Resolução nº 2776/2011 (com a alteração introduzida pela Resolução nº 3014, de 21 de outubro de 2011)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resolução nº 2776/2011 (com a alteração introduzida pela Resolução nº 3014, de 21 de outubro de 2011)"

Transcrição

1 Resolução nº 2776/2011 (com a alteração introduzida pela Resolução nº 3014, de 21 de outubro de 2011) Dispõe sobre a concessão e o pagamento de diárias no âmbito do Ministério Público do Estado do Paraná e dá outras providências. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ, no uso de suas atribuições legais (artigo 10, inciso V, da Lei Federal nº 8.625/93 e artigo 19, inciso IX, da Lei Complementar Estadual nº 85/99), CONSIDERANDO a necessidade de serem estabelecidos procedimentos e normas relativas ao pagamento de diárias no âmbito do Ministério Público do Estado do Paraná, para plena observância dos princípios estabelecidos no artigo 37, da Constituição Federal, bem como os princípios da economicidade e proporcionalidade, ínsitos à Administração Pública; CONSIDERANDO a natureza indenizatória do pagamento de diárias, destinadas ao custeio de despesas com alimentação, hospedagem e locomoção urbana, quando dos deslocamentos para fora da sede, no interesse do serviço; CONSIDERANDO a normativa constitucional e a realidade sócio-econômica e organizacional vigentes à época em que foram editadas a Lei Orgânica Estadual do Ministério Público do Estado do Paraná (Lei Complementar nº 85/99) e o Estatuto dos Servidores do Estado do Paraná (Lei Estadual nº 6174/70); CONSIDERANDO os preceitos estatuídos na Resolução nº 58, de 20 de julho de 2010, do Conselho Nacional do Ministério Público -CNMP

2 RESOLVE regulamentar a concessão e o pagamento de diárias no âmbito do Ministério Público do Estado do Paraná (MPPR) e dar outras providências, nos seguintes termos: Art. 1º Aos membros e servidores do Ministério Público que, devidamente autorizados, pernoitarem em município fora da sede em que estiverem lotados, em razão de serviço ou para participarem de cursos de aperfeiçoamento funcional, congressos, seminários, visitas técnicas ou encontros congêneres, relacionados com o exercício de sua função, prévia e expressamente reconhecidos como de interesse institucional pelos órgãos da Administração Superior e suas Subprocuradorias ou pelo Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional, serão concedidas diárias a título de indenização das despesas de alimentação, hospedagem e locomoção urbana. 1º Considera-se sede a microrregião onde estiver situado o município de lotação do membro ou servidor, de acordo com agrupamento elaborado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, consoante Anexo II da presente resolução. 2º O valor da diária será calculado por dia de afastamento, compreendendo o período desde o dia da viagem de ida até o de retorno. 3º Quando o período de afastamento do município em que o membro ou servidor estiver lotado, ainda que na mesma microrregião, for igual ou superior a 4 (quatro) horas, não havendo pernoite, será concedida diária, a título de ressarcimento de despesas com alimentação e locomoção urbana, no percentual de 10% (dez por cento) do valor da diária, observado o disposto no parágrafo único, do artigo 6º(redação dada pela Resolução nº 3014, de 21 de outubro de 2011). 4º O pagamento de diárias no caso de deslocamentos que incluam finais de semana ou feriados será excepcional, devendo estar expressamente justificado, configurando a autorização do pagamento, pelo ordenador de despesas, a aceitação da justificativa. Art. 2º Aos policiais civis e militares que prestem serviços nos

3 Grupos de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado GAECOs, serão pagas diárias com base no Decreto Estadual nº 3.498, de 23 de agosto de 2004, sem prejuízo da atualização monetária de tais valores pelo Ministério Público do Estado do Paraná. Art. 3º O pagamento de diárias, na forma desta Resolução, a palestrantes e outros colaboradores eventuais, a serviço do Ministério Público do Estado do Paraná, poderá ser autorizado, em caráter excepcional e justificadamente, presente o interesse público. Parágrafo Único. O valor da diária paga ao palestrante ou ao colaborador eventual será estabelecido pelo Procurador-Geral de Justiça ou pela Subprocuradoria-Geral de Justiça para Assuntos Administrativos, considerando a atividade a ser cumprida, a função ou qualificação do palestrante ou colaborador e o valor pago por seu órgão de origem, se for o caso. Art. 4º Consoante artigo 5º, caput da Resolução nº 58, do Conselho Nacional do Ministério Público, de 20 de julho de 2010, o valor máximo da diária devida aos membros do Ministério Público do Estado do Paraná não ultrapassará o limite máximo pago ao Procurador-Geral da República. Art. 5º Sem prejuízo do disposto nos artigos 4º e 6º, parágrafo único, da presente Resolução, bem como no artigo 141, inciso II, da Lei Complementar Estadual nº 95, de 27 de dezembro de 1999 (Lei Orgânica Estadual do Ministério Público), fica estabelecido que o valor das diárias terá por base de cálculo o subsídio referente ao cargo de Procurador de Justiça. Art. 6º Os valores das diárias devidas aos membros do Ministério Público terão os seguintes percentuais: I nos deslocamentos internacionais: percentual máximo de até 95% (noventa e cinco por cento) do valor da diária, escalonado por região, consoante Tabela V; II - nos deslocamentos para outros Estados, com pernoite: 75% (setenta e cinco por cento), III - nos deslocamentos para outros Estados, sem pernoite,

4 com duração igual ou superior a 4 (quatro) e inferior a 8 (oito) horas consecutivas: 15% (quinze por cento); se a duração do deslocamento for igual ou superior a 8 (oito) horas consecutivas: 30% (trinta por cento); IV - nos deslocamentos dentro do Estado, com pernoite: 50% (cinquenta por cento); V - nos deslocamentos dentro do Estado, sem pernoite, com duração igual ou superior a 4 (quatro) e inferior a 8 (oito) horas consecutivas: 10% (dez por cento); se a duração do deslocamento for igual ou superior a 8 (oito) horas consecutivas: 20% (vinte por cento). Parágrafo único. Por força do artigo 5º, 1º, da Resolução nº 58, do Conselho Nacional do Ministério Público, o valor das diárias dos servidores não ultrapassará o correspondente a 60% (sessenta por cento) do valor da diária do Procurador-Geral de Justiça, exceto quando em deslocamento para prestar assessoramento técnico direto a membro do Ministério Público, hipótese em que o valor da diária será de 80% (oitenta por cento) da percebida pelo membro acompanhado, devendo o assessoramente técnico direto ser atestado pelo membro do Ministério Público assessorado. Art. 7º Considerando o disposto nos artigos 2º, 3º, 4º e 5º, da presente Resolução, os valores das diárias obedecerão ao seguinte agrupamento ocupacional: I - As diárias a serem pagas aos membros do Ministério Público observarão os valores da Tabela I; II - As diárias a serem pagas aos servidores do Ministério Público, efetivos e comissionados, bem como aos servidores de outros órgãos à disposição do Ministério Público, observarão os valores da Tabela II; III - As diárias a serem pagas a servidores do Ministério Público, efetivos e comissionados, bem como aos servidores de outros órgãos à disposição do Ministério Público, que durante o deslocamento prestarem assessoramento diretor a membro do Ministério Público, observarão os valores da Tabela III;

5 IV - As diárias a serem pagas pelo Ministério Público aos policiais civis e militares que prestem serviços nos Grupos de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado - GAECOS, observarão os valores da Tabela IV; V - As diárias internacionais, para cada grupo de beneficiários descritos nos incisos anteriores, observarão os valores da Tabela V. Art. 8º As diárias internacionais serão concedidas a partir da data do afastamento do território nacional e contadas integralmente do dia da partida até o dia do retorno, inclusive. 1º Exigindo o afastamento pernoite em território nacional, fora da sede, será devida diária integral, conforme valores previstos para diárias nacionais. 2º Conceder-se-á diária nacional integral quando o retorno à sede ocorrer no dia seguinte ao da chegada no território nacional. 3º O valor da diária será reduzido à metade, nas hipóteses dos 1º e 2º, quando não houver pernoite fora da sede, na data do retorno, ou quando a hospedagem for custeada por outro órgão ou entidade da Administração Pública. Art. 9º As diárias serão limitadas ao máximo de 10 (dez) por mês, salvo determinação expressa e justificada do Procurador-Geral de Justiça. Art. 10 Para a concessão de diárias é necessário que o requerimento esteja devidamente fundamentado, contendo nome do beneficiário, cargo ou função, motivo do deslocamento e, se for o caso, referência à identificação e programação do evento do qual participará o interessado, demonstração do interesse público no pretendido deslocamento, trajeto a ser percorrido, data e horário previstos para saída e retorno, informando ainda a necessidade de aquisição de passagens ou disponibilização de veículo da frota do Ministério Público do Estado do Paraná. 1º Os requerimentos para pagamento de diárias a servidores deverão estar devidamente autorizados pela chefia imediata, que também atestará a duração do deslocamento no momento da assinatura do formulário de diárias, após seu retorno.

