÚNIOR FABAVI VITÓRIA

ESTATUTO SOCIAL DA EMPRESA JÚNIOR FABAVI VITÓRIA ESTATUTO SOCIAL DA EMPRESA JÚNIOR FABAVI VITÓRIA Capítulo I Denominação, Sede, Finalidade e Duração Artigo 1 A Empresa Júnior FABAVI Vitória é uma associação sem fins lucrativos e com prazo de duração

Leia mais

EDITAL N 01/2014 SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE AUXILIAR ADMINISTRATIVO

EDITAL N 01/2014 SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE AUXILIAR ADMINISTRATIVO EDITAL N 01/2014 SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE AUXILIAR ADMINISTRATIVO O Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso COREN/MT, Autarquia Federal, criada pela Lei 5.905/73, através de seu o

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 488/2002, de 15-05-02. Rui Nicolodi, Prefeito Municipal de Mormaço, Estado do Rio Grande do Sul.

LEI MUNICIPAL Nº 488/2002, de 15-05-02. Rui Nicolodi, Prefeito Municipal de Mormaço, Estado do Rio Grande do Sul. LEI MUNICIPAL Nº 488/2002, de 15-05-02. DISPÕE SOBRE A ELEIÇÃO DE DIRETORES DAS ESCOLAS PÚBLICAS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE MORMAÇO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Rui Nicolodi, Prefeito Municipal de Mormaço,

Leia mais

REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CONSELHO FISCAL DA ASUNIRIO PARA BIÊNIO 2014 A 2016.

REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CONSELHO FISCAL DA ASUNIRIO PARA BIÊNIO 2014 A 2016. Associação dos Trabalhadores em Educação da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro ASUNIRIO Rua Voluntários da Pátria, 107 - Botafogo - RJ CEP 22270-000 CNPJ - 29.260.486/0001-89 Telefax 2541-0924

Leia mais

ESTATUTO. CAPÍTULO I Da Entidade

ESTATUTO. CAPÍTULO I Da Entidade Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco Coordenação de Sistemas de Informação Diretório Acadêmico de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Avenida Professor Luiz

Leia mais

EDITAL CEPS 004/2015 2º PROCESSO SELETIVO UNIFICADO CESUC 2015/1

EDITAL CEPS 004/2015 2º PROCESSO SELETIVO UNIFICADO CESUC 2015/1 2º PROCESSO SELETIVO UNIFICADO CESUC 2015/1 O Presidente da Comissão Especial do Processo Seletivo Unificado - CEPS, torna público por meio do presente Edital, que serão recebidas as inscrições referentes

Leia mais

EDITAL PARA A MOSTRA FOTOGRÁFICA DO 12º CONGRESSO INTERNACIONAL DA REDE UNIDA

EDITAL PARA A MOSTRA FOTOGRÁFICA DO 12º CONGRESSO INTERNACIONAL DA REDE UNIDA EDITAL PARA A MOSTRA FOTOGRÁFICA DO 12º CONGRESSO INTERNACIONAL DA REDE UNIDA DIFERENÇA SIM, DESIGUALDADE NÃO: PLURALIDADE NA INVENÇÃO DA VIDA A comissão organizadora do 12º Congresso Internacional da

Leia mais

O mandato dos Conselheiros de Administração é de 03(três) anos, sendo que suas posses ocorrerão na primeira reunião do órgão, subseqüente à eleição.

O mandato dos Conselheiros de Administração é de 03(três) anos, sendo que suas posses ocorrerão na primeira reunião do órgão, subseqüente à eleição. São Paulo, 26 de outubro de 2005. Prezado(a) Associado(a) Assuntos: 1) Eleições gerais para renovação de 1/3 (um terço) do Conselho de Administração; 2) Eleições gerais para renovação da Diretoria Executiva.

Leia mais

CENTRO ACADÊMICO IAG PAULO MARQUES DOS SANTOS C.A.P.M.S. ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO E SEUS FINS

CENTRO ACADÊMICO IAG PAULO MARQUES DOS SANTOS C.A.P.M.S. ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO E SEUS FINS CENTRO ACADÊMICO IAG PAULO MARQUES DOS SANTOS C.A.P.M.S. ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO E SEUS FINS Artigo 1º. O Centro Acadêmico IAG Paulo Marques dos Santos C.A.P.M.S. dos estudantes de Geofísica

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO VALE DO TELES PIRES

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO VALE DO TELES PIRES EDITAL N o 002/2016 A - UNEMAT, pessoa jurídica de direito público da administração indireta, instituída pelo Poder Público Estadual, criada sob a natureza de Fundação Pública, pela Lei Complementar Estadual

Leia mais