6 2º Caberá ao Procurador-Geral de Justiça autorizar o afastamento, a serviço, do membro do Ministério Público para dentro e fora do Estado ou País, e ao Subprocurador-Geral de Justiça para Assuntos Administrativos SUBADM, ou a seu Coordenador Executivo da SUBADM, autorizar o deslocamento do servidor do Ministério Público, dentro ou fora do Estado ou País. Art. 11 Se o prazo de afastamento exigir prorrogação e esta for devidamente autorizada, ao menos por correio eletrônico, o interessado poderá requerer o pagamento das diárias correspondentes ainda no curso do afastamento ou nos 3 (três) dias seguintes ao retorno, hipótese em que serão pagas, em igual prazo, após o deferimento. 1º. Em situações de urgência, nas quais o deslocamento se der sem o requerimento antecipado das diárias, o interessado poderá requerê-las nos 5 (cinco) dias úteis seguintes ao retorno, por meio de procedimento próprio. 2º. A nova observância das regras e prazos próprios do regime de adiantamento, poderá resultar no ressarcimento apenas no valor das despesas efetivamente comprovadas por documento fiscal. Art. 12 O efetivo deslocamento que importe em pagamento de diárias deverá ser comprovado no prazo máximo de 15 (quinze) dias do retorno a sede, sob pena de devolução dos valores recebidos, inclusive, se for o caso, mediante desconto em folha de pagamento. 1º A comprovação a que se refere o caput deste artigo se dará mediante a entrega, ao Departamento Financeiro - DFI, dos cartões ou bilhetes de embarque ou dos comprovantes de pagamento de pedágio, de maneira que seja possível verificar a data e o horário do deslocamento. 2º Não sendo possível, por motivo justificado, cumprir a exigência prevista no caput deste artigo, a comprovação da viagem poderá ser feita por quaisquer das seguintes formas: I - apresentação do comprovante original das despesas realizadas com hospedagem, no qual conste o dia da entrada e saída do hotel, em casos de pernoite, assim como o nome do interessado;

7 II - ata de reunião ou declaração emitida por unidade administrativa, no caso de visitas técnicas, reuniões de Grupos de Trabalho ou de Estudos, de Comissões ou assemelhados, em que conste o nome do beneficiário como presente; III - declaração emitida por unidade administrativa ou lista de presença em eventos, seminários, treinamentos ou assemelhados, em que conste o nome do beneficiário presente; IV - declaração emitida pela chefia, que ateste a realização da viagem; V tarifas de pedágio divulgadas pelo Departamento de Estradas e Rodagem do Paraná DER-PR, consideradas as praças abrangidas na rota mais rápida, desde que comprovado o deslocamento. 3º No caso do deslocamento ser realizado mediante a utilização de veículo oficial, a comprovação dar-se-á com o preenchimento, pelo condutor, de formulário específico, homologado pelo Departamento de Aquisições e Logística. 4º Enquanto não cumpridas as obrigações previstas no caput deste artigo, fica vedado o pagamento de novas diárias ou reembolsos. Art. 13 O requerimento das diárias deverá ser protocolizado no prazo mínimo de 08 (oito) dias antes da viagem, ressalvando-se o disposto no artigo 11, parágrafo único, da presente Resolução. Art. 14. Desde que observado o prazo previsto no artigo anterior, as diárias serão pagas antecipadamente, mediante crédito em conta corrente e em única parcela, podendo, excepcionalmente, ser pagas no decorrer do afastamento. Art. 15 Não se aplica o disposto nos artigos 11 e 12, da presente Resolução, aos eventos realizados pela Administração Superior e suas Subprocuradorias ou pelo Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional, hipóteses em que o pagamento será posterior à realização do evento, mediante verificação da frequência por meio de assinatura na lista de presença.

8 Art. 16 Não se aplica o disposto nos artigos 11 e 12, desta Resolução, aos membros do Ministério Público designados pelo Procurador-Geral de Justiça para funções de substituição ou colaboração, sempre que necessitarem se deslocar do município de sua sede, sem prejuízo da especificação dos dias em que efetivamente prestaram o serviço, a indicação da necessidade de pernoite e a duração do deslocamento, comprovados por documentos hábeis. Art. 17 Em caso de cancelamento da viagem, retorno antes do prazo previsto, ou depósito de valores fora das hipóteses autorizadas nesta Resolução, as diárias recebidas em excesso ou indevidamente deverão ser restituídas, no prazo de 2 (dois) dias úteis, com a devida justificativa. Parágrafo único. Não havendo restituição no prazo previsto no caput, o beneficiário ficará sujeito ao desconto do valor respectivo em folha de pagamento. Art. 18 O pagamento de diárias será publicado quinzenalmente, de forma sintética, no Diário Oficial do Estado do Paraná, e mensalmente no Portal da Transparência Institucional, neste com a indicação do nome do beneficiário, cargo ou função, destino, período de afastamento, atividade desenvolvida, quantidade e valor das diárias, das passagens e o número do processo administrativo a que se refere a autorização. 1º Tratando-se de cumprimento de missão sigilosa, assim atestada pela Chefia da unidade administrativa competente, a publicação no Portal da Transparência e no Órgão Oficial de divulgação indicará apenas a sede da unidade requerente, o número do fornecimento, o período a que se refere as diárias e valor total pago. 2º O disposto neste artigo aplica-se a todas as situações em que a divulgação detalhada dos dados puder comprometer a eficácia da atividade investigatória ou a segurança dos membros e servidores envolvidos, notadamente no que tange às atividades realizadas pelos Grupos de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado GAECOS e Promotorias de Justiça de Proteção ao Patrimônio Público.

9 Art. 19 Aplicam-se à diária internacional os mesmos critérios estabelecidos para a concessão, pagamento e restituição das diárias pagas no território nacional. Art. 20 O disposto nos precedentes artigos não prejudica o custeio, pela Administração do Ministério Público do Paraná, de passagens em veículos de transporte coletivo terrestres, aéreos, marítimos ou fluviais ou o pagamento de indenização de transporte, quando o deslocamento se der em veículo próprio do membro ou servidor, observados as seguintes disposições: 1º Para se beneficiar da indenização pelo uso de veículo particular, a serviço do Ministério Público, o interessado deverá registrar previamente o veículo junto ao Departamento de Aquisições e Logística - DAL, utilizando-se de formulário próprio (Anexo III), juntando fotocópia do documento de propriedade e declaração isentando o Ministério Público do Estado do Paraná e a Fazenda Estadual de qualquer responsabilidade civil pelos encargos decorrentes da propriedade, desgaste, multas ou danos causados ao veículo ou a terceiros em razão de sua utilização para os fins a que alude esta Resolução. 2º O valor destinado à cobertura das despesas provenientes da utilização de veículo próprio, inclusive pedágio, será calculado pelo Departamento Financeiro DFI, com assessoramento técnico do Departamento de Aquisições e Logística DAL, levando-se em consideração os seguintes itens: I - a distância do deslocamento, pela rota mais rápida, tomando-se por referência o Guia Rodoviário Quatro Rodas, da Editora Abril, ou outra fonte idônea; II - o preço médio ao consumidor, na capital do Estado, do etanol e da gasolina, tomando-se por referência os levantamentos sistematicamente realizados pela Agência Nacional de Petróleo ANP, publicados na semana ou mês anterior ao do deslocamento, ou outra fonte idônea; III a menor quilometragem por litro, em ciclo rodoviário, considerando a categoria do veículo e a espécie de combustível e tomando-se por referência as tabelas de consumo energético, elaboradas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e

10 Qualidade Industrial INMETRO, em conjunto com o Programa Nacional de Racionalização de Uso dos Derivados do Petróleo e do Gás Natural CONPET, ou outra fonte idônea; IV - as tarifas de pedágio divulgadas pelo Departamento de Estradas e Rodagem do Paraná DER-PR, consideradas as praças abrangidas na rota mais rápida. 3º Por razões socioambientais, no caso de veículos movidos a diesel, a gás natural veicular ou dotados da tecnologia flex, que permitem o indistinto uso de diferentes combustíveis, tomar-se-á por referência a hipotética utilização do etanol, para cálculo do consumo energético por categoria de veículo e para cômputo do preço do combustível. 4º Em situações específicas, notadamente diante de eventos que envolvam significativo deslocamento de membros e servidores, a administração do MPPR poderá, por praticidade, fixar valores padronizados, por trechos de deslocamento, para fins de indenização das despesas de transporte. Art. 21 O Procurador-Geral de Justiça, ouvido o Colégio de Procuradores, encaminhará, oportunamente, projeto de lei que ajuste os pertinentes dispositivos da Lei Complementar Estadual nº 85, de 27 de dezembro de 1999, compatibilizando-os com as alterações constitucionais posteriores e com as diretrizes constantes na Resolução nº 58, de 20 de julho de 2010, do Conselho Nacional do Ministério Público. Art. 22 Aplica-se à presente Resolução, subsidiariamente, o contido na Resolução nº 58, de 20 de julho, do Conselho Nacional do Ministério Público. Art. 23 A presente Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. Curitiba, 11 de outubro de Olympio de Sá Sotto Maior Neto Procurador-Geral de Justiça Republicação determinada pela Resolução nº 3014, de 21 de outubro de 2011.

11 ANEXO I DA RESOLUÇÃO N. 2776/2011 TABELA I VALORES DE DIÁRIAS DEVIDAS A MEMBROS VIAGENS NACIONAIS PERÍODO % (A) VALOR EM R$ DESLOCAMENTOS DENTRO DO ESTADO Sem pernoite, com duração superior a 4 (quatro) horas e inferior a 8 (oito) horas consecutivas 10% 80,00 Sem pernoite, com duração igual ou superior a 8 (oito) horas consecutivas 20% 161,00 Com pernoite 50% 402,00 DESLOCAMENTOS PARA FORA DO ESTADO Sem pernoite, com duração superior a 4 (quatro) horas e inferior a 8 (oito) horas consecutivas 15% 120,00 Sem pernoite, com duração igual ou superior a 8 (oito) horas consecutivas 30% 241,00 Com pernoite 75% 603,00 (A) Percentuais aplicados sobre a diária devida ao cargo de Procurador de Justiça [artigo 5º da Resolução (1/30 do subsídio, de acordo com o artigo 141, inciso II, da LC nº 85/1999 = R$ 803,92)], conforme artigo 6º, incisos II a V. TABELA II VALORES DE DIÁRIAS DEVIDAS A SERVIDORES EFETIVOS, COMISSIONADOS E CEDIDOS POR OUTROS ÓRGÃOS VIAGENS NACIONAIS PERÍODO % (A) VALOR EM R$ DESLOCAMENTOS DENTRO DO ESTADO Sem pernoite, com duração superior a 4 (quatro) horas e inferior a 8 (oito) horas consecutivas 60% 48,00 Sem pernoite, com duração igual ou superior a 8 (oito) horas consecutivas 60% 97,00 Com pernoite 60% 241,00 DESLOCAMENTOS PARA FORA DO ESTADO Sem pernoite, com duração superior a 4 (quatro) horas e inferior a 8 (oito) horas consecutivas Sem pernoite, com duração igual ou superior a 8 (oito) horas consecutivas 60% 72,00 60% 145,00

12 Com pernoite 60% 362,00 (A) Percentual aplicado sobre os valores devidos a membro (Tabela I), considerando o disposto no parágrafo único do artigo 5º da Resolução.

13 ANEXO I DA RESOLUÇÃO N. 2776/2011 TABELA III VALORES DE DIÁRIAS DEVIDAS A SERVIDORES EFETIVOS, COMISSIONADOS E CEDIDOS POR OUTROS ÓRGÃOS, NA PRESTAÇÃO DE ASSESSORAMENTO TÉCNICO DIRETAMENTE A MEMBRO (artigo 3º) VIAGENS NACIONAIS PERÍODO % (A) VALOR EM R$ DESLOCAMENTOS DENTRO DO ESTADO Sem pernoite, com duração igual ou superior a 4 (quatro) horas e inferior a 8 (oito) horas consecutivas 80% 64,00 Sem pernoite, com duração igual ou superior a 8 (oito) horas consecutivas 80% 129,00 Com pernoite 80% 322,00 DESLOCAMENTOS PARA FORA DO ESTADO Sem pernoite, com duração superior a 4 (quatro) horas e inferior a 8 (oito) horas consecutivas 80% 96,00 Sem pernoite, com duração igual ou superior a 8 (oito) horas consecutivas 80% 193,00 Com pernoite 80% 482,00 (A) Percentual aplicado sobre os valores devidos a membro (Tabela I), considerando o disposto no parágrafo único do artigo 6º da Resolução deslocamento para prestar assessoramento técnico direto a membro do Ministério Público, hipótese em que o valor da diária será de 80% (oitenta por cento) da percebida pelo membro acompanhado.

14 ANEXO I DA RESOLUÇÃO N. 2776/2011 TABELA IV VALORES DE DIÁRIAS DEVIDAS AOS POLICIAIS CIVIS E MILITARES COM ATUAÇÃO JUNTO AOS GAECO S (artigo 4º da Resolução) COMPOSIÇÃO DA DIÁRIA PERCENTUAL VIAGENS NACIONAIS DISTRITO FEDERAL VALORES LIMITES EM REAIS (A) CAPITAIS DE ESTADO DEMAIS MUNICÍPIOS Alimentação 30% 86,00 68,00 51,00 Pousada 70% 200,00 160,00 120,00 TOTAL 100% 286,00 228,00 171,00 (A) Valores extraídos do Anexo I do Decreto Estadual nº 3.498/2004, atualizados pela variação do IPCA entre 01/08/2004 a 31/07/2011 (42,80578%) REGRAS PARA PAGAMENTO DE DIÁRIAS ARTIGO 13 DO DECRETO ESTADUAL Nº 3.498/2004 I 50% do valor limite diário, para as despesas com alimentação, quando o deslocamento da respectiva sede (município) for superior a 04 (quatro) e inferior a 08 (oito) horas consecutivas, desde que a estrutura organizacional do Estado não forneça alimentação gratuita. II - 100% do valor limite diário, para as despesas com alimentação, quando o deslocamento da respectiva sede (município) for superior a 08 horas consecutivas, desde que não haja pernoite e que a estrutura organizacional do Estado não forneça alimentação gratuita. III - 100% do valor limite diário, para as despesas com pousada, quando o deslocamento da respectiva sede (município) exigir pernoite em alojamento não gratuito, sem despesas com alimentação. IV - 100% do valor limite diário, para as despesas com pousada e alimentação, quando o deslocamento da respectiva sede (município) for superior a 12 horas consecutivas desde que haja pernoite e alimentação não gratuito. 26,00 51,00 120,00 171,00

15 ANEXO I DA RESOLUÇÃO N. 2776/2011 TABELA V VALORES DE DIÁRIAS DEVIDAS A MEMBROS E SERVIDORES (EFETIVOS, COMISSIONADOS E CEDIDOS POR OUTROS ÓRGÃOS) (artigo 7º, inciso I, da Resolução) VIAGENS INTERNACIONAIS (Fontes: Decreto nº 6.576, de 25/09/2008, da Presidência da República e Ato Normativo nº 001/2011, do Ministério Público do Estado da Bahia)

16 A B C GRUPOS/PAÍSES Afeganistão, Armênia, Bangladesh, Belarus, Benin, Bolívia, Burkina- Fasso, Butão, Chile, Comores, República Popular Democrática da Coréia, Costa Rica, El Salvador, Equador, Eslovênia, Filipinas, Gâmbia, Guiana, Guiné Bissau, Guiné, Honduras, Indonésia, Irã, Iraque, Laos, Líbano, Malásia, Maldivas, Marrocos, Mongólia, Myanmar, Namíbia, Nauru, Nepal, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Rep. Centro Africana, República Togolesa, Salomão, Samoa, Serra Leoa, Síria, Somália, Sri Lanka, Suriname, Tadjiquistão, Tailândia, Timor Leste, Tonga, Tunísia, Turcomenistão, Turquia, Tuvalu, Vietnã, Zimbábue. África do Sul, Albânia, Andorra, Argélia, Argentina, Austrália, Belize, Bósnia-Herzegóvina, Burundi, Cabo Verde, Camarões, Camboja, Catar, Chade, China, Chipre, Colômbia, Dominica, Egito, Eritréia, Estônia, Etiópia, Gana, Geórgia, Guiné- Equatorial, Haiti, Hungria, Iêmen, Ilhas Marshall, Índia, Kiribati, Lesoto, Líbia, Macedônia, Madagascar, Malauí, Micronésia, Moçambique, Moldávia, Níger, Nigéria, Nova Zelândia, Palau, Papua Nova Guiné, Paquistão, Peru, Polônia, Quênia, República Dominicana, República Eslovaca, Romênia, Ruanda, São Tomé e Príncipe, Senegal, Sudão, Tanzânia, Uruguai, Uzbequistão, Venezuela Antígua e Barbuda, Arábia Saudita, Azerbaidjão, Bahamas, Bareine, Botsuana, Brunei Darussalam, Bulgária, Canadá, Cingapura, Congo, Costa do Marfim, Cuba, Djibuti, Emirados Árabes, Fiji, Gabão, Guatemala, Jamaica, Jordânia, Letônia, Libéria, Lituânia, Mali, Malta, Maurício, Mauritânia, México, República Democrática do Congo, República Tcheca, Rússia, San Marino, Santa Lúcia, São Cristovão e Névis, São Vicente e Granadinas, Taiwan, Trinidad e Tobago, Ucrânia, Uganda, Zâmbia. DIÁRIA PARA DIÁRIA PARA MEMBROS SERVIDORES % R$ 60% 80% 80,0% 643,00 386,00 514,00 85,00% 683,00 410,00 546,00 90,00% 724,00 434,00 579,00

17 A D GRUPOS/PAÍSES Afeganistão, Armênia, Bangladesh, Belarus, Benin, Bolívia, Burkina- Fasso, Butão, Chile, Comores, República Popular Democrática da Coréia, Costa Rica, El Salvador, Equador, Eslovênia, Filipinas, Gâmbia, Guiana, Guiné Bissau, Guiné, Honduras, Indonésia, Irã, Iraque, Laos, Líbano, Malásia, Maldivas, Marrocos, Mongólia, Myanmar, Namíbia, Nauru, Nepal, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Rep. Centro Africana, República Togolesa, Salomão, Samoa, Serra Leoa, Síria, Somália, Sri Lanka, Suriname, Tadjiquistão, Tailândia, Timor Leste, Tonga, Tunísia, Turcomenistão, Turquia, Tuvalu, Vietnã, Zimbábue. Alemanha, Angola, Áustria, Barbados, Bélgica, Cazaquistão, Coréia do Sul, Croácia, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos da América, Finlândia, França, Granada, Grécia, Hong Kong, Irlanda, Islândia, Israel, Itália, Japão, Kuaite, Liechtenstein, Luxemburgo, Mônaco, Montenegro, Noruega, Omã, Países Baixos, Portugal, Reino Unido, República Quirguiz, Seicheles, Sérvia, Suazilândia, Suécia, Suíça, Vanuatu DIÁRIA PARA DIÁRIA PARA MEMBROS SERVIDORES % R$ 60% 80% 80,0% 643,00 386,00 514,00 95,00% 764,00 458,00 611,00

18 ANEXO II DA RESOLUÇÃO N. NNN/2011 LISTA DE MESORREGIÕES E MICRORREGIÕES GEOGRÁFICAS DO IBGE PARANÁ MESORREGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE 01 - Microrregião Geográfica Paranavaí Alto Paraná Amaporã Cruzeiro do Sul Diamante do Norte Guairaçá Inajá Itaúna do Sul Jardim Olinda Loanda Marilena Mirador Nova Aliança do Ivaí Nova Londrina Paraíso do Norte Paranacity Paranapoema Paranavaí Planaltina do Paraná Porto Rico Querência do Norte Santa Cruz de Monte Castelo Santa Isabel do Ivaí Santa Mônica Santo Antonio do Caiuá São Carlos do Ivaí São João do Caiuá São Pedro do Paraná Tamboara Terra Rica 02 - Microrregião Geográfica Umuarama Altônia Alto Paraíso (1) Alto Piquiri Brasilândia do Sul Cafezal do Sul Cruzeiro do Oeste Douradina Esperança Nova Francisco Alves

19 Icaraíma Iporã Ivaté Maria Helena Mariluz Nova Olímpia Perobal Pérola São Jorge do Patrocínio Tapira Umuarama Xambrê (1) Até março de 2004, o município de Alto Paraíso denominava-se Vila Alta 03 - Microrregião Geográfica Cianorte Cianorte Cidade Gaúcha Guaporema Indianópolis Japurá Jussara Rondon São Manoel do Paraná São Tomé Tapejara Tuneiras do Oeste 02 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA CENTRO-OCIDENTAL PARANAENSE 04 - Microrregião Geográfica Goioerê Altamira do Paraná Boa Esperança Campina da Lagoa Goioerê Janiópolis Juranda Moreira Sales Nova Cantu Quarto Centenário Rancho Alegre D'Oeste Ubiratã 05 - Microrregião Geográfica Campo Mourão Araruna Barbosa Ferraz Campo Mourão Corumbataí do Sul Engenheiro Beltrão Farol Fênix Iretama Luiziana Mamborê Peabiru Quinta do Sol Roncador Terra Boa 03 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA NORTE CENTRAL PARANAENSE

20 Ângulo Astorga Atalaia Cafeara Centenário do Sul Colorado Flórida Guaraci Iguaraçu Itaguajé Jaguapitã Lobato Lupionópolis Mandaguaçu Munhoz de Melo Nossa Senhora das Graças Nova Esperança Presidente Castelo Branco Santa Fé Santa Inês Santo Inácio Uniflor Alvorada do Sul Bela Vista do Paraíso Florestópolis Miraselva Porecatu Prado Ferreira Primeiro de Maio Sertanópolis Doutor Camargo Floraí Floresta Itambé Ivatuba Ourizona São Jorge do Ivaí Mandaguari Marialva Maringá Paiçandu Sarandi Apucarana Arapongas Califórnia Cambira Jandaia do Sul Marilândia do Sul Mauá da Serra 06 - Microrregião Geográfica Astorga 07 - Microrregião Geográfica Porecatu 08 - Microrregião Geográfica Floraí 09 - Microrregião Geográfica Maringá 10 - Microrregião Geográfica Apucarana

21 Novo Itacolomi Sabaudia Cambé Ibiporã Londrina Pitangueiras Rolândia Tamarana SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA PARA ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS 11 - Microrregião Geográfica Londrina 12 - Microrregião Geográfica Faxinal Bom Sucesso Borrazópolis Cruzmaltina Faxinal Kaloré Marumbi Rio Bom 13 - Microrregião Geográfica Ivaiporã Arapuã Ariranha do Ivaí Cândido de Abreu Godoy Moreira Grandes Rios Ivaiporã Jardim Alegre Lidianópolis Lunardelli Manoel Ribas Nova Tebas Rio Branco do Ivaí Rosário do Ivaí São João do Ivaí São Pedro do Ivaí 04 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA NORTE PIONEIRO PARANAENSE 14 - Microrregião Geográfica Assaí Assaí Jataizinho Nova Santa Bárbara Rancho Alegre Santa Cecília do Pavão São Jerônimo da Serra São Sebastião da Amoreira Uraí 15 - Microrregião Geográfica Cornélio Procópio Abatiá Andirá Bandeirantes Congonhinhas Cornélio Procópio Itambaracá Leópolis Nova América da Colina Nova Fátima Ribeirão do Pinhal

22 Santa Amélia Santa Mariana Santo Antônio do Paraíso Sertaneja Barra do Jacaré Cambará Jacarezinho Jundiaí do Sul Ribeirão Claro Santo Antônio da Platina 16 - Microrregião Geográfica Jacarezinho 17 - Microrregião Geográfica Ibaiti Conselheiro Mairinck Curiúva Figueira Ibaiti Jaboti Japira Pinhalão Sapopema 18 - Microrregião Geográfica Wenceslau Braz Carlópolis Guapirama Joaquim Távora Quatiguá Salto do Itararé Santana do Itararé São José da Boa Vista Siqueira Campos Tomazina Wenceslau Braz 05 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA CENTRO-ORIENTAL PARANAENSE 19 - Microrregião Geográfica Telêmaco Borba Imbaú Ortigueira Reserva Telêmaco Borba Tibagi Ventania 20 - Microrregião Geográfica Jaguariaíva Arapoti Jaguariaíva Piraí do Sul Sengés 21 - Microrregião Geográfica Ponta Grossa Carambeí Castro Palmeira Ponta Grossa 06 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA OESTE PARANAENSE 22 - Microrregião Geográfica Toledo Assis Chateaubriand Diamante D'Oeste Entre Rios do Oeste

23 Formosa do Oeste Guaíra Iracema do Oeste Jesuítas Marechal Cândido Rondon Maripá Mercedes Nova Santa Rosa Ouro Verde do Oeste Palotina Pato Bragado Quatro Pontes Santa Helena São José das Palmeiras São Pedro do Iguaçu Terra Roxa Toledo Tupãssi 23 - Microrregião Geográfica Cascavel Anahy Boa Vista da Aparecida Braganey Cafelândia Campo Bonito Capitão Leônidas Marques Cascavel Catanduvas Corbélia Diamante do Sul Guaraniaçu Ibema Iguatu Lindoeste Nova Aurora Santa Lúcia Santa Tereza do Oeste Três Barras do Paraná 24 - Microrregião Geográfica Foz do Iguaçu Céu Azul Foz do Iguaçu Itaipulândia Matelândia Medianeira Missal Ramilândia Santa Terezinha de Itaipu São Miguel do Iguaçu Serranópolis do Iguaçu Vera Cruz do Oeste 07 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA SUDOESTE PARANAENSE 25 - Microrregião Geográfica Capanema Ampére Bela Vista da Caroba Capanema

24 Pérola d'oeste Planalto Pranchita Realeza Santa Izabel do Oeste 26 - Microrregião Geográfica Francisco Beltrão Barracão Boa Esperança do Iguaçu Bom Jesus do Sul Cruzeiro do Iguaçu Dois Vizinhos Enéas Marques Flor da Serra do Sul Francisco Beltrão Manfrinópolis Marmeleiro Nova Esperança do Sudoeste Nova Prata do Iguaçu Pinhal de São Bento Renascença Salgado Filho Salto do Lontra Santo Antônio do Sudoeste São Jorge d'oeste Verê 27 - Microrregião Geográfica Pato Branco Bom Sucesso do Sul Chopinzinho Coronel Vivida Itapejara d'oeste Mariópolis Pato Branco São João Saudade do Iguaçu Sulina Vitorino 08 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA CENTRO-SUL PARANAENSE 28 - Microrregião Geográfica Pitanga Boa Ventura de São Roque Laranjal Mato Rico Palmital Pitanga Santa Maria do Oeste 29 - Microrregião Geográfica Guarapuava Campina do Simão Candói Cantagalo Espigão Alto do Iguaçu Foz do Jordão Goioxim Guarapuava Inácio Martins Laranjeiras do Sul

25 Marquinho Nova Laranjeiras Pinhão Porto Barreiro Quedas do Iguaçu Reserva do Iguaçu Rio Bonito do Iguaçu Turvo Virmond 30 - Microrregião Geográfica Palmas Clevelândia Coronel Domingos Soares Honório Serpa Mangueirinha Palmas 09 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA SUDESTE PARANAENSE 31 - Microrregião Geográfica Prudentópolis Fernandes Pinheiro Guamiranga Imbituva Ipiranga Ivaí Prudentópolis Teixeira Soares 32 - Microrregião Geográfica Irati Irati Mallet Rebouças Rio Azul 33 - Microrregião Geográfica União da Vitória Bituruna Cruz Machado General Carneiro Paula Freitas Paulo Frontin Porto Vitória União da Vitória 34 - Microrregião Geográfica São Mateus do Sul Antônio Olinto São João do Triunfo São Mateus do Sul 10 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA METROPOLITANA DE CURITIBA 35 - Microrregião Geográfica Cerro Azul Adrianópolis Cerro Azul Doutor Ulysses 36 - Microrregião Geográfica Lapa Lapa Porto Amazonas 37 - Microrregião Geográfica Curitiba Almirante Tamandaré Araucária Balsa Nova Bocaiúva do Sul

26 Campina Grande do Sul Campo Largo Campo Magro Colombo Contenda Curitiba Fazenda Rio Grande Itaperuçu Mandirituba Pinhais Piraquara Quatro Barras Rio Branco do Sul São José dos Pinhais Tunas do Paraná Antonina Guaraqueçaba Guaratuba Matinhos Morretes Paranaguá Pontal do Paraná Agudos do Sul Campo do Tenente Piên Quitandinha Rio Negro Tijucas do Sul FONTE: Ipardes Microrregião Geográfica Paranaguá 39 - Microrregião Geográfica Rio Negro

27 ANEXO III DA RESOLUÇÃO N. 2776/2011 CADASTRO DE VEÍCULO NOME: MATRÍCULA: LOTAÇÃO: VEÍCULO: MARCA/MODELO ANO FABRICAÇÃO PLACAS CATEGORIA COMBUSTÍVEL DECLARAÇÃO Declaro, para os devidos fins, que utilizo o veículo de minha propriedade acima descrito nos deslocamentos necessários ao atendimento das minhas funções institucionais, isentando o Ministério Público e o Estado do Paraná de qualquer responsabilidade civil, encargos decorrentes de sua propriedade, desgastes mecânicos, multas ou danos causados ao veículo ou a terceiros, eventualmente provenientes desta destinação. (Juntar cópia do Registro do veículo) DATA: ASSINATURA: DAL/Divisão de Aquisições e Logística VEÍCULO CADASTRADO. COORDENADOR EXECUTIVO/SUBPROCURADOR-GERAL Em: / / Responsável:

Total de homens Total de mulheres

Total de homens Total de mulheres Nome do população população 4100103 Abatiá 8.259 3.911 3.842 5.721 2.032 7.753 4100202 Adrianópolis 7.007 3.296 3.078 2.060 4.314 6.374 4100301 Agudos do Sul 7.221 4.306 3.964 2.822 5.448 8.270 4100400

Leia mais

CÓDIGOS DO PARANÁ. Fonte: Anexo da resolução 263 de 08/06/2001

CÓDIGOS DO PARANÁ. Fonte: Anexo da resolução 263 de 08/06/2001 CÓDIGOS DO PARANÁ Fonte: Anexo da resolução 263 de 08/06/2001 UF MUNICÍPIO CÓDIGO DE ÁREA PR ABATIÁ 43 PR ADRIANÓPOLIS 41 PR AGUDOS DO SUL 41 PR ALMIRANTE TAMANDARÉ 41 PR ALTAMIRA DO PARANÁ 42 PR ALTO

Leia mais

ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL SEGUNDO OS MUNICÍPIOS DO PARANÁ - 1991/2000 continua 1991 2000 MUNICÍPIO. Ranking no estado.

ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL SEGUNDO OS MUNICÍPIOS DO PARANÁ - 1991/2000 continua 1991 2000 MUNICÍPIO. Ranking no estado. www.ipardes.gov.br ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL SEGUNDO OS S DO PARANÁ - 1991/2000 PARANÁ 0,711 0,678 0,778 0,678 (1) 7 0,787 0,747 0,879 0,736 (1) 6 Abatiá 0,651 0,717 0,664 0,571 235 0,710

Leia mais

Curitiba - Matrícula na Educação Básica

Curitiba - Matrícula na Educação Básica Alunos Matriculados por Município na Educação Básica do Paraná - Série Temporal 2007-2013 O presente estudo, baseado nas informações do Censo Escolar do MEC/Inep, incluindo os dados de 2013 recém divulgados,

Leia mais

Frota Total de Veículos 2012-2014

Frota Total de Veículos 2012-2014 Evolução da frota de veículos existentes na cidade. Tipos de veículos: automóvel, bonde, caminhão, caminhão trator, caminhonete, camioneta, chassi plataforma, ciclomotor, micro-ônibus, motocicleta, motoneta,

Leia mais

CIA DE CIMENTO ITAMBE DIRETORIA COMERCIAL DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA

CIA DE CIMENTO ITAMBE DIRETORIA COMERCIAL DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA CIA DE CIMENTO ITAMBE DIRETORIA COMERCIAL DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA REGIÕES - PARANÁ Ensacado Região Cidade Truck - 14,5t Carreta - 32t Granel 1 CURITIBA 2 2 2 ITAPERUÇU 3 3 3 2 CAMPO MAGRO 3 3 3 RIO BRANCO

Leia mais

Situação dos FMDCA Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente no Estado do Paraná

Situação dos FMDCA Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente no Estado do Paraná Situação dos FMDCA Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente no Estado do Paraná Documento elaborado pelo CAOPCAE/MPPR a partir de arquivos disponibilizados na internet pela Secretaria

Leia mais

ELABORAÇÃO ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ANTONIO CARLOS CORDEIRO DA SILVA EQUIPE TÉCNICA ARIETE DE FREITAS ROSA MARIA BRUNETTI APOIO TÉCNICO

ELABORAÇÃO ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ANTONIO CARLOS CORDEIRO DA SILVA EQUIPE TÉCNICA ARIETE DE FREITAS ROSA MARIA BRUNETTI APOIO TÉCNICO ELABORAÇÃO ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ANTONIO CARLOS CORDEIRO DA SILVA EQUIPE TÉCNICA ARIETE DE FREITAS ROSA MARIA BRUNETTI APOIO TÉCNICO ANDRÉIA PUSTILNICK LIDIA RIBEIRO DO NASCIMENTO REPROGRAFIA SERGIO

Leia mais

1. 1. DISTRIBUIÇÃO GOGRÁFICA DOS IMÓVIS Almirante Tamandaré 6/6/2006 25493/04 2. Altônia 22/1/2014 7785/12 3. Alto Paraná 22/7/2013 837/2012 4. Alto Piquiri 30/1/2016 8515/2013 5. Andirá 11/12/2010 675/2010

Leia mais

PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM

PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM 1 PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM 2 17. TABELA DE VISTOS Apresentamos a seguir uma tabela

Leia mais

Paraná é o Estado com o maior número de salas de situação da dengue

Paraná é o Estado com o maior número de salas de situação da dengue Governo do Estado do Paraná Secretaria de Estado da Saúde (SESA) Superintendência de Vigilância em Saúde Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA DENGUE, CHIKUNGUNYA e ZIKA VÍRUS NO PARANÁ 2015/2016 Informe

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 24/11/2015) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 24/11/2015) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde Curso de Medicina Veterinária Rafael Bernardon

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde Curso de Medicina Veterinária Rafael Bernardon UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde Curso de Medicina Veterinária Rafael Bernardon TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (T.C.C.) CURITIBA 2007 APRESENTAÇÃO Este Trabalho

Leia mais

TABELA DE MUNICÍPIOS COM PARTICIPAÇÃO NO ÍNDICE AMBIENTAL VALORES REPASSADOS NO EXERCÍCIO DE 2000

TABELA DE MUNICÍPIOS COM PARTICIPAÇÃO NO ÍNDICE AMBIENTAL VALORES REPASSADOS NO EXERCÍCIO DE 2000 VALORES REPASSADOS NO EXERCÍCIO DE 2000 Esta tabela identifica os Municípios com participação no Índice Ambiental relativo às informações do ano base de 1998, que compôs o cálculo do Índice de Participação

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DO PARANÁ CONCURSO PÚBLICO SANEPAR Relação Candidato/Vaga

COMPANHIA DE SANEAMENTO DO PARANÁ CONCURSO PÚBLICO SANEPAR Relação Candidato/Vaga INSITOS ANALISTA - ADMINISTRADOR / ECONOMISTA / CONTADOR ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA (UNILAB)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA (UNILAB) RESOLUÇÃO N 13/2013, DE 06 DE AGOSTO DE 2013. Dispõe sobre a criação do Programa de Apoio à participação de discentes de graduação e pós-graduação em Eventos Cientificos, Tecnológicos, Esportivos, Culturais

Leia mais

SITUAÇÃO DA DENGUE NO PARANÁ 2014/2015 Informe técnico 09 Período 2014/2015 Semana 31/2014 a 07/2015 Atualizado em 23/02/2015 às 17h

SITUAÇÃO DA DENGUE NO PARANÁ 2014/2015 Informe técnico 09 Período 2014/2015 Semana 31/2014 a 07/2015 Atualizado em 23/02/2015 às 17h Governo do Estado do Paraná Secretaria de Estado da Saúde (SESA) Superintendência de Vigilância em Saúde Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA DENGUE NO PARANÁ 2014/2015 Informe técnico 09 Período 2014/2015

Leia mais

ANEXO 17 TABELA DENACIONALIDADES EPAÍSES (CARTÃO SUS)

ANEXO 17 TABELA DENACIONALIDADES EPAÍSES (CARTÃO SUS) ANEXO 17 TABELA DENACIONALIDADES EPAÍSES (CARTÃO SUS) NACIONALIDADES Cód. Afeganistão 101 África do Sul 102 Albânia 103 Alemanha 104 Ando ra 105 Angola 106 Angui la 107 Antigua e Barbuda 108 Antilhas Holandesas

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - NORMAS QUE ABRANGEM ESTE REGIMENTO

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - NORMAS QUE ABRANGEM ESTE REGIMENTO REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - NORMAS QUE ABRANGEM ESTE REGIMENTO Art. 1º. O Conselho Superior, através de seus membros aprovam este Regimento que complementa o Estatuto Social da Noroeste Garantias, para

Leia mais

INSTRUTIVO N.º 01/2015 de 14 de Janeiro

INSTRUTIVO N.º 01/2015 de 14 de Janeiro INSTRUTIVO N.º 01/2015 de 14 de Janeiro ASSUNTO: CLASSIFICAÇÃO DE PAÍSES, BANCOS MULTILATERAIS DE DESENVOLVIMENTO E ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS Havendo necessidade de se estabelecerem critérios de classificação

Leia mais

Como não organizar todos os países do mundo?

Como não organizar todos os países do mundo? Como não organizar todos os países do mundo? A FIFA tem federações de 186 países independentes, de 19 regiões não independentes e das 4 regiões do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte (abreviado

Leia mais

A) Lista dos países terceiros cujos nacionais devem possuir um visto para transporem as fronteiras externas. 1. Estados:

A) Lista dos países terceiros cujos nacionais devem possuir um visto para transporem as fronteiras externas. 1. Estados: Lista dos países terceiros cujos nacionais estão sujeitos à obrigação de visto para transporem as fronteiras externas e lista dos países terceiros cujos nacionais estão isentos dessa obrigação A) Lista

Leia mais

Necessidade de visto para. Não

Necessidade de visto para. Não País Necessidade de visto para Turismo Negócios Afeganistão África do Sul Albânia, Alemanha Andorra Angola Antígua e Barbuda Arábia Saudita Argélia. Argentina Ingresso permitido com Cédula de Identidade

Leia mais

DIRETORIA DE PROGRAMAS COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS ESTRATÉGICOS CGPE EDITAL CAPES/MEC E SECEX/MDIC Nº 19/2009 PRÓ-COMEX

DIRETORIA DE PROGRAMAS COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS ESTRATÉGICOS CGPE EDITAL CAPES/MEC E SECEX/MDIC Nº 19/2009 PRÓ-COMEX Instruções para Apresentação de Projetos do Programa de Apoio ao Ensino e à Pesquisa em Desenvolvimento e Promoção do Comércio Exterior PRÓ-COMEX C A P E S DIRETORIA DE PROGRAMAS COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS

Leia mais

Central de Atos TJMG. Manual Técnico de Informática Versão 1.1

Central de Atos TJMG. Manual Técnico de Informática Versão 1.1 Central de Atos TJMG Manual Técnico de Informática Versão 1.1 Sumário 1 Introdução... 3 2 O modelo de arquivo... 3 3 Tabelas... 5 3.1 PAPEIS DA PARTE... 5 3.2 TIPO DE ATO... 5 3.3 PAÍSES... 6 1 Introdução

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil País Afeganistão África do Sul Albânia Alemanha Andorra Angola Antígua e Barbuda Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Austrália

Leia mais

RECOLHIMENTO DE VALORES AO FUNDO ESPECIAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO MANUAL DE ORIENTAÇÃO

RECOLHIMENTO DE VALORES AO FUNDO ESPECIAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO MANUAL DE ORIENTAÇÃO RECOLHIMENTO DE VALORES AO FUNDO ESPECIAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO MANUAL DE ORIENTAÇÃO Manual de Orientação ÍNDICE INTRODUÇÃO...3 FINALIDADE DO FUNDO...3 RECEITAS...4 PROCEDIMENTOS...6 CUSTAS PELA INTERVENÇÃO

Leia mais

Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013.

Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013. Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013. Senhor(a) Procurador(a) de Justiça Senhor(a) Promotor(a) de Justiça Senhor (a) Servidor (a) Tem o presente a finalidade de apresentar-lhe,

Leia mais

COOPERAÇÃO SUL-SUL BRASILEIRA

COOPERAÇÃO SUL-SUL BRASILEIRA COOPERAÇÃO SUL-SUL BRASILEIRA Representação organizacional da ABC O Mandato da ABC Negociar, aprovar, coordenar e avaliar a cooperação técnica internacional no Brasil Coordenar e financiar ações de cooperação

Leia mais

PERCENTUAL DE FAMÍLIAS TOTALMENTE ACOMPANHADAS NAS CONDICIONALIDADES DE SAÚDE BOLSA FAMÍLIA 2012-2014

PERCENTUAL DE FAMÍLIAS TOTALMENTE ACOMPANHADAS NAS CONDICIONALIDADES DE SAÚDE BOLSA FAMÍLIA 2012-2014 Fonte: Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS. Nota: Verde Melhor em relação à média do Estado / Vermelho Pior em relação à média do Estado. Abatiá 100,00 97,03 97,33 Adrianópolis 98,44

Leia mais

Situação do Relatório Anual de Gestão/2013 - SARGSUS

Situação do Relatório Anual de Gestão/2013 - SARGSUS Estado: PARANA Região : 1ª RS Paranaguá ANTONINA GUARAQUECABA GUARATUBA MATINHOS MORRETES PARANAGUA PONTAL DO PARANA PMS - 2014 PAS - 2014 Relatorio Gerencial Relatório Anual de Gestão Municipal - 2012/2013

Leia mais

População Analfabeta Residente com 15 anos e mais

População Analfabeta Residente com 15 anos e mais SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DA DIVERSIDADE COORDENAÇÃO DE ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS, ADULTOS E IDOSOS PROGRAMA PARANÁ ALFABETIZADO ÍNDICES DE ANALFABETISMOS

Leia mais

PARANÁ ABATIA ADRIANOPOLIS AGUDOS DO SUL ALTAMIRA DO PARANA VILA ALTA ALTO PARANA ALTO PIQUIRI ALTONIA AMAPORA AMPERE ANAHY ANDIRA ANGULO ANTONINA

PARANÁ ABATIA ADRIANOPOLIS AGUDOS DO SUL ALTAMIRA DO PARANA VILA ALTA ALTO PARANA ALTO PIQUIRI ALTONIA AMAPORA AMPERE ANAHY ANDIRA ANGULO ANTONINA PARANÁ ABATIA ADRIANOPOLIS AGUDOS DO SUL ALTAMIRA DO PARANA VILA ALTA ALTO PARANA ALTO PIQUIRI ALTONIA AMAPORA AMPERE ANAHY ANDIRA ANGULO ANTONINA ANTONIO OLINTO APUCARANA ARAPONGAS ARAPOTI ARARUNA ARAUCARIA

Leia mais

FROTA DE VEÍCULOS LICENCIADOS NO ESTADO DO PARANÁ POR MUNICÍPIO NO ANO DE 2013

FROTA DE VEÍCULOS LICENCIADOS NO ESTADO DO PARANÁ POR MUNICÍPIO NO ANO DE 2013 FROTA DE VEÍCULOS LICENCIADOS NO ESTADO DO PARANÁ POR MUNICÍPIO NO ANO DE 2013 MUNICÍPIO ABATIA 1.980 ADRIANOPOLIS 1.255 AGUDOS DO SUL 2.376 ALMIRANTE TAMANDARE 27.168 ALTAMIRA DO PARANA 783 ALTO PARAISO

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO JULHO DE 2013 (DADOS ATÉ JUNHO DE 2013)

COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO JULHO DE 2013 (DADOS ATÉ JUNHO DE 2013) Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO JULHO DE 2013 (DADOS ATÉ JUNHO DE

Leia mais

01 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE

01 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE www.ipardes.gov.br 01 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE 01 - Microrregião Geográfica Paranavaí Alto Paraná Amaporã Cruzeiro do Sul Diamante do Norte Guairaçá Inajá Itaúna do Sul Jardim Olinda

Leia mais

01 - REGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE

01 - REGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE www.ipardes.gov.br 01 - REGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE Alto Paraíso (1) Alto Paraná Alto Piquiri Altônia Amaporã Brasilândia do Sul Cafezal do Sul Cianorte Cidade Gaúcha Cruzeiro do Oeste Cruzeiro

Leia mais

FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE UNIÃO DA VITÓRIA FAFI (09 PROJETOS APROVADOS)

FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE UNIÃO DA VITÓRIA FAFI (09 PROJETOS APROVADOS) Municípios onde acontecem as atividades do Programa de Extensão Universidade Sem Fronteiras, relacionados às respectivas Instituições proponentes dos projetos aprovados FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA,

Leia mais

ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ

ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ 2 ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ O papel da FAEP é defender ações que promovam o desenvolvimento do agronegócio, dentro

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED ETAPA 19 - EDUCAÇÃO DO CAMPO EDITAL N.º 90/2011 DG/SEED Cargo de Professor do Ensino Fundamental - Séries Finais do Ensino Fundamental e Médio para atuação nas/nos Escolas/Colégios do Campo da Rede Estadual

Leia mais

DIRETRIZES PARA PAGAMENTO (POR PAÍS)

DIRETRIZES PARA PAGAMENTO (POR PAÍS) PT (115) DIRETRIZES PARA PAGAMENTO (POR PAÍS) Este documento tem o propósito de informar rotarianos sobre opções de pagamento e dados necessários para recebimento de fundos do Rotary. Consulte a lista

Leia mais

Subsídios para construção dos critérios de priorização RELAÇÃO DAS COMARCAS POR ENTRÂNCIA E POR ORDEM ALFABÉTICA. Hab./Promotor Defasagem Apoio

Subsídios para construção dos critérios de priorização RELAÇÃO DAS COMARCAS POR ENTRÂNCIA E POR ORDEM ALFABÉTICA. Hab./Promotor Defasagem Apoio Subsídios para construção dos critérios de priorização RELAÇÃO DAS POR ENTRÂNCIA E POR ORDEM ALFABÉTICA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA Membros jurídico 1 ALMIRANTE TAMANDARE 2 3 40.377 2 2 2 2 ARAUCARIA

Leia mais

TABELA - OFÍCIOS DE DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO ORDEM DESCRESCENTE SEGUNDO O ART. 98, 2º, ADCT/CF

TABELA - OFÍCIOS DE DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO ORDEM DESCRESCENTE SEGUNDO O ART. 98, 2º, ADCT/CF TABELA - OFÍCIOS DE DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO ORDEM DESCRESCENTE SEGUNDO O ART. 98, 2º, ADCT/CF (DISTRIBUIÇÃO PERCENTUAL DA POPULAÇÃO COM RENDA DE ATÉ 3 SALÁRIOS MÍNIMOS) Mesorregião Seção Judiciária

Leia mais

Territórios rurais do Paraná Rafael Fuentes Llanillo 1 Tiago Pellini 2 Moacyr Doretto 3

Territórios rurais do Paraná Rafael Fuentes Llanillo 1 Tiago Pellini 2 Moacyr Doretto 3 Territórios rurais do Paraná Rafael Fuentes Llanillo 1 Tiago Pellini 2 Moacyr Doretto 3 Resumo Este artigo descreve trabalho de identificação de agrupamentos de municípios que constituem, de facto ou potencialmente,

Leia mais

Índice de desenvolvimento humano

Índice de desenvolvimento humano 1Monitorizar o desenvolvimento humano: aumentar as escolhas das pessoas... Índice de desenvolvimento humano a DESENVOLVIMENTO HUMANO ELEVADO Valor do índice de desenvolvimento humano (IDH) Esperança de

Leia mais

Entrance Visas in Brazil ( Updating on 01/11/2013 )

Entrance Visas in Brazil ( Updating on 01/11/2013 ) Entrance Visas in Brazil ( Updating on 01/11/2013 ) Legend # Entrance allowed by presenting Civil Identity Card * - Maximum stay of 90 days every 180 days For more informations: Phone: +55 11 2090-0970

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA EDITAL 015/2014 REFERENTE À RETIFICAÇÃO DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE ALUNOS PARA OS CURSOS TÉCNICOS EM AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

Leia mais

A lista que se segue mostra o sistema de definição de televisão standard utilizado na maioria dos Países do Mundo. American Forces Radio.

A lista que se segue mostra o sistema de definição de televisão standard utilizado na maioria dos Países do Mundo. American Forces Radio. SISTEMAS DE TV MUNDIAIS Países diferentes usam sistemas de TV diferentes. A diferença entre estes sistemas reside em parte na forma como a informação do sinal de cor é modulada com a informação de luminosidade

Leia mais

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil PAÍS Visto de Turismo Visto de Negócios Observação Afeganistão Visto exigido Visto exigido África do Sul Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias Albânia Dispensa de visto,

Leia mais

Eficiência Energética em Entidades Assistenciais

Eficiência Energética em Entidades Assistenciais Eficiência Energética em Entidades Assistenciais Jamilton W. Lobo, Valério J. Novak e Gustavo Klinguelfus Resumo O projeto Eficiência Energética em Entidades Assistenciais foi desenvolvido dentro do Programa

Leia mais

Variação Nominal 2014 (R$) 2015 (R$)

Variação Nominal 2014 (R$) 2015 (R$) EFEITURA Prefeitura Municipal de Curitiba - 6.346.677.306,99 6.742.950.033,42 6,2% 232.408.902,89 245.892.721,14 5,8% 1.099.851.341,85 1.232.689.762,66 12,1% Prefeitura Municipal de Londrina - 1.311.641.806,25

Leia mais

O SECRETARIO DE ESTADO DA SAUDE

O SECRETARIO DE ESTADO DA SAUDE RESOLUÇÃO SESA Nº 177/2015 (Publicada no Diário Oficial do Estado nº 9452, de 15/05/15) Autoriza o repasse do Fundo Estadual de Saúde para os Fundos Municipais de Saúde, destinado ao Incentivo Financeiro

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 07/02/2013) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 07/02/2013) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

AVISO DE RETIFICAÇÃO II

AVISO DE RETIFICAÇÃO II AVISO DE RETIFICAÇÃO II EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 206/2013 O SESI-PR, através de sua Comissão de Licitação, torna pública RETIFICAÇÃO referente ao edital de licitação acima relacionado, conforme segue:

Leia mais

Federação Nacional dos Portuários. Boletim Econômico. (Agosto 2015)

Federação Nacional dos Portuários. Boletim Econômico. (Agosto 2015) Boletim Econômico (Agosto 2015) I. Movimentação Portuária As estatísticas de movimentação portuária, publicada pela ANTAQ, referente ao primeiro trimestre de 2015 mostram que os portos organizados e os

Leia mais

L A E R T E J. S I L V A

L A E R T E J. S I L V A MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

Inscrição de. Peregrinos. Jornada Mundial da Juventude

Inscrição de. Peregrinos. Jornada Mundial da Juventude Inscrição de Peregrinos Jornada Mundial da Juventude Bem-vindos à JMJ Rio2013 Em breve serão abertas as inscrições para a JMJ Rio2013. Organize seu grupo! A pouco menos de um ano para o início da JMJ Rio2013

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 14/05/2014) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 14/05/2014) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

ANEXO TABELAS, QUADROS E MAPAS

ANEXO TABELAS, QUADROS E MAPAS ANEXO TABELAS, QUADROS E MAPAS 72 TABELA A.1.1 - DISTRIBUIÇÃO DOS OCUPADOS DE 10 A 13 ANOS POR SETORES E RELAÇÃO DE SUA ATIVIDADE COM A DO PAI OU RESPONSÁVEL, SEGUNDO SETOR - 2000 ATIVIDADE IGUAL À DO

Leia mais

Campanha de Vendas SuperAção Cresol 2014

Campanha de Vendas SuperAção Cresol 2014 Campanha de Vendas SuperAção Cresol 2014 1. PERÍODO A campanha SuperAção Cresol 2014 será realizada no período de 01/03/2014 a 31/12/2014. 2. OBJETIVO DA CAMPANHA Esta campanha busca aumentar o volume

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA CENTRO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA

TRIBUNAL DE JUSTIÇA CENTRO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA TRIBUNAL DE JUSTIÇA CENTRO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE 2013 COMO FAZ TODOS OS ANOS, O TRIBUNAL IMUNIZARÁ SEUS FUNCIONÁRIOS ATIVOS CONTRA A GRIPE A E A GRIPE SAZONAL - VACINA TRIVALENTE

Leia mais

Estatuto da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação Undime-PR

Estatuto da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação Undime-PR Estatuto da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação Undime-PR Capítulo I Da denominação, sede, foro e fins Art 1º - A União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação do Paraná Undime-PR,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/ PPGD/2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/ PPGD/2012 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/ PPGD/2012 Disciplina a concessão de Recursos do PROEX/CAPES para a participação

Leia mais

IDH M - Relação por entrância e por ordem alfabética SUBPLAN - março 2012

IDH M - Relação por entrância e por ordem alfabética SUBPLAN - março 2012 IDH M - Relação por entrância e por ordem alfabética SUBPLAN - março 2012 S DE ENTRÂNCIA FINAL S POPULAÇÃO 1 CASCAVEL 301.898 3 0,810 Oeste 2 FOZ DO IGUAÇU 276.929 2 0,788 Oeste 3 GUARAPUAVA 205.618 5

Leia mais

CIDADE SEDE Piraí do Sul* Bituruna* Candói. Guarapuava. Irati. Porto Barreiro. Porto Vitória. Rio Azul* União da Vitória. Guaraqueçaba.

CIDADE SEDE Piraí do Sul* Bituruna* Candói. Guarapuava. Irati. Porto Barreiro. Porto Vitória. Rio Azul* União da Vitória. Guaraqueçaba. PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 2: Produção Simbólica e Diversidade Cultural Sub-eixo: Democratização da Comunicação e Cultura Digital PROPOSTAS Intercâmbio de apresentações

Leia mais

PARTICIPAÇÃO (%) DO FPM NAS RECEITAS CORRENTES DO MUNICÍPIO. Prefeitura Municipal de Curitiba - PR 3,66% 3,65% 17,33% 18,28%

PARTICIPAÇÃO (%) DO FPM NAS RECEITAS CORRENTES DO MUNICÍPIO. Prefeitura Municipal de Curitiba - PR 3,66% 3,65% 17,33% 18,28% PARTICIPAÇÃO (%) DO FPM NAS RECEITAS CORRENTES Prefeitura Municipal de Curitiba - PR 3,66% 3,65% 17,33% 18,28% Prefeitura Municipal de Londrina - PR 4,77% 4,29% 16,76% 17,69% Prefeitura Municipal de Maringá

Leia mais

PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO TOTAL DOS MUNICÍPIOS DO PARANÁ PARA O PERÍODO 2016-2030 - ALGUNS RESULTADOS 1

PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO TOTAL DOS MUNICÍPIOS DO PARANÁ PARA O PERÍODO 2016-2030 - ALGUNS RESULTADOS 1 PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO TOTAL DOS S DO PARANÁ PARA O PERÍODO 2016-2030 - ALGUNS RESULTADOS 1 A projeção da população dos municípios do Paraná disponibilizada pelo IPARDES em sua base de dados (BDEweb) 2

Leia mais

DDI VIA EMBRATEL Relação de países e seus respectivos códigos de acesso

DDI VIA EMBRATEL Relação de países e seus respectivos códigos de acesso PAIS CODIGO ACESSO DDI AFEGANISTAO 93 N AFRICA DO SUL 27 S ALASCA 1 S ALBANIA 355 S ALEMANHA 49 S ANDORRA 376 S ANGOLA 244 S ANGUILLA 1 S ANT.HOLANDESAS 599 S ANTIGUA 1 S ARABIA SAUDITA 966 S ARGELIA 213

Leia mais

PORTARIA ABHA Nº 002/2015, DE 23 DE JANEIRO DE 2015

PORTARIA ABHA Nº 002/2015, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 PORTARIA ABHA Nº 002/2015, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre concessão de diária, ou custeio, e transporte em viagem a serviço ao funcionário da Associação Multissetorial de Usuários de Recursos Hídricos

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Notícias PUBLICADO DECRETO QUE MODIFICA VALORES DAS DIÁRIAS Brasília, 05/10/2005 - O governo assinou decreto que corrige uma situação que vem afetando servidores que atuam nas áreas de fiscalização e operações

Leia mais

*DECRETO Nº 2.101, DE 18 DE AGOSTO DE 2009.

*DECRETO Nº 2.101, DE 18 DE AGOSTO DE 2009. Diário Oficial nº : 25145 Data de publicação: 24/08/2009 Matéria nº : 238068 *DECRETO Nº 2.101, DE 18 DE AGOSTO DE 2009. Dispõe sobre a concessão de diárias a servidores públicos civis ou militares e empregados

Leia mais

Ofício Circular nº 11/2013-CGMP Curitiba, 11 de abril de 2013. Senhor(a) Promotor(a), Senhor (a) Servidor(a):

Ofício Circular nº 11/2013-CGMP Curitiba, 11 de abril de 2013. Senhor(a) Promotor(a), Senhor (a) Servidor(a): Ofício Circular nº 11/2013-CGMP Curitiba, 11 de abril de 2013. Senhor(a) Promotor(a), Senhor (a) Servidor(a): Já próximo da data limite, mesmo considerada a ampliação de prazo determinada pela Comissão

Leia mais

Tarifário 2016 Em vigor a partir de 1/1/2016

Tarifário 2016 Em vigor a partir de 1/1/2016 Uzo Original Destino Preço por Minuto/SMS/MMS Voz Todas as redes nacionais 0,193 Voz (tarifa reduzida) Todas as redes nacionais 0,145 SMS Todas as redes nacionais 0,098 SMS (tarifa reduzida) Todas as redes

Leia mais

Fundo Monetário Internacional

Fundo Monetário Internacional Fundo Monetário Internacional É uma organização internacional que pretende assegurar o bom funcionamento do sistema financeiro mundial pelo monitoramento das taxas de câmbio e da balança de pagamentos,

Leia mais

SITUAÇÃO DA GRIPE A (H1N1) NO PARANÁ - 2012 BOLETIM INFORMATIVO - 03/2012 Atualizado em 02/07/2012 às 18h

SITUAÇÃO DA GRIPE A (H1N1) NO PARANÁ - 2012 BOLETIM INFORMATIVO - 03/2012 Atualizado em 02/07/2012 às 18h Governo do Estado do Paraná (SESA) Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA GRIPE A (H1N1) NO PARANÁ - 2012 BOLETIM INFORMATIVO - 03/2012 Atualizado em 02/07/2012 às 18h A informa que o Paraná teve 381 casos

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DO ESPORTE - PARANÁ ESPORTE - JUSTIÇA DESPORTIVA 54º JOGOS ABERTOS DO PARANÁ FASE FINAL - TOLEDO

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DO ESPORTE - PARANÁ ESPORTE - JUSTIÇA DESPORTIVA 54º JOGOS ABERTOS DO PARANÁ FASE FINAL - TOLEDO GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DO ESPORTE - PARANÁ ESPORTE - JUSTIÇA DESPORTIVA 54º JOGOS ABERTOS DO PARANÁ FASE FINAL - TOLEDO TERMO DE DECISÃO O TRIBUNAL ESPECIAL DE JUSTIÇA DESPORTIVA, por ocasião

Leia mais

Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu

Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/2014 - FOZPREV DATA: 5 de junho de 2014 SÚMULA: Regulamenta critérios de participação em eventos externos e procedimentos para a utilização de diárias de viagem e passagens custeadas

Leia mais

Aos PAIS LEVANDO os FILHOS para o EXTERIOR, TRAZENDO os FILHOS para o JAPÃO

Aos PAIS LEVANDO os FILHOS para o EXTERIOR, TRAZENDO os FILHOS para o JAPÃO Aos PAIS LEVANDO os FILHOS para o EXTERIOR, TRAZENDO os FILHOS para o JAPÃO Problemas relacionados ao sequestro de crianças (Sistema jurídico de cada país e a Convenção de Haia) Ministério dos Negócios

Leia mais

PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO

PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO PROPOSTAS DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS DE CULTURA EIXO 4: Cultura e Desenvolvimento Sub-eixo: Institucionalização de Territórios Criativos e Valorização do Patrimônio Cultural em Destinos

Leia mais

AD(ADICIONAL POR CHAMADA) Sercomtel A PR 0,76 0,99 1,48. Intra-rede 1Mbyte 0,16

AD(ADICIONAL POR CHAMADA) Sercomtel A PR 0,76 0,99 1,48. Intra-rede 1Mbyte 0,16 ANEXO I PLANO EMPRESA GRUPO - TARIFA ZERO (Plano Nº 026/PÓS/SMP) TARIFAÇÃO ITEM APLICAÇÃO VALOR Habilitação Por acesso R$ 45,08 Assinatura Mensal Por acesso R$ 5,00 Tráfego Mensal VC Intra-Rede Contratado

Leia mais

Campus Prof. José Rodrigues Seabra - Av. BPS, 1303 - Bairro Pinheirinho - CEP 37500-903 - Itajubá -MG - Brasil Fone (35) 3629 1771

Campus Prof. José Rodrigues Seabra - Av. BPS, 1303 - Bairro Pinheirinho - CEP 37500-903 - Itajubá -MG - Brasil Fone (35) 3629 1771 RESOLUÇÃO Nº 001/2015 Dispõe sobre os critérios e valores de concessão e pagamento de auxílio financeiro a alunos para participação em eventos, cursos e trabalhos de campo. O Pró-Reitor de Extensão, da

Leia mais

Em novembro de 2010 a Rádio Tarobá FM se somou ao grupo, passando a fazer parte das emissoras já consolidadas que nasceram com o jeito do Paraná.

Em novembro de 2010 a Rádio Tarobá FM se somou ao grupo, passando a fazer parte das emissoras já consolidadas que nasceram com o jeito do Paraná. Determinação e Profissionalismo Afiliada à Rede Bandeirantes de Comunicação, a TV Tarobá nasceu em Cascavel no ano de 1979 e em Londrina em 1996. Ao longo de toda a sua história somou determinação e profissionalismo

Leia mais

Tabelas estatísticas

Tabelas estatísticas Tabelas estatísticas Estatísticas sociais e econômicas de países e territórios do mundo, com referência particular ao bem-estar da criança. Panorama..........................................82 Nota geral

Leia mais

DECRETO Nº 13.169 DE 12 DE AGOSTO DE 2011

DECRETO Nº 13.169 DE 12 DE AGOSTO DE 2011 Publicado no DOE em 13 e 14 de agosto de 2011 DECRETO Nº 13.169 DE 12 DE AGOSTO DE 2011 Dispõe sobre a concessão de diárias no âmbito da Administração Pública direta, autárquica e fundacional do Poder

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 58, DE 20 DE JULHO DE 2010.

RESOLUÇÃO N. 58, DE 20 DE JULHO DE 2010. (Publicada no Diário da Justiça, Seção Única, de 16/08/2010, págs. 01/02) RESOLUÇÃO N. 58, DE 20 DE JULHO DE 2010. Dispõe sobre a concessão e o pagamento de diárias no âmbito do Conselho Nacional do Ministério

Leia mais

5 A ajuda de custo será concedida ainda de acordo com as seguintes condições:

5 A ajuda de custo será concedida ainda de acordo com as seguintes condições: Universidade Federal do Ceará Centro de Ciências Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular Programa de Pós-Graduação em Bioquímica Campus do Pici - Bloco 907 - CEP 60.451-970 Telefone +55 85 3366

Leia mais

A Assembléia Legislativa do Estado do Paraná decretou e eu sanciono a seguinte lei:

A Assembléia Legislativa do Estado do Paraná decretou e eu sanciono a seguinte lei: LEI DE CRIAÇÃO DO MUNICIPIO DE IVAIPORÃ Lei 4245-25 de Julho de 1960 Publicado no Diário Oficial n o. 119 de 28 de Julho de 1960 Súmula: Cria no Quadro Territorial do Estado, os municípios que especifica.

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 006, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2010, DO REITOR DA UFTM.

RESOLUÇÃO N. 006, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2010, DO REITOR DA UFTM. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO UBERABA-MG RESOLUÇÃO N. 006, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2010, DO REITOR DA UFTM. Dispõe sobre a solicitação, autorização, concessão e prestação

Leia mais

1.2 UNIDADE TERRITORIAL

1.2 UNIDADE TERRITORIAL 1.2 UNIDADE TERRITORIAL O Estado do Paraná localiza-se na parte ocidental, à esquerda do Meridiano de Greenwich e abaixo da Linha do Equador, no hemisfério sul. É cortado pelo Trópico de Capricórnio, o

Leia mais

Campus Prof. José Rodrigues Seabra - Av. BPS, 1303 - Bairro Pinheirinho - CEP 37500-903 - Itajubá -MG - Brasil Fone (35) 3629 1771

Campus Prof. José Rodrigues Seabra - Av. BPS, 1303 - Bairro Pinheirinho - CEP 37500-903 - Itajubá -MG - Brasil Fone (35) 3629 1771 EDITAL N 01/2015/Unifei/Proex, de 14 de janeiro de 2015. CHAMADA PÚBLICA PARA CONCESSÃO DE AUXÍLIO-EXTENSÃO PARA PARTICIPAÇÃO EM ATIVIDADES QUE ENVOLVEM COMPETIÇÕES TECNOLÓGICAS, EVENTOS ESPORTIVOS E CULTURAIS.

Leia mais

ESTUDO LOGÍSTICO SOBRE A CAPACIDADE DE ESTOCAGEM DE SOJE EM QUATRO MICRORREGIÕES NO ESTADO DO PARANÁ

ESTUDO LOGÍSTICO SOBRE A CAPACIDADE DE ESTOCAGEM DE SOJE EM QUATRO MICRORREGIÕES NO ESTADO DO PARANÁ XXX ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Maturidade e desafios da Engenharia de Produção: competitividade das empresas, condições de trabalho, meio ambiente. São Carlos, SP, Brasil, 12 a15 de outubro

Leia mais

Programa de Incentivo para Bancos em Países Emergentes Perguntas & Respostas Janeiro de 2016

Programa de Incentivo para Bancos em Países Emergentes Perguntas & Respostas Janeiro de 2016 Programa de Incentivo para Bancos em Países Emergentes Perguntas & Respostas Janeiro de 2016 1. O que é o Programa de Incentivo para bancos em Países Emergentes? O Programa de Incentivo para Bancos em

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE 2010 Dispõe sobre a concessão e o pagamento de diárias no âmbito do Conselho Nacional do Ministério Público, do Ministério Público da União e dos Estados e dá outras Providências.

Leia mais

2015 Global Feed Survey

2015 Global Feed Survey 2015 Global Feed Survey 2015 RESULTADOS DA PESQUISA RESUMO EXECUTIVO 2015 é o quarto ano consecutivo que a Alltech realiza a pesquisa global sobre rações. Este empreendimento exige uma quantidade significativa

Leia mais

A INSUFICIÊNCIA DE RENDA NOS DOMICÍLIOS PARANAENSES

A INSUFICIÊNCIA DE RENDA NOS DOMICÍLIOS PARANAENSES Nº 11 - MAIO 2011 GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ Carlos Alberto Richa Governador SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E COORDENAÇÃO GERAL Cassio Taniguchi Secretário INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA Edital 01/2009

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA Edital 01/2009 Almirante Tamandaré Oficial de Promotoria 44 1 Alto Paraná Oficial de Promotoria Altônia Oficial de Promotoria 10 1 Andirá Oficial de Promotoria Antonina Oficial de Promotoria Apucarana Oficial de Promotoria

Leia mais

PARANÁ. Tipo de Serviço. Dias de Funcionamento

PARANÁ. Tipo de Serviço. Dias de Funcionamento PR CORREIOS AC ABATIA RUA ELOI PEREIRA, 118 CENTRO ABATIA ABATIA OI Fixo, OI Móvel Segunda a Sexta 09:00-12:00 / 13:30-16:30 PR CORREIOS AC ADRIANÓPOLIS RUA FRANCA MARTINS, 09 CENTRO ADRIANÓPOLIS ADRIANOPOLIS

Leia mais

1º Excetuam-se da remuneração integral as vantagens indenizatórias, eventuais e transitórias.

1º Excetuam-se da remuneração integral as vantagens indenizatórias, eventuais e transitórias. DECRETO Nº 1.863, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2013 Regulamenta o afastamento do servidor público efetivo para frequentar curso de pós-graduação e estabelece outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA

Leia mais

Es t i m a t i v a s

Es t i m a t i v a s Brasileiros no Mundo Es t i m a t i v a s Ministério das Relações Exteriores - MRE Subsecretaria Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior - SGEB Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior

Leia mais

2009-2012 MEIOS DE HOSPEDAGEM. SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 1

2009-2012 MEIOS DE HOSPEDAGEM. SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 1 2009-2012 MEIOS DE HOSPEDAGEM SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 1 Governador do Estado Carlos Alberto Richa Secretário de Estado do Turismo Jackson Pitombo Diretora Presidente

Leia mais